Você está na página 1de 6

O Natal e o significado do tempo

O mundo cresce a um ritmo acelerado. apesar de algumas perturbações na economia que, em


última análise e simultaneamente, são motores e consequências do crescimento.
O nosso mundo vive no espaço e no tempo, mas o tempo parece ser aquilo que constantemente
nos foge, que constantemente nos falta, que constantemente determina o sucesso ou o fracasso.
A própria noção de crescimento implica um intervalo de tempo durante o qual se avalia a
variação do produto nacional bruto ou da cotação das acções.
O nosso maior drama actual é a dificuldade em lidar com o tempo.
A propósito conto uma pequena história que ouvi ao Pe. Nuno Tovar de Lemos:
- "Conta-se que o Pe. António Vieira, nas suas viagens no interior do Brasil era acompanhado por um conjunto
de escravos índios que carregavam os mantimentos e tudo o mais que era necessário ao desempenho da missão.
Numa dessas viagens e ao fim de pouco tempo de caminho, os índios pararam, pousaram a carga no chão e
sentaram-se. Quando lhes perguntaram o que se passava, responderam:
- Os nossos corpos estão a ir tão depressa que perderam as nossas almas. Estamos aqui parados, à espera que as
nossas almas nos apanhem".
Se pensarmos nas nossas vidas, é fácil identificarmo-nos com esses índios do século XVII.
Quantas vezes a velocidade que imprimimos àquilo que temos que fazer é inadequada àquilo que
devemos ser.
A questão do significado do tempo, do nosso tempo, do modo como usamos o tempo, perpassa
todas as actividades que compõem a nossa vida e, portanto, têm a ver com tudo: economia,
política, divertimento, família, trabalho, comunidade, etc.
Contudo, o significado do tempo, é encontrável num instante de tempo há dois mil anos, em que
Deus decidiu fazer-se um de nós, elevando a dignidade do homem ao nível da divindade. É
encontrável hoje, na Igreja, pelo testemunho do Papa e dos seus bispos que nos recordam, num
mundo esquecido de Deus, que é Ele o Senhor do tempo.
O que fazer então com o "nosso tempo", com o tempo que Deus nos oferece como
circunstãncia para O conhecermos melhor?
Há uma resposta para cada um de nós, mas esta mensagem de Natal que me foi enviada pelo Pe.
João Caniço, pode ser inspiradora:
"-Passeava pela rua, quando encontrei uma loja com o letreiro"Loja de Deus".
Entrei. Estava um anjo ao balcão. Maravilhado, perguntei:
- Santo Anjo do Senhor, o que vendes?
Ele respondeu:
- Todos os dons de Deus...
- E os preços são caros?
- Não! É tudo de graça!...
Dei uma volta pela loja e vi jarros, frascos, pacotes de esperança, caixas e caixinhas de salvação e de
sabedoria...
Então, pensei um pouco e pedi:
- Por favor, quero muito amor de Deus, todo o Seu perdão, um grande pacote de fé, bastante felicidade e a
salvação eterna para mim e para toda a minha família e amigos.
Com surpresa minha, o anjo preparou apenas um pequeno embrulho que cabia na minha mão. Sem perceber,
perguntei:
- Como é possível meter tantas coisas num embrulho tão pequeno?
O anjo respondeu a sorrir:
- Meu querido irmão: na loja de Deus, não oferecemos os frutos, mas apenas as sementes...
Que este Natal Jubilar seja um momento de devolvermos o tempo ao Senhor do tempo para que
no ano que começa saibamos ser co-criadores com Ele das sementes que continuamente nos dá.
Pedro Aguiar Pinto
Business this year
Dec 21st 2000
From The Economist print edition
A growing world

World output grew by an estimated 4.9% in


2000, its fastest pace for 16 years. America
led the way: its GDP surged by more than
5%, well ahead of growth in Japan and the
euro area. How long can this last? As the
year drew to a close, there were increasing
fears about a “hard landing” for the
American economy. After raising interest
rates three times during the year, the Fed
signalled that the next move will probably be
down. dot.com shares hit fever-pitch. As the year
wore on, finance for Internet companies
The euro fell against the dollar for most of dried up, high-profile firms foundered and
the year, touching a low of $0.83 in late the first casualties appeared. America’s tech-
October—30% below its starting level in heavy Nasdaq Composite index fell some
January 1999—before recovering slightly as 38% from the beginning of the year, and
the American economy appeared to stumble. 50% from its peak.
The dollar’s strength accompanied a further
widening of America’s current-account (Correio da Manhã, 20001218
deficit, to a record 4.5% of GDP in the third
quarter. ASSISTENCIA A CRIANÇAS
The oil price hit a ten-year high, edging to DEPENDENTE DE
$37 a barrel. OPEC responded to pressure,
particularly from America, and announced DONATIVOS
modest quota increases in September and
November. Prices fell at the end of the year
as the extra oil came on to the market.
Lower tech

Stockmarkets reached record levels in


March as the thirst for technology and

Albergando duas dezenas de crianças abandonadas


ou em situação de risco, a 'Ajuda de Berço' apela
ao apoio financeiro, bem como à doação de
géneros alimentares e de higiene (fotos Manuel
Moreira)
Acolher crianças carenciadas e pôr cobro às suas
necessidades diárias é o propósito da 'Ajuda de
Berço' - uma Instituição Particular de Solidariedade
Social que, desde há três anos, vem
desenvolvendo esta tarefa tão trabalhosa quanto
dispendiosa. E é justamente com vista a angariar
apoios capazes de amenizar este grande encargo
que, em plena quadra natalícia, a instituição abre
as portas ao Correio da Manhã e divulga as várias
possíveis modalidades pelas quais pode ser
ajudada. "Esta instituição vive exclusivamente de
donativos, e, apesar de não nos podermos queixar Com efeito, e segundo a referida responsável,
do que temos recebido - de particulares, de apesar da 'Ajuda de Berço' contar com a
empresas, da Igreja e dos próprios subsídios colaboração de "cerca de uma centena" de
públicos -, temos de continuar, sempre e em voluntários, "quantos mais houver melhor". E
permanência, a apelar à contribuição alheia", Madalena Maynone explica as razões de tal
adianta ao CM uma das directoras da instituição, solicitação: "Cuidar de 20 crianças tão pequenas
Madalena Maynone, justificando esta contínua requer muito, mas mesmo muito, trabalho, e,
necessidade de pedir donativos com a (também infelizmente, há voluntários que se comprometem a
contínua) necessidade de assegurar alimentação e colaborar em determinado dia e horário e acabam
higiene às vinte crianças que a instituição tem à sua por faltar", lamenta. Recordando que os cuidados
guarda. Com efeito, dispondo já de aspectos infantis não podem estar à mercê de uma
essenciais como instalações (graciosamente colaboração incerta, com a qual não se possa
cedidas pela Câmara Municipal de Lisboa) e contar com toda a certeza, Madalena Maynone
mobiliário (doado por particulares e empresas), a apela ao voluntariado, mas "ao voluntariado
'Ajuda de Berço' "precisa, sobretudo, de fraldas, responsável, que cumpra as presenças e horários
toalhitas, leite e papas", enumera a referida com que se compromete".
responsável, sublinhando que são esses os bens
que mais falta fazem ao conjunto específico de Dar VIDA a África
crianças que ali são acolhidas - que têm idades A Associação de Voluntariado Internacional
compreendidas entre os zero e os três anos. para o Desenvolvimento Africano (V.I.D.A.),
Custos atingem 40 milhões/ano lançou um projecto de ajuda às populações de
"As crianças que recebemos são, na sua maioria, Angola, Moçambique e Guiné-Bissau.
abandonadas à nascença ou 'de risco', ou seja,
afastadas, por decisão do Tribunal de Menores, de Luís Pedro de Sousa
ambientes familiares irresponsáveis ou
desestruturados", explica a referida directora,
Dar VIDA a África
esclarecendo que a escolha da faixa etária a que a
instituição se dedica tem origem "num pedido da
A Associação de Voluntariado Internacional para o
própria Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que
Desenvolvimento Africano (V.I.D.A.), lançou um
diz haver poucas instituições vocacionadas para
projecto de ajuda às populações de Angola,
crianças tão pequenas (alguns recém-nascidos
Moçambique e Guiné-Bissau. A intenção é receber
mesmo) dada a sua fragilidade e consequente
donativos para a conta VIDA no BCP, nº 0574289,
melindre de quem os toma à sua responsabilidade",
com o objectivo de assim esta associação puder
adianta. E a referida responsabilidade, para além
continuar os seus projectos nestes países de língua
de requerer empenho afectivo e temporal, "também
oficial portuguesa.
implica custos", alerta a directora, revelando
Os donativos, juntamente com os fundos de
"existirem 35 profissionais (entre educadora,
doadores nacionais, internacionais, públicos e
auxiliares de educadora, cozinheira e pessoal de
privados, não serão entregues a um beneficiário,
secretaria e limpeza) que são empregadas
mas antes gastos nas melhorias de condições de
remuneradas". Feitas as contas (à soma dos
vida que assegurem a dignidade humana.
ordenados, despesas de manutenção, de
Actualmente a V.I.D.A. desenvolve um projecto
electricidade, água, gás, despesas de saúde), a
rural em Chipipa (Angola), um projecto de saúde
actuação da 'Ajuda de Berço' "implica um
comunitária em S. Domingos (Guiné-Bissau), e um
orçamento anual que ronda os 40 mil contos",
projecto de segurança alimentar dos camponeses
revela Madalena Maynone, reiterando a
de Djavula (Moçambique).
necessidade de constante apoio financeiro. "É claro
que temos vários apoios... de resto, nem
[13-12-2000 12:34:09] [Internacional] [818
poderíamos existir de outro modo", sublinha a
caracteres] [Grátis] [ Luís Pedro de Sousa ]
referida directora, fazendo questão de mostrar
gratidão "não apenas a diversas entidades públicas
e privadas" - sendo que, algumas delas, até
prescindem de ver o seu gesto divulgado -, "como
Troca de prendas
também à Igreja, que doou metade do montante A Carta dos Direitos do homem, aprovada na
recolhido na renúncia quaresmal de Lisboa, e ao Cimeira de Nice esqueceu-se de Deus. Nem
Governo que, através da Misericórdia, dá um acredito que fosse por mal ou por estratégia de
contributo fixo mensal por cada criança". ateísmo. Terá sido por esse medo protocolar de
Voluntariado precisa-se envolver Deus no quotidiano do homem. Ou
Para além da ajuda directamente financeira (que como quem diz: “quem quer Deus vá à Igreja;
pode ser efectuada, quer pela quotização de aqui é a praça”.
associado, quer por um donativo pontual, através António Rego
da conta do Banco Sotto Mayor com o NIB número
001500200080843776519) ou de entrega de bens À medida que vamos mergulhando mais
como as referidas fraldas, papas, leite, brinquedos profundamente no mistério da vida e no oceano da
(que poderão ser entregues na instituição, situada história, nos apercebemos que a arrogância do
na lisboeta Avenida de Ceuta, 51), a directora da saber é ridícula. De facto, com o tempo,
'Ajuda de Berço' refere ainda um outro tipo de ajuda aprendemos mais coisas. Mas aprendemos a saber
possível: "O não menos importante voluntariado." menos.
A Carta dos Direitos do homem, aprovada na Carlos Magno oferece ao Santo Padre o motivo
Cimeira de Nice esqueceu-se de Deus. Nem para comentar a tentativa de nova síntese levada a
acredito que fosse por mal ou por estratégia de cabo pela Carta dos Direitos Fundamentais da
ateísmo. Terá sido por esse medo protocolar de União Europeia: trata-se de um Documento que
envolver Deus no quotidiano do homem. Ou como desaponta o Papa, por não ter sido inserido no
quem diz: “quem quer Deus vá à Igreja; aqui é a texto nem sequer uma referência a Deus, no qual,
praça”. por outro lado, “reside a fonte suprema da
Na Inglaterra o padre Long Buckby ia sendo dignidade da pessoa humana e dos seus direitos
lançado à fogueira por ter dito em voz baixa a um fundamentais”.
grupo de crianças na escola: “aqui, só p’ra gente: o “Não é suficiente enfatizar com belas palavras a
Pai Natal não existe”. A recusa deste pequeno dignidade da pessoa – afirma o Papa – quando
enfeite natalício, laico e consensual, não pode ser depois os seus direitos são violados na prática”. E
banido do “imaginário das nossas pobres crianças cita as políticas a favor do aborto, e as que
tão esvaziadas de símbolos”. O protesto abalou o admitem a possibilidade da eutanásia e das
reino. tecnologias genéticas que não respeitam o embrião
Nas vésperas deste Natal um casal, com dois humano. A este propósito, João Paulo II recorda
filhos, recebe amigos em casa. É verdade que que foi precisamente a negação de Deus e dos
raramente a religião lhes cruza os diálogos da seus mandamentos que conduziu no séc. XX à
amizade. Mas algo de estranho aconteceu nesta violência das ideologias. Aos responsáveis políticos
terna visita. Ao aproximar-se da árvore do Natal, da Europa de hoje, o Papa recorda que “é preciso
um dos meninos visitantes, com oito lindas ter mais coragem na defesa dos direitos da pessoa
primaveras, reparou que junto ao tronco da árvore e da família”.
de Natal havia algumas figuras. Olhou para uma
delas, a mais pequenina e perguntou, como quem [18-12-2000 15:42:13] [Internacional] [1779 caracteres]
encontra um objecto estranho: “O que é isto [Grátis] [ EcclesiaInt ]
mamã?”
Era o Menino Jesus.
E, pelos vistos, estava a mais naquele quadro O Jubileu do sorriso
feérico. Homens e mulheres do mundo do
É possível que, de esquecimento em esquecimento espectáculo viveram, com o Papa, o último
cheguemos mesmo ao vazio. Jubileu sectorial deste Ano Santo.
E que, dois mil anos depois, Deus ande à procura
de lugar na tenda dos homens.
António Rego ecclesiaInt
O Jubileu do sorriso
[19-12-2000 14:43:36] [Editorial] [1599 caracteres] [Grátis]
A alegria caracteriza o jubileu e também a profissão
[ António Rego ]
dos que celebraram em Roma os 2000 anos do
Jesus Cristo. Homens e mulheres do mundo do
Carta da desilusão espectáculo viveram, com o Papa, o último Jubileu
sectorial deste Ano Santo, que lhes recordou a
Desilusão pela Carta dos Direitos Fundamentais razão de ser de toda a alegria, nomeadamente a de
da União Europeia, recentemente aprovada, foi um Jubileu: “o Jubileu é uma exortação à alegria,
expressa por João Paulo II, considerando que o porque Deus veio habitar no meio de nós e trouxe-
Documento “não satisfez as expectativas de nos o seu amor”.
muitos” e é “pouco corajoso na defesa dos Referindo-se à profissão específica dos artistas,
direitos da pessoa e da família”. que trabalham para divertir o público, para oferecer
EcclesiaInt às pessoas, sobretudo através da televisão,
momentos de distensão e entretenimento, o Papa
Carta da desilusão recordou a mensagem da Igreja: “que o trabalho
Desilusão pela Carta dos Direitos Fundamentais da dos profissionais deste sector tenha sempre
União Europeia, recentemente aprovada, foi presentes as pessoas destinatárias dos programas,
expressa por João Paulo II, considerando que o com os seus direitos e as suas expectativas,
Documento “não satisfez as expectativas de respeitando as camadas mais frágeis da sociedade,
muitos” e é “pouco corajoso na defesa dos direitos especialmente os jovens”. E especificou: os
da pessoa e da família”. As críticas do Papa estão espectáculos “podem ser inteligentes e distensivos,
contidas numa Mensagem publicada por ocasião de divertidos sem serem alienantes, ter humor sem
um Congresso realizado em Roma para comemorar serem vulgares”.
o 12º centenário da Coroação de Carlos Magno, no O Papa pediu uma vez mais que os interesses
dia 25 de Dezembro do ano 800, na antiga Basílica económicos e a busca de maiores audiências não
de S. Pedro. se tornem critérios de escolha para definir uma
João Paulo II parte precisamente da figura histórica programação, e que não sejam postas de lado as
do Imperador que, baseando-se no Evangelho, regras da ética das comunicações sociais.
contribuiu de forma determinante para a formação O centro da praça de S. Pedro foi um verdadeiro
da Europa, realizando uma síntese entre a cultura cenário para os últimos momentos da “Festa do
da antiguidade clássica e a cultura dos povos sorriso” – como foi definido este Jubileu – que
germânicos e celtas. A síntese efectuada por foram animados por artistas de Circo. Não faltou no
meio deles e de um grupo de «Reis Magos» em rediscover joy. Is not the Jubilee - a term connected with
andas e um frade que dedica o seu ministério "jubilation" - an exhortation to be full of joy, because the
sacerdotal precisamente aos artistas. Lord has come to dwell among us and has given us his
[18-12-2000 15:44:24] [Internacional] [1572 caracteres] love?
[Grátis] [ ecclesiaInt ] However, this joy that flows from divine grace is not a
superficial or fleeting happiness. It is a deep joy, rooted
JUBILEE OF THE in the heart, which can imbue the believer's entire life. A
joy that can coexist with difficulties, trials, even -
ENTERTAINMENT WORLD however paradoxical this may seem - with pain and
HOMILY OF JOHN PAUL II death. It is the joy of Christmas and Easter, the gift of the
incarnate Son of God, who died and rose again; a joy that
Sunday, 17 December 2000 no one can take from those who are one with him in faith
1. "Rejoice ... the Lord is at hand" (Phil 4: 4, 5). and works (cf. Jn 16: 22-23).
Today, the Third Sunday of Advent, is marked by joy: Many of you, dear friends, work to entertain the public in
the joy of those awaiting the One who "is at hand", the creating and producing shows that are meant to offer an
God-with-us, foretold by the prophets. It is the "great opportunity for healthy relaxation and amusement. If
joy" of Christmas which we have a foretaste of today; a Christian joy in its proper sense is found at a more
joy which "will be for all people", because the Saviour directly spiritual level, nevertheless it also includes the
came and will come again to visit us from on high, like healthy enjoyment that is good for the mind and body.
the rising sun (cf. Lk 1: 78). Thus society should be grateful to those who produce and
It is the joy of Christians, pilgrims in the world, who present intelligent and relaxing broadcasts and
await with hope the glorious return of the One who, to programmes which are entertaining without being
come to our aid, emptied himself of his divine glory. It is alienating, humorous but not vulgar. Spreading authentic
the joy of this Holy Year, which commemorates the two joy can be a genuine form of social charity.
millennia since the time when the Son of God, Light
from Light, shone upon humanity's history with the 4. The Church, then, like John the Baptist, has a specific
radiance of his presence. message for you today, dear workers in the entertainment
In this perspective, the words of the prophet Zephaniah, world. A message which could be expressed in these
which we have just heard in the first reading, become words: in your work, always remember the people who
particularly eloquent: "Sing aloud, O daughter of Zion; are your audience, their rights and their legitimate
shout, O Israel! Rejoice and exult with all your heart, O expectations, especially when it is a question of people
daughter of Jerusalem! The Lord has taken away the who are still in formation. Do not let yourselves be
judgements against you, he has cast out your enemies" influenced by mere financial or ideological interest. This
(Zep 3: 14-15): this is the "year of the Lord's favour", is the fundamental principle of the ethics of social
which heals us from sin and its wounds! communications, which each of you is called to apply to
2. The prophet's consoling message echoes with great his own area of activity. In this regard, the Pontifical
intensity in our assembly: "The Lord your God is in your Council for Social Communications published a specific
midst, a warrior who gives victory; he will rejoice over document last June: Ethics in Social Communications, on
you with gladness, he will renew you in his love" (Zep 3: which I invite you to reflect.
17). Particularly those among you who are better known to
It is he who came and it is he whom we await. The the public must be constantly aware of their
Jubilee Year invites us to fix our gaze on him, especially responsibility. People look at you, dear friends, with
during this Advent of the Year 2000. The Lord, "a fondness and interest. Always be positive and consistent
warrior who gives victory", is also presented to you models for them, capable of instilling trust, optimism and
today, dear brothers and sisters who in various ways work hope.
in the entertainment world. I welcome you in his name In order to carry out this demanding mission, the Lord
and cordially greet you. I express my affectionate comes to your aid and you can have recourse to him by
gratitude for the kind words addressed to me by listening to his word and praying. Yes, dear friends, you
Archbishop John Patrick Foley, President of the who work with images, gestures and sounds; in other
Pontifical Council for Social Communications, and by words, you work with the exterior. For this very reason
your two representatives. I extend my greetings to your you must be men and women with a strong interiority
colleagues and friends who have been unable to attend. and be capable of recollection. God dwells within us,
3. Last Sunday, Luke's Gospel presented to us John the more inward than our innermost self, as Augustine
Baptist, who proclaimed on the banks of the Jordan the pointed out. If you know how to converse with him, you
Messiah's imminent coming. Today the liturgy lets us will be better able to communicate with your neighbour.
hear the continuation of this Gospel passage: the Baptist If you have a keen awareness of the good, the true and
explains to the crowds how in practice to prepare the the beautiful, your creative productions even the
way of the Lord. He tells the various categories of people simplest, will have good aesthetic and moral quality.
who ask him: "What then shall we do?" (Lk 3: 10, 12, 5. The Church is close to you and counts on you! She
14), what must be done to prepare themselves to expects you to instil in cinema, television, radio, the
welcome the Messiah. theatre, circuses and every form of entertainment that
This Gospel passage, in a certain sense, reminds us of the Gospel "leaven" which enables every human reality to
Jubilee meetings for the various social or professional develop its positive potential to the maximum.
categories. It also reminds us of you, dear brothers and It is impossible to think of a new evangelization that does
sisters: by your Jubilee pilgrimage it is as though you too not involve your world, the world of entertainment, which
have come to ask: "What must we do?". The first answer is so important in forming minds and habits. I am
that the word of God gives you is an invitation to thinking of the many initiatives which present the Bible
message and the very rich heritage of the Christian
tradition in the language of forms, sounds and images Natal em ano jubilar
through the theatre, cinema and television. I am also Mensagem de Natal de D. João
thinking of those works and programmes that are not
explicitly religious but are still capable of speaking to Alves, Bispo de Coimbra.
peoples' hearts, prompting them to wonder, to question
and to reflect. Nuno Tavares
6. Dear brothers and sisters! Providence has wanted your Natal em ano jubilar
Jubilee to be celebrated a few days before Christmas,
certainly the feast most often portrayed in your field of "Dar a Deus o lugar que lhe pertence como Senhor
work at all levels, from the mass media to the living e Pai e entender a vida como peregrinação para
cribs. May today's meeting help us to enter into harmony Deus que nos acolherá fazendo-nos participar da
with the true Christmas spirit, which is very different sua felicidade sem fim" foram apelos de conversão
from the worldly spirit that makes it a commercial lançados aos cristãos neste ano jubilar. Estes
opportunity. princípios do cristianismo foram também
Let Mary, Mother of the Incarnate Word, guide you on recordados por D. João Alves, Bispo de Coimbra,
your journey of preparation for this solemnity. She na Mensagem de Natal que dirigiu aos seus
silently awaits the fulfilment of the divine promises and diocesanos.
teaches us that to bring peace and joy to the world, we O Prelado acentuou ainda que o "respeitar a
must first welcome into our heart the Prince of Peace and dignidade e os legítimos direitos de toda a pessoa
source of joy, Jesus Christ. For this to happen, we must que vem a este mundo", através da verdade e da
be converted to his love and be ready to do his will. fraternidade e "viver neste mundo procurando
I hope, dear friends of the entertainment world, that you torná-lo melhor, isto é, mais justo e solidário" são
too will have this comforting experience. In the most igualmente princípios que não podem ser
varied languages, you will then be messengers of joy, of esquecidos neste ano jubilar, dado que Cristo tem
that joy which Christ gives to all humanity at Christmas. sido ponto de referência indispensável na
compreensão da história da humanidade. A este
Mensagem do Bispo de Setúbal propósito, o Bispo de Coimbra recordou que neste
ano de Grande Jubileu a Igreja procurou despertar
Natal: Encontro de Deus com e fortalecer a fé dos cristãos em Jesus Cristo e
os Homens revelar a todos, mesmo àqueles que não professam
a fé cristã, a grandeza e valor inestimáveis da Sua
Luís Pedro de Sousa
Mensagem do Bispo de Setúbal Pessoa e da Sua Mensagem. Assim, "neste ano do
Jubileu o Natal ganha novo relevo".
Natal: Encontro de Deus com os Homens Tendo presente os mais carenciados os dilacerados
pelo sofrimento, D. João Alves desejou ainda Boas
“O Grande presente de Deus à humanidade é Bestas de Natal.
Jesus Cristo”, quem o afirmou foi D. Gilberto [20-12-2000 14:51:58] [Nacional] [1281 caracteres]
Canavarro dos Reis, bispo de Setúbal. [Grátis] [ Nuno Tavares ]
Na mensagem de Natal que dirigiu aos fieis, o
prelado salientou que neste tempo litúrgico “Deus
oferece a quem o acolhe, um coração novo, igual
ao de seu filho (...) Feliz daquele que, com a
simplicidade e o encanto duma criança, na
confusão das prendas e da pressa das festas
natalícias, percebe que Jesus é a prenda
fundamental e essencial da sua vida e deixa tudo
para O ir procurar na Palavra da Bíblia...”
Lançando a interrogação se “sou este peregrino?”
que busca o “presente”, D. Gilberto felicita aqueles
que “ao encontrá-lo, Lhe abrem a porta”.
“Neste Natal, Deus Pai propõe-nos de novo este
encontro com Jesus, o Salvador do mundo.”, um
encontro que o bispo de Setúbal deseja que se
concretize “em todos os habitantes da Península de
Setúbal”.
[20-12-2000 14:58:34] [Nacional] [958 caracteres] [Grátis] [
Luís Pedro de Sousa ]