Você está na página 1de 11

“P

co ara
m bé
pa n
nh s a
eir to
os do
,h sv
oje oc
ê
Ch a lu s, é
ico ta is
Me é d so
nd e t me
es od sm
(1 os o
94 n
apresentam

4-1 ós
9 .”
88
)
Vivemos um momento crítico em relação à sustentabilidade em todos os seus We live in a critical moment in relation to sustainability in all its aspects –
aspectos – social, econômico e ambiental. social, economic and environmental.
Problemas como a escassez de água em um futuro próximo, florestas sendo Problems like scarcity of water in the near future, forests being cut down and
derrubadas e queimadas, espécies sendo extintas, a população mundial cres- burned, species becoming extinct, accelerated growth of world population
cendo aceleradamente e gerando, consequentemente, uma pressão cada vez creating even more pressure on nature, are a few of the questions that are
maior sobre a natureza são algumas das questões que cada vez mais fazem part of this new reality faced in our daily lives.
parte de uma nova realidade em nosso cotidiano. In order to inspire the necessary conscience for us to change our habits and
Para despertar nos cidadãos a consciência da necessidade de mudança nos attitudes it is important to put into discussion a new posture to face this
hábitos e atitudes é importante colocar em pauta discussões sobre uma nova reality and the urgency needed in caring for the planet.
postura frente a esta realidade e a urgência de cuidarmos do nosso planeta. “The cause for which he fought and died, to preserve the Amazon, isn’t a cause
“A causa pelo qual ele lutou e morreu, para preservar a Amazônia, não é uma belonging to a specific person or country. It is a global cause. His message
causa de nenhuma pessoa específica ou país. É uma causa global. Sua men- needs to be continuously spread”, remembers Elenira Mendes, daughter of
sagem precisa ser continuamente disseminada”, lembra Elenira Mendes, fi- the rubber tapper and curator of the project.
lha do seringueiro e curadora do projeto. The intention of this event is to develop activities that promote consciousness,
A intenção do evento é desenvolver atividades que promovam conscientiza- changes in attitudes and practical actions that lead towards a more harmonic
ção, mudanças de atitudes e ações práticas que objetivem uma relação mais relation with nature, through the following modules:
harmônica com a natureza, através dos seguintes módulos:
STORY TELLING
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS Through the interactive performance of “Empate”,
Através do espetáculo interativo “Empate”, a direto- the director Christiane Jatahy presents a
ra Christiane Jatahy apresenta um jogo teatral onde theatrical game where two Tappers try to save the
dois seringueiros tentam salvar a Floresta Amazô- forest from a fire. The intention of the play is to
CICLO DE PALESTRAS nica de uma queimada. A intenção da montagem é LECTURE CYCLES transmit to kids, in comtemporary language, the
Palestras que abordam a temática ambiental transmitir ao público infantil e juvenil, numa lingua- Lectures that address environmental themes idea that we are all responsible for preserving
aplicada em diferentes áreas de atuação, como: gem contemporânea, a idéia de que a responsabili- applied in various areas, such as: the environment, and that the forest needs to be
-Jornalismo ambiental; dade de preservação do meio ambiente é de todos -Environmental journalism; saved always, everyday, as Chico Mendes taught.
-O meio ambiente no Audiovisual; nós e que a floresta precisa ser salva sempre, todos -The Environment and the Audiovisual Sector; The play begins inside the exhibition space and
-Moda e ecologia; os dias, como idealizava Chico Mendes. A peça tem -Fashion and Ecology; ends out of doors in the Botanical Gardens.
-Consumo consciente; início na parte interna do Museu e termina nas de- -Conscious Consumption; PRESENTATIONS:
-Atitudes coletivas diante pendências externas do Jardim Botânico. -Collective attitudes in the face 13th (Friday), 14th and 28th of February;
do caos do Meio Ambiente. APRESENTAÇÕES: of environmental chaos. 1st, 7th, 8th, 14th and 15th of March
(Consulte a programação no site www.jbrj.gov.br) Dias 13 (sexta-feira), 14 e 28 de fevereiro; (For information about dates and times, (Saturdays and Sundays), at 5pm
01, 07, 08, 14 e 15 de março (sábados e domingos), please visit www.jbrj.gov.br) (tickets are given out 30 minutes prior to the presentations)
às 17 horas
CINEMATECA (distribuição de senhas com meia hora de antecedência) CINECLUB
Cinemateca com exibição de material audio- Exhibition space for audiovisual materials, RELEASE OF THE
visual (filmes e documentários) produzidos such as films and documentaries produced “CHIQUINHO AND FRIENDS” PROJECT
sobre o ambientalista Chico Mendes, Amazônia
LANÇAMENTO about the environmentalist Chico Mendes,
DO PROJETO “CHIQUINHO E SUA TURMA” Through the characters in “Chiquinho and Friends”
e os Povos da Floresta. the Amazon and the people of the forest.
the Brazilian cartoonist Ziraldo approaches
(Consulte a programação no site www.jbrj.gov.br) Através dos personagens “Chiquinho e sua turma”, (For information about dates and times,
o cartunista Ziraldo aborda temas como susten- themes like sustainability and caring for nature by
please visit www.jbrj.gov.br)
tabilidade e cuidados com a natureza ao ilustrar a illustrating the life of the environmentalist in his
história da vida do líder ambientalista. Além do lan- book “The Story of Chiquinho”. Apart from the re-
çamento do livro, a exposição conta com um espaço lease of this book and project, the exhibition also
criado especialmente para o público infantil. has a space created especially for kids.
A V
Hi inte
de lém
g tó an s
o u de
co Bra ma e 18 Ma aran ria os
es nst sil sp per c s ti , p de
cr ru co ing fu po omo ato sse orqu pois
ev ir: m a ra
eu um eç rd çõ d rt s pú qu e d
pe e sa a da e sa blic e m ele e su
D
Th v ou a d es
e e a e no g ar ngu co be. o e inh ach a m
pa e fa New rdad des caça bra no e”, zinh Às 1 en a m ava ort
s ra to, Y e co . S ç se co a 8 te or q e,
u b nt de h4 rro te ue Ch
em eus a d o no ork iro l nfia ó e o, el
filh pa co efe ss Tim íde r, c ntã e fo raç ou Il sua 5 do num iria ia m ico
t m s o r. h o r o z c f o M
Alé os, t e, q pan a da ma es, “ Pro eio e d a at , ele ama asa dia 2 eros orta rrer end
m m od ue he flo s c um o- de an ng i t i i ca r, q em 2 o lec em es
m ínim dis os co iro re él
de ns s sta br ím rt lp da n e s m cu te id
á o
iu u X de nã er v pa
e fi e o ap de o s no ão re
de elh os so s a is n u a e b o ir d a , g r o p
e or
xt es qu or
,p t s lo a u n ei q a
co uv uri ze alv ss . “S ce
Ch
de coi r a e m
rm ia m ma er
a e m z in d c a e d t o
u s iu . “E m ar a l e viv
u b
çã con o e do m ov ôn gu e to us tin e re dir e de m e le v ro d ão a uta” desc er. E
an m M o , d s io s , im i m i c e i d a h a p e i b s i n ,
p os ais en se içõ se do en pe e a. ro o e e to a to h e 1 Am es es iss
int ara atr atu des gur es ring pro tre di nto Com foi o pl coló perd rcus po tend uro a co 988 azô cre se u o s
oc a ás al pa an de ue jet os r os de o que ane gic ido são r 42 o e m , f n ve m oa
áv flo : é na re ç c i o pe de re um m ta a, C o in gr . Aí v corr as m oi a ia. Q u, “a env com
el, re po a ce a co om ros de õe sm si Ga o . hi ue er o m ” q t ã i e s u t i
n e n r s a a stê n bi co e na s d que u p ãos sas ero é qu ado o um
a
m sta ss gen m
as a ív d ai tra rcia unc ese t
rm am nc hi izo d l já e cio c l e e r n s v e d
a li a rv er cu n hu sta a o a c inad ive va os c a iro
ta ma el a p s v
m z pr la iv s am zaç ha as ad e ia do u n
n
os to qu s t ão a s
en ta l, é mb a v m a o
a m a be , a r”. V leria éus nia
bé ôn om ne o
m ic o tá ag ea ão d via extr de s c e u róp só t ã ta qu o or rido ça, os 4 iveu a e m da
o, nto e
se a, ve ria ora ças e s m ativ
m se u já p r e t i
se olo sa ico o B
r v s c om a
re . “ to 4 p pe e
nd Qu do a o na
de m m er or de e us ido: stas ras cand a um , el rasi
q x p e e l o o” an ve no uc .
.
va tr de a a u , as o o a t or , ma do rm s, n o,
st an se n e o puls rod esco ele
á- sf nv un q u á s á g a s eu elh a
rv m tic ni ta qu o
la. or o ci u ão d tos la, gar o a
re rid s ou b a z m is
Viv má lvim ad e é
a C -la e p h o os , m po ant
lat aio to iu o s s . o i m p é
s, p ac m o
hic em nto or á h ifu r p s s l
su es ifi m
e o d d as e ca un
Zu o Me sa raci le 2 je ndiá rodu e s ireit m efi me do
en nd ntu on 0 rio ti aú os ulh ca nt
ir V es ár al s. vid de er z, e
ad , es o
en ! io
tu e e
ra

Tw
It en
wo sou ty
g u n ye
he uara ld d ds ars
fu w n ie lik af
liv ner rote teei in v e ir ter
1 e al , “ ng ai on hi
do 988 long will it w tha n. “ y fr s de
fr or , h , a n ou t If om a
hu om in X e w s it ot s ld b my ther hi th, C
In sh sb blo ap as is ave e w de e w sto hic
ak an od ur m kn t or ath a ry o
wo fac Ap ing d. ”, i. “ ur ow he th w s a , b Me
his rld t, gr art
, o d a i f
. T “Wh told He der n. A Am it. B ou m eca nd
h e
ef c to ur n r
de fec om d m lo
id s om at’s en Ilz cam d, a t 6. azo ut p ld s ess use es s
B o I a m e 4 n t e e
th for tive pa efe ost th ng raz f le the whe trie ar wi t 44 5pm . I w ubli reng nge he em
e w es t nio nd c en to il b ad 1 n d , t h y a c a t r th s
or tat act ns th ele , a bu eg fr 8 I s to wh hi ea on nt ct hen fro ou to
ke io ic, p e br s il i o p a h o s r t t s m g li
rs n b th ea Am ate wri d: a n to m a erfo w h old hea han s of he 2 o liv and our he ht ve.
wi y e ce a d t te tru su sh ra e
t p E f z n b e sp o tio wa his rd ds age 2 nd e.” a c cau ave he
Be h ch utti mp ully on rubb t s d ar a b in , o of He row se n
t h yo a n g at i Fo e y t lea ec -g ns
h d t , u o yin m, an his n h De did de ”,
Ch h e N er fil n. n
th c i e
e m nd ins hu es, n a res r t
a .
ew P ed nl is l O h g” he g a he is cem no d
. fe nd ad kit b t
by em o M pr alt ini tha ws sba non mo t. L app
o h m t a - i e Y o r w y a ll ra , a ch er
fo hi e o end from duc cen um , th nd nds viol vem ke a r m ork tom ith g whe rm, an n ll en
r m
sa th 2 n t es t ti t r ro th t n e, e o T a u n h d to re
st h d
nc e 0 od s he l vity res, igh ugh e tr heir t de nt o Gan biliz ime rtyr ilt th exp e w ar er
tu Am ye ay ee an in be ts h s “ o a os as
f te
ar az ar ’s m d t is
ee w m f dh ed
s i o r a t e d
ow ex tter hat pr . ves ns esi i fro no sy the it h d hit
y, o s a p s
n t r c t o a t r s t m t m e ad to o n
bu n F g lan mo
t a or o: i et re ers act om e r ect h j nd at an t on bo co lo in t
. ion m ub o ch ions ce he ly l fo log st ter he
lso re t is ary a
s l i , e rc e reb f i l d t t h t r B r r t ica wh na ch
wi t, w po ag ve a r h
en at t pic zil a o a he l c a tio es
th it ss e n nd ial r ta ser u ,
ou ho ib nd ow c o p v e , a c o s s , b en au t ha na t b
t d ut le t a h b se nd pe e l l n e d h u tir se d l m y
cu it rs xt un sis a e t a e p , C ta ed 42
ev tr o p ad ec
as an ro a au r i
ity on ha ac r a rm ted sim rga so o l lan hic ken ia
ta sf m lre se
o f
s f d tiv
n e i n p n t h et o w so ,
tio rm ot a t ro or ev es d, d le iz e .” a
n. in e r dy he m th e h in et a ed s
Lo g ati be m t h eir r h e g be err nd
ng it on en os re pr ad ua tw in
at od : s ra ee g
liv int al d an t c s u ch nt
o c n
e C o a ev n ur
o f s, ol ed t o e
hic n u elo un ren
Zu o M nt pm ce t e xp et g b i n
en en ou en d uls te ,
ir V de che t ion r
en s! d
tu
ra
“O resto é história conhecida, mas para

DE STA
mim é também lembrança e orgulho de ter

PO TE
podido conviver com um grande homem,
um grande militante, mas sobretudo,

IM ME
com um grande pai e companheiro.”

EN NT
“The rest is the known story, but for me

TO S
it’s also memory and pride to have been
able to live beside a great man, a great

S
militant, but above all, a great father
and companion.”
Ilzamar Mendes

“... mas se existe uma coisa da qual tenho


certeza depois desses 20 anos é de que a
morte do meu pai não foi em vão, pois os
seus ideais ainda estão vivos.”
“... but if there is one thing that I am
certain about after these 20 years is that
my father’s death was not in vain, for his
ideals are still alive.”
“Do fundo do meu coração, o maior presente que Sandino Mendes
o Brasil poderia dar a memória do meu pai era diminuir o
desmatamento da Amazônia. Minha maior alegria seria,
um dia, saber que a Amazônia chegou ao tão sonhado
desmatamento zero. Eu sei que é só um sonho , mas jamais “As pessoas ainda preferem cortar a árvore, plantar
vou deixar de sonhar, porque este foi o exemplo que meu pai capim e botar boi no pasto, sem pensar que naquele
me ensinou, através da sua prática de vida, nos curtos quatro espaço poderia ter sido explorada a diversidade de
anos da nossa convivência e no muito que venho aprendendo plantas para curar muitas doenças, como os amigos
sobre o sonho dele. Porque foi para isso que meu pai viveu e do meu pai me dizem que ele estava sempre mostrando
morreu: para transformar a floresta em espaço, em ambiente uma planta, uma semente que poderia servir para
economicamente viável e sustentável, sem precisar destruí-la.” um uso econômico para criar melhoria para vida da
“From the bottom of my heart, the biggest present Brazil comunidade. Essa seria uma boa maneira de celebrar a
could give to the memory of my father is to cut down on memória do meu pai.”
deforestation in the Amazon. My biggest happiness would be “People still prefer to cut trees, plant grass and put
to one day know that the Amazon has reached the dreamed cattle to graze on the fields, without thinking that in
after ‘zero deforestation’. I know it is just a dream, but I’ll never that space there could have been a diversity of plants
stop dreaming, because that was the example my father set, to cure illnesses, like my father’s friends say he was
through the way he practiced life, in the short four years of our always showing how a plant, or a seed, could serve for
living together and the lot I have come to learn about his dream. the economy to create a better life in the communities.
Because that is why my father lived and died: to transform That would be a good way to celebrate
the forest into space, into a viable and sustainable economic my father’s memory.”
environment, without having to destroy it.” Angela Mendes
Elenira Mendes
“.
fe .. lá
nó z nul i
m s e por m ca
DE
“. um ulti sm sab nti
be ..the m pl o e n
PO
los ha re, a l
elh Acre icad rece r qu ho d
m e
al e pp in
IM
Xa can or. C me o po os , ne o cé
Am l ov hea y to a lit d p ç o l h r , u
E
o B uri. ada mo or, nos nem sses , Ch
I c az er B rt, n kn tle c
e o o no r C s c u s i
th le n ra ei w or es ssa asil om por om ma o B seu últim co h
p , o t p A r
NT
Ch e in bra , an zil. T ther tha ner l p m a t o o
th ico cid te t d a od did t in of h ecia uta or c bras odo anh az sil a raba s 2 je de
OS
an e No Me ent he v bet ay w his the eav lme por ont ilei s nó eiro ônia fora lho 0 an ve
d e rth nd s a ict ter e w la en nt dia inu ro, s a , c m . N de os es
e, s a ce p ele e ó ix , n tar
//
sp in es, t Xi ori Br hav ork st 2 , C pa ai r s le ar br lho s h ou e
ec ou he pu es az e st 0 hic
ial r ro ri. ac l. A b p ye o i a o ra nd er br tir o a r e oj de m
os a m vin o C do s u e t s
ST
ly fig of As hi s et be ar tod
A
fo ht Br a ev a c te in s w a po el do hic s e vit m B em er
r t fo a Br ed o r A g y h m ó
he r e zil az b mr cr m e d wil vos ore de N o Me pa rias ras os
il
TE
pe ve , fo ilia y a ad e, a ulti id n l da s p or n te
“O op n b r c n, ll o e,
o
le et n I c f u b e
pli ot
e
Flo ar te des s d
a
re to ar , h p e
co Ch o t t e s tte d
ME
r st d a er
dif mp ico Lu f th er d inuin leb sin a.” os a ói
íci lic era iz e f ay g rat ce nó
NT
l: s ad c In ore s f to e
á se
o o o ,
S
er . E m cio st r a se
sim le pl . r
c e x
Lu ”
la
ll o ve
“C ple on o, fu “C
da s,
co hico s.” seg mas
uia n S ilv
idé hico
th mp w a “C ias, Me
h e n
ing lic as fa ão e
ze r i d
: b ate co
e s d. mp r om a ea ico M le p des
s, e r p
im He lex ais he nd ojet roje
ple co , b pr es ou to
.” uld ut oje pr u u
ct oje ma mai
do he w
Bi th a e c
d a te uto s q
nh e sn n u d m pia ue
o M ha ’t A i .
ar rde lto topi ore ”
qu st n a t
es Kr .” han
en
ak

“T “A
th he a de ate
w f tt e di el nç
tra orld act t enti m fere e m ão q “O
jec of ha on inh nte e a ue
fi t C a l co Ch
to g h hi i o po nse ico
ry ht e f co traj de l men Ch
s
of a ed ga etó ta ta co u i m r g fo
od terr uiu i, an
m nd m ve ri s r c m
y l id e a e e a
rn , p colo tes
ife ea wi me de ide om e de o, ão c d
.” s, h , t vid ai q u, a co e ar e t
ch his a.” s, m uel o fa nt tra a l ud
Ma an di e
ud m to em ba ut o,
rin ge ffe
r o u u n “C
po lho a si um
n
“U a d t en a d r
Sil he t o pu hico âne , den dica visio
a h ma
qu ab a d va w t in w o t
, g ro l da ná
pr e d ilid s qu m hich to p as, lo d ri
od w la be bal e u épo o qu
oc el ad a
“O er as ce fo i za m c
es e s e d lid
so e a e ad n, r c a, e
e d pr en es co Ch co for the e an do.” ont que
m mp ico nt lan sy yt ex e
es oxi vol que em d n hi to ra
pe ma ve e ais an fo
h i , p , b d i c ng
Es
Th tes “O rta va no m r u p ur eir em s o r
ra ea al fi , a
es d o e os d ry d a g vis
e s ep
o h
his ne ndo m f s p ais
o f u a z r o a s e d e ú v an nd ht io
ta im a m m ida d g w of na
te e r
is bi th m en jet dm
e “ Ch m nh a i
m nt ou pro lity q for do os ira
s j e t u t e - a t o v t h i c a l í a l g u
lob ork his ry t
en os
ts fo i ng ct i lit o a a t o
e m w cia vid m ali , w tim ha
we ra s n i se s s da no
e h a ze ith e, t
re m
a s , m vo es nt s s a C
l i e s h
at os as
I ,
qu a, , d
e o Jo d in
ex ext tro ak ve th me n p ic
a t e o
’ve t ‘n wi
t v i m e to
a
rg con a
e
tra ra ng in ev t I nt ire s se on ho c i d Via text
ct ído se g th ery ad o d m soa era en -vi ut ircu s “n os o
ed s n e o m e p s o a l ã nn .”
a
fro do se m ne ir
e inc art cir le
c n d o
ar o- s
n v
m livr of fee w m lu e d ula t’, ub es iol
th o " i nc l p o os h s ã o m
te o t, o te ent
e b Vo lus ar wa t in o.” in st f a pla o”
oo ze
k" sd i t
on of cl Ch s th pu ll m ne ,
Vo a F .” the os ico is re
ze lo pla an y li ta.”
s d re Ma pr e to wa ne d w fe c
ry oc h s
a F sta
lor d " Ale e s i m t.” it om
ho p
s a in L
es e Z g r n u
ut an
m io
ta ez et
t d cé
"b éW
yZ e i lia ali ns
ce ,
ez iss Sa
éW . nto
e iss s
.
1944 1984 Volta ao banco dos réus e é absolvido por falta de provas.

PO
Nasce a sua filha Elenira Mendes, com Ilzamar.
1985

EM
15 de dezembro nascimento de Chico Mendes em Xapuri, no Acre. Lidera o I Encontro Nacional de Seringueiros em Brasília onde é criado o Conselho Nacional dos

T Seringueiros (CSN). Neste Encontro conhece o diretor Adrian Cowell que estava produzindo a série
DO
Aos onze anos torna-se seringueiro. 1955 de filmes chamada “A Década da Destruição”. O diretor vai para o Acre com sua equipe e realiza o
documentário “Eu quero viver” sobre as ações e as propostas de Chico Mendes para Amazônia.
HA

1962 Aos 18 anos é alfabetizado por Euclides Távora. Alcança reconhecimento tanto nacional como internacionalmente. Recebe a primeira homenagem
LIN

internacional “Medaglia Celebrativa Del 40º aniversario della liberazion”.


1968 Seu primeiro casamento com Eunice Feitosa que durou até 1970.
1986 Nasce seu segundo filho com Ilzamar, Sandino.
Inicia a luta pela autonomia dos seringueiros de sua região.
Nasce a sua filha Angela Maria Feitosa Mendes, com Eunice. 1969
Recebe o Prêmio Global 500 da ONU - Organização das Nações Unidas 1987
em Londres e a Medalha da “Sociedade para um Mundo Melhor” em Nova
York. Em Rio Branco, no Acre recebe o diploma de Ecologista do Ano.
1975 Funda o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Brasiléia.

Mobiliza seringueiros para realização de “empates” 1976


(movimento pacifico para impedir a derrubada das árvores).
1988 APÓS 20 ANOS
Dois anos após sua morte os
Recebe em Xapuri a visita de integrantes responsáveis assassinos de Chico Mendes, (o
por entidades ambientalistas internacionais inclusive mandante Darly e Darci seu filho,
1977 Funda o Sindicato dos Trabalhadores Rurais agora em Xapuri. ligadas a ONU. Participa em Miami nos EUA da conferência o executor) foram condenados
É eleito vereador de Xapuri pelo MDB. anual do Banco Interamericano de Desenvolvimento a 19 anos de prisão, porém em
Sofre as primeiras ameaças de morte. (BID) a convite de ambientalistas. Denuncia ao chefe da 1993 fugiram e viveram foragidos
Comissão de Verbas do Senado e ao Congresso Americano, com identidades falsas dentro do
É eleito Vice-presidente da Câmara Municipal de Xapuri. 1978 financiamentos realizados pelos bancos internacionais, país até 1996, ano em que foram
que aumentaram o desmatamento e colocaram em risco recapturados. A partir de 2007
Assume a presidência da Câmara. É acusado de os povos da floresta. Recebeu as chaves da cidade do Rio Darly volta a morar Xapuri (onde
subversão e sofre os primeiros duros interrogatórios. de Janeiro pelo Prefeito Saturnino Braga (1988). É acusado reside até hoje) depois da decisão
1979 Renuncia a presidência da Câmara devido à forte pressão. de atrapalhar o progresso e o desenvolvimento do Estado. da justiça de atender ao pedido
Participa de diversas palestras, eventos e manifestos pelo de prisão domiciliar solicitado
1980 Funda o Partido dos Trabalhadores no Acre. Brasil. Três meses antes de seu assassinato ele inicia os pelo advogado de defesa de Darly,
Ocorre o assassinato de Wilson Pinheiro, Presidente do Sindicato avisos às autoridades da época de que seria o próximo sob alegação de necessidade
dos Trabalhadores Rurais de Brasiléia - Acre. alvo. As autoridades avisadas incluiam o juiz de Xapuri, a de cuidados médicos devido a
É enquadrado na Lei de Segurança Nacional (LSN) a pedido de Polícia Federal, Governador do estado, Ministro da Justiça uma gastrite crônica e a idade
fazendeiros e sofre duros interrogatórios na Polícia Federal. e o Presidente do país. Nestes avisos ele inclusive citava o avançada. Um dos co-autores do
nome daqueles que estavam tramando sua morte. No Rio crime, Jardeir Pereira (Mineirinho),
Assume a direção do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Xapuri. de Janeiro participa da manifestação “Amazônia Vive” com nunca foi encontrado, seu crime
Vai a julgamento no Tribunal Militar de Manaus acusado de agitador dos trabalhadores. ambientalistas e personalidades que tem como ponto de prescreveu em dezembro de 2008,
Inicia o Projeto seringueiro em parceira com Binho Marques (atual governador do Acre). 1981 partida o Jardim Botânico e percorre toda orla da cidade. pois data de antes da alteração
Recebe as chaves da cidade do Rio de Janeiro e o título de na legislação que passou a
1982 Se casa pela segunda vez, nesta ocasião com Cidadão do Estado do Rio de Janeiro. suspender o prazo prescricional
Ilzamar Mendes com quem viveu até a sua morte. Em 22 de dezembro Chico Mendes é assassinado na porta em caso de fuga do acusado.
de sua casa, apesar de possuir escolta policial 24 horas.
1944 1984 Back to court and is absolved for lack of proof.
Birth of his daughter Elenira Mendes, from Ilzamar.
1985
15th of December, Chico Mendes is born in Xapuri, in the State of Acre.

E
Leads the National Meeting of Rubber Tappers in Brasília where the National Council
IN 1955 At the age of 11 he becomes a rubber tapper.
of the Rubber Tappers (CSN) is created. In this meeting the film director Adrian Cowel
EL

E
who was producing a series of films called “The Decade of Destruction”. The director

IN
goes to Acre with his crew and makes the documentary “Quero Viver”
TIM

At 18, he is taught to read and write by Euclides Távora. 1962 (I want to live) about Chico Mendes actions and proposals for the Amazon.

EL
Reaches a renowned state both nationally and internationally.
1968

TIM
His first marriage to Eunice Feitosa that lasted till 1970. Receives the first international homage
“Medaglia Celebrativa Del 40º aniversario della liberazion”.
Begins his fight for the autonomy of the rubber tappers in his region.
Birth of his daughter Angela Maria Feitosa Mendes, from Eunice. 1969 Birth of his second son with Ilzamar, Sandino. 1986
Receives the Global 500 Prize from the United Nations in London and the
1975 Foundation of the Syndicate of the Rural Workers of Brasiléia.
Medal of the “Society for a Better World” in New York. In Rio Branco City in
Mobilizes rubber tappers for ‘Empates’ 1976 Acre State he receives the diploma of the “Ecologist of the Year”. 1987
(peaceful demonstrations to stop the cutting down of trees).

1977 Foundation of the Syndicate of the Rural Workers, now in Xapuri. 1988 Receives visits in Xapuri from leaders of international environmental
entities, including the United Nations.
Attends the annual conference of the Inter-American Development Bank (IDB) in Miami through
Is elected councillor in Xapuri by the MDB
(Brazilian Democratic Movement). invitation from world environmentalists. Denounces financing schemes from American banks
that increased deforestation and endangered the lives of the people of the forest to the
Is elected Vice-President of the Xapuri Town Hall. 1978 Treasury Chief of the Senate and to the American Congress. Is given the keys to the City of Rio
1979 de Janeiro by the Mayor Saturnino Braga. Is accused of disturbing progress and development
of the State of Acre. Takes part in various lectures, events and marches throughout Brazil.
Takes over as President of the Town Hall. Is accused of
subversion and suffers first hard series of questionings. Three months before his assassination he begins warning the authorities that he would be
Renounces his Presidency due to heavy pressure. the next target. The people who he had warned went from the judge from Xapuri to the Federal
Police to the local police deputy, Governor of the State, Minister of Justice and the President
of the country. In these notices, he mentions the names of those who were plotting his death.
1980 Foundation of the Workers Party of Acre.
Participates in the “Amazon Alive” march, going from the Botanical Garden all the way down the
Assassination of Wilson Pinheiros from the Syndicate of the
Rural Workers of Brasiléia in Acre. He was arrested under the coast, in Rio de Janeiro, with environmentalists and celebrities. Is once again given the keys to
National Security Law by request of the farmers, suffering heavy the City of Rio de Janeiro and title of Citizen of the State. On the 22nd of December Chico Mendes
interrogations by the Federal Police. is murdered on his door step, despite the police guard designated to protect him 24 hours a day.

Takes over the as Director of the Syndicate of the Rural Workers of Xapuri. 20 YEARS ON
Is tried at the Military Courts of Manaus and is accused of agitating the workers. Two years after his death Chico Mendes’ assassins (the instigator Darly
Begins the Rubber Tapper Project in partnership with Binho Marques and Darci, his son, who executed the crime) were condemned to 19 years in
(current Governor of the State of Acre). 1981 prison, though they escaped and became fugitives in 1993 until recaptured
in 1996. Darly returns to Xapuri in 2007 (where he still lives today) after
Gets married again, this time with Ilzamar Mendes, a court decision to attend to the request for home imprisonment from his
1982 with whom he lived till his death. solicitor, alleging special medical conditions due to gastritis and advanced
age. Another co-author of the crime, Jardeir Pereira (Mineirinho) was never
found and his crime was prescribed in 2008.
Fundado em 17 de junho de 2006 como entidade jurídica de direito privado
e sem fins lucrativos o Instituto Chico Mendes embala os sonhos daqueles
que acreditam que é possível trabalhar políticas públicas com seriedade,
compromisso e respeito aos povos da floresta. Mais pra além do sonho, o
Instituto Chico Mendes trabalha de forma efetiva com projetos culturais,
educacionais e ambientais, com foco no município de Xapuri, cidade que foi
palco da luta de Chico Mendes, onde viveu e morreu pela causa ambiental.
O Instituto Chico Mendes é responsável pela “Casa Chico Mendes” tombada
como patrimônio cultural brasileiro, o centro de memória Chico Mendes onde
ficam expostos os prêmios e objetos pessoais de Chico Mendes, e a casa de
leitura e videoteca Chico Mendes, cada espaço é utilizado como palco de
educação ambiental para turistas e moradores da cidade de Xapuri, além de
estar disseminando os ideais deixados por Chico Mendes e vários projetos
culturais e ambientais de inclusão na sociedade.
Founded on the 17th of June 2006 as a non-profit organization, the Chico
Mendes Institute cradles the dreams of those who believe it is possible to work
public policies with serenity, commitment, and respect towards the people of
the forest. Beyond the dream, the Institute works in an effective way, cultural,
educational and environmental projects, focusing on the municipality of Xapuri,
the town that staged Chico Mendes fight, where he lived and died for his cause.
R E

The Chico Mendes Institute is responsible for “Chico Mendes’ House” listed as a
AC

Brazilian Cultural Heritage, it is the centre of Chico Mendes memories, where his
prizes and personal objects are exhibited, as well as his books and film library
are available. Each space is a stage for environmental education for tourists
and locals alike, spreading Chico Mendes’ ideals and various environmental and
cultural projects of social inclusion.
“A questão da Amazônia, como eu já disse, é uma questão
que interessa a todo segmento da sociedade brasileira, ou
A Will Marketing e Comunicação é uma empresa que traz soluções inovadoras
seja, todos nós somos brasileiros, o Acre não é outro país, o
Acre é Brasil! Hoje ele é Brasil, porque, exatamente foi uma para o mercado de comunicação.
conquista dos acreanos daquela época, e é preciso que Temos como responsabilidade a criação e gestão de conteúdo e estratégias de
todos os brasileiros se dêem as mãos para defender uma marketing para nossos clientes. Fusão de idéias, união de pessoas, trabalho
causa tão importante, que é a defesa da Amazônia”. em equipe: um ciclo produtivo impulsionado por nossas ações de comunicação
“The question of the Amazon, like I said, is a question that integrada. Nossos projetos e parcerias têm como compromisso as questões
interests the entire segment of the Brazilian society. We ambientais e sociais que resgatam a cidadania e a preservação do meio
are all Brazilians, Acre is not another country, Acre is
Brazil! Today it is Brazil, because it was a victory of the ambiente. Nossa empresa alia criatividade e competência para atender clientes
people of Acre of that time, and it is important that all de diferentes segmentos no Brasil e exterior.
Brazilians join hands to defend such an important cause,
which is the defence of the Amazon.” Chico Mendes Will Marketing e Comunicação is a company that brings innovative solutions to
the communications sector.
Visite o Acre: www.setul.ac.gov.br
We are responsible for creating and managing our client’s contents and
marketing strategies. Fusion of ideas, union of people, team work: a productive
cycle propelled by integrated communication actions. Our projects and
partnerships are committed to environmental and social causes aiming to
emancipate citizenship and the environment. Our company allies creativity and
competence in attending clients from different areas, in Brazil and abroad.
AG
“Sonho que se sonha junto vira realidade”

R
rá e Un u sa ic ge an a

AD
ve e fu ió / e m po / Ch án lor rió
Llo / S ur l qu es ía Un es l mu

/ C vo á ere va o M l c /
nd do el Ca os de ó /
os m fu es Y se
AGRADECIMENTOS:

ua lan ng / ler én ay
n / e l m o na hu // el El

EC
án ad e / tre una
o l en se da a / z
ra fu ge rb U o .. / ng /
Adhemar Pallocci / Adrian Cowell / Adriana Castelo Branco / Ailton Krenak / Alba Chacon / Alcione

llo l se án da á os / esin rió. s á nía

ge ru Y n lla
Oliveira / Alessandra Teixeira / Alfredo Sirkis / Ana Cristina Arêde / Ana Cristina Reuther / Ana Luisa

les ge Un ca crí as mu lo zo

IM
ge án ó / or os el n do ma
dos Anjos / Ana Paula Consantino / Ana Zambuja / Anelise Pacheco / Angela Mendes / Anibal Diniz

les ga o
ra //
llo da /
án Un ay s p nd do uie uan a A
/ Antonio Carlos Lima / Antonio Erminio / Armando Nogueira / Aurea Bicalho Guimarães / Ayrton

EN
n/
rá os / l c / E li an lg C a l
Pereira / Belight / Beth Goulart / Beth Lino / Bianca Russo / Bianca Teixeira / Binho Marques / Bira

ve o l urió ge n dos Cu / A /// tod


Vasconcelos / Biza Viana / Breno Voto / Bruno Gadelha / Carla Castelo Branco / Carla Martins / Carlos

TO
Llo and l m án lora ejó /// ario icía De
Ancelmo / Carlos Minc / Casa do Acre / Cassiano Marques / Cassio Gabus Mendes / CEG e CEG Rio

n / u e Un s l d rá n ol /
/ Christiane Torloni / Claudia Lobo / Claudinha da Interart / Cleude Gomes / Comitê Chico Mendes /

ra / C ng // le El ve pa p el

S
llo ran Un á .!!! / nge to / vol cam n la áng
les llo / o. s á an no el bié un Companhia de Selva / Cristiane Souza / Cristina Garcez / Cristina Gutemberg / Cristina Indio do Brasil
/ Critina Fernandes / Dalila / Dame Viviane Westwood / Daniel Zen / Daniele Paraiso / Deborah Aguiar
los án nge ...N uan ab e f ia lo / fen ná
ge es yó .No lo n ll Y re m y

/ Denise Beck / Denise Studart / Diogo Sales / Distrion / Dolores Nieto / Edison Lobão / Ediza Melo /
do los á Oh / C og l s luv e de Ma
án gel l ca o.. do a e ue / sob Y ta sor

Edson Spinello / Antonio Carlos Lima / Edvaldo Magalhaes / Elayne Soares / Elayne Soares / Eliana
an o Un a / // ah ge / L e m n N

Gomes de Oliveira / Elida Oliveira / Eloisa Martins / Embaixada do Brasil em Londres / Emilio Medina /
Cu and rá / pag nía se n án ea r d ra u RA
Cu lve e a ago elva / U ald colo / E LO

Espaço Tom Jobim / Esther Goes / Evanise Santos / Fernando Duarte / Fernando Teixeirense / Filipe
vo e s en a s rió e la ía ron S L

Barros / Flaviano Melo / Flavio Alexandre Pereira dos Santos / George Moraes / Giba Braga / Gilberto
Braga / Gisele Joras / Gloria Perez / Gloria Rubião / Greenpeace / Grupo Arte nas Ruínas / Guguta Perez
qu lva a / L l mu obr sab ata LE
se orí ge e s Lo o m GE

/ Gustavo Pacheco / Henriqueta Hermanny / Hiran Silveira / Ilzamar Mendes / Iphan / Izabela Tavares
m n án a ca ría / ez l AN

/ Jair Menegheli / Jan Theophilo / Jardim Botânico / João Fortes / Joel Macedo / Jorge Aboud / Jorge
Kraimer / Jorge Vianna / José Antonio Muniz Lopes / José Genuíno / Jose Luiz Volpini / Jose Ruy Lino
U vi e f nd OS

/ José Sarney / Juca de Oliveira / Julia Feitosa / Karin Betz / Laura Guedes / Leda Nagle / Leila Maia
Llu ngr Mé O L

/ Leilane Neubarth / Lhé / Lidia Tavares / Lilian Hoffart / Liliane Magalhães / Livia Rossy / Lucélia
sa ico D
Ch UAN

Santos / Lucia Araujo / Luciana Calaça / Luis de Carvalho / Luiz Antonio Costa / Luiz Augusto Figueira
/ Luiz Barreto / Luiz Inácio Lula da Silva / Luiz Rizzo / Maná / Marcelo Almeida / Marcio Nascimento
C

/ Marcos Didonet / Marcos Schetmann / Marcos Archer / Marcos Vinicius / Maria Arlete Gonçalves /
o o ua Um jo ue / E e s o v / A ua ia
o
nd / Q / an e q sa a s nã rio / Q ôn

Maria Fernanda Ramos Coelho / Maria Luiza Mendes / Maria Rita Eucaristia / Marileia Motta / Marilia
s a nd an mo m um ufo olt lgu nd
ua m eu m or ro lv E ité // az

njo o jo rre rr a ca rá ém

Medina / Marina Silva / Martha Lyra / Mauro Fecury / Mauro Lopes / Mauro Massa / Mary Alegretti /
/ Q ora or / árv alo se oi / m ícia Am

Minc / Ministério do Meio Ambiente / Ministério do Turismo / Mixer Produções / Monica Maria Barbosa
e f o c pol a
or os nj o c ca os rria o s re a da

/ Monica Monteiro / Monique Benoliel / Neo Tech / O Globo / Olavo Rufino / Ong Pau Brasil / Orlando
ho njo foi Um Cad va em
ch nj a nj or sp o nj b m to

Diniz / Pamina Milewski / Patricia Mello / Paul Heritage / Paul McCartney / Pedro Jatobá / People´s
s c a e u / / el va

ho m vo e la
em
e
jos os / U Um / É ma ez Um va s mb o / D

/ C ra oi jo s tre

Place Projects / Pierina Moraes / Queens Mary University / Rafael Sanches / Rafaela Furtado
nd oi
m ho e f n es
e

/ Raimundo Angelim / Raimundo Barros / Rebeca Scatrut / Rede Povos da Floresta / Rede União /
f
U d / u ta j
os an ca ... ra s / e eu Ch / E an

a
s

Regina Albuquerque / Regina Cavalcante / Regina Lino / Ricardo Delavale / Ricardo Noblat / Ricardo
do Qu njo No ch lho o or ia lo um

Stern / Rodolfo Medina / Rodrigo Capdeville / Roni Lima / Rosalino Pereira Marques Neto / Rosamaria
o

a
an /// a ... s s fi hic m lde me r e

Baymma / Rosamaria Murtinho / RSA - Royal Society of Arts / Ruy Pacheco de Azevedo Amaral / Rw
Qu da Um ..No njo do / C njo a a de nso

o
Ch ma o v pag uan ou ssin caiu cai abia um aná

ve /

Cine / Samara Werner / Sandino Mendes / Sansão Pereira / Sarah Maria Argolo / Sergio Flores / Senac
e

a
/

ra s c / S
ar ug ar H o is ug m br llo ef


na nã e a / Q eix sa jo va / S Era M

/ Sesc Rio / Silvia Sardinha / Sistema Fecomércio / Suely Melo / Taisa Villela / Thomaz Naves / Tião
/
or dr olt a / do do o f / U so co d
/ E e s ia // le d o as an Chu frio / RAM

Natureza / Tião Viana / Universidade Cândido Mendes / Valeria Lima Rocha / Valeria Schilling / Valeria
v
r

m
am ch o m a da a

Tulini / Vanessa Giacomo / Via Sete / Vilma Lustosa / Virginia Gandres / Vitor Fasano / Viviana Vanucci /
r
qu on / E o Um / e ram O
ag oro and .. /// oram ngu ata CH

Walkiria Lustosa / Zezé Weiss / Ziraldo / Zuenir Ventura / Zulma Mercadante / Zuza Mendes
n
á / a á / o. s a lin ia a e

s
M

U
ch Qu u. ch sa o m OS

o
u
/// orre jos eu a ez, NJ

A todos aqueles que ajudaram a realizar mais um sonho.


i
p
m an orr nd S A

Obrigado!
m
os e m Me O O

Thank you!
o
El ico D
Ch UAN

/
m
o
Q

an o iu
a

promoção apoio
d

S ICA

agradecimentos

EXPOSIÇÃO:

PA

FICHA TÉCNICA DA EXPOSIÇÃO


10 de fevereiro a 15 de março de 2009

TECHNICAL INFORMATION
HORÁRIO:
MA

BANHEIRO MASCULINO
10 às 17 horas

BANHEIRO FEMININO
FICHA TÉCNICA

FEMALE TOILETS
MALE TOILETS
10

ESCADA
REALIZAÇÃO:

STAIRS
Instituto Chico Mendes, WILL Marketing e Comunicação e Ciclo Design
CURADORIA: Elenira Mendes
ASSISTENTE DE CURADORIA E JURÍDICO: Tiago Juruá
ASSESSORIA JURÍDICA: Denise Bezerra Carneiro
CONCEPÇÃO ARTÍSTICA: João Uchôa e Alberto Bardawil

ESPAÇO 7 // CHICO BRASIL - artista plástica Ana Durães


EXHIBITION SPACE 7 // CHICO BRAZIL - artist Ana Durães
PRODUÇÃO EXECUTIVA: Alberto Bardawil
COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO: Susana Macedo

EXHIBITION SPACE 11 // CHIQUINHO AND FRIENDS


ASSISTENTES DE PRODUÇÃO:
Barbara Lasmar, Clênio Monteiro, Danilo Oliveira, Davi Cunha,
9

EXHIBITION SPACE 8 // ACCESS TO THE HOUSE


Ilsiane Gadelha, Mariama Sabi, Rachel Bardawil, Rodrigo Bellucci

EXHIBITION SPACE 10 // CHICO - ATTITUDE


PESQUISA: Isabel Sollberg

ESPAÇO 11 // CHIQUINHO E SUA TURMA


EXHIBITION SPACE 9 // CHICO - FAMILY
CESSÃO DE CONTEÚDO: Agência O Globo
VERSÃO DE TEXTOS: Julia Castelo Branco Macedo
DESIGN ARQUITETURA E ILUMINAÇÃO:
João Uchôa, Ana Kalil e Vitor Wanderley

ESPAÇO 9 // CHICO FAMÍLIA


11

ESPAÇO 8 // ACESSO CASA


8

ASSISTENTE DE ARQUITETURA: Bárbara Urbano

ESPAÇO 10 // ATITUDE
IMAGENS VOLUMÉTRICAS: Frederico Estevão e Pedro Seiblitz
CENOTÉCNICA: Interart Eventos
ILUMINADOR: Rogério Emerson
7

PRODUÇÃO MUSICAL: Gustavo Corsi


CONCEPÇÃO E INSTALAÇÃO DO ESPAÇO ÁRVORE: Ana Durães - artista plástica
PROJETO GRÁFICO: Chris Lima / Evolutiva Estúdio
DESIGNERS: Danielle Stern e Caroline Moraes / Evolutiva Estúdio
CONSULTOR DE CONTEÚDO AUDIOVISUAL: Claudio Savaget
PRODUÇÃO AUDIOVISUAL: Tuco / Afinal Filmes
ESCULTOR: Ronald Teixeira
6

TEATRO INFANTIL
EXHIBITION SPACE 6 // IMMORTAL CHICO MENDES CONCEPÇÃO E DIREÇÃO TEATRAL: Christiane Jatahy
ASSISTENTE DE DIREÇÃO: Cristina Amadeo
EXHIBITION SPACE 4 // CHICO - THE HERO
EXHIBITION SPACE 3 // RUBBER TAPPERS

ROTEIRO: Pedro Brício


EXHIBITION SPACE 5 // CHICO - THE MAN
EXHIBITION SPACE 1 // INTRODUCTION

ESPAÇO 6 // CHICO MENDES IMORTAL

ATORES: Alexandre Barros, Marina Bezze, Marina Vianna,


EXHIBITION SPACE 2 // INFORMATION

Ricardo Santos, Rodrigo Pandolfo e Sergio Modena


FIGURINO: Ruy Cortes
5

ESPAÇO 1 // APRESENTAÇÃO

A HISTÓRIA DE CHIQUINHO
ESPAÇO 3 // SERINGUEIROS

ESPAÇO 5 // CHICO HOMEM


ESPAÇO 2 // INFORMAÇÃO

ESPAÇO 4 // CHICO HERÓI

REALIZAÇÃO: Ziraldo e Instituto Chico Mendes


ILUSTRAÇÃO: Ziraldo, Ferreth e Vanderlei Soares
COLABORAÇÃO: Walquíria Raizer e Charlene Carvalho
IDEALIZAÇÃO: Elenira Mendes
PROJETO “PLANTAR PELO BRASIL”:
Instituto Chico Mendes
ONG Pau Brasil
SESI - Conselho Nacional
4

WILL Marketing e Comunicação


ASSESSORIA DE IMPRENSA: Marcelo Rocha e Jacqueline Pinheiro
evolutivaestudio.com

realização promoção apoio