Você está na página 1de 28

Especialização em Engenharia de Produção

Administração de

Produção e Operações

Prof. Carlos Rosa

carlos.rosa@pucpr.br

Capítulo 1

Introdução e Evolução Histórica

da Gestão da Produção e

Operações

Gestão de Produção e Operações

A gestão de operações ocupa-se da atividade de

gerenciamento estratégico dos recursos escassos

(humanos, tecnológicos, de informação e outros), de sua interação e dos processos que produzem e

entregam bens e serviços visando atender

necessidades e ou desejos de qualidade, tempo e

custo de seus clientes.

Além disso, deve também compatibilizar este

objetivo com as necessidades de eficiência no uso dos recursos que os objetivos estratégicos da

organização requerem.

Evolução da Área

Área nasce manufatureira e detalhista

Expande-se para tornar-se estratégica;

Incorpora o tratamento de serviços;

Passa a tratar de redes de operações.

Primeiras menções na literatura:

gestão de projetos

“A construção da torre de Babel foi de fato um projeto, pois a definição mais recentemente aceita (cerca de 1693) de

um projeto é, como dito antes, um vasto

empreendimento, grande demais para ser gerenciado e, portanto, provável de não

chegar a nada”.

(Defoe, 1697)

Alfred Sloan (GM) e diversificação:

um baque para Ford

Chevrolet (dois modelos bem diferentes entre si)

Oakland (antecessor do Pontiac)

Olds (mais tarde Oldsmobile)

Scripps-Booth

Sheridam

Buick e,

Cadillac

Trade-offs ficam claros

Mas a quebra da bolsa americana em 1929 mascara o efeito.

II Grande Guerra e anos 50

A Pesquisa Operacional surge e desenvolve-se; torna-se civil;

A Logística evolui;

O Controle estatístico do processo evolui

(origem por Shewart, 1927);

Planejamento da produção;

Surge o JIT.

Pós-guerra

Estados Unidos beneficiam-se de não ter tido

seu parque industrial bombardeado;

Demanda reprimida pela guerra;

Seller’s market”;

Mass production sofre outro impulso;

Afluência, crescimento e certa complacência que dura até os anos 60.

Anos 70 início da reação

ocidental

Primeira crise do petróleo (1973);

Estratégia de operações;

Gestão de operações de serviços;

MRPII;

Celularização;

Automação desenvolve-se.

Anos 80 e 90

Os ´80 são anos da Qualidade Total;

MRPII espalha-se;

Visão por processos (reengenharia);

ERPs;

Gestão de redes de suprimentos;

Lean production & agile manufacturing;

Virtual organization.

Anos 2000 e adiante

Nova economia

Transição importante

Unidades de análise mudam; novos atores;

Custos fixos vs. Variáveis;

Furos e não brocas;

Large data sets: universo e não amostras;

Ambiente

Negócio

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Mercados

visados

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

Ambiente

Negócio

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Mercados

visados

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações Redes de operações Pacotes de valor Medidas de desempenho Qualidade total Ética, sustentabilidade e segurança Produtos e processos Instalações Planejamento e controle de operações Controle estatístico do

processo e confiabilidade

O que é priorizado pelos

Mercados

visados

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Restrições &

oportunidades

Ambiente

Negócio

Estratégia

Gestão Estratégica

de Operações

Recursos e competências

Estratégia de operações

Redes de operações

Pacotes de valor

Medidas de desempenho

Qualidade total

Ética, sustentabilidade e

segurança

Produtos e processos

Instalações

Planejamento e controle

de operações

Controle estatístico do

processo e confiabilidade

Desempenho

operacional

Qualidade

Custos

Flexibilidade

Velocidade

Confiabilidade

Resultados

Visão

Negócio

Visão

Ambiente

Visão

Aprendizado

Visão

Mercado

 

Benchmarking

O que é

Desempenho

priorizado pelos

Mercados

visados

operacional dos

Concorrentes

Referências bibliográficas

ATTADIA, Lesley Carina do Lago; MARTINS, Roberto Antonio. Medição de desempenho

como base para evolução da melhoria contínua. Produção [online]. 2003, vol.13, n.2, pp.

33-41. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-

65132003000200004&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 24 mar. 2011.

BIANCO, Mônica de Fatima; SALERNO, Mario Sergio. Como o TQM opera e o que muda

nas empresas? Um estudo a partir de empresas líderes no Brasil. Gestão&Produção [online]. 2001, vol.8, n.1, pp. 56-67. Disponível em:

<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-

530X2001000100005&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 24 mar. 2011.

BREMER, Carlos Frederico; LENZA, Rogério de Paula. Um modelo de referência para gestão da produção em sistemas de produção assembly to order: ato e suas múltiplas

aplicações. Gestão&Produção [online]. 2000, vol.7, n.3, pp. 269-282. Disponível em:
<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-

530X2000000300006&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 24 mar. 2011.

PAULA, Marco Antonio Busetti; SANTOS, Eduardo Alves Portela. Uma abordagem

metodológica para o desenvolvimento de sistemas automatizados e integrados de manufatura. Produção [online]. 2008, vol.18, n.1, pp. 8-25. Disponível em:
<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-

65132008000100002&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 24 mar. 2011.

Referências bibliográficas

DE SORDI, José Osvaldo; MEDEIROS JUNIOR, Gildo. Abordagem sistêmica para

integração entre sistemas de informação e sua importância à gestão da operação: análise

do caso GVT. Gestão&Produção [online]. 2006, vol.13, n.1, pp. 105-116. Disponível em:
<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-

530X2006000100010&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 24 mar. 2011.

GARTNER, Ivan Ricardo; GARCIA, Fabio Gallo. Criação de valor e estratégia de operações: um estudo do setor químico e petroquímico brasileiro. Gestão&Produção [online]. 2005, vol.12, n.3, pp. 459-468. Disponível em:

<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0104-

530X2005000300014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 24 mar. 2011.

JUNQUEIRA, Rogério de Ávila Ribeiro; MORABITO, Reinaldo. Planejamento otimizado da produção e logística de empresas produtoras de sementes de milho: um estudo de caso. Gestão&Produção [online]. 2008, vol.15, n.2, pp. 367-380. Disponível em:

<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-

530X2008000200012&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 24 mar. 2011.

RABECHINI JR., Roque; PESSOA, Marcelo Schneck de Paula. Um modelo estruturado de competências e maturidade em gerenciamento de projetos. Produção [online]. 2005,

vol.15, n.1, pp. 34-43. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-

65132005000100004&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 24 mar. 2011.

Referências bibliográficas

TOLEDO, José Carlos de et al. Práticas de gestão no desenvolvimento de produtos em empresas de autopeças. Produção [online]. 2008, vol.18, n.2, pp. 405-422. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103- 65132008000200015&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 24 mar.

2011.

REFERÊNCIAS COMPLEMENTARES:

CORRÊA, Henrique L.; CORRÊA, Carlos A. Administração de produção e operações: manufatura e serviços: uma abordagem estratégica. 2. ed. São

Paulo: Atlas, 2006.

SLACK, Nigel; CHAMBERS, Stuart; JOHNSTON, Robert. Administração da produção. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2002.