Lição 8 – Confiando na Bondade de Deus (18 a 25 de maio de 2013). Gosto demais de Habacuque.

Eu estava ansioso para que logo chegasse essa lição. Nada contra os outros, é lógico, mas Habacuque é o meu preferido destes que denominamos profetas menores. Os motivos são esses: Habacuque é um profeta do sul (Reino de Judá/Jerusalém). Foi contemporâneo de Jeremias, exercendo seu ministério em torno de 630-605 a.C. O reino do norte já havia caído há mais de 100 anos, e agora chegava a vez do sul. Lembremos que 605 a.C. é o ano da primeira invasão dos babilônicos, com o famoso Nabucodonosor, quando o jovem Daniel é levado como cativo. A propósito: teria sido Habacuque um professor de Daniel? Isso não sabemos, mas aceita-se que ele tenha sido um cantor levita a serviço do templo de Jerusalém. A Assíria tinha crescido, conquistou o mundo, inclusive Israel, mas caiu. A nova potência, então, passa a ser Babilônia, que vem conquistando tudo, e vai incluir Judá, mas um dia cairá também – assunto que é mais claro quando estudamos o livro do profeta Daniel. Bem, dentro desse quadro, vejamos um profeta que registra na Bíblia um diálogo com Deus de um modo diferente dos demais profetas escritores. É verdade que Jonas foi diferente também, mas em relação a si mesmo, enquanto Habacuque parece estar questionando as ações de Deus em relação ao Seu próprio povo, e aí eu vejo fortes respostas quando falamos da natureza, caráter e ações de Deus. Aliás, desde o começo tenho me posicionado desse modo. Podemos ver pessoas, nações e histórias. Podemos gastar o tempo da lição em classe olhando as páginas da Bíblia apenas sob esse ponto de vista. Mas a lição é muito mais do que isso. Ela aborda, através das histórias das pessoas e das nações, como Deus está resolvendo o nosso problema com o Pecado, deixando bem claro (embora nem todos vejam assim) o caminho da salvação, conhecido como o Plano da Redenção. Entremos no livro de Habacuque, mas façamos isso com um detalhe relevante: Habacuque confia na bondade de Deus. Domingo – Profeta Perplexo (19 de maio). Duas questões: Primeira – Após ter visto tanta iniquidade e idolatria em Judá, o profeta pergunta se Deus vai deixar as coisas continuarem assim. Como Deus poderia deixar Seu povo rebelde escapar sem o devido juízo? (Parece que Habacuque está mais interessado na retidão e justiça do que o próprio Deus).

com Martinho Lutero. O Senhor queria que entendêssemos sobre a Sua justiça. Olha só que curioso! Lá no Novo Testamento. (Estão entendendo porque eu gosto tanto desse livro?). Habacuque parece ser um cobrador das ações de Deus. Mas é verdade – a questão levantada por Habacuque nos permite ir atrás de uma resposta para essas perguntas: Um Deus justo pode usar o ímpio para punir os que são mais justos do que eles? Deus usa o ímpio? Deus usa o mal como instrumento para punir o mal? Deus usa o mal para levar alguém para o bem? Existe associação entre a luz e as trevas? Deus Se associa com as coisas do pecado? Nossas respostas revelarão se conhecemos ou não sobre a justiça divina e sobre a ira de Deus. também. . em Romanos 1:17. Lembremos. Incrível! No ponto máximo da apostasia dos judeus. porém: o Espírito Santo inspirou Habacuque a falar e escrever assim. Deus revela o caminho da salvação. Segunda – Vivendo Pela Fé (20 de maio). Segunda questão do profeta – Como assim? Deus usaria um povo mais ímpio ainda para disciplinar os judeus? Judá até parece justo quando comparado com Babilônia! Então Deus responde: „Fique tranquilo. Lembram que Jesus teve uma conversa estranha (aos nossos olhos) com Sua mãe? Parece que Ele foi seco com ela. Estranho. Mas Paulo está apenas ecoando o que já havia sido registrado no Velho Testamento. “Que tenho Eu contigo?”. emHabacuque 2:4 – “O justo viverá pela sua fé”. Paulo vai escrever que “o justo viverá pela fé”. do presente e do futuro achou por bem para nos revelar como Ele age e quando Ele age. Esses versos expressam a essência do evangelho. Essa foi a maneira que o Conhecedor do passado. Numa outra ocasião. não é verdade? Pois bem. então! Eu vou usá-los para disciplinar o Meu povo‟. e ensina a respeito da justificação pela fé. A hora de Babilônia vai chegar também‟.Então Deus responde: „Notou que os caldeus estão fazendo o maior sucesso militar? Pois. Ele disse para uma mulher cananeia: “Não é bom pegar no pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos”. com o cativeiro babilônico batendo na porta. Gálatas 3:11 e Hebreus 10:38. o fundamento que começou a Reforma Protestante.

pois “o salário do Pecado é a morte”. Imagine um jovem que cresce e se casa. Quem sabe Daniel tenha sido levado para Babilônia já sabendo dessas palavras reveladas a Habacuque. Agora . O cativeiro seria e foi dramático! Mas que vivessem pela fé. agora. Quarta – Lembrando a Glória Divina (22 de maio).Que os “justos” judeus. o produto da oliveira minta. uma oração cantada. contemporâneos dos “ímpios” judeus. mas não de corações vazios. Todos veremos que o Senhor real e absolutamente sempre esteve certo. eu me alegro no SENHOR. um salmo. “É certo que morrerás”. ele desejava mais ainda. mas. Mais maduro. Que tudo ficaria mais claro e compreensível aos olhos humanos. e os campos não produzam mantimento. Hoje eu entendo!” Para o questionador Habacuque. Deus está dizendo que um dia ele iria entender tudo. O profeta e seus fiéis irmãos deveriam esperar o ataque do inimigo. espera-o. Habacuque 2:3 também é extraordinário: “Se tardar. O profeta tem o espírito corrigido. exulto no Deus da minha salvação. não tardará”. segundo revelado na profecia do livro de Jeremias. É lindo. e treme ante a majestade de Deus. e nos currais não haja gado. Terça – A Terra se Encherá (21 de maio). O SENHOR Deus é a minha fortaleza” (3:17-19). porque. Então compreenderemos a justiça divina. O arremate do livro fica assim: “Ainda que a figueira não floresça. Ele desejava o sucesso do plano de Deus no início. aproxima-se de seu pai e de sua mãe e diz: “Agora que tenho filho eu entendo aquelas repreensões que vocês me davam. O capítulo 3 de Habacuque é um poema. “A terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor”. nem haja fruto na vide. virá. e tem um filho. Essas palavras seriam combustível para suportarem os setenta anos que teriam a frente. Lembra e exalta todas as intervenções divinas. vivessem pela fé diante de tão horríveis situações. as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco. certamente. todavia. Quinta – Deus é Nossa Força (23 de maio).

Mas levantemos a nossa cabeça. . Irmãos. Há provas disso! Tudo ficará bem. Em breve veremos Cristo voltar. cale-se diante dEle toda a terra” (Habacuque 2:20). A redenção se aproxima. as profecias declaram que esses tempos serão tremendos. mas tende bom ânimo”. Tomando a experiência daqueles que viveram o momento da invasão babilônica. No entanto. Ele é fiel. um pouco disso já estamos vivenciando. “Neste mundo passais por aflições. tenhamos em Deus a nossa força. os tempos se aproximam. Na verdade. “Mas o SENHOR está no Seu santo templo.tinham um novo olhar sobre os atos salvadores de Deus em favor deles.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful