Grupo Parlamentar do Partido Socialista _____________________________________________________________________ DECLARAÇÃO POLITICA PAOD Senhor Presidente da Assembleia Municipal, Senhor Presidente da Camara

Municipal, Senhora e Senhores Vereadores, Senhora e Senhores Presidentes de Junta Senhoras e Senhores Deputados Municipais Caros concidadãos, 23 de março de 2011 Esta é a data da irresponsabilidade. Esta é a data da rejeição do PEC IV. PSD, CDS-PP, PCP, Bloco de Esquerda e Verdes são os responsáveis por um dos momentos mais irresponsáveis e mais nefastos para Portugal e para os portugueses. Nesta data, a esquerda serviu de Mestre de Cerimonias à Direita neste embuste orquestrado que nos conduziu a eleições, que ajudou a eleger o Governo que hoje temos e que nos conduziu ao desastre em que estamos hoje. É hoje evidente para todos e já despudoradamente assumido pelos protagonistas da Direita, com Passos Coelho à cabeça que a crise politica que conduziu às eleições de 2011 foi um pretexto para a Direita se alçar ao poder com uma agenda ideológica oculta e que a troika seria o pretexto ideal para aplicar em Portugal uma agenda de transformação social e politica. Esta agenda oculta da Direita tem objetivos muito claros e pretende desequilibrar a equilíbrio social contra os mais pobres e os mais desfavorecidos.

___________________________________________________________________________________

Assembleia Municipal da Covilhã

-1-

Grupo Parlamentar do Partido Socialista _____________________________________________________________________ Esta agenda da Direita pretende ganhar competitividade reduzindo os custos da mão de obra num país que já apresenta dos mais baixos rendimentos médios e mínimos da Europa; Esta agenda da Direita pretende ganhar competitividade na economia privatizando tudo o que seja possível e reduzindo ao mínimo a intervenção do Estado na economia que está mundialmente de rastos precisamente pelos desmandos do sistema financeiro mundial e pela desregulação dos Estados na economia global. Esta agenda da Direita pretende convencer-nos que é preciso desmantelar o Estado Social que foi construído desde 1974 e que permitiu aos portugueses aproximarem-se da média dos indicadores europeus de desenvolvimento, como seja os indicies de saúde, de qualidade de vida, de rendimento médio, de acesso ao ensino, de cultura e tantos outros em que temos evoluído ao longo dos últimos 39 anos. Este Governo só tem um objetivo, empobrecer o País e daí de nos entrar todos os dias pela casa adentro gritando que “está tudo a correr bem!”. Está tudo a correr bem para os objetivos que têm. Está tudo a correr muito mal para a generalidade dos Portugueses. Que o digam os desempregados. Oficialmente quase 1 milhão. 17,7% no 1º trimestre deste ano o que significa 952.000 portugueses sem emprego - a taxa mais alta de sempre - e mais 400.000 destes, sem qual apoio social de subsidio de desemprego ou outro.

___________________________________________________________________________________

Assembleia Municipal da Covilhã

-2-

Grupo Parlamentar do Partido Socialista _____________________________________________________________________ Que o digam os pensionistas e reformados que têm visto sistematicamente os seus rendimentos reduzidos e que ao fim de uma vida de trabalho vêm reduzidos para níveis de miséria os seus rendimentos. Cortes no Complemento Social para Idosos, aumento de impostos sobre pensionistas, cortes nas comparticipações dos medicamentos. Uma calamidade! Dir-se-á os Deputados do PSD e do CDS nesta Assembleia, era preciso controlar o défice e as contas do Estado. Concordamos, Senhores Deputados, as medidas do Governo do PS com o apoio da União Europeia em 2011 iam precisamente nesse sentido. O PEC IV garantia precisamente as condições de financiamento do País e as medidas de estabilização das contas publicas de uma forma controlada e sobretudo menos gravosa para os portugueses e para a economia. Mas a Direita estava com pressa de “chegar ao pote” e a Esquerda cega de um ódio antigo que vem de novembros passados. E hoje temos isto, um país onde o desemprego está em números record, onde a economia recua há 10 semestres consecutivos, onde as vagas de emigração comparam com os anos 60 em que o país estava em guerra, onde as falências são diária, de empresas e cidadãos particulares e cereja em cima do bolo, as contas publicas estão piores que em 2011. A receita fiscal diminuiu brutalmente apesar do maior aumento de impostos da democracia portuguesa; A despesa publica continua descontrolada, apesar dos cortes cegos na saúde, nas prestações e apoios sociais, na educação, na ciência e investigação e no investimento publico. Se porventura algum dado estatístico que se possam valer pela positiva será a balança comercial, que está hoje mais equilibrada.
___________________________________________________________________________________

Assembleia Municipal da Covilhã

-3-

Grupo Parlamentar do Partido Socialista _____________________________________________________________________ Apenas tem um senão, este equilíbrio tem sido feito à conta da redução das importações resultantes da baixa do poder de compra da economia portuguesa e não à conta do aumento das exportações das empresas nacionais. Tem contribuído também de forma importante a redução da dependência energética do estrangeiro graças ao contributo da produção nacional de energia, especialmente por fontes de energia renováveis uma bandeira dos Governos PS e do Eng. José Socrates e que foi também rasgada pelo PSD/CDS. Caras e Caros concidadãos, Caras e Caros Deputados, Nesta intervenção tenho abordado apenas questões nacionais porque penso que é importante fazer nota nesta Assembleia para memória futura, e pedir também responsabilidade politica aos Partidos e Deputados nesta Assembleia que apoiam este Governo. É preciso que os dirigentes locais do PSD e CDS, que apoiam este Governo deem a cara nesta Assembleia e assumam também a responsabilidade da calamidade a que estão a conduzir o país e também a região. Sim, também a região. É preciso não esquecer tudo o que de mau este Governo tem feito à nossa região e aos Covilhanenses em particular. A começar desde logo pela extinção do Polo de Turismo da Serra da Estrela, com a conivência da Camara Municipal e dos partidos que a apoiam, PSD e CDS. É uma vergonha que os órgãos municipais aceitem sem contestação e sem indignação uma medida que atinge no coração um dos setores económicos mais estratégicos e vitais para o desenvolvimento da região e do nosso Concelho. O PSD deve pronunciar-se sobre estes e outros assuntos, de política nacional e autárquica e assumir perante os covilhanenses de que lado está.

___________________________________________________________________________________

Assembleia Municipal da Covilhã

-4-

Grupo Parlamentar do Partido Socialista _____________________________________________________________________ E não adianta faze-lo, especialmente a nível autárquico, como se não tivesse nada a ver com o executivo municipal eleito e que governa a Covilhã desde 1997! Os covilhanenses não esquecem nem vão esquecer, que o PSD e o CDS que agora se apresentam às próximas eleições autárquicas, sãos os mesmos que apoiam a Presidência de Carlos Pinto na Camara da Covilhã desde 1993. O balanço destes 20 anos de PSD à frente dos destinos do concelho da Covilhã será, para além da delicada situação financeira do município um concelho que apesar de ter crescido, não se desenvolveu e nalguns aspectos atrofiou. Os covilhanenes já perceberam esta realidade e estou certo que aproveitarão as próximas eleições autárquicas para mudar o executivo municipal e dar o seu voto de confiança ao Partido Socialista, que através do seu Candidato Vitor Pereira está a construir um projeto político participativo, inclusivo de todos os agentes e forças vivas do concelho e que permitirá delinear uma estratégia de desenvolvimento da Covilhã. Não há esperança com o PSD e o CDS, quer no Governo do país, quer na condução dos destinos da Covilhã.

___________________________________________________________________________________

Assembleia Municipal da Covilhã

-5-

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful