CURSO: Enfermagem SÉRIE: 1 TURNO: diurno e noturno DISCIPLINA: Saúde Ambiental e Vigilância Sanitária CARGA HORÁRIA SEMANAL: 3 horas

CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 horas I – EMENTA A disciplina propõe discussões acerca da estrutura e da dinâmica do meio ambiente e suas relações com o processo saúde-doença, bem como os principais fatores que alteram o equilíbrio e os efeitos decorrentes destas modificações sobre o homem, tendo em vista a melhoria da qualidade de vida. Analisa os instrumentos técnicos usados para o controle, a prevenção e a recuperação do ambiente.   II – OBJETIVOS GERAIS Reconhecer a interdependência entre ambiente-saúde e o processo saúdedoença; Identificar os principais problemas relacionados ao meio ambiente que interferem no processo saúde-doença em níveis individual e coletivo. III – OBJETIVOS ESPECÍFICOS Justificar a importância do estudo da saúde ambiental para a enfermagem; Discorrer sobre as principais fontes de poluição da água, do ar e do solo, bem como seus efeitos sobre a saúde; Detectar os problemas e relacionar as medidas educativas e de controle; Discutir as políticas de saúde vigentes e sua responsabilidade enquanto profissional e cidadão. IV – CONTEÚDO PROGRAMÁTICO AULA 1: Introdução: Conceito sobre: Processo Saúde/Doença; Sustentabilidade; Meio Ambiente. Repercussões das Mudanças Climáticas globais na saúde da população. AULA 2: Políticas Públicas em Saúde Ambiental: Evolução, O papel das Conferências Internacionais (Adelaide e Sundval), Contexto Nacional e Articulação com a Saúde Pública ; ANVISA; COVISA; Vigilância Sanitária. AULA 3: Vigilância Sanitária: planejamento; atuação; Fiscalização, dados Epidemiológicos e instrumentos de controle. AULA 4: Vigilância Sanitária: Qualidade dos medicamentos e Alimentos Seguros; Controle de Vetores e Saúde Pública Veterinária (Zoonoses). AULA 5: Educação em Saúde Ambiental: Instrumento auxiliar na formação da sociedade para o desenvolvimento sustentável – Alfabetização Ecológica –Capra. AULA 6: Repercussões das Mudanças Climáticas: Recursos Hídricos: Produção Segura e Proteção da água para o consumo. AULA 7: Repercussões das Mudanças Climáticas: Rede de Esgoto e Contaminação. AULA 8: Repercussões das Mudanças Climáticas: Gerenciamento de Resíduos: Geração e destinação: processo de reciclagem e coleta seletiva e

   

Proteção do Solo. 2003. São Paulo: Cortez. . Subsídios para Construção da Política Nacional de saúde Ambiental. o ser humano. São Paulo: Cortez. AULA 13: Saúde e Segurança dos trabalhadores: Terceirização. Conselho Nacional de Saúde. VII – BIBLIOGRAFIA BÁSICA Capra. Editora: Cultrix. Edgar Educar na era planetária: o pensamento complexo como método de aprendizagem pelo erro e incerteza humana.os mais diversos tipos de resíduos.  Leitura de textos e dinâmicas de grupo  Estudos de caso  Trabalhos de pesquisa VI – AVALIAÇÃO Provas escritas. fortalecimento dos espaços democráticos e programas Intersetoriais. precarização do trabalho e os efeitos para a saúde do trabalhador e o meio Ambiente. controle social para a construção de políticas de saúde ambiental. consumo sustentável. 2004. Testes. minimização de resíduos. Edgar. MORIN. 2007. AULA 14: Organização da área de Saúde Ambiental no SUS: Considerando a sustentabilidade e as interfaces com outras áreas e outros setores. Contaminação Atmosférica e Contaminação por ruído. NP1 AULA 9: Repercussões das Mudanças Climáticas: Gerenciamento de Resíduos: planejamento urbano e o uso do solo. F Alfabetização ecológica – A Educação das Crianças para um mundo sustentável. 2002. Secretaria do Verde e do Meio Ambiente do Município de São Paulo. contaminação de mananciais. 2003. deveres e direitos de se viver em sociedade. Ministério da Saúde. AULA 12: Turismo e Saúde Ambiental: doenças endêmicas. Atlas Ambiental do Município de São Paulo – O verde. AULA 11: Transporte: Mobilidade e redução de CO2. Radiação Ionizante e não ionizante. VIII – BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR MORIN. Desastres. NP2 Avaliação Substitutiva Exame V – ESTRATÉGIA DE TRABALHO  Aulas expositivas  Exercícios práticos. Seminários. Avaliação de exercícios. o território. AULA 10: Segurança: Química e resíduos perigosos. AULA 15: Instrumentos de Controle Social em Saúde Ambiental: os direitos humanos na garantia da saúde ambiental. Os Sete Saberes e outros ensaios.

Brasil. . de 27 de abril de 1999. cria o Sistema nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos. Secretaria do Verde e do Meio Ambiente do Município de São Paulo. Lei nº 9. representante da turma __________________.795. ______________________________________________________________________.433. Diário Oficial da União. Regulamenta a Lei 9. Eu. Brasil. 9 de janeiro de 1977. Brasília. Diário Oficial da União. PNUMA.Geo Cidade de São Paulo – Panorama do Meio Ambiente Urbano. que institui a Política de Educação Ambiental e da outras providências. 2004. Brasília 26 de junho de 2002. Instituto de Pesquisas tecnológicas do Estado de São Paulo. Lei nº 4281 de 25 de junho de 2002. recebi do Professor Marco Aurélio a ementa da disciplina Saúde Ambiental e Vigilância Sanitária. de 8 de janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos hídricos.