TERRY LYNN TAYLOR

1

ANJOS MENSAGEIROS DA LUZ Guia para o crescimento espiritual EDITORA PENSAMENTO 1990

SUMÁRIO

A nuvem luminosa.....................................................................................................................57 Curando com os Anjos..............................................................................................................58
"Os anjos podem voar porque não se preocupam." G. K. Chesterton INTRODUÇÃO Quando conheci Terry Taylor e soube de todas as suas notáveis experiências com anjos fiquei com muita inveja. Também desejei ter uma experiência com anjos. Todas as noites, antes de ir para a cama, eu enviava um fax de oração mental requerendo a minha própria experiência angélica legítima. "OK, anjo supremo. Se você realmente existe, trate de provar. Quero conhecer um anjo. RSVP. Obrigada, querido." Eu imaginava que era bom ser um tanto brusca porque, como Terry me assegurou, os anjos apreciam uma abordagem direta. Eles também têm um grande senso de humor e eu esperava que eles não estivessem se divertindo às minhas custas enquanto as semanas se passavam e o único contato remotamente celestial que tive foi a visita domiciliar de duas fervorosas Testemunhas de Jeová. Livrei-me dessas robustas senhoras com bastante rapidez, embora tivesse o pensamento culposo de que elas poderiam muito bem ter sido anjos disfarçados e que eu realmente tinha estragado tudo. "Não se preocupe com isso", ria Terry. "Você terá uma experiência angélica um dia desses. Simplesmente, tenha paciência." Várias semanas depois, eu estava numa cafeteria em Silverlake, escrevendo, quando um jovem redondo, alegre e barbudo, vestindo uma berrante camisa havaiana, acenou para mim de outra mesa. "Você parece o tipo de pessoa que gostaria de ver uma coisa maravilhosa que acabo de comprar!", provocou. "Certamente", repliquei. Ele se dirigiu à minha mesa com uma grande bolsa, da qual retirou o mais lindo querubim de pedra esculpida que já vi. "Oh!", suspirei. "Venho desejando um destes há pelo menos um ano!" "Gostaria de tê-lo?", disse ele, sorrindo. "Se gostaria! Quer dizer..." Olhei para ele atentamente. "Quanto custa?" "Eu o venderei a você por doze dólares." Eu sabia que era um negócio fabuloso porque acabara de passar pela Bullock's, onde acanhados querubins de terracota estavam a trinta e cinco. "Fechado!" Agarrei o querubim. "Quem é você?" Meu novo amigo encolheu os ombros e acomodou-se à minha mesa. "Coma, coma!", aconselhou. "Nunca deixe a comida esfriar." Descobri que seu nome era Chris L'Esperance, que era um artista e que tinha uma coleção de uns cento e cinqüenta querubins e anjos. Foi quando a coisa me atingiu como um tijolo celestial. "Você é um anjo?", inquiri. Chris caiu numa grande e trovejante gargalhada. "Talvez. E você?" "Não que eu saiba. Mas você tem todas as qualificações de um anjo, de acordo com minha amiga Terry Taylor, que está escrevendo um livro sobre eles. Você é feliz e amigável, gosta de rir e acaba de trazer-me um misterioso presente angélico." Chris olhou para mim atentamente. "Você precisa de mais alguma coisa?" "Sim", disse eu. "Cerca de cinco mil dólares, antes de quinze de abril." "Impostos?" "Hum-hum." "Quando é quinze de abril?" "Daqui a duas semanas. Esqueça, sei que é ridículo. Não posso imaginar um único modo pelo qual cinco mil dólares poderão aparecer em minha vida até lá." Ele ficou quieto por um momento. "Você terá o dinheiro", disse, finalmente. "Não em duas semanas. Mas em três. Você vai ter um bocado de dinheiro. Um bocado de dinheiro." Algo no modo como ele falou aquilo me deu uma sensação de formigamento. Não sei por que, mas simplesmente sabia que ele não era um daqueles loucos comuns, bem conhecidos, de Los Angeles. Corri até em casa e liguei para Terry. "Conheci um anjo!", balbuciei assim que ela respondeu. "Espere até ver o querubim que ele me vendeu. E ele disse que terei o dinheiro dos impostos em três semanas." Terry simplesmente riu, com o seu riso maravilhoso e tilintante. "Isso é ótimo", disse ela. "Mas não se esqueça de que os anjos podem errar por algumas semanas ou mesmo meses. O tempo não é um dos seus pontos fortes."

2

"Se ele errar por anos, o que direi ao pessoal do Imposto de Renda?" "Oh, ele provavelmente vai estar perto do prazo. Não se preocupe." Três dias mais tarde, eu estava com o meu agente em sua casa quando o telefone tocou. Ele se desculpou e voltou uns cinco minutos depois. "O que você acha de um cheque de oito mil dólares?", perguntou. Tive outra vez aquela sensação de formigamento. "Como?" "Era um editor. Eles têm um projeto de livro e estão procurando um autor. Você seria ideal." Bem, para encurtar a história, cinco semanas depois peguei o trabalho e um cheque de mais de oito mil dólares. "Aquele anjo estava apenas duas semanas atrasado", disse a Terry quando a levei a um jantar de celebração. "Não está mal. Eles realmente podem perder-se em divagações às vezes. Mas em geral isso só acontece quando estão se divertindo com você, como ocorre quando se pede algo bem estúpido. Esse sabia que você precisava do dinheiro." De qualquer modo, existem coisas como anjos e eles vêm para a sua vida quando você os chama e mesmo quando não o faz. E Terry Taylor vai lhe mostrar como entrar em contato com eles, como localizá-los, como usá-los e, o que é mais importante, como aprender a amar a vida como eles. Veja bem, os anjos não são apenas os seres alados da pesada tradição judeu-cristã, que vivem nos salões empoeirados da erudição bíblica. Também não são pessoas mortas em quem repentinamente brotam asas. Seja como for, não no livro de Terry. Como ela explica tão convincentemente, os anjos caminham sobre a terra exatamente como você e eu, e na realidade poderiam muito bem ser você e eu, pois cada um e todos nós temos um potencial angélico que só espera ser desencadeado. Terry encontrou anjos na forma de frentistas de postos de gasolina, mochileiros, garçonetes, o que você imaginar. (Eu mesma conheci um anjo posando de garçonete no balcão de um dos piores Mac Donald's de Los Angeles.) E uma vez que você começa a ser capaz de farejar anjos por si mesmo, a vida de repente se torna uma aventura sem fim, na qual aqueles que você conhece não são mais estranhos sem rosto, e sim possíveis portadores de alegria. Graças a Terry, em pouco tempo aderi aos contatos com o reino celestial. Aprendi sobre o correio angélico, uma técnica através da qual você pode enviar cartas aos anjos de diferentes pessoas cuja ajuda você está buscando ou cujo desagravo você gostaria de apagar de uma vez por todas. Aprendi sobre conferências angélicas, nas quais você pode convocar quantos anjos desejar para uma reunião de discussão e resolução de sua pauta de vida. Tomei conhecimento das sacolinhas angélicas, formas convenientes de bagagem, menores e mais leves que uma lancheira, nas quais você pode colocar pessoas ou situações que o estão incomodando e deixar os anjos cuidarem do frete aéreo. Aprendi principalmente como renunciar às coisas da vida que me deprimiam, entregando-as aos cuidados do cosmos, e a acreditar que realmente posso ter tudo que desejar da vida. Bem, quase tudo. Os anjos nunca me deram o casamento que eu pensava desejar, com o homem que eu pensava desejar. Isso de fato me preocupava. "Então, o que acontece com esse correio angélico?", eu disse um dia, malhumorada a Terry, seis meses depois de ter enviado uma carta ao anjo supremo do meu caríssimo amado pedindo para voltarmos a ficar juntos. "Já se passaram seis meses e eu não tive nenhuma notícia dos anjos. Seu sistema postal deve ser pior que o italiano." "Simplesmente confie", assegurou-me Terry. "Se não estão lhe concedendo alguma coisa, há uma boa razão para isso." Vou contar o que houve. Numa escala de valores de um a dez, esse homem revelou ser menos seis. No final, tornou a minha vida tão ruim que pensei seriamente em me tornar jesuíta. E um ano depois de ter usado o correio angélico, o homem que eu de fato esperava por toda a minha vida simplesmente apareceu. "Está vendo?", disse Terry. "Você apenas enviou a carta à pessoa errada, eis tudo. Os anjos levaram um ano para encontrar o endereço certo." Assim, me converti à angelologia. E depois que você tiver lido o livro de Terry, é provável que isso ocorra com você também. Espero que sim, porque uma vez que deixe os anjos cuidarem de tudo que antes servia para enlouquecê-lo, você vai encontrar o caminho para a verdadeira felicidade. Portanto, ponha todos os seus problemas na velha sacola angélica e sorria, sorria, sorria. Os anjos estão aqui. Mary Beth Crain PREFÁCIO O propósito deste livro é expandir a sua consciência com relação aos anjos. Este livro não é sobre se você acredita ou não que os anjos existem (isso não está em debate); é sobre conhecer e notar o comportamento dos anjos para que você possa incorporar a ajuda angélica à sua vida cotidiana. Há muitos livros de pensamento positivo e auto-ajuda no mercado; Anjos — Mensageiros da Luz não é mais um livro de pensamento positivo. Os anjos são o elo perdido da corrente da auto-ajuda. Esses mensageiros sempre prestativos da Divina Providência foram até agora negligenciados no contexto dos programas de auto-ajuda, auto-desenvolvimento e autoconfiança, que esperam que as pessoas façam tudo por si e para si mesmas. Os anjos são agentes enviados pelo céu, sempre disponíveis a ajudá-lo a criar o céu em sua vida. Este livro vai ajudá-lo a expandir e desenvolver a sua consciência dos anjos de modo que você possa obter ajuda invisível em seu crescimento espiritual e em sua felicidade. Se escutar, você vai ouvir anjos na melodia das canções. Você pode até ver anjos em rostos, em quadros, em janelas ou no céu. Você pode senti-los tocando-o suavemente no ombro. Você pode descobrir-se lendo a seu respeito no jornal ou ouvindo sobre eles no noticiário vespertino. E pode notar seu perfume de jasmim ou de rosas nos lugares mais estranhos. Procurar anjos vai trazê-los até você. Sobre a Estrutura deste Livro Anjos — Mensageiros de Luz divide-se em cinco partes, organizadas em seqüência para que as informações de cada parte sirvam às seguintes. Os capítulos são curtos por várias razões. Em primeiro lugar, porque os anjos são alegres e brincalhões e não querem que as informações sobre o seu modo de ser esmaguem as pessoas. Além disso, a filosofia do livro não é dar respostas consoladoras, mas encorajá-lo a fazer perguntas criativas que você mesmo vai responder e a formular problemas que você mesmo vai resolver, ao seu próprio modo especial, com a sua própria consciência especial sobre como os anjos po-

3

dem ajudá-lo. Capítulos curtos também permitem que você percorra o livro e leia aquilo que lhe interessar a cada momento. A Parte Um fala da natureza e da origem dos anjos de uma maneira "leve". Os anjos estão presentes há muito tempo e assumem diversas formas em quase todas as religiões e culturas do mundo. Essa seção discute os anjos nos termos do seu reino próprio, que é o céu. A Parte Dois apresenta os anjos sobre os quais você vai ler no livro e oferece exemplos e definições dos vários "halos" que eles usam. Essa seção vai explorar os papéis que os anjos desempenham e suas atividades especiais. A Parte Três é a seção do método. Nela, você vai descobrir modos de atrair os anjos descritos na Parte Dois e maneiras de conseguir que focalizem a atenção sobre você para alcançar resultados favoráveis e uma vida jubilosa. A Parte Quatro fala de como ter uma vida mais angelical. Essa seção oferece algumas idéias e práticas destinadas a fazê-lo incorporar o seu Eu superior à vida cotidiana. A Parte Cinco oferece um pot-pourri de propaganda angélica que vale mencionar. Inclui descrições de experiências de outras pessoas com aryos e relaciona outros livros e informações gerais sobre anjos. Será conveniente que, enquanto lê o livro, você mantenha um diário angélico para anotar pensamentos sobre anjos e pôr em prática os métodos recomendados nos vários capítulos. Veja a introdução à Parte Três para mais detalhes sobre a manutenção de um diário angélico. Como Vim a Escrever este Livro Você poderá se perguntar, antes ou depois de ler este livro, onde fui buscar minhas informações e porque decidi escrever um livro sobre anjos. Pelo que sei, eu sempre soube que os anjos existiam e sempre pensei que eram uma boa idéia. Minha filosofia era: por que questionar algo que faz tanto sentido para mim? Assim, em vez de tentar refutar a existência dos anjos, reuni informações positivas a seu respeito e armazenei-as no "fundo de minha mente" como um projeto de pesquisa em andamento. Quando adolescente, eu costumava ser bastante inquieta e tinha uma amiga com a mesma tendência. Lembro-me de que, sempre que nos encontrávamos, costumávamos comentar que nossos anjos da guarda provavelmente estavam com muitas horas extras. Também descobrimos que nossos guardiães podiam fazer outras coisas especiais além de nos salvarem o tempo todo. Imaginamos que se lhes pedíssemos, eles nos ajudariam a obter as coisas que desejávamos. Quando me lembro das coisas tolas que pedíamos, vejo que eles realmente eram pacientes e amorosos conosco, e aí está a beleza da coisa. Todas as reivindicações humanas, seja qual for a sua importância, serão consideradas pelos anjos e atendidas se se destinarem ao supremo bem amoroso de todos os envolvidos (ou, pelo menos, se não forem propriamente perniciosas). Há uns cinco anos, o meu projeto de pesquisa ganhou um impulso com a ajuda de minha amiga íntima e testemunha espiritual, Shannon. Juntas começamos a procurar ansiosamente livros e várias outras fontes sobre os anjos e sua maneira de agir. Começamos a procurar pessoas que pensávamos serem anjos ou terem tido experiências com anjos. Sempre que conhecíamos alguém, costumávamos perguntar: "Você já viu um anjo?" Começamos a notar e desfrutar os eventos sincronísticos que os anjos nos ofereciam. E, principalmente, descobrimos que a vida pode ser divertida e leve quando os anjos estão presentes com força total. Quando tive a idéia de um livro sobre anjos, pensei em tentar atribuir todas as experiências místicas, metafísicas e mediúnicas aos anjos. Pretendia incluir todos os extraterrestres e entidades manifestadas de que ouvira falar na rubrica dos anjos. Também tentaria não falar sobre Deus no livro por medo de afastar certos leitores. Bem, quando finalmente comecei a escrever sobre anjos, fui levada numa direção diferente. Descobri que as experiências que as pessoas tinham com extraterrestres simplesmente não correspondiam às experiências que eu e outros tivemos com anjos; na verdade, elas eram essencialmente distintas. Como essas experiências são subjetivas e como as teorias sobre elas são abstratas por natureza, não vou entrar em detalhes. Vou apresentar uma importante diferença que descobri entre as histórias sobre extraterrestres ou "espíritos desencarnados" e as situações com anjos: em todas as situações não-angélicas, há uma grande dose de interferência (positiva e/ou negativa) na vida da pessoa que recebe as mensagens ou está passando pela experiência, e as mensagens chegam na forma de "palavras", incluindo com freqüência detalhes muito verborrágicos. As experiências angélicas, por sua vez, consistem em sentimentos jubilosos, forte intuição, inspiração e uma sensação de não interferência "permissiva". Os anjos não usam propriamente palavras e as "comunicações" só mais tarde são expressas verbalmente pela pessoa para a descrição do sentido das "mensagens" e das suas sensações ao recebê-las. Em todos os casos, a experiência angélica deixa a pessoa com uma sensação de bem-estar e profunda paz. Também descobri ser sem sentido falar sobre anjos sem mencionar Deus. Parecia tolo tentar pensar em anjos que voam aleatoriamente em círculos — e que apenas faziam alguma coisa simpática vez por outra, sem nenhuma espécie de líder ou ser superior encarregado ou sem um propósito útil. Assim, quando menciono Deus no livro, desejo representar o amor que é a raison d'être dos anjos — o amor com o qual eles brincam para manter o amor no universo. Minha informação veio de várias fontes: experiências, literatura e conhecidos. A principal fonte usada no livro foram minhas intuições mais fortes a respeito dos anjos, que surgiram como uma síntese de toda a informação externa que reuni e de toda a informação interna que tenho, vinda de um profundo sentido de saber. E, naturalmente, pedi todo o tempo que os anjos me inspirassem. Não sinto ter "canalizado" os anjos no sentido tradicional, porque os anjos nos falam através de sentimentos e nos guiam por inspiração. Mais do que tudo, os anjos me dão a sensação de que não estou só no universo e de que sou amada. Tentei permanecer verdadeira para comigo mesma e para com os anjos. Escrevi este livro para partilhar informações que tornaram a minha vida divertida, feliz, significativa, estimulante, bemsucedida, cheia de amor, fácil de levar e menos séria! Aqui estão algumas das principais mensagens que os anjos têm para nós: a vida não é realmente séria e o humor e a futilidade eqüivalem à criatividade. A vida pode ser linda, como as cores do céu. Os seres humanos precisam incorporar as brincadeiras e o júbilo celestial à sua vida. Podemos confiar nas maneiras amorosas dos anjos e assim aprender a confiar em nós mesmos e a amar a nós mesmos. Os anjos tornam a vida mais feliz e mais fácil. Use este livro como um guia para o reino dos anjos. Descubra maneiras de criar consciência angélica e de atrair os anjos para a sua vida. Se o fizer, os anjos irão partilhar com você os seus segredos anti-estresse, anti-gravidade e anti-envelhecimento.

4

AGRADECIMENTOS Escrever este livro foi divertido. Quando descobriam que eu estava escrevendo um livro sobre anjos, todas as pessoas tinham algo positivo a dizer e, freqüentemente, ajuda positiva a oferecer. Os anjos trouxeram muitos amigos novos à minha vida no último par de anos e me aproximaram ainda mais daqueles que eu já tinha. Há muitas pessoas a quem eu gostaria de agradecer pela ajuda e inspiração para tornar este livro uma realidade. Primeiramente, gostaria de agradecer a Francis Jeffrey. Eu disse a ele, por brincadeira (depois de comprar um livro sobre anjos que não tratava do assunto que eu desejava), que iria escrever um livro sobre anjos. Não estava falando muito a sério naquele momento, mas ele me convenceu de que eu poderia fazê-lo. Assistiu-me no trabalho, contribuiu com muitas idéias novas e ajudou-me a esclarecer as minhas. Escreveu também um maravilhoso ensaio para o Fórum Angélico da Parte Cinco. Após dar-me conta de que podia, devia e precisava escrever este livro, tentei trazer minha antiga amiga e irmã espiritual Shannon Boomer para o projeto. Ela me convenceu de que eu poderia escrever o livro sozinha, mas que iria ajudar. Muito deste livro veio de experiências que tivemos juntas e de longas conversas sobre anjos durante os cinco últimos anos; por isso, sob muitos aspectos, ela o escreveu comigo e eu lhe devo muitos agradecimentos. Em seguida, gostaria de agradecer a outra amiga de muito tempo, Linda Hayden. Imediatamente depois que lhe falei sobre minha idéia de um livro a respeito de anjos, Linda começou a reunir informações para mim. Também se tornou minha principal incentivadora e sempre esteve presente para me encorajar com este projeto durante os meus altos e baixos. Linda conhece o real significado da beleza e os seus efeitos de cura, de modo que estar perto dela significava que os anjos estavam trabalhando com sua magia. Quando penso em minhas amigas Linda e Shannon, sei que realmente sou abençoada. Quando falei à minha família sobre o livro, meu pai disse, ironicamente: "Bem, certamente sabemos que você viveu rodeada de anjos nesta casa." É verdade. Estou sempre rodeada de anjos na casa deles. Veja, minha mãe (Nancy) e meu pai (Gordon) se parecem muito com anjos, e simplesmente não sabem disso. Seu amor incondicional e inabalável guiou-me através de muitos tempos difíceis e de muitas mudanças. Queria agradecer-lhes por mais uma vez me ajudarem a passar por uma mudança — escrever este livro. Também quero agradecer à minha irmã Kathy, a seu marido Steve e seus filhos Elizabeth, Jessica e Nicholas por proporcionarem algum humor e dados divertidos para o livro. Quero agradecer especialmente a Elizabeth pelo poema com que contribuiu para o Fórum Angélico e a Jessica por seus comentários engraçados sobre anjos, que usei em vários lugares. Obrigada também a meus irmãos, Tim e Kevin, por sua ajuda e inspiração. Os anjos trouxeram meu agente literário, Daniel Kaufman, diretamente à minha porta. Seu entusiasmo, a sua inteligência e o seu talento natural de vendedor eram exatamente o que os anjos encomendaram. Ele é uma rara mistura de artista e promotor de eventos, e coisas impressionantes acontecem ao seu redor. Quero agradecer a ele e a sua companheira Gina, que é um exemplo de verdadeira beleza angélica, por todo o apoio e encorajamento e pelos jantares nutritivos que me proporcionaram durante este projeto. Também quero agradecer à sua filha bebê, Anastasia, por ser um anjo, e ainda sou muito grata a Daniel pelo texto que escreveu sobre gratidão para o Fórum Angélico. Também devo agradecer a Daniel por trazer Mary Beth Crain para a minha vida. Ela se tornou uma parte essencial deste projeto, atuando como consultora e contribuindo com a introdução e um texto para o Fórum Angélico. Ela confere habilidade angélica verdadeira e charme a tudo o que faz e manifesta um real gênio angélico quando escreve e toca piano. Desejo exprimir minha gratidão por sua ajuda e por tornar-se uma amiga sempre disponível e valiosa. A primeira resposta positiva que tive no mundo editorial veio de Dan Joy, editor sênior na J. P. Tarcher, Inc. Dan chegou certa noite e passou várias horas me ajudando a preparar a proposta e fez muitos esforços para que eu encontrasse o editor certo. Agradeço-lhe por todo o seu valioso apoio. Os anjos sabiam de fato onde procurar quando quiseram encontrar o editor certo. Hal e Linda Kramer são editores que pretendem tornar o mundo um lugar melhor e mais feliz. Não poderia haver editores melhores para este livro e desejo agradecer-lhes por sua percepção e por sua ajuda ao longo do caminho. Nem todos os autores podem procurar seus editores diretamente, sempre que necessário, e receber exatamente o que necessitam. Considero-me muito abençoada por conhecê-los. Hal e Linda sabiam de fato onde encontrar o revisor certo. Nancy Grimley Carieton entrou no final do processo e aperfeiçoou realmente meu trabalho. Quero agradecer-lhe pelas longas horas que passou assegurando que eu dissesse o que desejava dizer. Também sinto-me muito honrada por ela ter encontrado tempo para contribuir com uma matéria deliciosa para o Fórum Angélico. Agradeço também a Uma Ergil, angélica assistente de Hal e Linda. Outra ajuda do mundo editorial foi o reforço positivo que recebi de Steve Bucher, da Lowertown Books (Mineápolis) e de Philip di Franco, da Di Franco Productions. Agradeço a ambos pelo seu tempo e pela sua disposição despreocupada. Desejo agradecer a Laura Huxley por passar uma tarde conversando comigo sobre o livro e por seus úteis conselhos quanto a escrever livros em geral. Também desejo agradecer à Dra. Linda Zwingeberg Fickes por permitir gentilmente que incluísse seu artigo "A Cura com os Anjos" no Fórum Angélico. Não posso agradecer suficientemente a John C. Lilly por seu interesse sincero por este livro e por providenciar um escritório celestial como lugar de trabalho. Seu humor e consciência mística foram muito inspiradores e deram-me muitas novas maneiras de olhar para mim mesma. Devo muitos agradecimentos aos meus amigos: a Violet e Derek Budgell, pelo incentivo e pelos maravilhosos presentes angélicos que me deram para me inspirar (e a Violet por ser a essência do charme); a Deirdre Briggs por sua natureza generosa e aprobativa e por trazer-me livros e informações sobre anjos; a Laura e Dean Larson por seu encorajamento, pela festa de Natal com tema angélico e por promoverem a beleza angélica através da arte de Laura e da fotografia de Dean; e a Diane Piazzi por quatorze anos de bom humor, risos e amizade. A comunidade de pessoas com quem vivi durante o tempo que escrevi este livro proporcionou encorajamento útil e nunca um momento aborrecido. Gostaria de agradecer a Lisa Lyon-Lilly, Barbara Clarke-Lilly, Nina Lilly, Charles Lilly, Frankie Lee Slater, Rudy Vogt e Chicharra, por sempre estarem presentes com encorajamento, humor, animação e amizade.

5

Outros amigos que ajudaram de modos importantes foram George e Jackie Koopman, Jai Italiander, Jeannie St. Peter, Brummbaer, Larry Raithaus, Joe D. Goldstrich, Michael Siegel, Michael Shields, Patrícia Le Dell e Leticia Boyle. Obrigada a Theo Katana por seu amor, orações e lições de sobrevivência, e à sua família, especialmente sua mãe e os sapatos mágicos. Obrigada a Kathy Faulstich por deixar-me entreouvir sua história angélica e à sua mãe, Katherine Portland, por toda uma vida de encorajamento e inspiração. Agradecimentos especiais a todos os que participaram no Fórum Angélico e a quem não mencionei ainda: Suzanna Soloman, Thomas LeRose, Kutira Decosterd e Moonjay, Karin Jensen, Filomena e Gideon Boomer. E também à misteriosa "K", que perambula em sua nuvem de anjos. Gostaria de agradecer a Wesley Van Linda, da Narada Productions, e a Kathy Tyler, da InnerLinks, pela ajuda com a seção sobre seu baralho ANGEL®. E agradeço a todos os anjos que já conheci.

PARTE UM A NATUREZA E A ORIGEM DOS ANJOS Parte Um Capítulo 1 OS ANJOS AGORA E HISTORICAMENTE A maioria de nós já viu quadros de anjos que parecem humanos, lindos com as suas asas e roupas esvoaçantes. Os anjos são geralmente representados com halos, auras de luz branca que envolvem sua cabeça. Quando lemos a respeito dos anjos, estes costumam ser descritos do mesmo modo, mas às vezes são conhecidos por aparecerem como luz branca deslumbrante e quase cegante. Como os artistas e antigos escribas chegaram à conclusão de que os anjos têm asas e halos? Os primeiros livros do Antigo Testamento não descreviam os anjos desse modo; eles eram descritos como seres humanos comuns vestidos com peles brancas de cabra (simbolizando pureza, luz e santidade) ou como jovens sem asas. As asas e os halos apareceram na arte cristã por volta da época do imperador romano Constantino (312 d.C.), que se converteu do paganismo romano ao cristianismo após ver uma cruz no céu antes de uma batalha importante. Antes disso, o panteão grego incluía deuses alados como Hermes e Eros que, além de terem outras funções, levavam mensagens entre os deuses do Olimpo e os deuses menores da terra. A palavra anjo vem do termo grego angelos, que significa mensageiro. Como funcionavam como mensageiros de Deus, os anjos acabaram sendo vistos como alados, como os deuses Hermes e Eros. As asas simbolizam a rapidez com que os anjos viajam, transportando as mensagens de Deus. O halo ou aura de luz branca simboliza sua origem ou lar, que é o céu. A imagem pictórica de asas e halos proporcionou aos crentes um foco e um ícone para adorar. Em pouco tempo, a arte estava lidando com anjos alados e o drama e a poesia a imitavam.

6

Assim, historicamente, os anjos eram vistos como mensageiros entre Deus e a humanidade. As mensagens que recebemos de Deus através dos anjos se destinam a nos aproximar de alcançar o céu na terra. Como espécie, realmente não mudamos tanto. Para a maioria de nós, representar anjos com asas e halos ainda é a maneira mais fácil de visualizá-los. Isto está certo, porque os anjos podem aparecer em qualquer forma que a nossa imaginação aceite. Os anjos existem, de uma forma ou de outra, em quase todas as grandes religiões do mundo. São mencionados na história registrada de três mil anos antes de Cristo. Como este livro é sobre o presente, sobre como os anjos podem nos ajudar exatamente agora, não vou envolver você numa história detalhada das idéias sobre os anjos. Livros inteiros foram escritos sobre esse tema. Vou mencionar apenas alguns pontos altos dessa história. As antigas culturas do Egito, da Babilônia, da Pérsia e da Índia reconheciam anjos alados (às vezes chamados "deuses"); é provável que essas tradições tenham influenciado os gregos e romanos, que começaram a pintar asas em anjos no Ocidente. Os sutras da ioga de Patanjali, um mestre indiano de meditação mais ou menos contemporâneo de Platão, revelavam como a pessoa podia fazer contato com "seres celestiais" meditando sobre a luz dentro da própria cabeça; esses seres de luz fazem a conexão entre os reinos humano e divino. (Conheço uma devota de meditação que está continuamente em contato com o reino angélico e está envolta por uma nuvem de anjos em toda parte aonde vai.) Um desenvolvimento especialmente significativo da história dos anjos veio da Pérsia, onde Zoroastro (também conhecido como Zaratustra, ca. 628-551 a.C.) descreveu com muitos detalhes, em seu Avesta, os seus encontros com anjos; ele dizia que os anjos são extensões e projeções de Deus em direção à humanidade — não seres independentes colocados entre Deus e a humanidade. (Deus é retratado por Zaratustra como presidindo sobre uma corte de anjos — figuras humanas maiores que o normal, masculinas e femininas, que refletem a radiância de Deus.) A idéia de que os anjos são expressões ou extensões de Deus e não seres independentes foi enfatizada pelos Gnósticos, contemporâneos de Jesus, que preveniam contra aceitar os anjos como intermediários entre os homens e Deus — como, efetivamente, "corretores de Deus". Parece haver nestes dias um renovado interesse pelas três ordens de anjos, cada qual com três coros: a ordem mais elevada é a dos serafins, querubins e tronos; a segunda ordem é a dos domínios, virtudes e poderes; e a terceira, a dos principados, arcanjos e anjos. Mais uma vez, muitos livros e ensaios interpretam esses conceitos — e vou relacionar alguns deles na Bibliografia anotada na Parte Cinco. As ordens de anjos merecem ser conhecidas se você estiver muito interessado em saber como os anjos têm participado da história e dos pontos de vista filosóficos concernentes à sua existência. Os anjos de hoje não são realmente diferentes dos anjos descobertos inicialmente. Sempre se pensou nos anjos como sendo a principal conexão para os seres humanos entre o céu e a terra; embora os conceitos de Deus e céu tenham variado, os anjos ajudaram consistentemente os humanos com seu crescimento espiritual e sua felicidade. Capítulo 2 O QUE É UM ANJO, AFINAL? Feche os olhos e veja o que a mente retém quando pensa em anjos. Você vê a figura de alguma pessoa específica? Algum incidente específico vem à sua mente? Experimenta uma sensação de calidez e leveza passando sobre você quando imagina anjos? Agora, pense sobre o céu. Que cores vê? Imagina a beleza, a paz, a alegria e a felicidade? Pensa no céu como um reino diferente daquele em que vivemos aqui na terra? Há muitas maneiras de interpretar o céu e muitas maneiras de interpretar quem e o que os anjos são. As muitas interpretações vêm do fato de que somos todos seres únicos, com experiências de vida únicas. Para estabelecer certo campo comum em função deste livro, vamos considerar o céu como um reino ou plano separado do reino em que vivemos na terra. O céu é o reino da alegria, leveza, felicidade, amor incondicional, riso e beleza. Vamos considerar que os anjos existem no céu como seres separados do mais alto poder divino do universo. São seres de luz que enviam informações e pensamentos de amor através de nosso Eu superior para inspirar e guiar-nos. Esses seres angélicos têm todas as propriedades da luz — velocidade, brilho e o poder de curar e obliterar a escuridão. Por sermos seres únicos, o modo pelo qual experimentamos e descrevemos anjos irá variar de acordo. Os anjos discutidos neste livro simplesmente desejam o bem supremo para todos os envolvidos, de modo que você pode representá-los como lhe agradar. Esses anjos querem ajudá-lo a conectar seu Eu superior com o céu, de modo que você possa ser mais feliz aqui na terra. Os anjos sentem que o estado natural da vida é de alegria, felicidade, riso e beleza, as qualidades do céu, o reino próprio dos anjos. Um anjo é um guardião, um mensageiro do céu. O céu é a origem dos milagres, onde o amor existe como energia curativa pura e incondicional e onde os seres humanos são encarados como uma espécie protegida dotada de livrearbítrio. Um anjo pode levar o reino dos céus aos seres humanos na terra se o desejar e estivermos dispostos a aceitálo. Este livro descreve as várias maneiras pelas quais os anjos podem nos inspirar a sermos seres mais felizes e mais criativos — sem retirar o nosso livre-arbítrio. Os anjos não nos controlam e não aprendem por nós as nossas lições. Entretanto, conhecem nossa natureza interior e podem aproximar-se e proteger-nos quando sabem que verdadeiramente o desejamos. Têm também a habilidade de inspirar-nos e enviar-nos mensagens que nos ajudam em nossa vida cotidiana. Uma maneira de pensar em anjos é como treinadores no jogo da vida. Os treinadores não jogam pessoalmente os jogos que estão treinando, mas ainda assim são muito importantes para os jogadores. Os treinadores não precisam necessariamente ser capazes de jogar bem o jogo; precisam simplesmente compreender a natureza humana. Um anjo pode ser o nosso treinador particular, lembrando-nos para incluirmos diversão e felicidade em nosso jogo da vida. Os anjos podem nos treinar trazendo amor, beleza e paz para a nossa vida. Os anjos não podem compreender por que mais humanos não se juntam à divina dança cósmica do universo. Os anjos e as crianças se entendem bem, porque as crianças estão prontas a brincar e a se divertir — e o fazem com alegria, cantando, gritando e rindo. Os treinadores angélicos ensinam diversão e júbilo. A maioria das pessoas não leva os anjos a sério. Isso está bem para os anjos porque eles são livres da seriedade do nosso reino. Vêem a maioria dos humanos como seres consumidos pela seriedade. Os anjos nos ensinam que nada é realmente sério. Nós, seres humanos, podemos realizar fatos de impressionante criatividade quando a nossa mente é libertada do peso da seriedade. Podemos curar-nos da doença (mental e física) e podemos virar a nossa vida pelo

7

avesso mudando o nosso modo de pensar. Os anjos reconhecem o grande número de possibilidades superiores com as quais os seres humanos são abençoados. Estão encarregados de ensinar aos humanos o caminho da leveza, de modo que o "potencial humano" possa se tornar "realidade humana". Ser humano é algo que os anjos às vezes invejam. Os anjos admiram a habilidade humana de entrar profundamente na paixão do amor — de ter convicções fortes no coração. Invejam nossa liberdade de escolha ou livre-arbítrio. O livrearbítrio proporciona um tremendo poder criativo a nós humanos. Temos o poder de criar dons intemporais de arte, literatura, música e grandes pensamentos para inspirar a raça humana, mesmo muito depois de termos partido. Temos liberdade de escolha. Isso significa que podemos escolher qualquer caminho espiritual ou não-espiritual que desejemos. Nosso livre-arbítrio nos proporciona aqueles pequenos "altos e baixos" que experimentamos ao longo do caminho que escolhemos. Os seres humanos são influenciados por muitos ciclos, estando incluídos nossos biorritmos naturais, as estações do ano, as ondas de energia, os movimentos astrológicos e assim por diante. E natural termos alguns dias que são bons e alguns não tão bons. Nossas escolhas podem ajudar a redirecionar os dias de baixa energia para um lado mais leve, mais energético. Como temos livre- arbítrio, podemos escolher transformar ou transcender os pontos baixos de nossas vidas. No mínimo, podemos compreender que alguns pontos baixos são uma parte natural da vida e aprender a não sermos perturbados por eles. Sanaya Roman explica: "Você escolhe a faixa de intensidade de suas emoções. Alguns de vocês escolheram uma faixa muito ampla, da imensa dor à grande alegria. Alguns escolheram faixas mais estreitas, preferindo trabalhar com níveis sutis, tais como da alegria moderada à infelicidade moderada. Por viver numa polaridade, para cada emoção positiva que você tem, terá também a sua oposta. A calma emocional vem de encontrar o ponto de equilíbrio, levando todas as suas emoções à harmonia com o seu Eu superior." Os anjos querem nos ensinar o equilíbrio emocional, de modo que possamos ter as experiências culminantes de liberdade e de alegria que eles promovem e não ter de pagar com a vivência oposta: o desespero. Os anjos trabalham (brincam) nos bastidores para inspirar em nós os nossos dons inatos do talento e do gênio. Também trabalham (brincam) vinte e quatro horas por dia em sua dimensão intemporal, para sincronizarem a vida humana. Sua principal função é evitar que você se sinta desimportante no vasto mar da humanidade. No esquema celestial da vida, você tem uma posição especial; os anjos ao seu redor estão encarregados da pesquisa e do desenvolvimento relacionados com as suas buscas espirituais no caminho para a felicidade incondicional (na verdade, o caminho menos percorrido). Capítulo 3 OS ANJOS E OS NOSSOS SENTIDOS FÍSICOS A maioria de nós não vê os anjos como objetos físicos. Alguns viram os anjos como campos de luz ofuscante, brilhante demais para ser encarada por muito tempo. Se você avistar um anjo, este provavelmente assumirá a forma que você estiver mais disposto a aceitar. A maioria de nós viu representações de anjos com asas e halos. Se você quer imaginar anjos como seres humanos bonitos com asas, está ótimo; se um anjo estiver destinado a aparecer para você, ele ou ela provavelmente irá agradá-lo assumindo essa forma. Os anjos têm aparecido às pessoas ao longo da história, mas isso é raro e geralmente acompanha um "grande evento". Para conhecer anjos, será útil você conseguir transcender o paradigma "ver é crer" e adotar uma mente aberta e uma postura de "conhecer por intuição". A realidade é muito mais do que aquilo que vemos. E é muito mais do que aquilo que ouvimos. Considere por um momento o campo de energia eletromagnética que nos rodeia; sabemos que esse campo existe, mas não podemos vê-lo nem ouvi-lo com nossos sentidos físicos normais. Precisamos de alguma espécie de receptor. Por exemplo, os sinais de rádio e televisão são silenciosos e invisíveis para nós até que liguemos um aparelho de rádio ou de televisão, mas esses sinais existem ao redor de nós o tempo todo. Vemos os objetos físicos através de sua reflexão numa estreita faixa de freqüências chamada "luz visível", mas vemos apenas os raios de luz que realmente entram nas pupilas de nossos olhos, e não o campo tridimensional inteiro de energia de "luz" eletromagnética que nos rodeia. Candace Pert é um dos cientistas que descobriram as endorfinas. As endorfinas são opiatos naturais encontrados em nosso cérebro e que agem como mecanismos de filtragem. As endorfinas são usadas para filtrar seletivamente a informação fornecida por todos os sentidos (visão, audição, olfato, paladar, tato e dor), bloqueando o acesso de parte dela aos níveis superiores da consciência. Candace Pert afirma: "Cada organismo evolui de modo a ser capaz de detectar a energia eletromagnética que será mais útil à sua sobrevivência. Cada qual tem sua própria janela para a realidade." Aldous Huxley falava do sistema nervoso e do cérebro como uma "válvula de redução", ou filtro, que nos capacita a experimentar apenas uma fração da realidade. Se a informação do meio ambiente é filtrada seletivamente pelos sentidos e se há acontecimentos ao redor de nós que não são registrados em nossa consciência comum de vigília, então considere isto: parte da realidade que eliminamos por filtragem é a atividade angélica. Os anjos são muito ativos e existem em muitos lugares ao mesmo tempo; se pudéssemos vê-los prontamente, iríamos experimentar o caos e poderíamos enlouquecer. Quando os santos e místicos ouvem vozes e têm visões, as outras pessoas ficam apavoradas e tendem a rotulá-los de "insanos". Diz a lenda que, nos tempos antigos, anjos, fadas, elfos, duendes e várias outras criaturas mágicas eram fáceis de ver e acessíveis à conversa (talvez esta seja a origem do folclore e dos contos de fadas). De qualquer modo, os humanos ficavam tão preocupados com a magia desse reino que não prestavam atenção ao mundo físico. Assim, por razões de crescimento e sobrevivência, a maior parte dos humanos teve de "desligar" a capacidade de ver e ouvir essas criaturas mágicas. Falei com várias pessoas que "vêem" anjos, mas estas não gostam de falar ou se gabar disso, porque o assunto é para elas muito pessoal e tem natureza sagrada. Quando "ouvimos" anjos, podemos distinguir um lindo coro de vozes cantando a distância. Ouvi casos de anjos embelezando com o seu canto a música que uma pessoa está ouvindo (se lhes agrada). Pode-se "ouvir" o tilintar de doces campainhas ou carrilhões em momentos sutis, quando os anjos estão ao nosso redor. Os anjos deixam às vezes um odor fragrante no ar para que sintamos, em lugares onde não podemos imaginar de onde o perfume está vindo. Dois perfumes florais de que gostam especialmente são rosa e jasmim.

8

Algumas pessoas sabem que os anjos estão com elas porque em momentos estratégicos sentem uma mão tocar suavemente seu ombro ou sentem uma presença tão forte e calmante que chega a compeli-los a olhar ao redor à procura de alguém que não está ali. Não se preocupe se você não foi capaz de ter sensações mágicas, imagéticas ou físicas com respeito aos anjos. Os anjos não estão aqui para interferirem no nosso crescimento e alguns de nós se deixam levar pelo pensamento mágico e pelas experiências místicas. A atitude mais importante a cultivar para atrair anjos é a de um amor e uma felicidade otimistas e incondicionais. Os anjos rodeiam a pessoa verdadeiramente feliz e amorosa, encorajando mais amor e felicidade. Não é importante poder experimentá-los prontamente com os sentidos físicos. O que importa é encontrar um modo de conhecer os anjos por si mesmo e desviar-se da bobagem de "ver é crer" que todos ouvimos em um momento ou outro. Os anjos são como pensamentos. Não podemos ver nossos pensamentos, mas sabemos que existem. Podemos ter tantos pensamentos quantos queiramos; não há limite. Imagine por um momento uma situação em que os pensamentos se tornem formas. Pense num pensamento amoroso positivo como uma bênção. Imagine que este viaja na forma de um raio de luz curativa na direção da pessoa sobre quem foi o pensamento. Veja-o alcançando-a e iluminando-lhe o coração e mente. Agora essa pessoa tem o coração leve e envia bênçãos aos que se encontram ao redor. A bênção original criou uma reação em cadeia de felicidade que se estende a mais e mais pessoas. Agora imagine o que pode fazer um pensamento negativo. Não vou descrever cada elo dessa cadeia, mas estou certa de que a sua imaginação irá ajudá-lo a ver o dano que os pensamentos negativos podem causar. Os pensamentos são poderosos e reais mesmo se não podemos vê-los — e da mesma forma são os anjos. Todos nós temos nossa "janela individual para a realidade", de modo que experimentamos os anjos ao nosso próprio modo. Há, entretanto, um denominador comum: os anjos não nos ferem; eles nos ajudam. Quaisquer mensagens, experiências, acontecimentos, pensamentos e sentimentos que interferem no nosso bem-estar ou o limitam e nos separam ainda mais de nosso Eu superior não se originam de anjos. Os anjos existem num reino de energia positiva, amorosa, e na luz rosada do amor. Quando temos experiências sublimes de alegria e amor, ligamo-nos com os anjos. Os anjos não têm experiências sublimes; eles são experiências sublimes. (Os anjos não experimentam altos e baixos como nós humanos.) Os anjos servem de modelo aos pensamentos alegres e felizes que podemos partilhar. Capítulo 4 DEUS COMO A ORIGEM DOS ANJOS Para conhecer e compreender os modos dos anjos, você precisa perceber que Deus é o seu patrão. Os anjos trabalham para Deus em várias funções destinadas a manter a ordem amorosa do universo. Deus é a origem dos anjos e estes são a primeira criação de Deus. Não deixe que a palavra "Deus" assuste ou afaste você. Se necessário, sempre que vir Deus mencionado neste livro, substitua a palavra por um termo que faça você se sentir mais à vontade, tal como "o universo", "mãe-natureza", "o grande espírito" ou qualquer outro nome que o ponha em contato com um poder superior. Apenas tenha em mente que os anjos pertencem a uma amorosa ordem superior, que mantêm com o seu trabalho e as suas brincadeiras. Tenha também em mente, por favor, que Deus e os anjos têm um terrível senso de humor. A questão principal é: Deus é amor e nós somos amados incondicionalmente por Ele. Sempre somos livres; Deus não nos ama pelo que fazemos ou pelo quanto o amamos. Deus nos ama sem reservas, e sempre que desejamos esse amor ele está consistentemente disponível. Por não haver orientações ou regras fixas a seguir para receber o amor incondicional, às vezes ficamos perplexos e queremos saber como estamos indo. Estamos sempre procurando sinais de aprovação ou de desaprovação. Queremos limites claros para nos dizerem até que ponto podemos ir e qual linha não podemos cruzar. Parecemos querer uniformes para vestir, regras para seguir e contornos de nossa sina e destino a preencher. Não há regras nem fórmulas para obter o favor e o amor de Deus. O amor de Deus tem que ser incondicional porque Ele nos deu o livre-arbítrio. Se não o tivéssemos, provavelmente seríamos enviados à terra com um conjunto de instruções e regras descrevendo o que se espera que façamos em nosso tempo de vida e qual se supõe ser nosso principal propósito. Mas por termos o livre-arbítrio, podemos atravessar qualquer limite, quebrar qualquer regra e despir quaisquer uniformes. E onde isso nos leva? Somos amados e basicamente livres. Nossa liberdade é que nos faz realmente grandes, mas também pode nos colocar em dificuldades e nos fazer perder oportunidades alegres. Alguns seres humanos passam a vida inteira tentando imaginar que tipos de ações irão agradar a Deus. Não podem suportar a idéia de que é tão fácil, que Deus nos ama não importa o que façamos. Deus nos ama mesmo quando não amamos a nós mesmos. A mensagem de Deus é amor e perdão — amar e perdoar a nós mesmos e tratar a nós mesmos com gentileza. Por que afinal estamos aqui? Certamente não posso responder a essa pergunta por você. Talvez a vida toda seja uma grande piada e talvez sejamos deixados na linha crítica quando morremos e então passamos a eternidade rindo histericamente. De uma coisa eu sei: se usamos o nosso livre-arbítrio para sermos felizes, a vida fica muito mais fácil, muito mais criativa e muito mais cheia de humor. Resumindo, muito mais divertida. O livre-arbítrio é responsável pelos altos e baixos da vida. Os altos e baixos simplesmente são parte do jogo; idealmente, os baixos irão ajudá-lo a apreciar e a tirar vantagem dos altos. Como não têm altos e baixos em seu reino, os anjos podem ajudar a trazê-lo para cima mais rapidamente quando você chega embaixo. El Shaddai é o nome de Deus que significa "o Deus mais do que suficiente", o deus que é muito mais do que poderíamos desejar. Deus quer que sejamos felizes e os anjos são seus emissários para nos ajudarem a criar a felicidade na terra. Se podemos aprender meios de confiar na abundância de um Deus que é mais que suficiente, então teremos mais que o suficiente, mais até mesmo para distribuir, o que vai nos trazer ainda mais. Essa conversa sobre Deus não pretende oferecer-lhe mais um sistema de crenças nem mais uma cosmologia; pretende fazê-lo saber que os anjos vêm do reino do céu, onde uma fonte pura de amor incondicional (que chamei de Deus) existe para todos nós. O amor incondicional é nossa fonte de cura, de felicidade e de júbilo; é a liberdade última. Os anjos querem que encontremos o amor puro e incondicional por nós mesmos — que encontremos Deus em nós mesmos — de modo que estejamos livres para criar nossas vidas como dons que continuem a ser oferecidos no tempo. Don Gilmore, autor de Angels, Angels, Everywhere, define os anjos como "formas, imagens ou expressões através das quais essências e forças da energia de Deus podem ser transmitidas. Um anjo é uma forma pela qual uma essência ou força de energia específica pode ser transmitida para um propósito específico". Na Parte Dois deste livro, você vai apren-

9

der sobre os anjos em termos das várias essências espirituais e forças da energia de Deus que eles adotam. Uso o termo "halo" para representar as várias fórmulas e imagens de Deus que os anjos transmitem para propósitos específicos em nossa vida.

Sobre a Parte Dois: CLASSIFICAÇÃO DOS ANJOS Os anjos da divina providência agem de diversas maneiras. A Parte Dois vai apresentar-lhe o movimentado reino angélico. Você vai aprender sobre os muitos "halos" (ou "chapéus") que os anjos usam, que denotam a essência, força de energia ou expressão espiritual específicas de Deus e do céu que os anjos representam. Um halo é uma faixa de luz que rodeia a cabeça de um anjo; esse círculo de luz conecta constantemente o anjo com o céu. Os halos também proporcionam um sistema de classificação. Na Parte Dois, descreverei os anjos em termos de certas classificações simbolizadas por seus halos. Cada capítulo (grande halo) tem várias subseções (halos pequenos) que descrevem classificações mais especializadas das vocações angélicas. O Capítulo 5 da Parte Dois é sobre nossos anjos pessoais, que estão integrados com o nosso Eu superior. Esses anjos permanecem ao nosso redor o tempo todo para nos inspirarem, guiarem e protegerem. Nossos anjos pessoais protegem os muitos caminhos espirituais disponíveis para nós e agem como guias e instrutores para acelerar nosso crescimento espiritual. Ficam por perto, alegrando-nos e despertando nossa criatividade até seu potencial mais alto. Os anjos estão sempre em íntimo contato com o seu Eu superior. O Eu superior existe num reino separado da nossa realidade física. Nesse reino, o Eu superior pode permanecer em contato contínuo com anjos (se o quisermos e se estivermos abertos a isso). É por isso que às vezes é tão eficiente comunicar-se pedindo que nosso anjo da guarda fale com o anjo da guarda de outra pessoa a respeito de nossos mais profundos e mais elevados desejos. O Capítulo 6 é sobre anjos do momento. Os anjos do momento vêm a nós naquelas horas em que precisamos de ajuda extra. Ajudam a curar-nos quando estamos doentes; resgatam-nos quando estamos perdidos, confusos ou em perigo; providenciam eventos coincidentes que nos lembram da providência divina e da ordem no universo; transformam situações graves de modo que a seriedade parte e o humor prevalece; e às vezes fazem milagres. O Capítulo 7 apresenta os anjos que embelezam a vida humana. Esses anjos "fazem a vida valer a pena", por assim dizer. Eles nos proporcionam felicidade incondicional, divertimento e júbilo. Também nos auxiliam com o romance e a riqueza. E ajudam-nos a exterminar preocupações que atormentam nossas vidas. O Capítulo 8 refere-se a anjos psicólogos. Os anjos psicólogos ajudam-nos a entender e analisar a nós mesmos agindo como editores de programas cerebrais. Usando esse halo profissional, trazem uma consciência dos padrões de comportamento internos, de modo a podermos tirar vantagem da liberdade para mudar nosso comportamento se assim o desejarmos. Os anjos nos ajudam a nos tornarmos o melhor que podemos ser. Os anjos são também os seres por trás dos deuses e deusas mitológicos da antiga Grécia, Roma e Índia. Esses anjos arquetípicos ajudam a nos compreendermos porque representam os modelos originais da personalidade humana. A natureza tem toda uma hierarquia de anjos coletivamente conhecida como o reino dos devas. O Capítulo 9 faz uma rápida revisão desse reino dos devás, dos anjos e seres menores que estão encarregados da flora e da fauna. O Capítulo 10 lhe mostra como designar a sua própria congregação de anjos. Você pode dar nomes a esses anjos e chamá-los para ajudar em qualquer situação que surgir. Isso se mostrará útil se você necessitar de assistência angélica para uma área específica em sua vida que não esteja incluída nas descrições das tarefas dos anjos em qualquer outro trecho da Parte Dois. Lembre-se, os anjos são como pensamentos; você pode ter quantos desejar para ajuda e orientação. Depois de ler a Parte Dois, pense sobre como os anjos trabalham em sua vida. Então, leia a Parte Três para saber como pode empregar tantos anjos quantos quiser usando os métodos para atrair anjos para a sua vida. Capítulo 5 ANJOS PESSOAIS Anjos da Guarda Pois a seus anjos Deus dará um encargo [especial] quanto a ti: que te guardem em todos os teus caminhos.

10

Salmo 91:11 Um anjo da guarda é designado para cada pessoa sobre a terra. Cada ser humano, independentemente de crença, condição, forma ou tamanho, tem o privilégio de um anjo da guarda. Seu anjo da guarda está com você o tempo todo, vá você onde for e faça o que quiser. Já foi dito que, quando olha para alguém, Deus vê dois — a pessoa e seu anjo da guarda. Quando os fazendeiros franceses viajavam sozinhos por uma estrada e encontravam com outro viajante solitário, cumprimentavam-se dizendo: "Bom-dia para você e seu companheiro" ("companheiro" significando "anjo da guarda"). Seu anjo guardião tem estado com você através dos tempos e estava por perto quando você decidiu vir a este mundo como o ser humano especial que você é hoje. Seu anjo da guarda se lembra e mantém registro dos altos objetivos que você estabeleceu para si mesmo, das altas inspirações que acumulou no fundo da sua mente inconsciente. Minha primeira lembrança de meu anjo da guarda vem de quando eu tinha três anos de idade. Estava brincando numa área fora dos limites permitidos em nosso quintal, com um de meus ursinhos de pelúcia. De alguma forma, o ursinho caiu por uma ravina. Fiquei parada olhando para ele por um minuto, tentando decidir entre esquecer dele e ir apanhá-lo. Decidi ir apanhá-lo porque era o menor urso de minha coleção e, portanto, importante. Dei um passo na direção da ravina e ouvi uma voz dizer: "Não, não desça ali; deixe o ursinho e suba de volta para casa." Lembro-me de ter sentido como se houvesse uma barreira entre mim e a ravina. Considerando que, em primeiro lugar, não se esperava que eu estivesse ali, voltei e subi para casa apenas com a memória do meu urso de pelúcia. Lembro-me de pensar que ele iria ficar amigo de alguns animaizinhos e que tudo estaria bem. Você pode se lembrar de um momento em sua vida em que estava inquieto e poderia ter-se ferido seriamente, quando algo como uma força invisível o puxou para a segurança. Talvez você não tenha uma história como essa, mas ouviu ou leu sobre isso em algum lugar. Os anjos da guarda são conhecidos da maioria das pessoas que dirigem carros, especialmente nas vias expressas. Muitas vezes passei pela experiência de carros que vinham se dirigindo para um acidente comigo serem levantados ou empurrados para fora do caminho no momento exato de evitar uma colisão. Quando as pessoas sofrem sérios ferimentos físicos e alguém chega no momento exato de salvar suas vidas, o salvador geralmente veio porque algo disse a ele ou a ela que fosse para ali rapidamente. O anjo da guarda da pessoa ferida procurou o anjo da guarda da outra pessoa e passou a mensagem de emergência. Basicamente, os anjos da guarda são conhecidos por proteger-nos e guardar-nos em todas as nossas atividades na terra. Por que não explorar os modos de conhecer seu anjo da guarda pessoal? Há muitas maneiras pelas quais seu anjo guardião pode ajudá-lo, além de salvá-lo de acidentes de automóvel e livrá-lo de danos físicos. Desenvolva um relacionamento íntimo com seu anjo da guarda. Você pode pedir-lhe conhecimento e percepção a respeito de situações confusas da sua vida. Pode também pedir a ele ou a ela para conversar com os anjos guardiães de quaisquer pessoas de sua vida a respeito dos envolvimentos que você tem com elas. Preste atenção à sua intuição; ela irá tornar-se mais brilhante quando você estiver em harmonia com seu anjo da guarda, pois ê pelo conhecimento interior da intuição que você receberá mensagens de seu anjo guardião para preveni-lo e guiá-lo. Você já deixou de fazer alguma coisa porque subitamente teve uma forte sensação de que seria um engano, apenas para descobrir depois que, se tivesse ido em frente, teria sido desastroso? Seja criativo com seu anjo da guarda. Em particular, seja como uma criança que tem um amigo e confidente invisível — os anjos da guarda gostam disso. É comum as crianças verem e falarem com seus anjos da guarda. Isso geralmente acontece antes que as crianças possam comunicar exatamente o que vêem, mas algumas pessoas podem lembrar-se de suas vidas retroativamente até o momento em que falaram e viram seus anjos da guarda. Se você tem filhos, estude seu comportamento quando estão sozinhos. Muitas crianças têm amigos invisíveis a quem falam onde quer que estejam, e os bebês às vezes parecem olhar para alguém que não está ali. Quando os bebês riem e sorriem enquanto dormem, alguns dizem que estão brincando com os anjos. Também é divertido perguntar às crianças o que elas pensam a respeito dos anjos e pedir-lhes para desenharem um anjo. Na escola primária católica, as crianças são ensinadas sobre seus anjos da guarda no primeiro ano. Ensinam-lhes que seus anjos guardiães são amigos fiéis qüe as ajudam enquanto estão na terra, dando-lhes mensagens daquilo que Deus quer que façam, e que as guardam do mal. Os professores chegam mesmo a encorajar as crianças a se afastarem em seus assentos para dar espaço a seus anjos da guarda. A oração do anjo da guarda (veja o final desta seção) é recitada todos os dias. Uma de minhas amigas que já passou dos sessenta lembra-se de sua professora contando às crianças de sua classe que se elas não terminassem as orações de seu rosário por alguma razão, não precisavam preocupar-se, porque os anjos da guarda iriam terminá-las por elas. Em certas fases do desenvolvimento das crianças, seus anjos da guarda requerem assistentes. Ajuda extra é realmente necessária durante os "terríveis dois anos", quando as crianças necessitam explorar seus limites. Depois que as coisas se acalmam (dependendo da criança), a ajuda extra geralmente não é mais necessária até que a criança se torna um adolescente e começa a dirigir. Nesse ponto, alguns adolescentes poderiam usar um exército de anjos da guarda, mas é suficiente dizer que a maioria dos adolescentes tem ao menos dois anjos da guarda trabalhando fora de hora para protegê-los durante esse período geralmente inquieto. A ajuda pode não ser tão necessária entre os vinte e os trinta, quando as pessoas aprendem que não são indestrutíveis. Mais tarde na vida, a ajuda extra irá variar de acordo com a necessidade. Muitos seres humanos sofrem através da vida e podem regredir em sua evolução porque são profundamente infelizes em relação a alguma coisa. Inconscientemente, parecem estar tentando matar-se com as escolhas que fazem e o modo como reagem à vida. Humanos infelizes são frustrantes para os anjos guardiães que velam por eles. Os anjos certamente não vão participar da infelicidade, de modo que nada há para fazerem, exceto esperar por aquele instante em que a pessoa se decide a parar de sofrer e uma transformação pode ocorrer. Temos o livre-arbítrio, de modo que, se desejamos sofrer, ou se pensamos que é isso que se espera que façamos, a escolha é nossa. Às vezes parece que nossos anjos da guarda tiraram férias. Acontece alguma coisa horrível, que não podemos crer que Deus ou nosso anjo da guarda iria permitir. Um dos grandes mistérios da vida é saber por que coisas ruins acontecem a pessoas boas e por que coisas boas acontecem a pessoas ruins. Podemos especular e sair-nos com explicações tais como carma, lições que precisamos aprender e assim por diante, mas parte da injustiça que acontece nesta terra jamais pode ser explicada satisfatoriamente. Nossos anjos da guarda nunca saem realmente de férias, mas quanto mais positivos e otimistas nos mostramos, mais fáceis somos de proteger e de cuidar. Portanto, preencha o momento com a con-

11

fiança, esperança e fé em que seu anjo da guarda irá sempre cuidar de você. Não se preocupe com o amanhã ou com a infelicidade de outros. Seja agradecido por ser quem é exatamente agora e agradeça ao seu anjo da guarda. Tenha sempre em mente que você tem um anjo guardião que é o mesmo hoje, ontem e amanhã. Seu anjo guardião deseja lembrar-lhe que neste exato momento você está vivo e que, esteja ou não feliz a respeito desse fato, ele é verdadeiro. Sua "máquina" biológica e mental está funcionando em algum nível de eficiência e seu anjo da guarda quer evitar que você se sinta como uma vítima. Seu anjo da guarda está olhando por você, esperando pelo seu próximo passo; seja da miséria para a normalidade, da normalidade a sentir-se bem ou de sentir-se bem à felicidade e delícia totais, seu anjo da guarda deseja guiá-lo rumo a um passo seguinte mais elevado. Seu anjo da guarda está sempre ao seu lado para lembrar-lhe do papel importante e especial que você desempenha neste planeta apinhado de gente. Recitar a Oração do Anjo da Guarda, da tradição católica, pode ajudá-lo a focalizar-se na presença do seu anjo guardião. Anjo de Deus, meu querido guardião, a quem Seu amor me confia aqui; sempre neste dia [ou noite], esteja ao meu lado, para estimular e guardar, governar e guiar. Mensageiros O Novo Testamento foi escrito inicialmente em grego, e "anjo" vem da palavra grega para mensageiro, angelos. O Antigo Testamento foi inicialmente escrito em hebraico, e a palavra hebraica para anjo é malakh, que também significa mensageiro. Tanto no Novo como no Antigo Testamentos há muitas histórias sobre anjos aparecendo para os humanos e trazendo-lhes mensagens. Essas mensagens geralmente se relacionavam com eventos importantes, por exemplo, anunciando o nascimento do Messias. Não ouvimos tanto atualmente sobre anjos aparecendo, mas eles ainda estão transmitindo mensagens para nós. Como nem sempre os vemos e ouvimos fisicamente, temos de ser especialmente criativos e perceptivos para receber nossas mensagens. Os anjos têm modos inesperados de transmitir mensagens. Você já se viu sentado durante horas junto à escrivaninha, espremendo os miolos para obter a resposta a uma pergunta ou problema? Exatamente quando decide parar suas ponderações, um pombo pousa no peitoril de sua janela. Perceber esse pombo dá-lhe uma sensação de calor e paz, e você se surpreende caminhando na direção da janela. Então, quando olha pela janela, passa um caminhão com um letreiro que lhe dá a resposta que passou tanto tempo tentando forçar em seu cérebro. Assim que você foi capaz de cessar a luta, a mensagem veio a você sem esforço. Preste atenção às sutilezas da vida. Os anjos têm muitas maneiras de alcançá-lo, mas freqüentemente você deixa que estas lhe escapem. Por exemplo, uma criança, num momento de espontaneidade, pode balbuciar uma afirmação da qual apenas você sabe c significado. Enquanto folheia um livro, pode surgir uma página com uma mensagem clara impressa. Manchetes no jornal, retiradas do contexto, podem conter a sua mensagem. Anjos com mensagens aparecem-nos com freqüência em sonhos. Os anjos são muito criativos nas maneiras de se comunicar conosco; temos simplesmente de ser igualmente criativos quando ouvimos nossas mensagens. As mensagens do céu são sempre para o bem maior de todos os envolvidos. Se você recebe mensagens ou impressões que parecem positivas, mas não soam positivas, pergunte a si mesmo: "Essa mensagem vibra com um amor incondicional?" Geralmente um sim ou não muito claro virá como resposta. As mensagens do céu nunca estimulam a força ou a dominação em situações e usualmente (embora nem sempre) são mais gerais do que específicas. Instruções detalhadas tais como "Vá até a esquina, compre cigarros, fume um e então chame seu vizinho e dê-lhe uma espinafrada", evidentemente não são mensagens do céu. As mensagens celestiais freqüentemente seguem a linha de: "Não se preocupe... seja criativo... Tudo está certo... Está tudo bem... Confie..." Os anjos nos inspiram através de percepção mística e de idéias brilhantes súbitas ou mesmo bizarras. Algumas pessoas sentem os anjos como forças espirituais interiores que guiam o Eu superior instilando pensamentos nobres e ideais na nossa consciência. Todos os anjos são mensageiros de alguma espécie, independentemente dos papéis específicos que desempenham. Os anjos que são correios de Deus têm notícias importantes a transmitir. Esses mensageiros ficarão ao seu lado até que receba as suas notícias; portanto, lembre-se de relaxar, entregue-se e deixe sua intuição guiá-lo. Guias Espirituais Quando o discípulo está pronto, o mestre aparece. Os guias espirituais entram e saem de nossas vidas de acordo com a necessidade. Geralmente representam a essência de uma cultura, raça ou religião específica, ou podem representar uma carreira ou caminho de vida. Eles são mestres. Quando um novo guia chega até você, você pode se surpreender com uma urgência voraz de saber tudo o que há para saber sobre uma cultura ou religião particular, que lhe era estranha anteriormente. Você começa a comprar livros, artefatos, incensos, música ou roupas que irão ensinar-lhe a essência desse novo interesse e de seus oferecimentos espirituais. Em breve chegam à sua vida pessoas que também estão estudando a mesma essência em suas próprias buscas espirituais. Aconteça esse processo súbita ou sutilmente, ele oferece uma oportunidade de crescimento numa nova direção. Através da meditação ou de outros meios você pode ser capaz de ver seus guias. Basicamente, tudo o que precisa fazer é perceber onde residem seus interesses e ouvir as mensagens do seu interior. Quando descobre seu guia ou guias, você pode acelerar o ritmo das lições que está aprendendo à medida que explora as muitas possibilidades de crescimento e orientação. Por exemplo, se um dos seus guias espirituais é um americano nativo, você pode ter visões que o coloquem em contato com a Mãe Terra, o que poderá proporcionar-lhe um respeito maior pelo planeta, o que, por sua vez, pode levá-lo a agir de determinada maneira. Se o seu guia é um budista zen, a lição pode implicar a perda do seu ego por algum tempo, o desenvolvimento da intuição e a aprendizagem de ser. Você poderá até mudar de trabalho, passando para algo mais básico e menos mental, com o objetivo de aprender novas maneiras de ser. Pode ser que um de seus guias represente uma personalidade do passado, tal como Florence Nightingale. Nesse caso, o guia poderá estar pressagiando um tempo de serviço e atenção à saúde e à nutrição.

12

Se o seu guia é celta, você pode sentir-se fascinado por contos de fadas, lendas arturianas, reis e rainhas, harpias e místicos. Os guias espirituais nos ensinam valores espirituais que não nos são familiares. Reconhecer nossos guias ao longo das mudanças sutis ou dramáticas que ocorrem em nossas vidas irá ajudar-nos a entender nossas metas inferiores ou uma busca espiritual particular. Nossos guias nunca nos deixam realmente, mas podem ficar à sombra, de modo que outros guias possam vir a nós quando haja outras lições a aprender. Os guias espirituais são anjos com ensinamentos fundamentais; eles nos oferecem nova percepção e nova criatividade para colocar-nos em harmonia com o nosso Eu superior. Musas A criatividade vem do reino espiritual, a consciência coletiva. E a mente se encontra num reino diferente daquele das moléculas do cérebro. O cérebro é um receptor, não uma fonte. Candace Pert As musas são ministras da criatividade que inspiram nossos talentos e dons. Todos somos capazes de criatividade de alguma espécie, mas com freqüência precisamos compreender que a fonte da criatividade pode se encontrar num mundo que não vemos. Independentemente de onde residam nossos talentos, há musas prontas a inspirar-nos muito além dos limites que estabelecemos para a nossa humanidade. Não há limites para a criatividade quando somos inspirados pelos anjos. A criatividade vai além do talento, até o gênio, quando os humanos desenvolvem a habilidade de ouvir a inspiração. Na mitologia grega, há nove musas, as filhas de Mnemosine (memória), que eram parte do séquito de Apoio. Essas nove filhas eram as deusas da inspiração: Clio, da história; Melpômene, da tragédia; Urânia, da astronomia; Tália, da comédia; Terpsicore, da dança; Calíope, da poesia épica; Érato, dos versos de amor; Euterpe, dos poemas líricos ou da música; e Polímnia, da música sacra ou religiosa. Você pode notar que há três musas representando diretamente a poesia, e muitos poetas passados ou contemporâneos reconhecem as musas como a fonte de sua inspiração. William Blake, um anjo artista e poeta, disse certa vez: "Não fico envergonhado de contar-lhes o que deve ser contado — que estou sob a orientação de mensageiros do céu, de dia e de noite." Blake atribuía todo o gênio artístico aos anjos. Em Roma, era costume agradecer ao gênio da casa — os deuses Lares — a cada refeição; algumas casas até mesmo preparavam um lugar para esse anjo. Lares era o espírito do fundador e a fonte da criatividade da família; o gênio era parte da vida cotidiana. A palavra genius vem do nome do espírito guardião do antigo romano. Juno é o nome do espírito guardião da mulher. Em antigas celebrações de aniversário, os romanos honravam os espíritos do gênio, reconhecendo-os como a fonte da imaginação individual. Ouvir as musas significa meditar e refletir em busca de inspiração criativa. Sempre que você precisar de percepção criativa, procure as musas. Entre em contato com as próprias ministras da criatividade, anjos especiais que podem falarlhe com inspiração para seu talento particular. Seja o seu dom resolver problemas matemáticos, pintar uma obra-prima ou compor grande música ou literatura, aprenda a ouvir a sua orientação interior para transformar talento em gênio. Por favor, note que a existência de musas criativas não significa que não possamos receber créditos pelas nossas realizações artísticas. Nós somos espertos o suficiente para expandir nossa consciência permitindo a recepção de suas lições e somos nós que fazemos o trabalho de fato. Portanto, dê a si mesmo o crédito por ser o gênio que é. Incentivadores Vários anos atrás, me surpreendi desejando fazer uma importante mudança em minha vida. Embora soubesse que essa mudança tornaria minha vida mais feliz, eu não estava certa de como as pessoas mais próximas de mim iriam reagir. Eu sabia que muitas delas não apoiariam a minha decisão. Minha decisão estava me levando a sentimentos dolorosos de culpa, até que descobri meu setor particular de torcida. Saindo de um estado de meditação, recebi a imagem de pequenos chefes de claque aplaudindo a minha vida, não importava o que eu me decidisse a fazer, mesmo se fosse uma escolha que ninguém apoiava. Esses chefes de claque me animavam: "Nós gostamos de quem você é." E: "Você merece ser feliz; vá em frente." Então tive a coragem de ir em frente para realizar meu desejo mais profundo, e oportunamente, tudo funcionou no sentido do bem mais elevado para todos os envolvidos. Você também tem um setor de torcida angélica para o seu Eu superior. Esses anjos aplaudem com suas pequenas vozes: "Não desista... Nós gostamos de quem você é... Tudo vai dar certo... Nós temos orgulho de você." Há alguns anjos que aplaudem quase tudo o que você faz. Seu principal propósito e função é apoiar incondicionalmente suas decisões, sem dar conselhos. Isso é simpático quando você quer fazer uma mudança excêntrica ou drástica e outras pessoas parecem que o estão segurando. Naturalmente você não irá ouvir as vozes da sua claque se estiver por fazer algo rude ou destrutivo. Abaixo dos níveis da bondade, os chefes de claque ficam em silêncio. Com bastante freqüência, nossos desejos mais profundos são difíceis de realizar porque julgamos severamente demais a nós mesmos e à nossa posição. Ouvimos os conselhos dos outros em vez dos de nosso Eu superior. Conhecer e seguir nossas inspirações mais profundas irá nos trazer sorte. As vezes, isso pode exigir correr um risco ou dois; então, se você se aventurar no caminho de suas convicções e se descobrir sentindo-se só, lembre-se de que sua torcida e seu anjo da guarda estão ali com você e que a solidão é apenas temporária. Ouça com atenção; sua torcida está soprando palavras de encorajamento: "Vá, time, vá! Domine a bola e corra... Não olhe para trás!" Co-pilotos Como co-pilotos, os anjos assumem o comando secundário na viagem da sua vida. Sempre que você precisar que assumam o comando, eles estarão prontos e preparados. Com efeito, se você tiver problemas, é uma boa idéia deixar

13

seu co-piloto voar por algum tempo. As peças da sua vida que estão espalhadas ao redor irão encontrar a ordem e você poderá relaxar e descansar um pouco ou se distrair enquanto é levado de volta aos trilhos. Os co-pilotos agem como secretários invisíveis, arranjando e ordenando seus dias de modo que você não tenha de fazer viagens extras, lembrando-o de compromissos e prazos que você, na sua confusão, vai violar. Tire vantagem do seu secretário pessoal e faça um pouco de ditado. Dite a que horas deseja levantar-se de manhã e como deseja que seu dia transcorra. (Veja o Capítulo 20 na Parte Três, sobre revisão angélica na hora de dormir.) Seja específico, estabeleça prazos e peça a seu copiloto para resolver a confusão. Seja criativo e pessoal com seu anjo co-piloto e descubra novas maneiras de resolver suas tarefas de modo a ter bastante tempo para criar uma vida agradável. Anjos-Almas Muitas pessoas perguntam: "Nós nos tornamos anjos quando morremos, de modo que possamos proteger os que amamos?" Há uma ampla gama de respostas nos vários livros que se referem ao tema da morte e às "experiências de quase-morte". Alguns apoiam essa teoria, outros não. Alguns dizem que os anjos são seres criados completamente separados dos humanos. Algumas pessoas que tiveram uma experiência de quase-morte, ou que tenham passado por uma dinâmica de imagens orientadas sobre sua própria morte, dizem que, quando deixavam o corpo, parentes falecidos e entes queridos eram os anjos que os guiavam para o outro reino. Muitos dos livros que li sobre anjos relatam histórias sobre entes queridos falecidos transmitindo mensagens importantes de volta à terra. Essas histórias são muito detalhadas e interessantes, e as mensagens realmente salvam vidas ou provocam algo igualmente dramático. De acordo com uma idéia do budismo tibetano, cada um de nós é uma composição de aspectos absorvidos de personagens passados e vivos que nos influenciaram de alguma maneira. Com a morte, o composto se desagrega e é distribuído para o universo, especialmente para entes queridos e para aqueles que influenciamos. Esse processo deixaria o espírito livre de sua humanidade no outro reino e beneficiaria os humanos deixados para trás. Se você tem entes queridos que morreram, lembre-se dessa idéia e reclame uma parte de si que poderia usar em sua própria vida. Se você é atraído para uma personalidade do passado, por exemplo, por Thomas Jefferson, decida o que é que o atrai e absorva essa faceta para realçar o seu próprio Ser. Por haver muitas teorias relativas a esse tema, deixarei a decisão para você. Faça o que fizer, leve o amor que tem no fundo de sua alma ao ser amado que fez a travessia e peça que esse amor continue a crescer e a transformar, peça que esse amor vele por você. Sinto, com certa freqüência, uma explosão de amor vindo para mim de alguém que amei e que morreu. Essa é uma sensação muito especial e muito próxima às sensações que recebo do meu contato com anjos, e com freqüência essa sensação me proporciona percepção e inspiração. O amor incondicional não tem limites; pode andar num instante de um lado para outro através do tempo e do espaço. Permita a si mesmo uma experiência direta desse processo. Capítulo 6 ANJOS DO MOMENTO Curadores Há provas mais do que suficientes para apoiar a teoria de que o que se passa em nossa mente afeta de modo profundo o que acontece em nosso corpo. A cura do corpo pode começar com a cura da mente, com o fornecimento do que ela precisa para ser saudável e feliz. Eliminar crenças negativas que nos afastam da saúde e substituí-las por pensamentos de cura positivos também ajuda na cura do corpo. (Veja o Capítulo 8, sobre editores de programação cerebral.) Hoje, muitas pessoas estão curando a si mesmas mudando o modo de pensar, mudando sua atitude em relação a si mesmas e em relação à vida. É interessante notar a definição do Oxford American Dictionary para "to heal" (curar). Estas são algumas das frases usadas: tornar inteiro ou são; levar a um fim ou conclusão conflitos entre pessoas e grupos; acomodar e reconciliar; livrar do mal, limpar e purificar; formar carne saudável novamente — unir depois de ser cortado ou quebrado. Assim, em essência, curar envolve reparar e tornar inteiro após uma separação ou rompimento na vida de uma pessoa. Curar é o ato de limpar as impurezas que ficaram do passado. Os anjos podem servir como agentes de cura de muitos modos. Podem ajudar-nos a curar a nós mesmos canalizando raios curativos de Deus. Podem ajudar-nos a resolver nossos conflitos com outros humanos. Podem enviar mensagens de perdão e reconciliação a outros em nossas vidas, se estivermos dispostos a perdoar e a esquecer. Mesmo se as pessoas em questão não estiverem mais vivas, os anjos podem alcançá-las. Você pode convocar anjos curadores para a percepção de quais padrões de pensamento estão bloqueando a integração. Peça-lhes para liberarem a dor aprendida e a transmutarem. Todos os métodos e práticas mencionados neste livro podem ser usados para curar com os anjos. Basicamente, todos os anjos são curadores e mensageiros. Dessa forma, todos os praticantes de curas podem chamar os anjos para orientação e amor adicionais. Uma vez que os anjos em parte são responsáveis por conseguir coincidências, podem conseguir para que você encontre o médico ou curador certo para o seu estado em particular. Podem também reordenar suas células num nível microscópico, com a ajuda da sua própria imaginação. Visualize anjos programando o seu sistema imunológico com mensagens de cura e carregando-o de energia. Quando as pessoas ficam tão doentes a ponto de perderem o controle da sua energia curativa, ou se algo terrível acontece e elas terminam em coma antes do seu tempo de morrer, os anjos curadores são enviados por Deus para assumir a responsabilidade. Esses anjos purificam a atmosfera ao redor dos que estão gravemente doentes e inconscientes. Ao fazer assim, proporcionam uma barreira contra influências indesejáveis e doentias. No interior dessa barreira, purgam a atmosfera da negatividade, proporcionando energia pura, limpa e confortável. Assim, os raios de cura do amor podem incidir diretamente sobre a pessoa que está doente e sofrendo. Se você conhece alguém nesse estado, ajude os anjos visualizando um esquadrão angélico de cura ao redor da pessoa. Os anjos de cura não competem com hospitais e médicos, nem têm preconceitos contra eles. Cada hospital, goste ou não, tem seu próprio anjo guardião. Sabe-se de enfermeiras que viram anjos ao redor de humanos que se recom-

14

punham de doenças graves e os médicos são com freqüência orientados por percepção divina. Quando profissionais de saúde reconhecem o papel dos anjos curadores, podem ser mais poderosamente eficientes no que fazem. O equilíbrio do corpo/mente e do espírito é a base para curar. Trata-se de um conceito simples, mas pode ser difícil colocá-lo em prática. Por isso, traga os anjos curadores para o ajudarem. Alguns livros sobre cura estão relacionados na Parte Cinco. Incorpore anjos a tudo o que ler sobre cura. Use a sua imaginação e irá descobrir as muitas maneiras pelas quais os anjos podem ajudar no processo de cura. Veja também o artigo de Linda Zwingeberg Fickes, no Fórum Angélico. Salvadores Os anjos do momento nos resgatam de vários modos. Se estamos em grave perigo de sermos feridos fisicamente, fazem tudo o que podem para nos ajudar (contanto que não resistamos). Os anjos do momento às vezes aparecem como seres humanos. Ou podem chegar com seu aparato angélico completo para resgatar alguém das garras da morte. Ocasionalmente, nos transformamos no nosso Eu superior (ou no nosso anjo da guarda) e agimos como um anjo do momento. Nessas ocasiões, podemos não estar conscientes do que estamos fazendo ou do poder que temos sobre uma situação. Certa vez entreouvi uma conversa telefônica num jantar de celebração do Dia de Ação de Graças, na qual um amigo íntimo da família estava contando à sua irmã sobre um anjo do momento. Essa amiga estava passando por uma crise; seu marido estava no hospital depois de ter sofrido um derrame. Para piorar a situação, o marido tinha sido removido para um hospital no Estado vizinho (onde moramos). Essa mulher estava hospedada na casa da mãe e todos os dias tinha de dirigir pela rodovia, o que jamais fizera antes, para estar com o marido. Por algum tempo, ela não percebeu a verdadeira condição do marido. Num dia em que estava se sentindo realmente vulnerável e tinha dirigido até o hospital sem a mãe para apoiá-la, os médicos lhe informaram que seu marido estava morrendo de um câncer já em estágio avançado. Depois de ouvir essa notícia a mulher foi deixada a sós num corredor deserto e frio, sentindo-se perdida e impotente. Subitamente, um lindo jovem de pouco mais de vinte anos apareceu e disse: "Você parece alguém que aceitaria uma xícara de café." Ela respondeu: "Rapaz, se aceitaria!" Acompanhou-o e tomaram o café. O jovem a fez sentir-se melhor e até mesmo lhe disse que ela lhe lembrava da mãe, o que fez maravilhas por ela (é uma das mães mais eficientes e amorosas que conheço). Ele disse que era membro de um grupo de voluntários do hospital e que cuidaria para que seu marido fosse alimentado e cuidado quando ela não se encontrasse ali. Depois da xícara de café com esse jovem excepcional, a mulher sentiu uma sensação de paz e força que lhe possibilitou fazer a viagem para casa sem desmoronar. Então ouvi-a contar à irmã que o jovem simplesmente desapareceu e que nunca o viu novamente. Terminou dizendo: "Creio que era alguma espécie de anjo." Sim, ele era um anjo do momento. Seria um anjo "real" que se manifestou no corpo de um jovem ou simplesmente o Eu superior do jovem usado nessa situação? Bem, fosse quem fosse, era um salvador, e deu a essa amiga uma sensação de paz e bem-estar do tipo que só os anjos são capazes de transmitir. Agentes de Sincronicidade Você já pensou que há na coincidência algo mais do que simplesmente um acaso aleatório? O psicólogo Carl Jung e o físico Wolfgang Pauli pensavam assim e denominaram esse "algo mais" de sincronicidade. A sincronicidade envolve o relacionamento interdependente peculiar de dois eventos cuja conexão é evidente ao observador, mas cujo relacionamento não pode ser explicado pelo princípio da causalidade. Esses eventos contemporâneos parecem influenciar um ao outro de maneiras para as quais ainda não temos uma explicação científica. Jung explorou o relacionamento entre eventos "aleatórios" objetivos e o estado "psíquico" subjetivo do observador desses eventos. Uma das teorias de Jung é a de que os mundos interior e exterior estão misteriosamente ligados, de modo que algo que acontece no mundo exterior afeta o que está acontecendo no mundo interior, ou vice-versa. Muitas teorias de poder psíquico dizem que a mente exerce influência sobre a matéria, ou que a mente pode sentir ou prever eventos distantes no tempo e no espaço. Outra explicação possível do "algo mais" poderia ser que eventos acontecendo neste momento são parte de um padrão mais amplo que foi estabelecido antes, ou que os eventos estão sendo controlados no cosmos por uma agência que organiza coincidências. Essa agência poderia envolver anjos no "controle de coincidências cósmicas". Minha visão particular é que os anjos são os agentes da sincronicidade. Os anjos não apenas arranjam coincidências úteis como podem usar esse poder para enviar-nos mensagens. Um dos modos pelos quais se comunicam conosco é através de "sincronismos". Um sincronismo é uma coincidência na qual você reconhece aquele estranho "algo mais". Os sincronismos são difíceis de descrever; precisam ser experimentados e explorados pessoalmente. O primeiro passo para desenvolver sua capacidade de experimentar sincronismos é sintonizar sua consciência nos eventos e símbolos que têm significado para você. Obviamente, eu tenho interesse por anjos e muitos de meus sincronismos envolvem músicas com a palavra anjo incluída. Há uma loja musical onde estive cinco ou seis vezes e a cada vez estavam tocando um tipo diferente de música, e em cada uma dessas vezes ouvi ao menos uma música com a palavra anjo na letra. Com freqüência liguei meu rádio para descobrir que estavam tocando uma música com anjo no título ou que uma frase sobre anjos estava sendo cantada exatamente naquele momento. Uma maneira de explorar a sincronicidade é através de leituras das cartas ANGEL® (veja Capítulo 14), através de consultas ao I Ching ou mesmo através de leituras do Taro. Esses sistemas não se destinam a revelar o futuro, mas a tornar visível o que está acontecendo no presente, refletindo nosso estado mental e o caminho que estamos percorrendo no momento. Não repita as mesmas perguntas várias vezes; uma vez é suficiente. (Diz o antigo ditado: o mestre fala apenas uma vez.) Use instrumentos como esses apenas como um meio de adquirir percepção, não como muletas para tomar decisões. A sincronicidade pode nos ajudar a nos tornarmos mais conscientes do que está se passando em nossa mente inconsciente. Os sincronismos são pessoais e fica por sua conta deduzir o "algo mais" — o significado deles. Isso é complicado, pois como sabemos de fato o que esses eventos significam? Tenha cuidado para não ficar excitado demais com os detalhes dos sincronismos. Não tome decisões importantes com base em significados mais profundos que você tenha descoberto

15

numa situação particular. Uso os sincronismos, basicamente, como uma indicação de que estou no caminho correto, no lugar correto, para a lição correta no tempo correto. A mera aparição de um sincronismo compulsivo pode ser a própria mensagem, revelando-lhe que você está desempenhando um papel num padrão mais amplo, controlado por influências invisíveis. Os sincronismos também são divertidos e tornam a vida mais interessante e adornada de humor. Explore suas habilidades psíquicas e defina seus próprios eventos sincronísticos como preferir; não há regras. Transformadores de Humor Atualmente muitas pessoas estão falando sobre transformação. Transformação significa efetuar uma grande mudança. Quando pedimos uma transformação espiritual (seja consciente ou inconscientemente), nós a obtemos e podemos ficar surpresos com o que isso envolve. Quando lutamos pela mudança espiritual última em nossa vida, testes e lições irão nos seguir onde quer que vamos. A viagem pelo caminho da transformação espiritual nem sempre é suave, de modo que é importante levar consigo o seu senso de humor. Os anjos da transformação dão uma lição — o humor. Eles nos ensinam que nada é sério e que rir de nossos eus humanos é liberdade. Ensinam-nos a rir em vez de nos queixarmos. Descobrir o humor da vida não é tão fácil; é muito mais fácil ser sério. Somos atormentados todos os dias pela seriedade; basta sintonizar o noticiário vespertino, e garanto que em pouco tempo você se descobrirá se preocupando com sua segurança, sua tranqüilidade, sua saúde, seu futuro — a lista continua interminavelmente. A transformação espiritual é uma escolha pessoal feita a cada passo do caminho. Os anjos não o farão por nós; nós temos de fazer o nosso próprio "trabalho" espiritual. Ou seja, somente nós podemos olhar para o nosso próprio interior e nos tornar conscientes do que desejamos transformar. Mas os anjos podem nos ajudar, destacando o humor em qualquer situação. Para descobrir o humor numa situação aparentemente sem graça, tal como estar num dilema espiritual, pare e pergunte: "Muito bem, anjos, o que há de tão engraçado nisto?" Precisamos escolher um caminho para sair de cada dilema; assim, escolha o humor e chame os transformadores de humor para que o ajudem a ver que o dilema é, na realidade, engraçado. Se você se surpreender se queixando, transforme suas queixas em risos. Os seres humanos são engraçados, especialmente quando se queixam; queixar-se, na verdade, é perdoável — se for feito com senso de humor. E de fato impressionante quantas coisas triviais levamos a sério a cada dia; é hilariante! O que é realmente sério? O que essas pessoas horríveis lhe fizeram desta vez? Você quase morreu de fome ultimamente ou tem sido ameaçado com a prisão por não pagar o aluguel? Bem, se for assim, tente rir; algumas pessoas poderão pensar que você é um comediante desempregado e pagar-lhe um jantar. Então descobrirão que você está para ficar desalojado e, uma vez que você é tão engraçado e como não têm rido o suficiente nos últimos dias, elas lhe pedirão para mudar-se para sua casa. Você se lembra dos tempos de criança, quando costumava chorar por causa de algo que parecia tão tremendamente sério e então, de repente, o desejo de chorar desaparecia e você queria rir, mas sabia que isso ia aborrecer seus pais, mas não conseguia se controlar e explodia em riso de qualquer maneira? Os transformadores de humor estão prontos a restaurar o humor divino que o colocará em estado de graça. Assim, quando você perder o desejo de ser sério, deixe-se explodir em riso; o estado de graça acontece num instante. Engenheiros de Milagres De acordo com o Oxford American Dictionary, um milagre é um evento notável e bem-vindo, aparentemente impossível de ser explicado por meio das leis conhecidas da natureza, e é por isso atribuído a um agente sobrenatural. Naturalmente, o agente sobrenatural é a equipe de anjos de Deus. Os milagres acontecem de vários modos e são de vários tipos. Há uma frase popular de pára-choque que diz: "Espere um Milagre." Esse é um bom conselho para quem está tomando consciência dos anjos, pois os anjos são os engenheiros que organizam e administram os milagres. O amor é a força por trás dos milagres. Quando é convertido em energia pura, incondicional, o amor cura tudo o que toca. Os milagres ensinam e detectam o amor. Os milagres podem transformar quem duvida e odeia em quem tem esperanças e amor. O amor, em si e por si, é um milagre. Quando os anjos escolhem seres humanos insuportáveis para receberem a graça de milagres, estão sempre tentando ensinar-lhes que são amados. Pense em Scrooge: ele negava o amor todos os dias até que aqueles espíritos tomaram conta dele. A cada vez que mudamos nosso pensamento de um programa negativo para um positivo, provocamos um evento notável e bem-vindo. A vida é um milagre por toda a nossa volta, a cada dia. Quando, todo dia, você preferir ser feliz e não se preocupar, perceba que o milagre é a escolha do positivo. Com o tempo, pequenos milagres formam grandes milagres. Os milagres acontecem e ensinam o amor, incondicionalmente, através dos engenheiros de milagres de Deus. Capítulo 7 ANJOS QUE EMBELEZAM A VIDA HUMANA Exterminadores de Preocupações E qual de vós, por preocupar-se e estar ansioso, pode acrescentar uma medida à sua estatura ou à duração da sua vida? Mateus, 6:27 Os anjos adoram acabar com preocupações e ansiedades. Preocupar-se é atormentar-se com pensamentos perturbadores. Preocupar-se significa que você está embaraçando a si mesmo com ansiedade a respeito do que poderia acontecer ou a respeito das conseqüências do que já aconteceu. A preocupação turva as águas da sua natureza criativa, porque exige tempo e energia demais. A preocupação derrota o seu suposto objetivo ao não lhe dar a chance de resolver o problema que o está preocupando. Porque, se você ficar num estado de preocupação, o problema continuará a existir e tomará conta de você.

16

Se se preocupa o tempo todo, você está levando a vida demasiado a sério. Por que passar noites preocupando-se com um problema quando a solução pode estar disponível justamente durante os sonhos? É fácil cair na armadilha das preocupações. Quando se surpreender preocupado, num momento em que de outro modo estaria feliz e tranqüilo, chame os exterminadores de preocupações. Esses anjos tomarão conta do que está provocando as suas preocupações, reelaborando cada tema para o bem maior de todos. Do mesmo modo, se estiver se preocupando com uma situação que ainda deve enfrentar, envie os exterminadores de preocupações na frente para preparar o caminho. Então perceba os padrões com os quais tudo se resolve. Se você está correndo atrasado para um compromisso, a outra pessoa estará ainda mais atrasada — então por que se apressar? "Relaxe e deixe com os anjos", de modo que possa usar o seu tempo para ser feliz e criativo. (A Parte Três inclui métodos específicos para nos livrarmos das preocupações.) Treinadores de Felicidade Um pai e o filho que vivem numa estrada de bastante movimento em algum lugar de Illinois são chamados "os acenadores", porque tudo o que fazem durante o dia inteiro é sentar-se diante de seu armazém de quinquilharias, acenar e sorrir para quem quer que esteja viajando pela estrada. Sam Chapman e seu pai, Clarence, passam doze horas por dia apenas acenando para os passantes. Os viajantes dessa estrada dizem que é um presente de boas-vindas ver os acenadores acenar e sorrir para eles; dizem que isso muda sua disposição para um estado muito mais leve. O que os acenos fazem é despertá-los — despertá-los para a felicidade, despertá-los de seu estado de preocupação e de compromissos com horários rígidos demais. Só de pensar nos acenadores me sinto feliz; posso ver seus rostos sorridentes em minha mente. Quando lhes perguntamos sobre seu trabalho, os acenadores dizem que tiveram de treinar para serem felizes e ficarem sentados num lugar acenando para as pessoas o dia inteiro. Todos nos daríamos bem com um pouco de treinamento de felicidade e, felizmente para nós, há grupos de anjos cujo único propósito é treinar os seres humanos na arte e na prática da felicidade. Esses! anjos desejam despertar-nos para a felicidade, exatamente como os acenadores despertam os motoristas de passagem. (Poderia dar-se que os acenadores sejam anjos?) A felicidade sem razão, independentemente das circunstâncias de sua vida, proporciona uma despreocupação em relação a estar no mundo. Esta é a liberdade última — experimentar um estado de felicidade que você pode levar consigo para onde for. fazendo seja o que for, seja com quem for — a liberdade de ser incondicionalmente feliz. Reclamar e aceitar felicidade é difícil para a maioria de nós. Pode haver diversas razões pelas quais algumas pessoas não conseguem aceitar a felicidade. Com bastante freqüência, sentem que precisam fazer tudo por si mesmas sem nenhuma ajuda celestial. Não percebem que podem "relaxar e deixar com os anjos". Aceitar a felicidade pode exigir reprogramação ou mudança no modo pelo qual você pensa a respeito da vida, o que pode envolver a reavaliação de suas prioridades e crenças. É por isso que precisamos de treinadores de felicidade. Os treinadores de felicidade ajudam-nos a identificar, entre as coisas que fazemos, as que nos afastam da felicidade verdadeira e incondicional. Eles nos tornam conscientes das reações que temos às situações que afastam a felicidade. Ser feliz significa estar num estado de fascinação com a vida, onde as situações são apenas interessantes, não necessariamente boas ou más. A felicidade é agora; não acontece amanhã nem depende de circunstâncias. A felicidade do passado já foi gasta, de modo que o treinamento de felicidade exige um estado plenamente desperto no agora. A Parte Três oferece alguns métodos específicos para o treinamento de felicidade. Conheça os treinadores de felicidade, peça-lhes para virem e para o ajudarem a treinar-se na bênção da felicidade e então leia sobre Treinamento para a Felicidade no Capítulo 17, para orientá-lo no desenvolvimento do seu próprio modelo funcional de felicidade. Se você se surpreender com uma cara séria demais, olhe para o céu e imagine visualmente todos aqueles treinadores de felicidade acenando e sorrindo para você! Executivos do divertimento Você já pensou realmente sobre divertimento alguma vez? O Oxford American Dictionary define divertimento como aquilo que proporciona distração e fruição despreocupada. Quando fazemos algo de que gostamos, dizemos: "Isto é divertido." Às vezes, o trabalho pode se tornar uma brincadeira; se gostamos dele, ele é divertido. Não seria ótimo se tudo o que fizéssemos proporcionasse distração despreocupada? Bem, isso poderia ser levar as coisas um pouco longe demais; mas, nos dias e na era atual, nós definitivamente necessitamos de mais diversão. O trabalho dos anjos é o seu brinquedo. Os executivos da diversão estão sempre prontos a proporcionar leveza ao seu coração, em qualquer situação. Eles receberam esse nome por saberem como administrar a diversão e colocá-la em funcionamento. Quando reservamos tempo para a diversão, às vezes não sabemos o que fazer. Poderíamos entrar em férias, esperando muita diversão, mas em vez disso ficamos aborrecidos. Como a vida pode ser irônica! Os adultos dizem com freqüência: "Estou ocupado demais para me divertir." Os jogos se destinam a proporcionar diversão e a maioria dos empregos são como jogos — há regras, placares, jogadores e metas. Então, por que o trabalho não é divertido? O trabalho não é divertido porque o levamos a sério demais e as coisas sérias geralmente não são divertidas. A diversão é como a felicidade; não depende das circunstâncias, mas de estarmos sincronizados com nós mesmos e com o universo. A diversão é Zen; exige atenção plena e sem esforço para com o momento. Uma vez mais, as crianças podem servir como nossos mestres. Observar as crianças brincando pode fazer o tempo parar. As crianças vivem exatamente o momento, deixando sua imaginação correr selvagemente, aproveitando as deixas de seus amigos e criando divertimento. Crianças brincando gritam de júbilo e riso. Os anjos querem que tenhamos divertimento — divertimento que possamos levar conosco ao trabalho, ao tempo de lazer, a qualquer atividade. Os anjos nos oferecem distração despreocupada. A vida é engraçada, especialmente quando há diversão e podemos rir em qualquer lugar onde formos. Pense numa ocasião que de fato tenha sido divertida. Provavelmente foi inesperada, envolvendo pessoas com as quais você nunca imaginaria se dar bem. Talvez tenha começado com uma aventura, uma exploração de novos campos. Talvez você estivesse sozinho, limpando sua casa, e isso se revelou divertido. A diversão é possível em qualquer lugar, a qualquer momento — com certeza. Quando você estiver numa situação que não é divertida e quiser que ela o seja, pare

17

um pouco para entrar em sincronismo relaxando para aproveitar o momento. Se você estiver sofrendo de aborrecimento, faça algo a respeito. Saia e peça uma mudança aos anjos. Não cresça; regrida, se necessário. Encontre a criança que há em você e aprenda novamente a brincar. A diversão é contagiosa; deixe-a começar em você e então espalhe-a entre os que o rodeiam. Chame os executivos da diversão sempre que precisar de diversão boa, antiga, infantil. Peça e receberá. Não importa que esteja numa festa, no trabalho ou em férias; basta chamar os executivos da diversão e deixar que a sua imaginação lhe fale. Aproveite as deixas desses amigos angélicos que representam a verdadeira essência da diversão! Produtores de júbilo O júbilo é como um relâmpago que atravessa as nuvens sombrias e cintila por um momento; a alegria mantém uma espécie de luz diurna na mente e a preenche com uma serenidade firme e perpétua. Joseph Addison O júbilo é um pouco diferente da diversão, embora ambos freqüentemente andem juntos. Imagine uma grande mesa redonda de carvalho, iluminada por inúmeras velas. Ao redor da mesa há um grupo de amigos que está praticando a religião do "coma, beba e se divirta". Há música alegre tocando e o riso está à beira da hilaridade descontrolada, excedendo os limites do apropriado e da razão. Tudo é engraçado e, assim, proporciona uma desculpa para rir e gargalhar. A alegria, a efervescência do espírito radiante e dos gestos extáticos, está viva nessa mesa. Bom humor, boa disposição, jovialidade benevolente e uma sensação de amor por todos reinam, enquanto as visões e os sons da comemoração continuam. Alegria, comemoração, jovialidade, riso e divertimento correspondem ao júbilo. O júbilo fica um passo além do divertimento. O júbilo é como uma magia projetada sobre os participantes do divertimento. O júbilo envolve a comemoração do momento, não necessariamente através do divertimento e dos ditos espirituosos. Você pode achar o evento de júbilo descrito no parágrafo acima um pouco gustativo demais para um livro sobre anjos, mas os anjos compreendem que somos humanos e que precisamos comer e beber juntos. Os anjos apreciam o sentido de comunhão que experimentamos quando partilhamos refeições com os outros. O júbilo se destina a ser partilhado e os anjos o criam para partilhá-lo conosco. Se pudéssemos ver os anjos na festa descrita, estes estariam dançando, sorrindo e cantando com alegria, bem no meio de toda a atividade humana. Naturalmente, não precisamos estar comendo para sermos agraciados com o júbilo. Amar alguém ou dar um longo passeio com a pessoa que amamos pode ser bastante jubiloso. Na verdade, qualquer coisa que se faça quando se está apaixonado pela vida pode ser jubilosa. Seria difícil ter júbilo sem os anjos; o júbilo é uma invenção deles. Se você necessita de júbilo em sua vida, para si e para aqueles que ama, chame os produtores de júbilo. Os produtores de júbilo estão sempre prontos para celebrar, acrescentando alegria e riso extras à felicidade. Você pode precisar ser o instigador; portanto, siga o seu coração na direção do lado jovial da vida, do júbilo. A Força de Cupido Cupido é o deus romano do amor, filho de Vênus. Cupido é um anjo; é retratado como um anjo jovem com asas. O verdadeiro amor romântico é o maior dom disponível dos seres humanos na terra. Onde encontramos esse dom supremo? Se você sair procurando por ele, não irá encontrá-lo; ele tem de encontrar você. Se é o dom supremo do céu, por que o amor romântico nos causa tantos problemas? Uma das razões é o fato de envolver outros seres humanos. Os outros seres humanos nos causam dissabores quando esperamos que nos proporcionem felicidade. Somente nós podemos gerar e aceitar a nossa própria felicidade; os outros podem realçar a nossa felicidade, mas não podem concedê-la a nós. Precisamos primeiro tê-la. O amor vem àqueles que já o possuem. O amor vem quando pode multiplicar-se e criar abundância, de modo que haja amor suficiente para distribuir. Às vezes, Cupido nos causa tantos problemas que desejamos mudar seu nome para "Estúpido Cupido". Você já deve ter ouvido dizer que, enfeitiçado pelo romance, "o amor é cego". Só percebemos o óbvio bem mais tarde. Atraímos o que no fundo sentimos merecer; portanto, observe o óbvio. O que você atraiu? Você atraiu alguém que é amoroso e generoso em todos os aspectos ou alguém que está tirando a sua paz de espírito e transformando a sua vida num desastre? Com freqüência nos agarramos por tempo demais a alguém que não é realmente compatível com o nosso eu verdadeiro e, ao nos mantermos assim, não há espaço para que aconteça algo melhor. Manter uma atmosfera de liberdade e liberação ao redor de si quando se está apaixonado abre os canais. Quando amamos os outros, devemos deixá-los livres para que possam ir e vir e precisamos liberá-los com o perdão quando fazem algo de que não gostamos. Trabalhe para descobrir seu verdadeiro valor e a força de Cupido irá revelar o seu amor verdadeiro. Não limite Cupido pedindo alguém específico. Deixe que os anjos escolham seu parceiro; você não ficará desapontado e é mais provável que fique agradavelmente surpreso. Corretores de Prosperidade A prosperidade é a arte de ser financeiramente bem sucedido e afortunado. Prosperidade não quer dizer ter montanhas de dinheiro; significa que o dinheiro que você tem é administrado de um modo positivo. Independentemente do que temos no papel, é a maneira como vivemos que nos torna prósperos. Dinheiro é como energia: se usado, cria mais dinheiro; se é sufocado e acumulado, murcha (a taxa de juros proporcionada pelo dinheiro no banco freqüentemente não iguala a taxa de inflação). Para usarmos dinheiro como energia, não podemos ser apegados a ele. Precisamos estar dispostos a liberar o dinheiro com o pensamento positivo de que ele continuará a trabalhar para nós, que o ciclo de energia

18

não será quebrado. Se você deseja liberdade, mas trabalha o dia inteiro com a crença de que apenas o dinheiro vai dála a você, quando afinal terá tempo para ser livre? O dinheiro é uma aparição, um sonho; se você o caça como se fosse real, você se torna parte de um sonho, diferente do que você é. Esse sonho pode se tornar um pesadelo e causar à pessoa um prejuízo e um desespero extremos. A crença de que ter dinheiro é bom e de que não ter dinheiro é ruim é equivocada; ter dinheiro é totalmente inútil a não ser que você tenha um uso para ele. E se o uso que você tem em mente é negativo, o dinheiro pode ser destruidor. Nessa mesma linha, não ter dinheiro só é um problema nos momentos em que o dinheiro é realmente necessário. Os corretores de prosperidade podem ajudar a levar esses momentos cruciais a ocorrerem nas ocasiões em que você tem dinheiro — portanto, não há problema. Chame os corretores de prosperidade para lhe ensinarem a verdadeira essência da riqueza e da abundância. A riqueza e a abundância provêm de uma atitude de ver nossa vida como sua própria fortuna, rica e farta, com o suficiente para se movimentar. Com uma atitude próspera, chega o conhecimento de que o universo tomará conta de nós. Os corretores de prosperidade fazem negociações invisíveis para você, que podem envolver a transferência de sua riqueza — isto é, a conversão de tempo, de energia e de idéias em mercadorias mais negociáveis. Ou podem fazer negociações para capacitá-lo a desfrutar da sua riqueza com mais amor. Podem também precisar ensinar você a ter gratidão, a ser agradecido pelo que tem, em vez de se concentrar só no que lhe falta. Podem ensinar você a ser grato por todos os momentos como um dom precioso e por toda situação como uma lição valiosa. Há muitos livros excelentes sobre prosperidade espiritual e abundância financeira; alguns serão mencionados na Parte Cinco. Se você decidir explorar mais a fundo esse tema, tome os corretores de prosperidade e seu anjo da guarda como guias e auxiliares nos métodos propostos nesses livros. Com freqüência, ao empregarem "o poder do pensamento positivo", os seres humanos esquecem de empregar também os anjos. Boa sorte e boa fortuna para você! Capítulo 8 ANJOS PSICÓLOGOS Editores de Programação Cerebral Eu disse que os anjos são como pensamentos e que eles nos inspiram, instilando idéias em nossos processos e padrões de pensamento. Os anjos nunca iriam interferir em nossos processos de pensamento sem nosso pedido; assim, em última análise, estamos no comando. Se fazemos a escolha consciente de deixá-los agir, os anjos podem nos ajudar de muitas maneiras a eliminar pensamentos negativos e preocupantes. Uma delas é agirem como editores de programação cerebral. Se você deseja ser uma pessoa mais feliz, é importante saber exatamente porque os pensamentos negativos precisam ser editados. Aqui estão algumas das maneiras pelas quais os pensamentos negativos afetam nosso bem-estar:

1. 2. 3.

Os pensamentos negativos reduzem a sua vitalidade, incluindo o sistema imunológico. Os pensamentos e afirmações negativos influenciam as pessoas ao seu redor.

Os pensamentos e idéias negativos inclinam suas percepções em favor de detectar os aspectos negativos da existência e de se concentrar neles. Dessa maneira, você espera e procura (consciente ou inconscientemente) resultados negativos para confirmar as suas expectativas negativas. 4. Os pensamentos negativos o distraem da perseguição de metas positivas. Por exemplo, você poderia desperdiçar tempo e energia preparando-se para lidar com uma possível situação negativa em vez de procurar aproveitar uma oportunidade positiva mais valiosa. Se você aspira a ser o seu Eu superior, mudar os pensamentos negativos e evitar em seu cérebro os programas que não funcionam bem são objetivos fundamentais. Se você estiver usando técnicas de visualização criativa para unir-se com a abundância do universo, é importante saber como e por que a visualização e o pensamento positivo funcionam. Os benefícios vêm principalmente da eliminação de programas de crenças negativas que não deixam você se sentir merecedor de seu bem supremo. Os editores de programação cerebral, se você lhes permitir, podem ter acesso ao seu cérebro e à sua mente. Podem entrar em seu cérebro como técnicos e aperfeiçoar a sua programação. Se você se colocar num estado receptivo, esses anjos irão reprogramar o seu cérebro, acrescentando novas informações e descartando programas negativos e rançosos. Você poderia achar que isso soa ridículo — permitir que os anjos entrem em seu cérebro para mudar as coisas! Muitos, entretanto, permitem que coisas mais questionáveis (tais como produtos químicos alteradores da mente, crenças fora de moda e a TV) entrem em seu cérebro. Então, por que não anjos? Visualize anjos tendo o mesmo efeito das en- dorfinas em seu cérebro. Esses métodos podem introduzir novas formas de ondas cerebrais, melhorar a estrutura molecular e programar crenças inspiradoras que lhe darão uma missão de grandeza na vida. Anjos Arquetípicos Por muitos anos acreditei que os deuses e deusas da Grécia e de Roma antigas eram, na realidade, anjos. Então encontrei apoio para essa idéia em vários dos livros que li sobre anjos. Dorothy MacLean, em seu livro To Hear the Angels Sing, escreve: "Percebi com alegria, excitação e respeito que os deuses mitológicos da Grécia eram membros do mundo angélico. Esse reconhecimento foi outro exemplo da verdade da unidade de toda a vida — uma fermentação das virtudes codificadas do Antigo Testamento com a graça e a beleza do mundo pagão." A psicologia de Jung estuda o efeito que os arquétipos têm sobre a personalidade humana. Os arquétipos são herdados de ancestrais universais, tais como os deuses e deusas da antiga Grécia, da Índia e de Roma. Os arquétipos estão alojados em nosso inconsciente como padrões de idéias, pensamentos e imagens físicas. A energia arquetípica, na forma de anjos, armazena os modelos originais ou protótipos a partir dos quais as personalidades humanas são formadas. Em geral, todos os seres mitológicos podem ser discutidos como anjos que representam nossas tendências de personali-

19

dade. Compreendendo esses aspectos de nossa personalidade, chegamos a uma compreensão mais profunda de nós mesmos e de nossas inclinações. Se compreendemos os arquétipos, podemos usar essa informação para preencher os claros de nossa personalidade e para nos esforçarmos por alcançar a grandeza. Quando vistos como anjos, os arquétipos assumem vida como um modo de nos orientarmos. Cada arquétipo que você possui tem um aspecto superior que pode manifestar-se nas condições propícias. Se estudar todos os aspectos de um arquétipo particular que tenha herdado, você pode também encontrar a pista para certos padrões de comportamento que deseja mudar. Os signos astrológicos também são arquétipos e cada planeta é associado com um dos deuses e deusas ar- quetípicos de Roma antiga. Uma maneira de estudar os vários arquétipos é ler sobre eles em livros de mitologia ou consultar livros sobre psicologia junguiana. Os arquétipos não se destinam a nos limitar; são simplesmente esboços de personalidade que herdamos do universo; podemos trocá-los por outras novas se preferirmos ou elevar-nos completamente acima de sua influência. A herança de características de personalidade em várias combinações nos torna únicos. Podemos suplementar nossas características básicas de personalidade chamando para nós um anjo do arquétipo que possa estar nos faltando e podemos aprender a amar os arquétipos com os quais nascemos e, em conseqüência, amar mais a nós mesmos. Capítulo 9 ANJOS DA NATUREZA O Reino dos Devas O reino dos devas é a força de perpetuação da vida da natureza. Tem uma hierarquia própria. Os devas são a matriz da natureza; eles mantêm os padrões arquetípicos de todas as espécies da terra. Os devas supervisionam paisagens inteiras. Os espíritos da natureza menores, tais como fadas, elfos, gnomos, espíritos das árvores, ninfas e faunos, recebem os croquis de várias formas vegetais e tornam-se os artesãos que atendem aos mínimos detalhes de cada planta. Num certo sentido, o que os anjos são para os seres humanos, esses pequenos espíritos são para as plantas e os animais — fontes de orientação e perfeição. O reino dos devas deseja partilhar a natureza conosco de um modo harmonioso, trazendo-nos alegria através das criações gloriosas de flores, árvores, campos de trigo, florestas tropicais e assim por diante. O reino dos devas ajuda a nos ensinar o respeito pela terra e pelas suas correntes de energia. Você já esteve alguma vez dentro de um edifício que lhe tenha dado por. alguma razão uma impressão de algo errado? Do lado de fora, a paisagem deixava uma sensação estéril e vazia nos locais e as plantas pareciam não crescer bem apesar de muita irrigação e cuidados. Por outro lado, talvez você tenha notado que algumas casas parecem enquadrarse perfeitamente na disposição natural da terra; a vida vegetal ao seu redor é luxuriante e o ambiente parece "certo". Ou talvez você tenha um parque favorito com essas características. Os chineses têm uma palavra para essa sutileza: feng-shui (o que significa, traduzido literalmente, "vento-água"). Quando o feng-shui está certo, há um alinhamento com as correntes ondulatórias ch'i da terra. No Ocidente, essa compreensão é conhecida como geomancia, e é baseada na premissa de que os seres humanos não agem sobre a terra e sim interagem com ela. Os devas podem ajudá-lo a obter o feng-shui correto em seu ambiente, enviando-lhe mensagens referentes a onde construir exatamente, onde plantar e como cuidar da paisagem. Como sempre, a melhor maneira de receber mensagens dos devas ou de qualquer anjo, é dedicar uma tranqüila atenção à sua intuição. Se estiver plantando um jardim, empenhe-se em encontrar o local apropriado ouvindo a natureza. Abra seu coração e sua mente ao reino dos devas e estes lhe darão idéias criativas para o feng-shui do seu lugar no universo. Para mais informações sobre o reino dos devas, leia To Hear the Angels Sing, de Dorothy MacLean. Esse livro inspirador relata as mensagens que Dorothy recebeu dos devas a respeito de como cultivar o jardim milagroso de Findhorn. Capítulo 10 ANJOS ESPECIALIZADOS Pode haver algumas áreas em sua vida nas quais os anjos descritos até aqui não pareçam se enquadrar. Bem, não há problemas! Você pode simplesmente pedir que um anjo adequado a essa área assuma seu posto. Basicamente, tudo o que você precisa fazer é definir a situação e dar um nome ao anjo que estiver destinado a tomar conta dela. Um anjo sob medida chegará e assumirá o trabalho. Dessa maneira, você pode recorrer ao seu próprio grupo pessoal de anjos. Os anjos especializados podem ajudar em diversas situações. Por exemplo, se é professor, você pode desejar nomear um anjo da educação para vigiá-lo e orientá-lo. Você poderia chamá-lo de Sócrates ou Horácio. Se é estudante, você pode convocar um anjo especializado para ajudá-lo a estudar. Se você for escritor, chame um anjo específico para ajudá-lo a escrever. Dê ao anjo um nome apropriado, talvez o nome de um personagem de seu próximo best-seller. Além disso, é sempre útil entrar em contato com o anjo da máquina de escrever ou processador de textos que você usa para escrever; esse anjo vai ajudá-lo de diversos modos. De acordo com o bem-sucedido romancista angélico Andrew Greeley, o anjo Gabriel é o padroeiro dos equipamentos eletrônicos. Você também pode chamar anjos específicos para ajudar nas artes visuais ou na comunicação em geral. Envie anjos acompanhando as cartas que escreve e as chamadas telefônicas que faz. Se for artista, você pode conseguir nomear anjos muito específicos para seus quadros ou para certas cores que estiver usando; pode até designar anjos para o seu pincel favorito e para cada obra-prima que cria. Se você for um homem de negócios, designe um anjo do lucro e um anjo do aumento de consumidores ou do serviço aos consumidores em seu negócio. Pense em seus hobbies e na maneira como passar a maior parte de seu tempo. Há espaço para anjos em todas as virtudes e em todos os momentos do dia. Alguns anjos gostam de cozinhar, mesmo não podendo comer o que criam!

20

Designe um anjo para ser o guardião de sua saúde e de seu lar — para criar uma atmosfera de amor onde a paz prevaleça. Você pode até designar um anjo para cada aposento. Reserve um lugar à mesa do jantar para o guardião de seu lar e designe um lugar onde esse anjo possa sentar-se em sua sala. Os anjos estão sempre prontos a assistir o processo do nascimento, especialmente o de seres humanos. Os anjos gostam de ser incluídos no milagre da criação desde o início. Convide-os. Naturalmente, seus guardiães estarão ali de qualquer maneira, mas eles gostam de companhia. Os anjos podem ser designados para grupos ou organizações que têm um propósito objetivo de promover o bem-estar. Cada grupo com uma causa iluminada, seja promover diversão sadia para os indivíduos do grupo ou trabalhar para a paz mundial, tem uma mente grupal. Se você pertence a um grupo enquadrado nesses critérios, identifique o anjo do grupo, que representa a mente grupai. Você pode encarar o anjo da mente grupai como o guardião do grupo e pode enviá-lo à sua frente. Certifique-se também de pedir ao anjo do grupo que o guie para dentro da mente grupal para resolver problemas e criar uma nova consciência. Ao fazer contato com anjos especializados, finja que há uma grande instituição de adoções no céu, onde você pode adotar um anjo, ou que ali há um catálogo de anjos que você pode utilizar. Divirta-se e pense nisso como um "registro de estrelas", no qual, ao dar o nome a uma estreia, você passa a possuí-la. Olhe para o céu e dê nome a um anjo ou a um grupo de anjos para presidirem as áreas de sua vida que tornam você o que você é.

Sobre a Parte Três: MANTENHA UM DIÁRIO ANGÉLICO O principal propósito da Parte Três é ajudá-lo a definir mais claramente seus objetivos, aspirações e desejos mais profundos, e então descobrir modos pelos quais os anjos possam ajudá-lo a criar uma energia positiva sustentável (fé) para atingi-los. Os anjos têm meios muito originais de fazer você saber que estão providenciando o que é necessário para que possa realizar sua missão útil. A chave é reconhecer os sinais que mostram que eles estão trabalhando (brincando) com você através do seu Eu superior (ou do seu próprio anjo da guarda). Esses sinais incluem paz de espírito, sensações de grande esperança, coincidências afortunadas e encontros favoráveis. Esses sinais confirmam que você está no caminho certo e que seus canais angélicos estão abertos e em sintonia fina com o universo da bem-aventurança radiante. Para usar os métodos da Parte Três de um modo pessoal, é útil manter um diário angélico. Seu diário angélico se tornará uma agenda para compreender seus objetivos e visualizar o futuro, enquanto você aprende a concentrar-se no que deseja em vez de se preocupar com o que ainda não tem. No seu diário angélico você pode livrar sua imaginação da armadilha da seriedade. Em suas páginas você pode desafiar, aceitar e procurar alcançar a galáxia da sua imaginação. Sua imaginação é a sua linha direta para Deus. Cultivar e colher na sua imaginação irá salvá-lo do aborrecimento e ajudá-lo a ficar sintonizado com a sua intuição. Use o seu diário angélico como um lembrete para se tornar menos sério, relacionando maneiras de viver com a mesma leveza dos anjos. Mantenha em seu diário um registro de tudo o que descobrir sobre felicidade e leveza; registre frases e citações de livros e artigos que o inspiram. Mantenha registro de todas as experiências angélicas, sincronicidades e pensamentos sobre anjos. Use seu diário para descobrir outras dimensões do seu senso de humor e de sua leveza através da consciência angélica.

21

A Parte Três ensina-lhe como pode trabalhar (brincar) com os anjos para renascer em consciência angélica, de modo a perceber que a felicidade está em nós mesmos, e não em nossas circunstâncias. Você irá aprender sobre como os anjos podem guiá-lo e assisti-lo em cada dia de sua vida. Por um momento, pense na vida como um experimento voltado para a vivência da iluminação. Não há nada que você possa fazer para provocar a iluminação. A iluminação é um serendipismo — uma descoberta agradável feita por acaso. Mas acasos dessa espécie têm mais probabilidade de acontecer quando a sua vida está preparada para a condução de uma experiência espiritual em vez de uma experiência mundana ou física. Talvez preparemos esse experimento de nascermos, procurando pais apropriados, locais e outras oportunidades para nosso crescimento, e então embarcando em nossos corpos e crescendo de acordo com nossas linhas experimentais de orientação. O mais provável é que estabeleçamos altos padrões para nós mesmos, mais altos do que podemos imaginar agora que estamos efetivamente fazendo a experiência. Um aspecto afortunado sobre esse experimento é que o mesmo é pessoal, e que você pode mudar as regras, ampliar os limites, estabelecer novos recordes ou mudar completamente o curso, porque você tem livre-arbítrio. Outro aspecto afortunado em relação à sua experimentação de crescimento é que você tem assistentes invisíveis da providência celestial que se lembram das metas superiores que você estabeleceu para essa experiência. Eles estão sempre ali para lembrá-lo, a seu modo inspirador, sobre como você é maravilhoso e importante. Esses assistentes invisíveis são os anjos. Sua vida não é uma experiência séria; é uma experiência descontraída, otimista e cheia de humor. Ao atrair anjos para a sua vida e consciência, você vai experimentar a bem-aventurança radiante e o humor do universo.

Capítulo 11 TORNE-SE UM "OTIMÍSTICO" Tornar-se um "otimístico" significa assumir uma visão leve e esperançosa do seu caminho espiritual. Quando é otimista, você espera bons resultados. Quando é místico, busca a união com Deus (seja quem ou o que for que isso signifi que para você, naturalmente). Quando combina otimismo com misticismo, você se torna um "otimístico". Quando assume uma visão descontraída e esperançosa de sua busca espiritual da iluminação, você cria um ambiente positivo onde as coisas boas vicejam — as coisas boas como a esperança, a boa sorte, a boa fortuna, divertimento, desejos que se tornam realidade, sonhos que são realizados, visões magníficas de um céu paradisíaco e felicidade incondicional e bemaventurada. Você se lembrava de "fazer um pedido" ao ver uma estrela cadente quando criança? Walt Disney usou apropriadamente uma música sobre "fazer um pedido" ao ver uma estrela cadente como sua canção-tema. Você se lembra de atirar moedas num poço ou lago dos desejos? "Fazer um pedido" ao quebrar um ossinho de frango? "Fazer um pedido" quando soprava as velas de um bolo de aniversário ou soprava ao vento as sementes de um dente-de-leão? Um desejo é um propósito ou objetivo mental. Um desejo é também uma bênção. Certamente você já ouviu pessoas pedirem a outras para lhes desejarem boa sorte. Quando você deseja boa sorte às pessoas, você exprime esperanças a respeito de seu bem-estar e esperanças de que prosperem. Desejar é uma maneira de exprimir um propósito. Acreditar naquilo que desejamos significa que esperamos que aconteça o melhor. Comece tomando consciência de seus desejos. Você pode dizer "Eu desejaria poder... Eu desejaria ter... Eu desejaria ser..." com bastante freqüência e nem sequer notar o que está desejando. Os desejos nem sempre podem se tornar realidade da maneira como gostaríamos, mas com freqüência suficiente tornam-se realidade de modos além daqueles que podíamos sequer imaginar. Desejar é um dos instrumentos principais do "otimístico". Esperança é um sentimento de expectativa combinado com desejo. Desejar não lhe trará nada sem uma forte vontade. Uma vontade forte vai colocar sua mente em ação no sentido de atingir seus objetivos. Você precisa de esperança para que seus pedidos e desejos se tornem realidade. Bernie Siegel, que ajudou muitas pessoas a se curarem do câncer, diz: "Não existe isso de falsa esperança." Ele também afirma: "Os otimistas vivem mais. Os pessimistas têm uma visão mais acurada do mundo, mas não vivem mais tempo." Tornar-se um "otimístico" muda a sua química mental de modo que seus pensamentos são alterados e as situações de sua vida reordenadas para que as suas esperanças, desejos e pedidos se concretizem. Tornar-se um "otimístico" significa que você decidiu viver uma vida "encantada". Outro instrumento do "otimístico" é interpretar tudo o que acontece sob uma ótica positiva. Isso pode parecer impossível, mas com a prática você poderá fazê-lo. Deseje "boa sorte" a si mesmo. Isto é, encontre a boa sorte e esteja pronto para ela. Interprete as situações como fruto da sorte, mesmo que pareçam distantes disso. Não diga: "Esta é a pior coisa que me poderia ter acontecido; simplesmente é a minha sorte." Imagine que de alguma maneira, seja o que for que tenha acontecido, poderia ter sido pior. Se você pensa ser desprovido de sorte, tenderá a encontrar mais sorte negativa. A boa sorte provém de tirar vantagem de oportunidades oferecidas e de passar pelos tempos ruins com o coração leve e alegre. Passar debaixo de escadas sempre me trouxe sorte, e descobri que coisas maravilhosas costumam acontecer na sexta-feira 13. Max O'Rell expressa-se deste modo: "O fato de ser ou não má sorte encontrar um gato preto depende de você ser um homem ou um rato." Mentalize boa sorte para a sua vida; você pode fazê-lo. Esteja consciente de que as superstições estão em oposição ao poder angélico. Se insistir em ser supersticioso, os anjos sentirão que você não está confiando neles. Tente eliminar todo comportamento supersticioso de sua vida. Se acredita que, ao fazer uma coisa, causará o acontecimento de outra, mude o seu modo de pensar; faça essa coisa e veja que ela não causa a outra. Tornar-se um "otimístico" significa eliminar o sofrimento. Sofrer não é uma virtude. Sofrer significa que você está se sujeitando à dor, à perda, ao dano e à desvantagem. As vezes os sofredores ainda assumem a dor de mais alguém quando acham que não estão sofrendo o suficiente por si mesmos. O sofrimento e a tristeza sãó hábitos que atingem muitos de nós. O sofrimento pode ensinar-nos lições, se pudermos identificar o que está causando o sofrimento e retirálo de nossa vida. Deus não nos faz sofrer; nós é que o fazemos. Um "otimístico" sabe que sofrer prejudica o estilo da pessoa e interfere com a esperança e a felicidade. Prefira sofrer menos e concretizar mais esperanças.

22

Integrar a diversão e a brincadeira na sua busca espiritual e desenvolver um agudo senso de humor são outros instrumentos do "otimístico". Lila é uma palavra em sânscrito que significa a brincadeira divina da criação ou a brincadeira divina do universo; é a razão pela qual Deus criou o universo. Traduzida, significa divertimento puro (isso parece uma boa razão para criar um universo!). Parte do trabalho do "otimístico" é promover divertimento e brincadeira no universo. A seriedade da vida afasta o divertimento e a brincadeira para sempre do alcance da nossa visão. O "otimístico" pode resgatar a brincadeira, a diversão e o humor e tornar o mundo um lugar mais feliz. Os anjos querem ensinar-nos como brincar e nos divertir, duas áreas em que são especialistas. Os místicos são conhecidos da maioria de nós como pessoas que têm visões espirituais ou experiências religiosas intensas. Os místicos vêem além das explicações populares mantidas pelo seu grupo social. O Oxford American Dictionary define um místico como alguém que é iniciado nos mistérios e que pode transcender o conhecimento humano comum usando a intuição. Um místico desfruta de momentos de êxtase espiritual e de experiências sublimes de amor e alegria. Tornando-nos "otimísticos", podemos transcender o comum e aceitar o incomum de uma maneira descontraída e feliz. Os anjos nos proporcionarão êxtase espiritual e experiências sublimes, se o desejarmos. Não tenha medo de se deixar levar de vez em quando; deixar-se levar pode ser muito divertido e é um dos melhores "altos astrais" disponíveis. Todos nós podemos nos tornar místicos à nossa própria maneira atraindo anjos para a nossa vida. A busca espiritual da iluminação é mais fácil quando você espera o melhor e sempre olha para o lado iluminado. O lado iluminado é onde os anjos estão, e eles estão sempre ali para ajudá-lo a se tornar o "otimístico" que você realmente é. Partilhe seus pedidos e sonhos com os anjos e eles confiarão suas esperanças ao bem supremo do universo e o ajudarão a cultivar o ambiente positivo onde as "coisas boas" vicejam. Por você estar lendo este livro, posso afirmar que você está buscando o crescimento espiritual em algum nível. Tornarse um "otimístico" irá estabelecer o ritmo da sua busca; irá ajudá-lo a compreender a natureza dos anjos e as maneiras de atraí-los e de estabelecer uma ligação com o seu reino. Enquanto lê sobre as maneiras de atrair os anjos, pense no seu papel como "otimístico" e como irá conferir otimismo e misticismo às suas experiências com os anjos. RESUMO Método Tornando-se um "otimístico", cultivando um ambiente no qual desejos, sonhos, esperanças, boa sorte e boa fortuna vicejem. Estabelecendo o palco para a atitude correta a usar, ao praticar qualquer dos métodos para atrair anjos para a sua vida. Anjos que podem ajudar Anjos da guarda e guias espirituais, executivos da diversão e treinadores da felicidade, chame-os numa ocasião ou outra; todos são capazes de proporcionar otimismo e experiências místicas. Instrumentos e idéias

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Tenha uma visão descontraída e esperançosa do seu caminho espiritual. Refamiliarize-se com a força dos desejos e da esperança. Cultive e colha a boa sorte; interprete tudo o que acontece como uma situação feliz. O sofrimento interfere com o crescimento espiritual do "otimístico". Incorpore diversão, brincadeiras e humor em suas práticas espirituais.

Aceite e "embarque" em visões místicas e em experiências sublimes de alegria e amor; estas são as maneiras pelas quais um "otimístico" tem contato direto com os anjos. Olhe sempre para o lado favorável de um assunto; o lado favorável é o habitat dos anjos.

Livre-se de quaisquer superstições que possa ter tornando-se consciente delas e mudando seus pensamentos a respeito de seus efeitos. Quando os "otimísticos" são amparados pela fé e pela imaginação tornam-se forças poderosas no universo, forças que podem mudar o mundo ao seu redor com um pensamento, uma idéia ou uma ação positiva. Capítulo 12 CULTIVAR A IMAGINAÇÃO E A FÉ A imaginação é mais importante do que o conhecimento. Albert Einstein Cultivar sua imaginação e sua fé significa despender tempo e cuidados desenvolvendo-as para a colheita (uso) em sua vida. A fé e a imaginação devem tornar-se intimamente familiares para você, porque são os principais ingredientes da percepção e da consecução de seus desejos mais verdadeiros. Seus desejos devem ficar claramente percebidos em sua

23

imaginação, de modo que a semente da esperança tenha um lugar para germinar. Quando você souber o que deseja, peça-o. Pedir significa que você plantou a semente; depois disso, você poderá irrigar a semente com esperança e fé. Imagine e visualize o seu desejo em sua forma acabada e saiba, pela fé, que ele será realizado. Você pode estar pensando que não tem fé e imaginação, mas tem. Todo ser humano tem fé e imaginação. Elas podem estar adormecidas por falta de uso, mas existem e podem ser cultivadas para a colheita. A fé, como diz a Bíblia, pode mover montanhas. A fé é conhecimento; qualquer dúvida a arruina. Concentre-se em conhecer, não em acreditar. Acreditar tem limites; gera dúvidas em si e por si e sempre se torna um problema. Mas se você conhece alguma coisa, você a tem; é parte de você; e é nesse ponto que começa a verdadeira fé. (Conhecer deixa as portas abertas às alternativas.) A fé é a habilidade de sustentar um estado de percepção interior (consciência) e energia positiva para a realização de suas metas e desejos na vida. A fé implica manter a energia forte o suficiente para que as preocupações e dúvidas fiquem bloqueadas e os canais da visualização permaneçam abertos e claros. A fé é a projeção de suas intenções para o futuro. É a certeza de que as coisas são manejadas de modo que funcionem a longo prazo. A fé é a confiança de que Deus é incondicional. A imaginação é a arte e a prática de produzir criações ideais e formar imagens mentais claras. Sua imaginação é seu futuro. É o único lugar onde o futuro existe. Quando deseja algo, você deve ser capaz de visualizá-lo e produzir uma imagem ideal em sua mente. Quando usa sua imaginação com fé, você sabe sem esforço o que quer e como atingi-lo, porque já o tem em sua mente. A sua imaginação é a sua ligação direta com os anjos. Com fé, imaginação, os anjos e Deus, você pode fazer qualquer coisa. Se estiver com dificuldades em experimentar os anjos, use sua imaginação e sua fé para aprender mais sobre as suas maneiras. Imagine tudo o que puder sobre anjos — o que você já sabe e o que deseja saber. Imagine encontrar um anjo; imagine com o que o anjo se pareceria, sobre o que você lhe falaria e que impressões ele deixaria em você. Visualize-se flutuando para o reino etérico e voando com os anjos através de todas as cores celestiais. Se não estiver tendo muita sorte, continue tentando. Escreva sobre seus sentimentos em seu diário angélico; descreva sua fé, sua imaginação e suas impressões sobre os anjos. Desenvolva seu próprio sistema para conhecer anjos. Conhecer é perceber, reconhecer e sentir-se positivo. Você não precisa convencer a si mesmo. Não há necessidade de esforço; simplesmente relaxe e preste atenção. Construir e desenvolver sua fé e imaginação pode levar tempo, mas pense nisso como algo divertido a fazer. Saiba que você será cuidado, que é amado incondicionalmente por Deus e que vale a pena. Se você tiver crenças que contradigam sua noção de valor, trabalhe para eliminá-las. (Reveja, no Capítulo 8, a seção sobre editores de programação cerebral como ajuda para eliminar programas e crenças negativas.) Para atrair anjos e conseguir que o ajudem, lembre-se de cultivar a sua imaginação e de colher nela. Pense positivamente e torne-se um "otimístico". Plante a semente da esperança e os anjos irão regá-la. Crie seu futuro; você já tem os recursos. Você pode criar o céu; tudo que é preciso é trabalhar um pouco na colheita. RESUMO Método Cultivar a sua fé e a sua imaginação e delas colher. Atrair anjos através do desenvolvimento de sua imaginação e de sua fé. Anjos que podem ajudar Chame anjos da guarda e guias espirituais para mantê-lo no curso; os exterminadores de preocupações, para eliminar dúvidas, temores e preocupações; os editores de programação cerebral, para extirpar crenças negativas sobre você mesmo; os ministros de criatividade e executivos da diversão, para remover o esforço e a força; e quaisquer outros anjos que tenham entrado em sua imaginação. Instrumentos e idéias

1. 2. 3. 4. 5.

Examine a fé e a imaginação, pense sobre o que esses poderosos conceitos significam para você e escreva sobre seus pensamentos em seu diário angélico. Torne-se uma unidade com a fé e a imaginação; desenvolva conhecimento sem esforço. Esclareça quais são os seus desejos e o que você quer da vida. Imagine que você tem o que quer agora (você tem). Então complete a seguinte afirmação: "Anjos, estou pedindo............. , e que a torrente de fé e energia positiva que focalizei neste desejo permaneça clara e constante." Crie em sua imaginação a energia para o que você quer e visualize-o. Comece a fazer um fundo de energia, como uma conta bancária de energia. Deposite pensamentos e visualizações positivas de passos efetivos que possam ser dados para a realização de suas metas. (Peças aos anjos uma alta taxa de juros e de retorno sobre sua energia.) Saiba que você será cuidado; confie nos anjos para conectá-lo com a abundante força amorosa do universo.

Use sua imaginação para encontrar um anjo. Imagine tudo que pode sobre o anjo, incluindo o que iria dizer, fazer e ver. Então suba voando com o anjo, através das nuvens, para o plano celeste. As coisas do céu não podem ser atingidas pela perseverança; elas são uma graça de Deus. Abrir-se para isso e confiar é o modo pelo qual a crença é cristalizada em fé. Não podemos pagar por ela de nenhuma maneira, de modo algum, com

24

nossa bondade, com nossa piedade, com nossas grandes qualidades, méritos ou virtudes; com nada. Ela é um dom, e tudo que podemos fazer é recebê-lo. Hazrat Inayat Khan

Capítulo 13 CORREIO ANGÉLICO Continua pedindo e te será dado; continua buscando e encontrarás... Mateus 7:8 Os anjos são agentes de solicitações especiais. Solicitações especiais cobrem uma ampla faixa de temas, desde tarefas imediatas como encontrar suas chaves perdidas até ajudar a alcançar um objetivo de longo prazo. Quando envolvemos os anjos em nossas solicitações especiais, estamos reconhecendo os desejos do nosso Eu superior. Está tudo bem em pedir aos anjos que ajudem com suas metas e aspirações. Você pode pensar que os anjos já deviam saber o que você quer e que você não deveria pedir, mas pedir é o passo positivo que coloca a ação em andamento. Não há dano em pedir algo aos anjos porque eles apenas fazem coisas para o bem supremo de todos. Catherine Ponder disse: "Seus navios regressam apenas depois de você tê-los enviado para fora." Fazer uma solicitação especial aos anjos é como enviar seus navios e pedir a Deus que os abençoe. Com os anjos, você está protegido contra a voracidade porque eles enxergam os excessos e estão sintonizados com sua consciência superior. No correio angélico você escreve sua solicitação especial num pedaço de papel e a envia aos anjos. Diz-se que a palavra escrita tem um poder especial próprio. Declarar seus desejos em papel e enviar sua carta aos anjos é uma boa maneira de tornar mais claros seus objetivos e desejos mais verdadeiros. Para fazer uma solicitação especial aos anjos pegue simplesmente um pedaço de papel e enderece-o ao seu próprio anjo supremo e aos anjos supremos de outras pessoas que a sua solicitação envolva. Seja específico em sua solicitação e defina o que deseja tão claramente quanto puder. Acrescente sempre a frase "para o bem maior de todos os envolvidos" à sua nota. Então exprima sua gratidão. Agradeça aos anjos como se a solicitação já tivesse sido atendida. Agradeça também a Deus e a qualquer outro Ser que tenha algo que ver com a solicitação. Uma história sobre um dos papas católicos diz que ele rezava para seu anjo da guarda diariamente, pedindo orientação. Quando tinha encontro marcado com alguém que pensava poder ser problemático, costumava pedir ao anjo da guarda para que falasse com o anjo da guarda da outra pessoa com relação ao encontro em pauta. Os dois anjos guardiães iriam resolver os desacordos antecipadamente e o encontro transcorreria sem discussões desnecessárias. Aplique essa idéia ao correio angélico. Se há alguém em sua vida — seu patrão, sua esposa, seu filho, sua colega de trabalho ou seu amigo — com quem você tem problemas para se comunicar sem desacordos e discussões a respeito de coisas triviais, tente escrever ao anjo da guarda da pessoa e peça que a situação seja compreendida num nível mais elevado. Então preste atenção ao que acontece da próxima vez em que estiver com a pessoa. Procure qualquer mudança sutil ou óbvia de opinião que essa pessoa possa manifestar subitamente com relação às áreas de desacordo. Você pode usar essa técnica sempre que sentir resistência de outras pessoas. Escreva aos seus anjos e diga claramente o que deseja deles, o que deseja que compreendam, como deseja que reajam e o que deseja que façam. Escrevendo ao anjo da guarda de uma pessoa, você pode superar quaisquer bloqueios emocionais que cada um de vocês — ou os dois — possam ter com relação à situação. Use essa técnica para ajudar aqueles com quem você se preocupa a fazerem algo positivo por si mesmos. Se pessoas que você conhece necessitam de cura, liberação, amor ou conhecimento, escreva aos seus anjos supremos e peça que sejam abençoadas com o que mais necessitam. Essa técnica é especialmente útil se pessoas que você conhece criaram para si mesmas situações sobre as quais você não pode falar cara a cara. Talvez a situação envolva algo que você possa ver claramente pelo lado de fora, mas que essas pessoas estejam negando. Ao escrever para os anjos em relação a outras pessoas, lembre-se de que elas têm livre-arbítrio. Experimentamos dor quando aqueles que amamos nos desapontam fazendo algo que não apreciamos. Se você tem expectativas em relação às pessoas, no final ficará desapontado, de uma maneira ou de outra. Por outro lado, se não espera coisa alguma, se dá e libera livremente, amando incondicionalmente os outros, você não vai permitir que suas ações negativas o afetem. Se estiver tentando influenciar alguém romanticamente escrevendo ao seu anjo, a melhor coisa a fazer é abençoá-lo e liberá-lo com seu amor incondicional. Se estiver determinado que você fique com essa pessoa, ela virá a você livremente, sem condições. Os anjos querem que você seja feliz, mas também sabem que nenhuma outra pessoa pode torná-lo feliz; você precisa antes resgatar a sua própria felicidade. Você pode escrever a qualquer dos anjos descritos na Parte Dois com solicitações especiais. Você pode escrever aos corretores de prosperidade pedindo abundância, aos anjos curadores pedindo curas, aos transformadores do humor pedindo bom humor e aos engenheiros de milagres pedindo milagres grandes ou pequenos. Naturalmente, você não precisa escrever sempre os seus pedidos; também pode manifestá-los em voz alta, orá-los ou pensá-los. Quando você estiver pronto a "postar" uma solicitação escrita, a primeira coisa a fazer é dobrá-la e lacrá-la de algum modo; depois encontre um lugar especial para ela. Algumas pessoas mantêm suas solicitações em livros como a Bíblia; outras usam uma caixa de jóias, a carteira, o diário ou o seu altar. Depois que sua solicitação for postada, fique preparado para a ação. Você pediu aos anjos, portanto ouça intuitivamente mensagens relacionadas à sua solicitação ou simplesmente envie sua solicitação e se esqueça dela até que ela surja novamente em sua mente. RESUMO Método

25

Correio angélico e solicitações especiais. Atrair anjos escrevendo para eles e fazendo solicitações especiais. Anjos que podem ajudar Envie a qualquer anjo específico a sua solicitação.

Instrumentos e idéias

1. 2. 3. 4. 5.

Defina sua solicitação.

Escreva sua solicitação num pedaço de papel. Especifique o anjo para quem está escrevendo; por exemplo, "ao anjo da guarda de........................."ou "aos corretores de prosperidade", ou "ao anjo supremo de........ ". Em alguma parte da solicitação, inclua a frase "para o bem maior de todos os envolvidos". Feche a solicitação com uma expressão de gratidão. Se há quaisquer pessoas que poderiam interferir com a realização de suas solicitações, escreva a seus anjos guardiães e peça que qualquer coisa que possa bloquear seu progresso com essas pessoas seja removida. Dobre e lacre sua carta, descubra um lugar especial para ela e considere-a postada.

Espere por uma resposta, que poderá vir na forma de intuição, oportunidades de ação ou sentimentos tais como paz de espírito e saber que tudo está bem.

Capítulo 14 BARALHO ANGEL® Um baralho de cartas ANGEL® (Copyright © 1981 de Drake & Tyler) consiste em cinqüenta e duas cartas muito pequenas. Cada carta tem uma palavra-chave representando uma essência ou qualidade especial do caminho espiritual. As cartas têm ilustrações coloridas de anjos em ações pertinentes a cada uma delas. O baralho ANGEL foi desenvolvido como parte de um jogo de mesa chamado "O Jogo da Transformação", que foi desenvolvido pelos seus criadores enquanto viviam na Findhorn Foundation. O jogo é um instrumento para a exploração da vida e da consciência interiores. O baralho ANGEL® e "O Jogo da Transformação" (The Game of Transformation) podem ser encontrados na maioria das livrarias da Nova Era e são fáceis de encomendar escrevendo-se para: Narada Productions 1845 N. Farwell Ave. Milwaukee, WI 53202 U.S.A. As cartas ANGEL® podem constituir um meio eficiente para trazer essência angélica à sua vida. Algumas das qualidades-chave reunidas no baralho são alegria, humor, paz, luz, entrega e confiança. Há também duas cartas em branco, que podem ser usadas para solicitar uma qualidade ou essência específica não incluída nas outras, ou para pedir aos anjos que lhe enviem um dom do universo. Logo de início, você provavelmente pode pensar em várias maneiras de usar as cartas. Não há regras, mas é melhor não perguntar sobre a mesma situação diversas vezes. (Novamente, o mestre fala apenas uma vez.) As cartas refletem o que está acontecendo agora em sua realidade interior e exterior e a lista de palavras-chave não contém nada negativo nem obscuro. Tendo isso em mente, eis algumas sugestões para o uso de cartas ANGEL® como instrumento do crescimento espiritual. A primeira coisa é encontrar um lugar tranqüilo para sentar-se, onde você possa espalhar as cartas à sua frente. Você pode querer colocá-las sistematicamente em fileiras ou simplesmente espalhá-las. Assegure-se de que fiquem com a face para baixo, de modo que sua mente inconsciente tenha uma oportunidade de aflorar. Ou então segure-as abertas em leque, deixando sua energia correr através do baralho inteiro. Então, quando estiver pronto, tire as cartas. Para começar, você pode querer fazer uma leitura sobre o estado atual das coisas. Pense em oito áreas ou situações em sua vida para as quais você apreciaria orientação angélica. Costumo anotar os oito domínios ou temas de vida seguintes: O passado O presente O futuro Um dom do universo Amor/romance Dinheiro/prosperidade Trabalho/carreira Brincadeiras/recreação Então concentro meus pensamentos em cada área e escolho uma carta quando me sinto pronta. Você pode resolver acrescentar ou subtrair áreas para tornar a leitura mais pessoal. Depois de ter escolhido as cartas e anotado, estude os resultados da consulta em busca de pistas para quaisquer ações ou rupturas que as palavras-chave representem. Você pode preferir parar a leitura por um dia ou dois e depois voltar a ela.

26

Pense numa situação ou questão em sua vida para a qual deseje orientação. Pode ser qualquer coisa, de dinheiro a amor. Ou peça uma leitura do que há na linha de frente de sua consciência sem qualquer pergunta específica em mente. Ou peça um conjunto de dons a desenvolver em seu estado presente de consciência. Concentre-se em sua situação e separe uma carta para ser o "trunfo"; ponha-a de lado e não a olhe. Agora, separe mais três cartas e vire-as. Pense no que elas significam para você e então vire o trunfo. O trunfo representa uma luz de orientação geral para a situação. Escreva a essência em seu diário angélico e releia-a no futuro, quando desejar maior percepção. Faça uma "solicitação de virtude" por meio de suas cartas ANGEL®. Examine as cartas e escolha aquelas que representam as virtudes que você quer ou deseja em sua vida. Então estude as cartas e as figuras desenhadas nelas; medite e peça percepção sobre essas virtudes. Anote-as e declare essa solicitação aos anjos, ficando pronto para explorar suas virtudes. Escolha um anjo do dia, do ano, do mês, do ciclo, do aniversário ou da estação; escolha um anjo para cada ocasião especial que desejar iluminar. Escolha um anjo para ajudar com um obstáculo a superar, para ajudar num novo empreendimento, num novo relacionamento ou numa nova casa ou para trazer inspiração e criatividade ao seu trabalho, estudo e entretenimento. Lembre-se de divertir-se e mantenha a experiência descontraída, de modo que os anjos possam realmente responder. Se você empacar no que uma carta significa, às vezes é útil procurar a palavra num dicionário para uma percepção da própria palavra. As duas cartas em branco podem ser muito significativas porque, com elas, você pode pedir algo específico, um dom dos anjos ou uma área limpa para o futuro. Convide os anjos para se juntarem a você na celebração de seu crescimento espiritual e use as cartas para comunicar-se com eles. Mostrei o baralho ANGEL® a um amigo muito criativo e brilhante. Ele veio com um jogo baseado no jogo de cartas "War". O nome não é muito atraente, mas você pode ignorá-lo. É jogado com dois parceiros. Primeiro, embaralhe as cartas e espalhe-as com a face para baixo. Cada jogador vira uma carta de cada vez. Com as duas cartas viradas, os parceiros precisam decidir entre si qual virtude ou essência é "mais importante". O jogador com a carta "mais importante" fica com ambas as cartas. Depois que o baralho todo tiver acabado, o jogador com mais cartas vence. Naturalmente, esse jogo poderia provocar algumas discussões saudáveis, de modo que é importante mantê-lo como uma divertida experiência de aprendizado. Minha primeira experiência com cartas ANGEL® foi muito memorável. Eu tinha visto as cartas várias vezes em minha livraria favorita, mas nunca as comprei porque estava muito cética a respeito do que poderiam representar. Esperei até que minha melhor amiga e testemunha me visitasse nas férias, e a primeira coisa que fizemos foi comprar um daqueles baralhos. Abrimo-lo no carro e a primeira carta que apanhamos estava em branco, de modo que pedimos que nossa semana de férias fosse cheia de sincronismos (e foi!). No início, não estávamos bem certas do que fazer com as cartas, mas então tivemos a idéia de distribuí-las por toda parte onde fôssemos aquela semana. Divertimo-nos bastante deixando cartas com goijetas nos restaurantes e dando-as a pessoas amigáveis pela costa da Virgínia e da Carolina do Norte. Demo-las também a pessoas que conhecíamos e pedíamos aos amigos que escolhessem uma carta sem olhar. Dar cartas ANGEL® às pessoas levou a muitas discussões sobre anjos. Assim tivemos uma semana divertida e cheia de anjos, de leveza e de eventos sincrônicos. As cartas que demos a amigos revelaram-se muito significativas em suas vidas, como eles me contaram depois. Dar é receber; assim, dar as cartas nos deu muito em troca. Para maiores informações sobre "O Jogo da Transformação" e para detalhes sobre os Facilitators' Training Workshops oferecidos pela InnerLinks (que incluem um trabalho intenso com as cartas ANGEL® e com anjos reunidos em grupos), escreva, por favor, para: Kathy Tyler Inner Links P.O. Box 16225 Seattle,WA 98116 U.S.A. Capítulo 15 CONFERÊNCIA ANGÉLICA Uma conferência é um encontro para discussão. Quando sabem para onde estão indo e por que estão indo, as pessoas podem tornar-se forças poderosas no universo. E quando as pessoas estão num curso reto, os anjos podem cooperar com elas de um modo mais completo. Para ajudar-nos a saber para onde estamos indo e a explorar as razões pelas quais vamos, podemos convocar uma conferência angélica para mapear nossos objetivos e descobrir como os anjos podem ajudar-nos a alcançá-los. Uma conferência angélica pode ser imaginada como uma oportunidade de desenvolver um plano de negócios para sua vida. Se você pensar a respeito, cada vida humana é como um negócio (alguns, pequenos, e outros, grandes) e, como todo negócio, a vida humana necessita de um plano estabelecendo objetivos para o futuro. Convocar uma conferência com os anjos é uma maneira de planejar seu futuro, de definir o que deseja realizar e de reconhecer pessoas-chave em sua vida. Os anjos agem como seus consultores e sua equipe de empregados. A conferência é o modo de distribuir tarefas que a sua equipe pode manejar para você. E também um modo de descobrir o que pode estar limitando sua criatividade ou tempo livre. Inicialmente, defina seu quadro de diretores. Um exemplo de quadro de diretores pode incluir sua versão de Deus; Maria, Jesus, ou santos de que goste particularmente; arquétipos importantes, deuses ou deusas; ancestrais ou personalidades do passado que o impressionem; espíritos-guias, gurus, personagens bíblicas, super-heróis e sábios; e assim por diante. Seu quadro de diretores será inspiracional e pessoal. Pense nesse quadro como uma associação de conselheiros e consultores espirituais que podem ajudá-lo a realizar o propósito (essência) principal do seu negócio (vida). Napoleon Hill, autor de Think and Grow Rich, mantinha uma reunião imaginária do conselho com seu grupo de "Conselheiros Invisíveis", à noite, antes de ir dormir. Seu conselho era composto de nove homens cujas atuações no

27

trabalho mais o impressionavam. O objetivo dessas reuniões era remodelar seu caráter pela tentativa de imitar esses nove grandes homens de alguma maneira. Hill desejava tornar-se uma síntese composta por esses homens. (Veja a seção sobre anjos da alma, no Capítulo 5.) Em sua reunião do conselho imaginário, Hill podia sentar-se entre grandes homens e dominar o grupo servindo como presidente. Essa idéia pode ser incorporada à conferência angélica. Para realizar uma conferência angélica, é útil ter o quadro a seguir. Costumo pegar uma folha de papel e traçar um círculo com um compasso, de modo que acabo tendo uma mandala dividida em seções. Nas seções, anoto metas para áreas específicas de minha vida. Então designo anjos para ajudarem na realização dessas metas e desejos. Também designo anjos para evitar que certas pessoas interfiram, de modo que é formada uma barreira de proteção. Se há pessoas que podem ajudá-lo, este é um bom momento para dirigir-se aos seus anjos supremos. O Diagrama de Conferência Angélica é um exemplo de um formulário que desenvolvi para usar quando realizo uma conferência angélica. Preparo também outros formulários e às vezes não uso nenhum formulário. Você pode desenvolver um que funcione para suas próprias necessidades. Você poderá querer manter seus formulários ou seu diário angélico e datar cada um de um modo que lhe permita monitorar seu progresso. Diagrama de Conferência Angélica

EXPLICAÇÃO DO DIAGRAMA DE CONFERÊNCIA ANGÉLICA A = A área principal de sua conferência. Inscrevo Deus no círculo central (a.1), e inscrevo também os nomes dos membros do conselho de diretores. No círculo a.2, circunscrevendo a.1, inscrevo a palavra "Anjos" várias vezes. No espaço (a.3), à margem das seções maiores, defino os anjos para os quais tenho solicitações específicas. Nas seções maiores (a.4), escrevo minhas solicitações, metas ou objetivos específicos. B = As bolhas de bênçãos. Nessas bolhas, peço aos anjos para abençoarem situações e seres humanos especiais. C = A bolha da gratidão e da fé. Nessa bolha, peço fé e agradeço aos anjos, a Deus e a mim mesma, bem como a todos os outros, pela realização das metas da conferência. D = A seção da sacolinha angélica. Essa seção é usada para evitar que outros seres humanos (ou outros aspectos de você mesmo) interfiram no seu progresso ou o bloqueiem. Você também pode usar essa técnica para evitar pessoas que você teme ou detesta. Quando usar essa sacolinha (d.1), repita a afirmação: "Não existe esta personalidade no universo." Então, escreva o nome da pessoa que manifesta essa personalidade na sacolinha. Isso não significa que você deseja que algo ruim aconteça a ele ou a ela! Pelo contrário, significa que os anjos agora estão encarregados e tornarão a energia positiva. A barreira significa, basicamente, que você não vai reconhecer a parte da personalidade da outra pessoa que entra em conflito com a sua. Use também essa área para inscrever quaisquer bloqueios que você poderia

28

encontrar em si mesmo, tais como medo, dúvida, procrastinação e resignação. Na margem dessa seção ( d.2) você pode escrever as palavras "Luz Branca" ou a afirmação dirigida ao Arcanjo Miguel: "Luz Divina da Ordem Suprema, sob a proteção do Arcanjo Miguel." Isso lhe proporciona proteção e envia a luz da transformação para a pessoa em questão. E = A leitura das cartas ANGEL®. Você pode enumerar as seções para corresponderem às seções da conferência principal. Escolha uma carta para representar uma essência que você pode trazer para iluminar a situação ou solicitação de cada seção. Você pode realizar uma conferência angélica de qualquer modo que escolher. As vezes, simplesmente começar com uma folha de papel em branco e ser espontâneo é uma maneira divertida de se realizar uma conferência. Do mesmo modo, se tiver uma imaginação ativa, você pode realizar todo o processo em sua cabeça, usando técnicas de visualização. Não há condições obrigatórias para realizar conferências angélicas. Você pode realizá-las em qualquer lugar, a qualquer tempo, de qualquer modo, mas tenha em mente que os anjos não devem ser adorados. Eles apreciam cerimônias, mas não desejam ser adorados; desejam apenas assistir e ajudar sem interferir no livre-arbítrio humano. Tendo isso em mente, eis algumas idéias para você entrar no espírito da conferência angélica:

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

Uma conferência angélica não é um ritual sério e formal, mas uma oportunidade de descontração e de contato com a beleza que rodeia os anjos. Os anjos adoram luz de velas; assim, acenda algumas velas para a conferência (velas brancas ou rosas são especialmente simpáticas para uma conferência angélica). Rodeie-se de beleza, preparando uma mesa com flores, figuras, incenso, rochas e estampas de anjos para estabelecer um ambiente simpático para a conferência angélica. Um disco de música de harpa ou flauta é conveniente para tocar durante a conferência.

Depois que a conferência angélica estiver reunida, faça uma leitura com cartas ANGEL . Se tiver várias categorias, escolha uma carta para cada uma. Faça uma leitura geral da conferência, para percepção adicional. Incorpore à sua conferência qualquer coisa que promova felicidade, beleza, paz, descontração e amor.

As conferências angélicas devem ser descontraídas e bem-humoradas; por isso, ria quanto quiser. Convide os produtores de júbilo e transformadores de humor para assistirem. Realize a conferência angélica com um amigo, de modo que você tenha uma testemunha e alguém que possa rir com você. Pague salários aos anjos que comparecerem, fazendo algo simpático por si mesmo e pelos que o rodeiam. Plante um canteiro de flores, pinte um belo quadro e distribua amor e descontração, e os anjos irão considerar-se bem pagos por seus serviços como consultores de sua equipe.

10.

Para atualizações da conferência principal, mantenha reuniões especiais com anjos específicos cuja ajuda esteja solicitando. Por exemplo, se necessitar de ajuda extra na área da carreira e das finanças, promova um "almoço de poder" ou uma reunião de desjejum com o anjo que designou a esse domínio. Tome notas durante a reunião, se desejar, e torne-a tão real quanto possível. Se você promover o almoço de poder num lugar público, peça um reservado tranqüilo. Capítulo 16 AVENTURAS DE ANTI-SERIEDADE Não há um fiapo de prova em favor da idéia de que a vida é séria. Brendon Gill As pessoas podem desperdiçar muito tempo levando a vida seriamente e se preocupando com os problemas. Meu amigo Charlie chegou a um período de sua vida em que se sentia sobrecarregado de problemas e preocupações. Passava a maior parte do tempo preocupando-se seriamente sobre o que iria fazer. Certo dia, enquanto dirigia por algumas curvas traiçoeiras de montanha, ponderando sobre os sérios temas que enfrentava, entrou rápido demais numa curva e terminou olhando para o precipício, centenas de metros abaixo do seu furgão suspenso por duas rodas. Nesse instante, Charlie percebeu que, provavelmente, iria morrer e que todas as situações com as quais se havia preocupado nunca seriam resolvidas. Então, uma força súbita (seu anjo da guarda, sem dúvida) puxou o furgão de Charlie, colocando-o sob controle e salvando-o da morte iminente. Depois que o choque diminuiu, ele se surpreendeu rindo histericamente diante do absurdo de suas preocupações. Nada mais parecia tão sério; de repente, ele foi tocado pela idéia de que tudo era muito engraçado e riu. Charlie percebeu que os momentos que passara preocupando-se eram tempo perdido e que, com a mesma facilidade, poderia tê-los passado divertindo-se. Aqueles que se consomem com a ilusão da seriedade da vida em geral chegam a um ponto de decisão. Algumas vezes esse ponto de decisão ocorre dramaticamente, como numa experiência de proximidade da morte; outras vezes, acontece com menos dramaticidade, como numa súbita percepção de que você gastou semanas e meses sem ter nenhuma diversão. Se você não está planejando ter uma experiência de proximidade da morte em breve, mas é perseguido pela seriedade, preste atenção ao tempo e energia que você gasta com a seriedade. Comece anotando todos os temas sérios com que está lidando no momento. Agora veja como esses temas parecem engraçados no papel e permita-se rir alto. Se os temas não lhe parecem engraçados e você não conseguir rir, simplesmente procure algum aspecto de humor e de descontração, por menor que seja. As vezes, quando começamos a rir da nossa vida, terminamos histéricos e podemos chorar, berrar ou gritar na janela. O fato é que precisamos de uma liberação uma vez por outra e o riso é muito bom para isso.

29

Desista, ceda e deixe estar. Finja que está cheio de hélio e que a única coisa que o mantém no chão são os temas sérios de sua vida; deixe-se elevar acima deles para obter uma perspectiva diferente. Se você assistiu ao filme Mary Poppins, lembre-se da cena com a canção "I Love to Laugh" (Adoro Rir); quanto mais as pessoas riam, mais alto se elevavam, até atingirem o teto. Quando desejavam baixar, tinham de pensar em alguma coisa triste e pesada. Tire um descanso da seriedade da vida; os anjos irão encorajá-lo. Lembre-se das palavras de G. K. Chesterton: "Os anjos podem voar porque se conduzem com leveza." O riso traz muitos benefícios. Exercita os pulmões, libera energia supérflua, banha seu ser com endorfinas (analgésicos naturais) e promove a cura. (Veja Anatomy of an Illness, de Norman Cousins.) Se você precisa de ajuda para trazer riso à sua vida, comece rodeando-se de humor. Faça o seu próprio estudo do humor. Faça uma lista dos filmes, comediantes, shows de televisão, livros, amigos e situações que o fazem rir e procure sempre mais. Mantenha no seu diário angélico um registro do humor e da seriedade em sua vida. Se você se surpreender atormentado pela sobriedade, examine seu comportamento e o de outros. Descubra o que acontece em sua vida que não é engraçado. Sempre que desejar, peça aos anjos que o liberem da seriedade e o liguem com o humor. A praga da seriedade está em toda parte: em nossas igrejas e escolas, no noticiário e no trabalho. É difícil escapar dela. Mas há sempre um modo de introduzir o humor em qualquer situação, e você pode precisar ser o instigador. Mantenha uma página em seu diário rotulada "saco de lixo" e desenhe nela um saco de lixo. Sempre que tiver uma preocupação aborrecida ou um pensamento negativo que desejar liberar, inscreva-o no "saco de lixo". Se outras pessoas estiverem lhe causando tristeza, coloque-as no lixo também. Maus hábitos, seriedade, queixas e qualquer coisa que perturbe sua paz espiritual pertencem ao lixo. Quando o saco estiver cheio, ou semanalmente, chame os garis angélicos para o apanharem. Esses anjos coletores de lixo irão levar o seu saco de lixo à lixeira de transmutação universal. Se você estiver realmente disposto a separar-se do conteúdo do saco, a energia voltará a você limpa e carregada com uma força positiva para você usar em algo criativo. Os anjos coletores de lixo podem transformar o lixo de uma pessoa no tesouro de outra. Forme uma clara imagem visual de seu saco de lixo sendo levado para o universo, para o bem supremo de todos, e diga: "Boa viagem!" Outra maneira de livrar-se do lixo é queimar a página do saco de lixo e, enquanto a fumaça se erguer, visualizar-se livre de todo o lixo acumulado. Os anjos são anti-seriedade; não há peso em seu reino e eles simplesmente não conseguem levar nada a sério. Isso significa que eles também não conseguem levar a sério a nós ou a nossos problemas. Isso não significa que irão ignorar nossos problemas; eles farão o que podem para nos ajudar a remover as preocupações sérias, de modo que possamos resolver os problemas criativamente e conduzir-nos com leveza. O Oxford American Dictionary define sério como solene e pensativo, não-sorridente, não casual ou alegre, causando grande preocupação e de disposição grave e sombria. Como alguém poderia desejar ser sério depois de ler isso? RESUMO Método Aventuras em anti-seriedade. Atrair anjos aliviando sua carga de temas mundanos. Anjos que podem ajudar Transformadores de humor, executivos da diversão e exterminadores de preocupações são todos anti-sérios; chame quaisquer deles. Instrumentos e idéias

1. 2. 3. 4.

Faça uma lista de todos os temas sérios com que se defronta no momento e ria deles.

Faça um inventário de riso e ache novas maneiras de rir. Aprenda também como dar uma boa risada tão freqüentemente quanto possível. Mantenha uma página para um saco de lixo em seu diário angélico, para lixo sério tal como preocupações, pensamentos negativos e personalidades negativas que você deseja ver removidos de sua vida. Então leve o lixo para fora. Cultive a descontração em sua vida. Capítulo 17 TREINAMENTO PARA A FELICIDADE A felicidade não está nas circunstâncias por que passamos, mas em nós mesmos. Não é algo que vemos, como um arco-íris, ou sentimos, como o calor de uma fogueira. A felicidade é algo que somos. John Sheerin Quantas vezes você ouviu a si mesma ou outra pessoa dizer: "Quando isso acontecer serei feliz"? Bem, as coisas não funcionam dessa maneira; você precisa ser feliz agora — sem nenhuma razão. A felicidade sem razão é a liberdade última. Essa liberdade das condições e contingências significa que você não está esperando pelos ingredientes certos que o façam feliz; você simplesmente é feliz. Não importa quais as circunstâncias, você se sente abençoado e feliz. Se for realmente feliz sem razão, você estará livre do domínio das condições exteriores. Estará livre para viver com felicidade no tempo presente, no agora.

30

A felicidade sem razão exige treinamento. O estado de felicidade exige que você conheça a si mesmo e identifique os momentos precisos em que se afasta do estado feliz e à vontade neste planeta e se sente desconfortável e fora de sincronismo. O problema com a verdadeira felicidade é que não há chave em sua porta, não há regras a seguir, passos a dar. nem quaisquer condições para que exista. Não existe manual ou livro de receitas para consultar. A felicidade verdadeira é um estado de graça. É um pouco como ter uma química de procedência natural no fluxo sangüíneo que alimenta seu cérebro e banha sua alma com energia positiva. Não há nada para engolir, aspirar, olhar, cheirar ou fazer para se tornar feliz. A felicidade vem e vai. Não podemos planejá-la; é um produto de ocorrência natural, de viver no tempo presente, livre das condições externas. Podemos, entretanto, treinar-nos para ficar disponíveis e abertos à felicidade. O treinamento para a felicidade é aceitar tudo que os anjos têm a ensinar: humor, amor, beleza, leveza de ser e alegria. Exige viver no agora e estar acordado. Você precisa livrar-se do piloto automático. O piloto automático é um programa de personalidade que alguns adotam para evitar a dor e para evitar viver e experimentar o agora. Atendo-se a rotinas estabelecidas e padrões previsíveis, algumas pessoas vivem o seu dia como sonâmbulas. Você não as verá fazendo esforços nem lutando; na cabeça delas isso é perigoso. Usar o piloto automático não o livra da dor nem do sofrimento de sua vida; apenas os retarda e difunde. Mais cedo ou mais tarde, os vazios voltarão para assombrar a pessoa que usa o piloto automático. Quando vemos crianças usando o piloto automático, chamamos isso de doença mental. As crianças novas normalmente não resistem à vida. Quando sentem vontade de chorar, rir, gritar ou cantar, simplesmente fazem isso. Os anjos e as crianças andam juntos; são felizes e criativos. Os anjos percebem esse estado feliz como um modo que todos deveríamos ter (todos nós). O passo número um do treinamento para a felicidade é: livre-se do piloto automático. Acorde e experimente seus sentidos. Pare e sinta o perfume das rosas; acorde e aspire o aroma do café. A felicidade (ou infelicidade) é em grande parte resultado e função do modo como nos relacionamos com os eventos da nossa vida e do modo como reagimos a eles. Ela não está nas circunstâncias nem nos eventos em si. Reagir exageradamente a um evento adverso torna-o pior. Interpretar com exagero as circunstâncias, a partir de uma idéia de como as coisas deveriam estar, de acordo com um conjunto dado de condições, é uma maneira segura de afastar a felicidade. Não devemos reagir com medo, raiva ou desapontamento aos eventos do dia. Prefira apreciar tudo o que surgiu no momento com fascinação e interesse, e saiba que isso não é bom nem ruim. Os eventos e as coisas só são ruins ou errados quando comparáveis com um padrão de como deveriam ser em sua imaginação. O passo número dois no treinamento para a felicidade é: não reaja nem interprete exageradamente, nem compare. Adote um sentido de tranqüilidade e de humor em todas as situações que encontrar e os anjos estarão ali para ajudar. A mente feliz é livre de julgamentos, expectativas e preocupações concernentes a outras pessoas. As ações de outras pessoas somente podem nos ferir quando temos uma noção preconcebida de sua intenção para conosco. Quando se é feliz consigo mesmo, pode-se ver os outros como inocentes. Se alguém lhe enviar um pacote de esterco de cavalo, suponha simplesmente que esqueceram do cavalo! Preocupar-se com as pessoas não ajuda a elas nem a você. Esperar que as pessoas ajam de certas maneiras irá apenas desapontá-lo. Julgar a si mesmo e aos outros é um desperdício de tempo. O passo número três do treinamento para a felicidade é: não deixe as outras pessoas afetarem a sua felicidade. Assim como os eventos, as pessoas não são boas nem ruins. Veja as pessoas e suas ações como interessantes e fascinantes, advindos de uma fonte de inocência. Você deve estar disposto a abrir mão do sofrimento e da preocupação. O sofrimento é o oposto da felicidade. Muitas pessoas se resignaram a viver com um sofrimento crônico, de baixa intensidade. Esse sofrimento pode provir de dor física, angústia mental, remorsos, maus hábitos ou bloqueios emocionais. Seja qual for a causa, o resultado é sofrimento constante. Os anjos ficam frustrados com o sofrimento porque, até que os seres humanos estejam dispostos a abrir mão dele, os anjos não podem pôr em ação sua magia. Quando você descobrir uma causa do sofrimento e preocupação e estiver disposto a abrir mão dela, adquira o hábito de parar e liberar. Pare e libere; você pode repetir esse processo em sua mente e visualizar os anjos levando embora seu sofrimento. Uma vez que a decisão de parar de sofrer é tomada, os anjos entram em cena para a transformação; seja a transição da doença para a saúde ou do cativeiro para a liberdade, os anjos estão esperando para ajudar. A mudança pode acontecer num instante. Faça as pazes consigo mesmo de modo que, se alguma coisa estiver fazendo você sofrer, ela desaparecerá e você estará disponível para experimentar a felicidade sem razão. Seu sofrimento ensina apenas uma lição temporária; não o mantenha por perto por mais tempo do que o necessário. O passo número quatro do treinamento para a felicidade é: reconheça o que está causando seu sofrimento e trabalhe para renunciar a isso, de modo que os anjos possam ajudá-lo a tornar-se uno com a felicidade. Pare de preocupar-se consigo mesmo e com os outros. "Libere e deixe com os anjos." Ame cada vez mais. Dar amor em qualquer nível é o caminho seguro para a felicidade. Esse amor deve ser, naturalmente, incondicional; e, como sempre, é dando que você recebe. Anne Frank disse uma vez: "Quem for feliz também tornará os outros felizes. Quem tem coragem e fé jamais perecerá no desespero!" Tenha a coragem e a fé de espalhar sua felicidade e seu amor ao redor de si, e você vai criar uma abundância que continuará a multiplicar-se pelo universo. O amor e a felicidade são sinérgicos; seus efeitos combinados excedem a soma de seus efeitos individuais. O passo número cinco do treinamento para a felicidade é: seja generoso com o seu amor e a sua felicidade; espalhe-os pelo universo. Treinar-se para ficar disponível e aberto à felicidade sem razão exige que você remova obstáculos como os discutidos acima. A felicidade incondicional é a liberdade última. Ela não exige que você viva em qualquer lugar especial, que você se vista de certa maneira, que você ingira uma substância alteradora da mente ou que faça qualquer outra coisa a não ser tornar-se disponível para recebê-la, a qualquer tempo e em qualquer lugar. A felicidade já foi descrita como uma borboleta; quando você a persegue, ela sempre está fora de alcance, mas se você ficar calmamente sentado, ela poderá pousar em você. Os anjos são treinadores de felicidade naturais; portanto, fique calmamente sentado e peça-lhes para ajudá-lo a desenvolver o hábito da felicidade. RESUMO Método

31

Desenvolver o hábito da felicidade, de modo que os anjos sejam capazes de atuar efetivamente na sua vida. Use os passos do treinamento para a felicidade para reconhecer o momento preciso em que se sente desconfortável e então modifique o modo pelo qual você pensa na situação, para que os anjos possam comparecer e torná-lo uno com a felicidade. Escreva uma declaração de felicidade em seu diário angélico. Anjos que podem ajudar Chame seu anjo da guarda, os treinadores de felicidade, os exterminadores de preocupações, os produtores de júbilo, os transformadores de humor e os incentivadores. Instrumentos e idéias

1. 2. 3. 4. 5.

Desperte e detenha qualquer comportamento automático que o esteja impedindo de experimentar a vida. O comportamento de piloto automático é um modo de resistir à vida e de evitar a dor; ele evita o presente. Não reaja nem interprete exageradamente as situações que surgem em seu caminho. Compare-as apenas com elas mesmas; sob esse prisma, elas não são boas nem ruins e você pode achá-las interessantes e fascinantes — e, portanto, positivas de algum modo. Não permita que o comportamento de outras pessoas interfira na sua felicidade. Perceba os outros como inocentes e adote uma atitude de otimismo em relação às suas intenções. Eles não são bons nem ruins, mas simplesmente interessantes e fascinantes. Na maioria das situações, as pessoas e as circunstâncias só podem feri-lo se você permitir. Descubra as causas de seus sofrimentos e preocupações e disponha-se a renunciar a eles; os anjos se farão presentes e o ajudarão. Quando se sentir desconfortável e fora de sincronismo, fale e libere qualquer coisa que o estiver bloqueando. Ame e faça o que quiser. Dê de sua abundância de felicidade. Como diz David Grayson: "Faça uma pessoa feliz a cada dia e, em quarenta anos, você terá feito quatorze mil e seiscentos seres humanos felizes, ao menos por algum tempo." A citação seguinte é do livro de Barry Stevens, Burst Out Laughing. Stevens certa vez recebeu uma carta que contestava um de seus livros, que declarava: "Você escreve como um anjo, mas simplesmente não diz as coisas certas." Opto por renunciar ao sofrimento. Isso não quer dizer que opto por ser feliz. A primeira frase é negativa. A outra é positiva. Seja sempre positivo! Mas, então, começo com uma imagem na minha cabeça sobre o que é a felicidade e estabeleço limites antes de começar. Mas quando opto por renunciar ao sofrimento — um ato fortemente positivo, vejo-o agora que o escrevi —, percebo quando estou sofrendo, procuro a causa dentro de mim mesmo e renuncio a qualquer coisa que me leve a isso, deixando o espaço totalmente aberto para qualquer coisa que entrar. Não é fácil, mas é seguramente uma escada para o céu. É claro que também estou renunciando ao luxo — o luxo da autolamentação. Então, estou um passo além da possibilidade da autolamentação, vendo a coisa toda claramente. Eu estouro de rir. Barry Stevens Capítulo 18 TREINAMENTO PARA A DESPREOCUPAÇÃO Um coração despreocupado vive muito. William Shakespeare O treinamento para a despreocupação ensina-lhe como atrair os anjos tornando-se angélico. Pense no treinamento para a despreocupação como um processo de cultivar o crescimento de penas! Ser angélico é um modo seguro de atrair anjos (pássaros com as mesmas penas voam em bando). Como sabemos, os anjos se conduzem com leveza, mas o que isso pode fazer por nós? Dito de maneira simples, desenvolver a despreocupação promove nossa capacidade natural de ser divertidos, encantadores e hábeis e nos permite redescobrir nossa amabilidade inata. A maioria das crianças tem todas essas qualidades trabalhando por elas, a não ser que algo horrível esteja acontecendo em sua vida. Assim, isso significa que somos quase todos encantadores, habilidosos, divertidos e amáveis em algum momento da nossa vida. Alguns de nós ainda são! As qualidades angélicas essenciais só vêm à tona quando somos autênticos e genuínos. Irradiar amabilidade e leveza lhe traz mais leveza e amabilidade. Ser autenticamente encantador e doce vai energizar os que o cercam. Você já notou aqueles indivíduos especiais que podem entrar numa sala cheia de gente e deixar todos à vontade? O verdadeiro gênio social faz com que os outros se sintam confortáveis e importantes, independentemente da sua posição social. Por quê? Porque tem um genuíno interesse pelas pessoas. Você já conheceu alguém que considerasse verdadeiramente encantador e interessante, apenas para descobrir depois que você manteve toda a conversa? O encanto verdadeiro envolve ouvir alguém e notar as dimensões da personalidade dessa pessoa. Os seres humanos são fascinantes. Qualquer pessoa que viva neste planeta há mais de dois anos tem uma ou duas histórias fascinantes para contar. Todas as pessoas nesta terra têm algo muito especial e interessante para nos ensinar. Se nos aborrecemos com as pessoas,

32

não é porque elas sejam intrinsecamente desinteressantes; é porque nós perdemos nossa habilidade de encontrar fascinação a cada momento. Os elementos-chave do treinamento para a despreocupação são o encanto, a doçura, um senso de humor com um riso contagiante pronto a irromper a qualquer momento e perspicácia — a capacidade de ver o humor numa situação. Esses elementos-chave são interdependentes. O encanto pode ser definido como o poder de despertar amor e admiração. O encanto nos torna atraentes e fascinantes, influenciando os outros como por magia. O Oxford American Dictionary define magia como uma qualidade misteriosa que parece encantar. Encantar significa deliciar por completo, enlevar com alegria — literalmente, envolver em música. Uma personalidade verdadeiramente encantadora é mágica e misteriosa e tem efeito alquímico sobre o ambiente. O encanto, sobretudo, atrai as pessoas para você porque você é genuinamente interessante e cativante. O encanto também atrai anjos. A doçura inata também é um elemento da despreocupação. Uma personalidade doce atrai os anjos e uma amarga os repele. Pense na doçura. É agradável, fresca, não-salgada e gentil sem esforço. Quando é artificial, dizemos que é sacarina, doce demais, um substituto para algo real, com um gosto amargo no fim. Mas quando a doçura é integrada e real, é puramente deliciosa. Todos a temos em nós. Simplesmente sorria e pense em algo doce, como a fragrância de uma flor, e você se tornará mais doce. Ter senso de humor e espírito é a essência da despreocupação. Existe, entretanto, uma linha muito tênue entre fazer piadas e o verdadeiro espírito. Um e outro revelam o absurdo e o ridículo da vida, mas o espírito o faz de uma maneira confortável, de modo que ninguém sai ofendido. Ser espirituoso e ter senso de humor não significa que você esteja se divertindo às custas de alguém. O ridículo não é encantador, mesmo quando você ridiculariza a si mesmo. O ridículo deixa as pessoas muito nervosas e desconfortáveis. A fonte do verdadeiro espírito vem de um amor básico pela vida; ela não constitui ataque a alguma coisa ou alguém. Ser espirituoso significa ter a capacidade de combinar palavras e idéias de uma maneira habilidosa, que apela ao intelecto. Por outro lado, ter senso de humor não significa necessariamente que você deva ser aquele que cria o humor. Significa que você tem capacidade de perceber e desfrutar de situações divertidas e também de dar uma boa risada. Ser verdadeiramente espirituoso ou ter um verdadeiro senso de humor é encantador porque traz à tona o melhor dos outros e proporciona despreocupação a qualquer coração. As seguintes qualidades nunca compõem uma personalidade encantadora, em nenhum momento:

1. 2. 3. 4. 5.

Criticar significa descobrir falhas, procurar defeitos e formar julgamentos negativos. Não existe "crítica construtiva", a não ser que alguém lhe peça sinceramente uma crítica, em particular — e mesmo assim é arriscado. Se você se empenhar em críticas a qualquer um na presença de outras pessoas, estas vão se perguntar que coisas horríveis você diz a respeito delas quando elas não estão presentes. Queixar-se sem motivo significa falar de maneira fútil e negativa. Ninguém, a não ser seu melhor amigo ou seu terapeuta, deveria ouvir queixas sem motivo. Numa situação de grupo, queixar-se é totalmente fora de propósito e os anjos definitivamente vão se tornar escassos se você se permitir esse comportamento desagradável. O aborrecimento nunca é bem-vindo nem necessário. Se você está aborrecido com pessoas ou com uma situação, a melhor coisa que pode fazer é ir embora. Ser mexeriqueiro ou atacar alguém em grupo é de terrível mau gosto. Por outro lado, defender de modo diplomático alguém que esteja sendo atacado (dissolver o ataque) é muito encantador e inteligente (se você puder fazêlo corretamente). Desconfie das conversas sobre política e religião no seu círculo social. Se uma discussão desse tipo escapar ao controle, seja o primeiro a mudar de assunto. Pense numa pessoa verdadeiramente encantadora que você conheça, alguém que seja um gênio social. Aposto que ela dificilmente cai em qualquer das armadilhas mencionadas acima. Você pode pensar que eu me pareço um pouco com uma Senhorita Boas Maneiras, mas há muita gente que faria bom proveito de um pouco de orientação em boas maneiras. Maneiras encantadoras lhe trarão boa vontade, o que por sua vez vai lhe dar boa sorte. O encanto parece estar morrendo neste planeta; portanto, ajude a mantê-lo vivo. Contribua para o Fundo do Encanto, tornando-se uma pessoa de quem você mesmo gostaria de se aproximar. Acima de tudo, continue sendo verdadeiro para consigo mesmo. Quando você é verdadeiramente autêntico, seu lado encantador vem à superfície. Portar-se com despreocupação leva à liberdade, pois significa que você está do lado divertido da vida. Quando um coração está leve, você quase pode ver os anjos ao seu redor. Peça aos anjos que o sigam em qualquer situação e mantenha a despreocupação. Assim encontrareis favor, boa compreensão e alta estima aos olhos de Deus e do Homem. Provérbios 3:4 RESUMO Método Treinamento para a despreocupação. Realçar o encanto, a doçura, o espírito — essencialmente, tornar-se como um anjo para atrair mais anjos. Anjos que podem ajudar

33

Seu anjo da guarda, os produtores de júbilo, os treinadores de felicidade, os incentivadores, os executivos da diversão e as musas — todos eles podem ajudar. Instrumentos e idéias

1. 2.

Conheça os elementos-chave da despreocupação: encanto autêntico, doçura, perspicácia e humor. Esses elementos-chave colocam as pessoas à vontade e criam conforto em qualquer situação. Saiba que eles devem provir de uma base de amor. Esteja consciente da diferença entre o verdadeiro espírito e o verdadeiro senso de humor, e as farpas da diversão à custa de alguém ou de alguma coisa. Quando você faz a escolha consciente de encontrar mais humor em sua vida, os anjos irão ajudá-lo sistematicamente. Se você está metido numa situação à qual parece faltar humor — vire-se para a pessoa próxima a você e diga algo divertido e engraçado. E necessário prática e esforço consciente para encontrar o humor na vida.

3. 4. 5.

Elimine do seu comportamento: a mania de criticar (nunca é construtiva), as queixas sem motivo, o aborrecimento, o comportamento agressivo e os mexericos. Evite assuntos polêmicos na discussão em grupo. Quando você se treina para estar atento ao crítico interior, você pode treinar o crítico a permanecer em silêncio. Mantenha sua integridade e seja autêntico em todos os momentos. (Se você detectar em si mesmo qualquer dos comportamentos desagradáveis mencionados acima, não os disfarce; elimine-os. Dessa maneira, você pode ser genuinamente encantador e agradável.) Quando "entrar em cena", faça-o com um séquito de anjos ao seu lado. Capítulo 19 DECLARAÇÕES DIRIGIDAS AOS ANJOS Deverás também decidir e decretar uma coisa e esta deverá ser estabelecida para ti, e a luz [do favor de Deus] brilhará em tuas veredas. Jó 22:28 Quando fazem declarações, as pessoas estão afirmando clara e formalmente o que desejam que seja sabido. Fazer uma declaração aos anjos significa que você está anunciando abertamente o que deseja que seja conhecido pelo céu. Declarar os seus objetivos e afirmações de coisas por vir estabelecerá um plano de ação com os anjos. Uma declaração pode ser um esboço ou mapa que você pode seguir. Os anjos irão abençoar a declaração e acrescentar-lhe inspiração e aspirações superiores. Há muitas maneiras de criar uma declaração dirigida aos anjos. Neste capítulo, vou desenvolver três idéias de declaração que usei com sucesso. A primeira é uma declaração para abolir padrões apodrecidos, crenças limitadoras e programações cerebrais negativas. (Antes de tudo, leia sobre os editores de programação cerebral, no capítulo 8, para familiarizar-se com as maneiras pelas quais os anjos podem ajudar a mudar programas e eliminar comportamentos negativos.) Se há algo que desejamos mudar em nossa personalidade ou um hábito do qual queiramos nos livrar, então podemos anunciar abertamente nossa disposição para mudar uma declaração por escrito. O simples ato de estar disposto abre um novo canal de consciência em seu cérebro para detectar os elementos que contribuem para o comportamento que você deseja mudar. Com essa consciência, você pode escolher algo diferente. Relacione quaisquer padrões de comportamento, programas cerebrais negativos ou maus hábitos que você deseja mudar. Se tiver uma idéia clara de quaisquer ações que possa empreender para eliminá-los, relacione-os também. Agora formule uma afirmação de sua intenção de acabar com os tais comportamentos e substituí-los por comportamentos e padrões positivos. Use esta fórmula: "Eu,.......................... faço uma opção com disposição e formalmente, e estou aberto à mudança. Gostaria de eliminar os seguintes comportamentos e padrões em minha vida: [inclua sua relação]. Também concordo em agir na forma de [coloque sua lista de ações aqui] para ajudar a facilitar meu progresso. Peço que um novo canal de consciência seja estabelecido em meu cérebro para detectar os padrões quando estes se iniciam, de modo que eu possa escolher uma maneira diferente de ser e possa ver como ou se tenho estado limitando a mim mesmo e sabotando meu progresso. Peço aqui que os anjos abençoem esta declaração e injetem inspiração positiva em lugar dos padrões apodrecidos que estavam me afastando da minha felicidade. Peço que os seguintes anjos em particular estejam à mão para guiar-me na direção certa: [relacione os anjos específicos cujo auxílio você deseja]." Termine agradecendo formalmente aos anjos e ao poder supremo do universo e saiba que você está abençoado. Uma segunda declaração possível é estabelecer objetivos, desejos e esperanças para o futuro — criando um mapa ou esboço a seguir. Para essa declaração, você pode escrever uma carta formal aos anjos, declarando o caminho que irá tomar e a qualidade de vida que espera. Sua carta pode ser algo mais ou menos assim: Prezados Anjos [e outras partes superiores interessadas, incluindo você mesmo], Terei uma vida longa, saudável e próspera. Vou criar paz e harmonia e serei abençoado com a graça da felicidade. Irei até o fim com o trabalho de minha vida [descreva] e o verei completar-se com sucesso e abundância. [Agora acrescente os detalhes: os objetivos, realizações e recompensas que deseja.] Vou me livrar de todo temor, preocupação e ligação que esteja me detendo. Estarei aberto aos dons do universo. Meu trabalho será para o bem supremo do universo. Todos os pensamentos limitadores são agora substituídos por pensamentos amorosos de abundância. Sinceramente seu,

34

[seu nome] Floreie quanto quiser e divirta-se com isso. Crie uma agenda ou itinerário a seguir, incluindo datas específicas. E, como sempre, lembre-se de agradecer aos anjos. Por fim, tenha certeza de que realmente deseja as coisas que escreveu em sua carta! Um terceiro tipo de declaração que você pode fazer envolve compor um "deixe estar e deixe que os anjos façam a lista". Confiai toda a vossa preocupação — todas as vossas ansiedades, todas as vossas dúvidas, de uma vez por todas — a Ele; pois Ele cuida de vós afeiçoadamente e cuida de vós vigilantemente. I Pedro 5: 7 Uma declaração "deixe estar e deixe que os anjos façam a lista" serve para você se livrar de cuidados e preocupações que deseja fora de sua vida. E um procedimento muito simples. Apenas faça uma lista e, depois de cada item, escreva ou diga: "por sua conta". Sua lista pode ser simples ou específica e detalhada, como você preferir; de qualquer modo, os anjos vão ouvi-lo: Prezados Anjos, Estou lhes pedindo que tomem a seu cargo as situações seguintes e as resolvam para o meu maior bem: Preocupação com o dinheiro: por sua conta. Questões de mudança: por sua conta. Problemas nas costas: por sua conta. Saúde em geral: por sua conta. Carreira: por sua conta. Diversão: por sua conta. Desavenças com............................: por sua conta. Aborrecimentos com o carro: por sua conta. Obrigado, anjos, por se encarregarem dessas situações. Obrigado por encontrarem as melhores soluções e me dirigirem na busca de um nível mais elevado sem preocupações mesquinhas. Sinceramente, [seu nome] Verifique de vez em quando as declarações que escreveu. Monitore a si mesmo e congratule-se por qualquer progresso. Você pode precisar atualizar ou mudar coisas; vá em frente. Sim, você pode mudar as declarações. Elas não estão gravadas na pedra — apenas sobre asas. Certa vez, uma amiga e eu tivemos de pedir desculpas formais aos anjos por pedirmos com tanta insistência uma certa coisa que terminamos por não a querer realmente. E claro que os anjos não se incomodaram, porque eles compreendem a natureza humana, mas queríamos que soubessem que reconhecíamos que tínhamos sido bobas e tolas. Capítulo 20 REVISÃO ANGÉLICA NA HORA DE DORMIR Uma vez adormecido, o homem não tem liberdade real de escolha. Todo seu descanso é dominado por seu último conceito desperto do eu. Segue-se, portanto, que ele deveria sempre experimentar o sentimento de realização e de satisfação antes de retirar-se para dormir. Neville Minha sobrinha de três anos disse-me certa vez para não me preocupar com a hora tardia em que iria dormir, porque, quando finalmente fosse para a cama, dormiria com dois anjos. Perguntei-lhe sobre os dois anjos e ela explicou que eles voam por toda parte ao redor de sua cama, mantendo os monstros e fantasmas afastados dela, para que ela possa desfrutar de uma boa noite de sono. Às vezes nossos dias são preenchidos com monstros, na forma de preocupações, tensões, pessoas hostis e prazos de trabalho. Quando vamos dormir, ainda carregando esses monstros, o tempo dos sonhos pode ser um campo de batalha. Os humanos necessitam de sono por causa da gravidade. Temos um constante campo de força evitando que flutuemos para fora do planeta e apenas por nos levantarmos trabalhamos contra essa força. Precisamos de sono para nos recobrar da gravidade e da seriedade do dia. Assim, é de fundamental importância que permitamos que o nosso tempo de sono seja o mais calmante possível. Se revemos nosso dia com os anjos antes de dormir, o processo de resolver nossas preocupações funciona mais eficientemente. O tempo dos sonhos torna-se mais criativo, idéias brilhantes chegam a nós e os sonhos são mais agradáveis. (Algumas pessoas realmente têm seus melhores pensamentos durante o sono!) Reserve algum tempo antes de dormir para uma revisão de seu dia. Repasse o que funcionou e o que não funcionou. Se você ainda está se agarrando a preocupações e desapontamentos do dia, peça aos anjos para o libertarem deles. Peça aos anjos uma oportunidade para resolver as coisas criativamente em seus sonhos. Depois que tiver repassado sua lista de gravidade — isto é, sua revisão da seriedade do dia — mude seu foco para o positivo e agradeça pelás bênçãos de sua vida. Pense nas coisas divertidas e significativas que aconteceram durante o dia. Peça aos anjos que o mantenham num estado doce e leve quando adormecer. Peça-lhes para manterem seus sonhos doces e pacíficos — levando-o consigo para o plano celeste. Se você estiver preocupado com o dia seguinte, tente esta técnica: pegue um pedaço de papel e escreva sobre o dia seguinte como se ele já tivesse acontecido. Por exemplo: "Esta manhã despertei recomposto e alerta às sete horas, o que me deu tempo suficiente para desfrutar de meu café da manhã e pensar pacificamente sobre minha vida. Às nove

35

horas deixei a casa; o tráfego estava tranqüilo, com todos os carros em sincronismo. Descobri o lugar perfeito para estacionar e cheguei cedo ao trabalho. As dez horas minha reunião com.................. correu perfeitamente e ela concordou em........Durante o almoço tive tempo mais que suficiente para resolver alguns assuntos, comer e conversar. O resto do dia foi muito gratificante e criativo. Minha viagem de volta para casa foi maravilhosa e o jantar com........................ foi incrivelmente romântico e gostoso." Espero que você tenha captado a idéia. Quando suas palavras estiverem anotadas, peça aos anjos que as abençoem. Então, ao final do dia "perfeito", repasse sua lista e veja como se saiu. Esta é uma boa técnica para usar quando você tem um dia importante pela frente e deseja um pouco de ajuda invisível para atravessá-lo. Uma técnica semelhante envolve visualizar o dia seguinte em sua mente. Quando fizer isso, peça aos anjos percepções em relação às pessoas que irá encontrar. Como elas serão de fato? Existirá algo em comum entre vocês? Quais são seus desejos mais profundos? Pergunte aos anjos que chamadas telefônicas precisa fazer e como você pode tratar e lembrar os detalhes maiores e menores que tão freqüentemente nos fogem e terminam causando mais trabalho a longo prazo. Quando tentar esta técnica, pense em si mesmo tendo uma reunião com o seu secretário invisível (seu anjo co-piloto) e discuta as maneiras pelas quais seu co-piloto pode ajudá-lo com o dia pela frente. Esta técnica funciona! Funciona porque você carregou sua mente inconsciente com um programa a seguir. Nossa mente inconsciente pode muito bem seguir programações de horário. Pense no escritório doméstico que existe em sua mente, cuidando dos pequenos detalhes enquanto você está fora, promovendo-se pelo mundo. Muitas pessoas assistem ao noticiário ou a um programa violento e enervante na televisão pouco antes de irem dormir. O noticiário raramente é edificante e geralmente nos deixa com uma sensação de temor e desconforto, o mesmo ocorrendo com um programa de mensagens e imagens violentas. Essa não é uma boa maneira de adormecer. Ler algo inspirador ou ouvir música relaxante são boas alternativas à violência e à degradação da televisão altas horas da noite. Se você precisa assistir TV antes de ir para a cama, ao menos escolha algo divertido e leve — se conseguir. Na hora de dormir, limpe sua mente e reúna os anjos ao seu redor, de modo que possa ir dormir num estado superior de consciência. Quando não estiver mais preocupado com o dia que teve e depois de planejar o dia seguinte, cultive um tempo de silêncio pacífico e adormeça. Imagine os anjos colocando você para dormir, cobrindo-o com um cobertor cálido e aconchegante de amorosa luz dourada e esvoaçando ao seu redor durante a noite inteira, mantendo afastados os monstros e fantasmas, e salpicando de pó de ouro as suas esperanças e sonhos. RESUMO Método Revisão angélica na hora de ir para a cama. Peça aos anjos que purifiquem a atmosfera enquanto você dorme, que lhe tragam doces sonhos e que o ajudem a abençoar o dia seguinte. Anjos que podem ajudar Chame seu anjo da guarda e quaisquer outros anjos que o ajudem a dormir em pacífica bem-aventurança. Os exterminadores de preocupações, os co-pilotos e os editores de programação cerebral podem ajudá-lo a rever o dia passado e planejar o dia seguinte. Instrumentos e idéias

1. 2. 3. 4. 5. 6.

Reveja o dia. O que funcionou e o que não funcionou? Repasse uma lista de verificação de gravidade em sua mente, liberando as pesadas cargas que acumulou. Chame os anjos para lhe proporcionarem percepção e paz. Sinta-se agradecido pelas experiências divertidas e significativas que teve durante o dia. Se você tem um grande dia programado para amanhã e está um pouco preocupado quanto a enfrentá-lo, tente a técnica de escrever sobre como você deseja exatamente que saiam todas as coisas no dia seguinte, como se ele já tivesse acontecido, como se você o estivesse registrando em seu diário na noite seguinta. Então peça aos anjos que o abençoem e que tragam percepção a seus sonhos. Manifeste e visualize o dia seguinte em sua mente. Encontre as pessoas, faça os chamados telefônicos e envie as cartas em sua imaginação e então peça aos anjos para lhe darem percepção celestial daquilo que irá realizar. Encontre algo edificante e inspirador para fazer ou ler antes de adormecer. Ou simplesmente escute música relaxante ou assista a algo divertido e leve na TV. Leia sobre os editores de programação cerebral no Capítulo 8, para maior assistência na eliminação de coisas negativas. Doces sonhos! Capítulo 21 OUVIR A PRÓPRIA ORIENTAÇÃO INTERIOR A maioria de nós nunca pára para se proporcionar um momento de quietude; precipitamo-nos em nossos dias e nunca processamos as informações que absorvemos. Ignoramos a nós mesmos na esperança de tão cedo não termos de "en-

36

carar os fatos". Encarar os fatos é muito mais fácil quando os anjos os mostram para nós. Ao meditar, centrar a nós mesmos e orar, podemos ligar-nos ao circuito celestial e processar nossas informações para o bem maior. Há uma variedade de abordagens de meditação, tais como concentrar-se num mantra, em imagens ou objetos físicos, ou simplesmente prestar atenção à respiração. Você pode já estar familiarizado com a meditação e praticá-la regularmente. Estar centrado vem da meditação e de reservar um tempo para respirar e processar a informação como esta chega, de modo desapegado. Orar é uma maneira de expressar nosso desejo de percepção e paz do reino do céu. Meditação angélica Comece encontrando um lugar quieto e confortável para sentar-se. Feche os olhos e simplesmente seja. Tente não pensar; se lhe vierem pensamentos, permita que entrem e então libere-se e volte ao não-pensamento. Preste atenção à atenção. Nunca deixe a atenção tornar-se um esforço nem tente afastar os pensamentos à força. Não deixe que os pensamentos o perturbem; apenas deixe-os ir e vir. Agora deixe sua atenção concentrar-se nos anjos. Nesse ponto, você pode querer usar a palavra anjo como uma forma de mantra. Deixe que a palavra o leve aonde quiser. Deixe que o sorriso tome conta de você e note a sensação de paz que chega com ele. Enquanto sorri, sinta-se elevado e rodeado de luz branca. Peça aos anjos que o elevem aos céus de modo que possa encontrá-los. Peça para ser anjo por um momento e experimente a leveza e a felicidade do reino angélico. Conheça o seu anjo da guarda como a um amigo. Faça-o de qualquer modo que lhe ocorrer; não há regras estabelecidas. Peça aos anjos que o orientem com sua sabedoria inspiradora e ouça mansamente quaisquer mensagens que eles tenham para você. As mensagens poderão não chegar a você em palavras; com freqüência os anjos lhe falam por meio de sentimentos e imagens. As vezes os benefícios da meditação vêm à tona horas depois. Pode ser que uma idéia tenha sido plantada em seu subconsciente para uso posterior. Durante a meditação, os anjos às vezes espalham as partes de nossa vida como as peças de um quebracabeça, de modo que você possa ver com o que precisa trabalhar. À medida que os dias passarem, outro pedaço se encaixará no lugar, trazendo-o mais perto do todo. (Então você poderá iniciar outro quebra-cabeça.) Quando você estiver começando a conhecer os anjos, a meditação pode ser o momento apropriado para eliminar sistemas de crenças negativas e bloqueios emocionais que o impedem de se conectar com o reino celestial. (Veja o Capítulo 19 sobre declarações aos anjos.) Seja paciente e faça o trabalho. Purifique sua consciência de tudo o que o esteja limitando. No final, a sua sabedoria interior transparecerá alta e clara, e a luz e a felicidade dos anjos permanecerão com você durante o dia inteiro. Centração angélica Estar centrado significa que o seu espírito está em alinhamento com o seu corpo. Significa que existe um equilíbrio: sua cabeça não está totalmente nas nuvens evitando a vida, mas você também não está completamente preso à terra e reagindo com exagero às situações da vida. Concentrar-se é uma maneira de sincronizar nossa energia. Se nossa energia está dispersa, estamos indo em direções diferentes dentro de nós mesmos; estamos andando em círculos, por assim dizer. Se sincronizamos nossa energia, podemos caminhar numa direção e realizar nossos objetivos. A concentração sincroniza nossa energia com o nosso Eu superior e com os anjos que nos guiam. A concentração harmoniza nosso corpo/mente. Quando estamos concentrados, não podemos perder o equilíbrio ou cair com facilidade. Somos capazes de aceitar a realidade de nossas situações e de usar nossos recursos interiores e nossa criatividade para lidar com essa realidade. Às vezes, basta uma mudança de cenário para conseguir isso — por exemplo, sair, respirar um pouco de ar fresco ou admirar um belo jardim. O exercício e o movimento podem concentrá-lo — por exemplo, dar uma longa caminhada pela praia ou dançar ao som de sua música favorita. Tocar um instrumento musical, pintar, cozinhar e escrever (especialmente um diário) são maneiras de encontrar o seu centro prestando atenção à atividade e não pensando em mais nada. Concentrar-se é um bom hábito e um talento a desenvolver. Meditar é um modo de se concentrar. Durante o dia, entretanto, você pode não ter tempo para fazer uma meditação completa. Dar uma parada é como fazer uma meditação rápida. Se você perceber que está perdendo o equilíbrio, dê uma parada. Encontre um lugar onde possa fechar os olhos e acalmar a respiração. Clareie sua mente e peça orientação angélica e percepção imediata quanto ao que abalou o seu equilíbrio. Agora, dê um sorriso para si mesmo e relaxe. Quando estiver se concentrando, peça criatividade e paz aos anjos e então aceite-as e volte ao que estiver fazendo com uma atitude renovada. Adquira o hábito de não reagir exageradamente a situações; afaste-se da síndrome do tipo "todas as coisas são boas ou ruins". Adote uma perspectiva do tipo "isto é interessante; deixe-me parar e concentrar-me por um momento para não ficar tonto". Afaste-se um pouco e observe a situação de uma posição objetiva. Realinhe o seu espírito com o seu corpo/mente. Coloque-se em forma dando uma parada para se encontrar com os anjos. Oração A oração é a nossa oportunidade de falar com o poder superior de nossas vidas, não importa se o vemos como Deus, os anjos, Buda, um santo, um bodhisattva ou simplesmente o universo. A oração é algo que podemos fazer a sós ou com outros. Você pode orar cantando ou escrevendo um poema. Você pode experimentar a oração como uma experiência suprema quando estiver agradecendo e abençoando. Algumas vezes oramos e nem sequer nos damos conta — por exemplo, quando estamos nos sentindo por baixo e imploramos por liberação. F. Forrester Church fala sobre três tipos de oração em seu livro Entertaining Angels: A Guide to Heaven. O primeiro tipo de oração é a confissão, através da qual fazemos as pazes com o inimigo em nosso interior. O segundo tipo de oração liga o eu aos outros; isso acontece quando pedimos bênçãos para outros e situações que desejamos. O terceiro tipo de oração envolve dizer "sim" à vida e entregar-se a Deus; é assim que exprimimos gratidão e confiança no universo.

37

A oração é pessoal: todos temos nossas próprias maneiras de orar; mas, basicamente, a oração envolve a expressão verbal dirigida a Deus. Podemos ser específicos em nossas orações, transmitindo exatamente o que desejamos ou pedir bênçãos da abundância de Deus e confiar que tudo sairá bem. A oração pode centrar-nos e levar-nos de volta aos trilhos. A oração é o modo pelo qual conversamos com os anjos e através da meditação ouvimos sua resposta. A oração é pedir a interferência divina, tanto para nós mesmos como para outros. Quando você orar para os anjos, ore como se "já estivesse feito"; em outras palavras, agradeça adiantadamente aos anjos por assumirem as suas cargas. Ore, que assim será feito na terra como no céu, pelo bem supremo de todos. Quando orar para os anjos, lembre-se de que eles trabalham para um poder superior (Deus ou qualquer termo que você use para descrever a mais elevada força espiritual de sua vida). Assim, agradeça sempre a Deus e aos anjos em suas orações e peça para ser abençoado com a paz. Criação de um altar Um altar é um espaço de foco espiritual. Os altares, nas igrejas, são mesas sobre as quais se fazem oferendas a Deus, tais como o pão e o vinho da comunhão. Você pode já ter o altar ou relicário em sua casa; muita gente os tem atualmente. Se não tiver, você poderá querer criar um para ter um lugar de foco espiritual. Reúna pequenos objetos que são sagrados para você, tais como fotografias, estatuetas, um vaso de flores, rosários, cristais, rochas, conchas, broches, ícones, um incensário — o que lhe parecer correto. Agora encontre um lugar vazio para criar o altar. Um pequena mesa, uma área na estante de livros, sobre uma cômoda ou o peitoril de uma janela podem servir adequadamente. Se se sentir desconfortável com o fato de as pessoas verem o altar, encontre um lugar discreto em seu quarto. Você pode fazer seu altar tão simples que ninguém sequer o notará. É interessante forrá-lo com um tecido bonito para acrescentar cores inspiradoras. Deixe sempre espaço para uma vela. Os anjos adoram luz de vela. A luz de vela ilumina e purifica a atmosfera, e atrai os anjos. Depois de ter criado seu altar ou relicário, acenda uma vela e sente-se calmamente diante dele. Interiorize a beleza e peça aos anjos para se juntarem a você. Coloque alguma música inspiradora e tranqüila — as harpas e as flautas atraem os anjos. Queime incenso se lhe agradar. Permita-se encontrar a alegria, o amor e o humor divino em sua contemplação espiritual e inale a luz dourada que você criou. RESUMO Método Meditar, centrar-se e criar um espaço de foco espiritual como modo de atrair e conhecer anjos.

Anjos que podem ajudar Chame os anjos em geral para se juntarem a você em suas meditações. Instrumentos e idéias

1. 2. 3. 4. 5.

Faça uma meditação angélica como meio de se conectar com o plano celestial.

Aprenda a fazer pausas durante o dia para centrar-se e conectar-se com os anjos em busca de inspiração. Centre-se sempre que sentir a necessidade de reagir exageradamente ou rotular qualquer situação como boa ou ruim. Ore. Expresse verbalmente seu desejo de paz e comunhão com os anjos. Crie um relicário ou altar como lugar de foco espiritual e centração. Conecte-se à beleza espiritual da vida com flores, música e luz de velas — os elementos que atraem os anjos. Capítulo 22 PERCEPÇÃO DE ANJOS NA VIDA COTIDIANA É divertido notar como os anjos são cantados, retratados na arte e mencionados em nossa vida cotidiana. Por vida cotidiana entendo as rotinas de nossa vida que envolvem a realidade externa — por exemplo, ouvir rádio, assistir TV, ir todos os dias aos lugares em nosso carro, observar as pessoas na rua. Quando nos tornamos conscientes dos anjos, é divertido notar com que freqüência ouvimos a palavra anjo a cada dia, e com que freqüência vemos anjos na arte e mesmo nas pessoas. A maioria de nós sai de casa ao menos uma vez por dia. E ouve discos ou música no rádio, em casa ou no carro. A maioria das lojas e restaurantes tem música tocando. Comece percebendo com que freqüência você ouve a palavra anjo nas músicas que ouve. Dê uma olhada em alguns de seus discos antigos e perceba quantas vezes encontra títulos com a palavra anjo. Quando for à mercearia ou à farmácia, comece a observar todos os produtos que usam a palavra anjo no nome. Eles variam de papel higiênico e perfume a macarrão e licor. Uma vez uma amiga e eu decidimos ter um jantar de comida de anjo, com macarrão cabelo de anjo como prato principal e angel food cake (bolo manjar dos anjos) como sobremesa;

38

acrescentamos outros itens apropriados ao tema. Muitos produtos têm o céu ou paraíso incluídos no nome ou usam os nomes de anjos específicos nos rótulos. Temas celestiais também são populares. Quando olhar quadros e estátuas, procure anjos. Você pode estar passando por eles o tempo todo e nem sequer notar. Você verá anjos nas revistas e em capas de livros. É divertido ver como os artistas contemporâneos retratam anjos. Os artistas visionários da Nova Era criaram quadros especialmente lindos de anjos. Há cartões de cumprimentos retratando anjos para todas as estações e ocasiões. Os museus florescem com estátuas e quadros de anjos. Você também pode encontrar anjos na televisão. Há até um programa de horário nobre sobre um anjo que vem à terra como ser humano, para ajudar as pessoas. Filmes sobre anjos, tanto novos como antigos, com freqüência encontram o caminho dos nossos aparelhos de TV. Ocasionalmente você pode ouvir sobre um anjo do momento no noticiário vespertino ou num programa de variedades. Um anjo do momento é um humano no papel de salvador. Não importa se salvam as pessoas do perigo ou da escuridão; de qualquer maneira, é inspirador ouvir sobre eles, que mereceriam mais tempo no ar. Se você está ouvindo uma notícia sobre um desastre no qual, miraculosamente, apenas algumas pessoas ficaram feridas, pode ter certeza de que ali também houve ajuda invisível do céu. Visualizar anjos nas nuvens é divertido. Às vezes os anjos aparecem em reflexos no vidro ou na água. Tirei fotografias de estranhas bolhas de luz que surgiram sem razão e que me pareceram anjos. Uma vez tirei uma fotografia de duas amigas minhas sentadas à mesa, iluminadas pelo que pensei ser a mesma luz, mas uma delas saiu tão superexposta na fotografia que mal se podia ver sua imagem. Isso não me surpreendeu realmente, entretanto, porque essa amiga é cheia de luz e muito semelhante a um anjo. Manchas em edifícios antigos, manchas de pintura, formações rochosas e luzes estranhas no céu — tudo pode apresentar a imagem visual de anjos. Aumentar sua consciência dos anjos na vida cotidiana irá ajudá-lo a formular seus próprios conceitos sobre quem são eles e como podem ajudá-lo. Se você ficar altamente interessado em anjos irá querer ler mais a respeito deles. Há vários livros sobre anjos relacionados na Parte Cinco, juntamente com outras fontes de informação que aumentarão seu conhecimento e compreensão dos anjos. Capítulo 23 RECONHECIMENTO DE SINAIS DAS BRINCADEIRAS DOS ANJOS Na realidade, o trabalho de um anjo não passa de brincadeira. Quando deseja atrair anjos para a sua vida, você precisa reconhecer os sinais das brincadeiras que significam que eles estão com você. Distinguir e reconhecer os anjos é importante para manter vivo e significativo em sua vida o seu relacionamento com eles. Uma significação de brincadeira é "movimento livre". A brincadeira não restringe nem controla ninguém. A brincadeira é também um meio para a comunicação inter-espécies — por exemplo, seres humanos e golfinhos brincam juntos, assim como cães, gatos e pessoas. Outro exemplo de comunicação interespécies através de brincadeiras é entre anjos e humanos. A sincronicidade é o modo pelo qual os anjos brincam conosco. Para uma descrição detalhada da sincronicidade, leia sobre os agentes de sincronismo, no Capítulo 6. Basicamente, o sincronismo é um evento coincidente que parece assumir um significado além do óbvio. Quando os anjos estão brincando conosco, comunicam-se arranjando coincidências e encontros favoráveis. Uma outra maneira pela qual os anjos brincam conosco é proporcionando humor em nossos momentos mais sérios. Podem arranjar para que algo irresistivelmente engraçado ocorra bem no momento em que você não agüenta mais. Sentimentos inexplicáveis de paz e de bem-estar significam que os anjos estão brincando ao seu redor. Visualize-os brincando por toda parte, afastando os pensamentos negativos e situações preocupantes que interferem na sua paz de espírito. Visualize-os agarrando os pontos negativos e transformando-os em positivos antes que alcancem você. A boa sorte e a boa fortuna são jogos divertidos que os anjos jogam conosco. A sorte parece ser um dom do universo, mas na verdade criamos nossa própria boa sorte acreditando que a merecemos. Quando acreditamos e sabemos merecer boa sorte e fortuna, os anjos ajudam. A razão pela qual a sorte é um jogo é o fato de envolver um certo tipo de trabalho de nossa parte para jogá-lo. Como ao jogar qualquer jogo, há oportunidades que precisamos agarrar e ações que precisamos empreender para vencer. Os anjos simplesmente nos ajudam a compreender o que é a sorte. A esperança está presente quando os anjos estão por perto. Sempre há esperança. A esperança é uma semente que os anjos plantam em nossa consciência; eles a regam e fertilizam para que cresça e floresça em nossas vidas. A esperança e a fé podem curar doenças físicas e mentais. Elas nos dão a vontade para encontrarmos o caminho. Brincar com os anjos pode nos dar a sensação de que somos tão leves que simplesmente poderíamos sair flutuando. A leveza é tão perceptível que podemos até esquecer que temos um corpo. Experimentar essa leveza é pura alegria. É uma experiência suprema de amor. É um dom que os anjos nos concedem para que saibamos que eles estão por perto e que merecemos nos sentir bem. Compreender e reconhecer os sinais que significam que os anjos estão brincando em nossa vida nos ajudam a prolongar os sentimentos positivos e nos levam a uma conexão mais profunda e íntima com eles. Cada vez que pedir aos anjos para o ajudarem com alguma coisa, procure por pistas de suas brincadeiras. Então agradeça-lhes e diga-lhes para continuarem brincando. Capítulo 24 O USO DE ROUPAS QUE OS ANJOS GOSTAM Um modo de atrair anjos é usar os tipos de roupas que eles gostam. A essa altura, você provavelmente tem uma idéia das qualidades dos anjos que o rodeiam. Usar algo que os anjos gostarão é uma escolha pessoal baseada em sua própria percepção e conceito com relação aos anjos. Aqui estão algumas idéias que encontrei nos livros que li sobre anjos e conversando sobre anjos com as pessoas. Cores que devem ser usadas para atrair anjos específicos

39

Guardiães: rosa ou magenta (uma aura de afeição divina) e verde-suave Anjos curadores: azul-safira-profundo Anjos do nascimento: azul-celeste Anjos do cerimonial e da música: branco Anjos da natureza: verde-maçã Anjos da arte e da sabedoria: amarelo Os serafins (os "flamejantes" são o primeiro coro de anjos, os mais próximos ao trono de Deus): vermelho-carmim Os querubins (o coro seguinte): azul Arcanjo Miguel: verde-bandeira, azul-vívido, dourado e rosa Arcanjo Rafael: azul-pálido e tonalidades claras do verde Arcanjo Gabriel: castanho, marrom e verde-escuro Cores a usar para atrair a maioria dos anjos Estude as cores de uma concha abalone (madrepérola) e selecione roupas com as suas várias combinações. Essas lindas cores de tons pastel farão você se sentir leve e celestial. Quando se sentir assim, você seguramente atrairá anjos. Tipos de roupas a usar Roupas que flutuam e envolvem seu corpo em pregas Roupas vaporosas que ondulam ao vento e nos dão a sensação de que somos parte da natureza Roupas de palhaço que fazem os outros rirem Fantasias de anjos com asas e halos Roupas que fazem você se sentir e parecer bem Roupa toda branca que ajuda você a refletir a luz ao seu redor Fragrâncias florais que atraem anjos Jasmim e rosa são considerados perceptíveis quando os anjos (especialmente anjos da guarda) estão por perto. Diz-se que o pinho atrai anjos curadores e que seu odor é perceptível quando estão por perto. E o sândalo é a fragrância supostamente apreciada pelos ministros de criatividade ou pelas musas. Reserve fragrâncias para os anjos que você deseja ter perto de você e traga flores para casa, queime incenso ou use perfume com essas fragrâncias. Por exemplo: Madressilva: mensageiros Gardênia: exterminadores de preocupações e corretores de prosperidade Jacinto: anjos da alma Lilás: treinadores de felicidade Outras idéias Quando você estiver numa situação difícil, imagine-se usando um halo e rodeie-se de luz branca. Imagine seu carro envolto num campo de luz branca para protegê-lo na estrada. Imagine sua casa rodeada de uma aura de luz branca para protegê-la de forças negativas.. Vestir algo que os anjos gostam ê pura diversão. Funciona porque os anjos gostam de participar da diversão. E o seu próprio jogo e suas próprias regras. Portanto, use sua intuição. Se sentir que certa cor ou fragrância poderá atrair anjos específicos, traga essa cor ou fragrância para a sua vida e os anjos estarão por perto.

40

Sobre a Parte Quatro: UM ESTILO DE VIDA ANGÉLICO A Parte Quatro é sobre como desenvolver um estilo de vida angélico. Isto não significa que subitamente você passe a ser um perfeito anjinho em tudo o que faz; não tem nada que ver com perfeição. A perfeição é aborrecida e os anjos sabem disso. Levar uma vida angélica significa simplesmente que você escolheu incorporar leveza em tudo o que faz. Para trazer a leveza à sua vida você pode precisar abrir mais espaço para ela. Introduzindo leveza, você traz os anjos, de modo que é impossível ter uma sem os outros. A Parte Quatro discute as maneiras de abrir espaços em sua vida para a leveza e para os anjos. O Capítulo 25 é sobre perdoar a si mesmo e aos outros como meio de liberar o passado. O perdão é igual à liberação. Praticando o perdão, você pode abrir muitos canais para a leveza. O Capítulo 26 explora a diferença entre empatia e simpatia. Há boas chances de que você seja um ser muito sensitivo que pode entrar em períodos de depressão se os que o rodeiam estão sofrendo. Não podemos ignorar nossos amigos quando estão sofrendo e também não gostaríamos de ser ignorados. É útil saber algumas técnicas para lidar com as dores e problemas de outras pessoas sem nos deixarmos abater. Com efeito, permanecendo leve você será capaz de ajudá-los mais. Mas ajudar os outros requer permanecer leve de modo responsável. O Capítulo 27, sobre as conseqüências do comportamento leve, fala do equilíbrio que deve ser procurado quando se adota a filosofia da leveza. O Capítulo 28 examina a iluminação com relação aos anjos, como outra maneira de incorporar leveza ao seu caminho espiritual. Os testes angélicos aleatórios são um jogo que os anjos jogam com os humanos e está descrito no Capítulo 29. Esse jogo tem o objetivo de tornar mais leves e despertar os participantes. O programa angélico de saúde e beleza, no Capítulo 30, relaciona maneiras pelas quais você pode iluminar-se fisicamente, abrindo espaço para mais leveza em sua vida. Os Capítulos 31 e 32 se relacionam com temas que aparecem no caminho da leveza e que não são nada divertidos. Os tópicos discutidos devem ser examinados para se adquirir a percepção de como e por que os humanos experimentam os "baixos" dos "altos e baixos" da vida. Idealmente, quanto mais aprendemos sobre o lado baixo, mais fácil será permanecer afastado dele e incorporar mais níveis de leveza — mais "altos" — ao nosso estilo de vida. As informações da Parte Quatro são compatíveis com os métodos da Parte Três e irão ajudá-lo a expandir e personalizar esses métodos. Além disso, enquanto estiver lendo a Parte Quatro, considere quais dos anjos descritos na Parte Dois podem ajudá-lo a levar uma vida mais angélica. Bem-vindo aos estilos de vida dos leves e angélicos! Capítulo 25 A PRÁTICA DO PERDÃO E DO DESAPEGO Veja os humanos deste planeta quer como seres que oferecem amor ou que estão temerosos e enviam um pedido de amor. Gerald Jampolsky Perdoar significa parar de sentir raiva dos outros e de ter ressentimentos por causa de ofensas que você sente que as pessoas cometeram. O ato de perdoar o libera do ressentimento e da raiva, para que essas emoções negativas não o consumam. O verdadeiro perdão é uma lição difícil se estivermos convencidos de que os outros nos feriram proposi-

41

tadamente. Queremos que eles nos peçam desculpas, mas eles podem não concordar com a nossa percepção da situação. Não importa se uma ação negativa foi ou não dirigida propositadamente contra nós. Os fatos que cercam a situação também não importam realmente (a não ser que você esteja em julgamento); o que causa os problemas é o modo como percebemos a situação e o sentimento que ela nos causa. A dor, a raiva e o ressentimento que estão acumulados em nossa consciência quando não queremos perdoar e liberar causam grandes problemas na vida. Pesquisas atuais estão encontrando um elo entre a raiva e o ressentimento não-expressos e uma tendência a adquirir câncer e outras doenças. A raiva e o ressentimento desgastam nossa felicidade e toldam o nosso presente. É difícil ser feliz quando nossa mente está presa a situações passadas que nos causaram dor. Praticar o perdão nos libera das limitações do passado, elimina os elementos negativos e nos abre um espaço limpo para o presente. As vezes as pessoas que mais amamos são as mais difíceis de perdoar. Se existem pessoas que você considera especialmente indignas de perdão, escreva uma nota de perdão para seus anjos supremos. O problema pode ser o fato de você não saber como perdoá-las. Cultive uma disposição para liberar a situação. Escreva ou fale aos seus anjos superiores e deixe que seja de seu conhecimento que você está disposto a perdoar e esquecer, e seguir adiante com sua felicidade. Imagine seu anjo supremo falando com o anjo supremo da outra pessoa e aplainando as diferenças entre vocês, terminando em paz e em risos. A disposição é o ingrediente-chave de sua parte; deixe que os anjos cuidem do resto. De acordo com Emmet Fox: "Quando guarda ressentimento contra alguém, você está ligado a essa pessoa por um elo cósmico, uma cadeia real, embora mental. Você está atado por um laço cósmico à coisa que você odeia. Talvez a única pessoa no mundo inteiro de quem você de fato não gosta seja a mesma pessoa à qual você está se ligando por um gancho mais forte do que o aço." O ressentimento e a raiva podem ter um efeito de bola de neve em sua mente. Exatamente como uma bola de neve incorpora mais neve enquanto rola encosta abaixo, a raiva recolhe mais combustível enquanto cresce em sua mente, acumulando percepções equivocadas. Em outras palavras, se não for resolvida e liberada imediatamente, uma ofensa leve poderá crescer até se tornar uma ofensa enorme em sua mente, uma ofensa que será difícil de perdoar mais tarde. Abraham Lincoln foi certa vez criticado pela maneira como lidava com seus "inimigos". Ele respondeu à crítica dizendo: "Não destruo meus inimigos quando os torno meus amigos?" Em algum ponto de sua vida, alguém pode ter-lhe dito que você precisa amar seus inimigos. Isso é muito mais fácil de dizer do que de fazer, especialmente se nós somos o nosso pior inimigo. Quando o inimigo somos nós mesmos, geralmente somos os últimos a saber, porque não podemos sair de nós mesmos com total objetividade para vermos os ataques que desfechamos contra nós mesmos. Um dia, dirigindo meu carro, fiquei notando as coisas que estavam erradas com todos os outros carros da estrada. Um tinha uma lanterna apagada, outro estava espalhando fumaça negra pelo escapamento e outro ainda tinha o pneu careca. Então percebi que, se alguma dessas coisas estivesse acontecendo em meu carro, eu não estaria percebendo porque estava ocupada dirigindo. Eu também poderia ter uma lanterna apagada ou o escapamento defeituoso e nem sequer saber do fato. A não ser que parasse o carro, saísse e o observasse em funcionamento, eu não saberia de fato o que se passava com ele. Bem, como podemos sair de nossas vidas e perceber realmente todas as coisas que precisamos consertar? Não podemos sair e caminhar ao nosso próprio redor, mas podemos nos tornar mais conscientes das maneiras pelas quais nos sabotamos e agimos como nosso próprio pior inimigo. A chave é adotar um padrão de consciência de modo a podermos detectar e mudar pensamentos negativos dirigidos a nós mesmos. Aprender a perdoar a nós mesmos é extremamente importante. Quando se trata de perdoar, somos mais duros em relação a nós mesmos. Se a culpa está evitando que você perdoe a si mesmo, então trabalhe para liberar a culpa antes. A culpa consiste em ressentimento não-expresso e temor ou antecipação de punição ou reação áspera dos outros. Se uma situação com alguém está fazendo você se sentir culpado, isso poderia significar que você na realidade sente que aquela pessoa está tentando controlá-lo ou induzi-lo a fazer algo que você não deseja fazer. Isso alimenta o ressentimento. Nós nos ressentimos quando nosso tempo é desperdiçado, mas a maioria de nós faz coisas para os outros porque acredita que "deveria". Situações envolvendo "deveríamos" ou tentar viver à altura das expectativas de outras pessoas alimentam o ressentimento; o ressentimento alimenta a culpa, que procura uma maneira de punir — e punição significa dor. A culpa também pode vir à tona quando nos sentimos "bem demais". Você pode ter um programa cerebral que lhe diz que você não merece sentir-se bem: "Como você ousa sentir-se bem quando outros se sentem mal?" Você pode se sentir culpado por ter tanto quando outros têm tão pouco. Você os imagina desaprovando e invejando sua felicidade. O perdão é um ato de amor incondicional. Isto significa que precisamos amar-nos incondicionalmente e tratar bem a nós mesmos. Em última análise, a culpa tem o mesmo efeito que a raiva e o ressentimento não-expressos; você pode literalmente adoecer de culpa. A questão básica é que você não será tão feliz quanto merece se a culpa e o ódio estiverem ocupando espaço em sua consciência. Seja qual for o motivo do ódio, livre-se dele; não puna a si mesmo desnecessariamente. Peça liberação aos anjos e se disponha a deixar o ódio partir. Chame seus incentivadores. Eles gostam de você a despeito de qualquer coisa. Seu principal incentivo é: "Não desista; nós gostamos de quem você é. Temos orgulho de quem você é!" Aplauda com eles e aprenda a amar a si mesmo incondicionalmente, apesar de quaisquer enganos estúpidos que tenha cometido no passado. Todos temos o direito de ser imbecis desde que possamos dar uma boa risada diante do nosso ridículo. Portanto, fique mais leve e não seja tão duro consigo mesmo! Faça uma lista das coisas que fez pelas quais deseja perdão. Pense nas coisas que fez que podem estar separando-o de sua felicidade incondicional. Declare formalmente que está perdoando a si mesmo pelas situações relacionadas. Peça a seu anjo da guarda para ajudá-lo a liberar essas situações e cuidar de como fazê-lo, enquanto você se concentra em estar disposto a liberar sua lista. Aqui está uma amostra de lista. Com disposição e formalmente, perdôo a mim mesmo pelas seguintes situações:

1. 2. 3. 4.

Queixar-me. Esquecer-me de contar minhas bênçãos. Ouvir e interiorizar críticas. Esquecer que posso mudar minha percepção a qualquer tempo e ver os outros e a mim mesmo como inocentes.

42

5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15.

Culpar. Senfir-me culpado. Ficar zangado. Ser parcial. Preocupar-me. Sentir inveja, ciúme e voracidade. Reagir exageradamente e desprezar minha saúde. Assumir posturas negativas. Perder a fé e não ir até o fim. Acolher programas cerebrais negativos.

Esquecer de chamar os anjos quando necessário. Depois que tiver feito a sua lista, tente perceber como você é engraçado e terno. Ame sua humanidade. Se há pessoas que você acha difícil perdoar, faça uma lista de suas ofensas e então libere-as, lembrando-se de encarar com bom humor as suas listas. Sempre peça aos anjos que o ajudem a liberar as listas e transmutar a energia. Praticar o perdão o deixa mais próximo da felicidade sem razão. Livra-o do passado. Permite a liberdade no presente. Elimina os limites e, assim, liberta o futuro. O perdão nos permite sermos felizes no agora, sem culpa, raiva e ressentimento nos causando dor. Perdoar a si mesmo e aos outros sem condições é a chave para liberar o passado e curar o presente. O perdão é um ato de amor. Como disse Louis Gittner: "O amor pode construir rodovias a partir de becos sem saída." Idéias práticas

1. 2. 3. 4.

Se há pessoas ou entes queridos que você está achando difícil perdoar, escreva uma carta de perdão a seus anjos supremos. Se há pessoas que você precisa perdoar, visualize-se num encontro com essas pessoas ou seus anjos supremos para desanuviar o ambiente. Se você estiver sendo duro consigo mesmo por uma razão ou outra, escreva uma lista de perdão como a descrita acima e entregue-a aos anjos. Adote um padrão para detectar e interceptar pensamentos negativos dirigidos a você mesmo e aos outros; então transmute os pensamentos ou jogue-os fora. 5. Se você é o seu pior inimigo, faça amizade consigo mesmo. Se há "deverias" e sentimentos de culpa demais em sua vida diária, isto é um sinal de que você precisa perdoar a si mesmo por não ser "perfeito" e incorporar os anjos à sua vida. Isto também é um sinal de que você precisa brincar e divertir-se. Conquiste para si mesmo uma sensação de leveza, chamando os anjos ou escrevendo uma declaração formal para eles em relação ao seu perdão de si mesmo. Leia e interiorize qualquer informação que encontrar sobre amar a si mesmo e elevar seu nível de auto-estima. A meditação da Amorosa Mansidão, da tradição do budismo Theravada, foi extraída de Chop Wood, Carry Water, de Rick Fields. Se alguém me feriu ou me prejudicou conscientemente ou inconscientemente em pensamentos, palavras ou atos, eu o perdôo livremente. E também peço perdão se feri ou prejudiquei alguém, consciente ou inconscientemente, em pensamentos, palavras ou ações. Que eu possa ser feliz Que eu possa estar em paz Que eu possa ser livre Que os meus amigos possam ser felizes Que os meus amigos possam ficar em paz Que os meus amigos possam ser livres Que os meus inimigos possam ser felizes Que os meus inimigos possam ficar em paz Que os meus inimigos possam ser livres Que todos os seres possam ser felizes Que todos os seres possam ficar em paz Que todos os seres possam ser livres

43

Capítulo 26 EMPATIA VERSUS SIMPATIA Há uma tênue linha entre empatia e simpatia. A empatia é a compreensão dos sentimentos de outra pessoa sem envolvimento nesses sentimentos. Quando temos simpatia pelos outros, partilhamos de sua dor e sofremos se estiverem sofrendo. Se temos empatia pelos outros, podemos permanecer felizes mesmo se eles estiverem tristes e ainda assim podemos ajudá-los, compreendendo e reconhecendo sua dor sem a sentirmos pessoalmente. Permanecer felizes e despreocupados, desde que não sejamos agressivos e intransigentes, ajuda os outros a se tornarem despreocupados no tempo devido. A simpatia inclui um elemento de piedade ou de lamentação por alguém. Ter piedade dos outros não ajuda; é condescendência. Simpatizar com os outros pode ter o efeito de continuar um processo descendente. É como se uma pessoa num trenó que desce a encosta rumo ao desastre parasse para levar você. Se subir, você vai descer com ela. Se desviá-la ou pará-la, levando-a a reconhecer o resultado final, você vai ajudá-la. A empatia traz uma mensagem de igualdade e reforça a auto-estima. Você não está se colocando acima dos outros e dizendo "deixe-me ajudá-lo", nem se rebaixando e sentindo-se mal. Ter empatia significa que você está permitindo que a pessoa seja e explore. Você estará ali como um ouvinte preocupado e incondicional. Ouvir incondicionalmente é uma arte rara e delicada. Ouvir de coração e mente abertos, sem expectativas, projeções, investimento emocional ou julgamentos é algo difícil de dominar. Os anjos podem ajudar. Você é alguém a quem as pessoas chegam com problemas e mágoas? Você é alguém que os outros em geral procuram para falar sobre si mesmos? Se for, considere isso um grande cumprimento. Significa que você merece confiança. É importante aprender a ouvir sem que isso prejudique a sua própria psique ou interfira nela. Também é bom para saber como os anjos podem ajudá-lo a ajudar outra pessoa. Antes de tudo, peça aos anjos que o protejam contra reagir emocionalmente aos problemas de outros. Isto significa que você deve permanecer centrado dentro de si mesmo quando estiver ouvindo os outros falarem sobre sua própria vida e suas próprias percepções. Pratique ouvir as pessoas sem pensar coisas como "isto é bom... isto é ruim... você deveria... ele deveria... ela não deveria... faça... não faça..." — essencialmente, tente livrar sua mente de toda espécie de julgamentos. Veja a situação como é em si mesma; livre-a o máximo possível de suas projeções. Tente não "reagir nem relacionar-se" com informações que envolvam pessoas, independentemente de quanto você se preocupa com elas. Não tome partido se alguém estiver falando sobre um relacionamento. Se tomar partido, mesmo em tese, em pouco tempo você vai afundar na identificação com uma das pessoas e vai ver-se emocionalmente envolvido na discórdia, ampliando dessa maneira o problema da pessoa a quem está tentando assistir e reforçando o sentimento ruim entre as duas pessoas. Eis uma técnica que tornará mais fácil ouvir totalmente as pessoas e ao mesmo tempo evitar a armadilha de ficar emocionalmente envolvido em seu conflito: quando ouvir uma pessoa falando, ouça o que ela realmente diz. Repita-lhe frases-chave. Por exemplo, se uma amiga diz: "... realmente me deixou zangada hoje porque foi a algum lugar sem mim e sabe que eu desejava ir com ele", repita-lhe: "Você está realmente zangada porque desejava ir a ................ e............... não a levou." Então ela saberá que você a está escutando e dará mais um passo: "Ele sempre faz isso comigo, e tenho medo de que ele não queira mais ficar comigo." Repita novamente: "Você está com medo de que............................esteja seguindo seu próprio caminho sem você." Você obteve ainda mais informações e agora sabe que sua amiga está lidando com o medo da rejeição potencial. Ao repetir as informações a outras pessoas, você permite que dirijam a conversa para as áreas onde estão os verdadeiros pontos-chave. Quando parecer o momento certo, você pode confrontar as pessoas com os fatos reais que as estão abatendo. Lembrese de que os sentimentos são reais, que elas estão experimentando dor e que não importa se você ou qualquer outra pessoa concorda com elas. Os fatos não importam, a única coisa que importa é como e por que a situação está lhes causando dor. Naturalmente, ninguém está esperando que você seja um conselheiro profissional, mas não custa nada aprender e praticar modos de ouvir os outros que os façam saber que são ouvidos e merecem consideração — e fazê-lo sem se envolver na sua dor. Desse modo, você estará praticando empatia pelos outros e deixando a simpatia de fora. Se as pessoas estiverem falando continuamente sobre o comportamento de outras em suas vidas, perceba com que freqüência elas estão, na verdade, descrevendo a si mesmas. Se se sentir tentado a mostrar-lhes isso, faça-o de uma maneira amorosa. Os anjos podem ajudá-lo numa variedade de maneiras. Quando você está com pessoas que merecem sua consideração e que estão passando por momentos difíceis, peça aos anjos para rodearem o aposento em que se encontram de uma luz branca-rosa-dourada de cura e amor. Peça ao seu anjo da guarda para conferenciar com os guardiães das outras pessoas para que estes lhe proporcionem percepção de sua dor e sofrimento e o guiem nas melhores maneiras de ajudar. Peça que os anjos e o seu guardião o mantenham centrado e livre de identificar-se com dores que não são suas. Peça aos guardiães das outras pessoas que as façam saber que podem confiar em você, que você será incondicional e que não vai julgar ou reagir — que você simplesmente vai ouvi-las. Peça a seu próprio guardião que o ajude para que seja assim. Seu objetivo geral será introduzir o humor em algum ponto — "fazê-los rir", por assim dizer. Faça-o com suprema delicadeza e peça aos anjos que o ajudem; esta é uma de suas especialidades. Peça aos guardiães, tanto ao seu quanto ao da outra pessoa, que liberem o riso uma vez por outra. O riso o ajudará a esclarecer os assuntos. O riso libertará a você e aos que estiver ajudando para a solução criativa dos problemas. O riso é uma boa maneira de apresentar a "ajuda angélica" aos outros se eles ainda não estiverem conscientes de sua existência. Quando virem a luz e se iluminarem, as pessoas estarão receptivas aos anjos. Pense em quaisquer dos métodos da Parte Três que poderiam ajudá-las. Pense em quaisquer histórias sobre anjos que você poderia lhes contar. Então cuide para que saibam que têm um anjo da guarda e que ele está por perto para protegê-las e levá-las a uma maneira mais feliz de ser. Encoraje-as a tentarem alguns métodos junto com você, tais como escrever aos anjos da guarda das pessoas que as feriram e escrever algumas declarações aos anjos, afirmando mudanças positivas que desejam fazer na própria vida. Peça que os anjos abençoem a todos com a cura e a luz. Quando tudo tiver passado, pense em quanto você aprende ouvindo os outros. Examine qualquer tensão que esteja sentindo em função do tempo que passou com os outros e seus problemas. Escreva sobre isso em seu diário angélico ou

44

simplesmente medite. De alguma maneira, permita a si mesmo processar as informações que absorveu. Saiba que pode proteger seu centro e permanecer feliz quando os outros estão tristes. Saiba a diferença entre empatia e simpatia. Saiba que pode ajudar os outros apenas ouvindo-os incondicionalmente. Saiba que os anjos podem ajudá-lo a alcançar tudo o que foi descrito. Capítulo 27 AS CONSEQÜÊNCIAS DO COMPORTAMENTO TRANQÜILO Ilumine-se! Steve Bucher Conduzir-se com leveza e comportar-se de maneira despreocupada tem efeito favorável em todos os aspectos de sua vida. As pessoas despreocupadas nunca ofenderiam ou feririam as outras com seu comportamento, de modo que é importante examinar o que significa exatamente conduzir-se com leveza e não levar quase nada a sério. Antes de tudo, por que os anjos querem que nos tornemos mais parecidos com eles, conduzindo-nos com leveza? Isto é principalmente uma questão de confiança. Como humanos, temos assuntos básicos de sobrevivência a encarar numa base cotidiana. Precisamos assegurar-nos de que teremos água para beber, alimento para comer e abrigo e segurança para nos protegerem. Para algumas pessoas, essas necessidades são supridas sem qualquer preocupação; a maioria de nós trabalha pelo dinheiro necessário para pagar por esses itens básicos. Com o trabalho, vem certa dose de estresse e de preocupações — preocupações a respeito de ter o suficiente para sobreviver e ainda ter tempo para um pouco de diversão e criatividade. Do ponto de vista dos anjos, se pudermos confiar e ter fé neles e nas leis de um universo abundante, seremos cuidadosos sem toda essa preocupação. Em conseqüência, não teremos de levar esses assuntos de sobrevivência tão a sério, poderemos ter mais diversão na vida e o nosso trabalho pode virar uma brincadeira. Os anjos proporcionam proteção na forma de um guardião pessoal que sempre está ao seu lado. Proporcionam alimento e abrigo, enviando mensagens através do seu Eu superior, orientando-o na direção da carreira e das oportunidades corretas. Naturalmente, eles só farão isso por você se você o desejar — portanto, você ou seu Eu superior deverão pedir a eles. A única coisa que os anjos não podem fazer é viver sua vida por você. Eles desejam ajudar-nos com os assuntos sérios que enfrentamos a cada dia, de modo que possamos ser mais calmos e mais criativos — e, em conseqüência, mais divertidos para quem estiver por perto. Os anjos desejam remover da nossa vida a solenidade e o pessimismo que resultam de reagirmos de modo sério a demasiadas coisas e de criarmos um campo de gravidade mais pesado ao redor de nós mesmos. Isto não quer dizer que, se os seus filhos chegam machucados, você não os possa levar a sério ou que, se alguém estiver verdadeiramente pedindo sua ajuda ou empatia, você não possa responder à solicitação. (Veja o Capítulo 26 sobre empatia versus simpatia e técnicas básicas para ouvir os outros.) Isso significa acolher seus entes queridos de coração (um coração leve), mas não com gravidade. Quando aqueles que amamos chegam até nós feridos ou com problemas sérios, podemos manter a despreocupação e ainda assim ajudá-los a saberem que os amamos e cuidamos deles. Se precisarmos discutir um assunto "sério" com alguém, ainda assim podemos ser felizes e "otimísticos". Os anjos irão ajudá-lo a equilibrar a leveza em sua vida, de modo que ninguém se sinta ferido pelo seu comportamento (a não ser que deseje ser ferido por você). Os anjos desejam ver a leveza amorosa nos humanos — não o descuido. Seja despreocupado, não descuidado. Quando mostram disposição séria e solene, as pessoas podem sentir-se feridas se você tratar seus problemas e percepções com demasiada leveza. Desenvolver o equilíbrio correto da leveza em relação aos outros é importante. Você já esteve de mau humor e obrigado a ficar perto de uma pessoa alegre? Num estado de depressão, ficar perto de uma pessoa alegre e leve pode deixar as pessoas zangadas. Certa vez eu estava sinceramente zangada com alguém por causa de seu comportamento em certa situação. Tudo o que desejava era alguém para me ouvir enquanto eu arejava a minha raiva. A pessoa que escolhi ficava dizendo: "Oh, que garota tola. Ela é tão tola. Isso é tão tolo." Bem, é claro que era tolo — tudo é tolo —, mas eu não queria ouvir isso naquele momento e aquilo me deixou ainda mais zangada. Aprendi várias coisas valiosas a respeito de mim mesma a partir dessa experiência. Mais tarde me dei conta de que provavelmente fiz repetidamente a mesma coisa com essa pessoa e com a maioria de meus amigos. Enquanto tentava fazer as pessoas verem o humor (a leveza), eu não estava ouvindo da maneira mais preocupada e incondicional de que era capaz. Se desejamos ser amigos verdadeiros, é aconselhável ajustar nossa leveza e alegria ao nível correto perto de pessoas que estão passando por momentos difíceis. Ouça incondicionalmente e espere pelo momento certo; espere por uma deixa delas antes de começar a tentar alegrá-las. Desse modo, elas poderão sair de sua dor e juntar-se à sua felicidade por si mesmas. Em outras palavras, não gostaríamos de forçar ninguém a ser tranqüilo. O riso é importante para deixar mais leve qualquer situação. Simplesmente certifique-se de não estar "rindo na cara de alguém". Ache um meio de fazer os outros rirem com você em situações sérias; é uma grande liberação. Chame os transformadores de humor se estiver necessitando de riso. Em todas as crises que experimentei, percebi que, num dado ponto, as pessoas envolvidas precisavam de um boa risada e esta acontecia naturalmente. Mesmo em funerais as pessoas conseguem uma liberação rindo. Isto não significa desrespeito pelos que faleceram; na verdade, é uma boa indicação de que eles são muito amados e apreciados. Quando me ouço dizer (ou pensar) "esse é um assunto muito sério", fico instantaneamente com necessidade de rir. Quando sou forçada a sair e cuidar de "assuntos sérios" e encontro pessoas que também estão sérias demais, novamente sinto necessidade de rir. Isso me parece muito engraçado, e geralmente elas também parecem engraçadas. Uma coisa divertida a fazer é tentar obter um sorriso ou uma risada das pessoas quando estas estão presas na armadilha da seriedade. Isso exige alguma habilidade, mas pode ser feito por qualquer pessoa disposta a tentar. Naturalmente, sempre o faça com um sentido de amor, nunca por raiva ou como punição. No início, tente sorrir você mesmo. Enquanto sorri, imagine a luz irradiando-se de seu ser para alcançar e atingir as pessoas. Se isso não funcionar, você pode tentar contar uma piada. Se elas ficarem mais sérias depois da piada, você pode ter avançado demais e precisará parar. Acho que as pessoas que optaram por trabalhar com o público têm certa responsabilidade de ser agradáveis. Isto é apenas

45

minha opinião, mas quando estamos entre outros seres de nossa espécie, um ar de gentileza e hospitalidade cria um padrão de magia no universo — um padrão que atrai os anjos. Quando sai para o mundo de coração leve, você quer que as conseqüências de seu comportamento leve sejam positivas. Não é sábio repreender nem pregar! Se as pessoas estão se sentindo pesadas, deprimidas ou mesmo paranóicas, não há nada pior do que impingir a eles o seu próprio sistema de crenças, como se concordar com sua doutrina ou visão de mundo fosse ajudá-las. Isso pode ser especialmente ruim se você vier com a atitude farisaica de muitas pessoas que atribuem seu próprio sucesso ou felicidade a alguma crença que mantêm ou a algum código de conduta que praticam. As pessoas podem se tornar "dependentes de crenças" e geralmente acabam com uma base errada quando se trata de sua própria explicação de seu sucesso. Tornam-se supersticiosas. É fácil fazer outras pessoas se sentirem mal, até mesmo pior do que já estavam se sentindo, convencendo-as de que o problema é seu fracasso ou incapacidade de crerem como você. Bem, agora estou repreendendo e pregando! Como isso faz você se sentir? É tão difícil ser perfeito, não é? Portanto, poderíamos muito bem dar uma boa risada de nós mesmos e não levar as crenças tão a sério. Chaves para um comportamento tranqüilo e responsável

1. 2. 3. 4. 5.

Os anjos querem que sejamos menos solenes e nos preocupemos menos com os temas cotidianos de sobrevivência que enfrentamos, de modo que sejamos mais felizes e mais criativos. Lembram-nos de entregarmos nossas cargas a um poder superior e a confiarmos na proteção que proporcionam. Precisamos fazer uma verificação de leveza para nos assegurar de que não estamos levando levianamente demais coisas que requerem nossa amorosa proteção. Um comportamento despreocupado é bom, desde que não seja descuidado. As conseqüências do comportar-se com leveza devem ser positivas, ou não será leveza verdadeira. Em outras palavras, leve a vida com leveza no espírito do amor. O riso é uma grande liberação para ocasiões sérias, desde que não seja totalmente inadequado. As deixas dos outros nos permitem saber quando introduzir o riso. Desconfie de impor a leveza aos outros quando estes não estiverem prontos ou no estado de ânimo próprio para isso.

6. 7.

Cuidado com a mentalidade de "sistema de crenças" em você mesmo e nos outros. Pratique não pregar aquilo que você pratica! Permita que a dinâmica da mudança opere em sua vida. Mude as regras quando se sentir preso a uma prática sistemática. Capítulo 28 OS ANJOS E A ILUMINAÇÃO Já que tudo não passa de aparição, perfeita em ser o que é, nada tendo que ver com o bem nem com o mal, com aceitação ou com rejeição, podemos muito bem cair na gargalhada. Long-Chen-Pa A iluminação é um estado de vida na luz. Iluminar é aplicar conhecimento espiritual (intelectual), lançar luz sobre algo essencial. Ser iluminado significa estar livre de preconceito e ignorância, e possuir um conhecimento espiritual que irradia luz. Do que foi dito acima, podemos supor que a iluminação é o estado de vida completamente envolto em luz, de conhecimento espiritual total e de libertação do dever de julgar e de comparar. O oposto da iluminação é um estado de escuridão mental; as cortinas estão cerradas, de modo que a luz não entra. De acordo com a maioria dos que fazem buscas espirituais, atingir a iluminação é o objetivo da vida na terra. Quando alcançarmos o estado de iluminação, saberemos as respostas às questões da ontologia (a categoria metafísica que faz a pergunta "o que vem a ser tudo?") e da teleologia (a categoria metafísica que faz a pergunta "por que estamos aqui?"). Isto se resume a: "Quem está dirigindo este grande filme?" e "Tenho realmente um papel importante ou sou apenas um figurante?" Os anjos estão em constante estado de luz. Eles irradiam leveza e nos despertam espiritualmente em todas as oportunidades que têm. Os anjos nos enviam mensagens que nos dizem para pararmos de comparar, de julgar e de reagir emocionalmente aos temas sérios que enfrentamos todos os dias. Em essência, os anjos são a epítome da iluminação. E vivem no mesmo bairro (céu) que o criador do universo. Os anjos são os instrutores perfeitos para quem busca iluminação. A questão é que, de acordo com os anjos, a experiência da vida humana é ridícula e absurda — e sem dúvida séria demais. Pelos padrões angélicos, uma vez que compreendamos realmente isso, seremos iluminados. Assim, qual é o sentido de lutar para atingir um estado se tudo é considerado ridículo? Bem, uma razão é que você cairá na gargalhada, porque será uno com o humor divino que permeia o universo. Geralmente topamos com bloqueios no caminho para a iluminação, porque esquecemos de levar conosco nosso senso de humor. O humor é definitivamente necessário em todos os estágios do caminho da iluminação. Os anjos podem ser úteis dando-nos maior leveza espiritual. Os anjos nos ensinam que a iluminação nos libera da seriedade da vida e nos liberta das armadilhas da sobrevivência e das percepções emocionais. Todas essas armadilhas ocorrem primeiro em nossa mente. Os anjos querem nos libertar dessas armadilhas, para que possamos repousar na bem-aventurança de seu reino.

46

Quando uma pessoa se conecta completamente com os anjos (o que acontece apenas em curtas experiências pouco intensas, se você ainda não atingiu o estado da iluminação crônica), a experiência suprema da alegria e da bemaventurança é indescritível. E o momento de liberdade total. A mensagem dos anjos é: entregue-se ao amor de Deus e nele repouse, e seja uno com o humor divino do universo. Quanto mais próximos chegarmos de um estado de humor divino, mais felizes seremos. Cada passo que damos livremente na direção do humor iluminado multiplica a nossa compreensão da questão última. A iluminação é o estado no qual você se fundiu completamente com seu Eu superior. Seu Eu superior é capaz de ter contato constante com os anjos no reino dos céus. Apenas pense nisto — uma oportunidade de divertir-se com os anjos sempre que você quiser! A iluminação é hilariante e a vida é absurda. Nós humanos adoramos o desafio e o jogo. Cada vez que chegamos mais perto de sermos liberados das qualidades humanas que bloqueiam a iluminação, algo mais aparece. Por exemplo, você finalmente chega a um ponto em que não está mais ligado à dor nem ao sofrimento dos outros. Você pode ser despreocupado e sentir que pode ir a qualquer parte do universo e sobreviver com total liberdade. Então você acrescenta uma criança à sua vida e tudo muda. Agora você tem todo um novo conjunto de emoções e instintos a seguir e integrar — assim como uma nova capacidade para o amor. Aparentemente, você nunca esgotará as lições a aprender nesta terra. Mas é isso que torna a vida humana divertida e significativa. Mesmo que atinja a iluminação, você ainda precisa continuar a viver. Quanto mais perto você chega da iluminação, tanto mais perto o céu chega de sua realidade de viver na terra, de modo que a iluminação é algo que vale a pena perseguir. Os anjos nos ensinam a nos iluminarmos! O humor amoroso faz tudo parecer um pouco mais fácil de aceitar e compreender. A maioria das lições que temos de aprender nesta terra são lições que aumentam a nossa capacidade de amor. O amor não é pesado. O amor é leve; é o mais elevado ideal angélico. Pratique encontrar humor amoroso em todas as coisas que você faz em nome da iluminação. Em cada pessoa a quem falar, em cada livro que ler, em cada instrutor santo que buscar, procure pela leveza e pelo humor. Se você os perder ou descobrir que não estão ali, passe para alguma outra coisa — rapidamente! Os solenes rituais espirituais e as pessoas solenes que os praticam levam a iluminação demasiado a sério. Você alguma vez esteve envolvido numa cerimônia religiosa séria no meio da qual tenha sentido uma necessidade de rir incontrolavelmente? Algumas igrejas e organizações religiosas parecem pensar que agir de maneira séria significa respeito pela religião. Algumas religiões retiram toda a alegria da adoração, ao exigirem que as pessoas assistam a um serviço sério e solene que fala sobre como os humanos são maus. Supõe-se que isso nos leva à "perfeição" — mas quem o deseja? Não eu e nem os anjos! Os anjos são aqueles que querem nos fazer rir durante as cerimônias religiosas sérias. Estão todos naquele lugar, desejando espalhar alegria e humor. Sua mensagem é de que somos amados incondicionalmente por Deus e pelo universo (e esse amor não tem nada que ver com ser perfeito). Essa mensagem merece celebração despreocupada e expressão jubilosa sempre que é ouvida. Eu diria que há mais anjos ao redor de pessoas que estão se divertindo e rindo, independentemente das circunstâncias, do que nas igrejas em que as pessoas estão sendo doutrinadas em seriedade. O humor ultrapassa a necessidade de práticas espirituais estritas e rígidas. Um dia passado rindo irá levarnos para mais perto de Deus do que um dia de pesada sondagem da alma. Porque o riso nos leva para mais perto do "nós" real — o "nós" adorável, o "nós" feliz, o "nós" livre, o "nós" de quem os outros desejam estar próximos. Rir libera nossa criatividade, de modo que o processo de sondagem da alma se desdobra de uma maneira natural, não forçada. Não há necessidade de apressar o rio. Simplesmente construa uma jangada, salte sobre ela e estoure de rir nas curvas e corredeiras que surgem pelo caminho. Capítulo 29 TESTES ANGÉLICOS ALEATÓRIOS Não vos esqueçais da hospitalidade — de ser amigáveis, cordiais e gentis — porque, graças a ela alguns, sem o saber, acolheram anjos. Hebreus 13:2 Hoje, pode parecer perigoso dar crédito de qualquer tipo a estranhos, especialmente ser hospitaleiro com eles, mas a maioria de nós desenvolveu um modo de saber intuitivamente quando está em perigo. Se você sabe e acredita que é protegido, ser amigável e prestativo com estranhos pode ser divertido e bastante iluminador. Não estou sugerindo que você faça alguma coisa tola como acalentar uma cobra congelada num ato de gentileza para ser picado. Dentro dos limites da segurança, entretanto, ser gentil lhe trará grandes recompensas. Um dia, eu estava com o carro parado num sinal quando vi pelo retrovisor um homenzinho de aparência estranha numa bicicleta. Minha primeira reação foi ignorá-lo. Parecia ter uns cinqüenta anos e estava vestido exatamente como um garotinho brincando de mocinho e bandido. Ele se aproximou do sinal, que parecia estar levando um tempo muito longo para mudar para o verde, ficando ao lado da minha janela aberta do banco do passageiro. Voltei-me e sorri para ele e em resposta ele me brindou com um sorriso beatífico e disse: "Saudações do Mestre." Fiquei tão atônita com o que ouvi que naturalmente tive de perguntar: "O quê?" E então ele repetiu: "Saudações do Mestre." Eu disse "obrigada" e continuei sorrindo. O sinal mudou e juro que ele simplesmente desapareceu. A sensação que tive depois dessa saudação pode ser explicada apenas como uma experiência suprema. Senti-me tão tremendamente feliz e jubilosa que quase tive de parar o carro. Mais tarde percebi que, se não tivesse dado atenção a esse estranho, teria perdido uma experiência maravilhosa. As vezes, estar consciente das maneiras dos anjos parece algo como pertencer a uma sociedade secreta em que você nunca sabe quando, onde e como outro membro da organização irá aparecer. Se você se sentir disposto a ser rude ou descortês com um estranho, tenha cuidado; ele ou ela poderia simplesmente ser um anjo. Os anjos gostam de aparecer aleatoriamente em diferentes oportunidades para testarem as nossas reações. Em geral o fazem em lugares que você normalmente não iria identificar com anjos, tais como postos de gasolina, bares, aeroportos, cinemas e esquinas. O teste em si não é sério. Se o perdermos ou fracassarmos, não temos nada com que nos preocuparmos. A única razão

47

pela qual os anjos fazem testes aleatórios é ensinar-nos o amor e o respeito por todos os seres humanos. Querem também acordar-nos para a felicidade e para a alegria de estarmos vivos. Os anjos podem dar-lhe pistas ou sinais de uma prova iminente. As coisas a observar incluem uma intensa sensação de leveza na sua presença; alguma forma de radiância brilhando por trás dos seus olhos e do seu rosto como um grande sorriso; um olhar conhecedor — como se eles conhecessem você e você os conhecesse de algum lugar; uma sensação de intemporalidade, como se você estivesse subitamente num filme ou numa realidade diferente; um riso muito peculiar e jubiloso, quase como o ressoar de campainhas e extremamente contagiante; uma sensação de que todos os eventos mundanos ao redor de você são ridículos; e um aroma doce e estimulante, parecendo jasmim, que fica pairando no ambiente depois que os anjos desaparecem. Aposto que muitos de vocês encontraram anjos sem o perceberem. Pense novamente em quaisquer experiências por que tenha passado que pareceram inexplicáveis, ilógicas, misteriosas ou inconseqüentes na época, e veja se elas se enquadram no paradigma dos testes angélicos. Se assim for, tente desfrutar delas agora e fique preparado para mais. Pratique para o futuro. Muitos são chamados mas poucos os escolhidos para os testes angélicos aleatórios. Portanto, esteja preparado! Capítulo 30 O PROGRAMA DE BELEZA E DE SAÚDE DOS ANJOS Toda noite e toda manhã, agradeça ao seu anjo da guarda pela paz, pela regeneração de todas as células do seu corpo e pela alegria. Dorie D'Ângelo A gravidade mental é o principal destruidor da saúdç e da beleza. Gravidade mental é igual a estresse. O estresse, na forma de pensamentos negativos, circunstâncias negativas, preocupações e tensão, pesa sobre seu espírito. A beleza e a gravidade mental estão negativamente correlacionadas. Isto significa que quando a carga de gravidade mental aumenta, a beleza diminui. As pessoas estressadas parecem envelhecer mais rapidamente que o normal. O processo pode ser revertido se o estresse e a gravidade mental forem retirados e substituídos por relaxamento espiritual, leveza e harmonia. Algumas pessoas demonstram estresse no rosto, algumas no corpo e outras na voz. Eu chamo certas pessoas que conheço de trocadoras de forma. Sua forma (corpo) muda com as condições exteriores da sua vida. Em alguns dias, parecem espíritos vibrantes e jovens, e, no dia seguinte, parecem cerca de vinte anos mais velhas — enrugadas, murchas e tensas. Os anjos podem ajudar a aliviar o problema da gravidade mental em nossa vida. Eles o fazem proporcionando-nos percepção de nossas preocupações desnecessárias e nos oferecendo soluções criativas para problemas que consumam tempo e energia. (Todos os métodos descritos na Parte Três ajudam a aliviar a gravidade mental de uma maneira ou de outra.) Quando removem da sua vida a seriedade das questões de sobrevivência e a substituem pelo viver com felicidade no agora, as pessoas se tornam naturalmente lindas e radiantes. As freiras são conhecidas por parecerem muito mais jovens do que são na realidade e por terem muito poucas rugas — quando as têm — em seus rostos. Isso acontece porque elas renunciaram aos modos do mundo (tais como posses materiais e preocupações com refeições, contas e relacionamentos emocionais) em favor de uma vida espiritual de orações e serviços; isto transparece no seu rosto. (Naturalmente, esta descrição representa um ideal e nem todas as freiras têm o luxo verdadeiro de uma vida espiritual.) Não é viável para a maioria de nós levar uma vida de orações e constantes práticas espirituais, mas há maneiras de integrar a beleza e a espiritualidade na nossa vida cotidiana e, em conseqüência, irradiar maior beleza. A meditação é uma prática que pode manter você jovem e ajudá-lo a reduzir os efeitos doentios do estresse. Meditar cerca de vinte minutos por dia pode reduzir o estresse que se mostra em seu rosto e em seu corpo. Ouvir uma fita cassete de relaxamento pode constituir alguma ajuda. Quando usar essas práticas, visualize lindos anjos transmitindo beleza à sua alma. E quando se olhar no espelho, veja seu rosto como jovem e lindo. Mude o formato em sua mente, se desejar uma mudança; imagine o rosto de seu anjo mais lindo superposto ao seu próprio reflexo no espelho. A liberação física na forma de exercício é também uma maneira de reduzir a gravidade mental. Você pode achar difícil de acreditar, mas os anjos podem ajudá-lo a fazer exercícios. Também podem ajudá-lo a carregar coisas, aliviando a carga. Um dia eu estava carregando um pesado tampo de mesa escada abaixo e decidi fazer uma experiência. Pedi aos anjos que me ajudassem a carregá-lo — que o tornassem mais leve. E funcionou! O tampo de mesa tornou-se mais leve e fácil de carregar. Outro dia, eu subia um morro. Num certo momento, a subida ficou cansativa e pedi novamente que os anjos me ajudassem. Subitamente, senti algo como um impulso de energia que me empurrava suavemente por trás e afastava o meu pensamento da dificuldade de subir. Você pode tentar isso com qualquer forma de movimento físico. Se for um dançarino, imagine que os anjos o estejam elevando e o tornando uno com a música (talvez esse fosse o segredo de Fred Astaire!). Os anjos também podem ajudá-lo se estiver fazendo uma dieta. Você poderia pensar que isto está indo um pouco longe demais — os anjos ajudando-o a reduzir a comida? Conheço uma pessoa que perdeu peso e se manteve assim, e que atribui aos anjos o crédito por esse feito. Eu admito que uma ocorrência não constitui um estudo científico, mas conheço outras pessoas que estão tentando isso agora e experimentando o sucesso. Acredito que funcione por duas razões. Primeiro, porque, quando você pede aos anjos que o ajudem a realizar alguma coisa, eles sabem que você está pronto para o sucesso e que irá ater-se ao programa. Eles o assistem afastando-o da tentação de comer demais e ajudando-o a mudar os seus hábitos alimentares. Por outro lado, os anjos ajudam você a procurar o que a comida tem substituído em sua vida. Se for amor e romance, eles o guiarão para o caminho certo da realização, o que significa que ajudam a conscientizá-lo dos bloqueios e problemas que o estão afastando do que você realmente deseja. Os anjos não comem comida, mas eles podem criar uma ilusão de festa para você. Imagine os anjos numa grande festa, bebendo néctar e comendo bolo angélico com prazer e alegria. Estão passando por momentos maravilhosos, devorando

48

enormes fatias de alimento angélico — que é, na verdade, apenas espuma, ar rarefeito, ou imaginação. Isso fará você sentir-se tão tolo que não desejará comer por algum tempo. Os anjos irão tornar mais leve o campo de gravidade ao seu redor. Isso vai ajudá-lo em todas as áreas da sua vida. Vai capacitá-lo a exibir a sua verdadeira beleza natural e o manterá mais saudável. Capítulo 31 GOZADORES CÓSMICOS: ARQUÉTIPOS DO MAL A lenda diz que o pai do mal foi outrora o segundo no comando no reino de Deus, chefe entre todos os seus anjos, o lindo e amado arcanjo Lúcifer. Lúcifer significa "portador da luz", e deveria ser um instrutor da humanidade. Deus necessitava de um voluntário para vir à terra, a fim de fortalecer e iluminar a espécie humana através do uso de provas e tentações. Lúcifer se apresentou. Começou a deleitar-se com as provas que estava propondo. No final, estava testando a humanidade não para Deus, mas para alimentar o seu próprio orgulho; e alimentando o seu próprio orgulho separouse de Deus. Por isso, Deus o expulsou do céu. Ele tinha de ir a algum lugar e, assim, criou o inferno. Por fim, Lúcifer ficou identificado como o enganador (uma forma independente para destruir a humanidade). A lenda também conta que Lúcifer levou consigo outros anjos do céu — daí os anjos caídos (ou gozadores cósmicos). Lúcifer também é conhecido por alguns como Satã. The Dictionary of Angels, de Gustav Davidson, menciona Satã como um anjo caído, que não tem nada que ver com o arcanjo Lúcifer. Outros livros não fazem distinção entre eles. Satã é a palavra hebraica para adversário, e Satã é o adversário do amor de Deus. Para Satã, o amor é algo estranho contra o que lutar. A luta entre o bem e o mal toca uma nota diferente em todos nós. Li muitos livros que rejeitam o mal como algo que produzimos em nossas mentes e que se manifesta em nossas vidas apenas porque deixamos e que não tem força real de vida própria. Eu costumava pensar que não havia nenhuma vítima verdadeira neste planeta. Agora penso que precisamos expandir nossa linguagem e introduzir várias palavras diferentes para representar os vários tipos de vítimas que de fato existem. A razão pela qual as vítimas são vítimas é uma força que é o mal. Independentemente de criarmos ou não essa força, ela é tão real quanto suas vítimas. É difícil ignorar o conceito de bem versus mal. Ele é o tema de muitos filmes e livros e de muitas vidas humanas. Essa batalha das trevas contra a luz se trava ao nosso redor o tempo todo. Mas quando entra em nós e divide o nosso próprio ser, somos enfraquecidos e desequilibrados e nossa integração é desfeita. O temor de que se não formos "bons" seremos punidos pode começar a assombrar as pessoas que estão fazendo o máximo para serem boas. Mas quem vai executar essa punição? Deus não pune. Deus nos deu o livre-arbítrio e não pode punir-nos mesmo se não aceitarmos a Sua ajuda. E Deus não pode evitar que apliquemos a punição a nós mesmos e aos outros. O livre-arbítrio significa que Deus não vai interferir, nem mesmo quando a força do mal estiver atrás de nós. A única coisa que Deus fará será oferecer-nos o amor incondicional, amor que pode ser nosso refúgio a qualquer momento em que dele necessitarmos. A questão é que nós temos de pedir o amor de Deus e estar abertos a ele. A Síndrome do Gozador Cósmico Os gozadores cósmicos são anjos caídos ou, se você preferir, pode chamá-los de demônios. Os gozadores cósmicos nos ajudam em nossa autopunição quando pensamos ter feito algo ruim ou errado. Eles não o fazem manifestando-se através do óbvio. Atingem-nos através de nossa humanidade e do nosso orgulho. Os gozadores cósmicos não são muito angélicos; existem para testar e punir. Eles processam as conseqüências de nossas crenças negativas e brincam com nossas fantasias egomaníacas. O truque é descobrirmos o humor em seus joguinhos e nos afastarmos deles. Eles apenas compreendem pilhérias, não sobre eles, mas sobre nós. Além disso, eles não têm compreensão do amor. Assim, se cairmos presa de uma pilhéria cósmica, o melhor que podemos fazer é aumentar o auto-amor e a auto-aceitação. Os gozadores cósmicos são uns safados que nos ensinam a rir de nós mesmos com as suas pilhérias. Poderemos ter de comer algumas grandes fatias da torta da humildade antes de nos darmos conta de como somos enganados. Se somos sérios demais, temerosos, obsessivos, raivosos ou preconceituosos, os gozadores cósmicos têm todos os elementos para nos ensinarem algumas lições. Se patinharmos por tempo demais na escuridão ou num estado alterado da mente resultante da ingestão de substâncias químicas ou da privação do sono, os gozadores cósmicos nos alcançarão com suas lições de mau gosto. Nós lhes damos o poder enfraquecendo-nos através do temor e do ódio. Suas lições podem ter um desenlace positivo, guiando-nos de volta ao caminho, o caminho da consciência e do estado desperto. Mas fica por nossa conta encontrar o lado positivo dessas lições. Os gozadores cósmicos podem ser impiedosos, exatamente como o grupo original de anjos caídos de Lúcifer. Tenha em mente que todos têm as suas pequenas batalhas, e que, quando somos desarticulados por elas, ficamos abertos a conseqüências negativas; é útil estar consciente dessas armadilhas, de modo que nossa consciência possa dar-nos uma escolha. Atraímos os gozadores cósmicos quando caímos em algumas das seguintes armadilhas: Se temos uma armadilha de "pior temor", que nos assombra e nos torna supersticiosos, os gozadores podem escolher cultivar esse temor para nós. Os medos surgem em muitas formas, tamanhos, intensidades e condições. O medo é uma poderosa força negativa que pode consumir a energia espiritual da pessoa. Quando gastamos nossa energia com o medo, tornamos as coisas piores. O medo varia muito em cada um de nós e é difícil compreender quão profundamente nossos temores podem abalar a nossa alma. Se você tiver um medo assombrando-o, comece a examiná-lo e enfrentálo. Diga-lhe em termos claros para dar o fora! Se conferimos poder aos nossos medos, sendo supersticiosos, os gozadores cósmicos não têm escolha além de usarem esse poder para fazer suas brincadeiras. Chegue ao ponto onde você possa rir de seus temores e então eles não terão o poder de destruir momentos de outro modo pacíficos. Se caímos na armadilha de nos levar a sério demais, sofremos o impacto de várias pilhérias cósmicas. Ser sério significa ter uma grande preocupação com tudo. A comédia diverte usando o comportamento sério. E isso que torna boa uma comédia. Pense sobre o personagem Ralph, de Jack Gleason, em "Honeymooners". O humor do programa vinha de situações que Ralph levava a sério demais e, ao final de cada episódio, amorosamente, Alice ajudava Ralph a rir de si

49

mesmo. A seriedade é também a armadilha de pensarmos que estamos sempre certos, quando muitas vezes a piada é sobre nós. Os gozadores cósmicos também adoram brincar com a armadilha dos preconceitos e expectativas de qualquer espécie. O preconceito ou expectativa pode ser em relação a raça, religião, ocupação ou gênero, e pode até mesmo ser algum que você não tem consciência de possuir. Seja. qual for, o preconceito será um prato cheio para os gozadores cósmicos. Se você tiver preconceito contra certa raça, os gozadores poderão providenciar para que você ou seu filho se case com alguém dessa raça. Ou você pode passar pela experiência dramática de alguém de uma religião que você não respeita salvá-lo, ou a seu filho, do perigo. A lição é simples: não julgue! Cada situação de cada ser humano existe como existe; portanto, espere o inesperado ou acabe com as expectativas e ganhe em toda linha. Se for obcecado com alguma coisa ou com alguém, você simplesmente estará pedindo problemas. A obsessão é a sedução de sua mente por algum objeto desejado ou temido. O valor que você atribuiu a esse objeto desejado ou temido é distorcido de maneira irreal. Você pode ter pensamentos obsessivos que o assombram o dia todo. O que importa é que a obsessão perturba sua paz. E os gozadores cósmicos apenas tornarão as coisas piores oferecendo-lhe sinais e indicações confusas sobre o objeto de sua obsessão. As obsessões podem ficar graves a ponto de necessitarmos de ajuda profissional, e quando a coisa chega a esse ponto é difícil nos darmos conta de que a ajuda é necessária. As obsessões cotidianas comuns são algo de que podemos nos livrar por nós mesmos; esse processo depende de um senso de humor com relação ao comportamento obsessivo. Quando as obsessões se tornarem uma armadilha em sua vida, retorne à simplicidade. Libere a obsessão: quem se importa se você trancou sua porta ou não? — simplesmente mande alguns anjos para vigiarem a casa se estiver preocupado. Se você estiver num estado de obsessão com relação a outro ser humano, libere-o; se ele ou ela voltar a você, então pegue a deixa. Os gozadores cósmicos são realmente criativos ao brincarem com seres humanos "sob influência". Podemos estar sob a influência de substâncias químicas (por exemplo, LSD, álcool, tranqüilizantes e analgésicos), da privação sensorial ou da falta de sono suficiente ou de alimentação correta. Quando entramos num estado alterado de consciência, às vezes pisamos no território dos gozadores cósmicos. Os gozadores cósmicos se transformam numa equipe cinematográfica, para produzir um filme — não necessariamente para sua diversão — com você no papel principal. Você poderá descobrir-se num filme de ficção científica completo, com extraterrestres, ou num filme de horror com todos os demônios e monstros a que tem direito. Você poderá estar no elenco como o rei do tempo e do espaço ou um místico espiritual que tem consciência cósmica e se torna uno com toda a criação. Esses filmes parecem reais, mas examine quem são os diretores e produtores. São os gozadores cósmicos, que irão obsequiá-lo representando suas fantasias e temores até que pareçam reais. Cedo ou tarde, entretanto, você pode se sentir enjoado de ser um ator nesses épicos sensacionais e desejar voltar a uma realidade consensual. Você terá percebido que está farto das lições que os extraterrestres e os personagens sombrios têm a ensinar. Bem-vindo de volta; era tudo uma brincadeira: você é simplesmente você, não o rei do tempo e do espaço, não a vítima de extraterrestres e monstros — apenas o bom e velho você. Tudo está bem; agora você está de volta a seu próprio filme, como diretor (com seu Eu superior como produtor), e tem histórias de mundos diferentes a contar e imagens a descrever. Falei com pessoas que viram gozadores cósmicos. Isso é incomum, mas pode acontecer. Acontece apenas a partir de uma fonte de profundo temor. Ver a imagem de um demônio ou fantasma pode ser realmente apavorante e produz mais medo. O medo proporciona poder a esses seres, de modo que a melhor coisa a fazer, se você avistar um, é centrar-se, inspirar profundamente e então dizer a ele e ao medo para irem embora. Libere o temor refugiando-se em algo sagrado para você. Os cristãos, por exemplo, podem usar o nome de Jesus ou a imagem de uma cruz. A afirmação ao arcanjo Miguel (encontrada na Parte Cinco), recitada três vezes, também é muito efetiva. A única razão pela qual estou acrescentando este capítulo sobre os gozadores cósmicos ao livro é que mais pessoas do que pensei originalmente experimentaram suas artimanhas. Acho que é importante chamar a atenção para o poder do que os padrões de pensamento negativo podem fazer num cenário de condições extremas. Não importa se as pessoas realmente vêem ou ouvem os gozadores cósmicos ou se isso é só imaginação. O que importa é o estresse e o medo em sua vida, que as levaram a esse ponto. O amor incondicional é a única cura verdadeira para qualquer coisa negativa imaginável. Se você não consegue encontrar esse amor num outro ser humano ou em si mesmo, encontre-o em Deus e nos anjos. Os anjos nunca o deixarão desamparado se você abrir seu coração a eles. Eles vão ensiná-lo a amar a si mesmo incondicionalmente e isso, por sua vez, vai se alimentar do amor do mundo circundante. Capítulo 32 LEMBRETES SOBRE A VIDA NA TERRA A verdade é uma terra sem caminhos. (Não há necessidade de buscá-la através de nenhuma hierarquia oculta, nenhum guru, nenhuma doutrina.. .) O importante é libertar sua mente da inveja, do ódio e da violência; e para isso você não necessita de uma organização. J. Krishnamurti Os principais temas que estive sublinhando neste livro são que a vida não deve ser levada a sério, que precisamos brincar mais e que podemos aprender a ser totalmente despreocupados com um pouco de treino. Isto é mais fácil de dizer do que de fazer. Mudar nossos padrões de pensamento exige treinamento e esforço de nossa parte. Para chegarmos a qualquer ponto próximo de um estado de graça iluminada, precisamos estar dispostos a crescer e a fazer nosso trabalho espiritual. Os anjos são guias e instrutores, mas não farão nem interferirão no trabalho que precisamos fazer pessoalmente. Algumas vezes nosso trabalho não é muito divertido e pode criar desconforto, mas isso significa apenas que estamos mudando e despertando para a nossa personalidade suprema e para a felicidade. A mudança pode criar certa proporção de dor e desalento em nossa vida. A dor e o desalento que resultam da mudança são a dor do crescimento. Quando o crescimento nos traz dor, podemos " passar pela dor ou crescer através da dor". Mudar nossa maneira de pensar, de modo que possamos ser mais felizes e mais despertos na vida, pode envolver voltar ao passado e curar ou liberar a dor que acumulamos quando crianças ou jovens adultos; em vez de simplesmente passarmos por ela novamente, podemos crescer através dela. Para nos tornarmos menos críticos de nós mesmos, precisamos remover o orgulho e dar uma boa olhada em nós com olhos amorosos.

50

Neste livro, as idéias sobre como os anjos nos ajudam a criar o céu em nossa vida são para pessoas que não têm medo de experimentar a dor do crescimento nem de entregar suas cargas a um poder superior. As pessoas podem rir mesmo quando estão sentindo dor; não é fácil, mas se praticar com regularidade, você poderá dominar a técnica. A dor é um mestre. A dor nos ensina a abrir mão e a não sermos tão ligados a cargas emocionais. Evitar a dor é um instinto humano; tendemos a reservar a dor para mais tarde e a ignorá-la precisamente no momento em que é mais fácil enfrentá-la. Não se preocupe com isso! Sempre há uma saída e buscar o amoroso humor divino é o melhor atalho que conheço. Se você visualizar a si mesmo no caminho para a iluminação nesta vida, não seja severo consigo e leve os anjos. Caia na gargalhada a cada novo ponto de crescimento em seu caminho. Nesta Nova Era, muitas escolhas e oportunidades nos são apresentadas em nome do crescimento espiritual. Verifique de onde está vindo a informação e se é de fato adequada ao seu caminho. Se você preferir fazer leituras psíquicas (leituras da aura, leituras do tarô, leituras de vidas passadas ou aconselhamento astro lógico), esteja atento às limitações desse tipo de informação. Com demasiada freqüência, a informação de uma leitura psíquica se transforma numa profecia auto-realizável porque todos somos, até certo ponto, sugestionáveis. Se a informação não lhe parecer correta ou se for algo que você não deseja em sua vida, elevese acima dela. Eleve-se acima dela sabendo que você tem livre-arbítrio e que pode realizar milagres. Busque o potencial supremo em sua vida. Se um médium lhe contar algo de que você não gosta, use essa informação como um parâmetro para o ponto médio. Isto é, diga a si mesmo: "Se eu desejo apenas ir até o meio do caminho em minha vida, isso é provavelmente o que terminarei por fazer, mas se for diretamente até o alto, não há limites para o que posso alcançar." As vezes, a informação psíquica se relaciona com dúvidas e temores que temos no presente. Quando a informação é confirmada por uma leitura psíquica de nosso atual estado, essas dúvidas e temores são reforçados. Tenha em mente que, com o tempo, você sempre consegue o que realmente deseja. Perceba como é ridículo acreditar, por um lado, que tudo é possível e que os milagres de amor podem acontecer, e então voltar-se para o outro lado e limitar esses pensamentos ouvindo os conselhos dados numa leitura psíquica de seu futuro. Com a ajuda dos anjos, você pode visualizar e criar o futuro como você o quer. Os anjos não vão dar-lhe informações sobre a vida passada ou lhe falar sobre seu futuro. Eles lhe darão inspiração para esta vida, para que você viva plenamente e com felicidade no tempo presente. Quando você obtém sua informação do reino dos céus, o mais alto dos planos espirituais, apenas você, Deus e os anjos estão envolvidos. A informação que você recebe nunca vai anular o livre-arbítrio nem interferir nele. A informação o deixará livre das projeções e expectativas que outros humanos têm a seu respeito. A informação do céu vai inspirá-lo a tornar-se forte, criativo e centrado em seu interior, de modo que suas escolhas e decisões beneficiem a você e aos que o cercam. Finalmente, as percepções e os conselhos deste livro são dirigidos às pessoas basicamente saudáveis em termos mentais e que funcionam bem em seu mundo. Se você está passando por uma dor que não seja fácil de remover ou bloqueado por comportamentos compulsivos, não lhe fará mal conversar com um profissional treinado, com um bom analista ou conselheiro. Não deixe de pedir aos anjos que o guiem ao tipo correto de ajuda externa. Procure alguém amoroso e experiente. Recomendo que você descubra alguém além de si mesmo para ajudá-lo porque uma das exigências para nos mantermos saudáveis é (além de tomar as vitaminas certas) o contato amoroso e o relacionamento com outros membros de nossa espécie.

51

Parte Cinco

ir

FÓRUM ANGÉLICO E ANEXO

Capítulo 33 PERFIS DA PERSONALIDADE DOS ANJOS O Anjo que presidiu o meu nascimento disse: "Pequena criatura formada de Alegria e Júbilo, vá e ame sem ajuda de coisa alguma na terra." William Blake Anjos Humanos e Anjos Aspirantes Os anjos são formados da alegria e do júbilo de Deus. Eles às vezes amam tanto os seres humanos que decidem tornarse um deles. Poderão fazê-lo com uma intenção específica, tal como ajudar aqueles a quem amam a alcançarem a felicidade. Ou poderão desejar prestar assistência numa missão global. A escolha por tornar-se humano é um risco, porque, nesse caso, eles devem limitar-se ao corpo humano e experimentar o turbilhão emocional pelo qual os humanos às vezes passam. Por serem altamente evoluídos e extremamente sensitivos, os anjos podem ter reações adversas à vida cotidiana dos humanos. A reparação psíquica e a ajuda vêm de perceberem sua conexão com o circuito celestial. Eles devem partir e amar espiritualmente sem a ajuda de qualquer coisa na terra. Fizeram a opção por serem humanos e agora precisam permanecer ligados ao amor incondicional de Deus de modo a não se auto-destruírem. Os anjos humanos são otimistas com relação aos ideais humanos. Escolhem ser humanos para experimentar as alegrias dos seres humanos, de modo que farão o máximo para viver uma vida plena. O engraçado é que eles ainda não o engoliram, por assim dizer, e às vezes se colocam em situações engraçadas. Sempre parecem estar no processo de aprendizado da linguagem do comportamento humano. As crianças os experimentam como espíritos familiares nesse processo de aprendizado. As crianças e os bebês são atraídos para os anjos humanos. Os anjos humanos são naturalmente encantadores, doces, graciosos, amorosos, espirituosos e adoram uma boa risada. Para eles, a vida é mais ou menos a alegria do momento. Têm afinidade com os ideais angélicos e desejam proporcionar a todos um final feliz. Os anjos humanos esperam e buscam ver as formas celestiais por toda parte ao seu redor, indo aonde forem no planeta Terra. Os anjos humanos sabem que são protegidos e guardados na Terra. O número treze sempre lhes traz sorte. Eles têm a habilidade de fazer todas as crenças supersticiosas funcionarem em seu favor. Sua vida é cheia de eventos sincrônicos e coincidências favoráveis. Essencialmente, levam vidas encantadas porque sabem como atrair para si o amor e a felicidade. Seus lares podem ser decorados com as cores celestiais de uma concha de abalone. Eles distribuem rochas, seixos, pedras, gemas, conchas ou fósseis por toda a casa. Esse hábito aprofunda seu vínculo com o reino terrestre, o reino no qual brincam os devas, elfos e fadas, e ajuda a mantê-los ancorados. De outro modo, eles teriam a tendência de desejarem sair flutuando para o éter.

52

A luz é uma constante na vida de um anjo humano. Se a iluminação não estiver certa num aposento, eles não se sentirão satisfeitos até que possam concebê-la e arranjá-la da maneira correta. Os anjos humanos refletem luz através de seus corpos de maneira poderosa ou incomum, perceptível à luz do sol, da lua, de velas e em fotografias. Freqüentemente falam sobre luz — a luz do sol, luzes neon, relâmpagos, prismas, cristais, luz rosada, itens que brilham no escuro e no ur, sobre a água ou a neve. Você vai encontrar com freqüência anjos humanos olhando para o céu e notando pássaros magníficos em lugares inesperados, nuvens que parecem anjos, arco-íris onde não houve chuva, uma abundância de estrelas cadentes à noite e estranhas e lindas paisagens que você não pode explicar. Os anjos humanos têm reverência por coisas lindas, como os raios de luar, o crepúsculo e a natureza no que esta tem de mais exuberante. Se você se sente como um anjo humano ou um ser humano aspirando a ser um anjo, tenha em mente que sua ajuda vem do céu. Isto significa que, se fica exasperado por ser humano, você precisa se lembrar que escolheu isso para aliviar os humanos aqui da terra. Você os amava tanto que decidiu tornar-se um. Ou decidiu transformar sua humanidade em estado angélico. De qualquer modo, lembre-se de que seu objetivo é trazer o céu e a leveza para a terra e de que você agora é humano e precisa seguir as lições que a sua humanidade vai lhe proporcionar.

Pistas para identificar anjos humanos e aspirantes a anjos

1. 2. 3. 4. 5.

Você se sente leve e aéreo às vezes e fica convencido de que poderia voar ou flutuar através das nuvens. Você tem experiências de alegria celestial e leveza que o fazem rir descontroladamente. Você vê os outros humanos e a si mesmo como inocentes e lhe é fácil perdoar e esquecer.

Você tem dificuldades em levar a sério o conceito de dinheiro; fica inclinado a brincar o tempo todo com o dinheiro em vez de ser motivado por ele. Às vezes você se descobre observando amorosamente a vida, como se fosse invisível. Por vezes, os adultos parecem enxergar diretamente através de você, como se você fosse transparente. As crianças e os bebês sempre o notam e são atraídos para você de maneira especial. Se uma ou mais dessas pistas o tocaram, então você tem tendências angélicas definidas. Pode desenvolvê-las ainda mais com a ajuda deste livro e de seus irmãos e irmãs espirituais no céu, os anjos. Sensitivos Todos são sensitivos em certo grau, mas um sensitivo é alguém que é ultra-sensitivo. Às vezes, não é muito fácil ser sensitivo. Os sensitivos recebem impressões fácil e rapidamente. Recebem impressões que os outros não percebem. Começam a sentir-se responsáveis por terem recebido um forte conhecimento interior sobre alguma coisa ou alguém. Sua intuição é extremamente aguçada, a ponto de, às vezes, duvidarem propositadamente dela, de modo a não ficarem sobrecarregados. Os sensitivos são em geral muito inteligentes e criativos mas, sendo tão sensitivos, pode ser-lhes difícil utilizar seus dons e enfrentar uma possível rejeição e outras condições adversas. Alguns sensitivos podem assumir a dor física e as sensações de outro ser humano ou sentir a dor emocional de outro às vezes mais profundamente do que a pessoa que de fato a experimenta. Isso pode forçar os sensitivos a usarem o piloto automático, a criarem uma rotina automática para se protegerem de sentir demais. Isso não é necessário. Os sensitivos podem aprender a compreender a si mesmos e podem aprender maneiras de se distanciarem da dor dos outros sem usarem o piloto automático. Os sensitivos são atraídos pelos ideais e padrões de pensamento do movimento da Nova Era, ou para outras formas de idealismo e misticismo religioso e filosófico. Os sensitivos que desejam compreender a si mesmos são inclinados a buscar informações de vidas passadas e leituras psíquicas a respeito de seu futuro. Essa necessidade de uma sensação de certeza e orientação pode tornar-se um problema em si mesmo. A leitura de cartas e outras informações dadas através de médiuns podem tornar-se uma muleta ou um vício; pior ainda, essas práticas podem evitar que você viva inteiramente no presente como capitão do seu próprio navio. No final, os sensitivos podem descobrir que a Nova Era simplesmente não é, por alguma razão, suficiente; algo está faltando. Uma explicação para essa sensação de que algo está faltando pode ser o fato de que eles perderam a perspectiva de suas razões iniciais para explorar a Nova Era. Se estavam buscando a verdade espiritual em outras direções porque a religião organizada os deixava indiferentes, poderão descobrir que ainda assim continuam indiferentes. Os sensitivos desejam a verdade, mas às vezes se desviam do caminho por serem tão sensíveis, suscetíveis e mediúnicos. Os sensitivos precisam amar e aceitar sua sensibilidade como um dom especial, e aprender a sintonizar com perfeição o seu dom, de modo que este sirva a eles e aos que os rodeiam. O Eu superior dos sensitivos se parece com o de um anjo. Eles vieram para aprender lições semelhantes e sua natureza interior é igual. Suas casas podem até dar a sensação de uma missão, mosteiro ou capela. Os problemas dos doentes, desabrigados e empobrecidos podem ou levá-los a trabalhar numa das profissões de assistência ou abatê-los a ponto de tirar até a sua vontade de sair de casa. Num nível mais elevado, os sensitivos podem ser capazes de entrar em estados onde têm visões beatíficas e enlevos místicos que os deixam com sensações de temor, de reverência e de perfeição. Os sensitivos são muito dotados nas belas artes. O problema é que sua sensibilidade e sua natureza santa evitam que partilhem seus dons — com freqüência por medo de rejeição ou de um sucesso de que não se sentem merecedores. Os sensitivos podem usar os anjos para ajudá-los a compreenderem melhor a si mesmos e a desenvolverem instrumentos para seu próprio crescimento e para viver com sucesso no mundo freqüentemente insensível que os rodeia. Os anjos podem ajudar os sensitivos a desenvolverem seus dons de modo que possam partilhá-los e enriquecer o mundo ao seu redor. Além disso, às vezes, os sensitivos necessitam de armaduras e os anjos podem proporcionar a armadura para

53

protegê-los na vida cotidiana da terra. Os anjos podem ajudar os sensitivos a se tornarem os ultra-humanos que estão destinados a ser. Pistas para identificação da personalidade sensitiva

1. 2. 3. 4. 5. 6.

Você se descobre fundindo-se com os outros a ponto de sentir sua dor física e emocional. Você lamenta por todos, e não apenas por si mesmo. Você parece ser médium e recebe impressões com facilidade. Com muita freqüência pensa alguma coisa e a pessoa com quem você está diz essa coisa ou vice-versa. As pessoas comentam com freqüência sua extrema sensibilidade.

Experimentar a vida pode ser completamente avassalador às vezes, a ponto de você dever se afastar ou "desistir". Você é atraído pela astrologia, por leituras psíquicas, cartas de tarô e fenômenos metafísicos, e gosta de dormitórios escuros para isolamento e restauração. Você tem um sentido forte e inefável da verdade. Você sabe, mas não diz. Se alguma das afirmativas acima o tocou, você é sensitivo. Este livro foi escrito para ajudá-lo a desfrutar mais a vida e desenvolver seus dons e criatividades para o seu bem supremo. A Parte Cinco relaciona alguns outros livros que poderiam ser de interesse para você. Por favor, use os anjos para as suas reparações psíquicas e aprenda a confiar em si mesmo. Todas as respostas estão dentro de você; tudo o que você deve fazer é confiar. Você tem tudo o que é necessário para ser ultra-humano; portanto, traga os anjos para o seu lado e estará no seu caminho. Capítulo 34 A PRÁTICA DO AMOR E DA GENTILEZA Amar por ser amado é humano, mas amar pelo amor é Angélico. Alphonse de Lamartine Pedi à minha sobrinha de quatro anos que me contasse o que sabia sobre anjos. Ela disse: "Eles provavelmente brilham no escuro... e, naturalmente, sabemos que eles têm pés." E, o que é mais importante, ela me disse que os anjos gostam de criancinhas. Eu concordei e lhe perguntei, uma vez que ela era uma criancinha, se os anjos tinham alguma mensagem para todos nós aqui na terra. Ela respondeu rapidamente: "Sim. Sejam gentis com os outros e amem uns aos outros!" Pouco tempo depois de ela me dar essa mensagem, tive a oportunidade de ouvir o Dalai Lama falar. O Dalai Lama é o líder espiritual dos budistas tibetanos e está vivendo no exílio. O sentimento geral que emanava de toda a platéia elevou minha alma no momento em que entrei no prédio — senti como se estivesse flutuando num oceano de amor. Tive o privilégio de sentar-me na frente do auditório, onde as famílias tibetanas estavam acomodadas. A expressão de seus rostos quando o Dalai Lama surgiu para falar era incrivelmente comovente e senti como se me tivesse fundido com o seu mundo. Senti uma onda de verdadeira compaixão mesmo antes de saber que este seria o tema da palestra do Dalai Lama. Basicamente, o Dalai Lama tinha para nós a mesma mensagem que a minha sobrinha transmitiu dos anjos. O título de sua palestra era "Uma Abordagem Humana da Paz Mundial". Falou sobre a prática da compaixão com os outros como modo de desenvolver a estabilidade interna e um sentido de responsabilidade pela família humana. A compaixão proporciona segurança e ânimo interior e nos permite reduzir o medo de desenvolver a autoconfiança com consciência. O que o Dalai Lama chama de compaixão é na verdade o altruísmo. Quando você demonstra gentileza e age com um sentimento de empatia para com uma pessoa muito pobre, a sua compaixão é baseada em considerações altruístas. Por outro lado, o amor pelo seu parceiro, amante, cônjuge, amigo ou filhos é geralmente baseado no apego. Quando o apego muda, a sua gentileza também muda (e pode até desaparecer). O amor real não se baseia no apego mas no altruísmo. O Dalai Lama disse que a principal fonte de felicidades e alegrias supremas é a estabilidade e paz mental. Várias coisas podem interferir na paz mental. Uma delas é a raiva. O Dalai Lama disse que a raiva diminui a mente — o que é totalmente inútil e parece uma proteção contra o que poderia acontecer. A raiva nos engana. A pessoa pode destruir sua propriedade, seu corpo, seus amigos e todas as supostas fontes de sua felicidade, mas a verdadeira estabilidade e a paz mental não podem ser destruídas, a não ser que o cérebro seja fisicamente atingido. Nós somos mente; somos consciência. O verdadeiro inimigo de nossa paz mental não é exterior, mas interior, como a raiva. O fundamento para solucionar os problemas humanos reside na transformação das atitudes dos homens. Se somos felizes, verdadeiramente felizes, sem razões exteriores, com a mente em paz, podemos dar gentileza e amor a outras pessoas sem esforço, porque estamos nos abastecendo numa fonte ilimitada. Senti-me compelida a partilhar essa informação com você porque ela resume a mensagem dos anjos para nós. Em primeiro lugar e acima de tudo, os anjos desejam que saibamos que devemos encontrar nosso próprio centro dentro de nós mesmos — o lugar onde não mais precisamos julgar tudo como bom ou mau e onde a raiva não interfere com a nossa paz interior. Com a estabilidade mental, chegam a paz e a felicidade verdadeiras. Com a paz e a felicidade verdadeiras, chega o impulso de sermos gentis com nós mesmos e de amarmos mais a nós mesmos, de modo que possamos amar os outros e ser gentis com eles. Esse é verdadeiramente o primeiro passo na direção à paz mundial. É uma mensagem crucial e oportuna. Não devemos continuar a destruir nem a superpovoar egoisticamente a terra por uma vida curta de suposta felicidade, apenas para deixá-la num estado pior para os nossos netos e os filhos dos nossos netos.

54

Não desejo me afastar da simplicidade da mensagem original, de modo que vou deixar a você a tarefa de chegar à sua própria paz e à sua própria estabilidade mental. Espero que este livro se mostre útil de alguma maneira. A mensagem é intemporal e transcende todas as barreiras culturais e físicas. Assim, por favor, deixe-a começar com você: "Sejam gentis com os outros e amem uns aos outros" — agora, antes que seja tarde demais. Deixe que esse seja o seu lema para que você se torne uma força angélica na terra. Gostaria de agradecer a Frankie Lee Slater por me emprestar suas anotações da palestra do Dalai Lama. Capítulo 35 O FÓRUM ANGÉLICO O Fórum Angélico deste capítulo apresenta uma discussão aberta sobre os anjos. Nele, uma variedade de pessoas expressa o seu ponto de vista sobre os anjos. Suas histórias ilustram as várias maneiras pelas quais os anjos interagem com seres humanos. Os tópicos e opiniões expressos não coincidem necessariamente com os meus e as pessoas que exprimem seus pontos de vista não concordam necessariamente com tudo o que escrevi neste livro. A primeira contribuição é um poema escrito por minha sobrinha de oito anos. Poema Angélico Elizabeth Ann Godfrey Os anjos são muito santos e têm dois metros de altura. Usam lindas vestes brancas e um halo. Guiam você a cada minuto do dia. Mesmo que você não possa vê-los, eles estão aqui. E eu sei que você não pode estender a mão e tocá-los. Eles tomam você feliz quando está triste. Os anjos ajudam e amam muito você. Às vezes, nas pinturas, os Anjos têm asas, mas não estou certa se eles têm asas na vida real. Eles vivem na terra com você, exceto por também ainda estarem no céu. Eu sei que é confuso para você — é confuso para mim também! Atraindo Amor e Romance Mary Beth Crain Sempre que penso em chamar os anjos para ajudar em minhas peripécias românticas, lembro-me de um episódio de "Gilligan's Island". Nele, o professor constrói um grande robô que supostamente faz tudo o que você lhe pedir. Naturalmente, todos na ilha concordam que o robô deve construir um barco que possa levar todos para casa. Todos fazem as malas, apresentam as despedidas e se encontram na praia ao amanhecer. Sem dúvida o robô seguiu as instruções e construiu um navio de luxo. O único problema é que o navio tem trinta centímetros de comprimento. "Opa!", diz o professor. "Imagino que esqueci de lhe dar as dimensões." Nunca se esqueça de dar as dimensões aos anjos. Porque, como todos sabem a esta altura, nossos amigos metafísicos são brincalhões incorrigíveis e só precisam de uma minúscula desculpa para transformarem o drama da nossa vida numa grande piada cósmica. Eles tentam nos passar uma rasteira e, às vezes, quando suas pequenas travessuras passam dos limites, Deus, a Virgem Maria ou um santo particularmente conhecido por algo sóbrio, como um martírio horrível, interferem para dar-lhes uma reprimenda. Ao menos espero que isso tenha acontecido quando rezei para que me aparecesse um homem que realmente me amasse, e obtive alguém que usava uma colônia com cheiro de inseticida e que tinha uma esposa enorme e gorda que ninguém, nem mesmo os anjos, gostaria de encontrar numa viela escura — nem iluminada. É desnecessário dizer que isso foi desalentador. Não apenas me senti completamente repugnada pela resposta às minhas orações, como a obsessão desse homem não conhecia limites. Foram presentes, cartões, telefonemas, súplicas. Eu queria fugir pessoalmente para a Ilha Gilligan, só para escapar dele. Quando a minha paciência acabou, liguei para Terry Taylor, que me disse que aquele era, definitivamente, o momento de fazer uma conferência angélica. Disse-lhe que pensava que, definitivamente, era o momento do reformatório angélico. Mas chamei meu anjo do amor e do romance (AAR) e nossa conversa foi mais ou menos a seguinte: Eu: Obrigada mesmo! AAR: Bem, você pediu um homem que realmente a amasse. Eu: Mas ele se perfuma com inseticida! AAR: Lamento. Você não especificou. Eu: Não especifiquei? Até que ponto temos de ser específicos aqui? AAR: Tão específicos quanto for necessário para atrair a pessoa certa. Eu: Escute, supõe-se que vocês, rapazes, saibam tudo que estou pensando, de qualquer modo. AAR: Queremos que você saiba o que está pensando. Que seja muito clara a respeito. De outra maneira, as coisas que irá atrair estarão ligeiramente fora de contexto. Eu: Imagino que tenho sorte por você não me ter enviado um chimpanzé ou algo assim. AAR: Volte e medite sobre o homem que realmente deseja. Veja-o, sinta-o, chame por ele. Nós captamos a mensagem. Eu: Basta assegurar que ele capte a mensagem, OK? AAR: Palavra de escoteiro. Eu: Seus dedos estão cruzados. AAR: Opa. Não pensei que você fosse perceber. Acredite-me, você precisa vigiar esses caras. De qualquer maneira, voltei e pensei sobre onde havia errado. Eu tinha pedido um homem mais velho, que partilhasse de todos os meus interesses, tivesse inclinações espirituais, fosse apaixonado e tivesse carreira própria. Mas não havia especificado o seu estado civil nem que eu também deveria me

55

sentir atraída por ele. Você poderia pensar que os anjos iriam saber desses detalhes óbvios, mas não é o que acontece. Definitivamente, é preciso dizer tudo. Então fiz outra meditação. Relaxei, senti uma luz branca e dourada passando através de mim, dos dedos dos pés ao nariz, me dirigi ao meu local mental imaginário favorito, que é um campo gramado junto a um lindo riacho, e imaginei meu par ideal. Vi seu rosto e seus olhos; senti seu amor gentil e incondicional. Fiz uma lista de todas as suas qualidades, me certifiquei de que tivesse um cheiro simpático e não tivesse uma mulher do tamanho do Mount Rushmore. Então convoquei mentalmente meu anjo do amor e do romance. "Ei-lo", disse eu. "Traga-o para mim. E nada de brincadeiras!" Bem, levou cerca de seis meses. Mas posso contar alegremente que hoje sou a orgulhosa companheira de um homem adorável e adorador, de setenta anos, que partilha de meus interesses, tem sua própria carreira, é profundamente religioso, não é casado e usa uma colônia que me faz perder a cabeça. Na verdade, conheci-o no dia de Natal, na missa, o que apenas serve para lhe mostrar que, quando decidem fazer as coisas corretamente, os anjos montam o espetáculo completo. Naturalmente, há algo mais em atrair o amor e o romance do que simplesmente programar seus anjos. Você precisa se sentir bem consigo mesmo, precisa sentir que merece o melhor. E precisa prestar atenção. Um de meus cartoons favoritos mostra uma mulher sentada numa pedra, contemplando seu Príncipe Encantado. "Algum dia meu Príncipe virá", ela sonha acordada. "Ele será bonito e perfeito, e irá carregar-me nos braços..." e no mesmo momento aparece um homem montado num cavalo branco. "Desculpe-me", diz. Mas a mulher não o ouve. Está ocupada demais fantasiando a respeito de seu Príncipe. "Desculpe-me", diz o homem novamente, "sou o Príncipe Encantado." Mas a mulher ignora-o totalmente. "Ele terá cabelo louro, adorará dançar e..." continua ela. E com um suspiro, o Príncipe Encantado vira o cavalo e parte a trote. Portanto, você deve notar quando os anjos lhe enviam alguém. Então deve trabalhar no relacionamento, porque nada vem de graça, especialmente quando os anjos estão envolvidos. Eles gostam de ver você merecer sua presa. No meu caso, o homem que eu amava era muito tímido e tive de trabalhar como o diabo para deixá-lo à vontade ao meu lado. Com efeito, houve muitos momentos em que estive pronta para declarar-me derrotada. Mas em cada meditação que fazia os anjos confirmavam que era ele. Eu simplesmente não devia perder a fé. E, de fato, um dia aconteceu o milagre e ele me perguntou, muito timidamente, se eu gostaria de jogar golfe com ele, e daí por diante a vida tem sido uma maravilha. Oh, sim, aqui está outra coisa que você poderá tentar se estiver tendo problemas de relacionamento e deseja uma confirmação "sim" ou "não" por parte dos anjos. Simplesmente peça-lhes para lhe enviarem um sinal de que a pessoa é ou não aquela que o universo escolheu para você. No meu caso, pedi aos anjos que me enviassem uma rosa para confirmar que esse camarada era "aquele". E cerca de cinco dias mais tarde, uma freira amiga minha e eu nos encontramos para o almoço e a primeira coisa que ela fez foi estender-me um cartão de novena de Santa Teresa. Eu o abri e ali dentro estava a mais doce das pequenas rosas cor-de-rosa. Que grande arrepio! "Jan", eu disse. "Por que está me dando isto?" "Foi a coisa mais engraçada", replicou ela. "Mas ontem estava dirigindo e me perdi, terminando num hospital mantido por uma ordem de irmãs devotas de Santa Teresa. Havia uma capela no hospital com um nicho para Santa Teresa e rosas por toda a volta. E subitamente senti que tinha de rezar por você, para que Deus lhe desse um relacionamento lindo, satisfatório e estimulante. E apanhei esta rosa do nicho." Portanto, os anjos estão escutando. Basta manter um olho neles porque, como eu disse, seu humor às vezes pode ser mais do que se pede. Na verdade, penso que eles podem ter escrito a série "Gilligan's Island" toda e que a reapresentam lá embaixo no inferno, pela eternidade. De modo que, a partir de hoje, vou ser muito boa. Você também vai, não é? Sobre Anjos Francis Jeffrey (1) PENSAMENTOS CIENTÍFICOS DE JEFFREY SOBRE OS ANJOS Anjos e idéias Anjos são criaturas da imaginação. Isso não significa que eles sejam menos reais do que você. Alguns mestres esotéricos dizem aos discípulos: "Você não passa de uma idéia!" Ao que certos discípulos replicam: "Sim, mas sou realmente uma boa idéia." Como disse Shakespeare: "Somos do mesmo material de que são feitos os sonhos." E os anjos evidentemente são feitos do mesmo material que o aspecto não-material de nós mesmos. Assim, os anjos podem coexistir conosco em nosso mundo individual de idéias, pensamentos e imagens — onde existimos, conectados algo misteriosamente com nossos corpos e geralmente concentrados no nosso corpo ou, mais precisamente, "em nossa cabeça". Anjos no cérebro Quando pensaram seriamente sobre a ligação entre a mente e o corpo, os filósofos e cientistas em geral apontaram para o cérebro e concluíram que o cérebro é o ponto em que a mente opera o corpo (ou penetra nele). O cérebro é composto de um trilhão de pequenas células (chamadas neurônios), todas colocadas juntas, e que estimulam umas às outras (quimicamente) com suas minúsculas gavinhas. Quando uma agitação de atividade (ou conversa) passa por esse grupo, há uma atividade que parece a de um computador rodando o seu programa. Um programa é simplesmente uma seqüência de eventos, planejados de antemão, ou uma seqüência de decisões previstas por antecipação. (Nesse aspecto, um programa de computador não é muito diferente de um programa de televisão, exceto pelo fato de que, num programa de televisão, todas as decisões são tomadas antes, e não simplesmente antecipadas.) Esses "programas" resultam no que você faz ou experimenta.

56

Agora imagine minúsculos anjos estacionados em cada uma dessas células, inclinando a conversa para um lado ou para o outro. Essa idéia é semelhante ao modelo de um anjo da guarda para uma pessoa, com a diferença de que esses pequenos anjos estão orientando células individuais. Dando um pequeno cutucão para um lado ou para outro, eles poderiam introduzir uma mudança sutil em suas percepções, ou uma pequena mas decisiva mudança em seu comportamento. Esses pequeninos anjos poderiam fazer um pouco de jardinagem ornamental com suas minúsculas gavinhas e, dessa maneira, efetuar mudanças permanentes em seus programas cerebrais. Estariam então agindo como os editores de programas cerebrais descritos em outra parte deste livro. Eles só farão isso quando convidados. Quando ativos, você provavelmente notará sua presença como uma sensação cálida e indistinta na cabeça, como um brilho rosado ao redor de tudo que você olhar, como um eco melodioso de sons ou como uma fragrância de uma noite cálida de verão, quando o ar está prenhe da promessa de possibilidades desconhecidas. Anjos e endorfinas As endorfinas são uma espécie de produto químico natural encontrado no cérebro. São associadas com o prazer e o alívio da dor. Na verdade, parece que a presença das endorfinas aumenta a capacidade do cérebro de "esconder suas mensagens" — dessintonizar sinais desagradáveis dos nervos da dor e focalizar sua atenção onde quer que você deseje que ela vá. Evidentemente, essa liberdade de atentar como desejamos para seja o que for que nos agrada é o estado que chamamos de "prazer". A dor, por outro lado, é alguma situação dolorosa ou doentia que exige nossa atenção e que empurra o nosso cérebro, com estardalhaço, para o processo. Os anjos podem servir à mesma finalidade que as endorfinas, posicionando-se nos cruzamentos-chave do cérebro, proibindo que passem sinais indesejados. Naturalmente, se você decidir usar anjos dessa maneira, tome cuidado para não cair na síndrome do "abuso angélico", onde você esconde tanta coisa o tempo todo que, no final, "perde o contato".

(2) OBSERVAÇÕES NÃO-CIENTIFICAS DE JEFFREY SOBRE OS ANJOS Anjos que curam Imagine um globo de luz radiante, distante, no céu. Retire um pedacinho desse brilho dourado e modele um pequeno anjo. Diga: "Alô, anjo", e dê-lhe um nome. Repita esse procedimento até dispor de toda uma linha de pequeninos anjos estendendo-se em sua direção através do espaço. Dirija-os para a parte de seu corpo que está doente ou dolorosa. (Ou dirija-os para alguma outra pessoa que você deseje curar.) Veja os anjos chegarem ao cenário e envolverem a área doente ou ferida, permeando os tecidos e células com sua intensa e cálida luz dourada — afastando a dor e a inflamação. Se a situação é realmente séria, tome as emanações de luz dourada desses anjos e transforme-as em números mais vastos de anjos menores, que podem ir trabalhar num nível celular, tratando cada célula individualmente. Se você é partidário do modelo médico de cura, tente uma injeção angélica intravenosa. Imagine um tubo translúcido descendo da fonte angélica através do espaço, até uma de suas veias (ou diretamente até a parte do corpo que está doente). Pequenos anjos — ping, ping, ping — descem flutuando por esse tubo para o seu corpo, onde realizam suas atividades de cura. Certamente não estamos recomendando que você substitua o tratamento físico por esta prática no caso de condições sérias, diagnosticadas medicamente! Use-o para complementar os cuidados médicos tradicionais.

Papai Noel Voando sobre a Groenlândia em 1987, no dia da Convergência Harmônica, tive uma impressionante experiência revelatória. Enquanto olhava pela janela do 747, a dez mil metros de altura, notei marcas de cascos e rastros de trenó sobre os campos de neve inteiramente brancos. Interessante, refleti, ainda estão usando trenós e renas na Groenlândia. Então, quando uma sombra de nosso avião atravessou a trilha dos rastros, o impacto total me atingiu: aqueles rastros eram enormes! Para aparecerem daquele tamanho, vistos daquela altitude, o trenó devia ter o tamanho de um avião de transporte! E as renas também deviam ser de estatura titânica. E quem estaria dirigindo aquele trenó? Então recebi a revelação completa: Papai Noel! Sim, naturalmente, é assim que ele o faz! Ele é enorme! Ele tem brinquedos à vontade para todos. Mais tarde refleti no significado verdadeiro de Papai Noel e percebi que SANTA [nome anglo-saxão para Papai Noel] é a sigla de Super Angelic Nocturnal Transport Angel (Anjo de Transporte Noturno Superangélico). SANTA é um gigantesco ser angélico que transporta coisas durante a noite. SANTA é um anjo de finalidade especial designado para o planeta Terra. A nuvem luminosa Vários meses depois de minha revelação sobre Papai Noel, eu estava em Malibu, Califórnia, e uma amiga da praia me pediu para ir de carro apanhar alguém que desejava visitá-la mas que não tinha transporte. Essa mulher — vou chamála de "K" — estava hospedada numa casa nas montanhas. Parti através da escura noite invernal e quando olhei para a direção geral para onde estava me dirigindo, vi algo que jamais vira antes — algo que me deixou atônita. Era uma

57

nuvem luminosa erguendo-se acima das montanhas, como um pilar de luz cintilante de múltiplas tonalidades. Primeiro pensei na aurora boreal, mas esta nunca é visível das latitudes temperadas de Los Angeles e, além disso, essa torre de luz era claramente um fenômeno local. A estrada serpenteava pelas montanhas e pude ver que estava me levando cada vez mais perto da nuvem luminosa. Perguntei-me se por fim iria chegar à sua base — como ao final de um arco-íris. Finalmente, a estrada fazia uma curva numa encosta íngreme que bloqueava minha visão imediata da torre de luz. Ali, naquela encosta, encontrei o endereço desejado. A casa estava totalmente escura. Toquei a buzina e logo vi emergir uma figura alta de roupão branco, trazendo uma lanterna e convidando-me a subir pelo caminho. O roupão que a mulher usava revelou ser um roupão de banho. Ela me agradeceu por ir e se desculpou por não estar exatamente pronta para partir, porque as luzes se haviam apagado algum tempo antes e ela não conseguira localizar a caixa dos fusíveis. Ajudei-a a encontrar a caixa dos fusíveis e restaurar a eletricidade. Quando as luzes voltaram, vi uma mulher alta e loura que tinha certa semelhança com Brigette Nielsen. Em nosso caminho para a praia, em meu carro, "K" começou a me contar sobre anjos. Falava deles com a maior naturalidade. Vinha mantendo contato íntimo com eles há anos. Em suas meditações, juntava-os ao seu redor e, como uma nuvem, eles a acompanhavam onde quer que ela fosse. Em meu pequeno carro, pude sentir que isso era verdade (mais tarde, durante um jantar com nossa amiga mútua, "K" parecia mais uma mulher sofisticada normal. Soube que estava em férias, tendo vindo de sua casa nas solidões geladas do Canadá). Vários dias depois, levado por uma notável cadeia de coincidências a viajar centenas de quilômetros, eu iria conhecer uma jovem de aspecto muito angélico, chamada "T", que tinha vagos planos de escrever um livro sobre anjos! Curando com os Anjos Linda Zwingeberg Fickes Todos os profissionais da cura, sejam micro cirurgiões, dentistas, acupunturistas ou curadores de fé evangélica, trabalham com os anjos curadores do corpo. Eles precisam trabalhar com a natureza. A natureza é vida com inteligência. Um anjo é simplesmente uma inteligência da natureza que orienta uma centelha de vida para sua perfeita realização. Um anjo pode supervisionar a centelha de vida de uma célula do corpo, de um órgão, dos corpos físico, mental ou emocional, da alma, do Cristo interior ou do corpo do Eu Sou. Um anjo pode ser pequenino ou enorme. Mas cada anjo tem a qualidade do sincronismo perfeito com o bem daquela vida e de todos. Nenhuma cura se realiza sem o cuidado dos anjos. O homem, o "curador", simplesmente remove os obstáculos e abre as portas, para que os anjos possam fazer seu trabalho. O anjo ou inteligência que supervisiona o corpo físico dirige e coordena os anjos que compõem aquele corpo — os anjos da pele, do sangue, do sistema nervoso e assim por diante. Esse ser angélico também interage com os anjos de todos os nossos corpos sutis. Quanto mais sutil o corpo, tanto mais próximo de Deus e tanto mais poderosa e simples a vida angélica no interior daquele corpo. Todos os corpos sutis são guiados por sua tendência natural ou inteligência própria. O corpo mental é composto de pensamentos e idéias, cada um dos quais tem um anjo para realizá-lo. O corpo emocional é um corpo sutil composto de fluxos de energia emocional. Cada fluxo de emoção tem um anjo orientador. Quando esses anjos sofrem restrições, a vida fica engarrafada. A energia fica frustrada e, conseqüentemente, alcta os corpos mental e físico, mais grosseiros. Muitos terapeutas estão descobrindo como permitir aos anjos emocionais assistirem no processo de liberação da energia emocional, que sempre se conclui com amor. O corpo etérico, ou alma, é a planta perfeita e original da existência de um indivíduo. Por essas razões, traz o desenho da matriz original criada para ele por Deus. Procure pelos anjos do corpo etérico ou da alma e você verá uma sutil matriz geométrica de estrelas. As estrelas estabelecem um tom de perfeição e harmonia para cada parte do nosso corpo. No nível do Cristo interior, além da alma, o corpo é ainda menos complexo e composto das qualidades de amor e compaixão universais. Quando nos conectamos conscientemente com as nossas intenções universais, os anjos críticos nos ajudam a realizá-las. O corpo sutil do Eu Sou é ainda mais próximo de Deus e portanto mais simples e mais poderoso. No nível do Eu Sou, encontramos as qualidades puras de nosso próprio ser divino. Um fornecimento de energia desse nível poderia ser: "Eu Sou Poder", "Eu Sou Amor" ou "Eu Sou o Que Sou". Entrar em contato com os anjos crísticos e do Eu Sou, e sentir sua consciência e poder, é extasiante e transformador. O objetivo de todos os anjos de cada um de nossos corpos é realizar o propósito divino do nosso Eu Divino. Para o Ser que chamamos Terra, assim como para o Ser que é cada um de nós, isso simplesmente significa o funcionamento completo e perfeito da Natureza, de toda a Natureza. Todos os anjos da nossa própria vida fluem da identidade e é possível alcançar os do paciente para a cura. COMO USAR OS ANJOS PARA CURAR 1. Abra seu coração, com amor e confiança, aos anjos do corpo do Eu Sou, Crístico ou da alma, seu ou de seu paciente. A confiança é importante, pois os anjos não se adaptarão às suas técnicas. Suas técnicas devem segui-los! Seu sucesso vai refletir até que ponto você consegue seguir a natureza.

2.

Feche os olhos. Imagine o corpo e localize o problema na tela do seu coração. Partilhe com os anjos o problema com que está preocupado, por exemplo, uma alergia a laticínios que provoca congestão dos seios nasais ou dor nos tornozelos. Quanto mais específico o problema, tanto mais específicos os anjos que você convocará. Comece com a mente aberta, de modo que os anjos possam dar-lhe uma visão geral do caso. Eles poderão mostrar-lhe algo que inicialmente não faz sentido, mas você logo ficará surpreso com sua sabedoria.

3.

Peça uma visão de como os anjos do corpo gostariam de curar esse problema. Você pode ficar muito aberto a isso imediatamente ou necessitar de alguma prática. Lembre-se de que seu nível de consciência determina onde você

58

obtém as respostas. Você obterá uma visão que magnetiza poderosamente os anjos necessários ao trabalho. Essa compreensão também magnetizará suas mãos, sua mente e seu corpo de energia para usar as palavras certas, colocar as mãos exatamente onde necessário e levar a energia perfeita ao corpo para ajudar a remover os bloqueios ou integrar a luz que já entrou.

4.

Pergunte por onde começar. Siga a orientação dos anjos. Os anjos curam em ondas que tocam todos os corpos sutis. Precisamos respeitar a ordem na qual os anjos do paciente desejam que o cuidado seja dispensado. Continue fazendo perguntas. Ser-lhe-á mostrado como a cura poderá ser melhor desdobrada. Poderá ser-lhe mostrada, por sensações em seu próprio corpo, qual a próxima área a trabalhar. Isso não significa que você esteja atraindo o problema para dentro de si mesmo para transmutá-lo. Deixe que os anjos cuidem de tudo. Seu corpo simplesmente ressoa com a cura e você também recebe um pouco de cura.

5.

Uma vez que você abriu as portas, pergunte aos anjos que tipo de apoio ajudaria: terapias nutricionais, exercícios específicos, descanso, riso, música, visualização, respiração, tons de cores. Não precisamos mais fazer tudo por nós mesmos; os anjos estão aqui para ajudar. Não podemos nos permitir acreditar que sabemos melhor. Temos uma sociedade com os anjos que pode tornar a terra, novamente, um paraíso. Livre-se de todas as imagens que tem armazenadas sobre como deveria ser curado. Deixe a Natureza nutri-lo de alegria. A contribuição acima foi extraída, com gentil permissão da autora, de Connecting Links, vol. 1, n? 3. A Dra. Linda Zwingeberg Fickes vive no Havaí com sua filha e o marido, Bob. Linda e Bob ministram cursos e seminários por todo o país. Você pode ligar para (808) 262-7239, ou entrar em contato com eles por escrito. Seu endereço é: Council of Light, Inc. 1496 Humu'ula St. Kailua - HI96734 U.S.A. El Shaddai — O Deus Mais do Que Suficiente Daniel Kaufman Os sufis têm uma palavra maravilhosa para Deus — El Shaddai — que significa "O Deus Mais do Que Suficiente". El Shaddai é meu termo favorito para exprimir bênçãos ilimitadas concedidas a quem está disposto a receber, para exprimir o amor que é acumulado sobre nós se somos amorosos e estivermos dispostos a recebê-lo, a abundante beleza do mundo angélico e a beleza extraordinária de nosso próprio paraíso terrestre, se estivermos prontos a experimentá-la. Sempre senti que a gratidão é a chave para liberar quaisquer momentos dolorosos e impregnados de autopiedade. Nessas ocasiões, peço aos meus anjos e guardiães da gratidão para me lembrarem das numerosas bênçãos de minha vida. É impossível ter autopiedade quando me lembro que tenho olhos que vêem, mãos que podem tocar, pintar e escrever, uma boca para beijar minha amada esposa e meu bebê, um cérebro para desfrutar da vida (e para criar problemas a resolver), um coração que funciona milhões de vezes automaticamente e a capacidade de sentir amor. Essas bênçãos refletem a generosidade de El Shaddai — de me conceder bênçãos e anjos para me ajudarem, amigos, ar e água, de, por nenhuma outra razão além do meu nascimento aparentemente casual a quatro de maio de 1949, na cidade de Nova York, entre milhões de outras pessoas nascidas casualmente, me conceder tantas maneiras de encontrar prazer, amor e realização numa terra de liberdade e oportunidade. Isso é mais do que suficiente; esse é o amor infinito e a benevolência do Criador, do Princípio Universal — o fato de eu ter nascido com a capacidade de conhecer a mim mesmo, de encontrar dentro de mim a mesma beleza que percebo no mundo exterior. Duas coisas me inspiram um profundo respeito: o céu estrelado no alto e o universo moral interior. Albert Einstein Eis novamente a generosidade de El Shaddai, O Deus Mais do Que Suficiente. E a gratidão por essa generosidade de abundância e orientação (basta lembrar de pedir!) vai curar frustrações e sofrimentos inauditos. Minha canção judaica favorita é um outro lembrete notável de El Shaddai — o Deus Mais do Que Suficiente. Na Páscoa (um dos feriados mais santos, que celebra a fuga dos judeus da escravidão), cantamos "Dayenu", que se traduz, dependendo em que Hagadah você olhar, como "isso teria sido suficiente" (ou, em outra tradução, "deveríamos ter sido mais agradecidos"). A canção conta a história de todos os milagres encadeados que tornaram possível a fuga dos judeus do Egito e sua subseqüente sobrevivência miraculosa no deserto por quarenta anos. Depois de cada milagre (a abertura das águas do Mar Vermelho, o aparecimento de alimento para sustentá-los no deserto, o serem guiados para Israel, a terra da liberdade), o refrão "Dayenu" é repetido: "isso teria sido suficiente". Assim, quando meus anjos não me dão toda a orientação que espero ou solicito, eu volto e lhes digo: "OK, vocês já foram realmente generosos. Se tivessem me dado simplesmente minha vida e não minha esposa, ou minha esposa e não meu bebê, ou meu bebê e não minha saúde, ou minha saúde e não meu talento: Dayenu." Teria sido suficiente; por qualquer um desses presentes eu deveria ser agradecido. E, em geral, se a gratidão é suficiente e sincera, meus guardiães angélicos (ou seja quem for que está me mostrando o caminho) me darão um novo presente (se eu estiver prestando atenção) como um brinde por saudar o Deus Que é Mais Que Suficiente.

Golfinhos e Anjos com Kutira e Moonjay Exatamente no dia em que me perguntava sobre a conexão entre os golfinhos e os anjos, Kutira Decosterd apareceu para lançar luz sobre o assunto.

59

O caminho da vida de Kutira é em grande parte o de um anjo humano. Um dos objetivos do trabalho de sua vida é ajudar indivíduos a cruzarem os limites pessoais que cerceiam a criatividade e ajudar a gerar um modo de vida mais divertido e gratificante. Instrutora de Tantra Ioga por muitos anos, ela encontrou uma maneira de combinar essa antiga prática de estímulo de energia com seu interesse por golfinhos e baleias, criando o Tantra Oceânico. Numa das imagens orientadas que usa, Kutira leva as pessoas para o mar, para conhecer um golfinho. Você se vê montado num golfinho e, enquanto se acostuma aos ritmos do mar através da respiração e do relaxamento, descobre que agora está num movimento em espiral com seu golfinho. Quando o movimento aumenta, você foi catapultado para o espaço, voando com seu golfinho para os reinos do céu, onde o tempo e o espaço se desvanecem e há apenas liberdade. Agora o golfinho se tornou seu anjo da guarda. Quando você está pronto para voltar ao plano terrestre, pede ao seu golfinho guardião uma lembrança da viagem para guardar. Muitos presentes lindos são oferecidos às pessoas dessa maneira. Uma pessoa recebeu um cristal cintilante de seu golfinho, que o golfinho plantou para sempre em seu coração. Kutira certa vez tomou um vídeo-teipe de golfinhos dançando e nadando em seu estilo de balé aquático e o superpôs a um vídeo-teipe de um lindo céu cheio de nuvens magníficas. Foi nesse momento que sentiu a conexão entre golfinhos e anjos. A observação dos golfinhos voando e dançando nas nuvens transportou-a a um reino onde toda a vida entra em conexão. Kutira e seu parceiro Moonjay deram-me essas percepções de como os golfinhos são semelhantes aos anjos — os anjos do mar: Os golfinhos inspiram brincadeiras e riso. Os golfinhos podem ser usados como conexão com uma consciência superior — um estado especial de ser que eles parecem levar consigo e que parecem abrir aos humanos que se achem em sua presença. A mitologia havaiana atribui a origem dos golfinhos aos astros dos céus. Os golfinhos são conhecidos por ajudarem seres humanos em dificuldade no mar. Os golfinhos não levam as coisas a sério; seu campo de gravidade é mais leve. Os golfinhos despertam a criança que há em nós; eles nos abrem para nosso eu brincalhão. Os golfinhos e as crianças entram em conexão fácil e naturalmente. Quando as pessoas vêem golfinhos, seu estado de espírito fica mais leve, e uma sensação de alegria, animação e amor se impõe. Vale realmente a pena explorar a conexão entre golfinhos e anjos. Estou convencida de que os golfinhos têm uma mensagem para nossa espécie e de que esta é semelhante à mensagem que os anjos têm para nós: Fiquem menos sérios e brinquem mais! Se você deseja descobrir mais sobre as coisas maravilhosas que Kutira e Moonjay estão fazendo, entre em contato com eles no seguinte endereço: Kahula Hawaiian Instituto for Inner Transformation P.O. Box 1747 Mahawao, Maui, HI96768 U.S.A. Uma Tarde com Suzanna Solomon Examinando uma seção do jornal local de Malibu, descobri o seguinte classificado no título "Anúncios": "Você não está sozinho — seus anjos guardiães estão ao seu redor. Desejam amá-lo, provê-lo, inspirá-lo e aconselhá-lo em tudo que você é e faz. Se você está pronto a ir além de sua realidade conhecida, então venha comigo para uma jornada maravilhosa e encontre-se com seus anjos. Suzanna." Recortei o anúncio e o coloquei de lado, num lugar onde o visse de tempos em tempos. Algumas semanas se passaram e liguei espontaneamente para Suzanna. Ela foi calorosamente receptiva e concordou em receber-me para falarmos sobre anjos, com a possibilidade de escrever a respeito para meu livro. Quando entrei em seu apartamento, senti imediatamente uma forte presença de anjos. Suzanna levou-me para ver o apartamento, que tinha a aparência e dava a sensação de ser o céu. As cores que sempre associo com o céu estavam em todos os aposentos, dispostas de modo verdadeiramente artístico. Percebi que Suzanna colecionava rochas, seixos e gemas e que estes se encontravam expostos em cada aposento. Isso foi particularmente excitante para mim porque eu também tenho rochas, gemas e seixos distribuídos no espaço onde vivo. Perguntei o que todas aquelas pedras poderiam significar e ela me disse: "Elas representam o reino terrestre no qual vivemos, o reino no qual podemos estar em contato com o reino dos devas. As pedras também proporcionam lastro para a incrível "leveza de ser que ocorre por estar em contato íntimo com os anjos." Suzanna tem sete anjos que a visitam e desenhou lindos retratos deles. Cada anjo trouxe para ela uma profunda experiência, que ela vai reunir, juntamente com os retratos, num livro que está preparando. Suzanna ajudou centenas de pessoas a entrarem em contato com seus anjos da guarda. Ela o faz levando as pessoas a um "estado alterado". Para se assegurar de que os seres que vêem são anjos, Suzanna testa cada entidade. Alguns dos testes que usa (ela diz que há muitos) são perguntas básicas tais como "Você é do reino angélico?" Depois disso, disseme ela: "Se os seres/entidades não são do reino angélico, geralmente desaparecem, ou a sensação de sua presença se desfaz." Outras perguntas incluem: "Você está aqui para dar a experiência do Deus-Eu?" "Você está vindo para meu bem espiritual supremo?" "Você é da vibração crística?" "Você é da vibração do Amor?" Se os anjos estiverem ao redor, a pessoa terá uma incrível sensação de amorosidade e leveza. Suzanna concordou comigo que os anjos são cheios de humor e luz. São seres muito engraçados. Se chega uma entidade que é pesada e séria, ela sabe que essa entidade não é do reino angélico. Suzanna contou-me que algumas das pessoas a quem ajudou a se conectarem com seus anjos tiveram as mais impressionantes experiências, como expansões da consciência cósmica; então, seis meses depois, apareciam novamente com toda a loucura de sua vida, exatamente como eram antes. A razão pela qual isso acontece, explicou, é que "elas não ouvem, não querem pedir e não fazem as meditações. Para permanecer com a vibração superior, você precisa pedir

60

a conexão. Os anjos não vão empurrá-lo: se você não mudar sua vibração e elevá-la até o seu nível, a vida não mudará em nada. Os anjos da guarda estão sempre ao nosso redor, mas apenas quando realmente reconhecemos, pedimos e temos fé eles vêm nos proporcionar as vibrações de nosso Eu superior". Acrescentou uma analogia com a eletricidade: "Se você não enfiar o plugue na tomada, nada acontece. A eletricidade está ali, mas você precisa conectá-la; você precisa ligar o comutador para que ela tenha utilidade para você. Os anjos da guarda vêm de muitos modos para nos ensinar. Quando pudermos permiti-lo e permanecermos acordados, nossa vida mudará." Suzanna perguntou aos seus anjos da guarda se acaso não era o tempo certo para essas pessoas conhecerem seus próprios guardiães. Seus anjos lhe disseram que o momento de apresentá-los era correto, mas que as pessoas ainda não estavam prontas para mudar suas vidas. Conectar crianças e adolescentes com seus anjos da guarda é uma experiência especialmente gratificante. Algumas das crianças com quem Suzanna trabalhou viram anjos e fadas e conversaram de imediato com eles desde que tinham consciência. O pai de uma dessas crianças, que tinha contato com o mundo das fadas, pensou que seria interessante ver se essa mesma conexão poderia acontecer com os anjos da criança. Assim, levou a criança a Suzanna. A conexão foi poderosa porque a criança já aceitava o mundo dos anjos e estava pronta a encontrá-los. Conhecer os próprios anjos através da orientação de Suzanna traz muitas mudanças positivas para a vida de muitas pessoas e lhes permite saber que não estão sós. Se você desejar mais informações sobre Suzanna, entre em contato com ela pelo seguinte endereço: Suzanna Solomon c/o Terry Taylor P.O. Box 6847 Malibu, CA 90265 U.S.A. Anjos Animais Nancy Grimley Carleton Meu coelhinho de estimação, Willow, é um anjo. Estou convencida disso. Com um quilo e meio, ele é uma trouxinha peluda de amor incondicional. Willow tem sido meu coelhinho e eu tenho sido sua pessoa por três anos. E desde a primeira vez em que o vi, ele encheu meu coração com leveza e amor. Mesmo em meus estados de espírito mais sérios, quando eu vejo Willow entrar saltando no aposento, algo dentro de mim se abre e fico inundada de gratidão e alegria. Não importa como esteja me sentindo, não importa pelo que eu esteja passando, ele está ali como uma fonte inabalável de aceitação e amor. À noite, deito-me na cama e fico ali, com ele diretamente sobre meu coração. Seu corpo afunda confiantemente no meu, respiramos juntos e ambos experimentamos um pedaço do céu. Acredito que muitos mascotes adorados são anjos disfarçados. Os anjos sabem que às vezes nós humanos necessitamos do conforto e do calor de carne e sangue. Um anjo veio a mim quando eu tinha cinco anos de idade e estava desesperadamente necessitada de uma conexão positiva com a vida. Ele tomou a forma de Tippy, uma pequena cachorrinha preta com patas brancas, peito branco, focinho branco e a ponta da cauda branca. Nós possuíamos sua mãe, Lucky, outro provável anjo, que deu à luz os seus cachorrinhos em nosso sofá (uma grande sujeira, como escrevi num relato do evento, no jardim de infância). Observei Tippy nascendo e soube desde o momento em que a vi que ela viera para ser minha cachorrinha. Ela foi a primeira dos três filhotes a abanar o rabo, e durante várias semanas o abanou apenas para mim. Ela me fez sentir especial e amada. Minha mãe deixou que a mantivéssemos (podíamos manter apenas um dos cachorrinhos) e, nos dezesseis anos seguintes, até os meus vinte e um, ela foi minha companheira fiel e amorosa. Passávamos horas brincando juntas; ela tinha mais paciência do que qualquer outro cachorro que conheci, permitindo-me até vestir-lhe roupas (eu raramente brincava com bonecas). À noite e pela manhã, enrodilhava-se calidamente em mim, não se importando se eu estava triste ou zangada, feliz ou deprimida. Tippy deu-me muitos presentes, mas o principal deles foi o amor e a aceitação incondicionais. Nunca me esquecerei dela. Hoje encontrei uma carta de Mary Kay Wright-Malear, uma quiroprática da área da Baía de São Francisco que realizou duas rifas no último par de anos para conseguir fundos para tratamentos de seu adorado cão, Brujo. A carta informava aos que haviam contribuído com a rifa que Brujo havia morrido em julho: "Ele era meu melhor amigo" — dizia o cartão que Mary Kay fez imprimir em sua memória. Ela incluiu também uma citação de Meher Baba, que capta muito claramente a qualidade de amor que os anjos animais podem oferecer: "O amor é essencialmente auto-comunicativo. Aqueles que não o possuem captam-no daqueles que o possuem. O Amor Verdadeiro é inconquistável e irresistível, e segue reunindo poder e espalhando-se até que transforma a todos que toca." O amor e a aceitação que os mascotes proporcionam às pessoas ao seu redor não terminam ali; enchem-nas com o tipo de amor que se espalha para tocar os outros. Para terminar, gostaria de partilhar uma experiência sincrônica que tive com relação a anjos animais. No Natal passado, dois de meus clientes de psicoterapia, que se conhecem, deram-me um presente. Ambos sabiam que eu gostava de coelhos (meu par favorito de brincos são coelhos de ouro pendentes), embora nenhum deles soubesse de meu interesse por anjos. Mas o presente que me deram foi perfeito. Era um ornamento de porcelana para a árvore de natal, com a forma da cabeça e das orelhas de um coelho branco, com asas de anjo brotando dos ombros. Agora está pendurado sobre a casinha de Willow, tomando conta dele e lembrando-me todos os dias que os anjos podem assumir muitas formas. Nancy Grimley Carleton, M.A., além de ser editora deste livro, trabalha como terapeuta transpessoal (M.F.C.C. Reg. Intern #IMF 12548) sob a supervisão de Kathleen C. Tamm, Conselheira licenciada de Casamento-Família-Crianças.

O Cão de John Lilly Francis Jeffrey

61

John Lilly, o famoso neurofisiologista e pesquisador de golfinhos, conta várias histórias sobre encontros com anjos, a quem às vezes chama de Guardiães ou de Seres, em sua infância. Aqui está a descrição do primeiro desses encontros: Uma vez, quando muito pequeno, quase rolou rochedo abaixo. Ja Mey, o cão da família, agarrou o pequeno John e puxou-o da beira do rochedo. John não percebia que Ja Mey tinha acabado de salvar sua vida. Sentiu uma onda de raiva contra o cão por ter rasgado o seu casaco e machucado seu ombro com os dentes. Nesse ponto, o guardião apareceu para endireitar as coisas. "Você não deveria estar zangado com Ja Mey", explicou o Ser, "porque eu fiz com que o puxasse da beira do rochedo. Fiz assim para evitar que seu corpo ficasse bastante ferido pela queda." Seu relacionamento com o Ser iria continuar. De alguma maneira, este estava ligado a ele, talvez estivesse dentro dele, talvez fosse parte dele mesmo. Esta passagem foi extraída, com gentil permissão, de John Lilly, So Far... (a biografia do dr. John C. Lilly), por Francis Jeffrey (Los Angeles, J.P. Tarcher, Inc./St. Martin's Press, 1989).

John Lilly e seus Seres Guardiães Segundo o relato feito a Terry Taylor Dos três aos oito anos, John C. Lilly teve dois companheiros constantes, os seus anjos da guarda. Os companheiros eram muito bonitos, com enormes asas brancas e cabelos louros. Era impossível dizer se eram homens ou mulheres. As grandes asas brancas dos anjos eram uma bênção em dias quentes; era agradável tê-los por perto porque costumavam abanar John. Eles nunca o levaram para um vôo, mas isso foi apenas porque John tinha medo de ir. Quando John tinha sete anos, os anjos lhe disseram que iriam levá-lo à igreja para mostrar-lhe uma visão de Cristo, dos santos, de Deus e de Maria. E lógo aconteceu: ali estava ele no meio de milhares de anjos cantando e louvando a Deus. John sentiu a radiância do amor e ficou muito comovido. Depois da visão, John agradeceu aos anjos e eles lhe disseram para não dizer a ninguém o que vira. Mas ele cometeu o erro de contar a uma freira na èscola. Ela pareceu extremamente surpresa, depois repreendeu John, dizendo-lhe que apenas os santos tinham visões e que ele não deveria mentir. John entendeu isso como uma afirmativa de que não era um santo, de modo que devia ter feito algo errado. Depois dessa altercação, os anjos lhe disseram que quando fosse mais velho saberia exatamente sobre quanto da experiência poderia escrever ou conversar e quando seria seguro fazêlo. Quando John tinha oito anos, os dois anjos finalmente entraram em sua cabeça, de modo que ninguém mais fosse incomodado por eles. Os guardiães de John salvaram sua vida muitas vezes, tantas vezes, na verdade, que John diz que acha espantoso. Algumas crianças têm apenas um anjo da guarda, mas John tinha dois e, se você souber algo sobre sua vida, concordará que ele certamente necessitava de dois. Mais tarde, John passou a referir-se a eles como os Seres e escreveu a respeito em muitos de seus livros. John me disse que, quando estiver mais velha, irei descobrir que os anjos são mais duros do que penso. John descobriu que seus anjos, ou Seres, como os chamava mais tarde, eram, na verdade parte do ECCO. ECCO é a sigla de Earth Coincidence Control Office (Escritório Terrestre de Controle de Coincidências) e os anjos agem como agentes do ECCO (ou vice-versa) para arranjarem coincidências para os humanos na terra. (Os agentes do ECCO ensinam suas lições não importando se você gosta ou não.) A estrutura do ECCO é muito intrincada e emaranhada. É discutida na nova biografia de John, John Lilly So Far..., de Francis Jeffrey (incluída na bibliografia). Se você desejar saber mais sobre John, sobre o ECCO e sobre as muitas experiências de John com seus Seres angélicos, este seria um bom livro a ler. Karin Jensen e os Anjos Japoneses Tudo começou durante uma meditação. Karin, sentada no meio de um círculo de cristais, com uma máscara de argila no rosto, estava passando por uma marcante experiência. Para encorajar seu interesse por desenho, seu filho havia acabado de presenteá-la com um bloco de desenho, que estava ao seu lado. Apanhou o bloco e uma força misteriosa a atravessou. Começou a traçar desenhos que tinham uma aparência e passavam uma sensação japonesa. Esses desenhos fluíram através de sua mão, enchendo rapidamente cada página. Karin percebeu que estava servindo de canal a alguma fonte alheia a si mesma. Os desenhos sempre começavam no canto inferior direito da página. Inicialmente, a atividade canalizadora consumiu grande parte da energia de Karin, e ela ficou muito cansada depois. Mas à medida que continuava, descobriu uma maneira de controlar a drenagem de energia, harmonizando a resposta de seu corpo aos sinais que fluíam através dela, até que passou, na verdade, a ganhar energia com o processo. Agora ela anseia por psicografar os desenhos como uma meditação energizante. E desde então acumulou uma enorme coleção dessas páginas caligráficas. Muitas pessoas viram os desenhos, e algumas delas tiveram reações impressionantes. Uma dançarina amiga de Karin ficou maluca com os desenhos e disse que na verdade eram uma dança sobre papel; ao olhar para eles tinha a mesma sensação de quando dançava. Os desenhos transmitem uma sensação que a retira da gravidade do plano terrestre. A minha primeira reação ao vê-los foi a de que cada pequeno desenho é a dança de um anjo diferente. Por uma série de coincidências, uma mulher chamada Elizabeth chegou à cidade onde Karin vive, para realizar uma cerimônia envolvendo anjos que aparecem às pessoas no Peru. Viu os desenhos de Karin e sentiu que precisava levá-los ao Peru, para mostrá-los a um sábio peruano que convoca anjos para materializá-los. (Os anjos geralmente aceitam.) Já no Peru, Elizabeth teve contato com alguns desses anjos e mostrou-lhes os desenhos e, numa carta que enviou a Karin,

62

escreveu: "No primeiro dia em que fui, os anjos olharam para suas páginas de escrita e imediatamente disseram que se trata da antiga escrita sagrada dos anjos japoneses. Na verdade, são orações sagradas." Os anjos desejam que Karin vá

ao Peru para que possam traduzir as orações diretamente.

63

Elizabeth diz que, quando se materializam, os anjos aparecem inicialmente como um poderoso vento no ponto onde os pés de uma pessoa tocam o solo, ou no ponto em que as mãos estão segurando uma grande bola de cristal de quartzo. Essa energia se transforma numa agitação de asas e então o anjo inteiro surge à sua frente. Para os anjos aparecerem, é preciso haver muitos cristais ao redor, destinados a conduzirem a energia eletromagnética de que eles necessitam para se vestirem de matéria de forma tangível. (Ou talvez seja a energia ch'i da terra.) Elizabeth diz que o processo também consome muita energia das pessoas do grupo; parte da energia delas é usada para materializar os anjos. Uma conexão interessante com os cristais é que estes estavam presentes em grande quantidade quando Karin começou a psicografar seus desenhos. Muitos acontecimentos interessantes cercam os desenhos e Karin sente que é hora de eles serem conhecidos pelo mundo. Estude os desenhos num estado receptivo e veja o que acontece. Tente servir de instrumento para canalizar alguns desenhos você mesmo; permita, seja o que for que há em você, a saída para o papel como uma dança da vida. Esta é uma verdadeira forma de terapia artística espiritual. Uma Ode aos Anjos por Alice Way Os anjos trazem boas marés de esperança, de alegria e de paz, Mas também confortam quando nosso espírito necessita deliberação. Também nos trazem visões em luz luminescente — Mensagens de perdão que brilham para sempre; Uma palavra, um nome, uma fragrância, ou vozes que ouvimos, Nem sempre precisamos desses sinais para saber que estão por perto. Freqüentemente usam a habilidade de mffos humanas, E orações humanas elevadas em muitas terras. Ajudam-nos a fazer escolhas difíceis ou a encontrar coragem, Ou nos dão oportunidades de sermos mais gentis. Agradecemos aos nossos anjos guardiães por seus cuidados fiéis, E pelos modos que a humanidade pode aprender a partilhar. Seja qual for o nosso nome para os anjos ou o nosso nome para Deus, A rede do espírito permeia o nosso chão terrestre. Assim vamos nos juntar aos anjos em suas canções alegres, Nunca, entretanto, esquecendo de ajudar a consertar os erros. Alice Way foi uma educadora quaker que fundou o Pacific Oaks College e a Ackworth Friends Elementary School, em Pasadena, Califórnia. Foi por quarenta e sete anos co-diretora dessas escolas, envolvendo-se muito com educação especial; ela nunca desistiu de uma criança, por mais difícil que fosse o caso. Sua luz orientadora era dar compassivamente aos outros. Quem visitava sua casa com freqüência notava odores celestiais. Alice costumava explicar: "Isto simplesmente significa que os anjos estão de volta." Escreveu "Uma Ode aos Anjos" no dia de Natal de 1986. Faleceu em meados de 1989, com cerca de oitenta anos, após uma vida inteira de serviço. O Anjo de Mount Shasta Thomas LeRose Numa sexta-feira, 14 de agosto de 1978, por volta das onze da noite, em Mount Shasta, Califórnia, um anjo apareceu numa tela de televisão. O aparelho de televisão pertencia a uma residente local, Sra. Boettcher. Ela tinha ligado sua TV na esperança de assistir a um relato dos eventos que cercavam a convergência harmônica, quando o anjo, subitamente, apareceu. O anjo emergiu como uma explosão de luz, superpondo-se à programação normal a cabo. No sábado, quando os relatos boca-a-boca se espalharam, a casa da Sra. Boettcher se encheu com um fluxo contínuo de visitantes. A cada dia que passava, à medida que mais pessoas acreditavam no anjo, a imagem ficava mais clara. Um técnico de TV foi chamado para examinar o aparelho, mas não conseguiu encontrar nada de errado. Um engenheiro de vídeo também examinou o aparelho, ficando convencido de que o anjo não era uma imagem resultante de algum truque. Concordou tanto com o técnico como com um físico nuclear que também foi à casa, no sentido de que "não há explicação em termos da natureza tal como a conhecemos" (extraído do Mount Shasta Herald, de quarta-feira, 19 de agosto de 1987). Outros aparelhos de TV foram trazidos à casa, mas não conseguiram produzir a imagem. A posição do primeiro aparelho foi modificada e ainda assim a imagem permaneceu. O anjo manifestou-se numa tela de televisão para demonstrar "o nascimento do céu na terra". Esse anjo é um ser de luz arco-íris com um coração branco-rosado no centro. Fica numa posição de estrela, circundado por um halo dourado. O anjo apareceu para despertar o anjo que existe em nosso próprio coração. Os anjos nos oferecem amor incondicional e estão esperando para nos guiarem para casa. "Sim, meus queridos, façam saber que os anjos estão verdadeiramente aqui na terra!" Recebido por Solara. Outros Comentários Sobre Anjos O trecho seguinte é uma contribuição de Linda Hayden: "Os anjos podem aparecer quando o corpo de uma pessoa está muito doente. Eles geralmente não falam muito. As vezes o fazem. Segue-se uma experiência de renascimento." Uma carta que recebi, de um ser angélico chamado Filomena, afirmava: "Eu sou um Anjo. Meu propósito é revelar a chama de luz que eu sou, e iluminá-la com a pura delícia inocente de exprimir o 'eu sou' em meu corpo físico. Em meu processo pessoal de integrar corpo, coração e alma, estou revelando o que vejo e sinto. Estou equilibrando a busca de minha própria maravilha."

64

Minha amiga Shannon Boomer pediu a seu filho Gideon que nos dissesse o que pensava serem os anjos. Ele respondeu: "Oh, eles são apenas o nosso velho ar!" Citações a Respeito de Anjos Os anjos são aspectos de Deus que nos tocam de maneiras misteriosas e sutis, e em muitos níveis da mente. São mensageiros divinos de Deus que podem transformar nossas atitudes, mudar nossos padrões de pensamento e renovar nossos ideais, se nos abrirmos aos seus cuidados. Harvey Humann Embora os anjos sejam ao mesmo tempo os mensageiros e a mensagem de Deus, isso não os torna mais fáceis de receber. Basta dizer que quase nunca os reconhecemos, mesmo quando batem à nossa porta. F. Forrester Church Não é o fato de os Anjos serem mais santos do que os homens ou os demônios que os torna Anjos, mas o de não esperarem santidade um do outro, mas apenas de Deus. William Blake Milhões de criaturas espirituais caminham invisíveis sobre a terra, tanto quando dormimos como quando estamos acordados. Milton Atiro-me na cama em meu Quarto e chamo e convido Deus e seus Anjos a se juntarem a mim. E quando estão ali, negligencio Deus e os seus Anjos, pelo barulho de uma Mosca, pelo estrépito de um Coche, pelo rangido de uma porta. JohnDonne Silenciosamente, um por um, nos infinitos prados do Céu, floresceram os adoráveis astros, os miosótis dos Anjos. H. W. Longfellow Capítulo 36 PROPAGANDA ANGÉLICA DIGNA DE NOTA Notas Curtas e Glossário PESQUISA GALLUP De acordo com uma Pesquisa Gallup, de 1978, Um Número Surpreendente de Americanos Acredita em Fenômenos Paranormais, 54% das pessoas acreditam em anjos; dentre as pessoas que consideram importantes as suas crenças religiosas, 68% acredita neles. O estudo revelou que quem acredita em seres sobrenaturais é geralmente mais jovem e melhor educado. De acordo com a Pesquisa Gallup, de 1988, A Crença dos Adolescentes em Anjos Está Crescendo, mais adolescentes do que nunca acreditam em anjos. Três adolescentes em quatro acreditam em anjos, ou setenta e quatro por cento em todo o país. GLOSSÁRIO Ange passe: esta é a expressão francesa para "anjo passando". Quando há um vácuo ou um silêncio na conversação, os franceses dizem, "ange passe", porque o silêncio significa que um anjo passou acima de nós. Angel satchel (sacolinha angélica): termo cunhado por Mary Beth Crain que significa um lugar para colocar energia e personalidades indesejáveis que estão interferindo em sua vida. Os anjos irão apanhá-la para você e enviá-la para longe (possivelmente ao planeta Plutão). Kairos: um momento da graça de Deus durante o qual os anjos fazem o que devem — um momento oportuno em que as condições para a realização de uma ação crucial estão corretas. Uma ação decisiva. AFIRMAÇÃO DO ARCANJO MIGUEL Divina luz da ordem suprema sob a proteção do Arcanjo Miguel. [Repita três vezes para proteção em qualquer situação.]

65

TEMAS E SÍMBOLOS QUE RODEIAM OS ANJOS Os anjos são freqüentemente retratados rodeados dos seguintes símbolos: A flor do lírio: simboliza pureza Trazer uma palma: simboliza vitória Instrumento musical: simboliza louvor Trombeta: a voz de Deus Trazer um turíbulo (um queimador de incenso): simboliza adoração e oração Cajado de peregrino: simboliza prontidão Asas: simbolizam a rapidez e a velocidade com que eles realizam o comando divino Nimbus (plural, nimbi): refere-se a uma nuvem brilhante rodeando as deidades quando estas aparecem na terra — uma aura que os seres espirituais do plano celestial têm ao seu redor Halo: a sagrada luz brilhante que rodeia a cabeça de um anjo; a luz irradiada da cabeça Auréola: a aura completa de luz que delineia uma pessoa ou um anjo A glória: uma combinação de halo e aura Diadema: uma coroa ou tiara simbolizando autoridade real ORDENS ANGÉLICAS Há três ordens de anjos, cada qual consistindo em três coros, perfazendo um total de nove coros de anjos. Os mais próximos de Deus 1 . O s serafins: poderes purificadores e iluminados, representados com seis asas e chamas de fogo ao redor, são liderados por Uriel e clamam um ao outro as palavras: Santo, Santo, Santo é o Senhor dos exércitos (veja Isaías6:3).

2. 3.

Os querubins: têm o poder do conhecimento e são representados com penas de pavão de muitos olhos, simbolizando o seu poder onisciente. Seu líder é Jophiel. Os tronos: têm a simplicidade da purificação e são retratados como rodas de fogo, os portadores do trono de Deus, representando a majestade divina. Seu líder é Japhkiel. Sacerdotes-príncipes da corte celestial

4. 5. 6.

Os domínios ou dominações: aspirando à verdadeira soberania, levam o cetro e a espada para simbolizar o poder divino sobre toda a criação. Seu líder é Zadkiel. As virtudes ou autoridades: poderosas assimilações da vontade de Deus, trazem os instrumentos da paixão de Cristo. Seu líder é Haniel. Os poderes: autoridades da ordem, carregam espadas flamejantes para proteger a humanidade. Seu líder é Raphael. Os anjos ministrantes

7. 8. 9.

Os principados: poderes principescos, vigiam os líderes do povo, carregando cetros e cruzes. Seu líder é Chamael. Os arcanjos: líderes entre os anjos, seu líder é Miguel.

Os anjos: seres de luz que revelam os mistérios divinos e que não têm postos nem atribuições especiais no exército celestial.

ANJOS CONHECIDOS POR DAREM AJUDA OU INSPIRAÇÃO Rafael Do hebraico Rapha' (curar) e 'el (Deus): Deus curou Rafael significa Deus cura ou curador divino Líder dos poderes Está encarregado de curar a terra e, através dele, a terra proporciona um abrigo para os humanos, a quem também cura Cura e misericórdia: dirige raios espirituais para os hospitais, instituições e lares onde esses raios curativos são necessários

66

Intelecto, curiosidade e instrução nas ciências Guardião e tesoureiro dos talentos criativos Símbolo: uma espada ou uma seta bem afiada Traz um frasco de ouro de bálsamo Hora do dia: o amanhecer Estação e cores: primavera; verdes-suaves e todas as tonalidades do azul História bíblica: Tobias Miguel O hebraico Mikhael significa "Quem é Deus?"; seu nome é um grito de batalha Capitão do exército celestial, líder dos arcanjos, vice-rei do céu Também conhecido como São Miguel O senhor do caminho O matador do dragão das intenções malignas Guardião dos lugares santos Governante do quarto céu Freqüentemente igualado ao Espírito Santo Anjo do meio-dia, vestido de armadura, com escudo e armamento Enfrenta primeiramente Satã e seus demônios e, depois, todos os inimigos do povo de Deus Conhecido como um anjo que limpa as pessoas, grupos ou localidades da discórdia e do mal Representa o correto, o criativo, o que deve ser feito O mestre da energia do equilíbrio Elemento: fogo, purificação, perfeição Estação e cores: verão, verde-bandeira, azuis-vívidos, dourado e vermelho-rosado Invocado como o protetor contra todas as adversidades quando você precisa de coragem e um defensor forte; sucesso Dia: domingo O sol Direção para invocar: sul Vela: vermelha Gabriel O hebraico gebher significa "homem e el", ou Deus Gabriel significa homem de Deus ou força de Deus Bíblia: a anunciação de Jesus à Virgem Maria e o profeta Daniel Preside o paraíso Senta-se ao lado esquerdo de Deus Associado com uma trombeta, simbolizando a voz de Deus Geralmente retratado trazendo um lírio, ramo de oliveira ou tocha Portador de boas notícias e produtor de mudanças Anunciação, ressurreição, misericórdia, verdade A potência de Deus Procriação e ressurreição O amor é seu grande fator de força Final da tarde; vibração pacífica Atividade fluida: água Outono; castanho, marrom e verde-escuro Invocado na direção oeste Dia favorito: segunda-feira Figura importante na religião muçulmana: o anjo da guarda do profeta Maomé Inspirou Joana D'Arc a ajudar o rei da França Uriel Hebraico: fogo de Deus Anjo da profecia que inspira e fornece idéias a escritores e professores O anjo da interpretação e da salvação Mostrado com um pergaminho como seu símbolo Líder dos serafins O alquimista que proporciona idéias transformadoras para a realização de objetivos (especialmente as dos desencorajados e fracos) Anjo do mês de setembro Associado com as artes, com a música em particular Haniel Glória ou graça de Deus Todos os poderes do amor Governador de Vênus Invocado como poder contra o mal

67

Anjo do mês de dezembro Metatron Rei dos anjos Príncipe de rosto divino Encarregado do sustento da humanidade Elo entre o humano e o divino O anjo mais alto no céu Reside no sétimo céu (o lugar de descanso de Deus) O mais elevado poder da abundância Quando invocado, pode aparecer como um pilar de fogo, o rosto mais ofuscante que o sol Raziel Segredo de Deus Anjo dos mistérios Conhecimento, guardião da originalidade Habita Chokmah, o reino das idéias puras Auriel Anjo da noite Associado com a Terra Inverno: ele é a força criativa no período da decadência A semente está na terra e tudo está escuro Ajuda-nos a contemplar o futuro Cores invernais: negro, marrom, cinza Resumo Miguel: coragem, defesa forte, proteção divina, escudo e espada Gabriel: portador de notícias, produtor de mudanças, trombeta Haniel: todos os poderes do amor Rafael: Deus curou, frasco dourado de bálsamo Uriel: emergências, julgamento, pergaminho Raziel: conhecimento, guardião da originalidade, habita Chokmah, o reino das idéias puras Camael: poder nas relações interpessoais, auto-disciplina Metatron: poder supremo da abundância, chanceler do céu

68

Interesses relacionados