Você está na página 1de 44
Eixos de tração Dana ® Spicer ® Mais tempo na estrada ™ Manual de serviço

Eixos de tração Dana ® Spicer ®

Eixos de tração Dana ® Spicer ® Mais tempo na estrada ™ Manual de serviço Eixos

Mais tempo na estrada

Manual de serviço

Eixos de direção Dana Spicer

AXSM0038P

Setembro de 2008

Advertências e cuidados

Advertências e cuidados

A descrição e as especificações contidas nesta publicação

de serviço estão atualizadas no momento da impressão.

A Dana Spicer Corporation se reserva o direito de suspender ou

modificar seus modelos e/ou procedimentos e fazer alterações nas especificações a qualquer momento sem aviso prévio.

Observação importante

Qualquer referência a nomes de marcas nesta publicação é feita como um exemplo dos tipos de ferramentas e materiais recomendados para uso e não deve ser considerada como endosso. Os equivalentes podem ser utilizados.

Este símbolo é utilizado em todo este manual para destacar os procedimentos onde o descuido ou a não-observância a essas instruções específicas pode resultar em ferimentos graves e/ou danos ao componente.

Ignorar as instruções, a escolha de ferramentas, os materiais e as peças recomendadas indicados nesta publicação pode colocar em risco a segurança do técnico de manutenção ou do operador do veículo.

do técnico de manutenção ou do operador do veículo. ADVERTÊNCIA: O não-cumprimento dos procedimentos

ADVERTÊNCIA: O não-cumprimento dos procedimentos indicados gera um alto risco de ferimentos ao técnico de manutenção.

CUIDADO: A não-observância dos procedimentos indicados pode causar danos ou defeitos ao componente.

IMPORTANTE: Procedimentos altamente recomendados para reparação apropriada desta unidade.

Observação: As informações adicionais sobre o serviço não abrangem os procedimentos de serviço.

Dica: Procedimentos úteis de remoção e instalação para ajudar na manutenção desta unidade.

Use sempre peças de reposição originais da Dana Spicer.

CUIDADO

CUIDADO

A solda ou usinagem de qualquer componente do eixo é

proibida, salvo se observado o contrário neste documento

ou em outra literatura sobre reparações da Dana Spicer.

Foram feitos todos os esforços possíveis para garantir a precisão de todas as informações deste guia. No entanto, a Dana não oferece nenhuma garantia expressa ou implícita e também não tem representação com base nas informações apresentadas.

Sumário

Sumário

Sumário Advertências e cuidados

Observação importante Identificação do eixo Etiqueta do conjunto do eixo Informações do modelo Cobertura do modelo

Inspeção

Procedimentos e intervalos Vista explodida da Família E Vista explodida da Família EFA Vista explodida das Famílias I e D Inspeção geral Inspeção dos componentes Inspeção da folga vertical da articulação Inspeção da bucha (Jogo axial) Inspeção do tirante

Substituição da extremidade do tirante

i

i

1

1

2

3

4

4

4

5

6

7

7

7

8

9

11

Extremidades do tirante do soquete reto

11

Extremidades do tirante do soquete de descida

11

Alinhamento/ajuste

Alinhamento da roda Cambagem Ajuste do caster Ajuste da base Ajuste do batente da direção

12

12

12

16

17

18

Desmontagem, revisão geral e montagem

Desmontagem da articulação da direção Substituição da bucha e da vedação do pino mestre Montagem da articulação da direção Substituição de chaves de encaixe fixas por rosqueadas Instalação das chaves de encaixe duplas

Especificações gerais

19

19

20

23

26

27

28

Ajuste do rolamento da roda

28

Alinhamento da roda

28

Folga do pino mestre – Novo

28

Folga do pino mestre – Em operação

28

Especificações de torque do fixador da Família E

29

Especificações de torque do fixador da Família EFA

29

Especificações de torque do fixador das Famílias I e D

30

Especificações de torque do fixador da Família D2000

30

Ajuste do rolamento da roda

31

Sistema de porca de travamento estampada

32

Sistema de travamento de porca avulsa (porca castelo)

33

Reparação da porca do eixo Pro-Torq

34

Ferramentas especiais de serviço

36

Informações adicionais de serviço

37

Anexo 38

Lubrificação

38

Procedimento de verificação do jogo axial da roda

39

Procedimento de reajuste do jogo axial da roda

39

Informações gerais

Identificação do eixo

Os eixos da direção sem acionamento dianteiro da Dana Spicer são identificados com uma etiqueta localizada entre as sapatas das molas, na parte dianteira da seção da coluna central.

A etiqueta do eixo contém o número de série, o número do modelo e o número do conjunto.

Etiqueta do conjunto do eixo

1 1 – Etiqueta
1
1 – Etiqueta
Família E CUST PART NO. XXXX SPICER XXXX SPEC. SERIAL NO. XXXXX XXXXX MADE IN:
Família E
CUST PART NO. XXXX
SPICER
XXXX
SPEC.
SERIAL NO.
XXXXX
XXXXX
MADE IN:

1

1 – Número de peça Dana Família EFA Eaton Axle MODEL PART NO. 000000 000000
1 – Número de peça Dana
Família EFA
Eaton Axle
MODEL
PART NO.
000000
000000
SPEC.
SERIAL NO.
000000000
0000000000
CUST. PT. NO.
MADE IN
0000000000
0000000

Família I

1

 

DO NOT REMOVE

1208N000

0

SPICER

 
 

SER #

I-120 S

98020

000000

0000000000

F1

9999

2

3

4

5

1 – Número de peça Dana

6

2 – Número de série

3 – Número do modelo

4 – Número de peça do cliente

5 – Número de conjunto da linha

6 – Data Juliana

Código da data Juliana

98170 Ano do modelo Dia do ano
98170
Ano do modelo
Dia do ano

Informações gerais

Informações gerais

Informações do modelo

Família E

Séries E, D GAWR x 100 lb. Exemplo: 120 x 100 = 12.000 lb.
Séries E, D
GAWR x 100 lb.
Exemplo:
120 x 100 = 12.000 lb.

Tipo de viga

I,F,T

W

Nível de design

0 - Padrão

1 - Viga de carga pesada

2 - Junta do pino mestre de contato máximo

3 - Junta do pino mestre de contato máximo e viga de carga pesada

Largura total padrão da viga de ferro

Largura total acima de 2,40 m

Família EFA

Série

Nominal

Capacidade de carga

= 12.000 lb.

= 18.000 lb.

= 22.000 lb.

= 24.000 lb.

12

18

22

24

EFA - 12 F 4

lb. = 22.000 lb. = 24.000 lb. 12 18 22 24 EFA - 12 F 4

Descida de viga

1

4

5

Tipo de viga

F

de ferro

T

= Viga tubular

- 1,5 pol. para linha central do tubo

- 3,5 pol. para sapata da mola

- 5,1 pol. para linha central do tubo

= Largura total padrão da viga

Família I

Tipo de viga/Série

Carga nominal

Capacidade de carga

60

=

6.000 lb.

80

=

8.000 lb.

100

= 10.000 lb.

120

= 12.000 lb.

140

= 14.000 lb.

160

= 16.000 lb.

180

= 18.000 lb.

200

= 20.000 lb.

I -120 SG

180 = 18.000 lb. 200 = 20.000 lb. I -120 SG SG = Largura total padrão

SG = Largura total padrão da viga de ferro

SB

= Viga do carro

W

= Largura total acima de 2,40 m

Informações gerais

Cobertura do modelo

Família E

Modelo

Capacidade de carga nominal em libras [kg]

E-1000I

10.000

[4.536]

E-1000W

 

E-1002I

E-1002W

E-1200I

12.000

[5.443]

E-1200W

 

E-1201W

E-1202I

E-1202W

E-1203I

E-1320I

13.200

[5.987]

E-1320W

 

E-1322I

E-1322W

E-1460I

14.600

[6.622]

E-1460W

 

E-1462I

E-1462W

Família EFA

Modelo

Capacidade de carga nominal em libras [kg]

EFA-12F3

Substituído por EFA-12F4

EFA-13F3

Substituído por EFA-12F4

EFA-12F4

12.000-13.200

EFA-13F5

[5.443-5.987]

EFA-18F3

Substituído por EFA-20F4

EFA-20F4

20.000

[9.072]

EFA-22T2

22.000

[9.979]

EFA-22T5

 

EFA-24T2

24.000

[10.886]

EFA-24T5

 

Famílias I e D

Modelo

Capacidade de carga nominal em libras [kg]

I-60SG

6.000

[2.722]

D-600N

D-700N

7.000

[3.175]

D-700F

D-800F

8.000

[3.629]

D-800W

I-80SG

D-850F

8.500

[3.856]

D-850W

I-100 S, SG

10.000

[4.536]

I-100W

 

I-120S, SG, SGL

12.000

[5.443]

I-120W

 

I-130SG

13.000

[5.896]

I-130W

 

I-132SG

13.200

[5.987]

I-140S, SG

14.600

[6.622]

I-140W

 

I-160S, SG

16.000

[7.257]

I-160W

 

I-160SB

I-180S, SG

18.000

[8.165]

I-180W

 

D-2000F

20.000

[9.072]

I-200S, SG

20.000

[9.072]

I-200W

 

D-2200F

22.800

[10.342]

I-220W

22.800

[10.342]

Observação: As capacidades de carga nominal referidas servem como normas gerais. A capacidade de carga nominal real varia de acordo com a aplicação e com o ciclo de carga. As aplicações exigem a aprovação de engenharia da Dana Spicer.

Inspeção

Inspeção

Inspeção

Procedimentos e intervalos

Os procedimentos de inspeção a seguir seguem a prática da indústria e são recomendados como Inspeção diretrizes para o serviço periódico. Utilize as instruções do fabricante como guia preferencial.

Vista explodida da Família E

Os intervalos de inspeção ou serviço são recomendados para uso geral do veículo. Pode ser recomendado aumentar a frequência dos intervalos de acordo com o tipo de serviço do veículo.

2 16 3 17 1 8 1 19 4 20 6 5 26 9 2
2
16
3
17
1 8
1
19
4
20
6
5
26
9
2
10
25
24
7
23
8
11
12
21
13
22
27
20
14
15
19
1
8
17
16

1 – Porca, chave de encaixe

10 – Pino, contrapino

19 – Junta

2 – Vedação, graxa

11 – Parafuso, braçadeira

20 – Bucha

3 – Calço

12 – Tubo, cruz

21 – Pino mestre

4 – Viga do eixo

13 – Braçadeira

22 – Porca, eixo externo*

5 – Chave, encaixe

14 – Porca

23 – Arruela, retentor*

6 – Rolamento, encosto

15 – Extremidade do tirante

24 – Arruela, eixo*

7 – Parafuso, batente

16 – Encaixe do lubrificante

25 – Porca, eixo interno*

8 – Porca, contraporca

17 – Tampa, articulação

26 – Articulação da direção

9 – Porca, ranhurada

18 – Inserto de espuma

27 – Coluna de chave de encaixe dupla

* Porca, Pro-Torq (opcional para os itens 22-25)

Inspeção

Vista explodida da Família EFA

29 27 24 25 26 1 13 2 21 3 14 4 17 11 28
29
27
24
25
26
1
13
2
21
3
14
4
17
11
28
12
5
16
18
13
15
22
19
10
20
7
8
6
21
9
23

1 – Encaixe de lubrificação

2 – Parafuso sextavado

3 – Arruela

4 – Tampa da articulação

5 – Bucha

6 – Pino da articulação

7 – Arruela, eixo

8 – Porca sextavada, eixo

9 – Contrapino

10 – Articulação da direção

11 – Contrapino

12 – Porca sextavada, braço de direção

13 – Articulação da vedação

14 – Calço

15 – Rolamento de encosto

16 – Chave de encaixe

17 – Porca, chave de encaixe

18 – Parafuso batente

19 – Porca, contraporca 20 – Contrapino

21 – Chave semicircular 22 – Conjunto de tubos em cruz 23 – Braço do tirante 24 – Prisioneiro esférico do braço de direção 25 – Porca do prisioneiro esférico 26 – Contrapino do prisioneiro esférico 27 – Braço de direção 28 – Viga de ferro 29 – Viga tubular

Inspeção

Inspeção

Vista explodida das Famílias I e D

2 3 4 1 10 9 7 6 5 11 12 8 13 14 15
2
3
4
1
10
9
7
6
5
11
12
8
13
14
15
17
16
30
34
18
35
19
20
21
23
22
19
24
26
29
10
27
31
32
33
25
28

1 – Viga de ferro

2 – Vedação, pino mestre

3 – Calço

4 – Chave de encaixe, exterior

5 – Chave de encaixe, interior

6 – Porca, chave de encaixe

7 – Arruela, belleville

8 – Conjunto de rolamento, encosto

9 – Parafuso, tampa do pino mestre

10 – Graxeira

11 – Tampa, pino mestre

12 – Anel O

13 – Bucha, pino mestre 14 – Pino mestre 15 – Pino, contrapino 16 – Porca, ranhurada 17 – Articulação, direção 18 – Parafuso, batente 19 – Chave, semicircular 20 – Braço, direção 21 – Porca, tirante 22 – Pino, contrapino, tirante 23 – Tubo, cruz 24 – Parafuso, braçadeira do tirante

25 – Porca, braçadeira do tirante 26 – Braçadeira, tirante 27 – Extremidade do tirante 28 – Graxeira 29 – Braço, tirante 30 – Pino, contrapino do eixo 31 – Porca do eixo, interno 32 – Porca, arruela de encosto do eixo 33 – Porca do eixo, externo 34 – Arruela, retentor do rolamento 35 – Porca, eixo ranhurado

Inspeção

Inspeção geral

Faça a inspeção do eixo para garantir a montagem adequada

e identificar peças danificas e fixadores soltos toda a vez que

o veículo for lubrificado. Certifique-se de que as porcas de montagem da mola à viga do eixo e os prendedores de conexão da direção estejam firmes.

Alinhamento da roda – Siga as instruções do fabricante do veículo para os intervalos de inspeção do alinhamento da roda. Em caso de esforço excessivo da direção, desvio do veículo ou desgaste excessivo e/ou irregular do pneu, verifique o alinhamento da roda. Consulte Alinhamento da roda.

Batentes dos eixos da direção – Verifique se há batentes de direção ausentes, frouxos ou tortos. Batentes do eixo da direção danificados ou ausentes podem indicar outros problemas com o sistema de direção. Isso pode resultar em danos aos componentes do sistema de direção. Substitua os batentes ausentes ou danificados e faça nova geometria no sistema de direção. Consulte as instruções do fabricante do veículo para as configurações adequadas do sistema de direção.

Extremidades do tirante – Inspecione toda vez que o eixo for lubrificado. Verifique se há danos na vedação, desgastes no soquete de esfera e fixadores soltos.

Rolamentos de encosto da articulação – Quando desmontados, faça uma inspeção visual para constatar quaisquer danos e verifique o funcionamento perfeito. Para uma vida útil mais longa, substitua o rolamento de encosto sempre que o conjunto da articulação passar por manutenção.

Pinos mestre – Para uma vida útil mais longa, substitua os pinos mestre durante a manutenção do conjunto da articulação.

Inspeção dos componentes

Prepare a inspeção de eixo do seguinte modo:

1. Acione o freio de estacionamento e bloqueie as rodas de tração para impedir o movimento do veículo.

2. Levante o veículo até que as rodas do eixo da direção não toquem mais o solo. Mantenha o veículo levantado com calços de segurança.

ADVERTÊNCIA

ADVERTÊNCIA

Nunca trabalhe sob um veículo suspenso somente por um macaco. Sempre utilize calços de segurança.

Inspeção da folga vertical da articulação

1. Monte o relógio comparador na viga do eixo. Consulte a sonda do relógio comparador na tampa da articulação.

2. Com uma alavanca, abaixe a articulação da direção.

3. Ajuste em zero o relógio comparador.

4. Com uma alavanca, levante a articulação da direção. Observe a leitura do indicador. Se a leitura exceder 1,02 mm (0,040"), consulte Remoção e desmontagem para os procedimentos de revisão geral.

Observação: Execute o procedimento de inspeção acima com o eixo montado e instalado em um veículo com pneus e rodas presos. Para verificar a folga vertical da articulação durante a montagem do eixo. Consulte Montagem da articulação da direção.

Família E

1 2 4 3 1 – Referência na parte superior da articulação
1
2
4 3
1 – Referência na parte superior da articulação

2 – Relógio comparador

3 – Alavanca

4 – Articulação da alavanca para baixo

Família EFA, I 1 2 4 3
Família EFA, I
1
2
4 3

1 – Referência na parte superior da articulação

2 – Relógio comparador

3 – Alavanca

4 – Articulação da alavanca para baixo

Inspeção

Inspeção

Inspeção da bucha (Jogo axial)

As práticas de lubrificação regulares e completas a seguir irão aumentar ao máximo a vida útil da bucha.

Inspeção da lateral da bucha superior Este procedimento mede o desgaste da bucha superior devido ao carregamento lateral e vertical.

1. Monte o relógio comparador no eixo. Use como referência a parte superior da articulação da direção.

Família E

1 2 3 0 20 30 10 40 10 20 30 40 50
1
2
3
0
20
30
10
40
10
20
30
40
50

1 – Relógio comparador

2 – Referência na aba superior da articulação da direção

3 – Encaixe da viga do eixo

Famílias EFA, I e D

1 2 3
1
2
3

1 – Relógio comparador

2 – Referência na aba superior da articulação da direção

3 – Encaixe da viga do eixo

2. Mova o conjunto de pneu e roda para dentro e para fora com um empurrão/puxão e registre a leitura do relógio comparador.

3. Substitua a bucha superior se as leituras ultrapassarem 0,38 mm (0,015").

Inspeção da lateral da bucha inferior Este procedimento mede o desgaste da bucha inferior devido ao carregamento lateral e vertical.

1. Monte o relógio comparador no eixo. Use como referência a base do braço inferior da articulação da direção.

Família E

1 2 3 0 20 30 10 40 10 20 30 40 50
1
2
3
0
20
30
10
40
10
20
30
40
50

1 – Encaixe da viga do eixo

2 – Referência na articulação inferior da direção

3 – Relógio comparador

Famílias EFA, I e D 2 3 1 1 – Encaixe da viga do eixo
Famílias EFA, I e D
2
3
1
1 – Encaixe da viga do eixo

2 – Referência na articulação inferior da direção

3 – Relógio comparador

2. Mova a parte inferior do conjunto de pneu e roda para dentro e para fora com um empurrão/puxão e registre a leitura do relógio comparador.

3. Substitua a bucha inferior se as leituras do relógio comparador ultrapassarem 0,38 mm (0,015").

Observação: A fim de evitar medições imprecisas, tome cuidado para não permitir que a articulação vire durante a movimentação para dentro e para fora do conjunto. O uso dos freios será útil para travar o conjunto da roda.

Observação: Coloque o relógio comparador sobre uma superfície lisa e plana para melhor leitura.

Inspeção

Inspeção do tirante

1. Certifique-se de que a proteção cubra completamente a junta esférica da extremidade do tirante sem rachaduras ou rasgos. Se a proteção for danificada, toda a extremidade do tirante deve ser substituída.

1
1

1 – Uma proteção rachada ou quebrada necessita da substituição de toda a extremidade do tirante

2. Certifique-se de que porca do tirante esteja apertada segundo as especificações adequadas e que o contrapino esteja instalado corretamente na porca. Se o contrapino estiver ausente, a porca do tirante ficará frouxa e a direção será afetada.

1 2
1
2

1 – Articulação da direção

2 – Contrapino ausente

3.

4.

5.

6.

7.

A parte rosqueada de cada extremidade do tirante

deve ser completamente inserida na fenda do tubo em cruz. Isso é essencial para a fixação adequada. Substitua os componentes se este ajuste não puder ser feito.

os componentes se este ajuste não puder ser feito. CORRETO As partes rosqueadas das duas extremidades

CORRETO As partes rosqueadas das duas extremidades do tirante devem ser completamente inseridas na fenda do tubo em cruz

Roscas iguais mostradas nas extremidades esquerda e direita do tirante

INCORRETO A extremidade rosqueada não está completamente inserida na fenda do tubo em cruz

Quando for necessário o uso de graxeiras, certifique-se de estejam corretamente instaladas. (Extremidades do tirante que não são lubrificáveis não necessitam de graxeiras.)

Para proteger o tubo em cruz, use apenas as mãos ou uma chave para canos com protetores de garra para girar o tubo em cruz. Certifique-se de o tubo em cruz irá girar na direção das partes dianteira e traseira do veículo. Substitua as duas extremidades do tirante se não girarem nas duas direções.

Se os tubos em cruz ou as braçadeiras estiverem quebrados, rachados ou danificados, será necessário fazer a substituição. Não tente consertar um tubo em cruz, pois isso pode resultar em danos ao eixo.

A

e

necessárias para garantir a folga dos cortes altos da roda.

posição correta da braçadeira em relação ao eixo

a orientação correta da porca e do parafuso são

A proteção não tem capacidade de purga. Toda a purga de graxa acontece através das
A proteção não tem capacidade de purga.
Toda a purga de graxa acontece através
das graxeiras.
Graxeira
de purga

Observação: As inspeções dos tirantes devem sempre ser ser feitas antes da lubrificação. Se a inspeção for feita após a lubrificação, pode haver uma indicação falsa de que o tirante está funcionando perfeitamente.

Inspeção

8. Estacione o veículo com as rodas completamente retas e em seguida desligue o veículo.

9. Coloque calços em frente e atrás dos pneus traseiros e dianteiros para impedir o movimento do veículo.

10. Se a vedação e o anel estiverem satisfatórios, tente mover o tubo em cruz do tirante com a mão.

tente mover o tubo em cruz do tirante com a mão. 11. Se algum movimento ou

11. Se algum movimento ou afrouxamento for detectado, ajuste o relógio comparador, como mostrado abaixo.

ajuste o relógio comparador, como mostrado abaixo. CUIDADO Não use uma alavanca ou outro método mecânico
CUIDADO
CUIDADO

Não use uma alavanca ou outro método mecânico no sistema de direção. Isso pode resultar em danos à extremidade do tirante e/ou criar uma indicação falsa de desgaste.

12. Há dois métodos distintos que podem ser usados para verificar o grau de movimento na extremidade do tirante:

a. Para verificar o movimento axial (para cima e para

baixo), ajuste o relógio comparador de forma que a

base do relógio comparador fique no braço do tirante. Em seguida, coloque a ponteira do relógio comparador na parte inferior da extremidade do tirante, na área mais plana.

inferior da extremidade do tirante, na área mais plana. b. Para verificar o movimento radial (de

b. Para verificar o movimento radial (de um lado

para o outro), ajuste o relógio comparador de forma que a base do relógio comparador fique no braço do

tirante. Em seguida, coloque a ponteira do relógio comparador no soquete da extremidade do tirante. Certifique-se de posicionar o relógio comparador, de modo que este fique alinhado com a direção do movimento.

Inspeção
Inspeção

13. Ajuste em zero o relógio comparador.

14. Novamente, mova o conjunto do tubo em cruz para

cima e para baixo e para um lado e para o outro, de acordo com a direção em que você está verificando

o afrouxamento. Se a leitura do relógio comparador for de 0,060” ou mais, substitua imediatamente

a extremidade do tirante. Se a leitura do relógio

comparador estiver acima de 0,030”, deve ser feita a

substituição no próximo intervalo de manutenção.

CUIDADO

CUIDADO

Não remova a extremidade do tirante do braço do tirante para verificar o torque de rotação do prisioneiro esférico. Isso pode danificar a vedação se for usada uma ferramenta de remoção. Além disso, a vedação da extremidade do tirante pode causar indicações falsas de torque interno.

15. Repita as etapas 10 a 14 para as outras

extremidades do tirante. Observação: Quando for necessária a substituição de uma extremidade do tirante, recomenda-se a substituição das duas para nivelar o desgaste nos dois lados do veículo.

Substituição da extremidade do tirante

Substituição da extremidade do tirante

1. Desconecte a extremidade do tirante.

2. Se o tubo em cruz estiver sendo substituído, conte o número de roscas expostas na extremidade do tirante.

3. Afrouxe a porca da braçadeira e desparafuse a extremidade do tirante.

4. Instale novas extremidades de tirante ou novos tubos em cruz.

Observação: O tubo em cruz tem roscas do lado direito e do lado esquerdo para os lados correspondentes do veículo.

5. Fixe a extremidade do tirante no tubo em cruz através da fenda do tubo. O número de roscas expostas no tubo deve ser igual nas extremidades esquerda e direita do tirante.

ser igual nas extremidades esquerda e direita do tirante. CORRETO As partes rosqueadas das duas extremidades

CORRETO As partes rosqueadas das duas extremidades do tirante devem ser completamente inseridas na fenda do tubo em cruz

Roscas iguais mostradas nas extremidades esquerda e direita do tirante

INCORRETO A extremidade rosqueada não está completamente inserida na fenda do tubo em cruz

6. Para as extremidades do tirante do soquete reto E e I, aperte a porca da braçadeira com 45-60 pés lb. (61-81N m). Certifique-se de que lingueta na braçadeira retenha a extremidade do tubo em cruz.

Extremidades do tirante do soquete reto

Séries D, E e I

45-60 pés lb. (61-81 N•m)

7. Para as extremidades do tirante do soquete de descida, aperte da seguinte maneira:

Extremidades do tirante do soquete de descida

maneira: Extremidades do tir ante do soquete de descida I-120SG, I-140SG, I-132SG, 55-70 pés lb. (75-95

I-120SG, I-140SG, I-132SG,

55-70 pés lb. (75-95 N•m)

E-1462I

E-1460I, E-1320W, E-1322W E-1460W, E-1462W

80-90 pés lb. (108-122 N•m)

I-200SG, I-200W, I-220W, I-160W, I-180W

150-180 pés lb. (203-244 N•m)

D-2000F, D2200F

150-180 pés lb. (203-244 N•m)

8. Instale a extremidade do tirante no braço do tirante da articulação. Fixe com um porca ranhurada e aperte a 120-160 pés. lb. (163-217 N m).

9. Instale o contrapino na porca ranhurada e dobre as extremidades para fixar. Se necessário,
9. Instale o contrapino na porca ranhurada e dobre as
extremidades para fixar. Se necessário, aperte a
porca até alinhar os orifícios.
3
1
5
4
2

1 – Braço do tirante

2 – Extremidade do tirante

3 – Porca ranhurada

4 – Contrapino

5 – Fixador da braçadeira afastado da viga

10. Ajuste a convergência.

Observação: Nos tirantes com braçadeira giratória, posicione a braçadeira com o fixador afastado da viga.

Alinhamento/ajuste

Alinhamento/ajuste

Alinhamento/ajuste

Alinhamento da roda

O alinhamento correto da roda aumenta a durabilidade do

pneu e facilita o manejo, além de diminuir a pressão sobre

o sistema de direção e os componentes do eixo. Utilize as instruções do fabricante do veículo para verificar o alinhamento da roda.

Observação: O alinhamento total do veículo é recomendado ao se alinhar o eixo de direção.

Cambagem

A cambagem é a inclinação vertical da roda vista a partir da

frente do veículo. Ela é usinada durante a fabricação e não pode ser ajustada.

A cambagem “positiva” é uma inclinação externa da parte

superior da roda. 1 2
superior da roda.
1 2

1 – Cambagem positiva

2 – Linha central vertical

Cambagem para E-1000I, E-1000W, E-1200I, E-1200W, E-1201W, E-1320I, E-1320W, E-1460I, E-1460W

A cambagem “negativa” é uma inclinação interna da parte superior da roda.

1 2 1 – Linha central vertical 2 – Cambagem negativa CUIDADO
1
2
1 – Linha central vertical
2 – Cambagem negativa
CUIDADO

A Dana Spicer proíbe expressamente a curvatura das vigas do eixo (a quente ou a frio) para alterar a cambagem ou para qualquer outro propósito. A solda ou usinagem de qualquer componente do eixo é proibida, salvo se observado o contrário neste documento ou em outra literatura sobre reparações da Dana Spicer.

 

Na bancada

Descarregada

Carregada

(8000 lb.)

Esquerda

1/2° (+/-7/16°)

3/16° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

Direita

1/4° (+/-7/16°)

-1/16° (+/-7/16°)

-1/4° (+/-7/16°)

Alinhamento/ajuste

Cambagem para E-1002I, E-1002W, E-1202I, E-1202W, E-1203I E-1322I, E-1322W, E-1462I, E-1462W

 

Na bancada

Descarregada

Carregada

(8000 lb.)

Esquerda

5/8° (+/-7/16°)

1/4° (+/-7/16°)

+1/8° (+/-7/16°)

Direita

3/8° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

-1/8° (+/-7/16°)

Cambagem para EFA-12F3, EFA-12F4, EFA-13F3,

 

EFA-13F5

 

Na bancada

Descarregada

Carregada

(8000 lb.)

Esquerda

3/4° (+/-7/16°)

7/16° (+/-7/16°)

1/4° (+/-7/16°)

Direita

1/4° (+/-7/16°)

-1/16° (+/-7/16°)

-1/4° (+/-7/16°)

Cambagem para EFA-18F3, EFA-20F4

 
 

Na bancada

Descarregada

Carregada

(10.000 lb.)

Esquerda

3/4° (+/-7/16°)

1/2° (+/-7/16°)

1/4° (+/-7/16°)

Direita

1/4° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

-1/4° (+/-7/16°)

Cambagem para EFA-22T, EFA-24T

 
 

Na bancada

Descarregada

Carregada

(12.000 lb.)

Esquerda

1/2° (+/-7/16°)

1/4° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

Direita

1/2° (+/-7/16°)

1/4° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

Cambagem para I-60SG, I-80SG

 

Na bancada

Descarregada

Carregada

(8.000 lb.)

Esquerda

3/4° (+/-7/16°)

3/8° (+/-7/16°)

1/4° (+/-7/16°)

Direita

1/2° (+/-7/16°)

1/8° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

Alinhamento/ajuste

Alinhamento/ajuste

Cambagem para D-600N, D-700F, D-700N, D-800F,

D-800W

 

Na bancada

Descarregada

Carregada

(8.000 lb.)

Esquerda

5/8° (+/-7/16°)

1/4° (+/-7/16°)

+1/8° (+/-7/16°)

Direita

3/8° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

-1/8° (+/-7/16°)

Cambagem para I-100SG, I-120SG, I-130SG, I-132SG, I-140SG, I-146SG, I-160SG, I-180SG, I-200SG anterior a out. de 2001

 
 

Na bancada

Descarregada

Carregada

(8.000 lb.)

Esquerda

1/4° (+/-7/16°)

-1/8° (+/-7/16°)

-1/4° (+/-7/16°)

Direita

1/4° (+/-7/16°)

-1/8° (+/-7/16°)

-1/4° (+/-7/16°)

Cambagempara I-100SG, I-120SG, I-140SG, I-146SG, I-160SG, I-180SG, I-200SG após out. de 2001

 
 

Na bancada

Descarregada

Carregada

(8.000 lb.)

Esquerda

5/8° (+/-7/16°)

1/4° (+/-7/16°)

+1/8° (+/-7/16°)

Direita

3/8° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

-1/8° (+/-7/16°)

Cambagem para I-100NGV, I-120NGV, I-140NGV anterior a out. de 2001

 
 

Na bancada

Descarregada

Carregada

Esquerda

1/4° (+/-7/16°)

-1/8° (+/-7/16°)

-1/4° (+/-7/16°)

Direita

1/4° (+/-7/16°)

-1/8° (+/-7/16°)

-1/4° (+/-7/16°)

Cambagem para I-100NGV, I-120NGV, I-140NGV após out. de 2001

 
 

Na bancada

Descarregada

Carregada

Esquerda

5/8° (+/-7/16°)

1/4° (+/-7/16°)

+1/8° (+/-7/16°)

Direita

3/8° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

-1/8° (+/-7/16°)

Alinhamento/ajuste

Cambagem para I-100W, I-120W, I-130W, I-140W, I-160W, I-180W, I-200W, I-220W

 

Na bancada

Descarregada

Carregada

Esquerda

5/8° (+/-7/16°)

1/4° (+/-7/16°)

+1/8° (+/-7/16°)

Direita

3/8° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

-1/8° (+/-7/16°)

Cambagem para D-2000F (Queda de 5”)

 
 

Na bancada

Descarregada (10.000 lb.)

Carregada

Esquerda

1/4° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

-3/16° (+/-7/16°)

Direita

1/4° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

-3/16° (+/-7/16°)

Cambagem para D-2000F

 

Na bancada

Descarregada (10.000 lb.)

Carregada

Esquerda

5/8° (+/-7/16°)

13/32° (+/-7/16°)

1/8° (+/-7/16°)

Direita

3/8° (+/-7/16°)

5/32° (+/-7/16°)

0° (+/-7/16°)

Cambagem para D-2200F

 

Na bancada

Descarregada (10.000 lb.)

Carregada

Esquerda

5/8° (+/-7/16°)

13/32° (+/-7/16°)

1/8° (+/-7/16°)

Direita

3/8° (+/-7/16°)

5/32° (+/-7/16°)

-1/16° (+/-7/16°)

Alinhamento/ajuste

OEM

Alinhamento/ajuste

Ajuste do caster

O caster é a inclinação para frente e para trás (em direção à parte dianteira ou traseira do veículo) do pino mestre da direção visto a partir da lateral do veículo.

Caster “positivo” é a inclinação da parte superior do pino mestre em direção à traseira
Caster “positivo” é a inclinação da parte superior do pino
mestre em direção à traseira do veículo.
1
2
3
4

1 – Linha central vertical

2 – Linha central do pino mestre

3 – Parte dianteira do caminhão

4 – Parte traseira do caminhão

Caster “negativo” é a inclinação da parte superior do pino mestre em direção à dianteira
Caster “negativo” é a inclinação da parte superior do pino
mestre em direção à dianteira do veículo.
2
1
3
4

1 – Linha central do pino mestre

2 – Linha central vertical

3 – Parte dianteira do caminhão

4 – Parte traseira do caminhão

Consulte também RP 642, Diretrizes para alinhamento total do veículo publicado peloTruck Maintenance Council (Conselho de manutenção de caminhões).

Um ângulo de caster mais positivo do que o especificado pode resultar em esforço excessivo da direção e/ou

trepidação. Um ângulo menos positivo pode resultar em desvio do veículo ou dificuldade de retorno da direção para

o centro. O ângulo do caster é determinado pela posição de instalação do eixo da direção.

O caster é ajustado pelo acréscimo ou pela remoção de

calços cônicos entre as molas e a sapata de montagem da viga do eixo.

O ângulo do caster geralmente é mais positivo com direção

hidráulica, pois o auxílio hidráulico ultrapassa o esforço excessivo da direção. Isso permite que o veículo apresente

a máxima estabilidade da direção diretamente para frente

(a variação geral das unidades de direção hidráulica é de

+2° a +4°).

Consulte as especificações do OEM do veículo.

Observação: Ajuste o caster de acordo com as especificações do fabricante do veículo.

CUIDADO

CUIDADO

A Dana Spicer proíbe expressamente a torção da viga do eixo para ajuste do caster ou para qualquer outro propósito de endireitamento.

Observação: A alteração da sequência de torque dos parafusos em U pode resultar em pequenas mudanças no caster.

Alinhamento/ajuste

Ajuste da base

1. Use uma área de trabalho com superfície plana.

2. Leve o veículo até a área lentamente e deixe-o totalmente reto. Tente fazer o veículo parar sem o uso dos freios.

3. Calce as rodas traseiras.

4. Coloque um pedaço comprido de fita adesiva de 127 mm (5") paralela ao centro da nervura da banda de rodagem na parte traseira dos dois pneus, na metade da altura do pneu.

5. Coloque um compasso atrás dos pneus dianteiros. Os ponteiros devem ser levantados/baixados até ficarem na altura da linha central do cubo.

6. Com os ponteiros do compasso na altura da linha central do cubo, coloque os ponteiros nas bordas externas da fita adesiva e prenda os parafusos do ponteiro.

7. Marque a posição de um dos ponteiros com uma marca horizontal simples na fita adesiva.

8. Remova o compasso de trás das rodas.

9. Mova o caminhão para frente até a marca na fita percorrer 180 graus.

10. Coloque o compasso na frente dos pneus. Coloque o ponteiro na borda da fita no lado assinalado com marca horizontal. O ponteiro e a marca devem estar na mesma altura.

11. Meça a base entre o ponteiro e a borda da fita no pneu oposto para obter a medida completa da base.

Observação: As especificações de convergência são de 1,587 mm (1/16”) para veículos descarregados. Esta medida serve para um trator (sem reboque) ou caminhão não articulado sem carga.

12. Se a medida da base estiver incorreta, solte a braçadeira do tubo e aparafuse a extremidade de cada um dos tubos em cruz. Gire os tubos em cruz até alcançar a distância especificada.

13. Certifique-se de que a parte rosqueada das extremidades do tirante estejam completamente inseridas e visíveis na abertura do tubo em cruz. Aperte o parafuso e a porca nas extremidades do tubo em cruz com o torque especificado.

14. Verifique novamente as configurações da base.

Consulte também RP 642, Diretrizes para alinhamento total do veículo publicado pelo Truck Maintenance Council (Conselho de manutenção de caminhões).

Frente do veículo A Convergência A distância na frente do pneu é menor do que
Frente do veículo
A
Convergência
A distância na frente do pneu é menor
do que a distância na traseira do pneu
B
A
Divergência
A distância na frente do pneu é maior
do que a distância na traseira do pneu
B

Alinhamento/ajuste

OEM

Alinhamento/ajuste

Ajuste do batente da direção

1. Verifique o manual do fabricante do veículo para determinar o ângulo correto do batente
1. Verifique o manual do fabricante do veículo para
determinar o ângulo correto do batente da direção.
1
3
2
5 4

1 – Frente do veículo

2 – Articulação da direção

3 – Viga do eixo

4 – Ajuste do batente da direção (ambas as extremidades do eixo)

5 – Grau do ângulo da direção

2. Verifique o ângulo de direção com o conjunto da plataforma giratória de alinhamento.

3. Se necessário, afrouxe a contraporca interna e gire o parafuso batente o quanto for necessário. Consulte as opções A e B.

Opção A: 1 2
Opção A:
1
2

1 – Contraporca (90-120 lb. pés [122-163 N•m])

2 – Parafuso batente

Observação: Opções para E-1203I e E-1462I são conforme o que está descrito a seguir.

Opção B: 2 1 3
Opção B:
2
1
3

1 – Prolongador

2 – Contraporca (30-45 lb. pés [41-61 N•m])

3 – Parafuso batente

4. Após o ajuste, aperte a contraporca do parafuso batente com:

• Opção A: 90-120 lb. pés (122-163 N•m).

• Opção B: 30-45 lb. pés (41-61 N•m)

Observação: Consulte as especificações do OEM do veículo.

Observação: Ajuste a unidade da direção hidráulica de modo que o auxílio hidráulico pare a aproximadamente 3° ou 1/8” (3,175 mm) antes de tocar os parafusos batente. Siga as recomendações do fabricante do veículo ao fazer esse ajuste.

CUIDADO

CUIDADO

O mecanismo de direção deve estar funcionando perfeitamente ou pode haver danos na articulação da direção. O alívio do cabeçote móvel deve ser verificado após o ajuste da configuração do parafuso batente.

Desmontagem, revisão geral e montagem

Desmontagem, revisão geral e montagem

Desmontagem da articulação da direção

Preparação

1. Acione o freio de estacionamento e bloqueie as rodas de tração para impedir o movimento do veículo.

2. Levante o veículo até que os pneus do eixo de direção não toquem mais o solo. Mantenha o veículo levantado com calços de segurança.

ADVERTÊNCIA

ADVERTÊNCIA

Nunca trabalhe sob um veículo suspenso somente por um macaco. Sempre utilize calços de segurança.

Procedimento

1. Afrouxe o ajustador de folga para retornar as sapatas do freio à posição liberada e limpe o tambor.

2. Remova a tampa do cubo, o contrapino, a porca, a arruela e o conjunto do cone do rolamento externo.

3. Remova o conjunto de roda e cubo.

4. Desconecte a linha de ar ou hidráulica do conjunto do freio.

Observação: Tampe ou cubra a linha para impedir a contaminação do sistema de freio.

5. Remova o conjunto do freio.

6. Remova o contrapino e a porca ranhurada. 3 1 5 2 4
6. Remova o contrapino e a porca ranhurada.
3
1
5
2 4

1 – Braço do tirante

2 – Extremidade do tirante

3 – Porca ranhurada

4 – Contrapino

5 – Fixador da braçadeira afastado da viga

7. Desconecte a extremidade do tirante do braço do tirante usando uma ferramenta adequada, como
7. Desconecte a extremidade do tirante do braço do
tirante usando uma ferramenta adequada, como um
garfo bifurcado.
1
2
3

1 – Braço do tirante

2 – Extremidade do tirante

3 – Garfo bifurcado

Observação: Se a proteção quebrar durante a remoção, a extremidade do tirante deverá ser substituída.

CUIDADO

CUIDADO

Não esquente quaisquer peças ou fixadores do eixo.

8. Desconecte a barra da direção do braço da direção removendo o contrapino e a porca ranhurada.

9. Remova as tampas superior e inferior da articulação.

10. Chave de encaixe única. Remova a porca da chave de encaixe, em seguida retire
10. Chave de encaixe única. Remova a porca da chave
de encaixe, em seguida retire a chave usando um
martelo e um punção de latão.
1
2

1 – Chave de encaixe única

2 – Punção de latão

Desmontagem, revisão geral e montagem

Desmontagem, revisão

geral e montagem

11. Chaves de encaixe duplas. Remova as duas porcas da chave de encaixe. Em seguida, retire a chave usando um martelo e um punção de latão.

12. Retire o pino mestre usando um martelo e um punção de latão. 1 2
12. Retire o pino mestre usando um martelo e um
punção de latão.
1
2

1 – Martelo de latão

2 – Punção

13. Remova a articulação da direção da viga do eixo.

ADVERTÊNCIA13. Remova a articulação da direção da viga do eixo. Nunca bate em peças de metal

Nunca bate em peças de metal reforçadas com um martelo ou uma ferramenta de aço.

Limpeza Após a desmontagem e antes de iniciar a inspeção, limpe as peças do seguinte modo:

1.

Peças de aço com superfícies desgastadas ou polidas.

Limpe com o solvente de limpeza adequado.

Enxágue completamente para remover a solução de limpeza.

Seque as peças com panos limpos.

2.

Limpe as peças fundidas, de ferro forjado e de superfície áspera.

Use uma escova de aço ou limpe a vapor as partes que podem acumular lodo, sujeira da estrada ou sal.

ADVERTÊNCIApartes que podem acumular lodo, sujeira da estrada ou sal. A gasolina não é um solvente

A gasolina não é um solvente de limpeza aceitável devido

à sua extrema inflamabilidade. Ela não é segura para o

ambiente da oficina.

Substituição da bucha e da vedação do pino mestre

Remoção

1. Remova as vedações de graxa dos braços da articulação usando uma ferramenta apropriada.

Remova as buchas do pino mestre

2. Retire as buchas das articulações usando o punção piloto apropriado.

2 1 3
2
1
3

1 – Piloto

2 – Punção

3 – Articulação da direção

3. Remova todo o material estranho do orifício do pino mestre da articulação da direção e do orifício da viga do eixo.

4. Use uma escova de aço nas superfícies usinadas, tomando cuidado para não danificá-las. Limpe os orifícios do pino mestre.

não danificá-las. Limpe os orifícios do pino mestre. 1 1 – Limpe todas as superfícies usinadas

1

1 – Limpe todas as superfícies usinadas

ADVERTÊNCIA

ADVERTÊNCIA

Durante os procedimentos de remoção e instalação, nunca use martelo ou ferramenta de aço para bater em peças de metal reforçadas.

Desmontagem, revisão geral e montagem

Instalação da bucha

5. Lubrifique levemente o diâmetro externo das buchas para facilitar a instalação.

6. Aperte manualmente a bucha no orifício.

1 2
1
2

Observação: Ao instalar as buchas do pino mestre, coloque as juntas nos locais marcados com "X".

X 90° X
X
90°
X

Junta da bucha Coloque em cada local marcado com "X"

7. Insira as buchas até que fiquem posicionadas conforme a ilustração.

• Use o mesmo método para instalar as buchas superior e inferior.

Consulte a tabela de espessura da bucha (parte superior) Bucha Recesso Vedações de graxa 1,52
Consulte a tabela de
espessura da bucha
(parte superior)
Bucha
Recesso
Vedações de graxa
1,52 mm (0,060")
da superfície
da articulação
Consulte a tabela de
espessura da bucha
(parte inferior)

Bucha

Tabela de espessura da bucha

 

Espessura da bucha

D-600N, D-700F, D-700N, D-800F, D-800W

4,3 mm (0,17") Superior 14,2 mm (0,56") Inferior

D-2000F, D2200F

14,0 mm (0,55")

E-1000I, E-1002I, E-1200I, E-1202I, E-1320I, E-1322I, E-1201I, E-1203I

14,0 mm (0,55")

E-1000W, E-1200W E-1320W, E-1460I, E-1002W, E-1202W, E-1322W, E-1462I, E-1460W,

14,0 mm (0,55")

E-1462W

Família EFA

6,4 mm (0,25")

I-100W, I-120W, I-140W, I-160W, I-180W, I-200W, I-220W, I-130W

5,1 mm (0,20") Superior 5,1 mm (0,20") Inferior

I-130SG, I-132SG, I-140SG, I-160SG, I-180SG, I-1200SG

5,1 mm (0,20") Superior 5,1 mm (0,20") Inferior

I-60SG, I-80SG

4,3 mm (0,17") Superior 8,6 mm (0,34") Inferior

I-100SG, I-100SGL, I-120SG,

10,2 mm (0,40”) Superior 28,4 mm (1,12”) Inferior

I-120SGL

Desmontagem, revisão geral e montagem

Desmontagem, revisão geral e montagem

Observação: Algumas buchas de pino mestre da Dana Spicer necessitam de alargamento após a instalação. Leia o folheto de instruções incluído no kit de serviço ou com buchas ANTES de iniciar a instalação. Para o tamanho do alargamento necessário das buchas, consulte a tabela de especificações de buchas do pino mestre, no anexo.

8. Alargue as buchas até o tamanho apropriado usando a ferramenta Kent-Moore adequada (ou equivalente).

9. Instale a nova vedação usando o punção piloto adequado ou um dispositivo similar que não danifique a vedação durante a instalação.

que não danifique a vedação durante a instalação. 1,52 mm (0,060") Borda Instale a vedação superior

1,52 mm

(0,060")

Borda

Instale a vedação superior com a aba para baixo

Instale a vedação inferior com a aba para cima

1,52 mm (0,060")

CUIDADO

CUIDADO

Ao instalar a vedação de graxa, certifique-se de que a borda está apontando na direção do centro da articulação. Isso é essencial para a operação de vedação adequada.

Desmontagem, revisão geral e montagem

Montagem da articulação da direção

Observação: Sempre substitua o pino mestre, o rolamento de encosto e as buchas se algum componente estiver com defeito.

1. Antes de instalar os pinos mestres, lubrifique dentro das buchas e do lado de fora dos pinos mestre com graxa de molibdênio Fleetrite EP2 ou com a graxa de lítio multiuso NLGI Nº 2 equivalente para a lubrificação inicial.

2. Certifique-se de que o orifício do pino mestre no centro do eixo esteja limpo e seco.

3. Pode haver dois tipos de rolamentos de encosto. Um tipo é instalado no rolamento de encosto com lacre na parte superior, conforme a figura a seguir. Coloque e sustente o conjunto da articulação da direção na extremidade do eixo.

1

da articulação da direção na extremidade do eixo. 1 2 1 – Tampa da vedação 2
da articulação da direção na extremidade do eixo. 1 2 1 – Tampa da vedação 2

2

1 – Tampa da vedação

2 – Rolamento de encosto

4. O segundo tipo de rolamento de encosto é um modelo de peça única com a BORDA de vedação instalada EM DIREÇÃO à parte inferior das articulações, conforme a figura abaixo.

parte inferior das articulações, conforme a figura abaixo. 5. Deslize o rolamento de encosto entre a

5. Deslize o rolamento de encosto entre a face inferior do centro do eixo e o garfo inferior da articulação da direção.

1 2 3
1
2
3

1 – Articulação da direção

2 – Rolamento de encosto

3 – Viga do eixo

6. Alinhe os orifícios do garfo da articulação da direção com o eixo e com os orifícios do rolamento de encosto.

7. Pré-ajuste a folga vertical da articulação pressionando

a articulação da direção e enchendo a fenda na parte de cima da articulação com calço(s).

2 1
2
1

1 – Instale o(s) calço(s) conforme necessário

2 – Calce somente a parte de cima da articulação

Observação: Um macaco hidráulico pode ser usado para

pressionar a articulação da direção.

8. Instale o pino mestre da parte superior com o sulco

e o orifício da chave de encaixe alinhados. Aperte manualmente o pino na bucha. 1
e o orifício da chave de encaixe alinhados. Aperte
manualmente o pino na bucha.
1
2

1 – Pino mestre

2 – Articulação da direção

CUIDADO

CUIDADO

Nunca coloque calços na parte inferior da viga.

Desmontagem, revisão geral e montagem

Desmontagem, revisão

9. Instale o pino mestre na articulação e na viga do eixo. Coloque o pino
9. Instale o pino mestre na articulação e na viga do
eixo. Coloque o pino mestre no lugar adequado
usando um martelo ou um punção de latão,
se necessário.
1
2

1 – Pino mestre

2 – Proteja com o material de calço

CUIDADO

CUIDADO

Proteja os pinos mestre com material apropriado, como um material de calço.

Observação: Neste ponto da remontagem, verifique a folga vertical da articulação e ajuste, se necessário.

10. Centralize os componentes da direção.

11. Instale o relógio comparador na viga da direção e verifique a parte superior da
11. Instale o relógio comparador na viga da direção e
verifique a parte superior da articulação. Ajuste em
zero o relógio comparador.
1
2
4 3

1 – Referência na parte superior da articulação

2 – Relógio comparador

3 – Alavanca

4 – Articulação da alavanca para baixo

12.

Faça a simulação do carregamento do eixo com um macaco e observe a leitura do
Faça a simulação do carregamento do eixo com um
macaco e observe a leitura do relógio comparador.
1
geral e montagem
Faça a simulação
do carregamento do
eixo com um macaco
2

1 – Articulação da direção

2 – Macaco

Observação: Um macaco hidráulico pode ser usado para pressionar a articulação da direção.

13. A folga vertical da articulação deve ser de 0,051 a 0,305 mm (0,002” a 0,012”). Coloque ou remova tantos calços quanto forem necessários para obter o jogo axial correto. Centralize os calços para impedir danos durante a montagem.

14. Quando o ajuste da folga vertical estiver correto, alinhe a abertura da chave de encaixe e a parte plana do pino.

4 Correto 5 1 Incorreto 3 2
4
Correto
5 1
Incorreto
3
2

1 – Entalhe do pino mestre

2 – Pino mestre

3 – Articulação da direção

4 – Chave de encaixe única

5 – Chaves de encaixe duplas

15. Instale a nova chave de encaixe. Para informações sobre a instalação de chaves de encaixe duplas, consulte Instalação de chaves de encaixe duplas.

Desmontagem, revisão geral e montagem

16. Assente a chave de encaixe com um martelo e um punção. 1 2
16. Assente a chave de encaixe com um martelo
e um punção.
1
2

1 – Chave de encaixe

2 – Martelo de latão

17. Instale a porca da chave de encaixe e aperte. Consulte as tabelas de torque no anexo.

1
1

1 – Porca da chave de encaixe

18. Certifique-se de que a chave de encaixe está totalmente assentada repetindo as etapas 16 e 17. Verifique novamente o torque da porca da chave de encaixe.

19. Instale as tampas do pino mestre. Aperte as tampas. Consulte as tabelas de torque no anexo.

Observação: Aperte a porca na faixa mínima nas etapas 17 e 19; em seguida aperte o suficiente para alinhar o orifício do contrapino.

20. Fixe a barra de direção ao braço de direção. Instale

e aperte a porca com o torque recomendado pelo fabricante do veículo.

21. Instale o contrapino.

22. Fixe a extremidade do tirante ao braço do tirante na articulação. Instale a porca e aperte. Consulte as tabelas de torque no anexo.

a porca e aperte. Consulte as tabelas de torque no anexo. 23. Instale o contrapino. 24.

23. Instale o contrapino.

24. Lubrifique todos os conjuntos de pino mestre

e tirante.

Desmontagem, revisão geral e montagem

Desmontagem, revisão geral e montagem

Substituição de chaves de encaixe fixas por rosqueadas

I-100SA e superior As chaves de encaixe rosqueadas nos eixos com códigos I-100SA e superiores irão substituir as chaves de encaixe fixas do modo a seguir:

1. Instale a chave de encaixe superior com a extremidade rosqueada da chave para a frente do eixo, conforme a ilustração.

1 2 3 1 – Arruelas belleville
1
2
3
1 – Arruelas belleville

2 – Chave de encaixe superior

3 – Chave de encaixe inferior

2. Para posicionar a chave de encaixe, bata na extremidade não rosqueada da chave com um punção e um martelo.

3. Instale as arruelas belleville conforme indicado na ilustração anterior.

4. Instale a porca e aperte como especificado na tabela de torque no anexo.

5. Instale a chave de encaixe inferior com a extremidade rosqueada da chave para a parte traseira do eixo.

6. Repita as etapas 2, 3 e 4 para finalizar a instalação da chave de encaixe inferior.

I-60SG e I-80SG Os eixos com códigos I-60SG e I-80SG têm uma chave de encaixe rosqueada e uma fixa.

Para as chaves fixas, a extremidade grande deve ficar encaixada entre 0,0 e 1,52 mm (0,060 pol.) depois de ser colocada no lugar, conforme a ilustração a seguir. As chaves de encaixe devem ser inseridas em eixos de lados opostos.

4 Frente 3 2 1 4 Frente 3 1 1 – Eixo da viga de
4
Frente
3
2
1
4 Frente
3
1
1 – Eixo da viga de ferro

2 – Chave de encaixe rosqueada

3 – Chave de encaixe fixa

4 – Pino mestre

Observação: As chaves de encaixe devem ser instaladas, uma de cada lado do eixo. Não instale os dois pinos do mesmo lado do eixo.

Desmontagem, revisão geral e montagem

E-14621

1. Alinhe a abertura da chave de encaixe e a parte plana do pino.

4 Correto 5 1 Incorreto 3 2
4
Correto
5 1
Incorreto
3
2

1 – Entalhe do pino mestre

2 – Pino mestre

3 – Articulação da direção

4 – Chave de encaixe única

5 – Chaves de encaixe duplas

2. Instale a nova chave de encaixe.

Observação: As chaves de encaixe deve ser instaladas de um lado do eixo. Não instale o pino em qualquer lado do eixo.

3. Assente a chave de encaixe com um martelo e um punção.

4. Instale as arruelas da chave de encaixe conforme a ilustração.
4. Instale as arruelas da chave de encaixe conforme
a ilustração.

5. Instale a porca da chave de encaixe e aperte como especificado na tabela de torque no anexo.

6. Certifique-se de que a chave de encaixe esteja completamente assentada, recolocando-a com um martelo e um punção.

7. Verifique novamente o torque da porca da chave de encaixe.

Instalação das chaves de encaixe duplas

Séries I

1. Antes de fixar as chaves de encaixe cônicas, posicione verticalmente o pino mestre para não entrar em contato com as tampas superior e inferior.

2. Fixe o material da viga ao lado de cada chave em três lugares para
2. Fixe o material da viga ao lado de cada chave em três
lugares para travar a chave no lugar certo.
1
3
2

1 – Chave de encaixe fixa

2 – Chave de encaixe rosqueada

3 – Frente

3. Instale o anel O e as tampas do pino mestre. Aperte os parafusos da tampa com o valor especificado na tabela de torque no anexo.

4. Para se certificar de que os pinos mestres vão receber lubrificante, lubrifique as buchas superior e inferior do pino mestre através das graxeiras da tampa. Se houver problemas, não será necessário remover novamente os freios para fazer as reparações.

5. Reinstale as extremidades dos tirantes nos braços da direção e aperte as porcas com o valor especificado na tabela de torque. Em seguida, instale o contrapino. Consulte a seção Tirante para substituição das extremidades do tirante.

Especificações gerais

Especificações gerais

Especificações gerais

Ajuste do rolamento da roda

Jogo axial 0,025 – 0,125 mm (0,001” – 0,005”)

(Consulte Ajuste do rolamento da roda para o procedimento de ajuste.)

Alinhamento da roda

(Consulte o fabricante do veículo para as especificações.)

Folga do pino mestre – Novo

Vertical – 0,051-0,305 mm (0,002”-0,012”)

(Consulte Montagem da articulação da direção.)

Folga do pino mestre – Em operação

Vertical – Máximo 1,016 mm (0,040”)

(Consulte Inspeção dos componentes.)

Lateral – Máximo 0,381 mm (0,015”)

(Consulte Inspeção da bucha.) Observação: Os valores de torque de aperto corretos são extremamente importantes para garantir a vida útil longa e do desempenho confiável dos eixos. O aperto das peças de fixação inferior ao adequado é tão prejudicial quando o aperto superior ao adequado.

Observação: A conformidade exata com os valores de torque recomendados garantirá os melhores resultados.

Observação: Algumas aplicações usam 5/8-18-UNF para este fixador. Aplicam-se os mesmos valores de torque.

Marcações da cabeça do parafuso para identificação do grau

Grau 5 Grau 8
Grau 5
Grau 8

Especificações da bucha do pino mestre

A tabela abaixo deve ser usada se for instalar buchas de pino mestre que necessitem de alargamento. Leia o folheto de instruções incluído no kit de serviço ou com buchas ANTES de iniciar a instalação.

DANA

E-1000I

E-1460I

EFA-12F4

I-60SG

I-100SA/SG

I-160SG

SPICER

E-1200I

E-1202I

EFA-13F5

I-80SG

I-120SA/SG

I-180SG

MODELO

E-1203I

E-1322I

D-600N

I-130SG

I-200SG

E-1320I

E-1462I

D-700F

I-130W

D-2000F

EFA-18F3

D-700N

I-140SA/SG

D-2200F

EFA-20F4

D-800F

I-146SA/SG

D-800W

 

pol.

pol.

pol.

pol.

pol.

pol.

(mm)

(mm)

(mm)

(mm)

(mm)

(mm)

DI

da bucha

1,7960-1,7950

1,8750-1,8740

1,6275-1,6265

1,3600-1,3615

1,8608-1,8652

2,0470-2,0514

do

pino

(45,618-45,593)

(47,625-47,600)

(41,339-41,313)

(34,544-34,582)

(47,264-47,376)

(51,994-52,105)

mestre

Diâmetro do

1,7937-1,7935

1,8729-1,8725

1,6255-1,6250

1,3587-1,3592

1,8595-1,8600

2,0457-2,0462

pino mestre

(45,560-45,555)

(47,572-47,562)

(41,288-41,275)

(34,511-34,524)

(47,231-47,244)

(51,973-51,986)

Diâmetro do orifício da viga de ferro

1,7959-1,7945

1,8749-1,8735

1,6270-1,6260

1,3597-1,3607

1,8608-1,8622

2,0470-2,0480

(45,616-45,580)

(47,623-47,587)

(41,326-41,300)

(34,536-34,562)

(47,264-47,300)

(51,994-52,019)

Especificações gerais

Especificações de torque do fixador da Família E

Descrição

Fixador

Torques lb. pés (N•m)

Tamanho do soquete

Porca, chave de encaixe (única)

1/2-20-UNF-2B

30-45

(41-61)

3/4”

6 pontos

Porca, chave de encaixe (dupla)

3/8-16-UNC-2A

24-36

(33-49)

9/16”

6 pontos

Parafuso batente

5/8-18-UNF-2A

5/8” chave de extremidade aberta

Contraporca, parafuso batente

5/8-18-UNF-3B

90-120

(122-163)

15/16” chave de extremidade aberta

Porca, ranhura

7/8-14-UNF-2B

120-160

(163-217)

15/16”

6 pontos

Parafuso, braçadeira do tirante

5/8-11-UNC-2A*

45-60

(61-81)**

15/16”

6 pontos

Tampa, articulação

2.375-16-UNF-2A

50-75

(68-102)

15/16”

6 pontos

Porca, eixo externo

1.5-18-UNEF-2B

100-150

(135-203)

2

1/4”

6 pontos

Porca, eixo interno

1.5-18-UNEF-2B

consulte ajuste do rolamento da roda

2

5/8”

6 pontos

Porca, eixo de pró-torque

1.5-18-UNEF-2B

consulte ajuste do rolamento da roda

2

1/2”

6 pontos

Especificações de torque do fixador da Família EFA

Descrição

Fixador

Torques lb. pés (N•m)

Tamanho do soquete

Parafuso da articulação

 

22-28 (30-38)

 

Direção e porcas do braço Ackerman

 

350-490* (475-664)

 

eixo 12F, 13F

Direção e porcas do braço Ackerman

 

775-1050* (1051-1424)

 

eixo 18F, 20F, 22T, 24T

Ajuste do rolamento da roda

 

consulte ajuste do rolamento da roda

 

Porca da extremidade do tirante

 

165-230* (224-312)

 

Porca de prisioneiro esférico do braço da direção

 

165-230* (224-312)

 

Porca da chave de encaixe

 

30-45 (41-61)

 

Porca do parafuso do tubo em cruz

 

90-120 (122-163)

 

Observação: Aperte a porca na faixa mínima; em seguida aperte mais para alinhar o orifício do contrapino. Verifique o torque para se certificar de que não ultrapassa a faixa máxima. Se ultrapassar, use uma nova porca.

Especificações gerais

Especificações gerais

Especificações de torque do fixador das Famílias I e D

Descrição

Fixador

Torques lb. pés (N•m)

Tamanho do soquete

Porca da extremidade do tirante (Observação 1)

 

120-160 (160-218)

 

Parafuso da braçadeira do tirante (Observação 3)

 

45-60 (61-81)

 

Porca do braço de direção e porca do braço do tirante (Observação 1)

 

450-650 (610-881) 775-1200 (1050-1625)

 

Porca da chave de encaixe do pino mestre (Observação 2)

 

25-31 (34-42)

 

Parafusos da tampa do pino mestre

 

17-25 (23-34)

 

Observação 1: O contrapino não pode ser instalado após se atingir o torque mínimo, a porca deve ser avançada até o contrapino ser instalado. O torque especificado é para cones e roscas limpos e sem óleo.

 

Observação 2: Aperte de acordo com as especificações. Bata de leve na extremidade não rosqueada da chave de encaixe com um martelo e aperte novamente a porca da chave de encaixe de acordo com as especificações.

Observação 3: Abaixe as extremidades do tirante: I-120SG e I-140SG = 55-70 lb. pés [75-95 N•m] I-200SG/I-200W/I-220W = 150-180 lb. pés [203-244 N•m]

Especificações de torque do fixador da Família D2000

Descrição

Fixador

Torques lb. pés (N•m)

Tamanho do soquete

Porca da extremidade do tirante (Observação 1)

 

120-160 (160-218)

 

Parafuso da braçadeira do tirante

 

Reto: 45-60 (61-81) Abaixado: 150-180 (203-244)

 

Porca do braço de direção e porca do braço do tirante

 

775-1200 (1050-1625)

 

Porca da chave de encaixe do pino mestre

 

24-36 (32,5-49)

 

Parafusos da tampa do pino mestre

 

65-80 (88-108)

 

Ajuste do rolamento da roda

Ajuste do rolamento da roda

O ajuste apropriado do rolamento da roda maximiza a vida útil do rolamento e da vedação da roda. O ajuste apropriado também pode estender a vida útil da lona de freio evitando a contaminação da lona causada por vazamentos na vedação.

1. Inspecione as ranhuras e as porcas do eixo para detectar corrosão e limpe totalmente ou substitua se necessário.

Observação: A montagem e o ajuste apropriados não são possíveis se as ranhuras do eixo ou as porcas de ajuste estiverem corroídas.

2. Pré-lubrifique todos os rolamentos.

3. Instale o rolamento interno dentro do cubo e instale a vedação da roda.

4. Se lubrificante de graxa for usado, preencha a cavidade do cubo com o lubrificante apropriado.

5. Instale o cubo no eixo com cuidado para prevenir danos ou deformações à vedação da roda.

CUIDADO

CUIDADO

Nunca misture graxa com óleos lubrificantes.

6.

Instale:

O rolamento externo no eixo.

A porca interna do eixo.

7.

Fixe os rolamentos apertando a porca interna até 100 lb. pés (135 N•m).

3 2 1 4 5 6 1 – Arruela de retenção 2 – Arruela de
3
2
1
4
5
6
1 – Arruela de retenção
2 – Arruela de bloqueio do eixo
3 – Porca interna do eixo

4 – Eixo da articulação da direção

5 – Pino de ajuste

6 – Porca externa do eixo

8. Afrouxe a porca interna uma volta completa.

9. Reaperte a porca interna a um torque de 50 lb. ft. (68 N•m) enquanto gira o cubo.

10. Afrouxe novamente a porca interna um terço de volta (até o máximo de meia volta – três a cinco prisioneiros do cubo para um padrão de dez prisioneiros).

11. Instale a arruela de encosto do eixo.

Observação: Se o pino de ajuste e a arruela estiverem alinhados, remova a arruela, vire ao contrário e reinstale. Se necessário, libere a porca interna apenas o suficiente para alinhar.

CUIDADOlibere a porca interna apenas o suficiente para alinhar. Nunca aperte a porca interna para alinhar

Nunca aperte a porca interna para alinhar o orifício do pino de ajuste. Isso pode pré-carregar o rolamento e causar falha prematura do rolamento.

12.

Instale:

A arruela de retenção.

A porca externa do eixo.

13.

Aperte a porca externa com torque de 100-150 lb. pés (135-203 N•m).

14.

Prenda a porca externa dobrando a arruela de retenção sobre uma parte plana sextavada da porca do eixo externo.

15.

Verifique se o jogo axial da roda está entre 0,025 e

0,125 mm (0,001 pol. e 0,005 pol.) utilizando um relógio comparador. Se a leitura não estiver nessa faixa, repita o procedimento.

16.

Coloque a tampa do cubo.

17.

Se óleo lubrificante for usado, preencha a cavidade

do cubo com o lubrificante apropriado. Instale o bujão de abastecimento de óleo e aperte conforme

o torque especificado.

CUIDADOde óleo e aperte conforme o torque especificado. Nunca misture graxa com óleos lubrificantes. Observação:

Nunca misture graxa com óleos lubrificantes.

Observação: Para eixos de direção com sensores de velocidade no eixo da Dana Spicer, consulte o AXSM-0034 para manutenção e ajuste.

Ajuste do rolamento da roda

Ajuste do rolamento da roda

Sistema de porca de travamento estampada

O ajuste apropriado do rolamento da roda maximiza a vida útil do rolamento e da vedação da roda. O ajuste apropriado também pode estender a vida útil da lona de freio evitando a contaminação da lona causada por vazamentos na vedação.

1. Inspecione as ranhuras e a porca do eixo para detectar corrosão e limpe totalmente ou substitua se necessário.

2. Pré-lubrifique todos os rolamentos.

3. Instale o rolamento interno dentro do cubo e instale a vedação da roda.

4. Se lubrificante de graxa for usado, preencha a cavidade do cubo com o lubrificante apropriado.

5. Instale o cubo no eixo com cuidado para prevenir danos ou deformações à vedação da roda.

CUIDADO

CUIDADO

Nunca misture graxa com óleos lubrificantes.

6. Instale o rolamento externo no eixo.

7. Instale a arruela de retenção e a porca de ajuste.

8. Fixe o rolamento apertando a porca de ajuste até 100 lb. pés (135 N•m).
8. Fixe o rolamento apertando a porca de ajuste até
100 lb. pés (135 N•m).
2
4
3
1
1 - Porca
de travamento estampada
2 - Contrapino

3 - Contraporca ou porca de ajuste

4 - Arruela de retenção plana

9. Afrouxe a porca de ajuste uma volta completa.

10. Reaperte a porca de ajuste a um torque de 50 lb. ft. (68 N•m) enquanto gira o cubo.

11. Desrosqueie a porca de ajuste 1/8 volta.

12. Instale a porca de travamento estampada.

CUIDADO

CUIDADO

Nunca aperte a porca de ajuste para alinhar a abertura do contrapino. Isso pode pré-carregar os rolamentos e causar falha prematura do rolamento.

13. Verifique se o jogo axial da roda está entre 0,025 e 0,125mm (0,001 pol. e 0,005 pol.) utilizando um relógio comparador. Se a leitura não estiver nessa faixa, repita o procedimento.

14. Instale o contrapino e as pernas arqueadas em volta da porca de travamento estampada.

1
1

1 - Pernas arqueadas do contrapino

15. Coloque a tampa do cubo.

16. Se