Você está na página 1de 6
Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus de Curitiba Gerência de Ensino e

Ministério da Educação

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus de Curitiba Gerência de Ensino e Pesquisa Departamento Acadêmico de Química e Biologia

e Pesquisa Departamento Acadêmico de Química e Biologia Primeira Lista de Exercícios (halogenação de alcanos, SN2

Primeira Lista de Exercícios (halogenação de alcanos, SN2 e SN1) Disciplina: Química Orgânica 2 – QB73D-S61 Prof. Dr. Paulo Roberto de Oliveira

1. Desenhe as possíveis formas de ressonância para as seguintes espécies:

formas de ressonância para as seguintes espécies: 2 . Um alcano, com formula molecular C 5

2. Um alcano, com formula molecular C 5 H 12 , forma apenas um produto monoclorado quando aquecido

com Cl 2 . Mostre o mecanismo e o produto que é obtido.

3. Quantos produtos podem ser obtidos por uma monocloração do pentano? Coloque-os em ordem

crescente de rendimento. Justifique baseado na velocidade de cloração dos alcanos.

4. Mostre o mecanismo da reação radicalar do butano com Br 2 . Nesta reação pode ocorrer racemização? Caso isto seja possível, mostre os enantiômeros.

5. (A) Associe cada intermediário abaixo (a-d) com a estrutura (1-8) que melhor o representar, (B) situe

a carga (+) ou (-) em seu orbital, (C) forneça a geometria e a hibridização do carbono carregado.

a) Cátion benzílico

b) Ânion metílico

c) Radical isopropila

d) Ânion ciclopentadienílico

c) Radical isopropila d) Ânion ciclopentadienílico 6. Coloque os seguintes intermediários em ordem crescente

6. Coloque os seguintes intermediários em ordem crescente de estabilidade. Justifique:

a) Cátions:

em ordem crescente de estabilidade. Justifique: a) Cátions: Prof. Dr. Paulo Roberto de Oliveira – Universidade
em ordem crescente de estabilidade. Justifique: a) Cátions: Prof. Dr. Paulo Roberto de Oliveira – Universidade
7. Classifique os compostos/espécies abaixo, como eletrófilos (E) ou nucleófilos (Nu): 8. Coloque os cloretos

7. Classifique os compostos/espécies abaixo, como eletrófilos (E) ou nucleófilos (Nu):

abaixo, como eletrófilos (E) ou nucleófilos (Nu): 8. Coloque os cloretos primários, secundários e

8. Coloque os cloretos primários, secundários e terciários na ordem aproximada de: (a) reatividade

SN1crescente, (b) reatividade SN2 crescente. Justifique:

9. Preveja as velocidades relativas das reações de substituição nucleofílica dos itens a e b abaixo.

Justifique suas respostas.

dos itens a e b abaixo. Justifique suas respostas. 10. Nas reações mostradas abaixo (a) faça
dos itens a e b abaixo. Justifique suas respostas. 10. Nas reações mostradas abaixo (a) faça

10. Nas reações mostradas abaixo (a) faça o mecanismo, (b) forneça os produtos, (c) identifique o

nucIeófilo, (d) o eletrofílico, (e) o substrato e (f) o grupo de saída, utilizando como solvente o .

e (f) o grupo de saída, utilizando como solvente o . 11. (a) Forneça o mecanismo

11. (a) Forneça o mecanismo e os produtos das reações a seguir. Escreva "não há reação" se for

necessário. (b) Em qual(is) caso(s) a reação seria mais rápida da esquerda para a direita. (c) Em qual(is) caso(s) a reação seria mais rápida da direita para a esquerda. Sugestão: Analise os grupos de saída.

para a esquerda. Sugestão: Analise os grupos de saída. 12. A Tabela a seguir mostra as

12. A Tabela a seguir mostra as velocidades das reações do CH 3 I com dois nucleófilos diferentes em

dois solventes diferentes. De uma explicação para a variação da velocidade com a mudança do solvente. Prof. Dr. Paulo Roberto de Oliveira – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campus Curitiba 2

13. Dê os produtos das seguintes reações de substituição. Indique se elas resultam do processo

13. Dê os produtos das seguintes reações de substituição. Indique se elas resultam do processo S N 1 ou

S N 2. Forneça o mecanismo detalhado para cada caso.

ou S N 2. Forneça o mecanismo detalhado para cada caso. 14. Dê os produtos das

14. Dê os produtos das seguintes reações de substituição (a-b). Qual destas transformações deveria

ocorrer mais rapidamente em um solvente polar aprótico (como a propanona ou o DMSO). Qual deveria

ocorrer mais rapidamente em um solvente polar prótico (como a água ou o CH 3 OH)? Explique sua

resposta com base no mecanismo esperado em cada caso.

sua resposta com base no mecanismo esperado em cada caso. 15. Relacione as reações (a e

15. Relacione as reações (a e b) abaixo a um dos diagramas de energia (i ou ii). Forneça as estruturas

das espécies presentes nos pontos marcados por letras maiúsculas nas curvas de energia.

marcados por letras maiúsculas nas curvas de energia. 16. Considere a reação: (a) Forneça o mecanismo.
marcados por letras maiúsculas nas curvas de energia. 16. Considere a reação: (a) Forneça o mecanismo.

16. Considere a reação:

nas curvas de energia. 16. Considere a reação: (a) Forneça o mecanismo. (b) O que acontecerá

(a)

Forneça o mecanismo.

(b)

O que acontecerá com a velocidade de reação se a concentração de hidróxido for dobrada?

(c)

O que acontecerá com a velocidade de reação se a concentração de brometo de etila for dobrada?

17.

Considere a reação:

de etila for dobrada? 17. Considere a reação: (a) Forneça o Mecanismo. (b) O que acontecerá

(a)

Forneça o Mecanismo.

(b)

O que acontecerá com a velocidade de reação se a concentração da água for dobrada?

(c)

O que acontecerá com a velocidade de reação se a concentração do brometo de fenil-etila for

dobrada?

18. Ao se converter o (R)-2-clorobutano em (S)-2-butanol pela reação com água em THF como solvente, obteve-se o 2-butanol com uma rotação específica [α] D = +8,5°de mesmo sinal, mas inferior à rotação específica do (S)-2-butanol enantioméricamente puro [α] D = +13°.

(S)-2-butanol enantioméricamente puro [ α ] D = +13°. a) O mecanismo da reação é do

a) O mecanismo da reação é do tipo S N 1 ou S N 2? Mostre o mecanismo e Justifique.

b) A reação fornece como produto dois enantiômeros, qual é o majoritário (R ou S)? Justifique.

c) A reação ocorre com inversão de configuração, retenção de configuração, ou racemização (parcial ou

total). 19 Qual reação S N 2 deverá reagir mais rapidamente em solventes próticos? Mostre o mecanismo e Justifique.

em solventes próticos? Mostre o mecanismo e Justifique. 20. (a) Determine as configurações R e S

20. (a) Determine as configurações R e S do substrato e do(s) produto(s) nas seguintes reações S N 2.

e do(s) produto(s) nas seguintes reações S N 2. 21. Responda às questões sobre os processos

21. Responda às questões sobre os processos A e B:

2. 21. Responda às questões sobre os processos A e B : 22a) O mecanismo da

22a) O mecanismo da reação A é do tipo:

A e B : 22a) O mecanismo da reação A é do tipo: 22b) O mecanismo

22b) O mecanismo da reação B é do tipo:

A é do tipo: 22b) O mecanismo da reação B é do tipo: 22c ) A

22c) A equação de velocidade do processo A é:

do tipo: 22c ) A equação de velocidade do processo A é: 22d ) A equação

22d) A equação de velocidade do processo B é:

A é: 22d ) A equação de velocidade do processo B é: Prof. Dr. Paulo Roberto

22e) Quando o processo A é efetuado duplicando-se a concentração inicial de cianeto, a velocidade da reação:

a) Não sofre alteração.

b) É duplicada.

c) É quadruplicada.

22f) Se as concentrações iniciais de tosilato de propila e de cianeto forem duplicadas, a velocidade da reação:

a) Não sofre alteração.

b) É duplicada.

c) É quadruplicada.

22g) No processo B, se a concentração inicial de cloreto de terc-butila for duplicada, a velocidade da reação:

a) Não sofre alteração.

b) É duplicada.

c) É quadruplicada.

22h) No processo B, se a concentração de água for duplicada, a velocidade da reação:

a) Não sofre alteração.

b) É duplicada.

c) É quadruplicada.

22i) Escolha entre os esquemas 1-6 aqueles que melhor representem os estados de transição das etapas determinantes da velocidade dos processos A e B.

CH 3 H δδδδ ++++ C δδδδ ++++ O H CH 3 CH 3 1
CH 3
H δδδδ ++++
C δδδδ ++++
O
H
CH 3
CH 3
1
Pr
δδδδ −−−−
C δδδδ ++++
NC
H
H
4
CH 3 C δδδδ ++++ CH 3 δδδδ −−−− CH 3 Cl 2
CH 3
C δδδδ ++++
CH 3
δδδδ −−−−
CH 3
Cl
2
Pr C δδδδ ++++ H δδδδ −−−− H OTs 5
Pr
C δδδδ ++++
H
δδδδ −−−−
H OTs
5
CH 3 H δδδδ ++++ C Cl δδδδ −−−− O H CH 3 CH 3
CH 3
H δδδδ ++++
C Cl δδδδ −−−−
O
H
CH 3
CH 3
3
Pr δδδδ −−−− −−−− δδδδ NC C OTs H H 6
Pr
δδδδ −−−−
−−−−
δδδδ
NC
C OTs
H H
6

22j) Associe os diagramas energéticos abaixo ao processo A ou B. Complete os quadros, incluindo o intermediário e a estrutura 1-6 do estado de transição.

intermediário e a estrutura 1-6 do estado de transição. Prof. Dr. Paulo Roberto de Oliveira –
Observações: A prova vai ter como base, todos os exercícios desta lista e o assunto

Observações:

A prova vai ter como base, todos os exercícios desta lista e o assunto dado em sala de Aula.