Você está na página 1de 40
UNIVERSIDADEUNIVERSIDADE FEDERALFEDERAL DEDE MATOMATO GROSSOGROSSO DODO SULSUL CENTROCENTRO DEDE CIÊNCIASCIÊNCIAS

UNIVERSIDADEUNIVERSIDADE FEDERALFEDERAL DEDE MATOMATO GROSSOGROSSO DODO SULSUL CENTROCENTRO DEDE CIÊNCIASCIÊNCIAS BIOLÓGICASBIOLÓGICAS EE DADA SAÚDESAÚDE CURSO:CURSO: FARMÁCIAFARMÁCIA DISCIPLINA:DISCIPLINA: FARMACOGNOSIAFARMACOGNOSIA II

DISCIPLINA:DISCIPLINA: FARMACOGNOSIAFARMACOGNOSIA II DANIELDANIEL P.P. DEMARQUEDEMARQUE

DANIELDANIEL P.P. DEMARQUEDEMARQUE

(danieldemarque@hotmail.com)(danieldemarque@hotmail.com)

AULAAULA TEÓRICATEÓRICA IntroduçãoIntrodução MetabolismoMetabolismo CromatografiaCromatografia PráticaPrática 11

AULAAULA TEÓRICATEÓRICA

IntroduçãoIntrodução

MetabolismoMetabolismo

CromatografiaCromatografia

PráticaPrática 11

ÓleosÓleos EssenciaisEssenciais

PráticaPrática 22

SaponinasSaponinas

PráticaPrática 33

PROVPROVAA 11

FenilpropanoidesFenilpropanoides

PráticaPrática 44

FlavonoidesFlavonoides

PráticaPrática 55

TaninosTaninos

PráticaPrática 66

AntraquinonasAntraquinonas

PráticaPrática 77

AlcalóidesAlcalóides II

PráticaPrática 88

AlcalóidesAlcalóides IIII

PráticaPrática 99

PROVPROVAA 22

II PráticaPrática 88 AlcalóidesAlcalóides IIII PráticaPrática 99 PROVPROVAA 22 PROVPROVAA PSPS

PROVPROVAA PSPS

II PráticaPrática 88 AlcalóidesAlcalóides IIII PráticaPrática 99 PROVPROVAA 22 PROVPROVAA PSPS
OO queque éé farmacognosiafarmacognosia ee oo queque vocêvocê esperaespera dada disciplina?disciplina?

OO queque éé farmacognosiafarmacognosia ee oo queque vocêvocê esperaespera dada disciplina?disciplina?

OO queque éé farmacognosiafarmacognosia ee oo queque vocêvocê esperaespera dada disciplina?disciplina?
•• BRUNETONBRUNETON –– 19931993 ““ AA farmacognosiafarmacognosia envolveenvolve oo estudoestudo dada
•• BRUNETONBRUNETON –– 19931993 ““ AA farmacognosiafarmacognosia envolveenvolve oo estudoestudo dada

•• BRUNETONBRUNETON –– 19931993

““AA farmacognosiafarmacognosia envolveenvolve oo estudoestudo dada identificaçãoidentificação dede drogasdrogas vegetaisvegetais porpor caracterescaracteres morfológicosmorfológicos ee anatômicos,anatômicos, oo estudoestudo dede suasua origemorigem ee formasformas dede produção,produção, controlecontrole dada suasua qualidade,qualidade, composiçãocomposição química,química, elucidaçãoelucidação estruturalestrutural ee conhecimentoconhecimento dasdas propriedadespropriedades fisico­químicasfisico­químicas dasdas substânciassubstâncias ativas,ativas, bembem comocomo oo estudoestudo dede suassuas propriedadespropriedades farmacológicasfarmacológicas ee toxicológicas”toxicológicas”

estudoestudo dede suassuas propriedadespropriedades farmacológicasfarmacológicas ee toxicológicas”toxicológicas”
•• 18111811 ­­ surgesurge oo termotermo “Farmacognosia”“Farmacognosia” PharmakonPharmakon (dos(dos

••

18111811

­­ surgesurge oo termotermo “Farmacognosia”“Farmacognosia” PharmakonPharmakon (dos(dos venenosvenenos ouou dosdos fármacos)fármacos) ++ gnosisgnosis (conhecimento)(conhecimento)

••

Séc.Séc. XIX:XIX: ““MateriaMateria Médica”Médica” divisãodivisão entreentre FarmacologiaFarmacologia ee FarmacognosiaFarmacognosia

FarmacologiaFarmacologia ee FarmacognosiaFarmacognosia Farmacognosia:Farmacognosia: uniãounião dada

Farmacognosia:Farmacognosia: uniãounião dada botânica,botânica, químicaquímica ee farmacologiafarmacologia

••

BotânicaBotânica QuímicaQuímica Tec.Tec. Farm.Farm. OrgânicaOrgânica •• QPNQPN FarmacognosiaFarmacognosia
BotânicaBotânica
QuímicaQuímica
Tec.Tec. Farm.Farm.
OrgânicaOrgânica
•• QPNQPN
FarmacognosiaFarmacognosia
BiossínteseBiossíntese
FarmacologiaFarmacologia
QuímicaQuímica
analíticaanalítica
(CQ)(CQ)
BiossínteseBiossíntese FarmacologiaFarmacologia QuímicaQuímica analíticaanalítica (CQ)(CQ)
Principais classe de Metabólitos secundários Mét d o os d e so amen o, carac
Principais classe de Metabólitos secundários Mét d o os d e so amen o, carac
Principais
classe
de
Metabólitos
secundários
Mét d
o
os
d
e so amen o, carac er zaç
i
l
t
t
i
ã
o
e identificação de princípios ativos
Fitoterápicos, CQ, Farmacologia, Tec. Farmacêutica, Legislação, Toxicol.
Fitoterápicos, CQ, Farmacologia, Tec.
Farmacêutica, Legislação, Toxicol.
ComoComo vocêvocê achaacha queque estaesta disciplinadisciplina iráirá lhelhe ajudarajudar nana profissãoprofissão

ComoComo vocêvocê achaacha queque estaesta disciplinadisciplina iráirá lhelhe ajudarajudar nana profissãoprofissão farmacêutica?farmacêutica?

queque estaesta disciplinadisciplina iráirá lhelhe ajudarajudar nana profissãoprofissão farmacêutica?farmacêutica?
queque estaesta disciplinadisciplina iráirá lhelhe ajudarajudar nana profissãoprofissão farmacêutica?farmacêutica?
OO queque éé droga?droga? “Todo“Todo vegetalvegetal ouou animalanimal ouou parteparte ouou órgãosórgãos

OO queque éé droga?droga?

“Todo“Todo vegetalvegetal ouou animalanimal ouou parteparte ouou órgãosórgãos destes,destes, ouou produtosprodutos derivadosderivados delesdeles queque apósapós sofreremsofrerem processosprocessos dede coleta,coleta, preparopreparo ee conservação,conservação, possuampossuam composiçãocomposição ee propriedadespropriedades queque possibilitempossibilitem oo seuseu usouso comocomo formaforma brutabruta dede medicamentomedicamento ouou comocomo necessidadenecessidade farmacêutica”farmacêutica”

formaforma brutabruta dede medicamentomedicamento ouou comocomo necessidadenecessidade farmacêutica”farmacêutica”
Quais são fitoterápicos? CadaCada comprimidocomprimido contém:contém: ExtratoExtrato secoseco dede

Quais são fitoterápicos?

Quais são fitoterápicos? CadaCada comprimidocomprimido contém:contém: ExtratoExtrato secoseco dede
CadaCada comprimidocomprimido contém:contém: ExtratoExtrato secoseco dede PassifloraPassiflora incarnataincarnata
CadaCada comprimidocomprimido contém:contém: ExtratoExtrato secoseco dede
PassifloraPassiflora incarnataincarnata LL.,., PassifloraceaePassifloraceae
(Maracujá)
320mg(Maracujá)
320mg
ExcipientesExcipientes (Celulose(Celulose microcristalinamicrocristalina 200,200,
celulosecelulose microcristalinamicrocristalina
102,102, talco,talco, opadryopadry YSYS­­11­­7006,7006, estearatoestearato dede
magnésio,magnésio, croscarmelosecroscarmelose sódica,sódica, dióxidodióxido dede
silíciosilício coloidalcoloidal ee polietilenoglicol)
polietilenoglicol)
q.s.p.q.s.p. 11 comprimidocomprimido
Fitoterápicos RESOLUÇÃO - RDC Nº 14, DE 31 DE MARÇO DE 2010 Fitoterápico: medicamento obtido

Fitoterápicos

RESOLUÇÃO - RDC Nº 14, DE 31 DE MARÇO DE 2010

Fitoterápico: medicamento obtido empregando­se exclusivamente matérias­primas ativas vegetais. É c

os

riscos de seu uso, assim como pela reprodutibilidade e constância de sua qualidade. Sua eficácia e segurança é validada através de levantamentos etnofarmacológicos de utilização, documentações tecnocientíficas em publicações ou ensaios clínicos fase 3. Não se considera medicamento fitoterápico aquele que, na sua composição, inclua substâncias ativas isoladas, de qualquer origem, nem as associações destas com

caracter za o

con ec mento

i

d

l

pe o

h

i

d

fi

á

c a

i

d

a

e

e

extratos vegetais.
extratos vegetais.
extratos vegetais.
extratos vegetais.

extratos vegetais.

extratos vegetais.
CirurgiasCirurgias emem 18601860 PasteurPasteur teoriateoria germinalgerminal dasdas doençasdoenças
CirurgiasCirurgias emem 18601860 PasteurPasteur teoriateoria germinalgerminal dasdas doençasdoenças

CirurgiasCirurgias emem 18601860 PasteurPasteur teoriateoria germinalgerminal dasdas doençasdoenças ÁcidoÁcido carbólicocarbólico,, provenienteproveniente dada hulhahulha IsolamentoIsolamento dodo fenolfenol

provenienteproveniente dada hulhahulha IsolamentoIsolamento dodo fenolfenol SirSir JosephJoseph ListerLister

SirSir JosephJoseph ListerLister

provenienteproveniente dada hulhahulha IsolamentoIsolamento dodo fenolfenol SirSir JosephJoseph ListerLister
provenienteproveniente dada hulhahulha IsolamentoIsolamento dodo fenolfenol SirSir JosephJoseph ListerLister
provenienteproveniente dada hulhahulha IsolamentoIsolamento dodo fenolfenol SirSir JosephJoseph ListerLister
THCTHC GossipolGossipol

THCTHC

THCTHC GossipolGossipol

GossipolGossipol

THCTHC GossipolGossipol
OH OH HO O OH OH OH n OH HO O OH OH OH OH
OH
OH
HO
O
OH
OH
OH
n
OH
HO
O
OH
OH
OH
OH
HO
O
OH
OH
UtilizaçãoUtilização dada borrachaborracha desdedesde 12001200 a.a.CC CharlesCharles MarieMarie dede lala
UtilizaçãoUtilização dada borrachaborracha desdedesde 12001200 a.a.CC CharlesCharles MarieMarie dede lala

UtilizaçãoUtilização dada borrachaborracha desdedesde 12001200 a.a.CC CharlesCharles MarieMarie dede lala CondamineCondamine (1735(1735)) DiversasDiversas espéciesespécies produtorasprodutoras dede borrachaborracha HeveaHevea brasiliensisbrasiliensis,, seringueiraseringueira MichaelMichael FaradayFaraday,, 18261826 IsoprenoIsopreno

brasiliensisbrasiliensis ,, seringueiraseringueira MichaelMichael FaradayFaraday,, 18261826 IsoprenoIsopreno
brasiliensisbrasiliensis ,, seringueiraseringueira MichaelMichael FaradayFaraday,, 18261826 IsoprenoIsopreno
brasiliensisbrasiliensis ,, seringueiraseringueira MichaelMichael FaradayFaraday,, 18261826 IsoprenoIsopreno
BBorrachaorracha nãonão aguentavaaguentava aa variaçãovariação dede temperaturatemperatura DeclínioDeclínio
BBorrachaorracha nãonão aguentavaaguentava aa variaçãovariação dede temperaturatemperatura DeclínioDeclínio

BBorrachaorracha nãonão aguentavaaguentava aa variaçãovariação dede temperaturatemperatura DeclínioDeclínio emem 18301830 CharlesCharles Goodyear,Goodyear, 18391839

dede temperaturatemperatura DeclínioDeclínio emem 18301830 CharlesCharles Goodyear,Goodyear, 18391839
dede temperaturatemperatura DeclínioDeclínio emem 18301830 CharlesCharles Goodyear,Goodyear, 18391839
dede temperaturatemperatura DeclínioDeclínio emem 18301830 CharlesCharles Goodyear,Goodyear, 18391839
2003 21 2004 Patente em mais de 60 paises Biocure® com vinte adesivos custa R$

2003

2003 21 2004 Patente em mais de 60 paises Biocure® com vinte adesivos custa R$ 25,00
2003 21 2004 Patente em mais de 60 paises Biocure® com vinte adesivos custa R$ 25,00
2003 21 2004 Patente em mais de 60 paises Biocure® com vinte adesivos custa R$ 25,00

21

2004

Patente em mais de 60 paises

Biocure® com vinte adesivos custa R$ 25,00 (Concorrente importado mais barato R$ 1.250,00)

Patente em mais de 60 paises Biocure® com vinte adesivos custa R$ 25,00 (Concorrente importado mais
Cordia verbenacea •• ErvaErva­­baleeirabaleeira •• ParceriaParceria entreentre empresaempresa ee
Cordia verbenacea •• ErvaErva­­baleeirabaleeira •• ParceriaParceria entreentre empresaempresa ee
Cordia verbenacea •• ErvaErva­­baleeirabaleeira •• ParceriaParceria entreentre empresaempresa ee

Cordia verbenacea

•• ErvaErva­­baleeirabaleeira •• ParceriaParceria entreentre empresaempresa ee universidadesuniversidades

–– 1616 anosanos dede pesquisapesquisa –– LançadoLançado emem 20052005 ­­ AcheflanAcheflan®®

LançadoLançado emem 20052005 ­­ AcheflanAcheflan®® •• PrimeiroPrimeiro medicamentomedicamento

•• PrimeiroPrimeiro medicamentomedicamento totalmentetotalmente nacionalnacional

AcheflanAcheflan®® (Aché(Aché Laboratórios)Laboratórios) –– PomadaPomada antiinflamatóriaantiinflamatória
AcheflanAcheflan®® (Aché(Aché Laboratórios)Laboratórios) –– PomadaPomada antiinflamatóriaantiinflamatória

AcheflanAcheflan®® (Aché(Aché Laboratórios)Laboratórios) –– PomadaPomada antiinflamatóriaantiinflamatória –– 20072007 ­­ LíderLíder dede mercadomercado

(Antiinflamatórios(Antiinflamatórios tópicostópicos sobsob prescrição)prescrição) •• PrincípiosPrincípios
(Antiinflamatórios(Antiinflamatórios tópicostópicos sobsob prescrição)prescrição)
•• PrincípiosPrincípios ativosativos dodo óleoóleo essencialessencial
–– SesquiterpenosSesquiterpenos
αα­­humulenohumuleno
ββ­­cariofilenocariofileno
essencialessencial –– SesquiterpenosSesquiterpenos αα­­humulenohumuleno ββ­­cariofilenocariofileno
300300 vezesvezes maismais docedoce queque aa sacarosesacarose SteviaStevia rebaudianarebaudiana
300300 vezesvezes maismais docedoce queque aa sacarosesacarose SteviaStevia rebaudianarebaudiana

300300 vezesvezes maismais docedoce queque aa sacarosesacarose

300300 vezesvezes maismais docedoce queque aa sacarosesacarose SteviaStevia rebaudianarebaudiana
300300 vezesvezes maismais docedoce queque aa sacarosesacarose SteviaStevia rebaudianarebaudiana
300300 vezesvezes maismais docedoce queque aa sacarosesacarose SteviaStevia rebaudianarebaudiana

SteviaStevia rebaudianarebaudiana

300300 vezesvezes maismais docedoce queque aa sacarosesacarose SteviaStevia rebaudianarebaudiana
IndigoferaIndigofera tinctoriatinctoria
IndigoferaIndigofera tinctoriatinctoria

IndigoferaIndigofera tinctoriatinctoria

IndigoferaIndigofera tinctoriatinctoria
IndigoferaIndigofera tinctoriatinctoria
IndigoferaIndigofera tinctoriatinctoria
IndigoferaIndigofera tinctoriatinctoria
RubiaRubia tinctoriumtinctorium AlizarinaAlizarina
RubiaRubia tinctoriumtinctorium AlizarinaAlizarina

RubiaRubia tinctoriumtinctorium

RubiaRubia tinctoriumtinctorium AlizarinaAlizarina
RubiaRubia tinctoriumtinctorium AlizarinaAlizarina

AlizarinaAlizarina

RubiaRubia tinctoriumtinctorium AlizarinaAlizarina
RubiaRubia tinctoriumtinctorium AlizarinaAlizarina
RubiaRubia tinctoriumtinctorium AlizarinaAlizarina
ANTOCIANINASANTOCIANINAS
ANTOCIANINASANTOCIANINAS

ANTOCIANINASANTOCIANINAS

ANTOCIANINASANTOCIANINAS
ANTOCIANINASANTOCIANINAS
ANTOCIANINASANTOCIANINAS
DesenvolvimentoDesenvolvimento dada SínteseSíntese OrgânicaOrgânica DesenvolvimentoDesenvolvimento dada QPNQPN
DesenvolvimentoDesenvolvimento dada SínteseSíntese OrgânicaOrgânica DesenvolvimentoDesenvolvimento dada QPNQPN

DesenvolvimentoDesenvolvimento dada SínteseSíntese OrgânicaOrgânica DesenvolvimentoDesenvolvimento dada QPNQPN DesenvDesenvolvimentoolvimento dada IndústriaIndústria QuímQuím AlemãAlemã BASFBASF ((18611861)) –– vendiavendia alizarinaalizarina obtidaobtida dede síntesesíntese HoechstHoechst –– corantecorante fucsinafucsina BayerBayer –– corantecorante anilinaanilina

explosivos,explosivos,

GuerrasGuerras

anilinaanilina explosivos,explosivos, GuerrasGuerras mundiaismundiais desenvdesenv dede MEDICAMENTOS

mundiaismundiais

desenvdesenv

dede

MEDICAMENTOS

fertilizantes,fertilizantes, MEDICAMENTOS

BayerBayer FelixFelix Hofmann,Hofmann, 18931893 CascaCasca dodo salgueirosalgueiro Hipócrates,Hipócrates,
BayerBayer FelixFelix Hofmann,Hofmann, 18931893 CascaCasca dodo salgueirosalgueiro Hipócrates,Hipócrates,
BayerBayer FelixFelix Hofmann,Hofmann, 18931893 CascaCasca dodo salgueirosalgueiro Hipócrates,Hipócrates,

BayerBayer FelixFelix Hofmann,Hofmann, 18931893 CascaCasca dodo salgueirosalgueiro Hipócrates,Hipócrates, GréciaGrécia AntigaAntiga

Hipócrates,Hipócrates, GréciaGrécia AntigaAntiga SalicilinaSalicilina EUAEUA 1818 milhõesmilhões dede

SalicilinaSalicilina

GréciaGrécia AntigaAntiga SalicilinaSalicilina EUAEUA 1818 milhõesmilhões dede kiloskilos dede
EUAEUA 1818 milhõesmilhões dede kiloskilos dede aspirina/aspirina/ anoano
EUAEUA 1818 milhõesmilhões dede kiloskilos dede aspirina/aspirina/ anoano
AntigaAntiga SalicilinaSalicilina EUAEUA 1818 milhõesmilhões dede kiloskilos dede aspirina/aspirina/ anoano
SulfasSulfas 19301930,, GerhardGerhard DogmakDogmak vermelhovermelho dede prontosilprontosil
SulfasSulfas 19301930,, GerhardGerhard DogmakDogmak vermelhovermelho dede prontosilprontosil

SulfasSulfas 19301930,, GerhardGerhard DogmakDogmak vermelhovermelho dede prontosilprontosil ExperimentosExperimentos comcom camundongoscamundongos utilizandoutilizando oo corantecorante

utilizandoutilizando oo corantecorante FlemingFleming (Déc(Déc 19401940)) PenicilinaPenicilina
utilizandoutilizando oo corantecorante FlemingFleming (Déc(Déc 19401940)) PenicilinaPenicilina
utilizandoutilizando oo corantecorante FlemingFleming (Déc(Déc 19401940)) PenicilinaPenicilina

FlemingFleming

(Déc(Déc

19401940))

PenicilinaPenicilina

(PN(PN

dede

origemorigem

fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos

fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos

fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
fúngicafúngica)) EraEra dosdos antibióticosantibióticos
DesenvolvDesenvolv ATBATB DiminuiçãoDiminuição dada txtx dede mortalidademortalidade AumentoAumento dada
DesenvolvDesenvolv ATBATB DiminuiçãoDiminuição dada txtx dede mortalidademortalidade AumentoAumento dada

DesenvolvDesenvolv ATBATB DiminuiçãoDiminuição dada txtx dede mortalidademortalidade AumentoAumento dada natalidadenatalidade BuscaBusca antigaantiga pelapela contracepçãocontracepção DificuldadeDificuldade dede isolamentoisolamento dede hormônioshormônios aa partirpartir dede animaisanimais ­­ 1935,1935, testosteronatestosterona foifoi isoladaisolada dede testículostestículos

testosteronatestosterona foifoi isoladaisolada dede testículostestículos EstradiolEstradiol TestosteronaTestosterona

EstradiolEstradiol

testosteronatestosterona foifoi isoladaisolada dede testículostestículos EstradiolEstradiol TestosteronaTestosterona

TestosteronaTestosterona

testosteronatestosterona foifoi isoladaisolada dede testículostestículos EstradiolEstradiol TestosteronaTestosterona
RUSSELRUSSEL MARKERMARKER ­­ EstudouEstudou hormônioshormônios provenientesprovenientes dede plantasplantas ­­
RUSSELRUSSEL MARKERMARKER ­­ EstudouEstudou hormônioshormônios provenientesprovenientes dede plantasplantas ­­

RUSSELRUSSEL MARKERMARKER ­­ EstudouEstudou hormônioshormônios provenientesprovenientes dede plantasplantas ­­ RaízesRaízes dada salsaparrilhasalsaparrilha SAPONINASSAPONINAS ­­ DioscoreaDioscorea

IMPACTOIMPACTO DODO SURGIMENTOSURGIMENTO DADA PÍLULAPÍLULA
IMPACTOIMPACTO DODO SURGIMENTOSURGIMENTO DADA PÍLULAPÍLULA
DigitalisDigitalis purpureapurpurea 19751975 –– médicomédico britânicobritânico WilliamWilliam WitheringWithering
DigitalisDigitalis purpureapurpurea 19751975 –– médicomédico britânicobritânico WilliamWilliam WitheringWithering
DigitalisDigitalis purpureapurpurea 19751975 –– médicomédico britânicobritânico WilliamWilliam WitheringWithering
DigitalisDigitalis purpureapurpurea
19751975 –– médicomédico britânicobritânico WilliamWilliam WitheringWithering
ALCALÓIDESALCALÓIDES EfedrinaEfedrina –– EphedraEphedra sinicasinica BroncodilatadorBroncodilatador ee
ALCALÓIDESALCALÓIDES EfedrinaEfedrina –– EphedraEphedra sinicasinica BroncodilatadorBroncodilatador ee

ALCALÓIDESALCALÓIDES EfedrinaEfedrina –– EphedraEphedra sinicasinica

EfedrinaEfedrina –– EphedraEphedra sinicasinica BroncodilatadorBroncodilatador ee

BroncodilatadorBroncodilatador ee descongestionantedescongestionante

ee descongestionantedescongestionante ReserReserppinaina –– RauwolfiaRauwolfia

ReserReserppinaina –– RauwolfiaRauwolfia serserppentinaentina

HipertensãoHipertensão

ConiinaConiina –– ConiumConium maculatummaculatum (Cicuta)(Cicuta) MorteMorte dodo filósofofilósofo SócratesSócrates 399399 a.a.CC

ConiumConium maculatummaculatum (Cicuta)(Cicuta) MorteMorte dodo filósofofilósofo SócratesSócrates 399399 a.a.CC
ConiumConium maculatummaculatum (Cicuta)(Cicuta) MorteMorte dodo filósofofilósofo SócratesSócrates 399399 a.a.CC
ALCALÓIDESALCALÓIDES AtropinaAtropina –– AtropaAtropa belladonnabelladonna SonoSono semelhantesemelhante àà
ALCALÓIDESALCALÓIDES AtropinaAtropina –– AtropaAtropa belladonnabelladonna SonoSono semelhantesemelhante àà
ALCALÓIDESALCALÓIDES AtropinaAtropina –– AtropaAtropa belladonnabelladonna SonoSono semelhantesemelhante àà
ALCALÓIDESALCALÓIDES
AtropinaAtropina –– AtropaAtropa belladonnabelladonna
SonoSono semelhantesemelhante àà mortemorte
InibemInibem acetilcolinaacetilcolina
ShakespeareShakespeare –– RomeuRomeu ee JulietaJulieta
“Através“Através dede todastodas asas tuastuas veiasveias correrá/correrá/ UmUm humorhumor
friofrio ee letárgico,letárgico, poispois nenhumanenhuma pulsaçãopulsação restará.restará. (.(
NessaNessa semelhançasemelhança emprestadaemprestada dede mortemorte constrita/constrita/
PermanecerásPermanecerás porpor quarentaquarenta ee duasduas horas,horas, // EE entãoentão
despertarásdespertarás comocomo dede umum sonhosonho bom.”bom.”
)
)
MorfinaMorfina –– FelixFelix HofmannHofmann HEROÍNAHEROÍNA PapaverPapaver spsp
MorfinaMorfina –– FelixFelix HofmannHofmann HEROÍNAHEROÍNA PapaverPapaver spsp

MorfinaMorfina –– FelixFelix HofmannHofmann HEROÍNAHEROÍNA

MorfinaMorfina –– FelixFelix HofmannHofmann HEROÍNAHEROÍNA PapaverPapaver spsp
MorfinaMorfina –– FelixFelix HofmannHofmann HEROÍNAHEROÍNA PapaverPapaver spsp
PapaverPapaver spsp
PapaverPapaver spsp
MorfinaMorfina –– FelixFelix HofmannHofmann HEROÍNAHEROÍNA PapaverPapaver spsp
CAFEÍNACAFEÍNA PolíticaPolítica dodo cafécafé comcom leiteleite –– RepúblicaRepública VelhaVelha (1889(1889
CAFEÍNACAFEÍNA PolíticaPolítica dodo cafécafé comcom leiteleite –– RepúblicaRepública VelhaVelha (1889(1889

CAFEÍNACAFEÍNA

PolíticaPolítica

dodo

cafécafé

comcom

leiteleite

––

RepúblicaRepública

VelhaVelha

(1889(1889 –– 19301930)) Economia/Economia/ imigraçãoimigração

leiteleite –– RepúblicaRepública VelhaVelha (1889(1889 –– 19301930)) Economia/Economia/ imigraçãoimigração
leiteleite –– RepúblicaRepública VelhaVelha (1889(1889 –– 19301930)) Economia/Economia/ imigraçãoimigração
leiteleite –– RepúblicaRepública VelhaVelha (1889(1889 –– 19301930)) Economia/Economia/ imigraçãoimigração
MaláriaMalária CinchonaCinchona –– RegiãoRegião dosdos AndesAndes (árvore(árvore dada febre)febre)
MaláriaMalária CinchonaCinchona –– RegiãoRegião dosdos AndesAndes (árvore(árvore dada febre)febre)

MaláriaMalária CinchonaCinchona –– RegiãoRegião dosdos AndesAndes (árvore(árvore dada febre)febre) 16301630 –– padrepadre AntonioAntonio dede lala CalauchaCalaucha DiversasDiversas tentativastentativas dede síntesesíntese

dede lala CalauchaCalaucha DiversasDiversas tentativastentativas dede síntesesíntese CinchonaCinchona sp.sp.
dede lala CalauchaCalaucha DiversasDiversas tentativastentativas dede síntesesíntese CinchonaCinchona sp.sp.
dede lala CalauchaCalaucha DiversasDiversas tentativastentativas dede síntesesíntese CinchonaCinchona sp.sp.
dede lala CalauchaCalaucha DiversasDiversas tentativastentativas dede síntesesíntese CinchonaCinchona sp.sp.

CinchonaCinchona sp.sp.

dede lala CalauchaCalaucha DiversasDiversas tentativastentativas dede síntesesíntese CinchonaCinchona sp.sp.
UNIVERSIDADEUNIVERSIDADE FEDERALFEDERAL DEDE MATOMATO GROSSOGROSSO DODO SULSUL CENTROCENTRO DEDE CIÊNCIASCIÊNCIAS

UNIVERSIDADEUNIVERSIDADE FEDERALFEDERAL DEDE MATOMATO GROSSOGROSSO DODO SULSUL CENTROCENTRO DEDE CIÊNCIASCIÊNCIAS BIOLÓGICASBIOLÓGICAS EE DADA SAÚDESAÚDE CURSO:CURSO: FARMÁCIAFARMÁCIA DISCIPLINA:DISCIPLINA: FARMACOGNOSIAFARMACOGNOSIA II

DISCIPLINA:DISCIPLINA: FARMACOGNOSIAFARMACOGNOSIA II DANIELDANIEL P.P. DEMARQUEDEMARQUE