Você está na página 1de 4

Oração da manhã de Sábado

UM MUNDO MAIS JUSTO

Introdução
Todos os dias chegamos às nossas casas, através do pequeno écran da televisão, uma
avalanche de notícias que nos falam do estado do mundo e da sociedade. Infelizmente,
os meios de comunicação social procuram os acontecimentos que lhes dão mais
audiências, os escândalos, as guerras, as intrigas e a morte. Isto significa que os
espectadores estão desejosos de saber o que se passa pelo mundo.
De facto, o mundo em que vivemos não é um mundo justo. Embora também não faltem
muitos gestos de perdão e de ajuda, de reconciliação e de paz. Mas estes não vêm para a
televisão.
Hoje vamos reflectir sobre o estado do mundo e rezar por este mundo que Deus ama
com amor infinito.

Cântico: Nova Esperança

Salmo 29:
Refrão: Eu vos glorifico, Senhor, porque me salvastes

Senhor, eu te enalteço, porque me salvaste


e não permitiste que os inimigos se rissem de mim.
Apelei a ti, Senhor, meu Deus,
e Tu me curaste.

Senhor, livraste a minha alma da mansão dos mortos,


poupaste-me a vida, para eu não descer ao túmulo.
Cantai salmos ao Senhor, vós que o amais,
e dai-lhe graças, lembrando a sua santidade.

A sua indignação dura apenas um instante,


mas a sua benevolência é para toda a vida.
Ao cair da noite, vem o pranto;
e, ao amanhecer, volta a alegria.

Eu dizia na minha felicidade:


«Jamais serei abalado».
Senhor, foste bom para mim e deste-me segurança;
mas, se escondes a tua face, logo fico perturbado.

Clamo a ti, Senhor,


e imploro a piedade do meu Deus.
Que vantagem tiras da minha morte,
e da minha descida à sepultura?
Porventura, poderá o pó louvar-te
ou anunciar a tua fidelidade?
Ouve-me, Senhor, tem compaixão de mim;
Senhor, vem em meu auxílio.

Tu converteste o meu pranto em festa,


tiraste-me o luto e vestiste-me de júbilo.
Por isso o meu coração te cantará sem cessar.
Senhor, meu Deus, eu te louvarei para sempre.

Refrão: Eu vos glorifico, Senhor, porque me salvastes

Oração:
Senhor, amigo dos homens. Tudo quanto diz respeito à pessoa humana diz respeito
também a Vós. Pedimo-vos que olheis para o nosso mundo com o vosso olhar de
benevolência e compaixão e dai-nos força e coragem para o transformarmos desde
dentro.
Por Cristo, nosso Senhor. Ámen.

Palavra de Deus: 1ª leitura: Apoc. 21,1-5

Vi, então, um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham
desaparecido e o mar já não existia E vi descer do céu, de junto de Deus, a cidade santa,
a nova Jerusalém, já preparada, qual noiva adornada para o seu esposo E ouvi uma voz
potente que vinha do trono e dizia: «Esta é a morada de Deus entre os homens.
Ele habitará com eles; eles serão o seu povo e o próprio Deus estará com eles
e será o seu Deus. Ele enxugará todas as lágrimas dos seus olhos; e não haverá mais
morte, nem luto, nem pranto, nem dor. Porque as primeiras coisas passaram.» O que
estava sentado no trono afirmou: «Eu renovo todas as coisas.» E acrescentou: «Escreve,
porque estas palavras são dignas de fé e verdadeiras.»

Comentário :
O livro do apocalipse (que significa revelação), fala-nos de um mundo novo que está
para chegar. É um mundo sem lágrimas, sem dor, sem injustiças. Esse mundo já chegou
em Jesus. E chegará para todos nós, se o desejarmos e trabalharmos na sua construção.
O mundo novo começa já aqui.
Jesus, no Evangelho, convida-nos a trilhar os caminhos da verdade e a não nos
deixarmos corromper pela mentira. Ele é a Verdade.

Cântico: Nós todos esperamos

Palavra de Comboni:
“Com que indiscrição os compradores, antes de fechar o vil negócio, põem as suas mãos
sacrílegas nestas inocentes vítimas e observam a cada uma os dentes, a língua, a garganta e lhes
apalpam com toda a naturalidade as mãos, o pescoço, as orelhas, os pés, etc. É irritante ver
como estes vendedores ambulantes públicos correm de cá para lá, como se grita, como se tratam
os pobres escravos, e sem ninguém pensar que quem está a ser submetido a tudo aquilo é seu
irmão ou sua irmã! Eu vi ao mesmo tempo, a um canto do mercado, algumas mães aturdidas e
angustiadas: tinham-lhes arrebatado filhos e filhas, os quais certamente já não voltariam a ver
sobre a terra. Aquelas pobres mães esperavam seguir de um momento para o outro a mesma
sorte dos seus filhos. Porém, o que me impressionou terrivelmente foi ver uma jovem mãe com
três filhos, o mais pequeno dos quais talvez tivesse uns dois dias, sentada no chão toda dobrada,
apoiando a cabeça no braço direito, enquanto com a esquerda apertava o pequenino contra o
peito.

Assim mergulhada na sua dor, contemplava os seus dois filhos mais crescidos que se
agarravam a ela com um olhar tão tocante e um sentimento tão vivo, como se intuíssem a
separação iminente. De repente, ouviu-se gritar: “Quanto quereis por esta família?” … (E 2067-
68)

Outro deplorável delito temos que lamentar em alguns dos nossos fiéis e é a cooperação
directa ou indirecta no desumano comércio de escravos e no horrível tráfico de negros. Alguns
chegaram ao ponto de considerar os negros como uma espécie de seres diferentes dos seres
humanos, intermédios entre os puros animais e o homem; e pretendem que os negros, dada a sua
condição, devem ser escravos e servir como artigo de especulação comercial…
Contudo, não há quase ninguém entre os cristãos do nosso vicariato que pense em fazer
instruir os seus criados negros na verdadeira religião, como lhes impõe Deus no quarto dos seus
mandamentos, pelo que merecem a repreensão do Apóstolo: «Qui suorum et maxime
domesticorum curam non habet, fidem negavit, et est infideli deterior» (1 Tm 5). O nosso
ânimo, profundamente indignado contra os autores destes delitos, dirige-se a vós, dilectíssimos
colaboradores nesta árdua e laboriosa vinha de Cristo, para que façais saber a todos os nossos
fiéis que nós, em nome da religião e da humanidade, detestamos e proibimos este desumano
comércio. Jesus Cristo disse-nos expressamente (Mt 23, 8) que todos nós somos irmãos, sem
distinção entre brancos e negros e que (Mt 7) não devemos fazer aos demais o que não
queremos que nos façam a nós mesmos. (cfr. Esc. 3.349-50)

Oração Universal:
1. Senhor Jesus, que nos revelaste a bondade do Pai oferecendo-te até à morte...
Ensina-nos a viver a solidariedade pela partilha de bens, de valores e de ideais, em
espírito de gratuidade.

2. Senhor Jesus, que vieste para servir e não para ser servido...
Permite-nos experimentar a alegria de sermos úteis e descobrir que "há mais alegria
em dar que em receber”

3. Senhor Jesus, fonte de vida e de amor, princípio e fim de todo o ser criado...
Enche-nos do Teu Espírito para sermos, dia a dia, sacramento de paz, de justiça e de
caridade.

4. Senhor Jesus, que nos trouxeste o abraço de perdão e misericórdia do Pai...


Faz-nos instrumentos do Teu perdão lutando em favor dos pobres do mundo, sendo
voz dos que não têm voz.

5. Senhor Jesus, que a todos nós conheces e chamas pelo nome...


Concede-nos a graça de testemunharmos a nossa identidade de filhos do mesmo Pai
e Irmãos para que, neste mundo globalizado, defendamos o valor de cada pessoa,
comunidade, povo ou nação.

6. Senhor Jesus, que vieste ao mundo para fazer a vontade do Pai, e viveste em
constante diálogo com Ele...
Torna-nos participantes do Teu Espírito para sabermos fazer da oração o segredo da
vida que se distingue pela caridade que "não se irrita nem guarda ressentimento; não
se alegra com a injustiça, mas rejubila com a verdade". (ICor.13,56)
7. Senhor Jesus, Missionário do Pai, que manifestaste a Sua Glória e O deste
a conhecer aos homens, ensinando-lhes tudo o que d' Ele recebeste...
Ajuda-nos a anunciar a Boa Nova de Salvação a todos, sem excepção de raça, cor,
cultura ou religião, numa comunhão de vida entre todos os participantes da missão
universal, para que todos nos sintamos colaborantes no envio que nos deste: "Ide por
todo o mundo". ( Mc 16,15 )

Pai-Nosso

Conclusão: Senhor, Vós sonhastes para a humanidade um mundo justo e fraterno, dai-
nos a graça de trabalhar, sem nos cansarmos, para que o vosso sonho seja uma realidade
e os homens possam ter pão, justiça e amor. Por N. S. J. C….

Cântico final: Senhor Quero cantar a manhã e o sol

Você também pode gostar