Você está na página 1de 1

ESCALAPB PB ESCALACOR COR

Produto: EST_SUPL1 - INFORMATICA - 4 - 30/03/09 L4-L5 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO Produto: EST_SUPL1 - INFORMATICA - 4 - 30/03/09 L4-L5 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:L-4:20090330:

SEGUNDA-FEIRA, 30 DE MARÇO DE 2009 SEGUNDA-FEIRA, 30 DE MARÇO DE 2009


L4 LINK O ESTADO DE S.PAULO O ESTADO DE S. PAULO LINK L5

■ ■■ Eis o desafioda ficção científica,gênero quecada vez maisdeixao gueto nerd para assumir o papelde guia de nossaépoca
1999: o ano da cibercultura INFRAESTRUTURA
1979
197 9 Padrão para

FOTOS: REPRODUÇÃO
Projetos independentes se fundem e promovem a revolução digital
conexões é acordado
Porta Ethernet se torna padrão em
INTERNET CULTURA computadores

1989 Início da operação 1974 Kraftwerk lança Autobahn


197 1981
198 1 Sai o IBM PC
comercial da Arpanet Banda alemã usa software sintetizador de voz O IBM PC 5150 leva à computação à casa
Rede universitária, criada vinte anos antes, das pessoas. Antes do modelo PC 5150
foi embrião da internet 1982
198 2 Ciborgues tomam as telas computadores custavam até US$ 20 mil e
Filme Blade Runner estréia eram inacessíveis a leigos
● Neuromancer(1984)-Oprimeiro ● Ronin (1983) - A minissérie em ● MaxHeadroom(1987)-Oseriado ● SnowCrash(1992)-OlivrodeNeal
1991 Estréia da Web
livrode William Gibson lançouo gê- quadrinhos de Frank Miller cruzava dos anos 80 funcionava como uma Stephensonfoi considerado um dos Tim-Bernes Lee publicou online as ferramentas 1984 Nasce o cyberpunk 1982
198 2 Laptop faz sucesso
nero cyberpunk, em que a ficção o Japão medieval com um futuro à paródiadeprogramadeTVdofutu- 100melhoreslivrosdoséculopelare- necessárias – códigos e o primeiro navegador– Livro Neuromancer, escrito por O Gavilan SC é o primeiro
científicapassavaahabitarouniver- margem da destruição, em que um ro, emqueseu protagonistacondu- vistaTime,inaugurouaficçãocientí- para desenvolvimento da www William Gibson, é lançado computador portátil de sucesso.
so binário. Título faz parte da trilo- computador sintonizava a alma de ● BladeRunner(1982)-Inaugurou o conceito de futuro apocalíptico em zia a apresentação diretamente do fica dos anos 90 e saiu no Brasil em
Saía a US$ 4 mil
um samurai. 2008,batizadodeNevasca
gia Sprawl, já lançada no Brasil uma sociedade com computadores em rede e seres cibernéticos ciberespaço
1992 Internet comercial chega ao Brasil 1989 Mais ficção
Rede Nacional de Pesquisa libera infraestrutura para Mangá Ghost in the 1983
19 83 Celular chega às lojas
exploração comercial. Surge o Alternex - primeiro Shell é lançado O modelo Motorola DynaTac foi o
provedor do País primeiro celular a ter sua venda
1998 Internet fica mais veloz 1997
997 Teorias aprovada nos EUA
Com os modens ADSL, as velocidades de download chegaram Pierre Levy e Steve
a 8Mbits – contra os 56 kbits dos modens tradicionais Johnson lançam 1999
1999 Windows 3.0 é lançado
livros sobre uma Traz melhorias no design e a chance
nova forma de de iniciar em modo
1998 Criação do Google cultura - a seguro
guro
Era só um projeto de “garagem” dos estudantes cibercultura
Larry Page e Sergey Brin
● Tron (1982) - No mesmo ano de ● Jogos de Guerra (1983) - Segun- ● GhostintheShell(1989)-Oman- ● Hackers (1995) - Primeiro filme
Blade Runner, esse filme da Disney dofilmedeMatthewBroderick,con- gá de Mamoru Oshii contava duas comercial a tratar hackers com co-
colocava um programador de com- ta a história de um hacker adoles- histórias – a de uma androide em nhecimentodecausa, Hackerspre-
putador dentro da rede de dados centeque,brincando,entranosiste- busca da própria alma e a de um ví- parouopúblicoparaaavalanchede
graças à computação gráfica mar-
cante. O filme terá uma continua-
ma de segurança dos EUA. Basea-
donuma história real, foi o primeiro
● Matrix(1999)-OfilmedosirmãosWachowskiconsolidoutodoouniverso
digital previsto desde Neuromancer em um filme de ação com referências
rusdecomputadorembuscadeum
corpo. Foi transformado em anime
informaçãodeMatrix–econsagrou
Angelina Jolie, em um de seus pri-
EM 1999
Quando todos os caminhos convergem
ção,comtrilha sonora doDaft Punk filme a abordar hackers no cinema filosóficas,marciais, orientais ecinematográficas, sucessode bilheteria em 1991, quando tornou-se cult meirospapéis, como musa geek
Sai o primeiro notebook com Wi-Fi
É o iBook da Apple. Hoje, além do Wi-Fi,

Pensar a sociedade atual


notebooks são preparados de fábrica para 3G

23,6 mil declarações de imposto via web


Número cresceu exponencialmente. Foram 21,5
milhões em 2008 - 90% dos contribuintes

sem esquecer do amanhã


escolheram a web como meio de transmissão

Banda larga chega ao Brasil


Hoje são 21,5 milhões de casas
com acesso rápido

FUTURO APOCALÍPTICO?
Cultura Coincidência ou não, o fato é
que o filósofo e pensador do 10 anos depois, ‘Matrix’ vive Lançado
:JULIANA ROCHA futuro tecnológico da huma- o MSN
:BRUNO GALO nidadeNickBostrom,daUni- Versão atual do
versidade de Oxford, no Rei- comunicador soma
noUnido,trabalhacomapos- 300 milhõesde usuários
WilliamGibson, autor do clássi- sibilidade de um dia criar-
co Neuromancer, que fundou o mos máquinas que tenham
gênerocyberpunk,sempreeste- consciência. Dois anos de-
ve atento às mudanças em nos- pois do lançamento de Ma-
so mundo. Ele notou – não por trix, ele apresentou uma teo-
acaso em uma entrevista dada ria que pode parecer coisa de
em1999–queofuturohaviache- ficção científica. Em The Si-
gado. “Apenas não está igual- mulationArgument(ADiscus-
mente distribuído.” são da Simulação, em inglês),
Enquanto a distribuição à Nickpropõemapenastrêsfu-
qual ele se refere continua em turos possíveis para nós. Como um mito moderno, Ma-
●● ● Amanhã, para comemorar os
processo dez anos após sua de- O primeiro é que seremos trix pode ser interpretado de vá- 10 anos do filme, será lançada
claração,Gibson leva à excelên- extintos antes de construir rias formas e é exatamente aí que nos EUA a versão em Blu-Ray
cia o papel da ficção científica tais sistemas com consciên- reside a sua força. Hoje, dez anos do primeiro Matrix. A Hot Toys
de tornar inteligível não só o fu- cia, por azar ou porque são depois, fãs ainda se reúnem para promete para o fim do ano uma
turo,mas, especialmente,opre- simplesmente impossíveis rever e discutir o filme. O site em réplica da nave Nabucodonosor
sente. Em seu último livro, de serem feitos. O segundo é inglês www.matrixfans.net é um (!), com 60 centímetros e espa-
Spook Country, ele imagina um que, mesmo que consigamos dos mais antigos e segue em ple- ço para guardar toda a coleção
mundoondeuma novaartemis- fazê-los,nãoteremosinteres- no funcionamento. Ultimate Matrix (veja acima).
tura o real e o virtual e reflete se em inventá-los, talvez por
sobreadisseminaçãodastecno- questões éticas. O terceiro, à
logias sem fio. Familiar? la Matrix, é que um dia inven-
“Especular sobre a realida- taremos essas consciências
de é sempre desafiador, pois o
cotidiano nos arrasta para for-
mas fixas de pensamento”, afir-
simuladas e, mais tarde, am-
bientes virtuais para que
elastenham onde viver. Caso
Popularização do digital
mou o escritor e pesquisador de
ficção científica Roberto Cau-
seja essa a opção correta, a
possibilidade de que alguém levou até Bill Gates à folia
so. “Embora desde a chegada tenha feito isso antes é enor-
do homem à Lua se diga que a me. Talvez já vivêssemos em STEVE MARCUS/REUTERS
ficçãocientíficamorreu,elanão uma simulação.
é definida pelas novidades tec- Intelectualmente coeren-
nológicas.Onde houvercriativi- te, a teoria de Bostrom dei-
dade pujante, haverá ficção.” xoumuitagente decabeloem
Ronaldo Lemos, diretor do pé. Mas o próprio diz não
CentrodeTecnologiaeSocieda- acreditar que a terceira op-
de da Fundação Getúlio Var- ção seja a verdadeira. Em en-
gas, no Rio, acredita que nunca trevista ao Link, ele comen-
houve um momento tão rico pa- tou sua tese: “A minha teoria
ra o gênero como o atual. “A vi- comprova que uma das três
hipóteses é a correta, mas
não determina qual delas.”
Não é só tecnologia: Perguntadosobreaamea-
ça que máquinas inteligentes
‘Onde houver representariam, ele afirmou
criatividade , haverá que “quando e se isso aconte-
ficção científica’ cer, existirá um grande risco
inerente para os humanos. MATRIX? – Steve Ballmer e Gates brincam de Neo e Morpheus
Tudodependerá danossaha-
são mais comum da ficção cien- bilidade em conceber as se- Mesmoquevocênãofosseas- depois, nada menos do que 35
tífica é imaginar o futuro das mentes da inteligência artifi- síduo frequentador das salas milhões de usuários no Brasil.
metrópoles de países desenvol- cial de tal forma que elas per- de cinema ou fã de ficção Mas o fenômeno digital
vidos como Nova York ou Los maneçamfavoráveisaosnos- científica em 1999, a massifi- transcende limites de marca,
Angeles. Agora há um movi- sos interesses”. cação do digital lhe seria evi- nação e até categoria. Não im-
mento de pensar o que aconte- Bostrom se alinha a uma dente.Curiosamente,naque- porta a área – do entretenimen-
cerá nos países em desenvolvi- corrente de gurus, da qual le ano, a cibercultura foi te- to à governança –, ela foi trans-
mento.” (veja o que mais esperar tambémfazparteoprestigia- ma do Carnaval em São Pau- formada pela web e a eferves-
dos emergentes na página L6) do cientista e escritor ameri- lo. A Unidos do Peruche le- cência criativa de 1999.
Hoje fazem sucesso tanto lá cano Ray Kurzweil, que pre- vou ao Anhembi o samba-en- Háumadécadanasceualógi-
fora como no Brasil as estórias ga o aperfeiçoamento huma- redo Bill Gates: o cérebro do ca P2P e o Napster. E também
com “pegada” steampunk – “es- no através da tecnologia. futuro, homenageando o en- os jogos online. O lançamento
pécie de ficção científica retrô, Kurzweil é até mais radi- genheiro e empresário por atual OnLive – que aponta para
geralmente ambientada no sé- cal do que Bostrom. Ele de- trás do Windows. um futuro sem consoles – só foi
culo 19 e com ‘computadores a fende que no futuro remé- Na avenida, a história não possível depois do Dreamcast
vapor’”,explicao escritorFábio dios serão compostos por es- feztanto sucesso e a Peruche autorizar,em 1999,seus jogado-
Fernandes – e do gênero new pécies de robôs inteligentes amargou a 9ª colocação. Já res a brincarem pela rede.
weird, híbrido de ficção científi- capazes de reparar o DNA, fora dela... O País, que rece- A política nacional também
ca, fantasia urbana e horror. impedir o processo de enve- beu no fatídico fim do século engatinhava na web com a pre-
Além de servir como paró- lhecimento e até copiar a me- seu primeiro link de banda feituradoRio lançando seu por-
diaoumetáforadarealidade hu- mória de uma pessoa para larga, tem quase 90% de seus tal. E, já que o governo estava
mana e seu desenrolar possível, um outro suporte. computadoresrodando osis- online, por que não fazer pres-
a ficção científica também tem Assim, caso haja um aci- tema da Microsoft. são pela internet? Foi o que fize-
a nobre função de inspirar. “É dente com o nosso corpo, por Outro queridinho nacio- ram cidadãos em 13 de janeiro,
muitas vezes ela quem mostra exemplo,teríamosum“back- nal é o MSN. O comunicador passando o dia desconectados
os caminhos para a ciência se- up” e viveríamos em um cor- instantâneo, posteriormen- em protesto aos altos preços
guir”, disse a pesquisadora da po robótico, uma simulação te rebatizado como Windo- dos serviços de telecom – que
Universidade Católica de Pelo- ou saiba lá que outra alterna- ws Live Messenger, nasceu infelizmente continuam os
tas Raquel Recuero. tiva, para sempre. ● em 1999 e angariou, dez anos maiores do mundo ainda hoje. ●