Você está na página 1de 7

Resultados:

1.

Nrs de frocçao

3

Absomfancia o 280 nm

o, o é 1-

d 16

o

2. Trace o perfil cromatográfico

etti (111,e X0

3. Apresente o resultado da análise das fracçô'es da cromatografia por electroforese.

CLU,aum%,c,

Análise dos resultados

1. Tendo em conta o trabalho realizado refira vantagens desta cromatografia relativamente a outras como por exemplo a cromatografia de troca iónica de que já tem experiência.

Ae rcATnuttiraàu. d e ti à1çnidadke ‘k anu iuktaeço oAtalueut-e• f•)• eu-rmat-ori tualSivz IMENírne luk er«moitt to*No, tniz finft

r

com5k9uKk9 de

(

cQ)

eleckjielà do et 1'n q viu. ttú, 5Elomgco do 11

4

etolmohDrIm de kItco ic;tnicc;, (r)c• 5

P41Ntm,a 5elortig) T

b

t

no

1

2. Considerando o resultado que obteve nesta cromatografia e com base nos resultados da electroforese das fracções da cromatografia de afinidade o que pode concluir acerca da transtirretina recombinante que produziu e isolou nos trabalhos anteriores.

A4Taves (ka araQt

a

etechtâc

Corntínhc, unntn5 Co.thro lítziet'n/ wookieutof

Crormottnvo d

eDr4uLt

.lcuerj ez)111c1Qa ) Iara o Keo, guaado anottutdo euk5D

Q TI R Jok' toRüftodo

Iodcxv%'«, inYlotan

01~0,1-08

9

lacto, etàe frne'l

d eo(rollto„

Isnl'ocouuente, c:

¡rock(' irmenios lonirrn ta 1

crolmoi

c)1.1•3

emcomtra RSKI rrot

9Lke,eetYLV30 ellek.13itrdttete da etgadic edume emala htit-orda•ca e o 30e+0 sev-

kr,5;

ke)rNuis ja et -

'llatóttututo excazok9rediu de

BIPORTO

UNIVERS DADE DO PORTO

A

Grupo: Catarina Cruz

Filloa Lemos

Micaela Freitas Turma: P2

Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar Laboratório de Biofisica Bioquímica Licenciatura em Bioquímica Ano Lectivo 2012/2013

Anexo

Cromatografia de afinidade

Perfil Cromatográfico

yu

c

0,25

0,2

0,15

o 0,1

_o

0,05

o

-0,05

2 3

Fracções recolhidas

4

Figura 1: Representação gráfica da absorváncla em função do número da fracção recolhida.

[fil PORTO

INSTITUTO DE CIENCIAS BIONAEDICAS ABEL SALAZAR UNIVERS DADE DO PORTO

Figura 2: Resultados da electroforese.

Legenda

A- amostra

B- lavagem (1

C- pico TTR

M- marcador de pesos moleculares.

Instituto de Ciências Biomédicas Abei Salazar Laboratório de Biofisica Bioquímica Licenciatura em Bioquímica Ano Lectivo 2012/2013

Electroforese

.5

t?AtE

Tabela 1: Valores do log do peso molecular e da distancia migrada por cada banda.

Banda

log PM

D

1 4,99

0,50

2 4,82

0,80

3 4,65

1,40

4 4,48

2,10

5 4,30

2,95

6 4,16

3,52

LJ PORTO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMEDICAS ABEI SAIAZAR UNIVERS DADE DO PORTO

2

2

O

6,00

5,00

4,00

3,00

— 2,00

1,00

0,00

0,00

0,50

1,00

Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar Laboratório de Biofisica Bioquímica Licenciatura em Bioquímica

1,50

log

2,00

R

2,50

3,00

Distancia Migrada/cm

Ano Lectivo 2012/2013

3,50

4,00

Figura 3: Representação gráfica do log do peso molecular em função da distância migrada por cada banda.

Conhecendo a equação da recta é possível determinar a massa molecular da

Transtirretina. Para tal medimos a distância migrada pela banda mais escura, isto

porque esta banda se situa na região do padrão próxima da massa molecular de cada

subunidade da TTR.

log

PAI

=

1 o -0,26x3A0+5,05

—14655Da