Você está na página 1de 1

E STA D O D E M I N A S ● Q U A R T A - F E I R A , 2 7 D E A B R I L D E 2 0 0 5

22 GERAIS

VIOLÊNCIA NAS ESTRADAS

Chuva provoca dois graves acidentes nas BRs de Minas. Jornalista morre após microônibus
sair da pista em Sete Lagoas e caminhões pegam fogo e motorista fica preso nas ferragens

Mortes no asfalto molhado


TELMA GOMES
FOTOS PAULO FILGUEIRAS

Duas pessoas morreram e ou-


tras nove ficaram feridas em dois
acidentes ontem à tarde, em con-
seqüência do asfalto molhado por
causa da chuva que castigou Mi-
nas. Em Sete Lagoas, na região Cen-
tral, a 70 quilômetros de Belo Hori-
zonte, um microônibus que trans-
portava um grupo de jornalistas
saiu da pista e tombou. O repórter
paulista Sérgio Alberto Ayarroio,
de 34 anos, da revista Pequenas
Empresas Grandes Negócios, mor-
reu no local. Em Sabará, na Grande
BH, uma batida entre três cami-
nhões causou a morte de um dos
motoristas e tumultuou o trânsi-
to na BR-381, no trecho entre a ca-
pital e João Monlevade, que é
apontado como um dos mais vio-
lentos das estradas federais no Es-
tado. Na madrugada de sábado,
dez pessoas morreram e 29 fica-
ram feridas num acidente com
um ônibus na mesma rodovia.
O acidente com o microônibus
placa GVQ 0499, da empresa
Houston Executive, foi às 16h20
no km 487 da BR-040. Segundo
Carlos Eduardo da Silva, que viaja-
va no coletivo, o veículo saiu de
traseira, bateu no canteiro central
e, em seguida, tombou na pista, ar-
rastando-se no asfalto até bater
numa proteção. “Eu e mais três co-
legas fomos atirado para fora. Um
deles foi o Sérgio, que ficou preso
debaixo do ônibus. Não sei como
escapei apenas com escoriações”, Acidente na BR-381, em Sabará, envolveu três caminhões e dois deles pegaram fogo, matando um motorista que não conseguiu escapar das chamas que tomaram conta da cabine
afirmou, acrescentando que a pis-
ta estava molhada, mas não cho-
via no momento do acidente. de Virginópolis, dirigido por Roni
O motorista José Pedro Crispin, Célio Ferreira de Andrade, de 42,
de 64, e os jornalistas Ivan de Oli- que seguia em sentido contrário e
veira, de Nova Iguaçu (RJ), e Cézar foi parar no acostamento. O con-
Bresolin, de Porto Alegre (RS), so- dutor do Mercedes GLT 8510, de
freram fraturas e foram levados João Monlevade, que não foi iden-
para o hospital municipal de Sete tificado, estava logo atrás, não con-
Lagoas, antes de serem transferi- seguiu parar e bateu na lateral do
dos para BH. Já os jornalistas Paulo VW. Os dois veículos se incendia-
Morais, Carlos Eduardo da Silva e ram e o caminhoneiro do Merce-
Licinaira Mendes Moreira, de Belo des morreu carbonizado, preso às
Horizonte, Jorge Alexandre, de ferragens. Houve engarrafamen-
Uberlândia, Marcos Vilela e José tos superior a 5 quilômetros na
Augusto Ferraz, de São Paulo, e pista BH/Caeté.
Bruno D’Agostini, do Rio de Janei-
ro, tiveram escoriações e luxações, PRAÇA DA LIBERDADE O trânsi-
sendo socorridos em hospitais da to ficou lento na região central de
capital. O grupo retornava de Sete Belo Horizonte, nas proximidades
Lagoas, onde participou do lança- da Praça da Liberdade, por causa
mento do utilitário Ducato, na fá- de um acidente na avenida Bias
brica da Iveco – divisão de veículos Fortes esquina com a rua Bahia, no
comerciais médios da Fiat Auto- bairro Funcionários, às 9h. Segun-
móveis no Brasil. do a polícia, o Jipe Cherokee placa
O acidente na BR-381, em Saba- GWC 2961, conduzido pelo empre-
rá, foi às 13h20, no km 418. O mo- sário do ramo de confecção Luigi
torista do caminhão VW placa Gentilini, de 30, seguia no sentido
MDD 9028, de Lindóia do Sul (SC), Centro/Praça quando ficou desgo-
Dagmar Orlei Bertol, de 24, perdeu vernado e atravessou o canteiro
o controle do veículo e rodou ao central, derrubando o semáforo
entrar numa curva, sentido Cae- para passageiros e uma placa de si-
té/BH. O VW foi atingido na trasei- nalização. O veículo parou capota-
ra pelo Mercedes 709, HUV 8951, do na pista contrária. Microônibus que transportava grupo de jornalistas tombou na pista da BR-040, próximo a Sete Lagoas, após bater no canteiro central

CONTAGEM

Depoimento frustrante
O mecânico Ismael Gomes rar pela sua recuperação para to-
Gonzaga, de 33 anos, uma das ví- BHTRANS AMPARADA NA LEI mar o depoimento. Ele permane-
timas do atropelamento provoca- cia internado, ontem, no Pronto-
do pela estudante Aline Silva Ri- Socorro João XXIII, com trauma-
beiro na madrugada de domingo, tismo craniano.
em Contagem, que perdeu o con- A 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas reconheceu
trole de seu Fiat Palio quando tra- ontem o direito da BHTrans de exercer o poder de polícia de PROJETO DE LEI Tramita na Câ-
fegava pela avenida Tito Fulgên- trânsito em Belo Horizonte, garantindo o desempenho da mara dos Deputados, em Brasília,
cio, bairro Jardim Industrial, foi fiscalização do trânsito por meio de seus agentes públicos. O TJ projeto de lei que permite aos me-
ouvido, ontem à tarde, pela titular confirmou a sentença de agosto de 2004, quando a 3ª Vara da nores de 18 anos, nos seis meses
da Delegacia de Acidentes de Veí- Fazenda Municipal decidiu a favor da BHTrans em ação civil que antecederem a maioridade,
culos de Contagem, Adriana de pública movida pelo Ministério Público. Ontem, três matricular-se em auto-escola ou a
Barros Monteiro. Duas mulheres, desembargadores que julgaram recurso do MP, entenderam ter aulas com instrutor de trânsito
Antônia Luciene dos Santos, de 23, ser legal e inequívoco o poder de polícia de trânsito da autorizado. Mas se o aprendiz for
e Odenice Fernandes Ribeiro, de BHTrans, que está integrada ao Sistema Nacional de Trânsito e flagrado na direção de veículos de-
44, morreram no local. amparada pela legislação vigente. sacompanhado de instrutor fica-
Ismael disse em seu depoi- rá impedido de obter a carteira pe-
mento que estava voltando para conseguiu ver a aproximação do uma mulher”, disse ele, que sofreu lo período de 2 anos. Pode ser pu-
casa em companhia de um ami- carro e nem tem certeza se estava escoriações por todo o corpo, nido também o instrutor que per-
go, o eletricista Juventino Rodri- em alta velocidade. “Não consegui além de ter machucado a testa, mitir ou facilitar o adolescente di-
gues da Silva, de 27. Eles tinham ver quem estava dirigindo. Tudo uma das mãos e a coluna. rigir carro sem licença. Se a lei for
acabado de conhecer a faxineira aconteceu rapidamente e de re- De acordo com a delegada, a aprovada no Congresso, os adoles-
Antônia Luciene e a auxiliar de pente vi o carro subindo na calça- estudante deve ser ouvida nova- centes vão precisar esperar pelos
RENATO WEIL serviços gerais Odenice. da. Só depois tive condições de ver mente até o fim de semana. 18 anos para fazer o exame de rua
Ismael não se lembra bem do atropelamento que matou duas mulheres Segundo o mecânico, ele não que quem estava ao volante era Quanto a Juventino, ela vai espe- e tirar a carteira de habilitação.