Você está na página 1de 43

Dia

Mundial
do
Livro
23 de Abril
”Dia Mundial do Livro e do direito de autor
é celebrado a 23 de Abril, em 100 países.

A data foi instituída pela Conferência


Geral da UNESCO para prestar tributo aos
grandes autores da literatura mundial que
nasceram ou morreram neste dia.

É o caso de Cervantes, Shakespeare


e muitos outros.
A celebração procura também encorajar
as pessoas, especialmente os mais jovens,
a descobrir o prazer da leitura e a
respeitar a obra insubstituível daqueles
que contribuíram para o progresso social
e cultural da Humanidade”.
Desde os primórdios da Humanidade que o Homem desenha as suas memórias
visuais. São exemplo destas memórias as cenas de caça encontradas nas
paredes das cavernas onde o homem primitivo se abrigava.

Representações pictóricas (1) de épocas pré – históricas (as mais antigas datadas
do Paleolítico Superior - 40.000 a.C.), gravadas nas paredes e tectos rochosos das
cavernas ou mesmo em superfícies rochosas, ao ar livre.
(1) Expressão de ideias por desenhos ou símbolos.
Antes do fabrico do papel, muitos povos
utilizaram formas curiosas de se
expressarem através da escrita.

Na Índia, usavam-se folhas


de palmeiras…

…os Esquimós utilizavam ossos de baleia e dentes


de foca.
Na CHINA os livros eram feitos
com conchas e carapaças de
tartaruga e posteriormente em
bambu e seda.
Escrita em madeira

Escrita em Bambu

Escrita em casco de animal

Escrita em casco de tartaruga

Escrita em Conchas
Entre outros povos era comum o uso da pedra, do barro e até
mesmo da casca das árvores.

Tábua de argila. Documento escrito do ano 3.500 a. C.


Os Sumérios, seus autores, habitavam a Mesopotâmia
(actual Iraque).
A Pedra de Roseta
é um texto do Antigo
Egipto, do séc. II a.C.,
escrito em hieróglifos,
num grande bloco de
granito negro.
Este texto foi
descoberto, em 1799,
pelos exércitos de
Napoleão Bonaparte
enquanto cruzavam a
região de ROSETA, no
Egipto.

A Pedra da Roseta possibilitou decifrar a escrita egípcia.


Hoje, a pedra encontra-se Museu Britânico, em Londres.
EGIPTO

Hieróglifo, em grego, significa inscrição


sagrada ou letra incompreensível.

Blocos de argila com hieróglifos

Papiro com hieróglifos


Depois das pedras e das "tábuas de
argila" e até dos ossos, o homem
passou a usar o papiro (junco), um
dos mais velhos antepassados do
papel.
Essa planta, comum no Egipto, era
humedecida e ligeiramente amassada.
Depois, as suas fibras eram trançadas e
colocadas para secar, produzindo um papel
rústico. Nele, anotava-se a contabilidade
das lojas do reino egípcio. Muitas cartas e
livros também foram escritos em papiro.
8
Há cerca de 5.500 anos, o Homem inventou o alfabeto.
Do vegetal ao animal – usando o couro de
animais - raspado, lavado, esticado e
seco -, o homem inventou o pergaminho.

A vantagem do pergaminho é que ele se


conserva mais ao longo do tempo.

Não demorou muito tempo para aparecer a


ideia de costurar vários pedaços,
formando livros razoavelmente parecidos
com os de hoje.

Nas folhas de couro, assim como no papel


da actualidade, se escrevia de um lado
e de outro.
• Era nos Mosteiros que os Monges Copistas
copiavam, inicialmente em pergaminho e depois,
do séc. XII, XIII, em papel (1), os livros da
literatura clássica, Grega e Romana. Os
textos, depois de transcritos, eram decorados
com iluminuras - motivos essencialmente
religiosos.

(1) - O papel, tal como o conhecemos hoje, teve


origem na China: misturando cascas de árvores e
trapos de tecidos. Depois de molhados, eram
batidos até formarem uma pasta. Esta pasta era
depositada em peneiras para escorrer a água e
depois de alisada estava pronta para ser usada
Iluminuras

Monges Copistas

Manuscritos
No séc. XV, GUTENBERG inventa a Imprensa

Os livros
começam,
devagarinho, a
deixar de ser
escritos à mão
(manuscritos) e
passam a ser
impressos.
Tipografia - processo de impressão
“A invenção com letras móveis
da imprensa
é o maior acontecimento
da história. É a
revolução mãe... é o
pensamento humano que
larga uma forma e veste
outra... é a completa e
definitiva mudança de
pele dessa serpente
diabólica, que, desde
Adão, representa a
inteligência."
Victor
Hugo, 1831

Prensa mecânica em uso em 1568.


O livro mais pequeno do Mundo
mede 5 Milímetros
Os rolos com os manuscritos chegavam
a 20 metros de comprimento.
As palavras começaram a ser separadas,
inicialmente, por um ponto e as letras
começaram a apresentar forma quadrada.
Os Árabes foram responsáveis
pela instalação da primeira
fábrica de papel na cidade de
Játiva, em Espanha, em 1150.
• Em Portugal, a
Imprensa foi
introduzida no tempo
do rei D. João II.
• O primeiro livro
impresso em
território nacional foi
o Pentateuco,
impresso em Faro, em
caracteres hebraicos,
no ano de 1487.
• Os Maias e os Astecas,
antes do descobrimento
das Américas, escreviam
os livros em um material
macio existente entre a
casca das árvores e a
madeira.

CODEX troano Maia


Esse papel era chamado
de Kopó, que era feito
com folhas da árvore de
figo, embora ainda
tivessem na sua
composição o algodão e
outros materiais.
O desenvolvimento do Papiro deu-se em 2200 a.C. e a
palavra Papiryrus, em Latim, deu origem a palavra papel.

*CARPE DIEM ERRARE HUMANUM


(Aproveite o EST (Errar é humano)
momento.)
• O primeiro livro impresso por
Gutenberg foi a Bíblia, processo que
se iniciou cerca de 1450 e que terá
terminado cinco anos depois em
Março de 1455.
• A Biblioteca de Alexandria foi uma das maiores
bibliotecas do mundo. Localizava-se na cidade
egípcia de Alexandria. Considera-se que tenha sido
fundada no início do século III a.C. e terá
desaparecido, com os seus 40 mil livros, num
incêndio.
• Os romanos escreviam em tábuas de
madeira cobertas com cera.

?!

Blá,
Blá,
Blá…
…pensamento,
valor, emoção…
…sentimento, poder
antecipAÇÃO…
…prosa, poesia,
cognitivAÇÃO…

…a ALMA da CRIAÇÃO
… paixão,
amizade,
LER É… ajuda,
entrega,
solidariedade,
equilíbrio…
…movimento, harmonia, leveza…

… melodia e êxtase!
…arte, engenho…
LER É…
…Propor,
…Prever,
…Provar,
…Prover,
…Optar,

… Acto de cidadania…
… um Grito de Liberdade!
“O direito
de saber
Ler para
melhor
(re)Pensar, a
todo o ser
humano se
deve
assegurar.”
Se soubesses
ler verias tudo
tão claro!
Deixa as palavras
escorrerem livres
e inundarem cada
canto
dentro e fora de
ti…
Que possas sempre sentir
e não apenas ver, ouvir e entender as palavras
Sonho e som…
Hoje não há tempo para VER, SENTIR, OUVIR …
… mas há um segredo muito simples …

… O essencial é invisível … Só se vê, se sente e se ouve


com o coração…
Podes
sentir e
recordar
um
Momento
da
história
de um
país, o
nosso…

Clica aqui
Para aqueles que gostam de ficar
imersos na leitura aqui fica uma boa
sugestão:

Este cadeirão que pode alojar mais de 150 livros!

Muitas e boas leituras!


ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. MOTA PINTO
LAJEOSA DO DÃO

DIA MUNDIAL DO LIVRO

EQUIPA DA BE/CRE
Departamento de CHS

NATÁLIA COELHO/ODETE FIGUEIREDO

23 de ABRIL de 2009