Você está na página 1de 6

Preparatório OAB

Direito Tributário

Capitulo 2 - Aula 3
Crédito Tributário

Professora: Sabrina Welsch


Curso Preparatório OAB - Direito Tributário
Professora: Sabrina Welsch

Crédito Tributário

Conceito e natureza jurídica - A obrigação tributária nasce com a concretização


do fato gerador, vale dizer, se forma o vínculo jurídico a partir do qual o cidadão, ou
o particular, ou ainda se preferirem o contribuinte, tem contra si efetuado um
lançamento tributário.

Só haverá a exigibilidade do tributo após a pertinente constituição do crédito


tributário.

A natureza jurídica específica do tributo é determinada pelo fato gerador da


respectiva obrigação, sendo irrelevantes para qualificá-la:
I - a denominação e demais características formais adotadas pela lei;
II - a destinação legal do produto da sua arrecadação.

Constituição do crédito tributário e lançamento tributário - - A constituição do crédito


tributário pode ser definida como o procedimento administrativo pelo qual se
torna exigível o objeto da obrigação tributária, qual seja o pagamento do tributo.

Esse procedimento administrativo recebe o nome de lançamento.

O lançamento tem como características:


a) ser um ato privativo de autoridade administrativa ( autoridade tributária);
b) verificar a ocorrência do fato gerador;
c) determinar a matéria tributável;
d) calcular o montante devido;
e) identificar o sujeito passivo;
f) aplicar a penalidade, se for o caso;
g) notificar o sujeito passivo
h) constituir o crédito tributário.

Modalidades: lançamento de ofício (também chamado de lançamento direto), o


lançamento por declaração (também chamado de misto) e o lançamento por
homologação ( também chamado auto-lançamento).

"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de
dados. A violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do
material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”
www.r2direito.com.br

01
Regência do lançamento - o que se leva em consideração para a realização do
lançamento é a data da ocorrência do fato gerador. Ou seja, será utilizada a lei que
estava em rigor à data em que se deu o fato gerador. Portanto é correto afirmar que
o lançamento será regido pela lei vigente à época do fato gerador.

Hipóteses de alteração do lançamento - O lançamento regularmente notificado


ao sujeito passivo só pode ser alterado em virtude de:
I - impugnação do sujeito passivo;
II - recurso de ofício;
III - iniciativa de ofício da autoridade administrativa, nos casos previstos no art. 149
CTN.

SUSPENSÃO DA EXIGIBILIDADE DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO

A dívida tributária existe, mas a Fazenda se vê, momentaneamente, impedida de


cobrar a dívida. Atenção. A dívida existe o que não há é a possibilidade da
execução.

Suspendem a exigibilidade do crédito tributário:


I - moratória;
II - o depósito do seu montante integral;
III - as reclamações e os recursos, nos termos das leis reguladoras do processo
tributário administrativo;
IV - a concessão de medida liminar em mandado de segurança.
V - a concessão de medida liminar ou de tutela antecipada, em outras espécies de
ação judicial;
VI - o parcelamento.

"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de
dados. A violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do
material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”
www.r2direito.com.br

02
"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de
dados. A violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do
material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”
www.r2direito.com.br

03
"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de
dados. A violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do
material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”
www.r2direito.com.br

04
"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de
dados. A violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do
material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”
www.r2direito.com.br

05