Você está na página 1de 3

Quaresma:

Tomar consciência da opção de Deus B. Ordenação dos desejos (20 minutos)


Depois que os jovens escreveram os seus desejos/anseios, vê-se o
diaporama “Fernão Capelo Gaivota”
Objectivo do encontro:
Levar os jovens a tomar consciência da dimensão vertical da sua vida. Breve comentário ao diaporama:
A dimensão vertical é a dimensão interior e profunda que há em cada No bando das gaivotas há dois grupos de gaivotas:
homem e mulher. É a dimensão espiritual/da alma. Um grande número de gaivotas que tinha como desejo comer e todas as
suas preocupações e trabalhos andavam à volta da comida; as suas
vidas eram organizadas em função da comida.
Meios e desenvolvimento do tema (5-10 minutos) Um pequeno número de gaivotas sentiu o desejo de voar e de encontrar
novas formas de voar e de voar mais alto. Comer não era tão
1. Cântico inicial importante.
O desejo mais profundo de cada grupo marcava a diferença entre eles.
2. Boas vindas e apresentação dos jovens participantes
Depois que vi este diaporama, procuro ordenar os meus desejos nas
3. Arranque categorias Ter e Ser. Quais são os meus desejos relacionados com o
ter... ter coisas, ter bem-estar, ter fama... e quais são os estão
Material necessário: relacionados com o Ser... ser mais pessoa, ser mais feliz, ser íntegro,
Uma trave de madeira 200 cm/10 cm/ 2 cm; crescer como pessoa...
Folha com a frase “Qual é o desejo mais profundo que há em mim e
Talvez o agrupamento dos meus desejos nestas duas categorias ajude-
nos jovens da minha idade?” e lápis para os participantes
me a identificar-me com um dos grupos das gaivotas! Qual é a minha
Ppt “Fernão Capelo Gaivota” surpresa?
Folha com a oração para viver a semana

A. Proclamação da Palavra de Jesus (5-10 minutos)


A. Ponto de partida (5-10 minutos)
Cada um/uma de nós tem muitos desejos e anseios. Uns estão Transfiguração de Jesus
relacionados com o momento presente, outros têm a ver com o futuro. Lc 9, 29-36
Há desejos existenciais, alguns profundos e muitos outros mais Uns oito dias depois destas palavras, levando consigo Pedro, João e
superficiais. De tudo aquilo que eu quero e desejo, qual é o mais Tiago, Jesus subiu ao monte para orar. Enquanto orava, o aspecto do
marcante, o mais importante para mim? seu rosto modificou-se, e as suas vestes tornaram-se de uma brancura
Os jovens são convidados a tomar consciência dos seus desejos mais fulgurante. E dois homens conversavam com Ele: Moisés e Elias, os
profundos. Cada jovem escreve 3 desejos na folha que lhe é dada. quais, aparecendo rodeados de glória, falavam da sua morte, que ia
acontecer em Jerusalém. Pedro e os companheiros estavam a cair de
1
sono; mas, despertando, viram a glória de Jesus e os dois homens que Abraão deixa o que tem e vai para onde Deus lhe indicar que ele
estavam com Ele. Quando eles iam separar-se de Jesus, Pedro disse-lhe: será herdeiro da bênção de Deus.
«Mestre, é bom estarmos aqui. Façamos três tendas: uma para ti, uma Deus fará de Abraão uma grande nação (todos os Povos pertencem a
para Moisés e outra para Elias.» Não sabia o que estava a dizer. Deus); o nome de Abraão será grande porque estará associado ao nome
Enquanto dizia isto, surgiu uma nuvem que os cobriu e, quando de Deus. Tudo isto será tão grande e mais majestoso que as estrelas do
entraram na nuvem, ficaram atemorizados. E da nuvem veio uma voz céu e a beleza que o firmamento contém em si mesmo. “Deus conduziu
que disse: «Este é o meu Filho predilecto. Escutai-o.» Quando a voz se Abraão para fora da tenda e disse-lhe: «Levanta os olhos para o céu e
fez ouvir, Jesus ficou só. Os discípulos guardaram silêncio e, naqueles conta as estrelas, se fores capaz de as contar.» E acrescentou: «Pois
dias, nada contaram a ninguém do que tinham visto. bem, será assim a tua descendência.» Abrão confiou no Senhor, e Ele
considerou-lhe isso como mérito.” Gn 15,5
Comentário:
A vida do Homem/Mulher é muito mais do que ter coisas e ser alguém Mas o mais importante da opçao que Deus faz pela Humanidade em
importante. A nossa vida é opção de Deus. Podemos fazer muitas Abrãao é de que ele será uma bênção. Através de Abraao outros
opções e escolhas de coisas, de pessoas ou modos de vida. O certo é encontrarão a felecidade, sentirao a presença de Deus nas suas vidas.
que Deus só faz uma opção/uma escolha: o Homem/a Mulher – cada
um/uma de nós. Pedro, Tiago e João
Deus opta por nós chamando-nos à vida, dando-nos um nome; Do grupo dos 12 apóstolos Jesus escolhe 3 para subirem com ele à
Deus opta por nós chamando-nos à fé em Jesus Cristo. Em Jesus Cristo montanha e estarem com ele a sós. Este três apóstolos são Pedro,
cada um/uma de nós tem ao seu estilo uma relação pessoal e única com Tiago e João.
Deus. Isto só é possível pela opção radical de Deus por nós.
Deus opta por nós chamando-nos a um estilo de vida marcado pela O que é que significa o convite de Jesus?
gratuidade (dom da vida) e pela amizade (dom da fé). SUBIR À MONTANHA:
-é um sair do baixo e ir para um lugar elevado
A liturgia do 2. Domingo de Quaresma apresenta-nos dois exemplos da -é um levantar do pó da terra o que está caído e dar-lhe uma nova
única opção de Deus: Abraão e Pedro, Tiago e João, discípulos de vida – isto recorda-nos a criação da Humanidade segundo o Génesis:
Jesus. “O Senhor Deus formou o homem do pó da terra e insuflou-lhe pelas
narinas o sopro da vida, e o homem transformou-se num ser vivo” (Gn
Abraão 2, 7)
De muitas pessoas influentes, dos inúmeros casais com filhos, da -é um deixar os horizontes curtos e limitados próprios da planicie
grande multidão de jovens que haviam no tempo de Abraão, Deus e entregar-se aos horizontes largos do pico da montanha
escolhe Abraão. Um simples pastor, casado com uma mulher que não -é caminhar. A vida nova e os horizontes largos alcançam-se
pode ter filhos e já de idade avançada, pois contava com 75 anos de caminhando.
idade.
Deus escolhe Abraão para deixar a sua terra, a sua família e a casa dos ESTAR A SÓS COM JESUS:
seus pais e ir para uma terra que Deus lhe mostraria. Deus escolhe -é um momento de grande intimidade
Abraão para o tornar herdeiro dos seus bens. É na medida em que -é mostrar o segredo da própria vida (oração)
2
O convite de Jesus é deixar os seus discípulos participar na sua  Abstrair-se dos pensamentos que me ocorrem... atenção ao ritmo da
identidade: Ele é o Filho de Deus. minha respiração...
 Dizer o próprio nome
Há muitas situações e coisas na nossa vida que não nos permitem  Dizer “«Este é o meu Filho predilecto. Escutai-o.»
descobrir a nossa própria identidade, assim como a dos outros. Não
sendo capazes de descobrir a nossa identidade, não estamos em
condições de ter a percepção da presença de Deus na nossa vida. Esta C. Conclusão
será a razão pela qual nos alienamos e alienamos os outros. A nossa Cada um/uma de nós tem um nome. Um nome que o/a identifica e o
alienação manifesta-se na nossa pouca capacidade de interiorização e “distingue” dos outros. É por este nome que nos chamam e é por este
na pouca ou nenhuma atenção que prestamos ao nosso mundo interior – nome que Deus também nos chama. O meu nome está gravado nas suas
às necessidades da nossa alma/do nosso espírito. mãos. Ele nunca se esquece de mim.
Não só o meu nome está gravado nas mãos de Deus. Também o nome
Qual o caminho a percorrer para encontrar a nossa identidade e a de Deus está gravado no meu coração.
presença de Deus em nós?
Quais são os sentimentos que esta descoberta despertam em mim?
-Criar espaços de silêncio e à nossa volta Como é que posso aprofundar e dar espaço na minha vida à opção de
ESCUTA Deus por mim?

-Estar em diálogo de fé
ORAÇÃO Cada jovem é convidado/a a aproximar-se da trave e escrever o seu
nome nela.
A escuta e a oração são duas coordenadas importantes no caminha da
descoberta da nossa identidade que desejamos fazer. Essas coordenadas Entrega-se a folha de ajuda a viver a 2. semana de quaresma sob a
não se enquadram na categoria do ter. também não fazem parte do ser, dimensão vertical da nossa cruz.
mas ajudam-nos a
ser mais Homens e Mulheres
a ver com os olhos de Deus a vida e a realidade que compõe o
nosso mundo e os outros
e a ser uma bênção para os outros

B. Acção
Momento de interiorização/Escuta interior (5 minutos)

 Preparar-se exteriormente para o silêncio

Interesses relacionados