Você está na página 1de 7

OAB 1ª FASE – RESOLUÇÃO DE QUESTÕES

DIREITO COMERCIAL

1) Atividade Empresarial
MG dezembro 2007
1.Um plantador de cana de açúcar:
a) será empresário, desde que exerça sua atividade como profissão.
b) será empresário, se requerer sua inscrição no Registro de Empresas e Atividades Afins.
c) não será empresário em nenhuma hipótese.
d) será sempre empresário

2. A sociedade empresária sediada em Belo Horizonte, que pretender instituir filial no Rio de
Janeiro, deve:
a) apenas deve averbar a instituição de sua filial do Rio de Janeiro, no seu registro originário da Junta
Comercial do Estado de Minas Gerais.
b) apenas inscrever a filial do Rio de Janeiro na Junta Comercial fluminense.
c) inscrever a filial do Rio de Janeiro no DNRC ( Departamento Nacional de Registro de Comércio), que é
o órgão nacional de registro mercantil.
d) inscrever a filial do Rio de Janeiro na Junta Comercial fluminense e averbar a instituição dela no
registro originário da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais.

CESPE – 2006
3. Dispõe o art. 972 do Código Civil, que podem exercer a atividade de empresário os que estiverem
em pleno gozo da capacidade civil e não forem legalmente impedidos. Assinale a opção correta,
quanto à disciplina dos requisitos para o exercício da atividade empresarial.
a) O menor, com dezesseis anos completos, somente poderá exercer atividade empresarial após a
emancipação, sendo imprescindível a homologação desta por sentença.
b) Os atos praticados por empresário falido impedido de exercer atividade empresarial terão plena
validade em relação a terceiros de boa-fé.*
c) A atividade econômica de exploração de recursos minerais pode ser levada a efeito por empresas
nacionais ou estrangeiras, desde que haja prévia autorização ou concessão da União.
d) Ao servidor público federal é vedada a condição de acionista ou cotista de sociedade empresária.

RS abril 2007
4. Com relação ao empresário, assinale a assertiva incorreta.
(A) O empresário, cuja atividade rural constitua sua principal profissão, deverá, sempre, requerer inscrição
no Registro Público de Empresas Mercantis da respectiva sede.
(B) A lei assegurará tratamento favorecido, diferenciado e simplificado ao empresário rural e ao pequeno
empresário quanto à inscrição e aos efeitos daí decorrentes.
(C) A pessoa legalmente impedida de exercer atividade própria de empresário, se a exercer, responderá
pelas obrigações contraídas.
(D) O empresário casado pode, sem necessidade de outorga conjugal, qualquer que seja o regime de
bens, alienar os imóveis que integrem o patrimônio da empresa ou gravá-los de ônus real.

RS abril 2007
5. Uma sociedade empresária do tipo limitada formada por 4 pessoas (Artur da Silva, contador;
Bernardo da Silva, estudante; Carla da Silva, médica; e Diego Santos, servidor
público federal) teve seu ato constitutivo arquivado na Junta Comercial. Artur e Carla são casados
em regime de separação parcial de bens, enquanto Bernardo é filho menor do casal. O nome
empresarial adotado pela sociedade foi Padaria Pão Quente Ltda., sendo designado administrador
pelo contrato social o sócio Diego. Para a formação da sociedade, todos os sócios integralizaram à
vista as respectivas contribuições, em dinheiro. Neste contexto, assinale a assertiva correta.
(A) O ato constitutivo da sociedade deveria ter sido levado a registro perante o Registro Civil das Pessoas
Jurídicas, e não perante a Junta Comercial.
(B) Artur e Carla, em razão do regime de bens do casamento, não podem ser sócios desta sociedade.

-1–
OAB 1ª FASE – RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
DIREITO COMERCIAL

(C) Bernardo somente poderia participar da sociedade se houvesse prévia autorização judicial.
(D) O sócio Diego está impedido de ser administrador desta sociedade.

CESPE – 2004
6. Acerca do direito de empresa, assinale a opção correta.
a) Considere que, em 5/4/2004, Alessandra e Cristine decidiram formar determinada sociedade, cujos atos
constitutivos só foram inscritos no registro próprio em 6/7/2004. Nesse caso, durante o período
compreendido entre 5/4/2004 e 6/7/2004, a sociedade não possuiu personalidade jurídica.*
b) Considere que Joana e Márcia sejam sócias da sociedade empresária Elite Segurança Ltda. Nessa
situação, Joana e Márcia são consideradas empresárias, conforme disposições do Código Civil.
c) Não há impedimento legal à contratação de sociedade empresária entre cônjuges casados sob o regime
de comunhão universal de bens.
d) A sociedade que, no exercício de atividade de natureza científica, produza bens e serviços de consumo
é considerada empresária, em conformidade com o atual ordenamento civil.

2) Trespasse

CESPE- 2006
7. Quanto ao que prescreve o Código Civil a respeito do contrato de alienação de estabelecimento
empresarial, assinale a opção correta.
a) O contrato que tenha por objeto a alienação do estabelecimento só produzirá efeitos perante terceiros
depois de averbado na junta comercial.*
b) O alienante do estabelecimento pode fazer concorrência ao adquirente, salvo cláusula expressa em
sentido contrário.
c) O adquirente do estabelecimento responde por todo e qualquer débito anterior ao negócio.
d) Salvo autorização expressa de terceiros contratantes, o adquirente do estabelecimento não se sub-roga
nos contratos anteriores ao negócio firmados pelo alienante.

3) Propriedade Industrial

CESPE – 2006
8. Acerca da propriedade industrial, assinale a opção incorreta.
a) São bens integrantes da propriedade industrial a invenção, o modelo de utilidade, o desenho industrial e
a marca.
b) Novas técnicas cirúrgicas não são consideradas invenções e, por isso, não poderão ser patenteadas.
c) Os pedidos de patente e de registro de desenho industrial devem atender às condições estabelecidas
pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), sendo mantidos em sigilo durante 18 meses,
contados da data de depósito.*
d) Deve ser extinta a patente de pessoa jurídica domiciliada no exterior que se abstiver de constituir
procurador qualificado e domiciliado no Brasil, com poderes para representá-la administrativa e
judicialmente, inclusive para receber citação.

CESPE - 2006
9. Carlos andava pelos corredores de um centro comercial quando observou uma grande loja de
materiais esportivos, com um letreiro luminoso, acima da porta, no qual se lia X Esportes.
Aproximou-se da vitrine e viu uma chuteira dourada com uma etiqueta bordada com o nome X
Chute. Ao entrar na loja, reencontrou um antigo companheiro, que se identificou como gerente da X
Esportes Ltda. Ele fez uma rápida pesquisa de preços e, ao se retirar, foi informado pelo velho
amigo de que, para consultar os preços da loja, ele poderia acessar o sítio www.xesportes.com.br.
No texto acima, as expressões sublinhadas referem-se, respectivamente, a
a) título de estabelecimento, marca, denominação social e nome de domínio.
b) nome empresarial, marca, título de estabelecimento e nome de domínio.

-2–
OAB 1ª FASE – RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
DIREITO COMERCIAL

c) título de estabelecimento, patente, nome empresarial e nome de domínio.


d) nome empresarial, marca, denominação social e endereço de e-mail.

4) Sociedades menores

CESPE - 2006
10. Quanto ao regime de responsabilidade dos sócios por dívidas da sociedade, de acordo com o
Código Civil, assinale a opção incorreta.
a) Na sociedade limitada, a responsabilidade de cada sócio é restrita ao valor das quotas, mas todos
respondem solidariamente pela integralização do capital social.
b) Na sociedade em comum, todos os sócios respondem solidária e ilimitadamente pelas obrigações
sociais, excluído do benefício de ordem aquele que contratou pela sociedade.
c) Na sociedade em nome coletivo, todos os sócios respondem solidária e ilimitadamente pelas obrigações
sociais.
d) Na sociedade em comandita simples, os sócios comanditários, pessoas físicas, são responsáveis
solidária e ilimitadamente pelas obrigações sociais.*

CESPE - 2007
11. Acerca da sociedade em comum, assinale a opção correta.
a) Todos os sócios respondem solidária e ilimitadamente pelas obrigações sociais, excluído do benefício
de ordem aquele que contratou pela sociedade.*
b) O regime da sociedade em comum aplica-se também às sociedades por ações em organização.
c) A sociedade em comum é uma espécie societária personificada.
d) Os bens e as dívidas da sociedade em comum constituem patrimônio especial, administrado e
titularizado pelo sócio administrador.

(OAB/CESPE – 2008.1)
12. Com base nas disposições do Código Civil relativas à sociedade em conta de participação, é correto
afirmar que
A somente sócios que sejam pessoas físicas podem constituí-la.
B apenas os sócios ostensivos podem exercer a atividade constitutiva do objeto social.
C o ato constitutivo da sociedade deve ser, obrigatoriamente, inscrito na junta comercial.
D todos os sócios devem responder ilimitadamente pelas obrigações sociais devidas a terceiros.

SP 133º
13. A sociedade formada por duas categorias de sócios, na qual uma delas responde solidária e
ilimitadamente pelas obrigações sociais, e a outra somente pelo valor de suas quotas, é
denominada sociedade em
(A) conta de participação.
(B) comandita por ações.
(C) nome coletivo.
(D) comandita simples.

MG agosto 2007
14. Sobre a sociedade em conta de participação é correto afirmar:
a) a atividade constitutiva do objeto social é exercida unicamente pelo sócio ostensivo, em seu nome
individual e sobre sua própria e exclusiva responsabilidade;
b) a atividade constitutiva do objeto social é exercida pelo sócio ostensivo em conjunto com os demais, em
seus nomes e sob a responsabilidade de todos.
c) a atividade constitutiva do objeto social é exercida unicamente pelo sócio participante indicado pelos
demais, em seu nome individual e sobre sua própria e exclusiva responsabilidade;
d) não existe mais desde a vigência do Código Civil

-3–
OAB 1ª FASE – RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
DIREITO COMERCIAL

15. Sobre a sociedade em nome coletivo, é correto afirmar:


a) somente pessoas naturais podem tomar parte, respondendo todos os sócios, solidária e ilimitadamente
pelas dívidas sociais.
b) somente pessoas jurídicas podem tomar parte, respondendo todos os sócios, solidária e ilimitadamente
pelas dívidas sociais.
c) pessoas físicas e jurídicas podem tomar parte, respondendo todos os sócios, solidária e ilimitadamente
pelas dívidas sociais.
d) não existe mais desde a vigência do Código Civil

5) Sociedades Ltda

MG dezembro 2007
16. A exclusão extrajudicial de sócio na sociedade limitada:
a) é admitida no Código Civil de 2002, desde que existam previsão no contrato social de exclusão
extrajudicial de sócio por justa causa e observado o direito de defesa do sócio cuja exclusão se pretenda.
b)é matéria sem previsão legal, definida na jurisprudência, no sentido de que a maioria do capital social
pode excluir um sócio diante da impossibilidade de conviver com ele.
c) é modalidade de exclusão de sócio afastada expressamente pelo Código Civil de 2002, que só admite a
exclusão judicial.
d) pode se fazer à revelia do sócio que se pretende excluir.

OAB/CESPE – 2008.1.SP
17. Joaquim dos Santos e Torquato Araújo pretendem constituir uma sociedade limitada cujo objeto será
atuar no mercado de varejo de roupas masculinas. Joaquim concorrerá com 80% do capital e, Torquato,
com os restantes 20%. A parte de Joaquim será integralizada com a transferência de um estabelecimento
que ele explora como empresário individual, no mesmo ramo de atividade da sociedade a se constituir.
Caso o contrato da sociedade mencionada na situação hipotética venha a silenciar sobre o tema da
alienação de quotas,
A Joaquim poderá opor-se a eventual alienação a terceiros da participação de Torquato.
B Torquato poderá opor-se a eventual alienação a terceiros da participação de Joaquim.
C a sociedade, por disposição expressa do Código Civil, poderá adquirir suas próprias quotas.
D as quotas dessa sociedade serão amplamente alienáveis a terceiros.

CESPE - 2006
18 Se todas as cotas de uma sociedade limitada forem adquiridas por um único sócio, essa
sociedade
a) dissolve-se imediatamente.
b) extingue-se de pleno direito, pois a legislação brasileira não admite a figura da sociedade unipessoal.
c) pode subsistir sem a pluralidade de sócios por até 180 dias.*
d) automaticamente transforma-se em firma individual.

CESPE – 2006
19. Assinale a opção correta, com relação ao direito societário moderno.
a) Na sociedade em comum, a responsabilidade de cada sócio é restrita ao valor de suas quotas.
b) Constitui hipótese de dissolução e liquidação da sociedade empresária a unipessoalidade, caso a
pluralidade de sócios não tenha sido recomposta no prazo de 180 dias.*
c) O quorum de deliberação para nomeação de administrador não-sócio, em sociedade limitada cujo
capital social ainda não esteja integralizado, será de dois terços do respectivo capital social.
d) A formação do capital social da sociedade anônima deve se dar necessariamente com contribuição
pecuniária.

-4–
OAB 1ª FASE – RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
DIREITO COMERCIAL

6) SA

CESPE - 2007
20. Com relação ao capital das companhias, assinale a opção correta.
a) Pode ser formado com contribuições em dinheiro, em serviços ou em qualquer espécie de bens
suscetíveis de avaliação em dinheiro.
b) Quando a entrada consistir em crédito, o subscritor ou o acionista responderá pela solvência do
devedor.*
c) Em regra, apenas os acionistas titulares de ações ordinárias têm direito de preferência na hipótese de
aumento do capital.
d) O valor do capital social, expresso em moeda nacional ou estrangeira, é fixado pelo estatuto da
companhia.

RS abril 2007
21. Com relação às sociedades por ações, assinale a assertiva incorreta.
(A) É competência privativa da assembléia-geral tomar, anualmente, as contas dos administradores e
deliberar sobre as demonstrações financeiras por eles apresentadas.
(B) Anualmente, nos 4 primeiros meses seguintes ao término do exercício social, deverá haver uma
assembléia-geral ordinária para deliberar sobre matérias de sua competência exclusiva.
(C) É matéria de competência exclusiva da assembléia geral extraordinária tomar as contas dos
administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações financeiras.
(D) A assembléia-geral extraordinária que tiver por objeto a reforma do estatuto somente se instalará em
primeira convocação com a presença de acionistas que representem dois terços, no mínimo, do capital
com direito a voto.

7) Títulos de Crédito

CESPE 2006
22. A respeito do regime do cheque no Brasil, assinale a opção correta.
A O cheque pré-datado encontra-se previsto expressamente na legislação brasileira.
B O cheque veicula obrigação portável.
C O cheque contém promessa incondicional de pagamento de quantia determinada.
D O emitente deve ter fundos disponíveis em poder do sacado e estar autorizado a emitir cheque sobre
eles, em virtude de contrato expresso ou tácito.

CESPE 2006
23 Quanto aos títulos de crédito, assinale a opção incorreta.
A No caso do título de crédito à ordem, a cessão dos direitos nele incorporados realiza-se mediante
endosso ou por tradição, quando se tratar de título ao portador.
B O título de crédito abstrato é aquele cuja causa da emissão é determinada e a obrigação é vinculada a
essa causa que gerou o negócio.
C O princípio da cartularidade no direito cambial significa que todos os atos, declarações e assinaturas
referentes ao título de crédito devem constar da própria cártula.
D A circulação do título à ordem realiza-se por meio de uma série de endossos, que são representados
pelas assinaturas dos endossantes com a designação em favor de quem está sendo transferido o título, no
caso do endosso em preto.

-5–
OAB 1ª FASE – RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
DIREITO COMERCIAL

CESPE abril 2007


24 Texto para as questões 96 e 97
Marcos, empresário individual, emitiu uma duplicata contra Lucas, no valor de R$ 5.000,00, com
praça de pagamento em Brasília – DF. Após isso, Marcos colocou o título em circulação,
endossando-o a Mateus, que, por sua vez, também por endosso, transferiu-o a João. A par do
endosso, Mateus fez vir à duplicata, em seu favor, aval de Josué, cônjuge de Maria.
QUESTÃO 96
96 .Acerca do protesto da duplicata mencionada na situação hipotética acima, assinale a opção
incorreta.
A Para que João possa cobrar de Mateus, é imprescindível o protesto do título.
B O protesto deve ser tirado na praça de pagamento constante da duplicata, ou seja, em Brasília – DF.
C Caso não seja exercida a faculdade de protestar o título por falta de aceite, não se elide a possibilidade
de protesto por falta de pagamento.
D De acordo com a legislação em vigor, a duplicata só pode ser protestada por falta de aceite ou de
pagamento.
QUESTÃO 97
97. Com relação à duplicata descrita no texto, assinale a opção correta.
A A denominação duplicata não precisa estar expressa no título para que este valha como tal.
B Para que o aval de Josué seja eficaz, não é necessária autorização de Maria.
C Conforme a jurisprudência do STJ, mesmo sem aceite e desprovida de prova de entrega da mercadoria
ou da prestação do serviço, a duplicata pode ser executada contra o sacador-endossante e seus garantes.
D A validade da obrigação de Josué, como avalista, depende da existência e da validade das obrigações
de Mateus, Marcos e Lucas

SP 131º
25. A ação de enriquecimento contra o emitente ou outros obrigados, que se locupletaram
injustamente com o não pagamento do cheque, prescreve
(A) em 02 (dois) anos, contados do dia em que se consumar a prescrição para o exercício da ação de
execução.
(B) em 03 (três) anos, contados do dia em que se consumar a prescrição para o exercício da ação de
execução.
(C) em 02 (dois) anos, contados do dia em que se consumar a prescrição para a apresentação do
cheque.
(D) em 03 (três) anos, contados do dia em que se consumar a prescrição para a apresentação do cheque.

26. A duplicata pode ser protestada


(A) apenas por falta de aceite ou de pagamento.
(B) por falta de aceite, de devolução ou de pagamento.
(C) apenas por falta de pagamento.
(D) apenas por falta de devolução ou de pagamento

SP 132º
27. Para preservar o direito de regresso contra os endossantes e respectivos avalistas, o prazo
para o protesto de uma duplicata é de
(A) 60 (sessenta) dias contados da data de seu vencimento.
(B) 30 (trinta) dias contados da data de seu vencimento.
(C) 06 (seis) meses contados da data de seu vencimento.
(D) 12 (doze) meses contados da data de seu vencimento.

-6–
OAB 1ª FASE – RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
DIREITO COMERCIAL

8. Falência e Recuperação de Empresas

CESPE 2006
28 Nos termos da nova Lei de Falências, entre as entidades a que se
aplicam a recuperação judicial e a extrajudicial, incluem-se
A as empresas públicas.
B as sociedades de economia mista.
C as empresas que explorem serviços aéreos.
D as instituições financeiras.

CESPE abril 2007


29 O plano de recuperação judicial para microempresas e para empresas de pequeno porte
A prevê parcelamento das dívidas em até 72 parcelas mensais, iguais e sucessivas, corrigidas
monetariamente e acrescidas de juros de 6% a.a.
B abrange toda e qualquer sorte de crédito.
C estabelece a necessidade de autorização do juiz, após ouvidos o administrador judicial e o comitê de
credores, para o devedor aumentar despesas ou contratar empregados.
D prevê o pagamento da primeira parcela das dívidas no prazo máximo de 30 dias, contados da
distribuição do pedido de recuperação judicial.

SP 132º
30. Poderá requerer a recuperação judicial o devedor que estiver no regular exercício de suas
atividades há mais de
(A) 02 (dois) anos e não tiver, há menos de 05 (cinco) anos, obtido concessão de recuperação judicial.
(B) 01 (um) ano e não tiver, há menos de 03 (três) anos, obtido concessão de recuperação judicial.
(C) 03 (três) anos e não tiver, há menos de 05 (cinco) anos, obtido concessão de recuperação judicial.
(D) 01 (um) ano e não tiver, há menos de 02 (dois) anos, obtido concessão de recuperação judicial.

-7–