Você está na página 1de 4

EXISTÊNCIA DE DEUS - SANTO ANSELMO E SÃO TOMÁS DE AQUINO

  Publicado por Elizabete Jackowski Moresco em 8 setembro 2011 às 14:54 em FILOSOFIA, RELIGIÃO E CATOLICISMO Back to FILOSOFIA, RELIGIÃO E CATOLICISMO Discussions Relacione o argumento da prova de existência de Deus de Santo Anselmo e de SãoTomás de Aquino salientando as semelhanças, caso houver, e as diferenças.

Santo Anselmo Santo Anselmo-(1033-1109), figura notável do primeiro período escolástico distinguiu em Santo Agostinho uma fonte, seu maior objetivo filosófico cultivar os mistérios da fé. “Acreditar procurando entender”, mas seu maior objetivo era acreditar. Reconhece a colocação positiva da dúvida em relação à pesquisa teológica, estava convencido de que algumas veracidades poderiam ser evidenciadas por demonstração logicamente rigorosa, Anselmo sempre se interessou pela questão de Deus sua prova da existência de Deus, foi chamada de “Prova Ontológica”. As diferenças e semelhanças citadas são as que estão entre Santo Anselmo e São Tomas de Aquino: 1º Santo Anselmo, 2º São Tomas de Aquino: Diferenças: (1º) Santo Anselmo para São Tomas de Aquino A existência de Deus a partir da própria idéia de Deus prova “a priori” parte do pressuposto de que a existência real é uma perfeição, sendo Deus o “Ser” que por definição possui todas as perfeições deve necessariamente possuir a existência. Nem pensar que Deus não existe, a realidade da fé pode ser alcançada somente pela razão e a priori, o senhor concedeu a razão em defesa da fé. O insipiente disse em seu coração “Não existe Deus” quanto é tão evidente a razão humana, quem diz “Não existe Deus é insensato é carente de raciocínio”. Semelhanças: (1º) Acima de Deus não se pode pensar em algo maior, em Deus não pode faltar nada. Deus é uma verdade não só revelada com também uma verdade evidente a razão. A existência de Deus é a nossa aspiração para o bem, nos leva a chegar a uma conclusão de que procuramos naturalmente o bem, buscando a fonte máxima desse bem, e todos os bens derivam de um bem único, um bem infinitamente maior, imensamente superior remontando a um só princípio, o bem supremo de onde resulta toda espécie de bem. Para completar o pensamento de Santo Anselmo entre o que considerei semelhante ou diferente de São Tomas de Aquino é importante salientar que:

pág. Tudo que existe é o ente e também Deus e o mundo. mas não ordem de conhecimento. encontro-me na condição em que.” (Volpato Dutra. sua própria razão de ser). Santo Anselmo não tinha aspiração de que alguém que nunca em sua vida ouviu falar de Deus. afirmou apenas que a prova ontológica leva a natureza de Deus. Assim. pág. portanto nenhum ser mais perfeito pode ser concebido. São Tomás de Aquino São Tomas de Aquino-(1221-1274) Representante máximo da Escolástica.Admitir uma causa eficiente que todos dão o nome de Deus . Hebeche. seria obrigado a admitir racionalmente que tu existes. ° se ela é demonstrável. tornando mais clara para os que já acreditavam. aquilo em que antes acreditava pelo dão da fé que me deste. meu Deus. agora. ele pudesse convencer esta pessoa sem ter que falar em dados de fé. aquilo em que antes acreditava pelo dom da fé que me deste. sua filosofia é uma preparação para a fé. Deus e o primeiro na ordem ontológica. 2008. neste ponto. o mundo é contingente (o que é concebido como podendo ser ou não ser. Hebeche. caráter daquilo que não possui em si mesmo. Deus é o “Ser” e o mundo tem o “Ser” a essência é potência de ser. ocorre em virtude de algo.Alcançar a realidade de Deus somente pela razão é a sua obra a priori. ao quais todos dão o nome de Deus. A questão 2 da Suma que abre o tratado do Deus único trata de três questões: ° se a proposição „Deus existe‟ é auto-evidente. sendo Deus o ser mais perfeito. ainda que não quisesse crer na sua existência. sendo assim São Tomas de Aquino cita a prova ontológica de Santo Anselmo para confirmar que o seu argumento ajuda a conhecer natureza de Deus. na filosofia existencialista. ou ser algo diferente do que é. A coisa invisível de Deus se vê depois da criação do mundo. deve haver um ser supremo causa das coisas Deus 4º Os diversos graus de perfeição que existem remetem uma suma perfeição Deus. sua metafísica defende o ente (concreto) da essência (abstrata) e privilegia o ente.Todo movido por outro o é. ele em nenhum momento pretendeu que sua prova fosse um meio de persuadir incrédulos. cinco vias de demonstração da existência de Deus que se firmam em evidência sensível e racional: “Vale destacar. “Obrigado. 2008.) 1ª via.160.) Senhor concedeu-nos a razão para justificação da fé. São Tomas de Aquino encara com muita determinação o problema da existência de Deus. mas Santo Anselmo formula quatro provas de Deus a posteriori porque partem da natureza das coisas. 2º Das grandezas que existem a suma grandeza é Deus. gozando de autonomia. Agradeço-te. colocando assim.193. e ° se Deus existe. 2ª via. apenas em Deus potência e existência coincidem. iluminado por ti. necessário chegar ao 1º motor. meu Deus. de nenhum outro movido. 1º Se as coisas são boas existe uma bondade absoluta Deus.” (Volpato Dutra. com a luz da razão. as cinco vias pelas quais Aquino buscou demonstrar a existência de Deus. Assim. por ter-me permitido ver. 3º Tudo que existe.

na estrutura e quantidade.14. se alguma coisa é verdadeira é necessária à existência da verdade: Deus é a própria verdade.6). uma coisa é a idéia e outra a existência objeto da idéia. O objeto das virtudes teologias é o próprio Deus sendo as virtudes teologias são: fé.Se algo não pode ser nada existe. Nem tudo pode ser contingente. tudo tende para um fim de acordo com uma ordem suprema de Deus: Diferenças: (2º) São Tomas de Aquino para Santo Anselmo São Tomas de Aquino rejeita a “prova ontológica” da existência de Deus. que afirmam conhecer Deus imediatamente. O argumento para refutar Santo Anselmo de que Deus necessariamente esta na realidade e na idéia.” . porque na realidade. esse conhecimento a priori é meramente intuitivo. há algo necessário Deus. O objeto das virtudes intelectuais e morais são compreensíveis à razão humana. “Eu sou o caminho a verdade e a vida. pois esse não tem força de prova. Semelhanças: (2º) Deus é aquilo do que não se pode manifestar nada maior. (Jô. sendo que só isso é um erro. de Santo Anselmo em função do fato de aqui na terra nós só podemos adquirir uma vaga idéia da presença de Deus. defende o conhecimento de Deus precisando de meios intermediários entre quem conhece e o objeto do conhecimento.Existe perfeição Deus 5ª via.3ª via. 4ª via. O próprio Deus último de tudo estando ele além do nosso conhecimento e razão. Deus é a própria verdade. esperança e caridade. supondo que o ser idéia e o ser existência são seres iguais.E a do finalismo. Sendo contrário a muitos pensadores.

<http://www.com.. Bibliografia: HEBECHE. O homem ama algo porque o aprende com seu bem. Deus é felicidade do homem. pois o pensamento de São Tomas de Aquino. São Tomas de Aquino “liberta a razão da fé”. Dicionário Básico de Filosofia de Hilton Japiassú e Danilo Marcondes. considero de grande importância. 2008. verdadeiro e bom. corporificando assim a tradição grega do aristotelismo e a experiência da verdade revelada pela fé cristã. baseia e consolida a “fé sobre a razão” tornando a eficiente e autônoma. Luiz Alberto e Delamar José Volpato Dutra. /cite>http://www.br/download/historia_igreja. portanto pode-se fazer com Deus duas espécies de esclarecimentos uma que se apóia nas causa primeiras “a priori”. isso significa que não se capta imediatamente. Concluindo. o homem deseja naturalmente a felicidade.br/modules/martsection/itemid=400> acesso 17/11/2008. sociedadecatólica. pelo efeito que conhecemos e é chamado “a posteriori”. e deseja-se conhecer a natureza de Deus o argumento de Anselmo nos ajuda.2006.ed. mas por inferência. sua afirmação de que a fé concerne à inteligência e por ela o homem recebe princípios sobrenaturais a fé é própria do que não é aparente e a existência de Deus é também artigo de “Fé”.Reconhece no argumento de Santo Anselmo a legitimidade para estabelecer a natureza de Deus. Textos Webteca Suma Teológica “Se Deus Existe” e Anexo IX São Tomas de Aquino.pdf> acesso17/11/2008. História da Filosofia II —Florianópolis FILOSOFIA/EAD/UFSC. outra. Deus é o Sumo Bem. o Ser de Deus consiste perfeitamente um existir. atual.com. Ed. UFSC. . por outra via que não a de Anselmo. A solução é o mistério e ao homem cabe maravilhar-se. Hilton. Todo ente compreende em si o uno o verdadeiro e o bem. bibliacatolica. Pode-se dizer que em Deus a essência e a existência se confundem. 4º. JAPIASSÚ. motivo pelo qual se pode dizer que o ser é uno. 207p. Rio de Janeiro:Jorge Zahar. Tendo conhecimento que Deus existe.