Você está na página 1de 2

ESTUDO DE CAMPO

CONCEITO Embora apresente semelhanças com o levantamento de campo, o estudo de campo diferencia-se deste por apresentar uma análise mais aprofundada a cerca do que está sendo sugerido, tomando como base um universo pré-determinado, de acordo com peculiaridades específicas. O estudo de campo se utiliza, sobretudo, de métodos de observação e análise para alcançar um objetivo proposto. Segundo Antônio Carlos Gil (2009) Os estudos de campo procuram muito mais o aprofundamento das questões propostas do que a distribuição das características da população segundo determinadas variáveis. Desta forma o estudo de campo é tido como uma ferramenta de exploração da pesquisa que possui como principal característica a obtenção de relatórios de analises mais aprofundados a cerca de indagações cotidianas sobre determinados assuntos. A alavanca do estudo de campo é a necessidade de informações claras e específicas em torno de um questionamento, sendo necessário, para tanto, que sejam traçados procedimentos específicos para que se alcance o êxito na pesquisa. ETAPAS DO ESTUDO DE CAMPO Cada estudo passa por caminhos estabelecidos segundo suas particularidades, no almejo da obtenção de um resultado satisfatório. Daí surge a dificuldade de se estabelecer etapas específicas de pesquisa para que se alcance a proposta dada. No entanto, alguns pontos podem ser abordados para se dar encaminhamento a um estudo de campo. Tais como: a) Elaboração do projeto inicial; se dá pela elaboração dos objetivos a serem alcançados, bem como a escolha do universo a ser pesquisado e as táticas a serem adotadas para a coleta dos dados. b) Etapa Exploratória; é o período de análise informal onde o pesquisador tenta obter informações e entendimento a cerca do processo evolutivo do objeto a ser estudado, tendo como objetivo a análise das variáveis e o estabelecimento das medidas a serem adotadas para a obtenção de um estudo satisfatório.

na maioria das vezes. f) Análise de dados. e) Coleta de dados. em se tratando de estudo de campo a análise dos dados coletados. uma vez feita a etapa exploratória e estabelecida e a situação do objeto. é feita de forma qualitativa. precisão e objetividade. linguagens dentre outros aspectos. mantendo requesitos como a clareza. consiste na organização dos dados coletados com o intuito de otimizar o processo de decisão e conclusão da pesquisa. Interpretação dos dados.c) Elaboração do projeto de pesquisa. em busca da boa elaboração dos processos que influenciam no resultado final do estudo. é caracterizado pela averiguação dos procedimentos de coleta de dados a serem adotados. analisando precisão dos questionários. esta etapa caracteriza-se pela definição precisa dos objetivos da pesquisa e dos métodos de coleta de dados a serem tomados considerando os resultados obtidos na etapa exploratória. concisão. d) Pré-teste dos instrumentos de pesquisa. elaborados de forma aprofundada acerca do objeto estudado. são relatórios. Categorização dos dados. tornando essa análise dependente de uma série de processos como:    Redução dos dados. requer uma aliança estabelecida entre o pesquisador e o meio a ser estudado. em busca de uma interação para a obtenção do apoio necessário para o bom andamento do processo de pesquisa. é dada pela seleção dos dados segundo os objetivos estabelecidos. g) Redação do relatório. . relata a capacidade de teorizar o estudo e absorver possíveis interpretações da pesquisa. na busca de inserir novas ideias aos fatores pesquisados. em forma de redação científica.