Você está na página 1de 3
Prof. a Germana Chaves Germana Chaves – Contabilidade Geral Curso de Exercícios - ICMS / SP
Prof. a Germana Chaves
Germana Chaves – Contabilidade Geral
Curso de Exercícios - ICMS / SP – Módulo VI
Demonstrações Contábeis
31. (ISS – SP – 2012) Em relação à avaliação dos elementos patrimoniais, considere:
I.
O valor contábil de um terreno de R$ 300.000,00, cujo teste de impairment indicou valor justo líquido da
despesa de venda de R$ 290.000,00 e valor em uso de R$ 280.000,00, deve ser reduzido em R$
20.000,00.
II. As obrigações de curto prazo com fornecedores devem ser ajustadas ao seu valor presente, quando
houver efeito relevante.
III. Uma patente adquirida que expira em 10 anos e com valor residual igual a zero gera despesa de
amortização de 10% do seu valor de aquisição em cada ano, se a empresa utilizar o método linear de
amortização.
IV. O investimento em controlada, que representa participação no capital votante de 60% e no capital social
de 50%, deve ser aumentado em R$ 60.000,00 se a investida tiver apurado lucro no exercício de R$
100.000,00.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A)
III e IV.
(B)
I e II.
(C)
I, II e III.
(D)
II e III.
(E)
II, III e IV.
32. (ISS – SP – 2012) Em 30/12/X1, a empresa Beta, sociedade anônima de capital aberto, fez uma
captação de recursos, via debêntures, cujo valor de emissão foi R$ 2,2 milhões com taxa de juros anual
contratada de 5,0% e com prazo de 10 anos. Para isso, incorreu em custos de transação no montante de
R$ 100 mil pagos em 30/12/X1. Todavia, dadas as condições vantajosas em relação ao mercado, houve
prêmio na emissão das debêntures de R$ 200 mil.
Com base nessas informações, a empresa Beta reconheceu, em 30/12/X1,
(A)
despesa financeira de R$ 100 mil.
(B)
passivo de R$ 2,3 milhões.
(C)
receita financeira de R$ 200 mil.
(D)
reserva de capital de R$ 200 mil.
(E)
ativo de R$ 2,1 milhões.
33. (TRF 2R 2012) Analise
I.
Ações de companhias abertas adquiridas em Bolsa de Valores sem intenção de permanência devem ser
contabilizadas como investimentos temporários.
II. As contas a receber cujo vencimento se dê no curto prazo não devem ser ajustadas a valor presente,
mesmo que seu valor seja relevante para a entidade.
III. Aplicações financeiras de alta liquidez e que estejam sujeitas a insignificante risco de mudança de seu
valor podem ser contabilizadas como disponibilidades, já que são consideradas equivalentes de caixa.
IV. As contas a receber em moeda estrangeira devem ter seu valor atualizado pela variação da taxa de
câmbio.
É correto o que consta APENAS em
(A)
I e II.
(B)
I e III.
(C)
II e III.
(D)
I, III e IV.
(E)
II, III e IV.
34. (TRE PARANÁ 2012) Para efeitos de avaliação dos bens destinados à venda, considera-se valor justo o
(A)
preço pelo qual possam ser repostos, mediante compra no mercado.
(B)
valor líquido pelo qual possam ser alienados a terceiros.
1
Prof. a Germana Chaves (C) preço líquido de realização mediante venda no mercado, deduzidos os impostos
Prof. a Germana Chaves
(C)
preço líquido de realização mediante venda no mercado, deduzidos os impostos e demais despesas
necessárias para a venda, e a margem de lucro.
(D)
valor que pode se obter em um mercado ativo, decorrente de transação não compulsória realizada entre
partes independentes.
(E)
valor que se pode obter em um mercado ativo com a negociação de outro ativo de natureza e risco
similares.
35.
(TRE PARANÁ 2012) Em relação à avaliação dos elementos patrimoniais, considere:
I. O valor contábil de imóvel de R$ 500.000,00, cujo teste de impairment indicou valor de mercado de R$
510.000,00 e valor em uso de R$ 490.000,00, deve ser alterado.
II. A empresa deve fazer uma provisão para ajustar o valor do estoque avaliado pelo custo de aquisição por
R$ 800.000,00 ao constatar que o seu valor de mercado é R$ 780.000,00.
III. O valor contábil de um veículo adquirido por R$ 100.000,00 com vida útil estimada de 5 anos e valor
residual de R$ 20.000,00, após o primeiro ano de uso, é R$ 84.000,00 se a depreciação for pelo método
das quotas constantes.
IV. A empresa deve reconhecer um aumento no valor dos investimentos em controladas de R$ 100.000,00,
se as investidas tiverem tido um lucro de igual valor, independentemente do percentual de participação no
capital social das mesmas.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A)
I e II.
(B)
II e III.
(C)
III e IV.
(D)
I, II e III.
(E)
II, III e IV.
36.
(MPE AMAPÁ 2012) As obrigações, encargos e riscos, conhecidos ou calculáveis, inclusive impostos
sobre a Renda a pagar, com base no resultado do exercício, serão computados no balanço pelo
(A)
valor atualizado até a data do balanço.
(B)
valor futuro das transações.
(C)
valor presente reduzido das provisões para exaustão.
(D)
valor de reposição.
(E)
custo de aquisição, deduzido de provisão para atender às perdas prováveis na realização do seu valor.
37.
(MPE AMAPÁ 2012) A empresa Exploramina S.A. extrai minérios com máquinas alemãs exclusivamente
produzidas para ela. Sabendo da demora para a produção dessas peças para substituição nas máquinas, a
empresa tem como prática a compra antecipada de peças, para não permitir a parada das máquinas. Essas
peças devem ser contabilizadas como
(A)
estoque de peças para substituição, no ativo circulante.
(B)
estoque de peças para substituição, no ativo não circulante realizável a longo prazo.
(C)
subitem do ativo imobilizado, como peças de reposição sem ser depreciado.
(D)
subitem do ativo imobilizado, como peças de reposição e depreciado pelo período do ativo.
(E)
investimento, no ativo não circulante e transferido para o imobilizado na data da substituição.
38.(INFRAERO – AUDITOR – 2011) Uma empresa varejista de utilidades domésticas, organizada na forma de
sociedade por ações, efetuou, em uma mesma data, várias vendas com prazo de 60 dias no valor total de
R$ 315.000,00. O valor das vendas é relevante para a entidade. O contador da entidade estimou a taxa de
juros ajustada para o risco da carteira de clientes em 5% ao bimestre.
Em consequência, nessa data, a companhia deverá registrar, em sua escrituração contábil, de acordo com
as atuais Normas Brasileiras de Contabilidade:
(A)
Débito na conta Clientes no valor de R$ 315.000,00,retificada através de crédito de ajuste para valor
presente de R$ 15.000,00.
(B)
Débito na conta Clientes no valor de R$ 300.000,00.
(C)
Receita de vendas no valor de R$ 315.000,00, débito em Clientes no valor de R$ 300.000,00 e débito de
R$ 15.000,00 como ajuste a valor presente dos saldos a receber.
(D)
Receita de vendas no valor de R$ 315.000,00.
(E)
Nenhum ajuste a valor presente, porque esses somente são aplicados a operações de longo prazo.
39.
(TRE- AP – 2011) A empresa Financia Tudo S. A. é uma companhia de capital aberto e, em 31/10/2010,
realizou duas operações:
2
Prof. a Germana Chaves I. Aquisição de um caminhão, por meio de arrendamento mercantil financeiro, para
Prof. a Germana Chaves
I.
Aquisição de um caminhão, por meio de arrendamento mercantil financeiro, para ser pago em 36
prestações mensais de R$ 5.000,00 cada. No entanto, se a empresa pagasse o caminhão à vista pagaria
R$ 144.000,00.
II. Obtenção de empréstimo no valor de R$ 50.000,00 para ser pago em 18 meses, em parcelas de R$
3.335,11, com taxa de juros composta de 2% a. m. Para conceder o crédito, a instituição financeira cobrou
no ato da contratação R$ 1.500,00.
Com base nessas informações, as duas operações em conjunto provocaram um aumento de
(A)
R$ 48.500,00 no ativo.
(B)
R$ 192.500,00 no passivo.
(C)
R$ 194.000,00 no passivo.
(D)
R$ 228.500,00 no ativo.
(E)
R$ 230.000,00 no passivo.
40. (INFRAERO 2009) De conformidade com o estabelecido pela Lei no 11.638/07, as aplicações em
instrumentos financeiros, quando destinadas à negociação ou disponíveis para venda, devem ser avaliadas
pelo valor
(A)
justo.
(B)
de entrada.
(C)
presente.
(D)
de reposição.
(E)
de custo.
41. (INFRAERO 2009) Na ocasião da elaboração do balanço, os saldos de passivos, tomados em moeda
estrangeira, cujo contrato seja efetuado com cláusula de paridade cambial deverão ser
(A)
vertidos em reais pela taxa de câmbio funcional na data da operação.
(B)
convertidos em reais pela variação média da taxa de apresentação.
(C)
transformados em reais à taxa de fechamento da operação.
(D)
convertidos em reais à taxa de câmbio em vigor na data do balanço.
(E)
atualizados pelo valor médio do período encerrado da taxa funcional.
3