Você está na página 1de 37

C.E.B.M.M. - CURSO PREPARATÓRIO / 2009.

Prof. ª: Karina Soares 3


MÓDULO I
- Conjuntos;
- M.D.C. e M.M.C

Conjuntos
A noção de conjuntos é intuitiva. Primitivamente, entende-se por conjuntos todo agrupamento
bem determinado de coisas, objetos, pessoas, etc.
Ex.: Conjunto das vogais.

Elementos
São os componentes do conjunto.
Ex.: No conjunto das vogais, os elementos são: {a, e, i, o, u}

Tipo de conjuntos
a) Finito: Quando possui um número limitado de elementos:
Ex.: {a, e, i, o, u}
{0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9}
b) Infinito: Quando possui um número ilimitado de elementos:
Ex.: {1, 3, 5, ...} → {x ∈ ¥ / x é impar}
{0, 1, 2, 3, ...} → {x ∈ ¥ / x é natural}

Conjunto Unitário
É o conjunto que possui apenas um elemento.
Ex.: Conjunto dos antecessores do número 1.
A   0 ⇒ Formado, apenas, pelo zero.

Conjunto Vazio

È o conjunto que não possui elementos.


Ex.: Conjunto do números naturais entre 5 e 6.
B   ou B= ∅
Conjunto Universo

É o conjunto que admitimos existir para o desenvolvimento de certo assunto em matemática. È


representado por U.
Ex.: {segunda-feira, sexta-feira, sábado} é o conjunto dos dias da semana que começam com a letra “s”.
Neste caso, o conjunto universo é: U= {x/x é dia da semana}.
Para relacionar subconjuntos com conjuntos, usaremos os símbolos:
⊂ (está contido); ⊄ (não está contido); ⊃ (contém); ∪ (união); ∩ (interseção);

Prof. ª: Karina Soares 4


Matemática

Exercícios:
01. Por extensão o conjunto A   x / x 2  9 equivale a:
a) ∅ b)  3 c)  3 d)  3,3

02. Coloque V ou F e marque a letra que faz a associação correta. Dados os conjuntos:
A   1, 2,3, 4 ; B   1,5 e C   2, 4,5 :
I- 1∉C II- 2 ∈ B III- 3 ∉ A IV- 1 ∈ A e 1 ∉ B V- 4 ∈ C, 4 ∉ B e 1 ∈ B
a) V, V, F, F, V b) V, F, F, F, V c) V, F, V, F, F d) V, V, V, F, V

03. SeA   a ; B   a, b ; C   c, d  ; D   a, b, c ; E   b, c, d  , a afirmação correta é:


a) B  E b) B  A c) A  D d) D  E

04. (Col. Naval – 1997) De um grupo de n alunos reprovados, sabe-se que:


12 foram reprovados em Matemática
5 foram reprovados em Física
8 foram reprovados em Química
2 foram reprovados em Matemática e Física simultaneamente
6 foram reprovados em Matemática e Química simultaneamente
3 foram reprovados em Física e Química simultaneamente
1 foi reprovado em Matemática, Química e Física simultaneamente.
Então o número n de alunos desse grupo é:
05. (Col. Naval – 1997) Numa Universidade com x alunos, 80 estudam Física, 90 Biologia, 55
Química, 32 Biologia e Física, 23 Química e Física, 16 Biologia e Química e 8 nas três faculdades.
Sabendo-se que esta Universidade somente mantém as três faculdades, quantos alunos estão
matriculados na Universidade?
a) 304 b) 162 c) 171 d) 154 e)146

Múltiplos de divisores de um Número

Divisibilidade
Múltiplos e divisores de um número.
Dados dois números naturais, se a divisão do primeiro pelo segundo é exata, dizemos que:
• o primeiro é divisível pelo segundo (também podemos dizer que o primeiro é múltiplo do segundo);
• o segundo é divisor do primeiro ( também podemos dizer que o segundo é fator do primeiro).
Ex.: 12 é divisível por 3 ou múltiplo de 3.
3 é divisor de 12 ou fator de 12.

Critérios de Divisibilidade
1)Por 2
Quando o número for par.
Ex.: 350, 1432, 3684, 12956, 136548, etc.

Prof. ª: Karina Soares 5


Matemática
2)Por 3 e Por 9
Quando a soma dos valores absolutos dos seus algarismos der um número divisível por 3 ou 9
respectivamente.
Ex.: 504 é por 3 e 9
834 é por 3 mas não é por 9
25434 é por 3 e por 9.
Obs.: Todo número divisível por 9 é divisível por 3, mas nem todo número divisível por 3 é divisível por
9.
3)Por 4
Quando terminar em 00 ou quando os dois últimos algarismos da direita formarem um número divisível
por 4.
Ex.: 500 é divisível por 4
6532 é divisível por 4

4) Por 5
Quando o algarismo das unidades for 0 ou 5.
Ex.: 56.320, 136.455, 1.951.300, etc.

5) Por 6
Quando for por 2 e 3 ao mesmo tempo.
16746 é por 2 e 3 , logo também é por 6.
5812 é por 2 mas não é por 3, logo não é por 6.

6) Por 8
Quando terminar em 000 ou quando os três últimos algarismos da direita formarem um número múltiplo
de 8.
Ex.: 18000, 1440, 9160, etc.

7) Por 10
Quando terminar em 0
Ex.: 50, 860, 3500, 72000, etc.

9) Por 11
Quando diferença entre a soma dos algarismos de ordem ímpar e a soma dos algarismos de ordem par for
um número divisível por 11.
Ex.: a) 95568 Si - Sp = 22 - 11 = 11
Si = 8+5+9 = 22 11 é divisível por 11
Sp = 6+5 = 11
b) 2574 Si - Sp = 9 - 9 = 0
Si = 4+5 = 9 0 é divisível por 11
Sp = 7+2 = 9

Decomposição de um número em fatores primos


O processo prático consiste em dividirmos o número por um de seus divisores primos.

Prof. ª: Karina Soares 6


Matemática

Ex.:

60 2
30 2 Portanto: 60  22.3.5
15 3
5 5
1

Divisores de um número
Escreve-se 1 um pouco acima do primeiro fator primo (2).
Os divisores são obtidos, a partir de 1, multiplicando-se cada um dos fatores primos pelos
números que vêm à direita do traço, e situados acima dele. Os divisores obtidos, mais de uma vez, não
são repetidos.

1 (divisor de todos os números)


60 2 2
30 2 3,6,12
15 3 5,10,20,15,30,60
5 5
1
Conjunto dos divisores de 60: {1, 2, 3, 4, 6, 12, 5, 10, 20, 15, 30, 60}

Quantidade de divisores de um número


A quantidade de divisores de um número é obtida somando-se uma unidade aos expoentes de
seus fatores primos e multiplicando os resultados:
Exemplos:

1) Determinar o número de divisores de 72


72 = 23 x 32 (3+1) x (2+1) = 4 x 3 = 12 divisores

2) Determinar o número de divisores de 120.


120 = 23 x 3 x 5 (3+1) x (1+1) x (1+1) = 4 x 2 x 2= 16 divisores

Quantidade de divisores ímpares de um número


A quantidade de divisores ímpares de um número é obtida somando-se uma unidade aos
expoentes dos fatores primos ímpares e multiplicando os resultados.
Exemplo: 120 = 23 x 31 x 51
n.º de divisores ímpares = (1 + 1) . (1 + 1) = 4
Logo, 120 tem 4 divisores ímpares.

Quantidade de divisores pares de um número


A quantidade de divisores pares de um número é obtida somando-se uma unidade aos expoentes
dos fatores primos ímpares e depois multiplicando o resultado pelo expoente do fator primo par.
Exemplo: 120 = 23 x 31 x 51

Prof. ª: Karina Soares 7


Matemática
N.º de divisores pares = (1 + 1) . (1 + 1). 3 = 12
Logo, 120 tem 12 divisores pares.

Cálculo da soma dos divisores de um número


Seja o número composto N = ap x bq x cr, com a, b e c números primos. Podemos calcular a soma
dos divisores de N por:

S = ap+1 – 1 x bq+1 – 1 x cr+1 – 1


a -1 b–1 c-1

Exemplo: 24 = 23 x 31
S = 23+1 – 1 x 31+1 – 1 =
2–1 3–1
S = 24 – 1 x 32 – 1 = 16 – 1 x 9 - 1
1 2 1 2

S = 15 x 4 = 60

S = 15 x 4 = 60

Cálculo do produto dos divisores de um número


Seja o número composto N. O produto dos divisores naturais de N é obtido extraindo-se a raiz
quadrada de N, e elevando-se o resultado do número de divisores positivos de N:

 
n º dedivisores
P 

Exemplo: 12 = 22 x 3
n.º de divisores = (2 + 1) . (1 + 1) = 3 . 2 = 6

( 12 )
P=
6

= 123 = 1728

Máximo Divisor Comum (M.D.C.) e Mínimo Divisor


Comum (M.M.C.)
I. Máximo Divisor Comum (M.D.C) em Ν
Determinemos todos os divisores de 60:
D(60) = {1,2,3,4,5,6,10,12,15,20,30,60}

II. Mínimo Múltiplo Comum (M.M.C) em Ν

Determinemos os múltiplos de 9 em Ν - {0}:


M(9) = {9,18,27,36,45,54,63,72,81,...}

Exercícios:
01. Um quitandeiro resolveu distribuir 36 laranjas, 60 abacates e 84 cajus, a várias crianças, de modo que
cada uma recebesse o mesmo e o menor número possível de frutas de cada espécie. Pergunta-se o número
de crianças aquinhoadas, e o número de frutas de cada espécie que recebeu cada criança.

Prof. ª: Karina Soares 8


Matemática

02. Três reservatórios têm capacidades de: 1350 litros, 1764 litros e 4356 litros. Para encher cada
um deles, uma mesma vasilha foi usada em número exato de vezes. Qual a maior capacidade da
vasilha? (em litros)
a) 6 b) 12 c) 18 d) 24 e) 28

03. De um aeroporto partem três aviões que fazem rotas internacionais. O primeiro avião faz a
rota de ida e volta em 4 dias, o segundo em 5 dias e o terceiro em 10 dias. Se, num certo dia, os
três aviões partirem simultaneamente, depois de quantos dias esses aviões partirão novamente no
mesmo dia?

a) 10 b) 20 c) 25 d) 30

04. João, Antônio e Luís viajam regularmente para Brasília. João viaja de 15 em 15 dias, Antônio,
de 12 em 12 dias e Luís, de 6 em 6 dias. Eles viajaram juntos dia 29/12/1997. A viagem seguinte
dos três juntos a Brasília foi em:

a) 26/02/1998 b)27/02/1998 c) 28/02/1998 d) 29/02/1998

Prof. ª: Karina Soares 9


Matemática

MÓDULO II
- Frações;
- Razão e proporção (Dízimas);
- Números diretamente e inversamente
proporcionais
Frações
Uma fração indica uma parte do inteiro. E é representada por dois números separados por um traço. Esses
números são chamados de termos. O termo inferior é o denominador, ele indica em quantas partes o inteiro será
dividido e o superior é o numerador e indica quantas partes iremos usar.

Frações Equivalentes
São frações que representam a mesma quantidade. Com termos diferentes. Para encontrar frações
equivalentes devemos multiplicar ou dividir o numerador e o denominador de uma fração por um mesmo
número.

1 2
Ex: e são frações equivalentes.
2 4

Operações com frações

1) ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO
Só podemos somar ou subtrair frações que tenham o mesmo denominador. Se elas não tiverem o
mesmo denominador, temos que encontrar frações equivalentes a elas que tenham denominadores
iguais.
Exs:
2 3 5
a) + =
7 7 7
1 2 3 4 7
b) + = + =
2 3 6 6 6
2) MULTIPLICAÇÃO
Para multiplicar frações devemos multiplicar numerador por numerador de denominador por
denominador.
Exs:
2 4 8
a) x =
3 7 21
2 1 4 8
b) x x =
5 5 5 125

3) DIVISÃO

Prof. ª: Karina Soares 10


Para dividir duas frações repetimos a primeira fração e a multiplicamos pelo inverso da segunda.
 4   3  4 5 20
Ex:   ÷   = × =
 3 5 3 3 9

Matemática

4) FRAÇÕES DECIMAIS
São frações que tem como denominador 10 ou uma potência de 10.
Ex:
3 9 21
; ;
10 100 1000

5.1) TRANSFORMAÇÃO DE NÚMEROS DECIMAIS EM FRAÇÕES:

6
a) 0,6 =
10
217
b) 2,17 =
100
1003
c) 1,003 =
1000

5.2) TRANSFORMAÇÃO DE FRAÇÕES DECIMAIS EM NÚMEROS:

5
a) = 0,5
10
7
= 0,07
b) 100

1021
c) 1.021 =
1000

Operações com números decimais

1) ADIÇÃO
a) 1,28 + 2,6 + 0,088
1,28
2,6
+
0,088
3,968

b) 35,4 + 0,75 + 47
47
35,4
00,75
83,15

2) SUBTRAÇÃO
a) 3,97 – 2,013
3,970
- 2,013
1,957

Prof. ª: Karina Soares 11


Matemática

b) 17,2 – 5,146
17,200
- 05,146
12,054

3) MULTIPLICAÇÃO
a) 3,49 x 2,5 b) 1,842 x 0,013

I
4) DIVISÃO
a) 1,4 ÷ 0,05 b) 6 ÷ 0,015

Dízimas Periódicas

Dízimas Periódicas Simples


A geratriz de uma dízima periódica simples, com parte inteira nula, é uma fração que tem para
numerador o período e para denominador um número formado de tantos noves, quantos são os algarismos
do período.
Ex:
2 34
0,222  = , 0,3434  = ,
9 99

123
0,123123 =
999

Obs: Se o decimal tem parte inteira diferente de zero, soma-se a parte inteira com a geratriz do periódica.
Ex:
36 234 26
2,3636 = 2 + 0,3636  = 2 + = =
99 99 11
8 26
2,888  = 2 + =
9 9

Dízimas Periódicas Composta


A geratriz de uma dízima periódica composta (de parte inteira nula) é uma fração que tem para
numerador a diferença entre o número formado pela parte não-periódica, acompanhada do período e a
parte não-periódica, e, para denominador, um número formado de tantos noves quantos forem os
algarismos do período, seguido de tantos zeros quantos forem os algarismos da parte não-periódica.

Prof. ª: Karina Soares 12


Ex:
273 − 27 246
0,27333 = =
900 900
523 − 5 518
0,52323 = =
990 990

Matemática

Exercícios:
2
01. Os do que eu possuo equivalem a R$ 60,00. Qual a quantia que eu tenho?
5
02. (VUNESP-SP) se uma construção tem 800 m 2 de área construída e 1 000 m 2 de área livre, então a
razão da área construída para a área livre é de:
1 2 5 4
a) b) c) d)
2 5 4 5
03. (UF-RJ) Leia a notícia abaixo:

Uma morte a cada 8 horas no trânsito do Rio.


Fonte: Jornal O Globo, edição de 27/1/2002.

De acordo com essa notícia, o número de mortes no trânsito do Rio, em uma semana, equivale a:
a) 18 b) 19 c) 20 d) 21

04. (CEFET-SP) O corpo humano é considerado harmonioso, se a razão entre o comprimento das pernas e
4
o tronco for . As alternativas abaixo relacionam as medidas de quatro pessoas. Qual é a que
3
representa uma pessoa de corpo harmonioso?

Razão e proporção

Razões
Razão entre dois números é o quociente do primeiro pelo segundo, numa mesma unidade de
medida, com o segundo número diferente de zero.
Escrevemos:

a
Razão entre a e b; ; ou a : b
b

Lemos:
a está para b (a e b são os termos da razão)

Prof. ª: Karina Soares 13


Duas ou mais frações que representam a mesma parte do inteiro são chamadas de frações
equivalentes.
1 2 3 9
Ex.: = , =
2 4 4 12

Matemática
Multiplicando ou dividindo os termos de uma fração por um mesmo número natural diferente de
zero, obtemos uma fração equivalente à fração considerada:
a c
Duas razões formam uma proporção quando são equivalentes. Assim: = (b o e d 0)
b d
formam uma proporção. Onde os termos a e c são os antecedentes e os termos b e d são os conseqüentes,
a e d são os extremos e b e c são os meios.
• Algumas propriedades das Proporções:

1) Propriedade Fundamental das Proporções

a c
= O produto dos meios é igual ao produto dos extremos.
b d

a•d=b•c

a c a+b c+d
2) = ⇔ =
a c
b d E 2 2+3 5
=
3 2 2
= 4+6 =
a c ⇔ a +b c+d 4 4 10
=
E 3)
b 2d 2 + b3 = d 5 6 4
=
3 3 3
= 4+6 =
4 10
a c ⇔ a6 + b
a c
4) =6 = = 6
b d b+d b d E 2 2+4 6 2
= =
3 3+ 6 9 3
= 2 4 4
4 = =
a c ⇔ a−c a c 3 6 6
5) = = = 6
b d b−d b d E 8 8 − 12 8 8 ⇒ 6
x = = = = =
. 12 12 − 3 12 12 9
: 2 2 8
=
3 3 12
2
a c ⇔ a ⋅c a2 c2 3
6) = = 2 = 2
22
E 2 8 4
b d b⋅d b d 2.4 = =
= =
3 18 9
=
3.6 32
16
4 42 36
6 62

Prof. ª: Karina Soares 14


a c e g⇔
7) = = =
b d f h
= ... a + c + e + g + ... a c e g
= = = =
b + d + f + h + ... b d f h

Quarta Proporcional
Dado três números racionais, a, b e c, denomina-se quarta proporcional desses números um
número x, tal que:

a c
=
b x

Matemática
Exemplo:
Calcular a quarta proporcional dos números 3,10 e 6
3 6
= pela definição de 4a proporcional
10 x

3 • x = 10 • 6
3x = 60
x = 20

Terceira Proporcional
Dados dois números racionais, a e b, denomina-se terceira proporcional desses números um
número x, tal que:
a b
=
b x
Exemplo: Calcular a terceira proporcional dos números 2 e 6
2 6
= pela disposição de 3 a proporcional
6 x
2•x=6•6
2x = 36
36
x=
2
x = 18
Nota: Quando os meios são iguais a proporção é chamada contínua. Nesta proporção os meios iguais
a b
recebem o nome de Média Proporcional ou Geométrica, =
b x

Prof. ª: Karina Soares 15


Números Proporcionais

Sucessões Diretamente Proporcionais


As sucessões {3, 4, 5} e {6, 8, 10} são chamadas diretamente proporcionais porque a razão entre
os termos e os termos correspondentes das sucessões é a mesma:
3 1 4 1 5 1
= = =
6 2 8 2 10 2

A razão 1/2 recebe o nome de fator de proporcionalidade.

Sucessões Inversamente Proporcionais


As sucessões {2, 3, 4} e {18, 12, 9} são chamadas inversamente proporcionais porque o produto
de seus elementos correspondentes é o mesmo.
2 x 18 = 36 3 x 12 = 36 4 x 9 = 36
O número 36 é o Fator de Proporcionalidade. Observe que os elementos de uma sucessão são
diretamente proporcionais aos inversos dos termos correspondentes da outra.

Matemática

Exercícios:
5
3
6
01. Resolvendo a proporção 4 =
8
x
12
6 3 5 1 2
a) x = b) x = c) x = d) x = e) x =
5 5 3 2 3
02.Numa lanchonete, a cada 27 pastéis de carne vendidos, vendem-se 9 de palmito. Num certo
dia, foram
vendidos 30 pastéis de carne. Quantos pastéis de palmito foram vendidos nesse dia?

03. (Mack-SP) Uma engrenagem de 36 dentes movimenta outra de 48 dentes. Quantas voltas dá a maior,
enquanto a menor dá 100 voltas?
04. João precisa pagar uma dívida de R$ 30,00, outra de R$ 40,00 e uma terceira de R$ 50,00. Como só
tem R$ 90,00, resolve pagar quantias proporcionais a cada débito. Quanto receberá o maior credor?

05. Uma torneira despeja 16 litros por minuto e enche uma caixa em 5 horas. Quanto tempo levará para
encher a mesma caixa uma torneira que despeja 20 litros por minuto?

Prof. ª: Karina Soares 16


Matemática

MÓDULO III
- Porcentagem;

Porcentagem
A razão cujo denominador é 100 recebe o nome de razão centesimal. São exemplos de razões
centesimais:
27 4 57,3 215
, , ,
100 100 100 100
Podemos representar as razões centesimais na forma decimal e também em taxas percentuais,
como é mostrado a seguir:
27 4 57,3
 0, 27  27%  0, 04  4%  0,573  57,3%
100 100 100

Ex. 1.: Vamos calcular 20% de R$ 800,00

100 ↓ 20 ↓
800 x
100 • x = 20 • 800

Prof. ª: Karina Soares 17


100 • x = 16000
16000
x=
100
x = 160

Ex.2: Numa classe de 40 alunos, 36 foram aprovados. Calcule a porcentagem de alunos reprovados.
40 36
=
100 x
40 • x = 100 • 36
40x = 3600
x = 90
aprovados = 90%
reprovados = 100% - 90% = 10%

Ex.3: Na compra de um objeto tive um desconto de R$ 45,00, correspondente a 15% do seu preço.
Calcule por quanto estava sendo vendido o objeto.

100 ↓ 15 ↓
x 45

Matemática
100 15
=
x 45
15 • x = 100 • 45
15x = 4500
4500
x=
15

x = 300

Exercícios:
01. Comprei uma camisa que custava R$ 50,00 e obtive um desconto de 15%.
a) De quanto foi o desconto?
b) Quanto paguei pela camisa?

02. O salário de uma pessoa era R$ 250,00. Quando promovida, passou a ganhar 19,5% a mais.
Qual é o novo salário dessa pessoa?

03. Um aparelho de TV de R$ 420,00 fica 38% mais caro se for pago em 8 prestações iguais. O valor de
cada prestação é:
a) R$ 19,95 b)R$ 72,45 c) R$ 52,50 d) R$ 92,40

04. Uma mercadoria custava, em outubro R$ 12,00. A partir de novembro do mesmo ano, seu
preço sofreu um acréscimo de 23%. Qual foi o valor do aumento e qual o novo preço dessa
mercadoria?

Prof. ª: Karina Soares 18


05. Na saída de um cinema, 300 pessoas foram entrevistadas para dar sua opinião sobre o filme.
Verificou-se que 28% das pessoas não gostaram do filme. Quantas gostaram do filme?

06. (Pedro II – 2007) Observe a matéria a seguir, extraída da Revista Veja, edição 1978, de 18 de
outubro de 2006.

UM EXÉRCITO SEM ESTUDO

Quarenta e três milhões de crianças estão sem estudar em todo o mundo


por causa de guerras em seu país, segundo relatório divulgado pela ONU. Nos
conflitos, escolas são destruídas, muitos professores morrem e, em alguns
lugares, alunos são recrutados para a guerra.

Com base nos dados apresentados, responda:


a) Qual é o número de habitantes que corresponde à população infantil de Angola?

07. (CEFET) Uma pesquisa do IBOPE ouviu 2.400 telespectadores a fim de saber como estava a
audiência do domingo, as 20 horas. O resultado foi o seguinte 5/12 viam o canal A, 11/30 viam o
canal B, 7/60 viam o canal C e os restantes estavam com o aparelho desligado. O número de
pessoas que não viam televisão naquele horário corresponde aproximadamente a:

Matemática

08. (CEFET) Num concurso com 10.200 candidatos inscritos registraram-se 1.300 ausências as
provas e 3.471 reprovações. A porcentagem das aprovações sobre o número de candidatos que
efetivamente participaram das provas foi de aproximadamente:
a) 39% b) 45% c) 50% d) 61% e) 75%

09. (Colégio Naval) Certa pessoa pesava 65 kg no dia 1o de setembro. Durante esse mês seu peso
diminuiu de 20%. Todavia, durante o mês de outubro, seu novo peso aumentou de 20%. Esta pessoa
pesará no dia 1o de novembro quantos quilos?

a) 62 kg b) 61 kg c) 62,4 kg d) 62,3 kg e) 52 kg

10. (CEFET) A produção brasileira de petróleo foi de 200.000 barris diários em 1980, de 240.000
em 1981 e de 300.000 em 1982. Mantendo-se o mesmo crescimento no percentual, a produção de
1983 será:
a) 348.000 b)380.000 c) 390.000 d) 450.000 e)480.000

Prof. ª: Karina Soares 19


11. (Pedro II – 2006) enquanto o número total de cheques utilizados no Brasil caiu nos últimos
oito anos, o uso de cartões de crédito cresceu cada vez mais. Nas compras dos consumidores
domésticos, o cartão já superou o cheque como meio de pagamento e sua participação vem

crescendo.
Observe o gráfico sobre o uso de cheques e cartões desde 1996 e sua previsão de uso até 2014.
Baseado nos dados apresentados, responda:
a) Em que ano o percentual de transações realizados com cheques foi igual ao de realizados com
cartões?
b) “A utilização de cheques, em números percentuais, sempre diminui ao longo do período
observado.” Isto é verdade? Justifique sua resposta.
c) Márcia, que prefere usar cheques, comprou um computador no valor R$ 3 500,00 e vai efetuar o
pagamento com cheques pré-datados, dividindo este valor em cinco parcelas crescentes. Cada
parcela deve sempre exceder a anterior em R$ 200,00.
Determine o valor da terceira parcela.

Matemática

MÓDULO IV
- Equação do 2º grau;
- Inequação

Equação do 2º grau

Dada uma equação na forma ax 2  bx  c  0 , em que a, b e c são números reais, com a ≠ 0.

Prof. ª: Karina Soares 20


A fórmula que permite obter o valor (ou mais valores) de x a partir dos coeficientes a, b e c é
conhecida por Fórmula de Bháskara. Bháscara foi um matemático hindu que, apesar de não a ter
descoberto, foi o grande divulgador dessa fórmula.

Exercícios:
01. Resolva as equações do 2º grau, sendo U = R:

a) x2 + 7x = 0
b) –3x2 + 9x = 0
c) 2x2 + 3x = 0
d) (a – 3)2 = 9
e) (x + 2)2 = 4

02. A equação de 2º grau que, em R, apresenta 4 e -6 como raízes é:

a) x 2  2 x  24  0 b) x 2  2 x  24  0 c) x 2  10 x  24  0 d) x 2  10 x  24  0

03. O quíntuplo de um número aumentado do seu quadrado dá 36. Qual é esse número?

04. A soma de um número inteiro com o seu quadrado é igual a 42. Qual é esse número?

Inequação
Analise a seguinte situação: “O triplo de um número real somado com 2 é maior do que o dobro
desse número menos 3.”
Quais seriam os possíveis valores para esse número? Vamos descobrir.
Representando esse número real por x, podemos escrever a desigualdade: 3x+2>2x-3.
Dizemos que essa desigualdade é uma inequação.
Vamos transformar essa inequação em outra, mais simples, equivalente a ela.
3x+2>2x-3
3x-2x+2>2x-2x-3
x+2>-3
x+2-2>-3-2
x>-5 S=x>-5

Matemática

Exercícios:
01. O número 3 é solução de qual dessas inequações?

a) 2x-3<3 b) 3x+7<-2 c) x+3>0 d) –x+1>x-1

02. Vamos determinar as soluções da inequação 4x-6≤7x+3, considerando x um número real.

4x-6≤7x+3
Lembre-se: quando multiplicamos
4x-7x≤3+6 os dois ‘lados” de uma desigualdade
-3x≤9 .(-1) por um número negativo, o sentido
3x≥-9 da desigualdade inverte.
x≥-9
3

Prof. ª: Karina Soares 21


x≥-3

a) -3x-4≤-5x+8 b) 3x+12<5(x+1) c) 7x-2(2x+3)≥5x-3

03. O conjunto verdade em U=R da equação: 8  x 2  15 x  50  x

04. O valor de x que satisfaz a igualdade 9  x  2 é?

Matemática

MÓDULO V
- Sistemas;
- Expressões
Sistemas de Equações do 1º grau
Exercícios:

Prof. ª: Karina Soares 22


01. Aplicando o processo de adição, resolva os sistemas R x R:
 xy9  3x  15  4 y
a)  b) 
 xy5  5x  4 y  17

02. Aplicando o método de substituição, resolva os sistemas em R x R:


 x − y = −1 3x = y
a)  b) 
3x + 2 y = 17 2 x + 3 y = −11

03. Um trabalhador foi admitido ao serviço nas seguintes condições: o trabalhador devia receber R$
100,00 por dia que trabalhasse e pagar a multa de R$ 20,00 cada dia que faltasse. No fim de 30 dias o
trabalhador recebeu R$ 2.400,00. Quantos dias trabalhou?

04. Em um supermercado, há pacotes de sabonetes e de xampus, totalizando 650 pacotes. Sabe-se que os
sabonetes estão contidos em pacotes com 10 unidades, e os xampus em pacotes com 6 unidades e que o
número de sabonetes excede o de xampus em 100 unidades. Quantos sabonetes e xampus existem no
total?

05. (Pedro II – 2006) Em 1998, surgiu o primeiro projeto de um carro “bicombustível”, movido a álcool,
gasolina ou até mesmo uma mistura dos dois combustíveis. A idéia não foi á frente, na época, devido a
preferência pelos carros à gasolina. A partir de 2003, o governo definiu que os usuários de
biocombustíveis pagariam menos impostos, tendo os mesmos incentivos dos veículos a álcool. Isso
estimulou o projeto e, hoje, mais da metade dos carros são “Total Flex”, ou seja, saem das fábricas com o
sistema bicombustível. Agora, é hora da resposta do consumidor aos veículos “inteligentes”, pois ainda há
controvérsias sobre o desempenho desses carros.

a) Um carro “Total Flex” foi abastecido com 30 litros de álcool e 10 litros de gasolina, num posto onde o
preço do litro de álcool é R$ 1,9*1 e do litro de gasolina é R$2,67. Qual o preço médio da mistura do
combustível utilizado?

b) Considere-se o feliz proprietário de um “Total Flex”. Abastecendo-o no posto da esquina, você colocou
25 litros de álcool e 10 litros de gasolina e gastou R$71,00. Na semana seguinte,s em reajuste de preços,
você volta ao mesmo posto e coloca 20 litros de álcool e 15 litros de gasolina, gastando R$ 75,00. Qual é
o preço do litro de gasolina nesse posto?

Matemática

Sistemas de Equações do 2º grau

01. Resolva os seguintes sistemas:

x + y = 7  x 2 + y 2 = 53 x − y = 2
a)  b)  c) 
 xy = 12  x + y = 9  xy = 48

02. Achar dois números cuja diferença é 28 e cujo produto é 52.

03. A soma de dois números é 18 e a soma de seus quadrados é 194. Quais são esses números?

Prof. ª: Karina Soares 23


04. A soma entre dois números naturais é 10. Se o dobro do maior aumentado do quadrado do menor é
igual a 23, calcular os dois números.

Expressões

1−x
1−x +
1+x
01. Fazendo o cálculo algébrico de 1 1 , encontra-se?
+
1+ x 1 −x2

( ) (
x x 4 − 5x 2 + 4 − 2 x 4 − 5x 2 + 4 )
02. Fatorando e simplificando a expressão
(x 3
− 6x 2
)(
+ 12x − 8 x 2
−1 ) obtemos:

03. A expressão (a + b)(a + b) + ( a – b )(a + b ) é equivalente a:

a) 2a(a + b) b)2a(a – b) c) 2b(a + b) d) 2b(a – b) e) 2a(a + b)2

x +1 x −1

x −1 x +1
04. Efetuar e simplificar 1 1
+
x +1 x −1

( 4x 2
)
− 36 ( x − 1)
05. Simplificar
(x 2
)
− 4x + 3 ( x + 3)
:

ab
b−
06. A expressão a − b onde a ≠ b ≠ 0, é equivalente a:
b2

Matemática

MÓDULO VI
- Circunferência e Círculos;
- Triângulos;
- Quadriláteros;

Prof. ª: Karina Soares 24


- Polígonos
Circunferência e círculos

Circunferência – É o lugar geométrico dos pontos, do plano, eqüidistantes a um ponto fixo chamado de
centro.

Raio – Segmento de reta que liga o centro a um ponto da circunferência. (ilustração acima)
Arco – Porção da circunferência limitada por dois de seus pontos distintos.

Corda – Segmento de reta que une dois pontos distintos da circunferência.


Diâmetro – É a maior corda da circunferência. Passa pelo centro e é igual a duas vezes o raio.

CD  2R ou D  2R

Flecha – Segmento de reta que é perpendicular à corda e liga o ponto médio do arco correspondente. Seu
prolongamento passa pelo centro da circunferência.

Matemática

Secante - É a reta que corta a circunferência em dois pontos distintos. Se a secante passar pelo centro da
circunferência ela é chamada secante diametral.

Prof. ª: Karina Soares 25


Posições relativas entre duas circunferências

1- Interna

d  r1  r2
2 é interna a 1

2- Tangente Interna

d  r1  r2
2 é tangente interna a 1

3- Secantes

r1  r2  d  r1  r2
2 é secante a 1

Matemática

4- Tangente externa

d  r1  r2
2 é tangente externa a 1

Prof. ª: Karina Soares 26


5- Externa

d  r1  r2
2 é externa a 1

6- Comprimento de um arco de circunferência


 R
l , onde:
180
  em graus
R é o raio do círculo

7- Reta tangente à circunferência


É a reta que toca a circunferência em apenas um de seus pontos (ponto de tangência)
Obs: O raio é sempre perpendicular à tangente, no seu ponto de tangência.

Matemática

8- Segmentos tangentes

Por um ponto P exterior a uma circunferência traçamos as tangentes PA e PB . Teremos então


que:

PA  PB

Prof. ª: Karina Soares 27


9- Quadriláteros circunscritíveis
Se um quadrilátero convexo é circunscrito a uma circunferência, a soma de dois de seus lados
opostos é igual à soma dos outros dois.

AB  CD  AD BC

Exercícios:
01. Calcule o comprimento da circunferência cujo raio mede 5cm.
15
02. Os raios das rodas de um veículo medem cm. Quantas voltas completas uma das rodas dará num
2
percurso de 1500 m?

Triângulos

Classificação dos triângulos quanto aos ângulos


 Acutângulo - possui todos os ângulos internos agudos (I).
 Obtusângulo - possui um ângulo interno obtuso (II).
 Retângulo - possui um ângulo interno reto (III).

Matemática

Classificação dos triângulos quanto aos lados


 Equilátero - possui os três lados congruentes (I).
 Isósceles - possui dois lados congruentes (II).
 Escaleno - possui os três lados com medidas diferentes (III).
A
A
A

Prof. ª: Karina Soares Cateto 28 Cateto


I II III
B C B C B Hipotenusa C
Obs1: O triângulo eqüilátero também é eqüiângulo.
Obs2: Em todo triângulo isósceles os ângulos adjacentes a base são congruentes.

Relações Métricas no Triângulo retângulo


Seja o triângulo retângulo ABC , retângulo em Â.

Elementos do Triângulo Retângulo


ÂNGULOS { Â = 900 e B e C agudos. B + C = 900 ---- são complementares

LADOS: AB = c, AC = b (catetos) e BC = a (hipotenusa)


h ----- altura relativa à hipotenusa
m ----- projeção do cateto c sobre a hipotenusa
n ----- projeção do cateto b sobre a hipotenusa

1ª) Em todo o triângulo retângulo o quadrado da medida de um cateto é igual ao produto entre a medida
da hipotenusa e a medida da projeção desse cateto sobre ela.

b2 = a.n
c2 = a.m

2a) Em todo o triângulo retângulo o quadrado da medida da altura é igual ao produto entre as medidas das
projeções dos catetos sobre a hipotenusa.

h2 = m.n

3a) Em todo o triângulo retângulo o produto entre as medidas dos catetos é igual ao produto entre as
medidas da hipotenusa e da altura relativa à hipotenusa.

a..h = b.c
Matemática

Obs : A hipotenusa a = m + n.

Teoremas de Pitágoras
“Em todo o triângulo retângulo o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos”

Se b2 = a.n e c2 = a.m temos que:

Prof. ª: Karina Soares 29


b2 + c2 = a.n + a.m ou b2 + c2 = a(m + n) e como m + n = a teremos que:

b2 + c2 = a.a ou
a2 = b2 + c2

Aplicações do Teorema de Pitágoras


1- Cálculo da diagonal do quadrado

d 2 = l2 + l2
d 2 = 2l2

d = 2l2 → d = l 2

2- Cálculo da altura de um triângulo equilátero

2
2 2  l
l =h + 
2
l2
l2 = h2 +
4
l2
h2 = l2 −
4
3l2
h2 =
4
3l2 l 3
h= →h=
4 2

Matemática

OBS: Todo triângulo inscrito numa semi circunferência é retângulo.

A hipotenusa BC é igual a D ( diâmetro),


onde r é o raio da circunferência .

Prof. ª: Karina Soares 30


Exercícios:
01. Os catetos de um triângulo retângulo medem 3 m e 13 m. Calcular a hipotenusa.

02. A que altura uma escada de 13m de comprimento toco um muro, se o pé da escada está a 5m do pé do
muro?

03. Calcule x, sabendo que ABC é um triângulo eqüilátero e que AC  AD .

Polígonos
Linha poligonal é a linha formada por segmentos consecutivos e não colineares.
Polígono é a região do plano limitada por uma linha poligonal fechada.

Elementos do
polígono:
Vértices: A1, A2, ...,An
Lados: A1A2, A2A3, ...,An-1An
Ângulos internos: i1, i2, ..., in
Ângulos externos: e1, e2, ...,en
Diagonal: É o segmento que une dois
vértices não consecutivos.

Matemática

NOMES DOS POLÍGONOS


lados Nome
3 Triângulo
4 Quadrilátero

Prof. ª: Karina Soares 31


5 Pentágono
6 Hexágono
7 Heptágono
8 Octógono
9 Eneágono
10 Decágono
11 Undecágono
12 Dodecágono
15 Pentadecágono
20 Icoságono

Números de diagonais
O número de diagonais de um polígono pode ser determinado pela combinação de n vértices
tomados dois a dois excluindo-se os lados:

D  C2n  n 
n!
 n
n(n 3) n n 3
, ou seja, D 
 n 2 !2! 2 2

Soma dos ângulos internos


A soma dos ângulos internos de um polígono é determinada pela quantidade de triângulos que
cada polígono pode ser dividido, isto é, unindo-se um único vértice aos outros não adjacentes, em quantos
triângulos dividimos um polígono.

No caso do quadrilátero (n=4) temos: Si  180º2,


porque podemos dividir em dois triângulos.

No caso do pentágono (n=5) temos: Si  180º3,


porque podemos dividir em três triângulos.

Desta forma podemos generalizar que a soma dos ângulos internos de qualquer polígono poder
ser expressa por:

Matemática
Si  180º n 2
Soma dos ângulos externos
A soma dos ângulos externos de um polígono pode ser determinada utilizando o fato de que em
cada vértice o ângulo interno e o externo são suplementares.

Prof. ª: Karina Soares 32


e1  i1  180º

e2  i2  180º

M
en  in  180º
+_______________

 e1  e2    en    i1  i2    in   180ºn , ou seja,

Se  180º n 2  180ºn
, daí podemos concluir que,

Se  360º

Ou seja, em qualquer polígono a soma dos ângulos externos é sempre igual a 360º.

Polígono Regular
É o polígono que possui:
• Todos os ângulos internos são iguais.
• Todos os lados congruentes.

ˆ  Bˆ  Cˆ  D
A ˆ  Eˆ  Fˆ

AB  BC  CD  DE  EF  AF

Hexágono Regular

Ângulo interno de um polígono regular


Como todos os ângulos internos de um polígono regular são iguais, para se determinar a medida
de apenas um deles, basta dividir a soma dos ângulos internos deste polígono por n, ou seja:

Si 180º n 2
ai   , portanto
n n
180º n 2
ai 
n

Ângulo externo de um polígono regular

Matemática
Como a soma de todos os ângulos externos de um polígono é igual a 360º, e no polígono regular
todos esses ângulos são iguais, então basta dividir 360º por n para determinar cada ângulo externo de um
polígono regular.
360º
ae 
n

Prof. ª: Karina Soares 33


Área de polígonos
a) Triângulo.

a.h
S=
h 2

b) Paralelogramo.

h S = b.h

c) Trapézio.

b
B+ b
h S= ×h
2

B
d) Polígono regular.

S = p ×a
, onde:
p →é o semi-perímetro
. a→ é o apótema
a

Exercícios:
01. Calcule o número de diagonais de um decágono.

02. Determine o polígono cujo número de diagonais é o triplo do número de lados.

03. Quanto mede a soma dos ângulos internos de um polígono de 34 lados?

Matemática

04. Se polígono do exercício anterior for regular, quanto mede o seu ângulo interno?
05. Determine o número de diagonais de um polígono regular convexo cujo ângulo externo vale 24º.

06. A soma dos ângulos internos de um polígono vale 1800º. Qual é esse polígono?

Prof. ª: Karina Soares 34


07. (Pedro II – 2008) O quadrilátero abaixo ABCD representa um terreno plano, onde os Ângulos B e D
são retos eos lados AD, DC, CB medem, em metros, 30, 40 e 10, respectivamente.

a) Calcule o valor aproximado do perímetro deste terreno. (use 6  2, 44 )

b) Deseja-se cercar este terreno com um arame inextensível que custa R$ 32,00 o metro. Calcule o custo
para cercar este terreno, sabendo que será contornado uma única vez pelo arame.

Matemática

Prof. ª: Karina Soares 35


MÓDULO VII
- Médias;
- Tabelas e gráficos

Médias
Média Aritmética (M. A.)
A Média Aritmética entre vários números obtemos adicionando-as e dividindo esta soma pela
quantidade de números existentes.
Ex.: A média aritmética entre os números 2; 8 e 5 é:
2 + 8 + 5 15
MA = = =5
3 3

Média Aritmética Ponderada


A média aritmética ponderada é o quociente da soma de dois ou mais valores multiplicados por
determinados valores (pesos) respectivamente para cada termo:
Ex.: Determinemos a média aritmética ponderada entre os números 2, 3 e 6 com pesos 5, 1 e 4,
respectivamente:
(2 x5) + (3x1) + (6 x 4 ) 10 + 3 + 24 37
= = = 3,7
5+1+ 4 10 10

Média geométrica ou Média Proporcional (M. G.)


Para calcular a média geométrica de n números devemos multiplicá-los e calcular a raiz índice n
deste produto.
Ex.: A média geométrica ou proporcional entre 4 e 9 é:

4 x9 = 36 = 6
• Média Harmônica (M. H.)
A média harmônica de vários números é o inverso da média aritmética dos inversos desses
números.
Ex1: 3 e 7
1
2 2 2
1 1 21 42
+ = 1 1 = 7 + 3 = 10 = 2 x = = 4,2
3 7 + 10 10
3 7 21 21
2
Ex2.: 2, 3 e 5
1
3 3 3
1 1 1 30 90
+ + = 1 1 1 = 15 + 10 + 6 = 31 = 3 x =
2 3 5 + + 31 31
2 3 5 30 30
3

Matemática
Obs.: Para calcular a média harmônica entre dois números apenas, podemos utilizar a fórmula:

Prof. ª: Karina Soares 36


2. a.b
a+b
Exemplo: A média harmônica entre 4 e 6 é:
2 x 4 x 6 48
= = 4,8
4+6 10
Obs: Sendo dados os números a, b, c, podemos calcular a média harmônica entre eles, pela expressão:
3a . b . c
m.h =
ab + ac + bc

Exercícios:
1 1
01. Determine a média aritmética entre 2,, .
2 4
1 1
02. Determine a média aritmética entre , e 6.
8 4
03. Calcule a média geométrica entre 9 e 16.

04. (Colégio Naval) Achar a média aritmética de dois números, sabendo que a média geométrica entre
esses números é 5 e a média harmônica é 4.
a) 12,5 b) 16 c) 6,5 d) 6,25 e) 25

05. Na cantina de uma escola, o suco de maracujá é feito misturando-se 30 copos de polpa de maracujá, a
R$ 0,60 o copo, com 120 copos de água mineral, a R$ 0,40 o copo. O preço de custo de cada copo de
suco de maracujá é:
a) R$ 0,40 b) R$ 0,50 c) R$ 0,44 d) R$ 1,00

Tabelas e Gráficos
Em jornais e revistas, os resultados numéricos referentes a uma reportagem ou a uma pesquisa
são representados aos leitores por meio de gráficos estatísticos. Esses gráficos evidenciam de forma
visual atraente os dados e informações que contém ou que querem transmitir.

Gráfico de colunas:

No Informe Estatístico do MEC representado no


gráfico de colunas ao lado, fica evidente o crescimento do
número de jovens que concluíram o ensino fundamental e
médio no Brasil.

Matemática

Prof. ª: Karina Soares 37


Gráfico de Linhas ou segmentos:

O gráfico ao lado representa o faturamento de uma


microempresa ao longo do 1º semestre de um ano.

Gráfico de setores:

O gráfico de setores ao lado


representa a marca de carro que mais
está sendo vendida no Brasil.

Exercícios:

01. Observe o gráfico abaixo:

a) Que tipo de gráfico é esse?


b) Os dados estão em números absolutos ou percentuais?

Matemática

Prof. ª: Karina Soares 38


02. Foi feita uma pesquisa com 4000 pessoas sobre preferência por cinema, teatro ou concertos musicais.
Cada participante só podia ter uma opção. Tabulados dos dados, veja o resultado da pesquisa em um
gráfico:

Com base nos dados do gráfico, responda:


a) Quantas pessoas escolheram cinema?
b) Quantas pessoas optaram por teatro?
c) Quantas pessoas preferiram concertos musicais?
d) Quais são os ângulos dos setores correspondentes a cada
percentual?

03. Utilizando o gráfico de setor do exercício anterior, construa:

a) tabela;
b) gráfico de barras;
c) gráfico de colunas.

Prof. ª: Karina Soares 39