Você está na página 1de 3
BOLETIM TÉCNICO: 30/07 CAPACITORES PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA
BOLETIM TÉCNICO: 30/07 CAPACITORES PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA

BOLETIM TÉCNICO: 30/07

CAPACITORES PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA

Os capacitores para correção de fator de potência CCA são produzidos com filme metalizado Zn-Al da mais alta qualidade, o que garante baixissimas perdas. A construção física está de acordo com a norma IEC831-1.

CARACTERISTICAS GERAIS:

1. Pequeno volume e pequeno peso

ASPECTO VISUAL

GERAIS: 1. Pequeno volume e pequeno peso ASPECTO VISUAL PROTEÇÃO DOS TERMINAIS 2. Baixas perdas 3.
GERAIS: 1. Pequeno volume e pequeno peso ASPECTO VISUAL PROTEÇÃO DOS TERMINAIS 2. Baixas perdas 3.

PROTEÇÃO DOS TERMINAIS

e pequeno peso ASPECTO VISUAL PROTEÇÃO DOS TERMINAIS 2. Baixas perdas 3. Característica auto-regenerativa: em

2. Baixas perdas

3. Característica auto-regenerativa: em caso de curto

circuito interno ele se auto regenera

4. Segurança: o produto está totalmente de acordo com a

norma NR10

CONECTOR

P/ ATERRAMENTO

CARCAÇA

METÁLICA

NOTA: Os capacitores devem ser instalados em posição vertical

CARACTERÍSTICASTÉCNICASDEUTILIZAÇÃO

Temperaturaambiente

-25até50°C

Humidade

Menordoque85%

Altitude

Abaixode2000m

Instalação

Evitarambientescomgases explosives. Instalaremlocal isentode vibraçõesechoques.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

VOLTAGEM NOMINAL (Vca)

220, 380, 440

QUANTIDADE DE kVAr POR UNIDADE

1, 2.5, 5, 10, 15, 20, 30, 40

TOLERÂNCIA DA CAPACITÂNCIA

-5% A +10%

TÂNGENTE DE PERDAS

0,15%

MÁXIMA VOLTAGEM PERMITIDA

5% A MAIS DO QUE A NOMINAL

MÁXIMA CORRENTE PERMITIDA

20% A MAIS DO QUE A NOMINAL

AUTODESCARGA

50Vca APÓS 3 MINUTOS

TODOS OS MÓDULOS SÃO TRIFÁSICOS COM RESISTOR DE DESCARGA INCORPORADO

SISTEMA DE

FIXAÇÃO PRÁTICO.

DIMENSÕES FÍSICAS

SISTEMA DE FIXAÇÃO PRÁTICO. DIMENSÕES FÍSICAS TIPO VOLTAGEM FREQUÊNCIA kVAr µF CORRENTE

TIPO

VOLTAGEM

FREQUÊNCIA

kVAr

µF

CORRENTE

DIMENSÕES

(V)

(Hz)

(I)

(mm) LxBxH

BSMJ.22-1-3

220

60

1

54

2,64

165x56x120

BSMJ.22-2,5-3

220

60

2,5

137

6,60

165x56x120

BSMJ.22-5-3

220

60

5

274

13,1

165x56x210

BSMJ.22-10-3

220

60

10

548

26,2

165x56x210

BSMJ.38-1-3

380

60

1

18

1,53

165x56x120

BSMJ.38-2,5-3

380

60

2,5

45

3,8

165x56x120

BSMJ.38-5-3

380

60

5

92

7,6

165x56x120

BSMJ.38-10-3

380

60

10

184

15,2

165x56x210

BSMJ.38-15-3

380

60

15

275

22,4

165x56x210

BSMJ.38-20-3

380

60

20

367

30,3

165x56x210

BSMJ.44-1-3

440

60

1

14

1,4

165x56x120

BSMJ.44-2,5-3

440

60

2,5

34

3,3

165x56x120

BSMJ.44-5-3

440

60

5

68

6,6

165x56x120

BSMJ.44-10-3

440

60

10

137

13,1

165x56x210

BSMJ.44-15-3

440

60

15

206

19,7

165x56x210

BSMJ.44-20-3

440

60

20

274

26,2

165x56x210

ATENÇÃO: Utilizar

com

t e n s ã o

superior a tensão da

r e d e

quantidade de reativo gerado. Isto deve ser

a

capacitores

n o m i n a l

d i m i n u i

levado em conta em projetos.

n o m i n a l d i m i n u i levado em

Rua Princesa Isabel, 129 - 89160-000 Rio do Sul SC Fone/fax: (47) 3521 2986 - Email/MSN: cca@cca.ind.br Skype: cca_materiais_eletricos Site: www.cca.ind.br

BOLETIM TÉCNICO: 30/07 CAPACITORES PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA CUIDADOS ESPECIAIS NA INSTALAÇÃO DE

BOLETIM TÉCNICO: 30/07

CAPACITORES PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA

CUIDADOS ESPECIAIS NA INSTALAÇÃO DE CAPACITORES

Os capacitores são elementos muito delicados e que funcionam permanentemente em potência nominal. Por isso podem danificar-se facilmente. A expectativa de vida útil é determinada pelas condições de utilização e possui uma redução exponencial em caso de ultrapassagem das condições nominais. Abaixo as principais providências que devem ser tomadas pelos instaladores de capacitores. A não observação destas recomendações implica na perda da garantia do material.

1. ESCOLHA DATENSÃO NOMINAL:

Os capacitores devem funcionar sempre na tensão nominal do sistema em que eles estão instalados. Nem sempre a tensão do sistema é a nominal informada pelas consecionárias de energia elétrica. É frequente a tensão do sistema estar acima da tensão nominal. Os capacitores aumentam o valor da tensão, especialmente quando o sistema está em vazio, por isso deve-se evitar a condição de capacitores ligados com o sistema em vazio. A tabela abaixo mostra quais as sobretensões são permitidas nos capacitores.

Item

Descrição

Frequência

 

1 Tensão

Durante toda a vida

nominal

 

2 Tensão nominal + 10%

Duração de 8h a cada 24h de operação (não contínuo)

 

3 Tensão

Duração de 30 min a cada 24h de operação (não contínuo)

nominal +15%

 

4 Tensão

de 5 min (200 vezes durante a vida do capacitor)

nominal+20%

 

5 Tensão

de 1 min (200 vezes durante a vida do capacitor).

nominal+30%

Sobretensões de mais de 30% do valor nominal da tensão não podem ocorrer em hipótese alguma. Deve ser prevista alguma maneira de protejer os capacitores em caso de ocorrência de uma sobretensão desta amplitude. O exemplo mais clássico deste tipo de sobretensão são as descargas atmosféricas, portanto o uso de Dispositivo de Proteção de Surto é indispensável.

2. TEMPERATURA:

A temperatura é um fator determinante na vida útil do capacitor. O aquecimento além do permitido reduz exponencialmente a vida

do capacitor por isso é importante verificar as condições de ventilação e resfriamento para os capacitores. Bancos automáticos fechados devem possuir ventilação forçada. A instalação deve permitir a circulação de ar refrigerado entre as unidades instaladas. Os capacitores CCA/SIBRATEC são apropriados para temperaturas máximas de até 50 graus centigrados.

A temperatura não deve ultrapassar o limite máximo do capacitor de acordo com a sua categoria conforme IEC 831/1:

Máximo: 50 graus centigrados;

Média 24h: 40 graus centigrados Média anual: 30 graus centígrados

O

valor médio da temperatura do ar não deve ultrapassar 5 graus centígrados por mais de 1 minuto a cada hora.

3.

SOBRECORRENTES:

Os capacitores não devem jamais funcionar com correntes superiores aos valores máximos especificados. As correntes de sobrecarga podem ser produzidas por uma tensão excessiva, na freqüência fundamental, ou por harmônicas, ou por ambos. Se a elevação de tensão nos períodos de baixa carga é mantida pelos capacitores, a saturação do núcleo dos transformadores pode ser considerável. Neste caso, produzem-se harmônicos de amplitude anormal, um dos quais pode ser amplificado por ressonância entre o transformador e o capacitor.

Se a corrente no capacitor ultrapassar o valor máximo especificado, com a tensão se encontra nos limites admissíveis, esta sobrecorrente está sendo produzida por harmônicas. Neste caso devem ser tomadas as seguintes providências:

a)

deslocar uma parte ou a totalidade dos capacitores para outro ponto do sistema.

b)

ligar uma reatância (bobina) em série com o capacitor.

c)

aumentar o valor da capacitância quando o capacitor está instalado perto de dispositivos que produzem harmônicas.

4.

MANOBRA E PROTEÇÃO:

A

proteção dos capacitores pode ser feita por fusíveis ou disjuntores. No caso de disjuntores não aconselhável utilizar

modelos com corrente de interrupção menor do que 4,5 kA.

No caso de manobra, deve-se tomar o cuidado de somente religar o capacitor quando a tensão nos seus terminais estiver a menos do que 10% da tensão nominal. Os capacitores CCA/SIBRATEC, após desconectados, demoram 180s para atingir a tensão de 10% da nominal. O capacitor aceita no máxima 3000 manobras por ano, ou seja, 8,2 manobras por dia. Neste caso os bancos devem ser projetados para evitar excesso de manobras. Cuidado especial deve ser tomado com os capacitores menores do banco que, geralmente, são os mais acionados. Fusíveis do tipo HRC não podem ser utilizados em hipótese alguma porque eles não abrem quando é necessário, danficiando

o capacitor.

não abrem quando é necessário, danficiando o capacitor. Rua Princesa Isabel, 129 - 89160-000 Rio do

Rua Princesa Isabel, 129 - 89160-000 Rio do Sul SC Fone/fax: (47) 3521 2986 - Email/MSN: cca@cca.ind.br Skype: cca_materiais_eletricos Site: www.cca.ind.br

BOLETIM TÉCNICO: 30/07 CAPACITORES PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA
BOLETIM TÉCNICO: 30/07 CAPACITORES PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA

BOLETIM TÉCNICO: 30/07

CAPACITORES PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA

Quando o capacitor é chaveado para um sistema AC, o resultado é um circuito ressonante amortecido em maior ou menor grau. Em adição a corrente nominal, o capacitor recebe um transiente de corrente que é múltiplo (até 150 vezes) da sua corrente nominal. Para chaveamentos rápidos, contatores de baixo repique devem ser usados, observando a capacidade de chaveamento para a corrente capacitiva estabelecida pelo produtor. São recomendadas contatores especiais para capacitores com resistores de pré carga para amortecer corrente de surto. Utilizar sempre os contatores CCA/SIBRATEC apropriados para capacitores.

5. CUIDADOS GERAIS NA INSTALAÇÃO:

- Evitar exposição ao sol ou proximidade de equipamentos com temperaturas elevadas;

- Não bloquear a entrada e saída de ar dos gabinetes;

- Os locais devem ser protegidos contra materiais sólidos e líquidos em suspensão (poeira, óleos, vapores);

- Evitar instalação de capacitores próximo do teto (calor);

- Evitar instalação de capacitores em contato direto sobre painéis e quadros elétricos (calor);

- Cuidado na instalação de capacitores próximo de cargas não lineares (retificadores, inversores, soft-starter, etc)

- A instalação deve ser feita na posição vertical

- No período de até 24 h após a instalação devem ser feitas medições de tensões e corrente para assegurar-se que elas estejam dentro dos límites permitidos.

- No site www.cca.ind.br podem ser encontrados materiais específicos para projeto de bancos de capacitores, harmônicas e outros assuntos de interesse para utilização de capacitores.

PONTOS DE CHECAGEM PARA MANUTENÇÃO

 

Anormalidade

     

Sobreaquecimento

Ruídos estranhos

Aquecimento nos terminais

Desarme do disjuntor

Desbalanceamento das correntes entre as fases

Perda de óleo

Possível causa

Solução

           

A temperatura ambiente alcançou a

Tente aumentar a ventilação do local ou mudar o local onde está o capacitor

capacidade de dissipação do capacitor

capacidade de dissipação do capacitor

  Excesso de harmônicas na rede Instalar reator em série com o capacitor
  Excesso de harmônicas na rede Instalar reator em série com o capacitor
  Excesso de harmônicas na rede Instalar reator em série com o capacitor
  Excesso de harmônicas na rede Instalar reator em série com o capacitor
  Excesso de harmônicas na rede Instalar reator em série com o capacitor
 

Excesso de harmônicas na rede

Instalar reator em série com o capacitor

 
O
O
       

Conexões do capacitor sem aperto suficiente

Re-aparafuse todas as conexões

O
O
   
O
O
   

Sobre voltagem ou excesso de reativo capacitivo de madrugada

Verifique o motivo da sobre voltagem e desconecte o capacitor de madrugada

 
        Conexões soltas Re-apaerte todas as conexões
        Conexões soltas Re-apaerte todas as conexões
     

Conexões soltas

Re-apaerte todas as conexões

   
O
O
     

Capacidade de corrente do condutor de ligação abaixo da mínima exigida

Substitua os condutores por outros com bitola adequada

 
        Chave ou disjuntor com problemas Substitua o dispositivo
   
        Chave ou disjuntor com problemas Substitua o dispositivo
 

Chave ou disjuntor com problemas

Substitua o dispositivo

    Problemas internos no capacitor Substitua o capacitor
    Problemas internos no capacitor Substitua o capacitor
 
    Problemas internos no capacitor Substitua o capacitor
    Problemas internos no capacitor Substitua o capacitor
 

Problemas internos no capacitor

Substitua o capacitor

           

Aquecimento excessivo ou choque

 
O
O

elétrico no capacitor

Substitua o capacitor

O elétrico no capacitor Substitua o capacitor Rua Princesa Isabel, 129 - 89160-000 Rio do Sul

Rua Princesa Isabel, 129 - 89160-000 Rio do Sul SC Fone/fax: (47) 3521 2986 - Email/MSN: cca@cca.ind.br Skype: cca_materiais_eletricos Site: www.cca.ind.br