Você está na página 1de 1
NOVO CÓDIGO FLORESTAL LEI 12.651/2012 EXIGÊNCIA GERAL E MÍNIMA DE RECUPERAÇÃO DE APPs REGRA GERAL:

NOVO CÓDIGO FLORESTAL

LEI 12.651/2012

EXIGÊNCIA GERAL E MÍNIMA DE RECUPERAÇÃO DE APPs

REGRA GERAL: Exigência a ser cumprida na integralidade pelos imóveis que até 22 de julho de 2008 mantiveram com vegetação nativa suas Áreas de Preservação Permanente. ÁREAS CONSOLIDADAS: Descrição das exigências mínimas de manutenção e/ou recuperação de APPs para os imóveis nos quais até 22 de julho de 2008 ocorreu conversão de áreas de vegetação nativa em APP para áreas de produção de alimentos.

 

REGRA GERAL

ÁREAS CONSOLIDADAS ATÉ 22 DE JULHO DE 2008

até 1MF

de 1 a 2 MF

de 2 a 4 MF

de 4 a 10MF

> de 10 MF

LIMITADOR DE EXIGÊNCIA PARA RECUPERAÇÃO*

INTEGRAL

 

10%

20%

INTEGRAL

 

até 10m

30m

     

20m

30m

CURSOS D'ÁGUA

de 10 a 50m

50m

30m

30m

NATURAIS PERENES

de 50 a 200m

100m

5m

8m

15m

30 a 100m**

30 a 100m**

OU INTERMITENTES

de 200 a 600m

200m

100m

100m

(-EFÊMEROS)

acima de 600m

500m

100m

100m

NASCENTES E OLHOS D'ÁGUA PERENES

50m

 

15m

 

até 1ha

DISPENSADO

 

DISPENSADO

LAGOS E LAGOAS NATURAIS

de 1 a 20ha

50m

5m

8m

15m

30m

acima de 20ha

100m

 

Zona Urbana

30m

DE ACORDO COM REGRAS PARA ÁREAS URBANAS CONSOLIDADAS

RESERVATÓRIOS

até 1ha

DISPENSADO

 

DISPENSADO

D´ÁGUA

Decorrentes de Barramento

LICENCIAMENTO

LEI NÃO ESTABELECE EXIGÊNCIA MÍNIMA DE RECUPERAÇÃO

ARTIFICIAIS

Não Decorrentes de Barramento

DISPENSADO

 

DISPENSADO

RESERVATÓRIOS PARA GERAÇÃO DE ENERGIA E ABASTECIMENTO

Zona Rural

LICENCIAMENTO (de 30 a 100m)

EXIGIDA RECUPERAÇÃO DE APP ENTRE NÍVEL MÁXIMO OPERATIVO E COTA MÁXIMA MAXIMORUM

Zona Urbana

LICENCIAMENTO (de 15 a 30m)

 

VEREDAS

50m***

 

30m

50m

 

RESTINGAS

Como fixadora de dunas ou estabilizadora de mangues

LEI NÃO ESTABELECE EXIGÊNCIA MÍNIMA DE RECUPERAÇÃO

 

MANGUEZAIS

TOTAL

LEI NÃO ESTABELECE EXIGÊNCIA MÍNIMA DE RECUPERAÇÃO

ENCOSTAS COM DECLIVIDADE SUPERIOR A 45°

TOTAL

AUTORIZADA MANUTENÇÃO DE ATIVIDADES FLORESTAIS, CULTURAS LENHOSAS, PERENES OU DE CICLO LONGO, E PASTOREIO EXTENSIVO EM ÁREAS COM VEGETAÇÃO NATIVA CAMPESTRE OU JÁ CONVERTIDA PARA TAL.****

BORDAS DE TABULEIROS E CHAPADAS

100m

TOPO DE MORRO

1/3 SUPERIOR

ÁREAS ACIMA DE 1800m DE ALTITUDE

TOTAL

ENCOSTAS COM DECLIVIDADE ENTRE 25 E 45°

USO RESTRITO

AUTORIZADA MANUTENÇÃO DETODAS AS ATIVIDADES AGROSSILVOPASTORIS.

* Percentual máximo de comprometimento da área do imóvel com APPs existentes e novas APPs com exigência de recuperação.

** Equivalente a metade da largura do curso d'água *** A partir do espaço permanentemente brejoso e encharcado.

**** Em bordas de tabuleiros ou chapadas é possível, conforme determinação dos Conselhos Estaduais do Meio Ambiente, a manutenção de outras atividades agrossilvopastoris

EXIGÊNCIA GERAL E MÍNIMA DE MANUTENÇÃO DE RESERVA LEGAL

ESTADO DO RS

REGRA GERAL

IMÓVEIS COM VEGET. NATIVA INFERIOR AO EXIGIDO NA LEI

até 4 Módulos Fiscais

> de 4 Módulos Fiscais

BIOMA MATA ATLÂNTICA

 

Imóveis que detinham em 22/07/2008 até 4 MF de área, e não dispoem de vegetação nativa para atendimento da regra geral, terão a reserva legal do tamanho do remanescente de vegetação nativa.

Quem realizou supressão respeitando os percentuais previstos em lei vigente à época da supressão terão o direito de manter RL estabelecida para aquele período.

BIOMA PAMPA

20%