Você está na página 1de 182
Apostila Conhecimentos Gerais

Apostila Conhecimentos Gerais

Língua Portuguesa Prof. Carlos Zambeli

Língua Portuguesa Prof. Carlos Zambeli

Língua Portuguesa DETRAN/RS Sumário e Planejamento das Aulas Edital  Do item 1 ao 1.10,

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Sumário e Planejamento das Aulas Edital  Do item 1 ao 1.10, a

Sumário e Planejamento das Aulas

Edital

Do item 1 ao 1.10, a professora Maria Tereza trabalhará.

2. Léxico

2.1 Significação de palavras e expressões no texto.

2.2 Substituição de palavras e de expressões no texto.

2.3 Estrutura e formação de palavras (elementos mórficos, valor dos afixos e dos

radicais; processo de formação).

3. Aspectos linguísticos

3.1 Relações morfossintáticas.

3.2 Ortografia: sistema oficial vigente.

3.3 Relações entre fonemas e letra.

3.4 Acentuação gráfica.

3.5 Flexões e emprego de classes gramaticais.

3.6 Vozes verbais e sua conversão.

3.7 Concordância nominal e verbal.

3.8 Regência nominal e verbal.

3.9 Paralelismos de Regência.

3.10 Emprego do acento indicativo de crase.

3.11 Colocação de termos e orações no período.

3.12 Colocação pronominal.

3.13 Coordenação e subordinação: orações justapostas, emprego das conjunções, das

locuções conjuntivas e dos pronomes relativos; orações reduzidas.

3.14 Equivalência e transformação de estruturas.

3.15 Pontuação.

reduzidas. 3.14 Equivalência e transformação de estruturas. 3.15 Pontuação. Prof. Carlos Zambeli Página 1
reduzidas. 3.14 Equivalência e transformação de estruturas. 3.15 Pontuação. Prof. Carlos Zambeli Página 1
Língua Portuguesa DETRAN/RS  Conteúdo desenvolvido por aula Aula 01 2.1 / 2.2 / 3.2

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS  Conteúdo desenvolvido por aula Aula 01 2.1 / 2.2 / 3.2 /

Conteúdo desenvolvido por aula

Aula 01

2.1

/ 2.2

/

3.2

/ 3.5

/ 3. 12 / 3.14

página 03

Aula 02

3.1/

3. 11

/ 3.14

/

página 27

Aula 03

3.7

página 36

Aula 04

3.8

/

3.9

/ 3.10

 

página 47

Aula 05

3. 11

/ 3.13

/ 3.14

página 62

Aula 06

3. 15

 

Página 73

Aula 07

3.3

/ 3.4

 

página 85

Aula 08

2.3 / 3.6

 

página 102

Aula 09

Ajustes e correção de exercícios da FUNDATEC

 

Caros alunos da Casa do Concurseiro, este material foi desenvolvido com base na bibliografia indica pela FUNDATEC. Contem comigo! Bons estudos a todos!

com base na bibliografia indica pela FUNDATEC. Contem comigo! Bons estudos a todos! Página 2 Prof.
com base na bibliografia indica pela FUNDATEC. Contem comigo! Bons estudos a todos! Página 2 Prof.
Língua Portuguesa DETRAN/RS Aula 01 Classes gramaticais Além dos elementos que compõem e que formam

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Aula 01 Classes gramaticais Além dos elementos que compõem e que formam as

Aula 01

Classes gramaticais

Além dos elementos que compõem e que formam as palavras, a morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo, Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo, Advérbio, Preposição, Conjunção e Interjeição.

Substantivo: sendo a classe de palavras variáveis em gênero, número e grau, o substantivo denomina os seres em geral (coisas, pessoas, animais, lugares, ações, estados ou qualidades tomadas como seres).

lugares, ações, estados ou qualidades tomadas como seres). Coisas (objetos variados): mesa, garrafa, escova de dentes,

Coisas (objetos variados): mesa, garrafa, escova de dentes, etc. Pessoas: Maria Cristina, João, Paulo, etc. Animais: gato, cachorro, pássaro, etc. Lugares: Porto Alegre, Rússia, Parque Farroupilha, etc. Ações: leitura, corrida, cozinhar, etc. Estados: alegria, tristeza, tédio, etc. Qualidades: lealdade, sinceridade, honestidade, etc. Sentimentos: amor, ciúme, ódio, etc.

Artigo: sendo variável em gênero e número, o artigo é a palavra que antecede o substantivo, determinando-o de modo preciso ou não.

 

O artigo definido determina o substantivo de modo preciso

O artigo indefinido determina o substantivo de modo vago

Singular

o / a

um / uma

Plural

os / as

uns / umas

de modo vago Singular o / a um / uma Plural os / as uns /
de modo vago Singular o / a um / uma Plural os / as uns /
Língua Portuguesa DETRAN/RS Os alunos do Zambeli fizeram a pesquisa solicitada. Uns alunos do Zambeli

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Os alunos do Zambeli fizeram a pesquisa solicitada. Uns alunos do Zambeli fizeram

Os alunos do Zambeli fizeram a pesquisa solicitada.

Uns alunos do Zambeli fizeram uma pesquisa sobre os tipos de conjunções.

Detalhes zambelianos:

1) Substantivação:

Esperamos um sim de você, Carlos.

2) Nomes próprios: Artigo facultativo

Sérgio foi à praia.

O Sérgio foi à praia.

3) Pronomes possessivos: Artigo

facultativo

Sua fome está aumentando?

A sua fome está aumentando?

4) Não utilizar artigo depois do pronome cujo:

ERRADO:

Feliz é aquele cujos os sábados são de festa. CERTO:

Feliz é aquele cujos sábados são de festa.

5) Depois do pronome indefinido todo, emprega-se o artigo para conferir ideia de totalidade. A ausência deste confere ideia de qualquer elemento. Ele bebeu toda a água. (o bolo inteiro) Toda mulher é vaidosa. (qualquer mulher)

Adjetivo: sendo variável em gênero, número e grau, o adjetivo é a palavra que caracteriza o substantivo, dando-lhe qualidade, estado ou modo de ser. Ele sempre exerce função sintática relativa ao substantivo, atuando como adjunto adnominal ou como predicativo do sujeito ou do objeto.

Tempo nublado Comida gostosa Garota simpática

como predicativo do sujeito ou do objeto. Tempo nublado Comida gostosa Garota simpática Página 4 Prof.
como predicativo do sujeito ou do objeto. Tempo nublado Comida gostosa Garota simpática Página 4 Prof.
Língua Portuguesa DETRAN/RS Há casos em que o adjetivo não é representado por uma palavra

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Há casos em que o adjetivo não é representado por uma palavra apenas,

Há casos em que o adjetivo não é representado por uma palavra apenas, mas por uma expressão formada geralmente por uma preposição e por um substantivo (ou advérbio). Essas expressões são chamadas de locuções adjetivas.

Consegui marcar a reunião da tarde (vespertino). Os brincos de Diana são de ouro (áureo). Amanhã será um dia de chuva (chuvoso).

de ouro (áureo). Amanhã será um dia de chuva (chuvoso). Te liga!!! Colocação do adjetivo: 1)

Te liga!!!

Colocação do adjetivo:

1) O voluntário ajudou o pobre homem. 2) O voluntário ajudou o homem pobre.

1) Aquela grande mulher é um exemplo! 2) Aquele mulher grande é um exemplo!

Detalhe zambeliano

grande mulher é um exemplo! 2) Aquele mulher grande é um exemplo! Detalhe zambeliano Prof. Carlos
grande mulher é um exemplo! 2) Aquele mulher grande é um exemplo! Detalhe zambeliano Prof. Carlos
Língua Portuguesa DETRAN/RS Colocação pronominal Colocação pronominal : é o estudo da colocação dos pronomes

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Colocação pronominal Colocação pronominal : é o estudo da colocação dos pronomes

Colocação pronominal

Colocação pronominal: é o estudo da colocação dos pronomes oblíquos átonos em relação ao verbo.

A próclise é a colocação do pronome oblíquo átono antes do verbo e ocorre quando o pronome em questão for precedido por:

a) uma partícula negativa.

Não nos deixemos levar pelas brigas. Nunca se bebe cerveja antes de dirigir.

b) um pronome indefinido.

Ninguém se deixou levar pelas brigas. Nada os faz beber cerveja antes de dirigir.

c) um advérbio.

Hoje vos alegreis para a festa.

Logo te mandarão para casa.

d) preposição “em”, se o verbo estiver no gerúndio. Em se tratando de animais, a veterinária entende do assunto. Em se empregando novos recursos, logo seremos mais fortes.

e) um pronome interrogativo.

Anderson foi quem o auxiliou naquela situação.

Quando o teremos de volta?

f) uma conjunção subordinativa ou um pronome relativo, formando orações subordinadas.

Creio que te interessarás a nossa causa. Prossegui com a palestra quando o vi chegar.

que te interessarás a nossa causa. Prossegui com a palestra quando o vi chegar. Página 6
que te interessarás a nossa causa. Prossegui com a palestra quando o vi chegar. Página 6
Língua Portuguesa DETRAN/RS g) “ou orações coordenadas sindéticas alternativas ou aditivas. Ou te inscreves para

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS g) “ou orações coordenadas sindéticas alternativas ou aditivas. Ou te inscreves para

g) “ou

orações coordenadas sindéticas alternativas ou aditivas. Ou te inscreves para o concurso, ou te esqueças do bom salário. Não só se preocupou com o irmão, como também o ajudou muito.

ou”,

“não só

como também”, etc., locuções conjuntivas que introduzem as

O pronome proclítico é usado também nas orações exclamativas ou optativas.

Que Deus lhe perdoe estas injúrias! Macacos me mordam!

A mesóclise é a colocação do pronome oblíquo átono no meio do verbo e ocorre quando:

a) o verbo estiver no futuro do presente ou no futuro do pretérito e não houver obrigatoriedade de próclise. Dar-te-ei um abraço apertado! Encontrar-se-iam melhores lojas para as nossas compras.

A ênclise é a colocação do pronome oblíquo átono depois do verbo e ocorre quando:

a) em frase iniciado por verbo, pois não se inicia uma oração com pronome oblíquo átono. Levantou-se e disse: vamos embora. Aninhou-se na cama como um gato.

b) quando o verbo estiver no modo imperfeito afirmativo. Cobre-te com o cobertor. Deixe-o em paz!

c) quando o verbo no gerúndio não vier precedido por preposição “em”. Tratando-se de animais, a veterinária entende do assunto. Empregando-se novos recursos, logo seremos mais fortes.

entende do assunto. Empregando- se novos recursos, logo seremos mais fortes. Prof. Carlos Zambeli Página 7
entende do assunto. Empregando- se novos recursos, logo seremos mais fortes. Prof. Carlos Zambeli Página 7
Língua Portuguesa DETRAN/RS d) se o verbo estiver no infinitivo impessoal. Decidiu vê- la naquela

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS d) se o verbo estiver no infinitivo impessoal. Decidiu vê- la naquela mesma

d) se o verbo estiver no infinitivo impessoal.

Decidiu vê-la naquela mesma manhã. Vai acompanhar-te até à escola?

Advérbio: sendo uma classe de palavras invariáveis, o advérbio é a palavra que modifica o sentido de um verbo, de um adjetivo e também de um advérbio, expressando a circunstância em que determinado fato ocorre. Os advérbios podem ser classificados como:

a) lugar: ali, aqui, aí, cá, lá, longe, perto, junto,

acima, abaixo, atrás, adiante, dentro, fora, além,

etc.;

b) tempo: amanhã, agora, hoje, ontem, antes, já,

jamais, nunca, sempre, breve, tarde, cedo, ainda, etc.;

c) modo: bem, mal, assim, depressa, devagar e a

maioria dos advérbios terminados em “mente” (alegremente, etc.);

d) negação: não, tampouco, nunca, jamais, etc.;

e) dúvida: talvez, acaso, possivelmente,

provavelmente, quiçá, etc.;

f) intensidade: muito, pouco, bastante, bem,

mais, menos, demais, tanto, tão, etc.;

g) afirmação: sim, certamente, realmente,

efetivamente, seguramente, etc.

Marcos, fique aqui!

Hoje nós iremos ao jantar dos formandos.

Trabalhe devagar; no entanto, trabalhe bem.

Nunca fomos aos jogos do Brasileirão.

Provavelmente iremos à praia no Carnaval.

Meu irmão, Rafael, é tão inteligente!

Você certamente emagreceu!

praia no Carnaval. Meu irmão, Rafael, é tão inteligente! Você certamente emagreceu! Página 8 Prof. Carlos
praia no Carnaval. Meu irmão, Rafael, é tão inteligente! Você certamente emagreceu! Página 8 Prof. Carlos
Língua Portuguesa DETRAN/RS Há casos em que o advérbio não é representado por uma palavra

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Há casos em que o advérbio não é representado por uma palavra apenas,

Há casos em que o advérbio não é representado por uma palavra apenas, mas por uma expressão que exerce a mesma função. Essas expressões são chamadas de locuções adverbiais.

À direita Em breve De vez em quando

Na linguagem coloquial muitas vezes o advérbio recebe sufixo diminutivo. Nesses casos, embora ocorra este tipo de sufixo, o advérbio assume valor superlativo:

Edgar e Sérgio chegaram cedinho. (ou seja, muito cedo)

Edgar e Sérgio chegaram cedinho. (ou seja, muito cedo) Preposição: sendo uma palavra invariável, a preposição

Preposição: sendo uma palavra invariável, a preposição une os termos de uma oração, de forma que o sentido do primeiro termo é completado pelo segundo, criando, então, uma relação de subordinação.

Zambeli, quais são as preposições?

a, ante, até, após, com, contra, de, desde, em, entre, para, per, perante, por, sem, sob, sobre, trás

Não sei trabalhar sob pressão. Vamos sair com Ana? Deixei todos os teus livros sobre a mesa. O prazo para a entrega dos documentos é até sexta-feira. Vivemos entre o bem e o mal. Ante a sua falta de educação, me retiro deste ambiente!

Vivemos entre o bem e o mal. Ante a sua falta de educação, me retiro deste
Vivemos entre o bem e o mal. Ante a sua falta de educação, me retiro deste
Língua Portuguesa DETRAN/RS A palestra é direcionada a professores de Língua portuguesa. As preposições são

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS A palestra é direcionada a professores de Língua portuguesa. As preposições são capazes

A palestra é direcionada a professores de Língua portuguesa.

As preposições são capazes de modificar completamente o sentido do que está sendo dito.

Regência verbal:

Giovana assistiu o paciente que estava na UTI. Giovana assistiu ao filme de ação.

Regência nominal:

Tenho capacidade para ir bem nas provas.

Pronome: sendo variável em gênero, número e pessoa, o pronome é a palavra que acompanha ou substitui o nome, designando-o como a pessoa do discurso (a pessoa que fala).

Raquel é excelente aluna; ela sempre apresenta bons trabalhos.

Os meus materiais ainda estão contigo.

Agora os cães estão bem; Mariana adotou-os.

Aquela fotografia dos meus pais, ainda tens?

Temos que descobrir quantas questões sobre pronomes aparecem na prova.

A professora observou que nenhum aluno era capaz de realizar a atividade.

Quem esqueceu as chaves do carro?

que nenhum aluno era capaz de realizar a atividade. Quem esqueceu as chaves do carro? Página
que nenhum aluno era capaz de realizar a atividade. Quem esqueceu as chaves do carro? Página
que nenhum aluno era capaz de realizar a atividade. Quem esqueceu as chaves do carro? Página
Língua Portuguesa DETRAN/RS Pronomes pessoais Pronomes possessivos Retos Singular: meu/meus/minha/minhas

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Pronomes pessoais Pronomes possessivos Retos Singular: meu/meus/minha/minhas

Pronomes pessoais

Pronomes possessivos

Retos

Singular: meu/meus/minha/minhas teu/teus/tua/tuas seu/seus/sua/suas Plural: nosso/nossos/nossa/nossas vosso/vossos/vossa/vossas seu/seus/sua/suas

Singular: eu, tu, ele

Plural: nós, vós, eles

Oblíquos Átonos Singular: me, te, o/a/lhe/se Plural: nos, vos, os/as/lhes/se

Tônicos

Singular:

mim/comigo, ti/contigo, si/consigo/ele/ela Plural:

nós/conosco, vós/convosco, si/consigo/eles/elas

Pronomes demonstrativos

Pronomes relativos

este, esta, estes, estas, isto

esse, essa, esses, essas, isso

aquele, aquela, aqueles, aquelas, aquilo

Variáveis o qual, a qual, os quais, as quais, cujo, cuja, cujos, cujas quanto, quanta, quantos, quantas Invariáveis que, quem, onde, como

cuja, cujos, cujas quanto, quanta, quantos, quantas Invariáveis que, quem, onde, como Prof. Carlos Zambeli Página
cuja, cujos, cujas quanto, quanta, quantos, quantas Invariáveis que, quem, onde, como Prof. Carlos Zambeli Página
Língua Portuguesa DETRAN/RS Pronomes indefinidos Pronomes interrogativos Variáveis algum, nenhum, todo, vário,

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Pronomes indefinidos Pronomes interrogativos Variáveis algum, nenhum, todo, vário,

Pronomes indefinidos

Pronomes interrogativos

Variáveis algum, nenhum, todo, vário, certo, muito, pouco, tanto, qual, qualquer Invariáveis quem, alguém, ninguém, outrem, algo, tudo, nada, onde, que, cada

Variáveis

qual

quanto

Invariáveis

quem

que

Atenção!!!

Emprego dos pronomes pessoais

1) Os pronomes do caso reto exercem a função de sujeito da oração, ao passo que o pronome oblíquo exerce a função de complemento. É errado, portanto, o emprego do pronome reto na função de complemento. Assim não se deve dizer “Convidei ele” e sim “Convidei-o”.

2) Quando precedidos de preposição, os pronomes retos (a exceção de eu e tu) funcionam como pronomes oblíquos. Poderão, portanto, ser usados como complemento:

Convidei a ele.

Convidaram a nós.

3) Os pronomes eu e tu não podem ser precedidos por preposição, exceto quando são sujeito de um verbo no infinitivo. ERRADO: Entre eu e tu não há qualquer mágoa. CERTO: Entre mim e ti não há qualquer mágoa. ERRADO: Sérgio pediu para mim guardar os materiais. CERTO: Sérgio pediu para eu guardar os materiais.

qualquer mágoa. ERRADO: Sérgio pediu para mim guardar os materiais. CERTO: Sérgio pediu para eu guardar
pediu para mim guardar os materiais. CERTO: Sérgio pediu para eu guardar os materiais. Página 12
pediu para mim guardar os materiais. CERTO: Sérgio pediu para eu guardar os materiais. Página 12
Língua Portuguesa DETRAN/RS 4) Os pronomes oblíquos se , si e consigo devem ser empregados

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS 4) Os pronomes oblíquos se , si e consigo devem ser empregados como

4) Os pronomes oblíquos se, si e consigo devem ser empregados como pronomes reflexivos.

João arranhou-se.

Quero que cada um estude por si.

O jogador trazia a bola consigo.

Emprego dos pronomes possessivos

Recebi notícias suas. (ou seja, notícias sobre você) Recebi suas notícias. (ou seja, notícias transmitidas por você) Emprego dos pronomes demonstrativos

1) Quando indicam espaço:

este, esta, isto perto de quem fala esse, essa, isso perto de quem ouve aquele, aquela, aquilo longe de ambos

2) Quando indicam tempo:

este, esta, isto presente/futuro esse, essa, isso passado breve aquele, aquela, aquilo passado distante

3) Quando referem-se ao discurso:

este, esta, isto vai ser dito esse, essa, isso já foi dito

Emprego dos pronomes indefinidos

1) Semântica: Livro algum resolveria o teu problema.

2) O pronome cada deve ser seguido de um substantivo ou de um numeral.

Compramos dois quilos de frutas cada um.

seguido de um substantivo ou de um numeral. Compramos dois quilos de frutas cada um. Prof.
seguido de um substantivo ou de um numeral. Compramos dois quilos de frutas cada um. Prof.
Língua Portuguesa DETRAN/RS 3) O pronome indefinido certo Certas (pronome indefinido) garotas deveriam ocupar lugares

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS 3) O pronome indefinido certo Certas (pronome indefinido) garotas deveriam ocupar lugares

3) O pronome indefinido certo

Certas (pronome indefinido) garotas deveriam ocupar lugares certos (adjetivo).

Detalhe zambeliano

Numeral: é a palavra que indica a quantidade de determinado elemento e a sua ordem de sucessão.

a) cardinal: um, dois, quarenta, setecentos, mil, milhão, etc. Cento e cinco alunos da Casa do Concurseiro passaram no concurso. b) ordinal: primeiro, terceiro, décimo quinto, etc. Matheus passou em segundo lugar no processo seletivo para o doutorado.

Interjeição: sendo invariável, a interjeição é a palavra que exprime emoções, sensações, estados de espírito ou apelos.

Oh!, Ah!, Ui!, Viva!,

Nossa!, Psiu!, Credo!,

Oba!, Alô!, Hum

!

Conjunção: sendo invariável, a conjunção é a palavra que liga duas orações ou palavras de semelhante função numa mesma oração.

Obs.: O assunto de verbos será estudado em outra aula.

função numa mesma oração. Obs.: O assunto de verbos será estudado em outra aula. Página 14
função numa mesma oração. Obs.: O assunto de verbos será estudado em outra aula. Página 14
Língua Portuguesa DETRAN/RS Orações assindéticas : não se ligam por meio de uma conjunção. Entrou

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Orações assindéticas : não se ligam por meio de uma conjunção. Entrou em

Orações assindéticas: não se ligam por meio de uma conjunção. Entrou em casa, largou as sacolas, acariciou o cachorro.

Orações sindéticas: ligam-se por meio de uma conjunção. Rafael estudou na Casa do Concurseiro e passou no concurso.

Orações subordinativas: ligam orações dependentes, de sentido incompleto, a uma oração principal que lhe completa o sentido. Podem ser adverbiais, substantivas e adjetivas.

Questões

1) Se houvesse a seguinte transformação em frases do texto: A situação da Itália e da

Suíça é grave. Projeções indicam que

(referindo-se à Itália) está prestes a

: encolherá de fato, os pronomes que completariam correta e respectivamente

as lacunas correspondentes a palavras seriam:

a) aquela e isto

aquilo

b) aquela e isso

c) esta e isto

d) essa e isso

e) essa e

2) (FUNDATEC 2012) No trecho “a igreja suprimiu dez dias”, todas as alternativas

abaixo poderiam substituir a palavra sublinhada sem acarretar mudança de sentido na

frase, MENOS:

A)

eliminou.

B) excluiu.

C) cortou.

D) extinguiu.

E) inteirou.

3)

(FUNDATEC 2012) As palavras sublinhadas nas linhas em: “o país costuma parar,

parcialmente, suas atividades.”/ “Somente com a entrada em vigor do atual calendário”

classificam-se como:

A) Pronomes.

B) Advérbios.

C) Conjunções.

D) Adjetivos.

E) Numerais.

4) (FUNDATEC 2012) Analise as assertivas a seguir, que contêm palavras retiradas

do texto, considerando o plural de cada uma delas:

que contêm palavras retiradas do texto, considerando o plural de cada uma delas: Prof. Carlos Zambeli
que contêm palavras retiradas do texto, considerando o plural de cada uma delas: Prof. Carlos Zambeli
Língua Portuguesa DETRAN/RS I. doutrina. II. Páscoa. III. Carnaval. IV. instituição. V. festa. Quais das

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS I. doutrina. II. Páscoa. III. Carnaval. IV. instituição. V. festa. Quais das palavras

I. doutrina.

II. Páscoa.

III. Carnaval.

IV. instituição.

V. festa.

Quais das palavras acima formam o plural apenas acrescentando a letra “S” ao singular?

A)

Apenas I, II e V.

B)

Apenas I, III e IV.

C)

Apenas II, III e V.

D)

Apenas II, IV e V.

E)

Apenas III, IV e V.

5)

(FUNDATEC 2012) Considerando a classificação morfológica das palavras, assinale

a alternativa correta.

A) As palavras sublinhadas em “Ronaldo já foi a terceira pessoa mais conhecida do

mundo” são substantivos.

B) Em “um símbolo do que o nosso país tem de melhor”, há pronome, preposição,

artigo, entre outras classes.

C) A palavra “várias”, em “Ronaldo usou várias vezes a palavra “aproximar”, classifica-

se como advérbio.

D) Há adjetivo e advérbio em “fazer a ponte entre o governo federal e a Confederação

Brasileira de Futebol (CBF)”. E) Em “um símbolo da identidade nacional”, as palavras sublinhadas são respectivamente pronome e adjetivo.

6) (FUNDATEC 2010) Em tudo isso, indago: se as usinas atômicas são um perigo em

si, por que insistir em mantê-las? Por que matar o futuro e cultivar o apocalipse?

Em relação aos pronomes contidos no período acima, afirma-se que:

I. Apenas o pronome isso tem referente externo ao período. II. Todos os pronomes têm referente no próprio período. III. O pronome las poderia, sem causar qualquer incorreção à frase, ser substituído por

elas.

las poderia, sem causar qualquer incorreção à frase, ser substituído por elas. Página 16 Prof. Carlos
las poderia, sem causar qualquer incorreção à frase, ser substituído por elas. Página 16 Prof. Carlos
Língua Portuguesa DETRAN/RS Quais estão corretas? A) I. B) II. C) III. D) I e

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Quais estão corretas? A) I. B) II. C) III. D) I e II.

Quais estão corretas?

A)

I.

B) II.

C) III.

D)

I e II.

E) II e III.

7)

(FUNDATEC 2011) Exatamente com esse objetivo foi criado, em 2001, o Instituto

Akatu, que procura conscientizar o cidadão do impacto de suas escolhas ao adquirir

algum produto ou serviço.

Em relação às palavras esse, que, suas e algum, analise as afirmações que seguem, assinalando C, se corretas, ou E, se erradas.

(

) Todas são pronomes.

(

) Apenas três são pronomes.

(

) o referente de esse é externo ao período.

(

) suas indica relação de posse entre os vocábulos cidadão e escolhas.

A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

A)

C E C C.

B)

E C C C.

C)

E C E C.

D)

C E E E.

E)

C E C E.

8)

(FUNDATEC 2011)

A pessoa se sente lenta, cansada, sonolenta; dorme demais,

às vezes tem insônia. Fica inapetente, emagrece, perde o interesse nas coisas do cotidiano, diminui ou cessa suas atividades físicas e pode ter pensamentos suicidas.

Caso a palavra pessoa fosse passada para o plural, que outras alterações deveriam ser feitas para manter a correção do período?

I. Nove formas verbais deveriam sofrer alteração para manter a concordância correta do período. II. Todos os adjetivos que compõem o fragmento sofreriam alteração.

do período. II. Todos os adjetivos que compõem o fragmento sofreriam alteração. Prof. Carlos Zambeli Página
do período. II. Todos os adjetivos que compõem o fragmento sofreriam alteração. Prof. Carlos Zambeli Página
Língua Portuguesa DETRAN/RS III. Além das formas verbais e dos adjetivos, nenhuma outra modificação seria

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS III. Além das formas verbais e dos adjetivos, nenhuma outra modificação seria necessária.

III. Além das formas verbais e dos adjetivos, nenhuma outra modificação seria necessária.

Quais estão corretas?

A) I.

B)

II.

C) I e II.

D) II e III.

E) I, II e III.

9) (FUNDATEC 2012) Assinale a alternativa que apresenta classificação INCORRETA

dos advérbios.

A) muito (l. 01 -Tenho um problema muito sério com o Natal.) intensidade.

B) só (l. 02 -

o Natal virou uma festa pagã em que só se pensa em comer e dar

presentes) modo.

C) mais (l. 13 -

e poucas coisas me dão mais alegria do que sair ) intensidade.

D) sim (l. 21 - É bom, sim, com tantos presentes na árvore

E) sempre (l. 28 - Nem sempre tenho tempo para ela

) afirmação.

) tempo.

10) (FUNDATEC 2011) Considerando a formação do período composto, assinale a alternativa que indica quantas orações formam o período da linha 07 (É preciso rever o

que a repetida divulgação de casos famosos faz no inconsciente das pessoas.).

A) 1.

B) 2.

C) 3.

D) 4.

E) 5.

11) (FUNDATEC 2012) Assinale a alternativa que NÃO apresenta relação de sinonímia

possível para o vocábulo “ápice” (l. 40- E esse risco sistêmico chega ao seu ápice

quando o Poder Judiciário

).

A) Vértice.

B) Cume.

C) Cimo.

D) Apogeu.

E) Ostracismo.

12) (FUNDATEC 2011) Considerando os processos de formação de palavras e as classes gramaticais às quais as palavras pertencem, a alternativa que apresenta um vocábulo cuja classe da palavra primitiva diverge das demais, é:

A)

quinteto B) barulhentos

C) bairristas

 

D) religiosos

E) simbólicas

1)

A

2) E

3) C

4) A

5) B

6) A

7) A

8) D

9) B

10) C

11) E

12) A

2) E 3) C 4) A 5) B 6) A 7) A 8) D 9) B
2) E 3) C 4) A 5) B 6) A 7) A 8) D 9) B
Língua Portuguesa DETRAN/RS Os porquês ORTOGRAFIA 1) Por que Por qual motivo Por qual razão

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Os porquês ORTOGRAFIA 1) Por que Por qual motivo Por qual razão O

Os porquês

ORTOGRAFIA

1) Por que

Por qual motivo Por qual razão O motivo pelo qual Pela qual

Por que você quer esse concurso?

Ela quer saber por que você escolheu este cargo.

As razões por que briguei são levianas.

3) porque = pois

Acabou o namoro porque foi traído.

Não estude isso, porque não está no edital.

Anotações zambelianas

2) por quê = por que

Mas sempre bate em algum sinal de pontuação!

Você ficou assim por quê?

Não entendo por quê.

4) porquê = substantivo

Usado com artigos, pronomes adjetivos ou numerais.

Entendi o porquê dessa situação.

Esse porquê não justifica tudo.

Quantos porquês existem na Língua Portuguesa?

Esse porquê não justifica tudo. Quantos porquês existem na Língua Portuguesa? Prof. Carlos Zambeli Página 19
Esse porquê não justifica tudo. Quantos porquês existem na Língua Portuguesa? Prof. Carlos Zambeli Página 19
Língua Portuguesa DETRAN/RS Questões 1) Assinale quais estão corretas? I. Afinal, chegou o momento porque

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Questões 1) Assinale quais estão corretas? I. Afinal, chegou o momento porque tanto

Questões

1) Assinale quais estão corretas?

I. Afinal, chegou o momento porque tanto esperei. II. Não sei o porquê de seu entusiasmo.

III. Você está feliz assim, por quê?

IV. Então por quê não falas claramente.

a) I, II e III

b) II, III e IV

2) Assinale o que se pede.

c) I, II e V

d) II, III

I. O porquê de sua demissão está muito claro. II. Por que não me telefonou? III. Não me telefonou, por quê? IV. O motivo porque lhe falei tudo aquilo não interessa. V. Irei viajar, porque estou em férias.

a)

Todas estão corretas.

b)

Todas estão corretas, menos a IV.

c)

I, III e IV estão corretas.

d)

I, II e V

e)

I, II e III

3)

Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases apresentadas:

 

me

tratas tão mal?

não

gosto de você?

E não gostas de mim, Nem eu sei o

? ?

tão mal? não gosto de você? E não gostas de mim, Nem eu sei o ?
tão mal? não gosto de você? E não gostas de mim, Nem eu sei o ?
Língua Portuguesa DETRAN/RS a) Por que – Porque – por que - por quê.  

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS a) Por que – Porque – por que - por quê.   b)

a)

Por que Porque por que - por quê.

 

b)

Por que Porque por quê porquê.

c)

Porque Por que porque por quê.

d)

Por que Por que por quê porquê.

e)

Por que Por que por quê por quê.

4)

Eu não sei

ele

fez

fez.

mesmo

não me envolvo nesse assunto.

a)

porque o quê Por isso.

 

b)

por que o que Porisso.

c)

por que o que Por isso.

d)

porque o que Por isso

e)

por quê o que Por isso

5)

"A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado, porque está na hora."

Observe o uso de porque na frase acima. Agora, analise as seguintes:

I. Porque deixar de lado uma causa porque lutamos há tanto tempo?

II. Ninguém sabe o porquê de nossa luta.

III. Ele vivia tranquilamente, porque tinha uma grande herança. IV. O governo não deve mudar, por quê?

V. Pergunto por que você é tão irresponsável.

VI. Vivo feliz, porque amo minha esposa.

Assinale a única alternativa correta:

a) As frases I e III são as únicas corretas.

b) As frases I, III e V são corretas.

c) Na frase II, o porquê é um substantivo.

d) Na frase III, o acento é facultativo.

e) A frase VI está errada.

é um substantivo. d) Na frase III, o acento é facultativo. e) A frase VI está
é um substantivo. d) Na frase III, o acento é facultativo. e) A frase VI está
Língua Portuguesa DETRAN/RS 6) “Indaguei trouxe o aluno não trouxe a apostila. Ele disse que

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS 6) “Indaguei trouxe o aluno não trouxe a apostila. Ele disse que não

6) “Indaguei

trouxe

o aluno não trouxe a apostila. Ele disse que não

a perdeu.” A alternativa que preenche corretamente as lacunas é:

a)

por que porque

b) porque porque

c) por que - por que

d)

porquê pois

e) pois pois

Gabarito

1-

D

4 C

2

B

5 C

3

D

6 A

Gabarito 1- D 4 – C 2 – B 5 – C 3 – D 6
Gabarito 1- D 4 – C 2 – B 5 – C 3 – D 6
Língua Portuguesa DETRAN/RS Homônimos e parônimos - Homônimos: vocábulos que se pronunciam da mesma forma,

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Homônimos e parônimos - Homônimos: vocábulos que se pronunciam da mesma forma, e

Homônimos e parônimos

- Homônimos: vocábulos que se pronunciam da mesma forma, e que diferem no sentido.

- Homônimos perfeitos: vocábulos com pronúncia e grafia idênticas (homófonos e homógrafos).

São: 3ª p. p. do verbo ser. - Eles são inteligentes. São: sadio. - O menino, felizmente, está são. São: forma reduzida de santo. - São José é meu santo protetor.

- Homônimos imperfeitos: vocábulos com pronúncia igual (homófonos), mas com grafia diferente (heterógrafos).

Cessão: ato de ceder, cedência Seção ou secção: corte, subdivisão, parte de um todo Sessão: espaço de tempo em que se realiza uma reunião

- Parônimos: vocábulos ou expressões que apresentam semelhança de grafia e pronúncia, mas que diferem no sentido.

Cavaleiro: homem a cavalo Cavalheiro: homem gentil

Lista de Homônimos e Parônimos

Acender - pôr fogo a Ascender - elevar-se, subir

Acento - inflexão de voz, tom de voz, acento Assento - base, lugar de sentar-se

subir Acento - inflexão de voz, tom de voz, acento Assento - base, lugar de sentar-se
subir Acento - inflexão de voz, tom de voz, acento Assento - base, lugar de sentar-se
Língua Portuguesa DETRAN/RS Acessório - pertences de qualquer instrumento ou máquina; que não é principal

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Acessório - pertences de qualquer instrumento ou máquina; que não é principal Assessório

Acessório - pertences de qualquer instrumento ou máquina; que não é principal Assessório - diz respeito a assistente, adjunto ou assessor

Caçado - apanhado na caça Cassado - anulado

Censo - recenseamento Senso - juízo

Cerra - do verbo cerrar (fechar) Serra - instrumento cortante; montanha; do v. serrar (cortar)

Cessão - ato de ceder Sessão - tempo que dura uma assembleia Secção ou seção - corte, divisão

Concerto - sessão musical; harmonia Conserto - remendo, reparação

Deferir - atender, conceder Diferir - distinguir-se; posicionar-se contrariamente; adiar (um compromisso marcado)

Descrição - ato de descrever Discrição - qualidade de discreto

Descriminar - inocentar Discriminar - distinguir, diferenciar

Emergir - sair de onde estava mergulhado Imergir - mergulhar

- distinguir, diferenciar Emergir - sair de onde estava mergulhado Imergir - mergulhar Página 24 Prof.
- distinguir, diferenciar Emergir - sair de onde estava mergulhado Imergir - mergulhar Página 24 Prof.
Língua Portuguesa DETRAN/RS Emigração - ato de emigrar Imigração - ato de imigrar Eminente -

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Emigração - ato de emigrar Imigração - ato de imigrar Eminente - excelente

Emigração - ato de emigrar Imigração - ato de imigrar

Eminente - excelente Iminente - sobranceiro; que está por acontecer

Empossar - dar posse Empoçar - formar poça

Espectador - o que observa um ato Expectador - o que tem expectativa

Flagrante - evidente Fragrante - perfumado

Infligir - aplicar castigo ou pena Infringir - transgredir

Incipiente - que está em começo, iniciante Insipiente - ignorante

Mandado - ordem judicial Mandato - período de permanência em cargo

Ratificar - confirmar Retificar - corrigir

Sesta - hora do descanso Sexta - redução de sexta-feira; hora canônica; intervalo musical

Tacha - tipo de prego; defeito; mancha moral Taxa - imposto

canônica; intervalo musical Tacha - tipo de prego; defeito; mancha moral Taxa - imposto Prof. Carlos
canônica; intervalo musical Tacha - tipo de prego; defeito; mancha moral Taxa - imposto Prof. Carlos
Língua Portuguesa DETRAN/RS Tachar - censurar, notar defeito em; pôr prego em Taxar - determinar

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Tachar - censurar, notar defeito em; pôr prego em Taxar - determinar a

Tachar - censurar, notar defeito em; pôr prego em Taxar - determinar a taxa de

Tráfego - trânsito Tráfico - negócio ilícito

Acerca de: sobre, a respeito de. Fala acerca de alguma coisa. A cerca de: a uma distância aproximada de. Mora a cerca de dez quadras do centro da cidade. Há cerca de: faz aproximadamente. Trabalha há cerca de cinco anos.

Ao encontro de: a favor, para junto de. Ir ao encontro dos anseios do povo. Ir ao encontro dos familiares. De encontro a: contra. As medidas vêm de encontro aos interesses do povo.

1) Preencha as lacunas corretamente.

a) Esses fatos

b) Nunca a vejo na

c) Quero assistir à

d) Prenderam o ladrão em

das circunstâncias (emergem - imergem) ; em que trabalha (sessão - seção) da tarde.(sessão seção); (flagrante fragrante)

e) A crise econômica do Brasil faz com que muitos

f) Antes de ser promulgada, a Constituição já pedia muitos

concertos);

(emigrem - imigrem); (consertos -

g)

A ditadura

muitos políticos de oposição; (caçou - cassou);

h)

Ao sair da sala, o aluno foi preso em

(flagrante - fragrante);

i)

O tamanco foi restaurado com a aplicação de algumas

(tachas-taxas);

j)

Zambeli foi na

das 19h do cinema (seção- sessão)

l)

Para impedir a corrente de ar, Pedro

a porta (cerrou-serrou);

m) Sérgio

n) Você respondeu ao último

pelo buraco da fechadura da sua vizinha. (expiava-espiava);

? (censo-senso).

ao último pelo buraco da fechadura da sua vizinha. (expiava-espiava); ? (censo-senso). Página 26 Prof. Carlos
ao último pelo buraco da fechadura da sua vizinha. (expiava-espiava); ? (censo-senso). Página 26 Prof. Carlos
Língua Portuguesa DETRAN/RS Aula 02 ANÁLISE SINTÁTICA SUJEITO – é o ser da oração ou

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Aula 02 ANÁLISE SINTÁTICA SUJEITO – é o ser da oração ou a

Aula 02

ANÁLISE SINTÁTICA

SUJEITO é o ser da oração ou a quem o verbo se refere e sobre o qual se faz uma declaração.

Que(m) é quê?

Ainda restam algumas vagas para o turno da noite. Um bando de torcedores vaiou o juiz. Corrigiram-se as provas. Alguém discordou daquela questão. Caminhavam em direção à lanchonete o gerente e os funcionários.

Casos especiais

Indeterminado existe o sujeito, mas não pode ser identificado. Ocorre em duas situações:

verbo na 3 a pessoa do plural sem antecedente expresso

Aceitaram todos os argumentos sem hesitação.

Falaram sobre esse assunto no meu trabalho.

verbo na 3 a pessoa do singular + se VTI, VI e VL.

Luta-se por melhores salários.

Mora-se bem naquele bairro.

+ se – VTI, VI e VL. Luta-se por melhores salários. Mora-se bem naquele bairro. Prof.
+ se – VTI, VI e VL. Luta-se por melhores salários. Mora-se bem naquele bairro. Prof.
Língua Portuguesa DETRAN/RS Era-se menos preocupado naqueles tempos. Inexistente (oração sem sujeito) – ocorre

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Era-se menos preocupado naqueles tempos. Inexistente (oração sem sujeito) – ocorre

Era-se menos preocupado naqueles tempos.

Inexistente (oração sem sujeito) ocorre quando há verbos impessoais na oração.

haver significando existir, ocorrer, acontecer ou indicando tempo decorrido.

Haverá mais concursos neste ano.

Deve haver mais interessados naquela vaga.

Há meses não vou faço testes de português.

fazer indicando tempo, temperatura ou fenômeno natural.

Amanhã fará dois dias que me inscrevi na Casa do Concurseiro.

Irá fazer quatro meses que terminamos o namoro.

Faz dias muito quentes no mês de março.

Fenômenos meteorológicos.

Choveu bastante no verão passado.

Está anoitecendo.

Obs.: quando empregados em sentido conotativo, haverá sujeito.

Choveram gritos naquela sessão de votação.

De olho na FUNDATEC:

Sujeito Oracional - é a Oração Subordinada Substantiva SUBJETIVA. Normalmente é introduzida pelo "que", que nesse caso é chamado de conjunção integrante, mas pode ser também uma Oração Subordinada REDUZIDA de infinitivo, e nesse caso não terá o "que".

Era indispensável que eu voltasse cedo.

Convém que todos fiquem sentados.

Estudar é importante.

Língua Portuguesa DETRAN/RS 1. Sublinhe e classifique o sujeito das orações abaixo. a) Entre os

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS 1. Sublinhe e classifique o sujeito das orações abaixo. a) Entre os estudantes,

1. Sublinhe e classifique o sujeito das orações abaixo.

a) Entre os estudantes, foi encontrado um aluno dorminhoco.

b) Contar-se-ão as novidades neste site.

c) Convém que estudes mais.

d) Obedeceu-se às regras do concurso.

e) Será preciso que façamos o simulado da Casa do Concurseiro.

f) Vai haver simulado neste domingo!

que façamos o simulado da Casa do Concurseiro. f) Vai haver simulado neste domingo! Prof. Carlos
que façamos o simulado da Casa do Concurseiro. f) Vai haver simulado neste domingo! Prof. Carlos
Língua Portuguesa DETRAN/RS TRANSITIVIDADE 1) Verbo Intransitivo (VI) – verbo que não exige complemento A

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS TRANSITIVIDADE 1) Verbo Intransitivo (VI) – verbo que não exige complemento A

TRANSITIVIDADE

1) Verbo Intransitivo (VI) verbo que não exige complemento

A professora se casou no sábado.

Todos os alunos chegaram ao curso na mesma hora.

2) Verbo Transitivo Direto (VTD) precisa de complemento sem preposição.

As indicações deste dia registram a presença de temporais no sul da cidade.

As pessoas aspiravam, durante a passeata, aquele fedor de carniça.

3) Verbo Transitivo Indireto (VTI) - precisa de complemento com preposição.

Meus comentários, à margem da folha de redação, referem-se ao seu texto.

As crianças deveriam sempre obedecer a seus professores durante uma aula.

4) Verbo Transitivo Direto e Indireto (VTDI) - precisa de 2 complementos. (OD e OI)

As meninas da turma deram ao colega o melhor presente de todos.

Aos alunos dedico meu livro.

5) Verbo de Ligação (VL) - não indicam ação. Esses verbos fazem a ligação entre 2 termos: o sujeito e suas características. Estas características são chamadas de predicativo do sujeito.

Os alunos desta aula parecem cansados, mas continuam felizes.

de predicativo do sujeito. Os alunos desta aula parecem cansados, mas continuam felizes. Página 30 Prof.
de predicativo do sujeito. Os alunos desta aula parecem cansados, mas continuam felizes. Página 30 Prof.
Língua Portuguesa DETRAN/RS Fiquei doente antes da prova. Adjunto Adverbial Como o próprio nome indica,

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Fiquei doente antes da prova. Adjunto Adverbial Como o próprio nome indica, são

Fiquei doente antes da prova.

Adjunto Adverbial

Como o próprio nome indica, são advérbios ou locuções adverbiais que vêm associados a verbos, adjetivos ou outros advérbios, acrescentando-lhes circunstâncias específicas.

Os exercícios muito difíceis ajudam-nos a compreender mais rapidamente as noções fundamentais que precisamos dominar para atingir, durante o ano, os objetivos da aula zambeliana.

Observação zambeliana:

Adjunto adnominal

é o termo que caracteriza e/ou define um substantivo. As classes de palavras que podem desempenhar a função de adjunto adnominal são adjetivos, artigos, pronomes, numerais, locuções adjetivas. Portanto se trata de um termo de valor adjetivo que modificara o nome ao qual se refere.

Aquele restaurante de luxo serve, durante as refeições, dois pratos lindíssimos.

Artigo As provas de português estão bem acessíveis. Adjetivos A prova azul será anulada. Pronome Aquele simulado da Casa do concurseiro

!

Numeral Trinta pessoas realizaram o simulado do curso. Locução adjetiva O problema da empresa continua afetando aqueles funcionários.

adjetiva – O problema da empresa continua afetando aqueles funcionários. Prof. Carlos Zambeli Página 31
adjetiva – O problema da empresa continua afetando aqueles funcionários. Prof. Carlos Zambeli Página 31
Língua Portuguesa DETRAN/RS Aposto – termo que apresenta uma explicação extra a respeito de outro,

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Aposto – termo que apresenta uma explicação extra a respeito de outro, cujo

Aposto termo que apresenta uma explicação extra a respeito de outro, cujo intuito é o esclarecimento, detalhamento.

Para vencer na vida, são necessárias três qualidades: coragem, determinação e paciência.

Encontrei o Sérgio, professor de informática do curso, hoje perambulando pelas ruas.

Vocativo - sua função é interpelar o interlocutor. Termo independente.

Meu bem, que tal pegarmos um cinema hoje?

Questões

1) (FUNDATEC 2011) Analise as afirmações abaixo:

I. As partes sublinhadas nas linhas 18 (Mas caminhar também envolve um processo de autoconhecimento) e 22 (É bom colecionar coisas), exercem a mesma função sintática.

II. Em “utilizando carros, trens e aviões” (linha 18 - as pessoas se deslocam sobretudo

utilizando carros, trens, aviões.), as palavras sublinhadas exercem a mesma função sintática e, morfologicamente, pertencem à mesma classe de palavras.

III. Na linha 20 (Os anjos sussurram para aqueles que caminham.), o verbo sussurram,

no contexto em que aparece no texto, é transitivo direto.

Quais estão corretas?

A)

Só I.

B) Só II.

C) Só III.

D) Só I e II.

E) Só II e III.

2)

(FUNDATEC 2011) Relacione a Coluna 1 à Coluna 2, associando as orações

sublinhadas às respectivas funções sintáticas.

à Coluna 2, associando as orações sublinhadas às respectivas funções sintáticas. Página 32 Prof. Carlos Zambeli
à Coluna 2, associando as orações sublinhadas às respectivas funções sintáticas. Página 32 Prof. Carlos Zambeli
Língua Portuguesa DETRAN/RS Coluna 1 1. Objeto direto 2. Objeto indireto 3. Complemento nominal Coluna

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Coluna 1 1. Objeto direto 2. Objeto indireto 3. Complemento nominal Coluna 2

Coluna 1 1. Objeto direto

2. Objeto indireto

3. Complemento nominal

Coluna 2

(

) “Uma pesquisa realizada em março aponta que a internet e as redes sociais lideram

as mídias mais procuradas

( ) “Depois da primeira conversa, o diretor de recursos humanos conseguiu fazer com que ele mudasse de ideia.”

( )

O preenchimento correto dos parênteses, de cima para baixo, é:

sem a necessidade de que enviem seu currículo

A)

2 3 1.

B)

2 1 3.

C)

3 2 1.

D)

1 3 2.

E)

1 2 3.

3)

(FUNDATEC 2011) Considerando a função sintática sujeito, analise as assertivas a

seguir:

I. Em “já havia sido hospitalizada outras vezes” , temos uma oração sem sujeito, uma vez que o verbo haver é impessoal.

II. Em “Não há dúvidas”, também é possível classificar a oração como sem sujeito em virtude do emprego do verbo haver como impessoal.

III. Em “sua missão

expresso por tratar-se de voz passiva sintética.

amolda-se

ao julgamento paralelo” (l. 42) não há sujeito

Quais estão corretas?

A) só I.

B) Só II.

C) Só III.

D) I e II.

E) Apenas II e III.

Quais estão corretas? A) só I. B) Só II. C) Só III. D) I e II.
Quais estão corretas? A) só I. B) Só II. C) Só III. D) I e II.
Língua Portuguesa DETRAN/RS 4) (FUNDATEC 2011) Caso o pronome Nós fosse substituído por Eu, quantas

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS 4) (FUNDATEC 2011) Caso o pronome Nós fosse substituído por Eu, quantas outras

4) (FUNDATEC 2011) Caso o pronome Nós fosse substituído por Eu, quantas outras

alterações deveriam ser feitas, obrigatoriamente, para estabelecer a correta concordância no parágrafo?

Nós, comunicadores profissionais, perdemos tempo estudando objetivos, público-alvo, as melhores formas de emitir mensagens e até tentamos mensurar os resultados das nossas ações. Mas nos esquecemos do básico: a comunicação entre humanos se processa entre humanos e está atrelada a defeitos e a virtudes.

A)

Quatro.

B) Cinco.

C) Seis.

D) Sete.

E) Oito.

5)

(CESGRANRIO) Assinale a opção cujo termo em destaque tem valor sintático

diferente dos demais.

A) "As palavras juntas formam frases, orações e períodos."

B) "No cotidiano, as pessoas não têm mais tempo para dialogar."

C) "elas se tornam vivas, dando uma sensação de bem estar,"

D) " porque a ideia se perpetua e é transmitida de geração para geração."

E) "A mobilização social é um ato de comunicação."

6) (CESGRANRIO)"mesmo admitindo que grandes massas

estejam excluídas

dele." Os segmentos destacados têm a mesma função que a oração em destaque em:

A)

"

criaram

B)

novos espaços de conhecimento." "

"Esses espaços de formação têm tudo

C)

"O conhecimento é o grande capital da humanidade."

D)

"

que

precisa dele para a inovação tecnológica."

E)

"acabaram surgindo indústrias do conhecimento,"

7)

(FUNDATEC 2011) Considerando o correto uso dos pronomes, analise as assertivas

que se seguem. I. Caso o analista se dirigisse a seu interlocutor pela forma você, o pronome oblíquo te (l.

25 - É uma ferramenta global que te abre portas e possibilita contatos para fechar negócios diz o analista sobre a rede social.) deveria ser alterado para lhe.

negócios – diz o analista sobre a rede social .) deveria ser alterado para lhe .
negócios – diz o analista sobre a rede social .) deveria ser alterado para lhe .
Língua Portuguesa DETRAN/RS II. Na linha 35 ( Em outros sites, você consegue ver até

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS II. Na linha 35 ( Em outros sites, você consegue ver até a

II. Na linha 35 (Em outros sites, você consegue ver até a disposição pessoal do candidato, que tipo de assuntos lhe interessam exemplifica.) , caso o verbo interessar fosse

substituído por cativar, o pronome oblíquo lhe deveria ser substituído pelo pronome o.

III. Na linha 37 (De acordo com o headhunter, é mais comum do que se pensa empresas

usarem

) , o pronome se desempenha a função de pronome reflexivo.

Quais estão corretas?

A)

I.

B) II.

C) I e II.

D) I e III.

E) II e III.

8)

saibamos

ensinar aos alunos o mais elementar

”,

o verbo

destacado é:

A)

VTD.

B) VTI.

C) VI.

D) VL.

E) VTDI.

9)

Aponte a alternativa em que ocorre a oração sem sujeito.

A)

Precisa-se de uma babá.

 

B)

A noite caiu sobre a cidade.

C)

Alguém mentiu.

D) Hoje fez muito calor em Fortaleza.

10) (Casa do Concurseiro) “Eu te enviei nessa semana o arquivo.” O verbo destacado é:

A) VTD.

B) VTI.

C) VI.

D) VL.

E) VTDI.

GABARITO

1)

D

2) E

3) B

4) D

5) E

6) A

7) C

8) E

9) D

10) E

D 2) E 3) B 4) D 5) E 6) A 7) C 8) E 9)
D 2) E 3) B 4) D 5) E 6) A 7) C 8) E 9)
Língua Portuguesa DETRAN/RS Aula 03 CONCORDÂNCIA VERBAL Regra geral O verbo concorda com o núcleo

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Aula 03 CONCORDÂNCIA VERBAL Regra geral O verbo concorda com o núcleo do

Aula 03

CONCORDÂNCIA VERBAL

Regra geral

O verbo concorda com o núcleo do sujeito.

As alunas dedicadas estudaram esse assunto complicado ontem.

1) Verbos impessoais

a)

Verbo Haver

O

verbo haver é impessoal ( permanecendo na 3 o . pessoa do singular) quando significa :

existir, acontecer, ocorrer. Formando locução com outro verbo, a impessoalidade a ele se

estenderá.

Comentam que vai haver questões anuladas na prova!

Havia cinco pessoas na fila.

Aqui houve modificações.

Está havendo rebeliões no presídio.

Estão ocorrendo rebeliões no presídio.

b) Verbo Fazer

Esse verbo é impessoal, mantendo-se na 3 o . pessoa do singular e não apresentando sujeito, quando indicar: tempo , temperatura ou fenômeno natural. A impessoalidade será transmitida para o outro verbo, quando houver locução.

natural. A impessoalidade será transmitida para o outro verbo, quando houver locução. Página 36 Prof. Carlos
natural. A impessoalidade será transmitida para o outro verbo, quando houver locução. Página 36 Prof. Carlos
Língua Portuguesa DETRAN/RS Está fazendo cinquenta anos que casei. Já fez mais de cinco minutos

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Está fazendo cinquenta anos que casei. Já fez mais de cinco minutos que

Está fazendo cinquenta anos que casei.

Já fez mais de cinco minutos que ela saiu.

Fez frio na serra gaúcha.

c) Verbo Ser

É impessoal quando se refere a Horário, Data e Distância. Nesses casos, não há sujeito, e a concordância será feita com o predicativo.

Hoje são 25 de março.

Hoje é dia 25 de março.

Eram dezessete horas em Brasília.

Daqui até Porto Alegre são 229 km.

2) A voz passiva sintética

Em expressões do tipo “vendem-se casas”, o verbo deve concordar com a palavra que o acompanha, porque ela é o sujeito, a menos que venha precedida de preposição. Assim, na frase vendem-se casas, a palavra casa não é objeto direto, como se poderia pensar ao primeiro exame, mas sujeito. A frase deve ser entendida assim: Casas são vendidas.

Se o termo que acompanha o verbo vier preposicionado, não será sujeito (porque o sujeito não pode ser preposicionado), e o verbo ficará no singular:

sujeito (porque o sujeito não pode ser preposicionado), e o verbo ficará no singular: Prof. Carlos
sujeito (porque o sujeito não pode ser preposicionado), e o verbo ficará no singular: Prof. Carlos
Língua Portuguesa DETRAN/RS Compare Se - Se - Aluga-se uma bicicleta. Precisa-se de professores Alugam-se

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Compare Se - Se - Aluga-se uma bicicleta. Precisa-se de professores Alugam-se

Compare

Se -

Se -

Aluga-se uma bicicleta.

Precisa-se de professores

Alugam-se duas bicicletas.

Nunca se assistiu a tanta violência na tevê.

Consertam-se motores.

Veem-se, desta janela, os raios do sol.

Obedecia-se, durante a aula, às regras.

3) Expressões de tratamento

Vossa senhoria, queremos parabenizá-la pela sua nova conquista.

4) Sujeito posposto ao verbo ( faltar, restar, sobrar, existir, ocorrer, acontecer, bastar, etc )

Faltam poucas vagas para o simulado.

Existem pessoas desagradáveis nesta turma!

Durante a palestra, restariam algumas crianças na sala de aula.

Exercícios

1) Classifique

1 se partícula apassivadora 2 se índice de indeterminação do sujeito

a) Precisa-se apenas de uma oportunidade. (

b) Não se perdoam certas atitudes.

c) Aqui, anda-se muito.

(

)

(

)

)

oportunidade. ( b) Não se perdoam certas atitudes. c) Aqui, anda-se muito. ( ) ( )
oportunidade. ( b) Não se perdoam certas atitudes. c) Aqui, anda-se muito. ( ) ( )
Língua Portuguesa DETRAN/RS d) Manga chupa-se no pé. e) Aqui se vive em paz! (

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS d) Manga chupa-se no pé. e) Aqui se vive em paz! ( (

d) Manga chupa-se no pé.

e) Aqui se vive em paz!

(

(

)

)

f) debateu- se essa matéria na aula.

(

)

g) Alugam-se bicicletas no Rio de janeiro.

(

)

h) Repreendia-se o aluno durante a aula.

(

)

i) Necessitava-se de vagas de emprego.

(

)

CONCORDÂNCIA NOMINAL

Regra geral

Concordam com o substantivo

Artigo

Pronome

Numeral

Adjetivo

Casos especiais

1)

Adjetivo + substantivos de gênero diferente: concordância com o termo mais próximo.

O

concurseiro faz complicados simulados e provas.

O

concurseiro faz complicadas provas e simulados.

2)

Substantivos de gênero e número diferentes mais adjetivo: concordância com o termo mais próximo ou uso do masculino plural.

Aquele jovem tem pai e mãe compreensivos.

Aquele jovem tem pai e mãe compreensiva.

 

Atenção!

mãe compreensivos. Aquele jovem tem pai e mãe compreensiva.   Atenção! Prof. Carlos Zambeli Página 39
mãe compreensivos. Aquele jovem tem pai e mãe compreensiva.   Atenção! Prof. Carlos Zambeli Página 39
Língua Portuguesa DETRAN/RS 3) SÓ Adjetivo X Advérbio Ela só quer revisar tudo antes da

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS 3) SÓ Adjetivo X Advérbio Ela só quer revisar tudo antes da prova.

3) SÓ Adjetivo X Advérbio

Ela só quer revisar tudo antes da prova.

Ela ficou só durante sua revisão.

4) OBRIGADO

Muito obrigado! disse Sérgio a Ana. Muito obrigada! disse Ana a Sérgio.

5) BASTANTE Adjetivo X Advérbio

Aproveitamos e compramos bastantes livros de concursos naquela loja.

Achei bastante complicadas as questões da prova.

No feriado, revisei bastante.

6) TODO, TODA, TODO O , TODA A

Toda vítima tem direito à indenização nesse caso.

Toda a turma riu dessa situação.

vítima tem direito à indenização nesse caso. Toda a turma riu dessa situação. Página 40 Prof.
vítima tem direito à indenização nesse caso. Toda a turma riu dessa situação. Página 40 Prof.
Língua Portuguesa DETRAN/RS 8) É BOM, É NECESSÁRIO, É PROIBIDO, É PERMITIDO Ricota com cebolinha

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS 8) É BOM, É NECESSÁRIO, É PROIBIDO, É PERMITIDO Ricota com cebolinha é

8)

É BOM, É NECESSÁRIO, É PROIBIDO, É PERMITIDO

Ricota com cebolinha é bom.

A

ricota com cebolinha está muito boa.

A

cautela é necessária no trato com concurseiros estressados.

É

necessário cautela com esses estudantes.

9)

MEIO

Adjetivo X Advérbio

Sérgio comeu meia bacia de pipocas.

Ana é meio desconfiada, pois não aceita meias palavras.

Questões

1) (FUNDATEC 2011) Caso alterássemos o vocábulo redes (l.27 - Para um headhunter de

um escritório de Porto Alegre, as redes sociais devem servir como ferramenta adicional nos processos de seleção, mas não são decisivas.) para sua forma no singular, quantas outras

alterações deveriam ser feitas a fim de se manter a correção gramatical no período?

A)

3.

B) 4.

C) 5.

D) 6.

E) 7.

2)

(FUNDATEC 2009) Se a palavra pessoas (linha 12 Um estudo mostrou que pessoas

idosas que se consideram felizes têm menor probabilidade de serem vítimas de acidente

vascular cerebral.) fosse substituída por uma pessoa, quantas OUTRAS palavras do

período em que se insere devem passar por alterações para efeito de concordância?

A) Sete.

B) Seis.

C) Cinco.

D) Quatro.

E) Três.

para efeito de concordância? A) Sete. B) Seis. C) Cinco. D) Quatro. E) Três. Prof. Carlos
para efeito de concordância? A) Sete. B) Seis. C) Cinco. D) Quatro. E) Três. Prof. Carlos
Língua Portuguesa DETRAN/RS 3) (FUNDATEC 2009) Analise as afirmações que seguem. I – Ao se

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS 3) (FUNDATEC 2009) Analise as afirmações que seguem. I – Ao se pluralizar

3) (FUNDATEC 2009) Analise as afirmações que seguem.

I Ao se pluralizar a palavra equação na frase A equação contém os ingredientes do sucesso.(l. 03), apenas duas outras palavras deveriam sofrer ajustes para fins de concordância.

II Se, em Era um empresário ausente do campo e presente nas grandes capitais, onde

esbanjava suas riquezas.(l.06), substituíssemos a palavra empresário por administradora,

ocorreria apenas uma outra alteração no período.

III A lacuna da linha 42 (agronegócio só vinga onde

ou aparecem pessoas mais

bem educadas.) poderia ser completada por ou existem sem provocar qualquer incorreção ao período.

Quais estão corretas?

A) I.

B) II.

C) I e II.

D) II e II.

E) I, II e III.

4) (FUNDATEC 2011) Analisando as orações “Os caminhoneiros eram os maiores

solitários do Brasil. Viviam longe de namoradas e da família. Só lhes sobrava um pouco de humor para compartilhar com quem os ultrapassava.” (linhas 32-34), caso substituíssemos

o vocábulo caminhoneiros por sua forma no singular caminhoneiro, considerando as

relações de referência entre os períodos, seriam necessárias quantas outras alterações no fragmento textual para manter a concordância adequada?

A) 4.

B) 5.

C) 6.

D) 7.

E) 8.

5) (FUNDATEC 2011) Caso a palavra relações (linha 04 - Entretanto, quando essas

relações se tornam quase exclusivas e não são compartilhadas com vivências sociais diretas, levam ao desequilíbrio e à dependência.) fosse substituída por contato, quantas

outras alterações deveriam ser feitas para manter a correção do período em que se

encontra?

A) Três.

B) Quatro.

C) Cinco.

D) Seis.

E) Sete.

do período em que se encontra? A) Três. B) Quatro. C) Cinco. D) Seis. E) Sete.
do período em que se encontra? A) Três. B) Quatro. C) Cinco. D) Seis. E) Sete.
Língua Portuguesa DETRAN/RS 6) (FUNDATEC 2012) Analise as afirmações que são feitas a seguir. I.

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS 6) (FUNDATEC 2012) Analise as afirmações que são feitas a seguir. I. Caso

6) (FUNDATEC 2012) Analise as afirmações que são feitas a seguir.

I. Caso a expressão duas usinas (linha 30 - No Brasil, as duas usinas atômicas em Angra

dos Reis, espremidas entre mar e montanha, a 200 quilômetros do Rio de Janeiro, registraram 16 acidentes leves ou médios nos últimos anos.) fosse substituída por reduto,

outras

palavras deveriam sofrer alteração para manter a correção do período.

II. Se a palavra planeta (linha 17 - O planeta está ainda em formação, mas, antes de desvendá-lo e protegê-lo, desenvolvemos a energia nuclear, perigosamente destrutiva quando explorada em alta escala para gerar eletricidade.) fosse pluralizada, visando manter

a correção do período, outras

deveriam sofrer alteração.

As lacunas das afirmações I e II ficam correta e respectivamente preenchidas por:

A)

2 2.

B) 3 2.

C) 3 3.

D) 4 4.

E) 4 5.

7)

(FUNDATEC 2012) Considerando as relações de concordância, analise as assertivas a

seguir:

I. A lacuna da linha 36 (Os entrevistados também exerciam as mais diversas profissões. entre os entrevistados uma advogada, duas atrizes) deve ser preenchida pela forma

de

verbal

entrevistados.

“Haviam”,

uma

vez

que

refere-se

a

uma

enumeração

de

vários

tipos

II. A lacuna da linha 39 (Segundo a autora, as relações de amizades mediadas pela internet como especificidade uma intensa troca de opiniões que mobilizam os amigos a

refletir.) deveria ser preenchida pela forma acentuada do verbo ter, “têm”, uma vez que o núcleo do sujeito deste verbo é “relações”.

III. A forma verbal “mobilizam” (linha 40 - Segundo a autora, as relações de amizades

mediadas pela internet

como especificidade uma intensa troca de opiniões que

mobilizam os amigos a refletir.) é empregada no plural, pois o núcleo de seu sujeito é “amigos”.

a refletir. ) é empregada no plural, pois o núcleo de seu sujeito é “amigos”. Prof.
a refletir. ) é empregada no plural, pois o núcleo de seu sujeito é “amigos”. Prof.
Língua Portuguesa DETRAN/RS Quais estão corretas? A) Apenas I. B) Apenas II. C) Apenas I

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Quais estão corretas? A) Apenas I. B) Apenas II. C) Apenas I e

Quais estão corretas?

A) Apenas I.

B) Apenas II.

C) Apenas I e II.

D) Apenas I e III.

E) Apenas II e III.

8) (FUNDATEC 2011) Assinale a alternativa que expressa quantas outras alterações deveriam ser feitas no período iniciado por Em questão de horas (linha 13 Em questão de

horas, as possíveis linhas de discussão tinham se reduzido praticamente a uma só:

condenar ou justificar concordâncias do tipo “os livro” ou “nós pega os peixe”, apresentados pela autora como exemplo de construções legítimas dentro da variante

popular de nossa língua.), a fim de manter a concordância, caso o vocábulo linhas fosse trocado por sua forma singular.

A) 2.

B) 3.

C) 4.

D) 5.

E) 6.

Outra vantagem é que, por causa da força da economia serrana,

que mora no campo mas trabalha na cidade. Isso cria uma fonte a mais de renda.

sempre um membro

9) (FUNDATEC 2010) Se a palavra “vantagem”, passasse para o plural, quantas outras

palavras necessariamente deveriam sofrer alteração ao longo do parágrafo para manutenção da concordância nominal e verbal?

A) Uma.

B) Duas.

C) Três.

D) Quatro.

E) Cinco.

10) (FUNDATEC 2010) Caso alterássemos o vocábulo sujeito (l. 23 - Um sujeito educado,

que dirigia de forma igualmente educada. Morri e reencarnei na Suíça, pensei.) para sua

forma no plural, quantas outras alterações seriam necessárias a fim de manter-se a concordância no período?

A) 2.

B) 3.

C) 4.

D) 5.

E) 6.

Mulheres, frequentemente, crescem sob a concepção de que críticas significam que algo

executivos e gestores em

deve estar errado com elas. A pesquisa que desenvolvi junto

executivos e gestores em deve estar errado com elas. A pesquisa que desenvolvi junto Página 44
executivos e gestores em deve estar errado com elas. A pesquisa que desenvolvi junto Página 44
Língua Portuguesa DETRAN/RS posição de liderança em 93 grandes empresas do sul mostra que o

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS posição de liderança em 93 grandes empresas do sul mostra que o objetivo

posição de liderança em 93 grandes empresas do sul mostra que o objetivo da comunicação, nas mulheres, é construir relacionamento e intimidade. Elas desfrutam da oportunidade de bater papo e interagir com os outros. Entretanto, quando são criticadas, sentem como se a conexão e a intimidade tivessem sido rompidas. Muitas vezes, esta conexão quebrada inaugura uma espécie de guerra fria. Machucadas em seus sentimentos, elas não falarão a respeito da crítica recebida.

11) (FUNDATEC 2010) Caso, no segundo parágrafo do texto, as duas ocorrências da palavra mulheres fossem passadas para o singular, quantas outras alterações seriam necessárias para manter a correção do parágrafo?

A) 8.

B) 9.

C) 10.

D) 11.

E) 12.

12) (FUNDATEC 2010) Analise as afirmações abaixo, assinalando C (correto) ou E (errado) de acordo com o que rege a gramática de Língua Portuguesa.

( ) Em “Na Serra, a produção rural está integrada com outros setores”, a vírgula é

facultativa.

( ) Na frase “Consumidores e agroindústrias estão muito distantes”, há apenas um adjunto adverbial.

( ) Se o sujeito fosse “eles”, em “Ele não tem como competir no mercado”, o verbo não

sofreria alteração.

( ) O nexo “se”, no início do segundo parágrafo (“está se falando”) indica a indeterminação do sujeito da frase. A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

A) C E C C.

B) E E C E.

C) C C C E.

D) E C E C.

E) C E C E.

13) (FUNDATEC 2010) Relativamente à passagem “O agricultor planta grãos, o mesmo produto da grande lavoura mecanizada, mas a pequena escala inviabiliza seu negócio.”, analise as seguintes afirmações:

mas a pequena escala inviabiliza seu negócio.”, analise as seguintes afirmações: Prof. Carlos Zambeli Página 45
mas a pequena escala inviabiliza seu negócio.”, analise as seguintes afirmações: Prof. Carlos Zambeli Página 45
Língua Portuguesa DETRAN/RS I. O nexo “mas” pode ser substituído por “pois” sem alteração de

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS I. O nexo “mas” pode ser substituído por “pois” sem alteração de sentido

I. O nexo “mas” pode ser substituído por “pois” sem alteração de sentido à frase.

II. Caso fosse alterada a voz verbal de “inviabiliza” para a forma passiva, ficaria “é inviabilizado”.

III. O processo de formação da palavra “mecanizada” é derivação por sufixação. Quais estão corretas?

A) Apenas I.

B) Apenas I e II.

C) Apenas I e III.

D) Apenas II e III.

E) I, II e III.

14) Considere as frases abaixo.

I. Houve protesto em várias capitais.

II. Não se tolera falta ao serviço.

III. Restou, depois do incêndio, apenas objeto imprestável. Pluralizando a palavra ou expressão sublinhada, o verbo passaria para o plural em:

A)

I e II.

B) II e III.

C) I e III

D) III

E)

II.

Gabarito

 

1)

C

2) B

3) E

4) E

5) D

6) D

7) B

8)

B

9) C

10) B

11) D

12)D

13)D

14) B

E 5) D 6) D 7) B 8) B 9) C 10) B 11) D 12)D
E 5) D 6) D 7) B 8) B 9) C 10) B 11) D 12)D
Língua Portuguesa DETRAN/RS Aula 4 REGÊNCIA VERBAL Transitivos Diretos – exigem um complemento sem preposição,

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Aula 4 REGÊNCIA VERBAL Transitivos Diretos – exigem um complemento sem preposição,

Aula 4

REGÊNCIA VERBAL Transitivos Diretos exigem um complemento sem preposição, chamado de objeto direto. Ex.: O carro atropelou um pedestre. Transitivos Indiretos exigem um complemento preposicionado, chamado de objeto indireto. Ex.: Concordo com o professor Zambeli. Transitivos Direto e Indireto exigem um objeto direto e um objeto indireto. Ex.: Escrevi uma carta ao presidente!

DICA ZAMBELIANA :

as preposições essenciais são: a, ante, após, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre, trás.

No caso de você hesitar em classificar em verbo como transitivo direto ou indireto,lembre-se de que SÓ os diretos têm passiva.

É bom lembrar que os pronomes oblíquos O, A, OS, AS funcionam como objeto direto.

Regência de alguns verbos:

1) Agradecer VTDI :OD- coisa; OI- pessoa prep. (A) Agradeceu a preferência aos fregueses!

2) Aspirar

(A)

= respirar, cheirar é VTD. Ex.: Não aspire essa poeira.

(B)

= desejar, pretender é VTI. Ex.: Não aspiro A esse cargo!

Obs.: não aceita lhe: não aspiro a ele.

3) Assistir

(A)

= ver é VTI. Ex.: Só a menina estava perto e assistiu a tudo estarrecida.

(B)

= ajudaré VTD. Ex.: Assistindo a criatura que morria, perdeu-lhe o ódio!

4) Agradar

(A) = ser agradável, contentar é VTI.

que morria, perdeu-lhe o ódio! 4) Agradar (A) = ser agradável, contentar – é VTI. Prof.
que morria, perdeu-lhe o ódio! 4) Agradar (A) = ser agradável, contentar – é VTI. Prof.
Língua Portuguesa DETRAN/RS O governo estadual tomou medidas que agradaram à população. (B) =fazer carinho

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS O governo estadual tomou medidas que agradaram à população. (B) =fazer carinho –

O governo estadual tomou medidas que agradaram à população.

(B) =fazer carinho é VTD. Quando a mãe agradou o filho, nós nos emocionamos.

5) Esquecer / lembrar

(A)

quando desacompanhados de pronome oblíquo, são VTD Esqueci aqueles cadernos. Lembramos o problema.

(B)

quando acompanhado de pronome oblíquo, são VTI Tu te esqueceste do compromisso.

Lembro-me daquela triste história!

6) Implicar (A)= acarretar, causar é VTD. Várias crendices implicam comportamentos e gestos especiais para a passagem do ano. (B)= embirrar, ter implicância. É VTI. Implicas pouco com teus colegas, né?

7) Pagar/perdoar

(A)

Paga-se o que se deve. Perdoa-se alguma coisa.

O

prefeito paga suas contas. Só perdoou a briga porque eram amigas!

(B)

Paga-se a quem se deve. Perdoa-se a alguém.

Paguei o pão ao padeiro! (VTDI)

8) Preferir Prefere-se A a B ( não “ mais A do que B”) Ex.: Prefiro leite a café.

9) Atender

(A)

VTD quando se refere a pessoas Atendemos os clientes!

(B)

VTI- quando se refere a pessoas ou “coisas”

Obs. Zambeliana

os clientes! (B) VTI- quando se refere a pessoas ou “coisas” Obs. Zambeliana Página 48 Prof.
os clientes! (B) VTI- quando se refere a pessoas ou “coisas” Obs. Zambeliana Página 48 Prof.
Língua Portuguesa DETRAN/RS Atenda ao telefone! Atendemos aos clientes! 10) Obedecer/ desobedecer VTI = prep.

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Atenda ao telefone! Atendemos aos clientes! 10) Obedecer/ desobedecer VTI = prep. A

Atenda ao telefone! Atendemos aos clientes!

10) Obedecer/ desobedecer VTI = prep. A Ex.: Obedeço ao professor.

11) Responder VTI = responde-se A alguma coisa. Você já respondeu ao meu bilhete?

12) Informar Informou os colegas DE/SOBRE sua decisão. Informou aos colegas sua decisão.

13) Querer

(A) VTD = no sentido de “desejar”

“ Eu quero uma casa no campo

(B) VTI = no sentido de “ gostar de, amar, querer bem”

Ele quer a seus colegas.

14) Chegar/ ir VI não precisa de complemento; ao significarem deslocamento de um lugar a outro, por meio de movimento próprio, são regidos pela preposição “a”. Cheguei ao colégio!

15) Visar

(A)

VTD – quando significa “mirar”

O

caçador visou a testa do animal!

(B)

VTI – quando significar “ pretender, almejar, ter por objetivo” Visamos ao bem da nação!

(C)

VTD- quando significa “assinar”

O cônsul visou nosso passaporte.

(C) VTD- quando significa “assinar” O cônsul visou nosso passaporte. Prof. Carlos Zambeli Página 49
(C) VTD- quando significa “assinar” O cônsul visou nosso passaporte. Prof. Carlos Zambeli Página 49
Língua Portuguesa DETRAN/RS EXERCÍCIO 1) Complete as lacunas das frases abaixo de acordo com a

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS EXERCÍCIO 1) Complete as lacunas das frases abaixo de acordo com a regência

EXERCÍCIO

1) Complete as lacunas das frases abaixo de acordo com a regência dos verbos:

a) O governo almejava, para este mês,

b) O diretor chamou

c) Ele não conhece

d) Ele desconhece

e) Ele não reconheceu

f) O resultado das pesquisas desagradou

g) A verdade é que eles desobedeceram

h) Ele esqueceu

i) Ele se esqueceu

j) Eu não lembro

uma inflação menor.

o funcionário à sua sala.

os pais.

nossas decisões.

acusados.

diretores da empresa. acordo.

todos os documentos.

todos os documentos.

seu nome.

k) Eu não me lembro

l) A decisão do árbitro acabou favorecendo

m) A filha namorava

seu nome.

o primo.

Flamengo.

n)

Devemos obedecer

os sinais de trânsito.

o)

Obedeça

sinalização.

p)

O coordenador quer

Os alunos querem bem

A secretária procedeu

todos os professores na reunião.

q)

todos os professores.

r)

o chamamento dos candidatos.

s)

Ele respondeu

o questionário.

t)

Ele sempre usava

alguns meios ilícitos.

u)

Agradeci

resultado

professores.

v)

Acabou vencendo

x)

Muitos políticos visam

o adversário com facilidade. o poder.

REGÊNCIA NOMINAL

É o nome da relação existente entre um substantivo, adjetivo ou advérbio transitivos e seu respectivo complemento nominal. Essa relação é sempre intermediada por uma preposição.

complemento nominal. Essa relação é sempre intermediada por uma preposição. Página 50 Prof. Carlos Zambeli
complemento nominal. Essa relação é sempre intermediada por uma preposição. Página 50 Prof. Carlos Zambeli
Língua Portuguesa DETRAN/RS Deve-se considerar que muitos nomes seguem exatamente a mesma regência dos verbos

Língua Portuguesa

DETRAN/RS

Língua Portuguesa DETRAN/RS Deve-se considerar que muitos nomes seguem exatamente a mesma regência dos verbos

Deve-se considerar que muitos nomes seguem exatamente a mesma regência dos verbos correspondentes. Conhecer o regime de um verbo significa, nesses casos, conhecer o regime dos nomes cognatos. Por exemplo, obedecer e os nomes correspondentes: todos regem complementos introduzidos pela preposição a:

Obedecer a algo/a algué