Você está na página 1de 2
LIMITES O limite de uma função y  fx   , é o número
LIMITES O limite de uma função y  fx   , é o número

LIMITES

O limite de uma função y fx , é o número real

quando x se aproxima de um valor a, por exemplo. Ou seja, para dizer que um limite existe, ele deve ser igual a um número real.

Observe que como x está sobre a reta dos Reais, x pode aproximar-se de a pela direita (por valores maiores que a) ou pela esquerda (por valores menores que a). Assim, dizemos que o limite de uma função existe se, e somente se, existirem os limites laterais e eles forem iguais.

para o qual a função (os valores de y) está tendendo,



x

x

a

lim

f

lim

xa

fx

lim

xa

fx

Para determinar o limite lim

x

a f

x

, o primeiro passo é substituir x = a na função e observar o resultado:

1)

Se o resultado der um número real, o problema está resolvido.

2)

Se o resultado der uma indeterminação

0

0

cte

0

,

0

,etc.

 

você deve tentar manipular a função

algebricamente para obter uma forma em que, substituindo o valor de x = a, obtenha como resultado um número real.

3)

Se não for possível manipular a função algebricamente, para eliminar a indeterminação, isso significa que o limite não existe, ou seja,

fx   ou

fx  

Se depois de substituir o valor de x = a, para o cálculo do limite

lim

x

a

f



x

g



x

, encontrar como resultado

0 ,

cte

0

então

lim

x

a

f



x

g



x

  dependendo do sinal da função que zerou, ou seja, da função que está no

denominador. Nesse caso, você deve estudar o sinal de g x e utilizar a regra de sinais no quociente, para

determinar se o limite é igual a +ou -.

Agora, para determinar o limite

lim

x



f



x

g



x

, onde

f x e gxsão polinômios, o procedimento é dividir o

numerador e o denominador pelo termo de maior expoente, simplificar e calcular o limite da função obtida depois da simplificação.

Se uma função tem um limite, ele geralmente pode se encontrado. Contudo, existem funções para as quais é bastante complicado determinar o valor do limite. Nesse caso, se você dispuser de um programa gráfico (Graphmatica, por exemplo), esboce o gráfico da função e verifique, a partir dele, se a função tem um limite ou não.

Agora tente resolver os exercícios dados a seguir, para verificar se você compreendeu as idéias apresentadas até aqui.

Profa. Lena Bizelli

Exercícios Determine o valor do limite e, no caso dele não existir, verifique se a

Exercícios

Determine o valor do limite e, no caso dele não existir, verifique se a função tende para +ou para -.

1)

lim

x 2

2

x

5

x 3

2)

lim

x

3

5

x

6

2

3)

lim

x x 0

x

x  3
x 
3

4)

lim

x 3

2

x

6

x

9

x 3

6)

lim

x 5

2

x

3

x

10

2

x

10

x

25

8) Sabendo que

(a) lim

x

3

f

f

x

x

7)

lim

x 1

x

1

x  1
x
 1

x 1,  

3

x

(b)

7,

lim

x

3

x

3

x

3

,

encontre o valor dos limites:

f



x

(c)

lim f

x 3

x

9)

lim

x 

3

x

5

6

x

8

10)

lim

x



4

2

x

x

2

3

x

5

11)

lim

x



521

x

x

3

2

1

3 x

Algumas Respostas

1)

1

5

2) -

3) Não existe

4) 0

5)

2

7

6) f x   quando x

5

7) 2

8) (a) 2

(b) 2

(c) 2

e f x   quando x

9)

1

2

10) 0

5

5)

2

x

8

lim

x 

4 x

2

x

12

11) -(Neste caso, esboce o gráfico da função para obter o resultado)

Profa. Lena Bizelli