Ação de incorporação do ALE ao salário padrão cc.

recálculo do adicional por tempo de serviço
DOS FATOS DO DIREITO DA NATUREZA JURÍDICA DO ADICIONAL DE LOCAL DE EXERCÍCIO (ALE) A Lei Complementar nº 693/92 de São Paulo instituiu o Adicional de Local de Exercício (A.L.E.) em razão da dificuldade de fixação dos Agentes de Segurança Penitenciária em contato direto e permanente com a população carcerária nas Unidades do Sistema Penitenciário (USISP)- art. 1º. Porém, destaca-se que o Estado estabeleceu como condição de percepção do A.L.E uma atividade comum à função de Agentes de Segurança Penitenciária (contato direto/ permanente com a população carcerária), ou seja, basta ao servidor estar em atividade para receber tal vantagem. Portanto, a verdadeira natureza jurídica do A.L.E revela-se como aumento geral de vencimento da classe de Agentes de Segurança Penitenciária. Nesse sentido, o Tribunal de Justiça de São Paulo tem decidido:
SERVIDOR PUBLICO ESTADUAL -QÜINQÜÊNIO -CÁLCULO SOBRE O VENCIMENTO PADRÃO - GRATIFICAÇÕES CONCEDIDAS QUE TÊM NATUREZA DE AUMENTO DISFARÇADO DE VENCIMENTOS (GEA-; GAP-G; GSAP-G; ALEADICIONAL DE LOCAL DE EXERCÍCIO; AOP,) - VERBAS QUE DEVEM INTEGRAR A BASE DE CÁLCULO DOS QÜINQÜÊNIOS. RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO. O Estado de São Paulo vem concedendo "gratificações" a seus servidores, mas tais valores, ainda que se diga que não se incorporam aos vencimentos, são verdadeiros aumentos nos próprios vencimentos, por serem concedidos em caráter geral e merecem ser considerados como verdadeiro reajuste remuneratório do próprio vencimento padrão e, assim, os valores de tais gratificações deve integrar a base de cálculo dos adicionais por tempo de serviço. .(Ap. 9225519-59.2008.8.26.0000, 8ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, Rel. Paulo Dimas Mascaretti, julgado em 06 de fevereiro 2013). (grifo nosso) POLICIAL MILITAR PRETENSÃO OBJETIVANDO QUE O ADICIONAL LOCAL DE EXERCÍCIO (ALE) INCIDA NA BASE DE CÁLCULO DO RETP, ADICIONAIS POR TEMPO DE SERVIÇO E SEXTA-PARTE IMPROCEDÊNCIA DO PEDIDO PRONUNCIADA EM PRIMEIRO GRAU DECISÓRIO QUE NÃO MERECE SUBSISTIR VANTAGEM DE CARÁTER GERAL QUE CONSTITUI VERDADEIRO AUMENTO NA CONTRAPRESTAÇÃO PECUNIÁRIA DOS POLICIAIS MILITARES, IMPONDO-SE ENTÃO A INCORPORAÇÃO DO VALOR RESPECTIVO AO SALÁRIO-PADRÃO, DE MODO A COMPOR A BASE DE CÁLCULO DAS DEMAIS VANTAGENS PECUNIÁRIAS POR ELES PERCEBIDAS LC Nº 1.065/08QUE ESTENDEU, ADEMAIS, O VALOR DO ALE AOS PROVENTOS DE APOSENTADORIA DOS INTEGRANTES DA CARREIRA POLICIAL MILITAR, BEM COMO ÀS PENSÕES

Na medida em que a vantagem é concedida a todos. sem que as respectivas leis de regência sequer instituíssem no tocante aos benefícios algum “discrimen” tendente a configurá -los como vantagens “propter laborem”. 40.(Ap. com acréscimo de juros e correção monetária. concedeu um aumento ao pessoal da ativa. pois atingiu toda a categoria policial. Maria Laura Tavares. PRETENSÃO DE SEU RECÁLCULO SOBRE A TOTALIDADE DOS VENCIMENTOS. por incluir todos os profissionais em exercício sem especificar a atividade especial que dê razão a sua percepção. O caráter geral do benefício não se compatibiliza com a natureza jurídica da gratificação.) admito tratar-se de parcela que corresponde a gratificação de cunho genérico e abrangente. Aroldo Viotti. ADICIONAL POR TEMPO DE SERVIÇO “QÜINQÜÊNIO”..0000. Forçoso reconhecer o direito à incorporação. Adicional de Local de Exercício. percebe adicional por tempo de serviço calculado sobre seu salário-base.26. o que há é aumento real de vencimentos.0053. em favor dos Agentes de Segurança Penitenciária. que em tantos pronunciamentos considerávamos do tipo pro labore faciendo. (grifo nosso) SERVIDORES ESTADUAIS ATIVOS. PARA APLICAÇÃO DA LEI FEDERAL Nº11. já continha de fato o gene de gratificação geral (aumento salarial). . o autor. aos vencimentos dos autores. O mesmo raciocínio é válido para o Adicional de Local de Exercício ALE. para todos os fins legais. 0029146-10. par. (. 5ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo.PERCEBIDAS POR SEUS BENEFICIÁRIOS. com percentuais apenas limitados pela categoria (complexidade presumida) do local de lotação do policial. 11ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo. RECURSO OFICIALPARCIALMENTE ACOLHIDO. Rel. incorporando-se. 9069661-98. Do recálculo do adicional por tempo de serviço (quinquênio) Como cediço. porém a Constituição Estadual de 1989 estabelece que tal adicional deverá ser calculado sobre os vencimentos integrais do servidor. que..8.8.) na base de cálculo do “quinquênio”. 5ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo. as vantagens ALE e AOL. Com a ressalva de meu entendimento pessoal.26.8. 8º). Apelo provido. na verdade. julgado em 2 de julho de 2012) (grifo nosso) Dessa forma.2008.2012. ACLARANDO-SE A R.. servidor público estadual ativo. não mera gratificação. deve ser estendido aos inativos” . SENTENÇA PARA DISCRIMINAÇÃODAS REFERIDAS VERBAS.(Ap. FERMINO MAGNANI FILHO. Rel. julgado em 05/12/2011) (grifo nosso) COMPLEMENTAÇÃO DE PROVENTOS ADICIONAL DE LOCAL DE EXERCÍCIO: ACRÉSCIMOS PECUNIÁRIOS CARACTERÍSTICOS DE AUMENTO SALARIAL GENÉRICO DIREITO À INCORPORAÇÃO RECONHECIDO.2009. Senão vejamos: .L. julgado em 29/08/2011). E RECURSO VOLUNTÁRIOIMPROVIDO.960/09. º 0618801-72. art. além do pagamento das diferenças devidas. Fácil concluir que a Administração. instituído pela Lei Complementar Estadual nº 693/92. Rel. por força do preceito constitucional (CF.. .(Ap.26. requer seja o ALE incorporado ao salário padrão do autor. “jamais uma gratificação pode se constituir em vantagem concedida a toda uma classe do funcionalismo.E. OQUE REFORÇA O ENTENDIMENTO DE QUE DEVE COMPOR O CHAMADO “SALÁRIO BASE”. inclusive para incidência nos quinquênios. defere-se a inclusão dessa parcela (A.0053. portanto. A PARTIR DE SUA VIGÊNCIA.

Malheiros Editores.0269.960/09 NO QUE DIZ RESPEITO À CORREÇÃO MONETÁRIA E AOS JUROS DE MORA. AÇÃO PROVIDA EM PRIMEIRA INSTÂNCIA. observado o disposto no artigo 115. HIPÓTESE EM QUE A BASE DE CÁLCULO DO REFERIDO ADICIONAL POR TEMPO DE SERVIÇO DEVE INCIDIR TAMBÉM SOBRE A “GRATIFICAÇÃO POR ATIVIDADE PENITENCIÁRIA GAP” E “ADICIONAL DE LOCAL DE EXERCÍCIO ALE” PERCEBIDOS PELO AUTOR. 510). ARTIGO 129 DA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL. (grifo nosso) Ainda: “FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS ESTADUAIS.”.2010.GRATIFICAÇÕES CONCEDIDAS QUE TÊM NATUREZA DE AUMENTO DISFARÇADO DE VENCIMENTOS. 0001568-74.129 Ao servidor público estadual é assegurado o percebimento do adicional por tempo de serviço. e vedada a sua limitação. XVI. julgado em 01/08/2011).ADICIONAL DE LOCAL DE SERVIÇO QUE DEVE INTEGRAR A BASE DE CÁLCULO DOS QUINQUÉNIOS -RECURSOS DAS PARTES PARCIALMENTE PROVIDOS.26. Rel.026 9. CONSIDERADO INTERPOSTO.(Ap. salvo aquelas meramente eventuais ou transitórias.2010. E FAZENDÁRIO PARCIALMENTE PROVIDOS PARA DETERMINAR A INCIDÊNCIA DA LEI Nº 11. FAZENDO INCIDIR SOBRE OS VENCIMENTOS INTEGRAIS.8. concedida aos vinte anos de efetivo exercício. 0007362-76. RECURSOS OFICIAL. AGENTE DE SEGURANÇA PENITENCIÁRIA. desta Constituição. bem como a sexta parte dos vencimentos integrais.E deve compreender o padrão e as vantagens incorporadas. RECÁLCULO DA SEXTA PARTE. a expressão “vencimentos integrais” do art. INCLUINDO VANTAGENS E GRATIFICAÇÕES. ADICIONAL DE TEMPO DE SERVIÇO ATS (QUINQUÊNIO). Aroldo Viotti. Da mesma forma está sedimentado o entendimento no Tribunal de Justiça de São Paulo. autárquica e fundacional.26. Maria Laura Tavares. Rel. (grifo nosso) SE A R. 5ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo. por quinquênio. Nesse sentido: SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL ATIVO. julgado em 16 de janeiro de 2012). p. ACLARANDO- (Ap. SEXTA-PARTE INCIDENTE SOBRE PARCELAS DOS VENCIMENTOS QUE ESTÃO .“ Direito Administrativo Brasileiro”. SERVIDORPÚBLICO-QUINQUÉNIO CÁLCULO SOBRE O VENCIMENTO PADRÃO. 129 da C. que se incorporarão aos vencimentos para todos os efeitos. concedido no mínimo. (grifo nosso) É pacífico na doutrina que os “vencimentos” (no plural) são “representados pelo padrão do cargo (vencimento) acrescido dos demais componentes do sistema remuneratório do servidor público da Administração direta.“art. PRETENSÃO DE SEU RECÁLCULO SOBRE TODAS AS VANTAGENS INCORPORADAS OU NÃO.8. 11ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo. 36ª edição. SENTENÇA PARA DISCRIMINAÇÃO DAS REFERIDAS VERBAS.” (HELY LOPES MEIRELLES.

99.818-5/8. incluindo-se as incorporadas ou não.DEFINITIVAMENTE INCORPORADAS. Esses vencimentos integrais não podem ser outros senão os efetivos. j.041-1/3-00. aos quais o artigo 129 da Constituição do Estado se refere. passíveis de cessação. JOSÉ SANTANA. E NÃO ÀQUELAS MERAMENTE TRANSITÓRIAS OU MODAIS. Além delas. integra o vencimento e com ele se confunde. na ap. e que sobre as quais não esteja sendo calculada a vantagem. ap. apenas se excluindo as eventuais ou transitórias. Des. Rel. Diante disso. rel. 13).). nº 79. j.143-5/3. possível é que estes se componham de verbas a eles já incorporadas. 19. horas extras. Apesar da inviabilidade de que seja o adicional de tempo de serviço (qüinqüênio) calculado. julgado da 3ªº Câmara de Direito Público desta Corte. consubstanciando base de cálculo do adicional de tempo de serviço (qüinqüênio). tais como aqueles que decorrem de representação por serviço especial. verifica-se que o benefício já écalculado sobre o somatório das seguintes verbas: salário-base (padrão) e RETP(gratificação por regime especial de trabalho policial). RIBEIRO MACHADO e outro da 1ª Câmara de Direito Público. sobre a totalidade dos vencimentos. o Des. deixou estabelecido que: “vencimentos integrais.11. por evidente.Examinandose seu “holerite” de pagamento. de São Paulo. imutáveis. No mesmo sentido.v. requer seja tal adicional recalculado com base em todas as vantagens percebidas pelo autor. Ademais no julgamento da ap.2003. nº 33. são aqueles que compõem efetiva e definitivamente os vencimentos. teriam natureza propriamente salarial ou vencimental. razão pela qual. ÁLVARO LAZZARINI. 3ª Câmara de Direito Público. salário-família. “a priori”. cível nº 271. como acontece com os quinquênios. na forma discriminada em seu holerite.e já incorporadas em definitivo aos vencimentos. 11. E isto resta bem claro ao exame do último contracheque percebido pelo autor (fls.19. e outras tantas. Cabe aqui breve análise no tocante à sua natureza. O autor não se preocupou em estremar quais. Des. gratificações de representação incorporadas e vantagens iguais. Essa modalidade de gratificação. RECURSOS VOLUNTÁRIO E OFICIAL PROVIDOS. para fins de aclarar a r. rel. “Adicional de Insalubridade-EPP” e “Adicional de Local de Exercício Agente de Segurança Penitenciária -ALE”.”. m. verifica-se que o autor também percebe valores a títulode “Gratificação por Atividade Penitenciária GAP”. partilhando da natureza destes. . vislumbra-se que a base de cálculo do quinquênio é a totalidade de vencimentos do servidor. FICANDO IMPROVIDO O RECURSO DOS AUTORES” (TJSP. incorporados e não os que decorrem de situação passageira e que podem cessar. que consigna parcelas a título de gratificações incorporadas. dentre as verbas egratificações que percebe.

31) do autor. sem que a lei de regência sequer instituísse no tocante ao benefício algum “discrimen” tendente a configurá-lo como vantagem “propter laborem”.sentença quanto ao ponto. integra a base de cálculo do qüinqüênio. tendo sido o referido dispositivo legal revogado pela recente Lei Complementar nº 1. Logo. portanto. fica absorvida nos vencimentos e proventos dos integrantes da carreira de Agente de Segurança Penitenciária e da classe de Agente de Escolta e Vigilância Penitenciária. de 8 de dezembro de 1993. aos vencimentos do autor.. cujo artigo 1º é do seguinte teor: “Artigo 1º .” (fls. variando apenas o percentual de acordo com o número de detentos existente em cada Unidade do Sistema Penitenciário. Logo. já que determinou o pagamento do adicional de tempo de serviço (qüinqüênio) “.sobre os vencimentos integrais. Adicional de Insalubridade Vantagem por natureza e definição de cunho transitório e “pro labore faciendo”. instituída pelo artigo 14 da Lei Complementar nº735. incorporando-se. a base de cálculo do adicional por tempo de serviço ATS (qüinqüênio) deverá englobar também as seguintes vantagens: “Gratificação por Atividade Penitenciária GAP” e “Adicional Local de Exercício ALE”. de27 de maio de 2010..116. . bem como nas pensões percebidas por seus beneficiários. É vantagem que não é de natureza “pro labore faciendo” e não tem correspondência com específica contraprestação funcional. pois atingiu toda a categoria dos Agentes de Segurança Penitenciária. Portanto. Trata-se de parcela que corresponde a gratificação de cunho genérico e abrangente.. Adicional de Local de Exercício ALE Lei Complementar Estadual nº 693/92.. não compõe a base de cálculo da vantagem aqui pretendida. deve ser incluído na base de cálculo do qüinqüênio.A Gratificação de Atividade Penitenciária GAP.”. Gratificação de Atividade Penitenciária GAP Lei Complementar nº 735/1993 (artigo 14). Assim.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful