Você está na página 1de 20
PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO DO PROGRAMA DE PÓS-

GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - PPGA/UFPB -

2014

EDITAL DE SELEÇÃO

Pelo presente edital, a Comissão de seleção do PPGA/UFPB torna público o processo seletivo para o Curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Administração da UFPB para a Turma 39, que terá início em 2014. A área de concentração do curso é Administração e Sociedade, com três linhas, e suas respectivas ênfases:

Linha I – Gestão Estratégica, Trabalho e Sociedade

a) Aprendizagem e Competências

b) Estratégia e Inovação

c) Estado, Trabalho e Sociedade

Linha II – Informação e Mercado

a) Tecnologias de Informação e Comunicação

b) Finanças

Linha III – Marketing e Sociedade

a) Marketing e Sociedade

O processo seletivo obedecerá às regras e procedimentos detalhados a seguir.

I – SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DE PAGAMENTO DE TAXA DE INSCRIÇÃO

1. Poderão solicitar isenção de pagamento de taxa de inscrição para o processo de seleção do

Programa os candidatos que se beneficiam do disposto no Decreto 6.593 de 2 de Outubro de 2008, reproduzida no Anexo 1 deste edital.

2. As solicitações de isenção poderão ser apresentadas no período de 29 de julho a 09 de agosto de

2013, das 08:00 às 17:00, na secretaria da coordenação do PPGA, situada no prédio do CCSA/UFPB, Campus Universitário – João Pessoa/PB.

3. As solicitações poderão ser efetivadas pessoalmente, por procuração ou por via postal. Solicitações

de isenção por via postal deverão ser enviadas por SEDEX, e serão apreciadas desde que postadas até o dia 09 de agosto de 2013. Não serão aceitas solicitações por via fax ou por correio eletrônico (e-mail).

4. Somente serão aceitas solicitações acompanhadas com a documentação exigida legalmente

(conforme Anexo 1). A documentação necessária para realizar a solicitação de isenção compõe-se dos

seguintes itens:

a) Requerimento de isenção de pagamento de taxa devidamente preenchido, conforme modelo

disponível no site www.ccsa.ufpb.br/ppga;

b) Fotocópia dos seguintes documentos: CPF e Carteira de Identidade.

5. Uma lista com os resultados das solicitações de isenção será afixada no quadro de avisos da

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

CEP 58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

2 Coordenação do PPGA/UFPB e divulgada na homepage do programa até o dia 16 de

2

Coordenação do PPGA/UFPB e divulgada na homepage do programa até o dia 16 de agosto de 2013.

II – INSCRIÇÃO

1. Poderão se inscrever para o processo de seleção do programa:

a) Candidatos portadores de diploma de graduação, de cursos devidamente reconhecidos pelo Ministério da Educação;

b) Candidatos concluintes em curso de graduação, que farão inscrição condicionada a perderem o

direito à vaga, se, caso aprovados, não tiverem concluído o curso de graduação na data da matrícula.

2. As inscrições serão realizadas no período de 29 de julho a 30 de agosto de 2013, das 08:00 às 17:00,

na Secretaria do PPGA, situada no prédio do CCSA/UFPB, Campus Universitário – João Pessoa/PB.

3. As inscrições poderão ser efetivadas pessoalmente ou por via postal. Inscrições por via postal

deverão ser enviadas por SEDEX, e serão apreciadas desde que postadas até o dia 30 de agosto de 2013. Não serão aceitas inscrições via fax ou por correio eletrônico (e-mail). Somente serão aceitas inscrições com a documentação completa (ver item 5).

4. No ato da inscrição, o candidato deverá indicar a Linha de pesquisa à qual pretende se vincular, e

sua respectiva Ênfase.

5. A documentação necessária para realizar a inscrição compõe-se dos seguintes itens:

a) Requerimento de inscrição devidamente preenchido, conforme modelo disponível no site www.ccsa.ufpb.br/ppga;

b) 01 (uma) foto 3x4 cm;

c) Comprovante do resultado obtido pelo candidato no teste de seleção da ANPAD em uma de suas edições dos anos de 2012 e 2013 para os candidatos que optarem pela utilização do resultado do teste no processo seletivo. Cumpre informar que no ato da inscrição, o candidato indicará sua opção para a fase 1 – prova de conhecimentos: se utilizará o resultado do teste da ANPAD ou se realizará a prova de conhecimentos gerais elaborada para este processo seletivo.

d) Caso o aluno faça a edição do teste ANPAD de setembro de 2013 e opte, na inscrição, pela utilização de seu resultado, o comprovante do resultado obtido pelo candidato deverá ser entregue à secretaria do PPGA até o dia 04 de outubro de 2013. A não entrega desse comprovante até o prazo estabelecido, nesta alínea, e para aqueles que optarem pela utilização do resultado do teste no processo seletivo, implicará na atribuição de nota zero na prova de conhecimentos gerais.

e) Fotocópia dos seguintes documentos: CPF, Carteira de Identidade, Título de Eleitor com comprovante de quitação com a Justiça Eleitoral;

f) Cópias autenticadas do histórico escolar e do diploma de conclusão de curso de graduação. Os alunos concluintes deverão apresentar uma declaração emitida pela coordenação do curso que comprove que o mesmo está em condições de concluir o curso de graduação antes da data da

matrícula do PPGA/UFPB;

g) Comprovante de pagamento da taxa de inscrição de R$ 60,00 (sessenta reais), conforme orientação para pagamento descritas no Anexo 2 (comprovação exigida apenas para candidatos que não solicitaram isenção de pagamento de taxa ou tiveram sua solicitação indeferida).

6. Uma lista com as inscrições homologadas será afixada no quadro de avisos da Coordenação do

PPGA/UFPB e divulgada na homepage do Programa até o dia 06 de setembro de 2013.

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

III - PROCESSO DE SELEÇÃO 3 1. A admissão ao Curso de Mestrado em Administração

III - PROCESSO DE SELEÇÃO

3

1. A admissão ao Curso de Mestrado em Administração do PPGA/UFPB será feita após aprovação e classificação em processo de seleção, realizado em três fases, a saber:

Fase 1 – Provas de conhecimentos:

a) Esta fase será composta por duas provas, uma geral e outra específica, por ênfase.

b) Na prova de conhecimento geral tem caráter classificatório, e o candidato poderá optar em usar o resultado do teste da ANPAD ou realizar a prova, elaborada por essa comissão, para este processo seletivo. Abaixo estão especificadas as opções:

Opção 1 - Teste da ANPAD: caso opte por esta opção, o candidato deverá realizar o teste da ANPAD (informações podem ser encontradas no site www.anpad.org.br/teste). A prova visa avaliar o domínio de conhecimentos gerais que se constituem pré-requisitos para o futuro estudante do PPGA, e sua realização é de total responsabilidade do candidato. As pontuações dos candidatos serão padronizadas dentro de cada linha, da seguinte forma:

inicialmente, serão extraídos a média aritmética simples das pontuações por linha (MGL) e o desvio padrão por linha (DGL); em seguida, as pontuações de cada candidato (NGC) serão subtraídas da média por linha (MGL) e depois o valor será dividido pelo desvio padrão (DGL), com o valor resultante sendo arredondado para até duas casas decimais. Para cada candidato, o resultado desta operação será somado a 7,0 (sete vírgula zero), gerando a nota de conhecimentos gerais padronizada por candidato (NGPC). A fórmula a seguir indica o procedimento de extração desta nota:

= 7 +

Opção 2 - Prova de conhecimentos gerais da comissão: esta prova envolver conhecimentos gerais de interesse do curso, envolvendo Inglês (interpretação de texto), Metodologia da Pesquisa, Métodos Quantitativos e Qualitativos. A prova consistirá em 20 questões de múltipla escolha enunciadas em português ou em inglês. Cada questão valerá 0,5 (zero vírgula cinco) pontos. Para a realização da prova, será permitido apenas o uso de caneta esferográfica azul ou preta, lápis grafite, borracha e corretivo para caneta. A prova terá uma duração máxima de 3 (três) horas. As notas dos candidatos nesta prova serão padronizadas dentro de cada linha, da seguinte forma: inicialmente, serão extraídos a média aritmética simples por linha (MGL) e o desvio padrão por linha (DGL); em seguida, as notas de conhecimentos gerais de cada candidato (NGC) serão subtraídas da média por linha (MGL) e depois o valor será dividido pelo desvio padrão (DGL), com o valor resultante sendo arredondado para até duas casas decimais. Para cada candidato, o resultado desta operação será somado a 7,0 (sete vírgula zero), gerando a nota de conhecimentos gerais padronizada por candidato (NGPC), computada até 10 pontos. A fórmula a seguir indica o procedimento de extração desta nota:

= 7 +

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

4 c) Prova de conhecimentos específicos : esta prova tem caráter eliminatório e classificatório e

4

c) Prova de conhecimentos específicos: esta prova tem caráter eliminatório e classificatório

e visa avaliar o domínio de conhecimentos específicos envolvendo Administração Geral e

Administração e Sociedade, além de temas das Ênfases das Linhas de pesquisa do curso. A prova consistirá de até 12 (doze) questões, sendo dez questões de múltipla escolha, e até duas questões discursivas relacionadas à Ênfase da Linha de pesquisa de opção do candidato. As questões serão enunciadas exclusivamente em inglês, porém as respostas escritas deverão ser apresentadas exclusivamente em português. Cada questão objetiva valerá 0,5 (zero vírgula cinco) pontos, e as questões discursivas valerão, juntas, 5,0 (cinco vírgula zero) pontos. Para a realização da prova, será permitido apenas o uso de caneta esferográfica azul ou preta, lápis grafite, borracha e corretivo para caneta. As respostas somente serão consideradas se escritas a caneta azul ou preta. A prova terá uma duração máxima de 3 (três) horas.

Para a avaliação das questões discursivas, serão avaliados os seguintes critérios: demonstração de conhecimento teórico e capacidade crítica, consistência lógica da resposta e redação clara, com coesão e coerência.

As notas dos candidatos nesta prova serão padronizadas dentro de cada linha, da seguinte forma: inicialmente, serão extraídos a média aritmética simples por linha (MEL) e o desvio padrão por linha (DEL); em seguida, as notas de conhecimentos específicos de cada candidato (NEC) serão subtraídas da média por linha (MEL) e depois o valor será dividido pelo desvio padrão (DEL), com o valor resultante sendo arredondado para até duas casas decimais. Para cada candidato, o resultado desta operação será somado a 7,0 (sete vírgula zero), gerando a nota de conhecimentos específicos padronizada por candidato (NEPC), computada até 10 pontos. A fórmula a seguir indica o procedimento de extração desta nota:

= 7 +

As referências sugeridas pela Comissão para a realização da prova escrita estão indicadas no Anexo 3 deste Edital. Esta bibliografia é uma indicação de conteúdos associados aos temas de estudos nas Linhas e Ênfases, não havendo obrigação de as questões das provas terem relação direta com os itens indicados.

Fase 2 – Apresentação e Arguição do Projeto de Pesquisa. Esta fase é eliminatória e classificatória e visa avaliar a competência de capacidade retórica de apresentação e defesa de um projeto coerente com a proposta de pesquisa e formação do PPGA. Nesta fase, é desenvolvida uma avaliação em duas etapas: 1 - análise de adequação e qualidade da proposta constante no projeto de pesquisa, que terá base no texto do projeto e no conteúdo apresentado, que valerá três pontos; 2 – análise do desempenho do candidato na arguição a respeito do projeto de pesquisa, que valerá sete pontos.

Os candidatos aprovados para a Fase 2 do processo seletivo, terão o prazo de 10 dias úteis, a partir da publicação do resultado da Fase 1, para depósito da projeto de pesquisa.

a)

O

depósito do projeto de pesquisa poderá ser efetivado pessoalmente ou por via postal.

Depósitos de projetos de pesquisa por via postal deverão ser realizados por SEDEX, e serão aceitos desde que postados dentro do prazo estipulado. Não serão aceitos depósitos via fax ou por correio eletrônico (e-mail).

b)

O

projeto de pesquisa deverá ser entregue em três vias encadernadas e uma cópia em arquivo

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

eletrônico na Secretaria do PPGA, das 08:00 às 17:00; 5 c) As três vias do

eletrônico na Secretaria do PPGA, das 08:00 às 17:00;

5

c) As três vias do projeto de pesquisa somente serão aceitas pela Secretaria do PPGA mediante declaração por escrito do candidato de que o conteúdo é de sua autoria e que não possui reprodução total ou parcial de outro(s) autor(es). Projetos de pesquisa que apresentarem reprodução total ou parcial de outro(s) autor(es) não serão avaliadas e o candidato será eliminado do processo seletivo;

d) Projetos de pesquisa depositados pelo candidato poderão a qualquer momento do processo seletivo ser desqualificadas se verificadas inconformidades com qualquer um dos itens constantes no Anexo 6. Caso o projeto de pesquisa seja desqualificado, será atribuída nota 0,0 (zero vírgula zero) ao candidato na Fase 2 do processo.

No Anexo 5 há uma lista de temas de interesse das linhas e ênfases do PPGA/UFPB e recomenda-se que os candidatos procurem alinhar suas propostas aos temas da referida lista e consultem os currículos dos professores do PPGA na Plataforma Lattes. A estrutura recomendada do projeto de pesquisa encontra-se no Anexo 6 do presente Edital.

Os candidatos selecionados para a Fase 2 e que tenham depositado devidamente seus projetos, deverão apresentar o projeto de pesquisa para uma banca, em até 25 minutos, em horário pré- agendado, dos quais até 10 minutos serão destinados a uma exposição oral da proposta de pesquisa do candidato e o restante do tempo será usado para arguição por parte da banca de avaliação.

A banca de avaliação será formada por, no mínimo dois professores, sendo recomendado que ao

menos um deles seja integrante da comissão do processo seletivo, e que ao menos seja professor vinculado à Linha de pesquisa na qual o candidato pretende ingressar. Será permitida a utilização de quaisquer recursos audiovisuais que o candidato entender necessários e que houver disponibilidade.

Cada examinador da banca atribuirá uma nota de 0,0 (zero vírgula zero) a 10,0 (dez vírgula zero) ao candidato, e a nota final será decorrente da média aritmética simples das notas pelos examinadores. Serão eliminados do processo seletivo os candidatos que tiverem média inferior a 6,0 (seis vírgula zero) nesta fase.

A avaliação da capacidade retórica de defesa do projeto de pesquisa será baseada nos procedimentos e nos critérios apresentados no Anexo 7.

Fase 3 – Análise do currículo.

O candidato habilitado para a Fase 2 deverá entregar ainda seu currículo impresso a partir da

Plataforma Lattes, com todos os documentos comprobatórios, no mesmo dia em que realizar o

depósito do projeto de pesquisa, conforme indicado no cronograma do Quadro 1.

A análise do currículo é uma etapa classificatória e visa avaliar três competências centrais do

candidato:

Adequação de formação: expressa nas atividades de formação diversas realizadas pelo candidato, em especial os cursos de graduação e de pós-graduação;

Experiência acadêmica: expressa nas atividades de docência (experiência do candidato como docente, monitoria, estágio docente) e de envolvimento com pesquisa e administração acadêmica (participação em eventos, publicações de artigos, liderança de projetos de iniciação científica, coordenação de cursos superiores). Nesta dimensão consideram-se os últimos cinco anos;

Experiência profissional não acadêmica: expressa nas atividades profissionais não docentes ou de estágio do candidato, em áreas de administração ou não. Nesta dimensão consideram-se

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

os últimos dez anos. 6 No Anexo 4 estão disponibilizados os instrumentos utilizados na contagem

os últimos dez anos.

6

No Anexo 4 estão disponibilizados os instrumentos utilizados na contagem de pontos de cada uma das competências indicadas.

Caberá ao candidato efetuar a contagem de pontos de seu currículo e entregar os instrumentos do Anexo 4 (adequação de formação, experiência profissional e experiência acadêmica) preenchidos, juntamente com os comprovantes. Os comprovantes do currículo deverão ser devidamente organizados pelo candidato, em conformidade com cada um dos itens dos instrumentos, e caberá à comissão validar a pontuação apresentada, considerando as comprovações disponibilizadas. Não serão conferidos os comprovantes do currículo que não estejam vinculados aos critérios indicados nos roteiros de pontuação e que não estejam devidamente ordenados.

2. Todas as etapas do processo seletivo serão realizadas em salas específicas do Centro de Ciências

Sociais Aplicadas da Universidade Federal da Paraíba, Campus I (João Pessoa). As salas e suas

respectivas localizações serão oportunamente divulgadas pela Coordenação do PPGA.

3. Somente terão acesso ao local das provas os portadores do documento de identificação com foto.

Aqueles que não estiverem com a documentação de identificação não terão sua prova corrigida e serão

eliminados do processo seletivo.

4. Os resultados das Fases 2 e 3 serão divulgados juntamente com o resultado final do processo de

seleção, até o dia 06 de dezembro de 2013. A lista será afixada no quadro de avisos da Coordenação do

PPGA/UFPB e divulgada na homepage do programa.

Quadro 1 – Cronograma do Processo Seletivo

Atividade

Data

Início do período de inscrições e de solicitação de isenção da taxa de inscrição

29/07/2013

Prazo final para solicitação de isenção da taxa de inscrição

Até 09/08/2013

Divulgação da lista de candidatos com direito à isenção

Até 16/08/2013

Encerramento das inscrições no processo seletivo

30/08/2013

Divulgação da lista de inscrições homologadas para o processo seletivo

Até 06/09/2013

Entrega do resultado do teste ANPAD setembro (para os que fizerem essa prova e optaram pelo uso do seu resultado)

Até 04/10/2013

Prova de Conhecimentos Gerais e Específicos (parte de questões objetivas)

11/10/2013, das 09:00 às 12:00 (horário local)

Prova de Conhecimentos Específicos (parte questões abertas)

11/10/2013, das 14:00 às 17:00 (horário local)

Divulgação da lista dos candidatos aprovados para a Fase 2

Até 31/10/2013

Prazo final para depósito do Projeto de pesquisa e entrega do Currículo com documentos comprobatórios dos candidatos aprovados na primeira fase do processo seletivo.

Até 10 dias a partir da publicação do resultado da primeira fase do processo seletivo

Apresentação e arguição do projeto de pesquisa

18 a 22/11/2013

Divulgação da lista dos candidatos aprovados

Até 06/12/2013

IV – CLASSIFICAÇÃO E APROVAÇÃO

1. O Quadro 2 discrimina os pesos das competências a serem analisados no processo seletivo do

Mestrado Acadêmico em Administração.

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

7 Quadro 2 – Ponderação dos itens a serem avaliados Competência Fonte Instrumento Escore Peso

7

Quadro 2 – Ponderação dos itens a serem avaliados

Competência

Fonte

Instrumento

Escore

Peso

Domínio de conhecimentos gerais – CG

Prova

Teste ANPAD ou Prova escrita

Nota¹

0,20

Domínio de conhecimentos específicos – CE

Prova

Prova escrita

Nota²

0,25

Adequação de formação – AF

Currículo

Formulário próprio*

Pontuação

0,10

Experiência acadêmica de ensino e pesquisa – EA

Currículo

Formulário próprio*

Pontuação

0,10

Experiência profissional não docente – EP

Currículo

Formulário próprio*

Pontuação

0,10

Capacidade retórica de defesa do Projeto de pesquisa – CRD

Projeto de

Formulário próprio*

Pontuação

0,25

Pesquisa

¹ Nota oriunda da computação da nota de conhecimentos gerais padronizada por candidato (NGPC) ² Nota oriunda da computação da nota de conhecimentos específicos padronizada por candidato (NEPC) * Formulários com pontuação mínima de 0 pontos e máxima de 10 pontos.

A pontuação de cada candidato será computada pela seguinte fórmula:

Pontuação final = {0,20x(nota de CG) + 0,25x(nota de CE) + 0,10x(pontuação de AF) + 0,10x(pontuação de EA) + 0,10x(pontuação de EP) + 0,25x(pontuação de CRD)}.

2. A pontuação final será arredondada para duas casas decimais. Depois de computados os resultados

por candidato, esses serão dispostos em ordem decrescente da pontuação por Ênfase e Linha de Pesquisa.

3. São oferecidas 27 (vinte e sete) vagas, assim distribuídas entre as Linhas de Pesquisa:

Linha I – Gestão Estratégica, Trabalho e Sociedade:

a) Aprendizagem e Competências: 4 (quatro) vagas;

b) Estratégia e Inovação: 2 (dois) vagas.

c) Estado, Trabalho e Sociedade: 5 (cinco) vagas;

Linha II – Informação e Mercado:

a) Tecnologias de Informação e Comunicação: 4 (quatro) vagas.

b) Finanças: 4 (quatro) vagas.

Linha III – Marketing e Sociedade:

a) Ênfase de Marketing e Sociedade: 8 (oito) vagas.

4. Serão classificados os candidatos aprovados até o limite do número de vagas por Ênfase das Linhas

de Pesquisa.

5. Critérios de desempate: em caso de empate na pontuação final dos candidatos em sua classificação

dentro de cada ênfase e linha do respectivo curso, serão adotados como critérios de desempate os seguinte, que serão analisados na ordem indicada, até haver o desempate:

Primeiro critério: maior pontuação na prova de conhecimentos específicos

Segundo critério: maior pontuação na competência de Capacidade retórica de defesa do Projeto de pesquisa

Terceiro critério: maior pontuação na prova de conhecimentos gerais

Quarto critério: maior idade.

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

8 V – DISPOSIÇÕES FINAIS 1. A concorrência dos candidatos será por Ênfase das Linhas

8

V – DISPOSIÇÕES FINAIS

1. A concorrência dos candidatos será por Ênfase das Linhas de Pesquisa. Portanto, não são comparáveis entre si as pontuações finais obtidas pelos candidatos de Ênfases diferentes.

2. Em caso de não preenchimento do número de vagas em determinada Ênfase ou Linha de Pesquisa, a(s) vaga(s) poderá(ão) ser transferida(s) para outra Ênfase ou Linha, desde que haja candidatos habilitados. A decisão sobre transferência de vaga(s) fica a critério do Colegiado do PPGA/UFPB, que se posicionará considerando a nota final dos candidatos e a disponibilidade de orientação.

3. A Comissão de seleção poderá convocar candidatos aprovados, em caso de desistência, desde que obedecidos os critérios de classificação, primeiro por Ênfase, e em seguida na Linha da Ênfase, levando em conta ainda a possibilidade de transferência de vagas entre Linhas.

4. Cabem recursos contra os resultados nas diferentes Fases, a serem dirigidos à Comissão de seleção. Os recursos deverão ser encaminhados em até dois dias úteis após a divulgação do resultado que der causa ao recurso.

5. Os recursos serão julgados pela Comissão de seleção, que terá o prazo de três dias úteis contados a partir da data de solicitação de recurso para análise e divulgação de seu parecer.

6. A inscrição do candidato implica a aceitação das normas e instruções para o processo de seleção contidas neste edital e nos comunicados já emitidos ou que vierem a ser tornados públicos.

7. Os candidatos aprovados somente estarão aptos para matrícula depois da homologação dos resultados pelo Colegiado do PPGA/UFPB.

8. A efetivação da matrícula por parte do candidato implica a aceitação das normas, resoluções e regulamentos da pós-graduação do PPGA/UFPB.

9. Os casos não previstos por este edital serão resolvidos pela Comissão de seleção.

João Pessoa, 27 de junho de 2013.

Comissão de Seleção

Prof. Diogo Henrique Helal, Dr. (presidente)

Prof. André Gustavo Carvalho Machado, Dr. (membro)

Prof. Egídio Luiz Furlanetto, Dr. (membro)

Prof. Orleans Silva Martins, Dr. (membro)

Prof. Rita de Cássia de Faria Pereira, Dr. (membro)

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

9 ANEXO 1 - DECRETO Nº 6.593, DE 2 DE OUTUBRO DE 2008. Regulamenta o

9

ANEXO 1 - DECRETO Nº 6.593, DE 2 DE OUTUBRO DE 2008.

Regulamenta o art. 11 da Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990, quanto à isenção de pagamento de taxa de inscrição em concursos públicos realizados no âmbito do Poder Executivo federal.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da

Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 11 da Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990,

DECRETA:

Art. 1 o Os editais de concurso público dos órgãos da administração direta, das autarquias e das fundações públicas do Poder Executivo federal deverão prever a possibilidade de isenção de taxa de inscrição para o candidato que:

I. estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico, de que trata o Decreto n o 6.135, de 26 de junho de 2007; e

II. for membro de família de baixa renda, nos termos do Decreto nº 6.135, de 2007.

§ 1 o A isenção mencionada no caput deverá ser solicitada mediante requerimento do candidato, contendo:

I. indicação do Número de Identificação Social - NIS, atribuído pelo CadÚnico; e

II. declaração de que atende à condição estabelecida no inciso II do caput.

§ 2 o O órgão ou entidade executor do concurso público consultará o órgão gestor do CadÚnico para verificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato. § 3 o A declaração falsa sujeitará o candidato às sanções previstas em lei, aplicando-se, ainda, o disposto no parágrafo único do art. 10 do Decreto n o 83.936, de 6 de setembro de 1979.

Art. 2 o O edital do concurso público definirá os prazos limites para a apresentação do requerimento de isenção, assim como da resposta ao candidato acerca do deferimento ou não do seu pedido. Parágrafo único. Em caso de indeferimento do pedido, o candidato deverá ser comunicado antes

do término do prazo previsto para as inscrições.

Art. 3 o Este Decreto também se aplica aos processos seletivos simplificados para a contratação de pessoal por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, de que trata o art. 37, inciso IX, da Constituição.

Art. 4 o Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 2 de outubro de 2008; 187 o da Independência e 120 o da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA João Bernardo de Azevedo Bringel Patrus Ananias

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

10 ANEXO 2 - PROCEDIMENTO PARA PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO Comprovante de pagamento da

10

ANEXO 2 - PROCEDIMENTO PARA PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

Comprovante de pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$60,00. Para emissão do boleto bancário para pagamento da inscrição, os procedimentos são os seguintes:

Preencher

a

Guia

de

Recolhimento

da

União,

disponível

em:

http://www.stn.fazenda.gov.br/siafi/index_GRU.asp

 

Selecionar,

no

lado

esquerdo

da

tela,

o

item

“Impressão

Gru”.

https://consulta.tesouro.fazenda.gov.br/gru/gru_simples.asp

Emitir boleto bancário:

Preencher os campos (em amarelo) com os seguintes códigos:

o

UG: 153065 (UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA)

o

GESTÃO: 15231

o

RECOLHIMENTO CÓDIGO – 28830-6

Selecionar o item “Avançar”.

o

NÚMERO DE REFERÊNCIA: 153065106

o

COMPETÊNCIA E VENCIMENTO: desnecessário informar

o

CPF DO CONTRIBUINTE: CPF do candidato

o

NOME DO CONTRIBUINTE: nome do candidato

o

VALOR TOTAL: 60,00

Selecionar o item “Emitir GRU”

Imprimir o boleto bancário e pagar no Banco do Brasil.

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

11 ANEXO 3 - REFERÊNCIAS SUGERIDAS PARA A PROVA DE CONHECIMENTOS 1. Recomendações para a

11

ANEXO 3 - REFERÊNCIAS SUGERIDAS PARA A PROVA DE CONHECIMENTOS

1. Recomendações para a prova objetiva:

SILVA, R. O. Teorias da Administração. São Paulo: Thomson Pioneira, 2007.

SOBRAL, F.; PECI, A. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro. São Paulo: Pearson,

2008.

STEURER, R.; LANGER, M. E.; KONRAD, A.; MARTINUZZI, A. Corporations, stakeholders and sustainable development I: a theoretical exploration of business–society relations. Journal of Business Ethics, v. 61, p. 263–281, 2005.

2. Recomendações por ênfase de cada linha de pesquisa

Aprendizagem e Gestão por Competências

ANTONELLO, C.S.; GODOY, A.S. (Org.) Aprendizagem Organizacional no Brasil. Porto Alegre:

Bookman, 2011.

CROSSAN, M. M. BERDROW, I. Organizational Learning and Strategic Renewal. Strategic Management Journal, v. 24, n. 11, p. 1087-1105, Nov., 2003.

DREJER, A. Organizational learning and competence development. The Learning Organization, v. 7, n. 4, 2000, p. 206-220.

FLEURY. M.T.L.; RUAS, R. (Org.). Competências: conceitos, métodos e experiências. São Paulo:

Atlas, 2008

Estado, Trabalho e Sociedade

ANTUNES, Ricardo. Os modos de ser da informalidade: rumo a uma nova era da precarização estrutural do trabalho? Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 107, p. 405-419, jul./set. 2011

COSTA, Márcia da Silva. O sistema de relações de trabalho no Brasil: alguns traços históricos e sua precarização atual. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v.20, n.59, Out. 2005.

EVANS, Peter B. Análise do Estado no Mundo Neoliberal: Uma Abordagem Institucional Comparativa. Revista de Economia Contemporânea, n. 4, jul.-dez., 1998, p.51-85.

FERNANDES, Rubens C. Privado Porém Público: O terceiro Setor na América Latina. 2.ed. Rio de Janeiro: Relume – Dumaré, 1994.

GUIMARÃES, N. Por uma sociologia do desemprego. RBCS. Vol. 17, n. 50, out.2002, pp.103-121.

LIMA, Jacob Carlos. Participação, empreendedorismo e autogestão: uma nova cultura do trabalho? Sociologias, Porto Alegre, ano 12, n. 25, set./dez. 2010, p. 158-198.

WILSON, J. Volunteering. Annual Review of Sociology, 26, pp 215-240, 2000

Estratégia e Inovação

COHEN, W. M.; LEVINTHAL, D.A. Absorptive Capacity: A New Perspective on Learning and Innovation. Administrative Science Quarterly, 35, 128-152, 1990.

EISENHARDT, K. M.; MARTIN, A. Dynamic capabilities: what are they? Strategic Management Journal, v. 21, n. 10 –11, p. 1105 – 1121, 2000.

TEECE, D. J. Explicating Dynamic Capabilities: The Nature and Microfoundations of (Sustainable) Enterprise Performance. Strategic Management Journal, v. 28, n.13, p. 1319–50, 2007.

NELSON, R.R. Why do Firms Differ, and How does it matter? Strategic Management Journal, Vol. 12, 61-74, 1991.

PERES, C. Technological revolutions and techno-economic paradigms. Cambridge Journal of Economics, v. 34, 185-202, 2010.

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

Finanças 12 • DEANGELO, H.; DEANGELO, L.; STULZ, R. M. Seasoned equity offerings, market timing,

Finanças

12

DEANGELO, H.; DEANGELO, L.; STULZ, R. M. Seasoned equity offerings, market timing, and the corporate lifecycle. Journal of financial economic, v. 95, p. p. 275-295, 2010.

FAMA, E. F. Efficient markets: a review of theory and empirical work. Journal of Finance, v. 25, n. 2, p. 383-417, 1970.

MYERS, S. C. The capital structure puzzle. The Journal of Finance, v. 39, p. 575-592, 1984.

ROSS, S; WESTERFIELD, R;. JAFFE, J. Administração Financeira. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

STATMAN, M. How many stocks make a diversified portfolio? Journal of Financial and Quantitative Analysis, v. 22, n. 3, 1987.

Tecnologia da Informação

DONAT, E.; BRANDTWEINER, R.; KERSCHBAUM, J. Attitudes and the digital divide: Attitude measurement as instrument to predict Internet usage. Informing Science, v. 12, 2009, pp. 37-56.

RAVICHANDRAN, T.; RAI, A. Quality management in systems development: An organizational system perspective. MIS Quarterly, v. 24, n. 3, 2000, pp. 381-415.

Marketing

ANDREASEN, A. R. Marketing social marketing in the social change marketplace. Journal of Public Policy and Marketing, v. 21, n. 1, p. 3-13, 2002.

BAKER, S. M.; GENTRY J. W.; RITTENBURG, T. L. Building understanding of the domain of consumer vulnerability. Journal of Macromarketing, v. 25, n .2, 2005, p.1-12.

LAYTON, R. A. Marketing systems: a core macromarketing concept. Journal of Macromarketing, v. 27, n. 3, p. 227-242, 2007.

LAYTON, R. A.; GROSSBART, S. Macromarketing: past, present, and possible future. Journal of Macromarketing, v. 26, n. 2, p. 193-213, 2006.

WILKIE, W. L.; MOORE, E. S. Expanding our understanding of marketing in society. Journal of the Academy of Marketing Science, v. 40, n. 1, p. 53-73, 2012.

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

13 ANEXO 4 – ROTEIRO PARA PONTUAÇÃO DO CURRICULUM VITAE ADEQUAÇÃO DE FORMAÇÃO Nome do

13

ANEXO 4 – ROTEIRO PARA PONTUAÇÃO DO CURRICULUM VITAE

ADEQUAÇÃO DE FORMAÇÃO

Nome do candidato:

Definição: manifesta nas atividades de formação diversas realizadas pelo candidato, tais como cursos de graduação e pós-graduação stricto sensu, reconhecidos pelo MEC ou pela CAPES.

CRITÉRIO

Unidade

Pontuação

Pontuação

Pontuação

Unitária

Máxima

Adquirida

(A) FORMAÇÃO DE GRADUAÇÃO (CONSIDERAR SOMENTE UMA PRIMEIRA GRADUAÇÃO)*

Primeira graduação considerada em Administração

Curso

90

90

 

Primeira graduação considerada em demais áreas

Curso

50

50

 

Segunda graduação considerada

Curso

10

10

 

Pontuação total do subitem

-

-

-

 

(B) FORMAÇÃO DE ESPECIALIZAÇÃO

 

Especialização na área de administração em ciências sociais aplicadas, exatas ou humanas

Curso

10

20

 

Especialização em outras áreas

Curso

5

5

 

Cursos de aperfeiçoamento (a partir de 120 horas)

Curso

2

5

 

Pontuação total do subitem

-

-

-

 

(C) FORMAÇÃO DE MESTRADO

 

Curso de mestrado

Curso

10

10

 

Pontuação total do subitem

-

-

-

 

(D) FORMAÇÃO DE DOUTORADO

 

Curso de doutorado

Curso

10

10

 

Pontuação total do subitem

-

-

-

 

PONTUAÇÃO OBTIDA (A+B+C+D) (TOTAL ATÉ NO MÁXIMO DE 100 PONTOS)

PONTUAÇÃO TOTAL DO INSTRUMENTO

- -

-

NOTA FINAL (PONTUAÇÃO TOTAL/10)

- -

-

*Caso o candidato possua duas graduações, sendo uma em Administração, esta será sempre a ‘primeira graduação considerada’.

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

14 ANEXO 4 – ROTEIRO PARA PONTUAÇÃO DO CURRICULUM VITAE - CONTINUAÇÃO EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL NÃO

14

ANEXO 4 – ROTEIRO PARA PONTUAÇÃO DO CURRICULUM VITAE - CONTINUAÇÃO

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL NÃO ACADÊMICA

Nome do candidato:

Conceito: expressa nas atividades profissionais ou de estágio do candidato, em áreas de administração ou não, considerando os últimos 10 anos.

CRITÉRIO

Unidade

Pontuação

Pontuação

Pontuação

Unitária

Máxima

Adquirida

(A) EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL EM ESTÁGIOS (MÍNIMO DE 120 HORAS)

 

Estágio em área de administração (mais de 120 horas)

Estágio

20

40

 

Estágio em área distinta de administração (mais de 120 horas)

Estágio

5

10

 

Pontuação total do subitem

-

-

-

 

(B) EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL NO SETOR PÚBLICO

 

Experiência profissional na área de Administração em instituição pública em função de nível superior

Semestre

20

80

 

Experiência profissional na área de Administração em instituição pública em função de nível médio

Semestre

10

40

 

Experiência profissional em área distinta de Administração em instituição pública

Semestre

05

20

 

Pontuação total do subitem

-

-

-

 

(C) DEMAIS EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS

 

Experiência profissional na área de Administração em instituição privada ou ONG (regime de contratação CLT)

Semestre

15

60

 

Experiência profissional em área distinta de Administração em instituição privada ou ONG (regime de contratação CLT)

Semestre

5

20

 

Experiência profissional em atividade de Administração em empreendimento próprio

Semestre

20

60

 

Pontuação total do subitem

-

-

-

 

PONTUAÇÃO OBTIDA (A+B+C) (TOTAL ATÉ NO MÁXIMO DE 100 PONTOS)

PONTUAÇÃO TOTAL DO INSTRUMENTO

- -

-

NOTA FINAL (PONTUAÇÃO TOTAL/10)

- -

-

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

15 ANEXO 4 – ROTEIRO PARA PONTUAÇÃO DO CURRICULUM VITAE - CONTINUAÇÃO EXPERIÊNCIA ACADÊMICA Nome

15

ANEXO 4 – ROTEIRO PARA PONTUAÇÃO DO CURRICULUM VITAE - CONTINUAÇÃO

EXPERIÊNCIA ACADÊMICA

Nome do candidato:

Conceito: expressa nas atividades de docência (experiência do candidato como docente, monitoria,

estágio docente

participação em projetos de iniciação científica

e de envolvimento com pesquisa (participação em eventos, publicações de artigos,

)

CRITÉRIO

Unidade

Pontuação

Pontuação

Pontuação

Unitária

Máxima

Adquirida

(A) ATIVIDADE DOCENTE NO ENSINO SUPERIOR EM ADMINISTRAÇÃO

 
 

Crédito

     

Ministração de aulas

(15 horas)

2

40

Atividade de monitoria de graduação

Atividade

15

30

 

Professor de ensino fundamental

Semestre

10

20

 

Professor de curso livre (disciplinas de mais de 30 horas)

Disciplina

2

20

 

Pontuação total do subitem (computar 50 pontos)

-

-

-

 

(B) PARTICIPAÇÃO EM PROJETOS DE PESQUISAS E EXTENSÃO

 

Participação em projeto de extensão completo

Projeto

15

30

 

Participação em projeto de iniciação científica completo

Projeto

15

30

 

Liderança de projeto de pesquisa ou extensão aprovado por IES, com duração mínima de 01 ano.

Projeto

4

20

 

Orientação de monografia

Trabalho

5

20

 

Participação em eventos científicos, de monitoria ou de extensão

Evento

2

10

 

Pontuação total do subitem (computar até 50 pontos)

-

-

-

 

(C) PARTICIPAÇÃO EM ATIVIDADES DE ADMINISTRAÇÃO ACADÊMICA

 

Coordenação de curso de graduação ou pós-graduação

Semestre

10

50

 

Chefia de departamento ou direção de unidade acadêmica

Semestre

10

50

 

Assessoria com portaria ou nomeação formal

Semestre

5

25

 

Pontuação total do subitem (computar até 50 pontos)

-

-

-

 

(D) PRODUÇÃO INTELECTUAL (ATÉ 100 PONTOS)

 

Publicação de artigos acadêmicos em revistas constantes no Qualis em Administração (a pontuação dos artigos será definida a partir dos estratos de qualificação: A1 = 100, A2 = 80, B1 = 60, B2 = 50, B3 = 30, B4 = 20, B5 =

Pontos

1

100

 

10).

Publicação de artigos acadêmicos em eventos nacionais e internacionais classificados como E1 e E2 no Documento de Área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo de

Trabalho

10

50

 

2009.

Publicação de livros (autoria) com ISBN de viés acadêmico (científico ou didático) de interesse da área de Administração

Livro

50

100

 

Publicação de livros (autoria) com ISBN de viés acadêmico (científico ou didático) de interesse de área distinta da Administração

Livro

30

50

 

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

  16
 

16

 

Organização de livros com ISBN

de

viés

acadêmico

       

(científico ou didático) Administração

de

interesse

da

área

de

Livro

20

50

Organização de livros com ISBN de viés acadêmico (científico ou didático) de interesse de área distinta da Administração

Livro

10

30

 

Publicação de capítulo de livros com ISBN de viés acadêmico (científico ou didático) de interesse da área de Administração

Capítulo

20

100

 

Publicação de capítulo de livros com ISBN de viés acadêmico (científico ou didático) de interesse de área distinta da Administração

Capítulo

10

30

 

Pontuação total do subitem

 

-

-

-

 

PONTUAÇÃO OBTIDA (A+B+C+D) (TOTAL ATÉ NO MÁXIMO DE 200 PONTOS)

PONTUAÇÃO TOTAL

-

-

-

NOTA FINAL (PONTUAÇÃO TOTAL/20)

-

-

-

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

17 ANEXO 5 - TEMAS DE INTERESSES DOS PROFESSORES DO PPGA LINHA 1 – GESTÃO

17

ANEXO 5 - TEMAS DE INTERESSES DOS PROFESSORES DO PPGA

LINHA 1 – GESTÃO ESTRATÉGICA, TRABALHO E SOCIEDADE

1.1.

ÊNFASE: APRENDIZAGEM E COMPETÊNCIAS

Aprendizagem individual/organizacional

Competências Gerenciais ou Coletivas

Aprendizagem e Competências em Setores Específicos

Sistema de Aprendizagem em Ação para o Ensino em Administração

1.2.

ÊNFASE: ESTRATÉGIA E INOVAÇÃO

Inovação e desempenho

Políticas públicas e inovação

Capacidade de inovação

Inovação e sustentabilidade

Inovação e Internacionalização

Internacionalização

Capacidades Dinâmicas.

1.3.

ÊNFASE: ESTADO, TRABALHO E SOCIEDADE

Relações de Trabalho e Desigualdade

Informalidade

Formação e Inserção Profissional

Profissões e Ocupações

Trabalho e Subjetividade

Prazer e Sofrimento

Minorias e Trabalho

Gerações, Trabalho e Trajetórias Profissionais

Estado e Gestão Pública

Políticas Sociais

Políticas Públicas

Gestão Social

Gestão do Terceiro Setor

Desenvolvimento Regional e Local

LINHA 2 – INFORMAÇÃO E MERCADO

2.1.

ÊNFASE: FINANÇAS

Anomalias no Mercado de Capitais

Custo e Estrutura de Capital

Efeito Liquidez na Precificação de Ativos

Governança Corporativa

Modelos de Precificação de Ativos

Modelos de Volatilidade

Value Relevance

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

18 2.2. ÊNFASE: TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO • Propriedade intelectual no ambiente digital •

18

2.2. ÊNFASE: TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Propriedade intelectual no ambiente digital

Segurança da informação nas organizações

Gestão de profissionais de tecnologia da informação

Análise de redes sociais virtuais

Limitações digitais

Tecnologias de informação e comunicação e transformação social

Tecnologias de informação e comunicação e desenvolvimento regional

LINHA 3 – MARKETING E SOCIEDADE

Ativismo do consumidor

Comportamento do consumidor vulnerável (deficientes, crianças, idosos, online)

Consumo, cultura, multiculturalismo e diversidade (pessoas necessidades especiais, idosos, adolescentes, tribos, gênero e diversidade sexual)

Consumo, novas tecnologias e mobilidade

Consumo, redes sociais virtuais e práticas colaborativas

Endividamento do consumidor

Ética e Educação em marketing

Marketing no interesse público (social, de lugares e de instituições governamentais ou sociais)

Mensuração e modelos quantitativos de pesquisa e decisão em marketing

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

19 ANEXO 6 – ESTRUTURA PROPOSTA DO PROJETO DE PESQUISA a) Elementos estruturais: Título Contextualização

19

ANEXO 6 – ESTRUTURA PROPOSTA DO PROJETO DE PESQUISA

a) Elementos estruturais:

Título

Contextualização do tema

Descrição do problema de pesquisa

Objetivos da pesquisa

Justificativa

Referencial teórico

Referências

b) Normas: a proposta deverá ter no máximo 8 (oito) páginas (excluindo a capa e referências), seguindo as seguintes normas:

Folha: A4 Editor: Word 2003 ou superior Fonte: Times New Roman tamanho 12 Espaçamento: anterior e posterior – 0 ponto; entre linhas – 1,5 pontos Recuo de parágrafo: 1,25 Margens – esquerda e superior – 3 cm; direita e inferior - 2 cm Todas as citações, tabelas e referências bibliográficas deverão ser ajustadas de acordo com as regras da ABNT em vigência (o conhecimento e o ajustamento são de responsabilidade dos candidatos). Paginação no canto superior direito obrigatoriamente no formato: número da página/número total de páginas.

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454

20 ANEXO 7 – CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE RETÓRICA DE DEFESA DO PROJETO DE

20

ANEXO 7 – CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE RETÓRICA DE DEFESA DO PROJETO DE PESQUISA

Na primeira parte, a banca avaliará, com base no texto do projeto e na apresentação, a adequação da proposta para o curso em termos dos seguintes critérios

1. Qualidade do texto do projeto em termos de alinhamento com a Linha/Ênfase, correção e coerência.

2. Adequação da proposta ao conceito de uma pesquisa de dissertação de mestrado.

3. Qualidade geral da apresentação em termos de expressão oral (correção, coerência

)

e argumentação.

Na segunda parte, a banca avaliará, com base no texto do projeto, na apresentação e na resposta do candidato

à arguição, a adequação da proposta para o curso em termos dos seguintes critérios:

1. Capacidade do candidato em garantir a inovação da proposta.

2. Capacidade do candidato em garantir adequação do referencial teórico proposto.

3. Capacidade do candidato em garantir adequação da opção metodológica proposta

4. Demonstração de disposição de vocação para um curso de mestrado em administração.

5. Demonstração de disponibilidade para dedicação às demandas do curso (tempo, capacidade de leitura).

6. Demonstração de conhecimento e alinhamento com a área de concentração e linha de pesquisa.

7. Demonstração de conhecimento e alinhamento com a Linha/ênfase para a qual está concorrendo.

Cada quesito terá um escore de adequação de 0 a 10, e a nota final de cada avaliador será a média aritmética simples dos escores dos 10 critérios.

A média do candidato será a média aritmética simples das notas de cada avaliador.

Universidade Federal da Paraíba Programa de Pós-Graduação em Administração

Bloco do CCSA - Campus Universitário - João Pessoa - PB

58.059-900

Fone: + 55 (83) 3216.7454