Você está na página 1de 20
Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Desenvolvimento de Pessoas Coordenação de Desenvolvimento Humano

Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Desenvolvimento de Pessoas Coordenação de Desenvolvimento Humano

DiretrizesDiretrizes parapara oo DimensionamentoDimensionamento dede PessoalPessoal TTéécnicocnico--AdministrativoAdministrativo

Salvador

2007

ParadigmaParadigma dada GestãoGestão dede PessoasPessoas

Alcançar o perfil desejado para a força de trabalho e a sua atuação de forma motivada e eficiente num ambiente organizado segundo o paradigma da administração pública gerencial, cuja gestão visa o alcance de resultados institucionais e o atendimento satisfatório do público.

PrincPrincíípiospios

Lei nº. 11.091/2005 e o Decreto nº. 5.825/2006

Natureza e dinâmica da educação - pesquisa/ ensino/ extensão/ administração;

Qualidade do processo de trabalho e reconhecimento do saber não instituído;

Desenvolvimento do servidor vinculado aos desenvolvimento institucional e planejamento estratégico;

Capacitação - formação específica e geral, incluída a educação formal;

Avaliação do desempenho - processo pedagógico, critérios decorrentes das metas institucionais, caráter coletivo do trabalho e expectativas dos usuários;

Co-responsabilidade pela gestão - dirigentes dos órgãos e unidades e a área de gestão de pessoas;

Adequação do quadro de pessoal às necessidades institucionais.

ConceitosConceitos

Desenvolvimento - crescimento enquanto sujeito no processo de trabalho e na carreira, através da participação no planejamento, avaliação institucional e de desempenho e da capacitação necessários ao cumprimento dos objetivos institucionais.

Capacitação - ações pedagógicas, compreendidas como aperfeiçoamento e qualificação, vinculadas ao planejamento institucional, que visam promover, de forma continuada, o desenvolvimento integral dos servidores para que melhor desempenhem suas atividades e o papel de servidores públicos.

Aperfeiçoamento - processo de experiência ou ações de ensino-aprendizagem não-formal, aprofunda, completa ou conduz formação profissional inicial, atualiza seus conhecimentos e torna apto a lidar com inovações conceituais, metodológicas e tecnológicas relacionadas diretamente às atividades que exerce.

Qualificação - processo de experiência ou ações de ensino-aprendizagem, por meio da educação formal, através do qual, tendo em vista o planejamento institucional e o seu desenvolvimento na carreira, se adquire conhecimentos e habilidades que excedem às requeridas para as atividades em que está em exercício.

Desempenho - o processo de ações desenvolvido a partir de objetivos, metas e condições de trabalho previamente pactuadas entre o servidor e a instituição.

Avaliação de desempenho - um processo pedagógico sistemático de análise do desempenho do servidor, realizado mediante critérios objetivos decorrentes das metas institucionais, pactuadas na equipe de trabalho e referenciado nas expectativas dos usuários, com a finalidade de subsidiar a política de desenvolvimento institucional e do servidor.

ConceitosConceitos

Força de Trabalho é o quantitativos de pessoal ajustado às necessidades dos órgãos, aos perfis desejados – definidos pelo planejamento dos órgãos e unidades - e à disponibilidade orçamentária.

Dimensionamento é o processo de identificação, análise e quantificação da força de trabalho necessária para o cumprimento dos objetivos institucionais e de suas unidades, tendo como parâmetros o seu planejamento e o processo de trabalho.

Processo de Trabalho é o sistema que organiza de forma dinâmica as atividades da força de trabalho e a utilização dos meios de trabalho, visando o cumprimento dos objetivos e metas institucionais.

Alocação de Cargos é o processo de distribuição de cargos referenciados em critérios objetivos previamente definidos expressos através da matriz de alocação e na política institucional para o desenvolvimento do Sistema Federal de Educação e das IFE.

Matriz de Alocação de Cargos é o conjunto de variáveis expresso através de fórmula matemática que traduz a lógica de distribuição de cargos.

Cooperação Técnica é o instrumento pelo qual as instituições entre si e com o Ministério da Educação, poderão atuar de forma sistêmica e integrada, prestando colaboração técnica através de seus servidores.

Equipe de Trabalho é o conjunto da força de trabalho incluindo as chefias, que em menor escala realiza um conjunto de atividades afins e complementares, dentro do planejamento da IFE.

ObjetivosObjetivos dodo DimensionamentoDimensionamento

GeraisGerais

A identificação de necessidade de pessoal, remanejamento, readaptação e redistribuição.

EspecEspecííficosficos

Analisar quadro de pessoal;

Analisar processos e condições de trabalho;

Verificar condições tecnológicas;

Levantar composição etária e de saúde ocupacional dos servidores;

Definir critérios de distribuição de vagas;

Definir os quantitativos ideais para as diversas áreas;

Subsidiar o recrutamento da força de trabalho na instituição.

PPúúblicoblico AlvoAlvo

O Programa tem como público alvo os servidores técnico- administrativos efetivo, pessoal terceirizado, estagiários, bolsistas e outros.

MetodologiaMetodologia

Constituição da Comissão Interinstitucional para a condução do Dimensionamento da Força de Trabalho na UFBA

PesquisaPesquisa dede CampoCampo

Compreende as etapas de levantamento quali-quantitativo dos dados dos servidores técnico-administrativos, registrados no SIP e levantamento do pessoal contratado pela SAD, FAPEX e SUPAC;

Serão desenvolvidos instrumentos específicos para que, no momento da validação dos dados, previamente obtidos, sejam atualizados os dados funcionais;

Num segundo momento será realizada observação indireta, para confirmar a veracidade dos dados coletados nos instrumentos, no que se refere às atividades e jornada de trabalho.

ComplementaComplementaççãoão dede DadosDados

Para compor o cenário a ser dimensionado e complementar os dados levantados no decorrer das pesquisas, será iniciado um trabalho amplo para validação de dados institucionais.

Nesta fase será realizado o mapeamento da estrutura física e funcional de todos as unidades/órgãos, composto de:

histórico da unidade, estatísticas referentes ao setor, organograma oficial do setor ou unidade e levantamento das atividades funcionais.

AnAnááliselise ee AvaliaAvaliaççãoão dosdos DadosDados

Por meio da montagem de quadros demonstrativos e mapeamento da estrutura física e funcional, será realizada a análise e avaliação de resultados observados e elaborado o Relatório do Dimensionamento e a Matriz de Alocação de Cargos

EtapasEtapas

11ªª EtapaEtapa

Constituição da Comissão Interinstitucional para a condução do Dimensionamento da Força de Trabalho na UFBA.

Levantamento quantitativo e qualitativo do quadro atual dos servidores técnicos administrativos por cargo e ambientes organizacionais.

Quantos somos?

O que somos?

Onde estamos?

O que fazemos?

Quem atendemos?

EtapasEtapas

22ªª EtapaEtapa

Análise preliminar do quadro atual;

Análise da estrutura organizacional dos órgãos e unidades e suas competências;

Análise dos espaços físicos;

Análise das condições tecnológicas nos órgãos e unidades;

Análise da composição etária e de saúde ocupacional;

Avaliação dos resultados obtidos;

Estudo de grupo para definição da Matriz de Alocação de Cargos e para a sugestão de políticas internas para provisão;

Desenvolvimento e motivação do pessoal técnico- administrativo.

EtapasEtapas

33ªª EtapaEtapa

Aplicar a matriz de alocação de cargos e demais critérios para estabelecer a real necessidade da força de trabalho;

Comparar o quadro real de servidores com a necessidade, de forma a propor ajustes;

Propor racionalização dos processo de trabalho e adaptar inovações tecnológicas cabíveis;

Indicar a necessidade de abertura de vagas para concursos públicos e a necessidade de criação de vagas para atender a expansão do Sistema Federal de Ensino.

IntegraIntegraççãoão dasdas atividadesatividades dodo PCCTAEPCCTAE

Dimensionamento Capacitação Avaliação Processos Avaliação de Desempenho
Dimensionamento
Capacitação
Avaliação
Processos
Avaliação de Desempenho

PropostaProposta dede InstrumentosInstrumentos dede ColetaColeta

QuantosQuantos somossomos Cargo Regime Afastamento/Licença Cessão/Disposição Unidade Efetivo Trabalho Período
QuantosQuantos somossomos
Cargo
Regime
Afastamento/Licença
Cessão/Disposição
Unidade
Efetivo
Trabalho
Período
Período

Quantitativo

Necessário

QuemQuem somossomos

Servidor

Estágio

Probatório

Unidade

Servidor

Efetivo

Prestador

Serviço

Terceirizado

Bolsista

Estagiário

e outros

PropostaProposta dede InstrumentosInstrumentos dede ColetaColeta

OndeOnde estamosestamos

Unidade/

Cargo

Formação

Habilidades/

Ambiente

Processo

Setor

Efetivo

Escolar

Experiências

Organizacional

Trabalho

OO queque fazemosfazemos

 

Unidade/

Cargo

Processo

Tempo na

Ambiente

Tempo de

Setor

Efetivo

Trabalho

Atividade

Organizacional

Serviço

PropostaProposta dede InstrumentosInstrumentos dede ColetaColeta

ComoComo estamosestamos Unidade/ Cargo Formação Competências Competências Setor Efetivo Atuais Futuras Metas
ComoComo estamosestamos
Unidade/
Cargo
Formação
Competências
Competências
Setor
Efetivo
Atuais
Futuras
Metas de
Capacitação

QuemQuem atendemosatendemos

Satisfação

Trabalho

Unidade

Unidade Alunos Nº. Graduação Prof. Aluno Pós-Graduação Prof. Aluno Mestrado Prof. Aluno Doutorado Prof. Aluno

Alunos

Nº.

Graduação

Graduação

Prof.

Aluno

Pós-Graduação

Pós-Graduação

Prof.

Aluno

Mestrado

Mestrado

Prof.

Aluno

Doutorado

Doutorado

Prof.

Aluno

ComoComo montarmontar umauma matrizmatriz dede distribuidistribuiççãoão dede vagasvagas

Quais os indicadores que devem ser utilizados para a composição de uma matriz de distribuição e alocação de cargos?

Quais os principais fatores para definição de indicadores por ambiente organizacional?

Como os indicadores devem ser aplicados a partir das características do ambiente organizacional, condições de trabalho, de faixa etária do quadro e de saúde ocupacional?

Como reavaliar a estrutura organizacional da UFBA?

O que é preciso reavaliar nos processos e condições de trabalho?

Como quantificar e qualificar as condições de trabalho e de saúde ocupacional em uma matriz de distribuição e alocação de cargos?

ResultadosResultados

Avaliação de estrutura e competências dos órgãos e unidades;

Avaliação e redistribuição de atividades e tarefas entre os servidores;

Sugestão de melhoria das condições de trabalho;

Proposição de racionalização dos processos de trabalho e inovações tecnológicas cabíveis;

Proposição de remoção interna dos servidores e

Proposição do quadro funcional de servidores Técnico- Administrativo.