PeloMundo Cartas, Viviane I.

Froede

sem revisao

Texto< A Autora Continuaçao da Autora,
Voltado a importar‟se com suas devagaçoes, a autora descreve seu pequenp habitat de inlusoes, caso e acasos, que impulsionaram o desenrrolar deste texto. Sentada no trono, em posiçaode princesa, ela voa para fora de sua janela, a qual, nao fazia mais parte. Em um mundo de desejos e calmaria, para um novo epsodio. Uma percepçao auditiva aguçada, desenvolve seu pensamento as bordas, de um derramar de sentimentos ao outro. Sempre, buscou isso. Procurava este “nao” na hora do amor , e assim o - encontrou. A descoberta de voce mesma, segundo ela, nao visa meros defeitos. Expoe, quer quem planeja encontrar o “paraiso perdido”,

Pauseada em sua proprias confusoes, inauteciada por aquelas enormes percepcoes, segue-se a olhar o invisivel do fora. Por cegar se as imagens deturpada das coisas, do mundo, ou dos objetos animados e inanimados.çç Nada quiz pensar das relaçoes ou dos relacionamentos, alem daquele que te levasse as estrelas infinitas do imortal. Sua pessoa era incapaz de expor suas obras, porque assim as tinha somente. Mesmo com todas as causas e coisas do seu dia dia, nada se importava a que nao ser amar a escrever o que nao podia na realidade viver. Transgradindo seu muitos papeis de cenicos, autora ou cantora, a escritora reconheci suas atunaçes antes degoladas por saidas e perdas da mamoria ao fazer uso de sexo, drogas e rock'roll.

Na promeça de amor e ou porder enterno, sua personagem fortifica.se e regarrega.se no astro maior, O SOL. Morrendo por sobregarga de energias, e sofrendo a falta de oxixenci, retoma a superficie da sociedade, para sentir. se inspira da e poderosamente viva nos `prazeres e amarguras, que sua genetica desfrutava.

As Brumas de Avalon e a Biblia. Estes eram as unica peças teatrais publicado pela diretora, uma vez, esta no papel de atriz. Seu desejo maior era escrever. Nao sabia como assim se o faria, portanto, associou um de seus livros ja publicados que pudesse artisticamente falar da sua vida interna de ficçoes e realizaçoes, e como isso vinha se exteriorizar, apos sua colocaçao ficcicional em leitura. Personagens que presentificam sua vida de emoçoes e acontecimentos. Muitos se aproximava dela para obter alguma signicicaçao, seja estas direcionadas para aspctos negativos de sua estoria. A bailarina que ja nao dominava um corpo perfeito, a julieta traiada,e o don ruan de seus amores, salvaguardava seu dia imaginativo e conclusivo. A diversidade do panico sexual vistlumbrava vidas em seus excessos. Ou melhor, chegamos uma finalidade, esta, nao finalizava suas abras vivenndo o personagem, decompositou-o para assim cria-lo. Este adoeceu algumas vezes antes de voltar a escrever, na lendaria obrigatoriedade analitica de um psicanalista ainda nao doutor nos assuntos sexuais da teoria, nada mais passa que um complexo de edipo ainda nao concluso na faculdade. Isto pelo fator, de seu professor nao entender a ampla linguagem que envolvia seu texto, ou por egoismo, seu professor incubi a ele a ousadia de um enganador. Seus textos se misturavam, suas historias se perdiam para aqueles que nada ganaha as suas custas.

Doava sim, todos amor e entendimetos que os seres naquele momento precisasse, mas tambem cobrou, respeito e razao para o seu corpo de obra.

No best sellen de sua abra, nada mais justo que a loucura excessiva,(do sexo), para o sexo. Apoi nao lhe faltava, qualquer que fosse suas palavras ou olhares, estas lhe produziam neuronios.

continuaçao. Na logica do retorno, seu pensamento vagueia. Retoma seus escritos que nada lhe serve para reafiarmar sua psicose familiar. Tida como doença por nao aceitar subornos. apostando seus "tijolos"em uma sociologia nao remunerada. Por isso, legalmente por hipocradesenses descredolos. Escondida, acolida por sua linda concha de Marfim. Tais interpretaçaoes, de seu ser sofrendo¨¨ causas e efeitos, assim, procurados por ela. Torna-se ela, uma fabrica de ideias pelas quais evitando de dualiza-las como sua geraçao fez, ao inseri-la em um laboratorio mental/social/ corporal/ externo/interno, e orientalMENTE, INESPLICAVEL EM SEU TODO, digita mitos que permaneceram previsiveis para uma nao constataçao saudavel, e necessaria para a vida, e extistencia de seu conto. Suas dores, seus amores em multidao, e em, desemparo. Seu amparo questionado dos homens do poder, todas as raças em todos os tempos. JESUS È NOSSO ADVOGADO! Deparando-se em casa esquina com uma realidades inacessiveis , ultarpassou seu corpo. sua curiosidade

Atigindo o encontro de pensamentos coletivos, controlaveis. Seu pensamento è recorrente de religiosidade e testes cientificos.

Almeja fazer tudo nao ter passado de um sonho. Para isso, seu livro è intendido como uma vontade da autora de escrever. E a, necessidade que passou seu mundo de ilusoes, de conhecer uma sabedoria ate entao nao escrita. Talves se juntasse algumas peças de seu grande quebra cabeça, se conseguisse obter uma paisagem, de tao clara, segante. Rezando para nao perdermos a ligaçao com nossa consciencia divina dos fatos.Um amor a especie humana, em especial.Desta se proteje, por tal curiosidade. Robovificada, de nada mais servia que, sua servia vida. Oh Deus, perdoe os bons! Que estes, sejam muitos. Que Tu; Compreenda-os em seus erros, e estes, esquecidos para todo o sempre, Amèm! Obeserva a delicadeza de como temos que falar com Deus. Quem 'es? O que falastes? ELE SABE DE TUDO, sò ELE possui o direito de jugar nossa açoes. O DEUS, È NOSSO JUIZ! Somos seus cobaias. Que assim, seja!Amèns. Estas tb, sao as palavras reproduzidas por ela, nada podendo acrecentar do que, seus creditos. Por sua forma particular de pensamentos, è a autora deste seller. Agora,a sociedade criou escultas, *orelhoes e tenta fazer de tudo para de dedicar a exploracao de ideias do povo. Depois de alguns rompates da autora, no qual se dedicou a escrever aos jornais e televisao, seu nome foi lido por interessados em sugar sua mente e desfazer sua rica alma de informcoes. Banneres nos tuneos de metros, abertura em congressos nacionais, que indiretemente dispuseram de meios de questionamentos para serir de guia politico, no qual, como sabemos, atende a ganhos pessoais dos profissionais resposavies em desvendar os misterios que envolve a sociedade do seculo XXI. Absurdos diarios fez com que a autora falasse e rezasse , ate que algo significativo levasse ela A APONTAR, em detalhes os erros presentes na ignoracia social.

Por nao haver qualquer compromisso com as normas cultas da ligua portuguesa*uma vez que e brasileira, nunca foi muito obediente ao poder sem logica para com sua cognicao. Sabia ela portanto, que havia algo que deveria ser colocado, e para que isso fosse lido, primeiramente, deveria ela conseguir se moldar aos limites estabelecidos da escrita e as regras impostas pelos portugueses.Mesmo tentando, gritar sobre seu ponto de vista cientifico, que particulamente nao conseguia achar sentido em tantas normas e regras que forma e continuam fazendo parte das redacoes, textos, etc. Nao conseguiu vencer o Guerra*como sempre, por ser de aristocracia dita, mas um comunista nao assumido. Este homem, cuja a idade ja se encontra bem avancada, ja possuia, segundo sua analise, precariedade de coordenacoes exteriorizantes. Assim, sua fala, quase sempre lhe soava complicada e polemica demais para suas energias cerebrais. Fora os interesses pessoas*ou herancas geneticas, que este Senhor se moldou e agora sem qualquer influencia de pensamento questionador, ou melhor, indagador, pudesse assim tira lo do caminho trilhado em seus 80 anos de historia de vida. Com isso, venho expor a inrelevancia de se criar somente gravadores mentais, para entendermos que isso , como quase tudo que o brasileiro didaticamente herdou de ruim do portugues, a obediencia e a ignorancia em nao saber distiguir, entender e estimular as criacoes alma de cada individuo de forma unica*particularizada. Pois seria como abaixar a cabeca e desconstruir suas conquistas e achados pessoais. Quem descobriu o brasil...nossa...Pedro alvares cabral, isso foi colocado nos livros de historia, mesmo sabendo que ja havia sido nosso pais descoberto por outros povos, eles levarao durante seculos o bom titulo de onararios descobridores. Porem agora me pergunto, nao seria melhor ter feito como os outros, visitar as ricas terras,e valorizar nossas riquezas deixando as aqui, para que virassem patrimonio historico. Tenho certeza que nao estariamos hoje distutindo temas notorios de preservacao da natureza. Portanto, deixarei estas energias negativas do meu agressivo pensamento, para adentrar nas minhas proprias questoes., sendo ela, minhas proprias energias. E o que tenho presenciado com este poder. Falando apenas das boas, é claro, desde ja, me impussionam a desvendar o incosciente coletivo como verdadeiro de uma ciencia noetica, ou furto de informacoes pessoais de investigacao do caso*objeto, escaravelho. Isto sempre é uma dificuldade para a autora, devido a exposicao que deve ela ter dos conteudo tracados nos seus trabalhos, e que de ccerta forma tambem tornaram conhecidos, caso a leitura dos seus textos e pesquisas tambem acontecam. Talves, fosse este seu destino, tracar sua anonimidade pelo entendimento logico da ciencia mistica e religiosa.

Sua ideia era latente o bastante para encontrar seguidores*apostadores, sobre seu conhecimento sobre questoes que envolviam a humanidade. Seu odio, tambem contrapoteava, ao perdao que devia ela dar a massa de seitas que a envolvia. Sabendo se que, se se sua loura fosse verdade, um alto preco foi pago ao seu destino manipulado e manipulador deste mundo artistico, que acompanhavam o munda atraves de pedras de cristais. Este era seu obejtivo, saber para onde ia tranto materia, pedras precisoas lapidadas com simbulos ocultos religiosos, e que o acesso a estas artes, eram apenas vista porum grupo restrito de colecionadores anonimos, e que pouco assumiam seus motivos de impotacao. A unica pista que a autora tinha era que os Estados Unidos e Franca era seus maiores clientes. E que foi um oriental, japonse ou chines, que havia condecorado esta profissao *arte, a sua geracao paterna de pioneiros brasileiros. Esta sera sua pausa para a luta do encontro, explicado por este grande momento da historia. Que faz com que ela ande desvagar, desconfiada e cautelosa em receber e dar respostas. Pois sera desta apenas uma escritora ficcional ou expositora de fatos reias. Sem imitacoes, e tentando citar o mitimo de conhecidos possiveis, promete nao impactar os assuntos percorridos de forma abrupta e sem controle. Por isso, o seguimento de uma religiosidade, foi uma ferramenta de maior grau de importancia nesta sua espera secular sobre a finalidade do alto, ponta da montanha, e seus constantes sonhos, ate entao nao revelados neste texto. ..é pavao no telhado e camaleao visitando as areias da praia, como nao querer um mundo assim.V.I.F

o que que tenho dos loucos..o grande encantamento pela a vida. A intensa emocao do existir integralmente com a natureza a minha volta. A cada paisagem, uma passagem de Deus pelos meus olhos. E pelo momento que adentra como um fresco soprar, apasiguando a dor da saudade, aos que um dia plantaram o amor no meu coracao. Em um subto instinto, percebo me em varios lugares, quando o que me abriga ao olhar do outro. Nele penso, para Ele rezo, e com Ele Sou. Este é o amor, esta é a sensacao de permanecer no mundo magico da sensibilidade, que ajoelha sobre os pes da inocente pureza de uma crianca.

Entao nao existe mais loucura, apenas criancas perdidas. Adote uma, caso se sinta perplexo diante dela.

Ola, boa tarde1 priemrio gostaria de elogia los pelos assuntos discutidos, esta afirmando meu incosciente.consciente das coisas. Com isso gostaria de contribuir com minha colecao de pedras preciosas temais, ou seja com variados temas, mitologicos religiosas..etc pena que eu consiga trocar apenas no "experterior", pois no brasil este tipo de colecao e banal e de pouco valor, assim minha troca é sempre desvalorizada ao valor do mercado estrangeiro de colecionadores de arte*de alta durabilidade historica, fora a raridade das obras e do material ultilizado.abracos.atenciosamente. V.F Depois desta passagem redigida ao jornal, a altora recebe um convite para tratar de um cliente nos Estados Unidos. Para a sua surpresa, este, era colecionado, fanatico por brinquedos. Para a sua surpresa, seu mundo de concepcoes ao mesmo tempo que foi ao chao, fez com que ela levitasse. Por tao potente era a carga vibracionaria deste paciente, que dimensionou nela, o encontro do inesperado. Com sinceridade, ela nao esperava tanto, quanto produzia um amor incondicional por aquela alma. Assim, sua jornada foi concentrada ainda mais na bondade divina de Deus, para com seus atos;trabalho, que seguia em direcao a luminosidade, ao entendimento e a purificacao da mente humana.

Neste campo de cores deslumbrantementes, translucidas, que a lucidez da condensacao da ideia sobre o futuro do globo ficou dimensionada ao tamanho efetivo da esfera que compunha a mentalidade da fusao historica. Um descobrimento genetico, que a medida que a autora foi sendo incluida em contextos coletivados pelos atuais ideais politicos, que como esta esperava, nao obedeciam mais as formas remotas das ciencias economicas. Com esta mudanca, e sua retirada do seu pais natal, com o intuito de insensao de qualquer influencia negativada, mas que a exigencia constante por continuidade de orientacao sobre a evolucao da materialidade, da produtividade que visasse a qualidade de vida da populacao de seu pais. Intristecendo se ao chegar em casa e ver o quanto havia a ser feito, e o mais preocupante que seria a criterio da constituicao do carater da propria populacao, que alavancava um desfavorecimento na "semente" germinada com abudancia pelos morros, relevos e buracos do Brasil. Pois mesmo depois do seu pouso no aeropporto internacional, ao passarmos por fiscalizacoes sobre o que compramos ou deixamos de comprar, no feliz uso do incosciente inteligente, propos um momento para um capuccino em uma loja de inumeras franquias que se extendia, sem o menor criterio e dever de agradabilidade visual em sua forma organizacao e atendimento. Sem opicao, pega seu copo descartavel, senta de costa para para o movimento de pessoas que ali cirulava, em uma mesa anteriomente ocupada, visto as falsas loucas deixadas na atual mesa que ocupava. Neste tempo, mais um trabbalho gritava,< que tipo de slogam que diz que O pais rico e o pais sem pobreza< Ora, a pobreza estava na falta de criatividade da probria constituicao que aprovava a pobreza de ideias contidas em uma Federacao que deveria exemplificar;se. A difernca de RICO E POBRE, é obvia, alem de opostas sao contrapostas. Se chegamos em um pais, no nosso pais e somos recebidos como trambiqueiros, ao ponto de sermos obrigados a declarar nossos gastos, desculpe, mas isso nao é liberdade, nao é educado, e muito menos logico. Nao fabricamos os melhores produtos e bens de consumo, e nao temos a melhor orientacao economicapolitica, que incentiva o consumismo denttro do mercadobrasileiro, e como sabemos, tem o poder de importar o que quizer e o quanto quizer, uma vez que seus conhecimentos pessoais vao alem do conselho e dos estudos de crescimento do pais;. Talves esta cidade, com seu emblematico nome, diz alguma coisa que preciso;MIAMI . à 20% para que eu chegue no fundo de uma depressao, uma cordao foi me jogado, porem, sem saber me de qual material ele era, me segurei, como uma MACACA sem rabo. Como sempre, tentava acreditar que eu ainda nao havia conhecido meu principe encantado. Subtraindo por instantes, qualquer ideal do superhomen que sobrevuava minha memoria retograda.

Achara um castelo, com todos os personagnes da ficcao, e a FERA, que se mascarava de Gente, em meio a tantas criacoes de plastico. Porem, pisei fundo no acelerador, e dei de frente com a realidade da vida. Na floresta, á espreita, havia seres menos generosos, ou talves, esta Fera também fosse assim. Sao questoes que nao sei responder no momento, por isso me fecharei no meu castelo interno, para tentar encontrar as fotografias e a resposta para eu continuar vivendo. A uma semana, venho pensando como demasia no meu antigo super homen, e o mais dificil é conviver com a certeza que nunca mais receberei uma superliga]ao dele, que nao seja attraves dos sonhos. Talves se eu tivesse aceitado o poder da previsao que me foi confiado por Deus, eu tinha estendido mais uma vez meus bra]os para ele, quando este me solicitou. Mesmo ferindo meus principios, so para ve lo sorrir pela ultima vez. Sem despedidas, sem reencontros e por fim, sem atender ao seu chamado,agora, so choro. O que posso fazer, se aceitar a condi]ao humana foi esta escolha que fiz, quando entendi que dessa forma eu amaria mais a condi[]ao que a vida me impos, e que Deus me bonificou com o Dom da visao, a qual nao aceitei, por nao querer ser diferente dos outros, e portanto menos merecedor, apesar dos pesares. Pausa Terei que fazer um resumo dobre meu entendimento sobre a Trindade Diovina, para tanto, usarei a ciencia como um suporte para explica la. Colocarei o estado atomico como O OBJETO exemplificador, sendo o TodoAtomico unificador da membrana atomica*pai, o Nucleo*filho, e as moleculas*particulas (espirito santo. Esta compare]ao mediocre, se faz apenas como forma de exemplo, donde pautamos a materia, invisivel ao olho nu, porem visivel aos estudos de laboratorio. Alem da concretude dita sobre o assunto que tramita sobre> o palpavel*materia^> o invisivel * estado de mutacao e trasmutacao do atomo . Nada mais da ignorancia cientifica e ou religiosa foi desvendada ate entao sobre assunto de dimensoes opostas, bipolares e de caracterizacao unificadoras do que temos como real*>permissivel a percepcao sensorial, e nao som]ente a visual> e imaginaria* que criamos atraves de dados obtidos> alem da ilusoria* que seria estes dois sensores com suas inumeras capacidades de formulacao, dispostas no mundo

externo, em juncao com a singulariade geneticamente manipulaves da mente que os absorve. Julgar sem impor uma ideia, é ser abencoado com outra em particular. Tendo por base os ouvintes que irao doma la como certa, errada ou faltosa, para que haja outras ideias que a complemente. E principalmente, as de cunho religioso, estas sim, nao existe ciencia capaz de adicinar conteudo exemplificador, uma vez que de imediato se regeita quaisquer pensamento estudado por categoricos vistos, como materialistas ou simplistas.E evidente que nao existe criacao maior do que a da VIDA, sendo talves este o verbo de Deus, O VIVER. O homen, com este ato, elaborou modos de organiza]oes sociais, para tanto continuar*preservar,vivendo. Os demais seres,animais, vegetais e todos que tem vida propria ou nao, fazem parte deste projeto de Deus, e consequentementede do homem, e por vez, da VIDA. Ter historia é ter uma memoria, ter recordacoes e ter conciencia que nao podemos lembrar de tudo que nos aconteceu ao longo da vida, no mesmo instante. Apensar de sabermos que este processo acontece no mesmo mecanismo, ou melhor, organismo, a energia desprendida opta por determinado assunto para o desenvolvimento de uma ideia latente. Manifesta ou nao, esta ideia pode ou nao tambem ser entendida, caso este individuo resolva se expressar para alem de suas simples expressoes corporeas.

E incrivel como se processa a acao de inspiracao> induzida ou nao, obtemos como um simples ao mesmo que complexo ato imensuravel no tempo e no espaco da mente que assim os coordena. Este momento que incontaveis foram as vezesque me escapou do registro memoravel de minhas ideias. Por mais, estou cercada de prazeres que por muito, de conduzem as mais infinitas lembracas e sensacoes, que ditas sao sensitivas ate mesmo as percecpcoes de glorias materialistas. Foge me frases que deveriam ser expostas desta mencao, porem, volto ao questionamento geneticiat da ciencia, que mesomo sermos seres que depositam investimentos de creditos, adimitimos que certas questoes suprem faltas tidas comos impreechiveis na psique.

A perfeicao do vazio)nada*absoluto, quando nos deparamos com situacoes*ocasioes, solicitas ao preenchimento desta lacuna, que foi concedido pela falta, diaria ou do sonoincosciente, a representacao biologica de um ser inexistente no mundo rel nos ´possibilita de satisfacao egoica, anteriormente traumatologica e inlutoria. Abro aspas( para quem questionar as inversoe, de palvrras ou de objetos. Estes devem ser insistentemente interrogados por sua logica leiga de fatos cientificos da evolucao mental ou da capacidade do psiquismo de revolucionar, Neste tanto digitado*acima ezcrita , a afirmacao de diferentes dias da historia da autora marca sua fase enquanto pesquizadora. Iniciando ela na historia mitologica da sua infancia, ate a necessidade de recriACAO DE UM AMIGO IMAGINARIO. Uma sobreposicao de personagens e historias nao podendo ser lembrado como pano de fundo para a historia princi pal. Sem tantas, fico a falar, como pessoas que muitas vezes nao falou minha lingua, e eu, muito menos a lingua dele, mas certa que de algum modo exista uma consciencia maior, e com mais potencial de nao sapiencia que reafirme as diferencas geneticas e ou culturais do ser vivo. Tao quanto a autora sofreu no seus amores e desamores, muito ela se inspirou no seu trabalho de campo. Tenho necessidade de pontuar a imagem de sonhos que momento de vigilia, ou quando nosso ego esta inaudecido< a transmutacao do que e minucioso para o grandioso, e vice vesa. Em um terceiro sentido, e encontrar na realidade estas auto imagens, que serim pessoas que possuem maior numero de caracteristicas fisicas ou mentais, parecidas com as auto imagens, visoes, que temos de nos mesmas . E ela, A AUtora, conseguiu com seus manuscritos algo fabuloso, a interpreta]ao adequada para seus ora]oes criativas conquistadas. Fez inxergar ate pelos mais escondidos dias a dias convencionais, e poque nao dizer, monotonos. Desde a faculdade, a monotonia do viver tomou conta a segunda fase de suas intuicoes diarias na universidade pela qual frequentava.

Em devagacoes correntes, planava sobre reuisitos do comportamento humano adquado a sua civikizacao. No osbtante de sua dor, decide colocar em pratica a sublimacao dos fatos experenciados em sua prativa cognitiva.Dual ao seu modo de observar um espetaculo, e ridiculo a glorificacao do mesmo. Artezanalmente produzia sinapses.Estas com desterminado principio de suas paixoes. Desde do consultoria ate para os grandes centros hurbanos, sua conexao tecnocogitiva se formava. Esta era sua profissao, esta era sua constituicao. Camuflada pela inteligencia da ignorancia, e elevada pela conciencia divida sua mente devaga. Previsoes anteposta em mares revoltos. Lentidao a que prestava sua competencia. Nada de tao adequado era concluido na exposicao de suas ideias. Emtudo que tivesse escrito, lido ou pensado, um personagem fictivicio, projetado por seu inccosciente, esteve presente. Suas faltas, tanto levou ;a um destino sem jugamentos.A proposito, esta palavra é a unica que ela conhecia que fazia; se fora do seu juizo dos fatos presenciados pela vida. Para tanto, segui se com esta frequencia de palavras, ao ato intermediario de sua composicao na parte da sua historia veridica contada. Sua facilidade em determinar uma frase, tornava seu texto intrigante, porem, esquizofrenico. Para entender seu todo, juntava se tecnologia e invesoes de uma parte criativa da criaca, dercorrido de periodos, tidos em contos. Sua 3'' e 4 series do 1 ano, 5 e 7 serie do segundo ano, da 7 a 8, sequenciando supletivos e aulas de refro]o as interminaveis aulas de estagios monitorados. Aulas e cursos avulsoes e de formacao, palestras, congressos, e todo mais interesses por sua area de trabalho. Expandindo a sua visao para supervisicionar e escrever. Neste contexto, depois da segunda fase da infancia, onde nao ve mais a presenca de amigo imaginario, resquicios de imagens ainda sobram. Por imagem em a]ao sua congnicao abala se com mais naturalidade, uma vez que ainda esta em processo de composicao de raciocinio logico.

Na devia se que palpavel, que a presenca constante do vicio deste personagem. Na realidade projetada, caminha se a expressao de " correr acompanhada". Frase do mes < O seu mal pode ter sido penetrado atrves da ignorancia dos seus parentes. A falta de fé e de recursos financeiros soa os canos principais da maldade. Sabendo;se da má intensao de alguns, sobre familias dotadas,abencoadas, este conhecimento é uma arma de destruicao em escala social;cultural. Com esta frase do mes, seguirei os trabalhos da autora, nao cessando de produzir projetos que so validarao a um tempo roubado. Pesquizadora intituida, vaga por hambientes de precariedades, obtraindo causas para marger suas ideias, e planos de recursos. Desde que comecou seu trabalho marginalizado, sua valente acao era de alcancar o restabelecimento social atraves do psicologico coletivo. Mesmo que duvidando dos limites tecnologicos de apropriacao ilicita de ideias, sua luta ultraapassa a barreira do seu ego vendido por um proposito religioso do Amor. Como esta profissional teve que encarar os conflitos externos do presente, e internos do seu passado, é uma subjeetividade que compoe seu autobiofrafia. Porem, como quase toda biografia é massante, a sua, autor;isa um tempo que temos pela Acao de fazermos uma tranca. Todo o sentimento, abstratismo, desenho e copia de uma tranca imbutida, feita em um embundante cabelo, é descoberto por uma menina ja adulta, que analisa seu mandato parental. De certo, sua fala sofre pela barreia da nao exposicao, e pelo tempo necessario para a seguranca e certeza de suas colocacoes. Muitas das quais ficaram escondidas em sua memoria, vinda a superficie apenas quando puder assim resumir a gurra travada em sua genetica. Vitoriosa de bonadades, seu programa de acao estava para o mes de setembro de 2012, e~correspondia aos interesses de uma politica neutra, porem translucida. Aceitar sua incubencia como escritora, soava como vagabundagem pre visto por ela. No entando, era de direiro, dever e possivel quando considerava seus projetos a um plano global.Buscava por exemplos esttrangeiros, quando os elaborava aonde quer que esta e estes estivessem, como ao dedicar;los a alguma causa psicossocial.

Aquela menina na sua tera infancia, que sofria com a faltade intendimento doas adultos ao lidar com sua alma devido seu comportamento aparenttemente, ser manifesto como um caso leve a mediano, de autismo, sobreava, no pavor que sentia em ver criancas

da sua escola como rivais, apennas pela observacao sensitiva dos gestos e expressoe instintivameente agressivas. Corriam demais, gritavam demais, desacostuamada a terceiros, ate entao. e alem disso, infligiam uma atencao

E a pobre garota, se defendia, com os prantos do teu choro que fundamentava a falta da mae. Seus sonhos, suas magoas, vinham de uma mafia parental, que precedia em suga la e despreza la. Nao era grave a solidao imposta, porque as maquinas que a desecaram, nao foram a mesmas que a progrediram em suas distancias sociofamilaires. Matinha se em uma conexao direta com a subvida dos sonhos acreditados nos desejos reais de uma vida de maos soltas e pernas unidas. Capaz de montar cenarios de uma agenda de contatos, mitologicamente tracados, no presente defesfecho de sua historia de fadas.

E eu fico aqui com suas sabias palavras para quem se deparou com um destino tragico. Para ti, dedico minha ideias, E para ele, apenas concluo o que comecei contigo.]]] Rd, realizo a minha obra inicial, onde o insite veio por meio do seu nome, BF. Nada tenho que dizer mais que um simples projeto se represente em seus nomes. Patinando Paredes, sete foi o nome escolhido para fiver a falta do que é liso, em nossas vidas. Para esta pusada, forneceu os subsidio necessario para a projecao da ideia sugerida acima. Em um comodo da Creche;Escoola, montaremos uma biblioteca com jogos, objetos e ferramentas de arte em decoracao composta ela design. Cada detalhe sera trabalho de forma armonica e indusiva ao natural, a natureza e a educacai de se aprender o certo. Nas paredes usaremos a arte subiminar das cores e formas primitivas. Nos bancos e ou carteiras, usaremos a reforma de moveis de madeira com manuseio para adesivos e ou pinturas com tintas coloridas;com brilho, emborrachadas.Assim como nas prateleiras de livros e objetos de estudos.

Cestas *doacoes, com brinquedos e jogos infantis. Uma caixa de som, karaoke e uma televisao. Um quandro branco e canetas especificas. Enquadramento de gravuras *criancas aprendem a fazer, Ja doadas. Livros, cadernos revistas, e material didatico. As PATINAS NA PAREDE VAO SER O FOCO PRINCIPAL, pois significara este projeto como vindouros com precedentes de parcerias na matriz. Portanto, assino esta obra, selada pela mao de obra de aoutora do projeto, por organizar esta pagina e trabalhar na atuacao ativa e efetiva do design de parede da matriz e possivelmente algumas outras filiais. No estudo das cores e formas criadas e ou recriadas como modelo, deve se ao plano de trabalho. Com isso, segue a estutura implementada, ante a ideia final, para ja a ultilizacao do esppeco como instrumento de pesquisa, para obtencao de pontos favoravei *FP, na emissao de diarios caracteriologicos das relacoes acrecentadas no cotidiano. Vendo que nesta finalidade obediente a criacao, filantropia muitos orcamentos negativos, ficando assim, a permanencia constitutiva de um melhor futuro para eles. Sua profissao a levara na infinitude explorada e exploratoria, um ciclo que apenas uma forte ventania conseguisse a mudanca de rumo esperada. Em um retiro de final de semana, a autora, esplandesse em colocar o que fosse necessario a seu livro.Sabiia ela, dda importancia em ter registrado, conceitos analiticos dos seres humanos, como dados que comporiam sua pesquisa, poresm, a forma que usaria para suas colocacoes, deveriam obedecer a seriedade do caso, e nao ter quaisquer impedimentos de afetos mal resolvidos por parte do publico que lesse, pois muitas vezes nao eram para eles assim destinados esta evolucao do pesamento. Colhendo um material, de senso comum, marcado pela ignorancia do nao conhecimento do saber dos psis, cercava se de piadas com intuitos despresiveis ou apenas provocativos, para ver se estes se manifestassem e doassem alguma aula do assunto a respeito. Para tanto, sua reflecao, a levara apenas a apontar o que gritavam os pedidos. Apenas uma resposta nao lhe bastariam, pois tambem, propiciaria uma quantidade suficiente de informacoes aos destinatarios, seja eles mais ou menos estudiosos. O tema estava implicito em dizer o porque de nao expor o conhecimento adquirido nas prateleiras, como ela havia pensado em fazer anteriormente. Somente agora, tinha certeza de sua decisao, e criaram uma resposta para sanar os lados da duvida.Nem todos sabem, e nem podem saber, que as mesmas ferramentas que usamos para

tratar podem ser usados para o maltratar. Sendo assim, era de sua valia, que os que assim o adquiressem nas universidades, a priori, dev ser levados em uma analise quanto a sua etica e boa moral, ou melhor. No entanto, na pratica as instituicoes nao tinha uma lupa, e seu olhar o individuo disposto a apreder a trabalhar com os sers humanos, passavam apenas pelo interesse capitalista ou por uma avaliacao de cunho decorativo. Com isso, a pergunta se vai nesta respost< Nao se deve falar, a quem nao tem, dois coracoes de ouvidos e um olho no cerebro, o do ser bom ou do bom ser. Este assunto vem do livro< O que os psicologos nao podem falar, que narra a realidade clinica da absorvicao da sociedade ouvida e vista, por uma pesquisadora da humanidade. Na verdade, cabe a classe falar sobre assuntos pertinentes a sociedades, para que esta assim se reorganize, porem, as muitas interpretacoes* agem no sentido contrario, devendo uma obediencia surperegoica que sensura, para previnir lutas externas com o mal, e sobre o o mal uso do conhecimento. Esta talves seja uma heranca freudiiana de ser, e ou escrever, usando uma linguagem para poucos, menos ate do numero de individuos que se consideram seguidores e ou especialistas. Tal como o livro sagrado, damos o nosso gen sanguineo, em prol da continuidade e da saude da humanidade, e este feito pertence a um grupo restrito, devido a fortaleza dos raios do conhecimento que penetram os escolhidos na palavra. agora, depois de perder o sono, aquele cliclotipico que tenhoque continuamente conviver, se longas palavras, umas ja escritas e apagadas, pela falta de cuidado com meu instrumento de trabalho, meu querido leptop, tentarei dar continuidade a este tempo, nesta madrugada de 06 de fevereiro de 2013. Com uma dor de cabeca pela academia de uma mente inquietante, o unico delete que achei em minha maquina cerebral foi expor o contexto deste final de dia acumulado por estes 11;12 anos de carnavais sem corpus crist. todos os discursos que almejo dedicar lhe a esta atual e antiga inspiracao, abafada pelo respeito e amor a ele e a seus proximos, faz com que assim, meu cuidado se torne ainda mais matematico. Confesso que pela mais astucia curiosidade de saber coisas que atormentam alguns de meus pensamentos, sobre a observacao diagnostica que tive da ultima vez que nos falamos ou nos vimos, e tudos o mais que sabia e sentia que acontecia com a minha mais acreditada metade, resumi se apenas em sentimentos de compaixao, piedade e dor.Dor por saber quem ele era, e sua vivaz intensidade de presenca entre as pessoas ao seu redor.Como estas esta passando esta falta, pois mesmo eu, ja que anteriormente ja havia decretado distancia corporal, encontro me em tempos e outros, com tal disturbio que nem sei ate quando permanecerei para contar esta historia. As vezes, penso na importancia da futilidade, de uma cabeca mais vazia, devido um coracao mais cego. Outras, no que isso traz de maleficidade para as pessoas, ou principalmente, trouxe de contribuicao para o nao entendimento das causas que

levaram o Turuco a sofrer. Nossa, a quanto tempo nao uso este adjetivo, e ele que sempre insistia em lembrar, e eu a ter que ignorar. Nesta passagem que nos espera, muitas sao as respostas a serem respindidas pelo tempo. Tempo este, que nao sabemos a sua medida no todo, no conjunto ou nas partes a que se preta este especifico dialogo. Sabe se que o autor é o AMOR, e por ele trama todas estas circusntancias narradas e vividas no estudo geometrico das figuras queridas ou indesejadas, que o expressam de forma singular por complexa. Queria eu, ser claramente contadora do meu dia dia, sem nenhuma criatividade, ou melhor dizendo, sem nenhuma hora. Apenas relatar. Nao, mas isso nao acontece comigo, sera porque>questao> isso e bom, eu que quero ou nao quero, e ruim> sim, pode ser tudo isso e mais um pouco. Com a sigla do meu nome em fraces, nao deveria eu ser uma pessoa superficial, amena,simploria ou, me fugiu a palavra, talves,... de escrita e palavras razoaveis. Por minha vida vivida, querida e nao querida, nunca consegui ser assim e muito mesmos tive a capacidade de tentar ser diferente do que sou. Somos este retrato relativo, e que vez ou outra, dependendo do modelo, sofremos gradualmente a influencia estetica e posal que o fotografo nos projeta. Minhas condolencias, mas agora eu sei que eu deveria saber apenas as normas cultas da lingua portuguesas, porque ao contrario, aprendi seus significados<morfologia> primeiro que a sintaxe. Isso, é apenas para expor, o trabalho cotical seguido pelos meus sucos em movimento de agitacao e paralizia perante os absurdamente bons e mal da sociedade. Haa..a vida, a vida foi feita para se viver bem e para ser boa, por isso ela e um substantivo feminino com tantos significados em seu verbo<transitivo e intransitivo. Ve+dar: VIDA. VI+F: INTENSIFICAMENTE, para tudo, assim sendo, para tudo que tem na vida, no que ela tem de boa para nos dar. sejamos, assim, como somos, porque nada faz de nos iguais aos outros e isso e saberas nossas diferencas e semelhancas, nossa constituicao para o bem viver feliz. toda vez que ponho a me escrever, penso, nossa ja estou ate com preguica de pegar meu computador, poruqe se eu pegar para escrever nao irei parar mais, pois tenho muita coisa para expor. E o melhor, que depois de um tempo, tempos de muito recortar atraves das minhas misteriosas palavras, quase sempre muito sentimentisticas, percebo que quando eu retorno a este mundo organizada, onde tudo tem seu tempo e obedece a uma certa intensidade motoralistica, se e que esta palavra existe, mas nao conheco outra que expresse tudo que efetue movimentos diversificados, tal como meu cerebro com sua particularidade de funcionamento motor, resulta se em textos com contextos misteriosos, abstratos e infantis. uma vez que minhas palavras brincam de esconde esconde com a posicao emocional do que deveria de fato ser revelado. Este e o embate e a caracteristica, goste ou nao o leitor, da formacao das minhas ideias lancadas na forma da gramatica que eu ainda , por causa, nao tenho 100% de

abilidade nas conjugacoes, e a organizacao textual, esta fica para quando eu reler minhas narracoes poetizadas. Gostei desta passagem> pois retrata o que tinha " tema" que ficou apenas escondido por detras das cortinas destas palavras anteriores. "A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos".Charles Chaplin 07.02.2113 Teria sindo relativamente mais comodo para mim, eu ter escrito claramente tudo que eu tinha para dizer. Porem, desde ja, reforco o cuidado que sempre tenho que ter sobre o que coloco subentendido, nos meu textos, e que muitas vezes sao, porque precisam ser, outros, apenas sao, porque assim e o meu vocabulo. Contudo, agora, tentarei proceguir o assunto anterior, como uma significativa passagem emocional em minha historia remota, e que ainda, pulsa por ser compreendida. Neste dia, tantas foram as palavras que tive que engolir, por assim fazer se necessario ao bem comum, e muitas vezes a "paz mundial" que minhas polemicas contrariavam, apesar de veridicas. Tantos foram os que me vestiram da loucura, por causa da minha nudez sem vergonha e pessoalmente, sem maldades. Assim, foi um insigt sobre" O que nao podemos contar", tema que se refere a um livro que me propus a escrever, com tudo que a sociedade nao poderia saber, uma vez que nao havia preparo para receber tais conhecimentos, e vice, este saber, vinha desta implicita ignorancia da grande maioria sobre questoes ligadas aos causadores diretos e indiretos de epidemias geracionais das patologias de primeiro grau> psicologicas e de segundo grau<psiquiatricas. Alguns casos mais proximos, eu tentei de alguma forma clariar suas visoes sobre determinados assuntos, pessoais e ou de outros parametros do nosso meio ambiente. Por isso, notei muitas vezes, a influencia que estes recebiam depois que repassavam o que eu havia dito, tanto positivas quanto negativas. O que tornou se uma fator de investiigacao a minha pesquisa, pois em algumas proximidades, a liguagem obtida atraves destes grupos estudados, me permitiu colher mensagens, que peneirando, confirmava questoes apontativas a um outro trabalho, a forma que eu poderia ou nao divugar minhas ideias, e acima de tudo, selecionar melhor o publico a que me dedico a trabalhar, ou melhor dizendo, o publico infantil. Percebi que nao havia um fator apenas

para as maldades que retornavam atraves de questionamentos, a mim como pessoa, e que a ignoracia deste, em nao respeitar meus estudos, muitas vezes eu fui diretamente atacada, e meu escudo, o do conhecimento, existia, porem eu nao queria mais usa lo tentando melhorar o mundo atraves de pessoas que so pensavam nelas proprias, e nao se o que elas produziam estava de acordo com a saude do sistema. Conclui que eu deveria ir direto a ele, o sistema organizacional, e que isso era õ meu caminho. Pensei, pensei, pensei..e pensei infinitas vezes, nesta gurra que eu travaria, ou que eu ja havia comecado, e nos tantos que me insentivarm a proceguir, e nos outros a desistir. Notei, que cruzando a fala com o comportamento destas pessoas que de alguma forma me empuram ou me paralizaram no meu grito de socorro para tudo que eu estava vendo acontecer na nossa sociedades, ficou se evidente que os que me paralizaram eram de grupos opostos e tinha intensoe deiferentes um gurpo do outro. Um me parou porque havia de fato a vontade de me castrar, o outro apenas a preocupacao comigo, de me preservar, de nao fazer com que eu me machucasse nesta luta. Agora, aqueles que me insentivaram eram os mesmos dos gurpos de paralizia, porem dado um sinonimo para as vindas intencoes que me chagaram, sem fala, mas com liguagem e analise contrui meu proprio mescanismo de resposta, assim optando pela linguagem textual que me conduzia ao "silencio e ao grito" decifrados corretamente por uma maquina, que pura e simplismente tambem nao era capaz de entender, e quem dera fosse, se houvesse e se haver um programa capaz que calcular a gramatica, por peso da palavras, colocacao e coleta da real historia da mente que as digita, acabaria assim com maus entendidos, palavras mal interpretadas, mesmo que quando ditas de uma forma correta, ou seja toda esta gama emocional que muitos acham que e essencial, tornaria va, quando em demasia. Coviver com esta carga de sentimentos duais e intensos, tambem foi um trabalho que tive que fazer em minha vida, eu ja me encontrava sensivel demais para recebe los constantemente. Optei por viver protegida, nem que fosse por natureza, que era a unica que me dera a protecao adequada, necessaria. Mesmo quando me afirmaram no mundo de escritores, mesmo quando o satelite fornecia a comunicacao, e quando interessava, tambem captava para o mundo o que era seu e que nao era o momento da divulagacao, devedo o seu trabalho incompleto e sem registro de direitos autorais, tudos isso "latia" processo de formacao dos meus manuscritos. Certamente, poderia ter sido menos introsivo, eu publicar em um blog qualquer, para ser lida por todos a quem assim desejasse, e se eu usasse palavras faceis, sem dulpos sentidos e sem abstratismo. Nao, este nao era meu forte.A histroia e grande demais, complexa demais, e muito rica em detalhes, ser reproduzida em um canal livre e de energia compartilhada, tal como uma internet como meio. Para tanto, colocarei o foco da historia em um objeto antigo; O Escaravelho, que se tornou uma busca calada, com respostas em um labirinto de palavras e contextos. Nao o tinha apenas como um inseto da natureza, e sim, comparava o a um organismo mecanico que servia como uma camera espiam para um outro mundo que eu nao sabia se era bom ou mal, mas de certo nao havia nada ligado ao Nosso Grande Deus, do qual minha religiao e eu eram devotos.

Somente a minha razao social, e a minha curiosidade me diziam para eu continuar esta busca eplo conhecimento de tal simbolismo para algumas significativas personalidades, tais como grandes lideres de diversas outras nacoes. Mas algo ainda esta escuro, mesmo porque nao dedico minha vida a este objeto, que fica guardado, esperando uma providencia. Sim, agora ao escrever, noto a impoortancia de conhecer profundamente este dito inseto da natureza, fatores biologicos e estruturacao ambiental, para depois associar sua historia a algum motivo por ele ter sido cultuado e reproduzidos por algumas dinastias. Assim, deixarei mais este intervalo sobre " O escaravelho", como reforco emblematico, para nao dizer enigmatico deste envolto de viver a vida da Autora. Uma vida que talves tenha sido planejada por seitas religiosas, que sabe se la de onde vem e porque vem, mas assim, contudo, faz se desta ideia de projecao algo deve ser introjetado como um parecer para sua estrada, sendo ela ilusoria ou apenas uma historia a ser contada, para a Gloria de Deus Pai, a quem devemos obediencia, respeito e confianca nos Seus Propositos. 08.02.2013 Expus tese sobre a psicossomatica, sobre estudos da aculpuntura. Separei este texto que se misturava com o de tecnicas de MedeAcao.

Tres filmes foram imaginados, varios acontecimento "Reflexos de desejos e Vaidades".

de

MA-MULHER, foi feito assim. De uma dor de ter que abortar amores por um amor maior, que nem sabemos se è maior por que ainda nao presenciamos, ao passo de que o risco faz parte daqueles que brincam, ou jogam com a vida, claro que nao no sentido literal da questao, mas como todos aqueles que contribuem atraves do seu trabalho para o desenvolvimento de sua sociedade, e que sabe tambem , numa evoluçao civil que nem sabemos se sera ou è boa para ela. a terra, ou melhor,oplaneta terra Isto nao è otipo de questao que se trata o titula do filme acima citado.M- MULHER, conta a historia de uma esposa que faz comprar e ou talves dividas, na certeza de que esta investindo no seu casamento, e ou melhor, no bolso do seu marido. Depois de descobrir como seria facil fazer um filme, esta mulher começa a brincar, ou jogar com a vida, pois seu dia dia estava ficando cada vez mais deprressivo e sem vida. Começa a estabelecer identidades verdadeiras e situaçoes falsas, segundo as teoria dos 8 principios patologicos da fisiologia chinesa.

Nada era para ela do que informaçoe e aprendizaados. Por isso se sentia uma maquina de identificaçao de vidas. Uma ficcinadas, outras yang, e ainda sim aquelas distorcidas por seus clientes, ou em pessoas que por sua vida passaram. No medo de perde-as, perder sua imagens, a autora M- MULHER, descreve sua visao de mundo, ao reproduzir uma ideia de esposa perfeitas e de filhos perfeitos. Sua obsseçao por calculos e pelas subjetividades humanas, deram a ela o potencial artistico e mistico de sua propria estoria. O Amigo Segreto das Bruxas, foi este o titulo de um livro infantil, dedicado as sua sobrinhas, que elas se motiva a contar sobre a prisaao das crianças nas palavras de seus pais, quando este incentivam-as a fantasiar o olhar alheio, confundindo com os proprios. Ela era a vizinha que os pais defamosiavam para seus filhos. Isto era na sua mais bela idade, seu personagem infantil, que tiravam as crianças de suas realidades dentros das sua proprias casas. Abro aspas para a introducao da continuacao da autora. Adoto a comunicacao escrita como conteudo para as respostas do ctidiano da autora. Na sua tentativa de remissao de seus afazeres, sua atracao marcante, estava em compor suas cenas vividas e nao vividas.] Seus brinquedos, suas memorias, ideias, e todas a maneiras linguisticas que determinaram seus trabalhos. Nada fora tao escorregadio do que os retratos filmados, porem nao registrdos, da significativa particularidade de cada acontecimento. Por isso, deixa tres temas em relevo ate o momento< sua dor, o amigo imaginario, seu amor, e sua Vitoria. Voltando depois de sofrer ferimentos na guerra do dia dia, a verocidade com que escrevo nada mais è do que ideias vagas porem criativas, retiradas de belas riasadas, e claro, da loucura do estar so enfrentadndo o dia dia. Quando fui me constituindo enquanto escritora, pude perceber que algumas questoes do meu codidiano, tais como habitos e relacioamentos estavam sendo negociados pela paz de nao ter problemas enao dispor energias para as pessoas, apenas guardalas e faze las serem multiplicadas no meu mundo de pensamentos e ideias, Eu precisava re revira las, remoe las, e isso fazia parte da minha formacao, E claro, quando eu precisava de estar mais prpximo de alguem isso acontecia, mas nao da mesma proporcao da necessidade de relacionamento que a maioria dos sers humanos

tem, e buscam. Confesso que na atual conjuctura que estamos vivendo, o gupo do qual pertenco de fatoo, tambem precisa de um espaco maior que meu salarioe minha pouca idade, e isso faz com que meu esteja em alguns caso, acompanhada´porem me sentindo so, incompreendido, nao a vontade, com a minha propria movimentacao nos lugares sociais. Ha tambem o fator sono, este que quando demasiadamente atrasado, revira se de tras para frente, sem uma frente compreendida e que causa inquietude, mas quando projetado produz inumeras conexoes textuais, como historias ~ficticias ou principalmete de realce no pulsante preterito. Muitas sao as vezes que penso que deveria eu ter mais objetividade nos meus trabalhos, e que estes deveriam ser designados com mais fe para o alcance de precisoes, mas como agora, me encontro no amago de um tempo que sugere uma realidade e o medo de ir atras do desconhecido misticismo, principalmente este que me foi imposto atraves de simbolicos dizeres de figuras e objetos minerais e ou artisticos. Na verdade, prefiro acreditar que isso e algo bom, e que no futuro, quando a verdade sobre estes fatos buscados forem revelados, sera uma boa nova a minha motivacao do tempo gasto em pesquisa. O que mais me choca ao ler algns singnificados da peca do escaravelho, e saber que surgiram durante minha tragetoria, pensamentos filosoficos religiosos que se assemelham ao que expoe os tratados estudados sobre este assunto. Mas o que eu pretendo neste momento e saber sobre o que a palavra de Deus ou a biblia tem para me dizer sobre isso, e depois o que realmente consiste este aparato.Pois, se eu contar algo que ficticiosamente molda a minha historia, nada mais sera do que um material de analise para psicanalistas delimitarem como sendo um mero caso de insanidade ou de uma mente produtiva em fantasias, mesmo que exista ligacoes que se coencidem. No atual periodo de dedicacao a pesquisa sobre o escaravelho, tive um encontro com meu guro espiritual, ou melhor, meu padrinho de crisma, e em uma de nossas conversa me veio o qustionamento do por que que a realeza adorava tanto esta figura de inseto.Disse a eele sobre como eu havia comediado isto, denominado que este animal deveria ter ou ser uma maquina filmadora, que registrasse tudo e enviasse diretamente para os estra terrestres, risos. Mas claro que esta alternativa nao cai bem, pois e ganancisa demais, e justifiquei me com esta razao. Entao ele disse que eu deveria me direcionar aos ecritos biblicos, pois estes continham muitas citacoes de animais antigos.

Hoje, quando eu fiz isso, tive uma surpresa que me impressionaou bastante. Segundo os estudos cientificos sobre os animais na biblia, tal como o bombardeiro ou escaravelho – bombardier beetle, este possui o mesmo mecanismo que os dinossauros possuia para cuspir fogo. Pelo que entendi, seria uma bolsa que armazena e ou produz uma substancia quimica infalmavel devido o elevado grau de tempratura. Tais animais, usavam ou usam isso para defesa, uma vez que nao sao afetados por esta substancia dada sua estrutura biologica.

''Esse animal possui em seu interior um sistema de „bolsas‟ que é capaz de armazenar substâncias inflamáveis como a hidroquinona e peróxido de hidrogênio que ao entrar em contato com o ambiente inflama. Esse besouro utiliza esse recurso para defesa e ao observarmos temos a impressão que o animal está expelindo fogo de seu corpo. Esse recurso é bem eficiente na defesa do besouro, já que o produto inflamável está a uma temperatura de 212°F (100°C) e é protegido pelo uso de um inibidor natural, não prejudicando o seu portador. Essa informação não seria tão interessante se não fosse pelo fato de três animais pré-históricos (dinossauros) terem sido encontrados com características semelhantes às do bombardier beetle. Tais animais são o Kronossauro e o Hadrossauro e o Plesiossauro. Ao estudar-se a estrutura craniana do Hadrossauro, constatou-se que o seu crânio possuía órgãos, bexigas e câmaras bem semelhantes às do besouro, permitindo que o Hadrossauro (Hadrossaur parasaurolophus) não só criasse, mas armazenasse e lançasse produtos químicos inflamáveis para proteger-se, ou atacar, sem queimar-se ou machucar-se. Esse animal pode perfeitamente ser o dragão citado nas histórias de várias civilizações, e que ao longo dos anos passaram a exagerar nos relatos, ingressando-o na categoria de contos mitológicos. O que sabemos de real é que tal animal existiu, foi relatado na Bíblia e também fez parte da Criação de Deus. Se um animal pequeno pode produzir produtos químicos inflamáveis a uma temperatura de 100°C e não queimar-se, nada impede que um animal de grande porte com características imensamente semelhantes também o fizesse. v.22 “No seu pescoço reside a força; diante dele até a tristeza salta de prazer”(Jó 41.22)ACFporRobson Tavares Fernandes. Esta informacao me animou, porque informa que eu nao estou tao errada assim, que alguma coisa havia de especial neste inseto para ter sido tao venerado pela realeza. Algo me diz que eu estou no caminho certo, seguindo lentamente, mas uma hora eu desvendo os "por ques" que estao por ataz desse simbolismo misterioso. Para tanto, direi algumas atitudes que foram tomadas ate agora em prol de se chegar em uma descoberta para este assunto; 1) fazer medicao peca, 2)estudar seu significado*simbolico, 3) vista aos museos: Da mesopontanea *Paris 2009, do Egito*Berlin, 2009, de Dom Pedro*Petropolis RJ 2013, busca pela colecao de Dom

Pedro no Brasil, 4) Espertise Parisiense* ultimo dia de estadia em Paris, nao havia como deixar a peca para data la. O mais incrivel foi que, depois de fazer estas citacoes sobre meu interesse em conhecer mais profundamente a biologia deste inseto, algumas dessas especie apareceu em meu quarto, meio que por conenciedencia. Resolvi guarda los, pensei em colecionar bisouros, para que eu pudesse analisa los mais visualmente. Algumas caracteristicas que enconterei ja de inicio, é sua estrutura rigida por um tamanho comparativamente pequena aos demais bichos, ao mesmo que grande, quando postas a outras especies similares. Um deles, que nao sei ainda especifica la, possui uma imponencia bem manisfesta no seu fisico nao eretil, porem, ordenado em partes compostamente qualificadas de sobreposicoes bem estruturadas fisicamente. No entando, acrescento que, este inseto e classsificado cientificamente como sendo um amimal que apresenta sua classe apenas no masculino, e que para reproduzir, espelia ovos, larvas no subsolo, armazenando os em bolas de esterco com barro ate que o amadurecimento destes, se torne evidente. Contudo, minha curiosidadde vai alem do que de fato percebemos em seu comportamento. Pois como sabemos, ele foi glorificado, adorado por geracoes mais remotas pois acreditava estes, que ele seria um animal sagrado. DE certo, nao ha como sabermos ainda, o por que de tamanha idolatria, e o motivo que fizessem amuletos em pedras*varios materiais, tendo em vista uma ascenssao junto ao juizo divino pos morte. A intrigante ressurreicao da alma e do corpo, eram requisitos almejados por muitos, nos quais acreditavam que o amuleto do escaravelho possibilitaria, caso os possuíssem. Com tamanha significacao, tenho eu ainda, varias ideias agucadas do termo simbolico, escaravelho. Em um "achismo" que nao se findará, nem se tornará facilmente em certeza. O que daremos continuidade será na busca da palavra ligada ao signo deste insetoo, a Ressureicao. Esta palavra possui mais de um significado, apenas de eu ainda sim apostar que ela sugere o que chamamos hoje de reecarnacao. Para tanto, exponho aqui o que encotrei sobre ela, a palavra ressureicao e seu significado: vindo do latim quer dizer levantar se, erguer se. Mas porem, para o Cristianismo ela refere se a um retorno da vida ao corpo que havia desfalecido* a voltar a viver depois de ja em estado de morte.

Continuarei minha pesquisa seguindo apenas apriori, algumas palavras engmaticas que apontam para a figura mistica, o escaravelho. Assim, abro aspas, para aderir a algumas passagens eetiradas de textos do mundo virtual em pesquisa. '"Escaravelho no antigo Egito simbolizava a busca espiritual.A eterna busca pela verdade.O símbolo máximo dos verdadeiros iniciados.Também era o selo de Akhenaton,tido como primeiro Imperator da Fraternidade Branca no Egito.Site dedicado à informações de caráter místico,filosófico,mágico e principalmente iniciático a toda e qualquer pessoa que busca informações sérias na Senda Iniciática e na Arte Real.Que possamos reunir Buscadores sinceros do mundo inteiro".

Leia mais: http://escaravelhos.blogspot.com/2009/11/referenciabibliografica.html#ixzz2LVDi4d1X Na verdade, este site acima serviu apenas para ratificar o valor mistico da figura do escaravelho que se perdura para alguns, ainda na atualidade. Outono de 2004

http://oescaravelho.blogspot.com/feeds/posts/default?orderby=updatedAs_ fontes de informação – a bíblia e os escritos apócrifos. Se fôssemos comentar questões sobre conflitos que ocorrem entre constatações racionais e relatos literários da bíblia de um modo geral, o que não é objetivo deste texto, surgiriam debates como, por exemplo, sobre o processo do êxodo dos judeus do Egito que aparece no antigo testamento, o qual estima-se ter ocorrido há mais de cinco mil e setecentos anos. As famosas “pragas” que recaíram como maldições sobre o Egito, as quais teriam sido obra da ira do Todo Poderoso segundo o relato bíblico, podem ser analisadas sob outro ponto de vista que não seja o religioso. Ainda hoje há épocas do ano em que as águas se tornam barrentas assumindo cor avermelhada como sangue, obviamente épocas de chuvas. Considerando as latitudes equatoriais do Egito, haveria muito granizo e chuvas ácidas que arrasariam plantações como se elas tivessem sido submetidas a uma chuva de fogo; a umidade excessiva faria com que moscas se multiplicassem, espalhando doenças de pele que provocariam feridas, ou ainda outros tipos de doenças contagiosas das quais os recémnascidos e lactentes seriam vítimas fatais. As rãs também se multiplicariam, dada a abundância de alimento que teriam. Nenhum destes fenômenos seria fora do comum.

Obs> Resolvi incluir a passagem acima apenas como forma de fazer alusao ao meu temor e preocupacao sob a figura do inseto, escaravelho. Portanto, esta passagem biblica do antigo testamento me intrigou anteriomante durante meu encontro do grupo de crisma na igreja da ressurreicao, do qual, atualmente frequento. Nda se pode comprovar que nao um misto de coeciedencias vitais que ocorreram ao logo do desenvolvimento deste artigo. Pessoas, ilustres ou nao, contribuiram, de certa forma, para o sucesso desta historia. Ficcao ou cientifica, esta pode assim ganhar uma titulacao no meio academico. Ensinando, e ou apenas, contando: este manuscrito visa resolver questoes psicofisicas da abstratividade da vida, vivida ou fantasiada. Tais quisitos se formularam no decorrer deste, porem a ideia central da intricidade da peca, tornou se em alguns momentos, banais, no seu valor que eram lhe dados assim, na questao do texto. Esta era a necessidade do objeto, esta era a vontade da autora.Torna se imunes, vez ou outra, do dominio do senso critico, estavel do que se era, é ou foi duravel. As images artisticas, suas composiceos aglomerativas de mesnasgens, retornavam margeando o que ra desconhecido ao interessantemente marcado pelo subjetivo abstrato. Assim, a autora, percebe que esta era porem, a unica imagem que se poderia fazer de qualquer composicao e ou pojecao do materia artistico. O desvendamento da conjugacao de seu ser em partes, reais, nao reais, animisticas , sentimentais, emocionais de suas caracteristicas apresentadadas ou fugidas de exposicoes, e claro, a curiosidade como sinonimo de conhecimento. Estes ultimos dias seriviram como tempo para reflexao. Para tanto, foram feito discurssoes sobre a ong respectivamente ambitavel por funcionarios e hospedes, funcionarios e animais, literalmente falando. Ao descobrir um dos maiores idolos da musica americana , Machel Jackson , compos perfeiitamente um dos maiores baratos da historia infanto juvenil, adulto . Na forma caracteristica de expressar seus sentimentos, pode devolver a imaginacao do trabalho grupal das especies que amam seu trabalho, e porque nao dizer, sua vida de amor associada ao trablho, individual, particular, e grupal. Portanto, dedico esta figura humana, como exemplo de um minusculo ser, porem, com um trabalho orientado pela forca da luz.

Neste tanto escrito, espero que nao endenda isto como uma comparacao de barata, mas como um olhar intriseco na visao da autora quanto a sua propria arte de pesquisar comportamentos, humanos e biologicos e suas diferentes espressoes artisticas e ou sentimentalmente tecnica. O Escravelho, sendo um dos temas de sua pesquisa, a autora impoe a representacao e projecao do mundo animalistico. biologico , de ambos, M.J e o inseto, a uma solidado quase que inospeta do esquema descrito de aobra e o da autora. Ambos narrando apenas o que danca, seu comportamento ritmico, sonoro : visual. Na proposta de projeto Para ti, no qual podera ou nao Ser, acontecer, sua descricao de trabalho é, de todas as outras citacoes, um trabalho conjunto de preeparacao de professores para o projeto. Por isso, sua reserva faz necessaria, mesmo quando a existencia de opositores a este modo de opcao comportamental, negue suas motivacoes para com a populacao dos menos capacitados de entendimentos a respeito do assunto central e integral do trabalho autoral. No momento de hoje, pude notar quao grande é a ignorancia das pessoas sobre os seus propositos, direitos, educacao e resumidamente falando, cognitivo comportamental de suas diversas relacoes. Quando pude permitir me auma colega a juntar me a mim em um projeto, verifiquei a impossibilidade de continuidade do trabalho. Nao afirmarei que a esperanca de nao fazer la conhecer este manuscrito antes de sua conclusao, apenas por sua ansia por divilgacao e sua enorme necessidade de contatos e espressoes que a faca existir enquanto nao é olhada por todos. Sempre procurando a histeria como manifetacao artistica. Neste ultimo mes, houve um trabalho juntas, porem nao foi dado continuidade devido a este tratado posterior de acao conjunta de ligacao social da populacao a que devemos ofertar nosso traabalho. Neste sentido, senti a falta de commpanheira ter passado uma faculdade ou por alguma orientacao de ciencia. Produzimos ideia, particulares e conjuntas, mas nao houve um tempo de organizar o material de reuniao verbalmente discutida. Este, e o trabalho que pretendia seguir desenvolvendo com a mesma, nao foi efetivado. Mas separadamente, o que foi lhe surgerido por mim em teu trabalho, apenas fez se confirmar se em seu interesse de se compormeter a fazer da forma que eu havia sugerido na ideia central de se trabalhar com as criancas na ong de uma maneira artisticamente expressiva. Unindo duas categorias motoras, a tatil, da pintura :

patina, Com a da musica>danca e historica como criacao da mitologia , sendo esta colega exemplificando as formas de animais e eu no entanto, o som da natureza. No trabalho de desegne de figuras, em aulas sugeridas pela autora, mas pesquisada pelos alunos para uma maneira ultima de formar a obra, a formulacao desta deve ser obediente a uma certa ciencia, para tanto, devera haver a revolucao de alguns destinos fisicos e psicologicos. fisicos, do espaco fisico da ong e pesicologico, do todo docente da instituicao. Para tanto, a conclusao do artigo de producao do processo de ensino aprendizagem com a analise psicologica das expressoes artisticas foram expostas para o publico de pesquisadores de conceito. Por ser direcionado ao tecnicos, tais como professoares de danca, cantores e ou terapeutas ocupacionais. Em meu quarto vi um mundo de coisas para escrever pensar, ja na rua, sociedade para fazer. Embora exista impecilhos gritante em muitas pessoas, simplimente nao da para ficar cega diante de todos os complexos existentes na sociedade, mesmo que como um saacrificio de trabalho, o desavio de associar a pratica cultural com o Bel estar social, ditada pelas ciencis humanas, sociais, serao a volvula prepussora deste desenvolvimento de filosofia. Uma filosofia que ultrapassasse os ditos publicos e privados, dos grandes interesses e ou ignorantes deste assunto. Analisar, escrever e comprovar o que penso, encontrase em suspensao, devido a ideia de se realizar um feito psicopedadogico de media a longo prazo. Esta marca nao devera ser apagada, pois seu interesse e repassar o conhecimento sobre determinados assuntos, para geracoes posteriores. Como, foi a pesquisa do RH sanguineo;site< Tudo e é contado por aqui, sobre o que aconteceu e o que poderia acontecer, segue uma linha tanto que da Imagem e acao. Previ, um trabalho que pudesse misturar 5 artes, 3 em artes plastica, sendo duas de pintura<patina em parede e em quadros, ver a evolucao da tecnnica. Outra que nao sei fazer, que seria esculturas por lapidacao, e a arte do conhecimento sociopedagogico > de se exercer uma profissao sentivel, como a do psicologo educacional. Sem levar em consideracao, a arte de escrever, que tem varias missoes e entre linhas ou clarass, nas ideias e palavras, mas que nao necessariamente se compreende seus inumeros significados e objetivos. Na verdade pude entender tb, que a maioria dos acontecimetos pessoais, como atritos de ideias e ou maneira de raciocinar e ou se compportar de algumas pessoas que fizeram para te de algum momento da minha vida, por pouco tempo, deveria apenas colaborar com um olhar analitico de determinadas situacoes, aonde olhando para tras,

as diversas constituicoes geneticas, culturais e sociais , quando visto por uma visao especializada, poderia montar o quebra cabeca apartir da analise aprimorada destee 3 temas em um so conteudo> Historia de Vida Pessoal de cada um. Vendo , do verbo ver, as reacoes, comportamentos, e acima de tudo, como o homem possui uma capacidade particular de explorar tudo que lhe e alheio, ate mesmo o seu semelhante, Seja materialmente, atraves de bens mensuaraies, objetos de seu dominio, como tambem bens adquiridos atraves da constituicao impçlicita que sua existencia o implica a viver sua historia. Alguns, ate mesmo a autora, em sua sacada de trabalho, deixou se levar por tais dominios de incontrolaveis succoes. Para tanto, sua fortaleza presidia um calculos projetuais que somente em palavras constituidas de uma formacao propria a distinguia entre as nuances de seus exploradores, amigo e pessoas que de um caminho a seguir. Com isso, sua observacao se tornava cada vez mais notoria no trato de suas ideias de projetos sociais. Permeou o cotidiano de todas as classes, em um trabalho voluntariamente imposto pelo sistema de exploradores politicos, que, jus fazia a sua economia, mediogre e miseravel, de educacao e etica. Com isso, adquiriu uma ferramenta propria de um seguir adiante na sua defesa por direitos autorais de seus trabalhos. Ao fornecer solucoes, dar indicacoes e fazer terapias informalmente, sem um contrato que lhe resguardasse seus direitos, também passou a buscar cenas posteriores e seus resultados derivados de seu toque de profissional. Isso lhe valia uma pesquisa atenta, e ja com recursos previstos para e com um tempo mensuravel de permanecia do que se forma apartir da caminhada de cada um, em grupo, e separadamente, sem mais receber da mesma novas doacoes de projetos e ou ideias de. Quase todas, para nao dizer todos, capitavam sua metodologia, e propostas futuristica de melhoria em tais q quais destinacoes, poorem, sempre, e erradamente, se achavam capazes de iniciar se seguir um caminho autonomo. Desatentos, estes, que todo um conhecimento de causas, e por consequencia que um estudo de razoes contituintes em trabalhos em complexidade unica e pessoal, e que por mais, tem por motivo, proseguir uma metodologia continua em adapatacoes visionais da propia autora que as aponta. Assim o ponto final, assinara sua forma de articulacao em resultados precisos e validados, sem mais probabilidade de desvio.

Sim, a rota sempre eram o destino de cada um deviante, e o alcance desejado, quase sempre nao atingia o marco esperado , quando se analisava os coautores>exploradores, que em vao, lutava por uma autonomia desnecessaria, uma vez que o que se trabalhava seria um sistema de progresso, ordem e acima de tudo, Honestidade e Etica, no sistema de ensino. Nao mais, doacoes para se chegar a tal eprendizagem. Com tentativas, os erros eram eminentes para outros, nao para que vivia conectada com a Superioridade Univerdal de previsoes. Seu tempo obedecia a cronologia da agilidade e da rapidez, porem, a terra movia se em silencio e com medo escarssser que seu oposto ordenava. Cenas que nao aconteceram. Epsodios mentais nao transformado em real. Mentes criativas muitas vezes podem produzir fantasias criativas, que sao aliadas de um bem comum, social, ambiental, e em qualquer area que seu cerebro possa dominar.V.IF. No contexto do atual palco rural, digo,hambiental, da civilizacao brasileira, algumas solucoes para problemas de diversas aereas se dao evidentes em algumas ideias revolucionarios, ou melhor, de alguns poucos cidadoes que insistem em efetivar sua profissao, meszsmo que assim, para muito, suas ideias virem apenas boas , poucas e muitas teorias.]vif Por isso, que volto a compor este texto com as desventuras, e por que nao, aventuras de uma profissao submissa ao contraregra, que deseja ocupar o cargo de ator.Melhor explicando, haja visto constantes duelos entre profissionais e ou profissoes. Um personagem, inventado ou simplismente descrito por vaglorismo de arte abstrata. algum autor em seu

Nada, nem os mais ocupantes das carteiras de economistas farao da marinha, um porto de havitantes locais, os humanistas. Para um ato pensador de um corpo em banho, uma mente inspirada, solta palavras projetistas da sua profissao de critica e solucionaria que questoes alheias. isto é uma profissao da autora. A doacao, como o trabalho, e de aperfeicoamento do que se é exposto no mundo,>frases, ideias, visoes, etc. Seus medos eram permanentes, e de formas distintas. No momento do banho, e em outros tambem, pensava se suas composisoes eram vagas, com palavras sem sentido e etc.Talves para alguns, elas nao passassem disso, ou apenas para quem gostaria que fossem assim, seria mais comfortavel. Ter que retirar titulos ja adaquiridos, sobrenomes ja registrados, e sua mentalidade formada em seu ser, era o bastante para que o nao conformismo desses, "sub" existissem.

Falo de amor a vida, e o quanto algumas faltas demoram para serem preenchidas. De ter um outro alguem, que presentificasse por completo o seu desejo de estar presente tambem no mundo real. Solicitar e ter, em sentimento e ato amoroso causador de bem estar, reforca uma aptidao simples e eterna por escrever. Nao por, serou ter que provar para alguem que voce, e foi ou sera, mas apenas por sentir a nessecidade de fazer algo por voce mesma, e para outros, pesquisadores. Um olhar inocentes, de um macaco assustado, conta nos o coracao devido o enfrentamento da natureza, sua igenuidade e sabedoria, cor e forma, e um olhar apenas para o bem que reagi e assalta, sempre que estamos cativos de uma consciencia que so e validada no bem das diferentes especies animais. Certo que tem algumas com instinto oposto a isso, e em sua genetica forma transmitidos comportamentos, e atos destrutivos, porem no homem isso nao deveria por assim ocorrer. Explicando se basicamente, pelo incosnciente coletivo, o incosceinte descoberto e posto á consciencia. ..............................continua................................................................................Vfroede

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful