Você está na página 1de 21

Nº 50

|

29 de Junho a

5 de Julho de 2013

Região Autónoma da Madeira

COMUNIDADES

Nº 50 | 29 de Junho a 5 de Julho de 2013 Região Autónoma da Madeira
Nº 50 | 29 de Junho a 5 de Julho de 2013 Região Autónoma da Madeira

ATUALIDADES

ATUALIDADES foto: Direitos Reservados Governo da responsabilidade do Presidente da República Alberto João Jardim não

foto: Direitos Reservados

Governo da responsabilidade do Presidente da República

Alberto João Jardim não tem dúvidas de que o actual estado-de-coisas (demissões de Vítor Gaspar e Paulo Portas e coligação em risco) só vem demonstrar a inaptidão do actual regime político-constitucional.

O Presidente madeirense considera que a gravíssima situação a que o País chegou «justifica que Portugal esteja em estado de

emergência até terminar a assistência externa, sem prejuízo das eleições autárquicas marcadas». E com um Governo, neste

período, da responsabilidade do Presidente da República e «com a apresentação a referendo dos Portugueses de uma nova e eficiente Constituição democrática».

A opinião de Alberto João Jardim foi dada a conhecer, na passada quarta-feira, em comunicado assinado pelo próprio.

Com efeito, o Presidente do Executivo madeirense, Alberto João Jardim, em comunicado enviado à Comunicação Social, deixa bem clara a posição do Governo Regional da Madeira face a mais uma crise política do Regime:

«1. O presente estado-de-coisas a que o País chegou, apesar dos sacrifícios dos Portugueses, demonstra a inaptidão do actual regime político constitucional.

2. Eleições gerais, manifestações, greves, serão mais do mesmo, destinam-se a manter o actual regime e continuarão a

sobrecarregar os Portugueses cada vez mais.

3. A gravíssima situação a que se chegou, justifica que Portugal esteja em estado de emergência até terminar a assistência

externa, sem prejuízo das eleições autárquicas marcadas, com um Governo neste período da responsabilidade do Senhor Presidente da República e com a apresentação a referendo dos Portugueses de uma nova e eficiente Constituição democrática.

4. Tentar resolver a habitual instabilidade gerada pela classe política de Lisboa, num quadro situacionista e de rotativismo

partidocrático gasto, será mergulhar todos os Cidadãos de todo o Portugal em dificuldades ainda piores, com perda crescente da independência nacional».

ATUALIDADES

Jardim enaltece exemplo de Mandela

ATUALIDADES Jardim enaltece exemplo de Mandela O Presidente do Governo, Alberto João Jardim, disse na passada

O Presidente do Governo, Alberto

João Jardim, disse na passada quinta- feira que Nelson Mandela foi uma das personalidades que mais o marcou e que o mundo vai ficar «mais pobre se porventura não continuar entre nós». «Costumo dizer que em toda a minha vida houve duas personalidades que conheci pessoalmente e falei, com quem troquei impressões durante largos minutos e me marcaram muito, um foi o presidente Nelson Mandela

e outro foi o papa João Paulo II, quer quando com ele estive no Vaticano,

quer aqui», disse Jardim aos jornalistas

à margem da cerimónia de entrega de

viaturas do SESARAM. Recordou que

a primeira vez que se encontrou com

Mandela «ele ainda não era presidente da África do Sul», acompanhado por João Canha «que tinha acesso

ao ANC em Joanesburgo porque era responsável por uma equipa de futebol que era mistura de raças». Jardim recordou que o encontro foi na sede do ANC e que «estava um pouco intimidado porque não sabia que reacção ia ter um homem que tinha estado 20 anos na prisão em luta pelos direitos do seu povo». «O presidente Mandela recebeu-me com uma paz de espírito, uma amizade, uma abertura, uma alegria e eu perguntava a mim próprio como era possível que este homem tenha estado 20 anos preso por lutar pelos seus direitos e simultaneamente tenha esta abertura este encanto, esta serenidade?», realçou. «Não me esqueço o que ele me disse logo nesse dia: ‘Você vai dizer à comunidade portuguesa que precisa de ficar, precisa de ficar porque

foto: Direitos Reservados

são importantes nomeadamente nos abastecimentos e nos transportes’», recordou Jardim. O líder regional disse que Nelson Mandela declarou em seguida: «A África do Sul não pode falhar, temos de contar com todos, porque se falharmos, toda a

África ao Sul do Saara estará perdida.

A África do Sul é a grande esperança

de desenvolvimento dos países ao sul do Saara». «A verdade é que ele conseguiu. A África do Sul é hoje uma democracia plurirracial, é um dos países emergentes», realçou Jardim. «Tivemos então uma longa conversa, o presidente

Mandela estava com a sua jovialidade e

o encanto do costume», afirma Jardim,

concluindo: «O Presidente Mandela foi uma figura que me marcou e guardo

uma recordação de quem eu posso ter tirado ensinamentos para a vida».

COMUNIDADES

COMUNIDADES foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/ Manuel António prolonga missões As missões empresariais que

foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/

Manuel António prolonga missões

As missões empresariais que têm sido promovidas pelo Secretário Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais vão ter seguimento ao trabalho já realizado em Londres e Jersey e que está agora em curso na Venezuela.

Manuel António Correia quer dar continuidade às medidas que estão no terreno e já definiu «passos novos» para tirar «todos os proveitos» que as missões têm realizado. «Decidimos agora, nós que organizámos e os empresários presentes, que, nos meses de Julho e Agosto (deste ano), serão promovidos, todas as semanas, périplos na Madeira pelas empresas que estiveram aqui representadas e serão convidados todos os interlocutores com quem as missões empresariais mantiveram» encontros em Londres, Jersey e Venezuela, anunciou Manuel António Correia.

A ideia é acompanhar o resultado dos contactos entretanto estabelecidos e mostrar “in loco” aos empresários emigrantes

as empresas de que ouviram falar aquando das missões empresariais, para que possam conhecê-las, inteirarem-se dos seus produtos e serviços e tirarem mais informação. Mas, acima de tudo, destaca o governante, o objectivo é «pôr em acto esta potência que está a ser criada. Portanto, dar sequência e consequência a estas iniciativas». Assim, todas as semanas nos meses de Julho e Agosto será feita uma visita completa às empresas que integraram as missões, para a qual vão ser convidados os empresários emigrantes ou seus representantes que estejam de férias na Madeira – em

Julho e Agosto muitos visitam a Região. Os empresários emigrantes vão poder optar pela semana em que preferem fazer a visita, sendo esta agendada em função da data da viagem. «O périplo será igual para todos ou afinado em função do tipo de pessoas, ou do tipo de negócios ou da área de negócios que os participantes quiserem fazer», disse o Secretário Regional. Em síntese, Manuel António Correia refere que esta nova fase das missões empresariais reflecte «uma preocupação de alavancar aquilo que foi criado aqui nos contactos, nos encontros, nos workshops, aos quais pretendemos dar continuidade».

A ideia, por isso, «não é tomar acções isoladas; a ideia é abrir um projecto contínuo e constante e sempre a crescer para os

empresários madeirenses, quer os que vivem na Madeira, quer os que estão radicados noutros países».

COMUNIDADES

Município de Carrizal homenageia Manuel António

COMUNIDADES Município de Carrizal homenageia Manuel António foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/ O

foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/

O Secretário Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais, Manuel António Correia, foi esta semana homenageado pelo

Município de Carrizal, no estado de Miranda, na Venezuela, onde vivem 30.000 madeirenses, com a atribuição da chave da cidade, a única atribuída este ano pelo município presidido por José Luís Rodrigues, filho de madeirenses.

A homenagem decorreu durante um jantar que reuniu cerca de 500 pessoas, organizado para angariação de fundos para

a construção da réplica do Santuário de Fátima, que está a ser edificada há cinco anos naquela região e que deverá estar concluída em 2015. Manuel António Correia salientou ainda que a atribuição das distinções deve-se ao trabalho, valores e atitudes da nossa comunidade, pelo que ela é a verdadeira homenageada. Antes da homenagem, o Secretário Regional visitou o santuário em construção, o qual considerou ser um «projecto marcante para os madeirenses» e que deveria orgulhar todos nós, independentemente do local onde vivam. Refira-se que a primeira pedra desta obra iniciada há cinco anos foi lançada por Alberto João Jardim. Durante a festa, homenagem e jantar foram vividos momentos de emoção e de grande afecto entre os presentes, que se sentiram como se estivessem na sua região, representada pelo Secretário Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais.

COMUNIDADES

COMUNIDADES foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/ Produtos regionais no cabaz básico da Venezuela O

foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/

Produtos regionais no cabaz básico da Venezuela

O

Secretário Regional do Ambiente

21 empresas regionais, considera que

Secretário Regional conta com o actual

nesse sentido.

importante alertar as autoridades, mas,

e

dos Recursos Naturais está a

a inclusão dos produtos tradicionais

«Temos conhecimento de alguns casos

desenvolver contactos na Venezuela para que os produtos tradicionais da Madeira possam ser integrados no cabaz básico daquele país. Em visita à Venezuela, Manuel António Correia encontrou-se na passada quarta-feira com vários responsáveis das autoridades venezuelanas e,

goza de apoios e facilidades específicas

permite uma vantagem acrescida, que «pode tornar os nossos produtos mais competitivos». Para o sucesso desta iniciativa, o

«contexto muito favorável» existente entre os dois países e com o trabalho que está a ser desenvolvido nesta

das licenças já terem sido pedidas há algum tempo mas cujo caso ainda não está resolvido. E, porque pensamos que agora serão pedidas novas licenças, em decurso desta missão empresarial, é

acima de tudo, obter, como pensamos que obtivemos, a sua sensibilidade para

no final, anunciou a vontade de

deslocação, que se prolonga até ao dia

o

assunto e criar canais concretos para

querer «aprimorar a possibilidade

8.

o

analisar e decidir», disse.

dos produtos tradicionais da Região fazerem parte do cabaz básico, que

de entrada na Venezuela».

Mas Manuel António Correia pretende também «limar alguns aspectos» relacionados com as licenças de entrada de produtos novos no país e,

Manuel António Correia tem mantido uma agenda muito apertada nesta deslocação ao país que tem uma das maiores comunidades portuguesas (600

O

governante madeirense, que está

por isso, tem alertado as autoridades

mil, 80% dos quais são madeirenses,

acompanhado por uma missão empresarial com representantes de

venezuelanas para a «necessidade de acelerar e criar maiores facilidades»

segundos números oficiais).

COMUNIDADES

COMUNIDADES foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/ Depois de ter visitado a Central Madeirense e o Grupo Lena,

foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/

Depois de ter visitado a Central Madeirense e o Grupo Lena, que está a construir 12 mil habitações sociais em Charallave, no estado de Miranda, promoveu um encontro entre os empresários que integram a missão empresarial e os empresários madeirenses radicados na Venezuela, juntando cerca de 130 pessoas na mesma sala. A brincar, o Secretário Regional disse, no final, esperar agora “casamentos”, depois de estabelecidos os primeiros laços entre os empresários. De facto, os contactos sucederam-se não só após as apresentações, mas também durante o jantar oferecido pela Academia do Bacalhau, que juntou centenas de pessoas, em Caracas. Nas palavras do Secretário Regional, o trabalho está a «correr muito bem». No dia 2 de Julho, a agenda de Manuel António Correia teve um cariz mais institucional, tendo o governante sido recebido na Assembleia Nacional pelo vice-presidente do parlamento, Victor Chirinos. Momentos mais tarde, esteve na Câmara Municipal de Libertador, o maior município de Caracas, onde foi distinguido com a medalha de “Bom Amigo”, considerando a homenagem como um tributo ao trabalho que todos os madeirenses fizeram naquele país. Aí, fez um discurso de aproximação, ofereceu o conhecimento adquirido pelas empresas e instituições regionais para contribuir para o desenvolvimento do país, nomeadamente ao nível das políticas ambientais, e acentuou os pontos em comum que os dois territórios apresentam.

COMUNIDADES

COMUNIDADES Disse que na Região há muitos madeirenses que também são venezuelanos e que não foram

Disse que na Região há muitos madeirenses que também são venezuelanos e que não foram só os emigrantes a beneficiar das oportunidades na Venezuela, mas todos os madeirenses. Lembrou a passagem de Hugo Chávez pela Madeira e da forma calorosa como foi recebido, elogiou o trabalho contra a pobreza que, neste momento, a Venezuela está a fazer e referiu que a missão empresarial que está de visita a Caracas vem com o mesmo espírito que os primeiros emigrantes, na década de

1950.

«Estes que vieram agora comigo são trabalhadores como os que vieram há 60 anos, têm valores como os que vieram há 60 anos e têm também a mesma capacidade de risco. Por isso, podem e devem confiar neles para colaborar convosco», apelou. A finalizar, o Secretário Regional do Ambiente e Recursos Naturais desejou que a Região receba a «breve trecho as mais altas entidades da Venezuela, nomeadamente o senhor Presidente da República Bolivariana da Venezuela».

foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/

Já à margem da cerimónia, o Secretário Regional voltou a defender um mercado madeirense comum entre os emigrantes espalhados pelo mundo, advogou relações mais intensas em todas as áreas, mais trocas de experiências e mais iniciativas como a que está a decorrer, assente no peso do passado, mas focadas no futuro. Importa ainda referir que o dia de trabalho fechou com uma visita ao Centro de Distribuição da rede de supermercados Unicasa.

foto: http://www.facebook.com/SREMadeira/ COMUNIDADES Governo Regional atento aos problemas da comunidade No âmbito da

foto: http://www.facebook.com/SREMadeira/

COMUNIDADES

Governo Regional atento aos problemas da comunidade

No âmbito da sua deslocação à África do Sul, onde está a representar o Governo Regional nas comemorações do Dia da Região e das Comunidades Madeirenses, o Secretário Regional da Educação e Recursos Humanos esteve esta semana reunido com a encarregada de Negócios da Embaixada de Portugal na África do Sul. Jaime Freitas disse que no encontro com Gabriela Albergaria foram trocadas opiniões e feita uma análise dos problemas que existem para a comunidade de madeirenses e para os portugueses em geral radicados naquele país. Um dos assuntos prende- se com «a ajuda e o apoio que se pode dar àqueles nossos compatriotas emigrantes que, tendo já uma idade avançada, se encontram em situação de dependência», matéria para a qual muitas das comunidades madeirenses trabalham de uma forma abnegada. «Acho que também as representações das autoridades nacionais aqui na África do Sul deviam ter essa atenção

e deviam acompanhar estas iniciativas com muita atenção e muito carinho», disse.

Outro problema sentido é a inexistência de uma ligação aérea directa, de modo

a promover e tornar mais fácil «o acesso de todos os madeirenses que aqui residem à nossa terra natal». Jaime Freitas destacou o facto de o Governo Regional estar atento aos problemas da comunidade ali radicada, por entender que «madeirenses são aqueles que nasceram e vivem na Madeira, mas também os emigrantes

e os seus descendentes». «Também

são madeirenses aqueles que trazem a

Madeira no coração», acrescentou.

Do programa constou ainda uma visita

à Universidade Sénior da Boa Esperança de Pretória.

COMUNIDADES

Padre Alexandre Mendonça «emocionado» com distinção

Padre Alexandre Mendonça «emocionado» com distinção foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/ O Padre

foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/

O Padre Alexandre Mendonça está «profundamente agradecido» e «emocionado» com a distinção que o Governo Regional

lhe fez, em Caracas. Durante as cerimónias do Dia da Região, Manuel António Correia, Secretário Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais,

em representação do Presidente do Executivo Regional, entregou-lhe a Insígnia Autonómica de Distinção - Cordão, tal como havia sido decidido, na última quinta-feira, em Conselho do Governo.

A Insígnia Autonómica de Distinção destina-se a agraciar os actos ou condutas de excepcional relevância de cidadãos

portugueses ou estrangeiros que, nomeadamente, contribuam para o reforço dos laços afectivos, culturais e económicos entre todos os madeirenses residentes ou ausentes, valorizem, prestigiem e dignifiquem a Região ou País no estrangeiro ou que contribuam para a expansão da cultura madeirense ou para o conhecimento da Madeira e da sua história e seus valores. «Agradeço o gesto. Creio que representa um sinal muito bonito da terra onde eu nasci. Portanto, tem, para mim, um valor muito grande. Depois de 25 anos de sacerdócio, uma pessoa só tem de elevar os olhos ao céu e agradecer a Deus por todos os benefícios recebidos, porque, em definitivo, a obra é Dele; nós somos apenas os humildes instrumentos. Por isso, temos de agradecer a Deus e a todos aqueles a quem o Senhor põe no nosso caminho, para nos fazer viver momentos de alegria como este», destacou, “implorando” a Nossa Senhora do Monte «que abençoe os nossos governantes e, em geral, todo o nosso

Portugal». Por outro lado, e já reflectindo sobre como os madeirenses vivem o Dia da Região na Venezuela, o Padre Alexandre Mendonça disse que a comunidade reage de forma diferente. «Os que estão mais perto dos centros sociais vivem com muita emoção e

alegria, já os que estão nos seus trabalhos e distantes da vida associativa não o vivem com tanta intensidade», sintetizou. Relativamente aos problemas que os madeirenses hoje atravessam, o sacerdote apontou que a insegurança continua a ser a principal preocupação. «É uma triste realidade, que sofremos todos. A nossa comunidade, pela sua função social e comercial,

é uma das que mais sofre a situação de sequestros, roubos e alguns assassinatos», disse, reconhecendo, no entanto, que o

actual governo venezuelano está a criar normas e projectos para combater esse drama que já atinge níveis «desesperantes». Face a esta realidade, a comunidade vive «momentos de luta e de sofrimento, mas também de muita fé e esperança no futuro» do país. Neste sentido, garantiu que os portugueses naquele país mantêm uma ligação muito forte à Igreja, preservando os «grandes valores espirituais» até às gerações mais novas.

«Da minha experiência pastoral, é extraordinário ver como a nossa comunidade portuguesa confere profundamente o seu valor a Deus, à Igreja e a Nossa Senhora», regozijou-se.

foto: http://www.facebook.com/SREMadeira/ EDUCAÇÃO E CULTURA Jaime Freitas incentiva aprendizagem do Português O

foto: http://www.facebook.com/SREMadeira/

EDUCAÇÃO E CULTURA

Jaime Freitas incentiva aprendizagem do Português

O

Secretário Regional de Educação

e

Recursos Humanos, Jaime Freitas,

chamou esta semana, em Joanesburgo,

a atenção, para a vantagem da Língua

Portuguesa, como complemento curricular. Na visita à escola Marian College, o

governante procurou sensibilizar para

a primazia das crianças e dos jovens

aprenderem e usarem o Português, até porque no sistema de ensino sul- africano, a língua portuguesa é uma oferta disponível e qualquer estudante pode optar por ela. Jaime Freitas teve a oportunidade de explicar que, do ponto de vista económico, os jovens que dominem a língua portuguesa, terão uma posição

preferencial, no que diz respeito ao emprego, numa região onde se insere a Comunidade Económica Sul Africana, que envolve os países da

África austral, nomeadamente, Angola

e Moçambique, que falam a língua portuguesa.

O governante manteve também

uma reunião com a Cônsul Geral, Luísa Fragoso, no Consulado Geral de Portugal em Joanesburgo, com quem abordou as preocupações transmitidas por parte da comunidade madeirense naquela cidade sul- africana.

O Secretário diz-se satisfeito com o

apoio que a cônsul se propõe continuar

a dar à comunidade da Madeira em

Joanesburgo, apesar de a maioria dos emigrantes, «serem pessoas

genericamente bem sucedidas, do ponto de vista económico e social». Jaime Freitas sublinhou ainda que «do conjunto de associações e organizações da comunidade madeirense em Joanesburgo, temos verificado que elas têm a preocupação de estar ao serviço

e estar atentos a estes problemas para

estender a mão e criar uma estrutura que possa proteger estas pessoas, particularmente as de idade maior».

EDUCAÇÃO E CULTURA

Investigadores do M-ITI distinguidos com prémio para melhor artigo na EICS’2013

distinguidos com prémio para melhor artigo na EICS’2013 Rui Alves e Pedro Valente, alunos de doutoramento

Rui Alves e Pedro Valente, alunos de doutoramento do Madeira Interactive

fundos estruturais Intervir+.

O artigo parte de um estudo de vários

foto: http://www.facebook.com/Madeiraiti/info

Informática, realizou-se entre 24

e 27 de Junho, em Londres e teve

Technologies Instititute (M-ITI), foram

O

artigo, intitulado “Melhorar

projectos concretos desenvolvidos

na empresa Logica, para os quais os

como objectivo abordar as questões

distinguidos com o prémio para melhor

de engenharia relacionadas com

artigo na EICS’2013, uma das principais

o

desenvolvimento de sistemas

conferências científicas na área de interacção humano-computador.

autores extrapolaram estimativas de esforço que permitem concluir que a utilização de modelos centros nos utilizadores humanos permitem

de esforço produzidas no arranque dos

interativos, tais como dispositivos multi-toque, aplicações para entretenimento, sistemas críticos

(médicos, controlo de tráfego aéreo) e

as

desenvolvimento de software recorrendo a modelos centrados nos

estimativas de esforço de

aumentar a fiabilidade das estimativas

projectos. O impacto desta investigação

questões ligadas ao desenvolvimento

humanos”, foi orientado pelo Professor

é

significativo já que permite às

de software. Para além da participação na EICS’2013

Doutor Nuno Nunes, do M-ITI, e

o

M-ITI esteve também presente, ontem

desenvolvido em colaboração com o

empresas estimarem com muito maior precisão os custos de produção do

“software” interactivo numa área da

e

hoje, no Pavilhão do Conhecimento,

CGI/Logica Service Design Lab, uma iniciativa de investigação ao abrigo da parceria Carnegie Mellon Portugal

engenharia onde estes modelos são ainda incipientes.

em Lisboa, na conferência nacional no âmbito do Encontro Anual de Laboratórios Associados LARSyS.

instalada na Madeira com apoio do

A

conferência, patrocinada pela

programa +conhecimento através dos

Associação Internacional de

 

EDUCAÇÃO E CULTURA

EDUCAÇÃO E CULTURA foto: Direitos Reservados Chick Corea abre 14.º Funchal Jazz A mestria e talento

foto: Direitos Reservados

Chick Corea abre 14.º Funchal Jazz

A mestria e talento da grande lenda do jazz, Chick Corea, acompanhado pelo seu mais recente projecto, Chick Corea and the

Vigil, não defraudaram as expectativas da generosa plateia que encheu o Parque de Santa Catarina, para assistir ao primeiro dia da 14.ª edição do Funchal Jazz Festival. Um nome que dispensa apresentações, conforme se congratulou o Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Albuquerque, momentos antes do espectáculo começar. «Este é talvez um dos maiores nomes que já passou na cena jazzística mundial nos últimos 40 anos, é um nome incontornável do jazz, quem não conhece o Chick Corea não conhece música», afirmou o autarca.

A energia e talento dos músicos do projecto Chick Corea and the Vigil fizeram jus à sua reputada fama, sendo «a melhor

forma de começar este festival», concordou Miguel Albuquerque, que já antecipava que «se ele tocar algum dos “standarts”, dos clássicos dele, penso que vai animar o concerto. Independentemente disso, é um executante de alto nível, é o chamado “crème de la crème”», elogiou. Igualmente em declarações, o Vereador da Câmara Municipal do Funchal, Bruno Pereira, e candidato às autárquicas de Setembro, enalteceu esta iniciativa, defendendo a sua continuidade, dada a qualidade e aceitação por parte do público:

«O Funchal Jazz é um evento que hoje em dia está mais do que implantado na sociedade madeirense e funchalense, em

concreto. É um evento que importa acarinhar e que importa, claramente, dizer que, no futuro, tudo deverá ser feito para mantê-lo, porque já é uma marca na oferta cultural funchalense e tem um grande potencial turístico». Bruno Pereira voltou a apontar a reputação dos nomes do cartaz deste ano, começando pelo incontornável Chick Corea e apresentando, esta sexta-feira, novamente a partir das 21h30, Concha Buika, «um dos nomes muitos interessantes da música espanhola hoje em dia, fazendo a fusão do flamenco com o jazz e as suas raízes africanas. No sábado, também teremos um espectáculo interessante, com o tributo a Miles Davis, com o Miles Smiles, bem como a Jacinta, tendo também aqui lugar a oferta nacional».

EDUCAÇÃO E CULTURA

Festival do Atlântico terminou em “Delirium”

E CULTURA Festival do Atlântico terminou em “Delirium” foto: Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes

foto: Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes

Foi com o sugestivo tema “Delirium” que terminou, no passado sábado, mais uma edição do Festival do Atlântico, desta feita com um espectáculo piromusical extra-concurso criado pela empresa Macedos Pirotecnia. Mais uma vez, e como aconteceu nos três últimos sábados, a baía do Funchal foi pintada de brilho, num cenário visto por milhares de pessoas. A propósito, recorde-se que a edição deste ano já superou o número de pessoas, em termos de ocupação hoteleira, do que o Festival do Atlântico de 2012, segundo dados da Secretaria Regional de Cultura, Turismo e Transportes divulgados na última sexta-feira. Esta semana, o programa contou ainda com o concerto pela Orquestra Húngara - “Ciclo Music & Dance at Moonlight - Romantic Wonderland”, no Castelo do Pico de S. João, pelas 21 horas, e com o espectáculo musical de início de Verão pela Orquestra Ligeira da Madeira, na entrada do cais da cidade. Após o espectáculo, a Secretária Regional da Cultura, Turismo e Transportes, Conceição Estudante, acompanhada pelo Director Regional do Turismo, Bruno Freitas, entregou o prémio ao vencedor do festival - a empresa portuguesa Henrique Costa & Filhos - bem como os certificados de participação aos segundo e terceiro classificados, respectivamente a empresa espanhola Brunchú Pyro Experience e a chinesa Beijing Zhong Fa Art & Fire Pyrotechnics.

ECONOMIA E FINANÇAS

ECONOMIA E FINANÇAS foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/ Missão une-se para organizar feira em Novembro É

foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/

Missão une-se para organizar feira em Novembro

É uma decisão importante para os empresários regionais que vêem agora a concretização de uma vontade expressa diversas vezes, mas que nunca saiu do papel.

A estratégia passa por uma concertação entre o conjunto das empresas que acompanha a visita do Secretário Regional do

Ambiente e dos Recursos Naturais, Manuel António Correia, à Venezuela, e o Centro Português de Caracas, e conta com o apoio do Governo Regional.

A ideia reuniu o consenso de todos os empresários, segundo o porta-voz do grupo, Victor Calado, que explicou que a feira irá

realizar-se durante uma semana e um fim-de-semana, em Novembro, em stands nas amplas instalações do CPC. As empresas madeirenses que mostrarem interesse poderão participar e não há restrições no tipo de produtos a apresentar, podendo ser na área da tecnologia, construção, equipamentos hoteleiros, de alimentação e bebidas ou outra. «Será uma semana de muita interactividade com as empresas locais, com “workshops” e seminários de fiscalidade e de comércio internacional», enunciou Victor Calado, acrescentando que o Centro Português de Caracas irá, por seu turno, utilizar «toda a sua base de contactos para convidar as centenas de empresas que está cá presentes, para nesses dias terem a oportunidade de contactar não só com as empresas, mas também com os produtos dessas empresas». Dada a influência que a comunidade portuguesa dispõe na Venezuela, todo processo relacionado com a burocracia e a dificuldade para libertar licenças para a entrada dos produtos madeirenses será tratado pelo Centro Português de Caracas, que fará a ponte e o elo de ligação com as entidades locais. «Serão eles que nos vão assessorar nesse processo», disse Victor Calado, que deixou um agradecimento ao empenho do Presidente e do Vice-presidente do CPC, Juan dos Santos e Francisco

Pereira, respectivamente. «Mostraram total receptividade e abertura, estão muito motivados para concretizar este projecto

e tenho a certeza que será um sucesso face à representatividade que têm no mercado venezuelano», complementou. Neste

sentido, o Vice-presidente do CPC tem já viagem marcada para a Madeira, no início de Julho, para reuniões de trabalho, a fim de ser dado início à montagem deste projecto. Dar-se-á assim uma união de esforços, abrindo uma «grande montra para o mercado local» e correspondendo à vontade que muitos empresários radicados na Venezuela têm manifestado de poder aceder aos produtos madeirenses na Venezuela. «Com este modelo, garantimos uma visibilidade a muitas mais empresas», destacou o porta-voz, que prevê a presença de centenas de empresas locais na feira. Victor Calado disse ainda que a ideia já foi partilhada com o Governo Regional e, de forma imediata, o secretário regional do

Ambiente e dos Recursos Naturais, em nome do Executivo madeirense, apoiou a mesma, sendo que também o Secretário Regional está a «desenvolver todos os esforços» com os empresários e com o CPC para que este projecto «possa ser uma realidade já nos próximos tempos». «Temos tido total apoio e total envolvimento e comprometimento, em termos da partilha destas nossas dificuldades e sempre na tentativa de procurar as melhores soluções», afirmou, elogiando «o excelente trabalho» que tem sido feito por Manuel António Correia na ajuda às empresas madeirenses.

ECONOMIA E FINANÇAS

Tecnologia madeirense na Venezuela

ECONOMIA E FINANÇAS Tecnologia madeirense na Venezuela O Presidente da Associação de Médicos Luso-Venezuelanos, Juan

O Presidente da Associação de Médicos

Luso-Venezuelanos, Juan Marques, achou «extremamente interessante»

o conjunto de produtos tecnológicos

apresentados, no dia 4 de Julho, pela empresa madeirense ACIN, que integra a missão empresarial que está na Venezuela, e já estão marcadas reuniões de trabalho com representantes de clínicas para avaliar a possibilidade de implementar o sistema informático produzido por esta empresa da Ribeira Brava. «Acho que é extremamente

interessante. É uma tecnologia perfeitamente aplicável na Venezuela a que tem sido desenvolvida na Madeira», disse o médico, relevando a mais-valia que é a mesma cumprir os padrões europeus. Por seu turno, Luís Sousa, representante

da ACIN, disse que a empresa quer avançar com este negócio na Venezuela, o qual poderá ser estendido

aos consultórios, clínicas e hospitais do país.

O Imed, assim se chama o programa

que pode permitir transformar o

método arcaico existente na Venezuela, assente no recurso a papel, num sistema informático de elevado nível, com padrões europeus, já é usado em Portugal e na Espanha por muitos médicos.

O Imed permite, por via informática, a

marcação de consultas, indicar as listas de espera para consulta, fazer a própria

consulta e consultar o ficheiro clínico dos doentes, emitir receitas e facturas, entre muitos outros serviços. Depois desta reunião sectorial, a missão empresarial da Madeira visitou ontem

foto: http://www.facebook.com/pages/SRAMadeira/

a cadeia de supermercados “Luvebras”, também com capital de emigrantes madeirenses e que emprega 800 pessoas. Foram feitos mais contactos entre vários empresários e o director da cadeia de “supers” e, uma vez mais, se ouviu que os produtos da Madeira seriam vendidos cá, se chegassem. Após o almoço, a comitiva deslocou-se para uma obra de construção de uma estrada a cargo da empresa portuguesa Teixeira Duarte. A empresa integra um consórcio e tem a responsabilidade de realizar 60% de um investimento rodoviário de 1,2 a 1,3 mil milhões de dólares, em Caracas. Além disso, a Teixeira Duarte tem mais duas obras na Venezuela no valor global de 5,5 mil milhões de dólares, nomeadamente o porto de La Guaira e a autoestrada que vai ligar La Guaira a Caracas.

foto: Diocese do Funchal RELIGIÃO É preciso agir com fé coragem e dedicação O Bispo

foto: Diocese do Funchal

RELIGIÃO

É preciso agir com fé coragem e dedicação

O Bispo do Funchal presidiu, no

passado dia 1 de Julho, à tarde, na Catedral, a uma Missa com Te-Deum que assinalou o Dia da Região e das Comunidades Madeirenses. Participaram nesta celebração o Bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes o Bispo emérito do Funchal, D. Teodoro Faria, sacerdotes e as principais entidades oficiais da RAM. Na sua homilia, D. António Carrilho referiu que aquela efeméride “coloca diante de nós o presente, com as suas dúvidas e as suas esperanças, um presente que nos interpela a construir” uma sociedade nova e melhor. “Fazemo-lo no contexto das celebrações jubilares dos 500 anos da

Diocese, dando graças pela história que Deus quis construir connosco, nestes quase cinco séculos”, lembrou.

“É um Dia que recorda o nosso passado

e celebra o que hoje somos, com

gratidão e respeito por todos aqueles que o construíram” e continuam

a construir na fé, como “os nossos emigrantes” que “dão testemunho

e assumem sem vergonha e com

entusiasmo as tradições religiosas”,

referiu. Por outro lado, “celebrar o Dia da Região, é, antes de mais, sentir-se chamado a dar o seu melhor, em todos os campos da vida social, económica,

política e cultural, para que a sociedade de hoje e do amanhã seja a expressão do trabalho, dedicação e generosidade”; com a consciência da parte dos leigos do “serviço da caridade” que deve imperar nestes “tempos de crise”, contra

o “subjectivismo e o relativismo”, como

tem alertado o Papa Francisco, citado

pelo Bispo do Funchal.

A

“cooperação”, as “políticas integradas”

e

a “subsidiariedade”, tendo em vista

o

“bem comum”, à luz do Evangelho

e

da Doutrina Social da Igreja, foram

também destacadas na mensagem de D. António Carrilho neste Dia da Região.

RELIGIÃO

RELIGIÃO foto: Diocese do Funchal Misericórdia de Machico abre nova valência A Misericórdia de Machico vai

foto: Diocese do Funchal

Misericórdia de Machico abre nova valência

A

Misericórdia de Machico vai ter uma

que é fundamental nos tempos que

aponta para o “agir, promover e

“nova valência”, de apoio domiciliário

correm, optimizando o essencial” e

desenvolver, sempre na perspectiva do

à

população mais idosa do concelho.

promovendo a “inovação com serviços

bem-comum”.

O

anúncio foi feito nesta semana pelo

alternativos, autónomos”, mas “sem

De “economia social” e “cooperação”

Provedor, Luís Delgado, na abertura das comemorações do 484.º aniversário da instituição e do 13.º aniversário do Centro Intergeracional. “Amigos da Misericórdia” é como se designa a “nova valência” que surge em “complementaridade” com todos os outros serviços já institucionalizados, como sejam o Lar, o Centro de Dia, o Infantário e o Centro Médico.

ferir ou competir com ninguém”, sublinhou o provedor na apresentação da “valência” que será assegurada por grupos de voluntários. Na sessão solene de ontem estiveram presentes várias entidades, nomeadamente o Bispo do Funchal, D. António Carrilho, que lembrou as características do “serviço ao próximo” na linha do Evangelho; as “origens”

institucional falou também Fernanda Gomes, em representação da Secretaria Regional dos Assuntos Sociais e da Segurança Social da Madeira, tendo destacado que o apoio do Governo Regional nesta área, em 2012, foi da ordem dos 16 milhões e meio de euros. Por seu lado, o Presidente da autarquia de Machico, António Olim, agradeceu “todo o trabalho da Misericórdia”, como

“Temos consciência que estamos

das Misericórdias em Portugal (com

a concretização do “Pólo comunitário” e

preparados para continuar o máximo que podemos com humanismo, qualidade, simpatia e todo o esforço

as rainhas Santa Isabel e Leonor); e a “economia social” em correspondência com a Doutrina Social da Igreja que

a “horta urbana”, que está para breve.

Festas em paróquias

RELIGIÃO

Festas em paróquias RELIGIÃO foto: Diocese do Funchal Oito paróquias madeirenses vão celebrar a festa do

foto: Diocese do Funchal

Oito paróquias madeirenses vão celebrar a festa do Santíssimo Sacramento no próximo domingo, dia 7 de Julho. Às 16 horas iniciam-se aquelas solenidades nas igrejas do Rosário, Ribeira Brava e Coração de Jesus.

Às 17 horas decorrerão festas do Santíssimo Sacramento em São Roque, Sagrada Família, Álamos e Santa Luzia. Nesta missa será ouvido novamente o órgão da igreja de Santa Luzia, recentemente restaurado. No domingo na igreja da Vitória-Santa Rita vai ser celebrada a festa do Santíssimo Sacramento às 18 horas.

A paróquia do Arco da Calheta vai festejar o Espírito Santo no próximo domingo às 16 horas. No sábado às 21 horas inicia-se a

missa da vigília desta festa.

Uma das características desta festa tradicional madeirense são as charolas colocadas no adro da igreja, com diversos produtos da terra que serão depois leiloados.

A festa de São José, o padroeiro da paróquia do Arco de São Jorge terá lugar no próximo domingo às 16 horas.

Na capela das Preces, em Câmara de Lobos, vai ser celebrada a festa de Nossa Senhora das Preces no domingo às 17 horas. Organizada pela Casa do Povo da Ponta Delgada vai ser realizada no próximo domingo às 9 horas, a festa de Santa Isabel, a padroeira daquela Instituição.

DESPORTO

DESPORTO Superespecial na Camacha foto: Município de Machico Vai esta sexta-feira para a estrada o Rali

Superespecial na Camacha

foto: Município de Machico

Vai esta sexta-feira para a estrada o Rali de Santa Cruz e Machico, 4.ª prova do

amanhã, a fechar o rali, em Machico. Pelo meio, amanhã, terão lugar seis

para os amantes da modalidade, hoje, na Camacha, decorrerá entre as 21h15

“regional” que tem, desde logo, essa

provas especiais de classificação, com

e

as 22h00, enquanto amanhã, a fechar

inovação de juntar duas organizações

duplas passagens pelos troços de

o

rali em Machico, acontecerá entre as

em uma só, partilhada pelo Automóvel Clube Concelho de Santa Cruz e o CS

Gaula, Quatro Estradas e Referta. Entre estas, exaltação para a “Power Stage”, a

22h30 e as 23h15. Miguel Nunes, campeão em título, que

Marítimo.

segunda passagem pela classificativa

é

8.º (20 pontos) no actual regional, é

São 25 os inscritos à partida para uma

da Referta, em que o piloto mais rápido

o

n.º 1, seguindo-se Filipe Freitas (n.º

prova que tem agendada para hoje apenas a superespecial, na Camacha. Outra das inovações prende-se com o facto de ter uma outra superespecial,

receberá um prémio monetário de 100€ atribuído pela NP-Publicidade. No que toca às superespeciais, que constituem sempre um atractivo extra

2) e João Silva (n.º 3), que partilham a liderança, com João Magalhães (n.º 4) e Filipe Pires (n.º 5) a fecharem o top 5.

www.visitmadeira.pt srt.gov-madeira.pt comunidadesmadeirenses.srt@gov-madeira.pt Tel. 00 351 291 203 800 REGIÃO AUTÓNOMA

www.visitmadeira.pt

srt.gov-madeira.pt

comunidadesmadeirenses.srt@gov-madeira.pt Tel. 00 351 291 203 800

Tel. 00 351 291 203 800 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA

GOVERNO REGIONAL

SECRETARIA REGIONAL DA CULTURA, TURISMO E TRANSPORTES

CENTRO DAS COMUNIDADES MADEIRENSES

DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DA CULTURA, TURISMO E TRANSPORTES CENTRO DAS COMUNIDADES MADEIRENSES 21
DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DA CULTURA, TURISMO E TRANSPORTES CENTRO DAS COMUNIDADES MADEIRENSES 21