O ESPIRITISMO NO BRASIL – ECOS DE UMA VIAGEM (1955

)
O dia 3 de Junho de 1955 foi dos maiores em nossa peregrinação pelo Brasil. Iríamos visitar o grande médium Francisco Cândido Xavier, que tantas obras-primas tem veiculado. Algumas delas estão traduzidas em Esperanto e outras foram radiodifundidas, com satisfação dos ouvintes. Não vamos biografá-lo, porque esta obra é de impressões fugazes. Tantas foram e tão variadas, que era impossível aprofundá-las. Seria uma enciclopédia de espiritismo lusobrasileiro. Ele já nos tinha esperado duas vezes com recados do Alto. Em regra, Chico Xavier não chama ninguém. Os outros é que solicitam as visitas. E têm de esperar muitos dias, muitos meses, para enfileirar na romagem à cidade mineira de Pedro Leopoldo, onde os homens são iguais a outros homens, onde uma grande fábrica trabalha dia e noite em holocausto ao progresso da roda que orienta os destinos do mundo. Seria um dia inteiramente dedicado à humildade, cheio de flores odoríferas. E uma caravana se organizou em Belo Horizonte, ansiosa e pressurosa. O Bady Elias Curi, o Ademar Dias Duarte, o Amadeu Santos, o Osório Morais, o Aleixo Magaldi, o António Augusto dos Santos, o João Coragem e as senhoras D. Maria Filomena Aluoto Beruto e Vanda Noronha tiveram a gentileza de nos acompanhar à terra prometida que há muito estava em nosso coração. Eram, como nós, almas inquietas que buscavam palavras de alento e de calma. O que nos aguardava constituía verdadeira incógnita para todos. Seguimos no carro do Ademar, com o Bady, D. Zézé e D. Vanda, todos amigos do Chico, pregoeiros da sua modéstia que espanta os homens e os leva, por vezes, a meditar no problema da morte e da vida. Regalo de olhos sobre a paisagem que espera justo pincel de glória e Pedro Leopoldo surge numa curva imprevista. Mais duzentos metros e a tebaida do «louco» - como já lhe chamaram - ergue-se tão modesta como ele, simples como ele, acolhedora como ele, desprovida de ouropéis. O olor das plantas bravas a encantar aquele ninho espiritual. E no portal rústico, sem soleira nem ombreira, o asceta apareceu, sorridente e feliz, braços abertos ao nosso abraço. Estava ali para a grande manifestação do Alto e dar ao irmão luso alegria maior que fosse ao mesmo tempo realidade e bondade.

***
A biografia de Chico Xavier é conhecida de milhares e milhares de pessoas. Todos sabem como lutou com a adversidade, procurando vencer e vencendo as maiores provações da vida, antes de se transformar em veículo mediúnico. A primeira foi a perda de sua mãe aos cinco anos de idade, sendo entregue a uma mulher obsidiada que o tosava diariamente e lhe espetava garfos no abdómen, para que ele não brincasse com os companheiros. Isto mesmo nos contou ele, de sorriso nos lábios e mostrando as dezenas de cicatrizes que o acompanharão até à morte do corpo físico. Este e outros casos tentaremos resumir sem intuitos panegíricos no desejo puro e simples de informar antes de descrever a sessão memorável que nessa tarde nos encheria de suaves recordações. O Chico Xavier é a pessoa mais simples deste mundo. Mais simples e mais ingénua. Chega a ser infantil, tão afastado está da podridão terrena e tão próximo das belezas espirituais. A primeira coisa que fizemos deviam ser 16 horas - foi visitar a Inspetoria Regional do Fomento de Produção Animal, onde é

Ou sim ou não. solícito: . tua companhia não me interessa. o desfilar de imagens fagueiras que lhe basearam a vida.Disciplina. É o que os amigos do Alto e os bons espíritos dizem a todos os médiuns incipientes e refratários à tarefa necessária. em pleno campo. seguiu o conselho do segundo.. . a fim de ajudar os familiares. Tudo nos franquearam amavelmente. E voltam estimulados a suas fainas. Depois. Emmanuel foi a primeira entidade espiritual a apontar-lhe caminhos novos e a exigir-lhe disciplina. que passara verdadeiras torturas subordinado às duas vidas. E logo a seguir acrescentava: Se não queres. que é que eu preciso? E logo a resposta surgiu incisiva e clara: . É preciso aproveitar o dia.É que nos serviços mediúnicos não pode haver hesitações. havia coisas distantes que se entreviam nas suas palavras.Estou contigo por te querer bem. que trouxeram para trabalhar. que um sorriso emoldurava. e de vez em quando há romagens à cidadezinha mineira.Eu sou uma besta do campo. o médium levou-nos ao lugar onde sentiu as primeiras advertências do seu guia «Emmanuel».. no intuito de melhorar a produção do leite sob o título de «Fomento da lndústria Animal em Minas». César chamava. Vão ao tabernáculo do médium receber conselhos e buscar alento. até que um dia se tornaram mais explícitas: . Nesse dia teve dispensa do serviço e mostrou à caravana alguns traços da Fazenda que trabalha para 488 municípios. Agora cá estou e vou comendo um pouco de capim. Ou se enfrentam dificuldades para mais tarde se gozarem as delícias do espírito. disciplina e disciplina. E logo Emmanuel despedia.O dia é uma flama de luz entre duas sombras. do Pará ao Rio Grande. Foi o rememorar de saudades. Rómulo Joviano aconselhava Chico: .Afinal. É rara a semana que os romeiros se não aprontem e se metam a caminho. *** Chico Xavier é conhecido em todo mundo espírita brasileiro. Há 26 anos .o caso passou-se em 1931Chico Xavier fez-lhe a seguinte pergunta: . replicou humildemente: . Tinha que falar assim o Missionário para que o terrícola o entendesse. E como referíssemos as agruras passadas e o caminho andado.. ou não se assumem compromissos que não podem respeitar-se. Antes de entrar no comércio do espírito pagava tributo à matéria. As advertências do Guia não produziam o efeito desejado..funcionário e dá os maiores exemplos de correção e assiduidade. E o médium de Pedro Leopoldo. era preciso acudir ao transitório.Abandona o trabalho e distrai-te. O Dr. Através de seus olhos magoados. . Mas precisas de trabalhar. junto de frondosa árvore que o progresso abateu.

Um dos primeiros teve como protagonista sua madrinha Rita de Cássia.Alguém chamou «Meca do Espiritismo» a Pedro Leopoldo. e lhe pediu que observasse o pequeno. enquanto ela gritava que o rapaz trazia o diabo no corpo. -Não posso. *** Chico Xavier contou-nos episódios edificantes. Agora não chora. Não apenas o médium psicográfico que mais tem produzido. Este batismo de fogo na luta da vida é tremendo para quem vive só e cujo único recurso é entregar-se nas mãos de Deus. em jejum. já tem ido a Pedro Leopoldo receber os fluidos curadores transmitidos pelo Chico Xavier. que a chamou sem resultado. o que exasperava a madrinha e os seus «amigos» espirituais. . .Não te importes. de Santo António da Barra. Alguns correm mundo em letra de forma e já constituíram objeto de um livro bem curioso do professor Ramiro Gama. abraçando-a. Se tiveres paciência. nenhum alcançou a projeção deste. A sua obra está dentro e fora do Brasil e abrange vários departamentos. etc. --«E diariamente . no Rio de Janeiro. infligia ao afilhado toda a espécie de torturas. vendo-a e ouvindo-a. E sempre é recebido bondosamente. Há outros médiuns operosos. como dissemos. porque a obra mediúnica de Chico Xavier é enorme caudal que jorra sobre a América do Sul e parte da Europa ocidental. Deus te ajudará..Estou apanhando muito! A mãe acarinhou-o e disse-lhe que tivesse paciência e se habituasse ao trabalho.Isto está a pedir uma «simpatia». trabalhou com proveito da investigação..Este garoto é cínico! – exclamava ela -.. Tinha ele a perna ulcerada do joelho ao tornozelo. o pequeno seguia de olhos enxutos e brilhantes para o quintal. E desapareceu da visão do Chico.escreve Ramiro Gama .. após desencarnação da mãe. sem revolta. até que uma vez se ajoelhou debaixo de velhas bananeiras e viu a mãe ao lado. sob as velhas árvores. E começou a sofrer resignadamente.Mas a madrinha diz que tenho o diabo no corpo .com os vergões na pele e com o sangue a correrlhe em pequeninos filetes do ventre. Ercílio Maes. Senhora muito irritável e obsidiada. e a benzedeira achou muito bem. E falou com propriedade. a audição e a materialização fazem parte do seu variado património. . entre eles. ou seja. Helena Moreira. nem pescoções lhe arrancam uma lágrima. . *** Outro episódio que o Chico nos contou através de riso amarelo que se lhe estampou no rosto. quando ela mandou chamar uma velha benzedeira. sem queixume. os fenómenos físicos. . Francisco Luciano de São Paulo. Francisco Peixoto Lins o extraordinário médium de materializações que à cidade de Campos no estado do Rio tem atraído milhares de pessoas e que no Centro Espirita «André Luís». nem sequer se lembrando de que ela não fazia parte dos vivos da Terra.Mamãe. Nem varadas. refere-se a um sobrinho de 11 anos que a madrinha adotara. a fim reencontrar a mãezinha querida. Pedro Machado. até hoje. D. O pobre Chico andava às vezes com garfos que a madrinha lhe espetava no abdómen. a quem ficou entregue em 1915. etc. Rita de Cássia lembrou-se logo do Chico. Ele próprio nos referiu algumas sessões bem interessantes. sobretudo nas suas perturbações asmáticas que às vezes o impossibilitam de exercer o sacerdócio. não me deixe sozinho! Leve-me consigo! . em que sentiu grandes benefícios. de Recife. para só falar do Brasil. de Curitiba. . Também a vidência. mas. uma criança que lamba a ferida três sextas-feiras seguidas. Zilda Gama.exclamou ele. nos subúrbios de Pedro Leopoldo. . Francisco Peixoto. meu filho. depois da oração».

O Chico não estava muito resolvido e a mãe continuou a exortá-lo: .Então a senhora acha que devo lamber a perna do Moacir? -Sim. mas será bom para ti. *** O espírito de sua mãe livrou-o de muitos apuros e deu-lhe sugestões salvadoras. agitado e assustado. A rosa da fé. em luta com o meio ambiente. se não o auxiliam.. porque a madrinha ficará sossegada. contrito: . lamberá a ferida e nós faremos o remédio para ela. Por isso devemos aceitar os conselhos e estudar as lições.. A vizinha não tocou mais nas hortaliças e responsabilizou-se totalmente pela casa . O discernimento o levará. . Uma vez D. O Chico viu esta cena como se fosse real e a madrinha acariciou-o pela primeira vez. . deveria tomar parte na simpatia.Muito bem! Você obedeceu. . A resposta foi afirmativa.Diga à Cidália que não devemos brigar com vizinhos. A resposta veio logo: . *** O calvário da mediunidade esboçava-se na vida de uma criança que o Alto indicara para surtos inabituais. Não deves contrariar a madrinha. Cada martelada o despertava para a dor. Aceite o conselho e posto em prática. mas o infante hesita e permanece sem rumo. O caso era bicudo. alegre e sorridente. *** Entretanto a mediunidade exteriorizava-se atrabiliàriamente.. ajudará a tomar conta deles. Quando sair de casa entregue a chave a essa amiga. Mais vale lamber feridas do que aborrecer os outros. e abraçou D. Chico deitava-se e acordava alta noite. em vez de prejudicar os legumes. e a úlcera desapareceu.E julga que isso poderá curar o doente? . conheça ou não o caminho.. vê se há jeito de ninguém mais ter feridas! .. Semanas depois o Chico saiu a vender hortaliça e conseguiram juntar o necessário para a frequência das aulas. Era a orfandade. Cidália nem sempre podia estar em casa e uma vizinha aproveitava o ensejo para ir ao quintal buscar verduras. Outras vezes contava peripécias extravagantes relativas a parentes desencarnados. Cidália não queria ofender uma pessoa por causa de repolhos e alfaces. «E após dois anos de flagelação teve a felicidade de passar uma semana inteira sem garfadas nem vergões... porque a horta desaparecia e ela não podia pagar as despesas escolares. sem educação. avança seguro de si mesmo.».. Cidália Baptista resolveu plantar uma horta para enfrentar despesas com a instrução do enteado. a provação do ser.Ele é que não achou e dirigiu-se às bananeiras debulhado em lágrimas a perguntar à mãe se no dia seguinte.. Sem instrução. o martírio.Não é remédio. Há muita coisa que escapa à nossa visão estreita e o espírito liberto vê mais e melhor.. Era o horizonte escuro. a incompreensão. Via o mundo através de lentes pessimistas. sexta-feira. Na sexta-feira o Chico lambeu a úlcera do sobrinho de Rita e na sexta-feira seguinte lambeu-a novamente.Seja humilde. encobria espinhos acerados que lhe deixavam a carne em sangue.. Desse modo. O homem judicioso. Chico Xavier estava na curva do sofrimento. Descobriu-se a marosca. em conversa com os invisíveis. Mas D. O Chico ficou desolado e perguntou ainda: .Minha mãe. E disse ao Chico que pedisse conselho ao espírito de sua mãe. Se você nos ajudar. semelhava a pedra tosca que aguarda o cinzel.. Mas D. meu filho. foi remédio santo. Rita. Louvado seja Deus! E o Chico voltou às bananeiras e pediu. Na outra sexta-feira apareceu-lhe o espírito da mãe.

que durou alguns meses.Pois. seus lábios emudeceram desde essa data. disse a «Seu» Manuel: . por seu intermédio. Quando tiver sonhos desses.A verdade é de Deus e Deus sabe o que faz. E de facto. Mais tarde poderá falar. aplique o Evangelho com veemência! . a fim de curar o torcícolo do pescoço. porque as doentes chegavam a morder-se mutuamente e uma delas vinha acorrentada.. grande entusiasmo entre os assistentes. *** Temo-lo dito sempre. *** Mais tarde fundou-se o Centro Espírita Luis Gonzaga na residência de José Cândido Xavier. .. O Chico sofria imenso.. exclamando.. revistas e livros. «Seu» Manuel aceitou e entrou no Centro com a Bíblia na mão. As delícias que oferece trocam-se às vezes por horas amargas. certo dia apareceu ali D. O Chico estava a postos na doutrinação dos obsessores. que decretou rotundamente: .. irmão do médium torturado. Uns queriam ser psicógrafos e outros desenvolver-se na atuação. Rita Silva com quatro filhas obsidiadas. Depois extinguiu-se. Esses sonhos são perturbações.Mas eu digo a verdade! .Até que seu pai o levou ao padre Scarzelli. E quando a primeira entidade perturbada chegou ao veículo mediúnico.O pequeno não deve ler jornais. e provoca antipatias..O padre e o papai dizem que eu estou perturbado.Ninguém o acredita? Não deve exasperar-se. Uma noite pediu explicações à mãe. que lhe surgiu em sonho e lhe disse: .. Só os dois irmãos assistiam ao tratamento. não diga a ninguém. serenamente o diretor. Foi logo atuado. ou projeta na vulgaridade. E outros pensaram logo em fundar abrigos e hospitais.. O Chico choramingou: . Ser médium é trabalho espinhoso que eleva às alturas. As almas não voltam do outro mundo.. qual fogo de palha velha. mas o José teve de se ausentar e antes de o fazer procurou em Pedro Leopoldo um homem «experimentado na doutrinação» para o substituir no interregno. «Seu» Manuel pegou na Bíblia de grande formato – no dizer de Ramiro Gama – e bateu com ela muitas vezes na cabeça do Chico. O entusiasmo das primeiras horas. Um dos espíritos.. Todos eram candidatos à mediunidade. porque a brincadeira lhe exigira seis dias de cama. Você é uma criança indisciplinada. O Chico é que não ficou muito satisfeito. muito irritado: . A princípio. Sérias crises de loucura apavoravam a pobre mãe.Procure modificar-se. Assim. E assim terminou a sessão com o imediato afastamento do obsessor. não! – respondeu. Deve subordinar- . ..Quando o obsessor se apossar do médium.Tome Evangelho! Tome Evangelho!.. Sem humildade não se cumpre tarefa.

Apreciamos toda a sua obra sem exclusão de partes.Só conheço um remédio: serviço. Mas não deixava. Deixaram de se pertencer.Sim. o fígado que se engorgita com o orgulho ofendido e os pulmões que enfraquecem por falta de otimismo. Enquanto sentir vontade de responder. agora ou logo. que malsinam as boas intenções e dificultam o nosso trabalho. O espírito de sua mãe apareceu-lhe uma vez e aconselhou-o a usar Água da Paz para lhe curar as inquietações.. pela qual tinha especial predileção.Minha mãe. há um recurso: servir sempre. sem ordem cronológica. . que vinham ao acaso.E as dificuldades que se levantam? Como espalhar bênçãos. pois não bastava desencarnar como homem de bem.Servir é a solução. Que já nos conhecia há muito. para que a compreendas e sintas e dela extraias os remédios para a tua cura».. É o remédio essencial. *** Os caravaneiros andavam dispersos pela fazenda e nós aproveitávamos os escassos minutos para formular perguntas.. Emmanuel tem sido o seu maior orientador. Primeiro com certa revolta própria dos humanos. meu filho. E acrescentava: «A tristeza conduz a doenças baseadas na cólera ou em desejos insatisfeitos. São os rins que se tocam.. Não liga importância à indumentária nem a certos preâmbulos que dificultam a vida de relação dos chamados civilizados. Procurou o remédio em todas as farmácias de Pedro Leopoldo e de Belo Horizonte e não conseguiu encontrá-lo. guarde a Água da Paz banhando a língua.Não precisa de viajar à sua procura. Era presa de irritações por não ser compreendido. mas apreciamos igualmente a sua modéstia e a sua humildade. A Água da Paz pode ser a água do pote. E até. pôs-lhe a mão no ombro e disse-lhe que reagisse para não falir. recolhemos pedradas? . . . O Chico ficou calado e desapontado com a lição de humildade e de silêncio.. que lhe interessava tudo o que dizia respeito a Portugal. se oferendo o melhor. Eram tantas. Quando alguém o provocar com palavras tome um pouco de água e conserve-a na boca. raciocina logicamente e deixa no interlocutor a mais bela impressão de higiene mental. Quinze dias depois disse à progenitora que o medicamento era desconhecido. O Chico não fugia à regra. . que haveria mensagens para nós naquele dia de festa no Centro Luís Gonzaga. . Chico Xavier afrontou tudo isso.Mas há pessoas que nos odeiam. mas era preciso fazer muita coisa prometida na espiritualidade. criticam-nos e chegam a ser envilecidos. com boas intenções. são património da comunidade. o coração que recebe a punhalada do ódio. Quem uma vez o ouve não mais o esquece. Amanhã te mostrarei a Fazenda do Pai – a Natureza -. Não a lance fora nem a engula. *** A projeção dos médiuns no conceito social é às vezes motivo de acesas discussões. Com tal.Acha que é remédio para tudo? . afrontar o cinismo e o sarcasmo. E a todas o Chico respondia bondoso e sorridente. Maria João de Deus retirou-se. de consultar o espírito de sua progenitora. Mas ele fala com propriedade e a sua cultura não é tão simples como parece. Quando os médicos o consideraram tuberculoso. como quem não dispunha de outro remédio. tudo serão palavras que o vento leva. Tem-no em casa. . Dias depois estava curado. como poderei vencer o compromisso de meus deveres? .Sim.se a diretrizes que nem sempre compreende. . Temos-lhe feito numerosas referências. que apreciava muito a revista Estudos Psíquicos. se quiser bem cumprir.. Correto na expressão verbal. que sentia grande afinidade connosco. Enquanto não aprendermos a servir mesmo. E o espírito de D.

estejamos com todos. Almas emparedadas nas trevas geram espinheiros do sofrimento e do crime. com esquecimento dos famintos que nos batem à porta. temos problemas e sombras. para que as algemas se rompam. Crer e edificar. E a tarefa alta.Juntos em Deus para sempre! Tua Lia. Permuta. devia ter! De outra forma não será possível a viagem da mediunidade nos caminhos do mundo..objetivou-lhe o mentor espiritual -. É preciso fazer luz. . entendimento. a mesa onde ele recebera a maior parte de sua obras.. Vale a pena ser médium e ficar exposto a isto? Entrementes viu Emmanuel e queixou-se-lhe do sucedido.. cooperação. Que trabalho de intérprete nos deu sem esforço algum! Primeiro foi a mensagem daquela que partira na hora própria deixando nossa alma envolvida em saudade: Isidoro querido: Estamos juntos. Sobretudo.. atraso irremediável. aqui. o médium reproduziu a assinatura integral de nossa companheira.. observemos e sirvamos. é o elogio da ignorância. destinos que se entrelaçam.Nós temos o nosso brio. Caridade e educação. Todos nos ajustámos em torno de longa mesa de pinho. Quando saiu o «Parnaso de Além Túmulo» um padre condenou o livro e o médium num jornal de Manhumerim. . dizendo que o Chico devia ter pele de rinoceronte para acomodar tantos espíritos.Se não tem.Escute... Trabalhemos. E feita a prece inicial a Chico mergulhou em concentração. é insulto à bondade. Só se vence lutando. . Se Jesus que era Jesus. Não temas! Quando o espírito se ergue à boa vontade. «E o Chico levantou-se de um pulo e começou a reajustar-se». Ser e fazer. Em toda a parte o trabalho do Cristo clama por nós. Este é o nosso caminho. para refletir o que é Divino. Isso equivale a dizer: . Ideal e ação. Está a ver. é a de nossa própria reforma para dar do que recebemos.Mas o Sr. sempre mais luz. Minuto perdido. avança sem destemor.. Hoje. saíu da Terra crucificado. Pensamento e dinamismo. .*** O Próprio guia Emmanuel lhe falava com rispidez. Romaria de almas no encontro de corações.. Clarear as consciências é sarar as feridas.. porém. a nossa dignidade... Lá e cá. Não apenas teorizar.. *** E regressámos ao tugúrio do grande obreiro e demos início à sessão. nem apenas agir. Espiritismo é nossa bandeira. Cá e lá. o auxílio aparece.. Isidoro. Suor na chama e esperança no Alto. Estômago recalcado com menosprezo ao estudo. No entanto. Nossa viagem ao Brasil é a realização de um grande sonho. Nossa Doutrina é doce estrela a guiar-nos. Irmãos de todos. dispomos da mesma luz. amemos como Jesus nos ensinou. Nosso lema é nunca parar. . O precioso sermão da virtude.. Mas o guia franziu a testa e respondeu que não via razões para tanto melindre.. Melhorar o que é humano. Outros falaram no mesmo teor e o alvejado recolheu à cama. para espalhar-lhe a claridade e o calor é preciso lutar sem esmorecer.Então a luta é esta? – pensava -. como quer você uma carruagem para viver entre os homens?. O padre disse que tenho pele de rinoceronte. amanhã na eternidade. *** A seguir. . Mãos que se estendem.

nem a adversidade com suas sombras e seus barrancos faz arrepiar caminho aos que puseram a mão no arado ou avançaram contra a maré... duas belas aspirações! Os lutadores nasceram para lutar... diz ao Álvaro. «Almas Errantes» e «Ronda Espiritual». Não esqueçam as suas missões.. Como não há mais Bojadores por descobrir. disse a Leopoldo Machado que a vida era premissa de evolução e de trabalho. um soneto de João de Deus e outro de Antero Quental recebidos nalguns minutos.. O de Antero foi escrito na ortografia antiga com a mão do médium espalmada sobre o lápis. diz a D. E vieram os amigos e os colaboradores que nos precederam na grande viagem. indiferente à emotividade que se apoderou de todos. As exortações e os conselhos recebidos levavam-nos ao passado. rasgou horizontes no caminho que trilhávamos.. enviou-lhe estímulos reais cheios de simpatia. oh! Depois foi o banquete régio que as palavras não descrevem. dominou o panorama familiar daquela sessão inesquecível. E o Dr.. Naquela confusão sabíamos lá quem era o José Augusto!... E o Major Zuzarte. onde se haviam imprimido legendas perenes. lá estava Emmanuel projetando luz radiosa. Alguns minutos bastaram para isso. que Deus permitiu captássemos sem rasuras. que o Chico descreveu em quatro pinceladas.Oh! A nossa revista. como esforçados garimpeiros! .. Que pena temos da velocidade do tempo e da exiguidade do espaço! O mar alto não se descreve. Que lição esplendorosa! A seguir. a nossa querida revista!. Lia manifestou-se largo tempo ao lado de Marília Barbosa.. Que prova extraordinária para a nossa dúvida! O Chico abriu clareiras. A vidência do Chico transformou-se em raio de sol abrindo janelas sobre um mundo a poucos franqueado.. falou de Raquel que a substituiu na Obra.. E para que o festim atingisse maior florescência. dobrámos o Grande Cabo do Espírito num tabernáculo humilde onde só cabem rosas fragrantes e harmonias celestes.. e o Isidoro chorou muito e não conseguiu fazer as perguntas desejadas. E Lia voltou a falar da nossa vida. exclamou: ..... Baptista Ramires e o João Paulo Freire e D. mostrando interesse pelo trabalho existente. Depois... E quando lhe falámos nesta revista. Lia voltou com a palavra amiga: . E nós fomos outro Gil Eanes.. como veremos no capítulo seguinte. Maria Bacelar que a Causa precisa deles. duas almas..Diz à Raquel.Esta mensagem é o estilo expresso em «Dois Mundos». Nem os motejos.. O magnetofone de João Coragem ia registando a sessão.. não se traduz! E Pedro Leopoldo transbordou em 3 de junho de 1955! Francisco Cândido Xavier foi providência e exaltação. com cartas na mão de que só nós tínhamos conhecimento.. Caríssimo Chico Xavier: teus braços selaram para sempre dois ambientes.. O Faure da Rosa apresentou-se como José Augusto. Francisco de Noronha..

Mas eis que a Fé. Primeiro a de Lia. às 15.Tudo é vão!. Quando nos habituamos a ler um autor. .. Terra. A alegria... O Homem. Que se iria passar?. avolumam à nossa mente. Quem viveu na carícia de seus laços. Recordando-lhe o seio. os seus costumes. Com trabalho por lume da oração. sem interrupção. Não fazíamos a menor ideia. A seguir. mesa de pinho ladeada de bancos corridos.. sentimos curiosidade pela sua maneira de escrever. Jamais lhe esquece os generosos braços. Minutos depois vieram as mensagens. em Pedro Leopoldo.. sabíamos que era estimadíssimo no Brasil e que a sua humildade vencia a dúvida de muitos. sempre de olhos fechados. As duas composições ocuparam cinco laudas. enquanto o médium se concentrava de lápis em punho. Mais tarde vem a Morte que o desperta. atormentada.. ouvindo-as de alma torturada. por mãe estremecida. Toma-o nos braços para nova vida.. Eis o painel que exprime a vocação Do nosso Portugal ditoso e lindo! Lar de bênçãos. O que mais nos admirou foi a espontaneidade dos sonetos e a posição do médium.. lição valiosíssima que há-de ficar nesta obra. um soneto de João de Deus e outro de Antero. (a) *** Como dissemos.. recebidos a lápis em folhas de papel almaço de 24 X 32. Meu grande Portugal. Como se vê. a beleza e o sonho infindo!. num térreo a contrastar com opulências que não perderam o ressaibo da vanglória. Por isso a nossa atitude era expectante. Foi no seu tugúrio. JOÃO DE DEUS (Psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier.... mão esquerda sobre os olhos. aberto em luz .. ferindo a alma deserta.*** A seguir.30 de 3-6-955) Fé A Isidoro Duarte Santos Affirmava a Sciencia áspera e fria: . enfim. Louco. em Pedro Leopoldo. as entidades espirituais não têm sentido de economia. Os leitores vão apreciar uma extraordinária demonstração de vidência em que as personagens vivem como homens e não como avatares ou bonecos articulados. treva e nada! .30 de 3-6-955) . o Chico Xavier aguardava-nos para a festa espiritual a que assistiram os caravaneiros de Belo Horizonte. E adormeceu em posse fugidia Da ilusão que se move sem pousada. criando a graça e o pão. particularidades comuns que.repetia. Conhecíamos a obra do médium. meu doce ninho. Aqui foi tudo simples.. Que o Céu lhe guarde o fulgido caminho. cujo perfume ao Céu subindo É o próprio amor em viva exaltação. gostaríamos de conhecer-lhe a biografia.Tudo na Morte é cinza. Qual prisioneiro de sinistra grade. E abre-lhe as portas para a Eternidade! ANTHERO DO QUENTAL (Recebido na antiga ortografia) (Psicografado pelo médirun Francisco Cândido Xavier. O Bady Elias Curi fez a prece inicial num improviso pleno de sentimento em que vibrámos em uníssono. Portugal A Isidoro Duarte Santos Um templo em sol e dádivas florindo. Mas nunca o víramos trabalhar. A voz amarga da Philosophia. daremos um quadro vibrante que o magnetofone gravou na íntegra. curiosos e ansiosos. O Homem chora. no compartimento em que recebeu as melhores mensagens de Emmanuel e doutros amigos da Espiritualidade que nos reunimos todos. rendeu-se à nescia Phantasia. às 15. que os leitores já apreciaram. como exemplo de genuína mediunidade.. Brilhando no Evangelho de Jesus . no momento..

. Maria Cecília. Parece que é a data da desencarnação. Diz que se lembra que foi em Novembro de 1935. estirou os dedos sobre o lápis e a caligrafia resultou tremida. vamos dizer.. e uma senhora que dá pelo nome de Isabel Ramos. carinho. Maria (refere-se a Lia) abraçando o confrade lsidoro. Está muito satisfeita. esposa do nosso amigo Leopoldo Machado. entre elas. Fortalecendo o seu ânimo.. Que este era agora o ideal dos espiritas portugueses desencarnados. Raquel.. Ele exclama: «Diz ao nosso Isidoro que é o . Álvaro. Conhecia ainda outros nomes. Maria Bacelar. E começa a descrição.. tem um rosto sério de mais. D. Maria disse que era uma das muitas afeições que adquiriu após a desencarnação. muito sorridente. virou a folha anterior. D. como se vê adiante. .. Chico Xavier leu as mensagens e o gravador de som cumpriu a tarefa de registo..(1). Deve ser-lhe nome muito querido. Diz que o confrade lsidoro o conhecia muito. dizendo que é Freire e Mário. tenha expressão mais séria e unificação mais profunda. também se luta . Mas trazem-lhe abraços. Ouço pronunciar a palavra porto.. O seu pensamento constrói uma fonte de água curadora. Alguém disse: «Parece um lobo do mar». E tudo na ortografia antiga. também se ama. Tinha-se a impressão de que era um velho alquebrado a escrever . como está no original que possuímos. vejo D. dizendo que acompanha Isidoro na sua viagem pelo Brasil. «D. E pede-lhe que cumprimente por ela as afeições queridas. riscou a palavra «guardando» e substituiu-a por «criando». orando por todos nós.Agora chegou à minha frente um senhor de rosto cheio. Que o Sr. Junto dela está D.. Não sei se estava em tratamento nessa cidade. João Paulo Freire. Maria Gonçalves já na vida espiritual e cujo trabalho acompanhava na terra..Agora diz dia 20. parece que tem uma parte preta. Isidoro. Que na outra vida também se trabalha... Marília Machado.. Pronuncia o nome de Alexandre Sousa Ramos.Vejo aqui muitos amigos espirituais que gostariam de comunicar-se com o nosso visitante. Após um curto silêncio o médium prossegue: .... sabe. *** E agora entramos na segunda parte da sessão.. Tem uma fisionomia. que não sei quem seja. À cabeceira da mesa o psicógrafo de Pedro Leopoldo continua de olhos cerrados frente ao microfone. se a sua mão esquerda continuava a fechar-lhe os olhos?. Veste roupa escura com ramaqens entre o rosa e vermelho e mangas amplas e curtas (teve um vestido deste género).Quando chegou ao fim da segunda lauda. E o médium continuou: . dando as mãos em torno da nossa reunião.. e que desencarnou em Portugal numa cidade chamada Chaves.Agora chegou um senhor. uma madeixa preta .. Outra particularidade: Ao receber a poesia de Antero... Diz que é conhecida e amiga de D. a quem pede que faça o possível para que a parte evangélica do Espiritismo em Portugal. O seu cabelo é grisalho.. Por fim. Gena. Como pôde ele saber o lugar exato da palavra.» O ambiente começava a esclarecer-se e todos nos sentíamos animados de seiva espiritual. Diz que abraça o Sr. Deolindo. . saudações.

Tem o rosto cheio .. .Falando com o senhor. .. .dissemos nós . Que temos necessidade dessa unificação do pensamento espirita evangélico no mundo de língua portuguesa. deglute um pouco e prossegue: .. O Coronel Faure da Rosa! O médium concentra-se mais.Muito bem! Muito bem! . diz ele que precisamos de reunir os corações em Portugal à volta da Doutrina Espirita. compreenderia. . mas de rosto atormentado.Ah! Sim! Rosa. .Agora é um senhor de rosto claro. A sua coragem suplantava a diplomacia. que é o José Augusto. olhos vivos. rosto comprido.Agora sorri e diz: «É o Rosa».. Que dissesse ao Sr. *** . Falando ao confrade Isidoro. sabe do que se trata. que tinha pago os seus delitos até ao último ceitil. informa: ... parece que muito ferinas..Ele diz que não soube dominar a própria impaciência e a inconformação de certos aspetos da luta..Não conheço! . Que é ideal dos Espíritos a quem incumbe o progresso espiritual das pátrias de língua comum. Isto é de muita importância. Diz que no Espiritismo. a fim de ganhar alguma coisa. Que podia ter feito mais.. Como se um caleidoscópio deslizasse à sua frente. Que é preciso trabalhar muito sem esmorecer. .. como restauradora do Evangelho do Cristo. Tem nas mãos umas cartas e diz que lamenta não ter ouvido os seus conselhos. embora a dificuldade fosse quase insuperável.Noronha». A pedra fora da mão .. Que não é desprezar a parte cultural do Espiritismo.. Um velhinho de olhos doces. ..exclamámos. se tivesse contornado os problemas.que tivesse partido antes de realizar a obra de saneamento que tinha projetado...»(3). Sentia-se feliz por ter perdido tudo na terra. não há exoneração. É Eurico da Costa Zuzarte. Que sente não ter aproveitado bem a oportunidade dele próprio junto da Federação. há deserção. É calvo. sabe do que se trata. Infelizmente é preciso transigir com interesses estabelecidos e nós ignorávamos esta grande verdade.. . idoso. Que nesta hora tal serviço está reservado ao senhor e ao grupo que está consigo. é erguer os corações.. E a ronda continua: . por ocasião de umas cartas que recebeu.. que é o Major Zuzarte. Que o Sr. Que falasse ao senhor. *** Chico Xavier anima-se na clarividência. Que o Sr. sobrancelhas escuras. bochechas pronunciadas.E concluiu: «Eu estava fatigado de tanta podridão» (2). Sabíamos tudo.Eis um senhor também calvo . mas já não havia remédio. diz que agora se sentia feliz.Que o Sr.Lamentamos .

De facto.São as filhas. Ramires se esqueça dessa cristalização mental. Isidoro que hoje vê a luta humana. de barba bem feita. Tomou tanto horror á libertação... . Estão ambos iluminados.. como naquele tempo.. Maria diz: «Isidoro. nosso grande amigo. o médium . Não sei que ponta . «Vejo o espírito de um Abdhalla.... Pede orações por um amigo chamado Frederico Duarte.. E diz assim: «Isidoro. precisava de certa assiduidade para receber algo que é preciso escrever sobre o campo espiritual. Diz que o velhinho é Reper.. Ela está a conversar com todos. Que a ideia o exige.. muito satisfeita. «Assim como no tempo em que nós víamos o mar lá da ponta».Sagres?. sabes que me consagro à tarefa das curas e temos de cooperar para que o Dr. Vejo-a passeando numa praia. lembras-te? É o nosso Dr. *** Em seguida perguntámos a Lia o que pensava de nossa esposa atual e o médium transmitiu: . sabe qualquer coisa .E que ele pensou tanto nisso . o coração e a vida para que a ideia vença nos corações e nas consciências (5). apesar da sua vasta cultura. Pergunte se já se tem comunicado lá noutros grupos.Amparado.acrescentou o médium que o seu perispírito está como que cortado e recebe tratamento.. Tinha receio de acordar debaixo da terra.. quando eu morrer.. Que esse tem sido o sacrifício do Isidoro. mas veja se se dedica mais. Que está com ela.. porque o seu ideal é acima de tudo a Revista e o trabalho espirita cristão que se vem realizando.Diz que está muito satisfeita com Raquel.. incentivador do trabalho. Diz que ele . Ele é muito dedicado. ainda se ressente! Mas está melhor» (4).. «D. peço-lhe que me corte as carótidas. «Surge um homem tristonho. que tem sido o grande companheiro. É a impressão que levou da terra. Parece que diz Murtinhal . para que o Sr. bigode cultivado. mas com dificuldade. sacrifício que Deus permitirá seja conduzido vitoriosamente até ao fim». .. realize a sua missão. velhinho também. Maria é portadora do pedido desse espírito para que o Álvaro. . Maria diz assim: «É como quem está de pá na eira.É isso..Mas parece que tem uma ferida. -Isto é fantástico! – exclamámos ... Ele fala nestes nomes. . . Que está muito contente com a nova situação. que é muito vasta e há muito que fazer. Ramires!».. Que agora vê tudo descortinado. pois necessitam dele na causa. a estrela de que ambos precisavam para vencer as sombras a caminho do reencontro de todos no Grande Lar da Eterna Luz. Maria diz que em todas as sessões das quintas-feiras está presente.. Que para ela é uma companheira e uma filha querida ao mesmo tempo. que não tenho confiança em minha mulher nem no meu filho».. Reper-Siam. D. Ramires. disse-nos um dia: «Isidoro.. sempre ativa. Pede vibrações. «Agora está perto de um velhinho sorridente. «D. o Dr. .. numa hora em que cada um deve dar o cérebro. que. Que não pode haver lugar a descanso. Diz que se preocupa muito com este irmão.D. «O que dá o nome de José Augusto lamenta que a família não abrace o ideal espirita.. muito aparada. Que se sente muito feliz.Sim. um corte na veia do pescoço. É fantástico Chico Xavier ter visto e ouvido uma coisa que só eu sabia no mundo! . Sagres. Que é a companheira ideal. .. como dantes via a praia... Está tristonho.. Diz ao Sr. Ouço o nome de Laura e de Manuela . porque a tarefa exige paz. . Que o Sr.

Que só carregando pedras garantimos a nossa edificação. Maria . Que cada dia é uma oportunidade bendita para estabelecer a verdadeira comunhão e que a vida maior é a vida para a qual todos peregrinamos. colaborar e servir.. Que a tarefa significa um elo entre dois mundos e do qual o seu coração é a parte mais importante. pois é com ele que amealhamos o farnel para a grande viagem. O que a confrange não é a dificuldade e sim o desânimo. . mesmo que a noite se prolongue. *** D. tenham coragem para seguir em frente. «Ela pede ao confrade Isidoro que não esmoreça.Diz ela: Isso não se discute. renúncia exprime ganho. Acho que é a esposa de Amadeu Santos. a Neusa Magaldi.. Que não há vitória sem luta. às vezes com tempestade. a Neusa. Está muito satisfeita. mas passa sempre . «Vejo neste momento a filha do amigo Magaldi.inquirimos. Temos que irmanar esforços para que o novo dia surja no mundo sob a inspiração do Cristo. Que não se compreende o Espiritismo acomodado à boa vida que nem sempre é vida boa. Que a nossa meta é o Cristo na cruz. Pede ao Isidoro que reacenda a flama do ideal espirita nos companheiros espanhóis.continua o médium . Que hoje sente isto: mais união para vitória maior. Que este é o grande programa da atualidade. que não recue. de que será o bendito farol para a Espiritualidade Eterna.. Maria diz que devemos dar mais valor à oportunidade da experiência terrena. como dois corações numa alma única.E sobre os nossos trabalhos mediúnicos? . seus antigos confrades em Barcelona.. Levantar corações.. É Amália Domingo Soler. Foi quando manifestámos desejo de formular uma pergunta a Lia: Ao partir. Que só a luz é eternidade na vida e que o espirita tem obrigação de crer na luz e na vitória da luz. Os circunstantes estavam maravilhados. Continham a própria respiração para não perder uma única palavra. Diz que acompanha o pai nesta jornada.. Que não se impressionem com resultados. muito esperançada. que dá o nome de David. É preciso continuar com a intensidade possível. É como a nuvem no céu: chega e passa.Vejo entrar uma pessoa idosa com dois amigos. o rendimento na obra da Luz e do Amor pertence a Deus.. unidos ao pensamento dos orientadores espirituais na inspiração do Senhor. com a mesma alegria. esclarecer consciências. Está muito contente com a visita do confrade Isidoro ao Brasil e que permanece sempre ao lado das senhoras Emília e Dulce. mas que o desalento moral não se justifica. A respeito do serviço mediúnico do confrade lsidoro. Grande renovação se anuncia na terra. diz ela que precisava realmente morrer para compreender melhor e para que ambos se doassem à causa espirita. Chico Xavier faz o gesto de quem perscruta e diz: . . Pede ao Isidoro que ajude com a sua palavra os companheiros espanhóis. Um amigo é Eudaldo e o outro Luís. Diz que repouso significa retaguarda. Que o embaraço é desafio á luta. Que ninguém se preocupe a colecionar migalhas que sobram da poeira do mundo. com o mesmo entusiasmo e a mesma confiança dos primeiros dias». Que este é o grande monumento que o Espiritismo está levantando em homenagem à humanidade nova. sacrifício. Ela insiste para que não retroceda e para que ambos. «D. Que todo o resultado no Bem. a vitória espiritual.«Agora aparece o pai do amigo Amadeu (Dr. E que a sua obra mediúnica exprime nova fase da sua tarefa de lutador da grande causa.fala com muita beleza acerca de tudo o que se refere ao serviço do Espiritismo e afirma que este ideal é o verdadeiro pão da alma. porque só assim alcançaremos a grande ressurreição. Amadeu Santos). para que não percam as sementes de que são depositários há quase um século. . E que a nós compete a alegria de aprender..

.Espessas ou ralas? . «Neste momento tem nas mãos uma flor que lhe oferece. Todos estão atentos à revelação do médium: Diz D. .Não são ralas. O Chico Xavier não sabia nada disto. *** A expectativa continua. Há muita gente que não diviso bem. Lembras-te do que eu disse: «Isto é o fim. Espessas.As sobrancelhas são escuras e bem arqueadas . quando o amor aprende a multiplicar-se. . Abraça-a. se é uma rosa..tinha algo de importante a dizer-nos. mas peIa delicadeza que a minha recomendação poderia envolver numa hora tão grave. maior valor tem a sua vidência. Não pude falar no assunto. exclama: .Veja se sabe os trabalhos a que se dedicou.. O Adernar Dias Duarte entrega um papel ao Chico em que pede a Lia uma palavra destinada ao Espiritismo brasileiro.Está envolvido num halo de luz. Deve ser o tio João. instituição que socorre muitas almas e muitas criaturas.. Diz que foi o último adeus que não podia ser pronunciado com a boca. que os ouvidos dela pareciam amplificados e que queria dizer: Isidoro.É uma rosa. Que isto sim. todas as dificuldades se aplanaram e a tranquilidade se restabeleceu. . Temia solidão em volta da tua alma extremamente afetiva. porque o meu desejo de mulher seria ficar a teu lado. pergunte. Maria que o Centro «Luz e Amor» tem urna grande instituição no mundo espiritual. .. .É escuro.Ela sorri e diz: «Isidoro. «Agora estão todos de mãos dadas.. com a ajuda desse espirito que dá o nome de Reper-Siam. não apenas em razão do colapso. Todos estes pormenores são exatos. O momento é de curiosidade. Está dizendo: «Fé! Fé! Fé!. Digo assim. não fiques sozinho! Não fiques sozinho!» Mas que com a prece. Diz ela que é uma flor que o Sr.. Não sei se é uma saudade. Dá o nome de João..Como é ele? Tem barba? . A flor está cheia de luz.. Entre a certeza de partir e o anseio de ficar. as duas.. mas que o pensamento do senhor tinha para ela uma voz alta. Não a distingo bem. porque está iluminada. . porque tem maneiras terrestres. mas parece que tem barba. Portanto. reitor da Universidade de Coimbra.Escuto uma palavra: «Coimbra». através de Chico Xavier. -Essa D.. Que sentem muito.E os olhos? E as sobrancelhas? . a felicidade imorredoira aparece e fica para sempre. Se houver mais alguma coisa. Vejo um senhor de porte aristocrático. Maria...Que nome dá? . Diz que vai fazer 20 anos que desencarnou em Chaves. pois. Agora deram as mãos. . E que hoje é feliz. . Isabel Ramos está a despedir-se do senhor e pede-lhe preces. porque não mais te vejo só. Está ao lado de D. ressonante.E o cabelo? E claro ou escuro? . gostaríamos de ouvir uma palavra sobre o assunto.Ela diz que estava entontecida. queria pedir-te que não ficasses sozinho. devido ao colapso. mas não o conseguiu..João..Coimbra! Está muito bem. (6). Agora. eu tinha a certeza da minha desencarnação apesar da certeza estar envolta em nebulosidade. que depositei na urna. Vejo uma urna aberta e o senhor colocar uma flor. Que é o amor que se estendeu.. não. . Que ela e o senhor estão num enlace de almas.. um ar muito respeitável. é a felicidade. O médium na sua impassibilidade. . lhe deu no último instante em que se reviram na terra. Agora sinto-me tranquila e satisfeita. mas que se vão despedir de nós. ».

aos três. pelo carinho e dedicação com que serviu o meu espírito em grandes dificuldades emotivas que atravessei nos primeiros tempos depois da morte». O Amadeu Santos pede umas palavras sobre o «Grupo Espirita André Luís». Que os companheiros espiritas estão em prece. para que.. embora muito mais houvesse a perguntar.«Essa grande amiga tenho-a no meu coração pelo reconforto com que ungiu as minhas chagas de aflição e de saudade». pergunta: . No entanto aventurámos mais uma perguntazinha a respeito do Centro Espiritualista Luz e Amor. um sorriso bonito.Seu pai diz que o Grupo «André Luís» atravessa uma fase difícil. Maria esboça um sorriso. Que a união.Já agora – dize-nos – duas ou três palavras a D.E Minas Espirita? .. vejo boa vontade e todos consagrados à construção do bem. . não há espiritismo português. juntamente com a solidariedade construtiva. Que. mas que Jesus o doador das bênçãos . alguma coisa poderia fazer ao confrade Isidoro. aqui e no Além .Ela diz: «Como sempre. Mas a sessão ia adiantada e o abuso não era possível em tão leal camaradagem. Muito nos dera já o bondoso e querido médium.. Uns e outros se esforçam ao máximo e o nosso programa é melhorar sempre». o reconhecimento de Isidoro é também a minha gratidão a esses corações abnegados que o acolheram com tão grande expressão de carinho». curioso como sempre.. em seus alicerces.. Maria Bacelar tem para mim a expressão de verdadeira mãe espiritual. soluções de continuidade no amanhã que se aproxima. «Como é natural. Ia no fim a maré alta de perguntas.Ela diz que sente no espiritismo brasileiro o coração unido a Jesus para a edificação de um mundo pelo Evangelho renascente. e os pontos de vista particulares cedam em favor da doutrina e a casa possa realmente cumprir a sua missão. para que o entendimento permaneça em todos. Maria Bacelar e ao Álvaro que sigam em torno da tarefa mediúnica do amigo Isidoro. verdadeiramente. Em seguida pedi a Lia que dissesse alguma coisa acerca do nosso amigo Humberto Correia de Sá. como agente de publicidade espirita. Diz: «D. são coisas que os espiritas do Brasil não devem esquecer para que o apostolado em andamento alcance a vitória que o plano espiritual espera da Doutrina nesta parte do mundo.. . para que a luz do Alto lhes abra caminho resplandecente a que fazem jus pelos créditos de bondade que possuem. e diz que o lsidoro falará por ela. Depois João Coragem perguntou a Lia se.Sua orientação e seu futuro . a obra fraternal não tenha. no dizer de Wertheimer.. Que registasse isto: que não tem recursos para compensá-Ia do muito que lhe deve. . como instituição que precisa de consolidar-se.Ela sorri e diz: o nosso Coragem só necessita de coragem! Novas gargalhadas fizeram vibrar o auditório. que nos hospedou no Rio de Janeiro. Maria Bacelar . Que os trabalhos estão muito bem dirigidos. O Adernar.. Foi o que ela disse . não envelhece connosco e fica sempre criança. . Que o ideal de unificação do Espiritismo no Brasil é o estandarte que os companheiros devem erguer mais alto. pelo amor atuante. pelo menos nesta altura.D. Ela envolve esses amigos em suas orações e pede-lhes que se unam igualmente na prece. É que a curiosidade. Que não se poderá dar-lhes renovação. . Ela pede a D. mas. por responsabilidade. Toda a assistência riu francamente. . quer referir-se a um espiritismo através dos espiritas de Portugal. .Ela diz assim. em virtude das responsabilidades que os investiram.. no espiritismo português. Que o programa e diretrizes pertencem aos companheiros encarnados e aos orientadores espirituais em curso para a vitória que almejamos.

mão esquerda sobre os olhos fechados. Em assuntos mediúnicos.. . Esta foi a mais bela sessão de toda a nossa vida de apostolado. Que a felicidade maior é dar sem exigir e que. *** À noite.É meu pai. que se ergue quase em frente da residência do médium.Sabe quem é?. vai escrevendo a lápis o que lhe ditam os guias espirituais. . de salmão . D. Rompe o cerco da sombra e avança para a frente! E dirigindo-se ao Coragem: . misturadas com muitas centenas. .terrenas . não cries dificuldades. quando chegar.. Que este não se apresse a morrer. o qual hoje compreende que a maior infelicidade terrena é querer ser feliz. quando essa felicidade depende da Felicidade dos outros. com o médium Peixotinho. cuja numerosa assistência enchia totalmente o salão. Abraça-o e diz que está a fazer preces. o médium explicou: . de uma cor assim. dos que nos acompanharam eles poderão falar.. Isso basta». muitas provações.Vejo a seu lado um senhor que dá o nome de Manuel. um Missionário. Quem cria dificuldades agiganta o embaraço.Diz este espírito.Pede ao Isidoro que abrace o Leopoldo Machado. «Meu filho .retribuirá em bênçãos a felicidade que ela. Como houvesse dúvidas se fora Lia ou Marília Barbosa Machado que aludira a Leopoldo Machado. Ri e mostra dois dentes alvos na frente. o senhor tem que vencer. Vem com um vestido ramado. Foi o primeiro trabalho de Francisco Cândido Xavier gravado em magnetofone e da impressão. o médium..acrescenta – rectifica as minhas expressões no campo fraseológico.. uma sessão histórica pela circunstância e pelo significado. nada mais acrescentaremos. dizendo assim: «Meu filho. sentado. presenciámos uma sessão de receituário. «lsidoro . tem atravessado ultimamente muitas provas. Ela retifica as minhas palavras e diz: «cor de romã».. . e uma ramagem de cor de baton.. E enquanto vários oradores iam desenvolvendo temas extraídos ao acaso do «Livro dos Espíritos». Cada uma relativa a um indivíduo. ... . com flores. Tem um rosto largo.Quem falou foi D. Terminara a sessão.O Sr. deve chegar de surpresa. Quando sorri mostra um colar de dentes.. João Coragem pergunta ao médium se divisa algum dos seus entes queridos e o Chico responde: . Nós também desenvolvemos um tema e colocámos algumas folhas no maço respectivo. porque não estou em trabalhos de cura». nesse programa. Chico Xavier tinha na sua frente mais de 600 folhas de papel almaço. lhe ofereceu nas lutas que enfrenta. Dessa parte. que é mais alegre. Que a morte. de facto.Porque não veio de branco? Inquirimos. Maria Gonçalves. Idade e endereço. entre quem fala e quem ouve há muitas milhas que andar (7). *** Diz que façamos a prece de encerramento e que vai tentar a visita por intermédio do Peixotinho. Diz assim: «Quem espera a morte cria mofo!». É a mais alegre daqui. Trata-se de uma sessão de materialização que nos foi prometida na cidade de Campos. se lhes aprouver. sê feliz com a felicidade dos que te rodeiam. a seguir à passagem do túmulo.diz ele -. Finalmente. no Centro Espírita «Luís Gonzaga». Chico Xavier é. . Era um vestido de verão que usava e pelo qual sentia grande predileção .Ela diz: «não vim de branco. Maria Bacelar. não te emaranhes.

quando nos ofertou uma grande rosa vermelha que fora cortar ao quintal. que eu estarei presente nas horas boas e más. Pedro Leopoldo selou um pacto que florescerá e dará frutos copiosos. Sei que vais contente. Essa viagem difícil cimentará os alicerces duma obra que nem tu sabes avaliar. Chico Xavier tinha ao lado 10 ou 12 lápis aparados e escreveu três horas consecutivas sem parar. No regresso à capital mineira sentimos as vibrações do Alto e em meio de solavancos e trepidação do automóvel recebemos vertiginosamente a seguinte mensagem: «As rosas que levas são orvalho do amor e vão impregnadas do meu perfume.. Quando fraquejares eu te levantarei. Tem fé e trabalha. em sua missão de Amor e Luz. pois. Avante. viajor. No final recebeu uma excelente mensagem de Emmanuel alusiva ao serviço de caridade. que parecia uma criança radiante. onde obsequiou com um lanche os caravaneiros de Belo Horizonte. Isso me basta neste momento tão querido em que estou vibrando num desejo de maior glória espirituaI. Ela se verá de muito longe e muitos se reverão nos seus contornos. Um grande abraço». O Alto vela. no rumo da missão que lhe cabe desempenhar. Centro Espírita Luz e Amor – Os nossos amigos a que nos referimos permanecem sob a orientação de seguros instrutores da Espiritualidade Superior. como dizia o Amigo que sempre nos orientou. Eis algumas respostas: Maria Raquel . of Staphisapia Cantharis Rododendro Nosso amigo permanece sob assistência de vários companheiros da Espiritualidade na jornada que se impôs como seareiro da Verdade e da Luz. *** Já passava da meia noite e o médium levou-nos a casa de seu irmão André. Chico Xavier pediu-nos opinião sobre alguns de seus livros e teve palavras amabilíssimas para «Estudos Psíquicos». LIA .. como tenho feito sempre. Caminha. como legítimo restaurador do Evangelho do Cristo na redenção do mundo . Ali permanecemos em amena tertúlia durante quase três horas. sem temores.Esta irmã receberá o nosso concurso espiritual. na consagração do Espiritismo. Isidoro . que lê sempre com grande interesse. O seu contentamento era tanto. Só o trabalho dignifica e engrandece. Eram 3 horas da manhã. salientando que devotados amigos espirituais lhe acompanham o desenvolvimento mediúnico. Três vezes nos despedimos e três vezes continuámos em bela cavaqueira. alternadamente: Chima. Despedimo-nos deste homem extraordinário e perguntámos a nós mesmo se não haveria qualquer coisa a ligar-nos de vidas passadas .Emmanuel.Emmanuel.Saúde: Por alguns dias. Nunca esmoreças. «Estudos Psíquicos» prossegue amparada por uma plêiade de amigos espirituais que se empenham por elevá-la cada vez mais alto. «Revista Estudos Psíquicos» abençoada colmeia de serviço espiritual. óptimo companheiro de trabalho. (O médium ignorava o que se passava no tocante a mediunidade). Com tal supervisão esperamos possam cumprir valorosamente a nobre tarefa a que se consagram com as bênçãos de Jesus .Quando nos restituíram as folhas ficámos admirados por ver que o texto escrito se relacionava absolutamente com os nomes escritos no alto das folhas. caminha sem receio.

Ramires. Através de um livro nosso. pairou numa legenda discreta: «Vai. não sabemos. A palavra «porto» deve aludir à cidade do mesmo nome. Não sabemos o que liga os homens. Já o dissemos: «Visitámos um médium que se desdobra em mil cambiantes. Foi a nascente cristalina a jorrar para sempre. Quem o conheceu nos seus 87 anos bem puxados . deixaram-nos impressionadíssimo. Um canto enternecedor que levaria muitos anos a descrever e que ficará connosco pela vida fora. Foi colaborador da Revista de Espiritualismo e nosso amigo. «Tantos familiares se manifestaram! Tantas provas nos deram! E em torno de nossa fronte a asa branca de Lia. à mediunidade de D. As cartas a que o médium se refere recebeu-as o Major Zuzarte. a) A Federação Espírita Portuguesa tem o “CD” com a gravação aqui referida. onde estivemos oito anos. As sessões das quintas-feiras pertencem ao «Grupo de Irradiação Mental! «Reper-Siam» entidade que foi nosso espírito familiar e que transmitiu a Lia centenas de mensagens psicográficas. à qual quis imprimir certa Orientação. «O que vimos e sentimos pairava na curva do tempo. Por isso nos chocou tanto a mensagem. donde era natural e aonde o seu corpo foi enterrado. mas Pedro Leopoldo foi um mar alto de vibração e enleio. que admiráveis quinhões não reparte com o mundo ansioso! As rosas brancas que nos ofereceu. São laços imponderáveis que decidem do destino. na sua estranha humildade. caminheiro audaz! Eu te acompanho sempre e te impulsiono! Lá e cá o nosso caminho é de luta gloriosa!» «Andámos pelo Brasil em viagens difíceis. Quando tivermos alguma prova alusiva. tinha o cabelo branco e uma madeixa preta. «Senhor Deus das Alturas! Como é grande o teu poder e a tua magnanimidade!» Notas: (1) Efetivamente. O que aqui refere concorda com o que nos disse em muitas conversas. (6) Sobre esta personagem temos vaga ideia que não conseguimos precisar. Dá a César o tributo legal. Conhecemos esses documentos. Paulo Freire. Quanto ao nome há um pequeno lapso: ele chamava-se Eurico de Castro Zuzarte. mesmo indecorosos e conhecemos a procedência. (4) As expressões do coronel Faure da Rosa e a referência de Lia a Sagres.. (3) Outro retrato verdadeiro. dá-la-emos da melhor vontade. está corroborada pela médium D. que fremiram em cachão remoinhante. só nós podemos avaliar o rigor destas palavras. Quanto à tarefa de Lia. (5) Laura e Manuela são familiares do Coronel José Augusto Faure da Rosa.*** Estava cumprida a missão que nos levara à Meca do Espiritismo. quase em conclusão e devido. Álvaro Ramos Pereira e Abdhalla é o seu espírito-quia. Maria Bacelar e outros clarividentes. Frederico Duarte viveu dezenas de anos em Inglaterra.. (2) Um verdadeiro retrato do nosso colaborador D. O Chico Xavier é um ambiente polarizado. Nesses momentos lhe demos a nossa opinião. Álvaro é o Dr. em parte. quando dirigia a Federação Espírita Portuguesa. Houve uma senhora dos lados de Chaves que escreveu algumas cartas a Lia. Francisco Noronha. mas. como beijo suave. e principalmente o caso do Dr. Do Livro de Isidoro Duarte Santos – “O Espiritismo No Brasil – Ecos de Uma Viagem” . realmente ferinos. onde recebemos efusões que andarão connosco a vida inteira. Maria Bacelar. aljofradas de aroma. Melhor se poderão entender estas expressões veiculadas por um médium a milhares de quilómetros de distância. clarearam outras almas em doce eflúvio. para lá do César. Era conhecimento epistolar. (7) Em verdade. Abraçámo-lo e as ondas elevaram-se no oceano das almas.