Você está na página 1de 184

Coleção Fábulas Bíblicas Volume 6

DEUS

É A FONTE

DO MAL

Coleção Fábulas Bíblicas Volume 6 DEUS É A FONTE DO MAL JL <a href=jairoluis@ukr.net " id="pdf-obj-1-11" src="pdf-obj-1-11.jpg">

JL

Deus guarda a sua violência para seus filhos, e dá-lhe o pago, para que o conheça.Lamentações 3:38 3 " id="pdf-obj-2-2" src="pdf-obj-2-2.jpg">

Deus guarda a sua violência para seus filhos, e dá-lhe o pago, para que o conheça.

Jó 21:19.

Maldito o que faz com negligência o trabalho do Senhor! Maldito aquele que impede a sua espada de derramar sangue!

Jeremias 48:10

Porventura da boca do Altíssimo não sai tanto o mal como o bem?

Sumário

  • 1 - A Primeira Mentira e a origem do Mal >>>

9

  • 2 - Deus é a fonte de todo mal >>>

16

1

-

18

2

-

Êxodo

19

3

-

Deuteronômio ...................................................................................

20

4

- Samuel

21

5

-

1

Reis

21

6

- 2 Crônicas

21

7

-

22

8

- Problemas no livro de Jó

23

9

Confirmação

23

10

Isaías

................................................................................................

24

11

Jeremias

..........................................................................................

24

12

Lamentações

28

13

Ezequiel

28

14

Miqueias

29

15

- Amós

29

16

- Conclusão

29

  • 3 Deus cria as doenças só para mostrar seu poder

32

  • 4 - O Diabo, outra

38

  • 1 -

A criação judaico-cristã do diabo ..............................................

39

  • 2 - Satanás ou Satã

40

  • 3 - Belial (Belhor, Baalial, Beliar, Beliall,

Diabo ....................................................................................................

42

  • 4 -

43

- Demônio

  • 5 .............................................................................................

43

  • 6 ...............................................................................................

- Mamom

44

- Azazel

  • 7 ..................................................................................................

45

- Belzebú

  • 8 ...............................................................................................

45

  • 9 - Lúcifer ou Luzbel

46

  • 10 Concluindo .......................................................................................

-

49

11

- Nota

...................................................................................................

50

12

Conclusão

........................................................................................

50

5 - As maldições do Deus bom

.................................................................

51

  • 1 - Contra todas as mulheres

............................................................

52

  • 2 - Aos que escutam suas esposas em vez do deus bíblico

..

53

  • 3 - A todos os homens

.........................................................................

53

  • 4 - Aos que maldizem a tribo (supostos descendentes) de

Abraão

........................................................................................................

54

  • 5 - Aos que não guardam o pacto eterno de Deus (circuncisão) .............................................................................................

54

  • 6 - Aos praticantes de “sodomia”

....................................................

55

  • 7 - Aos filhos nascidos de relações incestuosas

.........................

55

  • 8 - Aos que se negam a ser escravos do povo hebreu e a

adorar o deus bíblico e que maldizem aos crentes da

mitologia Abrâmica ................................................................................

55

  • 9 - Aos assassinos

.................................................................................

56

  • 10 - Aos filhos que agridem seus pais

...........................................

56

  • 11 - Assim como os que simplesmente maldizem seus pais 56

  • 12 - Aos ladrões e mercadores de pessoas

.................................

56

  • 13 - Aos que provocam um aborto

acidentalmente. ................

57

  • 14 - Aos que não previnem ataques de seus animais

perigosos

...................................................................................................

57

  • 15 - Aos envolvidos com “bruxaria”

...............................................

58

  • 16 - Aos que sacrificam a “deuses falsos”: outro eufemismo

para discriminar os deuses das outras

religiões. .......................

59

  • 17 - Aos que querem tirar alguém do caminho do

“senhor”

.....................................................................................................

59

  • 18 - Aos que amaldiçoam os

governantes. ..................................

60

  • 19 - Aos que não respeitam o dia de repouso

............................

61

  • 20 - Aos que possuem objetos “malditos”

...................................

62

21

- Aos que desobedecerem qualquer mandamento de

Deus

 

63

22

- Aos que adoram outros deuses e creem em tarô e

horóscopos ................................................................................................

64

23

- Aos que se rebelam contra os sacerdotes

..........................

64

24

- Aos que praticam “ocultismo” e coisas à “new age”

65

25

- Aos falsos profetas (ou seja, todos)

65

26

- Aos filhos rebeldes

 

66

27

Às mulheres que não casam

67

28

– Aos

 

68

29

Aos

estupradores

69

30

Aos filhos bastardos (fora do casamento)

70

31

Aos que adoram esculturas e imagens

70

32

Aos que desonram os pais

70

33

Aos fraudadores

 

71

34

Aos que confundem os cegos (cegados por deus)

71

35

Aos oprimem o estrangeiro, o órfão e a viúva

71

36

Aos

incestuosos

72

37

Aos que praticam relações sexuais com animais

72

38

Aos que

 

72

39

- Aos assassinos por

73

40

- Aos que deixam de crer em Deus ou o trocam por

 

73

41

- Aos que não servem a deus com alegria na

 

...........................................................................................

74

42

- Aos que não reverenciam o nome do deus

74

43

- Aos que sacrificam crianças a outros deuses em vez de

ao

75

44

- Aos que cometem

 

75

45

- Aos que andam atrás de encantadores e

76

46

- Aos que mantém relações

76

47

- Aos que desposam uma mulher e sua

76

48

- Aos que mantém relações sexuais durante a

 

76

49

- Aos que pratica espiritismo e a

77

50

- Aos que blasfemam o nome do deus

77

51

- Aos que se negam a colaborar nas lutas do deus

 

77

52

- Aos que não dão glória ao deus

78

53

- Aos que roubam a Deus nos dízimos e

78

54

- A seu próprio

 

79

55

- Aos povos que ordena conquistar e

80

56

- Aos que se negam a advertir os que

80

57

- Aos que “pervertem” ou modificam o Evangelho de

Cristo. (Ou no de Paulo?)

 

81

58

- Aos que se negam a perdoar dívidas dos que pedem o

perdão

 

82

59

- Ao que paga o mal pelo

 

83

60

- Aos pais que não “disciplinam” seus

83

61

- Aos que tem uma “mente

 

85

62

-

À casa do

........................................................................

85

63

- Aos que não dão ao

85

64

- À terra, por causa da desobediência do

86

65

- Aos que confiam no homem e não em

86

66

Jerusalém será um exemplo de maldição para todas as

nações se os judeus se rebelam e não cumprem a “lei” do

 

antigo

 

86

67

- Aos que ensinam rebeldia contra o deus

87

68

- Aos indolentes e aos que “descuidam a obra do

 

.....................................................................................................

87

69

- Aos ladrões e aqueles que juram em falso pelo nome de

 

...........................................................................................................

88

70

- Aos

88

71

- Aos que retiram ou acrescentam à “palavra de

89

Conclusão

......................................................................................................

90

  • 6 - Os assassinatos do deus de amor

91

  • 7 - Deus é o maior pecador da Bíblia

148

 
  • 1 - Deus comete todos os “pecados

149

  • 2 - Deus e os 7 Pecados Capitais

150

  • 3 - Os 7 Pecados Capitais de Deus

151

  • 8 -

Conclusão

162

  • 9 - Advertências ao leitor crente >>>

163

 

Mais conteúdo recomendado

173

 

174

 

Referências e Fontes:

184

Conclusão ...................................................................................................... 90 6 - Os assassinatos do deus de amor 91 7 - Deus é

1 - A Primeira Mentira e a origem do Mal >>>

1 - A Primeira Mentira e a origem do Mal <a href=>>> O Pecado Original. Rafael Sanzio (1514) Quem é o pai da mentira? Satanás. Obvio! Esta seria a resposta normal de qualquer crente. Como saberemos quem é o autor da primeira mentira e por consequência o pai dos enganos? Fácil! Vamos ao início das coisas, o Gênesis: 9 " id="pdf-obj-8-7" src="pdf-obj-8-7.jpg">

O Pecado Original. Rafael Sanzio (1514)

Quem é o pai da mentira? Satanás. Obvio! Esta seria a resposta normal de qualquer crente. Como saberemos quem é o autor da primeira mentira e por consequência o pai dos enganos? Fácil! Vamos ao início das coisas, o Gênesis:

16 - E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a

árvore do jardim comerás livremente, 17 - Mas da

árvore do
árvore do

conhecimento do bem e do mal

, dela não comerás; porque no

dia em que dela comeres, certamente morrerás.

Simples, claro e direto: Deus disse a Adão que se comesse do fruto da árvore proibido “no dia em que dela comeres, certamente morrerás”. Agora vejamos o que disse a serpente, que é a representação terrestre do Maligno:

1 - Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher:

É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? 2 - E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, 3 - Mas do fruto da árvore que está no

meio do jardim, disse

Deus:

Não comereis

dele,

nem nele

tocareis para que não morrais. 4 - Então a serpente disse à

mulher:

Certamente não morrereis.

5 - Porque Deus sabe que

no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e

sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.

Vemos claramente como a serpente falante desmente totalmente a Deus e disse a Eva que se comessem do fruto não morreriam e ainda conheceriam o bem e o mal. E ao comer o fruto, Adão e Eva nos revelam quem é o mentiroso da história.

6 - E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. 7 - Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais.

Ok, ambos comem e se dão conta do que é bom e mau (exemplo

a nudez). Ponto para a serpente. Mas Deus disse?

...

Morreram nesse dia como

3 - E Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem, e pôs-lhe o nome de Sete. 4 - E foram os dias de Adão, depois que gerou a Sete, oitocentos anos, e gerou filhos e filhas. 5 - E foram todos os dias que Adão viveu novecentos e trinta anos, e morreu.

Uma pequena mentirinha de Deus. Só se equivocou por uns 900 anos de diferença. A Bíblia não nos diz quanto tempo viveu Eva (Evidentemente por causa da grande misoginia de Deus, a quem importa muito pouco o destino das mulheres).

Tinha razão a serpente falante ao dizer que “nesse dia NÃO morreriam” e que “teriam conhecimento do bem e do mal”; e que

equivocado e mentiroso é Deus ao dizer que nesse mesmo dia morreriam se comessem do fruto proibido.

Resta alguma dúvida sobre quem é o autor da primeira mentira e o pai de todas elas?

12

Outra coisa

importante

a

destacar aqui é

que

se

lerem com

cuidado, em nenhum momento da história que nos narra

o

Gênesis, se diz que a serpente é Satanás. Simplesmente se relata

que

era o mais astuto dos animais do jardim

e que depois é

amaldiçoada e condenada por Deus (tirando-lhes as patas,

Então o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto

fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos

os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e

pó comerás

todos os dias da tua vida.

). Concluímos que a serpente do Éden

tinha patas; uma espécie de lagartixa falante talvez.

É importante destacar que até mesmo a maldição contra a serpente jamais se cumpriu, pois elas jamais comeram pó e ainda não se encontrou nenhuma que faça isso. Mas uma

mentirinha de Deus

...

E há outras

...

Não é senão até o final da Bíblia, quando se relaciona a serpente com Satanás, e assim mesmo de uma maneira muito pouco confiável. Mais de 1.000 depois alguém escreveu:

E foi precipitado o grande dragão,

a antiga serpente, chamada

o

Diabo,

e

Satanás, que engana todo

o mundo

;

ele

foi

precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele.

É apenas aqui, no final da Bíblia, quando João (um não apóstolo) já bastante velho, senil, ANALFABETO, tendo visões, afetado pelo martírio de uma vida de perseguição e recluso em uma obscura

gruta na distante ilha de Patmos, que nos insinua que a “serpente

antiga” é Satanás. Que confiabilidade podem ter suas palavras?

Isto parece uma tentativa bastante tosca e amadora dos

escritores bíblicos, de ligar o

início

da

Bíblia

com

o

fim.

De

qualquer forma, os antigos Israelitas e depois os incipientes cristãos nunca relacionaram esta serpente com Satanás, até que

o Apocalipse tenta corrigir esta “falha”.

Conclusões interessantes:

- O conceito de equivalência entre a serpente e Satanás é uma ideia tardia, baseado em apenas um versículo suspeito e escrito sob circunstâncias irregulares. - Deus é o primeiro mentiroso e o verdadeiro pai da mentira.

Se você acha que essa mentirinha

de

Deus é simbólica,

metafórica, fora do contexto ou insignificante, temos más notícias para você, pois Deus é um mentiroso contumaz e incorrigível.

Coletânea de mentiras do pai da mentira, Deus. >>>>>>>

qualquer forma, os antigos Israelitas e depois os incipientes cristãos nunca relacionaram esta serpente com Satanás,

Jesus puxou ao pai mentiroso e também mentiu:

Vós (os

judeus)

sois

filhos do

Diabo, e

tendes vontade de

cumprir os desejos de vosso pai.

era homicida desde o

Ele

princípio
princípio

(matou quem?) e não permaneceu na verdade, porque

não há nele verdade. Quando ele diz uma mentira, fala do que

lhe é próprio,

porque é mentiroso e o pai da mentira

.

Deus (e Jesus) é o pai da mentira. Comprovado pela Bíblia!

Jesus puxou ao pai mentiroso e também mentiu: <a href=João 8:44 Vós (os judeus) sois filhos do Diabo, e tendes vontade de cumprir os desejos de vosso pai. era homicida desde o Ele princípio ( matou quem? ) e não permaneceu na verdade, porque não há nele verdade. Quando ele diz uma mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e o pai da mentira . Deus (e Jesus) é o pai da mentira. Comprovado pela Bíblia! 15 " id="pdf-obj-14-43" src="pdf-obj-14-43.jpg">

2 - Deus é a fonte de todo mal >>>

2 - Deus é a fonte de todo mal <a href=>>> O mal é a ausência de Deus? Provém do homem? Provém do Diabo? “ O mal é a ausência de deus ”. Quantas vezes você, crente religioso, já usou esta afirmação? Venderam-lhe muito bem esta mentira, pois como disse Goebbels , “ Uma mentira repetida mil vezes se converte em verdade. ” (Máxima para suas crenças religiosas). 16 " id="pdf-obj-15-7" src="pdf-obj-15-7.jpg">

O mal é a ausência de Deus? Provém do homem? Provém do Diabo?

2 - Deus é a fonte de todo mal <a href=>>> O mal é a ausência de Deus? Provém do homem? Provém do Diabo? “ O mal é a ausência de deus ”. Quantas vezes você, crente religioso, já usou esta afirmação? Venderam-lhe muito bem esta mentira, pois como disse Goebbels , “ Uma mentira repetida mil vezes se converte em verdade. ” (Máxima para suas crenças religiosas). 16 " id="pdf-obj-15-11" src="pdf-obj-15-11.jpg">

O mal é a ausência de deus”. Quantas vezes você, crente religioso, já usou esta afirmação? Venderam-lhe muito bem esta mentira, pois como disse Goebbels, Uma mentira repetida mil vezes se converte em verdade.(Máxima para suas crenças religiosas).

Além disso, esta mentira surgiu porque você, como bom cristão que é apenas confiou em quem afirmou isso, sem prestar muita atenção ao que o seu queridíssimo livro diz a respeito. Não lhe culpo por não ter lido esse livro, pois pelo visto, ainda que você não canse de citar aos ateus os poucos versículos que te ensinaram, (descontextualizados mediante a livre “interpretação” de cada um e escolhidos cuidadosamente apenas aqueles favoráveis às suas afirmações) como se esse argumento circular tivesse algum valor, a leitura da bíblia é muito pesada e já sabemos que para você basta simplesmente crer, ainda que não saiba muito bem em que crê. Pois saiba, queridíssimo cristão, que se nos atentarmos ao que afirma seu livro de fábulas, desde logo, essa afirmação não poderia estar mais longe do que você define como “a palavra de deus”. Quer saber por quê?

Antes disso precisamos esclarecer que outros crentes e religiosos como você, ao contrário, afirmam que o mal vem do homem. Não são poucos os comentários de companheiros seus de superstições que afirmam isso. E também não são poucos os seus colegas de superstições que usam este outro personagem da mitologia judaico-cristã chamado diabo, para afirmar que é este que o faz. Poderiam ao menos entrar em acordo algum dia, mesmo que fosse sobre qualquer coisa, só para romper essa rotina que seguem. De qualquer maneira não se preocupe. Aqui você conseguirá esclarecer isso de uma vez por todas, tanto você que usa a desculpa da ausência de deus, quanto você que usa o outro personagem fictício como o culpado pelo mal que há no mundo e também o que afirma que o homem é o culpado. (Só do mal pois pelo visto, para o bem é sempre esse personagem imaginário, deus, que lhe acompanha). A própria Bíblia diz claramente em várias ocasiões que o mesmíssimo Deus é o criador do mal e todas as suas consequências.

Vejamos o que ela afirma sobre o mal e suas consequências, assumindo, como faz o religioso de plantão, que:

1º - Este (Deus) personagem existe.

2º - Que tudo foi criado por este personagem literário e imaginário da mitologia abrâmica.

1 - Gênesis
1 - Gênesis

E o SENHOR Deus

<a href=Gênesis 2:9 E o SENHOR Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal . " id="pdf-obj-17-25" src="pdf-obj-17-25.jpg">

fez brotar da terra toda a árvore agradável à

vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim,

e

a árvore do conhecimento do bem e do mal

.

Este é um versículo conhecido por todos, certamente que o amigo crente já o leu centenas de vezes, mas já o analisou com cuidado? Lembre-se que Deus CRIOU A FAMOSA ÁRVORE DO CONHECIMETO DO BEM E DO MAL. Repito: DO BEM E DO MAL. E como todos os cristãos devem saber muito bem, quando Deus pronunciou estas palavras Satanás e sua malévola influencia ainda não haviam entrado em cena. Satanás chega versículos depois com a sua conhecida representação ofídica (cobra falante). Até esse momento em que Deus pronuncia estas palavras tudo, absolutamente tudo, era produto de Deus de forma pura, o pecado veio depois. Deus ao dizer que essa árvore era do (conhecimento do) “bem e do mal” afirma que ele mesmo criou tanto o Bem quanto o Mal.

Então não é como afirmam muitos crentes cristãos, que o mal entra no mundo com Satanás e a traição de Eva. Espero que este ponto esteja bem claro, pois é sumamente importante para compreender a origem do mal. Vamos brevemente falar sobre

algo que já é conhecido

de

todos,

mas que precisa ser

mencionado. Lembre-se que Deus é Todo-Poderoso e criador de todas as coisas, esta é uma qualidade e característica básica e de Deus, que é indiscutível. E como dizemos nós ateus, à maneira de

algo que já é conhecido de todos, mas que precisa ser mencionado. Lembre-se que Deus éGênesis 3:22 Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente, 2 - Êxodo Êxodo 4:11 O Senhor disse-lhe: " faz Quem deu uma boca ao homem? Quem o sou eu o Senhor ? mudo ou surdo, o faz ver ou cego? Não 19 " id="pdf-obj-18-12" src="pdf-obj-18-12.jpg">

clichê: "Se Deus é o criador de todas as coisas, também é o criador do mal."

algo que já é conhecido de todos, mas que precisa ser mencionado. Lembre-se que Deus éGênesis 3:22 Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente, 2 - Êxodo Êxodo 4:11 O Senhor disse-lhe: " faz Quem deu uma boca ao homem? Quem o sou eu o Senhor ? mudo ou surdo, o faz ver ou cego? Não 19 " id="pdf-obj-18-17" src="pdf-obj-18-17.jpg">

Claro que você

dirá

que

o

mal

não

é

uma

"coisa"

e,

provavelmente, sairá com o argumento surrado de que Deus não criou o mal, pois o mal é o oposto de bom. Para concluir vamos

recordar uma frase, que apesar de não se encontrar na Bíblia,

todo crente acredita nela como um versículo bíblico: “Nem uma

 

folha de uma árvore cai em terra sem o consentimento de Deus”.

Estou certo que o amigo crente acredita profundamente nesta

algo que já é conhecido de todos, mas que precisa ser mencionado. Lembre-se que Deus éGênesis 3:22 Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente, 2 - Êxodo Êxodo 4:11 O Senhor disse-lhe: " faz Quem deu uma boca ao homem? Quem o sou eu o Senhor ? mudo ou surdo, o faz ver ou cego? Não 19 " id="pdf-obj-18-53" src="pdf-obj-18-53.jpg">

afirmação; que diz que “tudo o que acontece no universo ocorre

algo que já é conhecido de todos, mas que precisa ser mencionado. Lembre-se que Deus éGênesis 3:22 Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente, 2 - Êxodo Êxodo 4:11 O Senhor disse-lhe: " faz Quem deu uma boca ao homem? Quem o sou eu o Senhor ? mudo ou surdo, o faz ver ou cego? Não 19 " id="pdf-obj-18-58" src="pdf-obj-18-58.jpg">

porque Deus quer”, ou seja, confirmaremos com sobra a seguir

que, segundo a Bíblia, o Deus bíblico é o responsável por tudo, pelo bem e pelo mal. Pela felicidade das pessoas e pelas crianças que morrem de fome todos os dias.

Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua

mão,

e

tome

também da árvore

da

vida,

e

coma

e

viva

eternamente,

 
2 - Êxodo
2 - Êxodo

O Senhor disse-lhe: "

faz
faz
Quem deu
Quem deu

uma boca ao homem?

 

Quem o

sou eu o Senhor?

 

mudo ou surdo, o faz ver ou cego? Não

Vemos neste versículo como Deus admite fazer os cegos e os surdos. (Os problemas visuais e auditivos são enfermidades, portanto, coisas ruins) Deus é o criador confesso de todos os padecimentos físicos da humanidade.

3 - Deuteronômio

Vede agora que eu, eu o sou, e mais

mim

;

eu mato

 

que escape da minha mão

.

, e eu faço viver;

 

nenhum deus há além de

eu firo

, e eu saro, e

ninguém há

Todas as mortes e todos os ferimentos são obra divina. Acidentes e assassinatos de toda a espécie, são resultado da “mão de Deus”. Está claro isto? Pretende questionar a palavra de seu deus?

Vemos neste versículo como Deus admite fazer os cegos e os surdos. (Os problemas visuais eDeuteronômio 32:39 Vede agora que eu, eu o sou, e mais mim ; eu mato que escape da minha mão . , e eu faço viver; nenhum deus há além de eu firo , e eu saro, e ninguém há Todas as mortes e todos os ferimentos são obra divina. Acidentes e assassinatos de toda a espécie, são resultado da “mão de Deus”. Está claro isto? Pretende questionar a palavra de seu deus? 20 " id="pdf-obj-19-49" src="pdf-obj-19-49.jpg">
4 - Samuel
4 - Samuel

14 - E o Espírito do SENHOR se retirou de Saul, e

atormentava-
atormentava-

o um espírito mau da parte do SENHOR

. 15 - Então os criados

de Saul lhe disseram: Eis que

agora o espírito mau da parte de

Deus te atormenta

;

Parece também que o Diabo não atormenta ninguém, são os espíritos maus de Deus! Incrível! Todos os possuídos são atormentados por espíritos maus de Deus. Certo?

5 - 1 Reis
5 - 1 Reis

Não viste que Acabe

perante mim se humilha
perante mim
se humilha

?

Por

isso,

porquanto se humilha perante mim, não trarei o mal enquanto

ele viver, mas nos dias de seu filho

casa .
casa
.

trarei o mal sobre a sua

Se o mal se abater sobre sua casa, é obra de Deus. Diga “graças

a Deus” para todo mal que receber em sua vida, pois tudo vem de Deus. É Ele quem o diz. Deixe de culpar o Diabo pelas obras de Deus.

Assim diz o Senhor: Eis que

trarei o mal sobre este lugar, e

sobre os seus habitantes

, a saber, todas as maldições que estão

escritas no livro que se leu perante o rei de Judá.

Eis que te ajuntarei a teus pais, e tu serás recolhido ao teu

sepulcro em paz, e os

teus olhos não verão todo o mal que hei

de

trazer sobre

este

lugar

e

sobre os

seus habitantes

.

E

voltaram com esta resposta ao rei.

Aqui não deixa dúvidas de que Deus traz o mal às pessoas, lugares e a seus lares. Ele o afirma!

7 - Jó
7 - Jó

Porque

ele faz a chaga

, e ele mesmo a liga;

ele fere
ele fere

, e as suas

mãos curam.

 

Pois

eu sei que me levarás à morte

, e à casa do ajuntamento

destinada a todos os viventes.

Então vieram ter com ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com

ele pão em sua casa; condoeram-se dele,

e o consolaram de

todo o mal que o Senhor lhe havia enviado

; e cada um deles lhe

deu uma peça de dinheiro e um pendente de ouro.

Jó nos traz mais confirmação de Deus envia o mal às pessoas.

8 - Problemas no livro de Jó

Satanás tem influência no comportamento de Deus?

Parece que sim!

Isto sim é o mais incrível de tudo! Deus manipulado como um fantoche por Satanás e confirmado por um versículo Bíblico. Engane-se com seus próprios olhos:

E disse o SENHOR a Satanás: Observaste o meu servo Jó?

Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal, e que ainda

retém a sua sinceridade,

HAVENDO-ME TU INCITADO CONTRA

ELE, PARA O CONSUMIR SEM CAUSA

.

9 Confirmação

Então vieram a ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs,

e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com ele pão

em sua casa, e se condoeram dele,

E O CONSOLARAM ACERCA

DE TODO O MAL QUE O SENHOR LHE HAVIA ENVIADO

; e cada

um deles lhe deu uma peça de dinheiro, e um pendente de ouro.

DEUS, INCITADO PELO DIABO, CAUSOU TODOS OS MALES DE JÓ!!!

Leia mais sobre o Livro de Jó >>>>>

Leia mais sobre o Livro de Jó >> >>> 10 – Isaías <a href=Isaías 45:6-7 6 - Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro . 7 - Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal ; eu sou o Senhor, que faço todas estas coisas . Bem, se até agora você pensava que o Diabo era o criador do mal, engula sem engano: Deus afirma ser o criador do mal. 11 – Jeremias Jeremias 11:11 Portanto assim diz o SENHOR: Eis que trarei mal sobre eles, de que não poderão escapar; e clamarão a mim, mas eu não os ouvirei . ( Mas que FDP! ). Jeremias 14:16 24 " id="pdf-obj-23-6" src="pdf-obj-23-6.jpg">
10 – Isaías
10 – Isaías

6 -

Para que se saiba

desde o nascente do sol, e desde o poente,

que fora de mim não há outro;

eu sou o Senhor, e não há outro

.

7 - Eu formo a luz, e crio as trevas;

eu faço a paz, e crio o mal

;

eu sou o Senhor, que faço todas estas coisas

.

Bem, se até agora você pensava que o Diabo era o criador do mal, engula sem engano: Deus afirma ser o criador do mal.

11 Jeremias

Portanto assim diz o SENHOR: Eis que

trarei mal sobre eles, de

que não poderão escapar; e clamarão a mim, mas eu não os

ouvirei

. (Mas que FDP!).

E o povo a quem eles profetizam será lançado nas ruas de

Jerusalém, por causa da fome e da espada; e não haverá quem os sepultem, tanto a eles, como as suas mulheres, e os seus

filhos e

maldade
maldade

as suas filhas; porque .

derramarei sobre eles a sua

Ora, pois, fala agora aos homens de Judá, e aos moradores de

Jerusalém, dizendo: Assim diz o SENHOR:

que estou

Eis

forjando mal contra

vós;

projeto um plano contra

e

vós

;

convertei-vos, pois, agora cada um do seu mau caminho, e melhorai os vossos caminhos e as vossas ações.

E dirás: Ouvi a palavra do SENHOR, ó reis de Judá, e moradores

de Jerusalém.

Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de

Israel: Eis que trarei um mal sobre este lugar

, e quem quer que

dele ouvir retinir-lhe-ão os ouvidos.

Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel: Eis que

trarei sobre esta cidade, e sobre todas as suas vilas, todo o mal

que pronunciei contra ela

, porquanto endureceram a sua cerviz,

para não ouvirem as minhas palavras.

Portanto o seu caminho lhes será como lugares escorregadios

na escuridão;

serão empurrados, e cairão nele; porque trarei

sobre eles mal

, no ano da sua visitação, diz o SENHOR.

Bem pode ser que ouçam, e se convertam cada um do seu mau

caminho, e eu

me arrependa do mal que intento fazer-lhes

causa da maldade das suas ações.

por

Agora, pois, melhorai os vossos caminhos e as vossas ações, e

ouvi

a

voz

do

SENHOR

vosso Deus,

e

arrepender-se-á o

SENHOR do mal que falou contra vós

.

Mataram-no, porventura, Ezequias, rei de Judá, e todo o Judá?

Antes não temeu ao SENHOR, e não implorou o favor do

SENHOR? E

o SENHOR não se arrependeu do mal que falara

contra eles

? Nós, fazemos um grande mal contra as nossas

almas.

Porque assim diz o SENHOR:

Como eu trouxe sobre este povo

todo este grande mal

, assim eu trarei sobre ele todo o bem que

lhes tenho declarado.

Por isso assim diz o SENHOR Deus dos Exércitos, o Deus de

Israel:

Eis que trarei

sobre Judá, e sobre todos os moradores de

Jerusalém,

todo o mal que falei contra eles

; pois lhes tenho

falado, e não ouviram; e clamei a eles, e não responderam.

Porventura ouvirão os da casa de Judá

fazer-lhes

;

para

que cada

qual

se

todo o mal que eu intento

converta do

seu

mau

caminho, e eu perdoe a sua maldade e o seu pecado.

E castigarei a sua iniquidade nele, e na sua descendência, e nos

seus servos; e

trarei sobre

ele

e

sobre os

moradores de

Jerusalém, e sobre os homens de Judá, todo aquele mal que

lhes tenho falado

, e não ouviram.

 

Tomou o capitão da guarda a Jeremias, e disse-lhe:

teu Deus pronunciou este mal

, contra este lugar.

O SENHOR

Se de boa mente ficardes nesta terra, então vos edificarei, e

não vos derrubarei; e vos plantarei,

e

não vos arrancarei;

porque

estou arrependido do mal que vos tenho feito

.

Assim será com todos os homens que puseram os seus rostos

para entrarem no Egito, a fim de lá habitarem: morrerão à

espada, e de fome, e de peste; e deles

não haverá quem reste

e escape do mal que eu farei vir sobre eles

.

Assim diz o SENHOR dos Exércitos, Deus de Israel: Vós

vistes
vistes

todo o mal que fiz vir sobre Jerusalém

, e sobre todas as cidades

de Judá; e eis que elas são hoje uma desolação, e ninguém habita nelas;

E procuras tu grandezas para ti mesmo? Não as procures;

porque eis que

trarei mal sobre toda a carne

, diz o SENHOR;

porém te darei a tua alma por despojo, em todos os lugares para onde fores.

"Maldito o

que faz

com negligência o trabalho do Senhor!

Maldito aquele que impede a sua espada de derramar sangue!

E farei que Elão tema diante de seus inimigos e diante dos que

procuram a sua morte; e

farei vir sobre eles o mal

, o furor da

minha ira, diz o SENHOR; e enviarei após eles a espada, até que venha a consumi-los.

E dirás: Assim será afundada babilônia, e não se levantará,

por
por

causa do mal que eu hei de trazer sobre ela

; e eles se cansarão.

Até aqui são as palavras de Jeremias.

Parece que a Deus lhe dá mais prazer demonstrar seu poder fazendo mal, do que fazendo o bem.

12 Lamentações

bem Porventura ?
bem
Porventura
?

da boca do Altíssimo não sai tanto o mal como o

13 – Ezequiel
13 – Ezequiel
Ezequiel 6:10
Ezequiel 6:10

E saberão que eu sou o Senhor, que

não ameacei em vão trazer

a fim de saberem eles que eu sou Jeová pelo fogo todos os que abrem a
a fim de saberem eles que eu sou Jeová
pelo fogo todos os que abrem a madre, para que eu os fizesse
haviam de
dei-lhes também eu estatutos que não eram
-
e
os
26
viver;
.
, porquanto faziam passar
desolados,
25 - Ainda mais,
Ezequiel 20:25-26
, juízos
não
pelos
quais
bons
contaminei nos seus próprios dons
.
esta desgraça sobre eles

14 Miqueias

Portanto, assim diz o SENHOR:

Eis que projeto um mal contra

esta família
esta família

, do qual não tirareis os vossos pescoços, e não

andareis tão altivos, porque o tempo será mau.

15 - Amós
15 - Amós

Quando a trombeta toca na cidade, o povo não treme?

Ocorre

alguma desgraça

na cidade,

sem que

o

SENHOR a tenha

mandado

?

16 - Conclusão

Este versículo do livro de Amós ilustra melhor esta situação: o versículo esclarece de forma contundente que todos os males que caem sobre a cidade são originados em Deus. Mais simples

impossível amigo crente: todo mal que acontece, Deus o fez. Como vimos nos versículos anteriores, Deus é o criador direto do mal em numerosas ocasiões. Afirmar o contrário equivaleria a negar ou contradizer as palavras expressas claramente na própria bíblia e pela suposta boca do próprio Deus em muitas ocasiões.

Então querido fanático religioso, segundo a sua Bíblia é esse personagem (seu amigo imaginário - DEUS) quem cria e controla absolutamente todo o mal que se produz no Universo, pois é seu queridíssimo livro (esse mesmo que você vive defendendo sem jamais ter lido a fundo) que afirma que é esse personagem fictício (Yahvé) quem culpa aos homens por algo que ele mesmo criou e controla (veja você mesmo se não é assim como, segundo sua própria Bíblia, este amigo imaginário sem ética nenhuma, manipula o Faraó em Êxodo 7:13-22. 8:19. 9:12-35, 10:20-27 e

Percebeu

claramente

a

desonestidade

do

seu

amigo

imaginário?

Da próxima vez em que queira afirmar algo se baseando em argumentos circulares (veja imagem abaixo para entender o que é um argumento circular), preste muita atenção ao que diz, para que isto não seja refutado pela mesma ferramenta que escolheu para chegar a esses argumentos: sua bíblia. Um livro onde seu personagem principal (esse seu amigo imaginário):

1º - Cria o mal.

 

2º - Faz seus personagens “eleitos” caírem nele.

-

Para

depois culpá-los e amaldiçoá-los por tê-lo

praticado.

A invenção de desculpas idiotas é a única alternativa possível ao cristão, para tentar justificar sua

A invenção de desculpas idiotas é a única alternativa possível ao cristão, para tentar justificar sua ilusão e sua crendice nas bobagens da Bíblia.

A invenção de desculpas idiotas é a única alternativa possível ao cristão, para tentar justificar sua

3 Deus cria as doenças só para mostrar seu poder

3 – Deus cria as doenças só para mostrar seu poder Já estamos cansados de saber

Já estamos cansados de saber que Deus foi o criador do mal e também que ele mesmo cometeu com suas próprias mãos inumeráveis matanças, carnificinas e assassinatos; mas aqui vamos aprofundar uma história contada no evangelho de João e que nos mostra que Deus criou as enfermidades apenas para demonstrar seu poder ao curá-las (o que quase nunca consegue). Praticamente todos os crentes conhecem a famosa história do

“cego curado por Jesus”; também veremos outras incoerências

desta história.

Vejamos os versículos que a descrevem:

  • 1 - E, passando Jesus, viu um homem

cego de nascença

. 2

E

-

os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi,

quem pecou

,

este ou seus pais, para que nascesse cego? 3

-

Jesus

respondeu:

Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para

que se manifestem nele as obras de Deus

. 4 - Convém que eu

faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. 5 - Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo. 6 - Tendo dito isto, cuspiu na terra,

e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. 7 - E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo. 8 - Então os vizinhos, e aqueles que dantes tinham visto que era cego, diziam: Não é este aquele que estava assentado e mendigava?

  • 9 - Uns diziam: É este. E outros: Parece-se com ele. Ele dizia:

Sou eu. 10 - Diziam-lhe, pois: Como se te abriram os olhos? 11 - Ele respondeu, e disse: O homem, chamado Jesus, fez lodo, e

untou-me os olhos, e disse-me: Vai ao tanque de Siloé, e lava- te. Então fui, e lavei-me, e vi. 12 - Disseram-lhe, pois: Onde está ele? Respondeu: Não sei.

Esta história coloca em sérias dúvidas a bondade de Deus e de Jesus na mente de qualquer um que pare um pouco para pensar. A história é simples. Jesus encontra um cego de nascença e claro, como qualquer outro enfermo que lhe cruzava o caminho, o cura. O diferente nesta anedota são as palavras com que Jesus nos brinda para explicar a origem da enfermidade (neste caso em particular, a cegueira). Um de seus discípulos pergunta a Jesus sobre a origem da enfermidade do pobre homem e ele responde:

Nem ele pecou

nem seus pais;

mas

foi assim

para

que

se

manifestem nele as obras de Deus.”!

Em outras palavras, Deus

enviou a enfermidade a este homem desde que nasceu para que anos mais tarde, depois de imensos sofrimentos, aparecesse o maravilhoso Jesus e demonstrasse a todos o grande poder de seu pai e dele mesmo. Quem, em seu juízo perfeito, NÃO consegue ver apenas VAIDADE e EGOÍSMO nesta ação? Deus em um ato de presunção e de falta de sensibilidade, condenou esta pessoa a sofrer desde seu nascimento só para depois poder demostrar seu poder e impressionar as pessoas!

Há duas maneiras de interpretar esta anedota: talvez Jesus só estivesse explicando a origem da enfermidade deste homem em particular, mas se lermos a história com atenção, nos daremos conta que nada leva a insinuar isso; pelo contrário, parece mais que Deus criou as enfermidades e doenças para (em alguns poucos casos) demonstrar seu grande poder curando-as. É

provável que o crente cristão desatento e cego pela sua “fé”,

sempre tenha visto esta anedota como um exemplo do grande amor e poder de cura de Jesus, quando na realidade é só um ato

egoísmo e vaidade extraordinário. E com certeza também pensará que o pobre cego devia estar agradecido a Jesus por devolver-lhe a visão, quando na realidade deveria estar ofendido por lhe ter tirado a visão em primeiro lugar, só para poder se exibir no futuro com seus companheiros.

Esta história apenas complementa e confirma o que já sabíamos:

que Deus é o criador do mal; só que agora sabemos e confirmamos que muitas vezes este mal é criado só para

demonstrar que ele pode curá-las. Seria como o bombeiro que queima uma cidade para só apagar com sua mangueira o fogo de um par de casas e dizer que é magnânimo e boa pessoa. Em todo caso, os enfermos que se curam pelo poder de Deus são prova de

seu poder e de seu infinito amor…

MAS E OS QUE NÃO SE CURAM?

É prova de que?

De que Deus não é todo-poderoso e não é Amor?

Esta historieta não apenas nos demonstra a vaidade, pedantismo, crueldade e egoísmo de Deus; mas também nos faz analisar outras coisas não menos interessantes. Algo que é sumamente curioso é o fato de que Jesus, para curar o pobre cego utilizou saliva e terra para untar os olhos do cego com esta mescla. Por que se Jesus é todo-poderoso, necessitou fazer essa manobra? Recordemos que em outra ocasião curou uma mulher apenas com o toque no manto. Por que Jesus teve que atuar como um curandeiro primitivo quando só com sua vontade poderia tê-lo curado? Recordemos também o caso da escrava do Centurião. Como Jesus mede quando deve usar estes elementos mundanos e quando utilizar seu grande poder?

Recordemos também que Jesus em seus três anos de milagres e curas, devolveu a visão em quatro oportunidades. São as seguintes:

Os dois cegos de Cafarnaum (Mateus 9:27-31).

Bartimeu, um ou dois cegos, de Jericó.

(Mateus 20:29-34 - E eis que

dois cegos, assentados junto do

caminho

,

Então Jesus, movido de íntima compaixão,

tocou-

lhes nos olhos

, e logo viram; Marcos 10:46-52 - E, saindo ele

de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão,

Bartimeu,
Bartimeu,

o cego, filho de Timeu

, estava assentado junto do caminho,

 

E Jesus lhe disse: Vai, a

tua fé te salvou

. Lucas.

E aconteceu que chegando ele perto

de Jericó,

estava

um cego assentado junto do caminho

, mendigando

...

E

Jesus lhe disse: Vê; a

tua fé te salvou

.).

O de Betsaida

(Marcos 8:22-26 - E chegou a Betsaida; e trouxeram-lhe um

cego, e rogaram-lhe que o

tocasse. ...

e,

cuspindo-lhe nos

  • , e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma

coisa. Depois disto, tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e fez olhar para cima: e ele ficou restaurado, e viu cada homem

claramente.).

O de nascimento (João 9:1-41): Jesus o curou

esfregando barro feito com sua

própria saliva

, nos olhos do cego.

Lendo as referências Bíblicas destes quatro milagres, em todos Jesus necessita pelo menos tocar nos olhos para poder curá-los e em dois dos casos utiliza a saliva para completar sua cura. Inclusive em Marcos 8:22-26 necessita cuspir diretamente nos olhos para curá-lo:

Marcos 8:22-26

22 - E chegou a Betsaida; e trouxeram-lhe um cego, e rogaram- lhe que o tocasse. 23 - E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa. 24 - E, levantando ele os olhos, disse: Vejo os homens; pois os vejo como árvores que andam. 25 - Depois disto, tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e fez olhar para cima: e ele ficou restaurado, e viu cada homem claramente. 26 - E mandou-o para sua casa, dizendo: Nem entres na aldeia, nem o digas a ninguém na aldeia.

Se Jesus é todo-poderoso, por que necessita tocar ou cuspir nos olhos dos enfermos para curá-los?

 

O curioso de tudo isto é que já no século VI antes de Cristo existia

uma pessoa que segundo a mitologia já curava cegos com a saliva

e inclusive levantava os mortos. A mitologia grega conta como Asclépio (Esculápio para os Romanos) não só recuperou o enfermo moribundo usando "sua boa mão", mas também fez um morto reviver. Costumava colocar saliva nos olhos dos cegos para curá- los, já que acreditava que a saliva tinha propriedades curativas para este tipo de enfermidade.

A quem isso lhe recorda?

Se Jesus é todo-poderoso, por que necessita tocar ou cuspir nos olhos dos enfermos para curá-los?Asclépio (Esculápio para os Romanos) não só recuperou o enfermo moribundo usando "sua boa mão", mas também fez um morto reviver. Costumava colocar saliva nos olhos dos cegos para curá- los, já que acreditava que a saliva tinha propriedades curativas para este tipo de enfermidade. A quem isso lhe recorda? 37 " id="pdf-obj-36-18" src="pdf-obj-36-18.jpg">

4 - O Diabo, outra invenção.

4 - O Diabo, outra invenção. A manipulação das traduções bíblicas Apesar da crença judaico-cristão-muçulmana, a

A manipulação das traduções bíblicas

Apesar da crença judaico-cristão-muçulmana, a figura literária do diabo é tão só um erro de tradução proposital com a intenção de desassociar o deus bíblico dos atos criminosos que comete nas narrações do velho Testamento ou na Bíblia judaica, Tanak. O cristianismo usou dita figura como adversário de Cristo e como uma figura maligna a quem culpar por todos os males, os quais

ele não consegue resolver porque, obviamente, é outra figura imaginária. Seguindo uma evolução literária sobre tal personagem, o cristianismo adaptou-o a todos os deuses “pagãos” contra os quais combatia durante os primeiros séculos, utilizando para eles a mesma denominação. Graças ao poder conseguido e a séculos de conquistas, o judeu-cristianismo fez crer que existe e está presente em tudo, o que contraria frontalmente seus dogmas e fábulas.

No Antigo Testamento, não existe a figura do demônio, Satã é tão só outra palavra hebraica que define um anjo enviado por Deus com o qual mantém conversações (veja

no livro de Jó) e o envia para provar a fé dos personagens

bíblicos (

esquecendo a sua onisciência

).

No Novo Testamento, os autores utilizaram essa palavra para desviar a atenção do leitor crente e assim criar um inimigo e causador de todo mal, quando em realidade, se lermos com atenção a bíblia, o culpado é o próprio Yahvé

(Jeová/Deus).

1 - A criação judaico-cristã do diabo

O cristianismo transformou palavras mal traduzidas do Antigo Testamento (Tanak) intencionalmente, como se fossem nomes, para criar a figura que apareceria no Novo Testamento como um ser independente e maligno contrário a Deus.

2 - Satanás ou Satã

O nome “Satanás” na realidade provém da palavra aramaica

shatán (אנטש) que significa acusador, inimigo, adversário. É apenas a latinização dessa palavra que NUNCA FOI NOME DE NINGUÉM. Nos textos do Tanak (Antigo Testamento) se emprega com essa intenção. Os gregos a traduziram do hebreu ha-shatán, mencionada no Tanak como um espião errante do deus hebreu, que rondava sobre a terra para mostrar a deus tudo o que a humanidade fazia, para que depois pudesse julgá-la por seus atos.

(

Como se ele não soubesse com a sua onisciência e já não tivesse

planejado tudo o que ela faria até o fim dos tempos!

).

No Livro de Jó (Iyov), ha-satan é um título, não um nome próprio, de um anjo governado por Deus; ele é o chefe perseguidor da corte divina. No judaísmo ha-satan não faz mal, ele indica a Deus as más inclinações e ações da humanidade. Em essência, ha-satan não tem poder até que os humanos façam coisas más. Depois que Deus ressalta a bondade de Jó, ha-satan pede autorização para prová-la (Deus não é onisciente?). O homem justo é afligido com a perda de sua família, propriedades e mais tarde, de sua saúde, mas ele continua fiel a Deus. Como conclusão deste livro insano, Deus aparece como um torvelinho, explicando aos presentes que

a justiça divina é inescrutável (

ele pode fazer o mal que desejar

sem razão alguma, mas devemos chamar isso de justiça divina!

).

No final, as posses de Jó são restauradas e ele recebe uma segunda família para “substituir” a que morreu e que ele amava tanto. (Deus deve ter apagado de sua memória, o amor por sua família anterior, caso contrário estaria condenado POR DEUS a sofrer por sua perda a vida toda).

não traduzir tal palavra, mas emprega-la como se o “anjo

acusador” fosse um diabo inimigo do deus hebreu (tudo ao

contrário do significado real e da descrição dada pelos autores do Antigo Testamento hebreu).

Em diversos versículos se usou o termo satã para designar

adversários humanos, por exemplo, Davi (1 Sm 29:4); enquanto no âmbito celestial o conceito foi usado como um anjo de Deus enviado para obstruir o caminho do profeta Balaão, contratado por Moabe para lançar uma maldição sobre Israel, sendo, pois, um mero “adversário” (Nm 22:22), não um “demônio”. O termo satã, em histórias como a de Zorobabel, desempenhou um papel de acusador em julgamentos diante de Deus (Zac 3:1), um papel que igualmente desempenha o anjo-satã que aparece na história de Jó, atuando como um simples fiscal que acusa e pede provas

(castigos)

E também incita Deus a provar seus fiéis (o que é

... muito suspeito). No livro de Números se chama shatán (no sentido

de “adversário”, “oponente”), ao anjo-mensageiro que Yahveh envia para impedir que Balaão amaldiçoe o povo de Israel. (Num 22:22-32). O termo shatán também entra na vida jurídica israelita, onde alcança o sentido de “acusador diante do tribunal” (Salmos 109:6) (Zacarias 3:1) e o termo shitna, derivado da mesma raiz, é a “acusação”.

Somente no Novo Testamento, os autores decidem lhe outorgar o papel de inimigo de Deus, numa tentativa de confundir o leitor fazendo-o pensar que é um anjo inimigo desse Deus/Cristo, e que este decide lhe tentar e lhe provocar (Marcos 1:12-13) (Mateus 4:1-11) (Lucas 4:1-13) ou que é um anjo que possui corpos que mais tarde Jesus espanta realizando exorcismos (Marcos 3:22-27) (Mateus 12:22-30) (Lucas 11:14-23).

O Diabo é um erro proposital de tradução para inventar um personagem, logo todos os exorcismos de Jesus e dos religiosos SÃO 100% FALSOS. Não passam de fraudes descaradas. Jesus acaba fazendo coisas sem sentido, baseadas em erros de tradução.

Na língua árabe se chama shaytán, que também significa serpente

(de esta forma conseguiram associá-lo à serpente do Gênesis que tenta Adão e Eva com o fruto proibido. Algo que não figura no livro

do Gênesis, onde a serpente é denominada apenas como a “a criatura mais astuta e inteligente da criação”).

3 - Belial (Belhor, Baalial, Beliar, Beliall, Beliel).

Esta é outra má tradução planejada para desviar a atenção do crente. O nome Belial é derivado do hebraico bliya’al (bel-e-yah- al), que se compõe de bliy (bel-ee’), que significa “corrupção(Isaías 38:17) e da palavra ya`al (yaw-al’) que significa “proveito” (beneficio, ganho, vantagem, lucro, etc.) (Isaias 30:5; Jó 21:15; Jer 7:8).

Esta figura literária foi utilizada para definir um personagem com o qual confrontar nas narrações. Os estudiosos o traduzem como senhor da arrogância” ou “senhor do orgulho” (Baal ial) o “o de lucros corruptos”. No judaísmo os homens “ímpios” são considerados os filhos de Belial. Nos primeiros séculos do cristianismo e durante a Idade Média, o termo Belial foi empregado erroneamente como sinônimo de Satã/Diabo.

4 - Diabo
4 - Diabo

Este nome se origina também da interpretação que se deu em grego aos textos bíblicos. Nestes textos se escreveu a palavra diabos, que significa o mesmo que a palavra shatán em hebraico: adversário” e “inimigo(Macabeus 1:36 - (36) Serviram de cilada para o templo, e um inimigo constantemente incitado contra o povo de Israel,) ou “acusador”, “caluniador(Jó 1:8-12). Nos textos gregos “diabo” provém do verbo grego διαβάλλωηΞ (diabál•ló) que significa, como shatán (hebraico), “caluniar, falsear, mentir”, etc. Nas traduções do Antigo Testamento do século III (Época do imperador Constantino, quem legalizou o cristianismo, fato que facilitou a sua oficialização como principal religião do império romano em 380), os escribas judaico- cristãos mudaram a palavra hebreia shatán por diabos.

O cristianismo (seus sacerdotes e escribas) transformou tanto shatán como diabos (simples palavras com um mesmo significado) para criar a figura do demônio. Assim desviaram a culpa de seu deus bíblico para uma figura totalmente nova: um anjo que, em vez de ser enviado diretamente por seu deus para testar a fidelidade (Deus não é onisciente?) de seus personagens literários, causando-lhes dano e tentações sem necessidade alguma (como o próprio Deus confessa em Jó), é considerado como um anjo independente de seu criador (Yahvé) e que atua por vontade própria e contrária ao próprio Deus.

5 - Demônio
5 - Demônio

“Demônio” é tão só um sinônimo judaico-cristão para referir-se ao “Diabo”. Já que em muitas culturas anteriores à judaico-cristã se criaram inumeráveis mitos sobre demônios. Segundo a mitologia grega, os demônios eram seres humanos utilizados pelos deuses

gregos para levar as más notícias ao povo. Daí vem à associação

de “mensageiros do mal”.

Os cristãos latinizaram a palavra “diabo” para dar como resultado a criação de “demônio”. Mesclando a concepção grega dos

demônios, o judaico-cristianismo criou a ideia de seres malignos que ajudavam seu chefe principal, que era, obviamente, Satã; um

suposto anjo caído que desafiou Deus para converter-se em seu rival. (Totalmente ao contrário da realidade bíblica, de um personagem enviado realmente pelo Deus literário hebreu).

6 - Mamom
6 - Mamom

Na idade média se atribuiu a palavra Mamom a um dos nomes adotados por Satã. Mamom vem na realidade da palavra hebraica Matmon (ןוממ. Dinheiro ou tesouro). Também provém do aramaico mammon (verbo “confiar” ou um significado da palavra “confiado”) e do fenício mommon (“beneficio” ou “utilidade”).

No Novo Testamento, escrito em grego, a palavra que a igreja utilizou para Mamom, é μαμωνας (mamonas), que pode ser vista no Sermão da montanha (durante o discurso sobre a ostentação) e na parábola do administrador injusto (Lucas 16:9-16) com o mesmo significado que em hebraico.

Os cristãos desviaram o significado, como fizeram com shatán e diabo, usando-a como nome próprio. Dessa forma criaram outro dos nomes atribuídos a Satã devido ao fato de que as riquezas, os benefícios e as abundâncias eram considerados por Jesus como algo desonesto e causador de um dos males; a avareza (Lucas 16:13, e Mateus 6:24). Mamom passou a ser mais um nome

próprio do diabo em vez do que realmente é; apenas outra palavra não traduzida corretamente pelos escribas gregos e latinos.

Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.

7 - Azazel
7 - Azazel

Esta é outra das transliterações que fizeram de palavras hebraicas

convertidas em nomes próprios. Sua origem é hebraica e significa “bode emissário”, ou bode expiatório, aparece em Levítico 16:8- 10, e que não volta a ser mencionada em nenhuma outra parte da Bíblia hebraica. “Azazel” é uma transliteração direta do

hebraico.

Desse contexto literário surgiu a imagem popular do demônio com forma de cabra. O cristianismo converteu esta palavra hebraica durante a tradução ao grego da Septuaginta, convertendo a ideia

real (anjos enviados por deus) na imagem cristã de anjos caídos

ou independentes do “reino celestial”. Mais uma farsa cristã.

O judaico-cristianismo também usou deuses “pagãos” para apoiar a criação do demônio no Novo Testamento.

8 - Belzebú
8 - Belzebú

Esta palavra deriva de Baal Zebub (El Señor de las Moscas) ou mais propriamente Ba‘al Z’vûv, (en hebreo לעב בובז, com muitas pequenas variações), que era o nome de uma divindade filisteia, Baal Sebaoth (Deus dos exércitos) em hebraico.

O ódio do povo hebraico (Yahvista e Elohista) contra os filisteus era notável. Na Bíblia os Baales são descritos como inimigos do

povo hebreu por “fazer mal diante dos olhos de Yahvé” (Jehova/Deus). Algo ridículo, já que isso de “fazer mal” para o

deus literário hebreu, tratava-se simplesmente dos sacrifícios para o deus filisteu Ba´al, em vez de fazerem para ele.

Apenas intolerância religiosa dos hebreus. Ba´al (לעב) era um deus procedente dos povos mesopotâmicos (Ásia menor). Proveniente do significado semítico cananeu Ba ʕ al [baʕal], que significa “senhor”. Os hebreus compuseram um insulto mesclando esse significado com o desprezo contra seus rituais.

O nome Beelzebub foi usado pelos hebreus como uma forma de zombaria contra os adoradores de Baal, devido ao fato de que em seus templos, a carne dos sacrifícios era deixada para apodrecer, razão pela qual esses lugares estavam sempre infestados de moscas.

Como tudo no judaico-cristianismo, se adaptou esta palavra para usá-la no Novo Testamento como nome próprio. Neste caso, um dos nomes que o cristianismo atribui ao Satã inventado.

9 - Lúcifer ou Luzbel

Este nome provém do latim, lux

(luz) e ferre (levar): “portador de luz”. É uma adaptação de outro

deus da mitologia romana, o equivalente grego de Fósforo ou

Eósforo (Έωσφόρος) “o portador da Aurora”.

O ódio do povo hebraico (Yahvista e Elohista) contra os filisteus era notável. Na Bíblia os

Assim como Belzebú, o cristianismo transformou outro deus pagão (Eósforo) em outro nome para denominar o diabo/demônio/Satã:

Eósforo era associado à Vênus ou à estrela Sirius (mitologia Egípcia) conhecida também como “a estrela da manhã”. Nos textos bíblicos Lúcifer ainda tem como significado esta frase (2 Pedro 1:19) e não o Lúcifer demoníaco que mais tarde criariam.

Assim demos ainda maior crédito à palavra dos profetas, à qual fazeis bem em atender, como a uma lâmpada que brilha em um lugar tenebroso até que desponte o dia e a estrela da manhã se levante em vossos corações.

Os primeiros cristãos denominavam inclusive o próprio Jesus como “o portador da luz” (Rito Romano liturgia Exultet, cântico de louvor ao círio pascal).

Flammas eius lúcifer matutínus invéniat:

Que a Estrela da Manhã que nunca se põe

Cristo, que Estrela da Manhã,

ille, inquam, lúcifer, qui nescit occásum. Christus Fílius tuus,

encontrar essa chama ainda queimando:

qui, regréssus ab ínferis, humáno géneri serénus illúxit,

que voltou dos mortos, e derramou a sua luz pacífica

et vivit et regnat in sæcula sæculórum.

em toda a humanidade, vosso Filho, que vive e reina pelos séculos dos séculos.

Na tradução para o latim (Vulgata) da Bíblia grega (Septuaginta), Eusébio Hierônimo de Estridão ou Jerônimo de Estridão (Estridão, Dalmácia, c. 340 Belém, 30 de Setembro de 420), mais conhecido pelos cristãos como “São Jerônimo”, o traduziu como “lúcifer” se referindo a um Salmo que diz como o rei da Babilônia retém o povo israelita dentro da cidade (Isaías 14:12), o qual é

representado como a “estrela da manhã” e que está associado com o destino a cair do céu.

representado como a “estrela da manhã” e que está associado com o destino a cair dodivindade suprema babilônica era representada como um símbolo brilhante com asas de bronze (Emblema do Anzu, Imdugud - acima) que refletia a luz e por isso era considerado como “O portador da luz”. Na vulgata Jerônimo traduziu do hebraico “ לליה ןב – שׁחר ” (estrela da manhã, filho da manhã) como “ lucifer qui mane oriebaris ”:  “Quomodo cecidisti de coelo, Lucifer qui mane oriebaris…?”  Como caíste do céu, portador da luz, tu que nascias pela manhã…? 48 " id="pdf-obj-47-6" src="pdf-obj-47-6.jpg">

A divindade suprema babilônica era representada como um símbolo brilhante com asas de bronze (Emblema do Anzu, Imdugud - acima) que refletia a luz e por isso era considerado

como “O portador da luz”. Na vulgata Jerônimo traduziu do hebraico “לליה ןב שׁחר” (estrela da manhã, filho da manhã) como “lucifer qui mane oriebaris”:

“Quomodo

cecidisti

de

coelo,

Lucifer

qui

mane

oriebaris…?”

Como caíste do céu, portador da luz, tu que nascias pela

manhã…?

No século VII, não era considerado ainda como um ente independente (Satã), e mais, nos textos desse século se pode ver

como a palavra “lucifer” se refere na realidade ao brilhante Vênus

(como sexto dia da semana, dedicado a: Vênus=Sexta).

“… Sextum (diem)

a

veneris

stella,

quae Luciferum

appellaverumt, quae inter omnes stellas plurimum lucis

habet”

Isidoro de Sevilla (Orígenes 5)

 

Teve que chegar o século VIII para que o cristianismo decidisse interpretar erroneamente (devido à sua superstição e à criação da demonologia cristã, durante a perseguição aos “pagãos” e

“hereges”) esses textos, mesclando-os com a ideia de que o deus babilônico e muitos textos de inimigos dos personagens bíblicos

eram na realidade “o demônio/diabo”.

10 - Concluindo

O demônio/diabo é pura invenção cristã devido a uma má tradução da escritura hebraica.

  • 1. Os principais nomes dos textos bíblicos atribuídos ao Diabo, NÃO SÃO NOMES PRÓPRIOS, mas simples palavras (adjetivos).

  • 2. O judaísmo não tinha ideia ou conceito de diabo no Tanak (Antigo Testamento).

  • 3. O cristianismo adaptou a ideia e o conceito grego dos anjos e demônios, como seus, ao interpretar a Bíblia de uma forma totalmente diferente do contexto.

  • 4. Todos os nomes do demônio/diabo provêm tanto de palavras hebraicas mal interpretadas como de nomes de

deuses “pagãos” aos quais o cristianismo demonizou,

convertendo-os assim em inimigos do cristianismo. (Outro exemplo seria a imagem e associação do diabo com o tridente, extraída do deus grego Poseidon e este do deus hindu Shiva plágio de plágio de plágio). 5. Não existe o demônio/diabo, é tão absurdo crer nele, como no Deus/Yahvé.

11 - Nota
11 - Nota

Existem muitos outros nomes além destes, mas estes são os

principais e dos quais se origina o conceito de diabo ou demônio judaico-cristão. Se desejar conhecer o resto dos nomes que se

atribuíram a essa invenção chamada “diabo”:

Se

desejar conhecer de

onde

vem

o

conceito e

a

origem de

 

qualquer

desses

nomes

precisas

de

um

“dicionário

etimológico”.

 
 

12 Conclusão

 
 

O que

sobra de

real

na religião

dos

judeus, cristãos e

muçulmanos? NADA!

Tanto a ideia do deus hebreu como a do diabo, são

composições literárias, fábulas e nada mais. É ridícula tanto uma como a outra, o crente é simplesmente trollado.

5 - As maldições do Deus bom

5 - As maldições do Deus bom Como já sabemos, o Diabo foi inventado através da

Como já sabemos, o Diabo foi inventado através da distorção dos textos bíblicos com o único objetivo de camuflar a maldade e os crimes do deus maquiavélico do Velho Testamento. Não existe diabo ou adversário, é o próprio deus o causador de todos os males, ele mesmo deixa isso bem claro no texto bíblico. O deus

bíblico, esse nosso conhecido personagem literário cristão, carregado de amor, paz, misericórdia, respeito, justiça, verdade, etc., apesar de possuir todas essas virtudes e qualidades, não perde tempo para amaldiçoar todo mundo, até a ele próprio, seus profetas e sua igreja. Deus É o maior BOCA-SUJA da bíblia. Um deus que amaldiçoa a própria criação é tão babaca como alguém que chuta o próprio saco ou como o cão que tenta pegar o próprio rabo. Nem vamos citar o fato de que nenhuma “maldição divina” se cumpriu sem ajuda dos fanáticos religiosos, que nunca hesitaram em matar o semelhante para esquentar as falas de seus amigos imaginários e satisfazer seus desejos escusos!

Maldito
Maldito

aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as

cumprindo. E todo o povo dirá: Amém.

Sirvam-te povos, E nações te reverenciem: Sê senhor de teus

irmãos, E te reverenciem os filhos de tua mãe.

Malditos
Malditos

sejam

aqueles que te maldisserem, E benditos sejam aqueles que te

bendisserem.

Abençoarei os que te abençoarem, e

amaldiçoarei
amaldiçoarei

aquele que te

amaldiçoar; por meio de ti serão benditas todas as famílias da

terra.

E dominará um de Jacó, e

matará
matará

os que restam das cidades.

1 - Contra todas as mulheres

E à mulher disse:

multiplicarei grandemente a tua dor

, e a tua

conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para

o teu marido, e ele te dominará.

  • 2 - Aos que escutam suas esposas em vez do deus bíblico

E a Adão disse:

Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher

,

e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás

dela,

maldita é a terra

por causa de ti; com dor comerás dela

todos os dias da tua vida.

  • 3 - A todos os homens

Então disse o SENHOR:

não contenderá o meu espírito para

sempre com o homem

; porque ele também é carne; porém os

seus dias serão cento e vinte anos.

Alterações do mesmo versículo em outras bíblias

Então disse o Senhor:

O meu Espírito não permanecerá para

sempre no homem

, porquanto ele é carne, mas os seus dias

serão cento e vinte anos.

 

Então disse o Senhor: “

Por causa da perversidade do homem,

 

meu Espírito não contenderá com ele para sempre

; e ele só

viverá cento e vinte anos”.

 

Então disse Jeová:

O

meu

espírito

não permanecerá para

 

sempre no homem

; por causa do seu errar é ele carne; portanto

os seus dias serão cento e vinte anos.

 

O senhor então disse:

"

Meu espírito não permanecerá para

 

sempre no homem

, porque todo ele é carne, e a duração de sua

vida será de cento e vinte anos."

 

4 - Aos que maldizem a tribo (supostos descendentes) de Abraão

Abençoarei aqueles que te abençoarem, e

amaldiçoarei
amaldiçoarei

aqueles

que te amaldiçoarem; todas as famílias da terra serão benditas em ti."

5

-

Aos

que

não guardam

o

pacto

eterno de

Deus

(circuncisão)

 

Eis o

pacto

que faço entre mim e vós, e teus descendentes, e

que

tereis

de

guardar:

 

Todo

homem,

entre

vós, será

circuncidado. Gênesis 17:14 - O varão incircunciso, do qual não

se tenha cortado a carne do prepúcio,

será exterminado

de seu

povo por ter violado minha aliança."

  • 6 - Aos praticantes de “sodomia”

Porque

<a href=Gênesis 19:13 Porque vamos destruir este lugar, visto que o clamor que se eleva dos seus habitantes é enorme diante do Senhor, o qual nos enviou para exterminá-los . Gênesis 19:24-25 O senhor fez então cair cidades sobre Sodoma e Gomorra uma chuva de enxofre e de fogo, vinda do senhor , do céu. E destruiu essas e toda a planície, assim como todos os habitantes das cidades e a vegetação do solo. " id="pdf-obj-54-22" src="pdf-obj-54-22.jpg">

vamos destruir este lugar, visto que o clamor que se

eleva dos seus habitantes é enorme diante do Senhor, o qual

nos enviou para

exterminá-los .
exterminá-los
.

O senhor fez então cair

 
 

cidades

 

sobre Sodoma e Gomorra uma

chuva
chuva

de enxofre e de fogo, vinda do senhor, do céu.

E destruiu essas

e toda a planície, assim como todos os habitantes das

cidades e a vegetação do solo.

  • 7 - Aos filhos nascidos de relações incestuosas

36 - E conceberam as duas filhas de Ló de seu pai. 37 - E a primogênita deu à luz um filho, e chamou-lhe Moabe; este é o pai dos moabitas até ao dia de hoje. 38 - E a menor também deu à luz um filho, e chamou-lhe Ben-Ami; este é o pai dos

amonitas até o dia de hoje.

  • 8 - Aos que se negam a ser escravos do povo hebreu e a

adorar

o

deus bíblico

e

que

mitologia Abrâmica

maldizem aos crentes da

Sirvam-te povos, e nações se encurvem a ti; sê senhor de teus

irmãos, e os filhos da tua mãe se encurvem a ti;

sejam malditos

os

que

te

amaldiçoarem,

e

benditos

sejam

os

que

te

abençoarem.

 

9 - Aos assassinos

Mas se alguém tiver planejado matar outro deliberadamente,

tire-o até mesmo do meu altar e

mate-o .
mate-o
.
  • 10 - Aos filhos que agridem seus pais

Quem agredir o

executado .
executado
.

próprio

pai ou

a própria mãe

que ser terá
que ser
terá
  • 11 - Assim como os que simplesmente maldizem seus pais

Quem amaldiçoar seu pai ou sua mãe

terá que ser executado

.

Mas Deus pode amaldiçoar e matar à vontade e ainda exigir adoração por seus crimes. O mais espantoso é que existem adoradores deste criminoso sádico.

  • 12 - Aos ladrões e mercadores de pessoas

Aquele que

furtar um homem

e o vender , ou mesmo se este será morto .

e o vender, ou mesmo se este

será morto .
será morto
.

, for achado no seu poder, certamente

Aqui se trata de roubar uma pessoa e vendê-la como escravo, pois Deus não via problema algum em tratar as pessoas como mercadorias.

Quando se achar alguém que tiver furtado um dentre os seus

irmãos, dos filhos de Israel, e escravizá-lo, ou vendê-lo,

ladrão morrerá

, e tirarás o mal do meio de ti.

esse
esse

13 - Aos que provocam um aborto acidentalmente.

22 - Se alguns homens pelejarem, e um ferir uma mulher grávida, e for causa de que aborte, porém não havendo outro dano, certamente será multado, conforme o que lhe impuser o

marido da mulher, e julgarem os juízes. 23 - Mas

morte, então darás vida por vida

,

se houver

14

-

Aos

que

não previnem ataques de

seus animais

perigosos

 

Mas

se

o

boi dantes

era escorneador, e

o

seu dono

foi

conhecedor disso, e

não

o guardou,

matando homem ou

mulher,

o boi será apedrejado

, e também o

seu dono morrerá

.

Nota: O deus bíblico teria evitado isso se não tivesse criado animais perigosos. E que culpa tem o pobre boi? Esse deus é realmente doente!

15 - Aos envolvidos com “bruxaria”

A feiticeira

não deixarás viver.

A bruxaria não existe, existe gente burra e supersticiosa e os que se aproveitam desses trouxas. O que hoje em dia conhecemos como sacerdotes, pastores, padres, etc., tem suas raízes no papel que desempenhava o patriarca do clã ou tribo, que era considerado como um feiticeiro ou bruxo,

capaz de “interpretar” (inventar “interpretações”) os

símbolos da natureza e falar com “seu” (ele mesmo) deus

ou os deuses. No próprio Novo Testamento se pode ver como se descreve o sacerdote durante os primeiros séculos da era judaico-cristã:

E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a

enfermidade e todo o mal.

14 - E nomeou doze para que estivessem com ele e os mandasse a pregar, 15 - E para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios:

Sem dúvida, graças a uma das frases bíblicas usada por seu personagem neotestamentário principal, muitas pessoas (consideradas a si mesmos como sacerdotes, ministros ou

pastores) se autoproclamaram “tocados pela graça divina”

e afirmam ser capazes de coisas como curar enfermos ou

realizar “milagres” (fraudes e charlatanices).

Na verdade, na verdade vos digo que

aquele que crê em mim

também fará as obras que eu faço

, e as fará maiores do que

estas, porque eu vou para meu Pai.

Algo que, como é mais que lógico, já foi demonstrado como falso uma infinidade de vezes.

  • 16 - Aos que sacrificam a “deuses falsos”: outro eufemismo

para discriminar os deuses das outras religiões.

O que sacrificar aos deuses, e não só ao SENHOR,

será morto .
será morto
.
  • 17 - Aos que querem tirar alguém do caminho do “senhor”.

6 - Quando te incitar

teu irmão, filho da tua mãe, ou teu filho,

ou tua filha, ou a mulher do teu seio, ou teu amigo

, que te é

como a tua alma, dizendo-te em segredo: Vamos, e sirvamos a outros deuses que não conheceste, nem tu nem teus pais; 7 - Dentre os deuses dos povos que estão em redor de vós, perto ou longe de ti, desde uma extremidade da terra até à outra

extremidade; 8 - Não consentirás com ele, nem o ouvirás; nem

o

teu

olho

o

poupará, nem terás piedade

dele, nem

o

esconderás; 9 - Mas

certamente o matarás

; a tua mão será a

primeira contra ele, para o matar; e depois a mão de todo o povo.

18 - Aos que amaldiçoam os governantes.

Aos juízes

não maldirás, nem amaldiçoarás ao

governador do

 

teu povo.

  • não amaldiçoarás, e o

príncipe
príncipe

dentre o teu povo não

maldirás. Êxodo 22:28

, nem amaldiçoarás ao

maldirás. <a href=Êxodo 22:28 , nem amaldiçoarás ao " id="pdf-obj-59-63" src="pdf-obj-59-63.jpg">
 

Não injuriarás aos juízes

magistrado

do

teu povo.

Não blasfemem contra

nem amaldiçoem uma

Deus
Deus

autoridade

do seu povo.

QUATRO BÍBLIAS: O incrível é que a “palavra de deus” contradiz a si mesmo. Afinal é aos juízes ou a deus? Ao governador, ao príncipe, ao magistrado ou uma autoridade? Os crentes Judaico-cristãos se surpreendem quando um ateu critica as instituições. Este mandamento, como os famosos (e falsos) 10 mandamentos, não foi abolido e é direto. Não importa que o governo seja corrupto, a Bíblia

não é específica sobre este tema, apenas ordena o crente deve se submeter a qualquer instituição sem reclamar.

19 - Aos que não respeitam o dia de repouso

Guardareis o sábado

o violar será morto

 

, pois ele vos deve ser sagrado.

Aquele que
Aquele que

; quem fizer naquele dia uma obra qualquer

será cortado do meio do seu povo.

32

-

Ora,

aconteceu que, estando os

israelitas no deserto,

encontraram

um homem ajuntando lenha num dia de sábado

. 33 - Os que o acharam apanhando lenha, levaram-no a Moisés e a Aarão, diante de toda a assembleia. 34 - Eles meteram-no em guarda, pois não estava ainda determinado o que se lhe

devia fazer. 35 - O Senhor disse a Moisés: "

Que esse homem

seja punido

de

morte, e

a

assembleia o

apedreje fora do

acampamento.

" 36 - Levaram-no para fora do acampamento e

toda a assembleia o apedrejou, e ele morreu, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

Sábado para uns e Domingo para outros, resta saber quais vão para o inferno. Embora os crentes de hoje considerem como “dia sagrado”, o domingo, o dia que o deus bíblico cita inúmeras vezes como sagrado é sábado. Após o estabelecimento oficial do cristianismo, o Império Romano adaptou e mudou o dia santo para outro diferente. No calendário judaico, o sétimo dia é o sábado, enquanto que no calendário romano, o dia festivo era o domingo (dies solis - Dia do Sol). O único argumento judaico-cristão para apoiar a dia santo no domingo, é que interpretaram a Bíblia para que o dia da

suposta ressurreição de seu alegado ídolo messiânico fosse no domingo.

20 - Aos que possuem objetos “malditos”

25 - As imagens de escultura de seus deuses queimarás a fogo; a prata e o ouro que estão sobre elas não cobiçarás, nem os tomarás para ti, para que não te enlaces neles; pois abominação

é ao SENHOR teu Deus. 26 - Não porás, pois, abominação em tua casa, para que não sejas anátema, assim como ela; de todo a detestarás, e de todo a abominarás, porque anátema é.

Intolerância absoluta contra outras religiões. Isso só se aplica aos objetos das cidades “consagradas ao anátema”, amaldiçoadas e colocadas em sacrifício ao Deus hebreu. A Bíblia especifica que estas cidades são apenas as cidades a ocupar. Para outras cidades a regra a seguir é clara:

10 - Quando te achegares a alguma cidade para combatê-la, apregoar-lhe-ás a paz. 11 - E será que, se te responder em paz, e te abrir as portas, todo o povo que se achar nela te será

tributário e te servirá. 12 - Porém, se ela não fizer paz contigo, mas antes te fizer guerra, então a sitiarás. 13 - E o SENHOR teu

Deus a dará na tua mão; e

todo o homem que houver nela

passarás ao

fio

da espada

.

14

- Porém,

as mulheres, e

as

crianças, e os animais; e tudo o que houver na cidade, todo o

seu despojo, tomarás para ti

; e comerás o despojo dos teus

inimigos, que te deu o SENHOR teu Deus. 15 - Assim farás a

todas as cidades que estiverem mui longe de ti, que não forem das cidades destas nações.

Enfatizando nos versículos seguintes (16-20) como indicado em Deuteronômio 7:25-26:

16 - Porém, das cidades destas nações, que o SENHOR teu Deus

te dá em herança,

nenhuma coisa que tem fôlego deixarás com

vida
vida

. 17 - Antes destrui-las-ás totalmente: aos heteus, e aos

amorreus, e aos cananeus, e aos perizeus, e aos heveus, e aos

jebuseus, como te ordenou o SENHOR teu Deus. 18 - Para que não vos ensinem a fazer conforme a todas as suas abominações, que fizeram a seus deuses, e pequeis contra o SENHOR vosso Deus. 19 - Quando sitiares uma cidade por muitos dias, pelejando contra ela para a tomar, não destruirás o seu arvoredo, colocando nele o machado, porque dele comerás; pois que não o cortarás (pois o arvoredo do campo é mantimento para o homem), para empregar no cerco. 20 - Mas as árvores que souberes que não são árvores de alimento, destrui-las-ás e cortá-las-ás; e contra a cidade que guerrear contra ti edificarás baluartes, até que esta seja vencida.

21 - Aos que desobedecerem qualquer mandamento de Deus

Mas

terão maldição

, se desobedecerem aos mandamentos do

Senhor, o seu Deus, e se afastarem do caminho que hoje lhes

ordeno, para

seguir deuses desconhecidos

.

Jesus Cristo pode ser qualificado como “deuses desconhecidos”,

já que Deus jamais falou dele. É uma invenção romana do século 3/4.

22 - Aos que adoram outros deuses e creem em tarô e horóscopos

1 - Não sacrifiquem para o Senhor, o seu Deus, um boi ou uma ovelha que tenha qualquer defeito ou imperfeição; isso seria

detestável para ele. 2 -