Você está na página 1de 23

Universidade de Lisboa

Desporto
Montijo - Abril’2009

Š Para hoje se adquirir um nome é imperioso


que se trabalhe depressa, e sem
desfalecimento e muito bem, porque o público
torna-se cada vez mais exigente e definido.
‚ Théphile Gautier (1845)

1
Se não sabemos onde estamos,
estamos nem
para onde vamos, não se admirem
se chegarmos aonde não
queremos!

Š É um p
processo q
que inicia com os objectivos,
j ,
define estratégias, políticas e planos detalhados
para os alcançar; estabelece uma organização
para a instrumentalização das decisões, inclui
uma revisão do desempenho e mecanismos que
alimentam o início de um novo ciclo de
planeamento”
‚ Adaptado de Steiner (1994)
4

2
Š Estratégia é a criação de uma posição única e
valorizável, envolvendo um conjunto vasto de
actividades. Estratégia é fazer trocas e escolher o
que não fazer. Se não houver necessidade de
escolha não é necessária nenhuma estratégia.
g

(Porter)

Š Pelo seu alcance


ƒ Estratégico, Especifico, Operacional

Š Pelo seu grau de compromisso


ƒ Decisório, Consultivo, Complementar

Š Pela sua função


ƒ Preliminar, Execução, Prognóstico

Š Pelo prazo
ƒ Curto, Médio, Longo
6

3
‰ Missão ‰ Liderança
‰ Visão ‰ Valores
‰ Objectivos ‰ Conhecimento
‰ Recursos ‰ Controlo
‰ Motivação ‰ Avaliação
‰ Membro/Utente ‰ Concorrência
7

Resultados Vs
Objectivos
Desporto Objectivos

2009-2012

Plano Revisão
Planeamento Especifico Plano / Objectivos
Estratégico Desporto

Resultados Vs
Objectivos da Planos
Operacionais Objectivos
U.Lisboa
Badminton, p.ex.
8

4
PERMITE:
PERMITE

• Conhecer/Analisar a Realidade

• Mudança da Organização

• Envolver todos (responsabilizar)

• Antecipar Problemas e Obstáculos


9

Š Analítica

Š Estratégica

Š Executiva

10

5
Fase Analítica Fase Estratégica Fase Executiva

Análise j
Objectivos Recursos Execução
ç Gestão

Situação

Controlo /
Diagnóstico Propostas Programação Implementação
Avaliação

11

1. Definição da Visão e da Missão


2. Análise Ambiental ((PEST))
3. Análise interna e externa (SWOT)
4. Estabelecer Objectivos - SMARTER
5. Definir Estratégia
6. Estabelecer metas
7
7. A
Associar
i Responsabilidades
R bilid d e P
Prazos
8. Sistema de Controlo e Medição
9. Redigir e Comunicar o Plano
10. Implementar
11. Reconhecer os resultados e comemorar o sucesso 12

6
VISÃO MISSÃO

Š Futuro Š O que somos?


Š Fonte de inspiração Š O que fazemos?
Š O que é que queremos Š Para quem?
ser? Š Como o fazemos?
Š Consenso & Estratégia Š Simples & Clara

13

VISÃO MISSÃO

“Sermos reconhecidos “Prestarmos serviços


como o melhor espaço desportivos de qualidade
desportivo do concelho” como se fosse para nós”

14

7
• O que carateriza a nossa Organização
g

• O que valorizamos “cá dentro”


Simpatia, profissionalismo, amizade, criatividade, juventude, rapidez…

15

Ambiente externo geral


• Aspectos políticos
p
• Aspectos económicos
• Aspectos sociais
• Aspectos tecnológicos

Ambiente externo especifico (stakeholders)


• Clientes
• Fornecedores
• Concorrentes
• Grupos regulamentadores (governo, pe)

Ambiente interno
• Estrutura
• Funções
• Cultura
• Recursos
• Processos

16

8
POLÍTICA ECONÓMICA
Estabilidade Politica Sistema económico,
económico PIB
Enquadramento legal Sistema fiscal
Inflação, taxas de juro
Qualidade Infra-estruturas
Tipo de mercado
Custos com RH
SOCIAL TECNOLÓGICA
Nível de educação, cultural Actividades I&D
Estilo de vida Impacto da inovação no
Mobilidade Social, Lazer mercado, produto, estilo de
Religião vida
17

• Stakeholders
• Identificação

• Necessidades

• Expectativas

• Preferências

18

9
5
ADM

4 INSP TUT FUNCSAS


ALU

C A
PODER

3 PRESTSAS
FORN

2 CONC

1
D B
OUTROS

1 2 3 4 5

INTERESSE
19

20

10
Š Caracterização da Instituição/organização
Š Estrutura
E t t orgânica
â i e funcional
f i l
Š História
Š Actividades
Š Recursos

21

1. Definição da Visão e da Missão


2. Análise Ambiental ((PEST))
3. Análise interna e externa (SWOT)
4. Estabelecer Objectivos - SMARTER
5. Definir Estratégia
6. Estabelecer metas
7
7. A
Associar
i Responsabilidades
R bilid d e P
Prazos
8. Sistema de Controlo e Medição
9. Redigir e Comunicar o Plano
10. Implementar
11. Reconhecer os resultados e comemorar o sucesso 22

11
Forças Oportunidades
• Internas • Externas
• Presente • Futuro

“RH motivados” “Alteração PDM”

Fraquezas Ameaças
• Internas
I t • Externas
E t
• Presente • Futuro

“Instalações antiquadas” “Health Club a 1,5Km”

23

REALIDADE SWOT ESTRATÉGIA OBJECTIVOS CONCLUSÕES

FORÇAS (internas): OPORTUNIDADES (externas/futuras):

•Potencialidades do Serviço. •Estudantes da ULisboa.


•Existência de espaços no Campus.
•Conhecimento das preferências.
•Futura Estrutura e Funções do EUL.
•50% dos estudantes querem
praticar Desporto na Universidade. •Economia de Escala e Procura para prticar.
•Complementaridade aos Serviços do EUL.

FRAQUEZAS (internas): •Potencialidades de Sponsorização.

•Falta de compreensão (AAEEs).


AMEAÇAS (externas/futuras):
•Divisão na gestão. •Futura Estrutura e Funções do EUL.
•Cultura de prática desportiva. •Proximidade do EUL.
•Necessidade de Investimento. •Falta de Financiamento Público/privado.

24

12
25

Pontos Fortes
9 Qualidade das Instalações (de prática e
balneários));
balneários
9 Satisfação dos utentes da sala de Fitness
Fitness;;
9 Motivação e Dedicação dos recursos
humanos;;
humanos
9 Localização da Sala;
Sala;
Promover o Desporto
9 Relação qualidade
qualidade//preço
preço;;
9 Diversidade;;
Diversidade
Investir em novos Serviços
9 Envolvimento/compromisso da Gestão de
Envolvimento/
Topo;;
Topo
9 Inovação;;
Inovação

26

13
OPORTUNIDADES
9Mercado masculino;
masculino;

9Acções de formação ao fim-


fim-de
de--semana
semana;;

9Meio de integração de novos alunos


alunos;;
Investir na promoção:
9Nova Legislação da Acção Social Escolar alunos, 1º ano e Erasmus
em fase de discussão
discussão;;
Investir nas Instalações
9EUL com pouca capacidade de absorção
da procura na área de Recreação;
Recreação;

9Instalações com potencial de ampliação;


ampliação;

27

Š Qualidade do serviço
Š Competência dos Recursos Humanos
Š Promoção do serviço

Š Localização
Š Inovação

28

14
¾ Specific – especifico na mensagem e no contexto

¾ Measurable
M bl – capaz de
d ser medido
did

¾ Acceptable – com acordo entre os interessados

¾ Realistic - realista, devendo ser desafiante

¾ Time frame – tem prazo

¾ Extending - apela ao desenvolvimento de RH ou actividades

¾ Rewarding – recompensador (como desafio ou tem beneficio)


29

Š Recrutar até 31 de Janeiro de 2006 um recepcionista


para tratar dos processos de inscrição e
administrativos;

Š Implementar um Sistema de Gestão de Qualidade e


Ambiente;

Š Eliminar as actividades de competição no fim deste


ano lectivo;

Š Aumentar o nº inscritos até Final de Janeiro;


30

15
Š Três hipóteses estratégicas:
ƒ Qualidade (fazemos melhor)
ƒ Preço (fazemos mais barato)
ƒ Cultura (fazemos diferente)

Š Definir 3 ou 4 objectivos estratégicos


(médio e/ou longo prazo)

31

Š Curto, Médio e de Longo Prazo

Š Festejar todas as pequenas vitórias


ƒ Prever “quick wins”

Š Agradecer de forma adequada à equipa

Š Publicitar
ƒ Interna e externamente

32

16
Missão Valores Obj. Estratégico 1

Obj. Estratégico 2
Cumprir a
Visão
Visão Estratégia Obj. Estratégico 3

Obj. Estratégico 4

Meta 1 Meta 2 Meta 3

33

1. Definição da Visão e da Missão


2. Análise Ambiental (PEST)
( )
3. Análise interna e externa (SWOT)
4. Estabelecer Objectivos - SMARTER
5. Definir Estratégia
6. Estabelecer metas
7
7. A
Associar
i Responsabilidades
R bilid d e P
Prazos
8. Sistema de Controlo e Medição
9. Redigir e Comunicar o Plano
10. Implementar
11. Reconhecer os resultados e comemorar o sucesso 34

17
Bolsa de colaboradores
• Realizar
R li promoção
ã iinterna
t e externa
t
• Receber 5 novas candidaturas por mês

Tratamento das reclamações


• Acusar a recepção em 24h
• Responder em 2 dias
• Relatório trimestral até à 1º semana após cada trimestre

Redigir o relatório de gestão mensal


• Até ao final da 1º semana de cada mês
• Receber contributos de cada responsável de projecto até ao
final de cada mês
35

• Sumário Executivo
• Descrição Organizacional
• Visão, Missão e Valores
• Análise Ambiental (PEST e SWOT)
• Objectivos, Estratégias e Factores
Críticos de Sucesso
• Metas e Metodologia de Avaliação
36

18
ƒ Quais as actividades a desenvolver para realizar
os objectivos?
ƒ Quando devem ser realizadas?
ƒ Quem é o responsável?
ƒ Onde terão lugar?
ƒ Quando devem estar concluídas?
ƒ Como avaliamos o seu sucesso?
ƒ A quem reportamos os resultados? E quando?
A diferença está no fazer e não apenas no dizer.
Alexandrino Tomás (PUMA)
37

• Brainstorming
• Benchmarking

• Diagramas

• Histogramas

• Gráficos

• Tabelas …
38

19
• Estatísticas de erros, de utentes, novos utentes,
abandonos,
abandonos receita,
receita despesa,
despesa serviços oferecidos,
oferecidos
área útil desportiva, nº colaboradores,… (KPI’s)
• Reclamações & Sugestões
• Níveis de Satisfação de clientes, colaboradores e
parceiros
• BSC
• Não conformidades
• Pontuação EFQM

39

Análise ambiental (PEST + SWOT)

Objectivo smart 1
Missão Valores
Objectivo smart 2

E t té i
Estratégia Objectivo smart 3
Vi ã
Visão
Objectivo smart 4

40

20
41

INDICADOR Taxa de cumprimento das tarefas


Propósito Cumprir com as tarefas definidas/assumidas em reunião de equipa
Relacionado com Definição das tarefas, Reunião Semanal, Avaliação do desempenho
Target Gestores de Projecto (4) do Desporto
Fórmula Nº de tarefas cumpridas / Tarefas definidas
Frequência Semanal
Quem mede? Auto avaliação e em Equipa (reunião semanal)
Origem dos dados? Actas da Reunião Semanal
Quem usa? Coordenador e Gestor responsável pela tarefa
O que fazem? Permitem analisar o compromisso com as tarefas assumidas,
definição de prioridades, gestão individual do tempo

42

21
INDICADOR Taxa de implementação de novos produtos
Propósito Criar novas classes ou serviços
Relacionado com Criatividade, Acompanhar as tendências, Satisfação dos clientes
Target Serviços,
Serviços Produtos,
Produtos Ideias e Tecnologias no mercado Nacional e
Internacional
Fórmula Produtos implementados/Produtos estudados.
Frequência Semestral
Quem mede? Coordenador
Origem dos Internet, Correio electrónico, Newsletter, Relatórios das Visitas dos
dados? Técnicos a ginásios, Empresas de produtos/tecnologia da área do
Fitness e Ofícios recebidos.
Quem usa? Gestores do Gabinete de Desporto (5)
O que fazem? Permitem analisar tendências.
Notas & As ideias ou produtos são analisadas em cada reunião semanal. Caso
Comentários se julgue uma ideia/produto viável, é realizado um plano de
trabalho para a sua implementação.

43

BCG

A
A
?
TCM

TMCM 11%
B
B

10,0 1,0 0,1


QMR

A B
Recreação Competição

44

22
45

duarte.lopes@sas.ul.pt
46

23