PUGNA

Busquei alguém que pugnasse contra mim em favor desta terra
Introibo ad altare Dei. R: Ad Deum qui lætificat juventutem meam. (Início da Santa Missa Tridentina) “Subirei ao Altar do Deus! R: Do Deus que alegra a minha juventude!”

O Segredo para a Juventude

Da esquerda para a direita e linha de cima para baixo: beato Pier Giorgio Frassati; s. Tarcísio; a americana católica pró-vida Jéssica Council e sua família; sta. Maria Goretti; s. Josemaria Escrivá quando jovem; a pequena Grande Sta. Tereza de Lisieux; sta. Bernadete; s. Maximiliano Kolbe; Milagrosa imagem de Nossa Senhora do Bom Conselho de Genazzano; Pe. Demétrio Gomes celebrando no Carmelo de Montes Claros/MG; servo de Deus Carlo Acutis; em baixo, bto. Izidoro Bakanja - o “mártir do escapulário”; o brilhante escritor católico G. K. Chesterton, ainda magro em 1898; a linda Bta. Elisabeth da Trindade; s. Domingos Sávio; sta. Gemma Galgani; Lúcia, Francisco e Jacinta (pastorinhos de Fátima); o pequeno Joseph Ratzinger (Papa Bento XVI); bta. Alexandrina de Balazar; Fechando, Joseph Sarto (Papa São Pio X) na infância (foto raríssima).

A

Virgem Santíssima, pela Anunciação do Anjo (Lucas 1, 26-38), recebeu a maior missão para uma criatura, ela, ainda adolescente. Nosso Senhor ensinava aos doutores da lei no templo (Lucas 2,46) quando era criança! A vocação religiosa ou matrimonial, normalmente, é percebida muito cedo. A Santa Igreja, em sua história, está repleta de mártires, santos e santas... jovens. E vemos estes também em vários exemplos nas Sagradas Escrituras. Quem está lendo este mensal é católico(a), jovem, ainda que só de alma. Então, já concluíste algo? Sim, isto mesmo! Deus nos faz o chamado de segui-lo, amá-lo e servi-lo desde muito cedo, já na juventude! Bom, está na moda, ano da JMJ 2013 no Rio de Janeiro e até a campanha da fraternidade “pegou carona” a este tema. Já o ouvimos tanto...

Há necessidade de contar algo mais? Sim, há necessidade ainda de contar o essencial: dentre os vários desafios enfrentados pela juventude católica, se resumiriam num único, o de esta se santificar!

“Só se santificar? Como assim?”
Tanto se fala de evangelização dos jovens e pelos jovens, mas a verdadeira evangelização só será efetiva com o fator “Santidade”. Um copo só pode transbordar do que estiver cheio, só se transmite aquilo que se tem. A eficácia de todo apostolado dependerá da vida interior para com Cristo. Ou seja, de uma vida de oração, caridade, adoração e conhecimento dEle. Mortificação e abnegação por Ele na busca de perfeição junto com seu Corpo Místico, a Igreja de dois mil anos!

BOLETIM - SOCIEDADE DA SANTÍSSIMA VIRGEM MARIA – Nº XI – ANO mmxiii

Sem a Graça Divina, os Sacramentos (Confissão e Santa Missa), as virtudes (da Fé, da Esperança, sobretudo da Caridade) e sem sintonia com a as Sagradas Escrituras, a Tradição e o Magistério da Igreja, é inviável santificação e evangelização verdadeiras. É preciso estar em profunda união com Cristo para gerar bons frutos, caso contrário, podemos até “plantar bananeira” e montar o circo, mas será um anúncio vazio do evangelho sem a Verdade. Um conselho a tantos grupos de jovens: de nada vale o “obaoba” sem doutrina e espiritualidade católica.

II – Para a sociedade secularizada e anticlerical:

“Mas você não está sendo muito radical?”
Ah... Se for isto que compreendes, digo: isto que converte, o resto é conversa. A busca de uma vida santa sempre é vista como “radical”. Mas, o que me diz do Crucificado? A saber, o que conquistou a tantos santos e santas jovens no decurso da Igreja fora a “radicalidade” de Cristo e daqueles que o seguiram! O que é belo e agradável até atrai... Muitos são atraídos por uma moda ou outra, mas só o que é verdadeiro que conquista! Poderemos fazer mil e uma coisas para “atrair” ou “distrair” os jovens nas igrejas, mas o que os conquistará, de fato, para Deus, é a Verdade de Cristo e de sua Igreja, claro, com o testemunho desta, sem abandonar a Cruz. Olhando para as fotos no início deste Pugna, perguntase: O que há em comum entre pessoas (jovens) tão diferentes, que viveram em localidades e épocas tão distintas? Verificando a vida deles, veremos o amor, radical, a Cristo, a fim de se dedicarem e se sacrificarem por Ele e pelo próximo; a adoração (zelo) ao Santíssimo Sacramento e a convicta devoção à Virgem Mãe de Deus. Eis a beleza do catolicismo, eis o segredo para a santificação da juventude!

III – Para a síndrome de Peter Pan que faz muitos “prolongar a adolescência”, mesmo na vida de Fé:

Três respostas que os jovens católicos darão:
I – Para um mundo que banaliza cada vez mais os relacionamentos afetivos:
Visite nossos blogs:

www.sociedadeapostolado.blogspot.com www.escritoscatolicos.blogspot.com
Diretor de Redação: João S. de Oliveira Júnior Revisão ortográfica: Géssika G. dos Santos

Mãe do Bom Conselho, rogai por nós

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful