1 Pontifícia Universidade Católica de Campinas Faculdade de Direito Disciplina: Psicologia Forense Profa. Dra.

Maria de Fatima Franco dos Santos

Perícias e Assistência Técnica em Psicologia Forense
A. Na Justiça
1. Exame de Sanidade Mental Objetivo – avalia o estado mental de uma pessoa no momento em que praticou determinados atos (civis ou criminais).

Aplicações Área civil Indenização por dano moral, interdição, anulação de casamento, anulação de testamento (em caso de morte, coma e desaparecimento pode ser utilizada a Autópsia Psicológica que é um método retrospectivo de avaliação de personalidade).

Área criminal Avaliação do indiciado ou réu de um crime de qualquer natureza. No caso de doença mental o autor será absolvido do crime cometido e receberá uma medida de segurança, para tratamento psiquiátrico e/ou psicológico. Esse tratamento poderá ser através de internação manicomial ou ambulatorial.

Aplicações forenses  O doente mental será sempre considerado incapaz civilmente e inimputável penalmente.  O deficiente mental poderá ser considerado semi-incapaz e semi-imputável ou incapaz e inimputável, dependendo do grau da deficiência apresentada (oligofrenia).  O portador de transtorno de personalidade borderline (psicopata) raramente será considerado semi-imputável, pois via de regra, ele tem plena consciência de seus atos, portanto, é imputável.

para que ele receba ou não alta do tratamento. sejam eles lícitos ou ilícitos. se o seu depoimento merece crédito. para que seja determinada a imputabilidade do réu. . Considerase o grau de periculosidade do paciente. Aplicações – progressão do regime fechado para o semiaberto e deste para o aberto. Exame de Credibilidade Objetivo – avaliar se a vítima de um crime diz a verdade sobre ele. 4. após uma internação manicomial ou tratamento ambulatorial. se for o caso. 5. Exame de Toxicodependência Objetivo – avaliar se uma pessoa é ou não usuária de tóxicos.2 2. deve-se analisar o tipo de embriaguez ocorrida. portanto. Aplicações – determinação da imputabilidade. 3. Exame Criminológico Objetivo – avaliar se o reeducando reúne condições subjetivas para a progressão de regime prisional. Aplicações – para alta do tratamento feito em determinação a uma medida de segurança. Exame de Cessação de Periculosidade Objetivo – avaliar se um doente mental está em condições de voltar ao convívio social. Em se tratando de toxicodependência por álcool. por medida de segurança. Aplicações – nos casos em que não existam provas materiais de um crime e a palavra da vítima é questionável.

Exame Psicológico para Determinação de Guarda e Regulamentação ou Proibição de Visitas (inclui visita assistida) Objetivo – avaliar se um dos pais não tem condições psicológicas para a guarda ou para fazer visita a seus filhos. com a degradação do ambiente de trabalho. ocasionam lesões à integridade física ou psíquica de uma pessoa. Desaparecimento de pessoas Objetivo – conhecer a personalidade da pessoa desaparecida (autópsia psicológica) e entender os motivos de seu desaparecimento ajudam a levantar hipóteses dos possíveis locais em que ela poderia ser encontrada. 2. B. Aplicações – entendimento das circunstâncias do desaparecimento e possível localização de pessoas desaparecidas. sexuais ou negligência. Aplicação – nos casos em que crianças e adolescentes correm risco na convivência com o guardião ou ao receberem a visita de um dos genitores. . por sua reiteração.3 6. Engloba principalmente os casos de maus-tratos psicológicos. palavra e atitude). A segurança física e a saúde mental dos menores serão consideradas. Esse exame também pode ocorrer no caso de proibição de visitas dos avós. Objetivo – avaliar se uma pessoa sofreu dano psíquico em seu ambiente de trabalho. físicos. suicídio ou morte acidental. Aplicações – nos casos de dúvida em termos de homicídio. os quais. Morte Duvidosa Objetivo – visa esclarecer os motivos e circunstâncias em que mortes violentas ocorreram. 7. Exame para verificação de Assédio Moral Definição – um conjunto de comportamentos abusivos (gesto. Na Investigação Policial 1. Aplicação – para indenizações por Dano Moral ou Assédio Moral. Ao se conhecer as circunstâncias de um homicídio é mais fácil se chegar à sua autoria e determinação de sua intencionalidade.

autoria.     Tipificação do crime (doloso ou culposo). Anulação de testamento ou qualquer ato civil de pessoas em coma. . Aplicações  Em casos de morte duvidosa por homicídio. inibição ou trauma. Auxílio no depoimento de vítima não cooperante Objetivo – auxilia a vítima que não consegue dar esclarecimentos sobre o crime que sofreu. Objetivo – esclarecimento de morte violenta ou duvidosa. quanto às circunstâncias.4 3. Considerações sobre a Autópsia Psicológica como método investigativo na justiça e na polícia Método retrospectivo de avaliação da personalidade. Defesa do réu de homicídio quando a vítima provocou a própria morte. ação do agressor. suicídio ou acidental. Desaparecimento de pessoas. por medo. mortas ou desaparecidas. Aplicações – nos casos em que a vítima não consegue falar a respeito do ocorrido. local e horário.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful