FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA

Administração e Ciências Contábeis: Reconhecimento pelo Decreto Federal Nº 76177/75 - D.O. 02/09/75 Ciências Econômicas: Reconhecimento através de Portaria Ministerial Nº 242/91 - D.O. 22/02/91 Sistemas de Informação: Reconhecimento através de Portaria Nº 4.562 - D.O. 29/12/05 Direito: Reconhecimento através de Portaria Nº 895 - D.O. 20/11/08 Engenharia de Produção: Autorização através da Portaria n° 1.687 – D.O. 25/11/09

Rua Professor Felipe Tiago Gomes, 173 – Vila Bueno – 37.006.020 – Varginha – Minas Gerais (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) http//www.faceca.br = E-MAIL: faceca@faceca.br

Exercícios de Leitura e Interpretação de Textos
Prof. Robson de Carvalho
Leia: O IMPÉRIO DA VAIDADE Você sabe por que a televisão, a publicidade, o cinema e os jornais defendem os músculos torneados, as vitaminas milagrosas, as modelos longilíneas e as academias de ginásticas? Porque tudo isso dá dinheiro. Sabe por que ninguém fala do afeto e do respeito entre duas pessoas comuns, mesmo mais gordas, um pouco feias, que fazem piquenique na praia? Porque isso não dá dinheiro para os negociantes, mas dá prazer para os participantes. O prazer é físico, independentemente do físico que se tenha: namorar, tomar milk-shake, sentir o sol na pele, carregar o filho no colo, andar descalço, ficar em casa sem fazer nada. Os melhores prazeres da vida são de graça – a conversa com o amigo, o cheiro do jasmim, a rua vazia de madrugada -, a humildade sempre gostou de conviver com eles. Comer uma feijoada com os amigos, tomar uma caipirinha no sábado também é uma grande pedida. Ter um momento de desprazer. Relaxar, despreocupar-se desligar-se da competição, da áspera luta pela vida – isso é prazer. Mas vivemos num mundo onde relaxar e desligar-se se tornou um problema. O prazer gratuito, espontâneo, está cada vez mais difícil. O que importa, o que vale, é o prazer que se compra e se exibe, o que não deixa de ser um aspecto da competição. Estamos submetidos a uma cultura atroz, que quer fazer-nos ansiosos, neuróticos. As filhas precisam ser Xuxas, as namoradas precisam ser modelos que desfilam em Paris, os homens não podem assumir a idade. Não vivemos a ditadura do corpo, mas seu contrário: um massacre da indústria e do comércio. Querem que sintamos culpa quando nossa silhueta fica um pouco mais gorda, não porque querem que sejamos mais saudáveis – mas porque, se não ficamos angustiados, não faremos mais regimes, não compraremos mais produtos dietéticos, nem produtos de beleza, nem roupas e mais roupas. Precisam da nossa impotência, da nossa insegurança, da nossa angústia. O único valor coerente que nona cultura apresenta é o narcisismo (...)
Paulo Moreira Leite. O Império da Vaidade.

01) a) b) c) d) 02) a) b) c) d) 03) a) b) c) d)

Em “músculos torneados”, a palavra destacada tem o mesmo sentido de: ( ) definidos. ( ) elegantes. ( ) finos. ( ) lisos. A ( ( ( ( O ( ( ( ( expressão “...modelos longilíneas” tem, no texto, o mesmo sentido de: ) modelos altas e fortes; ) modelos altas e magras; ) modelos altas e morenas; ) modelos louras e magras; texto O Império da Vaidade, tem a finalidade de: ) alertar sobre a imposição da mídia. ) cobrar a culpa da silhueta imperfeita. ) convencer de que beleza é fundamental. ) informar o efeito das vitaminas milagrosas.

b) ( ) desligar-se não é problema. ( ) extraordinárias. 25/11/09 Rua Professor Felipe Tiago Gomes. ( ) maravilhosas. tomar uma caipirinha no sábado. modelos longilíneas e as academias de ginástica. 22/02/91 Sistemas de Informação: Reconhecimento através de Portaria Nº 4. d) ( ) viver no mundo é um problema. b) ( ) os melhores prazeres são os que compram e os que exibem.O. c) ( ) os melhores prazeres são os simples.FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA Administração e Ciências Contábeis: Reconhecimento pelo Decreto Federal Nº 76177/75 . b) ( ) conversa com o amigo. . A expressão “tudo isso” refere-se aos seguintes termos: a) ( ) comer feijoada com os amigos.D. A informação acima nos faz deduzir que: a) ( ) os melhores prazeres da vida são as vaidades.faceca.O. rua vazia de madrugada. ( ) A vaidade é natural do ser humano e não é impulsionada pelo dinheiro.O.br 04) a) b) c) d) 05) fosse a) b) c) d) No texto pode-se perceber a defesa da seguinte idéia: ( ) A indústria da vaidade visa a uma sociedade voltada para o natural. se substituída por: ( ) deliciosas.687 – D. que freqüentam academia de ginástica.D. mas apenas algumas freqüentam academia.O. c) ( ) Todas as modelos freqüentam academia.D. vitaminas milagrosas.006. buscam o corpo perfeito.vivemos num mundo onde relaxar e desligar-se se tornou um problema” nos leva a deduzir que: a) ( ) curtir a vida é um problema. cinema e jornais. d) ( ) televisão. ( ) As regras ditadas pela indústria e comércio privilegiam os consumidores. 09) A frase “. ( ) poderosas. mas apenas algumas buscam o corpo perfeito. quem dita as regras são as indústrias e o comércio..O. 07) “Modelos. d) ( ) pra se ter prazer é preciso competir. b) ( ) Todas as modelos freqüentam a academia e buscam o corpo perfeito. 08) O texto informa que “A humildade sempre gostou de conviver com eles”. 20/11/08 Engenharia de Produção: Autorização através da Portaria n° 1. Em "vitaminas milagrosas" a palavra destacada sofreria alteração de sentido. 06) Releia o primeiro parágrafo do texto.562 .D.br = E-MAIL: faceca@faceca.020 – Varginha – Minas Gerais (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) http//www.. ( ) Na sociedade capitalista. ou seja: “Modelos que freqüentam academia de ginástica buscam o corpo perfeito” Poderíamos concluir que: a) ( ) Todas as modelos buscam o corpo perfeito.” Se o trecho citado aparecesse sem as vírgulas. 02/09/75 Ciências Econômicas: Reconhecimento através de Portaria Ministerial Nº 242/91 . publicidade. c) ( ) relaxar não é problema. c) ( ) músculos torneados. 29/12/05 Direito: Reconhecimento através de Portaria Nº 895 . d) ( ) Somente as modelos que freqüentam a academia buscam o corpo perfeito. 173 – Vila Bueno – 37. cheiro de jasmim.

O.562 . tirante os raros e inevitáveis cumprimentos de praxe no elevador ou na garagem. 10) No texto.006. Já foi tempo em que. levarem as cadeiras de vime para as calçadas e ficar falando da vida.D.687 – D. A densidade demográfica. falta de recursos tecnológicos. 25/11/09 Rua Professor Felipe Tiago Gomes. Uma de minhas filhas vangloria-se de ser internauta. b) ( ) Contra. Passamos uns pelos outros com o desdém do nosso silêncio. a expressão “casulo doméstico“ cria qual efeito de sentido? a) ( ) Ficar dormindo em casa. saber como vão as colheitas de arroz na China e como estão os meões na Espanha. de rua. 22/02/91 Sistemas de Informação: Reconhecimento através de Portaria Nº 4. o rádio e mais tarde a TV ilharam cada indivíduo no casulo doméstico. Nunca ouvi dizer que uma dessas trocas tenha tido resultado aproveitável. nos bairros residenciais.O. falta de casa ) Densidade demográfica. os apartamentos. a violência urbana. a violência urbana. Lembro a correspondência sentimental das velhas revistas de antanho. Pode ser que tenha mandado a foto de um outro. d) ( ) Neutro. Qual é a posição do enunciador diante dessa afirmação? a) ( ) A favor.O.D. 173 – Vila Bueno – 37. .bom relacionamento familiar. Tem amigos na Pensilvânia e arranjou um admirador em Dubin. Um dos argumentos que me dão é que posso falar com pessoas na Indonésia. bons programas na TV.faceca.D. de nossa cara amarrada. d) ( ) Viver fora de casa. Não sou exceção.020 – Varginha – Minas Gerais (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) http//www.O. Os suicidas se realizaram porque. de prédio. Moro há 18 anos num prédio da Lagoa. cara honesta. acredito que o internauta deva primeiro aprender a se comunicar com o vizinho de porta. É um jovem simpático. falta vizinho que lhe deseje sinceramente uma boa noite. ) Opções de lazer. os apartamentos. Neste lastimável departamento.br = E-MAIL: faceca@faceca. na hora do desespero.br Vizinhos Internautas Carlos Heitor Cony Estudiosos do comportamento humano na vida moderna constatam que um dos males de nossa época é a incomunicabilidade das pessoas.D. mesmo nas grandes cidades. 12) O pessoas. c) ( ) Sair sempre de casa. sou regra. Daí que não entendo a pressão que volta e meia me fazem para navegar na Internet. de bigode. a) ( própria.FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA Administração e Ciências Contábeis: Reconhecimento pelo Decreto Federal Nº 76177/75 . ) Segurança urbana. 11) Com base no segundo parágrafo do texto. 29/12/05 Direito: Reconhecimento através de Portaria Nº 895 . b) ( ) Prender–se em casa.O. Para vencer a incomunicabilidade. terra do Joyce. ele mandou uma foto em cor que foi impressa em alta resolução. não falo com eles nem comigo. 02/09/75 Ciências Econômicas: Reconhecimento através de Portaria Ministerial Nº 242/91 . do Bernard Shaw e do Oscar Wilde. Havia sempre a promessa: “Troco fotos na primeira carta”. da própria e da dos outros. Para convencê-la de seus méritos. 20/11/08 Engenharia de Produção: Autorização através da Portaria n° 1. falta de tempo. b) ( c) ( d) ( texto defende que atualmente há uma grande incomunicabilidade entre as Qual dos argumentos abaixo o autor utiliza para sustentar essa tese? ) Bom relacionamento com os vizinhos. afirma-se que ocorre a incomunicabilidade das pessoas. ao cair da tarde era costume os vizinhos se darem boa noite. c) ( ) Flexível.

perguntou ele ao comerciante. 02/09/75 Ciências Econômicas: Reconhecimento através de Portaria Ministerial Nº 242/91 . com o espelho nas mãos: .É não! – respondeu o outro. não tinha feito nem a comida.D. Ta lá! É o retrato de outra mulher! A senhora resolveu.Velho lazarento coisa nenhuma! – gritou o homem ofendido. no fim do dia. Apertou os olhos.687 – D. ela mesma. Olha a testa. o homem que não sabia quase nada entrou em casa todo contente. Aquilo era só um espelho comum. escutou a gritaria e veio ver o que estava acontecendo. No outro dia. o espelho embrulhado na gaveta da penteadeira. depois que ele saiu.O.br Leia: O Caso do Espelho Era um homem que não sabia quase nada. desembrulhou o espelho.006. . _ Que é isso.020 – Varginha – Minas Gerais (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) http//www.faceca. conheceu meu pai?.D.Aquele mesmo que você escondeu Na gaveta da penteadeira! O homem não estava entendendo nada. achou a casa toda desarrumada. passou em frente a uma loja e viu um espelho pendurado do lado de fora. precisando ir á cidade.D.562 . cuidadoso. . Abrindo a gaveta da penteadeira. . – É o retrato de outra mulher! Meu marido não gosta mais de mim! A outra mulher é linda demais! Que olhos bonitos! Que cabeleira solta! Que pele macia! A diaba é mil vezes mais bonita e mais moça do que eu! . O homem abriu a boca.berrou o homem.Que foi isso.Isso é um espelho – explicou o dono da loja.FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA Administração e Ciências Contábeis: Reconhecimento pelo Decreto Federal Nº 76177/75 .Que retrato? – perguntou o marido. 25/11/09 Rua Professor Felipe Tiago Gomes. de cara amarrada. . só sei que é o retrato do meu pai. a mulher colocou as mãos no peito: .Quando o homem voltou. surpreso. seu traidor de uma figa! Quem é aquela jararaca lá no retrato? .O. Os olhos do homem ficaram molhados. Encontrou a filha chorando feito criança que se perdeu e não consegue mais voltar pra casa.D. Um dia. . verificar o tal retrato.O. 22/02/91 Sistemas de Informação: Reconhecimento através de Portaria Nº 4. Morava longe. meu Deus! – gritava ela desnorteada. miserável! Pensa que eu não sei a diferença entre um velho lazarento e uma jabiraca safada e horrorosa? A discussão fervia feito água na chaleira. 29/12/05 Direito: Reconhecimento através de Portaria Nº 895 . esperou o marido sair para trabalhar e correu para o quarto. guardou o espelho Na gaveta e saiu chorando. Explicou de novo. Naquele dia. 20/11/08 Engenharia de Produção: Autorização através da Portaria n° 1.Mas o que é que o retrato de meu pai está fazendo aqui? . _ Ontem eu vi ele escondendo um pacote na gaveta lá do quarto.Não sei se é espelho ou se não é.Mas aquilo é o retrato do meu pai! Indignada. . Guardou. mulher? . . É ele sim! Olha o rosto dele..Cachorro sem-vergonha.Ah. A mãe da moça morava perto. A mulher. numa casinha de sapé esquecida nos cafundós da mata.. A mulher ficou só olhando. – Isso é o retrato do meu pai.Ah. desses de vidro e moldura de madeira.br = E-MAIL: faceca@faceca. fui ver o que era. E o cabelo? E o nariz? E aquele sorriso meio sem jeito? O homem quis saber o preço. O comerciante sacudiu os ombros e vendeu o espelho baratinho. Depois gritou. chorando sentada no chão. mãe! Hoje. menina? _ Aquele cafajeste arranjou outra! _ Ela ficou maluca. Fez o sinal da cruz tapando a boca com as mãos. O dono da loja sorriu. . 173 – Vila Bueno – 37.O. . Em seguida.O senhor.O. olhou e deu um passo atrás.

As reticências (. 173 – Vila Bueno – 37.. 14) Leia a frase a seguir: “Fica tranqüila.O.687 – D.D. feliz. Olhou de novo.br = E-MAIL: faceca@faceca. no contexto em que aparece. d) ( ) prestes a morrer.020 – Varginha – Minas Gerais (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) http//www.Fica tranqüila. careca. Essa frase. escutou a gritaria e veio ver o que estava acontecendo”.O. notou: ) uma cabeleira solta. masculina.. Arregalou os olhos. 20/11/08 Engenharia de Produção: Autorização através da Portaria n° 1. ) um sorriso meio sem jeito. ) uma mulher capenga. Soltou uma sonora gargalhada.berrou o homem de cara amarrada. 02/09/75 Ciências Econômicas: Reconhecimento através de Portaria Ministerial Nº 242/91 . murcha. feia.O.FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA Administração e Ciências Contábeis: Reconhecimento pelo Decreto Federal Nº 76177/75 .. uma personagem: feminina.D.O. arruinada. O motivo da gritaria era: a) ( ) a desconfiança entre marido e mulher. desembrulhou o pacote e espiou. abriu a gaveta.D. c) ( ) esposa. 15) Leia o trecho a seguir: “A mãe da moça morava perto. ao olhar-se no espelho. o mesmo sentido de: b) ( ) muito doente. b) ( ) idosa. caduca. capenga.O. ) uma fulana cacarenta. c) ( ) indignado. ( ) A reação da sogra ao ver a filha chorando. ( ) O ciúme que o espelho despertou na mulher do homem. velha. _ Só se for o retrato da bisavó dele! A atual fulana é a coisa mais enrugada. ( ) A compra do espelho pelo homem.) indicam que o homem ficou: a) ( ) emocionado. O Senhor. já está com os dois pés na cova”.D. Versão de conto popular por Ricardo Azevedo. D) ( ) imagem do espelho . abraçando a filha: . d) ( ) triste.006. 22/02/91 Sistemas de Informação: Reconhecimento através de Portaria Nº 4. texto. no a) ( ) dentro da cova. 17) a) b) c) d) 18) a) b) c) d) Qual foi o fato que desencadeou a narrativa em "O caso do Espelho"? ( ) A alegria do homem ao se descobrir parecido com o pai. b) ( ) fotografia. d) ( ) que a mulher pensou que foi traída. 13) “Ah caracteriza a) ( ) d) ( ) seu traidor de uma figa!”. 29/12/05 Direito: Reconhecimento através de Portaria Nº 895 ." O pronome "Ela" refere -se à: a) ( ) boa senhora. desengonçada. A bruxa do retrato já está com os dois pés na cova. torta e desdentada que eu já vi até hoje! E completou.562 . conheceu meu pai? Perguntou ele ao comerciante”.faceca. c) ( ) o fato de o marido ter encontrado a casa desarrumada. 16) Leia o trecho a seguir: “Os olhos do homem ficaram molhados.. b) ( ) surpreso. cacarenta. b) ( ) a saída do marido para o trabalho. A ( ( ( ( esposa. 19) No trecho: "Ela ficou maluca .br Entrando no quarto. c) ( ) muito feia. A bruxa do retrato A expressão em destaque tem. c) ( ) infantil. 25/11/09 Rua Professor Felipe Tiago Gomes.

em relação à saudação do rato.D. d) ( ) ignorasse o comentário do rato. b) ( ) uma ofensa.562 . b) ( ) Mudaria o sentido do texto. d) ( ) Garfield ironiza a audácia do rato. D) ( ) um problema de saúde. b) ( ) ele não está reconhecendo os outros personagens.. 22/02/91 Sistemas de Informação: Reconhecimento através de Portaria Nº 4.687 – D. 02/09/75 Ciências Econômicas: Reconhecimento através de Portaria Ministerial Nº 242/91 . era que ele: a) ( ) comesse o rato. caduca.” Se trocarmos as palavras pelos sinônimos manca. foi: a “cegueira” do rato.006.O.D. 25) Qual teria sido a intenção de Garfield ao utilizar o diminutivo na expressão “UM OFTALMOLOGISTA BEM PEQUENININHO”? a) ( ) Afirmar que o rato é muito pequeno. . c) ( ) Perderia o efeito cômico e a sonoridade.O. a falta de reação do gato.FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA Administração e Ciências Contábeis: Reconhecimento pelo Decreto Federal Nº 76177/75 . no terceiro quadrinho da tira.faceca. 20/11/08 Engenharia de Produção: Autorização através da Portaria n° 1. c) ( ) ele se importa com as diferenças. D) ( ) a ousadia do rato ) ) 24) Quando John diz:”O QUE VAI FAZER A RESPEITO DISSO?” Garfield responde como se fosse: a) ( ) uma indiferença. c) ( ) levasse o rato ao oftalmologista.D.. o que ocorreria com esse trecho? a) ( ) Ficaria com o mesmo sentido e com mesma sonoridade. 173 – Vila Bueno – 37. b) ( ) explicasse ao rato que eles não são ratos.) capenga. mas permaneceria a sonoridade. b) ( ) Dizer que gato e ratos são iguais. desmemoriada.. d) ( ) Menosprezar o rato. c) ( ) Dizer que o rato é cego. calva. 25/11/09 Rua Professor Felipe Tiago Gomes. C) ( ) uma ironia.br 20) Leia o trecho: “(. 29/12/05 Direito: Reconhecimento através de Portaria Nº 895 .O. Leia a tira do Grafield: 21) A atitude que John esperava de Garfield.D. 23) a) ( b) ( O que teria levado John a questionar Garfield.. C) ( ) a forma de saudação do rato. a saudação do ratinho indica que: a) ( ) ele está desafiando Garfield. d) ( ) Perderia o sentido e a sonoridade.020 – Varginha – Minas Gerais (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) http//www. 22) Analisando a “tirinha” de Garfield.br = E-MAIL: faceca@faceca.O. careca.O.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful