Você está na página 1de 55

D'Angelis, Wilmar da R., Carla Maria Cunha & Aryon D. Rodrigues (orgs.).

2002. Bibliografia das línguas Macro-Jê. Campinas: IEL/Unicamp.

Este livro está disponível para download no seguinte endereço: Bibliografia


http://biblio.etnolinguistica.org/dangelis_2002_bibliografia
das
Línguas Macro-Jê

Wilmar da Rocha D'Angelis


Carla Maria Cunha
Aryon Dall'lgna Rodrigues

Departamento de Linguística
Instituto de Estudos da Linguagem ( IEL )

UNICAMP

Campinas, maio 2002


Biblioteca Digital Curt Nimuendaju
http://biblio.etnolinguistica.org
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS
Reitor: Carlos Henrique de Brito Cruz
Vice-Reitor: Jose Tadeu Jorge
INSTITUTO DE ESTUDOS DA LINGUAGEM
Diretor: Luiz Carlos da Silva Cantas
Diretora-Associada: Maria Augusta Bastos de Mattos
SETOR DE PUBLICAÇÕES
Coordenadora: Lúcia Kopschitz X. Bastos
DEPARTAMENTO DE LINGU~STICA
Chefe: Charlotte Marie Charnbelland Galves

UNICAMPIIEL Responsável desta publicação:


Setor de Publicaçóes
Caixa Postal 6045 Wilrnar da Rocha D'Angelis
13084-971 -CAMPINAS - SP - BRASIL email: dangelis@unicamp.br
e-mail: spublicOiei.unicamp.br

Esta publicação homenageia os


Bibliografia das Iíngiias Macro-Jê IWiliiiai- da Rocha D'Angeiis,
Cada Maria Cunha, Aryon Dall'Igna Rodrigues (Oi-gs.) - -
Campinas, SP: DLIlELíüNICAMP, 2002. 25 anos
Esta publicaçZo homenageia os 25 anos do Instituto de Estudos da
Linguagem - I E L - UNICAMP (1977-2002). do Instituto de Estudos da Linguagem
1. índios - Líiiguas - Bibliografia. 2. Índios da América do Sul -
IEL - UNICAMP
Brasil. I.D'Angelis, Wilmar da Rocha 11. Cunlia, Carla Maria. 111.
Rodrigues, Aryon Dall'lgna. I V . Universidade Estadual de Campinas.
Instituto de Estudos da Linguagem. Deparramento de Linguística.

CDD 498.016
CDD 980.41
Colaboradores

Esta publicação teve a inestimável colaboração das pessoas relacionadas


abaixo, que nos enviaram conjuntos de referências bibliográficasde várlos
autores, fruto de suas próprias pesquisas.
A eles, renovamos pubiicamente nossos sinceros agradecimentos.

Adriana Maria Soares Viana


Felipe Ferreira Vander Velden
Flávia de Castro Alves
Marcus Antonio Rezende Maia
Monica Veloso Borges
CU
I n W C 0 C T ) W O
0 0 0 - c 0 7
6 6 6 6 6 6
a a a a a a
Apresentação

Num trabalho que envolveu a colaboração de muitas pessoas.


vem a luz uma bibliografia unificada das iínguas do tronco Macro-Jê.
Ela busca reunir o que sabemos existir sobre as línguas indígenas
desse tronco e que se enquadre simultaneamente nos seguintes
critérios:
1. trabalhos, textos ou documentos que tenham
relevância ou alguma utilidade para o estudo de qualquer aspecto
de uma ou várias iínguas desse tronco, ainda que não sejam
trabalhos produzidos por linguistas e ainda que não se voltem
prioritariamente para o estudo da língua indígena. Isso significa que a
Bibliografia inciui, além dos trabalhos propriamente de linguistas.
também textos de antropólogos, materiais didáticos, textos religiosos
ou missionários, etc., sempre que sua consulta resulte em alguma
informação sobre iinguo Macro-Jê.
2. trabalhos tornados públicos ou disponíveis
publicamente. Isso inciui: textos pubiicados, dissertações e teses
defendidas e depositadas nas respectivas instituições, textos
disponíveis na rede e trabalhos não pubiicados que atendam a uma
das seguintes situações: (i] trabaihos apresentados em congressos e
eventos acadêmicos; (ii) trabaihos e outros documentos disponíveis
para consulta em arquivos abertos ao público.

A produção dessa Bibliografia foi sugestão aprovada na


plenária final do l 0 Línguas Jê, encontro de pesquisadores de línguas
Jê (e Macro-Jê),organizado e coordenado pelo Prof. Ludoviko C. dos
Santos, da UEL, e realizado em Londrina (PR) no mês de fevereiro de
2001. A organização do 2 O Macro-Jê (encontro que deu
continuidade aquele] assumiu essa proposta como sua tarefa e
como parte da programação do segundo encontro, constituindo
uma pequena equipe para sua concretizaçáo.
inicioimente reunimos uma coletânea de pouco mais de 400
títulos. que disponibilizamos, pela internet, aos pesquisadores' da
área. Durante um mês passamos a receber, então, sugestões e
a,õò&Aa, E Q F L . 6 a, o
g a r '7a "
o a, a, " T - U ' O O
3 0 2 0 9 3 0 0 o
gEa, o" p oo u
n-
. 0 0- 1o0co 5N
a,
a n E t; < gu5.5o 2
g30iOQü
g65: a,.; z .o,'U,%f 0
2
" oN "07 J q < a , ?-òpooUa,
o u o 0 0
aa: 2 a oo -o, to
;? a, 0.0 t; p o L o o'o
E='oP= u o a g , cpo--
52 8&.3P,o o --u O o
- 'g E
:o o p E G 2 0
Ea o-, a i $ g
D d h
'a,0 0 Q. c$a2, c o c
a nY;.6
o , 5 8 9 E ,E,
Pog 0
0
o g- _ , 0o 0 ,
L ." m
5 . O O O O
0.0
E ~ac uoU-o.Cio U0 E a, 0 O " j 0
a,
.g "o c-2 p
O .' P
EE
-,o" OL
;?$$ $
.G >o 0 a o
c a a -~
O"s0
0
1 0
!L-o oãpg.,
5.5 p E <
0 0
"'
y>
0
c O U
o u
3 0 0
-
9 ~ m E m ~ o
a,u,oo
9 - c3
O
"'0 a, o c D , o g g
yu 2 OE.E F
a,"30 o%-?
o n Uò E% u, o>EoCoEso
O -2 o
qQ O 0c ~
' O O O U o .a,q;
$ 0 ~ 'JE-9u
'OCoai gE
-
Oa,, .<a,
E""o o = a,; a o
3uo:7kg 0 - t o a E a, a,.g
o u = OOO 0 ,gp.g
?" E " .0
C,oOOOa,o
O ~ C Z ~ ~ C
-
a, c. $gg
~ - ~ o " c o o
a
o 0 a, a , T O a, oooai.2uu
Informações importantes
Normas de apresentação
A Bibliografia das Línguas Macro-Jê está organizada segundo as
Concepção da Obra normas de apresentação bibliográfica da ABNT, a exceção da colocação
do ano da publicação, que aqui aparece imediatamente após o nome do(s)
autor(es), forma que adotamos tanto por ser uma prática corrente de
Esta Bibliografia unificada sobre as Iínguas indígenas do tronco roferenciação bibliográfica na nossa área como pelo fato de permitir a
Macro-Jê está organizada em duas partes: organização automática dos registros em ordem cronológica por autor.
Também decidimos manter a prática tradicional de indicar com s.d. os
Referências completas em ordem alfabética de autor e data trabalhos publicados ou documentos arquivados sem data, isto é, que não
de publicação apresentem a referência do ano de sua publicação ou produção. Sempre
Na primeira parte estão efetivamente todas as referências que possível, ao final da referência damos indicação sobre a data provável
reunidas na Bibliografia, ordenadas por ordem alfabética de autor e, no do material.
mesmo autor, por ordem crescente de data, com os dados de sua Não procedemos atualização ortográfica nos títulos das obras e
publicação ou localização (dependendo do caso) e classificadas segundo artigos.
seu interesse primordial (ver abaixo: Classificação). Cada referência possui
um número de ordem que é útil para sua recuperaçao quando se faz Classificação
consultas a Parte II. Como a Bibliografia não reúne apenas produção de pesquisadores
de línguas, mas também inclui trabalhos de antropólogos, autores
Listagens por Iíngua indígena indígenas, viajantes, missionários, historiadores, etc., julgamos necessário
informar ao leitor quais trabalhos estão prioritariamente tratando da Iíngua
A segunda parte permite a pesquisa por Iíngua indígena. Ali, em si (ou de aspectos de uma ou várias Iínguas Macro-Jê), para
para cada Iíngua do tronco Macro-Jê se encontram relacionadas todas as diferenciá-los de trabalhos cujo enfoque central está, por exemplo, em
obras e documentos que, na Bibliografia como tal, referem-se a ela. Por aspectos da cultura ou da história do povo indígena. Criamos, então, um
economia, não se repete toda a referência, uma vez que o leitor pode campo de "classificação", que corresponde a última informação a aparecer
recuperá-las na Parte I; apresenta-se apenas o nome de cada autor e ano entre colchetes, ao final de cada referência.
da obra, com o número de ordem na Bibliografia, dispostos em um São classificados em [Linguística] todos os trabalhos
ordenamento geral por data (crescente), o que permite ao leitor visualizar, especificamente voltados a língua (aí incluídos, porém, até mesmo aqueles
de imediato, as obras de determinada época, as mais recentes em relação simples vocabulários recolhidos por viajantes ou missionários). As demais
as mais antigas, as de um autor em relação a outro, etc. Deve-se alertar o obras são classificadas, conforme o caso, em [Antropologia], [Etnografia],
leitor para o fato de que muitas obras só aparecem nas listagens gerais [Missionário], [Material didático], [Literatura], etc.
intituladas Jê e Macro-Jê. São os casos de textos mais abrangentes, que
não se ocupam de uma língua específica, mas trabalham com fatos de um Referências incompletas
grande número delas. Adotou-se, por critério, que todo trabalho que faz O leitor encontrará também algumas graves lacunas, como a falta
referência a mais de 6 Iínguas deixa de ser referido em cada uma delas de indicação do número das páginas ou outro dado igualmente relevante
individualmente, para ser incluído nas listagens gerais Jê ou Macro-Jê na referência de alguns trabalhos publicados. Em todos esses casos trata-
(conforme o caso). No entanto, trabalhos que, além de discutir questões se de contribuição que nos chegou incompleta, de algum dos
gerais de línguas Jê ou Macro-Jê, estão apoiados em dados de um colaboradores, e que a exiguidade do prazo não permitiu que
pequeno número de Iínguas específicas, são incluídos também nas listas obtivéssemos, a tempo, a devida complementação. Julgamos, entretanto,
de cada uma dessas línguas.
que era importante incluir esses registros, exatamente por tratar-se de uma relação a versão previamente divulgada na internet) diversos registros cuja
edição com caráter experimental, de modo a permitir que outros referência correspondia a algum texto inédito que não está depositado em
pesquisadores contribuam para a correção ou preenchimento das lacunas local ou instituição de acesso público. Nos casos em que o trabalho em
existentes nas referências aqui reunidas. questão, apesar de não-publicado, encontra-se disponível e acessivel em
local público, a referência foi aceita ou mantida. Os trabalhos tornados
Nomes de autores públicos em congressos e eventos científicos foram mantidos na
Sempre que o conhecimento nos permitiu, padronizamos os nomes Bibliografia.
de autores nas referências, mesmo quando em uma ou outra publicação o
nome não tenha aparecido exatamente do mesmo jeito. Por exemplo: se o Referência geral, não-parcial
autor "Teiêmaco Augusto Morosines Borba" aparece, em alguma Quando se trata de obra de um único e mesmo autor, preferimos
publicação, tão somente como "Telêmaco Borba", em nosso banco de roferi-Ia uma única vez, em lugar de dedicar-lhe vários registros, cada um
dados inserimos sempre o nome completo, de modo a permitir a para determinadas páginas ou capítulos específicos.
ordenação automática dos registros por nome de autor e data. Por exemplo, na obra Etnografia e Indigenismo: sobre os
Kaingang, os Ofaié-Xavante e os índios do Pará, que reúne diversos
Nomes das Línguas textos de Curt Nimuendajú, há dois pequenos vocabulários: um
Na segunda parte do livro, para a organização das listagens por vocabulário comparativo do Kaingang de São Paulo com dados de Xokleng
línguas, adotamos como referência - sem seguir a risca - a forma do ~inotadospor H. Gensch, e um vocabulário comparativo do Kaingang de
nome da línguas encontrada em Rodrigues (1986), que segue de modo São Paulo com dados de Kayapó, anotados por F. Krause. Em lugar de
geral a convenção da Associação Brasileira de Antropologia, de 1953. destinarmos uma entrada a cada um desses vocabulários (remetendo as
Para alguns casos introduzimos entradas que remetem, de uma pAginas da obra em que se inserem), demos entrada da obra como um
denominação conhecida, para aquela adotada nesse livro. Por exemplo: todo, uma única vez. No entanto, nas relações das obras por lingua
quem procurar pela iingua Mebengokre encontrará a indicação: ver indígena - na segunda parte desta Bibliografia - a referência aquele livro
Kayapó; quem procurar Cayapó do Sul encontrará: ver Panará; e a (Nimuendajú 1993) comparece tanto na relação de obras sobre a lingua
procura por Borun traz a remissão: ver Botocudo. Kaingang, como nas relações sobre as línguas Xokleng e Kayapó
Por outro lado, há casos em que é impossível definir uma filiação (Mebengokre).
precisa de determinado trabalho a uma certa lingua, mas sabe-se que ele
guarda relação bastante próxima (talvez direta) com ela; nesse caso, além
das indicações específicas sobre aquela língua, remetemos o leitor Sinais diacríticos
também a essas obras relacionadas. É o caso, por exemplo, das referência Eventualmente, em alguns registros o leitor familiarizado notará a
a lingua Krenak, onde o leitor encontrará a remissão: v. tb. BOTOCUDO falta de acentuação em algumas palavras indígenas, principalmente o
(i.e.: ver também Botocudo). ausência do til (-) sobre as vogais e, i, u, y. Isso se deve a forma como os
Obras ou documentos que referem nomes de línguas extintas que registros foram originalmente compilados ou transmitidos em arquivos
talvez não passavam de dialetos de determinada língua (extinta ou não), informatizados. Esperamos corrigir também essas falhas, com a
além de comparecer na respectiva listagem (ex.: em Nakrehé ou em colaboração dos colegas, para uma edição posterior.
Pojká) comparecem também na listagem da iingua que se lhe costuma
atribuir (no caso dos dois exemplos, na listagem da lingua Botocudo). Abreviações
Em um bom número de registros o leitor encontrará, como título do
Registros Excluídos trabalho/documento, a forma: Formulário dos vocabulários padrões... :
Atendendo a um dos critérios definidos para inserção de dados (seguida do nome de uma lingua indígena). Trata-se de uma forma
nessa Bibliografia (ver Apresentação, 2'. parágrafo), retiramos dela (em contrata para o titulo do conhecido formulário de pesquisa adotado no
Museu Nacional, cujo nome completo é: Formulário dos vocabulários Bibliografia das Línguas Macro-Jê
padrões para estudos comparativos preliminares das línguas indígenas
brasileiras.
Em diversos registros encontra-se também a informação de que, I . A LENDA do Pyp, o arqueiro. 1982. Brasília: Summer Institute of
para o referido trabalho ou documento, existe Cópia arquivada no CEDAE- Linguistics (SIL). v. 1. [Material Didáticol
IEL-Unicamp. Trata-se do Centro de Documentação Alexandre Eulálio, do
Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), na Unicamp, que possui, entre 2. ABREU, Sylvio Froes de. 1929. Os índios Crenaques (Botocudos do Rio
seus fundos, duas coleções que contêm material dessa área de pesquisa: Doce) em 1926. Revista do Museu Paulista. São Paulo. t.16, p.569-
a coleção Línguas Indígenas e a coleção Análise do Discurso Indígena. 602. Inclui Vocabulário. [Linguística]
3. ABREU, Sylvio Froes de. 1931. A língua dos Canelas. Na terra das
Principais obras bibliográficas consultadas palmeiras. Rio de Janeiro: s.n. [Linguística]
4. ADAM, Lucien. 1902. Le parler des Caingangs. Actes du Congrès
RODRIGUES, Aryon Dall'lgna. 1985. The present state of the study of International des Américanistes, XII session (1900). Paris: Ernest
Brazilian Indian languages. KLEIN, H. E. M.; STARK, L. R. Leroux. p.317-330. [Linguística]
(Ed.). South American Indian Languages. Austin: University
of Texas Press. p.405-439. 5. ALBISETTI. César; VENTURELLI, Ângelo Jayme. 1962. Enciclopédia
. 1986. Línguas brasileiras. Para o Bororo. Vol. I - Vocabulários e Etnografia. Campo Grande: Museu
conhecimento das línguas indígenas. São Paulo: Loyola. Regional Dom Bosco. [Linguística]
. 1999. Macro-Jê. In DIXON, R.M.W.;
AIKHENWALD, A.Y. (orgs.). The Amazonian Languages. 6. ALBISETTI, César; VENTURELLI, Ângelo Jayme. 1969. Enciclopédia
Cambridge: Cambridge University Press. p.165-206. Bororo. VoI. I1 - Lendas e Antropônimos. Campo Grande: Museu
. 2000. 'Ge-Pano-Karib' x 'Jê-Tupi-Karib': Regional Dom Bosco. [Linguística]
sobre relaciones linguísticas prehistóricas em Sudamérica. 7. ALBISETTI, César; VENTURELLI, Ângelo Jayme. 1976. Enciclopédia
Actas de1 I Congreso de Lenguas Indígenas de
Sudamérica. Lima: Universidad Ricardo Palma. t.1, p.95-104.
Bororo. Vol. 111, parte 1:Textos dos cantos de caça e pesca. Campo
.2001. Para o estudo histórico- Grande: Museu Regional Dom Bosco. [Linguística]
comparativo das línguas Jê. IQ ENCONTRO SOBRE 8. ALBUQUERQUE, Francisco E. 2001. Aspectos da Situação
L~NGUASJÊ. Londrina, 15-16/02/2001. Sociolinguística dos Apinayé de Riachinho e Bonito. 1ENCONTRO
SOBRE LÍNGUAS JÊ. Londrina, UEL, 15-16/02/2001.
SEKI, Lucy. 1990. Apontamentos para uma bibliografia da língua
[Sociolinguística]
Botocudol Borum. Cadernos de Estudos Linguísticos.
Campinas: DL-IEL-UNICAMP. n.18, p.115-142. 9. ALENCASTRE, S.P. de. 1964. Anais da Provincia de Goias. Revista do
Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. t.27. [História]
NOELLI, F. et al. 1998. Bibliografia Kaingang: referências sobre um
povo Jê do Sul do Brasil. Londrina: Editora UEL. 10. ALVARES, Myriam Martins. 1992. Yãmiy, os espíritos do canto: a
construção da pessoa na sociedade Maxakali. Campinas: IFCH-
Unicamp. (Dissertação de Mestrado). [Antropologia]
11. ALVARES, Myriam Martins (Org.). 1998. O livro que conta histórias 21. ALVES, Flávia de Castro. 2001c. Sistematização das diferenças entre as
de antigamente 11.Belo Horizonte: SEDUC. [Literatura] classes de pronomes pessoais do Apãniekrá (Jê). In: XLVIX
12. ALVES, Flávia de Castro. 1995. Levantamento contrastivo dos fonemas SEMINÁRIO DO GEL. Marília, SP. [Linguística]
das línguas Apinayé, Canela e Krahô (família linguística Jê). In: 22. ALVES, Flávia de Castro. 2001d. A variação entre os marcadores de
XLIII SEMINÁRIO DO GEL. Ribeirão Preto, SP. [Linguística] terceira pessoa presos ao verbo em Apãniekrá (Jê). In: I ENCONTRO
13. ALVES, Flávia de Castro. 1998a. As duplicações vocálicas e INTERNACIONAL DO GRUPO DE TRABALHO DE LINGUAS
consonantais do Apãnjekrá-Canela do ponto de vista da fonologia não- IND~GENASDA ANPOLL. Belém, PA: UFPA. [Linguística]
linear. Estudos Linguísticos XXVII. São José do Rio Preto, SP: 23. ALVES, Flávia de Castro; sÁ, Rosane MuÍíoz de. 2000. As estruturas
UNESP. p.490-495. [Linguística] silábicas do Apãniekrá e do Pykobjê: uma contribuição aos estudos
14. ALVES. Flávia de Castro. 1998b. As unidades distintas na das sílabas nas línguas Timbira. Anais d o Congresso da ABRALIN.
representação fonológica da língua Apãniekrá-Canela. In: I Florianópolis: UFSC. CD-rom. [Linguística]
ENCONTRO DOS ALUNOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM 24. AMANTINO, Sebastião Kênh-prá; CORNELIO, Pedro Ség-ség. 1975.
LINGÜÍSTICA DA USP (ENAPOL). São Paulo: USP. [Linguística] Goj káme. Tenente Portela (Guarita), RS: Fundação Nacional do
15. ALVES, Flávia de Castro. 1999a. As consoantes pré-nasalizadas em Índio. [Material didático]
Apãniekrá. In: XLVII SEMINÁRIO DO GEL. Bauru, SP. 25. AMARAL, Claro Monteiro do. 1948. Vocabulário Português-
[Linguística] Botocudo. São Paulo: Museu Paulista. Documentação Linguística.
16. ALVES, Flávia de Castro. 1999b. Aspectos fonológicos d o Apãnjekra Boletim 2. Vocabulário com 1161 itens lexicais. [Linguística]
(Jê). São Paulo: USP. (Dissertação de Mestrado). [Linguística] 26. AMBROSETTI, Juan Bautista. 1894. Los índios Kaingángues de San
17. ALVES, Flávia de Castro. 2000a. Aspectos da morfossintaxe do Pedro (Misiones). Revista de1 Jardín Zoológico de Buenos Aires.
Apãniekra e do Krahô (Jê): uma contribuição aos estudos da relação Buenos Aires. v.2, n.lO-12, p.305-387. [Linguística]
existentes entre as línguas Timbira. In: VI SEMINÁRIO DE TESES 27. AMBROSETTI, Juan Bautista. 1895. Los índios Kaingangues de San
EM ANDAMENTO. Campinas: IEL - Unicamp. [Linguística] Pedro (Misiones), con un vocabulário. Buenos Aires: CompaÍiia
18. ALVES, Flávia de Castro. 2000b. Tópicos da fonologia das Iínguas Sud-Americana de Billetes de Banco. Separata da Revista de1 Jardin
Macro-Jê. Estudos Lingüísticos XXIX. Assis, SP: UNESP. p.190- Zoológico de Buenos Ayres. 77p. [Linguística]
197. [Linguística] 28. AMBROSETTI, Juan Bautista. 1896a. Materiales para e1 estudio de
19. ALVES, Flávia de Castro. 2001a. Processos desencadeados pelo uso da Ias lenguas de1 grupo Kaingangue (Alto Paraná). Buenos Aires:
negação nas orações independentes do Apãniekrá (Jê). In: VI Imprenta de Paulo E. Coni é Hijos. [Linguística]
SEMINÁRIO DE TESES EM ANDAMENTO. Campinas: IEL - 29. AMBROSETTI, Juan Bautista. 1896b. Materiales para e1 estudio de Ias
Unicamp. [Linguística] lenguas de1 grupo Kaingángue (Alto Paraná). Boletín d e l a Academia
20. ALVES, Flávia de Castro. 2001b. Aspectos da ergatividade cindida em Nacional de Ciencias de Córdoba. Buenos Aires. 11.14, p. 331-383.
Apãniekra (Jê). In: I ENCONTRO SOBRE LÍNGUASJÊ. [Linguística]
Londrina, UEL, 15-16/02/2001. [Linguística] 30. ANGENOT, lean Pierre; AIKHENVALD-ANGENOT, Alexandra Y.
1990a. Greenberg's Amerind, Nostratic and Dene-Caucasian:
morphological evidence. Abstracts of the Conference on the 40. ARAÚJo, Gabriel Antunes. 2000. Fonologia e morfologia da língua
Greenberg classification.Boulder, Colorado, USA. [Linguística] Maxakali. Campinas: IEL-UNICAMP. (Dissertação de Mestrado).
[Linguística]
3 1. ANGENOT, Jean Pierre; AIKHENVALD-ANGENOT, Alexandra Y.
1990b. The old world and the South American Proto-Jê. 41. ARAÚJO, Leopoldina Maria S. de. 1977. Semântica gerativa: um
SHEVOROSHKIN: Vitalij (Ed.). Prehistory of cuItures and estudo do diaIeto Gavião-Jê. Florianópolis: Universidade Federal de
languages. Bochum, Germany: Brockmeyer. [Linguística] Santa Catarina. (Dissertação de Mestrado). [Linguística]
32. ANGENOT, Jean Pierre; AIKHENVALD-ANGENOT, Alexandra Y. 42. ARAÚJO, Leopoldina Maria S. de. 1980. Tamanho como processo
1991. The South American Proto-Jê and the Nostratic: a possible derivacional no Gavião-Jê. XII Reunião Brasileira de AntropoIogia.
interphyletic relation. Revista Teias. Florianópolis: UFSC. n.3. Rio de Janeiro, Associação Brasileira de Antropologia (ABA). Julho
[Linguística] 1980. [Linguística]
33. ANTUNES, Marisa A. Domingos. 1999. Pequeno dicionário indígena 43. ARAÚJo, Leopoldina Maria S. de. 1995. Retenções lexicais no dialeto
Maxakali-Português, Português-Maxakali. Juiz de Fora, MG: Parkatejê. Moara. Belém: Pós-Graduação em Letras - UFPA. n.4,
Edição da Autora. 56p. [Linguística] p.151-190. [Linguística]
34. APINAYÉ, Josué D. de S. Katamkoxet. 1991. Calendário Apinayé. 44. ARAÚJO, Leopoldina Maria S. de. 2001. O Acento de Palavra e de
Sociedade Internacional de Linguística (SIL). Arquivo do Setor Frase em Parkatêjê. 1 ENCONTRO SOBRE LÍNGUAS JÊ.
Linguística do Museu Nacional, RJ. [Calendário] Londrina, UEL, 15-1610212001. [Linguística]
35. APINAYÉ, Josué P. de S. Katamkoxet; APINAYÉ, Paulo L. K.; 45. ARAÚJO, Leopoldina Maria S. de; FERREIRA, Marília. 2001.
APINAYÉ, Cândido W. 1988. Merkot Belem Kam Memoj Pumunh. Predicados intransitivos em Parkatêjê. In CABRAL, Ana S. A. C.;
Summer Institute of Linguistics (SIL). Livro de leitura na língua RODRIGUES, Aryon Dall'Igna (Orgs.). Estudos de Línguas
Apinayé. [Material Didático] Indígenas 11. Belém: UFPA. p. [Linguística]
36. APINAYÉ, Paulo L. Kamer. 1988. Kuwenh jarenh a kaga. Pássaros. 46. AZANHA, Gilberto. 1984. Forma timbira: estrutura e resistência.
Summer Institute of Linguistics (SIL). Livro de leitura na língua São Paulo: FFLCH-USP. (Dissertação de Mestrado). [Antropologia]
Apinayé. [Material Didático] 47. AZEVEDO, Antônio Medeiros de. 1936. Vocabulário Pataxo. Posto
37. APU yumu mokupix. 1968. Rio de Janeiro: Summer Institute of Indígena Paraguaçu, Rio Colônia, BA. 5p. Arquivo do Setor
Linguistics (SIL). Livro de leitura. [Material Didático] Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
38. ARAUJO, Benedita A. C. 1992. AnáIise do Worterbuch der 48. AZEVEDO, Gilda Maria Corrêa de. 1965. Língua Kariri: descrição do
Botokudensprache. Campinas: IEL- Unicamp. (Dissertação de dialeto Kipeá. Brasília: Universidade de Brasília. (Dissertação de
Mestrado). [Linguística] Mestrado) [Linguística]
39. ARAÚJo, Gabriel Antunes. 1996. Masakari: vocabulario Maxakali de 49. BAETA, Waldemar Alves. s.d. Manuscritos Inéditos. Cabeceiras Rio
Curt Nimuendaju. Cadernos de Estudos Linguísticas. Campinas: São Doce, MG. Trabalho não publicado. Arquivo do Setor Linguístico do
Paulo. 11.31, p.5-31. [Linguística] Museu Nacional, RJ. [Linguística]
50. BAETA, Waldemar Alves. s.d. Índice remissivo Swadesh-Loukotka. 02. BORGES, Manlia Ferreira. 1995. Aspectos morfossintáticos das
Vale do Rio Doce, MG. 10p. Trabalho não publicado. Arquivo do relações genitivas na língua Kayapó. Moara. Belém: Pós-Graduação
Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Déc. 1920. [Linguística] em Letras - UFPA. n.4, p.77-82. [Linguística]
51. BALBI, Adrien. 1826. Atlas ethnografique du globe, ou classification 03. BORGES, Monica Veloso. 1994a. Diferenças entre a fala feminina e
des peuples anciens et modernes d'apres leurs langues. Paris: s.n. masculina na língua Karajá (Brasil). Actas das I1 Jornadas de
[Linguístico - Classificação] Linguística Aborigen. Argentina: Universidad de Buenos Aires.
52. BALDUS, Herbert. 1935. Sprachproben des Kaingang von Palmas. p.331-337. [Linguística]
Anthropos. Wien. n.30, p.191-202. [Linguística] 04. BORGES, Monica Veloso. 1994b. Marcas da fala feminina na língua
53. BALDUS, Herbert. 1947. Vocabulário zoológico Kaingang. Arquivos Karajá. Boletim Informativo da ANPOLL. Brasília, Goiânia. n.22,
do Museu Paranaense. Curitiba. n.6, p.149-160. [Linguística] p.380. [Linguística]
54. BALDUS, Herbert. 1952. Terminologia de parentesco Kaingang. 05. BORGES, Monica Veloso. 1995. Diferenças entre a fala feminina e
Sociologia. São Paulo. v.14, n.1, p.76-79. [Linguística] masculina na língua Karajá. Anais do IX Encontro Nacional da
ANPOLL. João Pessoa, PB. v.2, t. 1, p. 1017-1024. [Linguística]
55. BALDUS, Herbert. 1958. Contribuição à linguística Gê. Miscellanea
Paul Rivet. (Octogenario Dicata). México, D.F.: Universidade 66. BORGES, Monica Veloso. 1996. Estruturas silábicas das falas feminina
Nacional Autónoma de México. v.3, p.23-41. [Linguística] e masculina no Karajá. Letras em Revista. Goiânia:UFG. v.7-8,
p.207-221. [Linguística]
56. BARBOSA, A. Lemos. 1950. Conversando com um índio Fulniô. Notas
etnográficas e linguísticas. Verbum. Rio de Janeiro: s.n. n.7, fasc.3. 67. BORGES, Monica Veloso. 1997a. Os empréstimos do português no
[Linguística] Karajá e sua realização nas falas feminina e masculina. Actas de Ias
57. BARBOSA, E. A. 1991. Aspectos fonológicos da língua Yatê.
Jornadas de Antropologia de la Cuenca de1 Plata Segundas-
Jornadas de Etnolingüistica. Argentina: Universidad Nac. de
Universidade de Brasilia. (Dissertação de Mestrado). [Linguística] Rosario - Fac. de Humanidades y Artes. t.1, p.236-242. [Linguística]
58. BOE eno ABCDário. 1991. Summer Institute of Linguistics (SIL). 68. BORGES, Monica Veloso. 1997b. As falas feminina e masculina no
[Material Didático] Karajá: diferenças silábicas. Anais do I1 Encontro do Círculo de
59. BORBA, Telêmaco Augusto Morocines. 1903. Pequeno vocabulário das Estudos Linguísticas do Sul. Florianópolis: UFSC. CD-Rom.
línguas portuguesa e Caingangue ou Coroados. Almanach do Paraná. [Linguística]
Curitiba. [Etnografia] 69. BORGES, Monica Veloso. 1997c. As falas feminina e masculina no
60. BORBA, Telêmaco Augusto Morocines. 1908. Actualidade indígena. Karajá. Goiânia: Universidade Federal de Goiás. (Dissertação de
Curitiba: Typ. e Lith. Impressora Paranaense. [Etnografia] Mestrado). [Linguística]
61. BORGES, Marília de N. de O. F. 1995. Aspectos da morfossintaxe do 70. BORGES, Monica Veloso. 2001a. As distinções entre as falas feminina
sintagma nominal na língua Kayapó. Brasília: Universidade de e masculina no Karajá: subsídios ao projeto de educação e cultura
Brasília (UnB). (Dissertação de Mestrado). [Linguística] indígena Maurehi. Revista do Museu Antropológico. Goiânia:
Universidade Federal de Goiás. v.5-6, n.1, p. [Linguística]
71. BORGES, Monica Veloso. 2001b. A relevância do conhecimento da X I . BOUDIN, Max H. 1957. Questionário padrão em Fulniô. 18p.
distinção entre as falas feminina e masculina no Karajá para a Trabalho não publicado. Arquivo do Setor Linguístico do Museu
educação escolar. HIRATA-VALE, F. B. M. (Org.). Anais do I1 Nacional, RJ. [Linguística]
Seminário Nacional de Linguística e Língua Portuguesa. Goiânia: 82. BOUDIN, Max H. s.d. Lista vocabular Fulniô. 7p. Trabalho não
UFGIGráfica e Editora Vieira. p.65-70. [Linguística] publicado. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ.
72. BORGES, Monica Veloso; RIBEIRO, Eduardo R.; RIOS, L. M. 1993. [Linguística]
Descrição da situação sociolinguística dos índios Karajá de Aruanã. 83. BOUDIN, Max H. s.d. Gramática, vocabulário e textos da língua Iate
Signótica. Goiânia: Universidade Federal de Goiás. n.5, p. 21-39. falada pelos índios Fulni-6, de Águas Belas, estado de
[Linguística] Pernambuco. Manuscrito 11.195.951.Museu do Índio, Rio de Janeiro.
73. BOSWOOD, Joan. 1969. Trial orthography. Summer Institute of [Linguística]
Linguistics (SIL). 2p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu 84. BRAGGIO, Silvia L. Bigonjal. 1986. The Sociolinguistics of literacy:
Nacional, RJ. [Linguística] a case of the Kaingang, a brazilian indian tribe. Albuquerque:
74. BOSWOOD, Joan. 1971. Phonology and Morphology of Rikbaktsa and University of New Mexico Press. (Tese de Doutorado).
a tentative comparison with languages of the Tupi and Je families. [Sociolinguística]
Arquivo Linguístico. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). 85. BRAGGIO, Silvia L. Bigonjal. 1989. Alfabetização como um processo
11.86. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística] social: análise de como ela ocorre entre os Kaingang de Guarapuava,
75. BOSWOOD, Joan. 1973. Evidências para a inclusão do Aripaktsá no Paraná. Trabalhos em Linguística Aplicada. Campinas: IEL-
filo Macro-Jê. Série Linguística. Brasília: Summer Institute of Unicamp. n.14, p.155-170. [Linguística Aplicada]
Linguistics (SIL). n.1, p.67-78. [Linguística] 86. BRANNER, John C. 1927. Os Carnijós de Águas Belas. Revista do
76. BOSWOOD, Joan. 1974a. Citações no discurso narrativo da língua Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro. t.94,
Rikbaktsa. Série Linguística. Brasília: Summer Institute of v.148. [Etnografia]
Linguistics (SIL). n.3, p.99-129. [Linguística] 87. BRIDGEMAN, Loraine. 1958a. Questionário padrão...na língua
77. BOSWOOD, Joan. 1974b. Algumas funções de participante nas orações Botocudo (Xokreng). Posto Indígena Duque de Caxias, SC. 14p.
Rikbaktsa. Série Linguística. Brasília: Summer Institute of Trabalho não publicado. Arquivo do Setor Linguístico do Museu
Linguistics (SIL). n.3, p.7-33. [Lingüística] Nacional, RJ. [Linguística]
78. BOSWOOD, Joan. 1978. Quer falar a língua dos Canoeiros? - 88. BRIDGEMAN, Loraine. 1958b. Questionário padrão...na língua
Rikbaktsa em 26 lições. Brasília: Summer Institute of Linguistics Botocudo. Posto Indígena Duque de Caxias, SC. 13p. Trabalho não
(SIL). 67p. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística] publicado. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ.
[Linguística]
79. BOUDIN, Max H. 1950. Singularidade da língua Ia-tê. Verbum. Rio de
Janeir0:s.n. n.7, fasc.1 [Linguística] 89. BRIDGEMAN, Loraine. 1958. Questionário de material linguística
para o Arquivo de Línguas Vivas. Língua Krenak-Nakrehé. Rio de
80. BOUDIN, Max H. 1951. Apontamentos para o estudo da língua Kre-yé
Janeiro, Summer Institute of Linguistics (SIL). Trabalho não
(Dialeto Timbira do Alto Rio Gurupi) - Grupo Ge. Separata da
Revista Verbum. Rio de Janeiro: s.n. n.7, fasc.4. [Linguística]
publicado. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. 00. BURGESS, Eunice. s.d. Xavante. Rio de Janeiro: Summer Institute of
[Linguística] Linguistics (SIL). 36p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu
Nacional. [Linguística]
90. BRINTON, Daniel. 1891. Lista vocabular de línguas Arawak, Tapuia,
Tupi e Kiriri. The american race. p.349. Arquivo do Setor 100. BURGESS, Eunice; HAM, Patricia. 1968. Multilevel conditioning of
Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Etnografia] phoneme vanants in Apinayé. Linguistics: an international review.
v.41. p.5-18. Cópia não publicada arquivada no CEDAE-IEL-
91. BUBLITZ, Terezinha. 1994. Análise fonológica preliminar da língua
Unicamp. [Linguística]
Xokléng. Brasília: Universidade de Brasília (UnB). (Dissertação de
Mestrado). [Linguística] 101. CADERNO de atividades. 1980. Campo Grande: Universidade
Católica do MT. [Material Didático]
92. BURGESS, Eunice. 1961a. Xavante hyperphonemics. Rio de Janeiro:
Summer Institute of Linguistics (SIL). 9p. Arquivo do Setor 102. CALLAI, Dolair A,; ALLEBRANDT, Lídia I. (Orgs.). 2001a.
Linguístico do Museu Nacional. [Linguística] Vocabulário Kaingang Português. Kanhgág kar fóg vY ke
93. BURGESS, Eunice. 1961b. Person and number in Xavante verb vocabulário. Ijuí: Editora Unijuí. [Linguística]
constructions. Rio de Janeiro: Summer Institute of Linguistics (SIL). 103. CALLAI, Dolair A.; ALLEBRANDT, Lídia I. (Orgs.). 2001b.
21p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional. [Linguística] Histórias para crianças. G?r ag m i n é n ü kãme. Ijuí: Editora Unijuí.
94. BURGESS, Eunice. 1961c. Xavante verb construtions Rio de Janeiro: Edição Portuguesa. [Material Didático.]
Summer Institute of Linguistics (SIL). 6p. Arquivo do Setor 104. CALLAI, Dolair A.; ALLEBRANDT, Lídia I. (Orgs.). 2001c. Gir ag
Linguístico do Museu Nacional. [Linguística]
my nén Ú kãme. Histórias para crianças. Ijuí: Editora Unijuí. Edição
95. BURGESS, Eunice. 1965. Verbal clauses in Xavante. Brasília, Kaingang. [Material Didático]
Summer Institute of Linguistics. Trabalho não publicado. Cópia
arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística] 105. CALLOW, John Campbell. 1959a. Questionário Swadesh-Loukotka:
língua Apinayé. l l p . Arquivo do Setor Lingüístico do Museu
96. BURGESS, Eunice. 1971. Duas análises das sílabas do Xavánte. Nacional, RJ. [Linguística]
Estudos sobre línguas e culturas indígenas. Brasília: Summer
Institute of Linguistics (SIL). p.96-102. [Linguística] 106. CALLOW, John Campbell. 1959b. Questionário padrão da língua
Apinaje. Aldeia São José (GO). 26p. Arquivo do Setor Lingüístico do
97. BURGESS, Eunice. 1975. Information distribuition and thematic Museu Nacional, RJ. [Linguística]
progression in Xavante discourse. Brasília: Summer Institute of
Linguistics (SIL). 42p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu 107. CALLOW, John Campbell. 1962. The Apinayé 1anguage:phonology
Nacional. [Linguística] and grammar. London: University of London. (Tese de Doutorado).
[Linguística]
98. BURGESS, Eunice. 1976. Focus and topic in Xavante. Brasília:
Summer Institute of Linguistics (SIL). 31p. Arquivo do Setor 108. CALLOW, John Campbell. s.d. Questionário padrão da língua
Linguístico do Museu Nacional. [Linguística] Apinage. 1lp. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ.
Década de 1950. [Linguística]
109. CALLOW, John Campbell. s.d. The sentence of clause-types 18p. Caste1nau.- Histoire du voyage. Paris: P. Bertrand. t.5, p.249-285.
Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Década de Edições em 1852 e 1854. [Linguística]
1950. [Linguística] 12 1. CATHOUD, Arnaldo. 1936. Os Bacuêns de lmburana e a destruição
110. CALLOW, K. 1959. List of Gavião words with Apinage equivalents. das matas do Vale do Jequitinhonha. Boletim do Museu Nacional.
Rio de Janeiro: Summer Institute of Linguistics (SIL). 5p. Arquivo do Rio de Janeiro. t.12, n.3, p.129-131. [Etnografia]
Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística] 122. CAVALCANTE, Marita Pôrto et al. 1992. Fonologia do Karajá.
111. CÂMARA IR., Joaquim Mattoso. 1959. Alguns radicais Jê. Rio de Revista do Museu Antropológico. Goiânia: Universidade Federal de
Janeiro: Museu Nacional. Publicações avulsas. [Linguística] Goiás. v.1, n.1, p.63-76. [Linguística]
112. CÂMARA JR., Joaquim Mattoso. 1965. Introdução às línguas i 23. CAVALCANTE, Marita Pôrto et al. 1996. As regras de estrutura frasal
indígenas brasileiras. Rio de Janeiro: Museu Nacional. 2" ed. : do Karajá. Letras em Revista. v.7-8, p.183-206. [Linguística]
Livraria Acadêmica (1965). 3" ed. (1977) e posteriores: Ao Livro 124. CAVALCANTE, Marita Pôrto. 1987. Fonologia e morfologia da
Técnico. [Linguística] língua Kaingáng : o dialeto de São Paulo comparado com o do
113. CARTILHA Apinayé. 1962. Rio de Janeiro: Summer Institute of Paraná. Campinas: IEL-Unicamp. (Tese de Doutorado). [Linguística.]
Linguistics (SIL). [Material Didático] 123 CAVALCANTE, Marita Pôrto. 1987. Fonologia do Karajá. Revista do
114. CARTILHA Bororo. s.d. Summer Institute of Linguistics (SIL). Museu Antropológico. Goiânia: Universidade Federal de Goiás. n.1,
Cartilhas n.1 e n.2. [Material Didático] p.63-76. [Linguística]
115. CARTILHA de transição Karajá-Português. 1964. Rio de Janeiro: 126. CAVALCANTE, Manta Pôrto. s.d. A derivação de formas
Summer Institute of Linguistics (SIL). [Material Didático] intransitivas no Kaingang do Paraná. Campinas, Unicamp. 21p.
Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
116. CARTILHA de transição Karajá-Português. 1975. Brasíiia: Summer
Institute of Linguistics (SIL). [Material Didático] 127. CAVASO, Emílio da. 1978. Mansueto Barcatta de Valfloriana: Guarda
da língua Kaingang. Boletim do Instituto Histórico, Geográfico e
117. CARTILHA Maxakali. 1983. Brasíiia: Summer Institute of Linguistics Etnográfico Paranaense.. Curitiba. 11.34, p.187-191. [Biográfico]
(SIL). Cartilhas de 1 a 5. [Material Didático]
128. CLEVE, Luiz Daniel. 1897. O Paraná indígena. Vocabulário.
118. CARTILHA Xavante. 1980. Campo Grande: Universidade Católica do Almanach Paranaense. Curitiba. [Linguística]
MT. Cartilhas n.1 e 2. [Material Didático]
129. COBALCCHINI, Antônio. 1925. I Bororos onentali Orarimugudoge
119. CARTILHA Xavante. 1980. Campo Grande: Universidade Católica do de1 Matto Grosso (Brasile). Tonno: Societá Editrice Internazionale.
MT. Cartilha n.2. [Material Didático] [Etnografia]
120. CASTELNAU, Francis de. 1851. Voyage em Amerique. Vocabulaires 130. COBALCCHINI, Antônio; ALBISETTI, César. 1942. Os Boróros
des langues indiennes. XII vocabulaire. Expédition dans les parties Orientais Orarimogodógue do Planalto Central de Mato Grosso.
centrales de 1'Aménque du Sud, de Rio de Janeiro à Lima, et de São Paulo: Companhia Editora Nacional. [Etnografia]
Lima au Para;exécutée par ordre du gouvernement francais
pendant les années 1843 a 1847,sous Ia direction de Francis de
131. COLLINS, I. Vaughn. 1962a. Formulário dos vocabulários 141. CROWELL, Thomas. 1975b. Bororo marked themes. Sumrner
padrões ...: Suya. 29p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Institute of Linguistics (SIL). 27p. Arquivo do Setor Linguístico do
Nacional, RJ. [Linguística] Museu Nacional, RJ. [Linguística]
132. COLLINS, I. Vaughn. 1962b. Suyá word list. Surnrner Institute of 142. CROWELL, Thornas. 1975c. Systemic grammar and Bororo
Linguistics. 20p. Cópia arquivada no CEDAE-1EL-Unicamp. 1, clauses. Surnrner Institute of Linguistics (SIL). 34p. Arquivo do Setor
[Linguística] ! Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
133. COMBINED Swadesh-Loukotka list, Bororo. 1962. Rio de Janeiro: 143. CROWELL, Thomas. 1977. The phonology of Boróro verb posposition
Summer Institute of Linguistics (SIL). 9p. Arquivo do Setor and noun paradigrns. Arquivos de Anatomia e Antropologia. Rio de
Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística] Janeiro: Instituto de Antropologia Prof. Souza Marques. n.2, p.157-
134. CROCKER, Jon Christopher. 1985. Vital Souls. Bororo cosmology, 178. [Linguística]
natural symbolism, and shamanism. Tucson, Arizona: The 144. CROWELL, Thornas. 1979. A grammar of Boróro. Ithaca: Come11
University of Arizona Press. [Antropologia] University. [Tese de Doutorado]. [Linguística]
135. CROCKER, William; CROCKER, Jean. 1994. The Canela bonding 145. CROWELL, Thornas. s.d. Bororo negatives Surnmer Institute of
through kinship, ritual, and sex. Fort Worth, USA: Harcourt Brace Linguistics (SIL). 9p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu
College Publishers. [Antropologia] Nacional, RJ. [Linguística]
136. CROWELL, Janet I. 1983. Gramática Pedagógica Borôro. Summer 146. CROWELL, Thomas. s.d. Bororo aspect-mode. Summer Institute of
Institute of Linguistics (SIL). Trad.: D. A. Moura. Arq. Setor Linguistics (SIL). 15p. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu
Linguístico do Museu Nacional, RJ. Microficha no CEDAE-IEL- Nacional, RJ. [Linguística]
Unicarnp. [Linguística]
147. CROWELL, Thornas. s.d. Body part locationals. Summer Institute of
137. CROWELL, Thornas. 1969. Bororo. Rio São Lourenço, MT. 23p. Linguistics (SlL). 8p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu
Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. Cópia Nacional, RJ. [Linguística]
arquivada no CEDAE-IEL-Unicarnp. [Linguística]
148. CROWELL, Thornas. s.d. Adverbs. Surnrner Institute of Linguistics
138. CROWELL, Thornas. 1971a. Bororo nouns. Summer Institute of (SIL). 10p. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ.
Linguistics (SIL). 5p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu [Linguística]
Nacional, RJ. Cópia arquiivada no CEDAE-IEL-Unicarnp.
149. CROWELL, Thomas. s.d. Cohesion in Bororo Discourse. Summer
[Linguística]
Institute of Linguistics (SIL). 26p. Arquivo do Setor Linguístico do
139. CROWELL, Thornas. 1971b. Adjectives relative clauses. Surnmer Museu Nacional, RJ. [Linguística]
Institute of Linguistics (SIL). 2p. Arquivo do Setor Lingüístico do
150. CROWELL, Thomas. s.d. Secondary information. 4p. Arquivo do
Museu Nacional, RJ. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp.
Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
[Linguística]
151. CUNHA, Manuela Carneiro da. 1978. Os mortos e os outros: uma
140. CROWELL, Thornas. 1975a. Bororo transitives and intransitives.
análise do sistema funerário e da noção de pessoa entre os índios
Surnrner Institute of Linguistics (SIL). 9p. Arquivo do Setor
Krahó. São Paulo: Hucitec. [Antropologia]
Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
152. DA MATTA, Roberto. 1976. Um mundo dividido: a estrutura social Unicamp. 23p. Trabalho não publicado. Cópia arquivada no CEDAE-
dos índios Apinayé. Petrópolis: Vozes. [Antropologia] IEL-Unicamp. [Linguística]
153. D'ALMEIDA, Hermenegildo A. Barbosa. 1845. Viagem às Villas de 162. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1994a. Comentários à leitura de
Caravellas, Viçosa, Porto Alegre, Mucury e aos rios Mucuri e Fonêmica Txukuhamei (Kayapó) de Mickey Stout & Ruth
Peruype. Revista do Instituto Historico e Geographico Brasileiro. Thomson. Campinas: IEL-Unicamp. 21p. Trabalho não publicado.
Rio de Janeiro. t.8, p.451-452. Vocabulário com 43 itens lexicais. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
[Linguística] 163. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1994b. Geometrias de traços e línguas
154. DAMREME na rop'uiere date're iwaihuu já'ra momoje. 1972. Campo indígenas (Macro-Jê). Cadernos de Estudos Lingüísticos. Campinas:
Grande: Summer Institute of Linguistics (SIL). Livro de escrita, n. 1 e IEL-Unicamp. 11.27, p. 113- 134. [Linguística]
2. [Material Didático] 164. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1995a. Ergatividade no Kaingang? In:
155. DAMREME nhoreje. 1972. Brasília: Summer Institute of Linguistics I ENCONTRO DO CELSUL - GT 'ESTUDOS KAINGANG'.
(SIL). Cartilhas de n.1 a 6. [Material Didático] Florianópolis, UFSC. [Linguística]
156. DAMRMÊ-sanãrnr-ze 1. Cartilha Xerente 1. 1973. Brasília: Funai. 165. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1995b. Feature geometry and brazilian
Composta e impressa pelo Summer Institute of Linguistics (SIL). indigenous languages (Macro-Je). ELENIUS, K.; BRANDERUD, P.
[Material Didático] (Ed.). Proceedings of the XIII Internacional Congress of Phonetic
Sciences. Estocolmo: Universidade de Estocolmo, Instituto Real de
157. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1984. Toldo Chimbangue: história e Tecnologia. v.3, p.358-361. [Linguística]
luta Kaingang em Santa Catarina. XanxerêISC: Cimi-Regional Sul.
[História] 166. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1996a. O modelo das geometrias de
traços e as línguas do tronco Macro-Jê. Letras de Hoje. Porto Alegre:
158. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1990. Fonologia de um dialeto PUCRS. n.104, p.51-56. [Linguística]
Kaingang (Brasi1):exercício com um modelo estruturalista
clássico. Campinas: 1EL-Unicamp. 41p. e corpus anexo. Trabalho não 167. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1996b. Kaingang: questões de
publicado. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística.] língua e identidade. Campinas: IEL-Unicamp. 21p. Trabalho não
publicado. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp.
159. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1991. Fonologia de um dialeto [Sociolinguística]
Kaingang (Brasil). Exercício de aplicação da teoria dos traços
distintivos. Campinas: IEL-Unicamp. 34p. Trabalho não publicado. 168. D'ANGELIS. Wilmar da Rocha. 1996c. Para uma análise fonológica
Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística] alternativa do Kayapó. Campinas: IEL-Unicamp. 7p. Trabalho não
publicado. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
160. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1992a. Revisão bibliográfica sobre
fonologia Kaingang. Campinas: IEL-Unicamp. 83p. Trabalho não 169. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1998. Traços de modo e modos de
publicado. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística] traçar geometrias: línguas Macro-Jê & teoria fonológica.
Campinas: IEL-Unicamp. 2 vols. (Tese de Doutorado). [Linguística]
161. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1992b. O Kaingang e as reIações
entre traços de modo: contribuição de uma língua indígena 170. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 1999. Nasalidade, soanticidade e
brasileira à discussão da geometria de traços. Campinas: IEL- vozeamento nas línguas Macro-Jê & Geometrias de Traços. Sínteses.
Campinas: IEL-Unicamp. vo1.4, p. 101-113. [Linguística]
171. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 2001a. Nasalidade e soanticidade em 180. DOURADO, Luciana G. 1990. Estudo Preliminar d a Fonêmica
línguas Jê: o Kaingang paulista e o Mebengokre. In: I ENCONTRO Panará. Brasília: Universidade de Brasília (UnB). (Dissertação de
INTERNACIONAL DO GRUPO DE TRABALHO DE LÍNGUAS Mestrado). [Linguística]
INDÍGENAS DA ANPOLL. Belém, PA: GT Línguas Indígenas da
ANPOLL. 8-12 out, 2001. [Linguística] 181. DOURADO, Luciana G. 1993a. Classificadores de nomes em Panará.
In SEKI, L. (Ed.). Linguística Indígena e Educação na America
172. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 2001b. Gênero em Kaingang? 1 Latina. Campinas: Editora da Unicamp. p.387-394. [Linguística]
ENCONTRO SOBRE LÍNGUASJÊ. Londrina, UEL, 15-
16/02/2001. Em edição eletrônica: http://www.lafape.iel.unicamp.br/ 182. DOURADO, Luciana G. 1993b. Tendências morfofonêmicas em
PublicaçõesiGENERO.pdf. [Linguística] Panara uma proposta de análise. Boletim d o Museu Paraense Emílio
Goeldi, Série Antropologia. n.9, p.199-208. [Linguística]
173. D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 2001c. A escrita da língua indígena
hoje, dentro e fora da escola. I11 SENALE - SEMINARIO 183. DOURADO, Luciana G. 1993c. Fenômenos morfofonêmicos em
NACIONAL SOBRE LINGUAGEM E ENSINO. Pelotas, RS, Panará: uma proposta de análise. Boletim do Museu Paraense Emílio
Universidade Catíilica de Pelotas (UCPel). 12-14 nov. 2001. Goeldi, Série Antropologia. Beléin. v.9, n.2, p.199-208. [Linguística]
[Linguística] 184. DOURADO, Luciana G. 2001. Aspectos Morfossintáticos d a Língua
174. D'ANGELIS, Wilmar R.; SILVA, Maria Amélia Reis. 2000. Estructura Panará (Jê). Campinas: IEL-Unicamp. (Tese de Doutorado).
silábica y nasalidad vocálica en e1 Kaingang Paulista. L. Miranda [Linguística]
(Ed.). Actas de1 I Congreso de Lenguas Indígenas d e Sudamérica. 185. DULLEY, Charles J. 1903. Vocabulário dos índios Coroados. Revista
1,imaIPeru: Universidad Ricardo Palma, p.127-134. [Linguística] do Centro de Scieucias, Letras e Artes. Campinas. v.2, n.4, p.230-
175. DAVIS, Irvine. 1966. Comparative Jê Phonology. Estudos 233. [Linguística]
Lingüísticos. Revista Brasileira d e Linguística Teórica e Aplicada. 186. EHRENREICH, Paul. 1887. Ueber die Botocudos der brasilianischen
São Paulo. v.1, n.2, p.10-24. [Linguística] Provinzen Espiritu Santo und Minas Geraes. Zeitschrift fur
176. DAVIS, Irvine. 1967. Proto-Jê Phonology. Estudos Lingüísticos. Ethnologie. t.19, p.39-61. [Linguística]
Revista Brasileira d e Linguística Teórica e Aplicada. São Paulo. 187. EHRENREICH, Paul. 1896. Charakteristik der botokudischen Sprache.
v.1, n.2, p.10-24. [Linguística] Festschrift fur Adolf Bastian. Berlim. p. [ ~ i n ~ u í s t i c a ]
177. DAVIS, Irvine. 1968. Some Macro-Jê Relationships. International 188. ELEMENTOS de Gramática e Dicionário da Língua dos Bororos-
Journal of American Linguistics (IJAL). Bloomington, Indiana. v. Coroados do Estado de Mato Grosso. 1908. Cuiabá: Missão Salesiana.
34, n. 1, p.42-47. [Linguística] [Linguística]
178. DERBYSHIRE. Desmond C.; PULLUM, Geoffrey K. 1981. Object 189. EMÍLIO, Luiz Sòjà. 1974a. Un-jagãgtar kãme: o homem pobre.
initial languages. International Journal of American Linguistics Belém: Fundação Nacional do Índio. [Material didático]
(IJAL). n.47, p.192-214. [Linguística]
190. EM~LIO, Luiz Sòjà. 1974b. Inli vênh-kanhrãn ve kãme. Belém:
179. DOOLEY, Robert. 1987. Basic configurations of pragmatic Fundação Nacional do Índio. [Material didático]
stmcturing. Workpapers of tlie Summer Institute of Linguistics.
University of North Dakota. v.31, p.1-27. [Linguística] 191. EMÍLIO, Luiz Sòjà. 1974c. Corpo Kãme (Nosso corpo). Belém:
Summer Institute of Linguistics (SIL). [Material didático]
192. EMÍLIO, Luiz Sòjà. 1974d. Inh vénh-kanhrãn ve kãme Belém t i 202. FERREIRA, Marília. 2001a. Notas sobre a situação sociolinguística
(Histórias de minhas primeiras experiências em Belém). Belém: dos Parkatêjê. Revista do Museu Antropológico. Goiânia:
Summer Institute of Linguistics (SIL). [Material didático] Universidade Federal de Goiás. n.l,v.5-6, p. [Linguística]

193. EMÍLIO, Luiz Sòjà. 1974e. VEnh-kaga kãme (História da hepatite). 203. FERREIRA, Marília. 2001b. Aspectos das classes de palavras em
Parkatêjê: uma abordagem tipológico-funcional. In CABRAL, Ana S.
Belém: Summer Institute of Linguistics (SIL). [Material didático]
A. C.; RODRIGUES, Aryon Dall'Igna (Orgs.). Estudos sobre
194. EMÍLIO, Luiz Sòjà. 1974f. Povo Kaingáng kãme: estória do povo Línguas Indígenas I. Belém: UFPA. p.147-166. [Linguística]
Kaingáng. Belém: Fundação Nacional do Índio. [Material didático]
204. FIALHO, Maria Helena S. da S. 2001. Considerações Sobre
195. EMMERICH, Charlotte; MONSERRAT, Ruth M. Fonini. 1973. Neologismos em Karajá. 1 ENCONTRO SOBRE LÍNGUAS JÊ.
Vocabulário Botocudo. Rio de Janeiro: Museu Nacional. Trabalho Londrina, UEL, 15-1610212001. [Linguística]
não publicado. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ.
205. FIGUEIREDO, José de Lima. 1939. Índios do Brasil. São Paulo:
[Linguística]
Companhia Editora Nacional. p.113 = lista vocabular Karajá; p.189 =
196. EMMERICH, Charlotte; MONSERRAT, Ruth M. Fonini. 1975. Sobre lista vocabular Botocudo. [Linguística]
os Aimorés, Krens e Botocudos: notas linguísticas. Boletim do Museu
FORMULÁRIO dos vocabulários padrões ...: Botocudo. s.d.
Nacional - Antropologia. Rio de Janeiro: Museu do Índio. n.3.
206.
14p.Traballio não publicado. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu
[Linguística]
Nacional, RJ. [Linguística]
197. ESTIGARRIBIA, Antonio. 1934. Treclio de um relatório apresentado
207. FORMULÁRIO dos vocabulários padrões ...: Botocudo. s.d. 7p.
ao Serviço de Proteção aos Índios, no ano de 1912 relativamente aos
Trabalho não publicado. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu
Indios do Rio Doce. Revista do Iiistituto Historico e Geographico
Nacional, RJ. [Linguística]
do Espírito Santo. Vitória, ES. t.7, p.20-52. [Etnografia]
208. FORTUNE, David L. 1957. The plionemes of Karaja. Summer
198. ETIENNE, Ignace. 1909. Les Bomns. Anthropos. Modling-Wien. t.4,
Institute of Linguistics (SIL). 10p.Trabalho não publicado. Arquivo do
p.942-944. [Etnografia ]
Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
199. FELDNER, W. C. Gotthelf. 1828. Reiseii durch mehrere Provinzen
209. FORTUNE, David L. 1960. Formulário dos vocabulários padrões ...:
Brasiliens; aus seinen nachgelassenen Papieren. Leibnitz: E.
Karajá. 29p.Trabalho não publicado. Arquivo do Setor Lingüístico do
D'oench. v.2. [Etnografia]
Museu Nacional, RJ. [Linguística]
200. FERRAZ, Luiz Pedreira do Couto. 1855. Apontamentos sobre a vida
210. FORTUNE, David L. 1963. Plioneines of Karaja language. Summer
do indio Guido Pokrane e sobre o francez Guido Marlière. Revista do
Institute of Linguistics (SIL). 22p. Arquivo do Setor Lingüístico do
Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro. t.18.
Museu Nacional, RJ. Cópia arquivada no CEDAE-1EL-Unicamp.
[Etnografia]
[Linguística]
201. FERREIRA. Déa Maria (Org.). 1984. Kanhgág si kãme. Guarapuava:
21 1. FORTUNE, David L. 1973. Gramática Karajá: um estudo preliminar
Conselho Indígena Regional de Guarapuava-CIRG/FUNAI. [Material
em forma transformacional. Série Liilguística. Brasília: Summer
didático]
Institute of Linguistics (SIL). n.1, p.lO1-161. [Linguística]
212. FORTUNE, David L. 1991. L a categoria persona y e1 asociado
semantico gramatico em el sistema pronominal Karajá. Summer
1 22 I . GRAHAM, Laura R. 1986. Three modes of Shavante vocal expression:
wailing, collective singing, and political oratory. In SHERZER, Joel;
Institute of Linguistics. 7p. Cópia arquivada no CEDAE-IEL- URBAN, Greg (Eds.). Native South American Discourse. Berlin:
Unicamp. [Linguística] Mouton de Gmyter. p.83-118. [Linguística]
213. FORTUNE, David L. s.d. Phonological rules for generating Karaja 222. GRAHAM, Laura R. 1995. Performing dreams. Discourses of
men's speech. Summer Institute of Linguistics (SIL). 7p. Arquivo do immortality among the Xavante oP Central Brazil. Austin:
Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Cópia arquivada no University of Texas Press. Muitas transcrições de músicas.
CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística] [Antropologia]
214. FORTUNE, David L. s.d. O s implosivos em Karaja e outras línguas '23. GUDSCHINSKY, Sarah C. 1959. Questionário padrão em Timbira.
indígenas do Brasil. Summer Institute of Linguistics (SIL). l l p . Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ.
2p.Trabalho não publicado. Arquivo do Setor Linguístico do Museu I [Linguística]
Nacional, RJ. [Linguística] I
224. GUDSCHINSKY, Sarah C. 1971. Ofaié-Xavánte, a Jê language.
215. FORTUNE, David L.; FORTUNE, Gretchen. 1975. Karajá men's- Estudos sobre línguas e culturas indígenas. Brasília: Summer
women's speech differences with social correlates. Arquivos d e Institute of Linguistics (SIL). p.1-16 [Linguística]
Anatomia e Antropologia. Rio de Janeiro: Instituto de Antropologia
Prof. Souza Marques. n.1, p.109-124. Cópia arquivada no CEDAE- 225. GUDSCHINSKY, Sarah C. 1974. Fragmentos de Ofaié: a descrição de
IEL-Unicamp. [Linguística] uma língua extinta. Série Linguística. Brasília: Summer Institute of
I
Linguistics (SIL). n.3, p.177-249 [Linguística]
216. FORTUNE, David L.; FORTUNE, Gretchen. s.d. Formulário dos
vocabulários padrões ...: Karajá. 29p.Trabalho não publicado. 226. GUDSCHINSKY, Sarah C. s.d. Ofaye-Xavante, uma língua Jê.
Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística] Summer Institute of Linguistics (SIL). 3p. Arquivo do Setor
Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
217. FORTUNE, David L.; FORTUNE, Gretchen. s.d. Karaja Grammar.
Summer Institute of Linguistics (SIL). 68p.Trabalho não publicado. 227. GUDSCHINSKY, Sarah C.; POPOVICH, Harold; POPOVICH,
Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística] Frances Blok. 1970. Native reaction and phonetic similarity in
Maxakalí phonology. Language. Baltimore: Linguistic Society of
218. GENSCH, Hugo. 1908. Worterverzeichnis der Bugre von Santa America. v.46, n.1, p.77-88. [Linguística]
Catharina. Zeitrschrift fur Ethnologie. v.40, p.744-759. Vocabulário
com mais de 600 itens e uma lista de noines pessoais. [Linguística] 228. GUEDES, Ana Paula. 2001. Bilinguismo e Diferenças Sócio-Culturais.
1 ENCONTRO SOBRE LINGUAS JE. Londrina, UEL, 15-
219. GIANNINI, Isabelle Vidal. 1991. A ave resgatada: a impossibilidade 16/02/2001. [Linguística]
d a leveza do Ser. São Paulo: USP. (Dissertação de Mestrado).
[Antropologia] 229. GUEDES, Marymarcia. 1993. Siwjá mekaperera. Suyá: a língua d a
gente. Um estudo fonológico e gramatical. Campinas: IEL-Unicamp.
220. GIRALDIN, Odair. 1997. Cayapó e Paiiari. Luta e sobrevivência d e (Tese de Doutorado). [Linguística]
um povo Jê no Brasil Central. Campinas: Editora da Unicamp.
[História] 230. GUÉRIOS, Rosário Farani Mansur. 1928. De algumas raizes asiaticas
no caingangue. Gazeta do Povo. Curitiba, 06 de abril. [Linguística]
GUÉRIOS, Rosário Farani Mansur. 1939. O nexo linguístico Bororo- 240. HALL, Joan. 1979. Os sistemas fonológicos e gráficos Xavánte e
Merrime-Caiapó. (Contribuição para a unidade genética das línguas Português (análise contrastiva). Ensaios Linguísticas. Brasília:
americanas). Revista do Círculo de Estudos Bandeirantes. Curitiba. Surnmer Institute of Linguistics (SIL). n.4. [Linguística]
t.2, n.1, p.61-74. [Linguística] 241. HALL, Joan; MCLEOD, Ruth A. ; MITCHELL, Valerie. 1987.
GUÉRIOS, Rosário Farani Mansur. 1942. Estudos sobre a língua Pequeno dicionário Xaváiite-português português-Xavante.
Caingangue. Notas histórico-comparativas: dialeto de Palmas e dialeto Brasília: Sumrner Institute of Linguistics (SIL). [Linguística]
de Tibagí - Paraná. Arquivos do Museu Paranaense. Curitiba. v.2, 242. HAM, Patricia. 1960a. Apinaye phonemic statement. Summer
p.97-178. [Linguística] Institute of Linguistics (SIL). 26p. Arquivo do Selor Linguístico do
GUÉRIOS, Rosário Farani Mansur. 1944. Botocudos do rio Doce. Museu Nacional, RJ. [Linguística]
Trabalho não publicado. [Linguística] 243. HAM, Patricia. 1960b. Formulário dos vocabulários padrões ...:
GUERIOS, Rosário Farani Mansur. 1945a. O Xokrén é idioma Apinayé. Tocantinópolis, GO. 29p. Arquivo do Setor Linguístico do
Caingangue. Boletini Bibliográfico. São Paulo. n.6, p.61-68. Museu Nacional, RJ. [Linguística]
[Linguística] 244. HAM, Patricia. 1961a. Apiiiayé graminar. Arquivo Linguístico.
GUÉRIOS. Rosário Farani Mansur. 1945b. O Xokrén é idioma Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). n.108. Cópia em
Caingangue. Arquivos do Museu Paranaense. Curitiba. v.4, p.321- inicroficha no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
33 1. [Linguística] 245. HAM, Patricia. 1961b. Formulário dos vocabulários padrões ...:
GUÉRIOS, Rosário Farani Mansur. 194%. Estudos sobre a língua Gavião. 29p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ.
Camacá: pequeno vocabulário, notas gramaticais, investigações [Linguística]
etmológicas. Arquivos do Museu Paranaense. Curitiba. v.4, p.291- 246. HAM, Patricia. 1961c. Phonemic statement of Apinayé. Suinmer
320. [Linguística] Institute of Linguistics (SIL). 75 p. Arquivo do Setor Lingüístico do
GUÉRIOS, Rosário Farani Mansur. 1948. Dicionário das tribos e Museu Nacional, RJ. Cópia em microficha no CEDAE-IEL-Unicamp.
línguas indígenas da América Meridioiial. Publicações Avulsas 6. [Linguística]
Curitiba: Museu Paranaense. t. IA, p. 1-63, [Linguística - Classificação] 247. HAM, Patricia. 1961d. Apinaye phonemic stateinent. Summer
GUÉRIOS, Rosário Farani Mansur. 1949. Dicionário das tribos e Institute of Linguistics (SIL). 30p. Arquivo do Setor Linguístico do
línguas indígenas da América Meridional. Publicações Avulsas 6. Museu Nacional, RJ. Cópia ern rriicroficha no CEDAE-IEL-Unicamp.
Curitiba: Museu Paranaense. t.2B, p.65-141. [Linguística - [Linguística]
Classificação] 248. HAM, Patricia. 1962a. Apinayé text 1, 2, 3. Arquivo Lingüístico.
HALL, Joan. 1961. Xavante: nouii phrases and morpheme clauses. Brasília: Suminer Iiistitute of Liriguistics (SIL). n.109-111.
Surnmer lnstitute of Linguistics (SIL). 7p. Arquivo do Setor [Linguística]
Lingüístico do Museu Nacional. Cópia em microficha no CEDAE- 249. HAM, Patricia. 1962b. Apinayé texts - legend 1. Suminer Institute of
IEL-Unicarnp. [Linguística] Linguistics. 14p. Cópia arquivada em microficha no CEDAE-IEL-
Unicamp. [Linguística]
-
HAM, Patricia. 1962c. Apinayé texts legend 2. Suminer Institute of 25p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ.
Linguistics. 26p. Cópia em microficha arquivada no CEDAE-IEL- [Linguística]
Unicamp. [Linguística]
)()O. HAM, Patricia; WALLER, Helen; KOOPMAN, Linda. 1979. Aspectos
HAM, Patricia. 1962d. Formulário dos vocabulários padrões ...: d a língua Apinayé. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL).
Gavião do Pará. 29p. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu [Linguística]
Nacional, RJ. [Linguística]
!(,I. HAMP, Eric P. 1969. On Maxkalí, Karaja, and Macro-Jê.
HAM, Patricia. 1962e. Formulário dos vocabulários padrões ...: International Journal oP American Linguistics (IJAL).
Krikati. 29p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Bloomington, Indiana. v.35, n.3, p.268-270. [Linguística]
[Linguística]
L02. HAMYUMMUK punethok. 1968. Rio de Janeiro: Summer Institute of
HAM, Patricia. 1962f. Hiperphonemic statement. Summer Institute Linguistics (SIL). Livro de conhecimentos gerais Maxakali. [Material
of Linguistics (SIL). Arquivo do Setor Linguístico do Museu Didático]
Nacional, RJ. Cópia em microficha no CEDAE-IEL-Unicamp.
ih3. HANKE, Wanda. 1947a. Apuntes sobre e1 idioma Caing~nguede 10s
[Linguística]
Botocudos de Sta Catarina, Brasil. Arquivos do Museu Paranaense.
HAM, Patricia. 1962g. Forniulário dos vocabulários padrões ...: Curitiba. v.6, p.61-97. [Linguística]
Gavião Timbira. 29p. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu
264. HANKE, Wanda. 1947b. Vocabulario de1 dialecto Caigangue de Ia
Nacional, RJ. [Linguística]
Serra do Chagú, Paraná. Arquivos do Museu Paranaense. Curitiba.
255. HAM, Patricia. 196211. Textos antropológicos: The broken wrist, v.6, p.99-106. [Linguística]
fish poisoning, meclicine, animal medicine. Summer Institute of
265. HANKE, Wanda. 1947c. Los índios Botocudos de Santa Catarina.
Linguistics (SlL). Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional,
Brasil. Arquivos do Museu Paranaense. Curitiba. n.6, p.45-97 199-
RJ. [Linguística]
106. [Etnografia]
-
256. HAM, Patricia. 19621. Text. Biography 3, a dream Apinayé.
266. HANKE, Wanda. 1950. Ensayo de una gramatica de1 idioma
Summer Institute of Linguistics. 5p. Cópia arquivada em microficha 1
Caingangue de 10s Caingangues de Ia 'Serra de Apucarana', Paraná,
no CEDAE-IEL-Unicaiup. [Linguística]
Brasil. Arquivos do Museu Paranaense. Curitiba. v.8, p.65-146.
257. HAM, Patricia. 1963. Formulário dos vocabulários padrões ...:Sikri. [Linguística]
29p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ.
[Linguística]
1 267. HAROLD, Andrew; POPOVICH, Frances Blok. 1977. Apresentação
de levantamento de dados do sub-programa klaxakali. Suinmer
258. HAM, Patricia. 1967. Morfofonêiilica Apinayé. Atas do Simpósio Institute of Linguistics. 8p. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-
sobre a Biota Amaz6iiica. Rio de Janeiro: Conselho Nacional de Unicamp. [Educação]
Pesquisas. v.2, p.123-126. Cópia em inicroficha no CEDAE-IEL-
Unicamp. [Lingüístic:i] 268. HAROLD, Andrew: POPOVICH, Frances Blok. s.d. Formulário dos
vocabulários padrões ....: Maxakali. Minas Gerais. 29p. Arquivo do
259. HAM, Patricia; MEADER, Robert. 1963. Apinaye phonemic and Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
hiperphonemic strucíure. Suinnier Institute of Linguistics (SIL).
260. HARRISON. Alec. 1995. 5 textos Xavánte. Arquivo Liriguístico. 270. SENRY, Jules. 1964. Jungle people: a Kaingáng tribe of the
Brasília: Suiiimer Institute of Linguistics. 211p. Cópia arquivada no highlands of Brazil. 2. ed. New York: Vintlige Books. (1. ed. New
CEDAE-IEL-Unicamp, [Linguística] Y0rk:J.J. Augustin, 1941). [Antropologia]
270. HARTT, Carl Friedrich. s.d. Vocabulary of the lauguage of the ?XO. HEROLD. Cristina. 1995. As consoantes pré-nasalizadas no Kaingang
Botociidos. 33p. Seçáo de Manuscritos da Biblioteca Nacional. Cópia central. In: I ENCONTRO DO CELSUL \- GT 'ESTUDOS
no arquivo do Museu Nacional, RJ. [Linguística] KAINGANG'. Floriaiiópolis, UFSC. [ ~ i n ~ ü í s t i c a )
27 1 . HARTT, Charles Frederik. . Vocabulário Botocndo. Trabalho não .!Si. HERY, Ka'egso (Coord.). 2000. Jesns my jau jafã. Hinário na lirigua
publicado. Arquivado na Biblioteca Nacioiial, Rio de Janeiro: CEHB- Kaingang. Curitiba: MCD Publicações. 4a. Edição (3a. edição em
1/32,12,7, n.11.5050. [Linguística] 1994). Editora da Missão de Cristianismo Decidido. [Missionária]
272. HAVERROTH, Moacir. 1998. Kaingang: relação entre classificação :!X?. HICKS, David. 1965. A comparative study of the Kaingang and
das planlas e organizaçzo social. Revista de Divulgação Cultural. Aweikoma of Southeru Brazil. Oxford: University of Oxford. (Tese
Blumenau: FURB. 11.64, p.32-47. [Antropologia] de Doutorado). [Antropologia]
r 2x3. HICKS, David. 1971. A coinparative analysis of ttie Kaingang and
273. HAVERROTH, Moacir. 1995. Esquema de classificação Kaingang das
plantas baseado na utilização terapêutica. In: V REUNIÃO DE Aweikoina relationsliips terininologies (Brazil). Anthropos. St.
ANTROPOLOGIA DO (MERCO) SUL. Florianópolis. Augustin. v.66,n.5-6, p.931-935. [Antropologia]
[Antropologia] 284. HITSÉ, Rafael; 'RURSÕ, Lucas; TSÉ'ÉNHODI, José Maria. s.d. O
274. HAVERROTH, Moacir. 1997. Kaingang, um estudo etnobotânico: o meu mundo Wahoimaiiadzé. (Xavante - Leitura I). Campo Grande:
nso e classificação das plantas na área indígena Xapecó (oeste de Missão Salesiana de Mato Grosso; Faculdades Unidas Calólicas de
Santa Catarina). Florianópolis: PPGAS-UFSC. (Dissertação de MT. [Material Didiítico]
Mestrado). [Antropologia] 285. HOIMANA'U'O te aima rowahutu. Catecismo para os Xavantes. 1980.
275. HEMMONS, Stanley Arthur; HEMMONS. M a ~ y 1958.
. Qiiestionário Canipo Grande: Univ. Católica do MT. [Missionária]
padrão em Kralio. 18p. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu 286. HUESTIS, George. 1958. Questionário padrão em Umotina. Posto
Nacional, RJ. [Linguística] Indígena Fraternidade Indígena, MT. 18p. Arquivo do Setor
276. HENRY, Jules. 1935. A Kaingang text. International Journal of Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
American Linguistics (IJAL). New York. v.8, n. 3-4, p.172-218. 287. HUESTIS, George. 1960. Qnestioiiário padrão ...em Bororo. 18p.
[Linguística] Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, KJ. [Linguística]
277. HENRY, Jules. 1936. The linguistic expression of einotion. American 288. HUESTIS, George. 1963. Bororo clause structure. Iuterriational
Anthropologist.(N.S.).Menasha. n.38, p.250-256. [Liiigiiística] Journal of American Linguistics (IJAL). v.29, n.3, p.230-238.
778. HENRY, Jules. 1948. The Kaingang language. International Journal [Linguística]
of American Linguistics (IJAL). New York. v.14, n.3, p.194-204. 289. HUESTIS, George. s.d. Foriemas Bororo. Aldeia Colônia, MT. 6p.
[Linguística] Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
HUESTIS, George; HUESTIS, Esther. 1958. Questionário IOL. JEFFERSON, Kathleen. 1980. Gramática Pedagógica Kayapó, parte
padrão ...em Bororo. Posto Indígena Pres. Galdino Pimentel, MT. 2. Summer Institute of Linguistics. 64p. Cópia arquivda no CEDAE-
18p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. IEL-Unicanip. [Linguística]
[Linguística]
\i).\. JEFFERSON, Kathleen. 1980. Grariiática Pedagógica Kayapó, parte
HUESTIS, George; HUESTIS, Estlier. 1960a. Bororo phonemes. 3. Summer Institute of Linguistics. 45p. Cópia arquivada no CEDAE-
Aldeia Colônia, MT. 8p. Arquivo do Setor Lingiiístico do Museu IEL-Unicamp. [Linguíslica]
Nacional, RJ. [Linguística]
i04. JEFFERSON, Kathleeii. 1989. Gramática Pedagógica Kayapó, parte 1.
HUESTIS, George; HUESTIS, Esther. 1960b. Bororo phonemes. Arquivo Lingüístico. Brasília: Sumrner Institute of Linguistics (SIL)
Posto Indígena Presidente Galdino Pimentel, MT. 30p. Arquivo do n.186. 1" ed. em 1980. [Linguística]
Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguístic:i]
{OS. JEJUNH kãme: histórias do Novo Testamento Kaingang. 1963. Rio de
IHERING, Herirann von. 1907. Léxico comparativo nas línguas Janeiro: Summer Institute of Linguistics. [MissionBria]
Notobotocudo e Caingang. Antropologia do Estado de São Paulo.
,106. JESUS-tg-vin-mü-ag t i . Han kãme. Atos dos Apóstolos na língua
s.1:s.n. p.232. [Linguística]
Kaingáng. 1969. Rio de Janeiro: Instituto Linguístico de Verão.
IHKAHHOC to hahkre xa. 1975. Brasília: Suniiner Institute of Publicação patrocinada por World Literature Crusade. [Missionária]
Linguistics (SIL). Cartilhas de n.1 a 3. [Material Didático]
,307. JOMARD, M. 1847. Noticia sobre os Botocudos, acompanhada de um
1NY tyyrati. 1964. Rio de Janeiro: Summer Institute of Linguistics vocabulário de seu idioma e de algumas observações Revista do
(SIL). Cartilhas de n.1 a 3. [Material Didático] Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro. t.9,
INY tyyrati. 1975. Brasília: Summer Iilstitute of Linguistics (SIL). p. 107-113. [Linguística]
Cartilhns de n.1 a 4. [Material Didático] 308. JUAO, Marie-wana tybyboho-wana. A família de Joâo e Maria. A vida
IRATINA o r a u tyyrnti. 1964. Rio de Janeiro: Summer Institute of sadia. 1975. Brasília: Sumnier Institute of Linguistics (SIL). [Material
Linguistics (SIL). Cartilha sobre aritmCtica (li. de 1 a 3). [Material Didáiico]
Didático] 309. KAINGÁNG ag v i rã. 1999. Florianópolis: Secretaria de Estado da
IRODU ijyy. Livro de leitura Karajá. 1983. Brasília: Summer Institute Educação e do Desporto. [Material Didático.]
of Linguistics (SIL). [Material Didático]
310. KAINGANG stories: origin of corn and beans, the good old indians.
ITXERE-INY Borntiiiy. s.d. Suinmer Institute of Linguistics (SIL). s.d. Sumnier Institute of Linguistics (SIL). 6p. Arquivo do Setor
Livro de escrita. n.1 e 2. [Material Didático] Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Literatura]
IWENHOMRI - celebração de sacramentos. Ritos de uiii povo. s.d. 3 11. KAKUMASU, Jamzs Yoshio. 1962. Formulário dos vocabulários
Campo Grande: Missão Salesiana de Mato Grosso. Década de 1970. padrões....: Timbira. Entre os rios Gurupi e Pindaré, MA e PA. 29p.
[Missionária] Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
JEFFERSON, Kathleen. 1974. Semantic clause analysis in focns for 312. KANHGÁG ag vi. 1994. FELISBINO, Manoel Norég Mag (Ed.).
learning Kayapo. 73p. Arqnivo do Setor Linguístico do Museu Londrina: Terra Indígena Apucaraninha. n. I - 1 I . [Jornal]
Nacional, RJ. [Linguística]
3 13. KANHGÁG ag vi. 1995. FELISBINO, Manoel Norég Mag (Ed.). 323. KINDELL, Gloria Elaine. 1981. Alternation of some contrastive a n d
noncontrastive sounds of Kaingáng. Brasília: Surnrner Institute of
Londrina: Terra Indígena Apucaraninha. n. 12-15. [Jornal]
Linguistics (SIL). 16 p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu
314. KAUFMAN, Terrence. 1990. Language history in South America: Nacional, RJ. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicarnp.
what we know and how to know more. In PAYNE, Doris L. (Ed.). [Linguística]
Amazonian Linguistics. Studies in Lowland South American
324. KlNDELL, Gloria Elaine. 1982. Discourse strategies in Kaingáng
Languages. Austin: University of Texas Press. p.13-67. [Linguística -
literacy materials. Washington, DC: Georgetown University. (Tese
Classificação]
de Doutorado). [Linguística]
315. KAUFMAN, Terrence. 1994. The native languages of South America.
325. KNOCHE, Walter. 1913. Einige Bernerkungen über die Uti-krag arn
In ASHER, R. E.; MOSELEY, C. (Orgs.) Atlas of the World's
rio Doce, Espíritu Santo. Zeitschrift fiir Ethnologie. Berlirn. t.45,
languages. Londres: Routledge. p.46-76. Maps p.14-25. [Linguística -
p.394-399. [Etnografia]
Classificação]
326. KOOPMAN, Linda. 1974. Semantic clause in Apinaje. Surnrner
316. KEANE, A. N. 1884. On the Botocudos. Journal of the Royal
Institute of Linguistics (SIL). Arquivo do Setor Linguístico do Museu
Anthropological Institute. London. t.13, p.199-213. [Etnografia]
Nacional, RJ. [Linguística]
317. KIETZMAN, Dale W. s.d. Vocabulário Fulniô. 7p. Arquivo do Setor
327. KOOPMAN, Linda. 1975. Apinaje prepositions a and o. Sumrner
Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
Institute of Linguistics (SIL). Arquivo do Setor Linguístico do Museu
318. KIETZMAN, Dale W. s.d. Questionário padrão ...em Fulniô. Nacional, RJ. [Linguística]
Surnmer Institute of Linguistics (SIL). 18p. Arquivo do Setor
328. KOOPMAN, Linda. 1976. Cláusulas semânticas na língua Apinajé.
Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
Série Linguística. Brasília: Surnrner Institute of Linguistics (SIL). n.5,
3 19. KINDELL, Gloria Elaine. 1961a. Fonêmica Kaingang. Surnmer p.301-330. [Linguística]
Institute of Linguistics (SIL). 6p. Arquivo do Setor Linguístico do
329. KOTU otu. A vida dos tracajás do rio Araguaia. 1988. Brasília:
Museu Nacional. RJ. Cópia em microficha no CEDAE-1EL-Unicamp.
Surnmer Institute of Linguistics (SIL). [Material Didático]
[Linguística]
330. KRAKUROM me catutka. A lenda dos dois valentões. 1982. Brasília:
320. KINDELL, Gloria Elaine. 1961b. Phonemics of Kaingang. Summer
Sumrner Institute of Linguistics (SIL). v.2. [Material Didático]
Institute of Linguistics (SIL). 38p. Arquivo do Setor Linguístico do
Museu Nacional, RJ. [Linguística] 331. KRUCK, Gisela. 1969. Léxico Apinajé. Surnrner Institute of
Linguistics (SIL). 26p. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu
321. KINDELL, Gloria Elaine. 1971. Kaingáng basketry. Estudos sobre
Nacional, RJ. [Linguística]
línguas e culturas indígenas. Edição especial. Brasíiia: Summer
Institute of Linguistics (SIL). p.143-173. [Etnografia] 332. KUJTA, Paulo; KUZUG, Divo Jacua Cagdan. 1990. Cagunh blé buzi
cabéii vã. Cartilha Xokleng. CuritibaIBrasília: FUNAVSIL. Cópia
322. KINDELL, Gloria Elaine. 1972. Kaingáng phonemics. In
arquivada no CEDAE-IEL-Unicarnp. [Material didático]
WIESEMANN, U. (Ed.) Die Phonologische und Grammatische
Struktur der Kaingáng-Sprache. The Hague: Mouton. p. 200-211. 333. KUME kaga purni. 1987. Sumrner Institute of Linguistics (SIL).
Apêndice. [Linguística] Cartilhas de 1 a 5. [Material Didático]
.1.14. KUNIKE, H. 1916. Beitrage zur Phonetik der Karajá-Sprache Janeiro. p.19-20. Vocabulário Naknanuk com 98 palavras e 8 frases.
(Urasilien). Internationales Archiv fur Ethographie. 11.23, p.147- [Linguística]
1x2. [Linguística]
346. LEITE, Yonne. 1966. Material linguístico Ye. Por Johannes Wilbert.
,335. KUNIKE, H. 1919. Die Phonetik der Karajá-Sprache nach Estudos Lingüísticos. Revista Brasileira de Linguística Teórica e
liiiguistischen Principien. Journal de la Sociétè des Américanistes. Aplicada. São Paulo. v.1, n.2, p.82-84 [Resenha]
11.11 , p.139-181. [Linguística]
347. LIÇÕES de Baheta sobre a língua Pataxó Hahahãi. 1987. Boletim
,130, LACHNITT, George. 1987. Romnhitri ubumro: a'uwe mreme - Informativo da SBPC. Separata de Ciência Hoje, 11.84, p.4, abril 87.
waradzu mreme. Dicionário Xavante-Português. Campo Grande: Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Material Didático]
Missão Salesiana de Mato Grosso. [Linguística]
348. LISTA vocabular Fulniô. s.d. Arquivo do Setor Linguística do Museu
337. I,ACHNITT, George. 1988. Gramática Xavante, n. 2. 202p. Cópia Nacional, RJ. Autor identificado como 'Mello'. [Linguística]
;ircluivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
349. LIVRO de escrever na língua Canela. 1987. Belém: Summer Institute
338. LADEIRA, Maria Elisa Martins. 1982. Troca de nomes e a troca de of Linguistics (SIL). [Material Didático]
conjuges : uma contribuição ao estudo do parentesco timhira. São
350. LOUKOTKA, Chestmír. 1931. La família linguística Masakali.
Paulo: FFLCH-USP. (Dissertação de Mestrado). [Antropologia]
Revista de1 Instituto de Etnología de Ia Universidad Nacional de
,130. LANGSDORF, Grígorií Ivanovitch. 1814. Carta a Conferência da Tucumán. Tucumán, Argentina. t.2, p.21-47. [Linguística]
Academia de Ciências da União Soviética. 30 de maio de1814.
351. LOUKOTKA, Chestmír. 1931. Lista vocabular da língua Ofaie-
Arquivo da Academia de Ciências da União Soviética. [Carta]
Xavante. Journal de la Société des Americanistes. 11.23, p.121-125.
340. L V E N D A , Geraldo. 1968. Estrutura da língua Iatê. Recife, UFPE: [Linguística]
1iGrensa Universitária. [Linguística]
352. LOUKOTKA, Chestmír. 1932. La familia linguística Kamakan de1
34 1. LARSEN, T. W. 1984. Case marking and subjeethood in Kipeá, Kiriri. Brasil. Revista de1 Instituto de Etnologia de la Universidad
Ikrkeley Linguistic Society Proceedings. n.lO, p.189-205. Nacional de Tucumán. Tucumán, Argentina. t.2, p.493-524.
[Linguística] [Linguística]
342. LEA, Vanessa R. 1986. Nomes e Nekrets Kayapó: uma concepção 353. LOUKOTKA, Chestm'r. 1935. Les langues nom-Tupi du Brésil du
de riqueza. Rio de Janeiro: Museu Nacional. (Tese de Doutorado). nord-est.. Anais do XXXI Congresso dos Americanistas. São Paulo.
[Antropologia] n.2. [Linguística]
343. LEÁO, Ermelino A. de . 1912. Vocabulário Caingangue. Revista do 354. LOUKOTKA, Chestm'r. 1937. La familia linguística Coroado.
Instituto Historico e Geographico de São Paulo. São Paulo. n.15, Journal de Ia Societé des Américanistes.(N.S.). Paris. t.29, p.157-
p.246-252. [Linguística] 214. [Linguística]
344. LEÁO, Ermelino A. de . 1926. Dicionário Histórico Geographico do 355. LOUKOTKA, Chestmír. 1939. Línguas indígenas do Brasil. Revista
Paraná. Curitiba: Graphica Paranaense. [Toponímia] do Arquivo Municipal de São Paulo. São Paulo. 11.54, p.147-174.
345. LEITE, França. 1882. Vocabulário dos Botocudos do Aldeamento do [Linguística - Classificação]
Mutum. Revista de Exposição Anthropológica Brazileira. Rio de
:350. 1,OUKOTKA~ Chestmír. 1939. A língua dos Patachos. Revista do EUA. v.22, n.2, p.53-66. Studies in Native American Languages 9.
Arquivo Municipal de São Paulo. São Paulo. n. 55, p.5-15. [Linguística]
I Liiiguística] 368. MAIA, Marcus A.R. 1997b. Notes on Karaja clause structure.
357. LOUKOTKA, Chestnúr. 1942. Klassifikation der sudamerikanischen Proceedings of the XVI International Congress of Linguists.
Sprachen. Zeitschrift fuer Ethnologie. 11.74: p.1-69. [Linguística] Pergamon: Oxford. Paper n.0448. [Linguística]
,358. LOUKOTKA, Chestnúr. 1955. Les indiens Botocudo et leur langue. 369. MAIA, Marcus A.R. 1997c. Poetica oral Karajá: 10s ibruhuky. Actasde
1,ingua Posnaniensis. Posnán. n.5, p.112-135. [Linguística] Ias 111 Jornadas de Linguistica Aborigen. Buenos Aires: Instituto de
Linguistica, UBA. p.435-442. [Linguística]
3.50. LOUKOTKA, Chestmír. 1968. Classification of South American
Indian Languages. Los Angeles: Latin American Center, University 370. MAIA, Marcus A.R. 1997d. A sintaxe da deixis espacial e empática em
of Califomia. [Linguística - Classificação] Karajá. Atas do I Congresso Nacional da Abralin. 11.21, p.470-481.
[Linguística]
360. LUKESCH, Anton. 1976. Trad. Trude A. L. Solstein. Mito e vida dos
índios Caiapós. São Paulo: Ed. da USP. [Etnografia] 371. MAIA, Marcus A.R. 1998. Aspectos Tipológicos da língua Javaé.
Lincom Studies in Native American Linguistics. Munchen: Lincom-
361. LUKESCH, Antônio. 1958. Bebgororoti, uma figura mitológica dos Europa. n. 1 1. [Lingüística]
índios Gorotire. Revista Brasileira de Geografia. n.1, p.120-122.
I Linguística] 372. MAIA, Marcus A.R. 2000a. Palavras interrogativas em Kardja. Revista
Laços. Rio de Janeiro: ASSEL-RJ. n.1, p.91-110. [Linguística]
362. MAGALHÃES, B. de 1919. Vocabulário da língua dos Bororos-
Coroados do Estado de Mato Grosso. Revista do Instituto Histórico 373. MAIA, Marcus A.R. 2000b. Estrutura e processamento sintáticos : o
e Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro. t.83, p: [Linguística] que esperar do estudo de línguas indígenas. Atas do I1 Congresso
Nacional da ABRALIN. Florianópolis: UFSC. Em CD-Rom, p.1654-
363. MAGALRÃES, Erasmo D. 1973. Quinze anos de linguística indígena 1664. [Linguística]
brasileira. Língua e Literatura. São Paulo. n.3, p.251-278.
[Linguística] 374. MAIA, Marcus A.R. 2000c. Construções do tipo QU em Karajá. Atas
do I1 Congresso Nacional da ABRALIN. Florianópolis: UFSC. Em
364. MAGALHÃES, Erasmo D. 1974. Bibliografia de linguística indígena CD-Rom, p.1555-1569. [Linguística]
brasileira. Língua e Literatura. São Paulo. n.4, p.149-184.
[Linguística] 375. MAIA, Marcus A.R. 2000d. Coiistruções do tipo QU em Karajá.
Revista Veredas. Juiz de Fora, MG: Ed. da UFJF. v.4, n.2, p.43-59.
365. MAIA, Marcus A.R. 1986. Aspectos tipológicos da língua Javae. Rio [Lingiiística]
de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
(Dissertação de Mestrado). [Lingiiística] 376. MAIA, Marcus A.R. 2000e. Wh-type constructions in Karaja. Kansas
Working Papers in Linguistics (KWPL). EUA. v.25, n.2, p.21-36.
366. MAIA, Marcus A.R. 1996. Ibru - e1 llanto ritual Karajá. Actas de Ias I1 Studies in Native American Languages. [Linguística]
Jornadas de Etnolinguistica. Argentina: Universidad Nacional de
Rosário. t.1, p.95-102. [Linguística] 377. MAIA, Marcus A.R. 2000f. Evidencia1 processes in Karajá. In
GUENTCHEVA, Z; LANDABURU, J. Sur le médiatif 11. Paris:
367. MAIA, Marcus A.R. 1997a. Verb agreement and the structure of the CNRS. [Linguística]
clause in Karaja. Kansas Working Papers in Linguistics (KWPL).
378. MAlA, Marc~isA.R. 2000g. A compreeiisão de relações espaciais em indigenous languages of Lowland South America. Leiden: CNWS
K .iiCljiJB.
. ., ' Revista Palavra. Petrópolis: Ed. Trarepa. v.6, p.154-165. Piiblications. v.1, p.297-308. [Linguística]
I Li~iguística]
188. MAIA, Marcus A.R.; TORAL, André. 1983. S'ituacion probleinatica
:379. MAlA, Marcus A.R. 2000h. O projeto do dicionário enciclopédico da de1 pueblo Javae. Boletin de1 Grupo Internacional de Trabajo sobre
língua, da cultura e da história Karajá. Revista Intercâmbio. v.9, I Asuntos Indigenas (IWGIA). v.3, p.44-48. [Antropologia]
I
p.265-272. [Linguística] ' 189. MAIA, Marcus A.R.; TORAL, André; VIEIRA, Francisco (Orgs.).
O MAIA, Marcus A.R. 2001. Representações da educação Karajá. 1990. Cartilha Karajá. Rio de Janeiro: Museu do Índio; Imprensa
Revista Educação e Sociedade. Campinas: CEDES. n.75, p. Oficial do Município do Rio de Janeiro. [Material Didático]
[Lii~guística]
190. MAMIANI, Luis Vincencio. 1698. Catecismo da doutrina christãa
3x1. MAIA, Marcus A.R. 2001a. O Mediativo em Karajá. 1 ENCONTRO na lingua brasilica da nação Kiriri. Lisboa: Miguel Deslandes.
SOBRE LÍNGUAS JÊ. Londrina, UEL, 15-16/02/2001. [Lingiiistica] [Missionária]
3x2. MAIA, Marcus A.R. 2001b. Problemas e soluções do dicionário 391. MAMIANI, Luis Vincencio. 1699. Arte de grammatica da lingua
Karajá. In: I ENCONTRO INTERNACIONAL DO GRUPO DE brasilica da naçam Kiriri. Lisboa: Miguel Deslandes. [Linguística]
'TRABALHO DE LINGUAS INDÍGENAS DA ANPOLL. Belém:
UFPA. [Linguística] 392. MAMIANI, Luis Vincencio. 1877. Arte de grammatica da lingua
brasilica da naçam Kiriri. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional.
3x3. MAIA, Marcus A.R. 2 0 0 1 ~ .Werè tyyritina: alfabetização na língua [Linguística]
Jnvaé. Revista da ANPOLL. São Paulo: FFLCH-USP. n.11, p.187-
201. [Linguística] 393. MAMIANI, Luis Vincencio. 1942. GARCIA, R. (Ed.). Catecismo
Kiriri. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional. [Missionária]
3x4. MAIA, Marcus A.R.; LEITE, Y.; FRANCHETTO, B.; SOARES,
M.F.; VIEIRA, M. D. 1998. Coinparação de aspectos da gramática em 394. MANIZER, Henry Henrikovitch. 1915. Materialy po Botokudskomu
algumas línguas indígenas brasileiras. Revista D.E.L.T.A.São Paulo: Jazyku. Trabalho não p~iblicado.Arquivo da Academia de Ciências
PUC-SP. v.14, n.2, p.349-375. [Linguística] da URSS, Leningrado. [Lingüística]
385. MAIA, Marcus A.R.; LEITE, Yonne; FRANCHETTO, Bruna; 395. MANIZER, Henry Henrikovitch. s.d, Materialy o jazykakh
SOARES, Maríiia F.; VIEIRA, Márcia D. 1999. A estrutura da oração tchetyriokh plemjon Brazilii: Kadiuveo,Tshane, Kaingang,
em línguas indígenas brasileiras. Revista D.E.L.T.A. São Paulo: Botocudo. Trabalho não publicado. Arquivo do Instituto de Etnografia
PUC-SP. vo1.15, n.1, p.1-26. [Linguística] da Academia de Ciências, Leningrado. [Linguística]
386. MAIA, Marcus A.R.; PEREIRA, M. das G. D.; ARAÚJO, L.M.S. de. 396. MANIZER, Henry Henrikovitch. s.d. Opyt objektivno-
1983. Apinayé, Gavião, Karajá - um esboço tipológico. Anais do VI11 lingvisticheskogo issledovanija po jazikam nekotorykh brazilskikh
Encontro Nacional de Linguística. Rio de Janeiro: PUC. p.57-67. plemjon. Trabalho não publicado. Arquivo da Academia de Ciências
[Linguística] da URSS, Leningrado. [Lingüística]
387. MAIA, Marcus A.R.; SALANOVA, Andres P.; LANES, Elder J. 2000. 397. MAP XAMUT'AX. Cartilha Maxakalí. 1966. Rio de Janeiro: Suinmer
La sintaxis de las interrogativas em Karajá, Kayapó y Manxinen. In Institute of Linguistics (SIL). n.3. [Material Didático]
VOORT, Hein vander; KERKE, Simon van der (Eds.). Essays on
50
MAP xiiinaha. 1966. Rio de Janeiro: Summer Institute of Linguistics
108. MARTIUS, Carl Friedrich P. von. 1867. Beitrage zur Ethnographie
(SIL). /Material Didático]
und Sprachenkunde Amerika's zumal Brasilien. Vol. 11 -
MARLIÈRE, Guido Tomás. s.d. Vocabulaire de Ia langue d a Wortersarnrnlung brasilianischer Sprachen, Glossaria linguarum
Uotocudys (Français-Botocoudy). 12p. Arquivo da Academia de brasiliensiun. Leipzig: Friedrich Fleischer. [I.inguistica]
Ciêiicias da URSS, Leningrado. Primeira metade do séc. XIX.
409. MASON, J. Alden. 1963. The languages of South American Indians. In
[Linguística] STEWARD, Julian (Ed.). Handbook of South American Indians.
MARLIÈRE, Guido Tomás. 1825. Vocabulário da língua dos New York: Cooper Square Publishers. n.6, p.157-318. [Linguística]
B ~ L o c u ~ o- Stribos chamadas de K r a h u m , Pejaurun e Naknenuk das
410. MATTOS, Rinaldo de. 1973. Fonêmica Xerente. Série Linguística.
vertentes do Rio Doce e Jequitinhonha. Abelha do Itaculumi. Ouro
Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). n.1, p.79-100.
Preto, MG. 15 de fev. [Linguística] [Linguística]
MARLIÈRE, Guido Tomás. 1833. Vocabulário Português-Botocudo.
411. MAXAKALI, Gilberto et al. 2000. Uxuxet as, hãm xeka ãgtux.
Seção de Manuscritos da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro: n.
Geografia da nossa aldeia. BrasílidBelo Horizonte: MECISEE-MG.
11.1.3). 763 itens lexicais. [Linguística] [Material didáiico]
MARLIÈRE, Guido Tomás. 1905. Idiomas ou Línguas dos índios.
412. MAYBURY-LEWIS, David (Ed.). 1979. Dialectical societies: the Gê
Língua Botocudo. Revista do Arquivo Público Municipal. São
and Bororo of central Brazil. Cambridge: Harvard University Press.
Paulo. t.lO, p.544-549. [Linguística] [Antropologia]
MARLIÈRE, Guido Tomás. s.d. Vocabulário portuguez-Botocudo.
413. MAYBURY-LEWIS, David. 1984. A sociedade Xavante. Rio de
72p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Primeira Janeiro: Francisco Alves. [Antropologia]
metade do séc. XIX. [Linguística]
414. MCLEOD, Ruth. 1960a. Xavante texts. Summer Institute of
MARLIÈRE, Guido Tomás. s.d. Sprachproben der Botocudos,die Linguistics. n.1 e 2, 6p. Cópia arquivada em microficha no CEDAE-
auch Krakmum, Pejaurun,und Naknanuk gennant werden, und in IEL-Unicamp. [Literatura]
der Nachbarschaft des Rio Doce und Jequitinhonha in der Prerien
v. Minas Gerais wohnen. 12p. Arquivo da Academia de Ciências da 415. MCLEOD, Ruth. 1960b. Xavante texts. 13p. Arquivo do Setor
URSS, Leningrado. Primeira metade do séc. XIX. [Linguística] Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
MARQUESINI, Nacir Rodrigues. 1994. Plantas usadas pelos índios 416. MCLEOD, Ruth. 1960c. Distribution of Xavante phonemes. Summer
do Paraná e Santa Catarina, sul do Brasil.Guarani, Kaingang, Institute of Linguistics (SIL). 5p. Arquivo do Setor Linguístico do
Xokleng, Avá-Guarani, Kraô e Cayuá. Curitiba: UFPR. Museu Nacional, RJ. [Linguística]
(Dissertação de Mestrado). [Antropologia] 417. MCLEOD, Ruth. 1960d. Xavante phonemics. Posto Indígena Simões
MARTINEZ, Benigno. 1904. Vocabulário na língua Guayana. Revista Lopes, MT. 37p. Arquivo do Setor Lingiiístico do Museu Nacional,
do Museu Paulista. n.6, p.45-52. [Lingüística] RJ. [Linguística]
MARTINS, Alfredo Romário. 1934. Toponomástica indígena do 418. MCLEOD, Ruth. 1960e. Formulário dos vocabulários padrões ...:
Paraná. Revista do Círculo de Estudos Bandeirantes. Curitiba. v.1, Xavante. 29p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional.
n.1, p.21-37. [Toponírnia] [Linguística]
410. MCLEOD, Ruth. 1960f. Xavante Graminiir. 20p. Arquivo do Setor ,129. ME BANHO pi'ok nhidji jakrenhdjwynh kadjy-neja. 1978. Brasília:
1.ingiiíslico do Museu Nacional, RJ. Cópia ein microficha no CEDAE- i
Summer Institute of Linguistics (SIL). Cartilhas de n.1 a 3. [Material
IliL-Unicainp. [Linguística] i Didático]
420. MCLEOD, Ruth. 19613. Xavarite texts iri interlinear format. ,130. ME BANHO pi'ok. Cartilha Kayapó. 1977. Brasília: Summer Institute
Siiiiiiner lnstitute of Linguistics. 13p. Cópia arquivada em microficha of Linguistics (SIL). n. de1 a 3. [Material Didático]
rio CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística] -131. ME PAJO pje kam pryjapa. Pássaros de nossa região. 1988. Belén~,
1121. MCLEOD, Kuth. 1961b. Xavante clause and sentence structure. PA: Summer Institute of Linguistics (SIL). Livro de leitura. [Material
Summer Institute of Linguistics (SIL). 7p. Arquivo do Setor Didático]
Lingüístico do Museu Nacional. RJ. Cópia ern microficha no CEDAE-
432. MEADER, Robert. 1978. Índios do Nordeste: levantamento sobre os
IEL-Unicamp. [Linguística]
remanecentes tribais do Nordeste brasileiro. Série Linguística.
422. MCLEOD, Ruth. 1 9 6 1 ~Xavante
. phonenies. Posto Indígena Simões Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). n.8. [Linguística]
Lopes, MT. 10p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional,
433. MELAND, Douglas. 1968. Fulniô grammar. Arquivo Linguístico.
liJ. [Linguística] Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). n.36. Cópia em
42.1. MCLEOD, Ruth. 1974a. Fonemas Xavante. Série Linguística. microficha no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
Brasília: Surnmer Institute of Linguistics (SIL). n.3, p.131-152.
434. MELAND, Douglas; MELAND, Doris. 1967. Fulniô phonology.
[Linguística] Arquivo Lingüístico. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL).
424. MCLEOD, Ruth. 1974b. Fonemas Xavânte. Série Linguística. 11.25. Cópia em microficha no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
Brasília: Summer Institute of Linguistic (SIL). n.3. p.131-152.
435. MELAND, Douglas; MELAND, Doris. 1968. Word and morpheme list
[Linguística]
of the Fulniô indian language (Yahthe). Arcliives of the SIL. Cuiabá,
425. MCLEOD, Ruth. s.d. Questionário padrão em Xavante. 18p. MT. [I,inguística]
Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. Início década
436. MELATTI: Julio Cezar. 1978. Ritos de uma tribo Timbira. São
1960. [Linguística] Paulo: Ática [Antropologia]
426. MCLEOD, Ruth. s.d. Swadesh-Loukotka. Surnmer Institute of
437. MELO, Mário. 1929. Os indígenas Carnijós de Águas Belas. Revista
Linguistics (SIL). 9p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu
do Museu Paulista. São Paulo. t.16, p. [Linguística]
Nacional, R3. Início década 1960. [Linguística]
438. MELO, Mário. 1930. Os Carnijós de Águas Balas. Revista do do
427. MCLEOD, Ruth. s.d. Paragraph, aspect and participant in Xavante.
Iiistituto Arqueológico, Histórico e Geográfico de Pernambuco.
Suminer Institute of Linguistics (SIL). 55p. Arquivo do Setor Recife. 11.29. [Etnografia]
Linguístico do Museu Nacional, RI. Início década 1960. [Linguística]
439. MERIAN, Baráo de. 1828. Principes de l'étude comparative des
428. MCLEOD, Ruth; MITCHELL, Valerie. 1977. Aspectos da língua
langues. Suivis d'observations sur les racines des langues
Xavánte. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL).
seiiiitiques. Paris: Shubart et Heideloff. [Linguística]
[Linguística]
440. MÉTRAUX, Alfred. 1947. Social organization of the Kaingang and
Aweikóma according to C. Nimuendajú's unpublished data. Anierican
Aiithropologist. (Nova série). Menasha. v.49, n. 1, p. 148-15 1. 451. MOTA, Lúcio Tadeu. 1994. As guerras dos índios Kaiiigaiig. A
I Linguística] história épica dos índios Kningang no Paraná (1769-1924).
441. MÉTRAUX, Alfred. 1951. Une riouvelle langue B: de la région de Maringá: Editora da UEM. [História]
Uahia (Brésil). Journal de Ia Société des Americanistes. t.40, p.51- 452. MOTA, Lúcio Tadeu. 2000. Os índios Kaingang e seus ieriil6rios nos
58. [Linguística] campos do Brasil meridional na metade do século passado. 111 MO'I'A,
442. MÉTRALIX, Alfred; NIMUENDAJÚ, Curt. 1946. The Mashacalí, I,.T.: NOELLI, F.S.; TOMMASINO, K. (Orgs.) Uri e Wãxi. Estudos
Patashó and Malalí linguistic families. In STEWARD, J . H. (Ed.). interdisciplinares dos Kaingang. Londrina: Editora UEL. p.8 I - I H9.
Handbook of South American Indians. Washington, D. C.: [História]
Smithsonian Institution. v.1, p.541--545. [Linguística] 453. MULLEN, Paul. 1965a. Kainging verbs. Arquivo Linguíslico.
443. MEUJARENH a kaga pijakrut. 1988. Summer Institute of Linguistics Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). n.161. Cópia eiii
(SIL). Lendas Apinayé ii.7. [Material Didático] microficha no CEDAE-IEL-Unicamp, [Liiigüística]
444. MINEIRO, Galdino Migkusíig. 1974. Êg ty nén i3 je'yn kãme. 454. MULLEN, Paul. 1965b. hlatrix of clauses in Kaingáng. Rio tlc
Tenente Portela (Guarita), RS: FundaçBo Nacional do Índio. [Material Janeiro: Summer Institute of Linguistics (SIL). Arquivo do Scloi'
didático] I Linguístico do Museu Nacional, RJ.Cópia em microficha no CEDAE-
1EL-Unicamp. [Linguística]
445. MITCHELL, Valerie. 1966. Linguistic assignmeiit. Summer Institute
of Linguistics (SIL). 7p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu 455. MULLEN, Paul. 1966. Verb pluralization ir1 Kaingáng. Arquivo
Nacional, RJ. [Linguística] Linguístico. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). n.159.
Cópia em microficha no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
446. MITCHELL, Valerie. 1976. Transcrição de histórias na língua
Xavaute. Posto Indígena Marechal Rondon, MT. 10p. Arquivo do 456. MULLER, Friedrich Max. 1888. Grundriiss der SprachwissenschnYt.
Seror Linguístico do Museu Nacional, RJ. Cópia em microficha no Wieii : s.n. n.4. [Linguística]
CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística] 457. MURPHY, Isabel. 1992. And I, in my turn, will pass it on:
447. MONITOR Xavante. s.d. Campo Graiide: Universidade Católica do indigenous education among the Kayapo amerindians of Central
MT. [Material Diditico] Brazil. 7 217p. (Tese de Doutorado). Cópia arquivada no CEDAE-
,-.
I
IEL-Uiiicamp. [Educação]
448. MONSERRAT, Ruth M. Fonini. 1978. Lista vocabular Krenhacore.
5p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. 458. MYHARERE. s.d. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL).
[Linguística] [Material Didfitico]
449. MONSERRAT, Ruth M. Fonini. s.d. Vocabulário Pataxo. 4p. 459. NANTES, Berrii~rdode. 1709. Katecismo indico da liiigua Kariris.
Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Décadas de Lisboa: Valentim da Costa Deslarides. [Missionária]
1970-1980. [Linguística] 460. NASCIMENTO, Silvia Helena 1,ovatu do. 1995a. Aspectos
450. MORAES FILHO, Mello. s.d. Pátria SeIvageni (A floresta e a vida. morfológicos e siiitáticos e marcação de caso da língua Kaingáng.
Mithos amazônicos. Os escravos vermelhos) Rio de Janeiro: H. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina. (Dissertação de
Garnier. [Etnografia] Mestrado). [Linguística]
. I O I . NASCLMENTO, Silvia Helena Lovalo clo. I995b. Estrutura Sentencia1 1\71, NIMUENDAJÚ, Curt. 1932. Vocabulário da língua Ofaié-Xavante.
tia Iíiigiia Kaingang. In: I ENCONTRO DO CELSUL - GT Reyista de1 Instituto de Etnología de la Universidad Nacional de
I~STUDOSKAINGANG'. Florianópolis, UFSC. [Lingüística] Tucumán. n.2, p.543-618. [Linguística]
,102. NASCIMENTO, Silvia Helena Lovato do. 1996. Marçaç,io de caso em ,472, N I M U E N D A J ~ Curt.
, 1938. Patasó. Reserva Indígena Parag~laçu,
Kaingdng (Jê). Anais do XI Encontro Nacional da ANPOLL. João Bahia, 3p. Fotocópia do original autografado arquivada no CEDAE-
Pessoa: ANPOLL,. p. 540-550. [Linguística] IEL-Unicamp. 164 itens lexicais. [Linguístical
.iO.?. NENHKANH mré MTnká fi kãme. 1977. KINDELL, Gloria &ine; 473. NIMUENDAJU, Curt. 1939. Masakari. Itarnbacuri, MG. 6 p. Arquivo
WIESEMANN, Ursula (Orgs.). Brnsília: Fundaçáo Nacional do Índio. do Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. Ver Araújo, G.A. 1996.
Livro de leitura Kain~áng.[Material didático] [Linguística]
~104.NENHKANH mré Mlnká fi kkáme. Cartilha Kaingáng 1. 1977. 474. NIMUENDAJÚ, Ciirt. 1939. ober die Botocudos. Manuscrito inédito.
KINDELL, Gloria Elaine; WIESEMANN, Ursula (Orgs.). Bi.asília: A ~ do~ Setor
. Lingüístico do Museu Nacional, RI. 5 vocabulários.
Fundação Nacional do Índio. [Material didbtico] [Linguísticri]
465. NENHKANH mré Minká fi káme. Cartilha Kaingáng 2. 1977. 475. N I M ~ E N D A J Ú ,Curt. 1940. An exploratory expedition to the
KINDELL, Gloria Elaine; WIESEMANN, Ursula (Orgs.). Brasília: Gorotire - Cayapo. Não piiblicado. [Etnografiaj
FundaçBo N~icionaldo índio. [Material didático] 476. NIMUENDAJÚ, Curt. 1942. Trad. do inanuscrito por Robert H.
466. NENHKANH ty Minkà fi inrt? kâme. 1977. Brasília: Summer Inslitute Lowie. The Serente. Los Angeles: The Southwest Museum.
of Linguistics (SIL). Cartilhas 1 e 2. [Material Didático] [Etnografia]

467. NEWMAN, Barbara A. 1978. The mini-workshop as anothei- step 477. NIMUENDAJÚ, Curt. 1946. Trad. Robert H. Lowie. The Eastern
towards a Kaiiigáng written literalure. Notes on Literacy. s.1,:s.n. Timbira. Los Angeles: Univei-sity of California Press. [Etnogrufia]
n.23, p.19-23. [Lingiiística] 478. NIMUENDAJÚ, Cui-r. 1946. Social organization aiid beliefs of the
Botocudos of Easteni Brazil. Southwestern Jouriial ~nthropology.
468. NHANE dahâze krkrêpusinnoze. Como surgem as doenças. Noções de
higiene e saúde no idioma Xerente. 1972. Rio de Janeiro: Junta de s.1. : s.n. v.2, n.2 ? [Antropologia]
Missões Nacionais da Convenção Batista Brasileira. [Material de 479. NIMUENDAJÚ, Curt. 1948. Kaingang - yakwa(n) daptéye
Saúde] (vocabulário). Revista do Museu Paulista. São Paulo. v.2, p.221-223.
469. N I M U E N D A J ~ ,Curt ; GUÉRIOS, Rosário F. M. 1948. Cartas Ein Nimuendaju & Guérios 1948. [Lingiiística]
Etnolingüísticas. Revista do Museu Paulista. (Nova série), são 480. NIMUENDAJÚ, Curt. 1980. Mapa etno-liistórico do Brasil e regiões
Paulo. n.2, p.207-241. [Linguística] adjacentes Rio de Jaiieiro: Fundaçâo Instituto Brasileiro de Geografia
470. NIMUENDAJÚ, Curt. 1914. Vokabular und Sagen der Crengêz- e Estalística. Produzido em 1945. [Lingüístical
Indianer (Tajé). Zeitschrift fur Ethnologie. v.46, p.626-636. 481. NIMUENDAJÚ, Curt. 1993. Etnografia e indigenisnio: sobre os
[Linguística] Kaiiigang, os Ofaié-Xavante e os índios do Pari. Campinas: Ed. da
Unicamp. [Etnografia]

59
Biblioteca Digital Curt Nimuendaju
http://biblio.etnolinguistica.org

ilX2. NIMUENDAJÚ,Curt. s.d. Apányekra (Canellas do Porquinhos) - 494. OSTLENDER, Humberto. s.d. Worterverzeichnis der Coroados-
vocabulário. Rio de Janeiro, Serviço de Proteção aos Índios. Trabalho Indianer-Sprache, Phrasen der Coroados der Coroados-lndianer-
nâu publicado. Arquivado no Museu Nacional, RT.[Linguística] Sprache. Trabalho não publicado. Arquivo do Instituto Anihropos do
,IX.3. NOMES da língua Botocuda de vários lugares. 1825. O Universal. Brasil, Brasília. Década de 1910. [Linguística]
O L I ~Preto:
O S. n. 11.62, p.7-12. [Toponíniia] 495. OTTONI, Theophilo Beiiedicto. 1858. Noticia sobre os selvagens do
(IN4. ~ H Ò etR al.~ 1978. Utura: a vida dos peixes do Rio Araguaia. Livro 1 Mucury. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Rio
dc leitura Karajá. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). de Janeiro. t.21, p.191-238. [Etnografia]
I Maizrial Didático] 496. PAHPAM wyr ipipkjer xa. Experiências pessoais. 1982. Brasília:
.IXS. OLlVElRA, Carlos Estevâo de. 1931. Os Carijós de Ágiias Belas. Suninier Institute of Linguistics (SIL). v.4. LMaterial Diditico]
Revista do Museu Paulista. Sâo Paulo. 11.17. Prinieira parte., 497. PAHTE me aniji calihe xa. Nossos reniedios. 1988. Belém, PA:
I Etnograíi a] Summer lnstiiute of Linguistics (SIL). Livro de Leitura. [Material
4XO. OLIVEllZA; Gilvan M. 1995. Deslizarnento vocilico condicionado didático.]
inorlòlogicamente ein Kainkang (Jê). In: I ENCONTRO DO 498. PALÁCIO, Adair Pinieiitel. 1984. Guató, a língua dos índios
CELSUL - G T 'ESTUDOS KAINGANG'. Florianópolis, UFSC. Canoeiros do rio Paraguay. Caiiipinas: IEL-Unicainp. (Tese de
ILingiiística] 1
Doutorado). [Linguística]
487. OLIVEIRA, Gilvan M.; OLIVEIRA, Silvia M. (Orgs.). 1996. Kãgran 499. PALÁCIO, Adair Pinientel. 1986. Aspects of the rnorphology of
(a to rá. Ijuí: Unijuí. [Material Didático]
Guato. In ELSON, B. F. (Ed.). Language in global perspective
4XX. OLIVEIRA, Gilvan M.; OLIVEIRA, Silvia M. (Orgs.). 1996. Dallas: Sumrner Institute of Linguistics (SIL). p.363-372. [Linguística]
Kanhgág a g tyâgtyânh fâ.Ijuí: Unijuí. [Material Didático] 500. PALHA, Luiz. 1942. Ensaio de Gramática e vocabulário d a lingua
480. OLIVEIRA, Gilvan M.; OLIVEIRA, Silvia M. (Orgs.). 1996. Riniyâ Karajá. Falada pelos índios remeiros do rio Araguaia. s.l.:s.n.
tyâ nbin gre han. Ijuí: Unijuí. [Material Didático] BibIioteca do Instituto de Estudos da Lingiiagein (IEL-Unicamp).
[Linguística]
490. OLIVEIRA, Gilvan M.: OLIVEIRA, Silvia M. (Orgs.). 1996. Inh
Icóneâg kãme. Ijuí: Unijiií. [Material Didático] 501. PANHI kaper a kaga. 1963. Summer Institute of Linguistics (SIL).
Cartilhas de 1, 5, 6, 7. [Material Didático]
401. OLIVEIRA, José Joaquim Machado de. 1936. Vocabulário dos índios
Coroados. Revista do Arquivo Municipal. São Paulo. 11.25, p.172- 502. PANHI kaper a kaga. 1967. Sunirner Institute of Linguistics (SIL).
174. [Linguística] Cartilha n.3. [Material Didático]
110'2. OLIVEIRA, Rosane Costa de. 2001. Construções Interrogativas na 503. PANHI kaper a kaga. 1975. Suininer Institute of Linguistics (SIL).
Líiigiio Xavante. 1 ENCONTRO SOBRE LINGUAS JÊ. Londrina, Cartilhas de I a 4. [MateriaI Didático]
UEL. 15- 1610212001. [Linguística] 504. PATAP uru. 1992. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL).
,103. OSTLENDER, Humberto. 1914. Dicionário da língua dos índios Cartilhas de n. I a 5. [Material Didático]
Coroados. 52 13. Trabalho não publicado. Arquivo do Instituto 505. PAYAKÃ, Paulinho. 1974. A transamazônica. Beléni, PA: Funai.
Aiiiliropos do Brasil (Brasília). [Linguística] Cartilha. [Material Didático]
60
I'AYNE, Doris L. 1990. Morpl1ologic;il characteristics of lowland 516. POLECK, Lydia (Org.). 1994. Adornos e pintura corporal Karajá.
South Aiiierican languages. In PAYNE, D.L. (Ed.). Amazonian Goiânia: Projeto de Educação Indígena para o Estado de Tocantins.
liiiguistics: Studies in Lowland South Americaii languages. Austin: 1 [Material didático]
IJiiiversiiy of Texas Press. p.213-241. [Linguística]
5 17. POLECK, Lydia (Org.). 1997. Thê Akwe Nimtkaikrembbahã. Peixes
I'lj,REIRA. Deuscreide Gonçalves. 1992. Alguns aspectos gramaticais da Area Xerente. Goiâriia: Projeto de Educação Indígeria para o
da língua Maxakalí.. Universidade Federal de Minas Gerais. Estado de Tocaritins. [Material didático]
(Dissertaçno de Mestrado). [Linguística]
51s. POPJES, Jack D. 1971. Canela phonemic statenlent. Summer
I'ICKERING, Wilbur. 1978. Pataxó. Formulário lexical de Pataxó Institute of Linguistics. 23p. Cópia arquivada em riiicroficha no
I-IãIiBhãi. Summer Institute of Linguistics. 54p. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicainp. [Linguística]
CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
519. POPJES, Jack D. (Org.). 1982. Lendas e coiitos Canela-KrahÔ.
PICOLLI, Jacó Cesar. 1982. O processo de extinção da língua Brasília: Summer lristitute of Linguistics (SIL). 6 v. [Linguística]
Caiiigaiigue no Posto Indígena Mangueirinha. Curitiba:
Uiiiversidade Católica do Parani. (Dissertaçáo de Mestrado).: 520. POPJES, Jack D.; POPJES, Jo. 1972. Surface structure of Canela
I Liiiguística] Graminar. Surnmer Institute of Linguistics. 92p. Cópia arquivada em
microficlia no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
PIMENTEL, Benedito. 1945. Vocabulário colhido no Posto Guido
Marlière. Serviço de Proteção aos Índios (SPI), RI. Referência de -521. POPJES, Jack D.; POPJES, Jo. 1986. Canela-Krah6. In
Loiikotka (1955). [Linguística] DERBYSHIRE, D. C. ; PULLUM, G. K. (Orgs.). Handbook of
Ainazoniaii Languages. Berlim: Mouion de Gruyter. n.1, p.128-199.
PINI'AWE, Airton; WI'I, Coronel. s.d. Dahi'rata Nhimirowasu'u. [Linguística]
Duréi Wasu'u. Histórias Antigas do Povo Xavaiite. Brasília:
Sociedade Internacional de Linguística. http://www.sil.org/americUsl 522. POPJES, Jack D.; POPJES, Jo. 1991. Lista de vocábulos (língua
Canela - Rainkokarnekrá). Arquivo Linguístico. Brasília: Siirnrner
brns/PUBLCNS/ANTHRO/PortXvLg.pdf. [Linguística]
Institute of Linguistics (SIL). n. [Linguística]
PINTO, Estevão. 1935. Os indígenas do Nordeste. São Paulo: Ed.
Nacional. v. 1. [Etnografia] 523. POPOVICI-I, Frances Blok. 1960. Maxakali phonemes. 28p. Arquivo
do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Cópia arqliivada rio
PINTO, Estevâo. 1938. Os indígenas do Nordeste. São Paulo: Ed. CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
Nacional. v.2. [Etnografia]
524. POPOVICH, Frances Blok. 1975. Maxakali connectives. Summer
PINTO, Esteváo. 1956. Etnologia brasileira (Fulniô- os últimos Institute of Linguistics (SIL). 27p. Arquivo do Setor Linguístico do
Tapuias). São Paulo: Companhia Editora Nacional. [Etnografia] Museu Nacional, RJ. [Linguística]
POHL, Johann E. 1832. Amostra de palavras dos Caiapos da aldeia de 525. POPOVICH. Frances Blok. 1976. Conjunções em Maxakali. Summer
Sáo José de Mossamedes. Viagem no interior do Brasil. s.I.:s.n. Institute of Linguistics (SIL). 20p. Arquivo do Seior Linguístico do
p.400. [Linguística] Museu Nacioiial, RI. Cópia arquivada rio CEDAE-1EL-Unicainp.
[Linguística]
520. IIOPOVICH, Frances Blok. 1993. A organização social dos 535. POPOVICH, Harold; POPOVICH, Frances Blok. 1960. Maxticall
Maxakali. Brasília: Sociedade Internacional de Linguística (SIL). 2" Plionemes. Rio de Janeiro: Summer Institute of Liriguisiics. 27 p.
çd., revisada, eni 1994. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp, Mimeo. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguíslic~iI
I Aritr»pologia] 536. PORTE, Marcus. 1846. Vocabulário dos Botocudos. Bulletin d c 111
527. POPOVICH, Harold. 1957. Maxakali paragraph structure. Summer Societé de Geographie. s.1. : s.n. v.6. Vocabulário reprod~izitlo iio
Iilslitute of Linguistics (SIL). 6p. Arquivo do Setor Linguístico do Brasil por Jomard (I 847). [Linguística]
t$useu Nacional, RJ. [Linguística]
537. PORTE, Marcus. 1847. Vocabulário dos Botocudos. Revista (10
528. IIOPOVICH, Harold. 1967. Large grammatical units and tlie space- Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro. 1.9, p.10.
liiiie setting in Maxakalí. Atas do Siinpósio sobre a Biota [Liiiguística]
Aiiiazônica Rio de Janeiro: Conselho Nacional de Pesquisas. v.2,
538. PU me pakaper a kaga pumi. 1987. Summer lnstitute of Lirigiiislics
p. 195-199. [Linguística] (SIL). Abecedário Apinayé. [Material Didático]
529. POPOVICH, Harold. 1971. The sun and tlie moon, a Maxakalí text.
539. PUME mems; ta kaga. 1987. Summer Institute of Linguislics (SIL).
Estudos sobre línguas e culturas indígenas. Brasília: Suminer Livro de escrever na língua Apinayé. [Material Didático]
Institute of Linguistics (SIL). p.29-59. [Linguística]
540. PUTTHAMMER, Jesco von. 1973. Vocabulário Kren Akore. Poslo
530. POPOVICH, Harold. 1976. Maxakali super naturalism. Sumnier
Peixoto de Azevedo (MT). 3p. Arquivo do Setor Linguístico do Muscii
lnstitute of Linguistics. 42p. Cópia arquivada no CEDAE-IEL- Nacional, RJ. [Linguística]
Unicamp. [Etnografia]
541. PUXAP xupep. Cartilha Maxakalí. 1966. Rio de Janeiro: Summei
53 1 . POPOVICH, Harold. 1983. Como uni som Maxakali pode influenciar Institute of Linguistics (SIL). n.1. [Material Didático]
os sons contíguos. SEMINÁRIO DE CULTURA INDÍGENA. Juiz
de Fora, MG: Universidade Federal de Juiz de Fora. Apostila miineo. 542. PYT Ine putwry. O mito do sol e da lua. 1982. Brasília: Suinniei
[Linguística] Institute of Linguistics (SIL). v.3. [Material Didático]
532. POPOVICH, Harold. 1985. Discourse phonology of Maxalcalí. A 543. QUADROS, Francisco R. Ewerton. 1892.meinória sobre os trabalhos
multilevel, multiunit approach. Arlington: University of Texas at de observação e exploração efetuada pela segunda seção da Comissiio
Arlington. (Tese de Doutorado). [Linguística] Militar encarregada da linlia telegráfica de Ubereba a Cuiabi.
Fevereiro a junho de 1889. Revista Trimensal do Instituto Histórico
533. POPOVICH, Harold. 1986. The noininal reference syslem of e Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro. v.55, p.254-259.
Maxakalí. In WIESEMANN, U. (Ed.). Pronominal systeiiis. [Linguística]
Tubingen: Gunther Narr Verlag. p.351-358. [Linguística]
54.1. QUEIXALOS, F. ; RENAULT-LESCURE, O. (Coord.). 2001. Língiitis
534. POPOVICH, Harold. s.d. Participant, plot., prop., location and time indígenas da Amazônia brasileira (mapa). As línguas aiuazônicas
trough out trave], participant interation and problem oiient hoje. São Paulo: Institulo Socioambiental. [Linguística]
Maxakali discourses. Suniiner lnstitute of Linguistics (SIL). 23p.
Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Cópia 545. QUINTINO, Wellington. 2001. Assimilação dos Traços Voz e Nas ein
arquivada no CEDAE-IEL-U!iicainp. [Linguística] Posição de Coda em Xavante. 1 ENCONTRO SOBRE LÍNGUAS
JÊ. Londrina, UEL, 15-16/02/2001. [Lingüística]
546. I<A'l'tl, Carlos. 1871. Notícia ethrnologica sobre um povo que já 556. RIBEIRO, Neri Kãme-si. 1974a. Nèn irih vem ki kãme (A hislória
1i;ihiiciu ii costa do Brasil, bem como se interior antes do diluvio dos bichos que eu vi). Belém: Suninier Institute of Linguistics (SII.).
iiiiivcrsnl. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. [Material didático]
Rio tle Janeiro. t.34, p.287-292. [Etnografia]
557. RIBEIRO, Neri KZme-si. 1974h. Brasil ki tribo ú-ag kãme (História
5;17. IlljlS, Paulo Pereira dos. 1979. O indígena do Vale do Paraíba. São de algumas tribos do Brasil). Belém: Summer Institute of Linguislics
1';i~ilo: Governo do Estado. Vocabulários Puri e Coroados de von (SIL). [Material didático]
Martius e Puri de Alberto Noronha Torrezão. [Linguística]
558. RIBEIRO, Neri Kãine-si. 1974c. Belém Káme (História de Belírni).
54X. ICENAULT, Pedro Vitor. 1903. Vocabulário da língua dos Botocudos Belém: Summer Instiiute of Linguistics (SIL). [Material didático]
Nuc-nanuks e Giporocas, habitantes das inargens dos rios Murucy e
'Sudos-os-Santos, tanibem identico ao dos Kraik-mús habitantes das 559. RODER, Josef; TRIMBORN, Herniann. 1954. Maxiniilian, Prinz zo
iiiargeiis do rio Gequitinhonha. Revista do Arquivo Público Wied, Unverofffeiitlichte Bilder uiid Handschrifteii zur
Municipal. São Paulo. v.8, alio VIII. [Linguística] Volkerkunde Brasiliens. Bonii: s.n. [Biográfico]
540. RENAULT, Pierre Victor. 1871. Deux vocabulaires de Ia langue des 560. RODRlGUES, Aryoil Dall'Igna; CAVALCANTE, Marita P. 1982.
Botocudos (1836). Revista do Instituto Histórico e Geográfico Assiinilação inirassegmeiital em Kaingáng. Ciência e Cultura. Silo
Brasileiro. Rio de Janeiro. t.34. [Linguística] Paulo: Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). 34i\.
SBPC, siiplemento, p.198. [Linguística]
5 0 . REY, Philip. 1884. Notes sur les Botociidos et sur les Purys. Bulletin
de la Societé d'Aiithropologie. Paris. Série 3, v.7, p.82-101. 561. RODRIGUES, Aryon Dall'lgiia. 1942. O artigo definido e os numerais
[Etnografia] na língua Kirirí, vocabulários Português-Kirirí e Kirirí-Portug~iês.
Arquivos do Museu Paranaeiise. Ciiiitiba. p. 179-212. [I,inguística]
55 1 . IIIBEIRO, Darcy. 1951. Notícia dos Ofaié-Chavante. Revista do
Museu Paulista (N.S.). São Paulo. v.5, p.105-135 [Antropologia] 562. RODRIGUES, Aryon Dall'Igna. 1962. Coiiiparação das línguas
Umutína e Boróro. Revista do Museu Paulista. Sáo Paulo. v. 13, p.99-
552. RIBEIRO, Ediiardo R. 1995. Classes Verbais erri Karajá. IX 108. E111 H. Schultz, "Informações etnográficas sobre os Uinutína".
ENCONTRO NACIONAL DA ANPOLL. João Pessoal PB. Anais, [Linguística]
v.2, p.1025-1038. [Linguística]
563. RODRIGUES, Aryon Dall'Igna. 1978. Kaingáng e Tupinambi:
553. RIBEIRO, Eduardo R. 1996. Morfologia do Verbo Karajá.
Universidade Federal de Goiás. (Dissertação de Mestrado).
[Lingüistica]
evidências de relaçdes genéticas Jê-Tupi? In: I REUNIAO
BRASILEIRA DE ANTROPOLOGIA. Recife, E: AssociaçBo
Brasileira de Antropoiogin. [Linguística]
a:
554. RIBEIRO. Ediiardo R. ; SILVA, Maria S. Pimentel da. (Orgs.). 2000a. 564. RODRIGUES, Aryon DalYIgna. 1981. Nasalização e fronteira de
Nawiki nawiki-my ijykymawii iiawii-my ijyy. Goiânia: Projeto de palavra em Maxakalí. Anais do V Encontro Nacional de
EducaçBo e Cultura Indígena Maurehi (Karajá). Série Natureza, n.2. Linguística. Rio de Janeiro. v.2, p.305-311. [Linguística]
[Linguística Material Didático]
565. RODRIGUES, Aryon Dall'Igna. 1984. Contribuição das línguas
555. RIBEIRO, Eduardo R. ; SILVA, Maria S. Pimentel da. (Orgs.). 2000b. brasileiras para a fonética e a fonologia. In SOL, D. F. (Org.).
Iny Kyri/Iny Yri. Goiânia: Projeto de Educação e Cultura Indígena
Maurehi (Karajá). Série Arte, n.1. [Linguística Material Didático]
66
1,anguage in the Aiiiericas. Ithaca: Cornell University. p.163-267. Sul. REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA PARA
I l.,inguíslica] O PIIOGRESSO DA CIÊNCIA. Recife, Universidade Federal tlc
S(i0. I<ODRIGUES, Ai-yon Dall'lgiia. 1985. The present state of the study of Pernambuco. Aiiais da 45" SBPC, v.2, p.505. [Linguística]
hraziliaii indian languages. In KLEIN, H. E. M.; STARK, L. R. (Eds.). 575. RODRIGUES, Aryon Dall'lgri$; PALÁCIO, Adair Pimentel. 1979.
South American Indian Languages. Austin: University of T e u s Marcador de plural em Kadiwéu e Guató. 1%. REUNIÃO 110
I'ress. p.405-439. [Linguística] GRUPO DE ESTUDOS LINGUISTICOS DE SÃO PAU1,O.
507. I<ODRIGUES. Aryon Dall'lgna. 1986. Línguas brasileiras. Para o [Linguística]
coiiliecimento das línguas indígenas. São Paulo: Loyola. 576. RONDON, Cândido Mariano da Silva; FARIA, João Barbosa de. 1948.
Ilingiiística] Esbôço gramatical e vocabulário da língua dos índios Boróro.. IZio
508. l<ODRIGUES, Aryon Dall'Igna. 1993. Uma hipótese sobre flex3o de de Janeiro: Conselho Nacional de Proteção aos Índios. [Linguística]
pessoa em Bororo. REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE 577. RONDON, Frederico. 1938. Na Rondônia Ocidental. São Paulo:
BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA CIÉNCIA. Recife, Companhia Editora Nacional. [Linguística]
Universidade Federal de Pernainbuco. Anais da 45" SBPC, p.505.
578. ROPKRA jaren xa. 1982. Brnsília: Summer Institute of Lirig~iislics
LLinguística]
(SIL). [Material Didálico]
SOO. IIODRIGUES, Aryon Dall'Igna. 1999. Macro-Jê. 111DIXON, R.M.W.;
579. RUBIM, Braz da Costa. 1861. Memórias históricas e documentadas da
AIKHENVALD, A. Y . (Orgs.) Tlie Amazonian Languages.
província do Espírito Santo. Revista do Instituto Histórico c
Cambridge: Cambridge Uiiiversity Press. p. 164-206. [Linguística]
Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro. t.24, p.263-271. [Etnografia:]
570. RODRIGUES, Aryon Dall'Igna. 2000. 'Ge-Pano-Karib' x 'Jê-Tupi-
580. RUDOLPH, Bruno. 1909. Worterbuch der Botokudensprache.
Karib': sobre relaciones liiiguística prehistóricas en Sudainérica. L.
Hamburg: Fr. W. Tliaden. Fotocópia da obra arquivada no CEDAE-
Miranda (Ed.). Actas de1 1 Congreso de Lenguas Indígenas de
IEL-Unicamp. [Linguística]
Sudamérica. Lima: Uriiversidad Ricardo Palma. t.1, p.95-104.
[Linguística] 581. sÁ, Aluízio Caelario de. 2000. Dicionário Iatê-Português. Águas
Belas, PE: Edição do autor. [Linguística]
571. RODRIGUES, Aryori Dall'Igna. 2001. Para o estudo histórico-
comparativo das Iínglias Jê. 1ENCONTRO SOBRE L ~ N G U A SJÊ. 582. sÁ, Rosane MuÍíoz de. 1999. Análise fonológica preliminar do
Londrina, UEL, 15-1610212001. [Linguística] Pykobyê. São Paulo: USP. (Dissertação de Mestrado) [Linguística]
572. RODRIGUES, Aryon Dall'Igna. 2001. Classificação Social dos 583. sÁ, Rosane Muííoz de. 2001. Analise Foriológica Preliminar do
Animais em Kairigáiig. 1 ENCONTRO SOBRE LINGUAS JÊ. Pykobyê. 1 ENCONTRO SOBRE LINGUAS JÉ. Londrina, UEL,
Londrina. UEL, 15-16/0212001. [Linguística] 15-1610212001 . [Lingüística]
573. RODRIGUES, Aryon Dall'Igna. 2001. Flexão relaciona1 no tronco 584. SAINT-HILAIRE, Auguste de. 1975. Trad. Vivaldi Moreira. Viagem
liiiguístico Macro-Jê. Boletim da ABRALIN. v.25, p.219-231. pelas Províncias do Rio de Janeiro e Minas Gerais. Belo Horizonte,
[Liiiguística] São Paulo: Itatiaia, EDUSP. Vocabs. Botocudo, Maxakali, Malali e
Moiioxó. Publicado na França (1851); viagem de 1816 e 1817.
574. RODRIGUES, Aryon Dall'Igna; DOURADOI Luciana G. 1993.
[Etnografia]
Panará: identificação linguísticci dos Kren-Akarore com os Kayapó do
68
5x5. SAINT-HILAIRE, Aug~iste de. 1975. Tratl. Regina R. Junqueira. 595. SAMPAIO. Teodoro. 1912. Os Craôs do Rio Preto no Estado da Btih,
Viageni à Província de Goiás. Belo Horizonte, São Paulo: Itatiaia, Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Rio ~ l c
EDUSP. p.67-68 = vocabulário Cayapó do Sul. Publicado na França Janeiro. t.75, parte 1, p. [Etnografia]
(185 I);viagem de 1819. [Linguística]
596. SANTOS, Ludoviko C. dos. 1997. Descrição de aspectos
5Xh. SAlNT-HILAIRE, Auguste de. 1976. Trad. Regina R. Junqueira. riiorfossintáticos da língua Suymsêdjê (Jê). Universidade Fedcral
Viagem a Província de São Paulo. Belo Horizonte, São Patilo: de Santa Catarina. (Tese de Dotitorado). [Linguística]
Italiaia, EDUSP. p.226-227 = vocabul5rio 'Guanhanã'. Publicado lia
597. SANTOS, Ludoviko C. dos. 2001. Eliminação de Segineiilos
França (1551); viagens entre 1816 e 1822. [Linguística]
Fonológicos na Língua Suyá. 1 ENCONTRO SOBRE LINGUAS
587. SAINT-HILAIRE, Auguste de. 1978. Trad. Regina R. Junqueira. JÊ. Londrina, UEL, 15-1610212001. [Linguística]
Viageni a Curitiba e Província de Santa Catarina. Belo Horizonte,
598. SÃO JOSÉ, Joâo de. 1847. Viagem e visita do sertão em o bispndo do
São Paulo: Itatiaia, EDUSP. p.82-83 = vocabul5rio 'Coroados'. Grão Pari em 1762 e 1763. Revista do Instituto Histúrlco L'
Publicado na França (185 1); viagens entre 18 16 e 1822. [Linguística]
Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro. t.2, p.498-505. [EtnograPial
5x8. SALA, Antonio Maria. 1920. Ensaio de graminatica Kaiapó. Revista 599. SCHADEN, Francisco Serafiin Guilherme. 1938. Denoiniiinc;ùes
do Museu Paulista. São Paulo. t.12, p.393-429. [Linguística]
Caingang lia geografia brasileira. Revista do Arquivo Municipal. SiIo
589. SALANOVA, Andrés Pablo. 1996a. A nasalidade em Kayapó desde Paulo. 11.43, p.23-30. Origiivalmente como: Caingang namen i n der
um ponto de vista auto-segmental. Rio de Janeiro. Tr,ibalho não Geograptiie. Pindoraina. v. 1, n. 1, p.7-14. [Toponímia]
publicado. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
600. SCHADEN, Francisco Serafirn Guilherme. 1940. Aditamentos a uii~
590. SALANOVA, Aiidrés Pablo. 1996b. La nasalidad en Kayapó desde un
punto de vista autosegmental. Actas de Ias I1 Jornadas de
1 estudo sobre toponímia Kaingaiig. Revista do Arquivo Municipal.
Sáo Paulo. n.67, p.237-241. [Topoiiíinia]
Etnolinguística. Rosario, Argentina p. 162-167. [Liriguística]
6 0 1 SCHADEN, Fraiicisco Serafim Guilherme 1944 Apontamentos
591. SALANOVA, Andrés Pablo. 200111. Um Panorama das Tradiçdes bibliográficos para o estudo dos índios Kaiiigang. Boletim
Orais sobre a blorfologia Verbal do Mebengokre. 1 ENCONTRO Bibliográfico. São Paulo. n.2. p.23-32. [Bibliográfica]
SOBRE L~NGUASJÊ. Londrina, UEL, 15-1610212001. [Linguística]
602. SCHADEN, Francisco Serafiin Guilherme. 1949. Apontamentos
592. SALANOVA, Andrés Pablo. 2001b. Algu~ilasConsiderações Sobre os bibliográficos para o estudo dos índios Xokléiig. Boletim
Sistemas Consonantais das Línguas Jê Setentrionais. 1 ENCONTRO Bibliográfico. São Paulo. 11.12, p. 113- 119. [Bibliográfica]
SOBRE LÍNGUAS JE. Londrina, UEL, 15- 1610212001. [Linguística]
603. SCHEIBE, Paulo. 1957. Formulário dos vocabulários padrões ...:
593. SALANOVA, Andrés Pablo. 2001c. A nasaIidade em Mebeiigokre e Gavião. 18p. Arquivo do Setor Linguística do Museu Nacional, RJ.
Apinayé: o limite do vozeamento soante. Campinas: IEL-Unicamp. [Linguística]
(Dissertação de Mestrado) [Linguística]
604. SCHEIBE, Paulo. 1958. Questionário padrão em Kraho. 1Yp.
594. SALANOVA, Andrés Pablo. 2001d. Considerações sobre a nasalidade Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
em algumas línguas Jê. 111 CABRAL, Aria S. A. C.; RODIUGUES,
Aryon Dall'Igna (Orgs.). Estudos sobre Línguas Indígenas I. Belém:
UFPA. p.61-85. [Linguística]
70
005. SCHMIDT, Mau. 1942a. Res~i1t;itlosde nii tercera expedición a 10s
Guatós efectuada en e1 afio de 1928. Revista de Ia Sociedade 617. SEKI, Lucy. 1990. Apontamentos para uma bibliografia d a iiiigutI
Científica de1 Paraguay. v.5, n.6, p.41-75. [Linguística] Botocudo/Borum. Cadernos de Estudos Linguísticas. Caillpiilos:
IEL-Unicamp. n.18, p.115-142. [Bibliográfico]
(106. SCHMIDT, Max. 1942b. Estudos de Etnologia Brasileira. São Paulo:
Coiiipaiihia Editora Nacional. [Lingiiística] 61 8. SEMANA DO ÍNDIO: O Kaingáng ainda possui sua própria inediciilii.
1981. Medicina Kaingjng. Porto Alegre: Fundação Nacional do iiidici
607. SCHMIDT, W. 1926. Die Sprachfamilien und Sprachenkreise der - 13a. Delegacia Regional. Os responsáveis: aiurios m0nilOi'c~
Erde. Heidelberg: Carl Winter. [Linguística - Classificação] bilíngües do CTPCCIFUNAI formados em 1975. [Etnografia]
0 0 8 . SCHMIDT, W. 1941. Los Barbados o Umutinas em Mato Grosso. 619. SEREBURÁ et al. 1998. Trad. Paulo Supretaprã Xavante e Juraiidii
Revista de Ia Sociedad Científica de1 Paraguay. n.5, p.1-51. Sirjdiwê Xavante. Wamrêmé za'ra. Nossa Palavra. Mito e hislhriri
[Etnografia] do povo Xavante. São Paulo: Editora SENAC. [Literatura]
609. SCHPRINTSIN, Noeini Grigonevria. 1961. Iz materialov po jazyku 620. SHELL, Olive A. 1950. Grammatical outline of K r ~ h o(Ge Faiiiily).
Botokudov. Voprosy Jazykoznanija. Moscou. n.6, p.101-107. International Jourrial of American Linguistic (IJAI,).
[Linguística] Blooniington, Indiana. v.18, p.115-129. [Linguística]
610. SCHULTZ. Harald. 1952. Vocabulário dos índios Umutiria. Journal 621. SILVA, Alvaro. s.d. Idioma falado pelos índios do posto indigciru
de la Sociétè des Américanistes de Paris. Paris. n.41, p.81-137. -
buido Marliere Krenalí. Rio de Janeiro, Serviço de Proteçáo aos
[Linguística] ,"Índios. Trabalho não publicado. Referência de Loukotka (1955). Chpiii
611. SEBESTYÉN, Eva. 1981. H. H. Manizer's Botocudo folklore texts. arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
Artes Populares. Budapest: s.n. n.7, p. 140-163. [Etnografia] 622. SILVA, Antônio Carlos Simões da. 1924. A tribu dos Creiioks
612. SEEGER, Anthony. 1980. Os índios e nós. Estudos sobre sociedades (Botocudos do rio Doce). Anais do XX Congresso Internacional dc
tribais brasileiras. Rio de Janeiro: Campus. [Antropologia] Americanistas. Rio de Janeiro. t. I. p.65-84. [Linguística]
613. SEEGER, Anthony. 1981. Nature and society in Central Brazil. The 623. SILVA, Aracy Lopes da. 1986. Nonies e amigos: da prática Xavanlc
Suya Indians of Mato Grosso. CambridgeIMA: Harvard University a uma reflexão sobre os Jê. São Paulo: FFLCH-USP. [Antropologia]
Press. [Antropologia] 624. SILVA, Maria Amélia Reis. 2001a. Pronomes, ordem e ergatividade
614. SEKI, Lucy. 1984. Problemas no estudo de uma língua em extinção. em Mebengokre (Kayapó). Campinas: IEL-Unicamp. (Dissertação de
Boletim da Abralin. Canipinas, SP. n.6, p.109-118. (Linuuístical Mesrado). [Linguística]
- - 625. SILVA, Maria Amélia Reis. 2001b. Revendo a Classificação dos
615. SEKI, Lucy. 1985. A note on the last Botocudo language.
International Journal of Arnerican Linguistics (IJAL). v.51, n.4. Pronomes Pessoais Mebengokre. 1ENCONTRO SOBRE LÍNGUAS
p.581-583. [Linguística] JÊ. Londrina. UEL, 15-16/02/2001. [Linguística]
616. SEKI, Lucy. 1986. Notas para a história dos Botocudos (Boruin). In: 626. SILVA. Maria Amélia Reis; SALANOVA, Aiidrés P. 2000. Verbo y
IX REUNIÃO DA ANPOCS. Curiti ba, PR. [História] ergatividad escindida em Mebengôkre. XLIX CONGRESSO
INTERNACIONAL DE AMERICANISTAS. Quito, Equador.
[Linguística]
627. SILVA, Maria do Socorro Pimentel da. 1999. A educação na 636. SILVEIRA, Alvaro Astolpho da. 1922. Membrias Chorogfipliicus.
i.evilalização da lfngua e da cultura Karajá na aldeia de Buridina Belo Horizonte: Imprensa Oficial do Estado de Minas. t.2, p. 529-543.
Itcvista do Museu Antropológico. Goiânia: Universidade Federal de [Etnografia]
C;oiis. v.3-4, n.1, p.65-74. [Sociolinguística]
637. SMITH, Mary. 1960. Apinaje history. Summer Institute of Liiiguistics
(128. SILVA, Maria do Socorro Pimentel da. 2001a. A educação na (SIL). 7p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Cópiii
revitalização da língua Karajá HIRATA-VALE, F, B, M. (Org.). arquivada no CEDAE-IEL-U~iicamp.[Linguística]
Anais do I1 Seminário Nacional de Linguística e Língua
I'ortiiguesa. Goiânia: UFGiGráfica e Editora Vieira. p.208-213. 638. SMITH, Mary. 1966. Collection of 18 texls in Apinaje and lCiiglisl1.
[Sociolingiiística] 44p. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. Cópili
arcluivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
020. SILVA, Maria do Socorro Pimentel da. 2001b. O papel do mito na
revitalização cultural da língua Karajá. São Paulo: PUC-SP. (Tese 639. SOCRATES, Eduardo Arthur. 1892. Vocabulários iiidígciiiis
de Doutorado). [Sociolinguística] organizados por Eduardo Arthur Socrates. Revista do Iiistitritu
Histórico e Geographico Brasileiro. t.55, p.87-96. [Linguísticiil
630. SILVA, Maria do Socoi~oPimentel da. 2001c. A construç5o social do
conhecimento na sociedade Karajá. Revista do Museu 640. SOUZA, S. M. de. 1989. O sistenia de referência pessoal da I~liguu
Aiitropológico. Goiânia: Universidade Federal de Goiás. v.5-6, n.1, p. Krahô. Goiânia: Universidade Federal de Goiás. (DissertaçBo <Ic
[Educação] Mestrado). [Lingüística]

631. SILVA. Moreira e. 1919. O homem sul americano perante a 641. STOUT, Mickey. 1960. Apinayé fonêmica. Surnrner Instit~ite ol'
lingüística. In: XX CONGRESSO INTERNACIONAL DE Linguistics. 6p. Cópia arquivada em microficha no CEDAE-IEL-
AMERICANISTAS. Maceió: Imprensa Oficial. [Linguística] Unicamp. [Linguística]

632. SILVA, Pedro Agostinho da C. 1971a. Vocabulário. Barra Velha, 642. STOUT, Mickey. 1962. Songs. Summer Institute of Linguistics (SIL).
Porto Seguro, BA. 7p. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu 6p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Cópiu
Nacional, RJ. [Linguística] arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [I.inguística]

633. SILVA, Pedro Agostinho da C. l971b. Formulário dos vocabulários 643. STOUT, Mickey. 1975. Ku - verb phenomena in Kayapó. Arquivo
Lingüístico. Brasília: Suminer Institute of Linguistics (SIL). n.125.
padrões ...: Pataxo. Barra Velha, Porto Seguro, BA. 29p. Arquivo do
Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística] Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicanlp. [Linguística]

634. SILVA, Thais Cristófaro Alves da. 1986. Descrição fonética e análise 644. STOUT, Mickey. s.d. Divisão silábica. 5p. Arquivo do Setor
de alguns processos fonológicos da língua Krenák. Belo Horizonte: Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
UFMG. (Dissertação de Ivlestrado). [Linguística] 645. STOUT, Mickey; THOMSON, Ruth. 1974. Foiiêmica Txukuhainey
635. SILVA, Thais CristÓFaro Alves da. 1987. Um problema na análise (Kayapó). Série Linguística. Brasília: Summer Institute of Linguistics
fonológica dos segmentos vocáculos em Krenák. Revista D.E.L.T.A. (SIL). n.3, p.153-176. [Linguística]
São Paulo: PUC-SP. v.3, n.2, p.183-195. [Linguística] 646. STOUT, Mickey; THOMSON, Ruth. 1974. Modalidade em Kayap6.
Série Linguística. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). n.3,
p.69-97. [Linguística]
047. S'I'OU'I', Mirinm Elizabelh. 1973. Relatório linguístico [dirigido ao
(;eiieial Deiiiócrito Soares de Oliveira, Diretor do DGPC-Funai]. Nacional, RJ. Cópia em microficha no CEDAE-IEL-Uniçainp.
1511. Arq~iivodo SIL, Brasília. Cópia ein rnicroficha no CEDAE-IEL- [Linguística]
Iliiic;i~iip.Com vocabulário. [Linguísticaj 657. THOMSON, Ruth; STOUT, Mickey. 1965. Txukuhamâe (KayiipB).
O i l X . SUL ki Kanhgág ag vi. 1995. Bom Progresso: Associação dos Summer Institute of Linguistics. 29p. Cópia arquivada no CEDAE-
IEL-Unicamp. [Linguística]
I'rolèssores Bilingues Kanhgág e Guarani. n.1-3 [Jornal]
658. THOMSON, Ruth; STOUT, Mickey. 1966. Formulário dos
040. S ü M MARKO t i rh. O Evangelho de Jesus Cristo escrito por São
vocabulários padrões...: Kayapó do Norte (Txukurramãe norte -
Marcos na língua Kaingáng. 1968. Rio de Janeiro: Sociedade Bíblica do PNX). Sumrner Institute of Linguistics (SIL). 29p. Arquivo tlo
tlo Brasil. Tradução do Sumiiier Institute of Linguistics (SIL). Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
IMissioniria]
659. THOMSON, Ruth; STOUT. Mickey. 1971. Kayapó iiarralivc.
050. TAUNAY, Alfredo d'Escragnolle. 1888. Os índios Caingang International Journal of American Linguistcs. v.37, n.4, p.250-256.
(Coroados de Guarapuava). Revista do Instituto Historico e [Linguística]
Geographico Brasileiro. Rio de Janeiro. 5 1 p.252-310.
IElnografia] 660. THOMSON, Ruth; STOUT, Mickey. 1974. Elementos proposicionciis
em orações Kayapó. Série Linguística. Brasília: Summer Iristitute of
O5 I . TEIXEIRA, Jose Baltazar. 1988. Coiitribuição para a fonologia do Liriguistics (SIL). n.3, p.35-68. [Linguística]
dialeto Kaingang de Nonoai. Campinas: IEL-Unicamp. (Dissertação
tle Mestrado!. [Linguística] 661. THOMSON, Rutli; STOUT, Mickey. s.d. Propositional elements i11
Kayapó clauses. Summer Institute of Linguistics (SIL). 57p. Arquivo
052. TEMPSKI, Edwino Donato. 1986. Caingângues- gerite do inato. do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
Boletim do Instituto Histórico, Geográfico e Etnográfico
Paranaense. Curitiha. n.44, p.1-383 [Linguística] 662. TO JAN FÁ. Cartilha no dialeto do sudeste. 1968. Rio de Jarleiro:
Summer Institute of Linguistics (SIL). n.1. [Material didático]
053. TESCHAUER, Carlos. 1927. Os Caingangs ou Coroados no Rio
Grande do Sul. Boletim do Museu Nacional. Rio de Janeiro. v.3, n. 3, 663. T O JÃN FÃ. Cartilhas no dialeto central, sudoeste e sudeste. 1970. Rio
p. 37-56. [Etiiografia] de Janeiro: Summer Institute of Linguistics (SIL). n.2-4. [Material
diditico]
0.54. THOMSON, Rutli. 1974. Contra factuals in Kayapó. Sumrner
liistitute of Liiiguistics (SIL). 28p. Arquivo do Setor Linguístico do 664. TO JEN FE. Cartilha rio dialeto central. 1968. Rio de Janeiro: Sumineh
Muscu Nacional, RJ. Cópia em rriicroficha no CEDAE-IEL-Unicamp. Institule of Linguistics (SIL). n. 1. [Material didático]
[Linguística] 665. TO JEN FE. Cartilha no dialeto do sudoeste. 1968. Rio de Janeiro:
055. THOMSON, Ruth. 1982. Mebakukainã-re'ã ujarenh-neja: lendas Summer Institute of Linguistics (SIL). 11.1.[Material didático]
Icasapó. Brasília: Summei. Institute of Linguistics (SIL). [Liiiguística]
666. TO KE JÈ. Cartilha Kaingáng. 1963. Rio de Janeiro:Summer Institute
(356. THOMSON, Ruth. s.d. Textos Kayapo. Suniiner Iiistitute of of Linguistics (SIL). 11.3-9. [Material didático]
Linguistics (SIL). l l p . Arquivo do Setor Lingüístico do Museu
667. TO KE JÈ. Cartilha no dialeto do Paraná. 1970. Rio de Janeiro:
Summer Iristitute of Linguistics (SIL). n. 2-4. [Material Didático]
h O X . '1'0 KE JÈ. Cartilhas Kaing6ng. Dialeto do Paraná. 1961. Rio de
678. TREMAINE, Slieila. 1981. Rikbaktsa narrative discourse. Aryulvo
Janeiro: Sumrner Institute of Linguistics (SIL). n.1-2. [Material
Lingüístico. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). 11.102.
didtítico]
Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
009. '1'0 KE JÈ. Cariilhas no dialeto do Parani. 1970. Rio de Janeiro:
679. TREMAINE, Sheila. s.d. Formulário dos vocabulários padróes ...:
Suininer Institute of Linguistics (SIL). 11.1. AdaptaçBo dos números 1 e
Rikbaktsa. Posto dos Canoeiros. Rio Juruena, MT. 29p. Arquivo d«
2 da ed. 196 1. [Material didático]
Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
070. TOPE tY nèn kar han ve tò. Livro de leitura na língua Kaingáng. 197 I .
680. TREMAINE, Sheila. s.d. Some thought on Rikbatsa kinship. 4p.
São Leopoldo: Ed. Sinodal. Composto e Impresso pelo Surnmer Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguístical
Institute of Linguistics (SI13 Há ediç3o anterior do SIL, sein data.
[Missionária] 681. TREMAINE, Sheila; I30SWOOD, Joan. 1968. Arikpatsa phonenilcs.
Entre rios Juruena e Roosevelt. MT. 25p. Arquivo do Sclix
(771. TOPE v? rá. O Novo Tcstaincnto na língua Kairighng. 1977. São Lingüístico do Museu Nacional, RJ. Pesquisa entre 1967 e 1968,
Leopoldo: Ed. Siriodal. Tradução do Sumrner Institute of Linguistics [Linguística]
(SIL). [Mission6ria]
682. TREMAINE, Sheila; MITCHELL, Valerie. 1966. Arikpalan
672. TOWUJEWU. A. Kanajó Ure ; ENAUREU, Mario B. 1988. Boe phonemics. Entre rios J~iruenae Roosevelt, MT. 25p. Arquivo do
Enogiegidae Barege Eis. Classificação Bororo dos Bichos. Campo Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. Pesquisa entre 1962 e 1966.
Grande: Missão Salesiana de Mato Grosso. [Material Didáticol [Linguística]
(373. TRADUÇÕES cartilha Xavante. 1980. Campo Grande: Universidade 683. TSAWE, Jerônimo. 1990. A'uwê na Rowatsu'u 1. Campo Grantle:
Católica do MT. [Material Didático] Missão Salesiana de MT. [Material Didático]
674. TRAPP, Earl Roy. 1961. Formulário dos vocabulários padrões...: 684. TSCHUDI, Johann Jakob bon. 1966. Reiseii durch Sudarnerilcti.
Cayapo - Gorotire. 29p. Arquivo do Setor Lin;"=urstico do Museu Leipzig: s.n. [Etnografia]
Nacional, KJ. [Linguística] 685. TSIPI'TYMYRYWNAHAKTSA! Vamos estudar cartilha. 1975.
675. TRAPP, Earl Roy. 1968. Introdução a lista dos verbos Kayayó. Cuiabá: Sunirner Institute of Linguistics (SIL). n.1 a 4. [Material
Sunlmer Institute of Linguistics. l l p . Cópia arquivada no CEDAE- Didático]
IEL-Unicamp. [Linguística]
686. TSIPINYMYRYNAHATSA bo ky. Queremos aprender. 1993. Cnitib6:
676:TRAPP, Earl Roy. 1984. A gramática da língua Kayapó. Missão Summer Institute of Linguistics (SIL). [Material Didático]
Cristã Evangélica tio Brasil. 124p. Cópia no Departamento de
DocumeiitaçZo da Fuiiai, Brasília. [Linguística] 687. URBAN, Greg. 1985a. Ergativity and accusativity in Shokleng (Gê).
International Jouriial oF American Liiiguistics (IJAL). v.51, n.2,
677. TREMAINE' Sheila. 1966. Rikbaktsa texts in interlincar fom~at. p. 164-187. [Linguística]
Arquivo Liiigüístico. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL).
688. URBAN, Greg. 1985b. The semiotics of two speech styles i11
n.226. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Uiiicarrip. [Lingiiística]
Shokleng. Tn MERTZ, E.; PARMENTIER, R. J. (Eds.j. Semiotic
mediation: sociocultural and psychological perspectives. Sew
York: Academic Press. p.311-329. [Linguística]
(180. UIWAN, Greg. 1986a. Semiotic f'unctions of macro-parallelisni in the Educação e Cultura Indígena Maurehi (Karaji). Série Naturez;~,11.I .
Sliokleng Origin inyth. In SHERZER, Joel; URBAN, Greg (Eds.). [Material Didático]
Nalive Soutli American Discourse. Berlin: Mouton de Gruyter. p.15-
57. [Linguística ?] 700. VÃNHKALA jó kabel. 1999. Florianópolis: Secretaria de Eslatlo ila
Educação e do Desporto. [Material Didático]
(100. URBAN. Greg. 1986b. Ceremonial dialogues in South America.
American Anthropologist. v.88, n.2, p.371-386. [Discurso] 701. VÁRIOS AUTORES. 1995. ENAUREU, M.B. (Coord.). 7'r;itl.
Gonçalo O. Cibaeikare. Mano: um ritual Bororo e uma experi81iciii
001. ULIBAN, Greg. 1988. Ritual wailing in Ainerindian Brazil. American didático pedagógica. General Carneiro, MT: Escola Indígeiiii
Anthropologist. v.90, n.2, p.385-400. [Discurso] Estadual de 10. Grau Sagrado Coração de Jesus - Meruri. [Malcri;il
(192. URBAN, Greg. 1992. A história da cultura brasileira segundo as Didático]
línguas nativas. In CUNHA, Manuela Carneiro da. (Org.). História 702. VEIGA, Juracilda. 1993. OrganizaçBo social e cosmovisão
dos índios no Brasil. São Paulo: FAPESPISMClCia das Letras. p.87- Kaingting: uma introdução ao pareiitesco, casamento e nomiiiução
102. [História] em uma sociedade Jê Meridional. Campinas: IFCH- Uiiiçaiiip.
093. URBAN, Greg. s.d. On Pataxó and Hàhãhãi. University of Texas ut (Dissertação de Mestrado). [Antropologia]
Austin. 7p. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicanlp, [Linguística] 703. VEIGA, Juracilda. 2000. Cosmologia e ~ráticasrituais Kaingniil~.
694. VAL FLORIANA, Mansueto Barcatta de. 1918a. Uma crítica ao Campinas: IFCH-Unicainp. (Tese de Doutorado). [Antropologia]
vocabulário da lingua dos Kainjgang do Visconde de Taunay. Revista 704. VEIGA, Juracilda; D'ANGELIS, Wilmar da Rocha. 2000. Bilinguisino
do Museu Paulista. São Paulo. 11.10, p.565-628. [Linguística] entre os Kaingang: sittiação atual e perspectivas. In MOTA, L.T.;
695. VAL FLORIANA, Mansueto Barcatta de. 1918b. Ensaio de NOELLI, F.S.; TOMMASINO>/K. (Orgs.). Uri e Wãxi: Estlidus
Grammatica Kainjgang. Revista do Museu Paulista. Sáo Paulo. v. 10, Interdisciplinares dos Kaingahg. Londrina: Editora da UEL. p. 307-
p.529-563. [Linguística] 326. [Sociolinguístical
696. VAL FLORIANA, Mansueto Barcalta de. 1920. Diccioiiarios 705. VlANA, Adriana M.S. 2001. Predicaçáo Nominal em KarajB 1
Kainjgang-Portugues e Portugues-Kainjgang. Revista do Museu ENCONTRO SOBRE LÍNGUAS JE. Londrina, UEL, 15-
Paulista. São Paulo. v. 12, p.1-392. [Linguística] 16102l2001. [Linguística]
697. VALE, Maria do Socorro S. 1995. A situação socioIinguística dos 706. VIDAL, Lux. 1977. Morte e vida de uma sociedade indígena
Karajá de Santa Isabel do Morro e Fontoura. Uma abordagem brasileira. São Paulo: Hucitec, EDUSP. [Antropologia]
funcionalista. Goi3nia:Universidade Federal de Goiás. (Dissertação 707. VOCABULÁRIO de termos não culturnis de Morris Swadesch. s.d. 6p.
de Mestrado). [Sociolinguística] Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
698. VALE, Mariu do Socorro S. 1996. Aquisição e uso de línguas na 708. VOCABULÁRIO dos Botocudos da Província de Minas Gerais, tribus
sociedade Karajá. Letras em Revista. Goiânia: Universidade Federal Pogichá, Aranãa e Pot^no. 1882. Revista da Exposiçiíu
de Goiás. v.7-8, p.173-182. [Socioliiiguística] Anthropológica Brazileira. s.1. : s.n. p.13. [Linguística]
699. VALE, Maria do Socorro S. ; RIBEIRO, Eduardo R. (Orgs.). 1996. 709. VOCABULÁRIO Iate-português. s.d. Arquivo do Setor Linguístico do
Iròdu iròdu-my ijykyl Irodu iròdu-my ijyy. Goiânia: Projeto de Museu Nacional, RJ. [Linguística]
7 10. VOCABULÁRIO Kiriri. s.d. 4p. Arquivo do Setor Lingüístico do 721. WALLER, Helen. 197% Apinaye text: taking cace of liorscs.
Museu Nacional, RJ.[Lingüística] Summer Institute of Linguistics (SIL). 2p. Arquivo tlo Scloi'
Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
71 1 . VOCABULÁRIO Naknanuk (I). s.d. s.1. Manuscrito 136, Arquivo do
Setor Linguístico do Museu Nacional. RJ. 280 itens lexicais. 722. WALLER, Helen. 197%. Apinaye text: mouse-maring. Suiiiirici
ILinguística] Institute of Linguistics (SIL). 5p. Arquivo do Setor Lingiiístico tlo
Museu Nacional, RJ. [Linguística]
712. VOCABULÁRIO Naknanuk (11). s.d. s.1. Manuscrito 136, Arquivo do
Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ. 205 itens lexicais. 723. WALLER, Helen. 1975d. Apinaye text: peti's trip to (.liiroliiiii.
I Lingüística] Summer Institute of Ling~iistics (SIL). 2p. Arquivo do Scloi'
Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
7 13. VOCABULÁRIO Pojitxa. s.d. Rio de Janeiro: Serviço de Proteção aos
índios. Trabalho não publicado. Referência de Loukotka (1955). 724. WALLER, Helen. 1975e. Apinaye text: selling our pig. Suiiiiiici'
[Linguística] Institute of Linguistics (SIL). 6p. Arquivo do Setor Lingüístico do
Museu Nacional, RJ. [Linguística]
7 14. VOCABULÁRIO Puri. s.d. 4p. Arquivo do Setor Lingüístico do
Museu Nacional, RJ. Prenome do autor: Edmundo. [Linguística] 725. WALLER, Helen. 1976a. 5 Apinayé texts. Arquivo Lingiiístico.
Br~sília:Sunirner Institute of Liriguistics (SIL). 11.103. [Lingüístic;i)
715. VOCABULARY, List. s.d. Itajú da Colônia (antiga Itaquira), BA. 7p.
Arquivo do Setor Liiiguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística] 726. WALLER. Helen. 1976b. A conjunção nhum na narrativa Apinuyb.
Série Linguística. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). n.5,
7 16. VYJLÁG, A.S. et alli. 1997. Eâg janieân kyâ muâ. Textos Kanhgág.
p.7-29. Cópia arquivada no CEDAE-IEL-Unicamp. [Linguística]
Brasília: APBKG, DKA Áustria, MEC, PNUD. LLiteratura]
727. WEISSENBURGER, Pete. s.d. ~ a ; i ã o word list. Summer Institule »i'
717. WADOI et al. 1978. Ihetxiu ijyy. Estórias dos tempos antigos.
Linguistics (SIL). 6p. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu
Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). n.3. [Material
Nacional, RJ. [Linguística]
Didático]
728. WETZELS, Leo. 1993. Prevowels in Maxacalí: where they come f'roin.
718. WALLER, Helen. 1965. Apinayé kinship systen~.Summer Institute of
Boletim da Abralin. n. 14, p.39-63. [Linguística]
Linguistics. 8p.Cópia arquivada ein n~icroficlia no CEDAE-IEL-
Unicamp. [Etnografia] 729. WETZELS, Leo. 199%. Oclusivas intrusivas em Maxakiili. In
WETZELS, Leo (Org.). Estudos fonológicos das línguas indígeiias
719. WALLER, Helen. 1974. The conjunction nlium in Apinaye brasileiras. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ. p.85-102. [Linguística]
narrative. Summer Institute of Linguistics (SIL). 34p. Arquivo do
Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Cópia ern microficha no 730. WETZELS, Leo. 1995b. Contornos nasais e estrutura silábica ein
CEDAE-IEL-Unicamp. [Lingüística] Kaingáng. Iri WETZELS, Leo (Org.). Estudos fonológicos da3
Iíiiguas indígenas brasileiras. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ. p.265-296.
720. WALLER. Helen. 1975a. Apinaye text: geeti's death. Summer [Linguística]
Institute of Linguistics (SIL). 4p. Arquivo do Setor Lingüístico do
Museu Nacional, RJ. [Linguística] 731. WETZELS, Leo. 199%. FormaçSo de raiz, formação de glide, c
decrowding fonético em Maxakalí In WETZELS, Leo (Org.). Estudos
foiiolúgicos das línguas indígeiias brasileiras. Rio de Janeiro: Ed.
LIFRJ. (3.103-149. [Linguística] 742. WIESEMANN, Ursula. 1 9 5 9 ~ Listas
. vocabulares eni Kuiiigang.
98p. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacional, ItJ.
7.12. WlED-NEUWED, Maximilian. 1940. Viagem ao Brasil nos anos de [Linguística]
1815-1817. São Paulo: Companhia Editora Nacional. 2 vols.
(I-;lriografia] 743. WIESEMANN, Ursula. 1959d. Notas sobre o proto Kainghiig: tiiii
estudo de quatro dialetos. Trad. de Miriam Lemle. 4" REUNIAO 1)A
73.3. WIED-NEUWIED, Maxirnilian. s.d. Sprachproben der Urvolker von ABA. Curitiba. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacioiiel, 111.
llrasilien. s.1,:s.n. [Linguística] [Linguística]
734. WIED-NEUWIED, Maximilian. s.d. Einige Wort Die Botocuden. I 744. WIESEMANN, Ursula. 1959e. Questionário padrão em Ktiiiigtiiig.
s.l.:s.n. [Liriguística.] 1Sp. Arquivo do Setor Lingüístico do Museu Nacioiial, I1.J.
735. WIESEMANN, Ursula (Org.). 1973. Jesus my jan jafã, Hinário na [Linguística]
Iíiigua Kaingang. Brasília: Summer Institute of Linguistics (SIL). 2a. 745. WIESEMANN, Ursula. 1960. Semantic categories of 'good' nnd 'bnd'
edição em 1978. [Missionbria] in relation to Kaingán: personal names. Revista do Museu l'iiullst~
(Nova Série). São Paulo. n.12, p.177-184. [Antropologia]
736. WIESEMANN, Ursula. 1957. Questionário padrão em Kaiiigang.
18p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. 746. WIESEMANN, Ursula. 1964. Phonologicul syllables and woids iii
ILinguísticri] Kaingáng. Volkerkundliche Aùhandlungen. Band I. Beitrage rur
Volkerkunde Sudamerikas. Hannover: Niedersachsisches Laiides-
737. WIESEMANN, Ursula. 1958a. Questioiiário padrão eni Kaingang.
inuseum Abteilung fúr Volkerkunde. p. 307-3 13. [Linguística]
18p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ.
[Linguística] 747. WIESEMANN, Ursula. 1967. Introdução na língua Kainghng. Rio
de Janeiro: Summer Institute of Linguistics (SIL). 47p. Arquivo do
738. WIESEMANN, Ursula. 1958b. Questionário padrão para pesquisa
Setor Lingüístico do Museu Nacional, RJ:[~ingüística]
de línguas indígenas bradeiras Kaingang. 18p. Arquivo do Setor
Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística] 748. WIESEMANN, Ursula. 1971a. Fòg-vi-ki-kanhrãn-jnfá. Livro de
739. WIESEMANN, Ursula. 1 9 5 8 ~Questionário
. padrão ...em Botocudo. leitura na língua Kaingáng. Rio de Janeiro: Summer Instil~iieol'
Linguistics (SIL). [Material didático]
Posto Indígena Duque de Caxias. SC. 18p. Arquivo do Setor
Lirigüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística] 749. WIESEMANN, Ursula. 1971b. Dicionário Kaingáng-Portugues,
740. WIESEMANN, Ursula. 1959a. Hiperphonemes in Kaingáng. Rio de Português-Kaingáng. Rio de Janeiro: Sumnier Institute of Linguislics
Janeiro: Surniner Institute of Linguistics (SlL). Arquivo do Setor (SIL). [Linguística]
Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística] 750. WIESEMANN, Ursula. 1972a. Topé povo kãme. Livro de leitiira nu
741. WIESEMANN, Ilrsula. 1959b. Notes on Proto-Kaingáiig Rio de língua Kaingáng. Rio de Janeiro: Summer Institute of Ling~iistiçs
Janeiro: Surnmer Institute of Linguistics (SIL). Arquivo do Setor (SIL). [Missionária]
Lingüístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística] 751. WIESEMANN, Ursula. 1972b. Die phonologische uiid
grammatische Struktur der Kaingáng-Sprache. Hague, Paris:
Mouton. Publicação da Tese de Doutorado. [Lingüística]
752. WIESEMANN, Ursula. 1974. Time distinctions in Kaingáng. 762. WJLBERT, Johannes. 1964. Material linguística Ye. Cavacos:
Xdtschriit für Ethnologie. Braunschweijo. v.99, n.1-2, p.121-130. Editorial Sucre. 303p. [Linguística]
Il,iiigiiística] 763. WILSON, Jim. 1959. Guato word list. Summer lnstitute oi' Linguisliçs
753. WIESEMANN, Ursula. 1978. Os dialetos da língua Kaingáng e (SIL), Bela Vista do Norte (MT). IOp. Arquivo do Setor Lingilísiico
Xoklcng. Arquivos de Anatomia e Antropologia. Rio de Janeiro: do Museu Nacional, RJ. Cópia arquivada no CEDAE-1EL-Unicaiiip.
Inslituro de Antropologia Prof. Souza Marques. v.3, p.197-217. [Linguística]
Liiigüística] 764. WOHOREK soho. 1978. Brasília: Summer lnstitute of Linguislics
754. WIESEMANN, Ursula. 1978. Os dialetos da língua Kaingang e o (SIL). [Literatura]
Xokleng. Separata dos arquivos de Anatomia e Aritropologia. 765. XAVANTE cartilha. P O I ~ L I ~1.Ls.d.
I ~ SCampo Grande: Universidn~lc
lnstiluto de Antropologia Professor Souza Marques. v.3> p.199-217. Católica do MT. [Material Didático]
ILingüística]
766. XEPKA jaren xa, A lenda de Xepka. 1982. Brasília: Surnnier lnstilulc
755. WIESEMANN, Ursula. 1980. Events and non-events in Kaingring of Linguistics (SIL). v.5. [Material DidAtico]
cliscourse. Wege zur Universalienforschuiig: Sprachwisseiiscliaft-
liche Beitrage zum 60. Geburtstag voii Hans Jakob Seiler. 767, XOK XAK. Cartilha Maxakalí. 1966. Rio de Janeiro: Summer liislitulc
Tubingen: Gunter Narr. p.419-433. [Linguística] of Linguistics (SlL). n.2. [Material Didático]

756. WIESEMANN, Ursula. 1986. The pronouri systems of some Jê and


Macro-Jê languages. Ir1 WIESEMANN, U. (Ed.). Pronominal
systems. Tubingen: Gunther Narr Verlag. p.359-380. [Linguística]
757. WIESEMANN, Ursula. s.d. Dados para provar a estrutura
fonêinica. Summer lnstitute of Linguistics (SIL). l l p . Arquivo do
Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. [Linguística]
758. WIESEMANN, Ursula. s.d. Textos Kaingarig. Summer Institute of
Lingiiistics (SIL). 40p. Arquivo do Setor Linguístico do Museii
Nacional, RJ. [Linguística]
759, WIESEMANN, Ursula. s.d. Formulário dos vocabulários padrões ...:
Kairigang. 29p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ.
[Linguística]
760. WIESEMANN, Ursula. s.d. Notas para uni estudo comparativo dos
dialetos Kaitigáng. Rio de Janeiro: Summer lnstitute of Linguistics
(SIL). 4p. Arquivo do Setor Linguístico do Museu Nacional, RJ. Cópia
arquivada no CEDAE-1EL-Unicamp. [Linguística]
761. WILBERT, Johannes. 1962. A preliminary glottochronology of Ge.
Anthropological Linguistics. v.4, p.17-24 [Linguística]
APÂNIEKRA (APÃNIEKRÁ) :
13. AIAVES,F.C. 1998a.
14. ALVES, F.C. 1998b.
PARTE II
LISTAGENS POR L~NGUA

642. STOUT, M. 1962.


259. HAM, P.; MEADER, R. 1963.
501. PANHI kaper a kaga. 1963.
718. WALLER, H. 1965.
II 109. CALLOW, J.C. s.d.
108. CALLOW, J.C. s.d.
644. STOUT. M. s.d.
ARIKPAKTSÁ = RIKBAKTSÁ
AWEIKOMA = XOKLENG
BORÓRO :
134. CROCKER, J.C. 1985.
672. TOWUJEWU & ENAURBU
1988.
58. BOE eno ABCDário. 1991.
568. RODRIGUES, A.D. 1993.
701. VÁRIOS AUTORES. 199.5.
573. RODRIGUES, A.D. 2001
114. CARTILHA Bororo. s.d.
15. ALVES, F.C. 1999a. 638. SMITH, M. 1966. 120. CASTELNAU, F. 1851. 148. CROWELL. T. s.d.
I h. ALVES, F.C. 1999b. 258. HAM, P. 1967. 188. ELEMENTOS.. . 1908. 147. CROWELL, T. s.d.
17. ALVES, F.C. 2000a. 502. PANHI kaper a kaea. 1967. 362. MAGALHÂES, B. de 1919. 146. CROWELL, T. s.d.
I X. ALVES, F.C. 2000b. 100. BURGESS, E.; HÁM, P. 1968. 129. COBALCCHINI, A. 1925. 145. CROWELL, T. s.d.
20. ALVES, F.C.; SÁ. R.M. 2000 331. KRUCK, G. 1969. 231. GUÉRIOS, R.F.M. 1939. 149. CROWELL, T. s.d.
19. ALVES, F.C. 2001a. 326. KOOPMAN, L. 1974. 608. SCHMIDT, W. 1941. 150. CROWELL, T. s.d.
70. ALVES, F.C. 2001b. 719. WALLER, H. 1974. 130. COBALCCHINI & ALBISETTI 289. HUESTIS, G. s.d.
21. ALVES, F.C. 2 0 0 1 ~ . 327. KOOPMAN, L. 1975. 1942. -,v. tb. UMUTINA
72. ALVES, F.C. 2001d. 503. PANHI kuper a kaga. 1975. 576. RONDON & FARIA 1948.
487. N I M U E N D A J ~C.
, ~.d. 720. WALLER, H. 1975a. 610. SCHULTZ, H. 1952. BORUN :
+ v. lb. CANELA e TIMBIRA 721. WALLER, H. 1975b. 290. HUESTIS & HUESTIS 1958. 198. ETIENNE, 1. 1909.
722. WALLER. H. 1 9 7 5..~ .
- 287. HUESTIS, G. 1960. 616. SEKI, L. 1986.
723. WALLER: H. 1975d. 291. HUESTIS & HUESTIS 1960a. -t v. tb. BOTOCUDO e KRENAK
APINAYÉ ( APINAJÉ ) : 292. HUESTIS & HUESTIS 1960b.
724. WALLER, H. 1975e. BOTOCUDO :
105. CALLOW, J.C. 1959a. 5. ALBISETTI & VENTURELLI
152. DA MATrA? R. 1976. 339. LANGSDORF, G.1. 1814.
106. CALLOW, J.C. 1959b. 1962.
328. KOOPMAN, L. 1976. 400. MARLIÈRE, G.T. 1825.
110. CALLOW. K. 1959.
242. HAM, P. 1960a.
725. WALLER, H. I976a. .
133. COMBINED Swadesh ... 1962.
483. NOMES da língua ... . 1825.
726. WALLER, H. 1976b. 562. RODRIGUES, A.D. 1962. 51. BALBI, A. 1826.
243. HAM, P. 1960b. 288. HUESTIS, G. 1963.
260. HAM, P. et alii. 1979. 199. FELDNER, W.C.G. 1828.
637. SMITH, M. 1960. 6. A L B I S E T I & VENTURELLI
386. MAIA, M.A.R. et alii. 1983. 439. MERIAN, E. de. 1828.
641. STOUT, M. 1960.
333. KUME kaga pumi. 1987. 1969. 401. MARLIÈRE, G.T. 1833.
244. HAM, P. 1961a.
538. PU me pakaper ... . 1987. 137. CROWELL, T. 1969. 153. D'ALMEIDA, H.A.B 1845.
246. HAM, P. 1 9 6 1 ~ . 539. PUME mems ta kaga. 1987. 138. CROWELL, T. 1971a.
247. HAM; P. 1961d. 536 PORTE, M. 1846.
35. APINAYÉ,J.P.S.K. et alii. 1988. 139. CROWELL, T. 1971b.
107. CALLOW, J.C. 1962. 307. JOMARD, M. 1847.
36. APINAYÉ, P.L.K. 1988. 140. CROWELL, T. I975a. 537. PORTE, M. 1847.
113. CARTILHA Apinayé. 1962.
443. MEUJARENH a,.. . 1988. 141. CROWELL, T. 1935b. 598. sÃO JOSÉ, 1. 1847.
248. HAM, P. 1962a. 34. APINAYÉ, J.D.S.K. 1991. 142. CROWELL, T. 1 9 7 5 ~ .
249. HAM, P. 1962b. 120. CASTELNAU, F. 1851.
12. ALVES, F.C. 1995. 7. ALBISETTI & VENTURELLI
250. HAM, P. 1 9 6 2 ~ . 584. SAINT-HILAIRE, A. [I85 11
8. ALBUQUERQUE, F.E. 2001. 1976. 1975.
253. HAM, P. 1962f. 592. SALANOVA, A.P. 200Ib. 143. CROWELL, T. 1977.
255. HAM, P. 1962h. 200. FERRAZ, L.P.C. 1855.
593. SALANOVA, A.P. 2 0 0 1 ~ . 144. CROWELL, T. 1979. 495. OTTONI, T.B. 1858.
256. HAM, P. 19621. 594. SALANOVA, A.P. 2001d. 136. CROWELL, J.1. 1983. 579. RUBIM, B.C. 1861.
54h. I<A'I'II, C. 1871. 614. SEKI: L. 1984. 506. PAYNE, D.L. 1990. 606. SCHMlDT, M. 19422.
540. IILXNAULT, P.V. 1871. 615. SEKI, L. 1985. 522. POPJES, J.D.; POPJES, J. 1991. 605. SCHMIDT, M. 1942b.
345. I.IIITE, F. 1882. 616. SEKI, L. 1986. 135. CROCKER & CROCKER 1994. 763. WILSON, J. 1959.
708. VOCABULÁRIO... . 1882. 617. SEKI, L. 1990. 12. ALVES, F.C. 1995. 575. RODRIGUES, A.D.; P A I , Á ( : I ~ ,
116. KEANE, A. N. 1884. 38. ARAUJO, B.A.C. 1992. -t v. tb. TIMBIRA, APÂNIEKRA A.P. 1979.
550. IIEY, P. 1884. 49. BAETA, W.A. s.d. e RAMKÓKAMEKRA 498. PALÁCIO, A.P. 1984.
I 80. BHRENREICH, P. 1887. 50. BAETA, W.A. s.d. 499. PALÁCIO, A.P. 1986.
156. MULLER, F.M. 1888. 206. FORMULÁRIO ... . s.d. JAVAÉ :
187. EHRENREICH, P. 1896. 207. FORMULÁRIO ... . s.d. CAYAP~DOSUL: 388. MAIA & TORAL 1983.
548. IENAULT, P.V. 1903. 270. HARTT, C.F. s.d. 515. POHL, J.E. 1832. 365. MAIA, M.A.R. 1986.
402. MARLIÈRE, G.T. 1905. 271. HARTT, C.F. s.d. 585. SAINT-HILAIRE [1851]1975. 371. MAIA, M.A.R. 1998.
108. ETIENNE, I. 1909. 396. MANIZER, H.H. s.d. 220. GIRALDIN, 0. 1997. 383. MAIA, M.A.R. 2001c.
580. RUDOLPH, B. 1909. 395. MANIZER, H.H. s.d. -t v. tb. PANARÁ -t v. tb. KARAJÁ
325. KNOCHE, W. 1913. 404. MARLIÈRE, G.T. s.d.
304. MANIZER, H.H. 1915. COROADO :
399. MARLIÈRE, G.T. s.d. 354. LOUKOTKA, C. 1937. JÊ :
03 I . SILVA, M. 1919. 403. MARLIÈRE, G.T. s.d.
036. SILVEIRA, A.A. 1922. 547. REIS, P.P. 1979. 513. PINTO, E. 1938.
450. MORAES FILHO, M. s.d. 477. N I M U E N D A J ~C.
, 1946.
622. SILVA, A.C.S.. 1924. -t v. tb. PURI
711. VOCAB. Naknaiiuk (I). s.d. 469. N I M U E N D A J ~ C.;
, GUÉIIIOS,
2. ABREU, S.F. 1929. 712. VOCAB. Naknanuk (11). s.d. COROADO = V. KAINGANG
107. ESTIGARRIBIA, A. 1934. R.F.M. 1948.
713. VOCAB. Pojitxa. s.d. 55. BALDUS, H. 1958.
121. CATHOUD, A. 1936. 734. WIED-NEUWIED, M. s.d.
205. FIGUEIREDO, J.L. 1939. 111. CÂMARA JR., J.M. 1959.
i v. tb. KRENAK GAVIÁO :
474. N ~ M U E N D A JC. ~ , 1939. 76 1. WILBERT, J. 1962.
603. SCHEIBE, P. 1957.
732. WIED-NEUWIED, M. 1940. CANELA : 762. WILBERT, J. 1964.
110. CALLOW, K. 1959.
233. GUÉRIOS, R.F.M. 1944. 3. ABREU, S.F. 193 1. 112. CÂMARAJR., J.M.. 1965.
245. HAM, P. 196Ib.
510. PIMENTEL, B. 1945. 231. GUÉRIOS, R.F.M. 1939. 175. DAVIS: I. 1966.
386. MAIA, M.A.R. et aiii. 1983.
478. NIMUENDAJÚ, C. 1946. 518. POPJES, J.D. 1971. 346. LEITE, Y. 1966.
727. WElSSENBURGER, P. s.d.
25. AMARAL, C.M. 1948. 520. POPJES, J.D.; POPJES, J. 1972. 176. DAVIS, I. 1967.
i v. tb. TIMBIRA
559. RODER & TRIMBORN 1954. 294. IHKAHHOC to hahkre xa. 1975. 563. RODRIGUES, A.D. 1978.
358. LOUKOTKA, C. 1955. 1. A LENDA do Pyp ... . 1982. 567. RODRIGUES, A.D. 1986.
89. BRIDGEMAN, L. 1958. 330. KRAKUROM me.., . 1982. 623. SILVA, A.L. 1986.
609. SCHPRINTSIN, N.G. 1961. 496. PAHPAM ... . 1982. 756. WIESEMANN, U. 1986.
9. ALENCASTRE, S.P. 1964. 519. POPJES, J.D. (Org.). 1982. GOROT~RE= V . KAYAPÓ 30. ANGENOT & AIKHENVALD-
684. TSCHUDI, J.J. 1966. 542. PYT me putwry ... . 1982. 482. NIMUENDAJÚ, C. 1940 ANGENOT 1990a.
195. EMMERICH & MONSERRAT 578. ROPKRA jaren xa. 1982. 361. LUKESCH, A. 1958. 3 1. ANGENOT & AIKHENVALD-
1973. 766. XEPKA jaren xa. .. . 1982. 674. TRAPP, E.R. 1961 ANGENOT. 1990b.
647. STOUT, M.E. 1973. 521. POPJES, J.D.; POPJES, J. 1986. -t v. tb. KAYAPÓ 506. PAYNE, D.L. 1990.
196. EMMERICH & MONSERRAT 349. LIVRO de escrever ... . 1987. GUATÓ :
32. ANGENOT & AIKHENVALD-
1975. 431. MEPAJOpjekam... . 1988. 120. CASTELNAU, F. 1851
ANGENOT. 1991.
61 1. SEBESTYÉN, E. 1981. 497. PAHTE me amji ... . 1988. 577. RONDON, F. 1938.
169. D'ANGELlS, W.R. 1998.
570. I<ODI<IGUES,A.D. 7000. 601. SCHADEN, F.S.G. 1944. 652. TEMPSKI, E.D. 1986.
321. KINDELL, G.E. 1971.
17 1 . II'ANGELIS, W.R. 2001a. 234. GUÉRIOS, R.F.M. 1945a. 124. CAVALCANTE, M.P. IC)X7.
670. TOPÊ ty nèn kar ... . 1971.
57 1. I<ODRIGUES, A.D. 2001. 235. GUÉRIOS, R.F.M. 1945b. 651. TEIXElRA, J.B. 1988.
748. WIESEMANN. U. 1971a.
503. SAI,ANOVA, A.P. 2001c. 53. BALDUS, H. 1947. 85. BRAGGIO, S.L.B. 1989.
749. WIESEMANN, U. 197lb.
5011. SALANOVA, A.P. 2001d. 264. HANKE, W. 1947b. 158. D'ANGELIS, W.R. 19')O.
322. KINDELL, G.E. 1972.
) V.111. MACRO-JÊ 440. MÉTRAUX, A. 1947. 159. D'ANGELIS, W.R. 1991.
750. WIESEMANN, U. 1972a.
KAINGANG : 469. N I M U E N D A J ~C.;
, GUÉRIOS, 751. WIESEMANN, U. 1972a. 160. D'ANGELIS, W.R. 1992a.
580. SAINT-HILAIRE, A. [I8511 R.F.M. 1948. 735. WIESEMANN, U.(Org.). 1973. 161. D'ANGELIS, W.R. 199213.
1076. 479. NIMUENDAJÚ, C. 1948. 481. NIMUENDAJÚ, C. 1993.
189. EMÍLIO, L.S. 197411.
587. SAINT-HILAIRE, A.[1851] 266. HANKE, W. 1950. 163. D'ANGELIS, W.R. 1994b.
190. EM~LIO,L.S. 1974b.
1978. 54. BALDUS, H. 1952. 312. KANHGÁG ag vi. 1994.
191. EM~LIO,L.S. 1 9 7 4 ~ .
650. 'I'AUNAY, A.E. 1888. 736. WIESEMANN, U. 1957. 405. MARQUESINI, N.11.. 1994.
197. EMÍLIO, L.S. 1974d.
543. QUADROS, F.R.E. 1892. 737. WIESEMANN, U. 1958a. 45 1. MOTA, L.T. 1994.
193. EMÍLIO, L.S. 1974e.
20. AMBROSETTI, J.B. 1894. 738. WIESEMANN, U. 1958b. 194. EM~LIO,L.S. 1974f. 702. VEIGA, J. 1994.
27. AMBROSE'ITI, J.B. 1895. 740. WIESEMANN, U. 1959a. 164. D'ANGELIS, W.R. 199h.
444. MINEIRO. G.M. 1974.
28. AMBROSE'ITI, J.B. 1896a 741. WIESEMANN, U. 1959b. 5.56. RIBEIRO, N.K. 1974a. 165. D'ANGELIS, W.R. 1995b.
29. AMBROSE'ITI. J.B. 1896b. 742. WIESEMANN, U. 1959c. 273. HAVERROTH, M. 1995.
557. RIBEIRO, N.K. 1974b.
12X. CLEVE, L.D. 1897. 743. WIESEMANN, U. 1959d. 280. HEROLD, C. 1995.
558. RIBEIRO, N.K. 1 9 7 4 ~ .
I. ADAM, L. 1902. 744. WIESEMANN, U.1959e. 313. KANHGÁGag vi. 1995.
752. WIESEMANN, U. 1974.
50. BORBA, T.A.M. 1903. 745. WIESEMANN, U.1960. 460. NASCIMENTO, S.H.L. 1995:i.
24. AMANTINO, S.K.; CORNELIO.
185. DULLEY, C.J. 1903.
3 19. KINDELL, G.E. 1961a. P.S. 1975. 461. NASCIMENTO, S.1-I.L. 1995b.
400. MARTINEZ, B. 1904, 320. KlNDELL, G.E. 196 1b. 463, NENHKANH mré ... . 1977. 486. OLIVEIRA, G.M. 1995.
203. II-IERING, H. 1907. 668. TO KE JÈ ... . 1961. 464. NENHKANH iwé ... . 1977. 648. SUL ki Kanhgig ag vi. 1995.
305. JEJUNH kãme: ... . 1963. 730. WETZELS, L. 1995b.
00. BORBA, T.A.M. 1908. 465. NENHKANH iiué ... . 1977.
666. TO KE JÈ ... . 1963. 166. D'ANGELIS, W.R. 1996a.
747. LEÃO, E.A. 1912. 466. NENHKANH ty ... . 1977.
746. WIESEMANN, U. 1964. 167. D'ANGELIS, W.R. 1996b.
493. OSTLENDER, H. 1914. 671. TOPÊ vi rá ... . 1977.
(194. VAL FLORIANA, M.B. 1918a. 282. HICKS, D. 1965. 462. NASCIMENTO, S.H.L. 1996.
127. CAVASO, E. 1978.
005. VAL FLORIANA, M.B. 1918b.
453. MULLEN, P. 1965a. 490. OLIVEIRA, G.M.; OLIVEIRA,
467. NEWMAN. B.A. 1978.
1196. VAL FLORIANA, M.B. 1920. 454. MULLEN, P. 1965b. S.M. (Orgs.). 1996a.
563. RODRIGUES, A.D. 1978.
455. MULLEN, P. 1966. 489. OLIVEIRA, G.M.; OLIVEIRA,
344. LEÃO, E.A. 1926. 753. WIESEMANN, U. 1978a.
747. WIESEMANN, U.1967. S.M. (Orgs.). 1996b.
653. TESCHAUER, C. 1927. 755. WIESEMANN, U. 1980.
230. GUÉRIOS, R.F.M. 1928. 639. SUM MÃRKO ty r i .... . 1968. 323. KINDELL, G.E. 1951. 488. OLIVEIRA, G.M.; OLIVEIIIA,
662. TO JÃN FÃ ... . 1968. S.M. (Orgs.). 1 9 9 6 ~ .
407. MARTINS, A.R. 1934. 618. SEMANA DO ~NDIO:... . 1981
52. BALDUS, H. 1935. 664. TO IEN FE ... . 1968. 487. OLIVEIRA, G.M.; OLIVEIRA,
324. KINDELL, G.E. 1982.
49 1. OLIVEIRA, J.J.M. 1936. 665. TO JEN FE ... . 1968. 509. PICOLLI, J.C. 1982. S.M. (Orgs.). 1996d.
509. SCHADEN, F.S.G. 1938. 306. JESUS-ty-vin-uiri-ag.. . 1969. 274. HAVERROTH, M. 1997.
560. RODRIGUES, A.D.;
23 1 . GUÉRIOS~R.F.M. 1939. 663. TO JÃN FÃ ... . 1970. CAVALCANTE, M.P. 1982. 716. VYJLÁG, A.S. et alli. 1997.
(i00. SCHADEN, F.S.G. 1940. .
667. TO KE JÈ... 1970.
157. D'ANGELIS, W.R. 1984. 272. HAVERROTH, M. 1998
237. GUÉRIOS, R.F.M. 1942. 669. TO KE JÈ... . 1970. 169. D'ANGELIS, W.R. 1998.
201. FERREIRA, D.M. (Org.). 1984
283. HICKS, David. 1971. 84. BRAGGIO, S.L.B. 1986. 170. D'ANGELIS, W.R. 1999.
561. RODRIGUES, A.D. 1942.
,100. I K A I N G Á N ng
G vi râ. 1999. 209. FORTUNE, D.L. 1960. 369. MAIA, M.A.R. 1 9 9 7 ~ .
441. METRAUX, A. 1951.
17.1. 1)'ANGELIS & SILVA 2000. 210. FORTUNE, D.L. 1963. 370. MAIA, M.A.R. I997d.
48. AZEVEDO, G.M.C. 1965.
?X I. I IliliY, K. (Coord.). 2000. 115. CARTILHA ... . 1964. 371. MAIA, M.A.R. 1998.
341. LARSEN, T.W. 1984.
,152. MOTA, L.T. 2000. 295. 1NY tyyrati. 1964. 627. SILVA, M.S.P. 1999. 710. VOCABULÁRIO Kiri1.i. s.d.
70.1. VlilGA, J. 2000. 297. IRATINA oraru tyyrati. 1964. 372. MAIA, M.A.R. 2000a.
'704 VI:.IGA & D'ANGELIS 2000. 261. HAMP, E.P. 1969. 374. MAIA, M.A.R. 2 0 0 0 ~ .
104. C7AL.LAI & ALLEBRANDT 211. FORTUNE, D.L. 1973. 375. MAIA. M.A.R. 2000d.
K A Y A P ~:
(Orgs.). 2001a. 116. CARTlLHA ... . 1975. 376. MAIA, M.A.R. 2000e.
639. SOCRATES, E.A. 1892.
10.1.(IALLAI & ALLEBRANDT 215. FORTUNE & FORTUNE 1975 377. MAIA, M.A.R. 2000f.
588. SALA, A.M. 1920.
(Orgs.). 2001b. 296. INY tyyrati. 1975. 378. MAIA, M.A.R. 2000g.
231. GUÉRIOS, R.F.M. 1939.
102. ('ALLAI & ALLEBRANDT 308. JUAO, Marie-wana .... 1975. 379. MAIA, M.A.R. 2000h.
A75 NIMUENDAJÚ, C. 1940.
(Orgs.). 2001c. 484. ÒHÒRI et alii. 1978. 387. MAIA, M.A.R. et alii. 2000.
257. HAM, P. 1963.
17 1 . I>'ANGELIS,W.R. 2001a. 717. WADOI et alii. 1978. 554. RIBEIRO, E.R.; SILVA.
657. THOMSON & STOUT 1965.
172. I>'ANGELIS, W.R. 2001b. 298. 1RODU ijyy .... . 1983. M.S.P.(Orgs.) 2000d.
658. THOMSON & STOUT 1966.
173. U'ANGELIS, W.R. 2 0 0 1 ~ . 386. MAIA, M.A.R. et alii. 1983. 555. RIBEIRO, E.R.; SILVA,
M.S.P.(Orgs.). 2000b. 675. TRAPP, E.R. 1968.
228. GUEDES, A.P. 2001. 388. MAIA & TORAL 1983. 659. THOMSON & STOUT 197 1.
572. IZODlIIGUES, A.D. 2001. 365. MAIA, M.A.R. 1986. 70. BORGES, M.V. 2001a.
301. JEFFERSON. K. 1974.
,504.SALANOVA: A.P. 2001d. 125. CAVALCANTE, M.P. 1987. 71. BORGES, M.V. 2001b.
645. STOUT & THOMSON 1974.
12í1. CAVALCANTE, M.P. s.d. 329. KOTU otu ... . 1988. 204. FIALHO, M.H.S.S. 2001.
646. STOUT & THOMSON 1974.
11 10. KAINGANG stories: ... . s.d. 389. MAIA et alii (Orgs.). 1990. 380. MAIA, M.A.R. 2001a.
654. THOMSON, R. 1974.
.1')0. MANIZER, H.H. s.d. 212. FORTUNE, D.L. 1991. 381. MAIA, M.A.R. 2001b.
660. THOMSON d STOIJT 1974.
:105. MANIZER, H.H. s.d. 122. CAVALCANTE et alii. 1992. 383. MAIA, M.A.R. 2 0 0 1 ~ .
494. OSTLENDER, H. s.d. 628. SILVA, M.S.P. 2001a. - - PAYAKÃ, P. 1974.
-5n5.
72. BORGES, M.V. et alii. 1993. 643. STOUT, M. 1975.
757. WIESEMANN, U. s.d. 63. BORGES, M.V. 1994a. 629. SILVA, M.S.P. 2001b.
360. LIJKESCH, A. 1976.
758. WIESEMANN, U. s.d. 64. BORGES, M.V. 1994b. 630. SILVA, M.S.P. 2 0 0 1 ~ . A V l ME BANHO pi'ok .... . 1977.
-
759. WIESEMANN, U. s.d. 65. BORGES, M.V. 1995. 705. VIANA, A.M.S. 2001.
706. VlDAL, I-. 1977.
7h0. WIESEMANN, U. s.d. 552. RIBEIRO, E.R. 1995. 214. FORTUNE, D.L. s.d.
-. ME BANHO pi'o li... . 1978.
429.
697. VALE, M.S.S. 1995. 213. FORTUNE, D.L. s.d.
KAMAKA : 302. JEFFERSONIK. 1980.
66. BORGES, M.V. 1996. 217. FORTUNE & FORTUNE s.d.
352. LOUKOTKA, C. 1932. 303. JEFFERSON, K. 1980.
123. CAVALCANTE et alii. 1996. 216. FORTUNE & FORTUNE s.d.
236. GUÉRIOS, R.F.M. 1 9 4 5 ~ . 655. THOMSON, R. 1982.
366. MAIA, M.A.R. 1996. 299. ITXERE-1NY Boraiiny. s.d.
733. WIED-NEUWIED, M. s.d. 676. TRAPP, E.R. 1984.
553. RIBEIRO, E.R. 1996. 342. LEA, V.R. 1986.
KARAJA : 698. VALE, M.S.S. 1996. KARIRI : 304. JEFFERSON, K.1989.
120. CASTELNAU, F. 1851. 699. VALE, M.S.S.; RIBEIRO, 390. MAMIANI, L.V. 1698. 219. GIANNINI, I.V. 1991.
0.10. SOCRATES, E.A. 1892. E.R.(Orgs.). 1996. 391. MAMIANI, L.V. 1699. 457. MURPHY, 1.1992.
334. KUNIKE, H. 1916. 67. BORGES, M.V. 1997a. 459. NANTES, B. 1709. 481. NIMUENDAJÚ, C. 1993.
.I.35. KUNIKE, H. 1919. 68. BORGES, M.V. 1997b. 392. MAMIANI, L.V. 1877. 162. D'ANGELIS, W.R. 1994a.
205. FIGUElREDO, J.L. 1939. 69. BORGES, M.V. 1997c. 90. BRINTON, D. 1891. 61. BORGES, M.N.O.F. 1995.
500. PALHA, L. 1942. 367. MAIA, M.A.R. 1997a. 393. MAMIANI, L.V. 1942, 62. BORGES, M.F. 1995.
208. FORTUNE. D.L. 1957. 368. MAIA, M.A.R. 1997b.
IíiX. IYANGELIS, W.R. 1996c. 12. ALVES, F.C. 1995. 412. MAYBURY-LEWIS,D. (Etl.).
614. S E U , L. 1984.
589. SAIANOVA, A.P. 1996a. 17. ALVES, F.C. 2000. 1979.
SOO. SALANOVA, A.P. 1996b. 615. SEKI, L. 1985.
-, v. tb. TIMBIRA 616. SEKI, L. 1986. 480. NIMUENDAJÚ, C. 1980.
.IX7. MAIA, M.A.R. et alii. 2000. 565. RODRIGUES, A.D. 1984.
KRAKMUN : 634. SILVA, T.C.A. 1986.
íC0.SIL,VA & SALANOVA 2000. 566. RODRIGUES, A.D. 1985.
400. MARLIÈRE, G.T. 1825. 635. SILVA, T.C.A. 1987.
17 1. I>'ANGELIS,W.R. 2001a. 567. RODRIGUES, A.D. 1986.
51. BALBI, A. 1826. 169. D'ANGELIS, W.R. 1998.
50 1 . SALANOVA, A.P. 2001a. 756. WIESEMANN, U. 1986.
49. BAETA, W.A. s.d. 396. MANIZER, H.H. s.d.
5'12. SALANOVA, A.P. 2001b. 314. KACTMAN, T. 1990.
404. MARLIÈRE, G.T. s.d. 395. MANIZER, H.H. s.d.
59.1. SALANOVA, A.P. 2001c. 692. URBAN, G. 1992.
-t v. tb. BOTOCUDO e KRENAK
404. MARLIERE, G.T. s.d.
(124.SILVA, M.A.R. 2001a. 399. MARLIÈRE, G.T. s.d. 163. D'ANGELIS. W.R. 1994b.
(125. SILVA, M.A.R. 2001b. KRENAK : 450. MORAES FILHO. M. s.d. 315. KAUFMAN, T. 1994.
(1.50.I'HOMSON, R. s.d. 339. LANGSDORF, G.I. 1814. 165. D'ANGELIS, W.R. 1995.
621. SILVA, A. s.d.
00 I . 'TI-IOMSON & STOUT. s.d. 400. MARLIÈRE, G.T. 1825. 166. D'ANGELIS, W.R. 1996.
-i v. tb. BOTOCUDO
707. VOCABULÁRIO ... . s.d. 439. MERIAN, B. de. 1828. 169. D'ANCELIS, W.R. 1998.
> v . ib. XIKRIN 401. MARLIÈRE, G.T. 1833. KREEN-AKARORE = PANARÁ 384. MAIA, M.A.R. et alii. 1998.
KIPEÁ = V. KARIRI 536. PORTE, M. 1846. KREYÉ = V . TIMBIRA 170. D'ANGELIS, W.R. 1999.
537. PORTE, M. 1847. 385. MAIA, M.A.R. et alii. 1990.
KIRIRI = KARIRI 549. RENAULT, P.V. 1871. KRIKATI ( KRINKATI ) : 569. RODRIGUES, A.D. 1999.
708. VOCABULÁRIO... . 1882. 477. N I M U E N D A J ~C.
, 1946. 18. ALVES. F.C. 2000.
KOROPÓ = V. PURI
550. REY, P. 1884. 252. HAM, P. 1962e. 373. MAIA, M.A.R. 2000b.
KRAHO : 456. MULLER. F.M. 1888. + v. tb. TIMBIRA 570. RODRIGUES, A.D. 2000.
120. CASTELNAU, F. 185 1 548. RENAULT, P.V. 1903. 544. QUEIXALOS, F.; RENAULT-
MACRO-JÊ :
477. NIMUENDAJÚ, C. 1946. 402. MARL~ÈRE,G.T. 1905. LESCURE, O. (Coord.). 200 1.
408. MARTIUS, C.F.P. 1867.
020. SHELL, O.A. 1950. 580. RUDOLPH, B. 1909. 4 v. tb. JÊ
595. SAMPAIO. T. 1912.
275. HEMMONS, S.A.; HEMMONS, 631. SILVA, M. 1919. 607. SCHMIDT, W. 1926. MALALI :
M. 1958. 636. SILVEIRA, A.A. 1922.
604. SCHEIBE, P. 1958. i 353. LOUKOTKA, C. 1935. 584. SAINT-HlLAlRE, A. [i85 11
622. SILVA, A.C.S. 1924. 512. PINTO, E. 1935.
15 1 . CUNHA, M.C. 1978. 1975.
2. ABREU, S.F. 1929. 231. GUÉRIOS, R.F.M. 1939.
436. MELATTI, J.C. 1978. 442. MÉTRAUX, A,;
197. ESTIGARRIBIA, A. 1934. 355. LOUKOTKA, C. 1939. NIMUENDAJU, C. 1946.
I. A LENDA do Pyp ... . 1982. 510. PIMENTEL, B. 1945.
330. KRAKUROM me... . 1982. 357. LOUKOTKA, C. 1942. 733. WIED-NEUWIED, M. s.d.
25. AMARAL, C.M. 1948. 237. GUÉRIOS, R.F.M. 1948.
496. PAHPAM wyr ... . 1982. 559. RODER & TRIMBORN 1954. MAXAKALI :
238. GUÉRIOS, R.F.M. 1949.
519. POPJES, J.D. (Org.). 1982. 89. BRIDGEMAN, L. 1958. 584. SAINT-HILAlRE, A- L185 11
542. PYT me putwry ... . 1982. 409. MASON, J.A. 1963.
609. SCHPRINTSIN, N.G.. 1961. 176. DAVIS, 1. 1967. 1975.
578. ROPKRA jaren xa. 1982. 684. TSCHUDI, J.J. 1966. 350. LOUKOTKA, C. 1931.
766. XEPKA jaren xa ... . 1982. 177. DAVIS, I. 1968.
195. EMMERICB, C.; 359. LOUKOTKA, C. 1968. 473. N I M U E N D A J ~C.
. 1939.
521. POPJES, J.D.; POPJESSJ, 1986. MONSERRAT, R.M.F. 1973. 442. MÉTRAUX, A.;
261. HAMP, E.P. 1969.
040. SOUZA, S.M. 1989. 647. STOUT, M.E. 1973. N I M U E N D A J ~C., 1946.
363. MAGALHAES, E.D. 1973.
506. PAYNE, D.L. 1990. 196. EMMERICH, C.; 527. POPOVICH, H. 1957.
364. MAGALHAGS, E.D. 1974.
405. MARQUESINI, N.R. 1994. MONSERRAT, R.M.F. 1975. 523. POPOVICH, F.B. 1960.
432. MEADERIR. 1978.
535. I'OI'OVICH, H.; POPOVICH, 733. WIED-NEUWIED, M. s.d. 574. RODRIGUES, A.D.; -t v. tb. BOTOCUDO
F.B. 1960. DOURADO, L.G. 1993.
307. MAP XAMUT'AX ... . 1966. MEBENGOKRE = V. KAYAPÓ PURI :
184. DOURADO, L.G. 2001. 550. REY, P. 1884.
3%. MAP xinnaha. 1966. METUKT~RE= V . KAYAPÓ -,V. tb. CAYAPÓ DO SUL
511 1 . PUXAP xupep ... . 1966. 354. LOUKOTKA, C. 1937.
707. XOK XAK ... . 1966. NAKNANUK : 547. REIS, P.P. 1979.
400. MARLIÈRE, G.T. 1825. 714. VOCABULÁRIO Puri. s.tl.
52H. I)OPOVICH, H. 1967. PARKATÊYÊ :
37. A P U ytimu inokupix. 1968. 345. LEITE, F. 1882. -t v. tb. COROADO
251. HAM, P. 1962d.
202. IIAMYUMMUK ... . 1968. 316. KEANE, A. N. 1884.
41. ARAÚJO,L.M.S. 1977. PYKOBYÊ :
201. I-IAMP, Eric P. 1969. 548. RENAULT, P.V. 1903. 254. HAM, P. 1962g.
684. TSCHUDI, J.J. 1966. 42. ARAÚJO, L.M.S. 1980.
227. GUDSCHINSKY et alii. 1970. 386. MAIA, M.A.R. et aiii. 1983. 582. sÁ, R.M. 1999.
529. POPOVICH, H. 1971. 404. MARLIÈRE, G.T. s.d. 23. ALVES, F.C.; sÁ. R.M. 2000.
71 1. VOCAB. Naknanuk (I). s.d. 43. ARAÚJO, L.M.S. 1995.
524. POPOVICH, F.B. 1975. 44. ARAÚJO, L.M.S. 2001. 583. sÁ, R.M. 2001.
525. POPOVICH, F.B. 1976. 712. VOCAB. Naknanuk (11). s.d.
45. ARAÚJO, L.M.S.; FERREIRA, -t v. tb. TIMBIRA
530. POPOVICH. H. 1976. -t v. tb. BOTOCUDO
M. 2001. PUKOBYÉ = PYKOBYÊ
267. I-iAROLD, Á.; POPOVICH, F.B. NAKNENUK = NAKNANUK 202. FERREIRA, M. 2001a.
,I Y I l .
"I1
RAMKÓKAMEKRA :
NAKREHÉ : 203. FERREIRA, M. 2001b.
564. RODRIGUES, A.D. 1981. 522. POPJES, J.; POPJES, J. 1991
550. REY, P. 1884. 4 v. tb. TIMBIRA
1 17. CARTILHA Maxakali. 1983. -+ V. tb. CANELA e TIMBIRA
53 1. POPOVICH, H. 1983. 394. MANIZER, H.H. 1915. PATAXÓ :
532. POPOVICH, H. 1985. 474. NIMUENDAJ~,C. 1939. 47. AZEVEDO, A.M. 1936. RIKBAKTSÁ:
533. POPOVICH, H. 1986. 233. GUÉRIOS, R.F.M. 1944. 472. NIMUENDAJÚ,C. 1938. 445. MITCHELL, V. 1966.
10. ALVARES, M.M. 1992. 89. BRIDGEMAN, L. 1958. 356. LOUKOTICA, C. 1939. 677. TREMAINE, S. 1966.
504. PATAP uru. 1992.
-.. - .
~
615. SEKI, L. 1985. 442. M ~ T R A U XA.;
, 682. TREMAINE, S.; MITCHEL.1..
507. PEREIRA, D.G. 1992. + v. tb. BOTOCUDO N I M U E N D A J ~C.
, 1946. V. 1966.
526. POPOVICH, F.B. 1993. 632. SILVA, P.A.C. 1971a. 681. TREMAINE,
1968. S.; BOSW001). .I.
OFAYÉ :
728. WETZELS, L. 1993. 351. LOUKOTKA, C. 1931. 633. SILVA, P.A.C. 1971b.
163. D'ANGELIS, W.R. 1994b. 508. PICKERING@ 1978. 73. BOSWOOD, 3.1969.
471. NLMUENDAJÚ, C. 1932. 74. BOSWOOD, J. 1971.
165. D'ANGELIS, W.R. 1995. 551. RIBEIRO, D. 1951. 347. LIÇÕES de Baheta ... . 1987.
729. WETZELS, L. 1995a. 449. MONSERRAT, R.M.F. s.d. 75. BOSWOOD, J. 1973.
224. GUDSCHINSKY, S.C. 1971. 76. BOSWOOD, J 1974a.
731. WETZELS, L. 1 9 9 5 ~ . 225. GUDSCHINSKY, S.C. 1974. 693. URBAN, G. s.d.
10. ARAÚJO, G.A. 1996. 715. VOCABULARY, List. s.d. 77. BOSWOOD, J. 1974b.
226. GUDSCHINSKY, S.C. s.d. 685. TSIPINYMYRYKYNA-
166. D'ANGELIS, W.R. 1996. 733. WIED-NEUWIED. M. s.d.
169. D'ANGELIS, W.R. 1998. PANARÁ : HAKTSA! ... . 1975.
I I . ALVARES, M.M. 1998. 540. PUTTHAMMER, J. 1973. 78. BOSWOOD, S. 1978.
448. MONSERRAT, R.M.F. 1978. POJIXA : 764. WOHOREK soho. 1978.
33. ANTUNES, M.A.D. 1999. 708. VOCABULÁRIO... . 1882.
40. ARAÚJO, G.A. 2000. 180. DOURADO, L.G. 1990. 678. TREMAINE, S. 1981.
181. DOURADO, L.G. 1993a. 636. SILVEIRA, A.A. 1922. 686. TSIPINYMYRYNA-
41 I. MAXAKALI, G. et al. 2000.
182. DOURADO, L.G. 1993b. 197. ESTIGARRIBIA, A. 1934. HATSA ... . 1993.
268. HAROLD & POPOVICH. s.d: 49. BAETA, W.A. s.d.
534. POPOVICH, H. s.d. 183. DOURADO, L.G. 1993c. 458. MYHARERE. s.d.
713. VOCABULÁRIO Pojitxa. s.d.
679. TREMAINE, S. s.d. 239. HALL, J. 1961.
425. MCLEOD, R. s.d. 689. URBAN, G. 1986a.
080. TREMAINE, S. s.d. 420. MCLEOD, R. 1961a.
447. MONITOR Xavante. s.d. 690. URBAN, G. 1986b.
SUYA : 421. MCLEOD: R. 1961b.
511. PINI'AWE, A.; WI'I, C. s.d. 691. URBAN, G. 1988.
13 1. COLLINS, 1. V. 1962a. 422. MCLEOD, R. 1 9 6 1 ~ .
765. XAVANTE cartilha ... . s.d. 332. KUJTA & KUZUG 1990.
132. COLLINS, I. V. 1962b. 95. BURGESS, E. 1965. 481. NIMUENDAJÚ, C. 1091.
O 12. SEEGER, A. 1980. 96. BURGESS, E. 1971. XERENTE : 91. BUBLITZ, T. 1994.
613. SEEGER, A. 1981. 154. DAMREME na... . 1972. 639. SOCRATES, E.A. 1892. 163. D'ANGELIS, W.R. 1994b.
229. GUEDES, M. 1993. 155. DAMREME nhoreje. 1972. 476. NIMUENDAJÚ, C. 1942. 405. MARQUESINI, N.R.. 1994.
596. SANTOS, L.C. 1997. 423. MCLEOD, R. 1974a. 468. NHANE dahâze ... . 1972. 165. D'ANGELIS, W.R. 1995.
597. SANTOS, L.C.. 2001. 424. MCLEOD, R. 1974b. 156. DAMRMÊ-sanámr-ze ... . 1973 166. D'ANGELIS, W.R. 1996.
97. BURGESS, E. 1975. 410. MATTOS, R. 1973. 169. D'ANGELIS, W.R. 1998.
TIMBIRA : 98. BURGESS, E. 1976. 517. POLECK, L. (Org.). 1997.
470. NIMUENDAJÚ, C. 1914. 700. VÃNHKALA jó kabel. 1999.
446. MITCHELL, V. 1976.
477. NIMUENDAJÚ, C. 1946. 428. MCLEOD & MITCHELL 1977. XIKRIN : YATÊ (YATHÊ) :
223. GUDSCHINSKY, S.C. 1959. 240. HALL, J. 1979. 257. HAM, P. 1963. 86. BRANNER, J.C. 1927.
254. HAM, P. 1962g. 101. CADERNO de atividades. 1980. 706. VIDAL, L. 1977. 437. MELO, M. 1929.
31 1. KAKUMASU, J.Y. 1962. 118. CARTILHA Xavante. 1980. 219. GIANNINI, I.V. 1991. 438. MELO, M. 1930.
338. LADEIRA, M.E.M. 1982. -t v. tb. KAYAPÓ 485. OLIVEIRA, C.E. 1931.
119. CARTlLHA Xavante. 1980.
519. POPJES, J.D. (Org.). 1982. 285. HOIMANA'U'O te.. . 1980. XOKLENG : 56. BARBOSA, A.L. 1950.
46. AZANHA, G. 1984. 673. TRADUÇÕES cartilha ... . 1980. 218. GENSCH, H. 1908. 79. BOUDIN, M.H. 1950.
TXUKAHAMÃE = METUKTIRE 178. DERBYSHIRE, D.C.; 276. HENRY, J. 1935. 514. PINTO, E. 1956.
PULLUM, G.K. 1981. 277. HENRY, J. 1936. 81. BOUDIN, M.H. 1957.
UMUTINA : 413. MAYBURY-LEWIS, D. 1984. 234. GUÉRIOS: R.F.M. 1945a. 434. MELAND & MELAND. 1967.
608. SCHMIDT, W. 1941. 221. GRAHAM, L.R. 1986. 235. GUÉRIOS, R.F.M. 194%. 340. LAPENDA, G. 1968.
610. SCHULTZ, H. 1952. 623. SILVA, A.L. 1986. 263. HANKE, W. 1947a. 433. MELAND, D. 1968.
286. HUESTIS, G. 1958. 179. DOOLEY, R. 1987. 265. HANKE, W. 1947c. 435. MELAND & MELAND. 1968,
562. RODRIGUES, A.D. 1962. 241. HALL, J. et alii. 1987. 440. M É T R A ~A., 1947. 57. BARBOSA, E. A. 1991.
-t v. tb. BORORO 336. LACHNITT, G. 1987. 278. HENR< J. 1948. 581. sÁ, A.C. 2000.
337. LACHNITT, G. 1988. 469. NIMUENDAJ~,C. ; GUÉRIOS, 82. BOUDIN, M.H. s.d.
XAVANTE : R.F.M. 1948. 83. BOUDIN, M.H. s.d.
691. URBAN, G. 1988. 1
471. NIMUENDAJÚ, C. 1932. ! 318. KIETZMAN, D.W. s.d.
683. TSAWE, J. 1990. 602. SCHADEN, F.S.G. 1949.
414. MCLEOD, R. I960a. 317. KIETZMAN, D.W. s.d.
222. GRAHAM, L.R. 1995. 87. BRIDGEMAN, L. 1958a.
415. MCLEOD, R. 1960b. 348. LISTA vocabular Fulriiô. s.d.
269. HARRISON, A. 1995. 88. BRIDGEMAN, L. 1958b.
416. MCLEOD, R. 1960c. 709. VOCABULÁRIO Iate ... . s.d.
492. OLIVEIRA, R.C. 2001. 739. WIESEMANN, U. 1 9 5 8 ~ .
417. MCLEOD, R. 1960d.
545. QUINTINO, W. 2001. 279. HENRY, J. 1964.
418. MCLEOD, R. 1960e.
99. BURGESS, E. s.d. 282. HICKS, D. 1965.
419. MCLEOD, R. 1960f.
284. HITSÉ, R. et alii. s.d. 283. HICKS, D. 1971.
92. BURGESS, E. 1961a.
300. ~WÊNHOMRI ... . s.d. 753. WIESEMANN, U. 1978a.
93. BURGESS, E. 1961b.
427. MCLEOD, R. s.d. 687. URBAN, G. 1985a.
94. BURGESS, E. 1961c.
426. MCLEOD, R. s.d. 688. URBAN, G. 1985b.
Distribuição das Línguas do
TRONCO MACRO-JÊ ( Brasil )

1. Kaingang (RS, SC, PR, SP) 19. Kayapó - Mekragnoti (PA)


2. Xokleng (SC) 20. Kayapó Kuben-kran-ken (PA)
3. Ofaié (MS) 21. Kayapó Gorotire, Kokrairnoro
4. Krenak (MG, SP) (PAI
5. Xakriabá (MG) 22. Kayapó Xikrin (PA)
6. Maxakali (MG) 23. Kayapó Kararaô (PA)
7. Pataxó (BA) 24. Karajá - Aruanã (GO)
8. Pataxó Há-hã-háe (BA) 25. Karajá (TO, MT)
9. Yatê I Fulniô (PE) 26. Javaé - Karajá (MT)
10. Guató (MT) 27. Xerente (TO)
11. Urnutina I Bororo (MT) 28. Krahô (TO)
12. Bororo (MT) 29. Apinayé (TO)
13. Xavante (MT) 30. Krikati (MA)
14. Rikbaktsa (MT) 31. Pukobyé (MA)
15. Panará (PA) 32. Apaniekra (MA)
16. Suyá (MT) 33. Rankokarnekra (MA)
17. Tapayuna (MT) 34. Kreyê (PA)
18. Kayapó - Metuktire (MT) 35. Parakateyê (PA)

Impressão

R Vieira Gráfica e Editora Ltda.


Campinas - S P
Fone: (0~x19)3229-9900
Fax: (0~x19)3267-1966
E-mil: grafica@~ieira.com.br
www.rvieira.com.br
Biblioteca Digital Curt Nimuendaju
http://biblio.etnolinguistica.org