Você está na página 1de 5

Ia AVALIAÇÃO ARCIAL PERÍODO: 2009.

1
CURSO: ADMINISTRAÇÃO TURl~O: MANHÃ. "-11III camFICAÇÃO
DEQUAUDAOE
SEMESTRE:
DISCIPLINA:
TERCEIRO
MACROECONOMIA FGV
PROFESSOR(A): CHRISTIANO PENNA

Afaculdade da qualidade ALUNO(A): _

1. Suponha que uma determinada economia produz apenas dois -bens: o' bem Xl e o bem X2. Se a
estrutura temporal de preços for como a que se segue:

xi : PI X2 P2
..,.J
2004 300 1 500
2005 400' 2 400 2
2006 500 3 300 1

então, no ano de 2006 o PIB nominal, o PIB real (a preços constantes de 2004) e o deflator do PIB
(também a preços constantes de 2004) são, respectivamente, de:
a) 1800, 1800
b) 1600, 1600
e
e
100.
100.
N -= J.5te> + 3Cf!J -::: J.~
1800, 1400
d) 1800, 1800
e
e
129.
129.
~::: S1) + qw ~ 1400
e) 1600, 1600 e 129.

2. Suponha que uma determinada economia produz apenas dois bens: o bem Xl e o bem X2. Se a
fronteira de possibilidades de produção (FPP) for como o que se segue:

Xl
500

400

3004-------------~----------~X2
300 400 500

então, um exemplo de análise positiva é:


a) O ponto B é menos eficiente que o ponto C.
b) O ponto B é menos eficiente que o ponto A.
c) No ponto B, o índice de desigualdade para esta economia será menor do que nos demais pontos .
•• Os pontos A, B e C são conjuntos de possibilidade de produção eficientes.
e) Nos pontos A, B e C, a economia não está utilizando eficientemente os fatores de produção.

05G.: 15330/09
CERTlFI:AÇÃO
De CUAlIlADI!
FACULDADE FARIAS BRITO

--
FGV
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

3. Suponha uma determinada economia onde participam o setor público, o setor privado e setor °
externo. Sejam, C = Consumo; G = Gasto do Governo; I = Investimento; M = Importações;
S = Poupança; T = Tributação; X = Exportações; Y = Renda. Então, a utilização da renda e a
distribuição das despesas são dadas, respectivamente, de acordo com:

a) {~:~:~+X-M
C+S+T
{ C+I+G+X-M

C+I+G+X
c) {
C+S+T-M
C+I+G-M
d) { C+S+T+X

C+I+G
e) {
C+S+T
('-::-
4. Dado o modelo de fluxo circular da renda com governo e setor externo, assinale a alternativa que
represente, respectivamente, um vazamento e uma entrada neste fluxo.
a) Aumento do investimento e aumento das exportações.
b) Aumento das exportações e aumento das importações.
j~) Aumento do investimento do governo e aumento do investimento privado.
• Aumento da poupança e aumento do investimento,
e) Aumento dos gastos do governoe aumento da poupança, também do governo.

5. Suponha uma determinada economia, fechada e sem governo, com agregados macroeconômicos
tais que:
Poupança Bruta: S = 360 1= C tS = q3i +360
Consumo: C = 0,8*Y
Taxa de depreciação: D = 0,10 Y = 360
O,Z-
:::jfff)
Deste modo, a renda de equilíbrio e o investimento líquido desta economia são, respectivamente, de:
a) 1800 e 360
.b) -1620 e 324
c) 1600 e 360
d) 1600 e 324
1800e324

6. Considere os seguintes dados: poupança liquida = 324, taxa de depreciação = 10%, variação de
estoques = 100.
Com base nessas informações e considerando uma economia fechada e sem governo, a formação
bruta de capital fixo e a poupança bruta total são, respectivamente, de:
a) 70 e 120
b) 260e 120
260 e 360
d) 50 e 360
e) 120 e 360

OSG.: 15330'09
2
FACULDADE FARIAS BRlTO
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

7. Atualmente, diversos países vêm experimentando um aumento na desigualdade de renda. Uma das
explicações para esta crescente desigualdade reside na idéia de que:
o crescimento das transações com o exterior e os avanços tecnológicos aumentaram a demanda
por mão-de-obra qualificada e reduziram a demanda por mão-de-obra não qualificada, resultando
numa mudança nos salários relativos.
b) .o crescimento das transações com o exterior e os avanços tecnológicos reduziram a demanda por
mão-de-obra qualificada e aumentaram a demanda por mão-de-obra não qualificada, resultando
numa mudança nos salários relativos.
c) o crescimento das transações com o exterior e os avanços tecnológicos geraram um aumento
nas demandas por mão-de-obra qualificada e não qualificada, resultando numa mudança nos
salários relativos.
d) a redução das transações com o exterior e o retrocesso tecnológico reduziram a demanda por
mão-de-obra qualificada e aumentaram a demanda por mão-de-obra não qualificada, resultando
numa mudança nos salários relativos.
e) todas as afirmações acima são falsas. De um modo geral não houve mudança nos salários
relativos e a desigualdade de renda vem se reduzindo em todas as economias.

8. Conceitualmente, a taxa de pobreza de uma determinada economia é definida como:


o percentual da população cuja renda familiar está abaixo da linha de pobreza.
b) a proporção da renda apropriada pelos indivíduos pertencentes aos 20% mais pobres de uma
dada distribuição de indivíduos.
c) pessoas que se apropriam da renda equivalente aos 1% mais ricos de uma dada distribuição
de indivíduos.
d) o percentual da população que não recebe transferências de gênero por parte do governo.
e) é o logaritmo da razão entre a média aritmética e geométrica das rendas individuais de uma
dada distribuição.

9. No que se refere à filosofia política da redistribuição da renda, o afirma que o governo


deve maximizar a soma das utilidades dos membros da sociedade; o afirma que as
políticas públicas devem maximizar a utilidade dos menos afortunados e o afirma que
a distribuição da renda nem sempre deve ser justa, mas o processo em que esta distribuição se dá,
este sim, deve ser justo.
A opção que preenche corretamente as lacunas é:
a) Libertarismo, Liberalismo e Utilitarismo
b) Libertarismo, Utilitarismo e Liberalismo
c) Liberalismo, Utilitarismo e Libertarismo
• Utilitarismo, Liberalismo e Libertarismo
e) Utilitarismo, Libertarismo e Liberalismo

10. Sabemos que o coeficiente de Gini é derivado da curva de Lorenz, e que uma das utilidades deste
índice é referente à mensuracão do zrau de concentracão de renda de uma sociedade. Em relacão ao
~...... ~ .J

coeficiente de Gini e à curva de Lorenz, não podemos afirmar que:


a) se o coeficiente de Gini é igual a l , a área delineada pela curva de Lorenz é máxima.
b) se o coeficiente de Gini é igual a zero, a curva de Lorenz se resume a uma reta.
• se o coeficiente de Gini for igual a I, a curva de Lorenz admite que a distribuição de renda é
perfeitamente igualitária.
d) se o coeficiente de Gini for igual a zero, a curva de Lorenz admite uma distribuição perfeita da
renda.
e) se o coeficiente de Gini for igual a l , a curva de Lorenz admite uma concentração total da renda.

OSG.: 15j30/09
3
FACULDADE FARIAS BRITO
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

Num país, há duas pessoas, uma recebendo 30% da renda e a outra 70%. Deste modo, o coeficiente
de Gini e a área delineada pela curva de Lorenz são, respectivamente, de:
a) 30%eO,20
b) 40% e 0,20
A~ 5)<>::O!z:::=-
O )..0 _ ISCC>
7-;0\ LJOCO -=9 -,:.LOXJ?,o
~ .•. c
c) 10% e 0,05 j3 -::5 ~u - 4 B
d) lO%e 0,05 C z; 50" -wlz- = .it~O G~ ~ ::qz ~
e) 44% e 0,10 ~••/.. T
,. z: lro..1UJI Z ~ C;Q)?

12. Suponha que o índice de preços de uma economia seja calculado com base em uma cesta fixa
composta de apenas dois bens. Esta cesta engloba 4 unidades do bem Xl e 3 unidades do bem X2.
Se a estrutura temporal de preços for como a que se segue:
!.J :5
Pl P2
..,.J y-+q ~ ~3 JCO
2004 1
2005 2 2 8 + b -=- -1-4 -101,6q- 1
2006 3 1 rz + 3 -::J.5 1-L5,38 S t_~L{
então, no ano de 2006, a taxa de inflação e o Índice de Preços ao Consumidor - IPC (á"preços
constantes de 2004) são, respectivamente, de:
a) 7,69% e 115,38
• 7,14% e 115,38
c) 7,14% e 107,69
d) 7,69% e 107,38
e) -7,14% e 86,67

13. OCA) serve para corrigir o efeito da inflação ao se compararem valores monetários
em diferentes períodos de tempo e, quando um determinado valor monetário é corrigido
automaticamente pela inflação (por lei ou por contrato), dizemos que este valor foi _
pela inflação.
Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas.
• índice de preços - indexado
b) índice de preços - desindexado
c) taxa de juros real- indexado
d) taxa de juros real - desindexado
e) taxa de juros nominal - indexado

14. Seja r a taxa de juros real, i a taxa de juros nominal e 1t a inflação, então é sabido que:
a) r = i + 1t

b) r = (i -1t)
1t


d)
r=l-1t

r=l·1t

1
e) r=-
rt

oso. 15330/09
4
CSIIFICIÇ.Io
DE......,..,.
FACULDADE FARIAS BRITO
FGV
~ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

15. Sejam W a ta-xa de salário e L a mão-de-obra, então, da discussão sobre desemprego, o gráfico
abaixo sugere que:
w

~------~----~----~------+L
Ls

• sempre haverá desemprego quando o nível de salários estiver acima do nível de equilíbrio.
b) nunca haverá desemprego quando o nível de salários estiver acima do nível de equilíbrio.
c) um maior número de trabalhadores poderia ser empregado caso o nível de salários estivesse acima
do nível de equilíbrio. , _,
d) ~ menor número de trabalhadores poderia ser empregado caso o nível de salários e~Úvesse
de
.abaixo do nível equilíbrio.
e) nenhuma das afirmativas anteriores caracteriza o gráfico acima.

CNPL·IOIOJl09
Rev.: KM

OSG.: 15330109
5