Você está na página 1de 2
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA – UESB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS – DCSA DISCIPLINA:

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA – UESB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS – DCSA DISCIPLINA: ANÁLISE QUANTITATIVA E PROCESSO DECISÓRIO DOCENTE: WESLEI PIAU

DISCENTES: ALINE COELHO HÉRIQUE BASTOS MAURÍCIO MATOS

ATIVIDADE AVALIATIVA II UNIDADE

ESTUDO DE CASO – GRUPO SCHINCARIOL

Questão 01

Diante dos fatos apresentados no estudo de caso da empresa Schincariol que alterou embalagem, preço e seu nome, passando a ser conhecida como Nova Schin, em busca de novo posicionamento no mercado. O que podemos observar é que a empresa teve uma grande ascensão, entretanto com o passar do tempo não conseguia mais evoluir, necessitando assim de novos meios que pudesse alavancar novamente suas vendas, tendo em vista seus concorrentes se tornam cada vez mais competitivos alcançando uma parcela cada vez maior do mercado consumidor. Portanto para que a Schincariol volte a aumentar sua participação no gosto e mercado consumidor, entre as possibilidades percebidas, é possível utilizar de estratégias como:

Inovação, por ser uma regra básica para fazer com que o produto fique

em destaque diante dos olhos do consumidor; Parcerias com empresas do mesmo segmento, para fazer frente às

fusões dos concorrentes; Promoções em pontos de venda, pois essa ferramenta vem obtendo

cada vez mais atenção dos consumidores; Associação da marca com personalidades positivas da mídia;

Diversificação do produto, pois é importante que a empresa ramifique

sua produção para que não fique refém de poucos produtos; Pesquisas para saber a atual imagem da marca junto ao cliente;

A difusão e aceitação de novas estratégias é um processo complexo, porém quando aplicada de forma coesa e racional podem trazer sucesso a marca e aos produtos.

Questão 02

Segundo os dados apresentados pelo estudo de caso defrontamos com alguns problemas que fazem com que a organização passe por algumas dificuldades.

As principais fraquezas apresentadas na empresa foram o seu modelo organizacional característico de empresa familiar, a ausência de inovações satisfatórias ao publico, a falta de parcerias com atacadistas, varejistas e participação em grandes eventos (musicais, teatrais, esportivos), e maior um investimento em novos centros comerciais importantes do mercado cervejeiro, como o Rio de Janeiro. A partir da percepção desses problemas a marca pode usar de situações que lhes afetam negativamente e transformá-las em oportunidades para promover ganhos futuros. Por exemplo: investimento no publico carioca, os quais ainda sofrem resistência a marca, visto que o estado é considerado um dos maiores consumidores de cerveja do Brasil. Com isso se faz necessária diferenciação em marketing para desenvolvimento desse mercado ainda tão pouco explorado.

As situações que podem interferir nessas decisões seriam a falta de recursos financeiros, descobrirem novos ninchos de mercado, novos entrantes, uniões de novos concorrentes, crescendo e fortalecendo ainda mais o bloco.

A tomada de decisões nem sempre vem acompanhado por uma solução perfeita, por ser impossível avaliar todas as alternativas e conseqüências, no entanto é algo necessário para que a empresa possa sair do ponto de estagnação em que se encontra e alcançar seus objetivos e melhores retornos, para isso é preciso pesar todos os pontos tanto favoráveis, quanto desfavoráveis e encontrando assim soluções satisfatórias.