Você está na página 1de 189

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

VALORES DA ÁGUA EM RESUMO

1. Temperatura: temperatura da água em ºC. A temperatura correcta é importante para que o metabolismo dos peixes funcione normalmente (página 116).

2. Valor do pH: grau de acidez da água. Ácida: pH 1-6,9; neutra; pH 7; alcalina: pH 7,1-10. A maioria dos peixes ornamentais sente-se bem com valores de pH entre 6,5 e 7,3 (página 144).

3. Dureza total: soma das concentrações de cálcio e magnésio na água, medida em ºdGH (=grau de dureza total). Água macia: 0-7 ºdGH, moderadamente macia: 7- 14 ºdGH, dura: 14-21 ºdGH; muito dura: superior a 21 ºdGH (página 135).

4. Teor de oxigênio: oxigênio na água em mg/l. Para o bem-estar dos peixes deverá ser superior a 4mg/l, caso contrário estes podem asfixiar (página 146). Quanto mais quente está a água, menos oxigênio pode fixar.

5. Amoníaco: forma-se a partir de azoto, presente em detritos orgânicos; é muito tóxico para os peixes quando o valor do pH é superior a 7 (página 126).

6. Nitrito: forma-se a partir da transformação de amoníaco e amónio, mas é também segregado diretamente pelos peixes. Num aquário em bom funcionamento, não deve ser detectado nitrito (página 140).

7. Nitrato: forma-se a partir do nitrito. No aquário, o valor de nitrato não deve ultrapassar o valor inicial por mais de 30mg/l (página 139).

8. Fosfato: provém da água da torneira, dejetos dos peixes, fertilizantes e processos de decomposição. A partir de valores superiores a 0,5mg/l, ocorre um crescimento excessivo de algas (página 125).

9. Condutância: indica o valor de todos os iões condutores dissolvidos na água (em água doce, medição em μS/cm). Quanto maior for a condutância, maior é a dureza e o teor de sal da água (página 139).

maior for a condutância, maior é a dureza e o teor de sal da água (página
maior for a condutância, maior é a dureza e o teor de sal da água (página

Índice

Escolha e legislação

1

Equipamentos e dispositivos

1.

Alergia

2

técnicos

19

2.

Nomes de espécies

2

32. Tampa do aquário

20

3.

Nomes de espécies

2

33. Aquário sem tampa

20

4.

Proteção de espécies

2

34. Comprar um aquário usado 21

5.

Exposições

3

35. Forma do aquário

21

7.

História

4

36. Forma do aquário

22

8.

Saúde

4

37. Tamanho do aquário

22

9.

Introdução dos peixes

4

38. Tamanho do aquário

22

10.

Seguro de responsabilidade

39. Material do aquário

23

civil

5

40. Volume do aquário

23

11.

Importação

6

41. Volume do aquário

24

12.

Importação

6

42. Iluminação

24

13.

Fontes de informação

6

43. Trocar lâmpadas

25

14.

Aquisição

7

44. Tipos de iluminação

25

15.

Aquisição

8

45. Duração da iluminação

26

16.

Aquário de água salgada

8

46. Substrato

26

17.

Legislação de arrendamento9

47. Substrato

26

18.

Estilo de mobiliário

9

48. Substrato

27

19.

Criações

9

49. Decoração

27

20.

Preço

10

50. Decoração

27

21.

Criações forçadas

12

51. Decoração

28

22.

Quarentena

13

52. Filtros

31

23.

Quarentena

13

53. Tipos de filtro

31

24.

Localização

14

54. Tipos de filtro

31

25.

Localização

15

55. Avaria de filtros

32

26.

Veterinário:

15

56. Ambientar um filtro

32

27.

Lei da Protecção Animal

15

57. Ambientar um filtro

33

28.

Transporte

16

58. Ruídos do filtro

33

29.

Mudança

17

59. Capacidade de filtragem

33

30.

Coloração da água

18

60. Capacidade de filtragem

34

31.

Criação

18

61. Materiais de filtragem

34

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

62. Equipamento básico

36

reprodutivo

63

63. Aquecimento

36

94. Barbilhos

63

64. Aquecedor

39

95. Cuidados parentais

63

65. Permutador de iões

39

96. Cuidados parentais

64

66. Plantas

39

97. Cuidados parentais

65

67. Plantas artificiais

40

98. Coloração

66

68. Escolha de plantas

41

99. Coloração

67

69. Escolha de plantas

42

100. Peixes voadores

67

70. Adubar as plantas

46

101. Barbatanas

68

71. Adubar as plantas

46

102. Barbatanas

68

72. Introduzir plantas

46

103. Reprodução

69

73. Podar as plantas

47

104. Audição

69

74. Transportar plantas

47

105. Remexer o fundo

70

75. Reproduzir plantas

47

106. Diferenciação do sexo

70

76. Parede traseira

48

107. Criação de peixes jovens

71

77. Parede traseira

49

108. Temperatura corporal

72

78. Plantas flutuantes

49

109. Produção de sons

72

79. Pedras

51

110. Vivíparos

73

80. Aquário com fugas

51

111. Capacidade de

81. Projetores subaquáticos

51

aprendizagem

73

82. Projetor de raios UV

51

112. Estômago

73

83. Medir os parâmetros

113. Órgãos

73

da água

52

114. Comportamento territorial

74

84. Testar a água

52

115. Ninho de bolhas

75

85. Raízes

53

116. Camada de muco

75

86. Acessórios

54

117. Paladar

76

Anatomia e comportamento

56

118. Percepção de dor

76

87. Comportamento agressivo

57

119. Substâncias de alarme

76

88. Comportamento agressivo

57

120. Bexiga natatória

76

89. Idade

57

121. Visão

77

90. Idade

58

122. Linha lateral

77

91. Respiração

58

123. Stress

78

92. Respiração

62

124. Líquidos

78

93. Comportamento

125. Urinar

78

62 124. Líquidos 78 93. Comportamento 125. Urinar 78 Petra Kolle/Iury Costa Página 1
62 124. Líquidos 78 93. Comportamento 125. Urinar 78 Petra Kolle/Iury Costa Página 1

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

126. Reprodução

79

157. Killies

104

127. Reprodução

80

158. Peixe-balão

105

128. Domesticação

80

159. Anabantídeos

106

Peixes e a sua sociabilização

81

160. Anabantídeos

107

129. Aquário amazónico

82

161. Poecilídeos vivíparos

107

130. Aquário amazónico

82

162. Poecilídeos vivíparos

108

131. Ancistrus

83

163. Aquário Malawi

108

132. Aquário monoespecífico

84

164. Jordanis

110

133. Biodiversidade 84

165. Óscares

110

134. Biodiversidade 85

166. Paludário

110

135. Espécies para principiantes 85

167. Piranhas

110

136. Espécies para aquários

 

168. Bótias-palhaço

111

pequenos

86

169. Melanotaenídeos

111

137.

Espécies para aquários

170. Raias

112

pequenos

86

171. Caracídeos

113

138. Povoação

87

172. Saltões

114

139. Dimensão da povoação

88

173. Caracóis

115

140. Dimensão da povoação

89

174. Peixes de cardume

115

141. Aquário de biótopo

90

175. Temperatura

116

142. Peixes de água salobra

91

176. Sociabilização

117

143. Ciclídeos

92

177. Sociabilização

118

144. Ciclídeos

92

178. Sociabilização

118

145. Ciclídeos

93

179. Sociabilização

119

146. Peixes locais

96

180. Calictídeos

120

147. Peixe único

97

181. Calictídeos

120

148. Peixes

97

Alimentação, manutenção e

149. Aquário comunitário

97

qualidade da água

123

150. Peixes dourados e kois

98

182. Algas

124

151. Tamanho de peixes

98

183. Espécies de algas

124

152. Peixes de água fria

99

184. Combater algas

124

153. Combatentes

99

185. Prevenir o crescimento

154. Cuidados com combatentes 100

de algas

125

155. Ciprinídeos

103

186. Amoníaco

126

156. Killies

104

187. O substrato está

103 186 . Amoníaco 126 156. Killies 104 187. O substrato está Petra Kolle/Iury Costa Página
103 186 . Amoníaco 126 156. Killies 104 187. O substrato está Petra Kolle/Iury Costa Página

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

a apodrecer

126

218. Criar alimentos vivos

139

188.

Limpeza dos elementos

219. Condutância

139

decorativos

126

220. Valor de nitrato

139

189.

Desinfeção

127

221. Valor de nitrito

140

190.

Alimentação com coração de

222. Adubar plantas

140

boi

127

223. Adubar plantas

140

191.

Coloração de peixes

224. As plantas não crescem

141

dourados

127

225. Plantas com buracos

142

192. Limpeza do filtro

128

226. Plantas finas e pálidas

142

193. Limpeza do filtro

128

227. Plantas amareladas

142

194. Tocar nos peixes

128

228. Alimentos vegetais

143

195. Alimento em flocos

129

229. Tempo de tratamento

143

196. Alimento em flocos

129

230. Medidas de tratamento

197. Falta de apetite

129

diárias

144

198. Comportamento alimentar

130

231.

Medidas de tratamento

199. Alimento congelado

130

semanais

144

200. Concorrência alimentar

130

232. Valor de pH

144

201. Quantidade de alimento

131

233. Planárias

145

202. Alimentação específica

132

234. Planárias

146

203. Zonas de alimentação:

132

235. Limpeza

146

204. Alimento em excesso

132

236. Teor de oxigénio

146

205. Alimentação

132

237. Substâncias nocivas

147

206. Alimentação em lagos

133

238. Limpeza dos vidros

147

207. Erros de alimentação

133

239. Caracóis

147

208. Regras de alimentação

133

240. Praga de caracóis

148

209. Bolhas de gás

135

241. Plantas flutuantes

148

210. Dureza

135

242. Eletricidade e água

148

211. Alterar o grau de dureza

136

243. Férias

149

212. Hidra

136

244. Tratar do aquário durante

213. Alimentar alevins

137

as férias

149

214. Marcas de calcário

137

245.

Alimentação com peixes

215. Alimento vivo

138

doentes

149

216. Alimento vivo

138

246. Água

150

217. Comprar alimentos vivos

138

247. Descalcificar água

150

150 217. Comprar alimentos vivos 138 247. Descalcificar água 150 Petra Kolle/Iury Costa Página 3
150 217. Comprar alimentos vivos 138 247. Descalcificar água 150 Petra Kolle/Iury Costa Página 3

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

248. Água turva

150

277. Prevenir doenças

164

249. Água colorada

151

278. Predisposição para doenças 165

250. Criptocorinas

151

279. Sintomas de doenças

166

251. Lentilhas de água

152

280. Agentes patogênicos

167

252. Qualidade da água

152

281. Concluir o tratamento

253. Melhorar a qualidade

com medicamentos

167

da água

152

282. Administrar medicamentos 169

254. Mudança de água

153

283. Medicamentos do

255. Valores da água

154

veterinário

170

256. Temperatura ambiente

284. Anestesia e operação

170

demasiado quente

154

285. A doença dos neons

170

Reconhecer e tratar doenças

155

286. Parasitas

171

257. Desova

156

287. Banho de sal

171

258. Olhos salientes

156

288. Peixes esfregam-se

172

259. Bolha sobre o olho

156

289. Caracóis

173

260. Doenças dos olhos

157

290. Caracóis morrem

173

261. Barriga inchada

157

291. Veterinário

173

262. Medicamentos de largo

292. Despesas com o veterinário 173

espectro

158

293. Determinar a causa

263. Coloração alterada

158

da morte

174

264. Bactérias do filtro e

294. Sacrificar peixes doentes

174

medicamentos

158

295. Transporte

175

265. Piolhos nos peixes

159

296. Intoxicação

175

266. Tuberculose piscícola

159

297. Comportamento estranho

176

267. Tuberculose piscícola

160

298. Comportamento estranho

176

268. Barbatanas esfarripadas

161

299. Comportamento estranho

177

269. Recusa de alimento

161

300. Doença viral

177

270. Pele esburacada

161

301. Vermes

177

271. Pele com manchas pretas

162

302. Vermes

178

272. Pele com pontinhos brancos 162

303. Vermes

179

273. Camada cinzenta na pele

163

304. Zoonoses

179

274. Camadas na pele

163

305. Zoonoses

179

275. Fezes brancas

164

Anexo

180

276. Diagnosticar doenças

164

275. Fezes brancas 164 Anexo 180 276. Diagnosticar doenças 164 Petra Kolle/Iury Costa Página 4
275. Fezes brancas 164 Anexo 180 276. Diagnosticar doenças 164 Petra Kolle/Iury Costa Página 4

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

Escolha e legislação

Um aquário possibilita uma visão fascinante da vida subaquática. Este capítulo oferece informação interessante acerca da aquariofilia e fornece respostas a perguntas sobre a escolha, a compra e os aspectos legais.

e fornece respostas a perguntas sobre a escolha, a compra e os aspectos legais. Petra Kolle/Iury
e fornece respostas a perguntas sobre a escolha, a compra e os aspectos legais. Petra Kolle/Iury
e fornece respostas a perguntas sobre a escolha, a compra e os aspectos legais. Petra Kolle/Iury
e fornece respostas a perguntas sobre a escolha, a compra e os aspectos legais. Petra Kolle/Iury

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

1. Alergia: A nossa filha tem uma forte alergia a pelos de animais. Mas ela queria ter um animal de estimação e pensámos num aquário. Os peixes também podem provocar alergias?

num aquário. Os peixes também podem provocar alergias? Para pessoas que são alérgicas a pêlos ou

Para pessoas que são alérgicas a pêlos ou penas de animais, os peixes ornamentais

são os animais de estimação ideais. Porém, algumas pessoas são alérgicas a substâncias proteicas contidas nas larvas do mosquito vermelho. Estas fazem parte

de muitas variedades de alimento seco. Caso seja alérgico às larvas de mosquito,

deve retirar os flocos do frasco com uma pinça; também não deve aproximar a cara

do recipiente, para não inalar partículas que podem provocar alergias.

2. Nomes de espécies: Porque se leem tantos nomes científicos, se os peixes têm também nomes em português?

científicos, se os peixes têm também nomes em português? A designação científica é reconhecida a nível

A designação científica é reconhecida a nível internacional. Assim,

mediante a sua designação científica, pode claramente identificar cada espécie em todo o mundo. Isto não funciona usando apenas o nome em português. Às vezes há até várias designações em português para o mesmo peixe. Por outro lado, nem existem nomes em português para muitos peixes. Por isso, habitualmente são indicadas as designações científicas para descrições de espécies. Também nas lojas

de animais pode encontrar frequentemente as indicações com o nome científico.

3. Nomes de espécies: O que significam as componentes dos nomes em latim?

O que significam as componentes dos nomes em latim? A primeira parte do nome científico indica

A primeira parte do nome científico indica o gênero, a segunda, a espécie. O nome da espécie pode ser o nome do descobridor científico, p. ex. Corydoras rabauti, segundo o descobridor Rabaut. Ou reflete características do peixe, como no caso do coridora cauda manchada, o Corydoras caudimaculatus (lat. cauda = cauda, maculatus = manchado). Frequentemente são indicados adicionalmente os nomes dos primeiros descritores, p. ex., Corydoras caudimaculatus, Rossel, 1961. Uma terceira componente surge quando os representantes de uma espécie possuem diferenças suficientes para poderem ser divididos em sub-espécies. No entanto, as diferenças não são tão grandes a ponto de se formar uma espécie própria.

4. Proteção de espécies: Durante as minhas férias na Malásia vi peixes-dragão em aquários. Posso ter esse tipo de peixes no meu aquário em casa?

vi peixes-dragão em aquários. Posso ter esse tipo de peixes no meu aquário em casa? Petra
vi peixes-dragão em aquários. Posso ter esse tipo de peixes no meu aquário em casa? Petra
vi peixes-dragão em aquários. Posso ter esse tipo de peixes no meu aquário em casa? Petra

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013
INFO Documentos CITES Para animais incluídos na categoria I da referida convenção, necessita de documentos
INFO
Documentos CITES
Para animais incluídos na
categoria I da referida
convenção, necessita de
documentos CITES, que
receberá na altura da
compra. Todos os animais
CITES devem ser
registrados no Instituto de
Conservação da Natureza
e da Biodiversidade se são
importados para Portugal
ou para a EU, e têm
também de estar
identificados de um modo
que não permita a
falsificação. Reproduções
devem ser igualmente
registadas.

Geralmente não, porque esta espécie está inscrita no Anexo I da Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção (CITES). Animais do Anexo I só podem ser mantidos em Portugal sob pressupostos especiais, por exemplo, quando se trata de uma reprodução e o criador tenha uma autorização de comercialização. A CITES regula o comércio de espécies ameaçadas. Os animais são classificados nas categorias I (Anexo I), II (Anexo II), ou III (Anexo III), consoante o risco. Em 2005, nove espécies de peixes estavam incluídas no Anexo I da CITES; são por isso fortemente protegidas e não podem ser comercializadas. No Anexo II incluíam-se 68 espécies de peixes, só podendo ser comercializados mediante autorizações de importação e exportação. A maioria destes peixes é de água salgada. Dos peixes de água doce, o peixe- dragão asiático ou aruanã (scleropagus formosus) está incluído no Anexo I da CITES, bem como todas as espécies de esturjão no Anexo II. Os peixes protegidos devem ser registrados no Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, sob apresentação de documentação comprovativa da sua origem.

5. Exposições: É verdade que é possível ir a exposições não apenas com cães e gatos de raça, mas também com peixes de aquário?

cães e gatos de raça, mas também com peixes de aquário? Sim, existem, por exemplo, exposições

Sim, existem, por exemplo, exposições de discos, kois (carpa chinesa) ou gupis. Para as diferentes formas de criação foram elaboradas normas pelas respectivas associações, segundo os quais os juízes elegem os “melhores” peixes nas exposições. Nos campeonatos de gupis, por exemplo, são avaliados a forma do corpo, as barbatanas dorsais e caudais e o comportamento do peixe ao nadar. Nos kois, por exemplo, existem diversas variedades de padrões de cores que são avaliadas. As cores devem ser fortes e claramente isoladas umas das outras. A forma do corpo também é avaliada. O mesmo acontece com os discos. Quanto mais um peixe corresponde ao padrão, maiores são as possibilidades de ganhar o concurso.

Peixes dourados são peixes de água fria. Já no século XIX eram mantidos em aquários.
Peixes dourados são peixes de
água fria. Já no século XIX
eram mantidos em aquários.

Petra Kolle/Iury Costa

Página 3

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013
300 perguntas sobre Aquários 2013 6. História: Quais foram as primeiras espécies de peixes ornamentais mantidas

6. História: Quais foram as primeiras espécies de peixes ornamentais mantidas em aquários?

Na China, já desde o século XII são mantidos peixes dourados como animais de estimação. Inicialmente a criação e reprodução desses peixes eram um direito exclusivo do imperador e outros elementos da nobreza. Foram criadas diferentes variedades de peixes, que eram mantidas em preciosas bacias de porcelana. A data exata da primeira importação de peixes dourados para a Europa não é conhecida. A primeira reprodução de peixes dourados foi efetuada na Holanda em 1728. A partir de 1870, também na Alemanha começou a reprodução regular de peixes dourados. O primeiro peixe ornamental tropical a conquistar os aquários foi o peixe-paraíso (Macropodus opercularis). No ano de 1876 foi importado para a Alemanha pela primeira vez. O aquário de vidro, que permite a observação dos peixes não apenas de cima mas também dos lados, é uma invenção europeia; aconteceu por volta de 1850.

7. História: Como é que a aquariofilia se tornou um hobby?

História: Como é que a aquariofilia se tornou um hobby? O verdadeiro pai da aquariofilia foi

O verdadeiro pai da aquariofilia foi Emil Adolf RoBmaBler. Em 1856 publicou a revista O caramanchão(Die Gartenlaube) um artigo com o título “O lago dentro do vidro”, com o qual conquistou um largo público para a cada vez mais popular aquariofilia. No século XIX, os primeiros habitantes dos aquários foram os peixes de água fria (p. ex., peixes dourados), devido às possibilidades técnicas limitadas, sobretudo a falta de aquecimento apropriado. Só quando os aparelhos técnicos adequados foram desenvolvidos como, por exemplo, o aquecimento eléctrico, se tornou possível ter e reproduzir também peixes ornamentais tropicais.

8. Saúde: Como é que posso reconhecer se os peixes disponíveis para venda são de facto saudáveis?

os peixes disponíveis para venda são de facto saudáveis? Observe os peixes do seu fornecedor com

Observe os peixes do seu fornecedor com calma. Examine se o aspecto e comportamento dos peixes é normal. Para tal, a tabela “Reconhecer peixes saudáveis”, que se encontra na página 15, é uma boa ajuda. Alterações no aspecto ou no comportamento são frequentemente um sintoma de doenças. Se tiver dúvidas acerca da saúde de um peixe, é melhor não o comprar. Caso haja num mesmo aquário peixes doentes ou até mortos entre os peixes com aspecto saudável, pode concluir-se que a fonte da doença se encontra dentro do aquário. Por isso, não compre nenhum peixe desse aquário.

9. Introdução dos peixes: Como se introduzem corretamente os peixes adquiridos no aquário?

dos peixes: Como se introduzem corretamente os peixes adquiridos no aquário? Petra Kolle/Iury Costa Página 4
dos peixes: Como se introduzem corretamente os peixes adquiridos no aquário? Petra Kolle/Iury Costa Página 4
dos peixes: Como se introduzem corretamente os peixes adquiridos no aquário? Petra Kolle/Iury Costa Página 4

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

A loja de especialidade acondiciona os seus peixes adequadamente em sacos plásticos especiais para o transporte. Se os peixes de destinam a um aquário novo, este já deve estar preparado há várias semanas. Se os peixes são para se juntar a outros já existentes no aquário, então deve colocá-los inicialmente num tanque de quarentena (» página 13). Retire os peixes do saco plástico do seguinte modo: mantenha o saco fechado a boiar à superfície da água do aquário para que a temperatura dentro do saco se possa igualar à temperatura da água do aquário. Passados 30 a 60 minutos, pode abrir o saco de transporte e adicionar um pouco de água do aquário. Repita este procedimento a cada 10 minutos, durante cerca de uma hora a duas horas. Quanto maior for a diferença entre os valores da água do aquário da loja e da do seu, mais tempo deve durar este processo de adaptação. A maioria dos peixes não suporta bem alterações súbitas de determinados valores da água. Não deixe de se informar sobre os valores da água da loja e compare-os com os valores do seu aquário.

RECONHECER PEIXES SAUDÁVEIS

Comportamento ao nadar

Mostram movimentos coordenados.

Fogem quando se aproxima deles com o camaroeiro.

Permanecem na zona de água típica para a espécie.

O comportamento ao nadar é típico para a espécie (p. ex., peixes de cardume nadam em cardume)

Superfície

As escamas são completas, lisas e brilhantes.

corporal

Não têm colorações avermelhadas indicadoras de doenças ou camadas.

Não existe formação excessiva de viscosidade.

Forma corporal

O corpo tem o aspecto típico para a espécie.

O peixe não está demasiado magro nem tem a barriga inchada ou lesões.

A cabeça não parece nem demasiado grande nem pequena em relação ao resto do corpo.

Barbatanas

Estão inteiras, não esfarripadas.

Não têm lesões.

Cor

A coloração é forte e típica para a espécie. Importante: sob stress, é possível ocorrer descoloração (p. ex., durante o transporte num saco plástico).

Olhos

Não estão turvos. São de tamanho igual.

Não são demasiados salientes.

Consumo de

Quando se lhes oferece alimento, os peixes apanham-no logo.

alimentos

lhes oferece alimento, os peixes apanham-no logo. alimentos 10. Seguro de responsabilidade civil: Temos um pequeno
lhes oferece alimento, os peixes apanham-no logo. alimentos 10. Seguro de responsabilidade civil: Temos um pequeno
lhes oferece alimento, os peixes apanham-no logo. alimentos 10. Seguro de responsabilidade civil: Temos um pequeno
lhes oferece alimento, os peixes apanham-no logo. alimentos 10. Seguro de responsabilidade civil: Temos um pequeno

10.Seguro de responsabilidade civil: Temos um pequeno aquário de

60 litros.

É aconselhável fazer um seguro de responsabilidade

civil?

de 60 litros. É aconselhável fazer um seguro de responsabilidade civil? Petra Kolle/Iury Costa Página 5
de 60 litros. É aconselhável fazer um seguro de responsabilidade civil? Petra Kolle/Iury Costa Página 5
de 60 litros. É aconselhável fazer um seguro de responsabilidade civil? Petra Kolle/Iury Costa Página 5

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

Como proprietário de um aquário, é responsável por todos os danos que possam ser causados pelo seu aquário, tanto numa casa própria como arrendada. Se o seu aquário vazar e o teto do apartamento por baixo de si sofrer danos, terá que pagá- los. Como pode acontecer que mesmo um aquário relativamente novo possa ter fugas, recomenda-se, mesmo com aquários pequenos, fazer um seguro de responsabilidade civil que inclua expressamente esses danos.

11.Importação: Muitos peixes disponíveis nas lojas de animais são importados do estrangeiro. Como se faz o seu transporte?

importados do estrangeiro. Como se faz o seu transporte? A maioria dos peixes ornamentais é transportada

A maioria dos peixes ornamentais é transportada de avião e tem de suportar uma longa viagem. Por isso, devem ser bem acondicionados em sacos preenchidos a um terço com água e dois terços com ar ou oxigénio. No caso dos anabantídeos e calictídeos, utiliza-se ar, porque eles respiram atmosfericamente e não suportam oxigénio puro. Para todas as outras espécies de peixes, é geralmente utilizado oxigénio puro. Os sacos plásticos são fechados com elásticos e acondicionados em caixas de esferovite bem isoladas, para que a temperatura da água não sofra grandes alterações. Deste modo, os peixes podem suportar sem problemas uma viagem à volta do mundo. Pressuposto é, obviamente, que não haja demasiados peixes dentro dos sacos, senão a qualidade da água deteriorar-se-ia rapidamente. Frequentemente, os peixes são mantidos em jejum durante alguns dias antes do transporte, para não sobrecarregar a água com os dejetos. Em alguns casos são adicionados narcóticos na água, para abrandar o metabolismo dos peixes e deste modo reduzir o consumo do oxigénio. Além disso, os peixes mantêm-se mais calmos durante o transporte.

12.Importação: É problemático comprar um peixe que tenha sido sujeito a uma longa viagem?

comprar um peixe que tenha sido sujeito a uma longa viagem? Normalmente, os peixes importados são

Normalmente, os peixes importados são fornecidos em primeiro lugar aos grossistas. No caso dos importadores de confiança, os peixes são cuidadosamente observados durante o tempo de quarentena (7 a 14 dias) e eventualmente tratados antes de serem postos à venda. Geralmente não são postos à venda os peixes que ficaram demasiado stressados pelo transporte. Mas, por segurança, deve sempre fazer uma quarentena aos peixes adquiridos. É a melhor maneira de se proteger contra a introdução de germes, de doenças no seu aquário (» página 13).

de germes, de doenças no seu aquário (» página 13). 13. Fontes de informação: Onde posso

13.Fontes de informação: Onde posso obter informação sobre peixes que gostaria de ter no meu aquário?

Existe muita literatura sobre peixes ornamentais. Quem procura informação atualizada sobre o tema aquariofilia, poder fazer uma assinatura de uma

informação atualizada sobre o tema aquariofilia, poder fazer uma assinatura de uma Petra Kolle/Iury Costa Página
informação atualizada sobre o tema aquariofilia, poder fazer uma assinatura de uma Petra Kolle/Iury Costa Página

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

revista da especialidade. Além disso, pode procurar informação na internet, apesar de nem sempre encontrar artigos bem fundamentados. Uma boa fonte de informação é também a associação de aquariofilia local. Lá poderá encontrar muitas vezes ajuda para os seus problemas, porque há sempre pessoas experientes com preciosos concelhos. Por vezes são organizados cursos sobre este assunto. Veja os contatos úteis no capítulo de endereços deste livro, na página 180.

CONSELHO EXTRA Questões importantes antes da aquisição de peixes Antes da aquisição, faça uma lista
CONSELHO EXTRA
Questões importantes antes da aquisição de peixes
Antes da aquisição, faça uma lista com os peixes que gostaria de ter e informe-
se detalhadamente sobre as espécies através de literatura especializada. Quais
são as exigências dos peixes? Qual é o melhor tipo de aquário? Os peixes são
compatíveis? Faça a sua compra numa loja especializada. Recomenda-se
vivamente lojas com um selo de qualidade. Geralmente pode esperar destes
locais aconselhamento especializado e poderá adquirir peixes que já passaram
pela quarentena.
e poderá adquirir peixes que já passaram pela quarentena. 14. Aquisição: Quero comprar peixes pela primeira

14.Aquisição:

Quero

comprar

peixes

pela

primeira

vez.

Existem

regras básicas que devo ter em conta?

Se quer comprar peixes, em primeiro lugar deve saber quais são as exigências de cada uma das espécies que pretende adquirir. Na compra, tenha em conta as seguintes regras:

Compre os peixes apenas quando o seu aquário em casa estiver pronto e a funcionar há algumas semanas (» página 32).

Não faça as suas compras nas horas de maior afluência às lojas, mas sim durante a manhã e num dia de semana, quando não costuma haver muito movimento.

Invista o seu tempo e observe bem o que é oferecido na loja.

Todos os aquários estão limpos, e quer os peixes quer as plantas têm um aspecto saudável? Não compre nenhum peixe com aspecto doente (» quadro “Reconhecer peixes saudáveis”, pág. 5).

Há peixes doentes no aquário de venda? Não é um bom sinal, porque um comerciante responsável teria os peixes doentes num aquário de quarentena ou “encerraria” o aquário.

Nunca compre peixes provenientes de um aquário onde haja peixes mortos, porque existe o risco de transmitirem doenças.

de um aquário onde haja peixes mortos, porque existe o risco de transmitirem doenças. Petra Kolle/Iury
de um aquário onde haja peixes mortos, porque existe o risco de transmitirem doenças. Petra Kolle/Iury

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

Do mesmo modo, não compre peixes provenientes de um aquário cuja água tenha coloração, porque neste caso está em curso em tratamento com medicamentos.

Faça perguntas ao comerciante e deixe que ele o ajude na escolha. Um bom comerciante ou criador dá explicações e conselhos detalhados.

Transporte os peixes bem acondicionados o mais rapidamente até casa.

Na página 6 pode ler de novo como é que os peixes devem ser introduzidos corretamente.

15.Aquisição: É melhor comprar peixes jovens ou adultos?

Aquisição: É melhor comprar peixes jovens ou adultos? Frequentemente, não existe a possibilidade de escolher

Frequentemente, não existe a possibilidade de escolher entre os peixes jovens ou adultos de uma espécie. De algumas espécies apenas se vendem peixes jovens, por exemplo, dos escalares. Como a criação fica mais cara quanto mais tempo dura, estes peixes são geralmente vendidos ainda jovens. No entanto, de outras espécies encontram-se quase exclusivamente peixes adultos, por exemplo, os gupis e os espadas, porque só em estado adulto mostram a sua fantástica coloração. Geralmente, tem mais vantagens com um peixe jovem, porque estes têm um preço mais baixo e é possível observar toda a evolução do animal. Eles adaptam-se normalmente melhor aos valores da água do novo ambiente, mas são mais sensíveis do que os peixes adultos. Contudo, os peixes jovens de muitas espécies ainda não mostram a magnífica coloração característica da idade adulta. Também nunca é possível prever a evolução de um peixe jovem. Num peixe adulto é possível reconhecer de imediato se tem falhas, por exemplo, em relação à coloração.

16.Aquário de água salgada: Qual é a diferença entre um aquário de água doce e de água salgada e qual é o mais apropriado para um principiante?

salgada e qual é o mais apropriado para um principiante? Para o aquário de água doce,

Para o aquário de água doce, pode habitualmente utilizar água da torneira, mas, por vezes, esta tem de ser preparada adequadamente. Para a água do aquário de água salgada, deve misturar-se água sem sal com misturas de sal apropriadas. Enquanto o aquário de água doce funciona com filtro e aquecedor, no aquário de água salgada tem de ser instalado também um escumador. Se quer ter, além dos peixes, também outros animais no aquário, como corais, necessita ainda de uma iluminação especial. Para muitos peixes de água salgada, a alimentação consegue ser ainda mais dispendiosa do que para os peixes de água doce. Como pode ver, a aquisição e manutenção de um aquário de água salgada será bastante mais dispendiosa do que a de um aquário de água doce. Caso ainda não tenha experiência na aquariofilia, deveria optar por um aquário de água doce. Um aquário de água salgada é muito atrativo com os seus peixes com cores fortes e os corais. Mas se quer tratar de um aquário de água salgada a longo prazo, é fundamental ter uma boa experiência no campo da aquariofilia.

a longo prazo, é fundamental ter uma boa experiência no campo da aquariofilia. Petra Kolle/Iury Costa
a longo prazo, é fundamental ter uma boa experiência no campo da aquariofilia. Petra Kolle/Iury Costa

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

17.Legislação

300 perguntas sobre Aquários 2013 17. Legislação de arrendamento: Moro numa casa arrendada. O senhorio pode

de

arrendamento:

Moro

numa

casa

arrendada.

O

senhorio pode proibir-me de instalar um aquário?

Ao contrário do que acontece com animais de estimação maiores como o cão e o gato, o senhorio em princípio não pode proibir a instalação de um aquário, desde que não haja danos na casa. Os peixes fazem parte dos “pequenos animais de estimação”, cuja manutenção é considerada dentro do âmbito da utilização contratual da casa arrendada. É possível haver uma danificação na casa se um aquário grande e pesado exceder a capacidade de carga do chão. Assim, antes da instalação do aquário, informe-se acerca da capacidade de carga do seu chão. Caso queira montar um viveiro de criação em sua casa, isso pode eventualmente ser considerado como utilização não contratual da casa. A fim de evitar problemas, deve informar previamente o senhorio. A situação legal não é clara no que diz respeito a este ponto.

legal não é clara no que diz respeito a este ponto. 18. Estilo de mobiliário: Queremos

18.Estilo de mobiliário: Queremos compara uma nova mobília para a nossa sala. É possível adaptar o aquário ao novo estilo?

Geralmente, o aquário é de vidro, podendo também ser de acrílico. O estilo é definido pelo tipo de cobertura e pela base. Talvez encontre uma base que se adapte ao novo estilo da sua casa. As lojas de animais especializadas oferecem uma vasta gama de coberturas e bases em diversos estilos. Caso não encontre o que procura, pode pedir ajuda a um carpinteiro. Mas tenha em conta que a cobertura deve deixar espaço suficiente para os tubos de luz fluorescente. Quanto mais alto for o seu aquário, mais tubos de luz fluorescente necessitará. Escolha a altura da base de modo a poder observar os seus peixes sentado. Esta deve ter, obviamente, a capacidade de carga adequada para o seu aquário.

a capacidade de carga adequada para o seu aquário. 19. Criações: Como posso reconhecer se um

19.Criações: Como posso reconhecer se um peixe provém de uma criação ou do seu habitat natural?

Não é possível ver pelo seu aspeto se um peixe nasceu através da reprodução num aquário ou se vem do seu habitat natural, a não ser que as criações em aquário já apresentem alterações significativas quanto à coloração ou às barbatanas. Geralmente podemos dizer que todas as formas de criações especiais, como por exemplo, peixes com caudas de véu, provêm de criações. Isto foi “obra do homem”, que recriou determinadas formas de barbatanas ou variedades de cores excepcionais. Na natureza, animais com formas e cores tão chamativas não teriam qualquer hipótese de sobrevivência. No caso das espécies mais vendidas, como os gupis, espadas, escalares, peixes-zebra ou peixes-gato azuis, trata-se geralmente de criações (» info na página seguinte).

ou peixes-gato azuis, trata-se geralmente de criações (» info na página seguinte). Petra Kolle/Iury Costa Página
ou peixes-gato azuis, trata-se geralmente de criações (» info na página seguinte). Petra Kolle/Iury Costa Página

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013
300 perguntas sobre Aquários 2013 20. Preço: Verifiquei que existem grandes diferenças de preço nos peixes

20.Preço: Verifiquei que existem grandes diferenças de preço nos peixes ornamentais. Quanto tenho de gastar em peixes?

De facto, há grandes diferenças de preço nos peixes ornamentais. O preço depende da espécie e do aspecto de cada peixe. Entre os peixes mais caros contam-se os kois que tenham uma coloração o mais próxima possível do padrão definido para a espécie. Peixes campeões podem atingir facilmente valores de seis dígitos. Mas há também kois jovens por pouco dinheiro, apenas não têm o desenho tão perfeito ou as cores tão distintas como kois de qualidade de exposição. Os kois só podem ser mantidos no aquário enquanto jovens; mais tarde necessitam de um lago de jardim para se sentirem bem.

O dinheiro a gastar com a aquisição de peixes depende da quantidade e do tipo de peixes que comprar. Apenas lhe posso dar indicações acerca de alguns dos peixes de aquário preferidos. Para os discos (Symphysodes aquifasciatus) e muitos peixes vindos do seu habitat natural, como siluros e raias, tem de gastar bastante dinheiro. Um belo disco jovem custa, dependendo do tipo de coloração, por volta de trinta euros, e as cores mais excêntricas podem custa ainda mais.

Neons vermelhos (Paracheirodon axelrodi), gupis (Poecilia reticulata), espadas (Xiphophorus helleri), black mollys (Poecilia sphenops), peixes-arlequim (Trigonostigma heteromorfa) ou barbos sumatra (Puntius tetrazona) já podem ser adquiridos a preços inferiores a quatro euros.

Um pouco mais caros são os escalares que conforme o tipo de coloração custam até dez euros, e os apistogrammas (Apistogramma cacatuoides) ou os colisa lalia, pelos quais paga até oito euros. Muitas vezes encontra peixes-zebra (Danio rerio) já por um euro. O preço de um peixe depende também do local de compra: numa loja de animais, diretamente do criador ou talvez numa bolsa de aquários. Em pequenos anúncios encontram-se às vezes peixes para dar.

INFO Peixes de criações ou do seu habitat natural? Apesar de existirem criações em maior
INFO
Peixes de criações ou do seu habitat natural?
Apesar de existirem criações em maior ou menor número, algumas espécies
continuam a ser importadas do seu habitat natural, como os discos, muitas
espécies de siluros e raias de água doce. Peixes cuja denominação é apenas em
latim ou que tenham um número C ou L são geralmente provenientes do seu
habitat natural. Também grande parte dos peixes de água salgada provém do
mar. Peixes provenientes de criações são mais apropriados para o aquário,
porque estão habituados às condições deste, sendo assim mais robustos.
aquário, porque estão habituados às condições deste, sendo assim mais robustos. Petra Kolle/Iury Costa Página 10
aquário, porque estão habituados às condições deste, sendo assim mais robustos. Petra Kolle/Iury Costa Página 10

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013
300 perguntas sobre Aquários 2013 Discos (Symphysodes aquifasciatus) Gupis (Poecilia reticulata) Black mollys

Discos (Symphysodes aquifasciatus)

sobre Aquários 2013 Discos (Symphysodes aquifasciatus) Gupis (Poecilia reticulata) Black mollys (Poecilia sphenops)

Gupis (Poecilia reticulata)

(Symphysodes aquifasciatus) Gupis (Poecilia reticulata) Black mollys (Poecilia sphenops) Barbos Sumatra (Puntius

Black mollys (Poecilia sphenops)

Gupis (Poecilia reticulata) Black mollys (Poecilia sphenops) Barbos Sumatra (Puntius tetrazona) Neons vermelhos

Barbos Sumatra (Puntius tetrazona)

(Poecilia sphenops) Barbos Sumatra (Puntius tetrazona) Neons vermelhos (Paracheirodon axelrodi) Espadas

Neons vermelhos (Paracheirodon axelrodi)

(Puntius tetrazona) Neons vermelhos (Paracheirodon axelrodi) Espadas (Xiphophorus helleri) Peixes-arlequim (Trigonostigma

Espadas (Xiphophorus helleri)

(Paracheirodon axelrodi) Espadas (Xiphophorus helleri) Peixes-arlequim (Trigonostigma heteromorfa) Escalar ou Acara

Peixes-arlequim (Trigonostigma heteromorfa)

Escalar ou Acara Bandeira
Escalar ou Acara Bandeira
helleri) Peixes-arlequim (Trigonostigma heteromorfa) Escalar ou Acara Bandeira Petra Kolle/Iury Costa Página 11
helleri) Peixes-arlequim (Trigonostigma heteromorfa) Escalar ou Acara Bandeira Petra Kolle/Iury Costa Página 11

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013
300 perguntas sobre Aquários 2013 Apistogrammas (Apistogramma cacatuoides) Colisa Lalia Peixe-zebra ou Paulistinha

Apistogrammas (Apistogramma cacatuoides)

Colisa Lalia
Colisa Lalia
2013 Apistogrammas (Apistogramma cacatuoides) Colisa Lalia Peixe-zebra ou Paulistinha (Danio rerio) 21. Criações

Peixe-zebra ou Paulistinha (Danio rerio)

Colisa Lalia Peixe-zebra ou Paulistinha (Danio rerio) 21. Criações forçadas: Li que não se devem comprar

21.Criações

forçadas:

Li

que

não

se

devem

comprar

animais

provenientes de criações forçadas. O que é que isso significa?

Para satisfazer a procura de peixes extremamente bonitos e invulgares, os criadores tentam constantemente criar novas formas. Nas chamadas criações forçadas, são reproduzidas certas características que impedem os peixes de ter o seu comportamento típico de espécie.

os peixes de ter o seu comportamento típico de espécie. Sobretudo nos peixes dourados, existe uma

Sobretudo nos peixes dourados, existe uma grande variedade de formas de criação. Os chamados “cabeça de leão”, por exemplo, têm excrescências na cabeça. Em casos extremos, podem ser tão acentuadas que lhes tapam os olhos, de modo que os peixes não conseguem ver nada.

os olhos, de modo que os peixes não conseguem ver nada. Uma outra forma de criação

Uma outra forma de criação forçada tem os chamados olhos de “bolhas”. Devido às enormes bolhas por baixo dos olhos, estes peixes dourados já não são capazes de ter um comportamento típico da espécie e ir ao fundo “mergulhar”. Além disso, necessitam de condições muito especiais de manutenção para

Além disso, necessitam de condições muito especiais de manutenção para Petra Kolle/Iury Costa Página 12
Além disso, necessitam de condições muito especiais de manutenção para Petra Kolle/Iury Costa Página 12

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

não danificar os grandes sacos oculares, extremamente sensíveis.

Nos espadas e gupis existem variantes com barbatanas fortemente aumentadas. Em caso extremo, o gonopódio dos machos e a barbatana anal transformada em órgão de acasalamento: fica incapaz de funcionar, de modo que estes machos já não conseguem reproduzir.

de modo que estes machos já não conseguem reproduzir. o chamado papagaio, que tem uma boca

o

chamado papagaio, que tem uma boca

Outra

forma

de

criação

forçada

é

fortemente

deformada

e

uma

coluna

reduzida.

Por razões de proteção dos animais, não deve comprar peixes provenientes de criação forçada. Frequentemente, estes peixes são mais sensíveis e predispostos a contrair doenças. Esta é mais uma razão para não comprar peixes deste tipo de criação.

22.Quarentena: Por que tenho de manter os meus novos peixes sob quarentena?

Por que tenho de manter os meus novos peixes sob quarentena? Acontece muitas vezes que peixes

Acontece muitas vezes que peixes aparentemente saudáveis introduzem doenças no aquário. Para evitar esta situação, os peixes novos devem ficar num aquário separado por duas a quatro semanas. Isto porque muitas vezes os sintomas de doenças só aparecem entre dois a catorze dias após a compra. Mesmo tendo um aspecto saudável, os peixes novos podem trazer parasitas, bactérias ou vírus, que provocam doenças nos outros peixes. É possível que todos os peixes antigos do seu aquário adoeçam ou morram até, porque não conseguem combater os agentes nocivos trazidos pelos novos peixes. Embora uma quarentena não ofereça uma segurança a 100% contra doenças, ela reduz significativamente o risco.

23.Quarentena: Como instalo um aquário de quarentena?

23. Quarentena: Como instalo um aquário de quarentena? Um aquário de quarentena é geralmente um pequeno

Um aquário de quarentena é geralmente um pequeno aquário sem cobertura de fundo e sem plantas. Como esconderijo é utilizado apenas material de decoração que possa ser desinfetado ou fervido como, por exemplo, uma raiz ou um vaso de barro. Um pequeno filtro e um aquecedor completam o equipamento do aquário de quarentena. Coloque os peixes novos durante duas a quatro semanas neste aquário e observe cuidadosamente o comportamento dos animais. (» quadro, página 5). Em caso de dúvida, os peixes devem ser observados por um especialista antes de serem colocados no aquário definitivo. Caso os peixes tenham realmente uma doença, devem permanecer no aquário de quarentena até

peixes tenham realmente uma doença, devem permanecer no aquário de quarentena até Petra Kolle/Iury Costa Página
peixes tenham realmente uma doença, devem permanecer no aquário de quarentena até Petra Kolle/Iury Costa Página

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

não terem mais sintomas de doença. Se os peixes do aquário de quarentena tinham uma doença, este deve ser limpo e desinfetado após a mudança dos peixes, incluindo decoração e equipamento técnico (» página 127).

Quero

aquário.

e equipamento técnico (» página 127). Quero aquário. 24. Localização: ter um O que devo ter

24.Localização:

ter

um

O

que

devo

ter

em

consideração aquando da escolha da localização?

Em primeiro lugar, quer certamente colocar o seu aquário num local em que se enquadre na sua mobília e onde possa observar bem os peixes. Além destes critérios estéticos, existem algumas regras básicas, que devem ser tomadas em linha de conta na escolha do local adequado (conselho extra, páginas 7 e 15).

Primeiro, tem de analisar se o chão da sua casa comporta o peso de um aquário. Num aquário de 500 l, só a água pesa cerca de 500 Kg. A estes acrescem ainda o peso do material de decoração, do aquário em si e da base. Nos aquários grandes pode rapidamente acontecer que a capacidade de carga do chão não seja suficiente, sobretudo em construções antigas que ainda têm chão em madeira. Por isso, no caso de um aquário grande e pesado, é aconselhável escolher um local perto de uma parede de suporte, para não sobrecarregar demasiado o chão.

Tenha em atenção que o aquário não seja colocado num local de passagem. Os peixes sentem-se frequentemente perturbados com a passagem de pessoas e ficam stressados. Conseguem sentir as mais pequenas vibrações e tentam, por isso, fugir ou esconder-se.

É prático instalar o aquário perto de uma tomada. Cabos de eletricidade a atravessar a sala não são estéticos e podem causar acidentes.

Para poder facilmente efetuar trabalhos de limpeza e manutenção, é aconselhável ter o aquário e respectivos utensílios num local de fácil acesso.

O pavimento à volta do aquário não deve ser demasiado sensível a salpicos de água, que são inevitáveis nas mudanças de água. O melhor seria chão de mosaicos. Pavimento em laminado não é adequado para aquários, porque incha facilmente se não forem limpos imediatamente todos os pingos.

Naturalmente, o aquário também não deve ser exposto a fumo de tabaco excessivo, porque este poderá deteriorar facilmente a qualidade da água.

este poderá deteriorar facilmente a qualidade da água. Os bótias-palhaço de cores magníficas atingem até 30

Os bótias-palhaço de cores magníficas atingem até 30 cm de comprimento, sendo por isso indicados apenas para aquários grandes.

até 30 cm de comprimento, sendo por isso indicados apenas para aquários grandes. Petra Kolle/Iury Costa
até 30 cm de comprimento, sendo por isso indicados apenas para aquários grandes. Petra Kolle/Iury Costa

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

25.Localização: Qual é a melhor divisão da casa para instalar o nosso novo aquário?

melhor divisão da casa para instalar o nosso novo aquário? Em princípio, pode instalar um aquário

Em princípio, pode instalar um aquário em qualquer divisão da casa. A maioria dos proprietários de aquário utiliza a sala. De facto, um grande aquário com bonitas plantas e peixes é uma atração numa sala. Um sofá confortável perante o aquário convida à contemplação dos peixes.

Um escritório é igualmente um local apropriado para a colocação, porque a observação dos peixes é relaxante nos intervalos do trabalho.

CONSELHO EXTRA Viveiro de criação Se pretende instalar vários aquários ou um pequeno viveiro de
CONSELHO EXTRA
Viveiro de criação
Se pretende instalar
vários aquários ou um
pequeno viveiro de
criação, recomenda-se
vivamente a utilização de
uma cave (» veja também
Legislação
de
arrendamento, pág.21).
De preferência, a divisão
deverá ser azulejada e ter
também uma torneira e
esgoto. Deste modo, pode
facilmente trocar a água
sempre que for
necessário.

O aquário pode também ser instalado no quarto, desde que o barulho do filtro e da água não o incomodem ao adormecer. No quarto das crianças pode-se igualmente colocar um aquário, mas as crianças deverão ter mais de 10 anos. Com esta idade, as crinças já entendem que não se podem colocar quaisquer objectos dentro do aquário, ou fazer disparates com os peixes.

Teoricamente, também pode instalar um aquário na casa de banho (banheiro), o que é prático no que diz respeito à mudança da água. No entanto, em muitas casas a casa de banho é extremente pequena, com pouco espaço disponível. Além disso, não é um sítio muito confortável, onde possa ficar durante muito tempo a contemplar os peixes. O hall de entrada é geralmente um local pouco calmo e, por essa razão, não é minimamente apropriado para a instalação de um aquário. O “tráfego de passagem” seria demasiado stressante para os peixes.

de passagem” seria demasiado stressante para os peixes. 26. Veterinário: Onde é possível obter endereços de

26.Veterinário: Onde é possível obter endereços de veterinários que sabem lidar com peixes?

O Hospital Escolar da Faculdade de Medicina Veterinária pode fornecer esta informação. Além disso, encontrará endereços na Internet. Ou talvez o veterinário que cuida dos seus outros animais de estimação conheça um colega especializado em peixes. Pergunte numa associação de aquariofilia local se alguém lhe pode indicar um veterinário adequado. Médicos veterinários estão proibidos de fazer publicidade acerca da sua especialização, por exemplo, através de anúncios em revistas especializadas.

27.Lei da Protecção Animal: Os peixes estão incluídos nesta lei?

especializadas. 27. Lei da Protecção Animal: Os peixes estão incluídos nesta lei? Petra Kolle/Iury Costa Página
especializadas. 27. Lei da Protecção Animal: Os peixes estão incluídos nesta lei? Petra Kolle/Iury Costa Página
especializadas. 27. Lei da Protecção Animal: Os peixes estão incluídos nesta lei? Petra Kolle/Iury Costa Página

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

Os peixes, bem como os anfíbios, repteis, passáros e mamíferos, pertencem ao grupo dos animais vertebrados e estão incluídos na Lei da Protecção Animal, ao contrário dos invertebrados (insectos, aranhas, caracóis, etc.) Esta lei prevê, entre outros pontos, que os animais devem ser mantidos em conformidade com a espécie e que a nenhum animal podem ser causadas dores ou sofrimento prolongado. Como aquariofilista, não tem apenas a obrigação moral, mas também legal, de não causar sofrimento aos seus peixes. Para tal, deve previamente informar-se sobre as necessidades específicas das diferentes espécies de peixes, para poder tratá-los da melhor maneira possível. Segundo a Lei da Protecção Animal, também não pode matar nenhum animal sem ter um “motivo razoável”. No caso dos peixes, um “motivo razoável” seria, por exemplo, uma doença sem cura. Porém, não é um “motivo razoável” matar um peixe se ele ficou demasiado grande para o seu aquário ou se ele tem um comportamento agressivo em relação aos restantes peixes. Se criou demasiados filhotes, não pode simplesmente matá-los. Como aquariofilista cuidadoso, deve informar-se, antes da compra, sobre o tamanho futuro do peixe (» página 98) e pensar sobre o que fazer com peixes excedentes.

CONSELHO EXTRA No verão, ar livre Pode manter determinados peixes, como os dânios zebra, Aplocheilus
CONSELHO EXTRA
No verão, ar livre
Pode manter determinados peixes, como os dânios zebra, Aplocheilus lineatus,
peixes paraíso, tanictis ou peixes dourados, num pequeno lago de jardim
especificamente criado para o efeito, desde a Primavera até o Outono. Os peixes
devem ser colocados no lago num dia quente: a temperatura da água deve ter
pelo menos 18 ºC. Para a introdução dos peixes deve proceder como se se
tratasse de um aquário (» página 4). Deste modo, os peixes não sofrerão danos
com a mudança.
Deste modo, os peixes não sofrerão danos com a mudança. 28. Transporte: Quero comprar peixes numa

28.Transporte: Quero comprar peixes numa loja de animais. Qual a melhor forma de transportá-los para casa?

Se adquirir os seus peixes numa loja de animais, o comerciante irá acondicionar os peixes devidamente num saco de plástico com cantos arredondados, onde os peixes não correm o risco de se magoar. Além disso, é aconselhável a colocação de papel de jornal à volta do saco, para que a temperatura não desça demasiado durante o transporte e também para que os peixes não fiquem incomodados com o ambiente à sua volta. Se o caminho for superior a uma hora, o saco plástico deverá ser colocado dentro de um recipiente termo-estável, por exemplo, dentro de uma caixa de esferovite. Deste modo, são evitadas descidas ou subidas de temperatura demasiado acentuadas. Para viagens mais curtas, pode

ou subidas de temperatura demasiado acentuadas. Para viagens mais curtas, pode Petra Kolle/Iury Costa Página 16
ou subidas de temperatura demasiado acentuadas. Para viagens mais curtas, pode Petra Kolle/Iury Costa Página 16

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

também ser utilizado um balde com uma tampa vedante. Assegure-se de que o saco de plástico só está preenchido com água até metade, a outra metade contém ar. Se o saco tiver demasiada água, esta não consegue oxigenar suficientemente durante o transporte.

Se quer transportar peixes com espinhos ou apêndices espinhosos como muitos siluros têm , é melhor colocar um segundo saco à volta do primeiro. Deste modo, evita-se que os animais perfurem o saco vertendo a água.

29.Mudança: Comprei um aquário em segunda mão, incluindo todo o equipamento técnico e peixes. Qual é a melhor maneira de mudá- lo para a minha casa?

Qual é a melhor maneira de mudá- lo para a minha casa? Pangio Kuhlii  Em
Pangio Kuhlii
Pangio Kuhlii

Em primeiro lugar, deve apanhar

todos os peixes com um camaroeiro e acondicioná-los em sacos de plástico para o transporte (» página 16). Se no aquário há peixes que gostam de se esconder, como os siluros ou os pangio Kuhlii, desligue primeiro os aparelhos eléctricos, depois retire cuidadosamente todo o material de decoração e, no final, retire os peixes. Encha tantos garrafões com água do

aquário quanto possível, para que os peixes se sintam rapidamente bem após a mudança. Para mudar a água para os garrafões, veja o conselho extra (» página

17).

As plantas podem ser transportadas em baldes com água suficiente para as tapar ou, tal como os peixes, embaladas em sacos de plástico com um pouco de água. Depois retire a restante água do aquário e coloque o substrato dentro de um balde ou então em sacos fortes. Em seguida, desmonte os aparelhos eléctricos. É importante transportar o aquário com muito cuidado, para que não fique com fissuras, que provocam fugas. O meio de transporte ideal para o aquário seria uma caixa revestida com esferovite, protegendo-o de quaisquer solavancos. Ao chegar a sua casa, coloque o aquário sobre a base prevista para o efeito e limpe- o cuidadosamente, mas sem utilizar produtos de limpeza químicos. Lave o material de fundo com água morna e coloque-o a seguir dentro do aquário. Depois coloque o material de decoração no aquário e um pouco da água que trazia. A seguir, coloque as plantas e a restante água dos garrafões, preencha o aquário com água da torneira à temperatura correspondente até à altura desejada. Em seguida, ligue o filtro, bem como os outros aparelhos eléctricos. No fim, coloque os peixes dentro dos sacos durante 30 a 60 minutos à superfície da água, para que estes possam adaptar-se à temperatura da água do aquário. Depois, abra os sacos e adicione um pouco da água do aquário. Feche novamente os sacos. Repita este procedimento de 10 em 10 minutos durante aproximadamente uma a

os sacos. Repita este procedimento de 10 em 10 minutos durante aproximadamente uma a Petra Kolle/Iury
os sacos. Repita este procedimento de 10 em 10 minutos durante aproximadamente uma a Petra Kolle/Iury

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

duas horas. Em seguida, despeje os peixes para dentro do aquário. A mudança está feita!

os peixes para dentro do aquário. A mudança está feita! 30. Coloração da água: Na loja

30.Coloração da água: Na loja de animais que visitei, a água de alguns aquários está tingida. O que é que isto significa?

Se a água tem uma coloração azul, verde, amarela ou às vezes também avermelhada, significa que foram adicionados medicamentos para tratar os peixes de alguma doença. Nunca compre peixes provenientes desses aquários, pois corre o risco de apanhar um peixe doente. Um comerciante honesto não lhe venderá peixes provenientes deste tipo de aquários.

lhe venderá peixes provenientes deste tipo de aquários. 31. Criação: Os peixes ornamentais são criados e

31.Criação: Os peixes ornamentais são criados e importados desde o seu país de origem?

A maioria dos peixes que podem ser encontrados no comércio provém de criadores do Sudeste Asiático. Também são criados peixes na América do Norte e do Sul, em África, Israel e na República Checa. Apenas uma parte ínfima é criada na Europa (com a exceção da República Checa), porque os custos envolvidos na criação são muito elevados. Frequentemente trata-se de espécies apenas mantidas por poucos especialistas da aquariofilia, sendo por isso a respectiva procura reduzida. Para muitas espécies de Poeclídeos vivíparos, não seria de todo rentável uma reprodução em viveiros comerciais de peixes ornamentais.

Os vivíparos gupis são peixes muito apreciados por aquariofilistas.
Os vivíparos gupis são peixes muito apreciados
por aquariofilistas.
ornamentais. Os vivíparos gupis são peixes muito apreciados por aquariofilistas. Petra Kolle/Iury Costa Página 18
ornamentais. Os vivíparos gupis são peixes muito apreciados por aquariofilistas. Petra Kolle/Iury Costa Página 18

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

Equipamentos e dispositivos técnicos

Com a escolha do recipiente, seu equipamento e plantas, está a ser criada a base para boas condições de vida no aquário. No capítulo que se segue, encontrará respostas para as questões técnicas e os aspectos relacionados com a decoração e a escolha de plantas.

técnicas e os aspectos relacionados com a decoração e a escolha de plantas. Petra Kolle/Iury Costa
técnicas e os aspectos relacionados com a decoração e a escolha de plantas. Petra Kolle/Iury Costa
técnicas e os aspectos relacionados com a decoração e a escolha de plantas. Petra Kolle/Iury Costa

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013
300 perguntas sobre Aquários 2013 32. Tampa do aquário: Para que serve a tampa do aquário?

32.Tampa do aquário: Para que serve a tampa do aquário? E é absolutamente necessária?

A tampa não é absolutamente necessária, mas traz algumas vantagens:

evita que os peixes saltem para fora do aquário. Muitas espécies, como o piratantã (Copella arnoldi) ou o peixe borboleta (Carnegiella strigata), gostam de saltar ou, por outro lado, assustam-se facilmente e tentam fugir saltando. Frequentemente, isto resulta na morte dos peixes, que asfixiam no chão. À parte esta função de proteção, a tampa é também útil para integrar a iluminação. Além disso, a água não evapora tão rapidamente se o aquário for coberto, e a humidade do ar na sua sala também não aumenta desnecessariamente. Isto é especialmente importante se as suas divisões já são frescas e húmidas à partida. Uma elevada humidade no ar pode conduzir à formação de bolor, o que não é saudável.

conduzir à formação de bolor, o que não é saudável. Piratantã (Copella arnoldi) Peixe borboleta (Carnegiella

Piratantã (Copella arnoldi)

bolor, o que não é saudável. Piratantã (Copella arnoldi) Peixe borboleta (Carnegiella strigata) 33. Aquário sem

Peixe borboleta (Carnegiella strigata)

33.Aquário sem tampa:

tampa?

Quais as vantagens de um aquário sem

sem tampa: tampa? Quais as vantagens de um aquário sem As únicas vantagens são do ponto

As únicas vantagens são do ponto de vista óptico, porque geralmente aquários abertos são muito atrativos. Aquários abertos podem ser iluminados, por exemplo, por um candeeiro pendular. Mas só devem ser utilizados candeeiros com proteção contra salpicos. Num aquário aberto, as plantas podem crescer para fora do aquário, o que é muito atrativo. Obviamente, um aquário aberto aumenta a humidade do ar. Caso se encontre numa divisão com ar muito seco, pode melhorar

o ar nessa divisão. Deve sempre substituir a água evaporada por água

descalcificada. Não deve utilizar água da torneira, pois esta iria tornar a água do aquário mais dura, de modo que os limites da dureza de água seriam ultrapassados, sobretudo para os peixes de água macia. A decisão de adquirir um aquário aberto

ou coberto deve depender dos seus peixes. Para as espécies que saltam muito, a

tampa é obrigatória. Deve ainda ter em consideração o ambiente da divisão e, claro, esta é também uma questão de gosto pessoal.

o ambiente da divisão e, claro, esta é também uma questão de gosto pessoal. Petra Kolle/Iury
o ambiente da divisão e, claro, esta é também uma questão de gosto pessoal. Petra Kolle/Iury

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013
300 perguntas sobre Aquários 2013 Um aquário sem tampa é bonito. Mas num aquário com peixes

Um aquário sem tampa é bonito. Mas num aquário com peixes que gostam de saltar ela não pode faltar!

34.Comprar um aquário usado: É aconselhável comprar um aquário usado?

aquário usado: É aconselhável comprar um aquário usado? Se comprar um aquário em segunda mão de

Se comprar um aquário em segunda mão de uma pessoa particular, tem geralmente a vantagem de o preço ser bastante mais acessível. No entanto, não tem qualquer garantia de que o aquário não tem defeitos ou que não terá fugas em breve. Se comprar um aquário novo numa loja especializada, tem a vantagem de obter uma garantia de dois anos sobre a impermeabilidade. Num aquário usado, nunca saberá o que se passou lá dentro antes. Os peixes que lá estiveram eram realmente saudáveis? Um aquário em segunda mão pode conter germes se não foi desinfetado devidamente. Por isso, deve sempre desinfetar um aquário usado antes de começar a colocar os peixes e a decoração.

usado antes de começar a colocar os peixes e a decoração. 35. Forma do aquário: Os

35.Forma do aquário: Os aquários estão disponíveis em diversas formas. O que deve ser levado em conta na decisão?

Realmente, existem as mais diversas formas de aquários. A forma retangular é a mais comum. Existem os tamanhos standard, para 200 litros, com as medidas de 100 cm x 50 cm x 40 cm, ou para 54 litros, com 60 cm x 30 cm x 30 cm. Estas formas standard têm dado bons resultados, por isso aconselha-se a aquisição de um aquário retangular com tampa, cujo tamanho determina a escolha dos seus peixes. Com esta forma, pode ter a certeza de que a relação do volume da água e da superfície da água está correta. Uma alternativa recomendável ao aquário retangular é o aquário de canto. Este poder ser instalado num canto da divisão: é muito decorativo e, além disso, poupa espaço.

Existem ainda aquários de diversas formas, por exemplo, pentagonais ou hexagonais. Aquários com formas tão excêntricas são frequentemente montados no meio de uma sala, como atração visual. Estes têm, porém, a desvantagem de os cabos atravessarem a sala, o que pode causar quedas se não forem tapados por tapetes.

cabos atravessarem a sala, o que pode causar quedas se não forem tapados por tapetes. Petra
cabos atravessarem a sala, o que pode causar quedas se não forem tapados por tapetes. Petra

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

Geralmente, só existem tampas para as formas retangulares. Os aquários de canto, hexagonais ou octogonais, são geralmente abertos e iluminados através de lâmpadas pendulares. Isto traz também desvantagens (» página 20).

pendulares. Isto traz também desvantagens (» página 20). 36. Forma do aquário: Posso ter dois peixes

36.Forma do aquário: Posso ter dois peixes dourados dentro de um globo?

Não deve comprar aquários esféricos como os globos, ou aquários de coluna e de parede. Estas formas não possibilitam uma manutenção adequada às espécies e representam uma violação da Lei da Proteção Animal. O espaço não é suficiente para nadar, mesmo para peixes muito pequenos. Num aquário de parede com pouca profundidade, os peixes mesmo tratando-se de espécies de tamanho reduzido mal se conseguem virar, quanto mais esconder-se. Além disso, neste tipo especial de aquários, a relação entre a quantidade de água e superfície de água é demasiado pequena. Uma superfície de água grande é importante, para que a água possa oxigenar suficientemente. Se a relação não está certa, ocorre facilmente falta de oxigénio. Pela mesma razão, não são recomendáveis os aquários muito altos, mas estreitos e com pouca profundidade.

37.Tamanho do aquário: Quero comprar um aquário pela primeira vez. Qual deve ser o tamanho do aquário?

pela primeira vez. Qual deve ser o tamanho do aquário? Um tamanho razoável para principiantes são

Um tamanho razoável para principiantes são aquários com uma capacidade de 100 litros, mas claro que também pode ser maior. A manutenção de um aquário grande é mais fácil que a de um pequeno, porque os valores da água são muito mais estáveis. Um exemplo: se o aquecedor tem uma avaria, um aquário de 400 litros arrefece muito mais lentamente do que um pequeno de 60 litros. Se não estiver em casa durante uma tal avaria, os peixes podem mesmo acabar por morrer. O mesmo acontece com os outros valores da água, como o valor de pH, dureza e teor de oxigénio. Também erros de tratamento, por exemplo, dar demasiada comida ou não notar um peixe morto, não têm imediatamente as mesmas consequências dramáticas sobre a qualidade da água num aquário grande como acontece num pequeno. Aquários com menos de 54 litros não são apropriados para manter peixes a longo prazo. Por isso, deve abdicar dos chamados aquários de secretária ou de miniatura.

dos chamados aquários de secretária ou de miniatura. 38. Tamanho do aquário: Existem situações nas quais

38.Tamanho do aquário: Existem situações nas quais um aquário pequeno faz sentido?

Sim, de facto existem diversas situações nas quais um pequeno aquário faz sentido. Por exemplo, em exposições são geralmente utilizados apenas aquários pequenos. Por se tratar apenas de um peixe ou de um pequeno grupo, os aquários

pequenos. Por se tratar apenas de um peixe ou de um pequeno grupo, os aquários Petra
pequenos. Por se tratar apenas de um peixe ou de um pequeno grupo, os aquários Petra

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

de exposição para peixes pequenos como os gupis costumam ter dimensões reduzidas, uma vez que possibilitam uma melhor observação e avaliação dos peixes. Como os peixes só estarão nesses aquários temporariamente, a sua dimensão reduzida é aceitável. Além disso, os aquários pequenos são utilizados na criação. Num aquário comunitário, só excepcionalmente se consegue criar alevins em grande

número. Por isso, muitos criadores utilizam aquários de reprodução, onde os peixes podem desovar. Frequentemente têm de ser criadas, para tal, condições especiais;

o que não é fácil num aquário comunitário. Também a criação dos alevins é

efetuada num pequeno aquário separado, para que esses possam ser alimentados em conformidade com as necessidades e possam ser observados e protegidos de

outros peixes predadores (» página 79 e 80).

CONSELHO EXTRA Ter um aquário sobresselente Recomenda-se que tenha sempre disponível um aquário sobresselente, porque
CONSELHO EXTRA
Ter um aquário sobresselente
Recomenda-se que tenha sempre disponível um aquário sobresselente, porque o
seu aquário pode perder a estanquidade. Nesse caso, terá de mudar
rapidamente os peixes para outro aquário. Para este efeito, escolha um pequeno
aquário de 60 litros, que é igualmente muito útil como aquário de quarentena
para novos peixes ou como aquário-hospital. Não se esqueça de equipar também
esse aquário com um pequeno filtro e um aquecedor!

39.Material do aquário: Nas lojas especializadas de animais vendem- se aquários de diversos materiais. Qual é o melhor material?

aquários de diversos materiais. Qual é o melhor material? A melhor escolha é o vidro. Existem

A melhor escolha é o vidro. Existem no mercado aquários de vidro nas

mais diversas formas (» página 21). As exigências técnicas de segurança são estabelecidas pela norma DIN 32622. Além das especificações sobre substâncias colantes e vedantes, esta norma também define a espessura mínima do vidro, a qual depende do tamanho do aquário e do nível da água. A maioria dos fabricantes de aquários cumpre estas normas, de modo que, pode partir do princípio de que os aquários comercializados são de boa qualidade e que os vidros suportam a pressão da água.

Aquários de plástico só são apropriados para pequenas quantidades de água (até 60 litros). Além disso, os “vidros” começam a ficar turvos com o tempo. Se quer cuidar de peixes a longo prazo, vale sempre a pena comprar um aquário de vidro.

40.Volume do aquário: Como é que calculo a capacidade volúmica do aquário? Posso encher com tanta água como calculei?

a capacidade volúmica do aquário? Posso encher com tanta água como calculei? Petra Kolle/Iury Costa Página
a capacidade volúmica do aquário? Posso encher com tanta água como calculei? Petra Kolle/Iury Costa Página
a capacidade volúmica do aquário? Posso encher com tanta água como calculei? Petra Kolle/Iury Costa Página

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

Pode determinar o volume máximo do seu aquário do seguinte modo: a base do cálculo é o comprimento dos lados em centímetros. Multiplique o comprimento pela largura e pela altura. Depois, divida o resultado por 1000. Deste modo, obtém a quantidade de litros que cabem no tanque se o enchesse até o limite. Um exemplo:

100 cm (comprimento) x 50 cm (largura) x 40 cm (altura) = 200 000. Este número divido por 1000 dá 200 litros. Teoricamente, caberiam 200 litros de água nesse aquário. Na prática, não se preenche esse aquário com 200 litros, porque ficam sempre alguns centímetros de espaço até ao canto superior. Por outro lado o material de decoração e o material de fundo também tiram espaço à água. Assim, conforme o equipamento que desejar colocar no recipiente e o nível da água, deve ainda deduzir 10 a 20% do volume calculado, para obter a quantidade de água que se encontra realmente no aquário. No caso do nosso exemplo, deveria deduzir ainda 20 a 40 litros, obtendo assim uma quantidade de água de 160 a 180 litros.

41.Volume do aquário: Porque é tão importante saber o volume exato do aquário?

Há várias razões para saber a quantidade de água que se encontra dentro do aquário.

a quantidade de água que se encontra dentro do aquário. Em primeiro lugar, a quantidade de

Em primeiro lugar, a quantidade de água disponível determina o número de peixes que pode colocar no aquário.

Em segundo lugar, necessita deste número se pretende averiguar o peso do seu aquário. Um litro de água pesa aproximadamente um quilograma.

Em terceiro lugar, também é importante saber a quantidade de água se pretende administrar medicamentos, porque a dose do medicamento é calculada segundo a quantidade de água do recipiente. Se um medicamento estiver mal doseado porque não saiba ao certo a quantidade de água, isso pode resultar em falta de eficácia, no caso de dosagem insuficiente, ou, no caso de sobredosagem, em danos nos peixes.

ou, no caso de sobredosagem, em danos nos peixes. 42. Iluminação: Porque é que se tem

42.Iluminação: Porque é que se tem de iluminar um aquário?

A iluminação é importante para que as plantas possam viver e crescer. Só quando há luz suficiente pode ter lugar a fotossíntese, um processo bioquímico que ocorre nas células das plantas. Sob a influência da luz, são produzidas substâncias orgânicas e oxigénio a partir de dióxido de carbono e água. As plantas libertam o oxigénio para a água, o que por sua vez é benéfico para os peixes. Com uma iluminação, que no caso dos peixes tropicais fica ligada durante doze a catorze horas por dia e que depois é desligada, é simulada a mudança natural entre noite e dia. Quanto melhor forem imitadas as condições naturais do habitat dos peixes, melhor estes se sentem.

forem imitadas as condições naturais do habitat dos peixes, melhor estes se sentem. Petra Kolle/Iury Costa
forem imitadas as condições naturais do habitat dos peixes, melhor estes se sentem. Petra Kolle/Iury Costa

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

Além disso, uma boa iluminação realça a beleza dos peixes. Se um aquário sem iluminação é colocado apenas perto de uma janela, os peixes parecem pálidos e transparentes à luz do sol. Além do mais, um local perto de uma janela proporciona um crescimento acentuado de algas.

43.Trocar lâmpadas: Quando devo mudar as lâmpadas no meu aquário, para que todos os seres vivos tenham um bom fornecimento de luz?

que todos os seres vivos tenham um bom fornecimento de luz? Os tubos fluorescentes devem ser

Os tubos fluorescentes devem ser mudados antes de começarem a fraquejar ou a ficar estragados. Recomenda-se que troque os tubos em intervalos de seis a oito meses, o mais tardar passados doze meses, senão a potência diminui fortemente. No entanto, não mude todos os tubos fluorescentes simultaneamente, porque não são todas as plantas que suportam uma mudança tão repentina, podendo algumas eventualmente perder as suas folhas.

As lâmpadas HQI (lâmpadas de multivapores metálicos) devem ser trocadas de nove em nove meses. Por outro lado, se utilizar lâmpadas HQL (lâmpadas de vapor de mercúrio), é suficiente mudá-las em intervalos de doze meses.

44.Tipos

de

iluminação:

uma

oferta

variada

de

tipos

de

iluminação para aquários. Qual é a mais indicada?

A iluminação correta depende do tamanho do aquário e das necessidades específicas dos peixes e das plantas.

e das necessidades específicas dos peixes e das plantas.  A maioria dos aquários de água

A maioria dos aquários de água doce é iluminada por tubos fluorescentes. Existem diversas cores de luz. Por litro de água do aquário, deve calcular uma potência de 0,5 Watts. As diversas cores de luz podem também ser combinadas. Nos aquários compridos, os tubos devem ser colocados alternadamente para assegurar uma iluminação uniforme. Tubos fluorescentes específicos para plantas com um alto teor em luz azul (luz de ondas curtas) fomentam o crescimento das plantas. Mas devem ser sempre colocadas em combinação com luz de ondas longas. Tubos fluorescentes podem ser utilizados para aquários até uma altura de 50 cm.

Aquários muito grandes ou muito altos devem ser iluminados com lâmpadas HQI (lâmpadas de multivapores metálicos) ou com lâmpadas HQL (lâmpadas de vapor de mercúrio). As lâmpadas HQI têm um bom grau de eficácia e uma boa reprodução de cores. São ligeiramente melhores do que as lâmpadas HQL, sendo por isso preferível o seu uso.

Lâmpadas incandescentes não são indicadas para iluminar um aquário. Elas produzem pouca luz e, por outro lado, calor excessivo. Também o espectro de

Elas produzem pouca luz e, por outro lado, calor excessivo. Também o espectro de Petra Kolle/Iury
Elas produzem pouca luz e, por outro lado, calor excessivo. Também o espectro de Petra Kolle/Iury

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

cores e os comprimentos das ondas não são muito apropriados para um aquário.

Lâmpadas halogéneas têm uma potência um pouco melhor do que a das lâmpadas incandescentes. Podem ser utilizadas em forma de projetores para efeitos especiais. Mas para o crescimento das plantas contêm pouca luz azul e não são suficientes como fonte única de iluminação.

e não são suficientes como fonte única de iluminação. 45. Duração da iluminação: Quantas horas por

45.Duração da iluminação: Quantas horas por dia deve ser iluminado o aquário?

A maioria dos peixes ornamentais e plantas aquáticas provêm de águas tropicais. Nos trópicos, devido à proximidade do Equador, o sol brilha doze a catorze horas. Assim, recomendo que mantenha a iluminação durante este período de tempo (» página 44).

CONSELHO EXTRA Fixar lâmpadas no aquário O problema do local e do modo de fixação
CONSELHO EXTRA
Fixar lâmpadas no aquário
O problema do local e do modo de fixação de fontes de iluminação no aquário
resolve-se facilmente utilizando um aquário com tampa. As tampas já integram
os suportes para os tubos fluorescentes. Para aquários abertos em cima têm de
ser fixados candeeiros pendulares no tecto (com a devida distância em relação à
superfície da água). Para estes candeeiros devem ser utilizadas lâmpadas HQI
ou HQL.
estes candeeiros devem ser utilizadas lâmpadas HQI ou HQL. 46. Substrato: Qual é a importância do

46.Substrato: Qual é a importância do substrato num aquário?

O substrato de fundo, ou areão, desempenha diversas funções no aquário. Ele suporta as raízes das plantas e fornece-lhes os nutrientes necessários. Além disso, contém diversas bactérias que decompõem substâncias nocivas, o que é importante para a qualidade da água. Para peixes que vivem perto do fundo, representa o substrato necessário para procurar comida.

representa o substrato necessário para procurar comida. 47. Substrato: O que é importante na escolha do

47.Substrato: O que é importante na escolha do substrato?

O material do fundo não deve ter componentes com cantos afiados para que os peixes não se possam magoar. Sobretudo coridoras e outros peixes com barbilhos, por exemplo, os barbos; correm o risco de se cortar ao procurar comida no fundo. As feridas podem infectar-se e eventualmente conduzir à morte dos peixes.

no fundo. As feridas podem infectar-se e eventualmente conduzir à morte dos peixes. Petra Kolle/Iury Costa
no fundo. As feridas podem infectar-se e eventualmente conduzir à morte dos peixes. Petra Kolle/Iury Costa

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

Para a maioria dos peixes, o substrato não deve conter calcário, porque o calcário contribui para endurecer a água e para aumentar o valor do pH.

Material contendo calcário só pode ser utilizado quando o aquário contém peixes que necessitam de um valor de pH alcalino, como por exemplo os Ciclídeos dos lagos Malawi e Tanganyika. Através de um teste de ácido clorídrico (» página 51), pode verificar se os grânulos contêm calcário.

A granulagem e a espessura do substrato dependem das necessidades dos peixes. Geralmente utiliza-se areia ou cascalho numa granulagem de 3 a 4 mm em camadas até uma altura de 4 a 6 cm. Se o substrato for de grânulos demasiado pequenos, pode começar a apodrecer. Neste processo é frequentemente libertado ácido sulfídrico, que é altamente tóxico. No entanto, se o substrato for de grânulos muito grossos, os restos de comida podem infiltrar-se nos intervalos, apodrecer e deteriorar a qualidade da água.

nos intervalos, apodrecer e deteriorar a qualidade da água. 48. Substrato: Gosto de cascalho branco. Posso

48.Substrato: Gosto de cascalho branco. Posso utilizá-lo no aquário?

É melhor não escolher um substrato claro, porque este reflete a luz. A luz refletida é irritante para alguns peixes, que podem ficar tímidos. A maioria das águas tropicais tem o fundo escuro, por isso, a coloração escura do fundo corresponde mais ao meio natural dos peixes. Assim, é melhor escolher um substrato escuro. Além disso, as cores dos peixes exceto os Black Molly e outras espécies quase pretas sobressaiam mais num fundo escuro.

quase pretas – sobressaiam mais num fundo escuro. 49. Decoração: Porque é necessário material de
quase pretas – sobressaiam mais num fundo escuro. 49. Decoração: Porque é necessário material de

49.Decoração:

Porque

é

necessário

material

de

decoração

num

aquário?

Uma decoração harmoniosa dá um aspecto natural ao aquário. Mas a decoração é importante não apenas por questões ópticas, como também para o bem-estar dos peixes. Uma casca de coco ou uma raiz são bonitas e representam também um bom local para desovar para os peixes que colocam os ovos em cavernas. Em aquários com calictídeos, as raízes são um elemento indispensável, porque muitos calictídeos necessitam de celulose, que retiram das raízes.

50.Decoração:

aquário?

Que objetos

e materiais podem ser usados num

Podem ser utilizados os seguintes materiais: raízes (» página 53),

ser usados num Podem ser utilizados os seguintes materiais: raízes (» página 53), Petra Kolle/Iury Costa
ser usados num Podem ser utilizados os seguintes materiais: raízes (» página 53), Petra Kolle/Iury Costa
ser usados num Podem ser utilizados os seguintes materiais: raízes (» página 53), Petra Kolle/Iury Costa

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

metades de cascas de coco sem miolo, bambu (» página 28) e pedras. Mas estas não podem ser calcárias (» página 51). Para colar construções feitas de pedras, deve ser utilizado silicone próprio para aquários (veja

informação lateral), para que não possam tombar e magoar os peixes. Não deve utilizar pedras com buracos (» página 30) ou com bordos muito pontiagudos, para evitar feridas nos peixes. Também vasos de barro ficam bonitos num aquário. A utilização de objetos de plástico é uma questão de gosto pessoal. Caveiras e piratas de plástico são, na minha opinião, bugigangas e não têm nada a ver com um aquário, que deve ser uma representação do ambiente natural. Com troncos de plástico podem criar-se cenários bonitos. Atenção: alguns materiais decorativos em plástico contêm grandes quantidades de emolientes, que podem ser prejudiciais para os peixes. Também é necessário ter cautela com areia ou pedras coloridas, uma vez que estas podem libertar substâncias que, em pouco tempo, alteram significativamente alguns dos valores da água.

INFO Silicone para aquário Sempre que necessite de silicone para trabalhos no seu aquário, utilize
INFO
Silicone para aquário
Sempre que necessite de
silicone para trabalhos no
seu aquário, utilize uma
gama específica para
aquários, que pode
encontrar nas lojas da
especialidade. Silicone
convencional não deve
ser utilizado, porque
contém aditivos
inibidores de fungos e
bactérias que podem ser
nocivos para os peixes.
fungos e bactérias que podem ser nocivos para os peixes. 51. Decoração: Canas de bambu podem

51.Decoração: Canas de bambu podem ser utilizadas como decoração no aquário?

Pode decorar o seu aquário com canas de bambu. O melhor é colocá-las em grupos, com as canas na vertical e em paralelo. Graças ao seu peso leve, flutuam facilmente. Por isso, devem ser bem fixadas no fundo. Além disso, os locais de corte devem ser vedados com silicone de aquário para que não apodreçam, o que seria prejudicial para a qualidade da água. E mais: alguns peixes, como os cascudos ou os Tateurdina ocellicauda, gostam de utilizar as canas de bambu, colocadas na horizontal, como esconderijos e locais para desovar.

Cascudo pepita de ouro
Cascudo pepita de ouro
Tateurdina ocellicauda
Tateurdina ocellicauda
como esconderijos e locais para desovar. Cascudo pepita de ouro Tateurdina ocellicauda Petra Kolle/Iury Costa Página
como esconderijos e locais para desovar. Cascudo pepita de ouro Tateurdina ocellicauda Petra Kolle/Iury Costa Página

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

MATERIAL DE DECORAÇÃO

MATERIAL DE DECORAÇÃO
Uma bonita decoração num aquário não é só um regalo para os olhos, mas serve

Uma bonita decoração num aquário não é só um regalo para os olhos, mas serve também para estruturar o espaço disponível no aquário, fornecer esconderijos para os peixes…

no aquário, fornecer esconderijos para os peixes… RAÍZES No comércio especializado encontra vários tipos

RAÍZES No comércio especializado encontra vários tipos de raízes. Recomendo vivamente raízes provenientes de pântanos, pois já não se decompõem e são mais pesadas do que a água.

já não se decompõem e são mais pesadas do que a água. CANAS DE BAMBU O

CANAS DE BAMBU O bambu pode ser utilizado sem ser envernizado. Mas o bambu flutua facilmente, sendo por isso necessário fixá- lo no fundo, por exemplo, fazendo peso com uma pedra.

fixá- lo no fundo, por exemplo, fazendo peso com uma pedra. FOLHA CADUCA Num aquário de

FOLHA CADUCA Num aquário de biótopo, como por exemplo, num aquário de água escura, uma camada grossa de folhas caducas (por exemplo, de carvalho ou faia) simula o habitat natural dos peixes.

folhas caducas (por exemplo, de carvalho ou faia) simula o habitat natural dos peixes. Petra Kolle/Iury
folhas caducas (por exemplo, de carvalho ou faia) simula o habitat natural dos peixes. Petra Kolle/Iury

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

MATERIAL DE DECORAÇÃO

MATERIAL DE DECORAÇÃO
… e substrato para as plantas. No comércio especializado existe uma grande variedade de materiais

e substrato para as plantas. No comércio especializado existe uma grande variedade de materiais decorativos. Aqui apresentamos uma pequena seleção.

decorativos. Aqui apresentamos uma pequena seleção. PEDRAS COM BURACOS São indicadas para aquários com peixes

PEDRAS COM BURACOS São indicadas para aquários com peixes de água dura provenientes da América Central ou da Ásia Oriental. Deve ter em atenção que o fundo do aquário não esteja exposto a cargas demasiado elevadas num único ponto.

esteja exposto a cargas demasiado elevadas num único ponto. PEDRAS Devem ser isentas de calcário e

PEDRAS Devem ser isentas de calcário e sem cantos pontiagudos. São recomendáveis placas de xisto ou de grés. Não as utilize em demasia para que os peixes tenham espaço suficiente para nadar.

para que os peixes tenham espaço suficiente para nadar. CASCA DE COCO Metades de cascas de

CASCA DE COCO Metades de cascas de coco ou cascas de coco com um furo são bem-vindas pelos peixes. As cascas devem ser previamente fervidas, para que absorvam a água e não flutuem.

As cascas devem ser previamente fervidas, para que absorvam a água e não flutuem. Petra Kolle/Iury
As cascas devem ser previamente fervidas, para que absorvam a água e não flutuem. Petra Kolle/Iury

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

52.Filtros: Qual é a importância da filtragem e que tipos de filtro existem?

a importância da filtragem e que tipos de filtro existem? Um aquário não é viável sem

Um aquário não é viável sem uma boa filtragem. A função da filtragem é libertar a água de impurezas visíveis e invisíveis. A filtragem é efetuada em três processos: mecânico, biológico e físico-químico, sendo utilizados diversos materiais de filtragem nesses processos (» página 34). Existem dois tipos de filtro para a filtragem: filtros exteriores, que se encontram fora do aquário e são ligados ao aquário através de tubos; e filtros interiores, que por sua vez são colocados dentro do aquário (» em baixo e página 31).

53.Tipos de filtro: Nas lojas da especialidade há filtros exteriores e interiores. Quais são as vantagens e desvantagens dos exteriores?

Quais são as vantagens e desvantagens dos exteriores? Os filtros exteriores estão disponíveis em vários

Os filtros exteriores estão disponíveis em vários tamanhos. São apropriados para tanques pequenos e grandes e são colocados fora do aquário (» foto , página 37). A solução mais elegante é a colocação dentro de um armário.

Vantagens: filtros exteriores têm geralmente uma grande cabeça de filtro e uma vida útil mais longa do que a de um filtro interior. Vida útil é o período de tempo durante o qual um filtro pode trabalhar até à próxima limpeza ou manutenção. Assim, um filtro exterior precisa de ser limpo menos vezes do que um interior num aquário da mesma dimensão. Também a capacidade é geralmente muito maior, porque pode ser utilizada uma grande quantidade de material de filtragem de diversos tipos. Por isso, um bom filtro exterior fornece uma eficaz limpeza biológica da água.

Desvantagens: principalmente os trabalhos de limpeza carecem de mais cuidados do que nos filtros interiores. Para isso, os tubos devem ser esvaziados e desligados. Também a limpeza do material de filtragem consomo mais tempo do que num filtro interior devido ao maior volume. Pode reduzir este consumo de tempo colocando válvulas duplas de paragem nos tubos. Depois da limpeza, deve ter em atenção que não haja bolhas de ar na cabeça do filtro após a sucção da água, senão o filtro não poderá trabalhar em pleno. Peça na sua loja de animais um filtro com uma válvula de purga, que previne este tipo de problema.

uma válvula de purga, que previne este tipo de problema. 54. Tipos de filtro: Quando faz

54.Tipos de filtro: Quando faz sentido utilizar um filtro interior?

Se o aquário estiver colocado dentro de uma estante ou em cima de uma mesa, um filtro interior (» foto, página 37) é melhor do que um filtro exterior por razões ópticas. Para aquários grandes, um filtro interior não é apropriado devido à menor capacidade de filtragem. No entanto, um filtro interior

é apropriado devido à menor capacidade de filtragem. No entanto, um filtro interior Petra Kolle/Iury Costa
é apropriado devido à menor capacidade de filtragem. No entanto, um filtro interior Petra Kolle/Iury Costa

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

ocupa muito espaço num aquário pequeno e tem de ser limpo frequentemente devido ao seu reduzido volume de filtragem.

frequentemente devido ao seu reduzido volume de filtragem. 55. Avaria de filtros: O que faço se

55.Avaria de filtros: O que faço se o filtro se avariar num fim-de- sema?

Para este caso de emergência, deve ter pelo menos uma pequena bomba de membrana, à qual pode ser ligada uma pequena cabeça de filtragem em plástico, de preço reduzido. Deste modo, é criado o movimento na água, assegurando-se assim a oxigenação da água. Ainda melhor seria adquirir um pequeno filtro interior de reserva, que eventualmente pode utilizar também num aquário de reprodução ou de quarentena. Lembre-se de que o tanque de quarentena e os acessórios devem ser limpos e desinfetados sempre que nele tenham sido tratados peixes doentes. Sem estas medidas de precaução, não deve utilizar nenhuma peça do aquário de quarentena noutro aquário. Para poder reagir rapidamente no caso de problemas com filtros, informe-se junto do seu lojista sobre quais as peças do seu filtro que se desgastam mais facilmente. Conforme o fabricante e o modelo, diferentes peças são susceptíveis de desgaste. Tenha sempre disponíveis as respectivas peças sobresselentes.

sempre disponíveis as respectivas peças sobresselentes. 56. Ambientar um filtro : O que significa ambientar um

56.Ambientar um filtro: O que significa ambientar um filtro?

Um filtro novo necessita normalmente de várias semanas até se estabelecerem bactérias suficientes para decompor as substâncias nocivas no aquário. Só após este chamado período de ambientação é atingida a capacidade de filtragem plena. Durante este tempo, podem aumentar rapidamente os valores de substâncias nocivas, como o nitrito ou o amoníaco, que são prejudiciais para os peixes e podem até matá-los. Bactérias de filtros, por sua vez, só se podem alimentar quando também há substâncias contendo azoto na água. Por isso, não deve colocar peixes durante este período de ambientação na água, mas penas alguns caracóis, que deve alimentar com pouca comida seca.

Passadas duas a três semanas, pode começar a colocar alguns peixes, que também deve alimentar pouco. Uma vez formadas bactérias de filtro em número suficiente (geralmente em três a quatro semanas), o filtro já consegue absorver os detritos orgânicos. A partir deste momento, já pode colocar mais alguns peixes. Durante todo o período de ambientação, os valores da água, sobretudo o valor de pH, os teores de nitritos, nitratos e amónio, devem ser controlados regularmente, isto é, de dois em dois ou de três em três dias. Deste modo, pode reagir rapidamente caso os valores atinjam concentrações nocivas para os peixes.

reagir rapidamente caso os valores atinjam concentrações nocivas para os peixes. Petra Kolle/Iury Costa Página 32
reagir rapidamente caso os valores atinjam concentrações nocivas para os peixes. Petra Kolle/Iury Costa Página 32

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

57.Ambientar um filtro: Existe uma possibilidade de reduzir o período de ambientação de um novo filtro?

de reduzir o período de ambientação de um novo filtro? O processo pode ser acelerado mediante

O processo pode ser acelerado mediante culturas de bactérias disponíveis nas lojas de animais. Outra possibilidade é “vacinar” o novo filtro com material de filtragem proveniente de um filtro em funcionamento há já mais tempo. Mas este material deve provir obrigatoriamente de um aquário em óptimas condições, sem germes, para que não sejam trazidas doenças para o novo aquário acidentalmente.

58.Ruídos do filtro: O aquário encontra-se no meu quarto. O ruído do filtro incomoda-me ao adormecer. Posso desligar o filtro durante a noite?

ao adormecer. Posso desligar o filtro durante a noite? Não pode, de modo algum, desligar o

Não pode, de modo algum, desligar o filtro durante a noite senão irá provocar uma falta de oxigênio no filtro, o que pode conduzir à morte das bactérias que decompõem as substâncias nocivas. Já uma paragem de uma hora prejudica as bactérias e a capacidade de filtragem é afetada. Após poucas horas de paragem, forma-se um caldo fedorento no filtro. Se for depois novamente ligado, os peixes no aquário correm perigo de vida devido às substâncias nocivas que se foram formando no filtro. Assim, no caso de o seu filtro ter uma avaria temporária, deve lavar o conteúdo do filtro cuidadosamente com água morna, antes de o pôr novamente em funcionamento. Se o barulho o perturba, deve assegurar-se de que compra um filtro silencioso. Num filtro exterior pode ainda colocar uma base insonorizante por baixo da cabeça do filtro. Se colocar ainda a entra de água à altura do nível de água ou por baixo dele, a água já não “murmura”. Se nenhuma destas medidas ajudarem, terá de instalar o aquário noutra divisão da casa (» Localização, página 15).

noutra divisão da casa (» Localização, página 15). 59. Capacidade de filtragem: Quero comprar um novo

59.Capacidade de filtragem: Quero comprar um novo filtro para o meu aquário. Qual deve ser a capacidade do filtro?

O filtro adequado para o seu aquário depende de diversas questões: qual é o tamanho do seu aquário? Qual é a frequência e o volume das mudanças parciais de água? Quantos peixes vivem no aquário? Quer um filtro exterior ou interior? Para um aquário de 100 litros com poucos peixes e bastantes plantas, com mudanças de água regulares e onde os peixes recebem pouca comida, é suficiente um filtro de potência mais fraca do que para um tanque de 60 litros, mas com muitos peixes, alimentação muito frequente, poucas plantas e mudanças parciais de água irregulares. Em princípio, pode dizer-se que quanto maior a capacidade de filtragem, melhor. Uma exceção é o aquário de plantas (aquário holandês), que necessita de uma filtragem mais fraca. Num aquário com ocupação reduzida ou normal, deve ser filtrada, por hora, metade do volume da água contida no tanque. Além disso, a cabeça do filtro deve poder comportar pelo menos 1 litro de material

Além disso, a cabeça do filtro deve poder comportar pelo menos 1 litro de material Petra
Além disso, a cabeça do filtro deve poder comportar pelo menos 1 litro de material Petra

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

de filtragem por cada 100 litros de água do aquário. Quanto maior for a cabeça do filtro em relação à quantidade de água, melhor é a filtragem.

em relação à quantidade de água, melhor é a filtragem. 60. Capacidade de filtragem: Como pode

60.Capacidade de filtragem: Como pode ser averiguada a capacidade real de um filtro de aquário?

É muito simples calcular a capacidade do seu filtro. A capacidade do filtro

é geralmente indicada no filtro ou nas instruções de uso. Mas esta só é atingida

quando as massas filtrantes estiverem soltas e limpas. Por isso, aconselho-o a controlar a capacidade real do seu filtro. Para este efeito, necessita de um balde, de um copo de medida e de um cronómetro. Mantenha o balde durante exatamente 60 segundos por baixo da saída do filtro. Meça a quantidade de água obtida com o copo medidor. Multiplique esta quantidade em litros por 60 e assim ficará a saber

quantos litros de água por hora são filtrados.

A

capacidade de um filtro diminui fortemente com o aumento da poluição, por isso,

o

filtro deve ser limpo regularmente (» página 128).

o filtro deve ser limpo regularmente (» página 128). 61. Materiais de filtragem: Que materiais existem

61.Materiais de filtragem: Que materiais existem e qual é o seu efeito?

Dentro de um filtro dão-se processos de filtragem mecânicos, biológicos e químicos através dos quais partículas de sujidade em suspensão na água são eliminadas e substâncias nocivas absorvidas. São utilizados diversos materiais na filtragem (» quadro, página 35). Todos os materiais de filtragem estão disponíveis nas lojas da especialidade. Quanto maior é a superfície de um filtro, melhor é a limpeza da água através de filtragem biológica.

A filtragem biológica é efetuada através de bactérias. Estas se fixam nos materiais dos filtros e transformam detritos nocivos em substâncias menos nocivas. Quanto maior for a superfície destes materiais de filtragem, mais bactérias úteis podem fixar-se neles.

As filtragens biológica e mecânica estão interligadas, porque na superfície de todos os materiais de filtragem podem estabelecer-se bactérias. Na filtragem mecânica, as partículas maiores de sujidade são retiradas da água e retidas no filtro. Estas partículas de sujidade são eliminadas através de uma limpeza regular do material de filtragem. Para uma filtragem mecânica podem ser utilizados materiais como, por exemplo, areia ou cascalho. Algodão de filtragem faz parte dos clássicos entre os materiais de filtragem e existe em fibras mais finas e mais grossas. Também são utilizadas bolas de plástico perfuradas (as chamadas bolas biológicas), materiais granulados e substâncias em esponja com uma grande superfície. Por isso, são também importantes para os processos de filtragem biológica.

Por isso, são também importantes para os processos de filtragem biológica. Petra Kolle/Iury Costa Página 34
Por isso, são também importantes para os processos de filtragem biológica. Petra Kolle/Iury Costa Página 34

300 perguntas sobre Aquários

2013
2013

Materiais de filtragem com um efeito químico são a turfa e o carvão ativado. A turfa é apropriada para tornar a água menos alcalina, baixar o valor de pH e aumentar a concentração de ácidos húmicos na água. A turfa é aplicada adicionalmente ao sistema de filtragem existente numa câmara de filtragem separada ou num filtro separado no aquário. Utilize somente turfa própria para aquários, e não turfa para o jardim, porque esta contém adubos. Aplique a turfa apenas em águas pouco macias ou duras, e não a mantenha mais de uma a duas semanas dentro do filtro, porque a turfa decompõe-se, tornando-se assim prejudicial para a água. Carvão ativado é apropriado para filtrar várias substâncias químicas. Com carvão ativado pode, por exemplo, eliminar uma coloração amarelada da água, ou limpar restos de medicamentos após um tratamento. No entanto, durante a administração de medicamentos, não deve utilizar o carvão ativado, porque este iria filtrar os medicamentos, eliminando assim os efeitos do tratamento. A capacidade de absorção do carvão ativado é contudo limitada. Por isso, só deve ser utilizado durante alguns dias e depois retirado, senão liberta as substâncias filtradas novamente para a água.

COMO FUNCIONAM OS MATERIAIS DE FILTRAGEM

Material

Filtragem

Mecânica

Biológica

Observação

Areia e cascalho

+++

+

O material não deve ser calcário

 

Esponja

+++

++

Utilizar apenas filtros especiais de esponja do comércio especializado

Bolas biológicas

 

+ +++

Sobretudo para filtros com grande cabeça de filtro

Material

   

Superfície

muito

grande

para

aglomerado

+ +++

colonização de bactérias

 

Algodão de

   

Existem em várias texturas (grossa e fina)

filtragem

+++

++

Carvão ativado

+

++

Elimina substâncias químicas da água

Grau de eficácia: + reduzido, ++ bom, +++ forte

substâncias químicas da água Grau de eficácia: + reduzido, ++ bom, +++ forte Petra Kolle/Iury Costa