Você está na página 1de 34

SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL

PCMAT
ascm

PCMAT Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Industria da Construção Civil Curso de Tecnologia de Segurança e Saúde Ocupacional Antonio Sergio de Carvalho Maia Engenheiro Civil - MSc maiasergio@uol.com.br

ascm

Normas Reguladoras Outros

www.mte.gov.br/legislação/normas_regulamentadoras/default.asp

Convenção da OIT n° 174

ascmaia

O evento e o tempo...

ascmaia

PCMAT NO DIAGRAMA DO ACIDENTE

1 SERVIÇOS CAUSA FATO EFEITO

CAUSA – MODO DE FALHA FATO – ATO DA FALHA EFEITO – RESULTADO DA FALHA

ascmaia

O que é o PCMAT
Plano que visa estabelecer condições e diretrizes de Segurança do Trabalho para todo o tipo de obra entre outras atividades relativas a construção civil Parte de um conjunto de programas para a preservação da saúde e integridade física dos trabalhadores – Portaria 3.214 de 08/06/78 e suas NRs
ascmaia

Contexto do PCMAT
Objetivo: 1. Organização e controle de riscos e de melhoria permanente de desempenho Aplicação: Sistema de Gestão Eliminação de riscos Implementar melhoria Correção de não conformidades Certificação e registros - diferenciados
ascmaia

1. 2. 3. 4. 5.

Objetivo Geral do PCMAT
Programa que visa antecipar de forma proativa a integridade física do trabalhadores bem como o seu monitoramento, com a finalidade de promover ações corretivas na busca da excelência nas atividades da Construção Civil, fazendo parte integrante do Sistema de Gestão em Segurança e Trabalho.

ascmaia

Objetivos Específicos do PCMAT
1. Garantir, por ações preventivas, a saúde e integridade física do trabalhador direto e/ou indireto, bem como de fornecedores, terceirizados e visitantes. 2. Estabelecer a inclusão como parte do programa de Gestão em Segurança do Trabalho, nos serviços relacionados à construção civil, através de uma definição de atribuições e responsabilidades `a equipe que administrará a obra
ascmaia

ascmaia . sobretudo. dando a ele o sentido de proteção e de continuidade da produção. Controlar Riscos na atividade laboral Riscos na atividade laboral Riscos na atividade laboral Nota: Os levantamentos são base de providências para eliminação e ou redução dos riscos com medidas ascmaia de proteção individual e coletiva. a melhor performance do colaborador na atividade. Os objetivos específicos de cada Programa visam.3. Avaliar 3. incluindo terceirizados ascmaia Elaboração do PCMAT Antecipação de riscos inerentes à atividade Métodos e Técnicas 1. Os Programas e sua interação PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais PCMSO – Programa de Controle Medico de Saúde Ocupacional. Os programas são interdependentes e se complementam na atividade laboral. Reconhecer 2.1 Obrigação da elaboração do Programa com mínimo de 20 colaboradores diretos e/ou indiretos.Justificativa de elaboração do PCMAT nas obras Portaria 3214/78 do Ministério do Trabalho e Emprego Norma Regulamentadora n° 18 (NR 18) Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção Item 18.

Elaboração e Responsabilidade do PCMAT Profissional com Habilitação em Segurança do Trabalho Item 18.3. ascmaia Resistência para aplicação PCMAT Equação do Conflito 1. Produção + Segurança = Alta produtividade ascmaia ascmaia .2 da NR 18. Produção x Segurança = Baixa produtividade 2. Equipe multidisciplinar de áreas diversas da Construção Civil podem compor a equipe de elaboração. sob a supervisão e responsabilidade do Profissional Habilitado.

demolição. 3. manutenção de edifícios em geral .1 Objetivo e campo de aplicação Este artigo estabelece normas e diretrizes de segurança para a indústria de construção civil . escavação. 7. 6. NR 5 – Comissão Interna Prevenção de Acidentes NR 6 – Equipamentos de Proteção Individual NR 7 – Programa de Controle Medico e Saúde Ocupacional NR 9 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais NR 18 –Programa de Controle de Meio Ambiente do Trabalho ICC NR 32 – Segurança e Saúde no Trabalho NR 33 . pintura.Trabalhos em Espaços Confinados ascmaia NR 18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção ascm 18. 4. limpeza. 2. ascmaia . Envolve atividades e serviços de construção. 5.As Normas Regulamentadoras Diretrizes e interação com as demais: 1.

ascmaia . antes do início das atividades. Número máximo previsto de trabalhadores na obra. Datas previstas de início e conclusão de obra.3 Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção Civil PCMAT O PCMAT é da responsabilidade do empregador e é importante tê-lo como uma ferramenta para segurança pois prevê as condições de meio ambiente de trabalho na indústria da construção.Qualquer ambiente... das seguintes informações: Endereço correto da obra. Tipo de obra. ascmaia 18.2 Comunicação prévia Este artigo obriga a comunicação à delegacia regional do trabalho. ‘ ascmaia 18.

fundações e desmonte de rochas com seus respectivos cuidados. desmonte de rochas Este artigo tem por finalidade informar como devem ser realizadas as execuções de escavações. Caso: A queda de uma laje. piscina. Caso: A plataforma P-50 da Petrobrás tem a capacidade de alojamento de 240 pessoas. fundações. ascmaia . sauna. durante a demolição de uma construção irregular em Narandiba. salas de leitura e música. quadra de futebol e sala de vídeo.até o fogão. local de refeição e área de lazer para os casos onde houver trabalhadores alojados e esse artigo orienta e regulamenta essas áreas. ascmaia 18.5 Demolição Este artigo trata dos procedimentos corretos que devem ser realizados antes de se iniciar a demolição e seus respectivos cuidados.4 Áreas de vivência Há obrigação de alojamento. tudo nela é elétrico .18. provocou soterramento e morte de operário no dia 27 de Maio de 2007. ascmaia 18. Nela há instalados academia de ginástica.6 Escavações.

principalmente o de cortes e amputações nos membros superiores ascmaia Tecnologia a disposição da Segurança ‘ ascmaia . Por exemplo: Serra circular de bancada Serra de circulação Os EPIs mais utilizados são: Protetor facial. Sapatos de segurança. Protetor auricular Luva de Proteção ascmaia Acidente ‘ Esse artigo expressa o alto risco da atividade.7 Carpintaria Este artigo tem finalidade de informar quais os equipamentos a serem utilizados e como utilizá-los.18. Avental de raspa.

tanto pelo aspecto individual como no coletivo. ascmaia .8 . além de abordar sobre as Normas de Segurança aplicáveis neste serviço.9 Estruturas de concreto Este artigo informa como as fôrmas devem ser projetadas e construídas.. ascmaia Nesse método?!. ascmaia 18.. junto a seus procedimentos corretos.Armações de aço Este artigo direciona para o uso dos equipamentos como a área do corpo a ser protegida e que são utilizados na área de trabalho.18.

rebites e soldagem. antes de serem soldadas. mantém o piso provisório e o subseqüente até a sua conclusão.18. rebitadas ou parafusadas. ascmaia 18.10 Estruturas metálicas O Artigo determina procedimentos para a montagem das peças previamente fixadas ou não. ascmaia 18. alem de uso de material compatível por sua resistência.12 Escadas rampas e passarelas Este artigo prevê o tipo de material para construção de rampas. ascmaia . com acessórios de segurança. fixação de parafusos. escadas e passarelas.11 Operações de soldagem e corte a quente Neste artigo aborda os procedimentos para as operações de corte e emenda.

com o objetivo de obter o manuseio correto do equipamento.18.13 Medidas de proteção contra queda de altura Este artigo informa a obrigatoriedade da instalação de proteção coletiva onde houver risco de queda de trabalhadores ou de projeção de materiais. 47%. Quase metade da frota nacional de caminhões. na área de trabalho. 11% no Nordeste. ascmaia 18. ascmaia Idade da Frota x Manutenção A média de idade dos veículos de carga é de 14. ascmaia .14 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas: Este artigo tem a finalidade de informar a forma de movimentação e de transporte de materiais e pessoas. está concentrada na região Sudeste.7 anos.6% do total) está em 19 anos. Outros 31% dos veículos estão no Sul. 8% no CentroOeste e 3% no Norte. sendo que a média dos veículos de autônomos (que representam 56.

tiveram morte imediata na queda de uma grua que acabavam de montar.14 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas: Caso: Três trabalhadores da construção civil. ascmaia 18.15 Andaimes e Plataformas de Trabalho: Este artigo tem a finalidade de orientar as especificações e as montagens de cada tipo de andaime e de cada plataforma de trabalho. O contra peso teria forçado um dos cabos. e toda a estrutura caiu Recife. assegurando o equilíbrio do equipo. 2007. ascmaia 18.16 Cabos de Aço e de Fibras Sintéticas Este de artigo visa regulamentar prática de utilizar cabos de fibra sintéticas e de aço. Seria o último passo para o fim da tarefa e sob chuva intensa. de acordo com as especificações de resistência. bem como a sua fixação e da carga a ser içada.18. ascmaia . O drama surgiu quando os três homens colocavam o último peso na contra-lança.

Revestimento e Acabamentos: Este artigo tem a finalidade de normatizar os procedimentos de uso da área de serviço.18 Serviços em Telhados: Este artigo orienta os procedimentos para a realização de serviços em telhados e seus riscos levando em conta a altura.17 Alvenaria. refere a execução de trabalhos com risco de queda na água e para a qual devem ser observadas as medidas técnicas recomendadas.19 Serviços em flutuantes: Este artigo recente na NR 18. ascmaia . tanto para o aspecto coletivo como individual. ascmaia 18.18. ascmaia 18.

‘ ascmaia ‘ ‘ ascmaia Acidente ascmaia .

20 Locais Confinados: Artigo que trata dos cuidados na execução de trabalho com risco de asfixia. O artigo normatiza a utilização de máquinas e equipamentos e a sua operação. explosão.18. Obs: A NR 33 complementa ascmaia 18. ascmaia 18.21 Instalação Elétrica Este artigo tem o objetivo de orientar como deve ser realizada a execução e manutenção das instalações elétricas. e o ambiente de trabalho onde os equipos operam. intoxicação e doenças nesse tipo de ambiente de trabalho. Também é abordado.22 Máquinas. A qualificação do operador. Equipamentos e Ferramentas Diversas. a manutenção que está inserido o equipo. ascmaia . inclusive as instalações periódicas.

Obs: A NR 6 complementa esse artigo ascmaia Disco de desbaste atinge protetor facial Parte do disco que penetrou no protetor ascmaia 2007 EPI´s!? ascmaia .23 Equipamentos de Proteção Individual EPI´s Este artigo recomenda a importância dos equipamentos de proteção individual e da obrigatoriedade do uso nas empresas.18.

EPI´s?? ascmaia EPI´s?! ascmaia ‘ ‘ ascmaia .

ascmaia . a forma de armazenagem para diferentes tipos de materiais e de acordo com suas características.18. O artigo também apresenta.24 Armazenagem e Estocagem de Materiais Este artigo refere-se a armazenagem e estocagem de materiais evitando prejudicar os trabalhadores e todos os recursos envolvidos. ascmaia Armazenamento x Ambiente ‘ ascmaia 18.25 Transporte de Trabalhadores e Veículos Automotores Este artigo refere-se a utilização de transporte coletivo de trabalhadores em veículos automotores dentro das normas de segurança vigente. que devem ser conduzidos por funcionário habilitado.

26 Proteção Contra Incêndio O artigo refere-se a obrigação das empresas em adotar medidas para atender as necessidades de prevenção e combate a incêndio para diversos setores de atividades. PS: Tipo de material do extintor para cada combate ascmaia Fogo – Inflamável x Segurança ‘ ascmaia 18. Essa sinalização serve para atividades industriais. fitas refletoras. ascmaia . máquinas e equipamentos no canteiro de obras. inclusive a brigada de incêndio. cores. iluminação. de edificação e vias publicas.27 Sinalização de Segurança O artigo tem por finalidade informar colaboradores nas atividades de alto risco e os perigos existentes através de cartazes.18.

ascmaia .28 Treinamento O artigo regulamenta a forma de proceder treinamento admissional e periódico dos colaboradores.28 Treinamento Caso: A Petrobrás realiza periodicamente treinamento em cada área de atuação. incêndio. vazamento de gás. visando a garantir performance nas atividades com segurança. Caso: A Construtora poderá realizar esse treinamento. elegendo a atividade de maior risco no Canteiro de Obras. ascmaia 18. com simulações de derramamento de óleo.Sinalização Segurança: individual + coletiva ascmaia 18.

Aplicabilidade: Extintores de incêndio em locais visíveis e de fácil acesso em pontos estratégicos. desobstruídos e limpos e livres evitando o acúmulo de poeira excessiva e outros. vias de circulação. corredores e escadas desobstruídas ascmaia 18. ascmaia 18. ascmaia .29 Ordem e Limpeza Esse artigo tem por objetivo de manter os acessos. indicação de saídas principais.18. passagens.30 Tapumes e galerias Normatização de tapumes e galerias. para garantir a proteção dos colaboradores e outros. comunicando imediatamente o acidente com isolamento do local para perícia.31 Acidente Fatal Esse artigo prevê as medidas necessárias em caso de acidente fatal. limitando acesso às áreas de serviço.

18. OS: A NR 5 complementa ascmaia 18. ascmaia 18. no caso de atividades de construção. ascmaia .34 Comitês Permanentes sobre Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Indústria da Construção Civil Nesse artigo temos detalhadamente as competências e atribuições do CPN (Comitê Permanente Nacional sobre Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Indústria da Construção) e CPR (Comitê Permanente Regional sobre Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Industria da Construção). assim como o Resumo Estatístico. quanto à doença do trabalho devendo ser preenchida pelo empregador no estabelecimento da empresa. que são Unidades da Federação.33 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes .32 Dados estatísticos O empregados deve encaminhar à FUNDACENTRO a Ficha de Acidente do Trabalhador que refere-se tanto ao acidente fatal como acidente com ou sem afastamento.CIPA nas Empresas da Industria da Construção Civil Esse artigo tem por finalidade determinar o número de representantes da CIPA de acordo com o número de empregados e o numero de dias em obras.

.Comportamento.. Interpretação correta na Segurança ‘ ascmaia ascmaia ascmaia .

Tópicos Gerais de Organização da Fábrica – Canteiro de Obras Rapidez para produzir Economia para produzir Qualidade para produzir ascm Organização da Fábrica Dados incertos da obra Ações certas na obra Estudo da obra Plano de ação da obra Prazo da obra Estudo das tarefas da obra Trabalho de equipe Projeto de Trabalho Compreensão Flexibilidade e correção Redução de prejuízos Ações pró ativas Redução falsas manobras Ações diagnosticadas ascmaia Plano dos trabalhos 1. Programa geral Contratos diretos e indiretos Período produtivo e improdutivo Listagem dos elementos de apoio 1.1 Programa detalhado Etapas construtivas Dimensionamento das quantidades Dimensionamento das instalações Cronograma físico das etapas (quadro etapas x prazo) ascmaia .

revisão e correção periódica ascmaia PCPCC – CANTEIRO DE OBRAS ‘ OFICINA 1 EDIFICAÇÃO A CONSTRUIR 6 RUA 2 3 4 5 ascmaia . vertical e horizontal Dimensionamento das instalações provisórias Dimensionamento de mão de obra Guarda e Inventário de ferramentas e EPIs Organização. formas e concreto e pré moldado Ar comprimido. ventilação e bombeamento Ligações provisórias ( concessionárias ) Manutenção e guarda de equipos Localização do CO (linhas limítrofes) ascmaia Legislação pertinente Implantação Ordenada da Fábrica Acesso para entrega de materiais e circulação Estoque de agregados e materiais Locação do objeto principal Locação de equipos fixos.externo e interno Sinalização Locação das Construções de Apoio Locação das Áreas de Estocagem Locação das Centrais de ferro. manutenção.Tópicos das Instalações da Fábrica Prazo – redução – otimização Desperdícios – redução – ciclo produtivo Implantação – equipe multidisciplinar Vias de acesso.

TANTO PARA A SUA SEGURANÇA COMO PARA SUA SAÚDE 4. FISICO FINANCEIRO IMPLANTAÇÃO DEMANDA MATERIAIS CANTEIRO LAYOUT DEMANDA DE MÃO DE OBRA PRAZO EQUIPO ESTOQUE AREAS VIVÊNCIAS CANTEIRO DE OBRA ascmaia Habilidade da Gerencia e ou dos colaboradores para perceber.. MANTER ABERTO O CANAL SUBJETIVO DOS FUNCIONÁRIOS POR TER NOÇÃO DO QUE É CAPAZ DE CAUSAR PREJUÍZOS.O PCMAT E O CANTEIRO DE OBRAS AVALIAÇÃO PLANO DE ATAQUE PROJETO CRONO.o momento de parar. OBSERVAR PERMANENTEMENTE 3... ‘ ascmaia PCMAT TÓPICOS ANALÍTICOS 1.. CONSULTORIA TÉCNICA EXTERNA ascmaia . COMUNICAÇÃO COM E ENTRE OS SETORES 2.

ascmaia ... instalações e equipamentos que farão parte da execução da obra.. Análise de projetos É a verificação dos projetos que serão utilizados para a construção..se não.uso contínuo da vida util da ferramenta Noções de Educação e Higiene Noções de Educação Ambiental Treinamento .Capacitação Operacional Plano para evolução nas atividades Palestras dos Fornecedores no Canteiro de Obras Introdução de Noções de Trabalho em Equipe ascmaia QUAL O ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PCMAT? 1.Atenção permanente. ascmaia CAPACITAÇÃO DA MÃO DE OBRA Motivação para informação Premiação . com o intuito de conhecer quais serão os métodos construtivos.

Reconhecimento e avaliação dos riscos Nesta etapa é feito o diagnóstico das condições de trabalho encontradas no local da obra. se há demolições a serem feitas. Lavanderia. Local de refeições. Área de Lazer. Alojamento. para melhor adoção das medidas de controle ascmaia QUAIS ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR NO DOCUMENTO BASE? Áreas de vivência: Instalações sanitárias. Ambulatório. ascmaia . Vistoria do local A vistoria no local da futura construção serve para complementar a análise de projetos. Esta visita fornecerá informações sobre as condições de trabalho que efetivamente serão encontradas na execução da obra. quais as condições de acesso do empreendimento. então. Cozinha. a avaliação qualitativa e quantitativa dos riscos. Vestiário. Por exemplo: verificar o quanto e em que local haverá escavação.QUAL O ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PCMAT? 2. quais as características do terreno. entre outros aspectos. Surgem. ascmaia QUAL O ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PCMAT? 3.

Implantação do Programa É a transformação de todo o material escrito e detalhado no programa para as situações de campo. Vale salientar que de nada adianta possuir um PCMAT se este servir apenas para ficar “na gaveta”. Disponibilizar telefones de emergência. Anexar mapa para hospital mais próximo. ascmaia 6. É o momento onde todo o levantamento anterior é descrito e são especificadas as fases do processo de produção. ascmaia QUAL O ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PCMAT? 5. criando indicadores de desempenho compatíveis.QUAL O ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PCMAT? 4. 1. Na etapa do desenvolvimento do programa têm de ser demonstradas quais serão as técnicas e instalações para a eliminação e controle dos riscos. ascmaia . cumprindo exigências legais para apenas evitar penalidades. Procedimentos de emergência Para acidentes: Registrar todos os acidentes e incidentes ocorridos na obra. Elaboração do documento base É a elaboração do PCMAT propriamente dito.

Procedimentos de Saúde Referenciar a responsabilidade da execução do PCMSO.. Encaminhar ao médico coordenador os riscos na execução da obra. ascmaia Treinamento e muito. CIPA: Constituir se houver enquadramento. Caso contrário indicar pessoa responsável.. ascmaia QUAIS ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR NO DOCUMENTO BASE? 8. ascmaia . Treinamentos Listar os assuntos que serão abordados considerando os riscos da obra (preferencialmente a cada mudança de fase de obra).QUAIS ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR NO DOCUMENTO BASE? 7. Emitir Ordens de Serviço por função.

empregador ou condomínio. Cronograma de execução de proteções coletivas. Outros. Comunicação prévia à DRT (Delegacia Regional do Trabalho) Informar: Endereço correto da obra.financeiro. Equipamentos de proteção coletiva – EPC's. EPI's. Datas previstas de início e conclusão da obra. Detalhes construtivos. Croquis/ilustrações (Anexo) Layout do canteiro de obras. Estimativa de quantidade de trabalhadores por fase ou etapa da obra.QUAIS ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR NO DOCUMENTO BASE? 9. Materiais. Endereço correto e qualificação do contratante. Cronograma de uso de EPI's. específicos ascmaia QUAIS ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR NO DOCUMENTO BASE? 11. Cronograma Cronograma físico/executivo . Cronograma das principais máquinas e equipamentos. Número máximo previsto de trabalhadores na obra. Tipo de obra. ascmaia . Proteções especiais. ascmaia QUAIS ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR NO DOCUMENTO BASE? 10.

estrutura. Tapumes de limites e gabarito. Alvenaria e acabamentos. Instalações e Drenagens Pavimentos e Pisos Sistemas de Impermeabilizações Esquadrias e Vidros Pintura e Revestimentos Externos Cobertura. alvenaria e acabamentos. Construções de apoio – canteiro de obras Escavações e Terraplenagem. 8. Riscos por fase da obra Atividade x Risco x Controle Atividade 1. 12. 14. A obra Memorial descritivo da obra. área do terreno sistema de escavação. área total construída. Trânsito de veículos e pedestres. O local Entorno da obra Moradias adjacentes. 10. 11. fundações. 9. Fundações diretas e indiretas. definindo seus sistemas de operação e controles de segurança. 4. Máquinas e equipamentos Relacionar as máquinas e equipamentos utilizados na obra. cobertura ascmaia QUAIS ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR NO DOCUMENTO BASE? 13. 5. Risco Controle ascmaia . 6. 13. Se há escolas. 3. 7. etc. Sinalização Vertical e horizontal (definindo os locais de colocação e demarcação) ascmaia QUAIS ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR NO DOCUMENTO BASE? 15. Limpeza do terreno. feiras. hospitais. 2. Estrutura de concreto e metálica. contendo basicamente: número de pavimentos.QUAIS ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR NO DOCUMENTO BASE? 12.

Segurança = Esperança + Vida.. ascmaia ..