Você está na página 1de 16

Estatística e Probabilidade

Prof. Robson Soares Ferreira

Introdução à Estatística.

Medidas de posição e medidas de dispersão.

Estatística - Introdução

É uma parte da matemática aplicada que fornece métodos para a coleta, organização,

descrição, análise e interpretação de dados e para a utilização dos mesmos na tomada de

decisões.

A coleta, organização e a descrição dos dados estão a cargo da Estatística descritiva, enquanto

que a análise e a interpretação ficam a cargo da Estatística Indutiva ou Inferencial.

Fases do método estatístico:

Coleta de dados;Indutiva ou Inferencial. Fases do método estatístico: Crítica dos dados; Exposição ou apresentações dos

Crítica dos dados;Inferencial. Fases do método estatístico: Coleta de dados; Exposição ou apresentações dos dados; Análise ou

Exposição ou apresentações dos dados;método estatístico: Coleta de dados; Crítica dos dados; Análise ou apresentação dos dados. População – Ao

Análise ou apresentação dos dados.dos dados; Exposição ou apresentações dos dados; População – Ao conjunto de entes portadores de, pelo

População Ao conjunto de entes portadores de, pelo menos, uma característica comum

denominamos população estatística ou universo estatístico.

Amostra Um subconjunto da população. Para as inferências serem corretas, é necessário

garantir que a amostra possua pelo menos uma característica básica da população.

Tabelas É um resumo dos dados. Numa tabela devem ter:

Título O quê?

Quando?

Onde?

Corpo - As informações sobre a variável em estudo

Fonte Notas ou chamadas no rodapé (Quem?)

Gráficos É uma forma de apresentação dos dados estatísticos, cujo objetivo é o de produzir,

no investigador ou no público em geral, uma impressão mais rápida e viva do fenômeno em

estudo. A apresentação do gráfico deve ser clara, simples e objetiva.

Levantamento estatístico

Fases do trabalho estatístico:

Definição do problemaLevantamento estatístico Fases do trabalho estatístico: Coleta de dados Apuração dos dados Apresentação dos

Coleta de dadosFases do trabalho estatístico: Definição do problema Apuração dos dados Apresentação dos dados (tabelas e

Apuração dos dadosestatístico: Definição do problema Coleta de dados Apresentação dos dados (tabelas e gráficos) Análise e

Apresentação dos dados (tabelas e gráficos)trabalho estatístico: Definição do problema Coleta de dados Apuração dos dados Análise e informação. Conclusão 2

Análise e informação.Definição do problema Coleta de dados Apuração dos dados Apresentação dos dados (tabelas e gráficos) Conclusão

Conclusãodo problema Coleta de dados Apuração dos dados Apresentação dos dados (tabelas e gráficos) Análise e

2

Variáveis

Qualitativas

(qualidade)

Quantitativas (quantidade)

Distribuição de frequência

Ordinais (tem que estar em ordem)

1º, 2º, 3º patentes

Nominais (tem que estar em nome)

Cor, Religião, Sexo

Discreta (enumeráveis obtida por meio de contagem)

Contínua (é obtida por meio de medição. Variável mensurável) Ex.: Altura de uma pessoa 1,72

Ex.: Dados a amostra de 60 medidas de uma dada região geográfica:

10

7

8

5

4

3

2

9

9

6

3

15

1

13

14

4

3

6

6

8

10

11

12

13

14

2

15

5

4

10

2

1

3

8

10

1

13

14

15

16

5

9

5

3

2

3

3

4

4

4

8

6

7

8

9

1

12

13

14

16

Fonte: hipotética

Dados brutos São os dados colhidos e dispostos em colunas e linhas (dados desordenados).

Rol organização numérica dos dados brutos (em ordem crescente ou decrescente).

Amplitude total variação entre o maior e o menor valor observado. At = S I

At = 16 1 = 15 Amplitude de classe (h) De forma prática encontramos o valor da amplitude de classe aplicando as fórmulas

At

e

At

Exemplo: 15 / 5 = 3 e 15 / 20 = 0,75

5

20

0,75 h 3

h=3

 

Título

 

Classe

fi

1

|4

15

4

|7

14

7

|10

11

 

10

|13

7

13

|| 16

13

 

60

Font: hipotética

Elementos de uma distribuição de frequência

fi frequência absoluta ou frequência simples absoluta.

3

Limites de classe (1 |4)

LI limite inferior

Ponto médio (xi) - xi

| — 4) LI – limite inferior Ponto médio (xi) - xi LS – limite superior

LS limite superior

LI

Ponto médio (xi) - xi LS – limite superior L I L S 2 ou xi

LS

2

ou xi

médio (xi) - xi LS – limite superior L I L S 2 ou xi LI

LI

(xi) - xi LS – limite superior L I L S 2 ou xi LI h

h

2

Frequência relativa (ou probabilidade)

fr

S 2 ou xi LI h 2 Frequência relativa (ou probabilidade) fr f i fi 100%

fi

fi
fi
xi LI h 2 Frequência relativa (ou probabilidade) fr f i fi 100% fac – Frequência

100%

fac Frequência acumulada crescente (menor do que ou abaixo de LS)

fad - Frequência acumulada decrescente (maior do que ou acima de LI)

Exercício

Classe

fi

xi

1

|4

15

4

|7

14

7

|10

11

10

|13

7

13

|| 16

13

60

fac

fad

fr

Uma auditoria em uma grande empresa observou o valor de 50 notas fiscais emitidos durante

um mês. Preencha os dados que faltam na tabela.

Valor da nota Nº de notas

xi

fac

fad

10

3 R$

7

12

2

12

17

5

17

22

13

22

27

10

27

32

9

32

37

6

37

42

5

Fonte:hip

Σ 50

 

4

Pede-se:

a) A frequência relativa da 3ª classe.

b) A classe de menor frequência.

c) O intervalo de maior frequência.

d) Os números de notas fiscais cujo valor é inferior a R$ 24.500,00.

e) A porcentagem de notas fiscais cujo valor está compreendido entre R$ 12.000 e R$

25.000,00

Medidas de posição

Média ( x )

Dados não agrupados

x

x
x

Soma de todos os valores amostrais

n Número de valores amostrais

Exemplo: Dada a amostra A = {2, 4, 5, 8, 2, 7}, calcule a média.

x

2 4 5 8 2 7 28
2
4
5
8
2
7 28

4,67

6

6

Exemplo prático:

Sabe-se que o chumbo tem alguns efeitos adversos à saúde. Abaixo estão listadas as medidas das quantidades de chumbo (em microgramas por metro cúbico, ou µg/m3. As medidas

mostradas abaixo foram registradas no local do Edifício 5 do World Trade Center, em dias

diferentes, logo após a destruição causadas pelos ataques terroristas de 11 de setembro de

2011. Ache a média para essa amostra de medidas de níveis de chumbo no ar.

x

x
x

n

essa amostra de medidas de níveis de chumbo no ar. x x n 5,40 1,10 5,40

5,40

amostra de medidas de níveis de chumbo no ar. x x n 5,40 1,10 5,40 0,42

1,10

5,40

de medidas de níveis de chumbo no ar. x x n 5,40 1,10 5,40 0,42 1,10

0,42

1,10

de níveis de chumbo no ar. x x n 5,40 1,10 5,40 0,42 1,10 0,73 6

0,73

6

0,42

de chumbo no ar. x x n 5,40 1,10 5,40 0,42 1,10 0,73 6 0,42 0,48

0,48

0,73

0,48

1,10

x n 5,40 1,10 5,40 0,42 1,10 0,73 6 0,42 0,48 0,73 0,48 1,10 1,10 9,23

1,10

1,10 5,40 0,42 1,10 0,73 6 0,42 0,48 0,73 0,48 1,10 1,10 9,23 6 1,538 O

9,23

6

5,40 0,42 1,10 0,73 6 0,42 0,48 0,73 0,48 1,10 1,10 9,23 6 1,538 O nível

1,538

O nível médio de chumbo é 1,538 µg/m3. Independente do valor da média, é também de se

notar que o conjunto de dados contém um valor (5,40) que está bem afastado dos demais (outlier). Nesse caso, o nível de chumbo de 5,40 µg/m3 foi medido um dia após o

desmoronamento do World Trade Center, e havia níveis elevados de poeira e fumaça.

Também, alguma quantidade de chumbo poderia ser proveniente do grande número de

veículos que se dirigiam para o local. Esses fatores fornecem uma explicação razoável para um

tal valor extremo.

Dados agrupados

x

fixi fi
fixi
fi

= 477

60

fatores fornecem uma explicação razoável para um tal valor extremo. Dados agrupados x fixi fi =

7,95

5

Mediana(Md)

Classe

1

|4

4

|7

7

|10

10

|13

13

|| 16

fi

xi

fixi

 

15

2,5

37,5

14

5,5

77

11

8,5

93,5

7

11,5

80,5

13

14,5

188,5

60

477,0

Uma desvantagem da média é que ela é sensível a qualquer valor, de modo que um valor excepcional pode afetar dramasticamente a média. A mediana supera grandemente essa desvantagem. A mediana pode ser considerada como um "valor do meio", no sentido de que cerca da metade dos valores no conjunto dos dados está abaixo da mediana e metade está acima dela. A definição que se segue é mais precisa.

A mediana de um conjunto de dados é a medida de centro que é o valor do meio quando os dados originais estão arranjados em ordem crescente (ou decrescente) de magnitude.

De forma simples podemos pensar que a mediana é o valor da abscissa que será 50% das observações.

Dados não agrupados

Encontre a mediana para a amostra.

5,40

1,10

0,42

0,73

0,48

1,10

1º) Ordene os valores

 

0,42

0,48

0,73

1,10

1,10

5,40

Como o numero de valores é um número par (6), a mediana é encontrada pelo cálculo da média dos dois valores do meio (0,73 e 1,10).

Md

da média dos dois valores do meio (0,73 e 1,10). M d 0,73 1,10 2 0

0,73

da média dos dois valores do meio (0,73 e 1,10). M d 0,73 1,10 2 0

1,10

2

dos dois valores do meio (0,73 e 1,10). M d 0,73 1,10 2 0 , 9

0,915

Dados agrupados

15

14

11

7

13

| --------- | ------ | ------ | ------ | ------ |

1

30

4

7

Md

10

13

16

30

Posição =

n 60

n 60

2

2

6

| --------- | ------ | ------ | ------ | ------ | 1 30 4 7 ↓

30

10

7 Md 7
7 Md
7

11

1

Md

3 77
3
77

7,27

11

Md

LI 2
LI
2

N fac ant

.h
.h

fi md

Dados não agrupados

A

= {2, 4, 5, 8, 2, 7}

2,

2, 4 | 5, 7, 8

B

= {2, 5, 3, 15, 8}

2,

3, 5, 8, 15 Md = 5

Md

Md

n / 2 fac ant

8} 2, 3, 5, 8, 15 Md = 5 Md M d n / 2 –

xi n

2

xi n 1
xi n
1

2

2

4 5
4
5

4,5

2

Obs.: Se os dados não estiverem ordenados é necessário que ordene os dados antes de calcular a mediana.

Moda É o valor que ocorre com maior frequência ou o valor da abscissa de ordenada máxima (Mo).

Dados não agrupados

A = {2, 4, 5, 8, 2, 7}. Mo = 2

B={5, 1, 3, 2, 9} Amodal (moda não existe)

Dados agrupados

1 Mo Li h 1 2 1 fi Mo fiant 2 fi Mo fi post
1
Mo
Li
h
1
2
1 fi Mo
fiant
2 fi Mo
fi post

Tomando como exemplo a distribuição de frequência da página 6, calcule a moda.

7

Atividades para fixação

1) Para cada série, calcule a média, a mediana e a moda.

a) 2, 4, 6, 8

b) 2, 2, 8, 6, 6, 5, 4, 3, 2, 2, 3, 3, 6, 3, 5, 5, 4, 4, 4, 4

c) Títulos:

classes

fi

20

25

6

25

30

10

30

35

18

35

40

9

40

45

7

 

Σ 50

2) Foram feitas oito medidas do diâmetro interno dos anéis de pistão forjados de um motor de

uma automóvel. Os dados (em mm) são: 74,001; 74,003; 74,015; 74,000; 74,005; 74,002;

74,005 e 74,004. Calcule a média e a mediana da amostra.

3) Como determinar o maior valor que um determinado número pode assumir, sabendo que

ele pertence a um grupo com cinco números inteiros distintos, estritamente positivos, cuja

média é 16?

4) Um fabricante de molas está interessado em implementar um sistema de controle da

qualidade para monitorar seu processo de produção. Como parte desse sistema de qualidade,

foi decidido registrar o número de molas fora de conformidade, em cada batelada de

produção, com um tamanho igual a 50. Durante 40 dias de produção, 40 bateladas de dados

foram coletadas sendo reportadas abaixo.

9

12

6

9

7

14

12

4

6

7

8

5

9

7

8

11

3

6

7

7

11

4

4

8

7

5

6

4

5

8

19

19

18

12

11

17

15

17

13

13

a)

Construa uma tabela de distribuição de frequência, com as colunas fac, fad, fr.

b)

Encontre a média, mediana e moda da amostra.

5)

Observe a tabela abaixo que representa a distribuição da idade de 50 pessoas, organizada

por faixas de idade:

Idade (anos)

Nº de

casos

10

l 20

1

20

l 30

14

30

l 40

23

40

l 50

10

50

l 60

2

a) Qual a porcentagem de pessoas possuem idade

inferior a 35 anos?

b) Qual a idade média das pessoas?

c) Qual a idade que separa 40% do grupo de pessoas?

6) Seja a distribuição salarial apresentada abaixo:

Fábrica X. Número de operários, segundo classes de salários mensais 2010.

Salários

Fi

8

3,0

3,2

10

3,2

3,4

18

3,4

3,6

12

3,6

3,8

9

3,8

4,0

8

4,0

4,2

3

 

Σ 60

Pede-se

a) uma distribuição de frequência relativa.

b) a classe do salário do 30º operário.

c)

quantos operários recebem até R$ 3340,00 (exclusive)?

 

d)

qual a porcentagem daqueles que recebem R$ 3400,00 ou mais?

e)

o valor do salário que separa:

1. 50% dos operários.

2. 25% dos operários.

3. 10% dos operários.

f)

o valor da média, mediana e da moda.

 

7)

Na série (15, 20, 30, 40, 50) há, abaixo da mediana,

 

a)

2 valores b) 3 valores c) 3,5 valores d) 4 valores.

8)

Complete as informações ausentes na tabela seguinte.

 

Xi

Fi

Fr

Fac

Fad

12

5

16

13

17

32

34

8

45

47

56

3

Soma (∑)

50

100

9)

A tabela abaixo apresenta uma distribuição de frequência das áreas de 400 lotes.

Área (m2)

Nº de lotes

300

l 400

14

400

l 500

46

500

l 600

58

600

l 700

76

700

l 800

68

800

l 900

62

900 l 1000

48

1000 l 1100

22

1100 l 1200

6

Com referência a esta tabela, determine:

a) a amplitude total;

b) o limite superior da 5ª classe;

c) o limite inferior da 8ª classe;

d) o ponto médio da 7ª classe;

e) a amplitude do intervalo da 2ª classe;

f) a frequência relativa da 6ª classe;

g) a frequência da 4ª classe;

h) a frequência acumulada da 5ª classe; i) o nº de lotes cuja área não atinge 700 m2;

j) o nº de lotes cuja área atinge e ultrapassa 800 m2;

k) a percentagem dos lotes cuja área não atinge 600 m2;

l) a percentagem dos lotes cuja área seja maior ou igual a 900 m2;

m) a classe do 72º lote;

n) até que classe estão incluídos 60% dos lotes.

9

Medidas de dispersão

Amplitude total: É a única medida de dispersão que não tem na média o ponto de referência.

de dispersão que não tem na média o ponto de referência. Quando os dados não estão

Quando os dados não estão agrupados a amplitude total é a diferença entre o maior e

o menor valor observado:

AT = Máximo - Mínimo.

Ex:

Para os valores 40, 45, 48, 62 e 70 a amplitude total será: AT = 70 - 40 = 30

Com intervalos de classe a amplitude total é a diferença entre o limite superior da última classe e o limite inferior da primeira classe. Então:

AT = LS máximo - LI mínimo

Ex:

Classes

fi

4 |------------- 6

6

6 |------------- 8

2

8 |------------- 10

3

6 6 |------------- 8 2 8 |------------- 10 3  AT = 10 - 4 =

AT = 10 - 4 = 6

A amplitude total tem o inconveniente de só levar em conta os dois valores extremos

da série, descuidando do conjunto de valores intermediários. Faz-se uso da amplitude total quando se quer determinar a amplitude da temperatura em um dia, no controle

de qualidade ou como uma medida de cálculo rápido sem muita exatidão.

- Desvio padrão

O desvio padrão de um conjunto de valores amostrais é uma medida da variação dos valores em torno da média. É uma espécie de desvio médio dos valores em relação à média.

Desvio médio: é a média aritmética dos módulos dos desvios, tomados em relação à média.

DM

DM

N xi x i dados não agrupados.
N
xi
x
i
dados não agrupados.

N

N
N

fi x

i

i 1
i
1

N

x
x

dados agrupados.

10

Desvio padrão para dados não agrupados

S

| x i
|
x i

n

x | 2 |2

| x i
|
x
i

n

x | 2 |2

para dados não agrupados S | x i n x | 2 | x i n

amostral

não agrupados S | x i n x | 2 | x i n x |

população

Desvio padrão para dados agrupados

S

S f i
f i
f
i
1
1

| xi

n

x | 2

1 | x i n x | 2 amostral

amostral

f i
f i
f i
f
i

| xi

n

| x i n x | 2 populacion al

x | 2

| x i n x | 2 populacion al

populacion al

Propriedades 1) Se somarmos ou subtrairmos cada elemento de um conjunto por um número qualquer, a média será alterada por este valor e o desvio padrão inalterado. 2) Se multiplicarmos ou dividirmos cada elemento da série por um número qualquer, a média e o desvio padrão serão alterados por este valor.

- Variância ou Variança (S2 ou

alterados por este valor. - Variância ou Variança (S 2 ou 2 ) A variância é

2 )

A variância é uma medida que tem pouca utilidade como estatística descritiva, porém é extremamente importante na inferência estatística e em combinações de amostras. É a razão entre o somatório dos quadrados dos desvios, tomados em relação a média, e o número deles.

S 2

tomados em relação a média, e o número deles. S 2 ( xi n x )

( xi

n

em relação a média, e o número deles. S 2 ( xi n x ) 2

x) )

2

(dados não agrupados)

ou S

2

deles. S 2 ( xi n x ) 2 ( dados não agrupados ) ou S

( xi

S 2 ( xi n x ) 2 ( dados não agrupados ) ou S 2
2 fi x)
2
fi
x)

n

(dados agrupados)

Obs.: Se amostra n < 30 usa-se no denominador “n – 1”

Coeficiente de variação (dispersão relativa) ou coeficiente de Pearson

CV

CV

(dispersão relativa) ou coeficiente de Pearson CV CV S x 100% 100% x CV > 30%

S

x

(dispersão relativa) ou coeficiente de Pearson CV CV S x 100% 100% x CV > 30%

100%

relativa) ou coeficiente de Pearson CV CV S x 100% 100% x CV > 30% -

100%

x

CV

> 30% - dispersos

CV

< 30% - homogêneos

Desvio quartílico

Q

CV CV S x 100% 100% x CV > 30% - dispersos CV < 30% -

Q3 Q1

2

11

Quartil

25% 25% 25% 25%

Qn

LI
LI

nM

4

fac ant ant

fiQn

Desvio percentílico

P90

P 10 10

Percentil

Pn

LI
LI

nN

100

Exemplo:

fac ant ant

fi Dn

posição =90 P 10 Percentil P n LI n N 100 Exemplo: fac ant fi Dn posição

posição =P n LI n N 100 Exemplo: fac ant fi Dn posição = n N 4

nN

4

nN

100

Para a distribuição de dados agrupados pede-se:

a) A porcentagem de barras que pertencem ao intervalo x

b) A variância

c) O coeficiente de variação

S
S

Limites (kg)

fi

Xi

fixi

fi | xi - x |2

29

|36

6

36

|43

9

43

|50

12

50

|57

33

57

|64

17

64

|71

3

80

Exercícios

1) Calcule para a série:

Salário dos Vendedores Classe

Fi

12

Xi

400

|500

5

500

|600

10

600

|700

15

700

|800

10

800

|900

6

450

550

650

750

850

a)

A média e o desvio padrão dos salários.

b)

O coeficiente de variação. Classifique os dados em dispersos ou homogêneos.

2)

Determinar o desvio padrão da amostra

3)

Numa empresa, o salário médio dos homens é de R$ 4000,00 com desvio padrão de R$

1500,00 e o das mulheres é em média de R$ 3000,00, com desvio padrão de R$ 1200,00. “Com essas informações, conclui-se que o salário das mulheres apresentam menor dispersão relativa. É verdadeira essa informação? Justifique.

4) Um pesquisador interessado na eficiência de grupos de dieta pesou 5 clientes após várias

semanas no programa. Os valores da perda de peso ( em libras) foram: 13 12 6 9 10. Pede-

se calcular amplitude total, o desvio médio, a variância e o desvio padrão para esses dados

5) Para as séries apresentadas a seguir, responda, com base na medida de dispersão mais

conveniente.

Série A:

Série B:

Série C:

a) A série mais homogênea?

b) A série mais dispersa?

6) Para uma série que apresenta coeficiente de variação e variância, respectivamente 25% e 4

unidades, qual será a média?

7) Calcule a variância, o desvio padrão, e o coeficiente de variação para a distribuição de

valores de 54 notas fiscais emitidas na mesma data, selecionadas em uma loja de departamentos.

Consumo por 0 nota R$ N° de notas

loja de departamentos. Consumo por 0 nota R$ N° de notas 50 10 50 28 100

50

10

50

28

Consumo por 0 nota R$ N° de notas 50 10 50 28 100 150 12 T

100

Consumo por 0 nota R$ N° de notas 50 10 50 28 100 150 12 T

150

12

TREC

9) Em Recife a temperatura média do ano é de

Rio de Janeiro a temperatura média do ano é de RIO Qual cidade apresenta a temperatura mais homogênea?

13

T

Qual cidade apresenta a temperatura mais homogênea? 13 T 200 2 250 250 1 1 300

200

2

cidade apresenta a temperatura mais homogênea? 13 T 200 2 250 250 1 1 300 27

250 250

1

1

300a temperatura mais homogênea? 13 T 200 2 250 250 1 1 27 C 24 C

27 C 24 C
27 C
24 C

e o desvio padrão é

e o desvio padrão é

8

homogênea? 13 T 200 2 250 250 1 1 300 27 C 24 C e o

C . No

homogênea? 13 T 200 2 250 250 1 1 300 27 C 24 C e o

6 C .

Assimetria e Curtose

Assimetria - Mede o quanto a série está enviesada em torno da média.

Simétrica

x

a série está enviesada em torno da média. Simétrica x Md Mo Assimétrica positiva Mo Md

Md

a série está enviesada em torno da média. Simétrica x Md Mo Assimétrica positiva Mo Md

Mo

Assimétrica positiva

Mo

torno da média. Simétrica x Md Mo Assimétrica positiva Mo Md x Assimétrica negativa x Md

Md

x
x

Assimétrica negativa

x

Md Mo Assimétrica positiva Mo Md x Assimétrica negativa x Md Mo Índice de assimetria ou

Md

Mo Assimétrica positiva Mo Md x Assimétrica negativa x Md Mo Índice de assimetria ou grau

Mo

Índice de assimetria ou grau de assimetria

IA

IA

x Md Mo Índice de assimetria ou grau de assimetria IA IA 3( x Md )

3( x

Mo Índice de assimetria ou grau de assimetria IA IA 3( x Md ) S x

Md )

S

x
x

Mo

S

Curtose Mede o grau de achatamento da curva

K

S x Mo S Curtose – Mede o grau de achatamento da curva K Q 3

Q3

2( P90

P10 ) 10 )

Se K = 0,263 temos uma curva normal chamada mesocúrtica Se K < 0,263 a curva apresenta mais fechada que a normal leptocúrtica Se K > 0,263 a curva é mais achatada platicúrtica

14

Exemplo:

1) Considere os seguintes resultados de 3 distribuições de freqüência:

Distribuição

x

Md

Mo

Q1

Q3

P10

A

12

12

12

814

935

772

B

12,9

13,5

16

63,7

80,3

55

C

11,1

10,5

8

28,8

45,6

20,5

Determine:

a) O tipo de assimetria de cada uma delas

x a

Md a a

a) O tipo de assimetria de cada uma delas x a Md a Mo =>simétrica x

Mo =>simétrica

x b

Mo

Md Md
Md
Md

Mo => assimétrica negativa

x c => assimétrica positiva

b) O índice de assimetria de cada uma

IAA

IAB

IAC

3(12 b) O índice de assimetria de cada uma IA A IA B IA C 12) 0

12) 0
12)
0

4,42

3(12,9 de assimetria de cada uma IA A IA B IA C 3(12 12) 0 4,42 13,5)

13,5)de cada uma IA A IA B IA C 3(12 12) 0 4,42 3(12,9 0,43 4,20

de cada uma IA A IA B IA C 3(12 12) 0 4,42 3(12,9 13,5) 0,43

0,43

4,20

3(11,1 uma IA A IA B IA C 3(12 12) 0 4,42 3(12,9 13,5) 0,43 4,20 10,5)

10,5)A IA B IA C 3(12 12) 0 4,42 3(12,9 13,5) 0,43 4,20 3(11,1 0,43 4,20

B IA C 3(12 12) 0 4,42 3(12,9 13,5) 0,43 4,20 3(11,1 10,5) 0,43 4,20 c)

0,43

4,20

c) Os respectivos graus de curtose e classifique-os

KA

KB

KC

935

814 772) 63,7 55) 28,8 20,5)
814
772)
63,7
55)
28,8
20,5)

2(1012K A K B K C 935 814 772) 63,7 55) 28,8 20,5) 80,3 0,252 leptocúrti

80,3

0,252

leptocúrti caK C 935 814 772) 63,7 55) 28,8 20,5) 2(1012 80,3 0,252 mesocúrtica platicúrti ca 2(86,6

63,7 55) 28,8 20,5) 2(1012 80,3 0,252 leptocúrti ca mesocúrtica platicúrti ca 2(86,6 0,263 45,6 2(49,8

mesocúrtica

platicúrti ca28,8 20,5) 2(1012 80,3 0,252 leptocúrti ca mesocúrtica 2(86,6 0,263 45,6 2(49,8 0,287 Exercício P 90

2(86,62(1012 80,3 0,252 leptocúrti ca mesocúrtica platicúrti ca 0,263 45,6 2(49,8 0,287 Exercício P 90 1012

0,263

45,6

2(49,8leptocúrti ca mesocúrtica platicúrti ca 2(86,6 0,263 45,6 0,287 Exercício P 90 1012 86,6 49,8 S

0,287

Exercício

P90

1012

86,6

49,8

S

4,42

4,2

4,2

1) Considerando a distribuição de freqüência relativa aos pesos de 100 operários de uma fábrica. (Dados: Q1 = 66, Q3 = 82,5, P10 = 58 e P90 = 90)

Pesos (Kg)

fi

Xi

50

|58

10

58

|66

15

66

|74

25

74

|82

24

82

|90

16

90

|98

10

 

100

Determine:

a) O grau de assimetria

b) O grau de curtose

15

2) Dada distribuição, pede-se:

Estaturas (cm)

fi

150

|154

4

154

|158

9

158

|162

11

162

|166

8

166

|170

5

170

|174

2

39

Bibliografia:

a) a percentagem de alunos no intervalo x

b) o desvio quartílico.

c) o desvio percentílico.

d) o índice de assimetria (usando a moda).

e) o grau de curtose.

f) Classificação da distribuição.

e) o grau de curtose. f) Classificação da distribuição. S . LARSON, Ron; FARBER, Betsy, Estatística

S .

LARSON, Ron; FARBER, Betsy, Estatística aplicada. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010. 4 ed.

TRIOLA, Mario F. Introdução à Estatística. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

MONTGOMERY, Douglas C. Estatística aplicada e probabilidade para engenheiros. Rio de

Janeiro: LTC, 2003.

FONSECA, J. Siman; MARTINS, G. Andrade Curso de Estatística. São Paulo: Atlas.

16