Você está na página 1de 5
INSTITUTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO

Campus

PAULISTA

Período

NOTURNO

Disciplina

ECONOMIA E NEGÓCIOS

 

Semestre

 

1º.

Professor

ALEXANDRE LAS CASAS

   

Sala

 

Prova

NP1

 

Data

10/04/2012

Duração

2h e 30 minutos

 

Conteúdo

08 questões

Permanência

30 minutos no mínimo

 

Valor

 

0 a 8

Nota Prova

 

Trabalhos

Nota Final

Nota Revisada

 
RA -
RA
-

ESCREVA COM LETRA LEGÍVEL

Nome
Nome
 

Leia com atenção:

 

Não é permitido:

Prova individual e sem consulta.

Utilizar ou atender celular.

Utilize caneta preta ou azul.

Emprestar qualquer tipo de material.

Lápis não será aceito.

Manter mochila, bolsa ou estojo sobre a cadeira ou corpo.

Marcar mais de uma alternativa para a mesma questão.

Instruções

Gerais

Preencha seu RA e NOME completo legível.

Assine a lista de presença.

Instruções

Específicas

Verifique se falta alguma questão ou página na prova.

Rasurar o gabarito.

Atenção

“É atribuída nota ZERO ao aluno que usar meios ilícitos ou não autorizados pelo professor por ocasião da execução dos trabalhos, das provas parciais, dos exames ou de qualquer atividade que resulte na avaliação do conhecimento por atribuição de nota, sem prejuízo da aplicação de sanções cabíveis por esse ato de improbidade.”

Gabarito

MARQUE UM X COM CANETA PRETA OU AZUL SOBRE A ALTERNATIVA CORRETA

 

1 B

A C

 

D

E

2 B

A C

D

E

3 B

A C

D

E

4 B

A C

D

E

 

5 B

A C

D

E

6 B

A C

D

E

7 B

A C

D

E

 

8 B

A C

D

E

 

9 B

A C

D

E

10 B

A C

D

E

11

 

B

A C

 

D

E

12

B

A C

D

E

13

B

A C

D

E

14

B

A C

D

E

15

 

B

A C

 

D

E

16

B

A C

D

E

17

 

B

A C

 

D

E

18

 

B

A C

 

D

E

19

 

B

A C

 

D

E

20

 

B

A C

 

D

E

INSTITUTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO

QUESTÕES

QUESTÃO 01: A ciência econômica nasce com os fisiocratas e Adam Smith, através da concepção de sistema econômico. Com base na proposição de como funciona o sistema, seria possível avaliar o efeito das políticas econômicas, como aquelas defendidas pelos mercantilistas. Como seria julgada a política econômica mercantilista, pelos fisiocratas e por Smith?

a) Adequada, por possibilitar moldar os condicionantes do sucesso econômico de uma nação.

b) Adequada, por respeitar as leis naturais do funcionamento da economia.

c) Inadequada, por aumentar o excedente econômico e causar problemas de demanda efetiva.

d) Inadequada, por interferir na ordem do mercado e, assim, na reprodução e no crescimento
d) Inadequada, por interferir na ordem do mercado e, assim, na reprodução e no crescimento

d) Inadequada, por interferir na ordem do mercado e, assim, na reprodução e no crescimento das

d) Inadequada, por interferir na ordem do mercado e, assim, na reprodução e no crescimento das

nações.

d) Inadequada, por interferir na ordem do mercado e, assim, na reprodução e no crescimento das

e) Inócua, não afetando o desenvolvimento das nações.

QUESTÃO 02: De acordo com os problemas econômicos fundamentais o quê, quanto, como e para quem produzir e da escassez de recursos de produção, explique qual deve ser a definição principal da ciência social economia.

É uma ciência social que estuda como o indivíduo e a sociedade decidem empregar recursos produtivos escassos na produção de bens e serviços, de modo a distribuí-los entre as pessoas e grupos da sociedade, a

fim de satisfazer as necessidades humanas.

 

Em qualquer sociedade, os recursos ou fatores de produção são escassos; contudo as necessidades humanas são ilimitadas, e sempre se renovam. Isso obriga a sociedade a escolher entre alternativas de

produção e de distribuição dos resultados da atividade produtiva aos vários grupos da sociedade.

 

QUESTÃO 03: Os problemas econômicos fundamentais são: o que produzir para quem produzir e como

produzir. Com as alternativas abaixo assinale (V) Verdadeiro ou (F) falso.

(V
(V

a. ) O que produzir: decisão tomada em conjunto pelas unidades consumidoras (que

constituirão a demanda por bens e serviços) e pelas unidades produtoras.

distribuição

dependerá da quantidade de cada fator de produção utilizado e da sua produtividade.

(V
(V

b. )

Para

quem

produzir:

a

dos

benefícios

resultantes

da

produção

(V
(V

c. ) Como produzir: os produtores deverão adotar a combinação de fatores de produção

que proporcione o menor custo de produção.

QUESTÃO 04: O gráfico abaixo representa uma situação em que as empresas que oferecem o produto causam dano ao meio ambiente, gerando uma perda de bem-estar social porque o custo marginal social é superior ao preço vigente no mercado.

marginal social é superior ao preço vigente no mercado. P* = preço de equilíbrio no mercado

P* = preço de equilíbrio no mercado

q* = quantidade negociada

a) Analise esta situação, mostrando como pode ser corrigida:

A colocação de um imposto sobre o produtor, num montante que equalizasse a curva de

A colocação de um imposto sobre o produtor, num montante que equalizasse a curva de oferta normal e a que

considera os custos sociais, seria a maneira de corrigir a externalidade, como pode ser visto. O mesmo

normal e a que considera os custos sociais, seria a maneira de corrigir a externalidade, como
INSTITUTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO

deslocamento da curva de oferta poderia ser obtido se houvesse um “proprietário” do meio ambiente danificado que

pudesse cobrar do produtor pelo uso do fator de produção meio ambiente. A curva de oferta também se deslocaria

b) Neste contexto, explique o que vem a ser o Teorema de Coase. (custos/benefícios - gerados pelas atividades de produção ou consumo)

Mesmo numa situação em que não haja imposto corretivo, nem um pagamento ao “dono” do meio ambiente, transações entre os prejudicados pelo dano ao meio ambiente e os produtores poderiam resolver a externalidade. Os prejudicados poderiam pagar aos produtores se eles produzissem menos, ou seja, a produção poderia ser reduzida a nível de ótimo social. Mas, para que isto acontecesse, seria preciso que não

houvesse custos de transação.

 

Obs: Para responder corretamente a este item, bastaria enunciar o Teorema de Coase: “Na presença de

 

externalidades, se as partes puderem negociar livremente, não havendo custos de transação, chegariam a

 

um resultado eficiente.”

 

QUESTÃO 05: Analisando-se uma economia de mercado, observa-se que os fluxos real e monetário conjuntamente formam o fluxo circular da renda. Explique como esse sistema funciona. E o que mostra a curva de possibilidade de produção ou curva de transformação?

 

Os agentes econômicos são as famílias e as empresas. As famílias são proprietárias de fatores de produção e os

fornecem às empresas, através do mercado dos fatores de produção. As empresas, através da combinação dos

fatores de produção, produzem bens e serviços e os fornecem às famílias por meio do mercado de bens e serviços.

 

Fluxo Real da Economia

Mercado de Bens e Serviços

  Fluxo Real da Economia Mercado de Bens e Serviços Demanda Oferta Famílias Empresas Oferta Demanda

Demanda

Oferta

da Economia Mercado de Bens e Serviços Demanda Oferta Famílias Empresas Oferta Demanda Mercado de Fatores

Famílias

Empresas

Oferta

Demanda

Mercado de Fatores de Produção
Mercado de Fatores de Produção
Mercado de Fatores de Produção
Mercado de Fatores de Produção

Mercado de Fatores de Produção

Empresas Oferta Demanda Mercado de Fatores de Produção No entanto, o fluxo real da economia só

No entanto, o fluxo real da economia só se torna possível com a presença da moeda, que é utilizada para

remunerar os fatores de produção e para o pagamento dos bens e serviços.

Desse modo, paralelamente ao fluxo real temos um fluxo monetário da economia.

Fluxo Monetário da Economia

Pagamento dos bens e serviços
Pagamento dos bens e serviços
Pagamento dos bens e serviços

Pagamento dos bens e serviços

Pagamento dos bens e serviços
Pagamento dos bens e serviços

Famílias

Empresas

Remuneração dos Fatores de Produção

Curva de Possibilidades de Produção (ou curva de transformação).

Remuneração dos Fatores de Produção Curva de Possibilidades de Produção (ou curva de transformação).
Remuneração dos Fatores de Produção Curva de Possibilidades de Produção (ou curva de transformação).
Possibilidades de Produção (ou curva de transformação). É um conceito teórico com o qual se ilustra,

É um conceito teórico com o qual se ilustra, como a questão da escassez impõe um limite à capacidade produtiva

de uma sociedade, que terá que fazer escolhas entre alternativas de produção.

 

Devido à escassez

de recursos, a produção total de um país tem um limite máximo, onde todos os recursos

disponíveis estão empregados.

 

Suponhamos uma economia que só produza máquinas (Bens de Capital) e alimentos (Bens de Consumo) e que

as alternativas de produção de ambos seja as seguintes:

 

Mostrar em gráfico.

 
INSTITUTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO

Alternativas de Produção

Máquinas (milhares)

Alimentos (toneladas)

A

25

0

B

20

30

C

15

45

D

10

60

E

0

70

QUESTÃO 06: A Microeconomia, ou Teoria Geral dos Preços, analisa a formação de preços no mercado, ou seja, como a empresa e o consumidor interagem e decidem qual o preço e a quantidade de um determinado bem ou serviço em mercados específicos. A microeconomia estuda o funcionamento da oferta e da procura na formação do preço no mercado, isto é, o preço sendo obtido pela interação do conjunto dos consumidores com o conjunto de empresas que fabricam um dado bem ou serviço. Do ponto de vista da economia de empresas, onde se estuda uma empresa específica, prevalece a visão contábil financeira na formação do preço de venda de seu produto, baseada principalmente nos custos de produção, enquanto na Microeconomia prevalece a visão do mercado. O conceito de empresa possui 2 visões: a econômica e a jurídica. Do ponto de vista econômico, empresas ou estabelecimento comercial é a combinação pelo empresário, dos fatores de produção: capital, trabalho, terra e tecnologia, de modo organizados para se obter o maior volume possível de produção ou de serviços ao menor custo. Na doutrina jurídica reconhece-se o estabelecimento como uma universalidade de direito, incluindo-se na atividade econômica um complexo de relações jurídicas entre o empresário e a empresa. Em relação ao texto acima, explique os itens abaixo.

a) Pressupostos básicos da análise microeconômica;

 

A hipótese coeteris paribus ( tudo o mais permanece constante ): o foco de estudo é dirigido apenas àquele mercado, analisando o

papel que a oferta e a demanda nele exercem, supondo que outras variáveis interfiram muito pouco, ou que não interfiram de maneira

absoluta.

 

b) Papel dos preços relativos;

Na análise microeconômica, são mais relevantes os preços relativos, isto é, os preços dos bens

Na análise microeconômica, são mais relevantes os preços relativos, isto é, os preços dos bens em relação aos demais, do que os preços absolutos ( isolados) das mercadorias. Exemplo: se o preço do guaraná cair 10%, mas também o preço da soda cair em 10%, nada deve acontecer na demanda dos dois bens, mas se cair apenas o preço do guaraná, permanecendo inalterado o preço da soda, deve-se esperar um aumento na quantidade procurada de guaraná e uma queda na soda. Embora não tenha havido alteração no preço

absoluto da soda, seu preço relativo aumentou, quando comparado com o guaraná.

não tenha havido alteração no preço absoluto da soda, seu preço relativo aumentou, quando comparado com

c) Princípio da Racionalidade;

Por esse princípio, os empresários tentam sempre maximizar lucros condicionados pelos custos de produção, os

Por esse princípio, os empresários tentam sempre maximizar lucros condicionados pelos custos de produção, os consumidores procuram

maximizar sua satisfação no consumo de bens e serviços ( limitados por sua renda e pelos preços das mercadorias).

maximizar sua satisfação no consumo de bens e serviços ( limitados por sua renda e pelos

d)

Estrutura de mercado;

 

Análise das estruturas de mercado: A partir da demanda e da oferta de mercado são determinados o preço e a quantidade de um bem

 

ou serviço.

 

* As estruturas de mercado de bens e serviços são:

 

a)

concorrência perfeita; b) monopólio; c) oligopólio d) concorrência imperfeita ou monopolista;

 

As estruturas de mercado de fatores de produção são:

 
 

a)

concorrência perfeita;

b) monopólio;

c)oligopólio;

 

e)

Teoria da oferta e da demanda.

 

Demanda de Mercado

INSTITUTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO

Conceito: A demanda ou procura pode ser definida como a quantidade de um determinado bem ou serviço que os consumidores

desejam adquirir em determinado período de tempo.

 

A procura depende de variáveis que influenciam a escolha do consumidor. São elas: o preço do bem e serviço, o preço dos outros bens, a renda do consumidor e o gosto ou preferência do indivíduo. Para estudar-se a influência dessas variáveis utiliza-se a hipótese do

coeteris paribus, ou seja, considera-se cada uma dessas variáveis afetando separadamente as decisões do consumidor.

 

Oferta de Mercado

Pode-se conceituar oferta como as várias quantidades que os produtores desejam oferecer ao mercado em determinado período de tempo. Da mesma maneira que a demanda, a oferta depende de vários fatores; dentre eles, de seu próprio preço, dos demais preços, dos preços dos fatores

de produção, das preferências do empresário e da tecnologia.

 

Diferentemente da função demanda, a função de oferta mostra uma correlação direta entre a quantidade ofertada e nível de preços. É a

chamada Lei Geral da Oferta.

 

QUESTÃO 07: Conceitue: bens de capital, bens de consumo, bens intermediários e fatores de produção.

Definição de Bens de Capital, Bens de Consumo, Bens Intermediários e Fatores de Produção.

Bens de Capital: são aqueles utilizados na fabricação de outros bens, mas que não se desgastam totalmente no

processo produtivo. Exemplo: Máquinas, Equipamentos e Instalações.

 

Bens de Consumo: destinam-se diretamente ao atendimento das necessidades humanas. De acordo com sua

durabilidade, podem ser classificados como duráveis.

 

(geladeiras, fogões, automóveis) ou como não – duráveis (alimentos, produtos de limpeza).

 

Bens Intermediários: são aqueles que são transformados ou agregados na produção de outros bens e que são

consumidos totalmente no processo de produtivo (insumos, matérias-primas e componentes).

 

Fatores de Produção: São constituídas pelos recursos humanos (trabalho e capacidade empresarial), terra, capital e

tecnologia.

 

Boa Prova!!!