Você está na página 1de 19

Trabalho de Ciências

Naturais
Quais são as consequências
da utilização dos recursos
biológicos?
• Desde sempre, o Homem, tem vindo a precisar
de retirar, da Natureza, recursos
indispensáveis à sua sobrevivência.
• O avanço da ciência e da tecnologia, permitiu
ao Homem ter uma qualidade de vida melhor.
• Mas, com a intervenção Humana, temos vindo a
assistir a profundas alterações do equilíbrio
natural dos ecossistemas.
• Os recursos biológicos são
considerados como inesgotáveis, pois é
possível a sua renovação. Mas a sua
sobreexploração pode levar à sua
exaustão.
• A perda da biodiversidade é a
principal consequência da exploração
dos recursos biológicos.
Perda da biodiversidade:
• O Homem é o principal responsável da
perda da biodiversidade. As espécies
têm sido exterminadas de maneira muito
rápida pela acção humana, com uma taxa
superior aos índices de extinção por
causa natural.
Sobreexploração:
• O crescimento da população humana
contribui para a exploração dos recursos
naturais acima da capacidade de
renovação dos mesmos. A caça e a pesca
excessiva põem em perigo muitas
espécies, bem como as suas cadeias
alimentares.
• A pesca é responsável pelo
desaparecimento de muito peixe no
mundo.
Tráfico Ilegal de plantas e
animais:
• Apesar da existência de acordos
internacionais que proíbem o comércio
de plantas e de animais selvagens, bem
como partes dos seus corpos (como pele,
carapaças e presas), verifica-se que
este tipo de tráfico continua.
• Os elefantes são abatidos ilegalmente
por causa do seu marfim.
Introdução de espécies
exóticas :
• A introdução de espécies exóticas em
locais onde estes não existiam é, muitas
vezes, prejudicial ao ecossistema.
Podendo assim disseminar pragas e
doenças até então inexistentes. Muitas
destas novas espécies não têm
predadores nestes novos habitats, o que
as favorece na competição com as
espécies locais.
• Várias espécies de acácias originárias de Austrália e
África do Sul foram introduzidas em Portugal com o
objectivo de fixar as areias.

• Muitas destas espécies tornaram-se infestantes,


pondo em perigo a vegetação original.
Degradação,
Destruição e Fragmentação
de habitats:
• A poluição do ar e da água tem degradado
muitos habitats, com efeitos negativos sobre
os recursos biológicos.

• A limpeza do leito dos rios e a substituição de


ecossistemas por monoculturas de cereais ou
por florestas mono especificas de habitats,
uma vez que o empobrecem.
• As descargas de poluentes industriais e
de esgotos põem em risco os golfinhos.
• A agricultura, a expansão florestal, a
expansão urbana e industrial e a pesca
de arrasto são responsáveis pela
destruição de grande número de
habitats.
• A destruição do habitat do lince ibérico,
tornou-o num dos mamíferos europeus
mais ameaçados de extinção.
Porque é que é importante
preservar a biodiversidade?

• Podemos apontar quatro razões para


preservar a biodiversidade:

• Razões éticas – A espécie humana, única com


a percepção total do mundo e consciência
das consequências dos seus actos, tem o
dever moral de proteger as outras formas
de vida ou, pelo menos, não provocar a sua
extinção.
Razões ecológicas:
• Na Natureza, todas as espécies estão
interligadas. A extinção de uma delas
pode levar á destruição de todo o
ecossistema e pôr em perigo
mecanismos naturais importantes, como
a regulação do clima, a protecção dos
solos contra a erosão ou a polinização
das plantas, o que poderá colocar em
risco o próprio ser humano.
Razões económicas:
• A diminuição de números de espécies
pode prejudicar actividades já
existentes (por exemplo, a pesca), e
comprometer futuras utilizações, como
a produção de novos medicamentos.
Razões estéticas:
• A beleza da Natureza está muito
relacionada com a diversidade de seres
que a habitam. Uma paisagem natural
agradável contribui para o aumento da
qualidade de vida das populações.
Trabalho de :

• Alunas do 8ºD

• Anastasiya
• Beatriz
• Rita