Você está na página 1de 10

Curso de Informática

Formadora: Andréa Aranda

Windows

I - Breve história dos computadores:

1 - Quando surgiu:

O primeiro computador surgiu em 1943 – ENIAC era o seu nome. Pesava 300 toneladas,
possuía 19 000 válvulas e custou aos americanos cerca de 500 000 dólares.
O seu peso e tamanho eram tais que ThomasWatson, dirigente da IBM, declarou, em
1949, que, no futuro, no mundo, haveria espaço para apenas 5 computadores.
Hoje em dia qualquer calculadora de bolso possui as mesmas capacidades do Eniac.

Antigamente acreditava-se que os computadores poderiam vir a substituir inteiramente o


cérebro humano, mas apesar de todos os esforços e de alguns avanços neste sentido, o
máximo que os computadores conseguem fazer é reconhecer algumas figuras, pronunciar
algumas frases e fazer algumas escolhas. Mas sempre em âmbitos muito limitados.
Na realidade aquilo que os computadores conseguem é fazer cálculos com uma velocidade
muito superior à nossa, mas quando se trata de imaginar é-lhes impossível superar o
cérebro humano.

2- Como funcionam:

Os computadores funcionam com sinais digitais constituídos por dois símbolos apenas: 0 e
1 – chama-se a isto um sistema binário.
A vantagem deste sistema é que é facilmente representado pelos impulsos eléctricos que
circulam dentro dos computadores. (Ver placa de rede ou placa gráfica).

É possível transformar em sequências de 0 e 1 em imagens, sons, textos escritos ou


programas de computador. É assim que se torna possível copiar para um computador uma
fotografia oriunda de uma máquina fotográfica, ou um filme de VHS ou discos de vinil.

A cada 0 ou 1 chamam-se bit, cada sequência de 8 bit cria um byte, que é a unidade de
medida de todos os ficheiros informáticos. As dimensões de um programa, de um som, de
uma imagem ou de um texto num computador são medidos em milhares ou milhões de
bytes – kilobytes (Kb) ou megabytes (Mb).

Os bits, sob a forma de impulsos eléctricos atravessam os circuitos do computador que se


comportam como interruptores, quando o interruptor está ligado, o impulso eléctrico
circula e representa o 1, quando está desligado, representa o 0. Quando um computador
está ligado há milhões desses “interruptores” a ligar e desligar milhões de vezes por
segundo, criando assim as sequências de 0 e 1 que irão dar origem às fotografias ou às
músicas.

3 – Software vs. Hardware:

Software é o conjunto de programas que o computador executa, como por exemplo o


Windows, o Office (Word, Excel, Power Point), etc.

WINDOWS 1
Curso de Informática
Formadora: Andréa Aranda

Hardware é o conjunto de componentes físicos que compõem a própria máquina – o


monitor, a impressora, a disco, o processador, etc.
Esta diferença pode ser comparável com a televisão e os programas que ela passa. O
aparelho de televisão é o hardware, enquanto o telejornal, por exemplo, será o software.

Existem duas grandes categorias de software: os sistemas operativos (Windows, MacOS,


Unix, Linux) que são activados quando se liga o computador e os aplicativos ou aplicações
que são os que o utilizador usa para realizar acções específicas no computador: escrever
um texto, ouvir uma música, navegar na Internet (Word, calculadora, Windows Media
Player, etc.).

II - Iniciar e encerrar correctamente o computador

1 - Ligar o botão:

Trata-se de um acto mecânico que desencadeia uma série de mecanismos no interior da


máquina. O ligar o botão significa que, no sistema binário, deixou de estar um “0” e
passou a estar um “1”. Deste acto de ligar o computador, resulta a passagem de energia
entre os vários componentes que se vão ligando e desligando conforme as necessidades.

O primeiro programa a funcionar, é o sistema operativo (Windows 95, 98, Milenium,


2000,NT, XP ou o Linux, Unix). Como já havia sido referido, o sistema operativo é a base
de todo o software que é utilizado nos computadores. Sem ele é impossível conseguir que
os programas funcionem correctamente.

O primeiro ecrã ou janela (Windows em inglês) a carregar é conhecido como “Ambiente


de trabalho”. É aqui que se encontram os acessos ou “atalhos” para alguns dos programas
ou pastas mais utilizados.

2 - Desligar

Para encerar o computador não podemos ir ao botão e desligá-lo como fazemos com
qualquer outro aparelho. O sistema operativo (Windows) que está instalado e os
componentes electrónicos do computador não aceitam muito bem esse corte súbito de
energia. Temos de fazê-lo de uma forma mais lenta e metódica.

Primeiro devemos ir com o cursor do rato até ao canto inferior esquerdo do monitor – ao
botão “Iniciar”. E a seguir clicar com o botão esquerdo do rato em cima desse botão.
Aparecerá um novo menu que será diferente de acordo com as versões do “Windows” que
se usar (98, Milenium, 2000, XP), mas todos eles terão a opção de “desligar o
computador”.

WINDOWS 2
Curso de Informática
Formadora: Andréa Aranda

A máquina encerrará sozinha e depois desligamos o monitor (Atenção: o monitor deve


sempre ser desligado depois do computador e ligado antes).

3- Usar o explorador do Windows:

Existe um ícone no ambiente de trabalho que representa o caminho para se abrir um dos
programas mais importantes do computador: o “Explorador do windows”.

O meu
computador

Ícones para acesso a vários


programas e/ou pastas –
“Atalhos”

Se clicarmos duas vezes nesse ícone teremos acesso a tudo o que está dentro do
computador, desde os programas que foram previamente instalados até ao texto, à
fotografia ou a música que nós próprios pusemos lá.

WINDOWS 3
Curso de Informática
Formadora: Andréa Aranda

Botões para maximizar,


minimizar e fechar a janela
Zona de menus:
Disco rígido: servem para executar tarefas. São como
É onde toda a botões de um comando de televisão.
informação fica Cada um acciona um “canal” diferente
armazenada dentro do – abrem novas janelas, seleccionam,
computador (não são etc.
retirados).

Disco amovível:
São os discos que
podemos inserir e tirar
do computador
(exemplos: disquetes,
cds, dvds, pen drive, etc)

Dentro de cada disco rígidos estão inseridas várias pastas com informação necessária ao
trabalho do computador.
Se clicarmos duas vezes com o botão esquerdo do rato em cima de cada um daqueles
discos iremos ter acesso a todas a s pastas.

Pastas existentes no disco C de um


computador.
Atenção que as pastas variam de
computador para computador, mas a pasta
“Programas”, “Documents and Settings” e
“Windows”, mantêm-se em todos os
computadores.

Barra de tarefas:
Esta barra mostra as janelas que estão abertas. Neste caso o programa
“Word” e o explorador do Windows no disco C.
4 - Criar e apagar pastas:

Para criar uma pasta temos que escolher primeiro o local:


- “Os meus documentos”;

WINDOWS 4
Curso de Informática
Formadora: Andréa Aranda

- “Ambiente de trabalho”;
- “O meu computador”;
Normalmente, para que tudo funcione bem e fique “arrumado”, utiliza-se uma pasta que já
vem com o próprio sistema operativo (Windows, neste caso) – a pasta “Os meus
documentos”

Os meus
documentos

Podemos aceder a esta pasta no “Ambiente de trabalho” (em cima) ou através do


“Explorador do Windows”.

Os meus
documentos

É dentro desta pasta que devemos criar outra para inserir os dados que queremos gravar no
computador.

- Passo a passo:

1º - Fazer duplo clique sobre o ícone “Os meus documentos” com o botão esquerdo do
rato.

WINDOWS 5
Curso de Informática
Formadora: Andréa Aranda

2º - Depois de aberta a janela onde está a pasta os meus documentos, clicar com o botão
direito do rato dentro da janela, mas não em cima de nenhuma pasta que lá esteja.
3º - Quando aparecer o menu, seleccionar “Novo”, e no menu seguinte seleccionar
“Pasta”.

Será criada uma nova pasta com o nome “Nova pasta”.


4º - A seguir levar o rato até onde está escrito nova pasta e clicar em cima das letras com o
botão esquerdo do rato, as letras ficam com um fundo azul o que significa que podemos
escrever.
5 º - Apagar o que lá estava escrito com a tecla “Delete” do teclado.
6 º - Escrever o nome que queremos dar à pasta. (Neste caso “Curso de informática”)

Está criada a nova pasta. Agora é necessário “enchê-la” de documentos!

Nova pasta com o nome


de “Curso de informática”

WINDOWS 6
Curso de Informática
Formadora: Andréa Aranda

O procedimento para apagar uma pasta é muito mais simples do que o de criar uma nova.
Basta seleccionar a pasta que queremos apagar e novamente carregar na tecla “delete” do
teclado.

A reciclagem é uma pasta que


existe no “Ambiente de trabalho”
para onde vão todos os ficheiros
que apagamos.
De vez em quando é conveniente
“esvaziar” a reciclagem para que
não fiquem documentos
armazenados.

Aparecerá uma mensagem a perguntar se temos a certeza que queremos remover a pasta e
todo o conteúdo para a reciclagem e devemos responder sim.

4 - Usar a calculadora

Para aceder à calculadora é necessário ir novamente ao botão “Iniciar”. No menu


aparecerá uma lista onde constam vários botões de acesso a várias pastas, programas ou
tarefas do computador e, entre eles, o botão que dá acesso aos “Programas”.

Ao passar o rato por cima deste botão aparecerá uma nova lista que irá variar em tamanho
de acordo com os programas que possuímos instalados no nosso computador.

Dentro desta lista devemos seleccionar, passando o rato por cima, o botão “Acessórios”.
Novamente teremos outra lista de programas e, entre eles, aquele que procuramos: a
“Calculadora”.

Todo o processo pode ser visto representado na figura abaixo.

WINDOWS 7
Curso de Informática
Formadora: Andréa Aranda

Ao clicar em cima deste botão abre-se um novo programa que não é mais nem menos do
que uma calculadora como todas as que estamos habituados a usar no nosso dia a dia.

Para trabalhar com esta calculadora só é necessário clicar com o botão esquerdo do rato,
como habitualmente, nas teclas da calculadora ou, então, podemos usar as teclas do lado
direito do teclado.
As operações são representadas pelas seguintes teclas:

Soma : +
Subtracção: -
Multiplicação: *
Divisão: /

Todas as outras teclas funcionam da mesma forma que uma calculadora normal.

WINDOWS 8
Curso de Informática
Formadora: Andréa Aranda

4 – Windows media player

O “Windows media player” é um programa que é instalado no computador juntamente


com o sistema operativo.
Com o próprio nome indica, é um programa de multimédia. Permite visualizar filmes,
ouvir música, aceder à Internet para páginas ou programas específicos.

A forma de abrir o programa é a mesma de todos os outros. É preciso ir ao menu iniciar

O aspecto do programa varia de acordo com a versão, mas as funcionalidades são


basicamente as mesmas.
A versão 9, que é a da figura acima, permite acesso à Internet, sintonizar uma estação de
rádio (desde que tenha acesso à Internet), copiar músicas de cds para o computador,
organizar todos os ficheiros de multimédia do computador em bibliotecas (músicas por
intérprete, ou por genéro, etc).

Este programa é mais utilizado para ouvir músicas, mas existem alternativas na Internet
com a mesma qualidade e alguns deles são gratuitos. A escolha depende do gosto de cada
um.
Para quem trabalha com o “Windows”, este programa é uma boa opção, uma vez que ele
já vem com o sistema operativo e as actualizações são gratuitas.

WINDOWS 9
Curso de Informática
Formadora: Andréa Aranda

Exercícios:
1 - Crie dentro da pasta “Meus documentos” do seu computador uma nova pasta chamada
“teste”.
2 - Dentro da pasta “teste” crie uma pasta com o seu nome.
3 - No “Explorador do Windows” procure a pasta “Programas”
4 - Minimize e mova a janela do “Explorador do Windows”
5 - Maximize novamente a janela
6 - Feche o “Explorador do Windows” utilizando os botões da janela
7 - Elimine a pasta que criou com o seu nome.
8 - Inicie a máquina calculadora
9 - Através da máquina calculadora faça as seguintes operações aritméticas:
9.1 2456 x 23
9.2 45678 - 45000
9.3 23 x 56 – 45
7.4 2078 : 5 – 46
7.5 5431 x 2 : 3
10 – Inicie o “Windows Media Player” e escolha a opção de criar biblioteca multimédia

WINDOWS 10