Você está na página 1de 2

Minha vida

de cão
E
m toda minha infância no

S
Interior, sempre tive um e você tem alguma
cãozinho de parceria, mas familiaridade com a Internet –
não lembrava, ou lembrava especialmente as salas de bate-
e tentava me enganar a res- papo e os ICQs e Messengers
peito das alegrias e momentos ím- da vida –, entendeu o título desta
pares que um bichinho nos propor- reportagem (você quer teclar?). Para uns,
ciona. Quando vim morar em Por- uma ameaça à língua portuguesa, para
to Alegre, deixei em Venâncio Ai- outros, apenas um jeito prático de
res uma casa com um grande pá- escrever, a influência da Internet na
tio, onde podia dividir as tardes de linguagem escrita criou polêmica. Afinal,
sol na companhia da bicharada. a nova forma de se comunicar pelos Promoção
Sozinho em um apartamento, sem
minhas supermães Tereza e Schir-
ley para ajudar na limpeza, o espa-
meios eletrônicos atrapalha na hora de
escrever certinho?
O cenário do fenômeno é o mundo
O jovem não é bobo A Nova Cinderela
O caderno Patrola e a Warner
ço já era mais restrito, pensava que virtual. Qualquer pessoa que entre em um premiaram 10 guris e gurias com
o bichinho ia ficar muito sozinho. chat encontra abreviaturas como vc * “bás” e de “tris”, repleta de ingressos para o filme A Nova Cinderela.
Resumindo, optei por não ter um (você), pq (por que), qq (qualquer) e bj palavras estranhamente anasaladas Ângelo Dorneles Gomes e Fabiana Bastos
companheiro canino no lar. (beijo), além de dispensar acentuação e Só quem não conhece os jovens (misteriosamente, a nasalização de Farias ganharam ainda um kit com um
Se passaram alguns anos, e a pontuação. O resultado são frases pode ficar preocupado pelo fato generalizada parece ser um traço do par de tênis All Star. Os outros vencedores
vontade de ter um cachorro só au- recheadas de consoantes e carentes de deles andarem escrevendo, na estilo jovem desde o tempo dos foram Jaques Machado, Cristiano Werle
mentava. Até que chegou o dia em vogais, que se tornam ilegíveis para os Internet, naquele estilo antigo dos hippies e de Woodstock). Nós Flores, Lêda Fernandes Bertamoni,
que fui fazer uma reportagem em não-iniciados na linguagem. velhos chats por BBS (Bulletin também fomos assim, acreditem, no Alexandre Flores, Alexsandra Coelho,
que uma basset hound tinha ado- – Eles inventam palavras que só eles Boards), em que não havia a nosso tempo de escola! No entanto, Carlos Antônio Nunes, Carla Nunes da
tado oito filhotinhos vira-latas. entendem. Já vi em redações o “naum” possibilidade de usar til ou acentos. assim como trocamos de roupa Silva e Sheyla Mary Amaral.
Não agüentei, adotei um, e vocês em vez de “não”, que até acho Naquela época, era por necessidade quando vamos a uma festa ou a um
já sabem, o nome dele foi particularmente mais difícil de escrever – que se escrevia “vc”, “kd”, “naum” jantar de maior cerimônia, assim
escolhido pela audiência constata a professora de Língua (por não), “eh” (por é), etc. Hoje a também trocávamos – e o jovem de reprodução rbs tv/zh
do programa – Zulu. Portuguesa e Literatura do Anchieta juventude o faz por pura moda, hoje também troca – de linguagem,
Agora vem a parte Mariângela Vieira da Cunha principalmente porque este tipo de de acordo com a situação.
que quero dividir Goulart, que dá aulas no Ensino grafia (que nem ao menos é mais A não ser que ele tenha problemas
com vocês. Depois Médio. – Às vezes tento entender prática, porque demanda muito mais de socialização, dificilmente ele vai
de um mês com o bi- certas expressões e não consigo. É esforço para digitar) dá ao usuário a escrever assim num trabalho escolar
chinho, penso em co- um código dos jovens. imediata sensação de fazer parte de ou num e-mail para uma pessoa que
mo consegui ficar tanto Para bom entendedor, meia palavra um grupo restrito, especial, que está não pertença a seu grupo, assim
tempo sem uma figurinha basta. O velho ditado é o argumento da “por dentro”. como dificilmente ele vai falar com a
a favor
assim. O cachorro já está apren-
dendo a fazer suas sujeiras somen-
te no seu canto, não incomoda um
minuto sequer e quando faz uma
nova geração. A língua do tc é mais ágil e
fácil, especialmente para quem adora
mandar mensagens de texto pelo celular
ou conversar simultaneamente com
:-) “Eu sou a favor da linguagem de
Internet desde que se saiba usar a
“Há uma grande preocupação com as formas de
escrita que não correspondem aos padrões
estabelecidos como corretos. É preciso considerar
que não há apenas uma forma ‘boa’ de escrita. São
entendendo o internetês
> 9da10
(novidades)
>
>
kirida (querida)
kkkkkkk (risada)
Confesso que fico espantado
quando vejo educadores se
assustarem com isso, como se o
nosso idioma estivesse em perigo! A
família, com estranhos (ou mesmo
com a namorada) da mesma maneira
com que fala com os parceiros da
praia. Ele sabe escrever de dois
besteira (até nós que somos racio-
nais vivemos fazendo alguma) me
dezenas de amigos em comunicadores
como ICQ ou Messenger.
linguagem culta quando necessário. Mas
geralmente não uso nenhum acento nas palavras e
muitas as formas existentes, sendo necessário, para
avaliá-las, considerar a situação de uso, isto é, os
> akele (aquele) > naum (não) única novidade aqui é que os jovens
estão fazendo por escrito o que
jeitos, assim como sabe falar de dois
jeitos (se a escola, é claro, tiver
A ginástica do bicho
olha com aquela carinha de quem – É por um pouco de preguiça que coloco H no final de tudo. No colégio, eu escrevo interlocutores, os objetivos, o meio utilizado, o > aki (aqui) > pq (todos os sempre fizeram na fala: usando um desempenhado o seu papel...); um é Ico Thomaz vai mostrar no Patrola de
diz: “Foi mal”, e corre pro seu can- escrevemos errado, agilizando a sempre palitado (TUDO EM MAIÚSCULO), mas momento. Na Internet, as características de > axu (acho) “porquês”) código próprio de sua idade, que limitado à sua turma e à sua amanhã (RBS TV, 13h45min) a ginástica
tinho. Entre os inúmeros benefí- conversa. Mas às vezes, quando faço isso não tem influência NENHUMA da Internet. economia e redução estão associadas ao próprio > bbg (bobagem) > pru6 (pra vocês) exclua, se possível, os “caretas” geração, enquanto o outro é de uso natural, que voltou à moda – artistas
cios que um cachorro nos propor- trabalhos para a faculdade, sem querer As gurias ‘enfeitam’ muito mais na hora de meio utilizado.” > blz (beleza) > qdo (quando) mais velhos (parece que estão geral e universal. Não se preocupem, globais e surfistas estão virando bicho na
ciona, está o carinho dado sem de- acabo usando abreviações – confessa escrever do que os guris.” Vera Wannmacher > bj ou bjaum > qq (qualquer) conseguindo...).Quem já os ouviu porque o jovem não é bobo e sabe hora de malhar. Ico falou com um dos
sejar nada em troca. Se estamos fe- Tatiana Pitta Nucci, 20 anos, estudante de Mathias Kampf, 16 anos Pereira, doutora em beijo/ beijão) > msg (mensagem) conversar entre si deve ter percebido qual dos dois é moeda boa. pioneiros da área, o professor Alvaro
lizes, tristes, eufóricos ou mal-hu- Publicidade e Propaganda. Lingüística e professora de > entaum (então) > neh (né?) que eles usam uma linguagem Romano, que explica por que se imita o
morados, não interessa, eles estão Mesmo entre as tribos que povoam o “Escrevo do jeito que eu Letras da PUCRS entrecortada, elíptica, cheia de *Professor, doutor em Letras movimento de animais. A entrevista foi
sempre ali do seu lado. O mais in- mundo virtual, há diferenças. O primeiro falo! É muito mais rápido e > falow (falou) > ngm (ninguém) gravada no zoológico, onde Romano
teressante é quando chegamos em grupo, mais tradicional, apenas abrevia as se, por acaso, eu realmente > fmz (firmeza) > tb (também) analisou seus “alunos”. O Patrola também
casa, a alegria de rever seu dono é
algo inexplicável. O Zulu parece
que vai ter um ataque no coração.
Parece uma coisa idiota, mas
palavras ou troca letras (o H substituindo
o acento, o U ao final das palavras que
terminam com O). Já os mais liberais
usam o X como marca registrada, muitos
não souber como se escreve
uma palavra, tem essa
desculpa, de que eu escrevi
errado de propósito! Na
:-( contra
“Na Internet,
só uso um
porquê (pq), e na língua
> huehuehuehuahae
(risada)
> kd (cadê)
> t+ (até mais)
> vc (você)
> x (vez)
Você acha irreversível a tendência de escrever errado na Internet? E o quanto
isso pode atrapalhar na vida escolar, no trabalho e na própria comunicação com
as outras pessoas? Participe do mural do Patrola em zh.clicrbs.com.br
propôs uma troca de papéis – calma,
ninguém foi enjaulado! Dançarinos de
músicas alemãs tentaram praticar a
ginástica do professor, e vice-versa.
quem tem um cãozinho sabe do pontos de exclamação e letras maiúsculas aula escrevo corretamente, portuguesa existem quatro,
que estou falando. Neste final de alternadas com minúsculas. No Orkut, mas às vezes acabo me então me atrapalho. Minha
semana, vou estar viajando a traba-
lho, para bater um papo com uni-
versitários em Bagé. O Zulu vai fi-
car com uma parceria, mas tenho
milhares de membros discutem a “turma
da XuXa” em comunidades como Eu
OdEiU GeNTi ki IsKreVi AxIM e
SKrEvO aXiM e dAi? =P.
confundindo. Tenho colegas
que mesmo em redações
escrevem tudo errado!
Ahh... e desculpa se escrevi
ex-professora de português
queria até entrar com um
pedido para acabar com as
salas de chat porque os
Quem tem fama também ama
L
certeza que quando voltar ele vai – Uso Internet desde os 11 anos... aí.. algumas coisas erradas... alunos trocam as palavras i numa nota de jornal que o romance possa mostrar o que sente. Vejam vocês, As dores de amor são pra acho que os altos e baixos nas re-
enlouquecer por retornar para sua XeIM cOnTA iN qUaNDu eU DeXXiDu tentei escrever direitnhu!” por abreviações, tanto na hora de copiar a matéria entre a Luana Piovani e o Ricardi- uma das mulheres mais desejadas do Bra- quem se arrisca a viver o turbi- lações não trazem tristeza, mas
casa e assistir a uma Tela Quente iXcReVe aXxIm fREiXcUuU!!* Thaís Ferrão Miranda do Amaral, 16 do quadro quanto nas redações. Estou tentando nho Mansur tinha terminado. Até aí, sil levou um fora do namorado e tá im- lhão das paixões e das relações uma espécie de tempero pra
com seu dono. O Zulu chega a fi- Hehehe, tem gente que não entende... é largar este vício.” nada de novo. Como todo mundo sa- plorando pra voltar. Certa ela, ninguém tá afetivas. Sentir-se vivo e com vida. Se hoje alguém se espan-
car meia hora quietinho no meu co- tri diiiiver! E realmente me atrapalho na Vinícius Pinto, 15 be, e as revistas contam, as idas e livre disso. Se ela gosta dele, tem que di- o coração batendo é a melhor ta com a fraqueza da Luana,
lo olhando para a TV e balançando
a cabeça como se estivesse tentan-
do entender o que está vendo.
Rapaziada, neste fim de semana
hora de fazer redações ou até mesmo
copiar a matéria – conta, por e-mail,
Nicole Simonato, 16.
O debate está apenas começando. E
:-# depende
“Quando estou na Internet
escrevendo para amigos, eu abrevio
tudo. Por outro lado acho errado, pois isso pode se
“Uma coisa é querer transmitir sentimentos e
sensações MeIGuxAs, outra é abreviar palavras
simples. Sou contra, pois além de ser horrível de
vindas entre eles são rotineiras. O que me
chamou a atenção, no entanto, é que o fa-
to de a atriz ter ido até Buenos Aires para
pedir que o namorado reatasse com ela
zer. Assim como também acho que se ele
não quis mais, tem que dar uma justifica-
tiva. Numa relação, só as partes envolvi-
das sabem o quanto são importantes uma
parte dessa história. Claro que
existem aqueles que preferem
não se envolver para não se ma-
chucar. Mas aí, qual é a graça? Quem
gostaria de lembrar: quem não
quis o Rodrigo-maravilhoso-
Santoro um dia foi ela. Corajosa
essa guria! Viu só, um dia é da caça e
muita gente vai fazer o feriadão, você, o que acha? tornar um costume. Uma vez escrevi a palavra acho ler, dá uma dor de cabeça terrível depois de uma estava descrito em tom de deboche. Co- para outra. Ninguém tem o direito de jul- não lembra do friozinho na barriga do outro do caçador. E, na minha opinião,
então juízo nas estradas e na pega- com ‘x’ e logo tomei um xingão da professora e da leitura. Isso é passageiro (moda cyber), vem coisa mo assim? Se a Luana gosta do namora- gar ou condenar essas atitudes. Deixar primeiro beijo? Adoro essa sensação e nunca devemos desistir de gostar e buscar
ção. Um abração e até amanhã no * Tradução: Sem contar quando eu minha mãe, que, por sinal, dá aula de português. muito pior por aí. Escrever assim, além de infantil, do, nada mais normal do que ela lutar pa- pra amanhã o que se pode dizer agora é quero sentir isso sempre. a nossa outra metade.
Patrola da RBS TV. decido escrever assim, fresco. Esta linguagem é legal de ser usada apenas na hora atrapalha no desenvolvimento dos adolescentes, ra tê-lo de volta, não é? um erro. Hoje tudo é muito rápido, a gen- Sei que não adianta a gente buscar nos Beijolas apaixonadas.
dos e-mails.” público-alvo dessa forma deplorável de escrita.” Acho engraçado que as pessoas pen- te tem que agir. Digo isso não só para as outros a nossa felicidade, mas que é bom
ico.thomaz@rbstv.com.br
mauren.motta@rbstv.com.br camila.saccomori@zerohora.com.br João Ricardo Vieira da Cunha Goulart, 14 Bruno Mokarzel, 22 sem que só porque a moça é famosa não relações, mas para tudo nessa vida. poder dividi-la, isso tenho certeza. Aliás,