Ética, saúde alimentar e meio ambiente
N E U Z A M A R I A M I R A N DA D O S S A N TO S P R O FA . E S C O L A D E N U T R I Ç Ã O / U F B A

Salvador, 23 de agosto de 2013

Sumário
1. Introdução 2. Conceitos 3. Crescem as fraudes alimentares: a contaminação química 4. Perigos em alimentos 5. Problemas éticos em alimentação no Brasil: utilização de agrotóxicos e os impactos para a segurança alimentar 6. A exposição aos agrotóxicos e os riscos à saúde 7. A contaminação dos alimentos pelos agrotóxicos – o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) 8. Considerações finais 9. Referências

econômicos. aditivos intencionais. aspectos ambientais.) . antropológicos.QUALIDADE DOS ALIMENTOS Contaminantes biológicos e parasitários Contaminantes químicos (agrotóxicos. políticos. metais. nitritos e nitratos. micotoxinas nutricional Alimentos Segurança alimentar agronômico sensorial Qualidade de vida (saúde. etc. sociais.

Contaminantes em alimentos Qualquer substância que não seja intencionalmente adicionada a um gênero alimentício mas nele esteja presente como resíduo da produção. Regulamento (CEE) No 315/93 de 8 de Fevereiro de 1993 . fabrico. preparação. embalagem. processamento. acondicionamento. tratamento. transporte e/ou armazenamento do referido alimento ou em resultado a uma contaminação ambiental.

Contaminação de Alimentos Tradicionalmente maior importância à contaminação microbiológica do que a contaminação química dos alimentos .

.

Fraudes alimentares no Brasil: riscos crescentes .

O Caso do leite compensado O último escândalo (será o último??) .

... ESPELHO MEU.O Caso do suco com soda cáustica ESPELHO..

Contaminação do Suco de maçã ADES 20/03/2013 (o que será que foi???) .

Foi contaminação com soda cáustica!!! Dia 22/03/2013 .

Efeitos tóxicos da soda caústica .

E foi o único escândalo com alimentos? Contaminação com soda cáustica Dia 06/10/2011 .

Perigos químicos em alimentos  Metais tóxicos (Pb. Cd. As. Hg)  Poluentes orgânicos persistentes (POP’s) – dioxinas  Micotoxinas (aflatoxinas) Agrotóxicos  Gerados no processamento  Aditivos alimentares  Migrantes de embalagens  Resíduos de drogas veterinárias .

.

2012 . Dossiê agrotóxicos.Fonte: ABRASCO.

DERIVADO DO DDT DDT – PROIBIDO 1998 Fonte: ABRASCO. 2012. . Dossiê agrotóxicos.

.

dezembro de 2011 .A contaminação dos alimentos pelos agrotóxicos São Paulo: UVAS EM SUPERMERCADOS 63% resíduos de agrotóxicos não permitidos Fonte: PROTESTE.

presença de resíduos de agrotóxicos não autorizados pela legislação .A contaminação dos alimentos pelos agrotóxicos – o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA)  Análise de resíduos passou por várias mudanças  Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos (PARA) .2001 Objetivos do PARA: Analisar resíduos agrotóxicos in natura. Verificar se os alimentos contaminados ultrapassam o limite máximo de resíduo (LMR).

DOSSIÊ ABRASCO Um alerta sobre os impactos dos Agrotóxicos na Saúde .

.

.

tendo em vista a grande e acelerada expansão desta forma de aplicação de venenos. . especialmente em áreas de monocultivos. 2012  Proibir a pulverização aérea de agrotóxicos. expondo territórios e populações a doses cada vez maiores de contaminantes com produtos tóxicos gerando agravos à saúde humana e à dos ecossistemas.Propostas da ABRASCO.

água. 2012  Fortalecer e ampliar as políticas de aquisição de alimentos produzidos alimentação escolar sem agrotóxicos para a  Fortalecer e ampliar o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) da ANVISA incluindo alimentos processados. propostas da ABRASCO.Cont. outros alimentos in natura com base em uma estrutura laboratorial de saúde pública regionalizada em todo o país. . carnes.

Considerações finais: por uma ética da alimentação .

Cresce a literatura sobre vegetarianismo .

.

.

Portugal . 2009 .Cresce no mundo a opção por uma alimentação mais ÉTICA Fonte: Centro Vegetariano.

Movimento vegetariano atual .

IBOPE 2012: 15.2 milhões de brasileiros são vegetarianos .

Vegetarianos no Brasil e na Bahia Brasil 8% Bahia 7% .

Vegetarianos idosos no Brasil 10% .

p. alienação. conscientemente reintroduzida no processo de alimentação da matéria viva”. Não mais terei lixo. e o que me sobrar. mas como a “a encarnação de forças essenciais humanas”. 1984. Comerei o suficiente. nesse dia não terei mais resto. expressão de minha situação econômica. nem a noção suja de resto.A Alimentação pode ser ÉTICA? “O dia em que vir minha comida não como mercadoria. Fonte: SOUZA e VIEIRA. ainda será comida.77 . Poluição. ideologia.

O que está no meio ambiente acaba virando comida Carl Warner – “Foodscapes” .

Parte 1 . Saúde e segurança alimentar: a questão dos agrotóxicos. B. S.1054. GOMIDE. 2005. Rio de Janeiro: AS-PTA. STOPELLI.100. 2011. 10.Referências  ABRASCO. Segurança Alimentar e Saúde. 10. v. n. . P. 2012. v. 91. Agrotóxico: que nome dar? Ciência & Saúde Coletiva. 2008. 4. 1047. Brasília: ANVISA.. MAGALHÃES. 190p. P. MACHADO. Ciência & Saúde Coletiva.Agrotóxicos. Um guia para ação em defesa da vida. LANDRES. História da reportagem. p. M. supl. p. I. M. C. Agrotóxicos no Brasil. F. 2005. 264p.. Um alerta sobre os impactos dos Agrotóxicos na     Saúde. Um avião contorna o pé de jatobá e a nuvem de agrotóxico pousa na cidade.

“Temos o direito de decidir sobre aquilo que comemos” neuzami2004@yahoo.br .com.