Você está na página 1de 4

Sistemas de Banco de Dados

Modelos de Dados convencionais

Modelos de dados convecionais

1

Evolução de Modelos de Dados

• Redes (1964) • Hierárquico

ambos modelos fortemente influenciados por

características físicas do banco de dados

• Relacional

–proposto em 1970 –disponível comercialmente em meados dos anos 80

• Modelos mais recentes

–Semânticos –Funcionais –Relacionais aninhados

• Foco de pesquisa Atual

–Objetos-relacionais, Orientados-a-Objetos –Objetos & Funções, Objetos & Lógica

Modelos de dados convecionais

2

Modelo Hierárquico

• Características

–os dados são organizados em vários tipos de registros –relacionamentos explícitos entre registros: pai, filhos, irmãos –registros devem ser vistos dentro de um contexto

• Restrições de integridade inerentes ao modelo

–ocorrências registros filhos só podem existir ligadas a algum pai –se um registro filho tem dois ou mais pais do mesmo tipo de registro, o registro filho deve ser duplicado para cada pai –para um registro ter mais de um pai de tipos de registros diferentes, um deve ser o pai real e os outros devem ser pais virtuais.

Modelos de dados convecionais

3

Modelo Hierárquico

•Vantagens do modelo hierárquico

–natural para organizações hierárquicas de dados (taxonomias, estruturas organizacionais, objetos compostos nos domínios da biologia e manufatura.) –restrições de integridade garantidas pelo modelo adequadas a uma realidade hierárquica –simplicidade de processamento –agrupamento hierárquico natural (clustering)

•Sistemas

–IBM’s IMS (DL/1, IMS DB, IMS DC) –SYSTEM 2000

Modelos de dados convecionais

4

Modelo Hierárquico MÉDICO cod_med nome_med especialidade Descrição PACIENTE cod_pac nome_pac dia hora M1 JOÃO PEDIATRIA P1
Modelo Hierárquico
MÉDICO
cod_med
nome_med especialidade
Descrição
PACIENTE
cod_pac
nome_pac
dia hora
M1
JOÃO
PEDIATRIA
P1
ANA
18/3
14
Extensão
P2
MARIA
20/5
9
M2
GLÓRIA
CARDIOLOGIA
Modelos de dados convecionais
5

Modelo hierárquico

Modelo Hierárquico MÉDICO cod_med nome_med especialidade Descrição PACIENTE cod_pac nome_pac dia hora M1 JOÃO PEDIATRIA P1

Modelos de dados convecionais

6

Modelo

Hierárquico

Modelos de dados convecionais 7
Modelos de dados convecionais
7

Modelo de Redes

• Inicialmente apresentado no relatório do grupo de trabalho CODASYL (Conference on Data Systems Language), 1971 –chamado modelo DBTG (CODASYL Data Base Task Group) –revisado em 1978 e 1981 • ANSI (American National Standards Institute) apresentou uma proposta de padronização de uma linguagem de definição de redes (NDL) em 1984 • Características –os dados são organizados em vários tipos de registros e tipos de SETs (estabelecem os relacionamentos) –maior simetria nas consultas –problema de estratégia de acesso aos registros “filhos”

Modelos de dados convecionais

8

Modelo de redes

• Restrições de integridade inerentes ao modelo

–permite especificar restrições de integridade relativas a •inserção de registros em relacionamentos

–automática X manual

•permanência de registros no banco de dados, dependendo de seus relacionamentos

• Vantagens

–melhor apresentação de dados estruturados como grafo –modela comportamento de relacionamentos, especificando restrições de inserção/remoção/modificação –otimização através de “navegação inteligente”

• Sistemas

–IDS (Honeywell), DMS 1100 (Univac), TOTAL (cincom), IDMS (Goodrich-Cullinet-CA), VAX-DBMS (digital)

Modelo de redes

MÉDICO

PACIENTE

cod_med nome_med especialidade cod_pac nome_pac med_cons pac_cons CONSULTA dia hora P1 PEDIATRIA ANA 10/3 14 GLÓRIA
cod_med
nome_med especialidade
cod_pac
nome_pac
med_cons
pac_cons
CONSULTA
dia hora
P1
PEDIATRIA
ANA
10/3
14
GLÓRIA
CARDIOL.
P1
ANA
13/4
16
MARIA
NEUROL.
P1
6/2
ANA
9
9

Modelos de dados convecionais

9

Modelos de dados convecionais

10

Modelo em Redes

Modelo em Redes

Modelos de dados convecionais 9 Modelos de dados convecionais 10 Modelo em Redes Modelo em Redes
Modelos de dados convecionais 9 Modelos de dados convecionais 10 Modelo em Redes Modelo em Redes

Modelos de dados convecionais

11

Modelos de dados convecionais

12

Modelo Relacional

MÉDICO

cod_med

nome_med

especialidade

 

CONSULTA

 

cod_med

Cod_pac

 

dia

hora

 

MÉDICO

cod_med

nome_med

especialidade

 

M1

JOÃO

Pediatria

   

M2

MARIA

Cardiologia

CONSULTA

 

cod_med

Cod_pac

dia

 

hora

 

M1

P2

10/3

 

14

 

M2

P1

11/3

16

   

Modelos de dados convecionais

PACIENTE cod_pac nome_pac Modelo relacional esquema
PACIENTE
cod_pac
nome_pac
Modelo relacional
esquema

PACIENTE

cod_pac

nome_pac

P1

ANA

P2

JOSÉ

Instâncias do banco de

dados

13

Modelo Relacional

• Introdução por E.F. Codd (1970) • Características

–base de dados é visualizada como um conjunto de tabelas, cada uma representando uma relação –relacionamentos representados por valores de dados

–tabelas consistem de

linhas tuplas

colunas atributos –simetria nas consultas –Linguagens definidas:

• álgebra e cálculo relacionais • “transformados”em SQL com ampla aceitação • SQL - linguagem padrão para bancos de dados relacionais

Modelos de dados convecionais

14

Avanços da tecnologia de banco de dados

• Modelos de “implementação” • Hierárquico • Redes • Relacional

–características práticas

•linguagem de consulta •processamento de transações

–Concorrência, Reconstrução (recovery)

•Base teórica

–linguagens teóricas: álgebra/cálculo –projeto de BD: Normalização, definição e manipulação de visões –controle de concorrência por bloqueio (locking), selos de tempo (timestamping)

•Otimização de consultas

Modelos de dados convecionais

15

Bibliografia

• DATE, C.J. Introdução a Sistemas de Bancos de Dados: tradução (4ª edição americana). Rio de Janeiro: Campus, 1994. • GOLENDZINER, Lia Goldstein. Conceitos de Bancos de Dados. Porto Alegre: CPGCC/UFRGS, 1996 (notas de aula) • HEUSER, Carlos A. Fundamentos de Banco de Dados. Porto Alegre: CPGCC/UFRGS, 2000 (notas de aula) • KROENKE, DAVID M. Banco de Dados: Fundamentos, projeto e implementação. Sexta edição (tradução). LTC – Livros Técnicos e Científicos, 1999 • SILBERSCHATZ, Abraham.; KORTH, Henry F.; SUDARRSHAN, S. Sistemas de Banco de Dados. 3ª ed. São Paulo: MAKRON BOOKS, 1999

– http://www.bell-labs.com/topic/books/db-book/network-dir/index.html – http://www.bell-labs.com/topic/books/db-book/hierachical-dir/index.html

Modelos de dados convecionais

16