Você está na página 1de 24
B14 4200 113 rev. 5 - 10/08, pág. 1/24 14.140 4200 48 x 48 mm CONTROL
B14 4200 113
rev. 5 - 10/08, pág. 1/24
14.140
4200
48 x 48 mm
CONTROL ADOR ELETRÔNICO DIGITAL MICROPROCESSADO
modelo HW4200
Manual de Instruções
(Outubro/2008)
Manual de Instruções - HW4200
1 / 24
ÍNDICE
ÍNDICE

1

- DESCRIÇÃO GERAL

03

2

- FUNÇÕES DO FRONTAL

03

3

- PROGRAMAÇÃO

04

 

3.1

- Programação rápida do Set Point

04

3.2

- Menu principal de seleção de controle e programação dos parâmetros

04

3.3

- Níveis de programação dos parâmetros

05

3.4

- Modos de controle

05

3.5

3.4.1

REG)

REG REG REG

- Controle automático (REG

3.4.2

OFF)

OFF OFF OFF

- Controle desativado (OFF

3.4.3

OPLO)

OPLO OPLO OPLO

- Controle manual (OPLO

- Seleção do Set Point ativo

05

05

05

05

4

- INSTALAÇÃO NO PAINEL

06

 

4.1

- Instalação inicial

06

4.2

- Disposição e montagem

06

5

- LIGAÇÕES ELÉTRICAS

06

6

- MAPA DE CONFIGURAÇÃO

07

7

7.1

7.2

7.3

7.4

7.5

7.6

7.7

7.8

7.9

- CONFIGURAÇÃO

ySP)

ySP ySP ySP

- Set Point (ySP

yInP)

yInP yInP yInP

- Entrada (yInP

yOut)

yOut yOut yOut

- Saída de controle (yOut

- Configuração dos alarmes (yAL1

yAL1; yAL2 yAL3)

yAL1 yAL1 yAL1

yAL2; yAL3

yAL2 yAL3

yAL2

yAL2

yAL3

yAL3

yLbA)

yLbA yLbA yLbA

- Parâmetros de loop break (yLbA

yHb)

yHb yHb yHb

- Alarme de queima de resistência (yHb

yREG)

yREG yREG yREG

- Parâmetros de controle (yREG

yPAN)

yPAN yPAN yPAN

- Parâmetros relativos à interface do usuário (yPAN

ySER)

ySER ySER ySER

- Parâmetros relativos à comunicação serial (ySER

08

08

08

10

10

13

14

15

20

21

8

- PROBLEMAS COM O INSTRUMENTO

22

 

8.1

- Indicações de erro

22

9

- DADOS TÉCNICOS

23

10

- INFORMAÇÕES PARA PEDIDOS

23

11

- ESQUEMA ELÉTRICO

24

12

- ACESSÓRIOS

24

Recomendamos que as instruções deste manual sejam lidas atentamente antes da instalação do instrumento, possibilitando sua adequada configuração e a perfeita utilização de suas funções.

ÍNDICE 1 - DESCRIÇÃO GERAL 03 2 - FUNÇÕES DO FRONTAL 03 3 - PROGRAMAÇÃO 04

2 / 24

Manual de Instruções - HW4200

1 – DESCRIÇÃO GERAL

2 – FUNÇÕES DO FRONTAL

O modelo HW4200 é um controlador digital microprocessado “single

loop”, com controles ON/OFF, ON/OFF a Zona Neutra, PID de ação

simples e PID de ação dupla (direta e reversa), com funções de AUTO-

TUNE , SELF-TUNE e cálculo automático do parâmetro FUZZY

OVERSHOOT CONTROL pelo controle PID.

O controle PID efetuado pelo instrumento possui um algoritmo especial

com DOIS GRAUS DE LIBERDADE que otimiza o controle, de modo

independente, na presença de perturbação do processo e de variação

do Set Point.

O instrumento pode também dispor de interface de comunicação serial

RS485 com protocolo de comunicação MODBUS-RTU e com velocidade

de transmissão de até 38400 baud.

O valor do processo é visualizado em um display vermelho de 4 dígitos;

o valor de Set Point em um display verde de 4 dígitos, enquanto o estado

das saídas é indicado por leds.

O instrumento prevê a memorização de 4 Set Point de controle e

pode ter até 4 saídas a relé ou para comando de relés de estado sólido

(SSR).

A entrada é configurável e aceita sensores de temperatura (termopares

J, K, S; termoresistências Pt100; termistores PTC, NTC; sensores

infravermelhos com linearização J ou K) e sinais analógicos

normalizados (0/4 a 20mA, 0/1 a 5 V, 0/2 a 10 V, 0 a 50/60 mV, 12

a 60 mV).

O instrumento também pode dispor de uma entrada para

transformador amperométrico para a função de alarme de queima

de resistência (Heat Break).

Outras importantes funções existentes no instrumento são: alarme

de controle aberto (Loop-Break), alcance do Set Point a velocidade

controlada, controle de aquecimento e de resfriamento, função de

Soft-Start, configuração através de PC e proteção de parâmetros em

vários níveis.

Manual de Instruções - HW4200

  • 1 -

Tecla : utilizada para

1 – DESCRIÇÃO GERAL 2 – FUNÇÕES DO FRONTAL O modelo HW4200 é um controlador digital

acessar a programação

dos parâmetros de

funcionamento e para

confirmar a seleção.

  • 2 -

Tecla : utilizada para

1 – DESCRIÇÃO GERAL 2 – FUNÇÕES DO FRONTAL O modelo HW4200 é um controlador digital

decremento dos valores a

serem programados e para

selecionar os parâmetros.

Sendo mantida pressio-

nada dentro do modo de

programação, permite

Figura 1
Figura 1

passar ao nível de programação anterior até sair do modo de programação.

Quando não está em modo de programação, permite a visualização da

corrente medida na entrada TAHB no display SV.

  • 3 -

Tecla : utilizada para incremento dos valores a serem programados e

1 – DESCRIÇÃO GERAL 2 – FUNÇÕES DO FRONTAL O modelo HW4200 é um controlador digital

para selecionar os parâmetros. Sendo mantida pressionada dentro do

modo de programação, permite passar ao nível de programação anterior

até sair do modo de programação. Quando não está em modo de

programação, permite a visualização da potência da saída no display SV.

  • 4 -

Tecla : tecla de funcionamento programável através do parâmetro

1 – DESCRIÇÃO GERAL 2 – FUNÇÕES DO FRONTAL O modelo HW4200 é um controlador digital

USRb”. Pode ser configurada para: ativar a função Auto-tune ou

USRb

USRb

USRb

USRb

Self-tune, colocar o instrumento em controle manual, silenciar o

alarme, mudar o Set Point ativo e desativar o controle.

  • 5 -

  • 6 -

  • 7 -

  • 8 -

  • 9 -

LED OUT1: indica o estado da saída OUT1

LED OUT2: indica o estado da saída OUT2

LED OUT3: indica o estado da saída OUT3

LED OUT4: indica o estado da saída OUT4

Display SV: indica normalmente o valor do Set Point ativo, pode ser

configurado através do parâmetro “diSP diSP diSP diSP diSP ” para mostrar outras

variáveis.

  • 10 - LED AT/ST: aceso, indica a função Self-tune ativa; piscando, indica

a função Auto-tune ativa.

  • 11 - Display PV: indica normalmente o valor de processo.

  • 12 - LED SET: piscando, indica a entrada no modo de programação.

3 / 24

1 – DESCRIÇÃO GERAL 2 – FUNÇÕES DO FRONTAL O modelo HW4200 é um controlador digital

3 – PROGRAMAÇÃO

3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT

Este procedimento permite programar, de forma veloz, o Set Point

ativo e o valor do alarme (ver item 3.3).

Pressionar e soltar a tecla

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

, o display PV mostrará “SPSPSPSPSP nnnnn (onde n é o

número do Set Point ativo no momento) e o display SP o valor programado.

Para modificá-lo, utilizar a tecla

mentar o valor.

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

para incrementar ou

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

para decre-

Estas teclas atuam em passos de um dígito, porém, se forem mantidas

pressionadas além de um segundo, o valor incrementará ou decrementará

rapidamente. Após dois segundos na mesma condição, a velocidade

aumentará a fim de permitir alcançar rapidamente o valor desejado.

Uma vez programado o valor desejado do Set Point, pressionar a tecla

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

para visualizar os códigos e os valores dos alarmes configurados para

aparecerem neste nível de programação (ver item 3.3).

A saída do modo de programação rápida do Set Point pode ser feita

pressionando-se a tecla

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

após a visualização do último parâmetro

disponível, ou de forma automática, não pressionando qualquer tecla

por cerca de 15 segundos, quando o display retornará ao modo de

funcionamento normal.

3.2 –

MENU PRINCIPAL DE SELEÇÃO DE CONTROLE E

PROGRAMAÇÃO DOS PARÂMETROS

Uma vez selecionado o menu desejado, pressionar a tecla para confirmar.

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma
As seleções OPER OPER OPER OPER OPER e ConF ConF ConF ConF ConF acessam submenus que
As seleções OPER
OPER OPER OPER
OPER e ConF
ConF ConF ConF
ConF acessam submenus que possuem outros
parâmetros:

OPER Menu de parâmetros de operação: normalmente

OPER

OPER

OPER

OPER

contém os parâmetros de programação dos Set Point, mas pode

conter todos os parâmetros desejados (ver item. 3.3).

ConF Menu de parâmetros de configuração: contém todos os

ConF

ConF

ConF

ConF

parâmetros de operação e os parâmetros de configuração

(configuração de alarmes, controle, entrada, saídas, etc.).

Para acessar o menu OPE

OPERRRRR, selecionar a opção OPE

OPE OPE OPE

OPE OPE OPE

OPERRRRR e pressionar a tecla

.
.

O display SV mostrará o código que identifica o primeiro grupo de

parâmetros (ySP

ySP) e com as teclas

ySP ySP ySP

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

e

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

que se pretende modificar.

será possível selecionar o grupo

Uma vez selecionado o grupo de parâmetros desejado, pressionar a

tecla , no display PV, aparecerá o grupo e no display SV, o código que

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

identifica o primeiro parâmetro do grupo selecionado.

Através das teclas e será possível selecionar o parâmetro desejado.

Pressionando-se a tecla

Pressionando-se a tecla

, o display PV mostrará o código do parâmetro,

e o display SV mostrará seu valor, que poderá ser modificado através

das teclas

das teclas e .

e

.
.

Programado o valor desejado, pressionar novamente a tecla , o novo

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

valor será memorizado e o display mostrará novamente o grupo e o

código do parâmetro selecionado.

Através das teclas

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

ou

3 – PROGRAMAÇÃO 3.1 – PROGRAMAÇÃO RÁPIDA DO SET POINT Este procedimento permite programar, de forma

será possível selecionar outro parâmetro (se

existir) e modificá-lo da forma descrita.

Para acessar o menu principal, pressionar a tecla

Para acessar o menu principal, pressionar a tecla por 3 segundos. Para selecionar outro grupo de

por 3 segundos.

Para selecionar outro grupo de parâmetros, manter pressionada

Para acessar o menu principal, pressionar a tecla por 3 segundos. Para selecionar outro grupo de

ou

Através das teclas

Através das teclas

ou

é possível percorrer as opções:

é possível percorrer as opções:

 
por aproximadamente 1 segundo. Após este período, o display SV mostrará novamente o código do grupo

por aproximadamente 1 segundo. Após este período, o display SV

mostrará novamente o código do grupo de parâmetros.

Soltando-se a tecla será possível selecionar outro grupo (se existir) através

OPERRRRR

OPE OPE OPE

OPE

Permite o acesso ao menu dos parâmetros de operação.

 

ConF

ConF

ConF

ConF

ConF

Permite o acesso ao menu dos parâmetros de configuração.

das teclas

  • ou

.
.

OFF OFF OFF

OFF

OFF

Permite colocar o controlador no modo de controle OFF (saída de

controle desligado).

Para sair do modo de programação, não pressionar qualquer tecla por

cerca de 20 segundos ou pressionar a tecla ou por

Para sair do modo de programação, não pressionar qualquer tecla por cerca de 20 segundos ou
Para sair do modo de programação, não pressionar qualquer tecla por cerca de 20 segundos ou

RRRRREGEGEGEGEG

Permite colocar o controlador no modo de controle automático.

aproximadamente 3 segundos.

 

tunE

tunE

tunE

tunE

tunE

Permite ativar a função de Auto-tune ou Self-tune.

 

Para acessar o menu ConF

ConF será solicitada uma senha. Neste caso, inserir

ConF ConF ConF

OPLO

OPLO

OPLO

OPLO

OPLO

Permite colocar o controlador no modo de controle manual e, portanto,

programar, através das teclas

Permite colocar o controlador no modo de controle manual e, portanto, programar, através das teclas e

e

Permite colocar o controlador no modo de controle manual e, portanto, programar, através das teclas e

o valor da potência do

controle (%) que irá atuar na respectiva saída.

através das teclas

  • e

através das teclas e , o número 381 e pressionar a tecla 381 381 381 .

, o número 381

381 e pressionar a tecla

381 381 381

.
.

Caso seja inserida uma senha errada, o instrumento retornará ao modo

de controle no qual se encontrava anteriormente.

4 / 24 Manual de Instruções - HW4200

4 / 24

Manual de Instruções - HW4200

 

Se a senha estiver correta, o display SV mostrará o código que identifica

o primeiro grupo de parâmetros (ySP

ySP) e através das teclas

ySP ySP ySP

Se a senha estiver correta, o display SV mostrará o código que identifica o primeiro grupo

e

Se a senha estiver correta, o display SV mostrará o código que identifica o primeiro grupo

será

possível selecionar o grupo de parâmetros que se pretende modificar.

Os modos de programação e de saída de programação do menu ConF

ConF

ConF

ConF

ConF

são os mesmos descritos para o menu OPER

OPER

OPER.

OPER

OPER

3.3 – NÍVEIS DE PROGRAMAÇÃO DOS PARÂMETROS

O menu OPER

OPER normalmente contém os parâmetros de programação

OPER OPER OPER

do Set Point, entretanto, neste nível é possível fazer aparecer ou inibir

todos os parâmetros desejados mediante ao seguinte procedimento:

Acessar o menu ConF

ConF e selecionar o parâmetro que se pretende ou não

ConF ConF ConF

OPER.

OPER OPER OPER

tornar programável no menu OPER

Uma vez selecionado o parâmetro, se o LED SET estiver apagado significa

que o parâmetro é programável apenas no menu ConF

ConF, e se estiver aceso,

ConF ConF ConF

OPER.

OPER OPER OPER

significa que o parâmetro também pode ser programado no menu OPER

Para modificar a visualização do parâmetro, pressionar a tecla : o led

Se a senha estiver correta, o display SV mostrará o código que identifica o primeiro grupo

SET mudará de estado, indicando o nível de aceitabilidade do parâmetro

(aceso = menu OPER

OPER

OPER e ConF

OPER

OPER

ConF; apagado = apenas menu ConF

ConF ConF ConF

ConF).

ConF

ConF

ConF

No nível de programação rápida do Set Point descrito no item 3.1, o Set

Point ativo e os valores de alarme só serão visíveis se os relativos parâmetros

forem configurados como de operação (ou seja, presentes no menu OPER

OPER

OPER).

OPER

OPER

A possível modificação deste nível, com o procedimento descrito no

item 3.1 está subordinada ao que estiver programado no parâmetro

Edit (contido no grupo yPAn

Edit

Edit

Edit

Edit

yPAn).

yPAn

yPAn

yPAn

Este parâmetro pode ser programado como:

SE:

SE SE SE

=SE

o Set Point ativo pode ser modificado, enquanto os valores

de alarme não podem.

AE:

AE AE AE

=AE

o Set Point ativo não pode ser modificado, enquanto os

valores de alarme podem.

SAE:

SAE SAE SAE

=SAE

o Set Point ativo e os valores de alarme podem ser modificados.

SAnE: o Set Point ativo e os valores de alarme não podem ser

SAnE

SAnE

=SAnE

SAnE

modificados.

3.4 – MODOS DE CONTROLE

O controlador pode operar de 3 modos diferentes: controle automáti-

co (REG

REG), controle desligado (OFF

REG REG REG

OFF) e controle manual (OPLO

OFF OFF OFF

OPLO).

OPLO OPLO OPLO

O instrumento pode passar de um modo de controle para outro:

– Pelo teclado, selecionando o modo desejado no menu principal de seleção.

Manual de Instruções - HW4200

5 / 24

– Pelo teclado, através da tecla

Se a senha estiver correta, o display SV mostrará o código que identifica o primeiro grupo

USRb USRb USRb

USRb

. Programando-se o parâmetro USRb

(USRb USRb USRb USRb USRb = tunE USRb = OPLO USRb = OFF tunE tunE tunE
(USRb
USRb
USRb
USRb
USRb = tunE USRb = OPLO USRb = OFF
tunE
tunE
tunE USRb
tunE; USRb
USRb
USRb
OPLO
OPLO
OPLO USRb
OPLO; USRb
USRb
USRb
OFF OFF OFF
OFF), é possível passar do
controle “REG
REG REG REG
REG” ao modo programado no parâmetro e vice-versa.

– Automaticamente (após a execução do Auto-tune, o instrumento

REG”).

REG REG REG

retorna à condição de controle automático “REG

Ao ser ligado, o instrumento passará automaticamente para o modo

de controle que se encontrava no momento em que foi desligado.

  • 3.4.1 - CONTROLE AUTOMÁTICO (REG

REG REG REG

REG) – O controle automático é o

modo normal de funcionamento do controlador. Durante o

controle automático é possível visualizar a potência de controle

no display SV pressionando-se a tecla . Os valores visíveis para

Se a senha estiver correta, o display SV mostrará o código que identifica o primeiro grupo

a potência variam de H100

H100 (100% de potência em saída com

H100 H100 H100

ação reversa - aquecimento) a C100

C100 (100% de potência em

C100 C100 C100

saída com ação direta - resfriamento).

  • 3.4.2 - CONTROLE DESATIVADO (OFF

OFF ) – O instrumento pode ser

OFF OFF OFF

colocado no estado OFF

OFF, significando que o controle e as relativas

OFF OFF OFF

saídas estão desativadas, mas a saída de alarme continua em operação.

  • 3.4.3 - CONTROLE MANUAL (OPLO

OPLO) – Através desta opção é possível,

OPLO OPLO OPLO

desativando-se o controle automático, programar manualmente

a porcentagem de potência na saída do controlador.

Quando o instrumento for colocado no controle manual, a porcentagem

de potência visualizada no display SV será a última fornecida à saída e

poderá ser modificada através das teclas e .

Se a senha estiver correta, o display SV mostrará o código que identifica o primeiro grupo
Se a senha estiver correta, o display SV mostrará o código que identifica o primeiro grupo

No caso de controle do tipo ON/OFF, o 0% corresponde à saída desativada,

enquanto qualquer valor diferente de 0 corresponde à saída ativada.

Como no caso da visualização, os valores programáveis para a potência

variam de H100

H100 (100% de potência na saída com ação reversa) a C100

H100 H100 H100

C100

C100

C100

C100

(100% de potência na saída com ação direta).

Para colocar novamente o instrumento no controle automático,

selecionar “REG

REG” no menu principal de seleção.

REG REG REG

3.5 – SELEÇÃO DO SET POINT ATIVO

O instrumento permite programar até 4 diferentes Set Point de

controle (SP1

SP1, SP2 SP3, SP4

SP1 SP1 SP1

SP2, SP3 SP4) e selecionar posteriormente qual

SP2 SP2 SP2 SP3 SP3 SP3 SP4 SP4 SP4

deles será ativado.

O número máximo de Set Point é determinado pelo parâmetro nSP nSP nSP nSP nSP no
O número máximo de Set Point é determinado pelo parâmetro nSP
nSP nSP nSP
nSP no
grupo de parâmetros ySP
ySP ySP ySP
ySP.

O Set Point ativo pode ser selecionado:

– Através do parâmetro SPAt

SPAt no grupo de parâmetros ySP

SPAt SPAt SPAt

ySP.

ySP ySP ySP

– Através da tecla

U se o parâmetro USRb

USRb CHSP.

USRb = CHSP

USRb

USRb

CHSP CHSP CHSP

Automaticamente do SP1

SP1 para SP2

SP1 SP1 SP1

SP2 caso seja programado um pata-

SP2 SP2 SP2

mar duR.t

duR.t (ver item 7.7.16).

duR.t

duR.t

duR.t

Os Set Point SP1

SP1 SP2, SP3 SP4 serão visíveis em função do número

SP1 SP1 SP2 SP2 SP2 SP3 SP3 SP3 SP4 SP4 SP4

SP1, SP2 SP3, SP4

máximo do Set Point selecionados no parâmetro nSP

nSP e serão

nSP nSP nSP

programáveis com um valor entre o valor programado no parâmetro

SPLL e o valor programado no parâmetro SPHL

SPLL

SPLL

SPLL

SPLL

SPHL.

SPHL

SPHL

SPHL

Nota: nos exemplos seguintes, o Set Point será indicado genericamente como SPSPSPSPSP, entretanto, o instrumento funcionará efetivamente em base ao Set Point selecionado como ativo.

4.2 – DISPOSIÇÃO DE MONTAGEM

O HW4200 permite montagem de

múltiplas unidades, lado a lado ou

sobrepostas, utilizando espaço mí-

nimo, com distância entre os ins-

trumentos suficiente para coloca-

ção dos fixadores.

Nota: para este tipo de montagem, providenciar ventilação adequada de forma que a temperatura máxima am- biente de operação não seja excedida.

60 45,5 45,5 painel abertura do 60
60
45,5
45,5
painel
abertura do
60

Figura 3

4 – INSTALAÇÃO NO PAINEL

4.1 -

I NSTALAÇÃO INICIAL

  • 1. Fazer uma abertura no painel com as medidas indicadas na figura 3.

  • 2. Inserir o instrumento nesta abertura e fixar a presilha de fixação fornecida.

  • 3. Evitar colocar a parte interna do instrumento em locais sujeitos à alta umidade e sujeira que possam provocar condensação ou penetração de partículas e substâncias condutoras.

  • 4. Assegurar que o instrumento tenha uma ventilação apropriada e evitar a instalação em painéis que contenham dispositivos que possam levá- lo a funcionar fora dos limites de temperatura especificados.

  • 5. Instalar o instrumento o mais distante possível de fontes que possam gerar dis-túrbios eletromagnéticos como: motores, contatores, relés, eletroválvulas, etc.

O instrumento é plug-in, portanto pode ser removido de sua caixa pela parte frontal. Ao efetuar esta operação, é recomendável desenergizar o instrumento.

Figura 2
Figura 2
O Set Point ativo pode ser selecionado: – Através do parâmetro SPAt no grupo de parâmetros

5 – LIGAÇÕES ELÉTRICAS

Fazer as conexões ligando apenas um condutor por parafuso, seguindo

o esquema correspondente, verificando se a tensão de alimentação é a

indicada no instrumento e se o consumo das cargas ligadas ao

instrumento não é superior à corrente máxima permitida.

Projetado para ligação permanente, não possui interruptor nem

dispositivos internos de proteção contra sobrecorrente, portanto, deve-

se prever a instalação de um interruptor bipolar como dispositivo de

desconexão, que interrompa a alimentação do instrumento.

Este interruptor deve ser colocado o mais perto possível do instrumento e

em local de fácil acesso. Proteger todos os circuitos conectados ao instru-

mento com dispositivos (ex. fusíveis) adequados às correntes circulantes.

Utilizar cabos com isolamento apropriado às tensões, temperaturas e

condições de uso. Fazer com que os cabos relativos aos sensores de

entrada fiquem distantes dos cabos de alimentação e de outros cabos

de potência a fim de evitar a indução de distúrbios eletromagnéticos.

Se alguns cabos utilizados fo-

rem blindados, recomenda-se

aterrá-los de um só lado.

Antes de ligar as saídas às car-

gas, verificar se os parâmetros

programados são os desejados

e se o funcionamento da apli-

cação está correto para evitar

anomalias no sistema.

Figura 4

Figura 4

6 / 24

Manual de Instruções - HW4200

6 – MAPA DE CONFIGURAÇÃO

HW4200 SP 1 SP 2 SP 3 SP 4 AL1 AL2 AL3 0100 0000 0000 0000
HW4200
SP 1
SP 2
SP 3
SP 4
AL1
AL2
AL3
0100
0000
0000
0000
0010
0020
0030
OUT
00 25
1
PV
SET POINT 1 (pág. 8)
SET POINT 2 (pág. 8)
SET POINT 3 (pág. 8)
SET POINT 4 (pág. 8)
ALARME 1 (pág. 12)
ALARME 2 (pág. 12)
ALARME 3 (pág. 12)
OUT
2
OUT
100
3
SV
OUT
P 3 s
4
REG
OPER
OPLO
TunE
OFF
ConF
ConF
0381
0381
0381
0381
0381
0381
0381
P = controle
automático (pág. 5)
P = acesso aos parâmetros
de operação (pág. 4)
P = controle
manual (pág. 5)
P = liga / desliga
auto/self tune (pág. 4)
P = controle
desativado (pág. 5)
P = acesso a todos os
parâmetros de config. (pág. 4)
senha de acesso
(pág. 4)
Nota: O surgimento dos parâmetros no menu
OPER
, depende da liberação dos próprios parâmetros no menu
ConF
. Na indicação de cada
ou
3 segundos
parâmetro no menu
ConF
aparecerá o LED SET aceso ou apagado, ou seja,
LED
aceso parâmetro liberado em
0PER
; e
LED
apagado travado em
OPER
. Para ligar/desligar o
LED SET
use a tecla
U
. A sequência dos parâmetros em
OPER
é a mesma do
ConF
.
ConF
ConF
ConF
ConF
ConF
ConF
ConF
ConF
ConF
ConF
ConF
ySP0
yInP
yOut
yAL1
yAL2
yAL3
yLbA
yHb0
yREG
yPAn
ySER
ou
ou
ou
ou
ou
ou
ou
ou
ou
ou
ou
3 s
3 s
3 s
3 s
3 s
3 s
3 s
3 s
3 s
3 s
3 s
ySP0
yInP
yOut
yAL1
yAL2
yAL3
yLbA
yHb0
yREG
yREG
yPAn
ySER
nSP0
HCFG
01F0
OAL1
OAL2
OAL3
OLBA
OHb0
ConT
RS00
USRb
Add0
ySP0
yInP
yOut
yAL1
yAL2
yAL3
yLbA
yHb0
yREG
yREG
yPAn
ySER
SPAt
SEnS
02F0
AL1t
AL2t
AL3t
LbAt
IFS0
Func
SLoR
diSP
bAud
ySP0
yInP
yOut
yAL1
yAL2
yAL3
yHb0
yREG
yREG
yPAn
ySER
SP 1
SSC0
03F0
AB10
AB20
AB30
HbF0
HSEt
duRT
EdiT
PACS
ySP0
yInP
yOut
yAL1
yAL2
yAL3
yHb0
yREG
yREG
SP 2
FSC0
04F0
AL10
AL20
AL30
IHbL
Auto
SLoF
ySP0
yInP
yAL1
yAL2
yAL3
yHb0
yREG
yREG
SP 3
dP00
AL1L
AL2L
AL3L
IHbH
SELF
ST.P0
ySP0
yInP
yAL1
yAL2
yAL3
yREG
yREG
SP 4
Unit
AL1H
AL2H
AL3H
Pb00
SST0
ySP0
yInP
yAL1
yAL2
yAL3
yREG
SPLL
FiL0
HAL1
HAL2
HAL3
Int0
ySP0
yInP
yAL1
yAL2
yAL3
yREG
SPHL
OFSt
AL1d
AL2d
AL3d
dER0
yInP
yAL1
yAL2
yAL3
yREG
Rot0
AL1i
AL2i
AL3i
FuOc
yInP
yREG
Obs.:
Para entrar nos valores dos parâmetros, após estar indicando o
InE0
tcR1
nível e o parâmetro, aperte P que irá aparecer o parâmetro e o valor.
Usando as teclas
e
é possível mudar o valor do parâmetro.
yInP
yREG
OPE0
PRAT
Exemplo:
Nível
ySP0
nSP0
Parâmetro
Parâmetro
nSP0
0001
Valor
yREG
TcR2
Manual de Instruções - HW4200
7 / 24
Set Point
Set Point
Set Point
Set Point
Set Point
Set Point
Set Point
nº de
máximo
mínimo
4
3
2
1
ativo
Set Point
pág. 8
pág. 8
pág. 8
pág. 8
pág. 8
pág. 8
pág. 8
pág. 8
pot. saída
saída em
rotação
offset da
filtro de
unidade de
ponto
lim. sup.da lim. inf.da
sensor de
sinal de
em erro
caso de erro
da reta
leitura
entrada
leitura
decimal
escala V/I
escala V/I
entrada
entrada
pág. 10
pág. 10
pág. 9
pág. 9
pág. 9
pág. 9
pág. 9
pág. 9
pág. 9
pág. 8
pág. 8
função da função da função da função da
saída 4
saída 3
saída 2
saída 1
pág. 10
pág. 10
pág. 10
pág. 10
AL1 no ca-
retardo
histerese
valor sup.
valor inf.
valor do
funcion. do
tipo do
saída do
so de erro
do AL1
do AL1
de AL1
de AL1
alarme 1
alarme 1
alarme 1
alarme 1
pág. 13
pág. 13
pág. 13
pág. 13
pág. 12
pág. 12
pág. 12
pág. 11
pág. 11
AL2 no ca-
retardo
histerese
valor sup.
valor inf.
valor do
funcion. do
tipo do
saída do
so de erro
do AL2
do AL2
de AL2
de AL2
alarme 2
alarme 2
alarme 2
alarme 2
pág. 13
pág. 13
pág. 13
pág. 13
pág. 12
pág. 12
pág. 12
pág. 11
pág. 11
AL3 no ca-
retardo
histerese
valor sup.
valor inf.
valor do
funcion. do
tipo do
saída do
so de erro
do AL3
do AL3
de AL3
de AL3
alarme 3
alarme 3
alarme 3
alarme 3
pág. 13
pág. 13
pág. 13
pág. 13
pág. 12
pág. 12
pág. 12
pág. 11
pág. 11
tempo do
saída do
LbA
alarme LbA
pág. 14
pág. 14
valor sup.
valor inf.
função do
lim. sup.
saída do
do Hb
do Hb
alarme Hb
de escala alarme Hb
pág. 15
pág. 15
pág. 15
pág. 14
pág. 14
ciclo da
relação de
ciclo da
controle
tempo de
tempo de
banda
habilita
habilita
histerese
func. da
tipo de
saída 2
potência
saída 1
overshoot
derivada
integral
proporcional selftune
autotune do controle
saída
controle
pág. 19
pág. 19
pág. 19
pág. 18
pág. 18
pág. 18
pág. 18
pág. 18
pág. 17
pág. 17
pág. 17
pág. 15
tempo
pot.
veloc. rampa
tempo
veloc. rampa
reset
softstart
softstart
de descida de pág.
duração
de subida
manual
pág. 20
pág. 20
pág. 20
20
pág. 19
pág. 19
edição do
variavel do função da
Set Point
display SV
tecla U
pág. 21
pág. 21
pág. 20
progr. através
baud rate
endereço
porta serial
porta serial
serial
pág. 22
pág. 22
pág. 22

7 – CONFIGURAÇÃO

O menu de configuração do instrumento HW4200 se divide em

submenus descritos abaixo:

ySP)

ySP ySP ySP

7.1 – SET POINT (ySP

7.1.1

- Parâmetro nSP

nSP: número de Set Point programáveis.

nSP nSP nSP

O instrumento permite programar até 4 diferentes Set Point de controle

e selecionar posteriormente qual deles será ativado.

 

nSP nSP nSP

nSP

nSP

Numero de Set Point programáveis

  • 11111 a 44444

11111

 

7.1.2

- Parâmetro SPAt

SPAt: Set Point ativo.

SPAt SPAt SPAt

Permite selecionar o Set Point ativo.

 

SPAt

SPAt

SPAt

SPAt

SPAt

Set Point ativo

  • 11111 nSP nSP nSP nSP

a nSP

11111

 

7.1.3

- Parâmetro SP1

SP1 SP2; SP3 SP4: valores dos Set Point de

SP1; SP2 SP3; SP4

SP1

SP1

SP2 SP2 SP2 SP3 SP3 SP3 SP4 SP4 SP4

processo.

Permite modificar os valores dos Set Point ativos selecionados no

nSP.

nSP nSP nSP

parâmetro nSP

SP1 SP1 SP1

SP1

SP1

Set Point 1

SPLL SPHL

SPLL a SPHL

SPLL SPHL

SPLL

SPLL

SPHL

SPHL

00000

 

SP2 SP2 SP2

SP2

SP2

Set Point 2

SPLL SPHL

SPLL a SPHL

SPLL SPHL

SPLL

SPLL

SPHL

SPHL

00000

 

SP3 SP3 SP3

SP3

SP3

Set Point 3

SPLL SPHL

SPLL a SPHL

SPLL SPHL

SPLL

SPLL

SPHL

SPHL

00000

 

SP4 SP4 SP4

SP4

SP4

Set Point 4

SPLL SPHL

SPLL a SPHL

SPLL SPHL

SPLL

SPLL

SPHL

SPHL

00000

 

7.1.4

- Parâmetro SPLL

SPLL: limite inferior do Set Point.

SPLL SPLL SPLL

Valor mínimo programável como Set Point.

 

SPLL SPLL SPLL

SPLL

SPLL

Set Point mínimo

-1999 SPHL

-1999 a SPHL

-1999 SPHL

-1999

-1999

SPHL

SPHL

-1999

-1999

-1999

-1999

-1999

 

7.1.5

- Parâmetro SPHL

SPHL: limite superior do Set Point.

SPHL SPHL SPHL

 

Valor máximo programável como Set Point.

SPHL SPHL SPHL SPHL SPHL Set Point máximo SPLL SPLL SPLL SPLL 9999 SPLL a 9999
SPHL
SPHL
SPHL
SPHL
SPHL Set Point máximo
SPLL
SPLL
SPLL
SPLL 9999
SPLL a 9999
9999 9999 9999
9999
9999
9999
9999
9999

7.2 – ENTRADA (yInP

yInP

yInP)

yInP

yInP

  • 7.2.1 - Parâmetro HCFG

HCFG: tipo de sinal de entrada.

HCFG HCFG HCFG

Através do parâmetro. HCFG

HCFG é possível selecionar o tipo de sinal na

HCFG HCFG HCFG

entrada:

tc);

tc tc tc

– Termopar (tc

Rtd);

Rtd Rtd Rtd

– Termoresistência ou termistor (Rtd

– Transdutor com sinal normalizado em corrente (IIIII);

UoLt);

UoLt UoLt UoLt

– Tensão (UoLt

  • 7.2.2 - Parâmetro SEnS

SEnS: tipo de sensor de entrada

SEnS SEnS SEnS

Selecionar no parâmetro SEnS

SEnS o tipo de sensor de entrada desejado

SEnS SEnS SEnS

conforme a tabela abaixo:

 

HCFG

HCFG

HCFG

HCFG

HCFG

 

ENTRADA

S/ P. Decimal

C/ P. Decimal

Def.

Nota

 

Termopar J

SEnS = JJJJJ

SEnS SEnS SEnS

SEnS

-160 a 1000 °C

-256 a 1832 °F

-160.0 a 999.9 °C

-199.9 a 999.9 °F

   

Tc Tc Tc Tc Tc

Termopar K

SEnS CRAl

SEnS SEnS SEnS CRAl CRAl CRAl

SEnS = CRAl

-270 a 1370 °C

-454 a 2498 °F

-199.9 a 999.9 °C

-199.9 a 999.9 °F

JJJJJ

Termopar S

SEnS = SSSSS

SEnS

SEnS

SEnS

SEnS

-50 a 1760 °C

-58 a 3200 °F

-50.0 a 999.9 °C

-58.0 a 999.9 °F

 

PT100 (IEC)

SEnS Pt1

SEnS Pt1 Pt1 Pt1

SEnS = Pt1

SEnS

SEnS

-200 a 850 °C

-328 a 1562 °C

-99.9 a 850.0 °C

-99.9 a 999.9 °F

   

Rtd Rtd Rtd

Rtd

Rtd

PTC (KTY81-121)

SEnS Ptc

SEnS Ptc Ptc Ptc

SEnS = Ptc

SEnS

SEnS

-55 a 150 °C

-67 a 302 °C

-55. a 150.0 °C

-67.0 a 302.0 °F

Pt1 Pt1 Pt1

Pt1

Pt1

NTC (103-AT2)

SEnS = ntc

SEnS ntc

SEnS ntc ntc ntc

SEnS

SEnS

-50 a 110 °C

-58 a 230 °F

-50.0 a 110.0 °C

-58.0 a 230.0 °F

 

0

a 50 mV

SEnS 0.50

SEnS SEnS SEnS 0.50 0.50 0.50

SEnS = 0.50

       

0

a 60 mV

SEnS 0.60

SEnS SEnS SEnS 0.60 0.60 0.60

SEnS = 0.60

-199.9 a 999.9

12 a 60 mV

SEnS l2.60

SEnS = l2.60

SEnS l2.60

SEnS

SEnS

l2.60

l2.60

UoLt

UoLt

UoLt

UoLt

UoLt

0

a 5 V

SEnS 0.5

SEnS 0.5 0.5 0.5

SEnS = 0.5

SEnS

SEnS

1

a 5 mV

SEnS = 1.5 1.5 1.5 1.5 1.5

SEnS

SEnS

SEnS

SEnS

-1999 a 9999

-19.99 a 99.99

0.50

0.50

0.50

0.50

0.50

0

a 10 V

SEnS 0.10

SEnS SEnS SEnS 0.10 0.10 0.10

SEnS = 0.10

2

a 10 V

SEnS 2.10

SEnS SEnS SEnS 2.10 2.10 2.10

SEnS = 2.10

 

0

a 20 mA

SEnS 0.20

SEnS SEnS SEnS 0.20 0.20 0.20

SEnS = 0.20

-1.999 a 9.999

0.20

0.20

0.20

0.20

0.20

 

IIIII

4

a 20 mA

SEnS 4.20

SEnS SEnS SEnS 4.20 4.20 4.20

SEnS = 4.20

8 / 24

Manual de Instruções - HW4200

  • 7.2.3 - Parâmetro SSC

SSC: limite inferior da escala (para entrada de

SSC SSC SSC

sinal UoLt

UoLt

UoLt

UoLt/IIIII ).

UoLt

Programa o valor que o instrumento deve indicar em correspondência

ao início da escala (0/4 mA, 0/12mV, 0/1 V o 0/2 V).

Este parâmetro só aparece neste submenu quando o tipo de sinal de

entrada HCFG

HCFG

HCFG = UoLt

HCFG

HCFG

UoLt/IIIII.

UoLt

UoLt

UoLt

 

SSC SSC SSC

SSC

SSC

Limite inf. da escala - entrada de sinal V/I

-1999 FSC

-1999 FSC FSC FSC

-1999 a FSC

-1999

-1999

00000

 
  • 7.2.4 - Parâmetro FSC

FSC: limite superior da escala (para entrada de

FSC FSC FSC

sinal UoLt

UoLt

UoLt

UoLt/IIIII ).

UoLt

Programa o valor que o instrumento deve indicar em correspondência

ao final da escala (20 mA, 50 mV, 60 mV , 5 V o 10 V).

 

Este parâmetro só aparece neste submenu quando o tipo de sinal de

entrada HCFG

HCFG

HCFG = UoLt

HCFG

HCFG

UoLt/IIIII.

UoLt

UoLt

UoLt

FSC FSC FSC

FSC

FSC

Limite sup. da escala - entrada de sinal V/I

SSC 9999

SSC SSC SSC 9999

SSC a 9999

9999

9999

00000

 
  • 7.2.5 - Parâmetro dP

dP:

dP

dP

dP (ponto decimal).

Seleciona a resolução do display desejada. Caso a opção seja a programa-

ção com indicação decimal, verificar o valor de todos os parâmetros do

instrumento, pois esta programação afeta vários deles.

 

A resolução de sinal tc

tc

tc

tc e Rtd

tc

Rtd é de no máximo uma casa decimal (0 = 1°;

Rtd Rtd Rtd

1 = 0.1°), e para entrada de sinal UoLt

UoLt UoLt UoLt

UoLt e IIIII é de no máximo três casas

decimais (0 = 1; 1 = 0.1; 2 = 0.01; 3 = 0.001).

   

tc tc tc tc Rtd

Rtd Rtd Rtd

tc / Rtd

  • 00000 = 1 °C / F

   
  • 11111 = 0.1 °C / F

dP dP dP dP dP

Ponto

 
  • 00000 = 1

00000

decimal

UoLt / IIIII

UoLt UoLt UoLt

UoLt

  • 11111 = 0. 1

  • 22222 = 0.01

 
  • 33333 = 0.001

  • 7.2.6 - Parâmetro Unit

Unit: unidade de medida de temperatura.

Unit Unit Unit

Seleciona a unidade de temperatura desejada. Esta programação afetará

todos os parâmetros relacionados à temperatura.

Unit

Unit

Unit

Unit

Unit

Unid. de medida da temperatura

tc tc tc tc tc

°CCCCC

°CCCCC

   

°FFFFF

Manual de Instruções - HW4200

 

9 / 24

  • 7.2.7 - Parâmetro FiL

FiL: Filtro digital do sinal de entrada.

FiL FiL FiL

Através do parâmetro FiL

FiLé possível programar a constante de tem-

FiL FiL FiL

po do filtro de software relativo à medida do valor de entrada de forma

a poder diminuir a sensibilidade dos distúrbios de medida, aumentando

o tempo de amostragem.

FiL FiL FiL

FiL

FiL

Filtro digital de entrada

OFF 20.0 20.0 20.0

OFF a 20.0

OFF OFF OFF

20.0 (segundo)

0.2

0.2

0.2

0.2

0.2

 
  • 7.2.8 - Parâmetro OFSt

OFSt: offset da medida.

OFSt OFSt OFSt

O instrumento permite o ajuste da medida de forma a adequá-la às

necessidades da aplicação através dos parâmetros OFSt

OFSte Rot

OFSt OFSt OFSt

Rot.

Rot Rot Rot

É possível programar um offset positivo ou negativo que será

simplesmente somado ao valor lido pelo sensor antes da visualização e

que será constante para todas as medidas.

OFSt

OFSt

OFSt

OFSt

OFSt

Offset da medida

-1999 9999 9999 9999

-1999 -1999 -1999 9999

-1999 a 9999

00000

 
  • 7.2.9 - Parâmetro Rot

Rot: rotação da reta de medida.

Rot Rot Rot

Pretendendo-se que o offset programado não seja constante para to-

das as medidas, é possível fazer a calibração sobre dois pontos quais-

quer. Neste caso, para estabelecer os valores a serem programados nos

parâmetros “OFSt” e “Rot”, deve-se aplicar as seguintes fórmulas:

Rot = (D2-D1) / (M2-M1)

Rot Rot Rot

Rot

Onde:

OFSt = D2 - (Rot

OFSt

OFSt

OFSt

OFSt

Rot Rot Rot

Rot x M2)

M1

D1

=

=

M2 =

D2 =

valor medido 1

valor a ser visualizado quando o instrumento mede M1

valor medido 2

valor a ser visualizado quando o instrumento mede M2

Desta forma o instrumento mostrará:

DV

Onde:

=

MV x “Rot

Rot” + “OFSt

Rot Rot Rot

OFSt

OFSt OFSt OFSt

  • DV =

Valor visualizado

  • MV =

Valor medido

Exemplo 1: Caso pretenda que o instrumento indique o valor realmente

medido a 20°, e indique 190° quando o valor realmente medido for

200°.

7.2.3 - Parâmetro SSC : limite inferior da escala (para entrada de SSC SSC SSC sinal

Desta forma: M1=20; D1=20; M2=200; D2=190;

Rot” = (190 - 20) / (200 - 20) = 0,944

Rot Rot Rot

Rot

OFSt” = 190 - (0,944 x 200) = 1,2

OFSt OFSt OFSt

OFSt

Exemplo 2: Caso pretenda que o instrumento indique 10° quando o valor

realmente medido for 0°, e 550° quando o valor realmente medido for 500°.

Desta forma: M1=0; D1=10; M2=500; D2=550;

Rot” = (550 - 10) / (500 - 0) = 1,08

Rot Rot Rot

Rot

OFSt” = 550 - (1,08 x 500) = 10

OFSt OFSt OFSt

OFSt

Rot Rotação da reta de medida 0.000

Rot Rot Rot

Rot

0.000 2.000 1.000

0.000 a 2.000

0.000

0.000

2.000

2.000

2.000 1.000

1.000

1.000 1.000

7.2.10 - Parâmetro InE

InE:

InE

InE

InE Ação da saída no caso de erro de medida.

7.3 – SAÍDA DE CONTROLE (yOut yOut yOut yOut yOut) 7.3.1 - Parâmetros O1F O1F O1F
7.3 – SAÍDA DE CONTROLE (yOut
yOut
yOut
yOut
yOut)
7.3.1 - Parâmetros O1F
O1F
O1F
O1F O2F ; O3F
O1F ; O2F O3F ; O4F
O2F O2F O2F O3F O3F O3F O4F O4F O4F
O4F : funções das saídas

As saídas do instrumento podem ser configuradas neste grupo de

parâ-metros, onde se encontram, em função do número de saídas

disponíveis.

As saídas podem ser configuradas para as seguintes funções:

O1F O1F O1F

O1F

O1F

Função da saída 1

1.REG = Saída de controle primária

1.REG

1.REG

1.REG

1.REG

1.REG

1.REG

1.REG

1.REG

1.REG

 

O2F O2F O2F

O2F

O2F

Função da saída 2

2.REG = Saída de controle secundária

2.REG

2.REG

2.REG

2.REG

ALno

ALno

ALno

ALno

ALno

 

O3F O3F O3F

O3F

O3F

Função da saída 3

ALno = Saída de alarme normalmente aberta

ALno

ALno

ALno

ALno

ALnc = Saída de alarme normalmente fechada

ALnc

ALnc

ALnc

ALnc

ALno

ALno

ALno

ALno

ALno

 

O4F O4F O4F

O4F

O4F

Função da saída 4

OFF = Saída desativada

OFF OFF OFF

OFF

ALno

ALno

ALno

ALno

ALno

 

Permite estabelecer quais são as condições de erro de entrada que

levam o instrumento a fornecer na saída a potência programada no

OPE.

OPE OPE OPE

parâmetro OPE

 
   

OuR a condição é determinada pelo

OuR OuR OuR

OuR

overrange, underrange, ou pela

   

da ruptura do sensor

Ação da saída

OR OR OR OR OR

a condição é determinada pelo

InE InE InE InE InE

no caso de erro

de medida

overrange ou pela ruptura do

sensor

OuR OuR OuR

OuR

OuR

UR UR UR UR UR

a condição é determinada pelo

underrange ou pela ruptura do

sensor

7.2.11 - Parâmetro OPE

OPE: potência de saída no caso de erro de medida.

OPE OPE OPE

Em caso de erro de medida, o instrumento fornecerá na saída a potên-

cia programada no parâmetro OPE

OPE. Esta potência será calculada em

OPE OPE OPE

base ao tempo de ciclo programado para o controle PID. Para os

controles ON/OFF será automaticamente considerado um tempo de

ciclo de 20 seg. (ex: em caso de erro do sensor com controle ON/OFF

OPE = 50, a saída de controle será ativada por 10 seg, e desativada

OPE OPE OPE

e OPE

por 10 seg enquanto persistir o erro de medida).

Potência da saída no caso de erro OPE OPE OPE OPE OPE -100 -100 -100 -100
Potência da saída no caso de erro
OPE OPE OPE
OPE
OPE
-100
-100
-100
-100
-100 a 100
100 100 100
100 %
00000
de medida

A combinação número saída / número alarme, é feita no grupo relativo

ao alarme (yAL1

yAL1 , yAL2

yAL1 yAL1 yAL1

yAL2 ou yAL3

yAL2 yAL2 yAL2

yAL3)

yAL3

yAL3

yAL3

Obs.: é possível habilitar mais de um tipo de alarme (ex.: AL1 + LbA) numa única saída. A saída irá atuar quando tiver algumas das condições de alarme programadas.

7.4 –

CONFIGURAÇÃO DOS ALARMES (yAL1

yAL1 yAL1 yAL1

yAL1 ; yAL2 yAL3)

yAL2 yAL2 yAL2 yAL3 yAL3 yAL3

yAL2 ; yAL3

Para a configuração de funcionamento dos alarmes cuja atuação está

ligada ao valor de processo (AL1, AL2, AL3) é necessário estabelecer

primeiro a qual saída deve corresponder o alarme.

Para isto, configurar no submenu dos parâmetros yOut yOut yOut yOut yOut, os parâmetros relativos às
Para isto, configurar no submenu dos parâmetros yOut
yOut yOut yOut
yOut, os parâmetros
relativos às saídas a serem utilizadas como alarme (O1F
O1F O1F O1F
O1F, O2F O3F, O4F
O2F O2F O2F O3F O3F O3F O4F O4F O4F
O2F, O3F O4F)

programando o parâmetro relativo à saída desejada.

Alno a saída deve ser ativada quando alcançar o valor de alarme.

Alno Alno Alno

= Alno

Alnc a saída deve ser desativada quando alcançar o valor de alarme.

Alnc Alnc Alnc

= Alnc

Nota: Em todos os exemplos seguintes, o número de alarme será indicado genericamente por ( _ ).

Acessar o grupo yAL_

yAL_ relativo ao alarme que se pretende configurar e

yAL_ yAL_ yAL_

programar no parâmetro OAL_

OAL_ a saída para onde deverá ser destinado

OAL_ OAL_ OAL_

o sinal de alarme.

10 / 24

Manual de Instruções - HW4200

O funcionamento do alarme é estabelecido pelos seguintes parâmetros:

AL_t AL_t AL_t AL_t AL_t - TIPO DE ALARME Ab_ Ab_ Ab_ Ab_ Ab_ - CONFIGURAÇÃO
AL_t
AL_t
AL_t
AL_t
AL_t - TIPO DE ALARME
Ab_ Ab_ Ab_
Ab_
Ab_ - CONFIGURAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO ALARME
AL_ AL_ AL_
AL_
AL_ - VALOR DE ALARME
AL_L
AL_L
AL_L
AL_L
AL_L - VALOR INFERIOR DE ALARME (para alarme a janela)
AL_H
AL_H
AL_H
AL_H - VALOR SUPERIOR DE ALARME (para alarme a janela)
AL_H
HAL_
HAL_
HAL_
HAL_ - HISTERESE DO ALARME
HAL_
AL_d
AL_d
AL_d
AL_d
AL_d - RETARDO NA ATIVAÇÃO DO ALARME (em seg.)
AL_i AL_i AL_i
AL_i
AL_i - COMPORTAMENTO DO ALARME NO CASO DE ERRO DE MEDIDA

LHAb = ALARME ABSOLUTO DE JANELA: o alarme á ativado quando o

LHAb

LHAb

LHAb

LHAb

valor de processo atinge um valor inferior ao valor de alarme

programado no parâmetro AL_L

AL_L ou quando atinge um valor

AL_L AL_L AL_L

superior ao valor de alarme programado no parâmetro AL_H

AL_H

AL_H.

AL_H

AL_H

 

ON

 

ON

ON ON
AL_L SP PV

AL_L

AL_L SP PV

SP

 

PV

ON ON AL_L SP PV 0 AL_H
ON ON AL_L SP PV 0 AL_H
 

0

AL_H

graf. 3

  • 7.4.1 – Parâmetro OAL_

OAL_ : saída correspondente ao sinal de alarme

OAL_ OAL_ OAL_

   

OUT1

OUT1

OUT1

OUT1

OUT1

   

Saída correspondente ao sinal de

alarme

OUT2

OUT2

OUT2

OUT2

OUT2

OAL_

OAL_

OAL_

OAL_

OAL_

OUT3

OUT3

OUT3

OUT3

OUT3

Out2

Out2

Out2

Out2

Out2

 

OUT4

OUT4

OUT4

OUT4

OUT4

OFF OFF OFF

OFF

OFF

  • 7.4.2 – Parâmetro AL_t

AL_t : tipo de alarme:

AL_t AL_t AL_t

 

LodE = AL ARME REL ATIVO DE MÍNIMA: o alarme é ativado quando o

LodE

LodE

LodE

LodE

valor de processo atinge um valor inferior ao valor do set-

point - valor de alarme [SPSPSPSPSP - AL_

AL_].

AL_ AL_ AL_

ON

 
ON
ON
 
SP
SP

SP

PV

AL_

 

graf. 4

As saídas de alarme podem ter 6 comportamentos diferentes. A

descrição e gráfico dos possíveis alarmes é dado como "Alarme

normalmente aberto" ALno.

LoAb = ALARME ABSOLUTO DE MÍNIMA: o alarme é ativado quando

LoAb

LoAb

LoAb

LoAb

o valor de processo atinge um valor inferior ao valor de alarme

AL _.

AL_ AL_ AL_

programado no parâmetro AL_

ON PV AL_ 0 SP graf. 1
ON
PV
AL_
0
SP
graf. 1

HiAb = ALARME ABSOLUTO DE MAXIMA: o alarme é ativado quando

HiAb

HiAb

HiAb

HiAb

o valor de processo atinge um valor superior ao valor de

AL _.

AL_ AL_ AL_

alarme programado no parâmetro AL_

   

ON

ON
 
   

SP

 

PV

ON SP PV 0 AL_ graf. 2 Manual de Instruções - HW4200 11 / 24
ON SP PV 0 AL_ graf. 2 Manual de Instruções - HW4200 11 / 24
 
  • 0 AL_

 

graf. 2

Manual de Instruções - HW4200

 

11 / 24

HidE = AL ARME REL ATIVO DE MÁXIMA: o alarme é ativado quando

HidE

HidE

HidE

HidE

o valor de processo atinge um valor superior ao valor do Set

point

+ valor de alarme [SPSPSPSPSP + AL_

AL_].

AL_ AL_ AL_

ON

ON

ON
 

SP

SP
SP PV
 

PV

 

AL_

 

graf. 5

LHdE = AL ARME REL ATIVO DE JANEL A: o alarme é ativado quando o

LHdE

LHdE

LHdE

LHdE

valor de processo atinge um valor inferior ao valor [SPSPSPSPSP AL_L

AL_L]

AL_L AL_L AL_L

ou quando o valor de processo atinge um valor superior ao

valor [SPSPSPSPSP + AL_H AL_H AL_H AL_H AL_H]. ON ON PV SP AL_L AL_H graf. 6
valor [SPSPSPSPSP + AL_H
AL_H
AL_H
AL_H
AL_H].
ON
ON
PV
SP
AL_L
AL_H
graf. 6
   

LoAb - Alarme absoluto de mínima

LoAb

LoAb

LoAb

LoAb

   

HiAb - Alarme absoluto de máxima

HiAb

HiAb

HiAb

HiAb

AL_t AL_t AL_t

AL_t

AL_t

Tipo de alarme

LHAb - Alarme absoluto de janela

LHAb

LHAb

LHAb

LHAb

LoAb

LoAb

LoAb

LoAb

LoAb

LodE - Alarme relativo de mínima

LodE

LodE

LodE

LodE

 

HidE - Alarme relativo de máxima

HidE

HidE

HidE

HidE

LHdE - Alarme relativo de janela

LHdE

LHdE

LHdE

LHdE

7.4.3 - Parâmetro Ab_

Ab_ :configuração do alarme

Ab_ Ab_ Ab_

Este parâmetro pode assumir um valor compreendido entre 0 e 15.

O número a ser programado, que corresponderá ao funcionamento

desejado, é obtido através da soma dos valores descritos a seguir:

  • 7.4.3.1 - Comportamento do alarme no acionamento: as saídas do

alarme podem ter 2 comportamentos diferentes segundo o valor somado

Ab _.

Ab_ Ab_ Ab_

ao parâmetro Ab_

+0 = COMPORTAMENTO NORMAL : o alarme será ativado sempre

que as condições de alarme existirem.

+1 = ALARME NÃO ATIVO NA ENERGIZAÇÃO : a saída

correspondente não será ativada na energização do instrumento,

mesmo que existam condições de alarme . O alarme será ativado

somente se verificadas as condições de alarme pela segunda vez.

PV AL_ tempo ON ON 0 ON +1 graf. 7
PV
AL_
tempo
ON
ON
0
ON
+1
graf. 7
  • 7.4.3.2 - Retardo do alarme: as saídas do alarme podem ter 2 compor-

Ab _.

Ab_ Ab_ Ab_

tamentos diferentes segundo o valor somado ao parâmetro Ab_

+0 =

ALARME SEM RETARDO: o alarme será ativado imediatamente

ao serem verificadas as condições de alarme.

+2 =

ALARME COM RETARDO: ao serem verificadas as condições de

alarme, tem início a contagem do tempo de retardo programado

no parâmetro AL_d AL_d AL_d AL_d AL_d (expresso em segundos) e após este período, o alarme
no parâmetro AL_d
AL_d AL_d AL_d
AL_d (expresso em segundos) e após este período,
o alarme será ativado.
LoAb - Alarme absoluto de mínima LoAb LoAb LoAb LoAb HiAb - Alarme absoluto de máxima
  • 7.4.3.3 - Memória do alarme: as saídas de alarme podem ter 2 compor-

Ab _.

Ab_ Ab_ Ab_

tamentos diferentes segundo o valor somado ao parâmetro Ab_

+ 0 = ALARME NÃO MEMORIZADO: o alarme permanece ativo ape-

nas nas condições de alarme.

+ 4 = ALARME MEMORIZADO: o alarme será ativado quando existirem

as condições de alarme e permanecerá ativado mesmo que tais

condições deixem de existir até que seja pressionada a tecla , se

LoAb - Alarme absoluto de mínima LoAb LoAb LoAb LoAb HiAb - Alarme absoluto de máxima
programada anteriormente (USRb USRb USRb USRb USRb = Aac Aac Aac Aac Aac). PV AL_ tempo
programada anteriormente (USRb
USRb USRb USRb
USRb = Aac
Aac Aac Aac
Aac).
PV
AL_
tempo
ON
0
ON
+4
graf. 8
graf. 8
  • 7.4.3.4 - Inibição do alarme: as saídas de alarme podem ter 2 comporta-

Ab _.

Ab_ Ab_ Ab_

mentos diferentes segundo o valor somado ao parâmetro. Ab_

+ 0 = ALARME SEM INIBIÇÃO: o alarme sempre permanece ativo nas

condições de alarme.

+ 8 = ALARME COM INIBIÇÃO: o alarme será ativado quando existirem

as condições de alarme e pode ser desativado através da tecla ,

LoAb - Alarme absoluto de mínima LoAb LoAb LoAb LoAb HiAb - Alarme absoluto de máxima

se programada anteriormente (USRb

USRb USRb USRb ASi ASi ASi